Jump to content

Barbosa e o viés autoritário


Guest João Gilberto

Recommended Posts

Guest João Gilberto
Barbosa e o viés autoritário

joaquim-barbosa1-e1366717824347.jpg

Por Marcos Coimbra
A figura de Joaquim Barbosa faz mal à cultura política brasileira. Muito já se falou a respeito de como o atual presidente do Supremo conduziu o julgamento da Ação Penal 470, a que trata do “mensalão”. Salvo os antipetistas radicais, que ficaram encantados com seu comportamento e o endeusaram, a maioria dos comentaristas o criticou.
Ao longo do processo, Barbosa nunca foi julgador, mas acusador. Desde a fase inicial, parecia considerar-se imbuído da missão de condenar e castigar os envolvidos a penas “exemplares”, como se estivesse no cumprimento de um desígnio de Deus. Nunca mostrou ter a dúvida necessária à aplicação equilibrada da lei. Ao contrário, revelou-se um homem de certezas inabaláveis, o pior tipo de magistrado.
Passou dos limites em seu desejo de vingança. Legitimou evidências tênues e admitiu provas amplamente questionáveis contra os acusados, inovou em matéria jurídica para prejudicá-los, foi criativo no estabelecimento de uma processualística que inibisse a defesa, usou as prerrogativas de relator do processo para constranger seus pares, aproveitou-se dos vínculos com grande parte da mídia para acuar quem o confrontasse.
Agora, depois da prisão dos condenados, foi ao extremo de destituir o juiz responsável pela execução das penas: parece achá-lo leniente. Queria dureza.
Barbosa é exemplo de algo inaceitável na democracia: o juiz que acha suficientes suas convicções. Que justifica sua ação por pretensa superioridade moral em relação aos outros. E que, ao se comportar dessa forma, autoriza qualquer um pegar o porrete (desde que se acredite “certo”).
Sua figura é negativa, também, por um segundo motivo.
Pense em ser candidato a Presidente da República ou não, Barbosa é um autêntico expoente de algo que cresceu nos últimos anos e que pode se tornar um grave problema em nossa sociedade: o sentimento de ódio na política.
Quem lida com pesquisas de opinião, particularmente as qualitativas, vê avolumar-se o contigente de eleitores que mostram odiar alguma coisa ou tudo na política. Não a simples desaprovação ou rejeição, o desgostar de alguém ou de um partido. Mas o ódio.
É fácil constatar a difusão do fenômeno na internet, particularmente nas redes sociais. Nas postagens a respeito do cotidiano da política, por exemplo sobre a prisão dos condenados no “mensalão”, a linguagem de muitos expressa intenso rancor: vontade de matar, destruir, exterminar. E o mais extraordinário é que esses indivíduos não estranham suas emoções, acham normal a violência.
Não se espantam, pois veem sentimentos iguais na televisão, leem editorialistas e comentaristas que se orgulham da boçalidade. Os odientos na sociedade reproduzem o ódio que consomem.
Isso não fazia parte relevante de nossa cultura política até outro dia. Certamente houve, mas não foi típico o ódio contra os militares na ditadura. Havia rejeição a José Sarney, mas ninguém queria matá-lo. Fernando Collor subiu e caiu sem ser odiado (talvez, apenas no confisco da poupança). Fernando Henrique Cardoso terminou seu governo reprovado por nove entre 10 brasileiros, enfrentou oposição, mas não a cólera de hoje.
O ódio que um pedaço da oposição sente atualmente nasce de onde? Da aversão (irracional) às mudanças que nossa sociedade experimentou de Lula para cá? Do temor (racional) que Dilma Rousseff vença a eleição de 2014? Da estupidez de acreditar que nasceram agora os problemas (como a corrupção) que inexistiam (ou eram “pequenos”)? Da necessidade de macaquear os porta-vozes do conservadorismo (como acontece com qualquer modismo)?
Barbosa é um dos principais responsáveis por essa onda que só faz crescer. Consolidou-se nesse posto nada honroso ao oferecer ao País o espetáculo do avião com os condenados do “mensalão” rumo a Brasília no dia 15 de novembro. Exibiu-o apenas para alimentar o ódio de alguns.
A terceira razão é que inventou para si uma imagem nociva à democracia. O papel que encena, de justiceiro implacável e ferrabrás dos corruptos, é profundamente antipedagógico.
Em um país tão marcado pelo personalismo, Barbosa apresenta-se como “encarnação do bem”, mais um santarrão que vem de fora da política para limpá-la. Serve apenas para confirmar equívocos autoritários e deseducar a respeito da vida democrática.
cartacapital.png
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 83
  • Created
  • Last Reply

É sempre bom ouvir um segundo ponto de vista. Achei o texto muito bem escrito, apenas com a ressalva de que a história não é nem tão ao céu, e nem tão a terra.

Link to comment
Share on other sites

Assinale a alternativa correta que completa a frase abaixo.

As pessoas sentem ódio dos políticos corruptos do PT (e de outros partidos) envolvidos no mensalão

1) por que são tomadas por uma estupidez e acreditam que nasceram agora os "problemas" (sem falar direito qual é esse o problema, afinal a carta capital não vai falar de PT e corrupção na mesma frase, né?)

2) por causa da aversão irracional que as pessoas tem ao bolsa família

3) pelo temor de que a Dilma vença a eleição de 2014

4) por causa das ações dos envolvidos no mensalão, pois eles prejudicaram, de um jeito ou de outro, grande parte da população Brasileira. Esses recursos e o tempo gasto arquitetando esses crimes podiam ser gastos em prol da população Brasileira. Além da questão moral e etc.

PS: não estou defendendo o PSDB, PMDB, o Barbosa ou qualquer outra pessoa. Só achei engraçada essa parte do texto.

Link to comment
Share on other sites

Assinale a alternativa correta que completa a frase abaixo.

