Jirimias

FM 2014
Maldito Futebol Clube

1.228 posts neste tópico

clough-revie.jpg


APRESENTA.png

Fala aí, galera! Depois de um tempinho sem fazer uma ficção, chegou a hora de colocar o Tico e o Teco para funcionarem. Não é difícil descobrir a temática deste save, o próprio título já entrega. "Maldito Futebol Clube", que repete o título da tradução brasileira para o filme "The Dammed United", será uma versão moderna da carreira de um representante da família Clough.

A ideia é quase um clichê na nossa área, tendo em vista que já tivemos vários saves que fizeram alguma menção ao legado Clough, inclusive uma está em atividade que é o save do Miro. Contudo, esta história quer explorar a rivalidade Clough x Revie, colocando os dois descendentes desta rivalidade frente a frente.

Will Clough, 24 anos, é filho de Nigel Clough, mas vem do avô sua maior inspiração para a carreira do futebol. Ele é muito parecido com Brian, inclusive no jeito polêmico, na ambição e principalmente, nos ataques psicológicos. Inclusive, esta será uma tônica deste save: trabalhar o jogo psicológico. Do outro lado da corda, está Tom Revie, neto de Dom Revie, é um pouco mais velho que Clough e com um grande futuro pela frente. Fiz um treinador monstro pelo editor para fazer dele um belo desafio para o Clough. Coloquei um detalhezinho no perfil do Revie: o jogo sujo. Vamos ver como isso vai ser praticado pelo FM.

Ambos iniciarão a carreira nos mesmos clubes que projetaram seus avôs: Revie no Leicester City, da Segunda Divisão. enquanto Clough estará no comando do Hartlepool, da Quarta divisão. O enfoque será dado à carreira de Clough, mas teremos pequenos flashes da carreira de Revie. A carreira não se prenderá a Inglaterra, podendo o dinheiro e a ambição desenharem os caminhos de Will.

Devido ao pouco tempo para jogar e postar, a atualização do save geralmente ocorrerá duas ou três vezes por semana. O save será contado em primeira e terceira pessoa, sendo que no caso da primeira pessoa poderei utilizar o ponto de vista de outro personagem da história. Boa diversão para nós!

Obs: Agradecimento ao ggpofm pelo banner.

OBJET.png

black.pngSuperar Revie nos confrontos diretos;
black.png Ser o maior treinador no Quadro de Honra;
black.png Treinar a Seleção Inglesa;

black.pngSer campeão inglês com uma equipe da segunda divisão: : Newcastle 2023/2024
black.pngVencer todas as competições domésticas.
black.png Ser bicampeão da Liga dos Campeões da Europa.

black.pngQuadro de Honra Inglaterra: Will quarto colocado

black.pngQuadro de Honra Treinadores Ingleses: Will segundo colocado

black.pngQuadro de Honra Mundial: Will décimo

black.pngPerfil do Will Clough

DADOS.png


black.png FM 14
black.png Início: Inglaterra, Julho de 2013
black.png Base de Dados: grande
black.png Ligas carregadas: todas da Inglaterra e as primeiras divisões de Alemanha, Austrália, Bélgica, Escócia, Espanha, Holanda e Itália.
black.png Uso de editor: apenas na criação de Tom Revie

black.pngSave para download ( temporada 29/30): Link

salass.png

titulostotais.png

Histórico das temporadas

resumodecescente.png


NAVEGADOR.png


Capítulo 1: Prazer, meu nome é Clough.

Capítulo 2: Diálogos Impossíveis.

Capítulo 3: Amor e ódio

Capítulo 4: O novo Peter Taylor

Capítulo 5: O Jogo da Memória

Capítulo 7: O menino cresceu

Capítulo 8: O bêbado equilibrista

Capítulo 9: O fracasso de Revie

Capítulo 10: O sucesso de Clough

Conteúdo Extra: Temporada 2013/2014

Capítulo 11 Turbulência

Capítulo 12: O inimigo mora ao lado

Capítulo 13: Encontro com as vitórias

Capítulo 14: Nick Wroe

Capítulo 15: Mourinho e o espelho

Capítulo 16: O pesadelo de Clough

Capítulo 17: Tal pai, tal filho

Capítulo 18: Encontro marcado

Capítulo 19: Contratação de cinema

Capítulo 20:O francês salvador

Capítulo 21: Dye, my darling!

Capítulo 22: Quando os dois perderam

Capítulo 23: De volta para casa

Capítulo 24: O homem do terno amarelo

Capítulo 25: A tarde é de Revie, a noite é de Clough

Capítulo 26: Quem ri por último...

Capítulo 27: Ser um covarde ou um fracassado?

Capítulo 28: Sob nova direção

Capítulo 29: O Coração de Leão

Capítulo 30: Boa noite, Mourinho!

Capítulo 31: Leeds United

Capítulo 32: Made in China

Capítulo 33: Ex-amor

Capítulo 34: A bola que Luke James não chutou

Capítulo 35: #lukejamesnoleeds

Capítulo 36: Os meninos de Leeds

Capítulo 37: Feriram o capitão

Capítulo 38: O andarilho

Capítulo 39: Por quê amamos o Liverpoll?

Capítulo 40: Olho no olho

Capítulo 41: Bons inimigos.

