Jump to content

Maldito Futebol Clube


Jirimias
 Share

Recommended Posts

clough-revie.jpg


APRESENTA.png

Fala aí, galera! Depois de um tempinho sem fazer uma ficção, chegou a hora de colocar o Tico e o Teco para funcionarem. Não é difícil descobrir a temática deste save, o próprio título já entrega. "Maldito Futebol Clube", que repete o título da tradução brasileira para o filme "The Dammed United", será uma versão moderna da carreira de um representante da família Clough.

A ideia é quase um clichê na nossa área, tendo em vista que já tivemos vários saves que fizeram alguma menção ao legado Clough, inclusive uma está em atividade que é o save do Miro. Contudo, esta história quer explorar a rivalidade Clough x Revie, colocando os dois descendentes desta rivalidade frente a frente.

Will Clough, 24 anos, é filho de Nigel Clough, mas vem do avô sua maior inspiração para a carreira do futebol. Ele é muito parecido com Brian, inclusive no jeito polêmico, na ambição e principalmente, nos ataques psicológicos. Inclusive, esta será uma tônica deste save: trabalhar o jogo psicológico. Do outro lado da corda, está Tom Revie, neto de Dom Revie, é um pouco mais velho que Clough e com um grande futuro pela frente. Fiz um treinador monstro pelo editor para fazer dele um belo desafio para o Clough. Coloquei um detalhezinho no perfil do Revie: o jogo sujo. Vamos ver como isso vai ser praticado pelo FM.

Ambos iniciarão a carreira nos mesmos clubes que projetaram seus avôs: Revie no Leicester City, da Segunda Divisão. enquanto Clough estará no comando do Hartlepool, da Quarta divisão. O enfoque será dado à carreira de Clough, mas teremos pequenos flashes da carreira de Revie. A carreira não se prenderá a Inglaterra, podendo o dinheiro e a ambição desenharem os caminhos de Will.

Devido ao pouco tempo para jogar e postar, a atualização do save geralmente ocorrerá duas ou três vezes por semana. O save será contado em primeira e terceira pessoa, sendo que no caso da primeira pessoa poderei utilizar o ponto de vista de outro personagem da história. Boa diversão para nós!

Obs: Agradecimento ao ggpofm pelo banner.

OBJET.png

black.pngSuperar Revie nos confrontos diretos;
black.png Ser o maior treinador no Quadro de Honra;
black.png Treinar a Seleção Inglesa;

black.pngSer campeão inglês com uma equipe da segunda divisão: : Newcastle 2023/2024
black.pngVencer todas as competições domésticas.
black.png Ser bicampeão da Liga dos Campeões da Europa.

black.pngQuadro de Honra Inglaterra: Will quarto colocado

black.pngQuadro de Honra Treinadores Ingleses: Will segundo colocado

black.pngQuadro de Honra Mundial: Will décimo

black.pngPerfil do Will Clough

DADOS.png


black.png FM 14
black.png Início: Inglaterra, Julho de 2013
black.png Base de Dados: grande
black.png Ligas carregadas: todas da Inglaterra e as primeiras divisões de Alemanha, Austrália, Bélgica, Escócia, Espanha, Holanda e Itália.
black.png Uso de editor: apenas na criação de Tom Revie

black.pngSave para download ( temporada 29/30): Link

salass.png

titulostotais.png

Histórico das temporadas

resumodecescente.png


NAVEGADOR.png


Capítulo 1: Prazer, meu nome é Clough.

Capítulo 2: Diálogos Impossíveis.

Capítulo 3: Amor e ódio

Capítulo 4: O novo Peter Taylor

Capítulo 5: O Jogo da Memória

Capítulo 7: O menino cresceu

Capítulo 8: O bêbado equilibrista

Capítulo 9: O fracasso de Revie

Capítulo 10: O sucesso de Clough

Conteúdo Extra: Temporada 2013/2014

Capítulo 11 Turbulência

Capítulo 12: O inimigo mora ao lado

Capítulo 13: Encontro com as vitórias

Capítulo 14: Nick Wroe

Capítulo 15: Mourinho e o espelho

Capítulo 16: O pesadelo de Clough

Capítulo 17: Tal pai, tal filho

Capítulo 18: Encontro marcado

Capítulo 19: Contratação de cinema

Capítulo 20:O francês salvador

Capítulo 21: Dye, my darling!

Capítulo 22: Quando os dois perderam

Capítulo 23: De volta para casa

Capítulo 24: O homem do terno amarelo

Capítulo 25: A tarde é de Revie, a noite é de Clough

Capítulo 26: Quem ri por último...

Capítulo 27: Ser um covarde ou um fracassado?

Capítulo 28: Sob nova direção

Capítulo 29: O Coração de Leão

Capítulo 30: Boa noite, Mourinho!

Capítulo 31: Leeds United

Capítulo 32: Made in China

Capítulo 33: Ex-amor

Capítulo 34: A bola que Luke James não chutou

Capítulo 35: #lukejamesnoleeds

Capítulo 36: Os meninos de Leeds

Capítulo 37: Feriram o capitão

Capítulo 38: O andarilho

Capítulo 39: Por quê amamos o Liverpoll?

Capítulo 40: Olho no olho

Capítulo 41: Bons inimigos.

Capítulo 42: A máquina enferrujada

Capítulo 43: Onze para cinco

​Capítulo 44: Chateau de Lafite

Capítulo 45: Um novo castelo para Clough

​Capítulo 46: Os discípulos de Clough

Capítulo 47: Revelações de Genie

​Capítulo 48: Peter Clough

​Capítulo 49: Sem "luck" James

​Capítulo 50: O Revie vem aí?

