Jump to content
Sign in to follow this  
ggpofm

That's all about Soccer - de 2016 a 2030

Recommended Posts

ggpofm

m5LbsDg6gBYXXohRG6Ns-_Xx5LgxWFxtWdHOXzp2UEWIsydvScVGt5TQjTPPjX7WUg323d8tYxb9zWHxuMZuFXZkcl7yi-DJLXacmGX_ngpCHtBxk8NUyZCJCymDV7w6yNj6_2ARLk0PYMirFXY-hcpLHJD3KGZfP_PguHspweN0Hd143EiRkp7nYHw2zwnT2fDNcRQ3QHhZkwZAfLbYfNe84cCukQwRU_GSkcCt3oyJJca9LsNAW9dnAGIcCYqLYdiG0JZtl0wjIX5bheDmyT3CQjp7KxyZts5RGyUaciWNZZ1EpEn1RhW5gtZac3FOPKy1yebDDA6fY89J0aqGyyjoGzD9TRG9OclpiJyEWA-USTMLbWQ-WwOQbZ9p_cxU3a5OJ9Kxy_Hbjaqb1cFoVoLa7vPzmguFnKbwVRjNlyircDlvm5DszmZwZmEiecaNBVbyZ04JWnNf6hacQVC7hfHlIgqlQHczbZzWLVtaP6wfwP8bs9h9y4hYGnJKVJfqsVt1v3F56O489o2WiEDXRfwXIoEcf-QEKQvcJQUiqpkY1JeRq1KmMGGhrtV_ENBcJkG5sk4WJRivXK6rjWEZ9xyRI9GPKS1dSbmOgwN0P6iF1JQLD7sXSS0NlC83k53vXHKL3oih9wJL_lbycpSgfEm2ra9CkyrgJf0E8sl-gQ=w800-h299-no

Soccer. Uma palavra que para muitos remete ao futebol praticado nos Estados Unidos. Quando muito a outros países de colonização inglesa, tais como, a Austrália, África do Sul ou Nova Zelândia.

O que muitos não sabem é que a palavra “Soccer” não é de origem americana, e sim britânica. Oficialmente chamado de Association Football para se diferenciar do Rugby Football, o “nosso” futebol recebeu dos universitários ingleses no final do século XIX, o apelido de “Soccer” como abreviação de “asSOCiation”.

O termo atravessou o Oceano Atlântico e foi adotado rapidamente nos Estados Unidos para diferenciar o Association Football do Football (Futebol Americano). Em muitas publicações norte-americanas o esporte apareceu grafado como “Socker”, mas “Soccer” acabou prevalecendo e continua sendo utilizado pelos norte-americanos.

No Reino Unido, o caminho que o termo seguiu foi diverso. Nas primeiras décadas do século XX ele foi pouco utilizado, mas com o fim da 2ª Guerra Mundial, a utilização da palavra “Soccer” ganhou força e surpreendentemente, como atesta Stefan Szymanski no artigo “It’s Football not Soccer”, tornou-se intercambiável com o termo “Football” entre as décadas de 1960 e 1980 ao ponto de grandes nomes do futebol britânico publicarem suas biografias utilizando-se do termo, como por exemplo, uma biografia de George Best, “The inside story of soccer’s super-star” ou a do treinador Matt Busby, “Soccer at the top”, ou revistas, tais como, a “Soccer Star”, publicada entre os anos de 1950 e 1970, e a conhecida “World Soccer” que é publicada desde os anos 1960. Contudo, a partir da década de 1980, o uso da palavra “Soccer” voltou a declinar no Reino Unido, sendo utilizada principalmente em contextos de futebol praticado nos Estados Unidos.

Para efeitos do save, usarei os termos “Futebol” e “Soccer” ao me referir ao Association Football e ao esporte da bola oval chamarei exclusivamente como “Futebol Americano”.

 

:: A proposta do save

Faz tempo que desejo voltar a jogar um save nos Estados Unidos (EUA), mas sempre adiei a ideia. Geralmente, a liga norte-americana é um local que poucos gostam de jogar por conta das várias regras que existem na Major League Soccer (MLS) e de outras peculiaridades que deixam tudo bastante diferente do que estamos acostumados e para jogar lá é preciso paciência e vontade para se adaptar. 

Escolhi fazer um save de carreira, no entanto não queria começar diretamente na MLS, a única disponível no Football Manager 2017 (FM 17). Queria começar por baixo e vivenciar o desenvolvimento da carreira de treinador, que tem como uma de suas peculiaridades o fato de que não há promoção/rebaixamento entre as divisões, o que me obrigará a percorrer um caminho menos usual para se desenvolver e alcançar o ponto mais alto nos Estados Unidos, a MLS.

Com o uso do editor do FM, ativei outras três divisões, a National American Soccer League (NASL), a United Soccer League (USL) e a Premier Development League (PDL). Inicialmente, a ativação de três divisões abaixo da MLS foi feita com as regras básicas do editor. Contudo, resolvi fazer alguns ajustes na fórmula das competições ativadas e foi preciso usar as “regras avançadas” do editor. Além de ajustes na fórmula das competições, fiz as seguintes alterações:

  • Inclusão de clubes na PDL;
  • Designação de estádios para clubes da PDL que estavam sem estádio;
  • Criação de prêmios esportivos para jogadores e técnicos para a NASL e USL;
  • Criação de prêmios financeiros por classificação na temporada e também pelo título para as equipes da NASL, USL e PDL;
  • Criação de direitos televisivos para as equipes da NASL e USL.

Além das quatro divisões dos Estados Unidos, carreguei as duas do México e outras 10 ligas. Ao todo serão mais de 56 mil jogadores. Os demais detalhes da configuração do save podem ser vistos aqui.

O save não será ficcional, mas não ficará limitado à narrativa dos acontecimentos do jogo. Farei no tópico o mesmo que fiz no save “Um clube, um troféu e outras histórias” e trarei informações atuais e históricas sobre o futebol nos Estados Unidos. Acho que será uma oportunidade bastante interessante para abordar vários temas como complemento ao save e espero que os leitores gostem.

 

:: O perfil do técnico

Para o save, escolhi o pseudônimo de Gus Gibson, norte-americano natural de Harrison, New Jersey. Nascido em 1987 em uma região ligada historicamente ao soccer, ele viveu o “renascimento” do esporte nos Estados Unidos com a Copa do Mundo de 1994 e a estreia da MLS em 1996. Quando criança foi torcedor do extinto MetroStars, franquia rebatizada como New York Red Bulls a partir de 2006.

Fiz o que geralmente faço ao jogar FM e escolhi o nível mais baixo possível, ou seja, passado como jogador amador e sem nenhuma licença de treinador. A expectativa é que a escolha desse perfil traga alguma dificuldade para o save, porém não ficarei surpreso se isso não acontecer.

Aos 28 anos, o estilo de Gus Gibson será focado no desenvolvimento de jovens e na prática de um futebol ofensivo. Ele promoverá e utilizará jovens em todos os clubes pelos quais passar e isso fará parte da filosofia de trabalho dele, mesmo que resulte na redução da qualidade da equipe. Sempre que houver categorias de base em um clube será incluída no contrato a cláusula de “desenvolver jogadores recorrendo às camadas jovens do clube”. Além disso, ele priorizará investimentos na infraestrutura e em recrutamento em vez de investimentos em contratações de jogadores. Quanto à ofensividade, ele sempre negociará nos contratos a filosofia de “praticar um futebol ofensivo” e procurará protagonizar as partidas, buscando marcar muitos gols.

Minha ideia é fazer da carreira de Gus Gibson algo que não se limite a conquistar títulos. Logicamente que eles são essenciais, mas quero que Gibson fique conhecido pelas vitórias e títulos, mas principalmente por ajudar a fortalecer a formação de jogadores estadunidenses ao desenvolver os jovens talentos daquele país. Quem sabe se ele não alcança a seleção norte-americana de futebol ou até mesmo se ele não é convidado para trabalhar na Europa?

Pelo fato de não existir promoção/rebaixamento entre as divisões é provável que Gus Gibson não permaneça muito tempo nos clubes durante a formação e a ascensão na carreira de treinador. Contudo é bastante provável que ele faça um trabalho de médio ou longo prazos mais adiante na carreira.

