Jump to content
Sign in to follow this  
Jirimias

Maldito Futebol Clube

Recommended Posts

Jirimias

Como assim, o Leicester tava disputando vaga nos Playoffs da championship ou eu perdi alguma coisa depois ? rs.. Não esperava pela demissão. Espero que o Revie vá para um time que possibilite encontros com o seu.

Pois é, o futebol é malvado. Como eu cortei um capítulo em dois, acabou que a parte onde falava sobre o desempenho do Revie ficou para a segunda parte. Agora a minha torcida é que ele arrume um emprego logo, o FM costuma ser meio malvado com os personagens que crio no editor.

Já tava sentindo falta da atualização aqui, haha.

Pena o Tom ter sido demitido, mesmo assim rendeu uma boa ficção e fica a expectativa pelo futuro dele. Eu já disse diversas vezes, mas vou ter que voltar a falar, o nível de detalhismo que coloca em sua ficção causa uma imersão bacana demais.

Quem será o "perseguidor" de Tom? Será Clough? Ou alguém da diretoria do Leicester? Ficou essa dúvida...

Eh, rapaz, esta semana tá o bicho. Tb lamento até agora a demissão dele. Só fui dar conta depois que eu pesquise para saber como o Leicester tava. Agora apssei a assinar o persongem para acompanhá-lo melhor. Foi um descuido meu.

Legal que tem gostado do detalhismo. Nunca foi meu forte, mas andei lendo um material a respeito e também lendo um tipo de literatura brasileira mais alternativa, que tem me ajuda a construir melhor ambientes e situações.

Ainda não sei quem é, pode ser sim o Clough ou algum membro do Leicester. Até mesmo um jogador do clube que não gostava dele. No próximo post, isso já vai clarear um pouco.

Share this post


Link to post
Share on other sites
baltazar

Jirimias sempre fazendo grandes histórias. Essa é mais uma de várias, certamente não deixarei de acompanhar.

Espero que essa rivalidade fique cada vez mais acentuada quando os dois treinadores tiverem no mesmo "nível".

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Vamos aguardar o que espera Revie, já que ele não foi muito feliz no Leicester.

Share this post


Link to post
Share on other sites
gq-tricolor

Que loucura a informação correr tão rapidamente. Ou o Revie é esquizofrênico ou alguém muito próximo dele tá de sacanagem (um jogador, dirigente, amigo?). Mais estranho foi a demissão dele já que o Leicester tava bem.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Jirimias sempre fazendo grandes histórias. Essa é mais uma de várias, certamente não deixarei de acompanhar.

Espero que essa rivalidade fique cada vez mais acentuada quando os dois treinadores tiverem no mesmo "nível".

Boa sorte.

Obrigado, baltazar. Quem bomque retornou! Ainda não tive tempo de dar boas vindas no seu novo save, mas assim que der .dou uma passada lá.

Tô torcendo para que eles fiquem no mesmo nível. Seria bacana para o save.

Vamos aguardar o que espera Revie, já que ele não foi muito feliz no Leicester.

vamos ver. Meu medo é que o FM dê um gelo nele.

Que loucura a informação correr tão rapidamente. Ou o Revie é esquizofrênico ou alguém muito próximo dele tá de sacanagem (um jogador, dirigente, amigo?). Mais estranho foi a demissão dele já que o Leicester tava bem.

Pois é, correu rápido demais. Deve ter alguém muito próximo do Revie ou do clube para chegar a esta informação tão rapidamente. Alguém que não gosta do Revie, provavelmente.

Já a demissão não é tão estranha. Depois de ser eliminado pelo Birmighan, o time começou a oscilar muito. Estas são informações que estariam na continuação do capítulo, que ficou grande demais e resolvi cortar em dois.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Khroiskantis

Sinto cheiro de tramóia do Danny Son, ou melhor, do Dan Filho nessa demissão do Revie.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Sinto cheiro de tramóia do Danny Son, ou melhor, do Dan Filho nessa demissão do Revie.

kkk eu juro que desta vez o Dan não entra na história kkk, mas nada impede de surgir um Danny Son haha