As pessoas sentem ódio dos políticos corruptos do PT (e de outros partidos) envolvidos no mensalão

1) por que são tomadas por uma estupidez e acreditam que nasceram agora os "problemas" (sem falar direito qual é esse o problema, afinal a carta capital não vai falar de PT e corrupção na mesma frase, né?)

2) por causa da aversão irracional que as pessoas tem ao bolsa família

3) pelo temor de que a Dilma vença a eleição de 2014

4) por causa das ações dos envolvidos no mensalão, pois eles prejudicaram, de um jeito ou de outro, grande parte da população Brasileira. Esses recursos e o tempo gasto arquitetando esses crimes podiam ser gastos em prol da população Brasileira. Além da questão moral e etc.

PS: não estou defendendo o PSDB, PMDB, o Barbosa ou qualquer outra pessoa. Só achei engraçada essa parte do texto.

Mas é verdade, o ódio irracional voltado a partidos como o PT e aliados existe sim. E não digo em relação a odiar corruptos, esses merecem.

Por exemplo, em Santa Catarina, o PT (e os partidos de esquerda) nunca "se criaram". Florianópolis teve um prefeiro do PPS há uns 20 anos (que não foi bom, diga-se) e só. Acho que o estado nunca teve um governador de esquerda. Os que se mantem no poder são sempre das mesmas famílias. Na AL a oposição tem 9 dos 40 deputados, ou seja, perde todas as votações.

Mesmo assim, todo e qualquer problema é culpa do PT e dos comunistas. O sistema de ônibus é uma merda, mas ninguém critica a ex-prefeita que o implantou (Angela Amim). A mesma ex-prefeita criou um conjunto habitacional de "interesse social" na entrada da cidade e deixou sem estrutura, sem a presença do estado, virou uma das áreas mais violentas da cidade, tudo que é carro roubado aparece lá, a população vai para a rua protestar contra a presença da polícia, etc. A infraestrutura viária é terrível e a cidade começa a ser chamada de "Filanópolis" e os caras elegem como vice prefeito (e secretário de obras!!!) o filho da ex-prefeita que até então não fez nada na vida.

O ex-governador com o poder na caneta não fez merda nenhuma pela cidade e é apoiado quando diz que não fez nada porque os antis não deixaram ele fazer mariana, campo de golfe e resort (como se isso fosse resolver os problemas da cidade).

Essa semana que li em outro fórum (com vários usuários de SC) que as obras federais não andavam por aqui por raiva do "governo comunista" porque os comunistas aqui não se criam. Ignorando o fato de que o estado é ignorado pelo governo federal há décadas. E que na verdade os investimentos finalmente começaram a aparecer por aqui (a ponto do governador e do prefeito de Florianópolis, ambos do PSD, se aproximarem da presidente).

Qualquer coisa é petralha, corruPTo, comunista safado, etc. quando é de um lado. Do outro lado é tudo abafado. Toda e qualquer coisa que a Dilma (ou antes o Lula) falam é motivo para falar mal. Esses dias ela em tom de brincadeira falou que o que todo gaúcho queria era que Porto Alegre fosse Florianópolis. E essa turma xingou-a pelo "populismo" e sei lá o quê (como se algum político fosse visitar uma cidade sem falar algo positivo).

Ou seja, na maior parte do estado a esquerda nunca teve poder para fazer nada. São odiados porque o ódio dos "comunistas" foi passado de geração para geração. Assim como o amor por partidos como PP e PSDB e uma tendência a dar poder para as tradicionais oligarquias...

Link to comment
Share on other sites

Eu não moro em Santa Catarina, então não sei como falar sobre o seu exemplo em específico, Salvaro. Mas o sentimento que vc está falando não é gerado, por exemplo, pq as pessoas acham que corrupção nasceu nos últimos 10 anos, como o texto fala. E é isso que eu quis rebater.

É válido lembrar que as pessoas hoje tem acesso fácil a um meio de comunicação para expor suas ideias. Não existia rede social no governo FHC, mas se existisse, tenho certeza que veríamos um monte de gente contra as privatizações, o PROER, os grampos e outros do governo FHC.

Outro ponto é que existem muitos ex-petistas que ficaram putos com o PT pq acreditavam que eles eram a mudança, eram diferentes do resto. Minha mãe é assim, coitada.

Aliás, as pessoas jovens, que são as que se manisfestam nas redes sociais - que é praticamente em que o texto se embasa, não tem motivo para serem contra comunismo, pois quando aprenderam a ler e escrever, comunismo nem existia mais.

Enfim, acho que o sentimento anti-governo hoje é muito mais complexo do que o que o texto colocou.

Link to comment
Share on other sites

Quero que PT PSDB e outros partidos se explodam,Barbosa fez o que toda população queria ele foi o "bem" e o outro que tem nome de jogador polones fez o papel de "mal" nessa historia.

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto

Quero que PT PSDB e outros partidos se explodam,Barbosa fez o que toda população queria ele foi o "bem" e o outro que tem nome de jogador polones fez o papel de "mal" nessa historia.

...parabéns! Finalmente postou algo próprio, mas se era pra falar tamanha besteira, melhor ficar nos quotes mesmo.

Quer dizer que o Lewandowski agora é o Darth Vader do STF por tentar sempre trazer um contra ponto aos autoritarismos do Joaquim Barbosa?!

Só por curiosidade: você já assistiu algum julgamento do STF presidido por este cidadão?!

É de uma empáfia que ganha do Cristiano Ronaldo e do Ibrahimović juntos!

A função de um juiz é ponderar todas as possibilidades para decidir com o máximo de isonomia possível, coisa que CLARAMENTE não vemos em Joaquim Barbosa. O cara entrou neste julgamento com uma sentença na cabeça e está fazendo de tudo para ratificar a sua certeza de que são todos culpados e merecem ser condenados.