Agora é começar o save e procurar me divertir bastante no futebol dos Estados Unidos e se você quiser acompanhar essa aventura, espero que se divirta também.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

VDUMvZ2h-yk_tRZijP_9dvHExE5T-9HsTWmNx1oHPEzX5DKBijpdM39SYYzPYeuU7NHO2l0ra73Ougjxjd-wjfVHI-KVcgKnUZVVjqdgxkXFXFHL-z_Q0aPekTdtTECDCs22Ojm3mW6KddVISlF5ssB_QZWQo8t-LhqAbC3VZbuS8UT_zMXcUn1ZVVvxbHZklXVlM_6jUus-mKNKS8nKguLrrP7EipDqnvR87lr8B96NeHPXsRBojwbRVr-CyLvumV_bCPZeVtwRQpFdQEEadrWZHh0lqaTytVbtioV7ND46ks777tQH0X64z4c7rnCGtgQJ5IRSbVZIC-t1z6wcwqMPeIoyu04vkz6Z8sawcKWqN8XXuCeLdlqzD9NyrD-OaccS_QZQwnLjQaltW-AYe7Nm_fXWHxHpZorVXK1juZZbo5ipc9TeBadB61v7um5ioOUjc-UIabshTN_F1aKiX9UpFPOciP0GW6D9Kd3RT2Hux1ONOyRLiTmSDYyKGhwa8iAHqt0NVQufeTbBXJKAkmFZ4DHQSuZkCOQAHDquRPXobv91aUMOLa37UvZlBqJXWkSSpdGOD0b45Vx3-iwafGF6GlnbUFrDSBk7wTdb36R5lm7rZN4mx_xyKWkDjRhhnjQwvBUbhpd3j1XjcBbM8S8LYV9ndMtt-D888khUEg=w800-h58-no

 

JIGfkc2jkIc5Qv_wHtjECrg7zxY-hdUvf62fyYESvPDGaR8NG7In8U0AhvvPF-u_Xt2eZuzldwmQVqPbrKpn0vR_sWKrZc2CiI8ESiK67ZZZhbDULksbvVuGV-is_Aop50EXkEVUuM1zstDVm1Xv_5MX3rg5RMxm6SMBpKYfL02RlyGU5Ze6P_u0sGjk25vjyi8Moc02VwRB8b8KXcKFHyVvT-fzTbB4DLJV_XMZr76JlrxoezW_cxFk3FXOqiR6JjBhnxba1HtK8ZZpuYXpk1YnQvofUnpYPvW5ySxPZgnRa8gnJ6kNNFt7XavdT-d6GTRGdCIs-MuEqRbMMnG3mLHGVZY4R8-rebjeBC9NSuHf5jGvqffHGylaTgejdKsO5K4lrW9UkgITd1ai_-mfWiyURQugJ6ItkY4osM94fpaljAdbl1VTMUaHRdmQby2-yk04vpwYWn2mGzne0Q50X1yI4lbgvFIeXXs77AdRWLq4iNFEJdVMBJQ1OxD2sciTHlDDn_YXlcwrlY7iwiY4EBhUhF6keQx0EtAoWoyy6TanLCTXaqbT6HEwaOH3AUqJg1RtXseW38ilfBOomTThWSqlgH48aW-qwfdxcHfFndHMLkUm14CZcUM8UCXGBF2dZgEVYac3lx53rfxvUlXN2blxzWiAFQk6pn4iSenN8w=s20-noEvergreen Hammers - Temporada 2016

  • PDL - Mid Atlantic Division: 7º lugar
  • US Open Cup: Eliminado nas Quartas-de-Final

 

JIGfkc2jkIc5Qv_wHtjECrg7zxY-hdUvf62fyYESvPDGaR8NG7In8U0AhvvPF-u_Xt2eZuzldwmQVqPbrKpn0vR_sWKrZc2CiI8ESiK67ZZZhbDULksbvVuGV-is_Aop50EXkEVUuM1zstDVm1Xv_5MX3rg5RMxm6SMBpKYfL02RlyGU5Ze6P_u0sGjk25vjyi8Moc02VwRB8b8KXcKFHyVvT-fzTbB4DLJV_XMZr76JlrxoezW_cxFk3FXOqiR6JjBhnxba1HtK8ZZpuYXpk1YnQvofUnpYPvW5ySxPZgnRa8gnJ6kNNFt7XavdT-d6GTRGdCIs-MuEqRbMMnG3mLHGVZY4R8-rebjeBC9NSuHf5jGvqffHGylaTgejdKsO5K4lrW9UkgITd1ai_-mfWiyURQugJ6ItkY4osM94fpaljAdbl1VTMUaHRdmQby2-yk04vpwYWn2mGzne0Q50X1yI4lbgvFIeXXs77AdRWLq4iNFEJdVMBJQ1OxD2sciTHlDDn_YXlcwrlY7iwiY4EBhUhF6keQx0EtAoWoyy6TanLCTXaqbT6HEwaOH3AUqJg1RtXseW38ilfBOomTThWSqlgH48aW-qwfdxcHfFndHMLkUm14CZcUM8UCXGBF2dZgEVYac3lx53rfxvUlXN2blxzWiAFQk6pn4iSenN8w=s20-noEvergreen Hammers - Temporada 2017

  • PDL - Mid Atlantic Division: Campeão
  • PDL Championship: Campeão

 

 TpCOxfii5P8C0KS281osjRL-cSlVlp3NTNWxwqgoGiqszdTTUnlAzcy0zD-vyMOTsTNjaT6zFjPHFvrmNhheC1vzeksTlkaOcm341PQLPxsr5_yolSS52D2jfkEFfI8SMOC_2IM_HFGcn3E_erMg_3PkFj2N-J_lpyOzb1waLMPB9LazJBUE8Sz7FszZ_rmQqP68eicnUyVilelIO-xQnJQO3YJ1kiXtbpQqx_hocJxBWXewFjaKqNb-x4wYQKRzzFTUVoBZwFoSrAn2UoEShqdfUKXbvgwPkWHWpws62EmfcxHMd_9NGECQWZ4HE2nkvqokLDSL3ivJgoZIH1sPPWcRs2gQLKv_EkCfICa3hUcEgQpFEHYE9tVlZEyMcOQUAVcCAiTp8LiAXsAO7vGdELpBGoKZaArgZIuycH3aZXSOKK1LAOZGeTzBtf14PsJOK82j-O2WCbXueKSBZh1V6MPjg281VfZwKa4pDN5-Mahs3QU74Kt4ZTiKD1JFR36PwpodhSL7YijK3kbTerSfUPNLkOhc4TDwHkpHbSjK3eBX-NDlbFtettMVNGuwxGiVv-BBoN5e-b04zZRB7jc0WsJHh-eIRNO1Rrxl9NcEnnbaxHILUzGOFfkEkYGyookYFKg0AgFhHDyWQA6dZYQGnPSL108-8wi0f0NIwUnSFQ=s20-noCarolina Dynamo - Temporada 2018

  • PDL - South Atlantic Division: Vice-campeão
  • PDL Championship: Eliminado nas Quartas-de-Final

 

 TpCOxfii5P8C0KS281osjRL-cSlVlp3NTNWxwqgoGiqszdTTUnlAzcy0zD-vyMOTsTNjaT6zFjPHFvrmNhheC1vzeksTlkaOcm341PQLPxsr5_yolSS52D2jfkEFfI8SMOC_2IM_HFGcn3E_erMg_3PkFj2N-J_lpyOzb1waLMPB9LazJBUE8Sz7FszZ_rmQqP68eicnUyVilelIO-xQnJQO3YJ1kiXtbpQqx_hocJxBWXewFjaKqNb-x4wYQKRzzFTUVoBZwFoSrAn2UoEShqdfUKXbvgwPkWHWpws62EmfcxHMd_9NGECQWZ4HE2nkvqokLDSL3ivJgoZIH1sPPWcRs2gQLKv_EkCfICa3hUcEgQpFEHYE9tVlZEyMcOQUAVcCAiTp8LiAXsAO7vGdELpBGoKZaArgZIuycH3aZXSOKK1LAOZGeTzBtf14PsJOK82j-O2WCbXueKSBZh1V6MPjg281VfZwKa4pDN5-Mahs3QU74Kt4ZTiKD1JFR36PwpodhSL7YijK3kbTerSfUPNLkOhc4TDwHkpHbSjK3eBX-NDlbFtettMVNGuwxGiVv-BBoN5e-b04zZRB7jc0WsJHh-eIRNO1Rrxl9NcEnnbaxHILUzGOFfkEkYGyookYFKg0AgFhHDyWQA6dZYQGnPSL108-8wi0f0NIwUnSFQ=s20-noCarolina Dynamo - Temporada 2019

  • PDL - South Atlantic Division: Campeão
  • PDL Championship: Campeão
  • US Open Cup: Eliminado na 1ª Eliminatória

 

G-bBuwUNRgMSABfVWCLiIOb8R4-chEvCOh5p8HEiN9Tnu8Kx65kjvLOV3-COp8LrNh9ubCYekD0PT5MiY1Q54fo0yN9bzhzes712KOjiSU_JbVIQ09_LdyDJy0qhm_d9ylKkE73GPpwm6suFiVUveqA84e08OEl2KIuqh0bQRJz4jNDzdiv4znj7qF_AQkv66qPRlEW4cNO55ZfaEo1VJBifdO0ciPS_dw8KYPTlPy32Uf5ntOG94TRAinxFA7kZyYfVGD7678omAL4QIp3GSubiy68DNTxHgWGDyBsstQoz-hjcVgX-G7d21efYcCpgjyneCjiVQMYVQoXZzJbLjozngOFU4EVkcXakrhU4WOKEvbdts2bKU-PPGRaN_SyDleZq6rKMsaGBffmERBpK4OCwFDfSMRsTM_LztvW6VV8NB3I913zEVuGIsmO9nXu6MnP8hfTwiTgLYcrEyt4-Y9NV9h_QH1vCT2wJn4ObIaaaiqM0wIsTNb65UP8zgGAVEFmEdR2-o1ksrfiHKzv1fBg1SJoNf8MBjV069J4qvnli9W3e1kU7bFNypPwVVu3dJd5r7Ed_STd0e5tgkDaWzq-vlxKf5QKsznECFWCFyKruQvq3466xLUNjt1LqiXuMuLNUo8ddcxbEcdShgsEeFwZzKyjl3eS-8Ra0yOUGqg=s20-noOrlando City B - Temporada 2020

