Jump to content

Como o treinador adjunto define os treinos no FM?


Henrique M.

Recommended Posts

  • Vice-President

VFIp5Vr.png

Desde o FM 2019 que a forma como o Football Manager encarava os treinamentos das equipes dentro do universo do jogo mudou completamente. Antes, era algo simples, com a definição de alguns regimes de treino como padrão e alguns focos aqui. E não tinha mais nada. Se você quisesse editar algo para um dia ou alguns dias, era impossível, pois o FM apenas lidava com semanas e com seus focos específicos. Entretanto, com a novidade no Football Manager 2019, agora era possível calendarizar todo o treino e você, obviamente, poderia deixar tudo a seu gosto para obter os resultados que desejasse. Entretanto, os que não são muito fãs de microgerenciamento, ou não tem muito entendimento da questão, acabam deixando tudo nas mãos do adjunto, por isso, esse guia busca demonstrar como o treinador adjunto define os treinos no FM para que você possa entender como ele impacta o seu time.

O treinador adjunto não reinventa a roda

A primeira coisa que é importante dizer é que o treinador adjunto não irá tirar calendários e treinamentos da sua imaginação. Ele irá utilizar apenas os calendários padrões do FM, automatizando um processo que você mesmo seria capaz de fazer. Logo, para quem não tem o interesse de se dedicar a isso, deixar o adjunto ou escolher qualquer opção é basicamente a mesma coisa, com a exceção de que o adjunto sabe o que está fazendo.

Quais os critérios definem os treinos escolhidos?

Bem, se o treinador adjunto escolhe seus treinos baseados naquilo que o jogo lhe fornece, qual o processo de decisão que leva ele a escolher tão tipo de treino em detrimento de outros? Eles vão basear as decisões em cinco critérios:

  • O estilo de jogo preferido do treinador adjunto;
  • As preferências táticas do treinador adjunto;
  • As tendências táticas do treinador adjunto;
  • A previsão climática para a sessão do treino;
  • As táticas escolhidas pelo treinador;

treinador-adjunto-treino-fm-28c1e7312639

Ou seja, é importante observar se o seu treinador adjunto e você são uma boa dupla. Vamos supor que você é um treinador adepto do Tiki-Taka Vertical, mas os estilos e tendências do adjunto encaixam melhor com outro estilo de jogo, como o Contra-Ataque Direto, por exemplo. A forma como ele irá calendarizar os treinos não será muito produtiva para você e seu time.

No exemplo acima, temos uma calendarização onde os focos são o estilo tático da equipe e dois tipos de treinos distintos, defensivo e posse. Entretanto, o time tem como uma das táticas o 4-1-2-3 com pontas, ou 4-3-3 com pontas. E um dos estilos táticos é o Gegenpress. Na tela de criação de tática, esse é a terceira tática, logo, o adjunto está priorizando as outras táticas no seu treinamento. Por isso, é importante ver se o planejamento do seu adjunto encaixa com seus planos de jogo para determinada semana. Se você pretende usar uma tática mais ofensiva, e na semana, o adjunto está treinando uma tática defensiva, talvez não seja a melhor decisão em termos de treino.

Por fim, podemos notar que pelo menos um estilo de jogo do treinador e o estilo de jogo favorito do adjunto também não batem. Quem favorece um jogo de pressão, não pode ter um treinador adjunto que favorece a famigerada ligação direta. Mas, quem favorece um jogo de passes longos, irá se beneficiar de ter um adjunto assim.

treinador-adjunto-treino-fm-35dc477a8b8f

Caso não queira trocar seu adjunto, talvez seja melhor você assumir essa função. Afinal de contas, não é lá muito difícil modificar as sessões de treino planejadas pelo adjunto, já que ele te manda uma mensagem e você só precisa escolher um calendário padronizado.

treinador adjunto treino fm 1

Mas, no frigir dos ovos, se essa é uma situação que te incomoda, o ideal é que você e seu adjunto compartilhem táticas e estilo de jogos preferidos, pois assim, você saberá que ele estaria fazendo a mesma coisa que você, enquanto te economiza um tempinho para focar em outras coisas.

Como o treinador adjunto define os treinos baseado na sua tática personalizada?

Todo o cenário descrito acima trabalha com a ideia de que você escolheu os estilos táticos e táticas que o jogo lhe oferece. Então, é meio óbvio o caminho para você ou o assistente montarem o calendário de treinos. É só seguir as recomendações ou confiar no adjunto. Mas e se você criou sua própria tática ou modificou algumas instruções de um estilo que já estava lá antes?

