Jump to content

Para historiador americano, Jesus seria uma invenção dos romanos


Noubys

Recommended Posts

552851751008573348.jpg

Eis uma notícia que vai causar muita, muita polêmica mundo afora. De acordo com o The Independent, o controverso historiador norte-americano Joseph Atwill deve apresentar no dia 19 de outubro em Londres uma descoberta que provaria que a história de Jesus foi inventada pelos antigos romanos como forma de exercer controle mental sobre a população.

Segundo a notícia, Atwill apresentará sua hipótese durante uma conferência no próximo sábado, na qual alega que o cristianismo não começou como uma religião, mas que foi criado como um sofisticado sistema de propaganda desenvolvido pelo Império Romano para conter os ânimos dos povos sob seu domínio. Para o historiador, o Novo Testamento foi redigido pela aristocracia romana no século I, que teria “fabricado” o personagem de Cristo.

“Baseado em uma história real”

5528517511515325-t640.jpg

O pesquisador teria feito a sua descoberta enquanto comparava o Novo Testamento com o livro “A Guerra dos Judeus”, de Flávio Josefo, o único relato histórico em primeira pessoa que ainda resta sobre a vida na Judeia do século I. Conforme explicou, a história de Jesus foi construída com base na biografia de um imperador romano, mais especificamente na vida de Tito Flávio.

Atwill afirma ter identificado diversos paralelos entre os dois textos, e aponta como principal evidência a semelhança entre a sequência de eventos e locais percorridos por Jesus e a sequência descrita por Josefo em seu livro sobre a campanha militar do imperador romano.

Motivação romana

5528517511515358-t640.jpg

O historiador conta que na Palestina do século I existiam diversas facções judaicas que aguardavam a chegada de um “messias guerreiro”, representando um constante risco de insurreição. Isso, evidentemente, era encarado como um grande problema pelo Império Romano.

Depois de tentar resolver a questão de outras formas, os romanos partiram para a guerra psicológica, freando a disseminação das atividades missionárias exercidas pelos judeus com a criação de um novo sistema. Assim, o Império teria criado a ideia de um “messias pacífico” com o objetivo de guiar o comportamento da população. O novo personagem, em vez de motivar a guerra, “oferecia a outra face”, além de incentivar os judeus a pagarem seus impostos a Roma, “dando a César o que é de César”.

Atwill alerta que, embora a religião sirva para confortar os seguidores de todo o mundo, ela também é um grande mecanismo repressor, uma forma de controle mental que, ao longo da História, levou à obediência e à servidão, assim como à pobreza e à guerra. Por outro lado, a hipótese de Atwill não deixa de ser mais uma teoria da conspiração contra a Bíblia, como muitas outras que existem por aí.

http://www.megacurioso.com.br/Religiao/39503-Polemica-para-historiador-americano-Jesus-seria-uma-invencao-dos-romanos.htm

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 70
  • Created
  • Last Reply

Já tinha lido isso, acredito que seja mais ou menos isso. Sempre achei MUITO irônico o fato dos romanos "terem matado" Jesus, e o Vaticano ser em Roma.

Sobre a história de Jesus, tem 1920192021901 artigos/sites dizendo que a história é baseada em outras histórias de Deuses da Antiguidade, principalmente Hórus, até onde vai a "veracidade" disso, é uma incógnita.

Link to comment
Share on other sites

Nãoo acredito que, mesmo se isso for verdade, pessoas começarão a deixar de frequentar sua igreja/praticar sua religião.

Link to comment
Share on other sites

Nãoo acredito que, mesmo se isso for verdade, pessoas começarão a deixar de frequentar sua igreja/praticar sua religião.

é óbvio que não, a maioria das pessoas precisam acreditar em algo.

Link to comment
Share on other sites

Já tinha lido isso, acredito que seja mais ou menos isso. Sempre achei MUITO irônico o fato dos romanos "terem matado" Jesus, e o Vaticano ser em Roma.

