Jump to content

Ex-jogador espanhol funda o Flat Earth FC


VitorSouza
 Share

Recommended Posts

15623554194977.jpg

 

Javi Poves deixou o futebol profissional em 2011, quando era um jovem promissor que despontava no time principal do Sporting Gijón, à época treinado pelo falecido Manolo Preciado. Desde então, viajou pelo mundo todo até três anos atrás, quando se tornou o presidente do Móstoles, um pequeno clube da Primera Regional de Madrid, quinto nível da pirâmide do futebol espanhol. O time conseguiu subir para a Tercera División (quarto nível) e trocou de nome há alguns dias: Flat Earth FC. É o primeiro clube baseado na teoria terraplanista, um movimento que questiona que a Terra seja esférica. Javi pretende usar o clube para questionar as teorias em vigor. Inclusive, até pôs um objetivo extraterrestre: "quero jogar a Champions League".

Em sua visita ao Marca, ele explicou o motivo de ter abandonado o futebol: nada em específico. "O que me levou a essa decisão foi as relações que tinha fora de campo, não passava muito tempo com meus companheiros de equipe, dividia mais meu tempo com pessoas ligadas à arte. Nos últimos anos viajei pelo mundo. Mas quando passo muito tempo sem fazer algo produtivo eu preciso fazer algo, sempre fui criado sob muita exigência".

"Agora o futebol é profissional para todos, são poucos os clubes que não pagam seus atletas, mas a essência segue a mesma, e a minha intenção é mudar isso", contava.

Poves fez uma reflexão sobre os valores do futebol e sua intenção com o clube: "No futebol existem algumas mensagens equivocadas, como se só fosse bom o que ganha. O futebol deve ser um instrumento. Um clube tem sua própria mensagem, no Flat Earth queremos transmitir que há muita gente que não pensa e crê no que foi ensinado a eles desde pequeno. Este grande engano de que a Terra é redonda faz com que o indivíduo não represente nada, isso nos empequenece. Não temos ideia de nada, e quase tudo que nos contam é mentira. São poucos os que tomam as dores de pensar sobre as coisas. Com o clube de futebol isso pode ser feito de forma mais amena".

"Realizaremos ações que podem ser perigosas, se começarem a questionar outras verdades, o sistema educacional pode quebrar, a ciência também... me disseram muitas vezes que eu estou louco, mas não, a única coisa que eu faço é botar em xeque algumas coisas, e isso não deveria ser uma loucura".

"Somos o primeiro clube do mundo que não está localizado geograficamente, a torcida pode ser qualquer rincão do mundo, e é incrível a quantidade de petições e doações que recebemos. Não fomentamos o amor as nossas cores, mas sim a um movimento. São milhões de pessoas que defendem essa ideia ao redor do mundo", concluiu.

Tradução por Chad'/Vitor Souza

Marca

Edited by VitorSouza
Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Achei que fosse algum tipo de ironia ou piada, tipo o sensacionalista.

Link to comment
Share on other sites

Isso aí é uma baita jogada de marketing. O maluco tá levantando grana pro time baseado em doações e patrocínios de outros malucos que acreditam que a terra é plana e querem espalhar a mensagem.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Perissé
      By Perissé
      Introdução: Sejam bem-vindos ao meu mais novo save! Já tinha essa ideia de save na minha cabeça e, com o infeliz final do save com a Portuguesa da Ilha, decidi pôr em prática um pouco antes do planejado.
      Antes de tudo, devo falar dos velhos erros pessoais nos últimos saves. O primeiro deles, que já tinha apontado, mas não corrigi de fato, é a questão do espaçamento das atualizações, que provoca uma confusão na leitura e será corrigida, já que jogarei em uma velocidade maior, passando do jogo completo para o alargado e prolongado. Já o segundo é a questão da falta de backups do arquivo do save, o que já ocasionou o fim de dois saves e que será corrigido com backups semanais.
      Seguindo para o save em si, a escolha pelo Rayo Vallecano de Madrid aconteceu por ser um dos clubes que mais simpatizo no país pela história oposta ao Real Madrid, seu maior rival, e pelo engajamento em questões sociais. Além disso, devo investir bastante no relato das inúmeras histórias que o clube franjirrojo. 
      Sobre o clube: O Rayo Vallecano de Madrid foi fundado em maio de 1924 no antigo município de Vallecas, hoje um charmoso bairro operário de Madrid após uma anexação durante a ditadura de Francisco Franco. O clube nasceu com o uniforme inteiramente branco, porém teve que firmar um acordo com o Atlético de Madrid na temporada de 1949-50, o que fez com que mudasse para a tradicional faixa diagonal vermelha.
      Sufocado na própria cidade pelos gigantes Real Madrid e Atlético de Madrid, o clube se agarrou às suas raízes de Vallecas e levou os valores locais adiante, sendo conhecido por ser um dos maiores clubes de bairro e acreditando no futebol como algo além do esporte, servindo para educar e orientar a luta por suas causas. Ademais, tal sentimento de pertencimento ao bairro provoca uma enorme relação de proximidade com o local, onde ambos nunca estarão sozinhos, e uma forte oposição ao Real Madrid, que sempre teve uma proximidade com o poder e com parte da torcida possuindo ligações fascistas.
      Desde a sua fundação, a maioria das partidas do clube eram disputadas no primitivo terreno conhecido como Campo del Rodival, que possuía apenas pequenas arquibancadas e não existe mais na atualidade. 