Não se preocupe, seu treinador adjunto tem a capacidade de identificar qual o estilo de jogo mais parecido baseado nas suas instruções e ele calendariza as sessões de treinos baseados nessa aproximação dada por aquilo que você montou na tela de táticas.

treinador-adjunto-treino-fm-4dcf2d164786

Outras considerações

  • No curto prazo, treinadores adjuntos com estilos, preferências e tendências similares tendem a ter um calendário diferenciado, contudo, no longo prazo, os calendários tendem a se tornar similares, mesmo que ordens de calendarização diferente. Portanto, não é necessário se preocupar com detalhes como aleatoriedade, atributos escondidos na hora de decidir entre dois assistentes com estilos semelhantes;
  • Analisei meu adjunto e nós somos incompatíveis, mas, ele é bom em outras coisas que são importantes para você, qual é a perda em treinamento? Todo e qualquer adjunto do jogo, levando em consideração tudo já falado são perfeitamente competentes quando se trata de calendarização dos treinos. É óbvio que se você fizer o ajuste perfeito daquilo que deseja com as táticas que usa, os resultados irão ser satisfatórios, mas aquilo que o treinador adjunto lhe dá é pelo menos 70% do caminho para o mundo ideal.

Conteúdo original produzido por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
Banner: @_Matheus_

P.S: Agradecimento especial ao @Bruno Trink por fornecer as imagens desse guia.

Link to comment
  • General Director

Baita conteúdo @Henrique M., parabéns e obrigado amigo! 👏🏽👏🏽

Desde quando reformularam os treinos (FM19) que eu delegava totalmente essa função para o Adjunto. E nunca tive problemas quanto a isso.

Sempre tratei a escolha desse profissional com bastante cuidado (e isso desde sempre, olhando muito pros atributos de análise de potencial e capacidade primeiramente, e conforme o jogo foi evoluindo, olhando também pra outras características que passaram a ser importantes), mas sem imaginar que o perfil e as preferências táticas dele impactassem tanto nos treinos; eu sempre escolhi Adjuntos que se aproximassem das minhas filosofias de jogo porque queria que, ao entrar de férias por exemplo, ele mantivesse o time dentro do mesmo padrão. De certa maneira, eu acertava (nessa questão dos treinos) sem saber hahahaha.

Agora, a partir do FM20 eu passei a explorar mais essa área, fui aprender melhor sobre calendarização de treinos e me arrisquei mais dentro dessa tarefa. Inclusive passei a tomar conta sozinho dos treinos em determinado save. (eu falei bastante sobre isso num outro tópico aqui da área, que recomendo também: como montar rotinas de treino e treinos individuais).

 

Mas no fim das contas acho que o melhor dos mundos é: colocar o Adjunto pra fazer a função e ir customizando à sua maneira, com base no que ele vai formatando ao longo das semanas.

Link to comment
  • 4 weeks later...

Eu praticamente comecei a jogar(levando á sério) com o fm15; então quando decidi fazer um "upload", então já tinha o fm19, é aonde estou agora e pretendo ficar por um bom tempo(no mesmo save).

Meu estilo é ter um save e continuar nele sempre criando mais técnicos e esticando o tempo passado, já cheguei a passar 80 anos no save do fm15.

Infelizmente ainda estou passando por problemas no fm19 na questão de treinos, isso bagunçou todos os meus conhecimentos e preciso de ajuda.... como treinar meus jogadores com o estilo tiki-taka---em profundidade? No modo individual e no modo coletivo...

Nota: Peguei o Barça para restaurar aquele time temido do período 2009-2011.(ainda estou na pré temporada, então algumas peças podem vir)

Basicamente meu esquadrão de Jogadores é:

Gol:-------------------Ter Stegen e Cillessen

Zaga:----------------Piqué, Vermaelen, Umtiti e Lenglet

Volantes:----------S. Busquets e Samper

Meias:--------------Rakitic, Carles Aleña(aqui aparece com bom potencial então vou segurá-lo), Arthur, A. Vidal e Riqui Puig(apesar de não estar pronto, deixei ele para a copa do rei e liberado para o sub 19)

Pontas:------------Messi, P. Coutinho, O. Dembélé e .... Contratei o A. Martial(veio do M. United)

Atacantes:------Suárez, Munir.

quero manter o esclão assim:

4-1-2-2-1(ou se preferir 4-3-3 com pontas) 2 na zaga -2 laterais -1 volante -2 meias - 2 pontas - 1 centro avante