Sobre a história de Jesus, tem 1920192021901 artigos/sites dizendo que a história é baseada em outras histórias de Deuses da Antiguidade, principalmente Hórus, até onde vai a "veracidade" disso, é uma incógnita.

Na verdade é comprovado que aquela mesma história de Jesus, filho de Deus, nascido em um presépio, que recebeu presentes de reis magos, etc, também existe em várias religiões pagãs, muitas anteriores ao cristianismo. É real.

Link to comment
Share on other sites

Não tenho nenhuma religião, mas aqui vai um programa interessante com o filósofo Mario Sérgio Cortella. O programa tem 52 minutos, mas vale a pena ser visto.

http://www.youtube.com/watch?v=MPkJyoT_F1Q

Link to comment
Share on other sites

O mito de Jesus é uma invenção bem óbvia.

O Jesus histórico era muito provavelmente um líder rebelde dos judeus.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Todo mundo sabe que o Jesus da bíblia é invenção romana para fortalecer a igreja deles. Mas que existiu um Jesus Cristo na época sem dúvidas. Provavelmente era um grande orador que tinha uma grande legião de seguidores.

Link to comment
Share on other sites

Todo mundo sabe que o Jesus da bíblia é invenção romana para fortalecer a igreja deles. Mas que existiu um Jesus Cristo na época sem dúvidas. Provavelmente era um grande orador que tinha uma grande legião de seguidores.

"Todo mundo" é otimismo seu. Mais de 50% da população brasileira não sabe disso, no meu humilde chute.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

"Todo mundo" é otimismo seu. Mais de 50% da população brasileira não sabe disso, no meu humilde chute.

Achei que estávamos falando de pessoas esclarecidas, não da grande massa que nunca teria acesso a esse tipo de informação e mesmo se tivesse, não acreditaria. Esse historiador aí também tinha que ser americano, o lugar do mundo onde queriam ensinar só o criacionismo nas escolas.

Link to comment
Share on other sites

Sei lá, eu também nunca acreditei muito. Crismei e tal, minha família é católica mas sempre achei meio caô essas parada.

Sempre fiquei me perguntando quem me garante que os caras que escreveram a bíblia não estavam de zueira? Não eram parciais? Que traduziram o bagulho errado?

Link to comment
Share on other sites

Sei lá, eu também nunca acreditei muito. Crismei e tal, minha família é católica mas sempre achei meio caô essas parada.

Sempre fiquei me perguntando quem me garante que os caras que escreveram a bíblia não estavam de zueira? Não eram parciais? Que traduziram o bagulho errado?

Só isso já torna a bíblia um negócio bem questionável, sem nem entrar no mérito de ser verdade ou não o que foi escrito ali.

Link to comment
Share on other sites

Sei lá, eu também nunca acreditei muito. Crismei e tal, minha família é católica mas sempre achei meio caô essas parada.

Sempre fiquei me perguntando quem me garante que os caras que escreveram a bíblia não estavam de zueira? Não eram parciais? Que traduziram o bagulho errado?

Sim , quantas traduções não existem da bíblia? É por isso que ela é aberta a tantas interpretações. Na tradução vários significados se perdem , perde-se coesão , sentido. A pessoa , no caso o padre , interpreta a bíblia do jeito dele , por isso também existem tantas religiões diferentes. E claro , sempre tem o mal caráter que tira proveito dessa multi interpretação pra manipular os outros com as ideias dele.

Link to comment
Share on other sites

Todo mundo sabe que o Jesus da bíblia é invenção romana para fortalecer a igreja deles. Mas que existiu um Jesus Cristo na época sem dúvidas. Provavelmente era um grande orador que tinha uma grande legião de seguidores.