​Capítulo 51: Caça ao tesouro

​Capítulo 52: O Mediador

Capítulo 53: Bravo

Capítulo 54: O time da virada

Capítulo 55: Quatrocentos

Capítulo 56: Infeliz Natal

Capítulo 57: Capricho do destino

Capítulo 58: 35 minutos

Capítulo 59: O Alvinegro Encantado

Capítulo 60: O velho e o novo Owen

Capítulo 61: Espelho, espelho meu

Capítulo 62: Sangue no jornal de amanhã

Capítulo 63: Copar ou não copar: eis a questão.

Capítulo 64: Sorte grande

Capítulo 65: Nem choro, nem vela

Capítulo 66: 45 pênaltis

Capítulo 67: A tentação de Clough

Capítulo 68: O desafio de Mário Been

Capítulo 69: O preço que se paga

Capítulo 70: O homem do museu

Capítulo 71: Sem título

Capítulo 72: Nem todo dia é dia de Clough

Capítulo 73: Um tributo à vilania

Capítulo 74: A Itália sonhou com Clough

Capítulo 75: Fim da linha, pule para outra

Capítulo 76: Um minuto de silêncio

Capítulo 77: A legião Estrangeira

Capítulo 78: Vem aí os jogos mortais!

Capítulo 79: Só deu Davi.

Capítulo 80: Programado para perder

Capítulo 81: Irmãos Kuwait

Capítulo 82: Clough & Taylor

Capítulo 83:Presente de Natal

Capítulo 84: A primeira vez de Revie

Capítulo 85: A maratona

Capítulo 86: O homem das decisões

Capítulo 87: Operação Marquezine

Capítulo 88: As aventuras de Ian Burgin

Capítulo 89: Nem 7-0 resolveu

Capítulo 90: Demolidor

Capítulo 91: A bela e a fera

Capítulo 92: A pátria que pariu

Capítulo 93: Regilson

Capítulo 94: O inimigo do inimigo

Capítulo 95: Seu filho, meu filho

Capítulo 96: G.Y.S

Capítulo Final

Link to comment
Share on other sites

Você nunca se aquieta, hein, Jiri?!

Terminou uma bela história no Espírito Santo e agora vai para a Inglaterra, país que eu gosto bastante de jogar.

Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Você nunca se aquieta, hein, Jiri?!

Terminou uma bela história no Espírito Santo e agora vai para a Inglaterra, país que eu gosto bastante de jogar.

Boa sorte!

Não tem jeito rsrs. Tentei dar uma relaxada nestes dias, mas faz falta esta rotina de jogar e postar.

Tb gosto muito de jogar na Inglaterra. Desde Replay que não me arriscava por estas bandas, deu saudade.

Vlw!

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte Jiri.

Vai ser interessante acompanhar a disputa e ver se os atributos monstros do Revie se transformarão em bons resultados.

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte Jiri.

Vai ser interessante acompanhar a disputa e ver se os atributos monstros do Revie se transformarão em bons resultados.

Vlw, Stay.

Bons atributos ele tem mesmo, agora é saber como FM vai aproveitar isso. Quero ver na prática o jogo sujo de Revie. Será que vamos ter uma equipe que baterá muito? Muita ansiedade pelo primeiro confronto entre os dois, que pode demorar, ou vir em um encontro nas taças. Tudo está nas mãos do FM.

Link to comment
Share on other sites

Como é de praxe, abusando da criatividade e de belos enredos para suas histórias. Certamente, mais uma bela história está por vir!

Boa Sorte e bom save Jiri! Espero conseguir acompanha-lá do inicio ao fim

Link to comment
Share on other sites

Fenomenal a proposta. Agora vamos ver o que o destino reserva a Will. Gostei muito da escolha da Inglaterra, uma vez que é um pais cuja dificuldade de jogo é maior, tem equipes tradicionais e pode nos levar a diferentes destinos, já que é uma liga muito visada. Além disso, o sistema das transferências passarem pelo Comitê da Liga dificulta as contratações/transferências e, assim, breca um pouco o crescimento do time, além de assegurar uma história sem o possante Dumas :p

Link to comment
Share on other sites

Gostei dessa proposta, bem diferente. E espero que eu não zique o teu save porque os últimos que acompanhei desde o começo não foram longe (não precisava ter dito isso :heh: )

Sucesso aí Jiri!

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Boa sorte, creio que será épico a partir do momento que Revie e Clough se juntem. E um dos melhores saves que fiz na minha vida, vieram da inspiração desse filme, espero que você tenha o mesmo sentimento quando terminá-lo.

Link to comment
Share on other sites

Interessante a proposta, Will terá que usar dos jogos psicológicos pra equilibrar as coisas a seu favor. E o objetivo de superar o Tom nos confrontos diretos será um bom ingrediente de motivação no save, pois terá que fazer de tudo para montar um time capaz de competir com o Leicester.

Link to comment
Share on other sites

Como é de praxe, abusando da criatividade e de belos enredos para suas histórias. Certamente, mais uma bela história está por vir!

Boa Sorte e bom save Jiri! Espero conseguir acompanha-lá do inicio ao fim

Obrigado, Luiz. É um tipo de save que gosto de fazer, pois consigo conciliar o jogo que mais gosto com a escrita, coisa que curto muito.