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

clough-revie3.jpg

titulo3.png
balacooxford.png
Estava atônito. Segurava o telefone em uma das mãos, enquanto seus pensamentos visitavam algum lugar distante dali. Era a voz dela. A voz do seu grande amor. Não teve reação. A euforia que tomava seu ser minutos atrás ao ver o fracasso de seu rival estampado naquele site dava lugar a uma angústia sem tamanho. Sequer conseguiu pedir para falar com Revie e dizer para ele algumas verdades. Queria mexer na ferida, fazê-lo sentir-se mal. Mas o golpe que sofrera foi bem maior. - "Ele não tinha nada, mas tinha tudo". - repetiu para si mesmo várias vezes, referindo-se ao homem que roubara seu maior tesouro.
Genie acompanhava impaciente as divagações do amigo. Àquela altura batia o arrependimento de ter conseguido o telefone de Revie com um amigo da Federação. Não sabia direito a história do triângulo amoroso, apenas que Clough e Revie tinham uma diferença que ia além das quatro linhas.
Não tinha jeito: teria que interromper o momento "dor de corno" de seu parceiro. Tinham um compromisso. Ainda bem que lembrou-se a tempo. Alguém esperava por eles.
GENIE: - E aí, amigo? Vamos agir? Temos um compromisso. Dá para sair da fossa sozinho, ou quer a mão para levantar-se?
CLOUGH: - Compromisso?
GENIE: - Sim, manezão. Quer ou não quer conquistar o artilheiro da League Two?
Lembrou-se de seu plano. Para quem queria conquistar a mulher da sua vida, agora tinha que se contentar em roubar o coração de um certo careca de Oxford. Triste sina.
balacooxf2.png

Andava de um lado a outro na calçada. Aparentava impaciência. Esperava por alguém que já o havia feito esperar um pouco mais que o combinado. Quando o carro preto aproximou-se e parou em sua frente, não reagiu. Não conhecia ninguém que tivesse uma Mclaren ( 6505 Spider conversível). Quando o vidro lateral baixou, finalmente deu fim a sua espera:

JOGADOR: - Hewitt! Já estou atrasado para o jogo.

HEWITT: - Eu sei artilheiro. Entra aí.

Entrou pela porta traseira, preocupou-se de não bater a porta com força para não maltratar aquela maravilha da engenharia automobilística. Acomodou-se meio sem jeito no confortável banco de couro. Sentiu o cheiro que exalava o interior do veículo. Carro novo, logo concluiu mentalmente. Estava acompanhado por seu empresário e de dois estranhos. Reparou que o motorista olhava no retrovisor provavelmente esperando alguma reação do novo ocupante. Constable saudou os desconhecidos e foi logo correspondido pelo homem que estava ao seu lado no banco traseiro. Talvez impressionado pelo luxo do carro, não tinha reparado seu companheiro de viagem. A voz e a fisionomia lembravam alguém, mas não conseguia ligar o nome à pessoa.

CLOUGH: - Prazer em conhecê-lo pessoalmente, Constable. O artilheiro da League Two. Provavelmente, tem muitos planos para o jogo de daqui a pouco. Estou certo?

CONSTABLE:- Espere. Você é Will Clough, treinador do Hartlepool? Não é? - Clough balançou a cabeça positivamente. O que está acontecendo aqui, Hewitt? Que palhaçada é esta? - Voltou os olhos para Clough e falou com altivez. -Já vou avisando que não vou facilitar as coisas para o seu time ser campeão, não.

Clough tratou de colocar a mão sobre a boca do jogador. Abusou da sorte, poderia ter tomado um direto no meio das fuças.
Hartlepool e Oxford, do Constable, jogariam em menos de uma hora. Uma vitória naquele jogo deixaria o título da divisão no colo de Clough. Tudo bem que o treinador tinha métodos estranhos, mas jamais subornaria ou sequestraria um jogador adversário para conseguir um triunfo.

CLOUGH: - Está falando demais. Quem aqui disse que estou aqui para te sequestrar?

CONSTABLE: - Não? Então está querendo me aterrorizar psicologicamente para que eu não renda o meu melhor?

CLOUGH: - Já te disseram que você precisa de um psicólogo? Hewitt, tem que ver isso, deste jeito ele não passa nos exames médicos.

CONSTABLE:- Exames médicos? Eu não estou doente. Hewitt, me explica o que está acontecendo.

HEWITT: - Cala a boca, James. Ouça o que o Clough vai te propor.


Calmamente, Clough foi declarando seu interesse em contar com James Constable para a próxima temporada. O salário era maior que do que aquele que recebia jogando pelo Oxford, também pesava o fato do Hartlepool ter garantido o acesso para jogar a League One na temporada seguinte. Mais calmo, Constable pediu a opinião de seu agente, que respondeu:

HEWITT: - É o melhor para nós, Constable.

CONSTABLE: - Mas acho que eu deveria pelo menos ouvir uma proposta do Oxford. Jogo já há algum tempo, devo satisfação a eles.

HEWITT: - Você quer ficar eternamente sendo um jogador de Quarta Divisão? Se é isso que você quer, me fale logo, pois teremos que repensar nossa parceria.

Constable coçou a careca, ainda estava um tanto inseguro quando aceitou assinar o pré-contrato que Clough trazia guardado a sete chaves dentro de sua maleta. Clough era precavido, ou melhor, confiante.


CLOUGH: - Muito bom, garoto. Você fez a melhor escolha da sua vida. Ser treinado por um Clough é um privilégio para poucos.

CONSTABLE: - Quer fazer algum pedido para este jogo, meu treinador?