  • USL - Eastern Conference: 5º lugar
  • USL Championship: Eliminado nas Oitavas-de-Final

 

G-bBuwUNRgMSABfVWCLiIOb8R4-chEvCOh5p8HEiN9Tnu8Kx65kjvLOV3-COp8LrNh9ubCYekD0PT5MiY1Q54fo0yN9bzhzes712KOjiSU_JbVIQ09_LdyDJy0qhm_d9ylKkE73GPpwm6suFiVUveqA84e08OEl2KIuqh0bQRJz4jNDzdiv4znj7qF_AQkv66qPRlEW4cNO55ZfaEo1VJBifdO0ciPS_dw8KYPTlPy32Uf5ntOG94TRAinxFA7kZyYfVGD7678omAL4QIp3GSubiy68DNTxHgWGDyBsstQoz-hjcVgX-G7d21efYcCpgjyneCjiVQMYVQoXZzJbLjozngOFU4EVkcXakrhU4WOKEvbdts2bKU-PPGRaN_SyDleZq6rKMsaGBffmERBpK4OCwFDfSMRsTM_LztvW6VV8NB3I913zEVuGIsmO9nXu6MnP8hfTwiTgLYcrEyt4-Y9NV9h_QH1vCT2wJn4ObIaaaiqM0wIsTNb65UP8zgGAVEFmEdR2-o1ksrfiHKzv1fBg1SJoNf8MBjV069J4qvnli9W3e1kU7bFNypPwVVu3dJd5r7Ed_STd0e5tgkDaWzq-vlxKf5QKsznECFWCFyKruQvq3466xLUNjt1LqiXuMuLNUo8ddcxbEcdShgsEeFwZzKyjl3eS-8Ra0yOUGqg=s20-noOrlando City B - Temporada 2021

  • USL - Eastern Conference: Vice-campeão
  • USL Championship: Eliminado nas Quartas-de-Final

 

 G-bBuwUNRgMSABfVWCLiIOb8R4-chEvCOh5p8HEiN9Tnu8Kx65kjvLOV3-COp8LrNh9ubCYekD0PT5MiY1Q54fo0yN9bzhzes712KOjiSU_JbVIQ09_LdyDJy0qhm_d9ylKkE73GPpwm6suFiVUveqA84e08OEl2KIuqh0bQRJz4jNDzdiv4znj7qF_AQkv66qPRlEW4cNO55ZfaEo1VJBifdO0ciPS_dw8KYPTlPy32Uf5ntOG94TRAinxFA7kZyYfVGD7678omAL4QIp3GSubiy68DNTxHgWGDyBsstQoz-hjcVgX-G7d21efYcCpgjyneCjiVQMYVQoXZzJbLjozngOFU4EVkcXakrhU4WOKEvbdts2bKU-PPGRaN_SyDleZq6rKMsaGBffmERBpK4OCwFDfSMRsTM_LztvW6VV8NB3I913zEVuGIsmO9nXu6MnP8hfTwiTgLYcrEyt4-Y9NV9h_QH1vCT2wJn4ObIaaaiqM0wIsTNb65UP8zgGAVEFmEdR2-o1ksrfiHKzv1fBg1SJoNf8MBjV069J4qvnli9W3e1kU7bFNypPwVVu3dJd5r7Ed_STd0e5tgkDaWzq-vlxKf5QKsznECFWCFyKruQvq3466xLUNjt1LqiXuMuLNUo8ddcxbEcdShgsEeFwZzKyjl3eS-8Ra0yOUGqg=s20-noOrlando City B - Temporada 2022

  • USL - Eastern Conference: Campeão
  • USL Championship: Campeão 

 

MJ0GKmudm_TgCVENw0U7wsChrbYrk4z9V64ZHJ5ldw5ddH1W96YrVrkkcI9ONUgUJxvnLZEW2hLpxUC3nIY15hUZbDfSijg3zdIio8dNztk7hB99VNp6_eYEz1c8jReuPt-Y4lpBlHtqOk-No4J2P-_DAFpGmECiAGGGqUQJWPYOnuF7lQzbedW5hz2pS9BIxocaNz4BO8PTt0ryT7KV4GGdVzLJ683BEn-_HlWtmZZm9GXMO_xZOL9Anx2QcxfYz1moWJeVEtneXrz0GQIPQ-E-YI9bIoyK4eoM0m4WbAF3JA1nk10kWL6vDuCRiwnrXaYSOHZEJwf524n9LjsEbz0BvOqnUFaC2qKGr_PoBz6e-djNTqiF8dSKrXn3OgMCrB0S9dn5lBJjrnZEWv01mz2YW7buFqfjB3mPXoRARdaQMfOGx7rUSgLMFW6VD9vglUpWFdOJwZ4WSuPqgeR0-efVA4AAEPV1WnXDIkTYYdQVAQJWxYitU8cWhf0WARyTTP47GpnpkS-nqzfueU2gWhBqGGwLXvQYthegMLNBqXRtroBAfYFA3z4YVXBD8fytQ8Aq8yryKPSmwwLfVpr0k-oMEfzSVnDhWzkB9WP19lGHm7LnIqoEBNAIkgFj4bDvRzSDswtWVbFblFFqxIvZaE8RxcSg26-yqwwaQL-NdMc2JQ=s20-noTulsa Roughnecks - Temporada 2023

  • USL - Western Conference: 3º lugar
  • USL Championship: Vice-campeão 

 

MJ0GKmudm_TgCVENw0U7wsChrbYrk4z9V64ZHJ5ldw5ddH1W96YrVrkkcI9ONUgUJxvnLZEW2hLpxUC3nIY15hUZbDfSijg3zdIio8dNztk7hB99VNp6_eYEz1c8jReuPt-Y4lpBlHtqOk-No4J2P-_DAFpGmECiAGGGqUQJWPYOnuF7lQzbedW5hz2pS9BIxocaNz4BO8PTt0ryT7KV4GGdVzLJ683BEn-_HlWtmZZm9GXMO_xZOL9Anx2QcxfYz1moWJeVEtneXrz0GQIPQ-E-YI9bIoyK4eoM0m4WbAF3JA1nk10kWL6vDuCRiwnrXaYSOHZEJwf524n9LjsEbz0BvOqnUFaC2qKGr_PoBz6e-djNTqiF8dSKrXn3OgMCrB0S9dn5lBJjrnZEWv01mz2YW7buFqfjB3mPXoRARdaQMfOGx7rUSgLMFW6VD9vglUpWFdOJwZ4WSuPqgeR0-efVA4AAEPV1WnXDIkTYYdQVAQJWxYitU8cWhf0WARyTTP47GpnpkS-nqzfueU2gWhBqGGwLXvQYthegMLNBqXRtroBAfYFA3z4YVXBD8fytQ8Aq8yryKPSmwwLfVpr0k-oMEfzSVnDhWzkB9WP19lGHm7LnIqoEBNAIkgFj4bDvRzSDswtWVbFblFFqxIvZaE8RxcSg26-yqwwaQL-NdMc2JQ=s20-noTulsa Roughnecks - Temporada 2024

  • US Open Cup: Campeão
  • USL - Western Conference: 4º lugar
  • USL Championship: Eliminado nas Quartas-de-Final

 

MJ0GKmudm_TgCVENw0U7wsChrbYrk4z9V64ZHJ5ldw5ddH1W96YrVrkkcI9ONUgUJxvnLZEW2hLpxUC3nIY15hUZbDfSijg3zdIio8dNztk7hB99VNp6_eYEz1c8jReuPt-Y4lpBlHtqOk-No4J2P-_DAFpGmECiAGGGqUQJWPYOnuF7lQzbedW5hz2pS9BIxocaNz4BO8PTt0ryT7KV4GGdVzLJ683BEn-_HlWtmZZm9GXMO_xZOL9Anx2QcxfYz1moWJeVEtneXrz0GQIPQ-E-YI9bIoyK4eoM0m4WbAF3JA1nk10kWL6vDuCRiwnrXaYSOHZEJwf524n9LjsEbz0BvOqnUFaC2qKGr_PoBz6e-djNTqiF8dSKrXn3OgMCrB0S9dn5lBJjrnZEWv01mz2YW7buFqfjB3mPXoRARdaQMfOGx7rUSgLMFW6VD9vglUpWFdOJwZ4WSuPqgeR0-efVA4AAEPV1WnXDIkTYYdQVAQJWxYitU8cWhf0WARyTTP47GpnpkS-nqzfueU2gWhBqGGwLXvQYthegMLNBqXRtroBAfYFA3z4YVXBD8fytQ8Aq8yryKPSmwwLfVpr0k-oMEfzSVnDhWzkB9WP19lGHm7LnIqoEBNAIkgFj4bDvRzSDswtWVbFblFFqxIvZaE8RxcSg26-yqwwaQL-NdMc2JQ=s20-noTulsa Roughnecks - Temporada 2025