Diria que esta história terá alguma liberdade de expressão e será diferente de tudo o que já fiz. Se vai ser tão boa, vamos ver, mas já servindo de diversão, já valerá a pena.

mto boa a proposta

Vlw!

Bora mitar Jiri!

Bora!

Fenomenal a proposta. Agora vamos ver o que o destino reserva a Will. Gostei muito da escolha da Inglaterra, uma vez que é um pais cuja dificuldade de jogo é maior, tem equipes tradicionais e pode nos levar a diferentes destinos, já que é uma liga muito visada. Além disso, o sistema das transferências passarem pelo Comitê da Liga dificulta as contratações/transferências e, assim, breca um pouco o crescimento do time, além de assegurar uma história sem o possante Dumas :P

Inglaterra é o país que mais gosto de jogar de uns anos para cá, além disso oferece estes ingredientes que vc citou que tornam o save mais desafiador. Sobre o Dumas, ainda tenho esperança de ver o Cloug treinando-o haha. Só pra nossa alegria kkk

Gostei dessa proposta, bem diferente. E espero que eu não zique o teu save porque os últimos que acompanhei desde o começo não foram longe (não precisava ter dito isso :heh: )

Sucesso aí Jiri!

Não tinha reparado ainda este seu retrospecto, senhor gq haha.

Mas então este será o primeiro que vc acompanha sem zicar kkk

Vlw!

Boa sorte, creio que será épico a partir do momento que Revie e Clough se juntem. E um dos melhores saves que fiz na minha vida, vieram da inspiração desse filme, espero que você tenha o mesmo sentimento quando terminá-lo.

Foi mesmo um grande save este seu, memorável em todos os sentidos.

Este filme me inspira muito, já vi várias vezes e terei que ver novamente para mergulhar nos personagens principais. Vlw!

Boa sorte, Jiri!

Uma dúvida, o Hartlepool tem algum grau de rivalidade contra o Leicester ou é só a história dos dois mesmo?

Vlw, matheus!

Não existe esta rivalidade entre os clubes, só mesmo entre os dois personagens

Interessante a proposta, Will terá que usar dos jogos psicológicos pra equilibrar as coisas a seu favor. E o objetivo de superar o Tom nos confrontos diretos será um bom ingrediente de motivação no save, pois terá que fazer de tudo para montar um time capaz de competir com o Leicester.

Pois é, vou poder explorar algumas vertentes do jogo que não costumava usar em outros. E como v falou terá esta disputa com o Tom, a necessidade de tentar igualar forças com o time em que ele estiver.

Link to comment
Share on other sites

Mal termina-se um ja começaste outro, assim que eu gosto.. e não poderia criar uma Save melhor, sou super fã do Filme, assisto no minimo umas 2 ou 3 vezes ao mês, foi ele que me expirou a criar meu Save com o Forest agora estou aqui para torcer e acompanhar mais um Grande Save teu, vamos lá amigo boa sorte :yest2:

Link to comment
Share on other sites

Legal, parece que promete.

Vamos lá!

Mal termina-se um ja começaste outro, assim que eu gosto.. e não poderia criar uma Save melhor, sou super fã do Filme, assisto no minimo umas 2 ou 3 vezes ao mês, foi ele que me expirou a criar meu Save com o Forest agora estou aqui para torcer e acompanhar mais um Grande Save teu, vamos lá amigo boa sorte :yest2:

Eh, até queria, mas não consigo ficar muito tempo longe daqui, parece faltar alguma coisa.

Tb curto muito o filme, espero fazer jus ao nome do save com uma história divertida para. Vlw,miro!

Link to comment
Share on other sites

Esse é um filme que assisto sempre que to enjoado do FM.

Ainda não tive tempo para terminar de ler e comentar a história do Xandoca mas como todas eu acredito que tenha terminado de forma fantástica. Te parabenizo e desejo muitas dificuldades nessa nova história.

Fico muito, muito feliz que tenha voltado a contar uma ficção. É algo que sinto falta desde o fim da sua história Replay e da "estória" do Helders contada pelo cellusv.

Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Faz um certo tempo que não comento nessa área, mas os seus saves sempre valem a pena. Boa sorte!

Percebi que andou sumido. Obrigado. Tem muitos saves legais na área, uma hora que tiver tempo dá uma conferida que com certeza irá curtir. Vlw,zepp!

Esse é um filme que assisto sempre que to enjoado do FM.

Ainda não tive tempo para terminar de ler e comentar a história do Xandoca mas como todas eu acredito que tenha terminado de forma fantástica. Te parabenizo e desejo muitas dificuldades nessa nova história.

Fico muito, muito feliz que tenha voltado a contar uma ficção. É algo que sinto falta desde o fim da sua história Replay e da "estória" do Helders contada pelo cellusv.

Boa sorte!

Eu não canso de ver tb, e desta vez não posso deixar de ver novamente. Só que tenho que baixar de novo rsr.

A Xandoca terminou na hora certa, a história cumpriu sua missão e fiquei satisfeito por ter realizado um projeto que vinha pensando há alguns anos.

Senti falta tb de fazer uma ficção, depois de Doze Goles e Xandoca já não via a hora. As "estórias" rsrs do Cellus fazem muita falta, um baita contador que vejo passando por aqui pela área, mas deve tá tendo pouco tempo para escrever.

Vlw!

Galera, hoje à noite tem o primeiro capítulo. Até lá!

