Jump to content

O Staff Perfeito


Henrique M.

Recommended Posts

  • Vice-President

MJuuXhU.jpg

Encontrei um excelente material no site britânico The Away Stand (www.thewaystand.co.uk), que trazia os melhores staffs para cada função. Pretendo usar esse tópico criado pelo membro Rico do TAS e com colaboração de Pancakes do mesmo TAS para mostrar o que procurar em cada staff para você conseguir aqueles treinos 5 estrelas. Tomem esse post não como uma indicação, mas sim um indicador de que atributos procurar em cada staff.

Diretor de Futebol

Bryan Robson - Livre - Aproximadamente 32 mil por mês.

O famoso bom e barato. Apesar de ser mais velho que o desejado, ele tem uma distribuição perfeita de atributos nas mais variadas áreas. Ele vai querer ser olheiro, mas ele será melhor empregado como Diretor de Futebol.

H1whh2S.png

Auxiliar Técnico

Mauro Tassoti - Milan - Liberação por aproximadamente 5 milhões de reais - aproximadamente entre 150 mil e 300 mil reais por mês

Obviamente é muito caro, mas ele é o melhor auxiliar que você poderia ter. Com excelente atributos em Gestão de Recursos Humanos, Conhecimento Tático e Motivação além de muitas outras coisas. Você pode delegar ele diversas tarefas e ele se sairá bem em todas.

FEgQySu.png

Diretor do Futebol Juvenil

Tony Carr - West Ham - liberação por aproximadamente 300 mil - aproximadamente 25 mil por mês

É excepcional quando se trata de Trabalho com Jovens, além de ser excelente para julgar a capacidade e o potencial de jogadores. E além disso tudo, ainda tem bons atributos de treino.

0MRc9fI.png

Treinador Sub-21

Alessandro Nesta - Livre - Aproximadamente 40 mil por mês

Grandes atributos, salário baixo, multitarefas e ainda tem um excelente Trabalho com Jovens e ele ainda pode dar uma cobertura no treino de goleiros.

epecciC.png

Treinador Sub-18

Paul McGuiness - Manchester United - liberação por aproximadamente 400 mil reais - aproximadamente 70 mil reais por mês

Jovem e que passou toda sua vida jogando no Manchester e agora tem sua chance como staff. Tem muitos anos de carreira e é excelente para fazer o trabalho com seus jovens jogadores. Além de ter alto nível em julgar o potencial dos jogadores e em Gestão de Recursos Humanos, então pode confiar seus garotos a ele.

7QjQik0.png

Preparador - Ataque

Leão - Livre - aproximadamente 75 mil por mês

Sim, ele mesmo. Aquele Leão que já treinou diversos clubes pelo Brasil. Ele será usado como Preparador de Ataque, mas pode ajudar em outras áreas também. Além de ter um conhecimento como olheiro interessante no Japão.

6Xcjc8W.png

Preparador - Defesa

Paulo César Batista dos Santos - Livre - aproximadamente 20 mil por mês

Um grande preparador. Apenas mais um dos grandes preparadores brasileiros do jogo, dos Santos é realmente um excelente preparador para a defesa e é muito barato. Qualquer um que consiga atraí-lo deve contratá-lo.

xW0jpNi.png

Preparadores Físicos

José Mário Campeiz - Livre - aproximadamente 40 mil por mês

Mais um grande preparador brasileiro, Campeiz é praticamente o preparador físico que você pediu a Deus. Ele é um preparador cinco estrelas tanto para Força quanto para Aeróbico, então cabe a você decidir aonde encaixá-lo.

zvufnC4.png

Darlan Schneider - Livre - aproximadamente 30 mil por mês

Lá se vai mais um brasileiro, o terceiro seguido, mas não podíamos deixar esse passar. Mais um preparador físico 5 estrelas, tal qual Campeiz. Porém ele é mais barato e tão bom quanto.

yGrOtwv.png

Preparadores de Goleiros

Ricardo Palmeira - Bahia - liberação por aproximadamente 250 mil - aproximadamente 15 mil por mês

Alto nível em Goleiros junto com determinação, motivação e disciplina faz com que ele seja perfeito para a função. Porém você deve contratar um outro treinador com alto Trabalho com Jovens.

ziSZB2d.png

Christopher Sales - Livre - aproximadamente 25 mil por mês

Cai no mesmo caso de Ricardo Palmeira.

FZTicAr.png

Preparador - Táticas

Fabrizio Castori - Livre - aproximadamente 80 mil por mês

Um preparador tático muito bom, proficiente em Tática e possivelmente em aspectos mentais, o que é útil. Alta Disciplina e Trabalho com Jovens significam que ele ajudará a desenvolver muito bem seus jovens.

wwW1vHh.png

Olheiros

Francis Cagicao - Arsenal

Mauro Pederzoli - Livre

Jeff Vetere - Livre

Michael Piwowarski - Livre

Natal - Cruzeiro

Budimir Vujavic - Manchester United

Soren Lernby - Livre

Jorge Alvial - Chelsea

Lembrando que essa formaria o melhor conhecimento dos olheiros possível, aumentando o próprio conhecimento do clube.

