Jirimias

prata - save do mês
Os doze trabalhos de Hercules - Episódio 18: O rival - Atual: 15/01

297 posts neste tópico

baner.png

Boa noite a todos!
 
Depois de um tempo afastado da área, juntando as ideias, cuidando de outras partes da vida que precisavam de minha atenção, estou de volta para compartilhar um save aqui na área.
 
A escolha da temática "Os doze trabalhos de Hércules" creio que já tenha visitado a cabeça de muitos, mas sem sair do campo das ideias, então vi que era hora de colocar em prática. Aí entrava o desafio de alinhar os desafios do clube aos trabalhos do herói, para tanto, fiz interpretação bem pessoal dos objetivos para que ficassem adequado aos pilares que considero fundamentam um save de clube: alto rendimento em campo, crescimento do clube e desenvolvimento de jovens. Aí bastava dividir os trabalhos dentro destes critérios e algumas vezes apelar para a criatividade, como verão mais a frente.

O clube escolhido é o Hercules, atualmente na terceira divisão da Espanha.

Sem ficção?
 
Para quem está acostumado as minhas ficções, poderá estranhar um pouco, porque o save, apesar de ser uma ficção, não possui uma trama secundária, não que não faltasse ideias e vontade, mas falta tempo para isso. Por isso o save seguirá a um estilo que fiz no passado: o documentário. Cada postagem será um episódio, e contará com um narrador que dará a palavra aos outros entes envolvidos. Tentarei ser mais sucinto nas postagens e assim chegar a um save dinâmico, onde jogo e tópico andem de mãos dadas: um sonho de consumo meu. Por ser um save de clube, ele não terminará na demissão do treinador: demitiu um, eu crio outro. 
 
Bom, chega de papo. Vamos ao trabalho! Ops, vamos à diversão! Abaixo um vídeo para "dar um esquenta". 
 
 

 

 

6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 ban-2.png


Estes são as metas do save, que espero conseguir alcançar. Cada selo desse será colorido a medida que alcançado o objetivo. A numeração dos trabalhos não está relacionada a ordem dos objetivos, trata-se apenas da ordem dos trabalhos feitos pelo herói,

 

separador_1.png

1 – LEÃO DE NEMÉIA

História: Um leão gigantesco, quase invulnerável, devastava a região de Neméia, próxima à cidade de Micenas. Hércules tentou matá-lo com sua clava e com seu arco, sem sucesso. Então, encurralou o animal e o estrangulou até a morte. Realizado o primeiro trabalho, o herói tirou a pele do leão e passou a usá-la como manto. 
Comentário: Um leão gigantesco é o abismo que separar o Hércules da primeira divisão. Conseguir o manto é alcançar a proteção, a segurança, por isso mais do que chegar à Primeira Divisão, o Hércules deverá consolidar-se entre os melhores clubes da primeira divisão.

Objetivo:  
Após primeiro acesso, consolidar-se entre as dez melhores equipes.
Após três temporadas na primeira divisão, consolidar-se entre as cinco melhores.

2 – HIDRA DE LERNA
História: Na cidade de Lerna, vivia uma enorme serpente com nove cabeças, uma delas imortal. Hércules decepou oito cabeças e Iolau, seu sobrinho, queimou as feridas para elas não nascerem mais. A cabeça imortal foi enterrada num buraco fundo. Ao molhar suas flechas no sangue da Hidra, o herói as tornou venenosas.
Comentário: Ou nos curamos como equipe ou desmoronamos.. Assim como as cabeças da Hidra cresciam a medida que eram cortadas, assim também deve ser renovadas as forças do Hércules.

Objetivo:
Ter nove jogadores formados no clube entre favorito, ícone ou lenda.
Um jogador deve obrigatoriamente figurar como lenda do clube.

3 – JAVALI DE ERIMANTO
História: Um javali aterrorizava as vizinhanças do monte Erimanto, no noroeste da Arcádia. Enorme e feroz, ele matava quem cruzasse seu caminho. A tarefa era capturá-lo vivo. O animal foi cercado e, quando se cansou, foi dominado por Hércules.
Comentário: O que nos fortalece no combate é o sangue do inimigo. O Javali matava quem cruzasse seu caminho, assim como acontece nos mata-matas.

Objetivo:
Conquistar dez copas (continentais, nacionais e supercopas)

 

4 – CORÇA CERINÉIA
História: No monte Cerineu – também próximo da região da Arcádia – havia uma corça com chifres de ouro e pés de bronze. Ela era muito veloz e tinha que ser capturada viva. Hércules a perseguiu por um ano até os confins do mundo conhecido. Finalmente a capturou durante a travessia de um rio.
Comentário:Capturar a corsa de chifres de ouro significa tornar o clube financeiramente rentável.

Objetivo: Colocar o Hércules entre os três clubes mais ricos do país.

 5 – AVES DO ESTÍNFALE
História: Num bosque às margens do lago Estínfale, no norte da Arcádia, escondiam-se aves que, além de devorar as colheitas da região, também atacavam os homens. Para matá-las, Hércules primeiro usou um címbalo (antigo instrumento de cordas) para atraí-las. Assim que as aves saíram do bosque, o herói pôde atingi-las com suas flechas venenosas

Comentário: Aquelas aves nunca ouviram som maior que o barulho que elas mesmos faziam. O herói produziu um som maior e venceu as aves.  As aves eram  rivais do herói, e o trabalho é superá-las.

Objetivo:
Terminar o save com mais vitórias nos confrontos com os rivais. 

Rivalidades iniciais: Locais: Valencia, Elche e Alicante | Históricas: Múrcia e Castellon
Estabelecer uma sequência de dez jogos sem perder para o Valencia

6 – CAVALARIÇAS DE ÁUGIAS
História: Áugias, rei da Élida, região a oeste da Arcádia, tinha grandes rebanhos de cavalos (ou gado, conforme a versão), mas não cuidava de seus estábulos, que acumularam uma colossal quantidade de estrume ao longo dos anos. Hércules conseguiu lavá-los num só dia, usando a água de dois rios, cujos cursos desviou com sua força.
Comentário: Como lavar toda a história de um clube? Não deixar que ele caia novamente e que mantenha equilíbrio financeiro.

Objetivo:
Não ser rebaixado nenhuma vez ;

subir para a primeira divisão com o time saudável financeiramente;
após o acesso à Primeira Divisão, não contabilizar prejuízos.

7 – TOURO DE CRETA
História: Por vingança, Poseidon, deus do mar, havia deixado louco um lindo touro pertencente ao rei de Creta, uma ilha grega. O animal devastava os campos da região e Hércules foi até lá para dominá-lo. Após controlar o touro, o herói precisou nadar de Creta até o continente levando a fera consigo. 
Comentário: Avançar pelos mares, atingir outros continentes.

Objetivo:
Fazer parcerias com clubes em outro continente.
Fazer parceria de merchandising, promovendo a marca do Hércules ao mundo inteiro.

8 – ÉGUAS DE DIOMEDES
História: Diomedes – filho de Ares, deus da guerra – vivia na Trácia (região hoje pertencente à Turquia e à Bulgária). Ele tinha quatro éguas ferozes e carnívoras, que alimentava com os estrangeiros que apareciam em suas terras. Hércules capturou as éguas e, notando que elas estavam famintas, serviu-lhes Diomedes como refeição.
Comentário: As éguas alimentavam-se dos estrangeiros, pode ser uma grande ideia não contar com eles? Ser nacionalista não é fácil, mas se conseguirmos, poderemos aumentar o número de adeptos no país.

