Jump to content
Sign in to follow this  
Jirimias

Maldito Futebol Clube

Recommended Posts

Rodrigo.

Clough vai ter que conviver com os pedidos pra sair dos jogadores durante sua jornada no Hartlepool, até que o clube atinja um nivel em que os jogadores possam se sentir bem. Luke já começa a dar sinais do quão importante é para o clube, vem fazendo grandes partidas. A vitória no confronto direto é sensacional, esse é o primeiro critério de desempate ou é saldo de gols ou numero de vitórias ? Até o destino privilegia o embate Clough e Revie, seria animal um confronto entre os dois já no mata mata. Prepare os "mind games" haha. Clough é exigente, Sheffield tem uma historia bacana na inglaterra e seria um bom palco para as ambições de Clough, mas espero que fique no Hartlepool.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gigante João

Citação do vovô: “Se eu não consigo soletrar espaguete em italiano como vou pedir para um jogador italiano pegar a bola? Ele deveria pegar a minha!”

kkkkkkkkkk Você é um artista!

Provavelmente a crendisse popular de que talento pula uma geração se comprova no FM, Nigel não esboça a qualidade do filho.

Quanto as táticas: Acompanho e jogo pouco (quase nada) fora do Brasil, essa tática com 1 volante funciona?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gourcuff

Seria legal o Will assumir o Sheff até pra esfregar na cara do pai uma boa temporada no clube. :lol:

Mas eu prefiro mesmo a evolução do treinador no Hartlepool, que segue muito bem na League Two, já encaminhando coisas boas para o fim da temporada. O ruim é ver que o goleiro pediu pra sair e ele pode ser só o primeiro. Essa posição é uma das mais importantes no jogo e acho que nesse patch, trocar de goleiro, quando acontece alguma lesão ou suspensão, ficou ainda mais arriscado. Não tive tanta experiência, pois o meu titular no Panathinaikos parece o Rogério Ceni, mas coloquei o reserva algumas vezes e senti a queda de nível com muitos erros por parte dele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Clough vai ter que conviver com os pedidos pra sair dos jogadores durante sua jornada no Hartlepool, até que o clube atinja um nivel em que os jogadores possam se sentir bem. Luke já começa a dar sinais do quão importante é para o clube, vem fazendo grandes partidas. A vitória no confronto direto é sensacional, esse é o primeiro critério de desempate ou é saldo de gols ou numero de vitórias ? Até o destino privilegia o embate Clough e Revie, seria animal um confronto entre os dois já no mata mata. Prepare os "mind games" haha. Clough é exigente, Sheffield tem uma historia bacana na inglaterra e seria um bom palco para as ambições de Clough, mas espero que fique no Hartlepool.

Tb achei que ia ter que ficar lidando com um bando de pedido de saídas, mas com o sucesso do clube, tenho visto alguns voltando atrás no pedido, como aconteceu com o goleiro. O Luke tem ficado com a promessa da promoção, o que virou mais um motivo para conseguir o acesso, mas é um jogador que a qualquer hora pode receber uma proposta irresistível.

Sobre o critério, o primeiro é o saldo de gols, gols marcados é o segundo e o confronto direto é o terceiro. Seria bacana um embate, anseio muito por isso. Iria fazer um post repleto de mind games kkk. Não rolou o lance com o Sheffield não, eles arrumaram outro. Enquanto isso, a continuidade de CLough no H'pool vai até o final da temporada, ainda não houve acerto. Eu teria aceito, mas sendo ele, quero ser bastante exigente.

Provavelmente a crendisse popular de que talento pula uma geração se comprova no FM, Nigel não esboça a qualidade do filho.

Quanto as táticas: Acompanho e jogo pouco (quase nada) fora do Brasil, essa tática com 1 volante funciona?

Aquela frase foi do Clough mesmo kkkk Ele é que é um artista.

Haha verdade, pulou uma geração, o Nigel é um tonto rsrs.

A primeira, sem volantes, funciona melhor. A segunda é para gastar mais o tempo e utilizar bem os contra-ataques. No Brasil, estas duas formações não deram certo comigo.

Seria legal o Will assumir o Sheff até pra esfregar na cara do pai uma boa temporada no clube. :lol:

Mas eu prefiro mesmo a evolução do treinador no Hartlepool, que segue muito bem na League Two, já encaminhando coisas boas para o fim da temporada. O ruim é ver que o goleiro pediu pra sair e ele pode ser só o primeiro. Essa posição é uma das mais importantes no jogo e acho que nesse patch, trocar de goleiro, quando acontece alguma lesão ou suspensão, ficou ainda mais arriscado. Não tive tanta experiência, pois o meu titular no Panathinaikos parece o Rogério Ceni, mas coloquei o reserva algumas vezes e senti a queda de nível com muitos erros por parte dele.

kkk ia matar o pobre Nigel do coração.

Para o Clough foi melhor mesmo manter-se no Hartlepool, pois conehce o time e tem um trabalho já encaminhado.

Engraçado este seu comentário sobre goleiros, não tinha reparado nisso, até pq meu segundo goleiro, eu nem faço ideia de quem seja hahaha. Felizmente, o Flinders voltou atrás no pedido para sair.

Share this post


Link to post
Share on other sites
skp

Fala Jiri!
Pelo título já quis acompanhar esta saga, gostei muito do filme.

#Proposta do Save
Interessante demais a proposta do mesmo, de utilizar a rivalidade Clough x Revie, que a meu ver era muito mais intensa da parte de Clough por ter sido ignorado naquela primeira partida entre os dois.
Realmente foi a fundo da história, Clough era inocente e orgulhoso demais e Revie agia de forma astuta e de certa maneira suja, ressaltada na partida anterior ao confronto com a Juventus na Liga dos Campeões.
Os desafios propostos são bem interessantes e desafiadores, vai ser um caminho bastante desafiador até o título da Premier/Champions.


#Capítulo 1
Will já nos mostra que tem "sangue no olho", ambicioso, audacioso e egocêntrico.
Detalhe que o cara pensou em ser treinador jogando Football Manager.
Comeu grama e ainda assim não perdeu a postura, mitooo!
Esse cara promete, ou será um gênio ou um louco.