Fisioterapeutas

David Fevre - Blackburn - Liberação por aproximadamente 750 mil - aproximadamente 50 mil por mês

Chris Morgan - Liverpool - Liberação por aproximadamente 205 mil - aproximadamente 90 mil por mês

Link para o post original: http://www.theawaystand.co.uk/community/blog/42/entry-126-perfect-staff-room/ (em inglês)

Link to comment
  • Replies 57
  • Created
  • Last Reply
  • General Director

Ficou faltando aí o preparador pra "Controle de Bola" e pra "Finalização".

Mas a lista é ótima sim, os brasileiros inclusive eu já conhecia todos, menos o Leão (me surpreendeu).

Link to comment
  • General Director

Uma dúvida que tenho é no caso de Chutes a Gol. São treinadores com perfis ofensivos altos?

Treino "Ofensivo" e de "Técnica", além da tríade DDM (determinação + disciplina + motivação).

Link to comment

Treino "Ofensivo" e de "Técnica", além da tríade DDM (determinação + disciplina + motivação).

Opa, Valeu pela informação Léo.

Link to comment
  • Vice-President

Ficou faltando aí o preparador pra "Controle de Bola" e pra "Finalização".

Mas a lista é ótima sim, os brasileiros inclusive eu já conhecia todos, menos o Leão (me surpreendeu).

Eu só traduzi e adaptei. Nem me toquei na ausência desses.

Link to comment

Boa lista.

Na minha opinião, Luiz Fernando de Moraes é um dos melhores (se não o melhor) Diretor de Futebol Juvenil do jogo.

Excelente avaliação de PA e CA, determinado, boa adaptabilidade e excelente gestão de recursos humanos e trabalho com jovens:

th_338877708_LuizFernandoMoraes_GeralPer
Link to comment
  • 2 weeks later...
  • Vice-President

Boa lista.

Na minha opinião, Luiz Fernando de Moraes é um dos melhores (se não o melhor) Diretor de Futebol Juvenil do jogo.

Excelente avaliação de PA e CA, determinado, boa adaptabilidade e excelente gestão de recursos humanos e trabalho com jovens:

th_338877708_LuizFernandoMoraes_GeralPer

O importante é termos noção de quais atributos transformam o seu staff em um staff 5 estrelas e é essa a intenção do post.

Link to comment

O Diretor de Futebol Juvenil vai influenciar na qualidade do recrutamento jovem?

O adjunto pra mim precisa ter também boa avaliação da capacidade do jogador, pra recomendar os titulares mais precisamente.

Link to comment

http://www.mypassion4footballmanager.com/2013/10/football-manager-2014-best-coaches.html

Acredito que esta é a lista mais completa para staff. Sempre me ajuda e vem a calhar.

Acho que listas sempre te limitam muito.

Mas achei esse artigo bastante instrutivo: http://www.mypassion4footballmanager.com/2012/11/football-manager-2013-training-get-the-best-coaches.html

Link to comment

O Diretor de Futebol Juvenil vai influenciar na qualidade do recrutamento jovem?

O adjunto pra mim precisa ter também boa avaliação da capacidade do jogador, pra recomendar os titulares mais precisamente.

Se ele estiver com a função de recrutar jogadores jovens para o time, acredito que sim. Quando maior o valor de PA e trabalho com jovem, acho que melhores jovens ele irá encontrar.

Pelo menos no meu save com o Rangers está sendo assim. Contratei o Luiz Fernando de Moraes, faz 2 temporadas, e por coincidência ou não, nas últimas 2 fornada de jovens, vieram 1 com 5*, 2 com 4,5* e 1 com 4* de PA. Nas passadas, antes dele, o melhores que vieram foram 1 com 4* e 2 com 3,5*.

Link to comment

Se ele estiver com a função de recrutar jogadores jovens para o time, acredito que sim. Quando maior o valor de PA e trabalho com jovem, acho que melhores jovens ele irá encontrar.

Pelo menos no meu save com o Rangers está sendo assim. Contratei o Luiz Fernando de Moraes, faz 2 temporadas, e por coincidência ou não, nas últimas 2 fornada de jovens, vieram 1 com 5*, 2 com 4,5* e 1 com 4* de PA. Nas passadas, antes dele, o melhores que vieram foram 1 com 4* e 2 com 3,5*.

Quando você deixa nas mãos dele acontece o que?

Porque aqui tá funcionando do seguinte modo, tem aquele dia de experiência rola um jogo e você dá contrato de formação pra quem achar interessante. O papel do diretor é colocar jogadores melhores nesse dia de experiência ou oferecer esse pré-contrato?

Link to comment

Quando você deixa nas mãos dele acontece o que?

Porque aqui tá funcionando do seguinte modo, tem aquele dia de experiência rola um jogo e você dá contrato de formação pra quem achar interessante. O papel do diretor é colocar jogadores melhores nesse dia de experiência ou oferecer esse pré-contrato?

Não sei se é coincidência, mas depois que eu o contratei e coloquei com a função de "Recruta juniores para o clube e informa-o do seu desenvolvimento", começaram a aparecer bons newgens na fornada de jovens. Isso porque não mexi na academia de formação, nas estruturas, etc. Isso me fez acreditar que um bom diretor juvenil, nessa função, ajuda a trazer bons jovens nas fornadas...claro, nem sempre, mas aqui melhorou 100%.