Objetivo:
Jogar pelo menos duas temporadas com um plantel sem estrangeiros.
Vencer pelo menos um campeonato ou copa com time sem estrangeiros.

9 – CINTO DE HIPÓLITA
História: Hipólita era rainha das amazonas, tribo de mulheres guerreiras que viviam perto do mar Negro. Ela tinha um belo cinto, desejado pela filha de Euristeus. A mando do rei, Hércules convenceu Hipólita a lhe entregar o objeto, mas Hera incitou as amazonas à guerra e o herói teve que matar a rainha.
Comentário: Recuperar o cinturão é coisa de boxe, mas também de futebol. Assim como na mitologia, quando você rouba o cinturão, você garante um espaço no hall dos inesquecíveis

Objetivo:
Retire o título de algum time, depois defenda o título conquistado. Ser bicampeão de um campeonato.

10 – BOIS DE GÉRION
História: Gérion, um gigante de três cabeças, vivia na ilha de Erítia (possivelmente perto de Cádiz, no sul da Espanha) e possuía um numeroso rebanho de bois. Os animais eram guardados por um pastor monstruoso, Eurítion, e seu cão, ambos com diversas cabeças. Após matar a dupla, Hércules acabou com Gérion, usando sua clava, e entregou os bois a Euristeus.
Comentário: A Espanha é dominada por três cabeças, Real, Barcelo e Atlético de Madrid, como o próprio Hércules nós iremos derrotar o gigante de três cabeças.

Objetivo:
Ser campeão espanhol.
Vencer os três grandes dentro de sua casa.
Estabelecer um tabu como visitante contra os três grandes: cinco partidas sem derrota.

 

11 – POMOS DE OURO
História: As maçãs de ouro ficavam num jardim desconhecido e Hércules vagou o mundo atrás delas. Segundo alguns textos mitológicos, quem finalmente encontrou os pomos para o herói foi Atlas – que havia recebido de Zeus o castigo de carregar o mundo nas costas. Enquanto Atlas foi atrás das maçãs, Hércules sustentou o mundo em seu lugar.
Comentário: Não basta apenas conquistar o mundo, é necessário sustentar a conquista.

Objetivo:
Vencer o Mundial de Clube duas vezes seguidas
.

12 – GUARDIÃO DO HADES
História:Cérbero, um cão de três cabeças e cauda em forma de serpente, guardava a entrada do Hades, o mundo subterrâneo, permitindo a entrada de todos, mas não deixando ninguém sair. Hércules o capturou e, após mostrar Cérbero a Euristeus, devolveu o cão guardião ao inferno.
Comentário: O Hércules está no subterrâneo do futebol e precisará sair de lá.

Objetivo: 
Retirar o Hércules do Inferno da terceira divisão e devolvê-lo à Primeira Divisão.

separadorinverso_1.png

9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bam23.png

Introdução

icne-1.png Apresentação do save
icne-1.png Os doze trabalhos

Primeira temporada  <16/17> 
Resumo da temporada

Episódios: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |

Segunda temporada  <17/18> Resumo da temporada

Episódios: 6 | 7 | 8 |

Terceira temporada  <18/19> Resumo da temporada

Episódios: 9 | 10 | 11 | 12
Trabalho realizado: Guardião de Hades

Terceira temporada  <19/20> Resumo da temporada

Episódios: 13 | 14 | 15 | 16 | 

Terceira temporada  <20/21> Resumo da temporada

Episódios: 17 | 18 | 19 | 20

 

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Até outro dia o Hercules estava na La Liga vencendo o Barcelona de Guardiola dentro do CAMP NOU e agora anda pelas profundezas da gigantesca 3ª divisão espanhola. Lembro que contrataram varios medalhões naquela temporada, o mais famoso era o Trezeguet.

No mais nem precisa comentar muito. Save do Jeremias não tem como esperar menos do que um "file mignon" haha. Boa sorte.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O objetivo 7 e o 12 seriam os mais interessantes de se ver de mão dada. Boa sorte.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Que excelente tê-lo de volta por aqui, Jiri! Suas histórias estão sempre entre as minhas favoritas e a PM sem você não fica totalmente completa.

Gostei do mote da saga. Acho que será bem interessante e estou curioso para ver como lidará com alguns dos objetivos propostos. Creio que não deve ter grande dificuldade para concretizar a maioria deles, mas quero mesmo ver como se sairá com as Cavalariças de Áugias. Não sei como é a situação financeira do clube, mas imagino que manter um balanço financeiro sempre positivo será uma missão dura (levando em conta que contem tanto os balanços mensais quanto anuais - se forem só os anuais as coisas ficam menos complicadas).

Estarei acompanhando. Boa sorte!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi, Jirimias. 

Acordei cedo e tive essa boa surpresa. Excelente que esteja de volta. Fará bem ao PM como um todo.

Acabou optando pelo Hércules da Espanha e creio que tenha sido a melhor opção mesmo, até mesmo por conta da questão do crescimento do clube. 

Não sei se os objetivos estão aí para guiá-lo durante o save, para definir quando o save deverá terminar, para desafiá-lo mesmo que não sejam completados ou de tudo um pouco. Também não sei quanto tempo você pretende jogar o save, pois isso condiciona e muito o tipo de objetivo que se adota para um save. Independentemente disso, vou fazer alguns comentários, que dependendo do que você pensar sobre o save poderá ser útil ou não. Como você não é de "mimimi" e pelo tempo que nos conhecemos na área sei que não se incomodará de alguns comentários sobre os "Trabalhos", mesmo que não concorde com ele.  Achei alguns dos "Trabalhos" pouco hercúleos e dependendo do tempo que você planeja jogar o save, eles poderiam ser mais delimitados e em alguns casos mais desafiantes. 

 

2. Promover jovens ao time principal, uma destas cabeças (jogadores) deve ser imortal (ícone ou lenda).

Esse é um dos trabalhos mais difíceis na minha opinião. Por que muitos falam que vão promover jovens, mas na realidade contratam jovens de outros clubes e outros dizem que vão promover os próprios jovens, mas eles sobem e não jogam ou jogam pouco. A ideia de ter um ícone ou lenda é bem legal. Mas como a Hidra tinha 9 cabeças e uma era imortal, que tal o mínimo de 9 jogadores formados na base e entre eles o ícone/lenda para completar o "Trabalho"? Quer dificultar? Que tal colocar 9 jogadores entre os 15 que mais jogarem em uma temporada pelo Hércules?

 

3. Conquistar dez copas (continentais, nacionais e supercopas)

Se pretende ficar muito tempo jogando, que tal conquistar 10 copas com o mínimo de 2 Champions ou 3 Champions? Pode também somar mais vitórias do que os outros resultados (empates + derrotas) em partidas de mata-mata e decisões de copa, sem contar penalidades.

 

4. Colocar o Hércules entre os cinco clubes mais ricos do país.

Olhando a riqueza dos clubes espanhóis no FM temos alguns níveis. No 1º, Real e Barça, ambos com mais de 1 Bilhão de Euros em valor e praticamente insuperáveis. No 2º nível e em 3º lugar, o Atlético de Madrid com mais de 600 milhões e depois um grupo de quatro clubes com 200 milhões de riqueza, o Sevilla, o Celta, o Athletic Bilbao e o Villrreal. Acho que ficar entre os 5 primeiros não é algo muito exigente. Que tal entrar no top 3, ficando atrás apenas do Real e do Barça.

