Jump to content

Aleef

Recommended Posts

Pois bem, acho que não é necessário explicar né.

Eu vi que no Rio vai ter e em São Paulo vai ter a 4º manifestação que irei.

A tag tá certa?

Pois bem, acho que não é necessário explicar né.

Eu vi que no Rio vai ter e em São Paulo vai ter a 4º manifestação que irei.

A tag tá certa?

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 1.3k
  • Created
  • Last Reply

1. Tem que protestar mesmo! O que não falta é motivo.

2. Chegar numa manifestação já pensando em violência e destruição é coisa de imbecil. Em vários sentidos.

3. Sou contra passe livre geral. Coisas custam dinheiro e precisam ser pagas. Algumas exceções podem/devem ser abertas.

4. Tomara que esse movimento desencadeie várias outras manifestações. Preferencialmente pela responsabilidade com a res publica (coisa pública).

Link to comment
Share on other sites

Passe livre é brincadeira.

O que precisamos é de transporte público de qualidade. A "luta" deveria ser por isso.

Link to comment
Share on other sites

Aqui em Natal vai ter #revoltadobusão amanhã de novo, já tem quase um mês de protesto, e é o segundo de 2012 pra cá. Em 2012 eles tavam com mais força, pq a prefeita beirava os 100% de rejeição e teimou em aumentar a passagem (2,20 pra 2,40). Resultado: o movimento contra ela ganhou muito mais força (já haviam protestos desde 2011), ela se desgastou mais ainda (até por causa de uma operação do MP/RN sobre uma fraude nos contratos da Saúde) e foi afastada da prefeitura, dando origem ao infame fim de 2012, onde tivemos três prefeitos em três meses, sendo que algumas vezes ficamos sem prefeito por uns dias. A #revoltadobusão conseguiu seu objetivo, mas com o segundo prefeito, lá por outubro/novembro o aumento foi revogado.

Agora em 2013 a situação é totalmente diferente. Agora temos um novo velho prefeito, ele tá tentando limpar o rastro de destruição deixado pela administração anterior (na campanha ele disse que faria em 200 dias , já estamos no dia 163 e ainda tem muita coisa pra fazer, mas a parte da "maquiagem", na qual ele é especialista, já tá quase toda pronta). A governadora ensaia sair do DEM e se filiar a algum partido da base alugada pra ter acesso facilitado aos recursos federais (ela ainda tem uma rejeição considerável, não só por ter sido associada ao "caos em Natal", como também por causa da demora das medidas para aliviar os efeitos da seca, mas já esteve pior, 2012 foi o auge). A imprensa também não ajuda muito (a imprensa aqui é muito chapa-branca, a prefeita-desastre por exemplo, é dona de uma das TVs locais, que foi a única que aprovou incondicionalmente sua gestão, as outras pularam fora quando viram que a merda tava grande). E o movimento não conseguiu atrair o apoio da população, como da outra vez, quando era visto como uma forma de se tirar a prefeita de lá o quanto antes.

O resultado disso é que nos protestos só dá aqueles mesmos grupos de militantes profissionais da esquerda radical (incluindo aí PT e PCdoB, que deram apoio decisivo para a eleição do atual prefeito), com apoio de alguns grupos anarquistas, libertários e uma menor participação de pessoas que não se enquadram nesses casos. Outro fator que diminui as chances de sucesso, na minha opinião, é o que falei lá em cima. Em 2012, no estouro da primeira #revoltadobusão, já havia todo um clima que favorecia protestos (rejeição astronômica da prefeita, movimentos contra ela já consolidados, imprensa que não estava voltada contra eles, exceto o caso já mencionado), coisa que não acontece em 2013. A cidade tá ainda num clima de "vamos reconstruir a cidade", e esse clima de "reconstrução" quebrou a mobilização permanente que existia na época da Primavera sem Borboleta (também conhecido como Xô Inseto, ambas referências ao apelido de campanha da prefeita). Muitas das pessoas comuns, que acompanhavam esses movimentos foram desmobilizadas pela expectativa de "fim do pesadelo" que o prefeito atual representa (ele tinha sido prefeito entre 2002 e 2008, bem mediano por sinal, tanto que correu o risco de perder pra

em 2004, mas em 2012 diante do desastre e da comparação imediata com o periodo anterior, ele foi visto como o "bom", enquanto ela como o "ruim", e foi assim que ele se elegeu, embora tivessem candidatos melhores). E os mobilizados que sobraram são gente muito inexperiente com protestos, que acha que apenas um aumento de passagem é necessário pra botar as pessoas nas ruas, sem que haja todo um acúmulo de tensões prévio.

