Jump to content

Táticas "testadas e aprovadas"


fabioaraujo89
 Share

Recommended Posts

Eu vi num vídeo do Zealand que tem um site que testa as táticas que são submetidas a eles, em 160 partidas, em diferentes situações e contextos, a fim de estabelecer quais seriam as melhores táticas do FM. 

Alguém já tinha visto? Já testou essas táticas?

https://beta.fm-base.co.uk/tactics

EDIT: eu sei que a maioria prefere desenvolver as próprias táticas, mas achei interessante essa ideia. 

Confesso que tem umas ali com umas instruções que não fazem nenhum sentido para mim. Até por isso fiquei curioso de ver se e como elas funcionam, é uma forma de aprender. 

Edited by fabioaraujo89
Link to comment
Share on other sites

Algum motivo de ser 160 partidas?

Outra coisa, os times perdiam demais ou é normal tudo aquilo? 😅

Link to comment
Share on other sites

Não sei porque especificamente 160 partidas. Dá umas 3 temporadas europeias e umas 2 brasileiras, dependendo do time e da quantidade de competições disputadas, claro. 

Não acho que os times perderam tanto assim não. Pelo que eu entendi, eles testam a mesma tática em diferentes condições (com os times favoritos, com os times medianos e com os times azarões) pra tirar essa média. As top 15 ali tem mais de 60% de aproveitamento médio nessas circunstâncias, acho que é algo bem interessante.

Fora que eles devem utilizar algum processo automatizado pra testar as táticas (certamente simulando resultados, não tendo todo aquele cuidado nos treinos e nem fazendo pequenas adaptações conforme o adversário), o que sempre dá uma incrementada nos resultados finais de um jogador humano, por exemplo. 

Eu peguei essa primeira pra usar num save meio "de teste/sem compromisso" que eu tenho, vamos ver no que vai dar. 

 

Edited by fabioaraujo89
Link to comment
Share on other sites

12 horas atrás, fabioaraujo89 disse:

Não sei porque especificamente 160 partidas. Dá umas 3 temporadas europeias e umas 2 brasileiras, dependendo do time e da quantidade de competições disputadas, claro. 

Não acho que os times perderam tanto assim não. Pelo que eu entendi, eles testam a mesma tática em diferentes condições (com os times favoritos, com os times medianos e com os times azarões) pra tirar essa média. As top 15 ali tem mais de 60% de aproveitamento médio nessas circunstâncias, acho que é algo bem interessante.

Fora que eles devem utilizar algum processo automatizado pra testar as táticas (certamente simulando resultados, não tendo todo aquele cuidado nos treinos e nem fazendo pequenas adaptações conforme o adversário), o que sempre dá uma incrementada nos resultados finais de um jogador humano, por exemplo. 

Eu peguei essa primeira pra usar num save meio "de teste/sem compromisso" que eu tenho, vamos ver no que vai dar. 

Acredito que se usar a 4-2-4 no sobrecarregar fará mais de 120 gols na série A com um time bom.

Já vi várias variações dela fazendo isso.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director
11 horas atrás, fabioaraujo89 disse:

Eu peguei essa primeira pra usar num save meio "de teste/sem compromisso" que eu tenho, vamos ver no que vai dar. 

Pô, não conhecia esse site aí não, interessante a ideia. Traz pra gente os resultados desse teu save de teste depois, pra gente poder debater mais sobre.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Bruno Trink
      By Bruno Trink
      E estamos de volta...

      Fiz os primeiros testes na nova versão do Football Manager com um time bastante conhecido meu, o Flamengo, joguei uma temporada e foi suficiente para me habituar com as novidades. Depois disso, a dificuldade foi encontrar uma história que me empolgasse para iniciar um save e voltar a contar histórias aqui. Não me animei com um jogo "fácil" com o novo milionário inglês nem com uma possível recuperação do Barcelona. Pensei em Palermo ou Siena mas entendi que a área está bem representada na Itália. Israel era uma possibilidade, voltar a jogar com o Hapoel Petach-Tikva mas acabei optando por minhas outras raízes. A história de um dos mais bem sucedidos clubes poloneses que despencou na última década me puxou.
       