Um ponto que eu vejo ser comum entre muitos historiadores é que Paulo foi o diferencial no desenvolvimento do cristianismo. Só tem um detalhe: Paulo nunca conheceu Jesus, e as coisas que ele supostamente defendia estavam ligadas justamente a submissão ao império romano.

E certamente não havia uma grande legião de seguidores já que mesmo depois do trabalho de Paulo para desenvolver a religião por volta do ano 100 as estimativas apontam menos de 10 mil cristãos...

Link to comment
Share on other sites

Porque a ideia de que todos os líderes religiosos querem enganar o povo? Pra mim, eles enganam muito mais a eles mesmos que o resto da população.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Um ponto que eu vejo ser comum entre muitos historiadores é que Paulo foi o diferencial no desenvolvimento do cristianismo. Só tem um detalhe: Paulo nunca conheceu Jesus, e as coisas que ele supostamente defendia estavam ligadas justamente a submissão ao império romano.

E certamente não havia uma grande legião de seguidores já que mesmo depois do trabalho de Paulo para desenvolver a religião por volta do ano 100 as estimativas apontam menos de 10 mil cristãos...

Só que a legião de Cristo não era os cristãos, exclusivamente, eram os judeus também. Mas a pessoa histórica Jesus Cristo já provaram que existiu, mas a Bíblia e a transformação da história de Cristo foram trabalho dos romanos.

Link to comment
Share on other sites

Tem um filme que sempre esqueço o nome, do maluco de 14 mil anos de vida. Vi a indicação aqui no fórum. O filme é monótono mas levanta umas questões legais. Não só sobre Jesus.

Link to comment
Share on other sites

Porque a ideia de que todos os líderes religiosos querem enganar o povo? Pra mim, eles enganam muito mais a eles mesmos que o resto da população.

Não seria bem enganar, não sei explicar, é que tudo parece ter um interesse obscuro por trás, é difícil tu achar um líder desses com um interesse egoísta, sei lá, complexo isso.

Link to comment
Share on other sites

Só que a legião de Cristo não era os cristãos, exclusivamente, eram os judeus também. Mas a pessoa histórica Jesus Cristo já provaram que existiu, mas a Bíblia e a transformação da história de Cristo foram trabalho dos romanos.

O problema é que entre os judeus fica difícil quantificar.

Provar que existiu nunca provaram. Mas provavelmente deve ter existido agitadores judaicos com características parecidas...

Link to comment
Share on other sites

O Jesus bíblico é bem provável que não tenha existido (milagres e poderes) e que a grande maioria das histórias da bíblia sejam imaginadas.

Porém, acho muito improvável que o Jesus histórico não tenha existido. Profetas existiram aos montes ao longo da história. Deve ter sido um sujeito analfabeto porém carismático e que deve ter feito muitas pregações sobre Deus na região. Mas deve ter sido uma figura menor e pouco importante e foi crucificado como mais um profeta que só atiçava a população e os romanos o tenham matado para não terem qualquer problema.

Porque eu duvido muito que 12 sujeitos (apóstolos) cuja existência é fato que foi provada tenham apenas pensado "vamos inventar um sujeito foda e poderoso do nada e vamos espalhar por aí". Jesus histórico deve ter existido e apenas aumentaram os seus feitos.

Link to comment
Share on other sites

Paulo (Saulo - São Paulo) teve mais contribuição para a criação do Cristianismo do que Jesus, propriamente. Mesmo o segundo ficando com mais créditos dos feitos. Se existiu ou não? Nunca saberemos.

Entretanto acredito que podemos extrair o seu legado para a humanidade (se deixaram algum) e ver que hoje, o que teria sido escrito por ele está totalmente distorcido. Se a sociedade seguisse a risca os "dez mandamentos" viveríamos em uma civilização utópica.

Link to comment
Share on other sites

Paulo (Saulo - São Paulo) teve mais contribuição para a criação do Cristianismo do que Jesus, propriamente. Mesmo o segundo ficando com mais créditos dos feitos. Se existiu ou não? Nunca saberemos.