Isso tudo que foi mencionado anteriormente é, pra mim, porque não dará certo a #revoltadobusão, ao menos não com a mesma facilidade que a de 2012. Claro que eu espero que dê certo, as condições de transporte público aqui não são boas, definitivamente (redução de linhas, irregularidade dos horários, superlotação dos ônibus, entre outros problemas). Seria necessária ocorrer a licitação dos transportes, algo que vem sendo adiado há muitos anos, e o mais importante: retirar o poder de regular o preço da passagem das mãos do Seturn, que é controlado pelos empresários (e que se dependesse deles, chegaríamos aos 3 reais antes das Olimpíadas). Por fim, deixo uma entrevista de um dos grupos que participam da #revoltadobusão, onde eles comentam vários aspectos dos protestos.

edit= Aproveitando pra comentar sobre o MPL, aqui eu não vejo eles com tanta influência, ao menos no sentido "paulistano" da coisa. O auge da força deles foi em 2007, diante de um aumento na passagem ainda no segundo mandato do atual prefeito. Mas mesmo assim, naquela época eles não tinham essa de sair depredando, tacando fogo em ônibus, o foco deles era no protesto pelo passe livre. Aí a prefeitura deu uma adaptada no projeto e criou a Integração (que foi nomeada inicialmente de Passe Livre pela prefeitura, e que acabou por substituir as Estações de Transferência de 2009 em diante, num claro exemplo do esforço da então prefeita de acabar com qualquer aspecto marcante que tenha sido introduzido por algum antecessor), que é basicamente um Bilhete Único com prazo de tempo mais curto. Foi a única grande realização deles por aqui, e isso fez com que boa parte deles desistisse do Passe Livre e apoiasse a Integração. Tanto que agora, ao menos pelo que vejo, não defendem mais o Passe Livre como aí nas suas cidades. Aqui o foco do protesto do MPL é mais pela redução das passagens, licitação dos transportes e melhoria das condições do transporte público (eles ainda tem o foco no Passe Livre, mas não são fortes para impôr isso como demanda do movimento, então acabam deixando de lado por enquanto).

Link to comment
Share on other sites

Vi ontem o Jabor falando.

Babaca.

Link to comment
Share on other sites

Eu ouvi o Jabor falando hoje no rádio. Maluco imbecil. E tomara que essa revolta seja o estopim para outras maiores, como corrupção, dentre outros. Eu acho que agora a coisa pode começar a andar.

Tem muita gente esclarecida ali no meio, assim como tem marginal também. Paulada sempre vai ter. Infelizmente eu não tenho tido tempo de participar desses protestos, apesar de trabalhar do lado da paulista, mas direto quando chego pra trampar dá pra ver alguma coisa zoada.

Link to comment
Share on other sites

O discurso do Jabor da até nojo.. O argumento dele se baseia em "Poxa, são apenas 20 centavos.. A classe média não deveria reclamar disso."

PORRA VAI TOMAR NO CU FDP!!!!!!!!!!!!!!!!

Link to comment
Share on other sites

Não precisa ser gratuito, mas todos os ônibus deveriam ter ar, e ter maior organização de horário. Isso vale para os trens e metrôs, apesar desses últimos terem melhorado nos últimos anos. O que falta é aumentar a malha ferroviária pra desafogar o trânsito nas ruas.

Link to comment
Share on other sites

O discurso do Jabor da até nojo.. O argumento dele se baseia em "Poxa, são apenas 20 centavos.. A classe média não deveria reclamar disso."

PORRA VAI TOMAR NO CU FDP!!!!!!!!!!!!!!!!

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

Link to comment
Share on other sites

Tu não deve saber o sofrimento que deve ser para um pessoa que tem seu dinheiro ''contado'' e precisa de transporte público para trabalhar...