Capítulo 42: A máquina enferrujada

Capítulo 43: Onze para cinco

​Capítulo 44: Chateau de Lafite

Capítulo 45: Um novo castelo para Clough

​Capítulo 46: Os discípulos de Clough

Capítulo 47: Revelações de Genie

​Capítulo 48: Peter Clough

​Capítulo 49: Sem "luck" James

​Capítulo 50: O Revie vem aí?

​Capítulo 51: Caça ao tesouro

​Capítulo 52: O Mediador

Capítulo 53: Bravo

Capítulo 54: O time da virada

Capítulo 55: Quatrocentos

Capítulo 56: Infeliz Natal

Capítulo 57: Capricho do destino

Capítulo 58: 35 minutos

Capítulo 59: O Alvinegro Encantado

Capítulo 60: O velho e o novo Owen

Capítulo 61: Espelho, espelho meu

Capítulo 62: Sangue no jornal de amanhã

Capítulo 63: Copar ou não copar: eis a questão.

Capítulo 64: Sorte grande

Capítulo 65: Nem choro, nem vela

Capítulo 66: 45 pênaltis

Capítulo 67: A tentação de Clough

Capítulo 68: O desafio de Mário Been

Capítulo 69: O preço que se paga

Capítulo 70: O homem do museu

Capítulo 71: Sem título

Capítulo 72: Nem todo dia é dia de Clough

Capítulo 73: Um tributo à vilania

Capítulo 74: A Itália sonhou com Clough

Capítulo 75: Fim da linha, pule para outra

Capítulo 76: Um minuto de silêncio

Capítulo 77: A legião Estrangeira

Capítulo 78: Vem aí os jogos mortais!

Capítulo 79: Só deu Davi.

Capítulo 80: Programado para perder

Capítulo 81: Irmãos Kuwait

Capítulo 82: Clough & Taylor

Capítulo 83:Presente de Natal

Capítulo 84: A primeira vez de Revie

Capítulo 85: A maratona

Capítulo 86: O homem das decisões

Capítulo 87: Operação Marquezine

Capítulo 88: As aventuras de Ian Burgin

Capítulo 89: Nem 7-0 resolveu

Capítulo 90: Demolidor

Capítulo 91: A bela e a fera

Capítulo 92: A pátria que pariu

Capítulo 93: Regilson

Capítulo 94: O inimigo do inimigo

Capítulo 95: Seu filho, meu filho

Capítulo 96: G.Y.S

Capítulo Final

7

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você nunca se aquieta, hein, Jiri?!

Terminou uma bela história no Espírito Santo e agora vai para a Inglaterra, país que eu gosto bastante de jogar.

Boa sorte!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você nunca se aquieta, hein, Jiri?!

Terminou uma bela história no Espírito Santo e agora vai para a Inglaterra, país que eu gosto bastante de jogar.

Boa sorte!

Não tem jeito rsrs. Tentei dar uma relaxada nestes dias, mas faz falta esta rotina de jogar e postar.

Tb gosto muito de jogar na Inglaterra. Desde Replay que não me arriscava por estas bandas, deu saudade.

Vlw!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte Jiri.

Vai ser interessante acompanhar a disputa e ver se os atributos monstros do Revie se transformarão em bons resultados.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte Jiri.

Vai ser interessante acompanhar a disputa e ver se os atributos monstros do Revie se transformarão em bons resultados.

Vlw, Stay.

Bons atributos ele tem mesmo, agora é saber como FM vai aproveitar isso. Quero ver na prática o jogo sujo de Revie. Será que vamos ter uma equipe que baterá muito? Muita ansiedade pelo primeiro confronto entre os dois, que pode demorar, ou vir em um encontro nas taças. Tudo está nas mãos do FM.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como é de praxe, abusando da criatividade e de belos enredos para suas histórias. Certamente, mais uma bela história está por vir!

Boa Sorte e bom save Jiri! Espero conseguir acompanha-lá do inicio ao fim

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

mto boa a proposta

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bora mitar Jiri!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fenomenal a proposta. Agora vamos ver o que o destino reserva a Will. Gostei muito da escolha da Inglaterra, uma vez que é um pais cuja dificuldade de jogo é maior, tem equipes tradicionais e pode nos levar a diferentes destinos, já que é uma liga muito visada. Além disso, o sistema das transferências passarem pelo Comitê da Liga dificulta as contratações/transferências e, assim, breca um pouco o crescimento do time, além de assegurar uma história sem o possante Dumas :p

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostei dessa proposta, bem diferente. E espero que eu não zique o teu save porque os últimos que acompanhei desde o começo não foram longe (não precisava ter dito isso :heh: )

Sucesso aí Jiri!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte, creio que será épico a partir do momento que Revie e Clough se juntem. E um dos melhores saves que fiz na minha vida, vieram da inspiração desse filme, espero que você tenha o mesmo sentimento quando terminá-lo.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte, Jiri!

Uma dúvida, o Hartlepool tem algum grau de rivalidade contra o Leicester ou é só a história dos dois mesmo?

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Interessante a proposta, Will terá que usar dos jogos psicológicos pra equilibrar as coisas a seu favor. E o objetivo de superar o Tom nos confrontos diretos será um bom ingrediente de motivação no save, pois terá que fazer de tudo para montar um time capaz de competir com o Leicester.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como é de praxe, abusando da criatividade e de belos enredos para suas histórias. Certamente, mais uma bela história está por vir!