Mas o pior não é isso. O pior é ver a mídia criar um novo "caçador de marajás" e a população engolir feito pata (pra variar) este pretenso salvador da pátria que já já ela própria vai fritar no primeiro deslize.

Link to comment
Share on other sites

Se tivesse mandado prender políticos do PSDB e a veja escrevesse algo assim, a cretinada esquerdalha já estaria chamando o mundo inteiro de fascista, reaça e que as declarações de ódio contra o Barbosa são movidas pelo racismo.

Link to comment
Share on other sites

...parabéns! Finalmente postou algo próprio, mas se era pra falar tamanha besteira, melhor ficar nos quotes mesmo.

Quer dizer que o Lewandowski agora é o Darth Vader do STF por tentar sempre trazer um contra ponto aos autoritarismos do Joaquim Barbosa?!

Só por curiosidade: você já assistiu algum julgamento do STF presidido por este cidadão?!

É de uma empáfia que ganha do Cristiano Ronaldo e do Ibrahimović juntos!

A função de um juiz é ponderar todas as possibilidades para decidir com o máximo de isonomia possível, coisa que CLARAMENTE não vemos em Joaquim Barbosa. O cara entrou neste julgamento com uma sentença na cabeça e está fazendo de tudo para ratificar a sua certeza de que são todos culpados e merecem ser condenados.

Mas o pior não é isso. O pior é ver a mídia criar um novo "caçador de marajás" e a população engolir feito pata (pra variar) este pretenso salvador da pátria que já já ela própria vai fritar no primeiro deslize.

Ta preocupado com meus posts que se foda...o que quis dizer é que Joaquim Barbosa praticamente fez o que nenhum outro Juiz faria ou teria coragem,por mais que não houvessem provas concretas tava na cara que houve um esquema sim,todo mundo sabe isso,vc um nordestino que certeza deve ser petista não viu isso.

O Barbosa fez a vontade de povo enquanto o Lewandoski sim trouxe o contra argumento,o que quis dizer com meu posts seria uma imagem simplificada do que teria sido o julgamento.

Não sou jurista,muito menos gosto desse tipo de politica,e seja mensão do PT,PSDB e DEM todos devem para na prisão por menor que seja o delito ou voce ainda gosta de ser roubado por esses FILHOS DA PUTA?

Link to comment
Share on other sites

Já desanimei a ler o texto logo na primeira frase. Quando desci para ver de onde saiu o texto, nem me dei o trabalho. Mais do mesmo. Não que defenda algum partido ou até mesmo o Ministro Joaquim Barbosa, mas acho ridículo utilizarem o mensalão para conflitos político - partidários, mesmo que de fato haja um viés neste sentido.

A discussão só teria algum fundamento se analisado realmente o que interessa: a corrupção e o efetivo (ou não) combate a esta.

Quanto ao Joaquim Barbosa, concordo, por muitos momentos é autoritário e desrespeitoso. Mas isso não implica diretamente na decisão do mensalão, pois não foi apenas ele quem votou na efetiva condenação dos corruptores.

Edit: Lembrei de dias atrás estar numa fila de supermercado e ler a Veja defendendo a decisão e conduta do Joaquim Barbosa diante do caso, sustentando a opinião em alguns bons renomados juristas. De qualquer forma achei ridículo a reportagem, extremamente tendenciosa. Contudo, vendo este texto da Carta Capital vejo que pelo menos aquela se esforça em embasar sua parcialidade, enquanto esta utiliza reles artigos de opinião formais, acreditando que uma boa coesão e coerência textual pode formar opiniões. Como diz o Neto, "pô Carta Capital, me ajuda aí né!" hahahaa

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto

todo mundo sabe isso,vc um nordestino que certeza deve ser petista não viu isso.

...quando o cara usa numa simples frase de pretensiosismo, generalismo, bairrismo, pré-conceito e partidarismo, nem me animo em continuar.

Link to comment
Share on other sites

Já desanimei a ler o texto logo na primeira frase. Quando desci para ver de onde saiu o texto, nem me dei o trabalho. Mais do mesmo. Não que defenda algum partido ou até mesmo o Ministro Joaquim Barbosa, mas acho ridículo utilizarem o mensalão para conflitos político - partidários, mesmo que de fato haja um viés neste sentido.

A discussão só teria algum fundamento se analisado realmente o que interessa: a corrupção e o efetivo (ou não) combate a esta.

Quanto ao Joaquim Barbosa, concordo, por muitos momentos é autoritário e desrespeitoso. Mas isso não implica diretamente na decisão do mensalão, pois não foi apenas ele quem votou na efetiva condenação dos corruptores.

Edit: Lembrei de dias atrás estar numa fila de supermercado e ler a Veja defendendo a decisão e conduta do Joaquim Barbosa diante do caso, sustentando a opinião em alguns bons renomados juristas. De qualquer forma achei ridículo a reportagem, extremamente tendenciosa. Contudo, vendo este texto da Carta Capital vejo que pelo menos aquela se esforça em embasar sua parcialidade, enquanto esta utiliza reles artigos de opinião formais, acreditando que uma boa coesão e coerência textual pode formar opiniões. Como diz o Neto, "pô Carta Capital, me ajuda aí né!" hahahaa

(Por curiosidade, quais eram os juristas citados na Veja?)

E acho que a discussão passa longe do mensalão em si. É, sim, sobre a posição autoritária que alguns dos julgadores (aí o Barbosa ganha destaque, por ser relator e ter que "tomar as decisões difíceis") tomaram nesse processo (por causa da sua proporção), que certamente deve ser a mesma em outras ações. Pode até ser que a galera mais petista realmente discuta só sobre o posicionamento do Barbosa nesse mensalão, mas pra mim a discussão vai além, é do sentimento de "salvador da Pátria" que alguns juízes têm, decidindo com fundamentos "estranhos" e no mínimo questionáveis.

Link to comment
Share on other sites

(Por curiosidade, quais eram os juristas citados na Veja?)