#Capítulo 2
Diálogo excelente entre as estátuas personificadas, Clough mesmo em bronze é ardiloso com as palavras.

#Capítulo 3
Sempre tem uma mulher para fuder com tudo, haha!
A trilha sonora não poderia ser melhor, Nirvana e ainda por cima "Smells Like Teen Spirit", sensacional.
A ira de um adolescente, a perda de um amor e a tragédia.
Estamos diante de alguns ingredientes muito interessantes.

Esse Luke James pode ser o astro deste time, e analisando por várias temporadas pode vir a ser fundamental se for utilizar um esqueleto/base para essa equipe.

#Capítulo 4
Esse Will!
Desdenhando de toda a comissão técnica do Haterpool.

Sensacional estes trechos.

"- Caro Genie, eu odeio a imprensa, mas se tem algo que mais odeio que jornalistas, são os estagiários. São atrapalhados, dão trabalho, requerem atenção e custam caro"
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

O rapaz achou que teria que fazer algum teste do sofá, pude perceber pelos olhos arregalados na direção da minha cintura. O sofá ficava em uma parte mais iluminada do bar, queria lhe mostrar alguns papéis


Genie Scott pensou que ia tomar uma "jirombada" de Will, haha!


#Capítulo 5

A primeira partida de um Clough justo contra o Nottm Forest, Majewski é sempre bom na divisões de baixo e fez por onde contra a equipe do neto da Lenda Brian Clough.
A birra da derrota fez com que perdesse a singela homenagem e de acordo com o temperamento de Will, agradeceu mas não perdeu a deixa de dar uma cutucada;
Acho que o time do Hatlerpool vai ter de evoluir bastante para ganhar do Nottm Forest.
Na League Two, o time segue muito bem, invicto ainda e com o terceiro melhor saldo de gols.


#Capítulo 6

Boa sacada na história, açogueiro escocês.
Contratou um açogueiro matador haha, mal entrou no time e já mostrou seu valor.
Reparando no elenco, seu time é bastante equilibrado, as funções de armação e de fazer gol estão bem divididas se olharmos as estatísticas.
O bom disso é que numa possível ausência de gols do "matador", os soldados resolvem.

#Capítulo 7

Massa esse lance de "diário"
Que fase ruim do Nigel, mas convenhamos que ele não passa de um técnico mediano.
Será que a açogueiro será realmente o novo Mackay ? Acho que não, pelo começo exemplar esse Will vai ficar um bom tempo no Hartlepool se o mesmo quiser, é claro.
Uma pena o goleirão pedir para sair, sendo o mesmo excelente para estas divisões.
Luke James e Chris Templeman estão dando o que falar, que dupla que o Genie Scott ajudou a formar, contando com assistência e tudo mais, os dois produziram juntos exatos 47 gols.

Esse Brian é muito mito, cara!

Citação do vovô: “Se eu não consigo soletrar espaguete em italiano como vou pedir para um jogador italiano pegar a bola? Ele deveria pegar a minha!”


Conseguiu vencer o líder e assumir a liderança, excelente.
Agora é manter o ritmo deste time e seguir sendo o melhor ataque e mantendo a defesa sólida para não sofrer tantos gols como vem sofrendo.
Prevejo um acesso mais rápido que o esperado, o potencial de marcar gol deste time é muito bom para a divisão que se encontra.

Será que teremos uma "doce" vingança na Taça da Inglaterra ?

Will pisou na bola com o Nigel.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Fala Jiri!

Pelo título já quis acompanhar esta saga, gostei muito do filme.