Boa Sorte e bom save Jiri! Espero conseguir acompanha-lá do inicio ao fim

Obrigado, Luiz. É um tipo de save que gosto de fazer, pois consigo conciliar o jogo que mais gosto com a escrita, coisa que curto muito.

Diria que esta história terá alguma liberdade de expressão e será diferente de tudo o que já fiz. Se vai ser tão boa, vamos ver, mas já servindo de diversão, já valerá a pena.

mto boa a proposta

Vlw!

Bora mitar Jiri!

Bora!

Fenomenal a proposta. Agora vamos ver o que o destino reserva a Will. Gostei muito da escolha da Inglaterra, uma vez que é um pais cuja dificuldade de jogo é maior, tem equipes tradicionais e pode nos levar a diferentes destinos, já que é uma liga muito visada. Além disso, o sistema das transferências passarem pelo Comitê da Liga dificulta as contratações/transferências e, assim, breca um pouco o crescimento do time, além de assegurar uma história sem o possante Dumas :P

Inglaterra é o país que mais gosto de jogar de uns anos para cá, além disso oferece estes ingredientes que vc citou que tornam o save mais desafiador. Sobre o Dumas, ainda tenho esperança de ver o Cloug treinando-o haha. Só pra nossa alegria kkk

Gostei dessa proposta, bem diferente. E espero que eu não zique o teu save porque os últimos que acompanhei desde o começo não foram longe (não precisava ter dito isso :heh: )

Sucesso aí Jiri!

Não tinha reparado ainda este seu retrospecto, senhor gq haha.

Mas então este será o primeiro que vc acompanha sem zicar kkk

Vlw!

Boa sorte, creio que será épico a partir do momento que Revie e Clough se juntem. E um dos melhores saves que fiz na minha vida, vieram da inspiração desse filme, espero que você tenha o mesmo sentimento quando terminá-lo.

Foi mesmo um grande save este seu, memorável em todos os sentidos.

Este filme me inspira muito, já vi várias vezes e terei que ver novamente para mergulhar nos personagens principais. Vlw!

Boa sorte, Jiri!

Uma dúvida, o Hartlepool tem algum grau de rivalidade contra o Leicester ou é só a história dos dois mesmo?

Vlw, matheus!

Não existe esta rivalidade entre os clubes, só mesmo entre os dois personagens

Interessante a proposta, Will terá que usar dos jogos psicológicos pra equilibrar as coisas a seu favor. E o objetivo de superar o Tom nos confrontos diretos será um bom ingrediente de motivação no save, pois terá que fazer de tudo para montar um time capaz de competir com o Leicester.

Pois é, vou poder explorar algumas vertentes do jogo que não costumava usar em outros. E como v falou terá esta disputa com o Tom, a necessidade de tentar igualar forças com o time em que ele estiver.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mal termina-se um ja começaste outro, assim que eu gosto.. e não poderia criar uma Save melhor, sou super fã do Filme, assisto no minimo umas 2 ou 3 vezes ao mês, foi ele que me expirou a criar meu Save com o Forest agora estou aqui para torcer e acompanhar mais um Grande Save teu, vamos lá amigo boa sorte :yest2:

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Legal, parece que promete.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Legal, parece que promete.

Vamos lá!

Mal termina-se um ja começaste outro, assim que eu gosto.. e não poderia criar uma Save melhor, sou super fã do Filme, assisto no minimo umas 2 ou 3 vezes ao mês, foi ele que me expirou a criar meu Save com o Forest agora estou aqui para torcer e acompanhar mais um Grande Save teu, vamos lá amigo boa sorte :yest2:

Eh, até queria, mas não consigo ficar muito tempo longe daqui, parece faltar alguma coisa.

Tb curto muito o filme, espero fazer jus ao nome do save com uma história divertida para. Vlw,miro!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse é um filme que assisto sempre que to enjoado do FM.

Ainda não tive tempo para terminar de ler e comentar a história do Xandoca mas como todas eu acredito que tenha terminado de forma fantástica. Te parabenizo e desejo muitas dificuldades nessa nova história.

Fico muito, muito feliz que tenha voltado a contar uma ficção. É algo que sinto falta desde o fim da sua história Replay e da "estória" do Helders contada pelo cellusv.

Boa sorte!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faz um certo tempo que não comento nessa área, mas os seus saves sempre valem a pena. Boa sorte!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Faz um certo tempo que não comento nessa área, mas os seus saves sempre valem a pena. Boa sorte!

Percebi que andou sumido. Obrigado. Tem muitos saves legais na área, uma hora que tiver tempo dá uma conferida que com certeza irá curtir. Vlw,zepp!

Esse é um filme que assisto sempre que to enjoado do FM.

Ainda não tive tempo para terminar de ler e comentar a história do Xandoca mas como todas eu acredito que tenha terminado de forma fantástica. Te parabenizo e desejo muitas dificuldades nessa nova história.

Fico muito, muito feliz que tenha voltado a contar uma ficção. É algo que sinto falta desde o fim da sua história Replay e da "estória" do Helders contada pelo cellusv.

Boa sorte!

Eu não canso de ver tb, e desta vez não posso deixar de ver novamente. Só que tenho que baixar de novo rsr.