CLOUGH: - Quero. Provoque-me uma tremenda dor de cabeça que analgésico nenhum seja capaz de estancar. Arrase com o jogo. Me vença se for capaz! Quero ter a certeza que contratei o cara certo.


Constable recebeu com estranheza o pedido do seu novo comandante. Certamente, esperava que ele pedisse que jogasse sem muita vontade, como normalmente os treinadores fazem quando contratam um jogador ás vésperas de um jogo entre as equipes envolvidas na negociação. Constable esta impressionado. Clough havia conquistado o careca. Ah, se tivesse a mesma desenvoltura com as mulheres!
Antes de anunciar o atacante careca para a temporada seguinte, Clough deu boas vindas a dois reforços aptos para ajudar o time na temporada 13/14. Eram eles o lateral Luke Giverin e o veterano zagueiro Martyn Lancaster.
Naquela mesma noite, Constable causou um alvoroço na defesa do Hartlepool, marcando três gols, mas o árbitro terminou por anular dois. Sua boa atuação foi reconhecida por Clough em um abraço no final da partida. O Oxford, de Constable, goleou o time de Clough por 4-1, com duas penalidades no mínimo estranhas apontadas pela arbitragem.



ero-arbitragem.png


Após o confronto, Clough não deixou de cutucar o time adversário ao comentar o prêmio de melhor em campo concedido ao meia Wroe, que converteu os dois pênaltis. " Todo mundo viu que o árbitro errou, mesmo assim o melhor em campo é o cara que bateu dois pênaltis que não existiram. Se fosse para premiar alguém do Oxford, que dessem o prêmio ao árbitro. É por causa destas e outras que eu bebo."

Mesmo derrotado, o Hartlepool saiu de campo garantido nos play-offs. A promoção direta foi alcança no empate contra o Cheltenham. Mas engana-se quem pensa que a vida de Clough foi fácil. Depois de perder Monkhouse, o treinador teve que recorrer ao jovem iraniano Dean Santangelo para suprir a ausência do goleiro titular, Flinders. Sem Monkhouse e Flinders, o H'Pool experimentou seu período de inferno astral.
Inferno astral

Março e Abril foram meses de muita apreensão para os torcedores do H'Pool que viram a diferença do líder absoluto se reduzindo a cada derrota. O mau momento da equipe "ressuscitou" até velhos nomes com passagem pelo clube, como Neale Cooper, que ganhou um pouco de notoriedade falando com pessimismo sobre a campanha do H'Pool. Ao saber do comentário, Clough preferiu levar com bom humor: "Quem é Cooper? Ganhou algum título? O único cooper que eu conheço é o que eu faço todos os dias ao redor do lago North."

O bom humor de Clough não combinava com o clima dentro do clube. Foram duas sequências negativas, tendo o time somado quatro partidas seguidas sem vitórias neste período. Templeman e Luke James estavam irreconhecíveis e toda a equipe acabou sentindo a má fase da dupla.

O título antecipado poderia ter vindo na rodada 40, mas os tropeços adiaram a festa do título para confronto contra o Morecambe. Coincidência ou não, o time voltou a jogar bem quando sua dupla de ataque voltou a fazer boas atuações.
vsmorecambe.png


#Calendário Hartlepool: rodada 33 a 46


calendario.png


Com três rodadas de antecedência e nove pontos de diferença, o Hartlepool conquistou a League Two. Além do time de Clough, Scunthorpe, Chesterfield e Wimbledon, vencedor do play-off, foram promovidos para a League One do ano seguinte. O título jogou Clough definitivamente nos braços dos torcedores do H'Pool. Com apenas um ano de clube, Will conseguiu ser mais popular que seu avô .


classifica.png
Will ainda beliscou o prêmio de melhor treinador da League Two e orgulhoso viu Luke James ser considerado o melhor jogador da divisão, e seu novo reforço, Constable, com 28 gols, assegurar a artilharia na temporada. Era só o começo, mas Clough já se sentia realizado como profissional. Sua primeira temporada tinha sido o avesso de seu rival. Enquanto ele comemorava a renovação de seu contrato, via seu arqui-inimigo demitido após uma sequência negativa que afastou o Leiceste do pelotão que seguiria para os Play-offs da Championship. Sem Revie, o Leicester afundou-se ainda mais e precisou brigar algumas rodadas para evitar a zona de degola.
Com Revie desempregado, um confronto entre os dois rivais não tinha data para ocorrer. E se Revie desistisse da carreira? Até nisso, Clough pensava. Não poderia deixar isso acontecer, precisava agir de alguma forma. Como ele mesmo gostava de dizer: era a rivalidade que moveu a carreira do seu avô. Ele, Will, também não sabia o que seria dele se não tivesse um alvo humano para atingir. Além do mais, não poderia permitir que o destino fizesse o trabalho que ele mesmo queria fazer: acabar com um Revie.