 

5. Terminar o save com mais vitórias nos confrontos com os rivais. 

Com exceção do Valencia, os demais terão dificuldade para desafiá-lo. Talvez seja mais fácil do que imagina. Tem como dificultar esse desafio? Estabelecer a maior goleada? Maior sequência sem perder para o Valencia no save?

 

10. Ser campeão espanhol.

Os Bois de Gérion tem três cabeças. Para mim elas seriam o Real, o Barcelona e o Atletico de Madrid. É possível ganhar o Espanhol sem derrotá-los. Minha sugestão: ganhar a liga espanhola em uma temporada derrotando pelo menos uma vez o Real, o Barça e o Atlético nas partida pela liga. Quer dificultar mais? Derrotar os três na casa deles nas partida pela liga.

 

11. Para ganhar o mundo é preciso antes vencer em seu território.

Achei o comentário estranho ao se relacionar ao título do mundial de clubes. Não seria "Não basta conquistar seu território é preciso conquistar o Mundo"?

 

Boa sorte para o save. Vou acompanhá-lo.

 

 

1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, Hazel disse:

Até outro dia o Hercules estava na La Liga vencendo o Barcelona de Guardiola dentro do CAMP NOU e agora anda pelas profundezas da gigantesca 3ª divisão espanhola. Lembro que contrataram varios medalhões naquela temporada, o mais famoso era o Trezeguet.

No mais nem precisa comentar muito. Save do Jeremias não tem como esperar menos do que um "file mignon" haha. Boa sorte.

Pois é, tb me recordo disso. Tinha Drenthe e Trezeguet, mas caiu naquele ano.

Agradeço pelo file mignon rs deu uma fome kkk

7 horas atrás, Henrique M. disse:

O objetivo 7 e o 12 seriam os mais interessantes de se ver de mão dada. Boa sorte.

Vou precisar de sorte mesmo.

1 hora atrás, Bigode. disse:

Que excelente tê-lo de volta por aqui, Jiri! Suas histórias estão sempre entre as minhas favoritas e a PM sem você não fica totalmente completa.

Gostei do mote da saga. Acho que será bem interessante e estou curioso para ver como lidará com alguns dos objetivos propostos. Creio que não deve ter grande dificuldade para concretizar a maioria deles, mas quero mesmo ver como se sairá com as Cavalariças de Áugias. Não sei como é a situação financeira do clube, mas imagino que manter um balanço financeiro sempre positivo será uma missão dura (levando em conta que contem tanto os balanços mensais quanto anuais - se forem só os anuais as coisas ficam menos complicadas).

Estarei acompanhando. Boa sorte!

Poxa, obrigado pelas palavras. Minha vida tb fica incompleta sem a área e partilha com vcs.
Concordo com vc que muitos aí nem são tão complicados, e de forma especial, este de objetivos financeiros é o que mais me preocupa, pois um tudo tem que ser bem calculado: premiações, salários e novos contratos. Neste início então, nem se fala. Vlw!

1 hora atrás, ggpofm disse:

Oi, Jirimias. 

Acordei cedo e tive essa boa surpresa. Excelente que esteja de volta. Fará bem ao PM como um todo.

Acabou optando pelo Hércules da Espanha e creio que tenha sido a melhor opção mesmo, até mesmo por conta da questão do crescimento do clube. 

Não sei se os objetivos estão aí para guiá-lo durante o save, para definir quando o save deverá terminar, para desafiá-lo mesmo que não sejam completados ou de tudo um pouco. Também não sei quanto tempo você pretende jogar o save, pois isso condiciona e muito o tipo de objetivo que se adota para um save. Independentemente disso, vou fazer alguns comentários, que dependendo do que você pensar sobre o save poderá ser útil ou não. Como você não é de "mimimi" e pelo tempo que nos conhecemos na área sei que não se incomodará de alguns comentários sobre os "Trabalhos", mesmo que não concorde com ele.  Achei alguns dos "Trabalhos" pouco hercúleos e dependendo do tempo que você planeja jogar o save, eles poderiam ser mais delimitados e em alguns casos mais desafiantes. 

 

2. Promover jovens ao time principal, uma destas cabeças (jogadores) deve ser imortal (ícone ou lenda).

Esse é um dos trabalhos mais difíceis na minha opinião. Por que muitos falam que vão promover jovens, mas na realidade contratam jovens de outros clubes e outros dizem que vão promover os próprios jovens, mas eles sobem e não jogam ou jogam pouco. A ideia de ter um ícone ou lenda é bem legal. Mas como a Hidra tinha 9 cabeças e uma era imortal, que tal o mínimo de 9 jogadores formados na base e entre eles o ícone/lenda para completar o "Trabalho"? Quer dificultar? Que tal colocar 9 jogadores entre os 15 que mais jogarem em uma temporada pelo Hércules?

 

3. Conquistar dez copas (continentais, nacionais e supercopas)

Se pretende ficar muito tempo jogando, que tal conquistar 10 copas com o mínimo de 2 Champions ou 3 Champions? Pode também somar mais vitórias do que os outros resultados (empates + derrotas) em partidas de mata-mata e decisões de copa, sem contar penalidades.

 

4. Colocar o Hércules entre os cinco clubes mais ricos do país.

Olhando a riqueza dos clubes espanhóis no FM temos alguns níveis. No 1º, Real e Barça, ambos com mais de 1 Bilhão de Euros em valor e praticamente insuperáveis. No 2º nível e em 3º lugar, o Atlético de Madrid com mais de 600 milhões e depois um grupo de quatro clubes com 200 milhões de riqueza, o Sevilla, o Celta, o Athletic Bilbao e o Villrreal. Acho que ficar entre os 5 primeiros não é algo muito exigente. Que tal entrar no top 3, ficando atrás apenas do Real e do Barça.

 

5. Terminar o save com mais vitórias nos confrontos com os rivais. 

Com exceção do Valencia, os demais terão dificuldade para desafiá-lo. Talvez seja mais fácil do que imagina. Tem como dificultar esse desafio? Estabelecer a maior goleada? Maior sequência sem perder para o Valencia no save?

 

10. Ser campeão espanhol.

Os Bois de Gérion tem três cabeças. Para mim elas seriam o Real, o Barcelona e o Atletico de Madrid. É possível ganhar o Espanhol sem derrotá-los. Minha sugestão: ganhar a liga espanhola em uma temporada derrotando pelo menos uma vez o Real, o Barça e o Atlético nas partida pela liga. Quer dificultar mais? Derrotar os três na casa deles nas partida pela liga.

 

11. Para ganhar o mundo é preciso antes vencer em seu território.

Achei o comentário estranho ao se relacionar ao título do mundial de clubes. Não seria "Não basta conquistar seu território é preciso conquistar o Mundo"?

 

Boa sorte para o save. Vou acompanhá-lo.

 

 

Ei, gg! Então, pensei muito no nível do desafio, e o Hércules espanhol, se não for o melhor caminho,parece ser o mais tortuoso,um desafio que vale a pena arriscar alguns meses de jogo. Sobre os comentários, vc me conhece bem mesmo kkk aqui não tem essa de mimimi, estou pronto a refazer minha forma de ver o save, e de antemão, agradeço por me fazer pensar: é assim que vejo sugestões/críticas e opiniões. Vamos lá!