Link to comment
Share on other sites

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

Aonde você mora ? Aqui no Rio de Janeiro os ônibus são uma piada. São extremamente sujos, muitos com baratas dentro, extremamente desconfortáveis e a maioria, pra não dizer todos, nem ar condicionado tem. O que em 3/4 do ano os torna um inferno.

A questão não é o apenas 20 centavos. A questão é: Por que o governo tá colocando esse aumento ? O serviço vai melhorar ? Estão disponibilizando mais ônibus ? Estão melhorando os já existentes ? Lógico que não! É apenas mais uma medida pra extorquir mais dinheiro do povo. O objetivo do protesto é esse: quer aumentar o preço da passagem ? Ok, então nos forneça um serviço minimamente decente.

E outra, e daí que quem tá protestando tem um iphone no bolso ? Isso invalida o protesto ? O que que tem a pessoa lutar contra o que ela acredita ? Vale ressaltar: ninguém acredita que 20 centavos irão fazer falta no dia a dia de ninguém. Os protestantes acreditam que o governo quer novamente nos fazer de palhaço e simplesmente arrumar um jeito de extorquir mais dinheiro da gente. Esse é o ponto.

E mais.. O Brasil é um país com com tantos absurdos e com tanta merda acumulada simplesmente por que a massa pensa como você: "Porra, que merda de protestantes, só servem pra atrapalhar minha volta pra casa.".

Irônico é você. Que deve reclamar do custo Brasil como ninguém. Deve reclamar do preço dos eletrônicos no país, deve reclamar do preço dos automóveis aqui e etc. Mas quando alguém se junta pra protestar contra mais um abuso do governo acha que é um monte de gente que não tem nada pra fazer..

Link to comment
Share on other sites

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

Sou contra a Violência

só que o brasileiro vai deixar até quando esse abuso no preço, e o transporte a cada dia pior

tem que protestar sim, o transporte público é um lixo, e muito caro

só quem depende sabe

Link to comment
Share on other sites

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

Você acha que todos os trabalhadores que pegam transporte em SP, tem carteira assinada? Recebe dinheiro da passagem todo mês?

Link to comment
Share on other sites

Hoje há vários protestos marcados em diversas capitais.

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

Já responderam sobre o protesto, que não é apenas contra o aumento. É contra o sucateamento do transporte público no Brasil.

Quanto a sua segunda indagação, de que "o direito de um termina onde começa o do outro", devo te lembrar que o direito de protesto é assegurado pela Constituição Federal. Da mesma forma que volta e meia são organizadas passeatas, algumas até com intuitos políticos (como a marcha contra os royalties no RJ), têm os cidadãos o direito de se reunirem e protestarem, ainda que isso atrapalhe um pouco o direito de ir e vir de outros.

Bem vindo a democracia. Nenhum direito é absoluto.

Link to comment
Share on other sites

Pior que não é só o Jabor ou a Globo. A maior parte da imprensa faz questão de não se aprofundar no assunto e tachar todos os envolvidos como baderneiros.

Link to comment
Share on other sites

Aonde você mora ? Aqui no Rio de Janeiro os ônibus são uma piada. São extremamente sujos, muitos com baratas dentro, extremamente desconfortáveis e a maioria, pra não dizer todos, nem ar condicionado tem. O que em 3/4 do ano os torna um inferno.

A questão não é o apenas 20 centavos. A questão é: Por que o governo tá colocando esse aumento ? O serviço vai melhorar ? Estão disponibilizando mais ônibus ? Estão melhorando os já existentes ? Lógico que não! É apenas mais uma medida pra extorquir mais dinheiro do povo. O objetivo do protesto é esse: quer aumentar o preço da passagem ? Ok, então nos forneça um serviço minimamente decente.

E outra, e daí que quem tá protestando tem um iphone no bolso ? Isso invalida o protesto ? O que que tem a pessoa lutar contra o que ela acredita ? Vale ressaltar: ninguém acredita que 20 centavos irão fazer falta no dia a dia de ninguém. Os protestantes acreditam que o governo quer novamente nos fazer de palhaço e simplesmente arrumar um jeito de extorquir mais dinheiro da gente. Esse é o ponto.