Share this post


Link to post
Share on other sites
rsm_rlb

Parabéns pelo titulo. Foi merecido apesar do sufoco. Agora é reforçar bem para a disputa da league onde.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Parabéns pelo titulo. Foi merecido apesar do sufoco. Agora é reforçar bem para a disputa da league onde.

Eh, o time deu uma vacilada nas rodadas finais, mas a gordurinha garantiu o título antecipado.

Agora sobe o nível e o plantel tem que acompanhar esta evolução.

Share this post


Link to post
Share on other sites
baltazar

Está muito legal a sua história, sempre fico impressionado com sua desenvoltura na escrita, você tem grande potencial para ser um dos maiores escritores desse estilo da história do Brasil, sinceramente, eu nunca canso em ler seus textos, como uma opinião, eu investiria nisso cara, vc leva muito jeito pra coisa, parabéns.

Quanto ao save em si, estou gostando de ver que o Clough tem feito com o ex time do avô, um ótimo trabalho, tanto que ja tem mais fama que ele por lá. E é "uma pena" pro save Revie ter tido demitido e ainda não encontrar um novo clube, o foco está sendo a briga entre Clough vs Revie, sem ela o save deixaria de ter o seu lado mais lado "emotivo", pois o sucesso do Clough, como vc disse, depende muito dessa rivalidade, é o único jeito dele se sentir melhor, sendo melhor técnico que ele, já que é péssimo em relações afetivas.

Estou na torcida para o Revie ter uma grande reviravolta, e chegar por cima, quem sabe assinar por um grande clube, de uma melhor divisão, não sei, apenas quero ver o que o Clough fará quando ver isto, certamente terá que correr atrás e dar o seu melhor, deixando a briga dos rivais ainda mais acirrada.

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Está muito legal a sua história, sempre fico impressionado com sua desenvoltura na escrita, você tem grande potencial para ser um dos maiores escritores desse estilo da história do Brasil, sinceramente, eu nunca canso em ler seus textos, como uma opinião, eu investiria nisso cara, vc leva muito jeito pra coisa, parabéns.

Quanto ao save em si, estou gostando de ver que o Clough tem feito com o ex time do avô, um ótimo trabalho, tanto que ja tem mais fama que ele por lá. E é "uma pena" pro save Revie ter tido demitido e ainda não encontrar um novo clube, o foco está sendo a briga entre Clough vs Revie, sem ela o save deixaria de ter o seu lado mais lado "emotivo", pois o sucesso do Clough, como vc disse, depende muito dessa rivalidade, é o único jeito dele se sentir melhor, sendo melhor técnico que ele, já que é péssimo em relações afetivas.

Estou na torcida para o Revie ter uma grande reviravolta, e chegar por cima, quem sabe assinar por um grande clube, de uma melhor divisão, não sei, apenas quero ver o que o Clough fará quando ver isto, certamente terá que correr atrás e dar o seu melhor, deixando a briga dos rivais ainda mais acirrada.

Boa sorte.

Obrigado, Baltazar.

Fiquei muito feliz pelo comentário. Muito motivador. A ideia de escrever um livro tem começado a me seduzir, mas ainda falta um grande tema que me faça debruçar sobre este objetivo. Enquanto não vem, vou contando meus saves e ganhando maturidade nesta arte.

Sobre o save, eu tb estou na torcida pelo Revie. Não consigo ver este save com o Clough se dando bem e o Revie fora de jogo. Estou confiante que o Fm vai me ajudar nessa. A minha intenção do save era essa: provar que o grande motivador da carreira de Clough foi o ódio que ele alimentou do Revie, se não fosse por isso, talvez seria um treinador comum.

Torço, assim como vc, por um grande clube no caminho do Revie, certamente deixará o Clough com sangue nos olhos para alcançá-lo e certamente, me renderá boas histórias pra contar hehe.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LikeaBoss

Mais um otimo capítulo de ficção, a forma que mescla o FM com a ficção é fantástica. Will vem se mostrando um ótimo treinador e já está garantindo a próxima temporada, quem sabe seu destino seja mesmo subir times "pequenos", como seu avô fez algumas vezes, eu sou mais um que estou torcendo MUITO para que o FM de uma ajudinha e coloque Revie em um bom clube, temo ele não encontrar clube.

Ansioso pelos próximos capítulos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
gq-tricolor

Opa, parabéns pela ótima campanha. Vai permanecer e levar o projeto do Hartlepool adiante ou ficar se oferecendo para times com maior reputação (se é que já não está fazendo isso)?