      Já em 1973, o clube se mudou definitivamente para o Estádio de Vallecas, recém-reconstruído sobre o antigo campo construído em 1930 pelo extinto Racing de Madrid. Atualmente, o estádio possui capacidade para quase 15 mil torcedores, sendo 2 mil destinados ao único setor atrás do gol, onde ficam os ultras do clube conhecidos como Los Bukaneros, que protagonizam inúmeras cenas marcantes em suas manifestações nas arquibancadas.

      INFRAESTRUTURA
      Nas conquistas, o clube espanhol não possui uma vasta coleção, possuindo apenas três: duas Segunda División B e uma La Liga 2, conquistada na última temporada. No entanto, a sua melhor temporada foi a de 2000-01, quando teve a sua primeira participação em competições continentais jogando a Europa League. A campanha da equipe foi inesquecível, chegando até as quartas de final e passando por clubes como Lokomotiv de Moscou e Bordeaux.
      Quanto aos ídolos, o maior ídolo do clube é, sem dúvidas, Jesús Diego Cota, ex-lateral-direito que dedicou os seus 17 anos de carreira somente ao Rayo. O madrilenho foi o que possui mais partidas pelo clube (mais de 400) e participou de quatro promoções à La Liga, além de ser o capitão na inesquecível campanha na Europa League.
      O clube, durante a sua história, não precisou de títulos ou mesmo de participações na La Liga para ser reconhecido. A fama não se concentra na bola, mas sim na postura da instituição. Entretanto, o objetivo do save é levar o clube a ser reconhecido também nesta vertente.
      Dados do save: O save será realizado no Football Manager 2018, por esse motivo o clube ainda estará na La Liga 2, com uma base de dados grande. Quanto às ligas carregadas, as divisões da Turquia e China foram escolhidas por serem aquelas que mais movimentam o mercado do futebol espanhol. Além delas, as principais ligas da Argentina e México serão carregadas no momento em que alcançarmos a promoção para a La Liga.
      Treinador: Como é de praxe nos meus saves, o treinador será alguém com forte ligação ao Rayo Vallecano. Desta forma, Roberto Trashorras foi o escolhido para assumir o comando do franjirrojo. O meia espanhol atuou no clube de 2011 até a última temporada, quando anunciou sua aposentadoria dos gramados. Durante este período, Trashorras foi o capitão da equipe que atingiu a maior quantidade seguidas de participações na La Liga na história do clube (5) e participou do maior título do clube na temporada de 2017-18 (La Liga 2).

      Nas responsabilidades, o treinador poderá apresentar propostas por jogadores e será o encarregado pela renovação dos contratos. No entanto, o diretor de futebol David Cobeño, além de poder apresentar propostas por jogadores, negociará os contratos com esses novos jogadores e dará a palavra final para a transferência. Já nas saídas, Roberto Trashorras poderá indicar jogadores dispensáveis e o diretor será o responsável por negociar os valores e pela palavra final.
      Quanto ao estilo do treinador, utilizei a qualificação e experiência equivalentes à equipe. Na hora de escolher os atributos, dei destaque para aquilo que considero realista com o treinador escolhido.

      Objetivos a curto prazo (atualizados a cada três temporadas): Alcançar a promoção para a La Liga; Estar entre os 20 clubes mais ricos da Espanha, o que demanda dobrar o valor atual (€ 7 M); Terminar todas as temporadas com o saldo global positivo; Ter cinco pratas da casa no elenco principal (atualmente dois).
    • Banton
      By Banton
      Iniesta é o jogador mais subestimado da história? Sempre tenho essa impressão. Messi de fato é um alienígena, mas Iniesta também não é deste planeta.
      Pra mim, ele está no top-25 (sem posição definida) dos melhores jogadores de todos os tempos.
      Podem me criticar, xingar, etc... mas pra mim, ele é muito maior que o Argentino. Carregou o Barcelona nas costas junto com o Xavi. Simplesmente o melhor meia que eu vi jogar.
      O que vocês acham?
    • Danut
      By Danut
      Vai chegar o dia que a gente não vai acreditar que já se aceitou um ambiente como é o futebol atualmente...
    • João Gabriel;
×
×
  • Create New...