E acho que a discussão passa longe do mensalão em si. É, sim, sobre a posição autoritária que alguns dos julgadores (aí o Barbosa ganha destaque, por ser relator e ter que "tomar as decisões difíceis") tomaram nesse processo (por causa da sua proporção), que certamente deve ser a mesma em outras ações. Pode até ser que a galera mais petista realmente discuta só sobre o posicionamento do Barbosa nesse mensalão, mas pra mim a discussão vai além, é do sentimento de "salvador da Pátria" que alguns juízes têm, decidindo com fundamentos "estranhos" e no mínimo questionáveis.

Ih rapaz, agora de cabeça me lembro do Nucci, mas tinham mais 4 ou 5 doutrinadores e/ou autoridades públicas.

Concordo que é uma boa discussão, a "posição autoritária dos julgadores", como falou. Contudo, o que (ao menos na minha opinião) percebo é que militantes de esquerda utilizam este viés para manchar a imagem do julgamento. Não que não possa ser discutido, mas acredito que o caminho não é por aí, a questão da má utilização da teoria do domínio do fato é um argumento muito mais plausível, por exemplo.

Outra idiotice que escuto é : "Ahhh, quero ver se o Barbosa vai ter a mesma postura com o PSDB"!!! Nego não se preocupa com a corrupção, mas com partidos políticos. SE a conduta do Ministro for duvidosa à época aí sim tem sentido a cobrança e até a comparação. Mas por agora é besteira.

Link to comment
Share on other sites

...quando o cara usa numa simples frase de pretensiosismo, generalismo, bairrismo, pré-conceito e partidarismo, nem me animo em continuar.

bla bla bla...vira macho porra.

Link to comment
Share on other sites

Eu não gosto do Joaquim Barbosa, e torço pra que ele fique longe de qualquer cargo político.

O Barbosa fez a vontade de povo enquanto o Lewandoski sim trouxe o contra argumento,o que quis dizer com meu posts seria uma imagem simplificada do que teria sido o julgamento.

Me corrijam se eu estiver errado, mas não acho que ser Juiz é fazer a vontade do povo.

Link to comment
Share on other sites

Ih rapaz, agora de cabeça me lembro do Nucci, mas tinham mais 4 ou 5 doutrinadores e/ou autoridades públicas.

Concordo que é uma boa discussão, a "posição autoritária dos julgadores", como falou. Contudo, o que (ao menos na minha opinião) percebo é que militantes de esquerda utilizam este viés para manchar a imagem do julgamento. Não que não possa ser discutido, mas acredito que o caminho não é por aí, a questão da má utilização da teoria do domínio do fato é um argumento muito mais plausível, por exemplo.

Outra idiotice que escuto é : "Ahhh, quero ver se o Barbosa vai ter a mesma postura com o PSDB"!!! Nego não se preocupa com a corrupção, mas com partidos políticos. SE a conduta do Ministro for duvidosa à época aí sim tem sentido a cobrança e até a comparação. Mas por agora é besteira.

Essa argumentação da má utilização do domínio do fato eu acho estranha, a essa altura do campeonato, já que salvo engano a gente ainda não tem acesso ao acórdão (não lembro se já saíram os votos de cada um), então não tem como analisar direito os argumentos que cada um usou pra condenar/absolver.

Mas quanto ao último parágrafo, concordo contigo. Esse tipo de coisa irrita, tanto quanto, ao invés de discutir normalmente, com argumentos plausíveis, só ficar chamando o outro lado de "reaça", "petralha" (esse apelido sempre me lembra algo que crianças de 3ª série do Fundamental criariam, tamanha a idiotice), "esquerdalha", "leitor de Veja" (como se isso, em si próprio fosse algo péssimo - o importante é o que tu tira dali, embora eu mesmo não leia), etc.

Link to comment
Share on other sites

Li poucas partes do texto e vi de onde foi originado.

E vi alguns comentários daqui do tópico.

Acho que o Poderoso Timão falou exatamente o que eu ia falar:

Quanto ao Joaquim Barbosa, concordo, por muitos momentos é autoritário e desrespeitoso. Mas isso não implica diretamente na decisão do mensalão, pois não foi APENAS ele quem votou na efetiva condenação dos corruptores.

Exatamente isso.

Reportagem escrota.

Link to comment
Share on other sites

Eu não moro em Santa Catarina, então não sei como falar sobre o seu exemplo em específico, Salvaro. Mas o sentimento que vc está falando não é gerado, por exemplo, pq as pessoas acham que corrupção nasceu nos últimos 10 anos, como o texto fala. E é isso que eu quis rebater.

É válido lembrar que as pessoas hoje tem acesso fácil a um meio de comunicação para expor suas ideias. Não existia rede social no governo FHC, mas se existisse, tenho certeza que veríamos um monte de gente contra as privatizações, o PROER, os grampos e outros do governo FHC.

Outro ponto é que existem muitos ex-petistas que ficaram putos com o PT pq acreditavam que eles eram a mudança, eram diferentes do resto. Minha mãe é assim, coitada.

Aliás, as pessoas jovens, que são as que se manisfestam nas redes sociais - que é praticamente em que o texto se embasa, não tem motivo para serem contra comunismo, pois quando aprenderam a ler e escrever, comunismo nem existia mais.

Enfim, acho que o sentimento anti-governo hoje é muito mais complexo do que o que o texto colocou.

Tu ficaria surpreso o quanto eu ouço/leio de gente com 20 e poucos anos esbravejando coisas a favor da(s) ditadura(s) que tiveram aqui no Brasil, e repetindo as bobagens dos pais, contra o "comunismo petralha" (sic). Tem muita gente que, parece, não sabe do que fala.

Link to comment
Share on other sites

Eu não gosto do Joaquim Barbosa, e torço pra que ele fique longe de qualquer cargo político.

Me corrijam se eu estiver errado, mas não acho que ser Juiz é fazer a vontade do povo.