Acho que Revie vai contar com uma leve ajuda de Will para arrumar um novo clube. Acho que a sede de vingança é tanta que nosso protagonista é capaz de ajudar o rival só para poder ter a chance de enfrentá-lo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gigante João

Céu de brigadeiro para o time do Clough. Na torcida para Revie conseguir um empreguinho seja lá onde for, pelo visto Clough trocaria qualquer clube por esse confronto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Céu de brigadeiro para o time do Clough. Na torcida para Revie conseguir um empreguinho seja lá onde for, pelo visto Clough trocaria qualquer clube por esse confronto.

Os dois tiveram momentos opostos neste final de temporada. A demissão do Revie foi uma surpresa desagradável. Acho tb que o Clough trocaria tudo por este confronto.

Opa, parabéns pela ótima campanha. Vai permanecer e levar o projeto do Hartlepool adiante ou ficar se oferecendo para times com maior reputação (se é que já não está fazendo isso)?

Acho que Revie vai contar com uma leve ajuda de Will para arrumar um novo clube. Acho que a sede de vingança é tanta que nosso protagonista é capaz de ajudar o rival só para poder ter a chance de enfrentá-lo.

Só ofereci para o cargo do Sheffield por conta da história, mas a ideia é ficar no clube até surgir uma proposta, exceto se a história voltar a pedir uma tentativa de achar um clube maior. Mas não tenho vontade de levar um projeto com o Hartlepool, pode até ser que eu mude de ideia, mas depois de fazer vários saves com clubes, não tava querendo muito este compromisso.

Clough tá com medo de perder o que para ele foi a mola propulsora da carreira do avô, que é a rivalidade, acho que ele toparia até mesmo a ajudar o Revie a arrumar um emprego, lógico, sem que ele soubesse.

Mais um otimo capítulo de ficção, a forma que mescla o FM com a ficção é fantástica. Will vem se mostrando um ótimo treinador e já está garantindo a próxima temporada, quem sabe seu destino seja mesmo subir times "pequenos", como seu avô fez algumas vezes, eu sou mais um que estou torcendo MUITO para que o FM de uma ajudinha e coloque Revie em um bom clube, temo ele não encontrar clube.

Ansioso pelos próximos capítulos.

Obrigado. A experiência com o save Replay me ajudou muito a trabalhar esta mudança de Fm e história. Ainda tem algumas coisas que não consigo incluir, mas vou melhorando aos poucos.

Vc citou algo importante que foi o fato do avô Clough ter subido com times pequenos, algo que seria interessante para a história, mas que estou procurando não me prender muito a isso. Apesar que um dos objetivos seja ser campeão da Premier com uma equipe vinda da Segunda Divisão.

Devo postar alguma coisa amanhã. Tenho mais ou menos um capítulo já pronto, só falta fazer alguns encaixes do jogo. Vlw, Like!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

conteudo.png

Algumas coisas ficam impossíveis de colocar dentro da história, então abrirei este breve espaço entre uma temporada e outra para abordar entre outros assuntos, estas informações que não se encaixam dentro da trama. Vamos a elas:

#1>

Uma das condições que atrasaram a renovação do contrato de Clough com o Hartlepool foi a posição contrária da diretoria a respeito de filiações, mas precisamente a parceria com um clube da elite inglesa. Quando o contrato do treinador chegava bem próximo do fim, a diretoria recuou e aceitou a parceria. O mais curioso é que acabaram por fecha duas: uma com o Swansea e outra com o Chelsea, esta última por intermédio e por escolha de Clough. ( ler mais + )

#2>>

Separei aqui o resumo das três principais divisões da Inglaterra, e lógico, um resumo sobre a League Two conquistada pelo Hartlepool.

#3>>>

Aqui você pode notar a evolução do Hartlepool.

#4>>>>

A Copa do Mundo de 2014 foi um pesadelo para os brasileiros. A seleção caiu nas Quartas de Final, assim como a Inglaterra, e viu os hermanos conquistarem o título mundial.

#5>>>>>

Acabei perdendo o print com as estatísticas finais dos jogadores, por conta disso, postarei a estatísticas resumidas que são abordadas no Melhor Onze: Deste time, não devem permanecer: Christian Burgess, Antony Sweeney, Michael Spillane, Marlon Harewood e Liam Kelly,

melhoronz.png

#6 >>>>>>

Seguindo o nível de ambição de Will Clough, prometi à diretoria uma nova promoção já na próxima temporada, coisa que nem eu, nem a imprensa aponta como algo possível. Para os especialistas, o Hartlepool terminará a League One em 16º, ou seja, fora da zona de rebaixamento, e fora da realidade suposta por Willian Clough.

Hartlepool foi o terceiro clube em gastos com transferências: €57,3m;

Temos a 16º folha salarial anual da competição, €2,2M;

Vindos da Championship, enfrentaremos o Birmingham, algoz de Revie, Millwall e Yeovil

#7 >>>>>>>

Por fim, o placar até o momento do confronto entre Revie e Clough.

placar.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Jiri, terei que ler esse save com calma. Depois comento...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Jiri, terei que ler esse save com calma. Depois comento...