E mais.. O Brasil é um país com com tantos absurdos e com tanta merda acumulada simplesmente por que a massa pensa como você: "Porra, que merda de protestantes, só servem pra atrapalhar minha volta pra casa.".

Irônico é você. Que deve reclamar do custo Brasil como ninguém. Deve reclamar do preço dos eletrônicos no país, deve reclamar do preço dos automóveis aqui e etc. Mas quando alguém se junta pra protestar contra mais um abuso do governo acha que é um monte de gente que não tem nada pra fazer..

Aqui em SP. Aqui o problema de sujeira não tem, ao menos não na maioria (extremo sul e extremo leste não sei hoje), mas, de modo geral, isso nunca foi problema aqui. Claro que acontece de um dia tu entrar estar um cheiro absurdo de vômito, mas não é comum, pelo contrario.

Não li, nem sei se teve esse levantamento, mas aqui não aumentava há uns 2 anos. Mas, ao contrario, todo ano tem o dissidio, tem a manutenção da frota, etc etc etc. E o contrato das prefeituras com as empresas preveem isso, então, não achei algo abusivo.

O serviço melhorar aqui teria que arrumar o transito basicamente. É a maior reclamaçao. Em seguida, e ai sim dá pra fazer algo na hora, é multar violentamente as empresas por desrespeitar horarios.

O lance do Iphone é que esse nao pode reclamar que esses 20 centavos irão fazer falta, assim como um cara que fuma um maço por dia tambem não pode reclamar. Alias, reclmar pode, nao pode é prejudicar terceiros.

O dinheiro nao é imposto para o governo extorquir, é o valor que a empresa é autorizada a cobrar.

Se eles vao ganhar por fora, ou ganhar mais pq aumentando a passagem aumenta a arrecadaçao e os impostos em cima, ai é outra hitoria.

Não é pq é um pais de absurdos que tem que fazer arruaça. Ou atrapalhar os outros. Pq não protesta la no Ibirapuera perto da Assembleia, que tem uma area aberta e nao prejudicaria tanto os outros? Agora, num dia de semana, essa vagabundada toda resolve simplesmente parar a Av Paulista como protesto, pouca coisa isso. E não só parar, mas destruir.

Não, essas coisas são ironicas. Quem mais se prejudicou com o aumento não está no vandalismo. Agora um bando de vagabundo playboizinho está lá.

Hoje há vários protestos marcados em diversas capitais.

Já responderam sobre o protesto, que não é apenas contra o aumento. É contra o sucateamento do transporte público no Brasil.

Quanto a sua segunda indagação, de que "o direito de um termina onde começa o do outro", devo te lembrar que o direito de protesto é assegurado pela Constituição Federal. Da mesma forma que volta e meia são organizadas passeatas, algumas até com intuitos políticos (como a marcha contra os royalties no RJ), têm os cidadãos o direito de se reunirem e protestarem, ainda que isso atrapalhe um pouco o direito de ir e vir de outros.

Bem vindo a democracia. Nenhum direito é absoluto.

Atrapalhe um pouco? No caso daqui atrapalhe total. E já que a propria Constituiçao tambe garante o direito de ir e vir, tomara que a policia hoje faça valer as duas partes da constituiçao. Deixem protestar onde nao atrapalhe os outros, se quiser atrapalhar um carro sequer de atravessar a rua, que destrua o cassetette no corpo do arruaceiro.

Link to comment
Share on other sites

Atrapalhe um pouco? No caso daqui atrapalhe total. E já que a propria Constituiçao tambe garante o direito de ir e vir, tomara que a policia hoje faça valer as duas partes da constituiçao. Deixem protestar onde nao atrapalhe os outros, se quiser atrapalhar um carro sequer de atravessar a rua, que destrua o cassetette no corpo do arruaceiro.

Me diga onde se consegue reunir 10 mil pessoas (o número de manifestantes em SP) sem atrapalhar o trânsito.

É impossível um protesto não atrapalhar a vida da cidade.

A democracia tem seus malefícios, quando as causas defendidas não são do seu interesse. É assim que funciona o jogo democrático.

Link to comment
Share on other sites

Segundo a sua lógica, o Movimento Diretas Já!, que colocou mais de um milhão de manifestantes nas ruas e parou várias cidades, foi ilegal.