Outra função que deixei pra ele, foi a de "procurar e apresentar proposta por jogadores com potencial para o futuro". Vira e mexe ele encontra um nego bom.

Sobre esse jogo de experiência, nunca encontrei alguém bom, então eu meio que deixo de lado. Mas nesse caso, acho que o diretor juvenil não influencia em ter jogadores melhores nesse jogo.

Link to comment

Não sei se é coincidência, mas depois que eu o contratei e coloquei com a função de "Recruta juniores para o clube e informa-o do seu desenvolvimento", começaram a aparecer bons newgens na fornada de jovens. Isso porque não mexi na academia de formação, nas estruturas, etc. Isso me fez acreditar que um bom diretor juvenil, nessa função, ajuda a trazer bons jovens nas fornadas...claro, nem sempre, mas aqui melhorou 100%.

Outra função que deixei pra ele, foi a de "procurar e apresentar proposta por jogadores com potencial para o futuro". Vira e mexe ele encontra um nego bom.

Sobre esse jogo de experiência, nunca encontrei alguém bom, então eu meio que deixo de lado. Mas nesse caso, acho que o diretor juvenil não influencia em ter jogadores melhores nesse jogo.

Esse jogo de experiência eu já fui ao estádio e ainda fui notícia de ter sido avistado, o que dava motivação a mais pros jogadores, segundo a notícia. Vou procurar um Diretor melhor, então.

Link to comment

Esse jogo de experiência eu já fui ao estádio e ainda fui notícia de ter sido avistado, o que dava motivação a mais pros jogadores, segundo a notícia. Vou procurar um Diretor melhor, então.

Foque em capacidade de PA, gestão de recursos humanos, motivação, determinação, conhecimento tático e trabalho com jovens.

CA e adaptabilidade são bons tbm. Acho que o atributo "psicológicos" ajuda em algo.

Link to comment

Cara procurei a maioria desses treinadores/diretores/preparadores hsuhUSQ e não encontrei.. ( Nem o Leão o.O )

Sabe me dizer qual o motivo?

Link to comment
  • Vice-President

Cara procurei a maioria desses treinadores/diretores/preparadores hsuhUSQ e não encontrei.. ( Nem o Leão o.O )

Sabe me dizer qual o motivo?

Talvez sua DB seja pequena e não envolva muito os staffs do Brasil dependendo das ligas carregadas.

Link to comment

Talvez sua DB seja pequena e não envolva muito os staffs do Brasil dependendo das ligas carregadas.

Entendo...Sabe onde posso Aumentar o número da minha DB para pode assim conseguir contratar melhores Treinadores? ^^ ( Ainda estou em faze de aprendizagem )

Link to comment
  • Vice-President

Entendo...Sabe onde posso Aumentar o número da minha DB para pode assim conseguir contratar melhores Treinadores? ^^ ( Ainda estou em faze de aprendizagem )

Escolhendo mais ligas quando se inicia um novo save ou adicionando elas durante o jogo (Para Adicionar durante o jogo vá em FM->Adicionar/Remover Ligas e selecione, geralmente ocorrerá na virada da temporada) ou então criando uma DB personalizada ao criar um novo save.

Link to comment

Outra coisa, no início do jogo deixei a opção pra poder ~mascarar~ o atributo dos jogadores dos outros times... Há a possibilidade de alterar em algum lugar e deixar aparecendo normalmente todos?

Link to comment

Outra coisa, no início do jogo deixei a opção pra poder ~mascarar~ o atributo dos jogadores dos outros times... Há a possibilidade de alterar em algum lugar e deixar aparecendo normalmente todos?

Não,so pode alterar quando vai criar o jogo depois que criou não tem mais como mudar