Ok, meu caro. A história andou bastante, mas o save ainda tá na primeira temporada,

Espero que tenha curtido bastante as férias.

Share this post


Link to post
Share on other sites
rsm_rlb

Revie roubou a mulher do Clough. Então querendo ou não, está 1x0 Revie :yao:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Revie roubou a mulher do Clough. Então querendo ou não, está 1x0 Revie :yao:

kkkkkkkkk é mesmo. :troll:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Um dos meus filmes favoritos é o Dammed United, sem retrata bem o gênio incompreendido de Clough. Isto para dizer que o save está extraordinário, enquadrando a ficção com o fm de forma brilhante (como sempre). Sobre essa temporada, nada a dizer. Conseguiu a promoção e o campeonato com uma vantagem considerável. Vamos ver se na próxima tem maiores dificuldades, já que o Clough decidiu fazer a "loucura" do costume.

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Enquanto Tom vive momentos difíceis, Will segue sua carreira promissora com o seu primeiro título. Até passou por alguns momentos de dificuldade na reta final, mas se recuperou e conquistou o campeonato. O artilheiro da divisão não tem atributos muito bons, mas vamos dar um voto de confiança para o Genie. Sigo na torcida também pelo Revie, espero que ele consiga um time o mais rápido possível. Como Will recebeu a promoção para a primeiroa divisão do time onde o avô dele foi ídolo? Fato curioso esse, não? Um Clough dando sorte ao Nottingham Forest haha.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Um dos meus filmes favoritos é o Dammed United, sem retrata bem o gênio incompreendido de Clough. Isto para dizer que o save está extraordinário, enquadrando a ficção com o fm de forma brilhante (como sempre). Sobre essa temporada, nada a dizer. Conseguiu a promoção e o campeonato com uma vantagem considerável. Vamos ver se na próxima tem maiores dificuldades, já que o Clough decidiu fazer a "loucura" do costume.

Obrigado, Darthz! O filme é também meu favorito qdo o assunto é futebol.

A temporada que passou foi magnífica, mas algo me diz que a próxima temporada vai testar o Clough, ainda mais que ele foi ambicioso demais ao traçar o objetivo da nova época.

Enquanto Tom vive momentos difíceis, Will segue sua carreira promissora com o seu primeiro título. Até passou por alguns momentos de dificuldade na reta final, mas se recuperou e conquistou o campeonato. O artilheiro da divisão não tem atributos muito bons, mas vamos dar um voto de confiança para o Genie. Sigo na torcida também pelo Revie, espero que ele consiga um time o mais rápido possível. Como Will recebeu a promoção para a primeiroa divisão do time onde o avô dele foi ídolo? Fato curioso esse, não? Um Clough dando sorte ao Nottingham Forest haha.

Opostos até nisso hehe. O H'Pool perdeu o foco nas rodadas finais, deu um sustinho, mas o título veio ainda com antecedência. O Constable é uma aposta para jogar na League One, nãot em atributos tão bons, mas tem estrela.

Acho que o Revie vai conseguir emprego, tem um time aí que já citou ele entre os prediletos para o cargo. Vamosv er.

Detalhe curioso que vc citou rsrs, mas não tinha pensado nisso. Acho que o Will não importa muito com o Nottm não, até pq no último jogo ele recusou receber o presente que eles deram para ele rsrs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LikeaBoss

Talvez a ambição de Clough atrapalhe um pouco nesta nova temporada. As parcerias com equipes da Premier podem ajudar. Gostei do gráfico comparativo no final. Torço também para Revie conseguir logo um bom clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Luiz | 🇦🇩 🇦🇷
      By Luiz | 🇦🇩 🇦🇷
      Dorjee Drakpa nasceu em Paro, mas viveu na China durante maior parte da vida. Seus pais, butaneses, emigraram para o país "vizinho" em busca de uma melhor condição de vida para Dorjee, que tentou a sorte como jogador de futebol, mas seus 1,59 metros o impediram de alcançar níveis mais altos. No ano passado, após quase quinze anos atuando nas divisões inferiores chinesas, colocou ponto final na carreira de jogador, mas decidiu que iria continuar na área. Queria atuar em algum cargo executivo, mas um convite para ser treinador em seu país-natal o convenceu a ser treinador. 
      O primeiro clube de Dorjee Drakpa será o Paro United FC, candidato ao rebaixamento na Bhutan Premier League. Será o ponto inicial da carreira do butanês, que tem como grande ambição se tornar o maior treinador asiático de todos os tempos. 