Ou nesse caso pode? Só viola o direito de ir e vir os protestos que não lhe interessam?

Aliás, segundo o teu raciocínio, é impossível protestar. A não ser que sua ideia de protesto seja colocar 10 mil pessoas numa arena, como um show de rock ou evento evangélico. O que, por óbvio, desnatura completamente o objetivo do ativismo.

Em suma, segundo o seu entendimento, a norma da Constituição que confere aos cidadãos o direito de se reunirem onde quiserem, e defenderem as ideias que quiserem, é letra morta. Vale só como texto político, nada mais.

Link to comment
Share on other sites

Onde está o erro do discurso dele? Exato, são apenas 20 centavos, para estudante dá 5 reais de auemnto mensais, para o trabalhador daria 10 reais, como o empregador paga parte, o aumento se daria no maximo nesse valor.

Agora, por 5, 10 reais mensais, tem que destruir o lugar e atrapalhar todos os que ali passam?

O direito de um termina onde começa o do outro. Essa merda deprotesto prejudica a todos que tem algo de util pra fazer.

Sim, tem tanto estudante como trabalhador que os 5,00/10,00 farão falta no fim do mês, para isso deveriam fazer uma especie de cadastro, e eles ganharem o desconto na passagem, desde que não fumasse, não bebesse, não gastasse assim. Agora, neguinho com iphone no bolso destruir por 3 dias em uma semana a avenida e o metro, chega a ser ironico.

5 ou 10 reais mensais? Você tá louco?

Primeiro que se for ida e volta, são 40 centavos o dia. Isso claro se você tomar só um transporte, se não, já aumenta. Ninguém tá reclamando por que aumentou R$ 0,20. Estão reclamando porque aumentar R$ 0,20 com a qualidade atual do transporte público de São Paulo é RIDÍCULO.

E outra, qual o número de pessoas que frequentam o transporte público? Tu tem noção? E não são R$ 0,20 de uma pessoa, são de MILHÕES de pessoas. E esse dinheiro não retorna em melhorias para nós, que continuamos pegando ônibus podres, lotados, sem manutenção, trânsito, vias cheias de buracos, etc. Esse dinheiro deveria pagar TAMBÉM a melhoria e a manutenção das coisas.

E o seu argumento do iPhone é do típico alienado que acredita em tudo o que lê. Quer dizer que porque o cara tem um iPhone ele não pode protestar? É incrível a capacidade de nego dizer merda. Não é porque o cara tem direito que ele não pode protestar pelo coletivo. Nem todo mundo pensa no próprio rabo como você. Tem gente que pensa na sociedade como um todo, e não como sujeito individual.

E queira você ou não, são esses caras que pode fazer a diferença. São os caras que vocês alienados adoram de chamar de "Che Guevara sem causa", só porque o cara tem uma condição boa de vida.

Eu por exemplo, sou formado, trabalho, não sou rico e tampouco pobre, tenho instrução, e se conseguisse ia no protesto. Eu sou mesmo desocupado ou vagabundo como dizem? A quantidade de nego formado, ou de formando, pós-graduando, etc, no meio desse protesto é gigantesca. E não é porque o cara tá de iPhone no bolso que faz dele um otário sem causa. E a causa é nobre, é melhorar a qualidade do transporte, ou abaixar a porra do preço.

É simples assim. R$ 3.20 é um roubo porque o transporte de SP é um LIXO. Quiça o Metrô vale isso.

Link to comment
Share on other sites

Aqui em SP. Aqui o problema de sujeira não tem, ao menos não na maioria (extremo sul e extremo leste não sei hoje), mas, de modo geral, isso nunca foi problema aqui. Claro que acontece de um dia tu entrar estar um cheiro absurdo de vômito, mas não é comum, pelo contrario.

Busão não é sujo? EHWAUIEHAWIUEHAWIUEHAWE

Sujeira pra você é só vômito? E o lixo? E o cheiro de mofo, cheiro podre? E a lotação devido a frota reduzida? E a qualidade do serviço prestado, com motorista e cobradores despreparados?

Não li, nem sei se teve esse levantamento, mas aqui não aumentava há uns 2 anos. Mas, ao contrario, todo ano tem o dissidio, tem a manutenção da frota, etc etc etc. E o contrato das prefeituras com as empresas preveem isso, então, não achei algo abusivo.

