Jump to content
Sign in to follow this  
marcss34

[3D Kits] Novo Template + Visualizador (FM21)

Recommended Posts

marcss34

Olá pessoal, seguindo a dica do membro @Hajdučki sin, estou deixando aqui um software para testar uniformes 3D. Nele é possível visualizar com detalhes utilizando rotação e zoom os posicionamentos exatos de cada pedaço do uniforme completo em 3D.

Existem duas versões a WEB e pra PC que podem ser testados e baixados nesses links: 

WEB: Acessar   |    PC: Download  |    Projeto: Github   versão atual 1.3 update 08/02/21

O projeto é da autoria do membro DokteurHaisse, da comunidade do sortitoutsi.net.

Ele também disponibiliza o código aberto no Github para desenvolvedores que tenham interesse em aprender e/ou colaborar.

Abaixo vou deixar um arquivo do Template do FM21 que adicionei algumas informações para melhor entendimento. Carreguem o arquivo no Visualizador 3D para melhor compreensão.

QfvoZuR.png

 

E abaixo um exemplo que testei aqui e me ajudou a reposicionar o que estava fazendo de equivocado nas edições.

MgYkW0i.png

 

Para quem tem interesse em criar Kits 3D usando templates, abaixo deixo o link de alguns disponíveis para vocês:

Usuário Avançados: Download | PSD Templates: Download |  Vídeo: Assistir

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
R49

Eu vi isso hoje. Não sei fazer os kits, mas achei bem legal para se ter uma ideia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marcss34

link da versão 1.3 atualizada no primeiro tópico.
agora tb é possível visualizar os modelos de bolas. 
107112903-54dcc800-685b-11eb-8756-f14763756516.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lohan
Em 21/01/2021 em 18:58, marcss34 disse:

E abaixo um exemplo que testei aqui e me ajudou a reposicionar o que estava fazendo de equivocado nas edições.

MgYkW0i.png

 

Sensacional!! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • mfeitosa
      By mfeitosa
      Com a frustração de ser demitido do Koninklijke HFC (Holanda) em meu último save, já na primeira temporada, resolvi deixar um pouco de lado o meu espírito nostálgico para tentar algo com um clube ainda mais "aleatório". Embora a liga escolhida seja a Itália, onde vocês devem estar cansados de me ver jogar, o ponto de partida aqui será a Eccellenza, que corresponde à 5ª divisão italiana. Estarei sob o comando da A.S. Fidentina, também chamada de Lupi, uma equipe com menos de meio século de existência e sem qualquer tradição no Calcio.
      É importante ressaltar que não abandonarei o Desafio da Base e todas as diretrizes apontadas no frustrado save com o HFC serão mantidas para o trabalho com a Fidentina. Minha expectativa e objetivo é ter um save bastante longevo onde, ainda que eu não consiga cumprir todos os objetivos apontados, ele possa render um considerável período de divertimento, sem prazo para terminar.


      A Associazione Sportiva Fidentina foi criada após um "papo de boteco". Tudo começou em 1978, quando um pequeno grupo de rapazes que frequentavam o Bar Marisa (que existe até hoje) resolveu criar um time de futebol para participar de campeonatos amadores. A ideia foi muito bem recebida pelo dono do bar, que acabou por se tornar o primeiro patrocinador e presidente do clube. E assim nasceu o G.S. Bar Marisa, que logo mudaria de nome para G.S. Amatori Fidenza, e décadas depois para A.S. Fidentina (nome definitivo). O clube é sediado em Fidenza, comuna italiana da região da Emília-Romanha, província de Parma com pouco mais de 23 mil habitantes.

      O time se destaca pelos curiosos desenhos de seus uniformes, principalmente na cor grená, e pelas várias versões de seu escudo, onde sempre há espaço a "águia imperial" e a "cruz de prata" presentes no brasão de Fidenza, assim como o Lobo (em italiano, Lupi), tradicional mascote da equipe. Na imagem dos uniformes que criei, é possível verificar uma das variações do escudo da A.S. Fidentina, mas existem muitos outros (veja o fundo desta imagem) que, de tempos em tempos, surgem em algum uniforme ou arte. 
      Nos últimos anos, graças ao apoio de apaixonados empresários locais e ao jovem entusiasmo de seus dirigentes, o clube atingiu alguns resultados importantes dentro e fora de campo, alcançando patamares nunca sonhados anteriormente, como o acesso à Promozione e Eccellenza, a sexta e a quinta divisões do futebol italiano, respectivamente.
      A Fidentina rivaliza com as outras duas equipes da cidade, o Fidenza (time mais antigo, de 1922) e o Borgo San Donnino (fundado em 2009).