Link to comment

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • Helio Nery
      By Helio Nery
      Tenho os seguintes manager, 2013,2014 e 2015, quem tiver atualização para 2023, me chama no zap 7.5.9.8.8.6.1.1.7.9.5!
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Cada jogador dentro do FM tem uma quantidade de atributos de personalidade ocultos pelo jogo que afetam como ele desempenha seu futebol, como ele se sai nos treinos, como ele interage com os outros jogadores e com o treinador, como ele interage com a imprensa e se adapta a um novo clube.
      Os atributos de personalidades, em conjunto com os atributos mentais Determinação e Liderança são usados para determinar a descrição da personalidade do jogador, que fica no próprio perfil do jogador.
      Os efeitos de cada personalidade são descritos abaixo, seguido por detalhes de quais atributos estão atrelados a cada tipo de personalidade.
      Aprendendo a Personalidade de um Jogador
      Você pode ter uma ideia dos atributos da personalidade de um jogador não apenas pela interpretação da descrição que o jogo lhe dá, mas também observando como o jogador reage a certas situações, como as palestras individuais, quando você tiver uma conversa privada com ele, quando comentários são feitos sobre ele na imprensa ou quando ele mesmo faz comentários na imprensa. Adicionalmente, você deve se manter de olho na satisfação do jogador por qualquer indicação de quais são seus atributos de personalidade.
      Criar Notas na seção adequada da aba "Histórico" pode lhe ajudar a acompanhar e decifrar os atributos do seus jogadores.
      Gerenciando as Personalidades
      Entender a personalidade de um jogador lhe dará uma ideia de como geralmente lidar com ele, como em suas palestras. Por exemplo, se você tiver um jogador com altos atributos em Determinação e Pressão (atributo de personalidade) você poderá ser mais exigente com ele no jogo, enquanto um jogador com baixo atributo tem que ser encorajado ou ter a pressão retirada de suas costas. Similarmente, se muitos dos jogadores tiverem Ambição (atributo oculto) elevada então é sempre bom ser positivo quanto as suas chances em um jogo nas conferências de imprensa.
      Personalidades & Construção do elenco
      É importante tentar construir um elenco com jogadores que tenham personalidades positivas. Esses jogadores terão uma melhor atitude dentro e fora do campo, enquanto podem ser tutores muito úteis para os jovens jogadores, já que passariam características boas para eles. Você pode ter uma ideia de qual personalidade é mais evidente no seu elenco vendo a "Personalidade do Plantel", na aba 'Informação do Clube" da seção "Clube".
      Particularmente, é muito interessante ter um alto número de jogadores com bom Profissionalismo (atributo de personalidade) no elenco. Tais jogadores são os melhores tutores, já que melhorar esse atributo de jovens jogadores ajudarão eles a se desenvolverem rapidamente no futuro e também se aproveitar dos benefícios do Profissionalismo, que serão detalhados abaixo.
      Jogadores com boa Determinação também são benéficos para o elenco, assim como os que tem Ambição. Entretanto, se estiver treinando uma equipe pequena e estiver preocupado com os jogadores querendo sair, ter jogadores com boa Lealdade deve ser preferencial.
      Além disso, construir um elenco com jogadores com personalidades parecidas ajudarão na Harmonia da Equipe, já que será mais provável que seus jogadores desenvolvam uma boa relação entre eles e brigas serão raras, resultando numa moral melhor e melhores resultados em campo.
      Atributos de Personalidade
      Adaptabilidade - O quão bem um jogador se adapta a um novo país, uma nova cultura.
      Ambição - O quanto um jogador quer o sucesso. Jogadores mais ambiciosos se desenvolvem bem mas é mais provável que desejem sair de um time pequeno quando estiver se destacando ou se seu time não ganhar títulos.
      Controvérsia - O quão sincero um jogador vai ser com a imprensa. Jogadores com uma alta Controvérsia tem a tendência de criticarem seus treinadores publicamente.
      Lealdade - O tanto que um jogador deseja permanecer no mesmo clube. Jogadores leais tem menos chances de aceitar uma oferta melhor de outros clubes.
      Pressão - O quão bem um jogador se sai em situações desafiadoras. Quanto mais alto for em um jogador, mais difícil será ele sentir a pressão das expectativas, por exemplo, quando um treinador adversário comenta sobre ele na imprensa, ou quando o time está lutando por títulos ou para escapar do rebaixamento perto do final da temporada, assim como geralmente nas partidas. Se o jogador estiver preocupado ou chateado com alguma coisa, pode significar que ele tem o atributo baixo.
      Profissionalismo - O tanto que um jogador trabalha duro e o tanto que sua atitude geral é boa. Jogadores mais profissionais terão uma atitude excelente fora de campo, por exemplo, responderão bem a algum tipo de disciplina aplicada, como um aviso por uma péssima exibição. Geralmente, costumam se desenvolver bem, aguentam cargas de treinos mais pesadas e tem carreiras longas.
      Desportivismo - O quão ético o jogador é em uma partida. Jogadores mais desportivistas terão menos chances de trapacear, por exemplo, simular faltas e pênaltis e tem mais chances de jogar a bola para fora quando um jogador está machucado.
      Temperamento - O quão calmo um jogador é em situações ruins contra ele. Jogador com um alto temperamento terão menos tendência a se revoltar quando sofrem faltas, quando o time está perdendo ou quando as decisões tomadas vão contra sua equipe. Se um jogador fica enfurecido, pode indicar que ele tem um alto Temperamento e um baixo Profissionalismo.
       