O serviço melhorar aqui teria que arrumar o transito basicamente. É a maior reclamaçao. Em seguida, e ai sim dá pra fazer algo na hora, é multar violentamente as empresas por desrespeitar horarios.

Exato, não aumento, e só piorou o serviço. Tem uma demanda que permite deputados pegarem passagens de avião, e eles fazem a festa aí, com o seu dinheiro. Você reclama dessa merda? Faz algo? Está lá, e todo mundo reclama dessa merda. Mas eles são autorizados, então você não deve achar nada demais. Afinal é o benefício da profissão deles.

O lance do Iphone é que esse nao pode reclamar que esses 20 centavos irão fazer falta, assim como um cara que fuma um maço por dia tambem não pode reclamar. Alias, reclmar pode, nao pode é prejudicar terceiros.

O dinheiro nao é imposto para o governo extorquir, é o valor que a empresa é autorizada a cobrar.

Se eles vao ganhar por fora, ou ganhar mais pq aumentando a passagem aumenta a arrecadaçao e os impostos em cima, ai é outra hitoria.

O cara tem direito de ter o telefone que quiser, celular, tablet, e ainda assim tem o direito de cidadão de protestar. De novo, deixa de ser alienado, porque o protesto é contra o abuso do aumento do preço pelo serviço prestado, e não só pelo preço.

Não é pq é um pais de absurdos que tem que fazer arruaça. Ou atrapalhar os outros. Pq não protesta la no Ibirapuera perto da Assembleia, que tem uma area aberta e nao prejudicaria tanto os outros? Agora, num dia de semana, essa vagabundada toda resolve simplesmente parar a Av Paulista como protesto, pouca coisa isso. E não só parar, mas destruir.

Não, essas coisas são ironicas. Quem mais se prejudicou com o aumento não está no vandalismo. Agora um bando de vagabundo playboizinho está lá.

Atrapalhe um pouco? No caso daqui atrapalhe total. E já que a propria Constituiçao tambe garante o direito de ir e vir, tomara que a policia hoje faça valer as duas partes da constituiçao. Deixem protestar onde nao atrapalhe os outros, se quiser atrapalhar um carro sequer de atravessar a rua, que destrua o cassetette no corpo do arruaceiro.

Vagabundos? E se nego trampou o dia inteiro? E paga MAIS contas do que você paga, ou que faz uma faculdade melhor que a sua, ou um cara que trampa de OFFICE BOY e foi lá. Ele é playboy? Você acha que ninguém na manifestação trabalha? Ninguém tem filho, ninguém paga conta? E você quer que um protesto de 10 mil pessoas não cause alvoroço?

Você é o típico brasileiro que tem mais é que se foder na merda do país que vive.

Link to comment
Share on other sites

Aqui em SP. Aqui o problema de sujeira não tem, ao menos não na maioria (extremo sul e extremo leste não sei hoje), mas, de modo geral, isso nunca foi problema aqui. Claro que acontece de um dia tu entrar estar um cheiro absurdo de vômito, mas não é comum, pelo contrario.

Não li, nem sei se teve esse levantamento, mas aqui não aumentava há uns 2 anos. Mas, ao contrario, todo ano tem o dissidio, tem a manutenção da frota, etc etc etc. E o contrato das prefeituras com as empresas preveem isso, então, não achei algo abusivo.

O serviço melhorar aqui teria que arrumar o transito basicamente. É a maior reclamaçao. Em seguida, e ai sim dá pra fazer algo na hora, é multar violentamente as empresas por desrespeitar horarios.

O lance do Iphone é que esse nao pode reclamar que esses 20 centavos irão fazer falta, assim como um cara que fuma um maço por dia tambem não pode reclamar. Alias, reclmar pode, nao pode é prejudicar terceiros.

O dinheiro nao é imposto para o governo extorquir, é o valor que a empresa é autorizada a cobrar.

Se eles vao ganhar por fora, ou ganhar mais pq aumentando a passagem aumenta a arrecadaçao e os impostos em cima, ai é outra hitoria.