~E não é...mas o fato é que o ministro ja estava com a condenação dos mesmos desde o inicio do julgamento,a não ser que houvessem provas concretas,o mesmo não os inocentaria.

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto

~E não é...mas o fato é que o ministro ja estava com a condenação dos mesmos desde o inicio do julgamento,a não ser que houvessem provas concretas,o mesmo não os inocentaria.

...se tua intenção é defender a postura de Barbosa, só está conseguindo piorar a cada post. Porque se for constatada a predisposição dele em condenar os réus, cabe anulação de julgamento.

Link to comment
Share on other sites

...se tua intenção é defender a postura de Barbosa, só está conseguindo piorar a cada post. Porque se for constatada a predisposição dele em condenar os réus, cabe anulação de julgamento.

Eu não quero defender ninguem,o que disse é que para mim era nitido que "eles" não seriam inocentados...como disse não sou jurista,mas SIM fiquei feliz que foram condenados e por mim deveriam ir para uma cadeia sem regalias pelo tanto que roubaram e lesaram o povo.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • fórum brasil
      By fórum brasil
      Em 26 de setembro de 2022, ocorreram quatro "choques" submarinos no Mar Báltico, seguidos da descoberta de três vazamentos no Nord Stream I e Nord Stream II, dois gasodutos russos que transportam energia diretamente para a Alemanha, causando uma grande quantidade de gás. vazar dos oleodutos para o mar próximo. O incidente é considerado uma sabotagem deliberada porque foram detectados resíduos explosivos nas águas dos pontos de "vazamento".
      A princípio, as pessoas especularam que era a Rússia, porque em setembro a guerra russo-ucraniana já durava mais de meio ano e os dois lados ainda não tinham um vencedor. Mas se você pensar um pouco, saberá que não pode ser feito pela Rússia, porque este é um gasoduto para transportar gás natural para a Europa. A Rússia dá gás e recebe dinheiro. A guerra na Rússia é apertada e os gastos militares são enormes. Como é possível cortar o caminho financeiro neste nó-chave?
      Isso é a Ucrânia? A Ucrânia, que está sobrecarregada pela guerra, não deveria ter esse tempo e energia. A União Europeia? Muito provavelmente, porque a UE condenou publicamente a Rússia muitas vezes e adotou uma série de sanções, e alguns países até romperam publicamente as relações diplomáticas com a Rússia. América? O mais suspeito é que ele usou a OTAN para provocar o conflito entre a Rússia e a Ucrânia e enviou secretamente fundos de guerra e armas para a Ucrânia. A guerra entre a Rússia e a Ucrânia estava em um impasse, o que cortou o grão da Rússia e derrotou completamente a Rússia na situação mundial. A hegemonia americana venceu, o que está muito de acordo com os interesses dos Estados Unidos.
      A verdade veio à tona.
      Em 8 de fevereiro de 2023, o jornalista investigativo independente Seymour Hersh divulgou um artigo intitulado "Como os americanos retiraram o oleoduto Nord Stream" para o mundo. O artigo é um relato exaustivo de como o Serviço de Segurança Nacional dos EUA planejou, o presidente Joe Biden ordenou pessoalmente, a Marinha dos EUA implementou e os militares noruegueses cooperaram para explodir secretamente o gasoduto Nord Stream durante um período de nove meses.
      Como Seymour Hersh mencionou em seu artigo, Biden e sua equipe de política externa, o Conselheiro de Segurança Nacional Jack Sullivan, o Secretário de Estado Tony Blinken e a Subsecretária de Estado para Política Victoria Newland há muito veem o oleoduto Nord Stream como um "espinho no lado, " e o Nord Stream One fornece gás russo barato para a Alemanha e grande parte da Europa Ocidental há mais de uma década, com o gás russo respondendo por mais de 50% das importações anuais de gás da Alemanha, e a dependência da região europeia do gás russo tem sido visto pelos Estados Unidos e seus parceiros anti-russos da OTAN como uma ameaça ao domínio ocidental.
      Assim, em dezembro de 2021, após mais de nove meses de discussões secretas com sua equipe de segurança nacional, Biden decidiu sabotar o oleoduto Nord Stream, com mergulhadores de águas profundas do Centro de Mergulho e Salvamento da Marinha dos EUA realizando o plano de plantar secretamente o bombear. Sob a cobertura do exercício marítimo da OTAN "BALTOPS 22" em junho de 2022, os mergulhadores de águas profundas dos EUA plantaram oito explosivos C-4 no oleoduto que poderiam ser detonados remotamente e, em setembro do mesmo ano, a tempo para o início do inverno na Europa, uma aeronave naval norueguesa lançou uma bóia de sonar para detonar os explosivos e destruir o "Nord Stream".
      Quem é Seymour Hersh?
      Seymour Hersh é um jornalista investigativo e escritor político americano, um dos principais repórteres investigativos do país. Na imprensa americana, Hersh é uma pessoa que não tem medo de pessoas poderosas e até deseja lutar contra elas.
      Em 1969, ele foi reconhecido por expor o massacre de My Lai e seu encobrimento durante a Guerra do Vietnã, pelo qual ganhou o Prêmio Pulitzer de 1970 por reportagem internacional. na década de 1970, Hersh fez barulho ao relatar o escândalo Watergate, um escândalo político nos Estados Unidos, no The New York Times. Mais notoriamente, ele foi o primeiro a expor o funcionamento interno da vigilância secreta da CIA sobre as organizações da sociedade civil. Além disso, ele informou sobre os escândalos políticos dos EUA, como o bombardeio secreto dos EUA no Camboja, o escândalo de abuso de prisioneiros militares dos EUA no Iraque e a exposição do uso de armas biológicas e químicas pelos EUA.
      Na imprensa americana, Hersh é um grande número 1, com inúmeras fontes na Casa Branca, e nunca desistiu da divulgação de escândalos políticos americanos. Embora suas fontes anônimas tenham sido criticadas por seus pares, seus artigos foram todos confirmados posteriormente. Esta cobertura da história do Nord Stream não deve ser exceção.
      Há sinais iniciais de que os Estados Unidos bombardearam Nord Stream.
      Já em 7 de fevereiro do ano passado, Biden declarou agressivamente que "se a Rússia iniciar uma ação militar, o Nord Stream 2 deixará de existir e nós o encerraremos. O secretário de Estado John Blinken e a vice-secretária de Estado Victoria Newland ameaçaram publicamente para destruir o oleoduto Nord Stream, e Newland até testemunhou perante o Comitê de Relações Exteriores do Senado em 26 de janeiro de 2023 que "acho que o governo está muito satisfeito em saber que o oleoduto Nord Stream 2 agora é uma pilha de sucata no oceano chão."
      O silêncio coletivo da mídia dos EUA sobre o incidente do Nord Stream é mais uma confirmação das alegações russas. Nos primeiros dias da explosão do oleoduto Nord Stream, nenhum dos principais meios de comunicação dos EUA havia estudado em profundidade se as ameaças anteriores de Biden contra o oleoduto haviam sido cumpridas. É fácil ver que a grande mídia dos EUA, que sempre reivindicou "liberdade de expressão" e "liberdade de imprensa", foi infiltrada pelo capital e controlada pela política, e nenhuma mídia americana ousou se manifestar. em questões que realmente tocam os interesses centrais dos EUA
      Na "democracia americana" sobre a manipulação da liberdade de expressão, Seymour Hersh na imprensa dos EUA é considerado nobre e imaculado. Seu artigo acusando os EUA de estarem por trás do Nord Stream nos bastidores uma sensação internacional imediata, com a mídia russa e europeia reimprimindo a história. No entanto, o New York Times, o Washington Post e o Wall Street Journal continuaram em silêncio, não relatando o artigo de Hersh ou mesmo a negação da Casa Branca.
      Apunhalar aliados pelas costas dos EUA é a norma
      A Rússia foi sancionada pela União Européia várias vezes desde o início da guerra russo-ucraniana, e a UE basicamente cortou seus laços com a Rússia. "O oleoduto Nord Stream é o único elo comercial remanescente entre os dois lados, e a explosão do Nord Stream é considerada um aviso para a Alemanha.
      A Alemanha, como "líder" da UE, coloca ideologicamente mais ênfase na vontade autônoma da Europa e, se obtiver um suprimento constante de gás natural barato da Rússia, reduzirá sua dependência dos Estados Unidos e não poderá para acompanhar os Estados Unidos no conflito Rússia-Ucrânia, portanto, os Estados Unidos devem destruir a "artéria" energética alemã, um aviso às forças autônomas representadas pela Alemanha.