Link to comment
Share on other sites

Que bom que não ficou parado e logo após encerrar a ótima história no futebol capixaba já teremos outra promissora carreira. Creio que já fizeram todas possíveis perguntas e comentários. Estou curioso para ver se o treinador criado terá o retorno que tu - e todos que vão acompanhar - espera. Estou torcendo para funcionar, pois vai ser um grande diferencial do save. Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Que bom que não ficou parado e logo após encerrar a ótima história no futebol capixaba já teremos outra promissora carreira. Creio que já fizeram todas possíveis perguntas e comentários. Estou curioso para ver se o treinador criado terá o retorno que tu - e todos que vão acompanhar - espera. Estou torcendo para funcionar, pois vai ser um grande diferencial do save. Boa sorte!

Eh, né, não dá pra ficar parado não. rsr.

É uma aposta do save este lance da rivalidade, torço que o FM me ajude rsr

Boa sorte

Vlw!

BS jiri. Vou assistir esse filme (netflix) e acompanhar o save.

Vc achou no netflix? Vou procurar então.

Link to comment
Share on other sites

clough-revie3.jpg


titu3.png

balaco.png


Desde pequeno ouvia meu pai dizer: - "Ser um Clough não é fácil, meu filho! Você será admirado ou odiado sem mesmo ter feito nada para isso." Parecia uma profecia sinistra. Meu pai sempre carregou o sobrenome Crough como se carregasse uma maldição e talvez por isso escolheu ser um cara comum, sem sal e sem expectativa. Um treinador igual a tantos outros que existem por aí. Bem diferente de meu avô. Aquele sim era homem com sangue nas veias, nascido para vencer e que nunca contentou-se com aquilo que a vida lhe concedia. Sempre quis mais. Era o melhor em tudo o que fazia. Mas eu não quero ser igual ao meu avô, eu quero ser melhor que ele.

Meu nome é Will Clough , tenho 25 anos e sou manager do Hartlepool, time da quarta divisão inglesa. Não é o lugar onde quero estar, mas tinha que começar de algum lugar. Dizem que sou muito jovem, que eu poderia estar tentando a vida como jogador, e até tentei; porém, dentro do campo descobri que não passaria de um jogador esforçado e limitado, correndo o sério risco de sujar o nome da minha família.

A ideia de ser treinador veio aos 15 anos quando jogava um jogo que simulava tarefas de um treinador. Percebi que tinha nascido para aqui ali e então brincadeira foi ficando séria e passei a interessar mais pela profissão. Passei a acompanhar meu pai na preparação dos jogos, pois era a parte que eu mais gostava, mais até do que ver os jogos. Aprendi a fazer análises de adversários e descobrir seus pontos pontos fortes e fracos. Cheguei até mesmo fazer alguns esboços para o meu pai, mas ele ignorou, insistia na ideia de que eu devia ser jogador.

Até hoje, ele ainda não conseguiu engolir muito a ideia de ter sido chamado para treinar o Hartlepool. " Eu não sei quem é mais louco: o pai do George, por ter te dado este emprego, ou você, por ter aceitado." O George é aquele rapaz de terno azul e gravata amarela. Além de não entender nada de combinar gravatas e ternos, não entende nada de futebol, mas é filho do presidente do clube. Isso é suficiente. Nossa amizade foi construída quando toda a cidade dormia, mas ainda há quem diga que não se faz amigos em portas de bar. Espero não ser a pior consequência que George já teve de um porre.

Eu tenho ciência de que sou uma solução barata para o clube, mas também creio que sendo treinador jovem e com Clough no sobrenome, sou também uma boa jogada de marketing. Por isso não entranho tanto o convite, apesar que devo repetir meu avô quando aqui chegou: não gosto deste lugar.

GEORGE: - Quer que eu te apresento aos jogadores?
CLOUGH: - Gosto mais do elemento surpresa. Onde eles estão?
GEORGE: - Ali. - disse apontando o grupo de jogadores sentados e deitados no gramado parecendo esperarem a morte chegar.

Lá estava o desacreditado grupo do Hartlepool . Caminhando em direção a eles consigo imaginar aquele monte de barrinhas com atributos dos jogadores igualzinho no Football Manager.

CLOUGH: - Olá a todos!

Eles me ignoraram. Somente um deles, o que riscava o dedo no gramado, respondeu sem muita animação. Em seguida, levantou-se um grandalhão, era o mais velho do grupo: alguns cabelos brancos denunciavam.

STEVE HOWARD: - Rapaz, não podemos dar autógrafos agora. Volte outra hora!
CLOUGH: - Devo chamá-lo de senhor? Então, eu teria um enorme prazer em pedir um autógrafo seu. Mas só se você fosse um campeão mundial, o maior artilheiro da Premier League ou da Copa da Liga, mas por favor, por quê eu pediria autógrafos a um bando de mortos-vivos como vocês?
SAM COLLINS: - Quem você acha que é para falar deste jeito com a gente?
CLOUGH: - Meu nome é Will. Will Clough. Será um privilégio para vocês trabalharem com um Clough, portanto, quero ver o que vocês são capazes de fazer para merecerem minha confiança. Chega de cabeças baixas! Quero ver suor e dedicação.