  • Concacaf Champions League: Eliminado nas Quartas-de-Final
  • US Open Cup: Bicampeão
  • USL - Western Conference: 6º lugar
  • USL Championship: Eliminado nas Quartas-de-Final

 

MJ0GKmudm_TgCVENw0U7wsChrbYrk4z9V64ZHJ5ldw5ddH1W96YrVrkkcI9ONUgUJxvnLZEW2hLpxUC3nIY15hUZbDfSijg3zdIio8dNztk7hB99VNp6_eYEz1c8jReuPt-Y4lpBlHtqOk-No4J2P-_DAFpGmECiAGGGqUQJWPYOnuF7lQzbedW5hz2pS9BIxocaNz4BO8PTt0ryT7KV4GGdVzLJ683BEn-_HlWtmZZm9GXMO_xZOL9Anx2QcxfYz1moWJeVEtneXrz0GQIPQ-E-YI9bIoyK4eoM0m4WbAF3JA1nk10kWL6vDuCRiwnrXaYSOHZEJwf524n9LjsEbz0BvOqnUFaC2qKGr_PoBz6e-djNTqiF8dSKrXn3OgMCrB0S9dn5lBJjrnZEWv01mz2YW7buFqfjB3mPXoRARdaQMfOGx7rUSgLMFW6VD9vglUpWFdOJwZ4WSuPqgeR0-efVA4AAEPV1WnXDIkTYYdQVAQJWxYitU8cWhf0WARyTTP47GpnpkS-nqzfueU2gWhBqGGwLXvQYthegMLNBqXRtroBAfYFA3z4YVXBD8fytQ8Aq8yryKPSmwwLfVpr0k-oMEfzSVnDhWzkB9WP19lGHm7LnIqoEBNAIkgFj4bDvRzSDswtWVbFblFFqxIvZaE8RxcSg26-yqwwaQL-NdMc2JQ=s20-noTulsa Roughnecks - Temporada 2026

  • Concacaf Champions League: Eliminado na Fase de Grupos
  • US Open Cup: Eliminado na 4ª eliminatória
  • USL - Western Conference: Campeão
  • USL Championship: Vice-campeão

 

xhB5-HNGupFCXruNFtfcEI_1U7_6BSgkLWQV9mpDSOoppxgpe2Q2M3UiTmWkRDxG1WrzZNfW9kinyBiJ03tEF6uaiMH8Sh79QSU5XNR74BIu3TmUgUVaFnQwgQETXc-c93Rv_ygjpvQAOVuoFsBen8IsoxBEHG6pF94X3pv0nY9PYmVfBuIapzhl8jVU2i7DLfIIHsOU-zj5HYpNB_Ts5eINhh9TlwZluoFscp3DyeSGE9NlIPRw-jnxJTCUGU3xiOjA3d8D0gjyKOxK6V7zH-_e-AC-K3qQlUF1IO6VOE94eHEhoM6Bt71yPY4R2GNPFNEx08QQtuxyn0K3VdD5maTIrkNRKzcyqtX2S8akNBbAbvbh7TAV5zL7GZZREvSw47vk-sbR3SNNL1vGo6svFXKW_rtInSytMCd7Hd0c24KmjcTFJqBS6Xbykk_c33yRKYeGSmhVImzKpNBRQG1VLwzcuq6cSKzVpdp8fctsxtOsTLJESqyYONHSA6196T7d0r7rju2jPjDGGo3REEiLy-5ywY2vw4GUQjfBiESdrn6An8pUMGmIeEFbe4espdVTnV-vDBf5yPntvvK05uuPeG_CEsLAFSIm8G0ziLrA-SgXaqi88ZQPRF9vsjOHUfdkhBo0BeTyv2YZBXC1W8doUJopywJ-q3eqq7oXp4cEjA=s20-no New York Cosmos - Temporada 2027

  • NASL - Supporters' Cup: 8º lugar

 

xhB5-HNGupFCXruNFtfcEI_1U7_6BSgkLWQV9mpDSOoppxgpe2Q2M3UiTmWkRDxG1WrzZNfW9kinyBiJ03tEF6uaiMH8Sh79QSU5XNR74BIu3TmUgUVaFnQwgQETXc-c93Rv_ygjpvQAOVuoFsBen8IsoxBEHG6pF94X3pv0nY9PYmVfBuIapzhl8jVU2i7DLfIIHsOU-zj5HYpNB_Ts5eINhh9TlwZluoFscp3DyeSGE9NlIPRw-jnxJTCUGU3xiOjA3d8D0gjyKOxK6V7zH-_e-AC-K3qQlUF1IO6VOE94eHEhoM6Bt71yPY4R2GNPFNEx08QQtuxyn0K3VdD5maTIrkNRKzcyqtX2S8akNBbAbvbh7TAV5zL7GZZREvSw47vk-sbR3SNNL1vGo6svFXKW_rtInSytMCd7Hd0c24KmjcTFJqBS6Xbykk_c33yRKYeGSmhVImzKpNBRQG1VLwzcuq6cSKzVpdp8fctsxtOsTLJESqyYONHSA6196T7d0r7rju2jPjDGGo3REEiLy-5ywY2vw4GUQjfBiESdrn6An8pUMGmIeEFbe4espdVTnV-vDBf5yPntvvK05uuPeG_CEsLAFSIm8G0ziLrA-SgXaqi88ZQPRF9vsjOHUfdkhBo0BeTyv2YZBXC1W8doUJopywJ-q3eqq7oXp4cEjA=s20-no New York Cosmos - Temporada 2028

  • US Open Cup: Eliminado nas Oitavas-de-Final
  • NASL - Supporters' Cup: Vice-Campeão
  • NASL Championship: Vice-Campeão

 

xhB5-HNGupFCXruNFtfcEI_1U7_6BSgkLWQV9mpDSOoppxgpe2Q2M3UiTmWkRDxG1WrzZNfW9kinyBiJ03tEF6uaiMH8Sh79QSU5XNR74BIu3TmUgUVaFnQwgQETXc-c93Rv_ygjpvQAOVuoFsBen8IsoxBEHG6pF94X3pv0nY9PYmVfBuIapzhl8jVU2i7DLfIIHsOU-zj5HYpNB_Ts5eINhh9TlwZluoFscp3DyeSGE9NlIPRw-jnxJTCUGU3xiOjA3d8D0gjyKOxK6V7zH-_e-AC-K3qQlUF1IO6VOE94eHEhoM6Bt71yPY4R2GNPFNEx08QQtuxyn0K3VdD5maTIrkNRKzcyqtX2S8akNBbAbvbh7TAV5zL7GZZREvSw47vk-sbR3SNNL1vGo6svFXKW_rtInSytMCd7Hd0c24KmjcTFJqBS6Xbykk_c33yRKYeGSmhVImzKpNBRQG1VLwzcuq6cSKzVpdp8fctsxtOsTLJESqyYONHSA6196T7d0r7rju2jPjDGGo3REEiLy-5ywY2vw4GUQjfBiESdrn6An8pUMGmIeEFbe4espdVTnV-vDBf5yPntvvK05uuPeG_CEsLAFSIm8G0ziLrA-SgXaqi88ZQPRF9vsjOHUfdkhBo0BeTyv2YZBXC1W8doUJopywJ-q3eqq7oXp4cEjA=s20-no New York Cosmos - Temporada 2029

  • US Open Cup: Vice-campeão
  • NASL - Supporters' Cup: Campeão
  • NASL Championship: Campeão

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Reservado

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Reservado

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luiz_H

Grande Gilson, sempre um prazer acompanhar suas histórias. Uma proposta bastante interessante, principalmente por conter um pensamento de desenvolvimento em nível nacional. 

Confesso que já tive curiosidade de jogar com uma proposta semelhante a esta e gostarei de acompanhar o seu desenvolvimento. 

Boa sorte

Share this post


Link to post
Share on other sites
Iagotta

Ai sim. O futebol nos EUA ainda é visto como algo meio "exótico" pelos países tradicionais no esporte. Ainda mais com esse monte de regrinhas que que confundem quem é de fora, mas faz todo sentido para a realidade esportiva americana. 

A MLS vem tendo um crescimento bem interessante ao longo dos anos e agregando novas equipes ao longo de suas temporadas e felizmente vem deixando de lado essa ideia de contratar semi-aposentados e ta focando na busca por jovens valores latinos e até alguns europeus. 