      Conquistar a Liga dos Campeões Asiáticos. Conquistar o Mundial de Clubes. Conquistar a Copa das Confederações Asiáticas. Qualificar uma seleção asiática para uma inédita Copa do Mundo. Assumir o topo do quadro de honra continental e entrar no top 10 do quadro de honra Mundial.
      O save será no FM20 e para ele habilitei todos (ou quase todos) países asiáticos, com os de menor reputação limitados ao primeiro nível e outros limitados ao segundo ou ao terceiro nível, como Japão, Coréia do Sul e China. Ademais, adicionei todos os jogadores de nacionalidade asiática e todos os jogadores de clubes do primeiro nível pelo mundo. No total, a base de dados contará com cerca de 109.000 jogadores. 
      O título do save é uma homenagem a um dos saves que mais gostei de ler na área, como outro save em terras asiáticas que achava bem legal era o do @Danut há alguns anos, mas não me lembro como terminou. 
      As atualizações serão, a princípio, anuais e a moeda do jogo será o dólar americano. 
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam lendo a história de um butanês que quer se tornar conhecido no mundo do futebol.




    • DiogoHernandes
      By DiogoHernandes
      A REENCARNAÇÃO DO HERÓI
      Olá, aqui estou de volta, já faz algum tempo que estava planejando este save mas nos últimos meses não tinha motivação para jogar FM novamente, isso tudo voltou quando estava com um PC velho e resolvi baixar o FM13 para passar um tempo, foi baixar o game e vontade de jogar veio com tudo pra cima de mim. Isso já faz um tempo, fui me segurando para não começar o save sem um formato estabelecido e conversando com um pessoal daqui da área e especialmente o @Tsuru fui estabelecendo as diretrizes do save.
      O save será totalmente dentro da Dinamarca, embora eu tenha carregado mais algumas ligas elas estão como "ver apenas", e terá como objetivo principal treinar a Seleção Dinamarquesa e superar a melhor campanha da seleção em Copas do Mundo, mas para isso preciso percorrer um longo caminho, meu treinador começará sua jornada com 20 anos e sem qualificações anteriores e com um passado somente no futebol amador. O nome dele será Holger Dasnke, o mesmo nome do herói que segundo a lenda quando a Dinamarca passar por um perigo iminente ele levantará do seu trono libertará a nação.

       
      DIRETRIZES DO SAVE
      Não sair dos clubes pedindo demissão ou se candidatando a outros clubes, só sair em fim de contrato ou sendo demitido. Não assumir clubes de divisões superiores ao meu antigo clube. Na primeira divisão até ganhar um título nacional, só assumir clubes que acabaram de subir ou da segunda divisão. Não assumir a seleção principal da Dinamarca sem antes ganhar um título nacional de primeira divisão. Não usar a barra de pesquisas para contratação de jogadores/staff, usar somente a base de dados fornecidas pelos olheiros do clube e pelos agentes.  
      OBJETIVOS DO SAVE
      Ganhar o Campeonato Dinamarquês Ganhar a Eurocopa Ganhar as Olimpíadas Chegar em uma Semi-Final de Copa do Mundo  
      ÍNDICE
      Temporada 1
      O primeiro emprego
      Os heróis improváveis
      Uma contratação mágica: Ibra chega ao Kolding!
      Um pistoleiro sem balas
      Temporada 2
      Seguindo os passos do mestre Fernando
      Um segundo turno complicado
      Um pouco de esperança
      Temporada 3
      Início muito promissor
       

    • Lanko
      By Lanko
      Próxima>>>                 
       
      ATUALIZAÇÃO MAIS RECENTE!
      ÍNDICE
       
      E aê galera, tudo bom? Descobri o fórum recentemente há uns dias atrás, especificamente a área de histórias. Li algumas e adorei o formato e o fato que a galera resolveu postar suas jornadas e challenges interessantíssimos. 
      Enquanto jogava o FM18 fiquei pensando nas várias coisas que aconteceram e que dificilmente conseguiria guardar pra lembrar depois, especialmente as coisas memoráveis.
      Deixei quieto e segui em frente, mas como disse, encontrei essa área aqui e me arrependo de não ter pesquisado e encontrado antes. Mas antes tarde do que nunca, né! O save não tem tanto tempo e muitas dos principais eventos estão frescas na memória.
      Esse save não tem objetivos específicos a serem alcançados, simplesmente criei um perfil de treinador (sem escolher clube, comecei desempregado) e saí pro mundo pra ver no que vai dar. 
      PERFIL DO TREINADOR:
       
      Lanko Askarian sempre teve interesse por futebol, principalmente na parte tática, já que jogando ele é um grande perna de pau. Decidiu ir adiante com esse pensamento e resolveu estudar para ser técnico e dirigir uma equipe.
      Diante dos vários fracassos do Brasil na área, decidiu, corretamente ou não, ir estudar e fazer cursos na Europa. Escolheu a Inglaterra já que sabia inglês e nada dos outros idiomas. Depois de algum tempo, adquiriu profundo conhecimento tático, de treinamentos, de filosofias de jogo.
        