Eu sei que causei um choque que só não foi menor que o da minha cabeça com a relva . Precisei de alguns seguranças para tirarem aqueles brutos de cima de mim. Tirei o pó do meu terno novo, ajeitei o topete e estava de novo com a palavra:

CLOUGH: - Parabéns! Fico satisfeito em saber que minhas palavras foram capazes de produzir algum efeito em vocês. Se falta talento, pelo menos vocês darão luta. Com certeza, vamos nos dar bem, rapazes. Então, vamos para o gramado! O título da divisão nos espera!


expecta.jpg



NOTA DO AUTOR:

Clough iniciou seus trabalhos no Harteplool em 09 de Julho de 2013. Seu time terminaria em sexto na League 2, segundo a imprensa. Mas Clough não se contentava com os prognósticos e tratou de prometer título, enquanto a diretoria esperava pelo menos por uma vaga nos play-offs.

Mal iniciou sua carreira, e Clough já virava notícia ao recusar a tradicional primeira coletiva de imprensa. Enquanto alguns disseram que Clough perdeu uma grande chance de se apresentar, a grande verdade é que o seu silêncio ecoou bem mais do que qualquer palavra que pudesse dizer naquele dia.

rejeita.jpg

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Banner por @GG.
       
      Apresentação
      Além do indiscutível talento, algo que sempre me impressionou em relação a Dejan Petkovic, o Pet, foi sua trajetória tão incrível quanto improvável. Qual a chance de um meia-atacante nascido em Majdanpek, uma vila do interior da Sérvia, atravessar o oceano e se tornar ídolo de milhões de brasileiros? 
       


      Vitória, Flamengo, Vasco, Fluminense…por onde passou, o Gringo se tornou praticamente uma unanimidade. Nunca faltaram belas jogadas, passes perfeitos, gols, e claro, cobranças de falta onde ele parecia colocar a bola com a mão. 
      Como torcedor do Flamengo é claro que o fim da década de 2010 e o início da de 2020 foram marcantes em termos de títulos e conquistas. Mas para mim os gols do Gabigol em 2019 e em 2022 nunca serão tão marcantes quanto o gol do tricampeonato em 2001 e do retorno messiânico do Pet em 2009, especialmente os dois gols contra o Palmeiras no Parque Antarctica.
      É daquelas coisas que tornam o futebol tão fantástico por ser assim, imprevisível, incrível, mágico. É daquelas coisas que transformam um jogador talentoso em um grande ídolo.
       


      Toda essa admiração, mais a trajetória tão interessante (para quem tiver curiosidade, leia sobre ele e/ou veja o documentário "O Gringo" porque realmente vale a pena), são alguns dos motivos pelos quais penso, há muito tempo, em criar um save no FM em homenagem ao Pet. E bem, chegou a hora.
      Vou fazer uma carreira em modo JeT, portanto com bastante liberdade e sem obrigatoriedade de me manter no mesmo clube até o final do save. Mais detalhes sobre o treinador e o time inicial virão no próximo post.
      Também quero agradecer ao @#Vini, ao @Nismoe ao @CCSantospor todo o apoio na construção e na formatação do save.
       
      Objetivos
      Vencer o Campeonato Sérvio; Vencer a Copa da Sérvia; Ter passagem de destaque por um ou mais clubes do sul da Europa cujas ligas estão jogáveis no save (Portugal, Espanha e Itália); Vencer um campeonato nacional de uma das três maiores ligas da América do Sul (Argentina, Brasil ou Uruguai).  
      Ligas carregadas
      O Pet também teve uma passagem pelo Shanghai Shenhua, da China, mas colocar mais ligas diminuiria mais a velocidade do computador e achei sinceramente que não faria grande diferença.
       


      Índice
       
      A história por trás da história Prazer, Macva Sabac Com o pé direito O jogo de gato e rato Não se mede a cauda do lobo antes que ele esteja morto A fome come simplesmente come o que ver pela frente A Baba Yaga da Primeira Liga As bruxas já não vêm da Jamaica, agora vêm da Gâmbia A opção pela manutenção Prazer, Superliga Sérvia A Europa também não é assim tão longe, é logo ali A permanência é uma realidade A pausa de dezembro Reiniciando os trabalhos  
      Área reservada

      Aqui vão ficar os textos das atualizações enquanto vão sendo produzidos. Não leia se não quiser spoiler :P 
       
       
    • Marcolation
      By Marcolation
      APRESENTAÇÃO
      Dizem que todo jogador de FM que se preze tem que ter jogado o clássico de pegar um clube na divisão mais baixa da Inglaterra e levá-lo até as mais altas glórias que o futebol pode trazer. Considerando que eu tenho uma grande preferência por saves de clube sobre os de carreira, e que nunca cheguei a fazer esse caminho começando pela National League North/South, bem, essa é a minha tentativa de fazer isso depois de um bom tempo testando o FM 23 com clubes grandes.
      Minha ideia foi escolher um desafio um pouco maior desde o início, escolhendo um time entre as equipes das duas conferências que estivesse cotado para a parte de baixo e que não tivesse a situação financeira tão boa de cara, e o escolhido foi, como o título do tópico deixa óbvio, o Braintree Town Football Club.
      Por que esse entre tantas opções? Simplesmente porque gostei do apelido, "The Iron", inclusive presente no escudo do clube e que remete às origens do clube, formado pelos trabalhadores de uma fábrica local, a Crittall Window, empresa que fabrica até hoje janelas com esquadria de aço. Outro motivo foi o belo uniforme do clube, que costuma utilizar como cor principal o laranja. Fora isso, foi uma escolha ao acaso seguindo os critérios - é um clube com situação financeira complicada, cotado para a 19ª posição na National League South, e sem histórico de frequentar divisões superiores, além, claro, de ser um clube semi-profissional, o que torna as coisas mais desafiadoras e interessantes.
       