Primeiramente, obrigado pelo comentário,skp.
Quando pensei em criar esta história, eu queria criar uma saga paralelo à original, lógico que mantendo a rivalidade, mas sem repetir o motivo que gerou toda esta rivalidade. Nesta história, o estopim é uma mulher que se coloca entre os dois. Futebol e mulheres são apaixonantes, e como paixões tendem a fazer dos apaixonados um pouco mais cegos e perturbados. O neto de Clough é menos inocente que o avô, talvez pq já sabia o que se esperar de um Revie. Revie é astuto como o avô e joga sujo, não se sabe se também é no futebol, mas na vida real, escolhe a pior forma de mover as peças no tabuleiro.
No primeiro capítulo, Will percebe o gosto de ser treinador jogando o joguinho que nós gostamos tanto. Em nós, o jogo já nos provoca sonhar que podemos ser treinadores, imagina em um cara em que comandar um time já está no sangue? Achei bacana vc mencionar a loucura do Will, a intenção era construir um louco, um cara extremo, intenso e altamente competitivo.
No segundo capítulo eu resolvi ousar um pouco, tive receio, mas os personagens me ajudaram a pensar que isso era possível. Elas voltam à cena no próximo capítulo e aquela ideia inicial plantada pelo narrador de que elas ganhavam vida de forma mágica vai dar lugar a uma razão mais natural, menos fantasiosa e um tanto quanto, eu espero, divertida.
No capítulo 3, eu contei algo que aconteceu comigo quando eu tinha 17 anos. Tirando a parte da reação do Will, que eu não tive, mas o sentimento, a imagem relatada por ele e a música de fundo eram as mesmas. Acho que ninguém iria saber disso se você não comentasse.
Na história, este foi o estopim para reacender uma velha rivalidade. Luke James é o cara deste time, os números deles não enganam.
No capítulo 4, uma toque de humor para o Will, ele é bom nisso também. Suavizando um pouco o crápula, como falei é difícil dar vida a um vilão que é também o protagonista. O moleque pensou que realmente era o teste do sofá. Qto às brincadeiras com o estagiários foi uma opinião pessoal do autor kkkkkkkk.
Capítulo 5, Clough fez seu time jogar de igual para o Nottm, mas eles tinha um jogador que fez a diferença. O ego de Will não deixa ele ver q ele teve meia culpa na derrota, e nem mesmo foi capaz de receber calado e grato uma homenagem tão bonita do clube onde seu avô escreveu uma bela história.
Capítulo 6: Sempre quis falar de jogadores com duas profissões, só os jogadores amadores me permitiria esta brincadeira, então criei esta segunda profissão do Chris. Um açougueiro gentil era um tipo bem legal de explorar rsrs. Calhou dele ser um açougueiro matador, uma grata surpresa.
O time reveza bem nos gols e assistências. Ele mesmo, o Chris, tem um tipo de jogada que ajuda muito o ataque: ele funciona como um pivô nas bolas altas, desviando de cabeça e servindo aos jogadores. Faz isso direto.
Capítulo 7: As vezes me faltam ideias de como postar determinada coisa do save. Como é um save que conta com várias perspectivas ( estátua, Will, Revie, narrador, Genie e etc), posso brincar com as formas de contar. O diário foi uma forma destas que encaixou a postagem da parte tática e outras coisas dos jogos. Foi uma salvação, tava sem criatividade.
Acabou que o desempregou do Nigel Clough no jogo me deu uma inspiração a mais para construir um capítulo com drama familiar. Também concordo que ele é, no máximo, um treinador mediano.
Acho difícil do Chris virar um Mackay, o Fm não permitiria este capricho, mas eu gostaria de ver acontecer rsrs. A permanência no Hartlepool ainda não está garantida, mas tenho preferência em continuar, mesmo não tendo em mente fazer o time chegar na Premier. Eu estou deixando o caminho do personagem bem livre para treinar onde for melhor. Vou dificultar as negociações com o clube quando eu achar que o treinador faria isso. O velho Clough tinha problemas com diretorias, como ocorreram no Derby e no Leeds, vou criá-los agora também para o jovem Clough.
Felizmente, o goleiro voltou atrás e vai ser uma preocupação a menos. A dupla de ataque entrosou rápido. Parece jogarem juntos há um tempão, encaixam muito bem. Os pontas também merecem destaque.
Brian é mais mito qdo a gente começa a esmiuçar a história dele. Fui a fundo em algumas pesquisas e vi que ele era um loucão mesmo. Tipo fazer os jogadores cnatar dentro do ônibus, como nesta foto do meu avatar. Além de pérolas ditas por ele, como esta que mencionei.
A tática com dois pontas fez o time virar uma máquina de gols. O efeito colateral é tomar muitos gols, mas até que estamos com uma defesa dentro do padrão das outras. Vamos ver se o time segue com este equilíbrio e metendo gol a rodo, pq gosto de ver o time jogando assim.
Estou na expectativa da "doce" vingança, mas o sorteio tem que ajudar. Torcer pelo FM ajudar nas coincidências.
Will não perdoa nem o pai, pelo menos o emprego não saiu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

clough-revie3.jpg

titulo.png


balaco.png


Difícil não era ser estátua, difícil era ser brasileiro, negro, mendigo e bêbado em Londres. Acordou quando o sol comia suas retinas sem dó. Já devia ser mais de nove, talvez dez horas. Tentava adivinhar o horário, contudo, sem sucesso. Mas que importava a hora, o dia ou o mês? Todo dia era igual, a mesma rotina e o mesmo final. O dia sempre começava e terminava em cima do jornal , não importava se era ou não Natal.

Sem muita coragem, levantou a cabeça. Cabeça pesada. Empurrou a garrafa como se fosse ela a culpada. Se fosse só ela, não estaria com um cachorro sobre a sua barriga. Passou um lábio no outro para sentir se havia algum gosto de saliva de cão. Mas que gosto teria uma saliva de cão? A última vez que foi beijado loucamente por um cachorro foi quando ainda era jovem no carnaval do Rio de Janeiro, quando beijar um cachorro era o menor dos absurdos que se lembraria no dia seguinte à bebedeira. Tinha memória boa. Isso não é bom para um bêbado. A culpa acompanha o sujeito até a próxima dose, mas na segunda ela já não está mais lá fazendo companhia.

Jogou o cachorro para o chão, cheirou a camisa rasgada. Não gostou do cheiro. Levantou-se em direção à mochila velha que ficava escondida debaixo do banco de concreto e madeira. Retirou de um dos bolsos uma escova de dentes e uma pasta de creme dental já no final de carreira. Raspou a escova no interior da embalagem e colocou na boca. Ficou com ela alguns minutos fazendo o vai e vem, ora circulando, ora movendo horizontalmente. Pegou a garrafa que estava no chão e levou até à boca. Fez um gargarejo, bochechou e cuspiu a mistura no chão. Fez isso duas vezes e bebeu o restante. Ouviu uma voz:

BREMNER:: - Vai ser porco assim lá longe, Reginilson!
REGINILSON: - Você falou comigo? Sabe meu nome? disse olhando incrédulo para a estátua de Bremner.
BREMNER: - Sim. Estávamos esperando o "príncipe dos farrapos" acordar. Já está na hora de você comprar o jornal e ler em voz alta para nós o Cadernos de Esportes, como você faz todo dia.

A boa memória não ajudou ali. Não lembrava de ter feito uma amizade com uma estátua. Já tinha feito amizade com outros seres inanimados, como um poste ou com o vento, mas não lembrava da estátua. Seria hora de parar de beber? O porre tinha sido forte na noite passada, ainda estava tonto. Apertou os olhos. Olhou para a garrafa. O número 51 estava nítido, sinal que estava pouco bêbado. Quando estava muito bêbado via 551, 15, 61, mas nunca 51. Procurou o lote, depois a validade da cachaça. Viu um 10/13. Pronto! Amaldiçoou o fabricante. Estava estragada. Besteira! Aquela garrafa era sempre reutilizada, esvaziada e abastecida diariamente. Como tinha esquecido disso? Guardava a garrafa como uma das poucas lembranças que restaram do Brasil Ainda aparentando confusão, lembrou-se do jornal. Comprava todas manhãs com o restante da esmola do dia anterior. Era uma forma de saber o que acontecia no mundo. Caminhou cambaleante em direção à banca da praça, tentava ajeitar a calça que por teimosia bailava naquele corpo raquítico. .