A Xandoca terminou na hora certa, a história cumpriu sua missão e fiquei satisfeito por ter realizado um projeto que vinha pensando há alguns anos.

Senti falta tb de fazer uma ficção, depois de Doze Goles e Xandoca já não via a hora. As "estórias" rsrs do Cellus fazem muita falta, um baita contador que vejo passando por aqui pela área, mas deve tá tendo pouco tempo para escrever.

Vlw!

Galera, hoje à noite tem o primeiro capítulo. Até lá!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bom que não ficou parado e logo após encerrar a ótima história no futebol capixaba já teremos outra promissora carreira. Creio que já fizeram todas possíveis perguntas e comentários. Estou curioso para ver se o treinador criado terá o retorno que tu - e todos que vão acompanhar - espera. Estou torcendo para funcionar, pois vai ser um grande diferencial do save. Boa sorte!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

BS jiri. Vou assistir esse filme (netflix) e acompanhar o save.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que bom que não ficou parado e logo após encerrar a ótima história no futebol capixaba já teremos outra promissora carreira. Creio que já fizeram todas possíveis perguntas e comentários. Estou curioso para ver se o treinador criado terá o retorno que tu - e todos que vão acompanhar - espera. Estou torcendo para funcionar, pois vai ser um grande diferencial do save. Boa sorte!

Eh, né, não dá pra ficar parado não. rsr.

É uma aposta do save este lance da rivalidade, torço que o FM me ajude rsr

Boa sorte

Vlw!

BS jiri. Vou assistir esse filme (netflix) e acompanhar o save.

Vc achou no netflix? Vou procurar então.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

clough-revie3.jpg


titu3.png

balaco.png


Desde pequeno ouvia meu pai dizer: - "Ser um Clough não é fácil, meu filho! Você será admirado ou odiado sem mesmo ter feito nada para isso." Parecia uma profecia sinistra. Meu pai sempre carregou o sobrenome Crough como se carregasse uma maldição e talvez por isso escolheu ser um cara comum, sem sal e sem expectativa. Um treinador igual a tantos outros que existem por aí. Bem diferente de meu avô. Aquele sim era homem com sangue nas veias, nascido para vencer e que nunca contentou-se com aquilo que a vida lhe concedia. Sempre quis mais. Era o melhor em tudo o que fazia. Mas eu não quero ser igual ao meu avô, eu quero ser melhor que ele.

Meu nome é Will Clough , tenho 25 anos e sou manager do Hartlepool, time da quarta divisão inglesa. Não é o lugar onde quero estar, mas tinha que começar de algum lugar. Dizem que sou muito jovem, que eu poderia estar tentando a vida como jogador, e até tentei; porém, dentro do campo descobri que não passaria de um jogador esforçado e limitado, correndo o sério risco de sujar o nome da minha família.

A ideia de ser treinador veio aos 15 anos quando jogava um jogo que simulava tarefas de um treinador. Percebi que tinha nascido para aqui ali e então brincadeira foi ficando séria e passei a interessar mais pela profissão. Passei a acompanhar meu pai na preparação dos jogos, pois era a parte que eu mais gostava, mais até do que ver os jogos. Aprendi a fazer análises de adversários e descobrir seus pontos pontos fortes e fracos. Cheguei até mesmo fazer alguns esboços para o meu pai, mas ele ignorou, insistia na ideia de que eu devia ser jogador.

Até hoje, ele ainda não conseguiu engolir muito a ideia de ter sido chamado para treinar o Hartlepool. " Eu não sei quem é mais louco: o pai do George, por ter te dado este emprego, ou você, por ter aceitado." O George é aquele rapaz de terno azul e gravata amarela. Além de não entender nada de combinar gravatas e ternos, não entende nada de futebol, mas é filho do presidente do clube. Isso é suficiente. Nossa amizade foi construída quando toda a cidade dormia, mas ainda há quem diga que não se faz amigos em portas de bar. Espero não ser a pior consequência que George já teve de um porre.

Eu tenho ciência de que sou uma solução barata para o clube, mas também creio que sendo treinador jovem e com Clough no sobrenome, sou também uma boa jogada de marketing. Por isso não entranho tanto o convite, apesar que devo repetir meu avô quando aqui chegou: não gosto deste lugar.

GEORGE: - Quer que eu te apresento aos jogadores?
CLOUGH: - Gosto mais do elemento surpresa. Onde eles estão?
GEORGE: - Ali. - disse apontando o grupo de jogadores sentados e deitados no gramado parecendo esperarem a morte chegar.

Lá estava o desacreditado grupo do Hartlepool . Caminhando em direção a eles consigo imaginar aquele monte de barrinhas com atributos dos jogadores igualzinho no Football Manager.

CLOUGH: - Olá a todos!

Eles me ignoraram. Somente um deles, o que riscava o dedo no gramado, respondeu sem muita animação. Em seguida, levantou-se um grandalhão, era o mais velho do grupo: alguns cabelos brancos denunciavam.