      Descrição das Personalidades
      Personalidades Positivas
      Cidadão modelo - Bons atributos de Ambição, Determinação, Lealdade, Pressão, Profissionalismo, Desportivismo e Temperamento; Perfeccionista - Bons atributos de Ambição, Determinação e Profissionalismo, mas baixo atributo de Temperamento; Decidido - Bons atributos de Ambição e Determinação; Profissional Modelo/Profissional/Razoavelmente profissional - Bom atributo de Profissionalismo; Cheio de Energia - Bons atributos de Pressão e Profissionalismo; Evasivo - Bons atributos de Pressão e Profissionalismo; Reservado - Baixo atributo de Controvérsia, mas bom atributo de Profissionalismo; Determinado/Razoavelmente Determinado - Bom atributo de Determinação; Líder Carismático - Bons atributos de Liderança, Desportivismo e Temperamento; Líder Nato - Altíssimos atributos de Liderança e Determinação; Líder - Altíssimo atributo de Liderança; Vontade de Ferro - Alto atributo de Pressão e bom atributo de Determinação; Persistente - Alto atributo de Pressão e bom atributo de Determinação; Calmo - Bons atributos de Pressão e Temperamento; Muito Ambicioso/Ambicioso/Razoavelmente Ambicioso - Bom atributo de Ambição, mas baixo atributo de Lealdade. Personalidades Negativas
      Volátil - Baixo atributo de Temperamento; Confrontador - Baixos atributos de Desportivismo e Temperamento; Temperamental - Baixíssimo atributo de Temperamento; Pavio Curto - Alto atributo de Controvérsia, mas baixo atributo de Temperamento; Franco - Alto atributo de Controvérsia; Casual - Baixíssimos atributos de Profissionalismo e Determinação; Baixa Determinação/Facilmente Desencorajado - Baixíssimos atributos de Determinação e Ambição; Baixa autoestima - Baixíssimos atributos de Determinação e Pressão; Acomodado - Sem Profissionalismo e baixo atributo de Determinação; Sem Energia - Sem Pressão e baixo atributo de Determinação; Sem Ambição - Baixíssimo atributo de Ambição; Personalidades Neutras
      Equilibrado - Atributos balanceados de Controvérsia, Lealdade, Profissionalismo, Desportivismo e Temperamento; Espirituoso - Bons atributos de Pressão e Temperamento razoável, mas baixo atributo de Profissionalismo; Antidesportivo/Realista - Baixíssimo atributo de Desportivismo; Sereno - Bons atributos de Pressão e Desportivismo; Devotado/Altamente Leal/Leal/Razoavelmente Leal - Altíssimo atributo de Lealdade, mas baixo atributo de Ambição; Honesto/Desportivo/Razoavelmente Desportivo - Bom atributo de Desportivismo, mas baixo atributo de Determinação; Amigo da Imprensa - Baixo atributo de Controvérsia; Balanceado - Tem uma personalidade mista que não se encaixa em nenhuma das descritas acima.
    • just12
    • just12
      By just12
      As lesões no FM são bastante comuns assim como na realidade, a questão é como diminuir a quantidade e o tempo que elas retiram um jogador de atuação. Conhecer as lesões mais frequentes, entender os fatores de risco e traçar estratégias preventivas são fundamentais para termos sucesso nesta área.

      Milhões são gastos anualmente em contratações caras e salários na casa dos milhões, porém tudo isso poderá ir por terra se não houver uma boa equipe técnica e uma boa gestão médica por parte do Manager. Isso se torna ainda mais importante quando se trata de equipes menores, onde a estrutura é sucateada e os funcionários da STAFF são escassos e de baixa qualidade. Uma equipe médica adequada pode custar por volta de 3% da folha salarial do elenco.

      Na área médica do Football Manager temos dois profissionais primordiais, que são os fisioterapeutas, responsáveis por prevenir e recuperar lesões e os cientistas desportivos (fisiologistas), responsáveis por analisar/gerir a condição física e o risco de lesão dos jogadores.
      Além disso, podemos dizer que a estrutura proposta pelo clube como centros de treinamento e condições de treino ajudam demais estes profissionais. Treinar em um gramado duro e fazer musculação em uma academia com aparelhos velhos pode não só prolongar o tempo de lesão de um jogador como também podem gerar ainda mais lesões.

      Jogadores incapacitados afetam diretamente a equipe já que não podem ser utilizados. Com o maior número de baixas, menos peças o treinador terá à disposição e consequentemente menores as chances de alcançar lugares melhores na liga ou em competições internacionais. Atletas contundidos tendem a perder atributos e/ou diminuir seu potencial, o que pode ser crucial na vida de um jovem atleta que poderia ser uma estrela caso não se lesionasse seriamente numa idade em que seus atributos deveriam estar evoluindo com grande progressão.
       
      As lesões mais frequentes no Futebol:
      → Estiramentos e distensões musculares: ambos ocorrem devido ao alongamento excessivo do músculo, mas em locais diferentes: enquanto o estiramento acomete as fibras musculares, a distensão pode ser definida como uma lesão na junção musculotendínea ou no tendão. A classificação também é a mesma: pode não haver ruptura do tecido, ruptura parcial ou completa. Distensões musculares são as lesões mais frequentes em jogadores de futebol;

      → Fraturas por estresse: lesão decorrente da utilização excessiva do osso, que, não suportando a pressão sofre uma fissura. Na maioria das vezes, a sobrecarga acontece por causa do aumento da intensidade do treino e/ou partidas em sequência sem descanso adequado;

      → Entorses: tipo de lesão mais frequente no meio esportivo, é provocada por uma excessiva distensão dos ligamentos e das demais estruturas que garantem a estabilidade da articulação. Pode ocorrer devido a movimentos bruscos, traumatismos, má colocação do pé ou um simples tropeço. Os órgãos mais afetados são tornozelo (tibiotársica) e joelho. No futebol, entorse de joelho com ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA) é a lesão incapacitante mais comum, ao lado de problemas nos meniscos;

      → Contusão: resultado de um forte impacto em qualquer parte do corpo, pode causar lesão nos tecidos moles da superfície, músculos, tendões ou ligamentos articulares;

      → Luxação: ocorre quando uma força violenta atua direta ou indiretamente numa articulação, empurrando o osso para uma posição anormal. Embora, de forma leiga possa ser apontado como algo simples, às vezes é mais grave do que uma fratura.
       