Enquanto isso, no outro canto, o cachorro se refazia da queda provocada pelo bêbado. Caminhou preguiçosamente em direção às estátuas e passou a cheirar a estátua de Dom Revie, que claramente mostrava-se incomodado com a presença do animal

DOM REVIE: - Este cachorro está fazendo cócegas no meu pé. Se meus pés se mexessem, eu ia dar um bicudo neste vira-lata dos infernos.
CLOUGH: - Não fala isso, Revie. Isso é carinho de um irmão. Viu como ele te conheceu pelo cheiro?
DOM REVIE: -Cadela é a sua mãe!

O cachorro parou de cheirar, virou-se, levantou uma das patas e lascou uma bela mijada nos pés de Revie, arrancando uma risada imediata em Clough que só parou de rir quando viu que o rival já não xingava mais o cão. Não que não incomodava mais a perna molhada pelo cachorro, mas estava interessado no jornal que o moribundo trazia.

O homem sentou-se na base da estátua de Bremner e começou a ler em voz alta. A voz estava embargada, algumas frases não eram bem compreendidas e quando isso acontecia, alguma das estátuas pedia para que repetisse. Até repetia, mas não antes de soltar um xingamento.



Untitled-2.png


Encontro adiado.
Clough e Revie perdem e deixam a F.A Cup.

Os amantes do futebol, certamente, sentiram-se frustrados ao verem Hartlepool e Leicester sendo eliminados na Quarta Eliminatória da Taça da Inglaterra. Havia alguma esperança de um encontro entre os rivais Will Clough e Tom Revie dentro desta competição, o que, infelizmente, não aconteceu.

Não se sabe ao certo se a rivalidade revivida pelos dois possuem relação com o passado de seus avôs, mas a grande verdade é que os dois não escondem em sua coletivas que nunca existiu, e nem vai existir trégua entre um Clough e um Revie. Antes da partida contra o West Ham, Clough afirmou que esperava que o Leicester vencesse seu jogo, pois queria muito ver a cara de Revie bem de perto. Revie não deixou de devolver a provocação, afirmando que estava preocupado com o Birminghan e que não acreditava que o sorteio poderia ser tão generoso em colocar um adversário da quarta divisão em seu caminho, como seria o caso de um confronto contra o Hartlepool.


facup.png


A resposta em campo foi adiada. O Leicester perdeu para o Birminghan por 3-1, e o Hartlepool, acabou sucumbindo perante o West Ham, do falante Allardyce. Mesmo derrotado pelos os Hammers, Clough falou com orgulho do comportamento de sua equipe na partida: -"Jogamos bem contra uma equipe da Premier, mas acabamos penalizados pela bola aérea deles. Considerando que o treinador deles mudou de ideia quanto a nós, acho que fizemos a nossa parte. Felizmente, o Leicester também perdeu. Agora é focar na conquista da League Two, é o que nos resta para evitar que esta temporada termine em branco."

Enquanto o Leicester, de Tom Revie, ainda luta para chegar aos play-offs da Championship , o Hartlepool, de Will Clough, lidera com muita folga a League Two, após conseguir uma sequência de doze jogos de invencibilidade.


classifica.png



CLOUGH: - Ficou quieto, Revie?
DOM REVIE: - Não enche! Aposto que meu neto venceria fácil este confronto. Mas uma coisa eu tenho que dizer: seu neto é muito melhor que você, Clough. Está fazendo no Hartlepool coisa que você não fez quando estava lá.
CLOUGH: - Menos, Revie, menos. Meu neto puxou o talento do avô, mas ainda tem que comer muita grama para ficar igual ao vovô aqui.
DOM REVIE: - Eu estava certo. Os Cloughs comem grama, logo são uns burros. - deu uma gargalhada e foi acompanhado prontamente pelo puxa-saco Bremner.

Aproximou-se deles outro mendigo que foi logo puxando assunto com Reginilson. Estavam falando das estátuas. Reginilson jurava que as estátuas falavam. Apontando o dedo para Bremner, ele gritava desesperado:

REGINILSON: - Fala estátua baixinha e feiosa! Fala!

O amigo de Reginilson saiu dali recomendando a ele que parasse de beber, mas não de imediato, somente depois da saideira da noite. Ninguém sabe ao certo se as estátuas de Celeb Square criavam vida realmente, ou eram fruto da imaginação de um bêbado. Eu acredito na segunda versão. Sobre o bêbado, pouca coisa sabe-se dele, apenas que já pertenceu ao mundo do futebol e que por causa de uma volta ao mundo mal sucedida acabou virando andarilho em Londres.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Khroiskantis

Regilson, é vc?

Hahahahahahaha, muito boa a interação das estátuas com o mendigo. E está fazendo bonito na League Two. Só manter esse ritmo que a promoção e o título estão bem encaminhados.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Regilson, é vc?

Hahahahahahaha, muito boa a interação das estátuas com o mendigo. E está fazendo bonito na League Two. Só manter esse ritmo que a promoção e o título estão bem encaminhados.

Sim, ele mesmo haha. Cada vez mais bêbado.

Estas estátuas me ajudam muito a contar a história, e fiquei mais aliviado de ter conseguido uma razão mais natural para que isso acontecesse.

O título tá encaminhado, é uma vantagem enorme, mas faltam doze jogos, Promoção acho que vem mais fácil, mas quero logo garantir que venha sem play-offs. Já pensou fazer uma campanha desta e cair em um jogo eliminatório? Seria tenso. Clough se jogaria da ponte haha

Share this post


Link to post
Share on other sites
rsm_rlb

Comecei a ler e achei que Clough apareceria na pracinha e falasse algo como "Hey... Você... Quer ser meu novo camisa 10?" pro mendigo :yao:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Comecei a ler e achei que Clough apareceria na pracinha e falasse algo como "Hey... Você... Quer ser meu novo camisa 10?" pro mendigo :yao:

Fico tão feliz quando descubro que tem gente que viaja mais do que eu :heh:

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigo.