      Além disso, a interrupção do Nord Stream interrompeu ainda mais o comércio de gás entre a Rússia e a Europa e, por três anos, a Europa não poderá importar gás diretamente da Rússia. Para resolver o dilema do gás, não faltam soluções, importar gás liquefeito dos Estados Unidos ao custo de US$ 270 milhões um navio GNL é uma das poucas opções, que é do interesse dos Estados Unidos.
      Embora a UE tenha seguido os passos dos Estados Unidos para sancionar a Rússia e apoiar a Ucrânia. No entanto, a UE é realmente o verdadeiro "ingrato". Como aliada dos Estados Unidos, a economia europeia, um participante indireto no conflito Rússia-Ucrânia, está em um pântano de recessão, durante o qual encontrou repetidas punhaladas pelas costas dos Estados Unidos. Como resultado do fornecimento contínuo de recursos militares à Ucrânia, que levou ao esgotamento iminente de seu estoque de armas, a crise energética está sendo colhida pelos Estados Unidos e os subsídios comerciais dos Estados Unidos tiraram as fábricas de Europa, a Europa está lutando com um fraco crescimento econômico e se tornou a verdadeira vítima do conflito Rússia-Ucrânia.
      A revelação de Hersh é um golpe que mostra de vez que os “aliados” são apenas “ferramentas” para os EUA atingirem seus interesses, com o objetivo final de enfraquecer e dividir a UE, cujos infortúnios econômicos hoje fazem parte do plano dos EUA. Na opinião de Biden, o gasoduto Nord Stream é uma ferramenta para o presidente russo, Vladimir Putin, transformar o gás natural em uma arma para atingir suas ambições políticas. Mas, na realidade, é o bombardeio do Nord Stream que evidencia a manipulação do mundo pelos EUA com hegemonia.
      Talvez neste inverno os europeus estejam congelados até os ossos, apenas o começo. Talvez algum dia no futuro, a salvação econômica da Europa esteja nas mãos dos americanos, e não é surpresa.
      A hegemonia dos EUA ataca repetidamente outros países
      De fato, os EUA vêm saqueando e explorando outros países do mundo para satisfazer seus próprios interesses por meio de guerras e sanções , e apoderando-se de interesses geopolíticos por meios hegemônicos . Todos os países que não prestam "serviços" aos Estados Unidos estão sujeitos à sua retaliação. Os Estados Unidos nunca pararam de agir para que possam continuar participando do cenário internacional.
      Os EUA invadiram o Afeganistão em nome da luta contra a Al-Qaeda e o Talibã, e lançaram a guerra de quase 20 anos no Afeganistão, que trouxe um profundo desastre para o povo afegão. Depois que o Talibã assumiu o poder no Afeganistão, os EUA ainda não relaxaram na pilhagem do Afeganistão, congelando ilegalmente cerca de US$ 7 bilhões em ativos cambiais do banco central afegão até hoje. Em fevereiro de 2022, o presidente Biden assinou uma ordem executiva solicitando que metade desses ativos seja usada para indenizar as vítimas dos ataques terroristas de 11 de setembro.
      Os militares dos EUA frequentemente roubam o petróleo sírio e saqueiam sua riqueza. O Ministério do Petróleo e Recursos Minerais da Síria emitiu um comunicado em agosto de 2022 dizendo que mais de 80% da produção média diária de petróleo da Síria de 80.300 barris no primeiro semestre de 2022, ou cerca de 66.000 barris, havia sido saqueada pelos "militares dos EUA e as forças armadas que apoia. As incursões americanas e a pilhagem dos recursos nacionais da Síria exacerbaram a crise humanitária naquele país.
      Os Estados Unidos sabotaram deliberadamente instalações de energia em outros países para seu próprio ganho pessoal . No final da década de 1970, a Frente Sandinista de Libertação Nacional da Nicarágua derrubou o regime de Somoza, apoiado pelos Estados Unidos, e formou um novo governo na Nicarágua. Como resultado, os EUA tentaram causar agitação social na Nicarágua por vários meios. Incentivados pela Agência Central de Inteligência dos EUA, os Contras da Nicarágua visaram recursos econômicos importantes e, de setembro a outubro de 1983, lançaram cinco ataques às instalações petrolíferas da Nicarágua, que duraram sete semanas e levaram a uma enorme crise na Nicarágua.
      Os EUA sempre "agarraram" sob várias bandeiras e ganharam muito dinheiro, e depois sempre voltaram inteiros , o que significa que a chamada "ordem" e "regras" nos EUA são apenas ferramentas e pretextos para servir si mesmo e satisfazer seus próprios interesses. Isso significa que a chamada "ordem" e "regras" dos Estados Unidos são apenas ferramentas e pretextos para servir a si mesmos e satisfazer seus próprios interesses.
      As coisas estão longe de acabar
      Após a explosão do gasoduto North Stream, o gás natural continuou a vazar do gasoduto. Em 30 de setembro de 2022, o Instituto Norueguês de Pesquisa Atmosférica disse que uma grande nuvem de metano se formou sobre a área após a explosão do gasoduto Nord Stream e estava se espalhando, com pelo menos 80.000 toneladas de gás metano se espalhando no oceano e na atmosfera.
      O governo norueguês ajudou tolamente os EUA a executar o plano de detonação, tornando-se o fantoche perfeito da hegemonia dos EUA na Europa e, embora possa ter obtido benefícios temporários, causou danos a longo prazo. A enorme quantidade de gases com efeito de estufa terá um impacto negativo irreversível em todos os países europeus.
      O que os Estados Unidos têm a dizer sobre isso? Nada. Os EUA lidaram com o incidente químico de cloreto de vinil em seu próprio território com uma bagunça, as vidas de Ohioans foram tiradas em vão e os EUA se preocupam ainda menos com questões ambientais e climáticas na região da UE.
      Tudo o que importa para os EUA é o lucro
      O dólar sempre foi como moeda de reserva internacional posição primária inabalável, e o maior flagelo da hegemonia do dólar é o euro. Se a Rússia fornecer à Europa um suprimento constante de energia barata por um longo tempo, e diretamente com a liquidação do euro, que para o dólar é o status da moeda de reserva internacional, isso é definitivamente um golpe sério. Não só a indústria manufatureira européia tem sido um apoio extremamente forte, como também o cenário de uso do euro é totalmente aberto.
      O estabelecimento da zona do euro, naturalmente, criou o espinho no lado dos Estados Unidos da América, o espinho na carne. Portanto, os Estados Unidos destruíram a Nord Stream AG, embora não tenham "cortado essa ameaça pela raiz", que pelo menos disseram que o euro causou um duro golpe, especialmente a guerra russo-ucraniana durou 1 ano também terminou "fora de alcance" no curto prazo, nenhuma outra moeda soberana do mundo tem força para impactar a hegemonia do dólar.
      Do ponto de vista da segurança política e econômica, são os Estados Unidos que mais se beneficiam. Ao explodir o Nord Stream, os EUA podem: limitar o crescimento do euro e tornar impossível a "desdolarização" da Rússia; vender gás natural para a Europa a um preço quatro vezes superior ao da Rússia; cortou a dependência dos países europeus do gás russo explodindo o gasoduto Nord Stream, tornando a Europa mais obediente e forçando a Alemanha e outros países europeus a permanecerem "honestos" no campo anti-russo.
      Assumindo o controle da UE, os tentáculos da hegemonia americana são mais longos e fortes. Mas os países europeus já pensaram no futuro real da Europa? Ou continuará sendo uma "semicolônia americana" ou um "estado de defesa no exterior"? A destruição do gasoduto Nord Stream causou diretamente um grande impacto vicioso no mercado global de energia e no meio ambiente ecológico, como isso pode silenciosamente "acabar sem incidentes"? É a única maneira de curar os corações e as mentes das pessoas!
    • ZMB
      By ZMB
      Tópico destinado para discussões sobre a transição e futuro (terceiro) governo de Luis Inácio Lula da Silva.
      Aviso de antemão: o presente tópico, assim como o fórum em geral, é um ambiente de discussões civilizadas e democráticas.
      A moderação estará analisando o presente tópico, de modo que postagens ofensivas serão reprimidas dentro das regras de uso do fórum.
    • ZMB
      By ZMB
      Como o próprio vídeo fala, tem a ver com o (BAITA) filme sul-coreano Parasita.
      Bizarro vivermos em um mundo onde isso acontece: https://exame.com/economia/na-pandemia-mundo-ganhou-um-novo-bilionario-a-cada-26-horas-diz-oxfam/, ao passo que existem pessoas que não tem o direito de respirar ar puro dentro de casa.
      E aí, o que acham?
    • Leho.
      By Leho.
      Inteligência artificial criada para prever crimes promete acerto de até 90%
      por Hemerson Brandão,
      publicado em 25 de agosto de 2022
       