      Ligas selecionadas

       

      O Ruch Chorzów, fundado em 20 de abril de 1920, conquistou o título polonês treze vezes, atrás apenas de Legia Warsaw, com quinze, e Górnik Zabrze e Wisla Kraków, com quatorze, e é o terceiro em pontos conquistados na primeira divisão. Chegou a ser vice-campeão da UEFA Intertoto Cup de 1998, perdendo uma das finais para o Bologna. Em sua história, o Ruch teve altos e baixos, algumas eras douradas com sequências de títulos mas era o único clube que nunca havia sido rebaixado até a temporada 1986/87. Rebaixamento esse que foi ainda mais instável, decidido em uma derrota por 2 a 1 para o Lechia Gdańsk, com o goleiro Janusz Jojko marcando um bizarro gol contra. No entanto, a equipe retornou no ano seguinte como campeão da segunda divisão e conquistou, em sequência, o título da Ekstraklasa, sendo a segunda equipe recém-promovida a conseguir esse feito.
       
      Após as transformações políticas ocorridas na Polônia em 1989 com a queda do Comunismo, o Ruch não reagiu bem, teve alguma melhora no início da década seguinte mas acabou rebaixado novamente na temporada 1994/95. Na segunda divisão, conquistou sua terceira Copa da Polônia. A crise real chegou na temporada 2002/03 com mais um rebaixamento. Diferente das outras vezes, não subiu imediatamente e, pelo contrário, por pouco não caiu para a terceira. Em 2005, o clube foi reestruturado como uma sociedade anônima. Um respiro que durou alguns anos. Em 2017, foi decidida, pela primeira vez na história do futebol polonês, uma reestruturação das dívidas e o Ruch teria que pagar PLN 8 milhões de złoty (equivalente hoje a pouco mais de R$ 10 milhões) em cinco anos. No campo, o time começou a I Liga (segunda divisão) com seis pontos negativos por dívidas não pagas e terminou o campeonato na última colocação, onze pontos atrás da zona de playoff de rebaixamento. No ano passado, o Ruch conseguiu o acesso ao vencer o grupo 3 da III Liga e jogará a terceira divisão polonesa.
       

      Quase sempre escolho uma figura histórica para dirigir minhas equipes em saves de clube. Dessa vez, não será diferente. Mariusz Lesław Śrutwa nasceu em 15 de julho de 1971 em Bytom e começou sua carreira no Polonia Bytom. Em 1991, chegou ao Ruch Chorzów onde atuou até 2006, com um ano emprestado ao Legia Warszawa. Foi artilheiro da I Liga em 1995/96, da Ekstralasa em 1997/98, conquistou a Copa da Polônia de 1995/96 e foi finalista da Intertoto de 1998. Marcou 185 gols em 442 partidas pelos azuis e disputou cinco partidas pela seleção polonesa sem marcar gols. 
       
       
       
       
      Índice:
      Primeira temporada
      S01E01: Introdução S01E02: A primeira pré-temporada S01E03: Melhor que a encomenda S01E04: Mantendo o ritmo inicial S01E05: Acesso e título indiscutíveis, primeiro passo dado  
      Segunda temporada
      S02E01: Ainda não estamos prontos S02E02: Elenco completo, campanha empolgante S02E03: Para não largar mais a ponta S02E04: Uma janela de outro patamar S02E05: Não tenho culpa se o adversário perdeu o gás  
      Terceira temporada
       
      S03E01: Aposta no entrosamento com pitadas de qualidade S03E02: Quem disse que não surpreenderíamos?
    • Derik andreas
      By Derik andreas
      Pessoal, bom dia!

      Tem acontecido comigo um problema recorrente. Estou vendendo bastante jogadores e estou com um saldo bem bom ( vendas x compras ). De início, a diretoria liberava pouquissima grana realmente. Por exemplo, vendia um jogador por 95 milhões e a diretoria adicionava 5 milhões pra transferências. Só que tem acontecido agora da diretoria dizer que vai adicionar e quando vou observar o valor não mudou.

      Os dois ultimos casos foram:
      - Vendi Nacho Fernandez por 24 milhões e a diretoria prometeu adicionar 23 milhões. Resultado: não adicionou nada;
      - Vendi o Igor Rabello por 55 milhões e a diretoria prometeu adicionar 37 milhões. Resultado: não adicionou nada.

      Todas as vezes que falei foram à vista.

      Ah, e o clube que eu jogo é o Galo.
      Já aconteceu algo parecido com vocês?