      Tomando como base o tópico oficial do The FM21 Youth Academy Challenge, no fórum da SI, os objetivos principais aqui serão conquistar a Serie A (primeira divisão do país escolhido) e a UEFA Champions League (competição continental), utilizando apenas as categorias de base da A.S. Fidentina como forma de adquirir novos jogadores. Ou seja, sem contratações de qualquer gênero, com exceção aos membros da comissão técnica. Vendas e empréstimos de jogadores a outros clubes também são permitidos. 
      Para tornar as coisas um pouco mais intuitivas em termos de evolução do save, ampliarei os objetivos da seguinte forma:
      Conquistar o título da Serie A; Conquistar o título da Coppa Italia; Conquistar o título da UEFA Champions League; Ter um jogador convocado para uma Copa do Mundo; Ser o maior clube formador da Itália; Possuir as melhores infraestruturas de base da Itália; Tornar-se o principal clube itália, em termos de reputação.
      Estarei utilizando o "Fusion DB - Prima Categoria v1.2" como forma de ativar os escalões mais baixos do futebol italiano, o que me permitiu escolher a Fidentina para jogar. Embora esse update contemple a 7ª divisão da Itália, carreguei a pirâmide apenas até a divisão em que estarei jogando, Eccellenza (5ª divisão), em razão da morosidade que seria gerada com o passar dos anos. Além da Itália, selecionei as principais ligas da Europa (apenas a divisão principal de cada) de acordo com o ranking das associações, e também a primeira divisão da Suíça, Brasil e Argentina. A base de dados escolhida foi Média. Por fim, das opções avançadas, segui à risca o que o desafio determina.


      Nascido em 6 de março de 1983, em Milão, Luca Ferretti é um meia-atacante com origens na base do Parma, onde iniciou uma carreira repleta de frustrações. Em junho de 2003, o Milan realizou uma troca entre jogadores de sua base e garotos da base do Parma, o que incluiu o ainda jovem Ferretti. Essa transação foi alvo de investigação e, em 2009, os clubes foram multados por inflacionarem os preços dos atletas para garantir um falso lucro no balanço patrimonial. Além disso, Luca não teve espaço na equipe de Milão e foi emprestado de imediato para a Reggiana, que estava na Serie C1, e já no meio da temporada foi cedido ao Legnano, da Serie C2.
      Em 2005, Luca Ferretti foi contratado pelo (hoje extinto) San Marino e resolveu pendurar as chuteiras após atuar em apenas três partidas. 

      Em 2008, aos 25 anos, Luca Ferretti foi convencido a retornar ao futebol e assinou com o Lecco por uma temporada, mas acabou sendo pouco aproveitado. No ano seguinte, Luca acertou com o modesto Terme Monticelli e finalmente alcançou uma sequência de jogos. Em 2012, Luca Ferretti foi contratado pela Fidentina, onde se tornaria a principal referência e capitão da equipe. Ferretti atuou pela Fidentina por sete anos e marcou mais de 50 gols com a camisa grená, deixando o clube ao final da temporada 2018/19, após o rebaixamento para a Promozione. Sem acordo com a Lupi, Ferretti acertou sua ida ao Noceto, onde atua até hoje. 
      Para este save, aposentei o Luca Ferretti "original" com o auxílio do editor do FM. O estilo do treinador escolhido foi sem qualificações, experiência anterior de Futebolista Amador e foco do estilo de gestão Original. Sem mais delongas, mãos à obra! 🐺🇮🇹