O adiamento do confronto direto entre Revie e Clough deixa o sabor do primeiro encontro ainda mais especial. Fez uma boa partida contra o West ham, da qual tem de se orgulhar. Eu espero que o Leicester nao chegue aos playoffs da Championship e suba, a diferença de dinheiro que um clube da Premier ganha pra um da championship é enorme. Clough mostra que é um homem de palavra, vai fazendo uma campanha memorável no Hartlepool, e o prometido titulo esta pra chegar.

Edited by Rodrigo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jack Daniels

Um brasileiro em londres já é complicado , imagine bêbado e mendigo ? hahahahaha , ai complica , pelo menos deve ganhar alguma esmola em euros ou libras hahahaha

Uma pena que não teve o encontro com Revie , ele perdeu um jogo bem mais fácil que o seu , o confronto dele era com um time da mesma divisão , já clough pegou um time de divisão bem superior , e quase fez o crime !

Tá sobrando na Sky bet league two , sobrando mesmo , tanto que já se garantiu praticamente na league one.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Um brasileiro em londres já é complicado , imagine bêbado e mendigo ? hahahahaha , ai complica , pelo menos deve ganhar alguma esmola em euros ou libras hahahaha

Uma pena que não teve o encontro com Revie , ele perdeu um jogo bem mais fácil que o seu , o confronto dele era com um time da mesma divisão , já clough pegou um time de divisão bem superior , e quase fez o crime !

Tá sobrando na Sky bet league two , sobrando mesmo , tanto que já se garantiu praticamente na league one.

haha tá todo lascado,né? A esmola dele é boa, dá pra encher a cara e ainda comprar um jornal todo dia.

Ele tinha mais chances de passar, mas ficou para trás. Agora é esperar que a próxima temporada nos reserve um encontro.

O time construiu uma grande gordura e será necessária pq teremos muitos jogos fora de casa nas últimas rodadas.

O adiamento do confronto direto entre Revie e Clough deixa o sabor do primeiro encontro ainda mais especial. Fez uma boa partida contra o West ham, da qual tem de se orgulhar. Eu espero que o Leicester nao chegue aos playoffs da Championship e suba, a diferença de dinheiro que um clube da Premier ganha pra um da championship é enorme. Clough mostra que é um homem de palavra, vai fazendo uma campanha memorável no Hartlepool, e o prometido titulo esta pra chegar.

Sim, fica uma ansiedade maior por este encontro e é bom para o Clough que vai conseguindo uma evolução de sua equipe. Tb tô na torcida que eles fiquem na Champions por algum tempo, se subirem ficará complicado para o Clough.

A campanha do H'Pool é digna de dar inveja no avô haha, vamos ver se seguimos neste passo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Uma pena não ter acontecido esse confronto, mas ainda é cedo e teremos muito save pela frente. Clough tem tudo para crescer e ter um futuro brilhante na Premier. Será que Revie terá o mesmo destino? Frustrante seria o treinador criado não conseguir acompanhar o teu crescimento. Temos que torcer pelo FM. Ainda sobre a Taça da Inglaterra, os dois treinadores enfrentaram times mais fortes, mas pelo jeito que se aproximou mais de uma classificação foi o Haterpool. Na liga está fazendo o que eu esperava: abrindo vantagem para um título sem dificuldades.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Uma pena não ter acontecido esse confronto, mas ainda é cedo e teremos muito save pela frente. Clough tem tudo para crescer e ter um futuro brilhante na Premier. Será que Revie terá o mesmo destino? Frustrante seria o treinador criado não conseguir acompanhar o teu crescimento. Temos que torcer pelo FM. Ainda sobre a Taça da Inglaterra, os dois treinadores enfrentaram times mais fortes, mas pelo jeito que se aproximou mais de uma classificação foi o Haterpool. Na liga está fazendo o que eu esperava: abrindo vantagem para um título sem dificuldades.

Verdade. O encontro vai acontecer, cedo ou tarde. Existe o risco do Revie parar no tempo, vai depender do FM.

Esperava que o Leicester levava a melhor, seria bem frustrante passar pelo West Ham e o time do Revie não conseguir, mas é algo que pode acontecer durante todo o save. Tenho que estar preparado.

Na League Two estamos bem próximos do acesso, mas ainda temos alguns pontos para garantir.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Imagino na estreia entre os dois, vai incendiar o estádio.

No mais, o H'pool vai indo bem, sobrando, uma pena que não foi mais longe na F.A.

Share this post


Link to post
Share on other sites
skp
Reginilson é o Regilson ?? huaehuaeu se sim fez uma intertextualidade monstra.
Essas estátuas são muito "mitas" , haha!
Até como seres personificados eles nutrem uma rixa de adolescentes.
#FA CUP
Uma vitória contra o West Ham seria maravilhosa se acontecesse, pelo placar foi acirrado.
Já o Leicester tropeçou ao meu ver, pois tem um elenco equivalente ou até melhor.
#Sky Bet League 2
Não há como dizer que o título não é do Will.
O time está com 17 pontos na frente e teremos mais 14 jogos a se disputar.
Só se acontecer uma anormalidade para o time perder essa "gordurinha".
OBS:No parágrafo seguinte a segunda fala do Bremer, há dois erros.
Vendo ao invés de vento e lembrada ao invés de lembrava.. kkk desculpa a chatisse, mas talvez você queira corrigir.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Imagino na estreia entre os dois, vai incendiar o estádio.

No mais, o H'pool vai indo bem, sobrando, uma pena que não foi mais longe na F.A.

heheh vai mesmo.

O time foi mal em todas as copas. A F.A tinha um peso importante por ser a única competição que Clough não venceu dentro da Inglaterra. Felizmente , na L2, o H'Pool caminha para um acesso se sustos.

Reginilson é o Regilson ?? huaehuaeu se sim fez uma intertextualidade monstra.
Essas estátuas são muito "mitas" , haha!
Até como seres personificados eles nutrem uma rixa de adolescentes.
#FA CUP
Uma vitória contra o West Ham seria maravilhosa se acontecesse, pelo placar foi acirrado.
Já o Leicester tropeçou ao meu ver, pois tem um elenco equivalente ou até melhor.
#Sky Bet League 2
Não há como dizer que o título não é do Will.
O time está com 17 pontos na frente e teremos mais 14 jogos a se disputar.
Só se acontecer uma anormalidade para o time perder essa "gordurinha".
OBS:No parágrafo seguinte a segunda fala do Bremer, há dois erros.
Vendo ao invés de vento e lembrada ao invés de lembrava.. kkk desculpa a chatisse, mas talvez você queira corrigir.