História pra acompanhar de perto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Confesso que fiquei um pouco decepcionado quando vi qual o destino. Estava bem empolgado com a ideia de um novo save seu na área, pois acho que o teu save anterior foi um dos que mais gostei entre todos que já acompanhei aqui. Mas EUA é um destino futebolístico que não me interessa absolutamente nada. Também tenho dificuldade em me interessar por saves de carreira, assim que são duas coisas juntas que não me agradam.

Bem, quem sabe o save não acaba por mudar a minha mente em relação a isso? Qualificação para conseguir isso o autor tem. Estarei acompanhando para ver :)

Ah, e posso entender do que tu colocou ali que se as exigências de filosofia não forem aceitas então o treinador não aceitará emprego em um clube, mesmo que seja um passo acima na carreira?

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
42 minutos atrás, Luiz_H disse:

Grande Gilson, sempre um prazer acompanhar suas histórias. Uma proposta bastante interessante, principalmente por conter um pensamento de desenvolvimento em nível nacional. 

Confesso que já tive curiosidade de jogar com uma proposta semelhante a esta e gostarei de acompanhar o seu desenvolvimento. 

Boa sorte

Olá, Luiz.

Obrigado pelo elogios. Posso dizer o mesmo de você como leitor. Espero que você se divirta.

Estava querendo me aprofundar mais nessa seara de desenvolver jogadores, mas resolvi ir para um lugar pouco explorado e diferente. Se tudo der certo, ajudarei o USMNT (United States Men's National Team) a ser mais competitivo em nível internacional. Será que rola o título da Copa do Mundo?

Então pode acaber sendo interessante mesmo para você.

Valeu pela força.

 

40 minutos atrás, Iagotta disse:

Ai sim. O futebol nos EUA ainda é visto como algo meio "exótico" pelos países tradicionais no esporte. Ainda mais com esse monte de regrinhas que que confundem quem é de fora, mas faz todo sentido para a realidade esportiva americana. 

A MLS vem tendo um crescimento bem interessante ao longo dos anos e agregando novas equipes ao longo de suas temporadas e felizmente vem deixando de lado essa ideia de contratar semi-aposentados e ta focando na busca por jovens valores latinos e até alguns europeus. 

História pra acompanhar de perto.

A palavra "exótico" cai bem mesmo. E é essa profusão de regras que está me atraindo, pois sei que terei limites que me impedirão de agir com muita liberdade como acontece nas demais ligas. Além disso, é como você disse, vou me envolver um pouco mais com a realidade esportiva americana ou usar as regras da MLS.

Essa mudança de perfil que começou a ficar mais clara na temporada atual da MLS foi algo que eu não esperava, mas que pode render bons frutos para o futebol nos EUA. No entanto, acho que no FM eles ainda estão investindo nos velhinhos europeus.

Obrigado pelo incentivo.

 

 

16 minutos atrás, Danut disse:

Confesso que fiquei um pouco decepcionado quando vi qual o destino. Estava bem empolgado com a ideia de um novo save seu na área, pois acho que o teu save anterior foi um dos que mais gostei entre todos que já acompanhei aqui. Mas EUA é um destino futebolístico que não me interessa absolutamente nada. Também tenho dificuldade em me interessar por saves de carreira, assim que são duas coisas juntas que não me agradam.

Bem, quem sabe o save não acaba por mudar a minha mente em relação a isso? Qualificação para conseguir isso o autor tem. Estarei acompanhando para ver :)

Ah, e posso entender do que tu colocou ali que se as exigências de filosofia não forem aceitas então o treinador não aceitará emprego em um clube, mesmo que seja um passo acima na carreira?

Estive pensando muito em qual lugar começar, mas faz algum tempo que venho lendo sobre a história do futebol nos EUA e nos últimos meses até sobre a atualidade do que é feito por lá e estava difícil pensar em um save em algum país da Europa, por exemplo, quando minha mente voltava constantemente para as histórias do futebol nos EUA e como era algo que já pensava em retomar, decidi encarar a aventura.

Entendo perfeitamente sua decepção, realmente os EUA têm uma rejeição, com por exemplo tem o futebol de Portugal. Não são muitos saves que se aventuram por esses dois países. Mas como geralmente digo, o primeiro a quem um autor deve agradar ao jogar um save é a si próprio e por isso não podia deixar para trás a oportunidade de realizá-lo. Espero que outros acabem se entusiasmando com save e o acompanhem também.

Pensei muito se valeria a pena contar algo sobre o futebol dos EUA, justamente porque sei desse desinteresse e em alguns casos até preconceito sobre o futebol jogado da terra do Tio Sam. Mesmo assim, decidi fazer o save nos moldes do save do Cádiz (muito obrigado pelo elogio ao save). A cada dia descubro que existem mais coisas sobre ele.

No início, pensava em fazer um save de clube na MLS, mas toda fez que criava o save e ia iniciá-lo eu não ficava satisfeito. Ficava com aquela sensação de pegar algo pronto. Foi por isso também que decidi ativar as outras divisões e iniciar um "save de carreira", mas o desejo é pegar um clube legal na MLS e desenvolver um projeto como se fosse um "save de clube" e é isso que pretendo fazer, mas para isso terei que ascender na carreira primeiramente.

Obrigado pelo elogio e pelo incentivo. Eu estou bastante motivado, pois nas quatro ligas que terei nos EUA elas serão decididas no mata-mata e na maioria dos casos com eliminatórias simples, deixando tudo menos previsível. Não tenho como saber se conseguirei mudar sua mente com relação a isso, mas acredito que pelo menos você se surpreenderá com as histórias que contarei no save. ;)

Você entendeu muito bem. Nos clubes que possuem categorias base não haverá como eu fechar contrato com eles se eles não aceitarem minhas duas filosofias: futebol ofensivo e trabalho com a própria base do clube, mesmo que isso seja um passo acima da carreira.  

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
edublattencio

Muito bom mesmo! Ansioso pra ver a continuidade dessa saga

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Muito legal Gilson! Estarei acompanhando e espero aprender mais sobre o soccer americano, do qual sei muito pouco.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Maiiron_

Save seu é uma aula e eu venho aqui só pra tomar nota. Na espera de mais coisas, sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Stay Heavy

Bem vindo de volta Mestre!

Já tentei jogar na Liga Norte Americana, mas desisti rápido devido às regras (algo que sei que não acontecerá com você hehe).

Boa sorte e bom save!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
andrefraga

Legal ver que voltou! Estava ansioso para conhecer um save seu.

Irei acompanhar e espero que mude minha cabeça, mesmo eu tendo zero interesse pela MSL =D

Como eu disse anteriormente, acompanhar um save do início é muito mais proveitoso para mim. O tempo escasso torna muito mais difícil de acompanhar quando são páginas e mais páginas para se atualizar.

Boa sorte e fico no aguardo!

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Há algum tempo eu andei pensando sobre qual seria o seu próximo save na área e lembrei que você já havia comentado sobre jogar nos EUA. Por isso, eu já estava esperando por esse save.

Assim como outros, já cheguei a criar save nos EUA, mas faltou vontade de entender melhor as regras. Como você sabe, alguns membros já criaram saves nos EUA e até tentaram explicar como essas regras funcionam, mas não vi nenhum ir em frente. Você é a esperança! hahaha

Espero que a sua proposta funcione. Boa sorte! 

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Vou acompanhar com toda certeza. Tenho bastante interesse pela MLS e no geral do futebol dos Estados Unidos também . Tive um save marcante no Sounders no FM 10 e a cada ano testava pra ver a evolução . As versões mais recentes estão bem mais realistas, o que é bem mais desafiador, mas assim que é bom rs

Edited by lakers20

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
15 horas atrás, edublattencio disse:

Muito bom mesmo! Ansioso pra ver a continuidade dessa saga

Não devo demorar para voltar atualizar o save. Valeu pela força.

 

15 horas atrás, Tsuru disse:

Muito legal Gilson! Estarei acompanhando e espero aprender mais sobre o soccer americano, do qual sei muito pouco.

Opa, Tsuru. Muito bom vê-lo de volta ao fórum e aqui no início deste save.

Fico feliz que tenha interesse em conhecer mais sobre o futebol em solo americano. Como eu disse, acho que há potencial para o save ser interessante e também nas histórias que irei contar. ;)

Valeu.

 

7 horas atrás, Maiiron_ disse:

Save seu é uma aula e eu venho aqui só pra tomar nota. Na espera de mais coisas, sorte!

Obrigado pelo elogio, Maiiron. Espero atualizá-lo em breve.

 

3 horas atrás, Stay Heavy disse:

Bem vindo de volta Mestre!

Já tentei jogar na Liga Norte Americana, mas desisti rápido devido às regras (algo que sei que não acontecerá com você hehe).

Boa sorte e bom save!!!

Grande, Stay. Obrigado pelo elogio.

Essas regras realmente são o "Calcanhar de Aquiles" para quem deseja jogar lá. Mas estou animado para me envolver com elas.