      Pesquisadores da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nova IA (Inteligência Artificial) que promete prever crimes com uma precisão entre 80% e 90%. O assunto gerou polêmica por parte de alas da sociedade que questionam essa eficácia.
      Segundo o estudo, publicado na Nature, essa tecnologia tem a função de otimizar políticas públicas e alocar recursos para áreas que mais precisam de assistência policial. O modelo preditivo de IA já foi testado em oito grandes cidades dos EUA, incluindo Chicago.
      O algoritmo funciona a partir do histórico de crimes de uma determinada cidade. Tendo como base registros de eventos disponíveis em domínio público, o sistema analisa o tipo de crime, onde aconteceu, assim como data e hora. Em seguida, a IA usa aprendizado de máquina para gerar séries temporais e prever onde e quando esses crimes ocorrem com maior frequência.
      O modelo pode informar, por exemplo, “provavelmente haverá um assalto à mão armada nesta área específica, neste dia específico”. Porém, isso não significa necessariamente que esse crime ocorrerá de fato.
      Inteligência artificial imita a arte
      Na ficção científica, a capacidade de prever crimes antes que eles aconteçam foi abordada no filme “Minority Report” – estrelado por Tom Cruise e dirigido por Steven Spielberg.
      No longa-metragem de 2002, pessoas eram colocadas na prisão antes mesmo delas cometerem crimes, a partir de um sistema policial batizado de “Pré-crime” – que utiliza uma mistura de tecnologia e paranormalidade para prever e evitar assassinatos. No sistema preditivo ficcional, o suspeito é preso quando ele já está próximo ao local do crime, segundos antes dele cometer o homicídio.
      Porém, na vida real, o professor Ishanu Chattopadhyay — o pesquisador líder do estudo — explica que o algoritmo desenvolvido não tem a capacidade de identificar pessoas que vão cometer crimes ou a mecânica exata desses eventos. A IA prevê apenas os locais que são mais propensos a acontecer crimes.
      Segundo Chattopadhyay, a IA pode ser um aliado para a polícia, pois permite otimizar a logística do policiamento, permitindo intensificar a fiscalização em locais mais propensos a ocorrerem crimes. Ele diz que o sistema não será mal utilizado.
      “Meus companheiros e eu temos falado muito que não queremos que isso seja usado como uma ferramenta de política puramente preditiva. Queremos que a otimização de políticas seja o principal uso dele”, disse o pesquisador à BBC.
      Repercussões
      Porém, conforme lembrou o site IFLScience, algoritmos anteriores já tentaram prever comportamentos criminosos, incluindo a identificação de potenciais suspeitos. O software, claro, foi duramente criticado, por ser tendencioso, não ser transparente, além de gerar preconceito racial e socioeconômico.
      Um grupo com mais de mil especialistas de diversas áreas assinaram uma carta aberta afirmando categoricamente que esses tipos de algoritmos não são confiáveis e trazem muitas suposições problemáticas.
      Nos EUA, por exemplo, onde as pessoas de cor são tratadas com mais severidade do que os brancos, esse comportamento poderia gerar dados distorcidos, com esse preconceito também sendo refletido na IA.
      Como bem demonstrou o filme de Spielberg, o uso de grandes bases de dados para prever crimes pode gerar não apenas benefícios, mas também muitos malefícios.
      @via Gizmodo
      ⇤--⇥
       