       
       
    • MSouzza
      By MSouzza
      Salve tropa.
      Então, ontem baixei o FM22, baixei os mods, tudo correndo bem, até que chegou a hora de deletar os arquivos de licenciamento do jogo.
      Indo direto na pasta do jogo, descobri que não podia modificar os arquivos por lá, que eu tinha que ativar as modificações no app Xbox.
      O problema é que quando abro a página do jogo no app do Xbox, a opção de habilitar 'modificações' está em cinza, de forma que não consigo ativar de jeito nenhum.
      Já tentei mudar região da conta, mudar o disco, não vai, não funciona.
      Os mods que ficam na pasta 'Documentos' estão funcionando normal, os elencos estão atualizados, etc. Só estou com problema pra modificar os arquivos do licenciamento na pasta raíz do jogo.
      Vou deixar uma imagem como exemplo pra vocês verem como fica.
      Mais alguém já teve esse problema?
    • LC
      By LC
      Meu nome é Gabriel Llorente e sim, sou Basco. Nasci em Bilbao a quase 80 anos. Minha filha mais velha disse que seria bom manter um diário ou algo parecido. Me deu um caderno de criança, tipo esses diários que vendem em papelaria. Ela esqueceu que fui eu a ensina-la a usar um computador, tablet ou mesmo um Not. Não lembro direito. Neste momento eu bebo um vinho escondido da enfermeira, parece aquelas Fräulein de filme alemão. Mas vamos ao que interessa. Sou um premiado treinador de futebol aposentado e já recebi vários prêmios de melhor treinador em vários países: Brasil, Argentina, Espanha, Portugal, Alemanha, França, Holanda, Inglaterra( A Rainha Elizabeth ainda está viva! Ela realmente é imortal!) e um ou outro país da Escandinávia. Mas você deve estar se perguntando como tudo começou,certo? Vou usar uma frase que ninguém espera: Tudo começou em...Bilbao é claro. Estava na Universidade de Bilbao para acompanhar a palestra do Renomado Treinador de Futebol, Luiz César:
      “ Começa a anoitecer em San Sebastian. A longa tarde de verão escurece rapidamente sob o véu do “sirimiri”, uma chuva fina e permanente que ensopa as roupas e, por fim, os ossos. Dois engarruçados sobem ao palco que preside ao comício da Henrri Batasuna – Unidade Popular, HB. Queimam duas bandeiras. Uma espanhola e outra francesa. O ritual, que antecede os discursos, surpreende os fotógrafos menos precavidos. Celebradas as palavras de ordem do último orador, a assistência ergue o punho direito e inicia um segundo momento ritualista, entoando o “Eusko Gudariak”, hino dos combatentes bascos. De repente, em uníssono, milhares de gargantas soltam um arrepiante grito contínuo e modulado, que acompanha a música e as palavras. O “irrintzi” é um grito trágico, remoto e perturbador que parece arrancado as entranhas de um antiquíssimo e inacessível mistério. De semelhante, talvez haja apenas para lhe comparar os gritos cerimoniais das mulheres árabes. Ou, mais sintonizados com o conhecimento comum, os gritos característicos das tribos índias americanas. Quem algum dia o escutou percebe por razão a historiografia basca chama ao povo de Euskadi, “os índios da Europa”.
      Recuar no tempo através desse grito insólito, devolver-nós-á uma imagem de imemorial crueldade. Fosse em nome do bom Deus, em prol do “Estado uno e forte”, ou da Democracia Ocidental, a verdade é que aos “índios da Europa” raramente bastou calar o seu grito. Pela violência, a assimilação, ou de outra forma qualquer, com pretextos diversos e em graus diferentes, o lento passar dos séculos foi-lhes invariavelmente adverso, quanto á sua língua, território, cultura e, consequentemente, no que diz respeito, até, ás suas próprias opções de cidadânia.”
      EUSKADI: A guerra desconhecida dos Bascos – RUI FERREIRA