Valeu.

 

3 horas atrás, andrefraga disse:

Legal ver que voltou! Estava ansioso para conhecer um save seu.

Irei acompanhar e espero que mude minha cabeça, mesmo eu tendo zero interesse pela MSL =D

Como eu disse anteriormente, acompanhar um save do início é muito mais proveitoso para mim. O tempo escasso torna muito mais difícil de acompanhar quando são páginas e mais páginas para se atualizar.

Boa sorte e fico no aguardo!

Já estava muito tempo sem postar. E ficar só na cornetagem também cansa.

Só de acompanhar já é algo positivo. Vamos ver um save será suficiente para você ver a MLS com outros olhos. ;)

Entendo sua dificuldade, mas você não deveria deixar de acompanhar esses saves que estão adiantados. Muitas vezes você pode perder grandes saves.

Valeu.

 

2 horas atrás, guigasparotto disse:

Há algum tempo eu andei pensando sobre qual seria o seu próximo save na área e lembrei que você já havia comentado sobre jogar nos EUA. Por isso, eu já estava esperando por esse save.

Assim como outros, já cheguei a criar save nos EUA, mas faltou vontade de entender melhor as regras. Como você sabe, alguns membros já criaram saves nos EUA e até tentaram explicar como essas regras funcionam, mas não vi nenhum ir em frente. Você é a esperança! hahaha

Espero que a sua proposta funcione. Boa sorte! 

Pois é, já havia falado com você sobre isso algum tempo atrás, mas nunca levei a ideia adiante. Oscilei entre várias opções, mas como os EUA voltavam a todo momento, resolvi que o melhor a fazer era encará-lo logo, deixando outras ideias para o futuro.

Pretendo fazer um glossário para ficar nos posts iniciais do save e ajudar quem estiver acompanhando o save. Realmente as regras são um complicador, mas como disseram faz parte do panorama esportivo norte-americano e nessa caso é melhor tentar compreendê-lo.

Infelizmente esses saves não foram adiante, mas acho que a proposta de trabalho com jovens será útil para deixar as coisas interessantes, ainda mais quando eu alcançar a MLS.

Obrigado pelo incentivo. Valeu. 

 

1 hora atrás, lakers20 disse:

Vou acompanhar com toda certeza. Tenho bastante interesse pela MLS e no geral do futebol dos Estados Unidos também . Tive um save marcante no Sounders no FM 10 e a cada ano testava pra ver a evolução . As versões mais recentes estão bem mais realistas, o que é bem mais desafiador, mas assim que é bom rs

Opa, lakers, anda um pouco sumido da área.

Fico feliz que apareça mais alguém que tem interesse no futebol dos EUA. Espero poder ajudá-lo com o save.

O Sounders é bem legal mesmo. Uma das melhoras franquias da MLS. Inclusive há um livro bem legal sobre o Sounders

Acho que pela funcionamento diferente da MLS, a SI tem penado para deixar as coisas de forma mais realista, diferentemente de outras ligas, onde tudo segue um caminho mais comum.

Minha expectativa é que o uso de jovens torne a coisa mais realista e difícil para mim. Mas isso ainda vai demorar para acontecer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
andrefraga
1 hora atrás, ggpofm disse:

Já estava muito tempo sem postar. E ficar só na cornetagem também cansa.

Só de acompanhar já é algo positivo. Vamos ver um save será suficiente para você ver a MLS com outros olhos. ;)

Entendo sua dificuldade, mas você não deveria deixar de acompanhar esses saves que estão adiantados. Muitas vezes você pode perder grandes saves.

Valeu.

Espero que você consiga, seria uma pena perder um save seu por puro desinteresse na liga =P

Então, estou me esforçando para acompanhar, já conseguir por em dia o do @Danut, do @LC estou aos poucos. Tem um do Hércules (não lembro o autor) que estou tentando começar também, devagarinho vamos indo... huahua

Share this post


Link to post
Share on other sites
bruno introvertido

Boa Sorte.

Veremos ser o Gun Gibson (só faltou um Junior) realmente será ofensivo, botando o lendário esquema 2-3-5 ou optara pelo algo mais conversador.

Ser eu entendi certo, ser aparecer uma proposta da Europa o Gun aceitaria?

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
56 minutos atrás, bruno introvertido disse:

Boa Sorte.

Veremos ser o Gun Gibson (só faltou um Junior) realmente será ofensivo, botando o lendário esquema 2-3-5 ou optara pelo algo mais conversador.

Ser eu entendi certo, ser aparecer uma proposta da Europa o Gun aceitaria?

Valeu, introvertido.

Não é Gun. É Gus com "s".

Creio que a ofensividade não se relaciona diretamente com o número de atacantes em uma formação. Com certeza não jogarei no 2-3-5.

Tudo é possível, mas eu diria que é muito mais provável ele seguir por muito tempo nos EUA.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Gostei da proposta do save e como acompanho um save na MLS em outro fórum eu tenho uma ideia sobre as dificuldades de se jogar em solo americano, principalmente com a regra do draft.Boa sorte e acompanhando sempre.Gostaria de ver o Gibson um dia treinando o  New York City, um Orlando City ou quem sabe a franquia mais valiosa, o Seattle Sounders.

Share this post


Link to post
Share on other sites
vinny_dp

Que bom que voltou. 

Gostei da proposta de explorar o futebol estadunidense, mais ainda porque irá começar fora da MLS. 

Caso interesse, tem um podcast, chamado Fronteiras Invisíveis do Futebol em que eles falam num episódio sobre o futebol combinado a história do País. 

Bom, estou curioso para o que vem por aí.

Boa sorte!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
47 minutos atrás, LC disse:

Gostei da proposta do save e como acompanho um save na MLS em outro fórum eu tenho uma ideia sobre as dificuldades de se jogar em solo americano, principalmente com a regra do draft.Boa sorte e acompanhando sempre.Gostaria de ver o Gibson um dia treinando o  New York City, um Orlando City ou quem sabe a franquia mais valiosa, o Seattle Sounders.

Legal, LC.

Minha expectativa é que com as regras da MLS e o desenvolvimento de jovens as coisas fiquem bem movimentadas para mim. Contudo, ainda vai demorar um pouco para isso.

Eu não arrisco dizer nada sobre nenhuma franquia no momento. Legal seria pegar alguma que não estivesse na seca de títulos, mas não vou pensar nisso agora.

Valeu pela força.

 

 

6 minutos atrás, vinny_dp disse:

Que bom que voltou. 

Gostei da proposta de explorar o futebol estadunidense, mais ainda porque irá começar fora da MLS. 

Caso interesse, tem um podcast, chamado Fronteiras Invisíveis do Futebol em que eles falam num episódio sobre o futebol combinado a história do País. 

Bom, estou curioso para o que vem por aí.

Boa sorte!

 

Obrigado pela recepção, vinny. 

Já estava muito tempo sem postar, né?

É bom saber que você curtiu a proposta, ainda mais como vou começar.

Me interessa sim. Vou ouvi-lo o mais rápido que puder. Valeu pela indicação.

As coisas estão vindo por aí. Não devo demorar.

Valeu.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

9MQ0La2zSGtDAF7Ry5Xhr2Pa81hWKXDhtaHzUWXVmob2875NzEN5uJKIO0kE541r5zAVXSlV9ee-4dHrRUjEdZsJl5MZ2tJRF9CFAAm_1HyT2eO_XcOm0nMu31gsgNlxygQE4fPwk5KLTXdneZGNfVGP_KpFMBpd9N13ji2gl7J1UH8NfV62euZM2w6mVbMIgSJG3mttNk8yKRacvGLZScihDky0_PoftuepteTsz1BMlx5N4seXyaO5VUIYqxvW9QdEuadRsPgP5lSEKZiLV-xEv6HwO2Yw9oHYxV1eQh4XjDpF7p7lBSVJw5ghvCnZGDqCUAnwwKZWh3g1iBj6v_teRm3tT0oGk5u7CeGrjorVyjR1UnvQ2eNMzy8EW_zZ03Dl7de2Nn8RlmJsRS0tso5EUKw4GhP0mqgNuzLjF-SJccYkXVBhZUJucX2urq52SjrRAZ-qVNOgKtIQLSJiPkYdN2Hj8hNnalIxOr5WpCrUbYvR8DcTYTTIrGTTLcsq6H8gGImL8FT7D0Iu83qPXmRk-NT8EakZ-70btKZTepA-k-2E4yGHtmh1xcYqjM9anEuAzMVrHFyxYU6BPEyfy5KrqP6Db7QVGCao8sQCeCwOD3zLuTu7NVIrAG3GO4Oui1To4xz7vBwXQ8z01O5CK3r6GewwCsPYMTuCNtB_Og=w800-h299-noTYYIPYqiOfK0fP8GU22DLE9Ez_CEstfu8181VC8fnOhIc-Z9_0IbUNgzSLpmAMw0dp62O7HK7O9ORv-nCSpOWHAjmY3spY8xfFjrkgBp3SBDsV2Dwb7yx6FnHY8kESgIXZwrO2mhoW41CGBKWS0wJJEqTxBIciUCNctpKb-TX18a9vXHVnnyfSfAFlHe1tqTv46ix-YYvBzhDg_9cQWuMCugME3ZmB92dUegX0nbp8Ph3QIm1SF9PRDPT2271c7ppC4gC3iXh2qvBirzH6WmSu4PxeUCHDusgfWBKhyrvyjw37KZiWDUHvrxiCEYGhMbjAbEe7Rt_kuOMtUEGwC54raw1US_jtLFq0yhgJg2MXFGzZDZeZ-C2RIXtUJcPXjZrdW1hX9gnkX4SJCyJpk_YvApYA4Q3Rngminw8qZ5rrabGZhegYxvFX3bGROO666cQDeU4nNGAtqrlSDm6zyOlzQlSnkCfDUAhygcyqh-nZMbdR6ufDdVA5AqcgTbb2FK52RkEQQQBNpC4wT34Z9yqtM-HxgxvkeuOXLPWN8EZXSUFs-3MsAYfEv88_8WZj1H9YX4rpkzBD5iXAdS1SPkFA2fcBZN_RV_VBgRqIC8523a1GzzVnzkklbeFyb9dJ9CQR4jYbSojzUlAfqusC2TP9FTqACthB0hlsxDdnkeGg=w800-h58-no