    • josegurgel
      By josegurgel
      Bom dia,
      Comprei o FM 21 e ele veio junto com o BRMUP, entretanto, ao iniciar uma carreira na série D com o ABC FC de Natal-RN, que é o time que eu torço e sempre joguei com ele no FM, fui surpreendido pelo time estar com a cor vermelha do nosso maior rival (América de Natal), logo, gostaria de saber como faço para modificar apenas a cor do meu time, pois com vermelho não dá pra jogar :(
    • Tsuru
      By Tsuru
      Durante a pesquisa para o save do Druida, me deparei com o lema oficial de Gales, “Cymru Am Byth” (se lê “Kimiru Am Bith”) que quer dizer “País de Gales para sempre” (Wales Forever) ou “Vida longa ao País de Gales” (Long Live Wales). Na ocasião eu li erradamente “Galês para sempre” (que em inglês seria “Welsh Forever”), e apesar de estar incorreto - porque originalmente o lema se refere ao país e não à nacionalidade - a ideia ficou na minha cabeça como uma espécie de conceito de fidelidade à nacionalidade em questão.
      Na época li que as maiores equipes de Gales jogam há muitos anos na pirâmide inglesa e que decidiram permanecer assim mesmo após a criação da liga galesa, em 1992 (eu sinceramente não os culpo). Isso gera uma inusitada situação de mais de um time de um país atuando em outro (são quatro na db oficial do FM, mas soube que há outros em divisões ainda mais baixas). E por fim, pesquisando sobre experiências de jogadores com essas equipes no FM, achei no fórum oficial um jogador que decidiu criar uma espécie de “Athletic Bilbao inglês”, com a regra de contratar apenas jogadores galeses (https://community.sigames.com/forums/topic/438707-fm-18-wrexham-the-welsh-red-dragons/?tab=comments). 
      Eu adorei e percebi que ele estava basicamente materializando em um save o conceito de “Galês para sempre”. A ideia ficou guardada no porão (porque a gaveta já estava cheia delas) e ao pensar em qual save seria o primeiro no FM 21, foi a que mais me empolgou. Não só pelo desafio em si, mas por misturar uma série de elementos que eu não costumo utilizar nos meus saves, permitindo fazer mesmo algo diferente do meu usual. Entre eles estão restrição de contratações, desenvolvimento da base (que aqui vai acabar tendo papel fundamental) e o sistema que batizei de “Cafundó League”, aquele que você pega um time de uma divisão ali perto do Pré-Sal e segue nele até o mais alto possível. Eu pensei em fazer mais uma coisa diferente que seria jogar a primeira temporada antes de postar, mas empolguei e decidi compartilhar de uma vez.
      Por fim, temos a escolha do clube. Eu considero que o “nível fácil” desse desafio (isso existe?) é com Swansea e Cardiff, times maiores, com mais dinheiro e estrutura, que militam na segunda divisão e já possuem boa parte de seu elenco nacionalizada. O “nivel médio” seria com o Newport County, hoje na League Two, a quarta divisão, com um elenco com bom número de galeses mas menos estrutura e recursos do que os outros dois. E o “nível difícil” é com o Wrexham, que há algum tempo milita na Football League, quinto escalão inglês, e que por seu natural estado de penúria, contrata o que é possível (não devem nem olhar o nome do sujeito, imagina onde o cara nasceu).
      Um deles eu já queria treinar desde que fiz a entrevista aqui no PM, e foi uma escolha natural. Ok, pelo banner já dava para saber, mas quis explicar assim mesmo. Hahahaha
       

       
      Fundado em 1864, o Wrexham Association Football Club (galês: Clwb Pêl-droed Cymdeithas Wrecsam - tente dizer isso rápido três vezes!) é o mais antigo do País de Gales e se define como o terceiro clube mais antigo do mundo (embora esse critério possa ser variável), sendo inclusive membro do Club of Pioneers. O nome é uma homenagem à cidade natal, Wrexham, próxima a locais de muita tradição no futebol como Liverpool e Manchester. E a equipe é conhecida como The Red Dragons, provavelmente por utilizar em seu escudo dois dragões semelhantes aos da bandeira do País de Gales.
       

       
      O time manda seus jogos no Racecourse Ground, a arena internacional mais antiga do mundo que ainda recebe jogos internacionais. Ela foi aberta em 1807, sendo que recebe jogos de futebol desde 1864, e o recorde de público foi estabelecido em 1957, quando o Wrex sediou uma partida contra o Manchester United diante de cerca de 35 mil espectadores. 
       