Sim, é ele mesmo. Senti falta da presença dele e resolvi aproveitá-lo aqui para dar uma explicação mais natural para as estátuas com vida. Ah, Reginilson é nome de registro do Regilson. Acho que na história da Volta ao Mundo ele é chamado assim no início.

As estátuas foram uma boa válvula de escape para o save, mais uma alternativa de ponto de vista. Elas são bem figuras e nem mesmo o fato de estarem paralisadas impedem de acenderem esta rivalidade.

Chegamos mais perto da vaga que o Leicester e como vc disse, no caso deles foi um tropeço, no nosso seria uma surpresa. Difícil mesmo pensar em perda de título, mas aconteceram algumas coisas que mexeram um pouco neste panorama de tranquilidade do Will.

Obrigado pelas correções. Prova que está atento ao texto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
gq-tricolor

Tu sempre descobre uma maneira diferente para postar o que acontece no save e eu tiro o chapéu para isso. Sobre o save em si, tem ido muito bem e como o ele não é de um clube só torço para a promoção para alavancar a carreira do Will.

Seguindo o comentário do nosso amigo que achou que um mendigo seria o camisa 10... Pra quem tem um açougueiro levando a "9" nas costas tudo é possível. Haha.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LikeaBoss

Vem muito bem e o título é questão de tempo. Estou gostando muito da ficção. Pena o confronto ter sido adiado, agora é focar nos respectivos nacionais que uma hora os dois se encontrarão, torço para que Will consiga o titulo, e estou torcendo também pela promoção do Leicester.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Tu sempre descobre uma maneira diferente para postar o que acontece no save e eu tiro o chapéu para isso. Sobre o save em si, tem ido muito bem e como o ele não é de um clube só torço para a promoção para alavancar a carreira do Will.

Seguindo o comentário do nosso amigo que achou que um mendigo seria o camisa 10... Pra quem tem um açougueiro levando a "9" nas costas tudo é possível. Haha.

Obrigado, gq. Esta liberdade em usar outras perspectivas facilita muito meu trabalho de postagem.

A carreira do Will teve o início que ele sonhou, um acesso logo na primeira temporada como treinador ajudará muito a alavancar a carreira dele.

hehe é verdade, depois que o açougueiro virou camisa 9, não é mesmo impossível que o camisa 10 seja o mendigo.

Vem muito bem e o título é questão de tempo. Estou gostando muito da ficção. Pena o confronto ter sido adiado, agora é focar nos respectivos nacionais que uma hora os dois se encontrarão, torço para que Will consiga o titulo, e estou torcendo também pela promoção do Leicester.

Espero que venha sim, mas temos algumas rodadas pela frente. A promoção sim, esta parece bem encaminhada. Legal que tem gostado da ficção, este retorno dá força para melhorar ainda mais.

Pois é, foi adiado este confronto, mas uma hora não vai escapar. Acaba que tenho que torcer pelo sucesso de dois treinadores tb rsrs.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

clough-revie3.jpg


titulo2.png

LEC.png


O furgão cruzava a avenida em alta velocidade ao som de Sinatra em um dueto não autorizado com o motorista do veículo. Cantava a felicidade de estar saindo do trabalho mais cedo, exatamente em um dia tão puxado. Tinha perdido as contas de quantos mortos tinha carregado hoje. É verdade que com o tempo já havia se tornado insensível a dor dos outros, mas não deixava de se impressionar com as artimanhas da Dona Morte." Ela não escolhe, ela cata geral." - repetia sozinho em meio a suas divagações.

Terminava de contornar a curva quando o homem de terno cinza dava seus primeiros passos para dentro da rua. O motorista demorou a perceber. Estava distraído. A tranquilidade de antes havia dado lugar para uma aflição incontrolável. Não tinha tempo para frear o suficiente para evitar o choque, ficou na torcida para que o homem fosse rápido o suficiente para escapar.

Um salto preciso. O jovem homem saltou na frente do carro em um movimento quase cinematográfico, escapou por um triz. Seu corpo caiu com perfeição no asfalto. Sabia cair. Levantou-se rapidamente e partiu em desordenada carreira sob o olhar incrédulo e aliviado do motorista do furgão. Alívio por não ter que carregar mais um corpo naquele final de dia.

Minutos depois

Subiu o último vão de escadas apressadamente. Catou o molho de chaves do bolso da camisa branca, achou a chave certa e abriu a porta. Cuidou de secar o rosto molhado de lágrima e suor antes de encarar sua amada.

Foi recebido com um abraço afetuoso. Não lembrava em nada o abraço recebido pelo capitão do time. Não estava carregado de remorso. Ao invés das palavras de desculpa pelo fracasso, agora tinha o silêncio acolhedor de sua amada. Como é bom ter alguém esperando por mim! - pensou ao sentir o calor daquele abraço prolongado. Estava com o queixo no ombro dela quando arriscou algumas palavras.

- Meu dia foi péssimo. Perdi o emprego e por pouco quase não fui atropelado.
- Eu já sabia.
- Que eu perdi o emprego?
- Sim. Eu li a notícia na internet. Eles copiaram uma publicação sua no twitter.
- Twitter? Mas eu não tenho Twitter.

Deslizou a ponta dos dedos na tela do tablet, digitou o site recomendado pela esposa e constatou que a notícia de sua demissão saiu cinco minutos após ter terminado à reunião com os dirigentes do Leicester.

bannertwitter.png

Ficou nervoso, não pelo perfil falso, até porque isso é algo comum quando se é famoso, mas sim pelo fato da notícia ter vazado tão rapidamente. Esta perdido em suas tentativas de encontrar o culpado quando o telefone interrompeu sue raciocínio. Ameaçou levantar-se para atender, mas desistiu ao perceber que Anne já estava pronto para tirar o telefone do gancho.