Link to comment

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • JeanMichell6
      By JeanMichell6
      Depois de mais de 1000 horas no FM 2021, eu tive a brilhante ideia de subir o Corinthian-Casuals da National 7 até a Premier kkk

      No entanto, o time é Amador e estou na National 2 e não estou conseguindo montar elenco competitivo uma vez que não posso pagar salarios e sempre que algum jogador se destaca eu perco ele de graça para outro time.
      Alguem já fez esse desafio de jogar com um time Amador, sabe me dizer se em algum momento ele se torna Profissional, o meu clube já foi adquirido por um consórcio e tem 8 Milhões no caixa mas continua amador
    • Danut
      By Danut
      Obrigado ao @Fujarrapelo belo banner.
      Olá pessoal, sejam bem-vindos ao meu novo save. Depois de um tempo longe do FM, voltei a acompanhar o que o pessoal tem criado aqui na área. Pretendia ficar apenas como leitor, mas ver as histórias alheias reacendeu minha vontade de jogar, então cá estamos.
      Sem muita enrolação, vamos para a explicação do desafio: vou jogar um desafio de base na África do Sul. Para quem não sabe, o desafio de base é um tipo de save no qual o time treinado está proibido de contratar jogadores, seja por transferência, empréstimo ou mesmo atleta livre no mercado. A única possibilidade de reforçar a equipe é através dos atletas formados na própria base. No desafio original, também se começa com a equipe mais fraca da divisão. No meu caso, não vou seguir essa diretriz, tendo selecionado o clube que achei mais interessante para a proposta. No próximo post farei a apresentação do clube e explicarei a escolha.
      Falando em explicar escolhas, acho importante explicar a escolha do save, pois ela também ajudará os potenciais leitores a compreenderem o que esperar do tópico. Basicamente, eu tinha me decidido a voltar a jogar FM, mas não queria algo muito complicado. Pode parecer paradoxal ter chegado a um desafio de base a partir da busca por algo não muito complicado, mas eu considero que o desafio de base é mais um save longo do que um save complicado. Só o fato de não precisar lidar com observação e contratações já tira metade da enrolação de um save de FM. Fora isso, a rotatividade no elenco tende a ser mais baixa que em outros tipos de desafio, o que permite que o treinador já tenha uma noção do que esperar de seus atletas com o passar dos anos.
      Outro ponto fundamental é que, como o foco é no longo prazo, o desafio de base não precisa se ocupar tanto do dia a dia do clube. Minha pretensão inicial é seguir um estilo de postagem muito menos detalhado do que o que eu costumo utilizar nos meus tópicos, trazendo apenas uma ou duas atualizações por temporada e focando bem mais no panorama geral do que em cada jogo específico. Originalmente eu nem ia trazer o save aqui para a Profissão: Manager, mas aí pensei que a proposta é suficientemente diferente do usual para justificar a presença aqui. E também será um bom exercício para mim, tentar trazer uma história em um formato mais enxuto do que costumo fazer. Os que me acompanharem nessa jornada vão poder dizer no futuro se esse objetivo de escrever menos foi bem alcançado (a julgar por essa introdução, não será).
      Sobre a escolha do país propriamente dita, não teve nenhuma razão especial. Decidi que queria fazer um desafio de base em um país diferente dos suspeitos tradicionais. Bati o olho na África do Sul e resolvi ver as equipes que existiam por lá. Gostei de uma delas e fui adiante.
      Em relação aos detalhes iniciais do save, carreguei apenas as duas ligas da África do Sul, com uma base de dados pequena, pensando no bem do meu velho laptop. Como mostra a tag do tópico, estou jogando no FM 2021, que é o último que eu tenho. Iniciei o save em 19/10/2020, no começo dos jogos oficiais da 2ª divisão (pulei a pré-temporada, já que sigo a corrente que acha que amistoso e ficar em casa dormindo tem o mesmo impacto). Selecionei mascarar atributos e sem orçamentos na primeira janela (não que vá contratar alguém).
      Além disso, por descuido, deixei a possibilidade de utilizar o editor do jogo ativada. Como não ia postar o save aqui não me prestei a reiniciar só por isso. Depois mudei de ideia sobre postar, mas aí já não queria voltar tudo. Enfim, digo isso só para que todos fiquem cientes, mesmo que não esteja fazendo uso do editor. Já vi que dá para esconder o botão do editor nas opções do jogo e fiz isso. Não pretendo utilizá-lo para nada. Se o fizer, será em um futuro muito distante para brincar com o save no encerramento da sua vida útil, e deixarei bem avisado a todos.
      Feitas todas as considerações, é hora de partir para o jogo. No próximo post vou apresentar a equipe e as competições.
    • jvitorsch
      By jvitorsch
      Fala turma, estou com um bug meio bizarro no meu FM 2021. A classificação das equipes argentinas está totalmente bugada. Quem deveria jogar a Libertadores está classificado para a sulamericana e vice-versa. O próprio River Plate que venceu a última libertadores no meu save, está classificado para jogar a sulamerica e não a libertadores. 
       