Agora que você já sabe que a palavra “Soccer” não foi uma invenção americana, está na hora de saber um pouco mais sobre as ligas que compõem o futebol nos EUA.

Para quem deseja conhecer a história e o momento atual do soccer norte-americano é preciso se acostumar com várias siglas. Assim como nos chamados “esportes americanos” precisamos temos as siglas NBA, NFL, MLB e NHL, no soccer precisamos nos acostumar como várias outras siglas, tais como NASL, USL e MLS. O uso de siglas faz parte da cultura esportiva dos Estados Unidos e é melhor não tentar escapar se o interesse é conhecer mais a respeito.

A federação responsável pelo futebol nos Estados Unidos é a United States Soccer Federation (USSF) filiada à FIFA desde 1913, um ano antes da antiga Confederação Brasileira de Desportos (CBD, atual CBF) ser fundada e uma década antes da filiação dela à FIFA. Também conhecida como US Soccer, a USSF optou por administrar apenas o futebol profissional, permitindo que o futebol semiprofissional e amador ficasse aos cuidados de uma associação subordinada a ela, a United States Adult Soccer Association (USASA).

Já vi várias vezes pessoas, inclusive jornalistas esportivos, falando que não há hierarquização entre as ligas de futebol nos EUA porque não há promoção/rebaixamento entre elas. Essa é uma ideia equivocada, pois desde 2010, por conta do imbróglio envolvendo a USL e a recém-criada NASL, a US Soccer estipulou critérios para determinar as três divisões do futebol profissional.

Os principais critérios para cada uma das divisões são os seguintes:

Division I (D1)

  • Mínimo de 12 franquias, aumentando para 14 após três anos de existência da liga;
  • As franquias norte-americanas devem estar localizadas em três fusos horários do país (Eastern, Central, Pacific);
  • 75% das franquias devem estar localizadas em áreas metropolitanas com pelo menos um milhão de habitantes;
  • Estádios com capacidade mínima para 15 mil pessoas;
  • O proprietário principal da franquia deve ter um patrimônio líquido de 40 milhões de dólares;
  • Somado com o patrimônio dos demais proprietários da franquia, o patrimônio líquido mínimo deve ser de 70 milhões de dólares.

Division II (D2)

  • Mínimo de 8 franquias, aumentando para 10 após três anos de existência da liga e para 12 franquias após seis anos de existência;
  • As franquias norte-americanas devem estar localizadas em dois fusos horários continentais do país e em três fusos (Eastern, Central, Pacific) após seis anos;
  • 75% das franquias devem estar localizadas em áreas metropolitanas com pelo menos 750 mil habitantes;
  • Estádios com capacidade mínima para 5 mil pessoas;
  • O proprietário principal da franquia deve ter um patrimônio líquido de 20 milhões de dólares.

Division III (D3)

  • Mínimo de 8 franquias;
  • Estádios com capacidade mínima para mil pessoas;
  • O proprietário principal da franquia deve ter um patrimônio líquido de 10 milhões de dólares.

Pode parecer estranho as ligas se organizarem em uma hierarquia quando não há promoção/rebaixamento, mas para os proprietários das franquias, a determinação de níveis facilita a definição do status de uma liga para o mercado, mesmo quando inferior a outra, bem como a busca por patrocínios, contratos de TV e até a expansão da liga com novas franquias, algo que ficava muito vago, antes da definição desses critérios.

Com a definição dos critérios em 2010, a partir de 2011 até o ano passado, a hierarquia do futebol profissional nos Estados Unidos estava da seguinte maneira: MLS (Division I), NASL (Division II) e USL (Division III). Contudo, uma profunda crise financeira abalou a NASL no final de 2016 e a configuração das três divisões do futebol profissional foi alterada pala USSF no início de 2017 e até o fim do ano, a Division III está vaga com a NASL e USL ocupando simultaneamente a Division II. Complicado? Em outro momento explico melhor as brigas entre a NASL e a USL.

Abaixo da três divisões profissionais estão as ligas semiprofissionais e amadoras administradas pela USASA com permissão da USSF. Ao todo são sete ligas que não estão dispostas hierarquicamente, mas que na prática são hierarquizadas. Na 4ª divisão temos a Premier Development League (PDL) e a National Premier Soccer League (NPSL), na 5ª divisão temos a USASA Elite Amateur Leagues, a American Soccer League (ASL) e a Premier League of America (PLA) e na 6ª divisão temos a United States Adult Soccer Association (USASA) e US Club Soccer (USCS).

Para o save, como eu disse no início do tópico, teremos quatro ligas: a MLS, a NASL, a USL e a PDL. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Maiiron_

Me interessa como tu vai manter a carreira dentro da liga sendo um treinador, a princípio, do quarto escalão. Se ganha o quarto escalão, não sobe e fica ali, estagnado. Pergunta sobre draft e contratações: Tem draft no quarto escalão e os tetos de salário são iguais?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Uma coisa que eu acho curioso é esse sistema de planejamento de regiões das quais devem vir as franquias e tal (aliás, puta termo horroroso, franquia - ele meio que sintetiza todo o meu asco pela forma estadosunidense de fazer esporte). Fazendo o save do Union Berlin li mais sobre a organização do futebol na Alemanha Oriental, e lembra muito isso. A ideia de que precisa de times de certas regiões na divisão principal, de uma organização central que cuida quais os times que as pessoas irão torcer e tal. É muito curioso ver dois sistemas de sociedade tão diferentes entre si, mas que acabam se aproximando tanto nessa ideia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Os celtas eram um conjunto de povos que ocupava grande parte do território da Europa por volta de 1.000 a.C., indo desde a atual Grã-Bretanha até o local onde hoje é a Turquia. Há muitas teorias sobre a origem e a expansão desses povos, mas é um período tão antigo que as raízes se perdem no tempo. É inclusive dessa época que surge a lenda do Rei Arthur, que teria liderado a resistência dos bretões celtas contra os romanos.
      Outro detalhe interessante é que, na cultura celta, "Brasil" era uma ilha mística situada em algum local do oceano, e a própria origem desse nome é céltica. Há quem acredite que os povos antigos já conheciam a origem do Brasil e que foram eles que introduziram, na cultura popular europeia, a informação de que existiam terras além mar cheias de riquezas e animais exóticos. Esse detalhe eu não sabia e quem compartilhou a informação foi o @Inner Logic.
      Entre outras coisas que se sabe concretamente, é notório que os celtas veneravam a natureza e que, entre seus pares, existiam os druidas, pessoas encarregadas das tarefas de aconselhamento, ensino, orientações filosóficas e jurídicas, e rituais religiosos. 
      Entre os druidas famosos, reais ou imaginários, estão o lendário Merlin e o Panoramix, que preparava a poção mágica do Asterix. E essa figura do druida sempre fascinou este que vos fala, o que levou a pesquisar mais sobre a cultura em questão e sobre sua história.
      Descobri, inclusive, que hoje existem seis nações apontadas como “célticas originais”, por manterem traços culturais ou de linguagem desse povo - País de Gales, Escócia, Irlanda, Bretanha (no norte da França), Cornualha (sul da Inglaterra) e Isle of Man (entre a Inglaterra e a Irlanda). Há ainda outras regiões onde a influência celta é considerada forte, como o Norte de Portugal, as regiões da Galícia e Astúrias na Espanha, e a antiga Gália (atuais França, Bélgica e norte da Itália). E há ainda territórios ocupados por antigas tribos celtas onde pouco se sabe sobre o legado deixado por eles, como o sul da Alemanha/Áustria e diversos países do Leste Europeu.
      No futebol, talvez a influência mais clara desses povos seja o Celtic FC da Escócia, batizado com objetivo de propagar o orgulho que os fundadores tinham dessa origem.
      Já havia lido sobre a liga de futebol do País de Gales e sentido bastante vontade de experimentá-la, talvez porque seja um país muito associado aos druidas. E a ideia se complementou com a descoberta das nações célticas.
      Assim, narrarei a carreira de Drew Johnson, um treinador galês fictício sem qualquer experiência, apelidado de “O Druida” por ser um adepto do Neodruidismo.
      A jornada se iniciará na terra natal de Johnson, uma vila de 7 mil habitantes chamada Cefn Mawr (se lê "Kevin Maur"), localizada no condado de Wrexham.