Concordo que tem alguns que não são tão Hercúleos, mas é proposital, achei que me motivaria alguns mais simples a obter os mais pesados.

2) a ideia original do segundo trabalho era de ter nove jogadores formados no clube entre lenda, favorito ou ícone, sendo obrigatório formar uma lenda, mas fazer uma lenda é tão difícil, que acabei deixando os outros oito de lado, mas vou colocar pra fazer uma analogia melhor ao trabalho. Esse negócio de número de jogadores da base no time principal achei complicado de comprometer, é mais pesado que nacionalizar, como não sei se vou cumprir,não toparei rs

3) Duas champions podem ser acrescidas sim, mas vou acrescentar no objetivo de sustentar o mundo, o onze, pq não basta conquistar tem que sustentar. Logo, dois mundiais, exceto pelo Corinthians, tem que vir com duas conquistas continentais kkk. Pelo jeito terei que conquistar a UCL pelo menos duas vezes, por conta do objetivo 11.

4) Pensei que ao segurar o orçamento por conta do objetivo 6, isso possa influenciar na valorização do clube a longo prazo. Não é uma verdade absoluto, mas um raciocínio doido que tive. Tem objetivo que é difícil de imaginar agora, vou pensar aqui.

5) Boa ideia. O lance das rivalidades é o controle disso, tenho que ajeitar isso para não passar batido durante o save. 

10) Mais uma grande ideia, acho isso possível a longo prazo, até pq o Hércules já fez isso com o Barça. Vou mais longe: construir um tabu jogando como visitante.

11) Sim, é melhor. Nem eu entendi o que eu quis dizer kkk. Mexi neste objetivo também.
 

 

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostei das mudanças nos "Trabalhos", acho que eles ficaram bem mais desafiantes, mesmo que não sejam alcançadas. Muitas vezes acho melhor acompanhar a busca e, até o "fracasso", por um objetivo improvável, mas não impossível de ser completado, do que ver alguém completar todos os objetivos totalmente possíveis de serem realizados.

Sobre os trabalhos:

2. Achei  muito boa a ideia de ter nove jogadores como favorito, lenda ou ícone. É uma boa alternativa para não ter nove jogadores formados na base.

4.  Gostei do TOP 3 da riqueza.

5. Estabelecer uma sequência invicta contra o Valencia de 10 partidas é mais complicado do que o anterior.

10. Ficou mais complicado de ser alcançado, principalmente o tabu de cinco partidas fora de casa contra os 3 grandes. Será cinco no total, os cinco contra cada um? 

11. Gostei da ideia do bi-Mundial. Dará bem mais trabalho, pois envolve ganhar também a UCL duas vezes seguidas.

 

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa sorte, acho que eu fui o único que pensei que o save séria na Grécia kkkkkkk, gostei dos 12 trabalhos (alguns acho meio difícil de acontecer), legal essa parte de "desbloquear a conquista" com a mudança de cor do selo.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
36 minutos atrás, ggpofm disse:

Gostei das mudanças nos "Trabalhos", acho que eles ficaram bem mais desafiantes, mesmo que não sejam alcançadas. Muitas vezes acho melhor acompanhar a busca e, até o "fracasso", por um objetivo improvável, mas não impossível de ser completado, do que ver alguém completar todos os objetivos totalmente possíveis de serem realizados.

Sobre os trabalhos:

2. Achei  muito boa a ideia de ter nove jogadores como favorito, lenda ou ícone. É uma boa alternativa para não ter nove jogadores formados na base.

4.  Gostei do TOP 3 da riqueza.

5. Estabelecer uma sequência invicta contra o Valencia de 10 partidas é mais complicado do que o anterior.

10. Ficou mais complicado de ser alcançado, principalmente o tabu de cinco partidas fora de casa contra os 3 grandes. Será cinco no total, os cinco contra cada um? 

11. Gostei da ideia do bi-Mundial. Dará bem mais trabalho, pois envolve ganhar também a UCL duas vezes seguidas.

 

Isso aí, gg! Suas colocações me ajudaram a pensar nisso. Talvez não consiga todos, mas a busca por eles vai manter a chama acesa por um bom tempo.

Dei uma piorada para melhor. Sobre o tabu pensei mesmo na imortalidade kkk cinco pra cada um. Agora tenho que me virar para controlar tudo isso. Vou dar um jeito. Criar uma arte aqui e controlar essas coisas.

Agora, bruno introvertido disse:

Boa sorte, acho que eu fui o único que pensei que o save séria na Grécia kkkkkkk, gostei dos 12 trabalhos (alguns acho meio difícil de acontecer), legal essa parte de "desbloquear a conquista" com a mudança de cor do selo.

kkkkk correu risco de ser na Grécia, com o Hércules de lá, mas futebol grego não me seduz rs. Conseguir estes objetivos seria mítico, mas confesso que neste momento estou diante do impossível,

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já li alguns saves seus antes de criar a minha conta e gostei muito deles, ansioso para esse.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Falar o que do Jiri e desse save? Pois tudo já foi dito, principalmente pelo @ggpofm. Sou um leitor assíduo das suas sagas e esta não será diferente. gostei dos desafios propostos e vamos as trabalhos.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, LC disse:

Falar o que do Jiri e desse save? Pois tudo já foi dito, principalmente pelo @ggpofm. Sou um leitor assíduo das suas sagas e esta não será diferente. gostei dos desafios propostos e vamos as trabalhos.

Grande,LC! Vamos aos trabalhos!!!

3 horas atrás, JCaio Lima disse:

Já li alguns saves seus antes de criar a minha conta e gostei muito deles, ansioso para esse.

Obrigado! Valeu por ler os saves e acompanhar este.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

banestadium.png
 

#O clube: o guerreiro ainda dorme.

Era o verão de 1914, quando às margens do Paseo de la Reina Victoria , um grupo de adolescentes começou a sonhar em fundar um clube poderoso. Foi sugerido por Vicente Pastor Alfonsea, conhecido como "o corcunda", o nome de Hércules, um nome adequado para as pretensões de seus fundadores.

Em 25 de outubro de 1925, a equipe de Alicante foi finalmente registrado na federação e iniciou sua epopeia pelos gramados.

Os primeiros anos foram muito difíceis para o recém-nascido clube, no entanto, a equipe do "corcunda" começou a demonstrar os primeiros sinais de que veio para conquistar, ainda que seja por enquanto só os corações de milhares de torcedores. Na temporada 31/32, depois de  inexpressivas conquistas regionais, o Hercules sagrou-se campeão regional da terceira divisão. Em 1933-1934, em sua segunda participação na Taça da Espanha, os Herculanos alcançaram as quartas de final da competição espanhola, um grande feito para uma equipe que ainda disputava a divisão regional.

 Em 1932, o clube inaugurou o estádio Bardin, que veria a equipe subir em dois anos seguidos da terceira divisão para a primeira, confirmando a previsão de Robert Firsth, treinador do Real Madrid, que ficou impressionado com o desempenho da equipe de Alicante depois de um amistoso entre os dois clubes.

Em sua primeira participação na divisão principal, os dirigentes perceberam que o estádio Bardin estava fora do padrão de uma equipe que desejava consolidar-se entre as principais equipes do futebol espanhol, mas a mudança de casa aconteceria quase duas décadas depois depois.  O primeiro rebaixamento ocorreu na temporada 41/42, onde passou duas temporadas até retornar à divisão principal. 