STEVE HOWARD: - Rapaz, não podemos dar autógrafos agora. Volte outra hora!
CLOUGH: - Devo chamá-lo de senhor? Então, eu teria um enorme prazer em pedir um autógrafo seu. Mas só se você fosse um campeão mundial, o maior artilheiro da Premier League ou da Copa da Liga, mas por favor, por quê eu pediria autógrafos a um bando de mortos-vivos como vocês?
SAM COLLINS: - Quem você acha que é para falar deste jeito com a gente?
CLOUGH: - Meu nome é Will. Will Clough. Será um privilégio para vocês trabalharem com um Clough, portanto, quero ver o que vocês são capazes de fazer para merecerem minha confiança. Chega de cabeças baixas! Quero ver suor e dedicação.

Eu sei que causei um choque que só não foi menor que o da minha cabeça com a relva . Precisei de alguns seguranças para tirarem aqueles brutos de cima de mim. Tirei o pó do meu terno novo, ajeitei o topete e estava de novo com a palavra:

CLOUGH: - Parabéns! Fico satisfeito em saber que minhas palavras foram capazes de produzir algum efeito em vocês. Se falta talento, pelo menos vocês darão luta. Com certeza, vamos nos dar bem, rapazes. Então, vamos para o gramado! O título da divisão nos espera!


expecta.jpg



NOTA DO AUTOR:

Clough iniciou seus trabalhos no Harteplool em 09 de Julho de 2013. Seu time terminaria em sexto na League 2, segundo a imprensa. Mas Clough não se contentava com os prognósticos e tratou de prometer título, enquanto a diretoria esperava pelo menos por uma vaga nos play-offs.

Mal iniciou sua carreira, e Clough já virava notícia ao recusar a tradicional primeira coletiva de imprensa. Enquanto alguns disseram que Clough perdeu uma grande chance de se apresentar, a grande verdade é que o seu silêncio ecoou bem mais do que qualquer palavra que pudesse dizer naquele dia.

rejeita.jpg

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • andrefraga
      Por andrefraga
      Salve, salve, treinadores de plantão!
      Recentemente expressei meu desejo de compartilhar um save aqui com vocês. Nunca fiz isso antes, mas sempre tive vontade e  acompanhar as histórias da galera, só me motivou ainda mais! Então, acho que a hora finalmente chegou!

      Foram carregadas todas divisões das principais ligas mundiais, pois como quero que a batalha nas ligas inferiores seja sangrenta, gostaria do jogo simulando tudo cá embaixo também. Acrescentarei ou excluirei ligas conforme seja promovido ou rebaixado de divisão.
      As restrições estão conforme relacionadas abaixo. Optei por marcar a opção "Evitar que as equipes que já tenham treinadores sejam controladas" de forma a tornar o save o mais realista possível.
       

      Ligas carregadas e opções do save.

      Moneyball é uma teoria inicialmente desenvolvida e aplicada no beisebol americano que busca, através da análise de dados estatísticos, encontrar os melhores jogadores, táticas e estratégias, assegurando assim uma forma de "quebrar a banca", fazendo frente aos grandes do esporte e ao mesmo tempo sendo mais eficaz na gestão financeira do clube. A teoria fez sucesso no beisebol e se expandiu para outros esportes, chegando ao futebol (ainda sem nenhum sucesso evidente) e, eventualmente, ao Football Manager.
      "Football Manager Meets Moneyball", de Alex Stewart, é uma série de artigos nos quais o autor desenvolve um clube baseado em alguns princípios retirados dos livros Soccernomics e The Numbers Game que utilizam as bases da teoria do Moneyball. Admito que quando li os artigos fiquei um pouco intrigado (desconfiado?) com a facilidade que Alex alcançou diversas façanhas com um modesto time da 3 divisão inglesa - em 5 anos ser campeão da Europa, por exemplo - e arquivei mentalmente a ideia de testar os princípios por trás da filosofia em save futuro.
      Motivado pelos saves da área que consegui acompanhar e com aquela ideia adormecida cada vez mais martelando no meu subconsciente, decidi que estava na hora de tentar aplicar os conceitos do Moneyball à minha história. Imaginei que poderia seria um desafio interessante e resolvi compartilhar essa tentativa aqui com vocês.  Afinal, por que não?
      Eis as principais ideias que sustentarão o meu save, no qual tentarei aplicar os conceitos do Moneyball com algumas pequenas ressalvas:
      I. Avalie antes de iniciar seus movimentos de compra e venda;
      II. Foque em melhorar os links mais fracos de seu time, antes de focar em fortalecer outras áreas;
      III. Se receber a oferta por um jogador cujo valor seja superior ao seu valor de mercado, ACEITE;
      IV. Não se apegue. Venda seus jogadores no momento certo;
      V. Não tenha medo de gastar quando necessário;
      VI. A soma de seus gastos salariais é mais importante que a o montante gasto com transferências;
      VII. Sempre tenha peças de reposição à disposição ou, quando não, ao menos bem definidas. Monte um "elenco sombra";
      VIII. Tente repor qualquer saída antes dela de fato acontecer;
      IX. Performances passadas não são certeza de repetição da performance no futuro. Para o bem ou para o mal;
      X. Você não sabe tudo! Obtenha segundas (terceiras, quartas,...) opiniões de seus olheiros e treinadores;
      XI. Não compre jogadores superestimados. Atacantes e jogadores de nacionalidades inglesa, holandesa e brasileira no geral costumam custar mais que a média. Jogadores que performaram bem em competições internacionais também;
      XII. Não compre se você não precisa. Desenvolver seus próprios jogadores é sempre melhor;
      XIII. Conceder poucos gols (nenhum é preferível) é mais importante do que marcar muitos. Um time que sofre poucos gols precisa de um esforço menor para assumir a liderança no placar e, consequentemente, conseguir os 3 pontos.
      Essas são as ideias que pretendo seguir, não são regras inquebráveis, são mais como "guidelines", ideias que guiarão o andamento do save, mas sem serem, de fato, totalmente restritivas: são orientações.
      Futuramente farei um post mais detalhado sobre o Moneyball.