      Os fatores de risco para as Lesões são:

      → Propensão do jogador a lesão: há um atributo oculto de 0 a 20 que mostra o quão um jogador é mais propenso a se lesionar. Caso seja importante, o seu preparador lhe avisará no relatório do jogador;

      → Baixa energia: jogadores que não se recuperam totalmente de uma partida ou treino terão maior facilidade em se lesionar;

      → Aptidão Física: mostra quanto um jogador consegue se recuperar de uma partida para outra e quão mais rápidos conseguem se recuperar de uma lesão sem perder atributos;

      → Alto número de partidas em um curto período de tempo: jogar domingo e quarta toda semana sem o devido descanso pode gerar acúmulo de fadiga e consequentemente lesões;

      → Falta de ritmo de jogo: jogadores quando ficam muito tempo sem partidas diminuem seu ritmo de jogo e aumentam seu risco de lesão;

      → Estado do gramado: gramados em péssimo estado são grandes catalizadores dos mais diversos problemas físicos;

      → Treinamento inadequado: a planilha de treinos elaborada pelo Auxiliar Téc. pode ser problemática em muitos aspectos, inserindo treinos e cargas de trabalho desalinhadas, promovendo maior fadiga nos atletas e consequentemente mais lesões;

      → Apressar retorno do jogador depois de uma lesão: quanto menor a qualidade do fisioterapeuta, maior a chance dele errar e apressar o retorno do jogador aos treinos e jogos;

      → Intensidade tática: táticas com ritmo mais rápido, marcação-pressão e de forma cerrada, linhas elevadas e busca incessante do contra-ataque podem gerar forte desgaste nos atletas;
      → Clima: exposição ao frio, chuva, neve, altitude, calor e umidade provocam alterações fisiológicas como a desidratação, aumento do número de quedas e do risco traumático. Condições chuvosas implicam um aumento do contato direto entre os jogadores e alterações do terreno de jogo, predispondo para lesões traumáticas. O calor e a humidade traduzem estados de desidratação com aumento de lesões por fadiga, devido ao intenso desgaste físico.
       
      Estratégias Preventivas:

      Como comentamos anteriormente, cientistas desportivos e fisioterapeutas trabalham em conjunto prevenindo lesões, além disso podemos destacar uma boa pré-temporada (falaremos disso detalhadamente mais adiante), treinamento com cargas adequadas, boas instalações de treino, boa qualidade do gramado de jogo (pedir a direção para trocar o gramado), saber quando aumentar e diminuir a intensidade tática durante a temporada, dosar a carga de jogos de cada jogador e cuidados no retorno do jogador aos treinos e jogos após uma lesão.
       
      ◉ Pré-temporada Preventiva

      A pré-temporada deve por excelência destinar as 2 primeiras semanas ou mais para treinamento da parte física, visando melhoria dos atributos, principalmente focados em aptidão física e resistência, que serão úteis durante toda a temporada. Nas semanas a seguir o foco seria o aumento do ritmo de jogo dos atletas com os amistosos.

      Nos primeiros amistosos da época, é recomendável que a intensidade tática seja baixa e os jogadores joguem por no máximo 45 minutos, o que irá aumentando progressivamente conforme o ritmo de jogo melhora e a fisiologia diminui a chance de lesão dos jogadores.

      Sabemos que em alguns países, principalmente no Brasil, é bem complicado fazer uma pré-temporada adequada por conta dos estaduais, porém deve-se fazer o melhor possível dentro da realidade de cada calendário, por vezes usando o estadual como parte da pré-temporada.

      O quadro acima mostra a baixa aptidão física (ritmo de jogo) e consequentemente o elevado risco de lesão.
       
      ◉ Qualidade do gramado

      No quadro acima é mostrada a qualidade perfeita do gramado, porém muitas equipes possuem gramados ruins, muito ruins ou somente OK, o que pode ser mudado pedindo a diretoria que melhore a grama ou mude para grama sintética.
       
      ◉ Evitar uma nova lesão

      O quadro vermelho ao lado do jogador indica que o jogador está em tratamento, já o quadro laranja indica que o mesmo está em fase final de reabilitação. Nessa última fase o jogador ainda não voltou aos treinos com bola mas pode ser relacionado para o próximo jogo, o que poderia gerar uma recidiva (nova lesão). E mesmo que o jogador esteja totalmente liberado, ainda assim é recomendável que treine em meia intensidade por ao menos 7 dias, voltando aos jogos após este período e por no máximo 45 minutos, com aumentos progressivos. Jogadores lesionados podem ser curados de lesões recorrentes caso procurem um médico especialista.
      → Rotação de elenco: buscar junto à fisiologia entender os jogadores que estão com risco muito elevado de se lesionar e fazer a devida gestão/rotação de elenco;
      → Gestão do treino: gerir o próprio treino ou supervisionar o trabalho do Auxiliar Téc. para fazer pequenas modificações na carga de exercícios para que os jogadores estejam sempre frescos para os jogos, evitando acumular fadiga. Jogadores mais velhos, com baixa aptidão física e resistência não são recomendados treinar em dupla intensidade.
      ---
      Buscar afinar cada dia mais o processo preventivo, permitindo que seja o mais individualizado possível, avaliando os resultados ano após ano poderá lhe permitir diminuir a incidência e a severidade das lesões.