      Esse texto é parte do livro que ganhei em 2009 de um amigo de Lisboa, Portugal. Joaquim Cycle é torcedor do Sporting e tem o Athlétic como um 2º clube. Algumas pessoas acham que o povo basco é composto por terroristas por causa da Euskadi Ta Askatasuna. Tinha um amigo que por pouco não deixou de ser meu amigo por causa de um comentário infeliz sobre o Athlétic. Ele recriminou a forma de como o Athlétic só contrata jogadores de origem basca e que no mundo globalizado de hoje é um retrocesso. Ledo engano meus amigos. Isso é uma forma de mantermos nossa unidade, nossa nacionalidade, pois até mesmo nas escola é proibido ensinar Euskara, a língua basca. Não vou entrar na parte política da situação, apesar de que as vezes é deveras necessário para poder explicar o nosso povo, a nossa nação. Meu bisabuelo era basco e foi morar ainda jovem no Brasil. Se encantou por uma bela morena carioca e o restante é óbvio. Sou casado e tenho duas filhas, que procuro ensinar as origens da nossa família. Sou Basco e me orgulho disso. Somos um povo alegre e amigável e que amamos o futebol. Em termos de clubes Bascos existem pelo menos mais de 20 clubes, sendo que os mais famosos são: Athlétic Club Bilbao, Real Sociedad, CA Osasuna, SD Eibar, Deportivo Alavés, Barakaldo CF, CD Baskônia e Club Portugalet. Já treinei alguns desses, menos Real Sociedad por que detesto. É questão de torcedor. Hoje estou aqui em Bilbao para dar essa palestra a vocês sobre os times Bascos na Liga da Espanha. Algumas pessoas falam sobre eu ser um Basco, pois muitos pensavam que eu era um espanhol que mora em Nottingham. Vou aproveitar o espaço e falar sobre a cultura, as comidas e principalmente do futebol basco. Farei o possível para não enveredar para o lado político.

      - Boa noite a todos e vamos começar a palestra com uma frase de Victor Hugo:
      " Um Basco não é Francês. Não é Espanhol. É simplesmente um Basco."
       
      A palestra fora maravilhosa e aproveitei para pegar um autógrafo e conversar mais um pouco com um dos maiores treinados bascos. Foi de certa forma emocionante e na conversa informal eu pedi orientação sobre como começar no mundo do futebol:
      - Sabe jogar futebol?
      - Muito mal!
      - Então faça um curso de treinador pela UEFA. Começa nas categorias de baixo de uma importante liga e vai se aperfeiçoando temporada a temporada. Se for um bom treinador é capaz de treinar o Athlétic.
      - Desculpe mister, mas sou torcedor do Osassuna.
      - Então que seja o Osassuna, o Alavés, O Eibar, menos a Real Sociedad. Essa eu detesto.
      Depois dessa rimos muito. Me despedi do mister e fui seguir seu conselho. Fui fazer um curso na UEFA e escolhi Portugal.
      Consegui fazer os cursos da UEFA de Licença C, B e A e com os cursos nas mãos eu me candidatei as vagas que estavam abertas. Recebi algumas propostas de clubes que estavam disputando a terceirona da Espanha, da Série Regional do Brasil e também das divisões Prio de Portugal. Propostas que chamaram mais a minha atenção, principalmente por causa de estar gostando de morar em Portugal. Três me chamaram a atenção e todos os clubes na última colocação dos seus grupos:
      União da Madeira, Atlético clube de Vila Meã e Praiense.
      Fui nas três entrevistas e no final aceitei a do União da Madeira:
       

       
       
       

       
      *** Database: Brasil Update.
      *** Ligas Selecionadas:  36 Ligas Selecionadas.
      *** Tentar me divertir com o FM2022.
       
       

    • victor095
      By victor095
      Salve galera. Todos bem? Voltando aqui pra área com o FM 22. Depois de sentir um pouco o jogo e testar algumas ligas adicionais, decidi seguir em frente com uma desejo pessoal que desenvolvi recentemente, depois do anúncio da criação da Conference League.
      Objetivos e Informações da carreira:
      O objetivo aqui é ignorar as 5 principais ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Alemanha, França e Itália) e treinar apenas nas outras ligas. Quero explorar outros países pela europa, e participar das competições continentais, digamos, por um outro ângulo. Para isso, adicionei um grande número de ligas do continente europeu que já vem na db oficial e mais algumas (devidamente testadas e sem premiações fora da realidade).
      As ligas selecionadas estão aqui, para quem se interessar.
      Será um save carreira, sempre visando o crescimento do treinador. Treinador aliás que começa da seguinte forma:

      Eventualmente, talvez assuma uma seleção seguindo o mesmo critério, restringindo as grandes seleções.
      Para quem não me conhece muito bem ainda por aqui e gosta de saves com regras e restrições, você não verá isso por aqui😆, tenho total certeza que fazer isso no meu caso vai colocar prazo de validade no save (porém, admiro muito quem o faz hehehe). Logo, a ideia é sempre me divertir pra tentar trazer uma boa história por aqui também.
      O treinador vai começar desempregado e disputar as vagas que estiverem disponíveis. Em breve, voltaremos com a nossa primeira parada no velho continente!
×
×
  • Create New...