Entretanto acredito que podemos extrair o seu legado para a humanidade (se deixaram algum) e ver que hoje, o que teria sido escrito por ele está totalmente distorcido. Se a sociedade seguisse a risca os "dez mandamentos" viveríamos em uma civilização utópica.

Mas sequer há um entendimento único sobre os 10 mandamentos que são só um conjunto de normas de conduta, não há nada demais.

Link to comment
Share on other sites

Paulo teve importância grande no estabelecimento da ortodoxia da Igreja Católica (primitiva) cristã, falar que teve mais importância que Jesus é demais.

Sobre a sandice do post, isso já foi 'tentado' no século XIX, não obtendo êxito, acharam na verdade uma maior comprovação da existência histórica de Jesus de acordo com os textos bíblicos. Aliás, no passar dos anos, cada vez se descobre mais, no meio científico, sobre passagens passagens históricas bíblicas que realmente aconteceram na realidade.

Link to comment
Share on other sites

Paulo teve importância grande no estabelecimento da ortodoxia da Igreja Católica (primitiva) cristã, falar que teve mais importância que Jesus é demais.

Sobre a sandice do post, isso já foi 'tentado' no século XIX, não obtendo êxito, acharam na verdade uma maior comprovação da existência histórica de Jesus de acordo com os textos bíblicos. Aliás, no passar dos anos, cada vez se descobre mais, no meio científico, sobre passagens passagens históricas bíblicas que realmente aconteceram na realidade.

Não exatamente na realidade, mas indícios de fatos relacionados, como o dilúvio, que sequer são, aliás, grande consenso.

Link to comment
Share on other sites

A bíblia é algo completamente subjetivo, não consigo entender como as pessoas aceitam uma interpretação (que nem é a delas) específica, que no caso é uma religião.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • Thiago_Marques
      By Thiago_Marques
      Gostaria primeiro de me apresentar. Sou Thiago(a.k.a. ReiShaman ou, antigamente, Tarantino), jogador de Football Manager desde o FM06. Passei muito tempo nos fóruns do Orkut jogando, discutindo e até entrando na LFM B por um tempo. Fiz algumas histórias em outro fórum (aparentemente, alguns daqui devem conhecer) no Itaporã e no Americano. Essa segunda, do Americano, me fez ter vontade de fazer uma parecida com essa por aqui, mas dessa vez em São Paulo. Era uma história do time em conjunto do técnico. Mais coisas serão esclarecidas com o tempo, não se preocupem! Aviso rápido antes de começar: essa é uma obra de ficção que cita pessoas reais, mas os acontecimentos são falsos. Também terá linguajar adulto. Obrigado a todos e agora vamos a história!
       