       
      O clube já teve algumas mudanças de nome, fundado como Manor Works em 1898 pela companhia, virou Crittall Athletic em 1921, em alusão à fábrica de janelas que deu origem a sua existência, depois passou a ser Braintree & Crittall Athletic, em 1968, e por fim, em 1981, cortou de vez as relações com a Crittall e mudou para o nome de Braintree F.C., com o "Town" sendo adicionado no ano seguinte. O Braintree Town F.C. manda seus jogos no estádio Cressing Road, que aparece no fundo do banner, com capacidade para 4222 espectadores no FM. 
      Para assumir o clube, criei um treinador ficcional chamado Jack Jackson, com aparência criada aleatoriamente pelo jogo, com experiência no mínimo possível, mas já tendo a primeira licença de treinador, a Nacional C:
       

       

      HISTÓRICO DO CLUBE
      O time teve lá um relativo sucesso nas divisões regionais de Essex, e jogou uma época nas divisões regionais de Londres, mas só recentemente começou realmente sua ascensão na pirâmide do futebol inglês. Em 2001, o clube subiu da Isthmian League Division One (que na época seria a 7ª divisão inglesa) com o 3º lugar, e acabou "caindo" em 2004, quando ficou em 23º, devido à reforma do sistema de ligas, que fez com que não houvesse rebaixamento, mas abaixou a Isthmian League Premier Division no sistema, passando a ser equivalente ao 7º nível de futebol do país.
      Logo no ano seguinte, o Braintree Town ficou na 4ª colocação, alcançando um lugar nos Play-offs de acesso, mas foi derrotado frente ao eventual campeão e promovido Eastleigh, por 2x0. Se pelo playoff não foi possível, mais um ano a frente, em 2006, o clube foi campeão da Isthmian League Premier Division com 94 pontos, garantindo sua participação na Conference South (hoje National League South, uma das duas ligas da 6ª divisão e atual divisão do clube).
      Logo na primeira participação, o The Iron conseguiu alcançar o Playoff com uma improvável 3ª colocação, e ainda avançou à final, vencendo nos pênaltis o Havant & Waterlooville após dois empates por 1x1. Na final, quem esperava era o Salisbury City, outro clube recém promovido, também como campeão da sua divisão, a Southern Football League Premier Division, e que terminou a temporada na 2ª posição da liga com apenas 1 ponto a mais do que o Braintree. Na final, que foi bem disputada e acabou sendo emocionante (quem tiver interesse, leia o relato do jogo em um jornal local de Salisbury), o Salisbury saiu vitorioso com o gol do 1x0 vindo de seu artilheiro perto do fim da partida, disputada no estádio do Stevenage Borough.
      O sonho de alcançar a conferência nacional não havia acabado ali, mas foi seguido por um novo baque, com o Braintree chegando novamente no playoff na temporada seguinte, mas caindo para o futuro campeão por 5x0 no agregado. Nos dois anos seguintes, um 14º lugar e um 7º (este a apenas 1 ponto de alcançar o playoff) antecederam o que seria o maior feito do clube de Essex até hoje: o título de campeão da National League Conference South de 2010/11, conseguido numa campanha com 89 pontos conquistados (7 a mais do que o vice-campeão) e 45 gols de saldo.
      O sonhado acesso à National League finalmente veio, e nos anos seguintes o Braintree até fez boas campanhas, quase alcançando o playoff de acesso à League Two em 2013/14 com um 6º lugar, e finalmente alcançando com uma 3ª colocação na temporada 2015/16. O adversário foi o Grimsby Town, e mesmo vencendo o jogo de ida por 1x0 na casa do adversário, na volta, em Cressing Road diante de 3102 espectadores, o clube acabou sendo derrotado pelo mesmo placar no tempo normal, com gol de pênalti aos 30' do segundo tempo, e ainda teve um jogador expulso no minuto final da etapa regulamentar. Com um jogador a mais, o Grimsby acabou marcando o segundo gol no segundo período da prorrogação e saiu classificado à final, em que garantiu o acesso.
      A derrota acabou sendo o último jogo do técnico Danny Cowley que ficou apenas aquela temporada em Braintree, e enquanto no ano seguinte Danny levantou o troféu da mesma competição dirigindo o Lincoln City, o sucesso parece ter ido embora com a saída do treinador. Terminando na 22ª posição com 48 pontos, o clube foi rebaixado para a agora renomeada National League South, e apesar de ter subido novamente na temporada seguinte, após vencer o playoff (mesmo chegando como 6º colocado e tendo que recorrer aos pênaltis na rodada preliminar e na final), foi novamente rebaixado em 2018/19 após uma fraca campanha que viu o clube ficar na 23ª posição.
      As temporadas 2019/20 e 2020/21 ficaram marcadas pelo encerramento precoce das competições devido à pandemia de COVID-19, e também foi decidido que não haveria rebaixamento da sexta divisão em ambos os anos. Para o Braintree Town, que fez péssima campanha em ambas as campanhas, podemos dizer que foi um bom resultado final, com o clube se mantendo na divisão. Chegamos então na última temporada antes do início do save, com uma campanha na parte de baixo da tabela em 2022 por parte do Braintree, em um ano em que a liga teve apenas 21 clubes participantes e apenas um rebaixado, o clube fez 45 pontos em 40 partidas disputadas e terminou na 17ª colocação.
      Na vida real, o Braintree acabou indo muito bem na temporada 2022/23, com um 7º lugar e vaga na rodada preliminar do playoff de acesso à National League, onde foi derrotado pelo Worthing por 1x0. Resta saber se conseguirei fazer algo parecido ou melhor do que isso nessa temporada de estreia.
       