      Fonte: https://conferenciafm.wordpress.com
    • Tsuru
      By Tsuru
      Eternizada pelo argentino Carlos Volante (foto), que jogou nos anos 20, 30 e 40 - daí o nome, porque os técnicos queriam que os atletas “jogassem como Volante” - a posição de meia defensivo viu crescer sua importância no FM nas versões recentes, com o advento do 4-2-3-1 e do 4-1-2-3. Times que não usam volante geralmente o enfrentam, e equipes que o usam ganham uma cobertura extra para liberarem mais seus meias e pontas no ataque (embora usá-lo não seja sinônimo de consistência defensiva). Sendo assim, é importante conhecer as diferentes funções e tarefas dessa posição, seja para saber como usá-la da melhor forma ou para vencer os desafios naturais que traz aos adversários.
       
      Trinco / Primeiro Volante / Anchorman
      Funciona quase como um terceiro zagueiro à frente da defesa. O Trinco geralmente não é o jogador mais técnico, não sai da posição para pressionar os adversários em busca da bola, não se aventura muito no ataque e não se arrisca demais nos passes - leia-se, tende a dar uma bicuda e limpar a jogada em vez de tentar um passe mais elaborado ou algo assim. Por isso, há uma tendência de que seja mais adequado a sistemas onde a solidez defensiva é mais importante, ou onde seja necessária cobertura extra na frente da zaga. Se usado em um jogo de muita pressão na bola, por exemplo, ele pode acabar saindo errado para dar o combate e deixar buracos que seus adversários possam explorar.
       
      Pivô Defensivo / Terceiro Zagueiro / Halfback
      Assim como o Trinco, funciona como um terceiro zagueiro, mas com movimento inverso. Ou seja, é um volante que desce para formar uma linha de três beques, empurrando os outros dois mais para as laterais, e que sobe a frente da zaga em momentos de necessidade, por exemplo quando seu time está com a bola no ataque. Permite diminuir as preocupações defensivas dos laterais, permitindo que ataquem de maneira mais incisiva, além de encostar nos meias mais adiantados e reciclar a posse de bola. É por isso que normalmente o PD se utiliza com dois laterais com função de alas (embora isso não seja de nenhuma maneira obrigatório).
      É geralmente recomendado em formações mais agressivas, exatamente por permitir que os laterais subam e sejam mais incisivos. Eu recomendo bastante cautela ao utilizar essa função no FM, porque há relatos de que a match engine não entende bem e não traduz corretamente os movimentos. Há vezes em que os zagueiros se mantêm muito abertos mesmo sem o PD entre eles, e outros casos - esses eu já pude comprovar - onde o volante com essa função sobe de forma bizarramente agressiva ao ataque, quase atuando como um Regista, o que, além de não ter sido solicitado, pode comprometer a estrutura defensiva da sua equipe.

      Meia Defensivo / Volante / Defensive Midfielder
      Mal comparando, é parecido com um Meia Central, mas obviamente jogando na própria intermediária. É mais versátil, um coringa adequado tanto a sistemas que pedem mais solidez quanto um volante mais participativo e que pressione mais a bola. Mesmo com tarefa Defender, ele vai apoiar mais o ataque do que o Trinco, vai se arriscar um pouco mais nos passes e tende a pressionar um pouco mais os adversários para recuperar a pelota, ainda assim, não tanto que deixe espaços demais à sua volta.
      Pessoalmente, acho o MD uma boa opção para quem não quer um tipo muito específico de volante, não tem um estilo de jogo muito definido ou ainda está buscando a melhor função para ele.

      Construtor de Jogo Recuado / Armador Recuado / Deep-Lying Playmaker
      Atuando na volância, o Armador Recuado é aquele volante que “sabe jogar”. Geralmente tem técnica, elegância, é inteligente, tem bom passe e ao mesmo tempo sabe desarmar e enfrentar os adversários. Carrega a responsabilidade de ajudar a fechar os espaços na intermediária sem se aventurar demais no ataque, e ao mesmo tempo, de ser o sujeito que pensa o jogo após a bola sair da defesa, buscando a melhor opção para iniciar as jogadas. Por esse motivo, o CJR/AR é perfeito para quem quer solidez, um homem para ajudar a defesa a iniciar as jogadas e/ou utilizar um sistema de posse (já que ele atrai a bola e inicia a jogada de trás, dando tempo a seus colegas para se movimentarem no campo).
      Sugestão: não coloque “brucutus” nessa função. Um meia defensivo mais técnico é perfeitamente capaz de atuar de forma mais simples, dando coices e limpando a jogada,  mas o inverso não me parece tão sensato. Um volante mais bruto provavelmente teria dificuldades de carregar a responsabilidade de armar e distribuir passes para iniciar movimentos ofensivos, tendendo a cometer erros bobos e perder a bola.
       