      Prefácio – O Garoto Mimado
         A memória que explica minha infância se passou quando tinha nove anos de idade. Era meu aniversário, dia 4 de Maio de 1996. Estava acompanhando quase que diariamente o desenho do X-Men, aquele classicão. Meu pai entra na sala, desliga a TV. Esperava finalmente meu presente dos sonhos: a coleção dos bonecos da série. Falei isso durante toda a semana pra ele. Mas o vi de mãos vazias.
         Meu pai é o Hernesto Silva Souza, dono da Hern And Esto, um chocolate que ganhou popularidade em vários países pelo mundo e fez de minha família completamente rica. Doutor Hernesto, como era chamado pelos outros (mesmo não sendo doutor, já que nem estudar estudou) se fez sem a ajuda de ninguém. Tudo o que conseguiu, conseguiu por mérito próprio. E gostava de esbanjar. Morávamos em uma mansão gigantesca, parecia uma daquelas casas de nobre da Inglaterra. De tão grande, nem todos os quartos eu entrei. Não por proibição, mas pelo absurdo tamanho mesmo. Nele viviam muitos empregados, da cozinha até a entrada.
         Quando meu pai chegou, desligou a TV e me chamou.
         - Filho – disse, em um tom calmo e sereno que sempre demonstrou – Seu presente de aniversário, virá quando você descobrir a charada.
         - Charada? – perguntei incrédulo.
         - Sim. Você encontrará seu presente com quem descobriu o Brasil.
         Não entendi. Fiquei com cara de interrogação. Ele saiu sem dizer uma palavra, nem meu choro de querer o presente ele se importou. Quando fiquei irritado e fui atrás do presente, comecei a revirar a casa toda. Não achava. Tinha que descobrir o maldito enigma. Fui atrás de meu pai. Não o achei em lugar algum.
         Caindo a noite, ficava cada vez mais irritado. Até que esbarrei com Seu Pedro, que cuidava do andar de baixo. 
         - Não, não vou contar – disse Seu Pedro. Peguei o balde que ele carregava e joguei ao chão. Comecei a chorar e ameaça-lo.
         - SE NÃO ME CONTAR EU FALO QUE VOCÊ ME BATEU! – gritei. Estava acostumado a ganhar tudo na base do grito. Seu Pedro, temendo pelo seu trabalho, me disse a resposta. Por um momento achei que fosse com ele, pois seu nome é o mesmo do português que chegou ao Brasil, mas era com o silencioso rapaz da portaria. Peguei o presente, abri e lá estava os meus bonecos dos sonhos. Meu pai nunca soube que eu consegui ele na base do ‘poder’ que tinha sobre as outras pessoas.
         Mais pra frente, quando já tinha meus 20 anos, fui mandado para a Inglaterra fazer faculdade. Escolhi Educação Física pois ‘achava mais fácil’ e era minha matéria favorita na escola. Não queria trabalhar, queria esbanjar o dinheiro que (meu pai) tinha. Nem ao menos fiz os estudos, devo ter ido na aula umas 10 vezes, todas para saber aonde será a próxima festa. Paguei um outro rapaz pra fazer os trabalhos e as provas pra mim. Basicamente comprei o diploma. Quando terminei a faculdade, resolvi estender um pouco mais a estadia, apesar de meu pai já se encontrar fortemente debilitado. Uma semana antes da volta, veio a falecer. ‘Já era, ganhei uma bolada do velho’ pensava. Voltei ao país apenas para ver o funeral do coroa. Estavam todos os empregados lá, inclusive Seu Pedro. Após o enterro, veio a hora do testamento. Fui chamado em uma sala com o advogado de meu pai, o Doutor Peçanha.
         - Veja só – disse Peçanha – Seu querido pai fez o testamento e aqui irei lê-lo.

      “Filho. Por anos eu fiz o pior para você. Eu o criei, pensando que fosse ser um homem digno, mas não passa de uma criança irresponsável. Descobri que toda sua vida, você mentiu para mim. Pagava para os outros fazerem seu dever, chantageava os oprimidos por conta do seu poder, do dinheiro. Pois bem. Para arrecadar todo o dinheiro e a fábrica, você tem que fazer um trabalho. O Peçanha tem uma lista com conquistas que você deve fazer. Torço, desde sempre, pelo Francana. Sempre patrocinei o clube. Com algum dinheiro, consegui fazer com que eles chamassem você para ser técnico do clube. Lá, você deve conseguir as conquistas que separei, a quais você não descobrirá até fazê-los, para ficar com o dinheiro que herdaria. Não será de forma fácil. Agora você vai ter que trabalhar. HÁ!”
      Assinado: Hernesto Silva Souza

         - PORRA! Como assim? Me dá meu dinheiro, Peçanha!
         - Nada disso. Seu pai deixou bem claro!
         - Então me dê a lista do que fazer! Se não...
         - Você vai ser burro o suficiente pra ameaçar um advogado? – disse, com um sorriso maroto.
         Não continuei a briga. Fui atrás do Francana ver que porra de história é essa. E assim começou a minha história.
      FIM DO PREFÁCIO.

