Jump to content

Punir o sustentável Eibar só mostra como a estrutura do futebol espanhol está podre


Lowko é Powko

Recommended Posts

Punir o sustentável Eibar só mostra como a estrutura do futebol espanhol está podre

eibar.jpg

O Éibar precisou esperar 65 temporadas para celebrar a sua maior glória. Os armeros passaram mais de seis décadas militando nos níveis inferiores de La Liga, 26 anos apenas na segunda divisão, até se tornarem o 60ª clube a participar de La Liga. Disputar a chamada “liga das estrelas” parece muito para o clube que não tem mais do que 3,5 mil sócios, suficientes para encher o estádio de 5,25 mil lugares, encravado em uma cidade no País Basco com 27 mil habitantes. Porém, mais do que uma prova de perseverança, o Éibar é um exemplo de gestão. E por isso mesmo, pode ser impedido de participar da elite e ainda ser rebaixado à terceirona.

O caso está longe de ser simples. Em campo, o Éibar cumpriu o seu papel. A equipe conquistou o segundo acesso seguido no Campeonato Espanhol. Em 2012/13, se impôs nos duros mata-matas da terceira divisão. Já nesta temporada, manteve a regularidade na segunda divisão, conquistando o acesso com duas rodadas de antecedência. Mais do que isso, pode até mesmo ficar com o título, já que assumiu a liderança neste final de semana, ajudado pela derrocada do Deportivo de La Coruña. Prêmio imenso para um clube que prefere se manter modesto e fechar as contas em dia, ao invés de dar passos maiores que suas próprias pernas.

O valor de mercado do elenco do Éibar é o terceiro menor entre as 22 equipes da segunda divisão de La Liga, mostra de que os investimentos em jogadores são pequenos. Da mesma forma, a folha de pagamentos está entre as mais baixas, mas em dia, algo que não costuma ser tão comum no futebol espanhol – basta lembrar o que, em meio à crise econômica na qual o país está afundado, aconteceu recentemente com Málaga ou Oviedo. Contudo, apenas as contas no azul não são suficientes aos bascos. E eles precisarão da contribuição de seus torcedores e simpatizantes se quiserem mesmo disputar a primeira divisão do Espanhol.

A Liga de Futebol Profissional (LFP), entidade que gere a liga no país, exige que os clubes que disputam os campeonatos profissionais tenham um capital mínimo. Na primeira divisão, as equipes precisam reunir cerca de € 1,725 milhões de seus sócios – já que a legislação nacional também obriga que todas as agremiações sejam compostas por “sociedades anônimas”. O problema é que o capital do Éibar não passa dos € 770 mil. Sem interesse em um magnata aventureiro que banque o clube (e deixe rombos quase irreversíveis, como os exemplos recentes mostram), o Éibar está apelando para a colaboração.

O clube lançou a campanha ‘Defiende al Éibar’, oferecendo cotas de ações a partir de € 50 euros. “Trabalho, humildade, orgulho, união. O Éibar defende como nada os valores do povo que representa. Se você também crê neles, ajuda-nos a mantê-lo”, afirma o site dos bascos. Restam mais 71 dias para que o apelo dê certo e os armeros atinjam o valor referido pela LFP. Caso contrário, serão rebaixados à terceira divisão, por não cumprirem os requisitos mínimos para disputar os únicos dois níveis do país completamente profissionais.

Na contramão, o alívio. Racing de Santander e Albacete conquistaram o acesso à segunda divisão também neste final de semana. Mais do que a subida de um degrau, foi a salvação para os dois clubes, com graves problemas financeiros. Em janeiro, o Racing se negou a enfrentar a Real Sociedad pela Copa do Rei, exigindo a demissão do conselho administrativo – que, além de denunciado por fraudes, também atrasava salários. Juntos, os dois clubes acumulam dívidas de € 62 milhões. O dinheiro dos direitos de transmissão, do aumento do preço dos ingressos e dos novos contratos publicitários que vêm junto com o acesso pode ser o incremento para evitar a falência. E, apesar de tudo isso, nenhum dos dois está ameaçado de conquistar o acesso, já que possuem o capital social mínimo exigido pela LFP.