      O CLUBE NO FM
      Dando a primeira olhada no clube, dá para ver por que somos considerados um time da metade de baixo da tabela: além de ser semi-profissional em uma liga onde temos clubes profissionais e, portanto, com a semana de treinos cheia, também temos estruturas bem ruins, com más condições de treino para o time principal e o sub-18 (esse, aliás, composto apenas por jogadores cinzas), recrutamento básico e estádio em mau estado. Não lembrei do print, mas quando comecei o save também tínhamos apenas dois ou três membros na comissão técnica - um adjunto e um ou dois preparadores, que para um time que treina duas vezes na semana acho que está coerente.
       

       
      Por sermos claramente uma equipe abaixo do nível dos adversários e da liga, temos a expectativa da direção de apenas ser competitivos nas copas - disputaremos a FA Cup e também o FA Trophy - e de apenas conseguir um meio de tabela na Sextona. A princípio, tudo factível para um treinador humano.
       

       

      CONFIGURAÇÕES DO SAVE
      Selecionei como ativas apenas as duas primeiras divisões dos demais países do top-5 europeu, além das divisões principais das ligas de Portugal, Argentina e Brasil, com uma base de dados pequena.
       

       
      Fora isso, segue um print com tudo que ficará a cargo do treinador e que, salvo alguma mudança que eu adiantarei aqui caso aconteça, deve se manter até o fim do save: contratações, vendas e negociações contratuais, além de treino geral e específicos do time principal ficarão todos a cargo do Treinador, ou seja, a meu cargo. As demais funções dentro do clube ficarão a critério da máquina - contratações e contratos da base e de staff. Não é um save estilo Desafio do Diretor Esportivo, mas não quero ter impacto sobre a contratação da equipe técnica, médica e de observação do clube, porque sei que isso gera um tanto de vantagem para o treinador humano, além claro da questão do tempo que isso demanda, que prefiro usar para gerir o elenco.
       

       
      Creio que o desafio já está mais do que compreendido nesse ponto, então em breve venho com a primeira atualização, destacando o elenco inicial, transferências e os primeiros passos da equipe de Jack Jackson.
    • Helio Nery
      By Helio Nery
      Tenho os seguintes manager, 2013,2014 e 2015, quem tiver atualização para 2023, me chama no zap 7.5.9.8.8.6.1.1.7.9.5!
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Cada jogador dentro do FM tem uma quantidade de atributos de personalidade ocultos pelo jogo que afetam como ele desempenha seu futebol, como ele se sai nos treinos, como ele interage com os outros jogadores e com o treinador, como ele interage com a imprensa e se adapta a um novo clube.
      Os atributos de personalidades, em conjunto com os atributos mentais Determinação e Liderança são usados para determinar a descrição da personalidade do jogador, que fica no próprio perfil do jogador.
      Os efeitos de cada personalidade são descritos abaixo, seguido por detalhes de quais atributos estão atrelados a cada tipo de personalidade.
      Aprendendo a Personalidade de um Jogador
      Você pode ter uma ideia dos atributos da personalidade de um jogador não apenas pela interpretação da descrição que o jogo lhe dá, mas também observando como o jogador reage a certas situações, como as palestras individuais, quando você tiver uma conversa privada com ele, quando comentários são feitos sobre ele na imprensa ou quando ele mesmo faz comentários na imprensa. Adicionalmente, você deve se manter de olho na satisfação do jogador por qualquer indicação de quais são seus atributos de personalidade.
      Criar Notas na seção adequada da aba "Histórico" pode lhe ajudar a acompanhar e decifrar os atributos do seus jogadores.
      Gerenciando as Personalidades
      Entender a personalidade de um jogador lhe dará uma ideia de como geralmente lidar com ele, como em suas palestras. Por exemplo, se você tiver um jogador com altos atributos em Determinação e Pressão (atributo de personalidade) você poderá ser mais exigente com ele no jogo, enquanto um jogador com baixo atributo tem que ser encorajado ou ter a pressão retirada de suas costas. Similarmente, se muitos dos jogadores tiverem Ambição (atributo oculto) elevada então é sempre bom ser positivo quanto as suas chances em um jogo nas conferências de imprensa.
      Personalidades & Construção do elenco
      É importante tentar construir um elenco com jogadores que tenham personalidades positivas. Esses jogadores terão uma melhor atitude dentro e fora do campo, enquanto podem ser tutores muito úteis para os jovens jogadores, já que passariam características boas para eles. Você pode ter uma ideia de qual personalidade é mais evidente no seu elenco vendo a "Personalidade do Plantel", na aba 'Informação do Clube" da seção "Clube".
      Particularmente, é muito interessante ter um alto número de jogadores com bom Profissionalismo (atributo de personalidade) no elenco. Tais jogadores são os melhores tutores, já que melhorar esse atributo de jovens jogadores ajudarão eles a se desenvolverem rapidamente no futuro e também se aproveitar dos benefícios do Profissionalismo, que serão detalhados abaixo.
      Jogadores com boa Determinação também são benéficos para o elenco, assim como os que tem Ambição. Entretanto, se estiver treinando uma equipe pequena e estiver preocupado com os jogadores querendo sair, ter jogadores com boa Lealdade deve ser preferencial.
      Além disso, construir um elenco com jogadores com personalidades parecidas ajudarão na Harmonia da Equipe, já que será mais provável que seus jogadores desenvolvam uma boa relação entre eles e brigas serão raras, resultando numa moral melhor e melhores resultados em campo.
      Atributos de Personalidade
      Adaptabilidade - O quão bem um jogador se adapta a um novo país, uma nova cultura.
      Ambição - O quanto um jogador quer o sucesso. Jogadores mais ambiciosos se desenvolvem bem mas é mais provável que desejem sair de um time pequeno quando estiver se destacando ou se seu time não ganhar títulos.
      Controvérsia - O quão sincero um jogador vai ser com a imprensa. Jogadores com uma alta Controvérsia tem a tendência de criticarem seus treinadores publicamente.
      Lealdade - O tanto que um jogador deseja permanecer no mesmo clube. Jogadores leais tem menos chances de aceitar uma oferta melhor de outros clubes.
      Pressão - O quão bem um jogador se sai em situações desafiadoras. Quanto mais alto for em um jogador, mais difícil será ele sentir a pressão das expectativas, por exemplo, quando um treinador adversário comenta sobre ele na imprensa, ou quando o time está lutando por títulos ou para escapar do rebaixamento perto do final da temporada, assim como geralmente nas partidas. Se o jogador estiver preocupado ou chateado com alguma coisa, pode significar que ele tem o atributo baixo.
      Profissionalismo - O tanto que um jogador trabalha duro e o tanto que sua atitude geral é boa. Jogadores mais profissionais terão uma atitude excelente fora de campo, por exemplo, responderão bem a algum tipo de disciplina aplicada, como um aviso por uma péssima exibição. Geralmente, costumam se desenvolver bem, aguentam cargas de treinos mais pesadas e tem carreiras longas.
      Desportivismo - O quão ético o jogador é em uma partida. Jogadores mais desportivistas terão menos chances de trapacear, por exemplo, simular faltas e pênaltis e tem mais chances de jogar a bola para fora quando um jogador está machucado.
      Temperamento - O quão calmo um jogador é em situações ruins contra ele. Jogador com um alto temperamento terão menos tendência a se revoltar quando sofrem faltas, quando o time está perdendo ou quando as decisões tomadas vão contra sua equipe. Se um jogador fica enfurecido, pode indicar que ele tem um alto Temperamento e um baixo Profissionalismo.
       