      Meia Recuperador de Bolas / Médio Recuperador de Bolas / Ball Winning Midfielder
      Aqui estamos começando a entrar nos terrenos dos volantes mais agressivos. O MRB é aquele cão-de-guarda que sai atrás da bola buscando recuperá-la de qualquer forma, esteja ela em qualquer zona mais próxima a ele (em alguns casos, nem tão próxima). Caso não consiga, a tendência é cometer uma falta para não perder a viagem. Caso consiga, tende a distribuí-la rapidamente a jogadores mais avançados e criativos, oferecendo mais dinamismo e movimentação do que um passe mais elaborado. 
      Precisa ser um jogador muito bom fisicamente, inteligente e certeiro na hora de “dar o bote”, ou vai tender a cometer muitas faltas e erros na hora de pressionar a bola. A tendência é que funcione melhor em sistemas de maior pressão e onde o objetivo tende a ser a recuperação da bola assim que ela é perdida. Há quem o use em sistemas sem pontas a fim de tentar proteger os laterais, mas há o risco do adversário congestionar um lado, atrair o MRB e inverter rapidamente para o outro, formando uma avenida para jogadores mais rápidos explorarem.
       
      Segundo Volante
      Grosso modo (bem grosso modo), é basicamente um Meia Área-a-Área que joga na volância. É aquele cara de bom físico, boa movimentação e dinamismo, além de boa parte técnica, que ajuda a iniciar a jogada na própria intermediária e aparece para ajudar no ataque, cobrindo uma faixa bem grande do campo. Algumas diferenças para o Organizador Móvel, por exemplo, é que o Segundo Volante não tem responsabilidades de organizar o jogo e que dá para controlar um pouco o ímpeto ofensivo com a escolha da tarefa (Apoiar ou Atacar), enquanto o OM tende a ser mais agressivo mesmo tendo apenas a tarefa Apoiar. Fora que o SV só pode ser utilizado em sistemas com dois volantes, o que o coloca em uma dinâmica bem específica em campo.
       
      Regista / Médio Criativo
      O futebol jogado entre os anos 60 e 80 eternizou a figura do “camisa 10”, aquele meia ofensivo organizador de jogo que atuava na intermediária do adversário e tinha total liberdade para se movimentar, apoiar o ataque e construir as jogadas (e que hoje foi deslocado para os flancos e ganhou mais responsabilidades defensivas). Pois bem, o Regista é basicamente um “camisa 10” que joga na volância. É óbvio que, sendo um meia defensivo, ele terá algumas diferenças em relação ao Trequartista - precisará ajudar a fechar os espaços e descerá entre os zagueiros para fazer a saída Lavolpiana, por exemplo - mas fora isso, terá liberdade para subir ao ataque, se movimentar e organizar o jogo tal qual um camisa 10 faria.
      Função eternizada por Pirlo, geralmente exige um atleta excepcional, muito inteligente, muito técnico e bom de cobertura, caso contrário vai subir para apoiar o ataque na hora errada e formar uma avenida às próprias costas, ou errar um passe e entregar um contragolpe lindo ao adversário (já vi isso acontecer e acreditem, não é legal). Eu diria ainda que o Regista precisa ser usado no sistema correto, contando com encaixe com as funções dos laterais e tendo como colega um meia de característica mais defensiva, para que possa colocar todo o seu talento em prol do time.
       
      Organizador Móvel / Roaming Playmaker
      É aquele volante incansável, de físico invejável, muito técnico e muito inteligente, capaz de subir para o ataque e organizar as jogadas ofensivas, e ao mesmo tempo colaborar um pouco na defesa. Seu papel geralmente é abrir espaços, distribuir a bola e oferecer movimentação ao mesmo tempo que organiza o jogo (playmaker), misturando um pouco de outras funções como Meia Área-a-Área, Armador Avançado e Armador Recuado. Eu diria que a diferença para um Regista, por exemplo, é que o OM tende a se movimentar ainda mais e tem menos responsabilidades defensivas.
      Para exercer bem a função obviamente é necessário ser um jogador excepcional, com bons atributos físicos, técnicos e mentais. E não raro essa movimentação e o fato de deambular da posição vão gerar espaços na defesa, que ou precisarão ser cobertos por algum outro jogador mais “operário” ou não farão diferença porque a qualidade técnica do seu time é tão alta que o adversário não vai conseguir construir muita coisa.
      Sugestões e ideias para complementar o guia são sempre muito bem-vindas.
       
       
      Algumas fontes:
      Football Manager Lines and Diamonds: https://community.sigames.com/topic/345094-lines-and-diamonds-the-tacticians-handbook-for-football-manager-2015/
      Understanding Roles in Football Manager (and real life): https://medium.com/@v_maedhros/understanding-roles-in-football-manager-and-real-life-part-1-73054cfbb303 e https://medium.com/@v_maedhros/understanding-roles-in-football-manager-and-real-life-part-2-a889e488a0f0
      Pairs and Combinations: https://www.fmscout.com/a-tactical-guide-pairs-and-combinations-2020.html
×
×
  • Create New...