- Alô! ( silêncio do outro lado da linha ).
- Alô!

Persistia o silêncio até ouvir o tu-tu-tu. A ligação havia caído.

- Quem era, amor?
- Não falaram nada. Deve ter sido engano.


saidatomrevie.png

Galera, o capítulo ficou muito grande, por isso dividi em dois. Já terminei a temporada no final de semana, amanhã eu posto mais.
Esta semana tá trash, mal tá dando tempo de entrar no forum. Abs!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LikeaBoss

Já tava sentindo falta da atualização aqui, haha.

Pena o Tom ter sido demitido, mesmo assim rendeu uma boa ficção e fica a expectativa pelo futuro dele. Eu já disse diversas vezes, mas vou ter que voltar a falar, o nível de detalhismo que coloca em sua ficção causa uma imersão bacana demais.

Quem será o "perseguidor" de Tom? Será Clough? Ou alguém da diretoria do Leicester? Ficou essa dúvida...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Rodrigo.

Como assim, o Leicester tava disputando vaga nos Playoffs da championship ou eu perdi alguma coisa depois ? rs.. Não esperava pela demissão. Espero que o Revie vá para um time que possibilite encontros com o seu.

Edited by Rodrigo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Luiz | 🇦🇩 🇦🇷
      By Luiz | 🇦🇩 🇦🇷
      Dorjee Drakpa nasceu em Paro, mas viveu na China durante maior parte da vida. Seus pais, butaneses, emigraram para o país "vizinho" em busca de uma melhor condição de vida para Dorjee, que tentou a sorte como jogador de futebol, mas seus 1,59 metros o impediram de alcançar níveis mais altos. No ano passado, após quase quinze anos atuando nas divisões inferiores chinesas, colocou ponto final na carreira de jogador, mas decidiu que iria continuar na área. Queria atuar em algum cargo executivo, mas um convite para ser treinador em seu país-natal o convenceu a ser treinador. 
      O primeiro clube de Dorjee Drakpa será o Paro United FC, candidato ao rebaixamento na Bhutan Premier League. Será o ponto inicial da carreira do butanês, que tem como grande ambição se tornar o maior treinador asiático de todos os tempos. 

      Conquistar a Liga dos Campeões Asiáticos. Conquistar o Mundial de Clubes. Conquistar a Copa das Confederações Asiáticas. Qualificar uma seleção asiática para uma inédita Copa do Mundo. Assumir o topo do quadro de honra continental e entrar no top 10 do quadro de honra Mundial.
      O save será no FM20 e para ele habilitei todos (ou quase todos) países asiáticos, com os de menor reputação limitados ao primeiro nível e outros limitados ao segundo ou ao terceiro nível, como Japão, Coréia do Sul e China. Ademais, adicionei todos os jogadores de nacionalidade asiática e todos os jogadores de clubes do primeiro nível pelo mundo. No total, a base de dados contará com cerca de 109.000 jogadores. 
      O título do save é uma homenagem a um dos saves que mais gostei de ler na área, como outro save em terras asiáticas que achava bem legal era o do @Danut há alguns anos, mas não me lembro como terminou. 
      As atualizações serão, a princípio, anuais e a moeda do jogo será o dólar americano. 
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam lendo a história de um butanês que quer se tornar conhecido no mundo do futebol.




    • DiogoHernandes
      By DiogoHernandes
      A REENCARNAÇÃO DO HERÓI
      Olá, aqui estou de volta, já faz algum tempo que estava planejando este save mas nos últimos meses não tinha motivação para jogar FM novamente, isso tudo voltou quando estava com um PC velho e resolvi baixar o FM13 para passar um tempo, foi baixar o game e vontade de jogar veio com tudo pra cima de mim. Isso já faz um tempo, fui me segurando para não começar o save sem um formato estabelecido e conversando com um pessoal daqui da área e especialmente o @Tsuru fui estabelecendo as diretrizes do save.
      O save será totalmente dentro da Dinamarca, embora eu tenha carregado mais algumas ligas elas estão como "ver apenas", e terá como objetivo principal treinar a Seleção Dinamarquesa e superar a melhor campanha da seleção em Copas do Mundo, mas para isso preciso percorrer um longo caminho, meu treinador começará sua jornada com 20 anos e sem qualificações anteriores e com um passado somente no futebol amador. O nome dele será Holger Dasnke, o mesmo nome do herói que segundo a lenda quando a Dinamarca passar por um perigo iminente ele levantará do seu trono libertará a nação.

       
      DIRETRIZES DO SAVE
      Não sair dos clubes pedindo demissão ou se candidatando a outros clubes, só sair em fim de contrato ou sendo demitido. Não assumir clubes de divisões superiores ao meu antigo clube. Na primeira divisão até ganhar um título nacional, só assumir clubes que acabaram de subir ou da segunda divisão. Não assumir a seleção principal da Dinamarca sem antes ganhar um título nacional de primeira divisão. Não usar a barra de pesquisas para contratação de jogadores/staff, usar somente a base de dados fornecidas pelos olheiros do clube e pelos agentes.  
      OBJETIVOS DO SAVE
      Ganhar o Campeonato Dinamarquês Ganhar a Eurocopa Ganhar as Olimpíadas Chegar em uma Semi-Final de Copa do Mundo  
      ÍNDICE
      Temporada 1
      O primeiro emprego
      Os heróis improváveis
      Uma contratação mágica: Ibra chega ao Kolding!
      Um pistoleiro sem balas
      Temporada 2
      Seguindo os passos do mestre Fernando
      Um segundo turno complicado
      Um pouco de esperança
      Temporada 3
      Início muito promissor
       