Em 1954, o clube migrou para o Estádio Vineyard, onde protagonizou campanhas irregulares com acessos e rebaixamentos. A nova casa do Hércules passou a ter seus dias contados após a Prefeitura requerer parte do terreno ocupado pelo estádio. Em 1974, o Hércules inaugurava seu coliseu que contava com 30 mil lugares, o estádio Rico Perez,  que segue acompanhando a equipe até os dias atuais.

Em 1976 a equipe fez uma campanha memorável terminando em sexto colocado no Campeonato Espanhol, porém a sina de “equipe elevador” acompanhava a equipe. Nas décadas de 80 e 90, o clube passou por momentos complicados financeiramente, que acabou refletindo nos resultados em campo e afastando a equipe da divisão principal.

Foram treze anos até chegar a temporada 2009/2010, quando o Hércules voltou a disputar a Primeira Divisão. No ano seguinte, o clube de Alicante protagonizou um dos grandes momentos da sua história ao bater o Barcelona por 2-0, no Camp Nou. Os momentos mágicos protagonizados por David Trezeguet e Drenthe  não foram suficientes para livrar a equipe do rebaixamento. Depois de duas temporadas na segunda divisão, o Hércules não encontrou forças sequer para se manter, quanto mais para voltar a Primeira Divisão, e terminou a temporada 14/15 rebaixado para o terceiro escalão.

 

Informações Gerais:

  • Estrutura corporativa: adequada
  • Condições de treino: impressionante
  • Condição de treino (jovens): adequadas
  • Principal lenda: Eduardo Rodriguez (ex-jogador, preparador físico)
  • Principal ícone: Mário Kempes (ex-jogador)
  • Previsão da Imprensa para esta temporada: 1º
     
1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia! Acompanhando seu Save. Parabéns pela montagem!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, vou acompanhar com certeza!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já tem o caldeirão para empurrar o time, estrutura está melhor do eu pensava, (não sei o por que, mas mesmo o time sendo da Espanha, ainda acho que o save acontece na Grécia kkkkk)

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Ademar Tavares disse:

Bom dia! Acompanhando seu Save. Parabéns pela montagem!

Obrigado, Ademar!!!

8 horas atrás, Yagamiiori disse:

Opa, vou acompanhar com certeza!

Valeu!!!

7 horas atrás, bruno introvertido disse:

Já tem o caldeirão para empurrar o time, estrutura está melhor do eu pensava, (não sei o por que, mas mesmo o time sendo da Espanha, ainda acho que o save acontece na Grécia kkkkk)

Tira a Grécia da cabeça, Bruno kkkkk

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não curto muito futebol espanhol, mas eu gosto de ver saves na Espanha, por motivos de CHEGA DE REAL, ATLÉTICO E BARCELONA GANHAR ESSA LIGA VAI HERCULES!!!! Boa sorte

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 horas atrás, JCaio Lima disse:

Não curto muito futebol espanhol, mas eu gosto de ver saves na Espanha, por motivos de CHEGA DE REAL, ATLÉTICO E BARCELONA GANHAR ESSA LIGA VAI HERCULES!!!! Boa sorte

Isso aí!! Chegar lá e mostrar pra eles quem manda haha

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

quais ligas no save ??

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rpg6gnQ.png
 

1º Temporada
#Episódio 1: Que comecem os trabalhos!
 

Em seu primeiro dia como presidente do Hercules Alicante, Oscar Carvajal, demonstrou a atitude que os torcedores do Hércules esperavam de um mandatário. Seu discurso cheio de energia relembrou que o clube foi fundado com um destino do qual várias gestões tragicômicas trataram de desviar."Somos hoje um clube movido por chacotas, um adversário inofensivo e que não demonstra reação". Com frases de efeito e usando de expressões que faziam analogia ao herói da mitologia grega, Carvajal chegou ao clube em meio a um clima de dúvida e desesperança, que de fato requeria uma administração que resgatasse o orgulho herculano.

As analogias feitas ao herói homônimo, porém, não ficaram só no discurso, mas ganharam o papel e virou uma espécie de "programa de governo". Durante sua campanha, Carvajal notabilizou-se por utilizar das redes sociais para promover seu projeto intitulado de "Os doze trabalhos de Hércules". O projeto consistia em dar às metas do clube um nome de um trabalho do herói, algo que serviria não só de motivação, como também serviria como uma ótima ferramenta de marketing.

- Gastei algum tempo pensando sobre os trabalhos do Hércules e observava o que tudo aqui tinha a ver conosco e como trazer aquilo para o futebol. Foi assim que cheguei a esta fórmula. Faltava ser eleito, e felizmente, os torcedores do Hércules fizeram sua parte.

Carvajal foi eleito por 57% dos sócios, uma das eleições mais bem sucedidas da história recente do clube. Seria ainda maior, tendo em consideração que uma parte dos sócios eram senhores conservadores, que viam Oscar como um lunático. Talvez fosse um sonhador, mas os pés do dirigente estavam cravados no chão.

"Herdamos um clube que lutará muito para pagar seus compromissos, por isso não vamos fazer loucuras, espero que o torcedor entenda o nosso momento. Porém, garanto que não nos faltará vontade e com o tempo e muito trabalho, nosso torcedor poderá andar pelas ruas de cabeça erguida novamente. " - Oscar Carvajal, presidente do Hercules.
 

twV0xgb.png Nuñes, o louco  

De fato, o Hércules já entrava na nova temporada com uma folha salarial maior que o orçamento, e para piorar contava com uma verba muito pequena para contratações. O esforço em evitar que o clube não tivesse prejuízo começou início da temporada 15/16 com a  escolha do treinador. Francisco Nuñes, de 34 anos, nasceu em Alicante e nunca escondeu ser torcedor do Hercules. No mais, era só um aluno recém-formado na Escola Nacional de Treinadores na Espanha, onde era apontado por muitos como um maluco indisciplinado. Adepto do jogo ofensivo, e um crítico incorrigível do futebol de resultado, acumulou inimigos com seu jeito polêmico e de fala mansa e irritante.

azfig1Y.png

Nuñes foi apresentado uma semana após a posse do novo presidente. Fez uma coletiva de 40 minutos e deixou a coletiva antes do fim, após irritar com a pergunta de um jornalista. "Até onde vai a sua coragem, treinador? Até a primeira derrota?" Havia mesmo uma grande dúvida de quanto duraria esta tendência ofensiva do comandante do Hércules. 

Apresentado o novo treinador, era hora do clube fazer as escolhas: quem permaneceria, quem sairia e quem chegaria ao clube:

- Cheguei ao clube e encontrei jogadores com baixa autoestima, e isso é complicado, pois antes de tudo eu sou um torcedor do Hercules, e com isso acabo sofrendo dobrado. Como a dificuldade financeira não me permitia uma mudança mais radical na equipe, concentrei minhas forças em recuperar o plantel e tentar aproveitar alguma brecha do mercado para reforçar alguns setores. - Francisco Nuñes, treinador do Hercules.

rmfiAii.png

 

twV0xgb.png O início da temporada

Foram um total de quatro reforços, entre eles, dois brasileiros, Arthuro (atacante) e Gabriel Soares (volante) e dois jogadores emprestados pelo Villareal, Carlos (atacante) e Edgard Iê (zagueiro). Os reforços chegaram com a pré-temporada em andamento e estrearam na única vitória da equipe no "esquenta" da nova temporada. 