Já passou da hora do futebol espanhol repensar seu modelo de gestão. Não apenas por todos os benefícios para Barcelona e Real Madrid, que fazem muito de suas fortunas com o dinheiro da televisão e com as concessões públicas, mas também pela maneira como o contribuinte arca com os custos. Não é incomum a complacência do poder público com a dívida dos clubes menores, o que chegou até a ser motivo de investigação da União Europeia. E quando há um exemplo positivo como o Éibar, a própria estrutura de gastos insustentáveis se trata de soterrar.

Trivela

Link to comment
Share on other sites

Menos pior que no Brasil, onde pra entrar em divisões tem que se dar o "joinha" pra federação AHHA Aqui na minha cidade tanto o time de campo (que fechou pela grana necessária pra sustentar um time de campo no Brasil), como o time de salão (campeão da segunda nacional, já foi campeão mundial), não subiram por falta de $$$ de joinha AHAH É ridiculo.

Link to comment
Share on other sites

Lei é lei, não é algo que mudou agora do nada.

Link to comment
Share on other sites

Lei é lei, não é algo que mudou agora do nada.

O que não faz diferença nenhuma.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • LuisSilveira
      By LuisSilveira
      Olá a todos! Como vão?
      Depois de algum tempo ensaiando alguns saves para trazer pra cá, resolvi me aventurar em uma liga grande na qual eu ainda não tinha colocado a mão. Pesquisando sobre alguns times da segunda divisão espanhola, (re)descobri o Real Zaragoza, um time cheio de curiosidades ao longo de sua história centenária.
       
       

       
      A origem do Real Zaragoza propriamente dito se inicia em 1932, ano no qual se fundiram as duas equipes da cidade banhada pelo rio Ebro: os “Avispas” do Iberia S.C. e o Zaragoza “tomate”, por razões econômicas. Esse último, o Zaragoza Football Club foi fundado em 1903 (explicando o que disse acima sobre história centenária) por personagens conhecidos de Saragoça, na época em que o esporte ainda era pouco conhecido nas terras de Aragão. Desde 1992, o Real Zaragoza é uma sociedade econômica desportiva.
       

      Equipe do Real Zaragoza - 1932
       
      A trajetória do Real Zaragoza a partir de então foi marcada por altos e baixos, geralmente alternando entre as primeira e segunda divisões espanholas.
       

       
      Recomendo a leitura da página do wikipedia em espanhol (deixei o link abaixo) para o leitor que queira conhecer de forma pormenorizada a saga do clube. Um dos aspectos mais interessantes do Real Zaragoza é sua ligação recorrente com países sul-americanos, com destaque para a geração dos anos 70 sob a presidência de José Angel Zalba, conhecidos como “Os Zaraguayos”, quando o time era recheado de jogadores paraguaios e uruguaios. Até 1999, o Real Zaragoza também era considerado o maior ‘importador’ de jogadores argentinos em toda a Europa.
       

      "Os Zaraguayos" - 1974
       
      Como todo acadêmico que se preze, deixo os links usados na pesquisa para consulta:
      https://www.realzaragoza.com/club/historia/los-origenes
      https://christian20rz.wordpress.com/2015/12/04/los-zaraguayos/
      https://es.wikipedia.org/wiki/Real_Zaragoza
       
       

       
      Objetivos
       
      O Real Zaragoza nunca levou o caneco nacional, embora tenha levantado o troféu da Copa do Rei seis vezes e possua outros de relevância continental, como a Taça das Cidades com Feiras (precursora da Taça UEFA) de 63-64 e uma Recopa Europeia (94-95). Logo, O objetivo óbvio para esse save será a conquista do Espanholão, apesar de Real Madrid e Barcelona no caminho. Troféus continentais são muito bem vindos, mas considerarei “adicionais”.
       
      Por outro lado, claro, a demissão também ocasiona o encerramento do save.
       
      Ligas habilitadas
       
      Além das três primeiras ligas da pirâmide espanhola (La Liga, La Liga 2 e ….),  também habilitei algumas das principais ligas européias (Inglaterra, Itália e Alemanha). Porque sim.
       