      Descrição das Personalidades
      Personalidades Positivas
      Cidadão modelo - Bons atributos de Ambição, Determinação, Lealdade, Pressão, Profissionalismo, Desportivismo e Temperamento; Perfeccionista - Bons atributos de Ambição, Determinação e Profissionalismo, mas baixo atributo de Temperamento; Decidido - Bons atributos de Ambição e Determinação; Profissional Modelo/Profissional/Razoavelmente profissional - Bom atributo de Profissionalismo; Cheio de Energia - Bons atributos de Pressão e Profissionalismo; Evasivo - Bons atributos de Pressão e Profissionalismo; Reservado - Baixo atributo de Controvérsia, mas bom atributo de Profissionalismo; Determinado/Razoavelmente Determinado - Bom atributo de Determinação; Líder Carismático - Bons atributos de Liderança, Desportivismo e Temperamento; Líder Nato - Altíssimos atributos de Liderança e Determinação; Líder - Altíssimo atributo de Liderança; Vontade de Ferro - Alto atributo de Pressão e bom atributo de Determinação; Persistente - Alto atributo de Pressão e bom atributo de Determinação; Calmo - Bons atributos de Pressão e Temperamento; Muito Ambicioso/Ambicioso/Razoavelmente Ambicioso - Bom atributo de Ambição, mas baixo atributo de Lealdade. Personalidades Negativas
      Volátil - Baixo atributo de Temperamento; Confrontador - Baixos atributos de Desportivismo e Temperamento; Temperamental - Baixíssimo atributo de Temperamento; Pavio Curto - Alto atributo de Controvérsia, mas baixo atributo de Temperamento; Franco - Alto atributo de Controvérsia; Casual - Baixíssimos atributos de Profissionalismo e Determinação; Baixa Determinação/Facilmente Desencorajado - Baixíssimos atributos de Determinação e Ambição; Baixa autoestima - Baixíssimos atributos de Determinação e Pressão; Acomodado - Sem Profissionalismo e baixo atributo de Determinação; Sem Energia - Sem Pressão e baixo atributo de Determinação; Sem Ambição - Baixíssimo atributo de Ambição; Personalidades Neutras
      Equilibrado - Atributos balanceados de Controvérsia, Lealdade, Profissionalismo, Desportivismo e Temperamento; Espirituoso - Bons atributos de Pressão e Temperamento razoável, mas baixo atributo de Profissionalismo; Antidesportivo/Realista - Baixíssimo atributo de Desportivismo; Sereno - Bons atributos de Pressão e Desportivismo; Devotado/Altamente Leal/Leal/Razoavelmente Leal - Altíssimo atributo de Lealdade, mas baixo atributo de Ambição; Honesto/Desportivo/Razoavelmente Desportivo - Bom atributo de Desportivismo, mas baixo atributo de Determinação; Amigo da Imprensa - Baixo atributo de Controvérsia; Balanceado - Tem uma personalidade mista que não se encaixa em nenhuma das descritas acima.
    • JGDuarte
      By JGDuarte
      Tópico geral do Grupo B da Copa do Mundo FIFA 2022
       

×
×
  • Create New...