    • Lanko
      By Lanko
      Próxima>>>                 
       
      ATUALIZAÇÃO MAIS RECENTE!
      ÍNDICE
       
      E aê galera, tudo bom? Descobri o fórum recentemente há uns dias atrás, especificamente a área de histórias. Li algumas e adorei o formato e o fato que a galera resolveu postar suas jornadas e challenges interessantíssimos. 
      Enquanto jogava o FM18 fiquei pensando nas várias coisas que aconteceram e que dificilmente conseguiria guardar pra lembrar depois, especialmente as coisas memoráveis.
      Deixei quieto e segui em frente, mas como disse, encontrei essa área aqui e me arrependo de não ter pesquisado e encontrado antes. Mas antes tarde do que nunca, né! O save não tem tanto tempo e muitas dos principais eventos estão frescas na memória.
      Esse save não tem objetivos específicos a serem alcançados, simplesmente criei um perfil de treinador (sem escolher clube, comecei desempregado) e saí pro mundo pra ver no que vai dar. 
      PERFIL DO TREINADOR:
       
      Lanko Askarian sempre teve interesse por futebol, principalmente na parte tática, já que jogando ele é um grande perna de pau. Decidiu ir adiante com esse pensamento e resolveu estudar para ser técnico e dirigir uma equipe.
      Diante dos vários fracassos do Brasil na área, decidiu, corretamente ou não, ir estudar e fazer cursos na Europa. Escolheu a Inglaterra já que sabia inglês e nada dos outros idiomas. Depois de algum tempo, adquiriu profundo conhecimento tático, de treinamentos, de filosofias de jogo.
        
       
      Agora só faltava botar tudo isso em prática, e é aí que morava o problema. Lanko entrou determinado a começar 2018 como técnico, mas passou o primeiro semestre desempregado. Nem clubes brasileiros da 3a divisão quiseram sequer conceder uma entrevista.
      No fim da temporada europeia, Lanko voltou a Inglaterra, disposto a aceitar propostas da 5a ou 6a divisão inglesas só pra começar a trabalhar, mas mesmo dessa vez conseguindo entrevistas, não foi o escolhido em nenhum dos oito clubes em que bateu a porta.
       

       
      Jovem (30 anos, muito menos que muitos jogadores em atividade), sem ter comandado vestiário antes e ainda por cima estrangeiro, esses foram os principais motivos das recusas.
      Até que viu um anúncio de um clube de Portugal (o único), a Mondinense, da terceira divisão portuguesa, e decidiu entrar em contato com eles.
      O presidente foi surpreendido pelo contato. Ele acabou gostando do perfil. Avisou que o clube era pequeno, mas gostaria de ver o clube crescer e talvez tentar algo inusitado seria o primeiro passo ideal. O presidente convidou Lanko para a cidade de Mondim de Basto para assinarem o contrato.
       

       
      Lanko aceitou, muito feliz. Portugal não estava nos planos iniciais, mas quem sabe, caindo do céu, seria o melhor lugar para começar a carreira. O idioma não seria problema e Portugal era um bom país, além de ter certa história no futebol e um cenário respeitável.

      Ele sabia que o começo ia ser difícil, mas até chegar em Portugal e ver a sede da Mondinense de perto, ele não fazia ideia do quão difícil…
       
      Próxima>>>
    • Banton
      By Banton
      O West Ham United Football Club é um clube de futebol inglês baseado na região leste de Londres.
      O West Ham é um dos clubes mais tradicionais da Inglaterra e de todo Reino Unido, sendo um dos 25 que já disputaram por pelo menos 50 temporadas o Campeonato Inglês, e a Temporada 2018–19 registrando a sua 61ª presença na primeira divisão, sendo o 18º clube que mais pontou em todas as edições.[2] Sua nova casa é o Estádio Olímpico de Londres, que foi construído para as Olimpíadas de 2012. Depois de uma reforma no estádio, a capacidade foi de 80.000 para 57.000 lugares.
      FILOSOFIA: 
      Os Hammers é um clube formador e está sempre dando oportunidade para as pratas da casa. Também, o clube funciona como uma porta de entrada para jogadores de ligas menores se destacarem na Premier League. É um clube com muita história, simpatia pura e cheio de curiosidades! 
      LEITURA: 
      O jogo de 300 mil pessoas "The Academy of Football" , um viveiro de talentos O Estádio das Bolhas de Sabão Robert "Bobby" Moore CURIOSIDADES:
      O clube já contratou jogadores como Nenê e Wellington Paulista Os Hammers foi o primeiro clube de Carlitos Tevez e Javier Mascherano na Europa A rivalidade entre West Ham e Millwall é encenada no filme "Green Street Hooligans" Dimitri Payet: Um ídolo para se esquecer É considerado o primo-pobre de Tottenham, Arsenal e Chelsea ---
       
      UMA NOVA CARREIRA:
      Curtiu a dica? Procurando por mais desafios? Clique aqui e conheça a história de outros clubes espalhados pelo mundo.
    • Lowko é Powko
      By Lowko é Powko
      A Netflix lançará uma série baseada nas origens do futebol, e o trailer é bastante promissor
      por Leandro Stein, publicado em 5 de março de 2020   O futebol entra cada vez mais nos catálogos dos serviços de streaming. Há uma clara disputa entre Amazon Prime Video e Netflix por conteúdos que agradem também os fãs do esporte, sobretudo em relação às séries documentais. E o mês de março guardará uma nova cartada da Netflix em meio a esta queda de braço: nesta semana, a plataforma lançou o trailer de “The English Game”, uma mini-série dramática em seis episódios que recontará os primórdios do futebol.
      A série teve seu roteiro escrito por Julian Fellowes, autor de “Downton Abbey” e “Gosford Park”. Baseado em fatos reais, o drama se ambientará na década de 1870, quando o futebol deixa de ser um esporte elitizado para atingir as massas de trabalhadores na Inglaterra. Os protagonistas serão dois jogadores de classes sociais opostas, que se aproximarão em meio à popularização da modalidade. Pelas cenas presentes no trailer, as primeiras edições da Copa da Inglaterra serão abordadas, assim como a própria profissionalização do futebol e a criação da Football League.
      A prévia de “The English Game” também está disponível aos assinantes brasileiros da Netflix. O lançamento mundial da série acontecerá em 20 de março. Uma interessante maneira de atrair os amantes do jogo e também oferecer um belo entretenimento. O trailer é promissor:
       
      @Trivela
×
×
  • Create New...