       
      Após iniciarem a vida esportiva disputando competições locais em sua terra natal, os Red Dragons entraram para a pirâmide inglesa em 1905, na Liga de Birmingham e Distrital. Em 1958 o campeonato inglês foi reorganizado e o Wrex foi para a terceira divisão, de onde oscilou desde a segundona (em fins dos anos 70), o mais alto que já chegou, e flutuou daí para baixo até o quinto escalão, a partir de 2008, quando não conseguiu mais ser promovido. 
      Depois de algumas décadas sendo administrado por um fundo de torcedores, em novembro de 2020 o clube foi vendido aos atores hollywoodianos Ryan Reynolds (o Deadpool - que aliás tem um ótimo gosto para esposas) e Rob McElhenney. Isso ocorreu depois do fechamento da db do FM, o que significa que o 21 é o último com os Red Dragons ainda sob propriedade dos seus adeptos e iniciando em dezembro de 2019 sem investidores externos (embora eu não saiba se isso vai mudar no update final).
      Em termos de títulos, o Wrexham venceu a Copa Galesa 23 vezes - o que permitiu algumas participações na antiga Taça dos Vencedores das Taças -, ganhou o FA League Trophy em 2005 e o FA Trophy em 2013, além de ter 11 títulos da FAW Premier Cup, torneio que reunia os outros galeses que jogam na Inglaterra.
      Apesar de existirem naturalmente rivalidades locais entre as equipes de Gales, os maiores rivais do Wrexham são três ingleses, nos chamados Derbies Transfronteiriços: Shrewsbury Town, Tranmere Rovers e o arquirrival Chester. Separados por apenas 20 km, Wrexham e Chester fazem um duelo muito nervoso, marcado por uma rivalidade bastante agressiva e um clima de guerra (no campo e em volta dele).
       

       
      Jogadores que atuaram em um ou nos dois clubes dizem que é tão intenso quanto Arsenal vs Spurs, parecendo um verdadeiro confronto Inglaterra x País de Gales. Outra curiosidade é que o estádio do Chester, o Deva, transpassa a fronteira e seu campo está localizado totalmente em Gales - o que meio que faz dele um time inglês que joga no país vizinho (!).
      No FM o Chester está uma divisão abaixo, portanto caso esse encontro aconteça de forma oficial, deve ser mais adiante no save. Enquanto isso penso em criar uma copinha chamada Cross Border Trophy com o Wrex e os três rivais, vamos ver se eles topam.
       

       
      Contratar apenas jogadores de nacionalidade galesa; Contratar apenas equipe técnica de nacionalidade galesa.  

       
      Conquistar a Premier League; Conquistar uma copa inglesa; Conquistar um torneio europeu; Ter pelo menos um jogador formado no clube convocado para a seleção galesa; Ter instalações de primeiro mundo em todos os níveis; Entrar para a lista dos 10 times mais ricos da Europa.  

       
      Criei um personagem fictício chamado Oliver Jones para ser o treinador, mas decidi não arriscar nessa parte e deixei as licenças de acordo com o que o jogo sugeria, apenas dando maior foco ao desenvolvimento de formação.
       

       
      Para me dar mais opções em termos de jogadores, ativei as cinco divisões de Gales utilizando o update do Timo e personalizei a database. A opção por incluir as primeiras divisões de outros países foi para deixar o save mais realista quando o Wrexham começar a subir um pouco mais na pirâmide.
       

       
      Depois que iniciei eu me dei conta que deveria ter carregado Escócia e Irlanda, onde certamente há galeses jogando. Adicionei as duas nos primeiros dias de jogo e elas estarão disponíveis a partir da próxima temporada, porém a Irlanda do Norte acabou ficando de fora por limitações de hardware.
    • Victor Duque
      By Victor Duque
      Salve comunidade, depois de muito tempo, decidi me me aventurar (tentar) compartilhar uma saga por aqui. Não tive talento para ser um jogador profissional, mas a paixão pelas táticas fez este cidadão, mesmo sem nenhuma qualificação de treinador, explorar o mercado do futebol aos 25 anos de idade!! Só me impus duas restrições nessa busca inicial, não trabalhar no Brasil nem na Europa. Sobre preferências, não tenho. Estou aberto a avaliar as propostas independente do lugar, já que nada na minha vida me prende. 
      Dessa forma então iniciarei minhas buscas e contatos para em breve, anunciar o primeiro desafio dessa carreira.
      Capítulo 1 - Primeira parada, Bolívia
      Capítulo 2 - Primeira temporada - Ano difícil, porém de muito aprendizado
      Capítulo 3 - Hora da virada - Próxima parada, Equador
      Capítulo 4 - Início da Série B Equatoriana
      Capítulo 5 - Período turbulento, um jogo decisivo e uma jovem promessa
    • jdnd
      By jdnd
      eu coloco databases de sites como fmscout na pasta editor data e quando vou abrir o jogo e vou criar uma  nova carreira pra adicionar as datas bases aparece que não tem nenhum arquivo na pasta.
×
×
  • Create New...