      Breve Resumo - Associação Atlética Francana
       

      Apelido: Veterana
      Mascote: Feiticeira

      Estádio: Estádio Municipal Doutor José Lancha Filho. Para os mais íntimos, 'Lanchão', com 18 mil lugares (segundo FM23)
      Títulos: Série A2 do Paulistão em 1977
      Jogadores notórios: Geninho (sim, o técnico), William (ex diretor de Corinthians, Santos e Bahia), Assis (ídolo do Fluminense) e Tonho Rosa, maior ídolo do clube. Inclusive esse, uma vez, ficou tão irritado com um pênalti que se aposentou do futebol. Fonte: página do Francana no facebook).
      O Técnico:

      Informações importantes:
      (em construção)

      Estou utilizando uma database com Seletiva para Série D e Estaduais até a Quinta Divisão.
      Não estou utilizando editor ou Genie Scout mas não é um 'save ultra hardcore difícil pra caramba', tá mais pra um save 'difícil pra caramba'. Em breve o Capítulo 1! Não estarei utilizando também as regras da LLM.
       
      Conquistas do Dr. Hernesto:
       
      EM CONSTRUÇÃO.
    • Cesarrock9
      By Cesarrock9
    • Leho.
      By Leho.
      Era lançado o INESQUECÍVEL, o inexorável e abençoado... CM 01/02. 💖😍
       
       Fez parte da minha iniciação nesse vício que se chama "jogos manager". Deixe seu relato saudosista abaixo.
       
    • Respeita Meu Manto
      By Respeita Meu Manto
      Se tiver algum tópico no fórum onde estejam discutindo o assunto, por favor unam esse tópico ao já existente, mas acho essa discussão interessante e quis trazer pra cá, hoje vi uma postagem que um amigo compartilhou da Folha de SP sobre o padrão do descobrimento que é um dos principais pontos turísticos de Lisboa e ontem foi pichado em inglês com a seguinte frase "velejando cegamente por dinheiro, a humanidade está se afogando em um mar escarlate", recentemente tivemos aqui no Brasil a estátua do Borba Gato sendo incendiada, tanto um caso como o outro, a justificativa é a mesma "reescrever a história", a pergunta que deixo é, qual a sua opinião? Esse pessoal tem razão ou não passam de vândalos? 
    • Lowko é Powko
      By Lowko é Powko
      A Netflix lançará uma série baseada nas origens do futebol, e o trailer é bastante promissor
      por Leandro Stein, publicado em 5 de março de 2020   O futebol entra cada vez mais nos catálogos dos serviços de streaming. Há uma clara disputa entre Amazon Prime Video e Netflix por conteúdos que agradem também os fãs do esporte, sobretudo em relação às séries documentais. E o mês de março guardará uma nova cartada da Netflix em meio a esta queda de braço: nesta semana, a plataforma lançou o trailer de “The English Game”, uma mini-série dramática em seis episódios que recontará os primórdios do futebol.
      A série teve seu roteiro escrito por Julian Fellowes, autor de “Downton Abbey” e “Gosford Park”. Baseado em fatos reais, o drama se ambientará na década de 1870, quando o futebol deixa de ser um esporte elitizado para atingir as massas de trabalhadores na Inglaterra. Os protagonistas serão dois jogadores de classes sociais opostas, que se aproximarão em meio à popularização da modalidade. Pelas cenas presentes no trailer, as primeiras edições da Copa da Inglaterra serão abordadas, assim como a própria profissionalização do futebol e a criação da Football League.
      A prévia de “The English Game” também está disponível aos assinantes brasileiros da Netflix. O lançamento mundial da série acontecerá em 20 de março. Uma interessante maneira de atrair os amantes do jogo e também oferecer um belo entretenimento. O trailer é promissor:
       
      @Trivela
×
×
  • Create New...