9tNHxR6.png
 

No dia 28 de agosto de 2016, a terceira divisão espanhola teve início. A Segunda División B, como é conhecida, divide-se em quatro grupos regionalizados com 20 equipes cada, com disputa de pontos corridos entre os times da divisão. Ao final do campeonato, os quatro primeiros, 16 clubes no total, classificam para uma fase eliminatória até chegar ao número de quatro equipes: os quatro clubes promovidos à segunda divisão.

Os 4 últimos colocados de cada grupo são rebaixados. O 5º último de cada grupo (16º colocado) classifica-se para a "Despromoción". Estes quatro clubes jogam em sistema eliminatório, os 2 perdedores são rebaixados. Os confrontos eliminatórios para ambos torneios são de ida e volta contabilizando os gols fora de casa em caso de empate.

Além da disputa da Segunda Divisón B, o Hércules disputaria a Copa do Rei, uma das boas chances de ganhar notoriedade, ainda que fosse praticamente impossível acreditar em uma campanha surpreendente para uma equipe sem grandes talentos individuais e com um trabalho ainda tão embrionário.

 

5

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bela introdução, mas achei os atributos iniciais bem elevados.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Henrique M. disse:

Bela introdução, mas achei os atributos iniciais bem elevados.

Também achei elevados.

Texto muito bom. Começou bem o save.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • LC
      Por LC
      PAÍS BASCO: A HISTÓRIA DE UM POVO.


      Aeroporto de Bilbao – País Basco - Espanha

      “ Começa a anoitecer em San Sebastian. A longa tarde de verão escurece rapidamente sob o véu do “sirimiri”, uma chuva fina e permanente que ensopa as roupas e, por fim, os ossos. Dois engarruçados sobem ao palco que preside ao comício da Henrri Batasuna – Unidade Popular, HB. Queimam duas bandeiras. Uma espanhola e outra francesa. O ritual, que antecede os discursos, surpreende os fotógrafos menos precavidos. Celebradas as palavras de ordem do último orador, a assistência ergue o punho direito e inicia um segundo momento ritualista, entoando o “Eusko Gudariak”, hino dos combatentes bascos. De repente, em uníssono, milhares de gargantas soltam um arrepiante grito contínuo e modulado, que acompanha a música e as palavras. O “irrintzi” é um grito trágico, remoto e perturbador que parece arrancado as entranhas de um antiquíssimo e inacessível mistério. De semelhante, talvez haja apenas para lhe comparar os gritos cerimoniais das mulheres árabes. Ou, mais sintonizados  com o conhecimento comum, os gritos característicos das tribos índias americanas. Quem algum dia o escutou percebe por razão a historiografia basca chama ao povo de Euskadi, “os índios da Europa”.
         Recuar no tempo através desse grito insólito, devolver-nós-á uma imagem de imemorial crueldade. Fosse em nome do bom Deus, em prol do “Estado uno e forte”, ou da Democracia Ocidental, a verdade é que aos “índios da Europa” raramente bastou calar o seu grito. Pela violência, a assimilação, ou de outra forma qualquer, com pretextos diversos e em graus diferentes, o lento passar dos séculos foi-lhes invariavelmente adverso, quanto á sua língua, território, cultura e, consequentemente, no que diz respeito, até, ás suas próprias opções de cidadânia.”
      EUSKADI: A guerra desconhecida dos Bascos – RUI FERREIRA
      Esse texto é parte do  livro que ganhei em 2009 de um amigo de Lisboa, Portugal. Joaquim Cycle é torcedor do Sporting e  tem o Athlétic como um 2º clube.  Algumas pessoas acham que o povo basco é composto por terroristas por causa da Euskadi Ta Askatasuna. Tinha um amigo que por pouco não deixou de ser meu amigo por causa de um comentário infeliz sobre o Athlétic. Ele recriminou  a forma de como o Athlétic só contrata jogadores de origem basca e que no mundo globalizado de hoje é um retrocesso. Ledo engano meus amigos. Isso é uma forma de mantermos nossa unidade, nossa nacionalidade, pois até mesmo nas escola é proibido ensinar Euskara, a língua basca. Não vou entrar na parte política da situação, apesar de que as vezes é deveras necessário para poder explicar o nosso povo, a nossa nação. Meu bisabuelo era basco e foi morar ainda jovem no Brasil. Se encantou por uma bela morena carioca e o restante é óbvio. Sou casado e tenho duas filhas, que procuro ensinar  as origens da nossa família. Sou Basco e me orgulho disso. Somos um povo alegre e amigável e que amamos o futebol. Em termos de clubes Bascos existem pelo menos mais de 20 clubes, sendo que os mais famosos são: Athlétic Club Bilbao, Real Sociedad, CA Osasuna, SD Eibar, Deportivo Alavés, Barakaldo CF, CD Baskônia e Club Portugalet. Já treinei alguns desses, menos Real Sociedad por que detesto. É questão de torcedor. Hoje estou em Bilbao para uma palestra sobre os times Bascos na Liga da Espanha. Algumas pessoas  falam sobre eu ser um Basco, pois muitos pensavam que eu era um espanhol que mora em Nottingham. Vou aproveitar o espaço e falar sobre a cultura, as comidas e principalmente do futebol basco. Farei o possível para não enveredar para o lado político.
      • - Boa noite a todos e vamos começar a palestra com uma frase de Victor Hugo: " Um Basco não é Francês. Não é Espanhol. É simplesmente um Basco."
       
       
      PS: Save a espera do FM 2017 e que aos poucos vou falar sobre os clubes Bascos e claro que vai ser FM+Texto. Aguardem e continuem acompanhando e sobretudo comentando o save.


       
    • Luiz A. Borel Gonçalves
      Por Luiz A. Borel Gonçalves
      Meu nome é Luiz. Tenho 22 anos e sou recém-graduado em Educação Física pela UFV (Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal). Nunca me interessei pela área de licenciatura, sempre preferindo o trabalho mais técnico. Antes de me graduar, fiz um breve estágio na Toca da Raposa I, do Cruzeiro Esporte Clube, acompanhando as divisões de base, conseguido por um contato da faculdade. O futebol sempre foi uma das minhas paixões e foi uma experiência muito boa em um clube pelo qual nutro um carinho. Tive a oportunidade de conhecer muitas pessoas durante esse período, desde funcionários do próprio Cruzeiro, até presidentes de equipes menores da região, que assistem aos trabalhos das divisões de base, levando jogadores formados em seus clubes para testes nas equipes maiores ou até mesmo para procurarem jogadores. 
      Apliquei a minha metodologia durante os treinamentos com as equipes sub13 e sub15 dos garotos que faziam testes para tentar uma vaga no Cruzeiro e acredito que o trabalho tenha sido muito efetivo, de maneira que recebi diversos elogios e consegui que oito de vinte jogadores fossem chamados para os testes finais no Cruzeiro. 
      Uma dessas pessoas que me elogiaram foi o presidente do Contagem Esporte Clube, Eduardo de Andrade, que me propôs uma oportunidade para comandar a equipe. Não podia dizer não para uma chance de trabalhar com uma das coisas que mais gosto. 
      Receberei cerca de R$ 2.500,00 por mês em um contrato válido até o final do ano.
      O Contagem Esporte Clube é um clube de pouca idade, tendo como data de fundação o ano 2006, com a premissa de formar jovens jogadores. A equipe manda suas partidas no Campo do Frigoarnaldo, localizado no Bairro Eldorado. O campo, pertencente a Associação Desportiva Frigoarnaldo, é utilizado por todas as equipes da cidade, sendo, inclusive, sede do Campeonato de Contagem. 
      O Contagem Esporte Clube disputará o Campeonato Mineiro - 4ª Divisão, onde está no Grupo C, ao lado de Venda Nova (Ouro Preto), AA Paraisense (São Sebastião do Paraíso), Trio FC (Coronel Fabriciano), Metalusina SC (Barão de Cocais), América FC de Alfenas (Alfenas), AR Sul Mineiro (Pouso Alegre), Ipiranga FC (Manhuaçu), Fluminense FC (Araguari) e Betim FC (Betim). A expectativa da direção é terminar na metade superior da tabela. 