       
      Agora só faltava botar tudo isso em prática, e é aí que morava o problema. Lanko entrou determinado a começar 2018 como técnico, mas passou o primeiro semestre desempregado. Nem clubes brasileiros da 3a divisão quiseram sequer conceder uma entrevista.
      No fim da temporada europeia, Lanko voltou a Inglaterra, disposto a aceitar propostas da 5a ou 6a divisão inglesas só pra começar a trabalhar, mas mesmo dessa vez conseguindo entrevistas, não foi o escolhido em nenhum dos oito clubes em que bateu a porta.
       

       
      Jovem (30 anos, muito menos que muitos jogadores em atividade), sem ter comandado vestiário antes e ainda por cima estrangeiro, esses foram os principais motivos das recusas.
      Até que viu um anúncio de um clube de Portugal (o único), a Mondinense, da terceira divisão portuguesa, e decidiu entrar em contato com eles.
      O presidente foi surpreendido pelo contato. Ele acabou gostando do perfil. Avisou que o clube era pequeno, mas gostaria de ver o clube crescer e talvez tentar algo inusitado seria o primeiro passo ideal. O presidente convidou Lanko para a cidade de Mondim de Basto para assinarem o contrato.
       

       
      Lanko aceitou, muito feliz. Portugal não estava nos planos iniciais, mas quem sabe, caindo do céu, seria o melhor lugar para começar a carreira. O idioma não seria problema e Portugal era um bom país, além de ter certa história no futebol e um cenário respeitável.

      Ele sabia que o começo ia ser difícil, mas até chegar em Portugal e ver a sede da Mondinense de perto, ele não fazia ideia do quão difícil…
       
      Próxima>>>
    • Banton
      By Banton
      O West Ham United Football Club é um clube de futebol inglês baseado na região leste de Londres.
      O West Ham é um dos clubes mais tradicionais da Inglaterra e de todo Reino Unido, sendo um dos 25 que já disputaram por pelo menos 50 temporadas o Campeonato Inglês, e a Temporada 2018–19 registrando a sua 61ª presença na primeira divisão, sendo o 18º clube que mais pontou em todas as edições.[2] Sua nova casa é o Estádio Olímpico de Londres, que foi construído para as Olimpíadas de 2012. Depois de uma reforma no estádio, a capacidade foi de 80.000 para 57.000 lugares.
      FILOSOFIA: 
      Os Hammers é um clube formador e está sempre dando oportunidade para as pratas da casa. Também, o clube funciona como uma porta de entrada para jogadores de ligas menores se destacarem na Premier League. É um clube com muita história, simpatia pura e cheio de curiosidades! 
      LEITURA: 
      O jogo de 300 mil pessoas "The Academy of Football" , um viveiro de talentos O Estádio das Bolhas de Sabão Robert "Bobby" Moore CURIOSIDADES:
      O clube já contratou jogadores como Nenê e Wellington Paulista Os Hammers foi o primeiro clube de Carlitos Tevez e Javier Mascherano na Europa A rivalidade entre West Ham e Millwall é encenada no filme "Green Street Hooligans" Dimitri Payet: Um ídolo para se esquecer É considerado o primo-pobre de Tottenham, Arsenal e Chelsea ---
       
      UMA NOVA CARREIRA:
      Curtiu a dica? Procurando por mais desafios? Clique aqui e conheça a história de outros clubes espalhados pelo mundo.
    • Lowko é Powko
      By Lowko é Powko
      A Netflix lançará uma série baseada nas origens do futebol, e o trailer é bastante promissor
      por Leandro Stein, publicado em 5 de março de 2020   O futebol entra cada vez mais nos catálogos dos serviços de streaming. Há uma clara disputa entre Amazon Prime Video e Netflix por conteúdos que agradem também os fãs do esporte, sobretudo em relação às séries documentais. E o mês de março guardará uma nova cartada da Netflix em meio a esta queda de braço: nesta semana, a plataforma lançou o trailer de “The English Game”, uma mini-série dramática em seis episódios que recontará os primórdios do futebol.
      A série teve seu roteiro escrito por Julian Fellowes, autor de “Downton Abbey” e “Gosford Park”. Baseado em fatos reais, o drama se ambientará na década de 1870, quando o futebol deixa de ser um esporte elitizado para atingir as massas de trabalhadores na Inglaterra. Os protagonistas serão dois jogadores de classes sociais opostas, que se aproximarão em meio à popularização da modalidade. Pelas cenas presentes no trailer, as primeiras edições da Copa da Inglaterra serão abordadas, assim como a própria profissionalização do futebol e a criação da Football League.
      A prévia de “The English Game” também está disponível aos assinantes brasileiros da Netflix. O lançamento mundial da série acontecerá em 20 de março. Uma interessante maneira de atrair os amantes do jogo e também oferecer um belo entretenimento. O trailer é promissor:
       
      @Trivela
×
×
  • Create New...