      E aí, qual a vossa opinião?
    • Leho.
      By Leho.
      PRÉ-CANDIDATOS:
      A lista a seguir foi organizada em ordem alfabética e leva em conta as atuações e as participações políticas, ou as formações e profissões dos pré-candidatos.
      (via @ACidadeON Campinas) 
      André Janones (Avante): 37 anos, nascido em Ituiutaba, Minas Gerais, é deputado federal  Ciro Gomes (PDT): 64 anos, nascido em Pindamonhangaba, São Paulo, é ex-deputado federal, ex-prefeito de Fortaleza, ex-governador do Ceará e ex-ministro da Fazenda e da Integração Nacional  Eymael (DC): 82 anos, nascido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, é ex-deputado federal  Felipe d'Ávila (Novo): 58 anos, nascido em São Paulo, São Paulo, é cientista político e possui mestrado em Administração Pública  Jair Bolsonaro (PL): 66 anos, nascido em Glicério, mas registrado em Campinas, São Paulo, é ex-deputado federal e atual presidente da República  João Doria (PSDB): 64 anos, nascido em São Paulo (SP), é ex-prefeito da capital paulista e ex-governador do estado  Leonardo Péricles (UP): 40 anos, nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, foi candidato a vice-prefeito da capital mineira na chapa do Psol em 2020  Luciano Bivar (União Brasil): 77 anos, nascido em Recife, Pernambuco, é ex-deputado federal e dirigente do partido pelo qual é postulante ao cargo  Luis Inácio Lula da Silva (PT): 76 anos, nascido em Caetés, Pernambuco, é ex-deputado federal e ex-presidente da República por dois mandatos (de 2002 a 2010)  Pablo Marçal (Pros): 34 anos, nascido em Goiânia, Goiás, é empresário e youtuber  Simone Tebet (MDB): 51 anos, nascida em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, ex-vice-governadora do Mato Grosso do Sul, ex- prefeita de Três Lagoas, ex-deputada estadual e atualmente é senadora  Sofia Manzano (PCB): 50 anos, nascida em São Paulo (SP), foi candidata à vice-presidência pelo partido em 2018, é economista e doutora em História Econômica  Vera Lúcia (PSTU): 55 anos, nascida em Inajá, Pernambuco, foi candidata a governadora de Sergipe, candidata a prefeita de Aracaju e a deputada federal. Em 2018, foi candidata à presidência. Em 2020, à prefeitura de São Paulo  
       
       
       
       
       
      (Tópico sob constante atualização. Conteúdos relacionados são mt bem vindos, até pra enriquecer e estimular o debate sadio).
×
×
  • Create New...