      Eu queria uma certa dificuldade. E para me ajudar no atendimento desse quesito, defini 3 regras que me guiariam na escolha do clube:
      I. Liga pertencente:
      O time deveria estar no mínimo na 3ª divisão de seu país;
      II. Situação financeira:
      Era imprescindível que o time estivesse endividado. Afinal, é Moneyball ou não é?
      III. Previsão da imprensa*:
      Cotado para estar em qualquer posição fora do acesso direto e/ou playoffs de acesso.Geralmente a partir da 7ª-8ª posição.
      *
      As regras acima, somadas à opção "Evitar que as equipes que já tenham treinadores sejam controladas" me deixaram com apenas 2 opções:
      a. Coventry City F.C: Sky Bet League 1 (3ª divisão inglesa) - Valor Estimado de € 11,5MI e dívida de €6,5MI - Previsão da imprensa 12º;
      b. Grimsby Town F.C: Sky Bet League 2 (4ª divisão inglesa) - Valor Estimado de € 1,7MI e dívida de €4,7MI - Previsão da imprensa 20º;
      A escolha foi bem fácil como podem imaginar. Se eu queria dificuldade, nada melhor que um time da 4ª Divisão com uma dívida em quase 3x o valor estimado do clube e cotado para lutar contra o rebaixamento.
      Grimsby Town Football Club, eu escolho você!!

      Com base no clube escolhido, deixei o jogo definir quais seriam minhas melhores classificações. Apenas tive o trabalho de distribuir os pontos levando em consideração a proposta de treinador que irei tentar impor neste save:um treinador que pratica um futebol cauteloso, jogando defensivamente, focando em conceder o menor número possível de gols.
      Essa abordagem defensiva vai totalmente contra tudo que eu sempre pratiquei  até então no FM e sequer chegou a passar pela minha cabeça em qualquer save anterior, onde eu sempre buscava jogar um futebol vistoso e de muitos gols. Nesse save testarei a máxima:
      "Ataques ganham jogos. Defesas ganham campeonatos."

      Perfil do treinador André.

      1. INTRODUÇÃO: 
      "The Mariners" (Os Marinheiros) ou ainda "The Mighty Mariners" (os Poderosos Marinheiros), como são apelidados, são um modesto clube situado no litoral leste da Inglaterra, no condado de Lincolnshire, cidade de Grimsby, com cerca de 88 mil habitantes.
      Fundado em 1878 (139 anos), o clube mais antigo do condado de Lincolnshire (há apenas outros 2) carrega a árdua missão de se manter na Sky Bet League 2 após ter sido promovido da Vanarama National League depois de 3 frustradas tentativas (2 perdas nas semi-finais em 2013 e 2014 e uma eliminação nos pênaltis na final em 2015).
      Em uma marcante final no Estádio de Wembley, perante um público de 17.198 mil presentes, o Grimsbty Town FC sacramentou o acesso à 4 Divisão Inglesa após derrotar por 3x1 o Forest Green Rovers, pondo fim aos 6 anos negros nos quais o clube esteve ausente das divisões superiores da Inglaterra.
      Curiosidade 1: Grimsby foi eleita a pior cidade para se viver em 2016, de acordo com o jornal local Grimsby Telegraph:
      http://www.grimsbytelegraph.co.uk/grimsby-voted-worst-place-live-england-2016/story-28468795-detail/story.html
      Parece que o treinador estrangeiro, vindo do Rio de Janeiro  não fez um bom negócio ao trocar o litoral carioca pelo litoral  grimsbyano (?).
      2. INFRAESTRUTURA:
      Tanto estádio quanto as academias dos seniores e juniores são estruturas muito precárias, deixando muito a desejar. O recrutamento de jovens também é péssimo!

      Blundell Park e suas precárias instalações.
      Curiosidade 2: Apesar de ser oriundo da cidade de Grimsby, o clube manda seus jogos no  Blundell Park  (9.052 sentados), situado na cidade de  Cleethorpes (quase 40 mil habitantes), nordeste de Lincolnshire. Devido à essa diferença entre a cidade sede, que dá nome ao clube, e a localização de seu estádio, o clube é sacaneado por seus oponentes por ser "o único clube britânico a jogar fora todo jogo". Tecnicamente não é lá grandes coisas, uma vez que estamos falando de cerca de 3 km de distância, mas vale a a atenção pelo fato de que todo benefício econômico proveniente de ter um clube local recebendo jogos, semana sim, semana não, vai para uma cidade que não é aquela na qual o clube é sediado.  No contexto do FM, nada muda em nosso jogo, não há fadiga extra devido à esse deslocamento para "fora".
      Hoje, há estudos encaminhados para a construção de um  novo estádio  com capacidade para 14.000 pessoas sentadas, próprio da cidade de Grimsby, trazendo todos benefícios que tal estrutura pode gerar para a comunidade local. 
      Curiosidade 3: A arquibancada principal, datada de 1901 é "possivelmente" a mais atinga dentre os estádios de futebol ingleses.
      http://www.footballgroundguide.com/leagues/england/league-two/blundell-park-grimsby-town.html
      3. HISTÓRICO NA LIGA & SALA DE TROFÉUS:

      Na liga, uma montanha-russa descendente. Na empoeirada Sala de Troféus, 19 anos de secura e muitas teias de aranha se acumulam nos escassos os troféus.
      Curiosidade 4:  Histórico na liga desde 1889, passando pelos períodos de guerra até a última temporada 2015-2016, na qual o clube foi promovido.