       

       
      Seguindo o hábito que tenho em meus saves domésticos, criei um treinador de nome e aparência aleatórios, ainda que localizados. Ficou um Benzema gordo, o que acho válido. O nome, embora saído de listas randômicas, também combinou com o brasão do time.
      Ademais, uma das primeiras coisas que me interessaram no clube foi uma boa estrutura para o desenvolvimento de jovens e estabeleci que os atributos de Juán De León estariam de acordo com essa característica.
       

       
       

       
      As condições de desenvolvimento de jovens não é tããão boa quanto eu esperava pela avaliação inicial do próprio jogo. Fui tapeado, mas paciência.
      Nosso querido e histórico La Romareda parece estar em péssimas condições, o que espero que se reverta durante o save. Não sou nenhum conhecedor das ligas espanholas, mas parece, até pela previsão da imprensa, que somos um time típico do segundo escalão. Bem mais ou menos.
       

       

       
       

       
      Por hora, deixo as cifras em reais para fazer equivalências esdrúxulas como “quantos celtas 4 portas vale esse jogador”.
      Nossa margem de gastos é dentro do esperado e, claro, tenho o objetivo de fazer esse clube enriquecer. Veremos se ‘a economia vai decolar’.
       

       
       

       

      A galera a disposição é essa aí. Aparentemente o melhor jogador é o goleiro hermano Cristian Alvarez, o que quase sempre não é bom sinal. Bom, deixando o pessimismo dramático de lado, temos até mais jogadores interessantes do que eu esperava. Coloco a nata da nata, o grupinho de três estrelas e meia a seguir:
       
      Cristian Alvarez
       
      Valentin Vada
       
      Narváez
       
      Vigaray
       
      Alberto Zapater
       
      (Não vou me dar ao trabalho de colocar o Merino aqui porque na primeira semana ele já foi rebaixado para três estrelas. Garoto-decepção.)
       
       

       

       
      De saída, a primeira coisa que me veio a mente foi o 4-3-3 gengenpress covarde da moda. Deixei as indicações feitas pelo próprio jogo, mas vou reavaliar com base no que eu ver nos amistosos. Espero também criar pelo menos uma tática adicional até o início da temporada propriamente dita.
       
       


      Finalizo aqui com o que a chefia espera de De León.
       

       
       
      Dado o nosso pontapé inicial, espero que tanto vocês quanto eu aproveitemos a história. Agora, preciso dar algum trabalho De León. Até mais!
    • ffilho.roberto
      By ffilho.roberto
      Mesmo sabendo das dificuldades financeiras que iria encontrar, resolvi iniciar a temporada com a equipe do Valência. Escalando desde o início os atletas com potencial futuro, mesmo que no início sofra pelo fato de alguns deles não chegarem a 3 estrelas atualmente. Ofereci a clubes os jogadores que haviam interessados. E fui em busca de reforços no sistema "Abordar para Assinar". Isco e Handanovic são os meus alvos. Primeira partida da La Liga um empate fora de casa com o Getafe, depois de estar perdendo de 2 x 0 com dois gols de Cavani. Na segunda partida, jogamos em casa contra o Betis. Empate novamente. Dessa vez 0 x 0. Continuo mais tarde e atualizo pra vocês.
    • bstrelow
      By bstrelow
      PARTICIPANTES:
       
      REGULAMENTO:
       
      ATUAL CAMPEÃO:
       
      PROMOVIDOS E REBAIXADOS:
    • EduFernandes
      By EduFernandes
      A La Liga de 2022–23 será a 92ª edição da La Liga. Começará em 12 de agosto de 2022 e terminará em maio de 2023. 
       
      PARTICIPANTES:
       
      REGULAMENTO:
       
      ATUAL CAMPEÃO:
       
      ÚLTIMOS VENCEDORES:
       
      PROMOVIDOS E REBAIXADOS:
       
    • Leho.
      By Leho.
      ⏰ Horário: 15h45 (Brasília) 
      📺 Transmissão: SporTv, ESPN e Star+ 
      🏟️ Estádio: De Kuip, em Rotterdam (HOL)
       
      Escalações logo menos... ⌛
×
×
  • Create New...