      Bem-vindos a meu novo save. 
      Sei que muitos membros ativos da área têm problemas comigo e/ou com meus saves e não os acompanham, independente de qual seja, apenas por estar escrito "por Luiz A. Borel Gonçalves". Por esse motivo, relutei muito em abrir uma nova história nesse momento, mas decidi fazer uma nova e última tentativa. Será um save em terras brasileiras, utilizando a mim mesmo com personagem central de um save sem ficção e com algumas premissas do LLM. Uma parte da história inicial é verídica e outra foi adaptada para que o início seja o mais real possível, visto que o Contagem EC é um dos clubes mais próximos a cidade onde vivo. 

      Não vou me prender a um único clube, de tal maneira que qualquer proposta recebida será estudada, levando em conta os meus pensamentos na vida real. 
      Conto com o apoio daqueles que irão ler o tópico e principalmente dos que comentam. As atualizações serão feitas anualmente (temporada a temporada) no início, mas poderá ser algo alterado no futuro com o evoluir da carreira. 
      Para aqueles que se sentirem citados na primeira frase desta introdução, estou aberto para conversas e para resolver quaisquer problemas que tenham com a minha pessoa. Somos quase todos adultos aqui e ter picuinhas é a última coisa que buscamos. 
      O save será jogado no FM17 com o patch Brasil Real feito pelo FM-Brasil. Carreguei apenas o Brasil para dar mais fluidez ao save, visto que é uma base de dados muito pesada devido ao número de clubes jogáveis. 
      Atenciosamente,
      Luiz. 

      Histórico
       Contagem EC | 01/01/2017 - 15/12/2017
       Social FC | 15/12/2017 - 01/12/2019
       Estrela do Norte FC | 02/12/2019 - 12/09/2020
      Conquistas
      Campeonato Mineiro - 3ª Divisão: 2018
      Campeonato Mineiro - Módulo II: 2019
      Campeonato Capixaba - 2020
       
    • BrendallKakiz
      Por BrendallKakiz
      Fala galera beleza ? Estou aqui para mostrar para vocês, essa fantástica saga, no nosso modo carreira com Milan. Já estamos no episódios 17 sendo que postamos vídeos todos os dias. E o canal Vagante Gamers também, possui uma grade de vídeos gigantescas de Tutoriais sobre tudo e com muita rapidez, para que você sempre atinja seu objetivo rápido e sem enrolação. Estou deixando ai a playlist da nossa serie. Então espero que gostem, não deixem de se inscrever no canal. e deixar seu comentário para que nó possamos sempre melhorar.
       
       
    • Lohan
      Por Lohan
      BRASIL MUNDI UP  (18\01\2017) ⚽️
      ✔️Séries A, B, C e D (formato original) 
      ✔️Serie Regional, equivalente a uma 5 divisão fictícia, nas qual faz com que os estaduais fiquem mais realistas e disputados (grupos verdadeiramente regionalizados)
      ✔️Segundonas, Terceiras e Quartas Estaduais
       ✔️Copa SP de Futebol Júnior, Copa BH, Copa do Brasil e Brasileirão sub-20, Brasileirão sub-17
       ✔️Copas Estaduais (quando os times sobem pra Seria A e B, deixam de participar pra não inflar o calendário)
      ✔️ Novidade Todos os Campeonatos Estaduais Sub-20
       
      Colocar o arquivo .FMF na pasta (editor data) que fica em: documentos / Sports Interactive / Football Manager 2017 / editor data,
      e depois selecioná-lo antes de criar o Save.
      Testado 3 vezes ate 2030 sem bugs,  (protegido contra cópia)
      DOWNLOAD:  
                        Brasil Mundi Up (18-01) 
                      4Shared: http://www.4shared.com/file/TKh1sAhQba/Brasil_Mundi_UP__18-01__FM17_E.html?
      ❌  (NÃO FUNCIONA NO FM PIRATA)
      ❌  (Só funciona no patch 17.2 em diante)
      ❌  Criar o save 28 dez de 2016 pra evitar bugs (se EUA estiver selecionado essa data fica bloqueada)

       
      Ligas fundamentais que não vem no FM17 e fazem muita diferença, principalmente pra quem joga no Brasil (só funciona se deixar como "Jogáveis", não adianta nada ativar essas ligas ao criar o save e deixar em "Ver apenas"):
      Libertadores mais difícil e realista
      Deixando as primeiras divisões de todas as ligas Sulamericanas + México ativadas, a Libertadores e a Copa Sulamericana ficam mais difícil
      Mercado de transferências bastante ativo
      Ativando Japão, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Qatar, Portugal, China e Itália você vai ver bastante transferências realistas, e vai conseguir vender ou emprestar facilmente até jogadores encostados sugando a folha salarial

      DOWNLOAD:  https://sortitoutsi.net/downloads/view/29634/fm17-megapack-10-leagues-by-claassen
       
      Apos fazer o download extraia o arquivo na pasta editor data, a mesma pasta em que fica o Brasil Mundi UP
       