      Encerro aqui minha primeira postagem com o receio de já ter me alongado demais!
      Gostaria apenas de finalizar com alguns sinceros agradecimentos:
      Primeiramente à todos que aqui compartilham suas histórias e que acabaram direta ou indiretamente me influenciando na escrita da minha. Somente depois que comecei a colocar em prática que percebi o quanto é trabalhoso! 
      Gostaria também, de agradecer ao @Bega Gomes e ao @São Marcos por disponibilizarem seu tempo e criarem o logo e barras para o meu save. Peço desculpas por não utilizá-las porque acabei mudando de clube e desperdiçando o trabalho de vocês. De qualquer forma obrigado! 
      Indiretamente agradeço ao @ggpofm pois acabei por utilizar e um logo padrão que ele disponibilizou na Galeria de Gráficos, apenas alterei o escudo e o nome do clube.
      No próximo post devo trazer informações sobre o day one no clube, staff, elenco, finanças, expectativas etc.
      Até breve!
    • renato.
      Por renato.
      Destaquei só a parte importante do texto. Resumindo, o Arsenal simplesmente não pode deixar Wenger partir sem um plano de transição, preparando a vaga para alguém que aceite as condições em que o clube pode estar e ele ainda pode seguir em outros cargos se não for mais o treinador do clube. 
      A minha torcida é para que o Arsenal não vire o que se tornou o Manchester United.
    • Lucascariocaj
      Por Lucascariocaj
      APRESENTAÇÃO DO SAVE
      Sejam bem-vindos a minha estória, O Manchester United foi o clube escolhido para dar inicio ao save, a escolha do Manchester United foi pelo o clube ser um dos meus favoritos na Europa atrás somente do Milan. Para um clube do tamanho do United as ultimas temporadas não veem sendo das melhores, o meu objetivo é levar o clube de volta a glorias passadas. 
      Como já dito anteriormente o Save será com o Manchester United, por motivos também já ditos, o M. United é um Clube profissional fundado em 1878 que atualmente disputa a Barclays Premier League que e a 1ª Divisão do Campeonato Inglês, o clube e um dos mais conhecidos do Mundo. O nível financeiro do clube é um dos melhores que tem, porém tem uma divida muito grande cerca de 600 Milhões de Euros.
      O United manda seus jogos no Old Trafford estádio com capacidade para cerca de 75 Mil pessoas, o estádio já tem mais de 100 anos, e sua estrutura é impecável algo que já era esperado pelo tamanho do United. Quanto à títulos, titulo é o que não falta no Manchester o clube é o maior campeão da liga Inglesa, tem 3 Champions League, 11 FA Cup, 4 Capital One Cup, 18 supercopas da Inglaterra e mais alguns titulos, o ultimo titulo do clube foi a Liga Inglesa e a Supercopa da Inglaterra ambas em 2013. 
       
                                                                                                                 
      Tenho 39 anos, nasci no Rio de Janeiro, sou um ex-jogador de Futebol bem sucedido chegando a atuar 46 vezes pela seleção Brasileira, tenho curso continental B,viajei por 15 horas cerca de 10.000 Km do Rio a Manchester para assinar contrato de uma temporada com o Manchester, o salario é astronômico quase 1 Milhão de Euros por mês. no final essa viagem valeu a pena rsrs. 
       