Não é pq é um pais de absurdos que tem que fazer arruaça. Ou atrapalhar os outros. Pq não protesta la no Ibirapuera perto da Assembleia, que tem uma area aberta e nao prejudicaria tanto os outros? Agora, num dia de semana, essa vagabundada toda resolve simplesmente parar a Av Paulista como protesto, pouca coisa isso. E não só parar, mas destruir.

Não, essas coisas são ironicas. Quem mais se prejudicou com o aumento não está no vandalismo. Agora um bando de vagabundo playboizinho está lá.

A questão é que tem que investir em malhas de metrô e infra estrutura pros ônibus funcionarem. Porém o governo fecha os olhos e ainda assim aprova o aumento da passagem. Dá uma olhada nesses dados:

Sabe quantas pessoas passam de carro pela rebouças por hora no horario de pico?? 4 mil.

Sabe quantas pessoas passam de onibus pela rebouças por hora no horario de pico? 20 mil.

Sabe quantas pessoas passariam de onibus pela rebouças se tivesse mais uma faixa exclusiva para onibus? 60 mil.

Sabe quantos corredores de onibus estao sendo construidos em SP? 4

Sabe quanto eles vao custar? 88 mil reais.

Sabe quanto custou a faixa extra da marginal tiete? 1,3 BILHÕES

Sabe por quanto tempo ela melhorou os indices de congestionamento? 3 meses.

Sabe quanto custa o km de metrô (no brasil que é o pais com o km de metro metro mais caro do mundo)? 380 milhões.

Quantos km de metro a Pequim constrói por ano? 100km. SP? 1km.

Sabe quantos km a gente construiu em 30 anos? 70km.

Quantos a cidade do méxico construiu em 30 anos? 300km.

Sobre o seu argumento de quem mais se prejudicou com o aumento das passagens.. Vou quotar uma amiga que mora em São Paulo que demora 4 horas diárias pra ir e voltar do trabalho.

Jabor não anda de ônibus e não é violentado pela falta de estrutura básica da cidade. Os pobres não protestam porque não TEM TEMPO de reivindicar pelo que é seu uma vez que ou estão trabalhando, ou tentando voltar pra casa para trabalhar no outro dia. Muitos não tem nem tempo para ter consciência política. Outra coisa meu caro Arnaldo Jabor, não se esqueça que quem sustenta a sociedade é a tão maldita classe média que financia as bolsas auxílio dos pobres enquanto os ricos tomam conta dos serviços públicos que são privatizados. Queria que o senhor enfretasse a rotina de levar 4 HORAS DIÁRIAS do seu tempo indo do trabalho para casa em coletivos lotados e pagasse caro por isso. Tenho certeza que a sua produção literária cairia muito, mas pelo menos a sua consciência política seria de melhor qualidade.
Link to comment
Share on other sites

Os ônibus em Curitiba são bons. O povo daqui reclama mas existem cidades que não chegam aos pés daqui em relação ao transporte público.

Eu pago R$2,85 pra percorrer mais de 30 Km até a Embrapa, sendo que pego 3 ônibus, sempre fazendo o transbordo em terminais.

Link to comment
Share on other sites

Segundo a sua lógica, o Movimento Diretas Já!, que colocou mais de um milhão de manifestantes nas ruas e parou várias cidades, foi ilegal.

Ou nesse caso pode? Só viola o direito de ir e vir os protestos que não lhe interessam?

Aliás, segundo o teu raciocínio, é impossível protestar. A não ser que sua ideia de protesto seja colocar 10 mil pessoas numa arena, como um show de rock ou evento evangélico. O que, por óbvio, desnatura completamente o objetivo do ativismo.

Em suma, segundo o seu entendimento, a norma da Constituição que confere aos cidadãos o direito de se reunirem onde quiserem, e defenderem as ideias que quiserem, é letra morta. Vale só como texto político, nada mais.

Pq essa parte da Constituição tem que se sobrepor sobre o direito de ir e vir? Então essa parte nao pode ser letra morta, mas a outra pode? Pq?

Que reunam um milhão, sem atrapalhar o transito. Fiquem nas calçadas. Em lugares abertos como a Campo de Bagatele. Mas sem invadir o espaço dos carros, simples assim. A partir do momento que essa merda atrapalha os outros, está ferindo o direito dos outros.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...