      Amigos, a pouco estava tirando as dúvidas de uma pessoa sobre se fazer a série D real ou não, com os times participando dela baseado em suas classificações via estaduais, e tive a ideia de escrever esse texto, para ajudar a esclarecer algumas coisas, dando minha opinião pessoal sobre o jogo, e sobre o motivo de não fazer nesse formato mesmo sendo realista.
      Como todos sabem, o FM é um jogo Inglês, feito de acordo em teoria, baseado na realidade do futebol inglês e europeu, então infelizmente algumas coisas que estão programadas pra funcionar lá, não são bem geridas pela inteligência artificial do jogo no Brasil, e até por esse motivo, muita gente não gosta de jogar aqui, preferindo até ir pra China rsrs.
      Ao longo dos anos, venho estudando e analisando os mecanismos de muitas dessas configurações no editor, tem algumas pessoas que tem essa mesma visão e linha de raciocínio, como o amigo Leon Coutinho, então começamos a implementar isso aos poucos, sempre testando massivamente.
      Eu me senti satisfeito, por achar que consegui atingir no FM14, um nível de realismo absurdo (dentro das limitações do jogo), seja no mercado de transferências, nas finanças, cotas dos clubes e etc, lembrando que nossos pesquisadores nacionais fazem um excelente trabalho, até porque não é nada fácil ter que estar atento a cada mínimo detalhe de uma Database tão grande e complexa.
      É difícil saber o valor correto exato da parte financeira dos clubes, mas o pessoal faz isso bem, o problema é como o jogo gere as finanças no nosso país, fazendo os grandes clubes ficarem ricos em 2 ou 3 anos, tirando assim grande parte da graça de jogar por ficar muito fácil.
      A partir do momento em que vc cria o save e clica em continuar, vc esta entrando em um mundo de simulação futebolística virtual, onde tudo pode acontecer, (vírgula), muitas coisas precisam de coerência, o Brasil tomar 7 da Alemanha não parece ser nada coerente né? Então, isso pode acontecer no jogo tb, só não pode acontecer o tempo todo.
      O que eu quero dizer, é que o FM tem simulado muito melhor e com mais realismo e dinamismo muitas coisas do mundo do futebol nas ultimas versões, as opções de configuração são bastante complexas, mas se tivermos atenção a isso o jogo fica muito melhor, basta analisarmos e testarmos com parcimônia.
      Sempre fui muito perfeccionista e detalhista, o jogo perde a graça quando vejo em 2015, Tite treinando o Goiás ou Renato Gaúcho sendo contratado para treinar o Inter (what? Só acho que a Sigames deveria me adicionar a folha salarial deles rsrs.
      Quanto a Série D real, com os times provindo de suas classificações nos estaduais, deixando o jogo supostamente mais realista (porém sem graça), é aí que entra o que falei (pra se ter mais realismo no Brasil, é preciso configurar algumas coisas diferentes, para num todo, termos um jogo bem melhor, e sim, mais realista e divertido!
      Então ter uma Série D com 128 clubes, nos moldes da Série C dos antigos CM´s e FM´s (oh nostalgia que me faz envelhecer rs) e ter uma série Regional, onde muito mais clubes pequenos participam, privilegia justamente os estaduais, faz com que os times menores busquem reforços no mercado, por terem uma divisão ativa, ao invés de ficar com jogadores cinzas, levando goleadas e mais goleadas dos grandes todos os anos, sem contar que fica mais fácil ainda vc vender ou emprestar aquela naba que fica escanteada, sugando toda sua folha salarial.
      Sou da opinião que é muito mais divertido pegar um time da Série A3 do Paulistão ou da Segundona Gaúcha e tentar levar pra Série D ou C, de maneira suada, do que pegar o Paysandu no estadual do Pará (com a Série D real), enfiar goleadas nos minúsculos do estado (por não terem divisão) e ir simplesmente participar da Série C na cara de pau (essa é minha opinião) acho totalmente sem graça isso!
      *Campeonatos estaduais precisam ser mais difíceis e realistas! (o Ituano Campeão Paulista de 2014 manda abraços!)
      *Libertadores não pode ter todos os anos uma semi-final com 3 ou 4 brasileiros! (O papa torcedor do San Lorenzo que o diga) 
      Mas quem disse que isso não foi a primeira coisa que eu tentei melhorar? =P
      Abraços e bom final de semana cambada!
    • baltazar
      Por baltazar
      E ai galera, beleza. Bom, estou de volta na área, e novamente venho aqui compartilhar mais um save. Acredito que o título deve ser familiar para os membros mais antigos, e não é atoa, pois estou repetindo um save do FM15 que fiz e postei aqui no fórum. O principal motivo pra isso é simples, ver as consequências ( boas e ruins ) do Brexit no que tange a força do futebol Britânico. Sabemos que o FM17 simula alguns cenários, e portanto, poderá ocorrer de eu ter um Brexit acentuado, limitando bastante as contratações de jogadores dos outros times, e estarei torcendo para que ocorra isso, pois iria dificultar ainda mais o save, afinal, meus jogadores ficariam valorizados e desejados pelos grandes Ingleses, ficando difícil segurá-los. Antes de começarmos, quero deixar meus agradecimentos ao @Bega Gomes pela parte gráfica do save ( Banner e Barras ), muito obrigado pela ajuda.   Dessa vez irei usar uma db alternativa da Inglaterra contendo 22 divisões e com competições praticamente idênticas a realidade. ( Também personalizei a db com todos jogadores dentro da Inglaterra e não coloquei para adicionar jogadores e staff ). Como a 22ª divisão não tem rebaixamento, não tem como eu rodar o save por 1 ano para pegar o time que subir, portanto já irei começar no Keymer & Hassocks FC. Quanto ao treinador, resolvi fazer uma homenagem a lenda do save com o Workington, e assim ele se chamará Blair Henderson ( Detalhes Pessoais | Aspecto ), tendo a nacionalidade inglesa e nascido na mesma cidade do clube, o qual também é torcedor. Além disso, irá começar sem nenhum curso e com reputação amadora.     Apesar do save ser focado em usar apenas a base, estou considerando que o Brexit que vai ser simulado no jogo talvez não seja o pior possível, assim, colocarei algumas regras. Todos os jogadores que surgirem na base poderão ser contratados, mas aqueles que tiverem dupla nacionalidade, só irão jogar no time principal caso tenham escolhido servir a seleção Inglesa, do contrário esse jogador não será utilizado e assim irei vender ou deixar sair ao final do contrato. Em relação ao staff, também está proibido contratar funcionários que não sejam Ingleses, nesse caso, deverá ter a primeira nacionalidade Inglesa, ser Inglês como segunda nacionalidade não serve, e nisso também incluo os olheiros. Em relação a treinar a seleção, posso treiná-la somente caso não tenham ganho uma Copa do Mundo, e após eu já ter cumprido todos os objetivos com o clube.   Resumindo as regras:   Não contratar jogadores ( Usar apenas a base). Caso um jogador que surja na base venha com dupla nacionalidade, sendo uma delas Inglesa, só poderá subir e jogar no time principal se escolher jogar pela seleção Inglesa ou ser selecionável para a mesma. ( Nesse último caso ele poderá subir e jogar na equipe principal caso ainda não tenha sido chamado para nenhuma seleção, pois ainda seria possível jogar pela Inglaterra, porém se depois de um tempo ele optar por servir outra seleção ao invés da Inglesa, mesmo que seja titular e craque do time, ele será imediatamente vendido, pois seguirei o Brexit rigorosamente, só vão jogar no time jogadores que podem jogar pela seleção da Inglaterra ) Caso um jogador da fornada não venha com nacionalidade Inglesa, o mesmo só poderá subir para a equipe principal depois de adquirir a nacionalidade, e além disso, ele ainda não pode ter jogado por nenhuma seleção. Do contrário o mesmo será dispensando. Posso contratar apenas membros do staff que tenham primeira nacionalidade Inglesa, incluindo olheiros. ( Aqueles que tem segunda nacionalidade Inglesa não podem ser contratados ). Posso treinar apenas a seleção Inglesa, e somente depois de eu ter cumprido todos os objetivos com o clube. Também não podem ter ganho a Copa do Mundo.     Os objetivos serão basicamente os mesmos do antigo save, enumerados em ordem de dificuldade. ( Do mais fácil ao mais difícil )   Chegar a 10ª divisão Virar profissional Possuir estruturas adequadas para todos os jogadores Estabelecer uma base forte tendo um bom recrutamento de jovens Não possuir dívidas e terminar a temporada com lucro nos últimos 5 anos. Chegar a 1ª divisão Construir a melhor estrutura de treinamento possível para todos os jogadores Ser a base da seleção inglesa Alcançar os 10 melhores clubes Ingleses em reputação Alcançar os 10 clubes mais ricos do país Conquistar a 1ª divisão Conquistar a UCL Conquistar o Mundial de Clubes Construir um estádio com capacidade para no mínimo 75 mil pessoas Ser o clube com mais reputação do Mundo Ser o clube mais rico do Mundo