      Obs: Uso BRMundiUp e o jogo não é pirata. Estou no ano de 2023, segunda temporada no meu save. 
    • emmystos
      By emmystos
      Alguém tem ainda alguma licença de FMRTE 21 para vender?
    • CCSantos
      By CCSantos
      Pois é, cá estamos novamente. Depois de um tempo parado - e sem sequer jogar FM - decidi tirar um pouco a poeira do FM21, e decidir jogar um save que sempre quis tentar, mas que fora muito hypado em FMs anteriores, já que o time havia subido de forma surpreendente para a Série C.
      Estou falando do Atlético Acreano, equipe que foi do êxtase de quase conquistar um acesso à Série B em 2018, ao fato de ficar sem divisão nacional em 2023, já que o time sequer avançou para a segunda fase do Estadual - as vagas devem ficar com Humaitá (campeão estadual de forma inédita) e São Francisco ou ADESG.
      O time está prestes a fazer 70 anos de história (irá fazer esta idade no próximo dia 27 de abril), possui nove títulos Estaduais, e é o único time do Acre a subir na Série D do Campeonato Brasileiro, em 2017.
      No ano seguinte, disputando no Grupo A, encarando os times nordestinos e sofrendo com a questão logística, o time se superou a ponto de poder decidir jogar por uma questão de distância (pouparam atletas nas rodadas finais para encaixar o seu confronto nas quartas), visando o confronto contra o Cuiabá. Acabaram perdendo por 2 a 0 na Arena Cuiabá e empataram em 2 a 2 em Rio Branco, deixando o acesso para a equipe mato-grossense que, posteriormente, viria a subir para a Série A, inclusive retornando para a disputa de competições continentais neste ano de 2022.
      Em 2019, teve o azar de ver uma Série C com dez times nordestinos, a ponto de tirar ele e o Luverdense do Grupo A, repassando-os para o Grupo B - isso daí foi inserido também por uma questão de logística, pois haviam poucos voos diretos de Rio Branco para o Nordeste; não era incomum ver o Atlético fazendo escala até mesmo em Viracopos (Campinas), rumo ao Nordeste em 2018. O resultado disso? Ambas as equipes, com aporte financeiro consideravelmente menor em comparação aos clubes de Sudeste e Sul, acabaram caindo para a Série D.
      Depois disso, o clube se perdeu. Foi lanterna em seu grupo na Série D em 2020, sem ganhar um jogo sequer (oito empates e seis vitórias).
      Para assumir o Galo Carijó, avancei a temporada 2021. Na próxima atualização, repasso o que houve na equipe, antes de minha chegada. O time foi um dos três representantes do Acre na Série D, juntamente com o Rio Branco e o Galvez, porém, só teremos duas vagas a partir da disputa de 2022.
      A única coisa que posso colocar aqui, é que ele já possui vaga para a Série D em 2022, por ter sido vice-campeão estadual em 2021, onde perdeu o título para o Galvez.

      A equipe joga suas partidas na Arena da Floresta, em Rio Branco. Ela possui capacidade para mais de 13 mil torcedores, e nós dividimos o estádio com Rio Branco, Humaitá, Vasco e Plácido de Castro. Antes da era das 'Arenas', o estádio já foi o mais moderno do Norte do País.

      Na próxima atualização, como eu disse, vou destrinchar como foi este 2021 do Atlético Acreano, antes da minha chegada ao clube.
      Conto com vocês nessa. Um abraço.
      -----------------------------------------------------------------------
      Base de dados: 21.4
      Países: Toda a América do Sul (com todos os atletas disponíveis);
      Database utilizada no Brasil: Brasil Série D by F J (É o formato de DB que mais se aproxima do regulamento oficial da Série D, com definição de vagas via Estaduais)
      Outras databases: Argentina (Até a Primera B/Nacional A), Chile (expandido para a 3ªDivisão), Peru (expandido a 2ªDivisão), Uruguai (expandido a 3ªDivisão), Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela (Riddler) + DBs de realismo de treinadores.
×
×
  • Create New...