      Espero que gostem.
    • baltazar
      Por baltazar
      E ai galera, beleza. Bom, estou de volta na área, e novamente venho aqui compartilhar mais um save. Acredito que o título deve ser familiar para os membros mais antigos, e não é atoa, pois estou repetindo um save do FM15 que fiz e postei aqui no fórum. O principal motivo pra isso é simples, ver as consequências ( boas e ruins ) do Brexit no que tange a força do futebol Britânico. Sabemos que o FM17 simula alguns cenários, e portanto, poderá ocorrer de eu ter um Brexit acentuado, limitando bastante as contratações de jogadores dos outros times, e estarei torcendo para que ocorra isso, pois iria dificultar ainda mais o save, afinal, meus jogadores ficariam valorizados e desejados pelos grandes Ingleses, ficando difícil segurá-los. Antes de começarmos, quero deixar meus agradecimentos ao @Bega Gomes pela parte gráfica do save ( Banner e Barras ), muito obrigado pela ajuda.   Dessa vez irei usar uma db alternativa da Inglaterra contendo 22 divisões e com competições praticamente idênticas a realidade. ( Também personalizei a db com todos jogadores dentro da Inglaterra e não coloquei para adicionar jogadores e staff ). Como a 22ª divisão não tem rebaixamento, não tem como eu rodar o save por 1 ano para pegar o time que subir, portanto já irei começar no Keymer & Hassocks FC. Quanto ao treinador, resolvi fazer uma homenagem a lenda do save com o Workington, e assim ele se chamará Blair Henderson ( Detalhes Pessoais | Aspecto ), tendo a nacionalidade inglesa e nascido na mesma cidade do clube, o qual também é torcedor. Além disso, irá começar sem nenhum curso e com reputação amadora.     Apesar do save ser focado em usar apenas a base, estou considerando que o Brexit que vai ser simulado no jogo talvez não seja o pior possível, assim, colocarei algumas regras. Todos os jogadores que surgirem na base poderão ser contratados, mas aqueles que tiverem dupla nacionalidade, só irão jogar no time principal caso tenham escolhido servir a seleção Inglesa, do contrário esse jogador não será utilizado e assim irei vender ou deixar sair ao final do contrato. Em relação ao staff, também está proibido contratar funcionários que não sejam Ingleses, nesse caso, deverá ter a primeira nacionalidade Inglesa, ser Inglês como segunda nacionalidade não serve, e nisso também incluo os olheiros. Em relação a treinar a seleção, posso treiná-la somente caso não tenham ganho uma Copa do Mundo, e após eu já ter cumprido todos os objetivos com o clube.   Resumindo as regras:   Não contratar jogadores ( Usar apenas a base). Caso um jogador que surja na base venha com dupla nacionalidade, sendo uma delas Inglesa, só poderá subir e jogar no time principal se escolher jogar pela seleção Inglesa ou ser selecionável para a mesma. ( Nesse último caso ele poderá subir e jogar na equipe principal caso ainda não tenha sido chamado para nenhuma seleção, pois ainda seria possível jogar pela Inglaterra, porém se depois de um tempo ele optar por servir outra seleção ao invés da Inglesa, mesmo que seja titular e craque do time, ele será imediatamente vendido, pois seguirei o Brexit rigorosamente, só vão jogar no time jogadores que podem jogar pela seleção da Inglaterra ) Caso um jogador da fornada não venha com nacionalidade Inglesa, o mesmo só poderá subir para a equipe principal depois de adquirir a nacionalidade, e além disso, ele ainda não pode ter jogado por nenhuma seleção. Do contrário o mesmo será dispensando. Posso contratar apenas membros do staff que tenham primeira nacionalidade Inglesa, incluindo olheiros. ( Aqueles que tem segunda nacionalidade Inglesa não podem ser contratados ). Posso treinar apenas a seleção Inglesa, e somente depois de eu ter cumprido todos os objetivos com o clube. Também não podem ter ganho a Copa do Mundo.     Os objetivos serão basicamente os mesmos do antigo save, enumerados em ordem de dificuldade. ( Do mais fácil ao mais difícil )   Chegar a 10ª divisão Virar profissional Possuir estruturas adequadas para todos os jogadores Estabelecer uma base forte tendo um bom recrutamento de jovens Não possuir dívidas e terminar a temporada com lucro nos últimos 5 anos. Chegar a 1ª divisão Construir a melhor estrutura de treinamento possível para todos os jogadores Ser a base da seleção inglesa Alcançar os 10 melhores clubes Ingleses em reputação Alcançar os 10 clubes mais ricos do país Conquistar a 1ª divisão Conquistar a UCL Conquistar o Mundial de Clubes Construir um estádio com capacidade para no mínimo 75 mil pessoas Ser o clube com mais reputação do Mundo Ser o clube mais rico do Mundo
    • Bruno Caetano.
      Por Bruno Caetano.
      O post na íntegra no Instagram:
      After 21 incredible years, I have decided that now is the right time to finish my career as a professional footballer. Whilst I have received a number of exciting offers to continue playing at home and abroad, at 38 I feel now is the time to begin the next chapter in my life. I’m immensely proud of the trophies I’ve won, of representing my country over 100 times and of scoring more than 300 career goals. 
      I have many people to thank. I thank my parents for instilling in me the values of hard work, dedication and professionalism, values which I have carried with me in everything that I do. I am forever grateful for the support of my family, my wife Christine and my two daughters Luna and Isla. What you have given me off the pitch has always been my strength on it. I love you all very much. Also, my friends and my own team that have always been there for me. I would like to thank the amazing team-mates, coaches, managers and backroom staff that I was privileged to work with. I’d also like to pay tribute to the clubs that I have represented. Firstly, West Ham United who gave me my debut in 1996. Thanks to the people there that believed in me at that young age. More recently Manchester City and NYCFC. I greatly enjoyed my last playing years at these two clubs and really appreciate the support I received from City Football Group and both clubs’ fans.
      Of course, the largest part of my heart belongs to Chelsea, a club which has given me so many great memories. I will never forget the opportunity they gave me and the success that we managed to achieve together. It is impossible to give thanks individually to all the people that helped and supported me in my 13 years playing there. All I can say is from the day I signed until now and going forward, I'm eternally grateful for everything and to everyone. Chelsea fans gave myself and my teammates such incredible support. Their passion and hunger drove me on personally to give my best year after year. I couldn't have done it without them.
      Looking forward, I'm grateful to the FA for the opportunity to study for my coaching qualifications and I look forward to pursuing the off-field opportunities that this decision opens.
       
      Lenda.