       


       


      Carreguei todas as nações celtas “originais”, algumas delas representadas pelo país onde se situam, e escolhi outras para representar os territórios com forte influência céltica. 
      Na database original do FM, a liga galesa só tem a Welsh Premier League, a elite do futebol local; para dar um pouco mais de emoção, ativei a segunda divisão através do update do Classen.
      Foi necessário deixar alguns países de fora - por exemplo, Itália, Alemanha e Áustria - até porque não sei se meu notebook aguentaria o tranco. Só para garantir, diminuí a qualidade gráfica e tirei as animações, aparentemente o jogo está rodando sem problemas.
      Acho que, no geral, ficou bem representativo e com boas opções de progressão de carreira.
       

       
      Conquistar pelo menos um título por cada país onde passar País de Gales Inglaterra - National League (Forest Green Rovers)
        Conquistar um título invicto; Conquistar, em uma temporada, todos os títulos em disputa; Vencer a Liga dos Campeões da Europa; Vencer a Copa do Mundo; Me divertir.
       
       
      Nunca pedir demissão no meio de uma temporada;
      Se receber uma proposta e estiver empregado, priorizar a assinatura de novos contratos para o início da temporada seguinte, fazendo o máximo possível para não abandonar nenhum clube durante uma competição.
       
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2036/2037, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      2039 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2038/2039, 3º lugar no Grupo G da Champions League 2039/2040
      2040 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Europa League 2039/2040, 1º lugar no Grupo G da Europa League 2040/2041
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner Um quinquênio que durou dois anos Uma debandada do Green Stadium A lei do ex é terrível Em meio a Euro 40, Hoops quebram recordes Dois pênaltis, dois destinos Um pardal verde Queria contra-atacar como a máquina Uma estrada cheia de buracos
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Real Racing Club Santander, S.A.D.
      O clube da cidade de Santander teve sucesso relativo na Espanha, mantendo-se na primeira divisão do país em 15 das 16 temporadas entre 1996/97 e 2011/2012, só não esteve presente em 2001/02. Em todas essas temporadas em La Liga, o Racing superou a décima posição apenas uma vez, quando terminou em sexto na temporada 2007/08, ganhando assim a vaga continental. Los Verdiblancos terminaram em quarto, num grupo que continha Twente, Manchester City, Schalke e PSG, perdendo apenas um jogo e vencendo o Manchester City, que terminou na liderança do grupo. Conseguiram se manter na liga principal até 2011/12, quando começou a cair sucessivamente até chegar à Terceira Divisão, 2 anos mais tarde. O clube ensaiou uma reação em 2014/15, quando conseguiu o acesso para a Segunda Divisão, mas logo caiu de volta e até o presente não mais saiu de lá.

      O Racing Santander manda seus jogos no folclórico estádio El Sardinero, que tem capacidade para pouco mais de 22 mil espectadores. Entre os nomes que desfilaram por esse aconchegante estádio vestindo a camisa do Racing, estão: Felipe Melo (Palmeiras), Henrique (Corinthians), Ezequiel Garay (Valencia), Yossi Benayoun (ex-Chelsea e Liverpool), Giovanni Dos Santos (LA Galaxy), Sérgio Canales (ex-Real Madrid), Marcos Alonso (ex-Barcelona e A. Madrid, pai de Marcos Alonso do Chelsea) e Christian Stuani.

      Sem nunca ter conquistado um título de expressão, o Racing Santander caiu ao fundo do poço por causa de uma crise financeira e nunca mais conseguiu se reerguer. A saída do treinador Pedro Muntis para o Ponferradina e a falta de recursos para buscar um técnico fora de Santander, obrigaram o clube a promover o Técnico Marco Botín, que terá um contrato curto, de apenas 1 ano. O jovem treinador de 26 anos terá que provar o seu valor e o seu amor pelo clube da cidade.
       
      Objetivos
      [Secundários]
      - Subir de volta à La Liga
      - Ter um jogador convocado por uma seleção top 10 mundial
      - Fortalecer as estruturas das divisões de base do clube ao máximo
      - Ampliar o Sardinero
      - Transformar ao menos 3 jogadores contratados por mim em lendas do clube

      [Primários]
      - Terminar acima do décimo lugar em La Liga
      - Chegar a uma competição continental
      - Construir um novo estádio
      - Vencer uma competição de nível nacional 
      - Vencer uma competição intercontinental
      - Ser Campeão Mundial de Clubes
      - Tornar-se uma lenda no clube
       
    • IgorNatalino
      By IgorNatalino
      Estamos animados em apresentar a todos, a criação do tópico para os kits FC'12, um projeto do FM Slovakia, para a temporada 2018-2019.
      Para os que gostam do nosso estilo de kits, aqui ficarão todos os links úteis e atualizações sobre o lançamentos dos kits, principalmente os brasileiros feitos por mim; A ideia principal do tópico é entregar packs de qualidade para todos jogadores do FM.
      Gosta de acompanhar o desenvolvimento dos kits e saber quais estão sendo produzidos?
      Nos acompanhe no Facebook - https://www.facebook.com/groups/allstar.kitmakers/
      Parceiros:
      FM Slovakia - http://fmslovakia.com/

      Todos os Kits produzidos na temporada 2016-2017:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201617/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2017-2018:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201718/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2018-2019:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2019-2020:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2019-20/

      Como instalar:
      Passo 1:
      Faça o download do pack e extraia usando Winrar ou 7-zip.
      Passo 2:
      Copie a pasta com os arquivos para:
      \Documents\Sports Interactive\Football Manager 201x\graphics\kits\
      p.s: Crie as pastas Graphics e Kits caso não existam.
      Passo 3:
      Abra o FM e vá em Preferências > Interface
      Marque "Recarregar Skin quando confirmar alterações nas preferências"
      Desmarque "Usar cache para reduzir o tempo de carregamento das telas"
      Tutoriais FC'12 (Inglês):
      Como criar kits com templates:
      https://www.youtube.com/watch?v=RDCOCkivnP4
      Como criar um template (Do zero):
      https://www.youtube.com/watch?v=up4P2sMZaus
      Política de Redistribuição:
      Para as pessoas que queiram disponibilizar packs em seus sites, vocês deveram linkar a respectiva página do pack oficial no FMSlovakia, não podendo ter seu próprio host do arquivo. Obrigado!
      FMSlovakia.com não como objetivo o lucro, só queremos ajudar a comunidade de Football Manager. Entretanto, considerando a quantidade de trabalho, um reconhecimento não seria de todo ruim, então obrigado em adianto por respeitar nosso trabalho e regras.
      ATENÇÃO
      O pack pertence ao seu criador, e ao site FMSlovakia.com. Disponível para quem quiser usar, mas apenas para uso pessoal . Os únicos links de downloads autorizados são no site oficial ou qualquer outro autorizado pelo autor. Ações legais poderão ser tomadas pelo autor.
      Gostou do nosso trabalho e esta disposto a doar uma pequena quantia?
      Sua doação será muito mais que bem vinda e garantirá o futuro do projeto.
      https://fmslovakia.com/donate/
      PS: Qualquer doação é destinada ao criador do projeto (Patres10) e ao site oficial FMSlovakia.
       
      Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, deixe sua postagem!

      Quer nos ajudar?
      Me contate para fazer parte do All Star Kitmakers.
    • El Ligero
      By El Ligero
      Boa noite a todos! Retorno a esta área após algum tempo de reflexão depois de abandonar o Mogi Mirim por ter perdido a graça muito cedo. Espero que dessa vez eu consiga levar a história até o final.

      “Depois de cair na primeira fase da Copa do Rei e da Copa da Federação Espanhola, o Extremadura Unión Deportiva continuou sua odisséia de más atuações e chegou há 13 rodadas para o fim da Segunda División abrindo a zona de descenso para o quarto escalão do futebol espanhol.

      Desesperados, Los Azulgranas demitiram o técnico Juan Sabas e anunciaram até o final da época o antigo treinador das camadas jovens, um uruguaio de 38 anos chamado Viktor Tabárez. O sobrenome não é mera coincidência, Viktor é filho do técnico lendário da seleção do Uruguai Óscar Tabárez e tentará seguir os passos do seu pai.
      Com mais da metade da época transcorrida terá a ingrata missão de salvar o clube do descenso apesar das limitações técnicas e dos cofres vazios.”

×
×
  • Create New...