Jump to content

Opções de Treinador adjunto no Brasil (?)


espk

Recommended Posts

Pessoal,

Boa noite.

 

Aos assíduos jogadores das ligas brasileiras, quem vocês tem utilizado de jogador adjunto? Estou tentando melhorar o nível do meu staff, mas as opções em terra brasilis são bem medianas....

As melhores opções que encontrei até agora foram Pracidelli, Fernando Miranda e Alessandro Nunes (sim, aquele mesmo do Corinthians). Estou tendendo ao segundo, mas ele não tem o mesmo estilo tático que eu uso. Na verdade ele é basicamente o oposto da minha tática e isso pode ser fatal... rs

Link to comment
  • Leho. changed the title to Opções de Treinador adjunto no Brasil (?)

Qualquer Auxiliar Técnico com Avaliação de Capacidade Atual e Potencial acima de 15, preferencia no CA, pq o PA deixa pra olheiros. Na parte de treinamentos mesma coisa, +15 pra algum atributo que ele tenha pra assim justificar melhores estrelas no treinamento e o espaço ocupado por ele.

Nomes existem vários, mas um que sempre tá de bobeira e aceita ir pra qualquer canto é o Pepinho. Tô com ele já faz 5 anos e só agora esta começando a cair os atributos.

Link to comment
  • General Director

Além das dicas do Marcos, recomendo setar a escolha da função na hora da pesquisa como "parcialmente", e não somente como "é" (do tipo: 'é' treinador adjunto). Dessa maneira, pode ser que aumente seu leque de opções de profissionais. Eu inclusive já contratei adjuntos que não eram especialistas na função, mas que trabalhavam tão bem quanto.

Link to comment

Isso serviu, ao menos para me fazer abrir a cabeça.

2 anos sem jogar FM e estava curtindo saves em clubes de meio de tabela nas principais ligas europeias. Quando vim para o BR, percebi que por melhor que seja seu clube, o acesso a um bom staff é ainda mais complicado. Estou aproveitando o desafio extra. Vou seguir as duas dicas! Obrigado, meu polvo!!

Link to comment
  • General Director
13 minutes ago, espk said:

Isso serviu, ao menos para me fazer abrir a cabeça.

2 anos sem jogar FM e estava curtindo saves em clubes de meio de tabela nas principais ligas europeias. Quando vim para o BR, percebi que por melhor que seja seu clube, o acesso a um bom staff é ainda mais complicado. Estou aproveitando o desafio extra. Vou seguir as duas dicas! Obrigado, meu polvo!!

No Brasil as boas opções pra STAFF são mais difíceis de encontrar mesmo, se comparadas aos clubes europeus.

Link to comment

Sou muito chato com a questão do auxiliar, mas nesse FM decidi começar jogando com o juventude (série C) após simular duas temporadas desempregado. Acabei contratando o Bruno Morais, que na verdade não começa como staff no jogo. Não sei como que funciona essa questão da aposentadoria dos jogadores e se rola a transição parecida para o staff. Mas para a minha surpresa, embora os atributos baixos, ao passar das temporadas ele evoluiu muito.

 

EDIT: Não consegui fazer o upload dos atributos dele, mas posso deixar o link.

Bruno Morais

Link to comment

Eu uso o Fernando Miranda em todos os saves que inicio no Brasil, ele dá bons conselhor, tem bom conhecimento de treino e jovens, além de ser bom no desenvolvimento de jovens.

Mas é bom sempre pegar um adjunto no começo e ficar implorando pra direção aumentar o salário do adjunto para poder pegar um melhor depois.

Link to comment
1 hour ago, schacoffee said:

Eu uso o Fernando Miranda em todos os saves que inicio no Brasil, ele dá bons conselhor, tem bom conhecimento de treino e jovens, além de ser bom no desenvolvimento de jovens.

Mas é bom sempre pegar um adjunto no começo e ficar implorando pra direção aumentar o salário do adjunto para poder pegar um melhor depois.

Eu usava muito ele, mas percebi que ele caga os treinos. O estilo de jogo favorito dele é muito diferente, então precisava ficar controlando os treinos..

Link to comment
14 horas atrás, espk disse:

Eu usava muito ele, mas percebi que ele caga os treinos. O estilo de jogo favorito dele é muito diferente, então precisava ficar controlando os treinos..

Pois é, meu estilo de jogo é mais baseado no gegenpress, uso como base, e ele prefere o tiki taka em profundidade, mas tem dado certo até o momento. No meu save decidi me aventurar e assumi o Racing na segundona argentina e ele não topou vir... Descobri que na Argentina B é mais dificil ainda achar um bom auxiliar

Link to comment
15 horas atrás, espk disse:

Eu usava muito ele, mas percebi que ele caga os treinos. O estilo de jogo favorito dele é muito diferente, então precisava ficar controlando os treinos..

Mas quem deve assumir os treinos é você, irmão. Deixa para ele somente em situações que tu realmente não sabe o que fazer, como eu faço. Em pré-temporada, por exemplo, eu não assumo os treinos coletivos.

Talvez tu possa deixar a responsabilidade para ele e tu editar todas as agendas depois que ele criar.

Se tu quer um adjunto que tenha as tuas características, o estilo de jogo parecido, a formação parecida, o nível de pressão, a forma de marcação, ótimos treinos, não é no Brasil tu vai treinar.

Link to comment
On 1/21/2021 at 11:58 AM, schacoffee said:

Mas quem deve assumir os treinos é você, irmão. Deixa para ele somente em situações que tu realmente não sabe o que fazer, como eu faço. Em pré-temporada, por exemplo, eu não assumo os treinos coletivos.

Talvez tu possa deixar a responsabilidade para ele e tu editar todas as agendas depois que ele criar.

Se tu quer um adjunto que tenha as tuas características, o estilo de jogo parecido, a formação parecida, o nível de pressão, a forma de marcação, ótimos treinos, não é no Brasil tu vai treinar.

Basicamente o que percebi 😂

BR é osso nesses aspectos e na terceira temporada já to com um time q tá difícil perder...

Link to comment
Em 13/01/2021 em 22:05, espk disse:

Pessoal,

Boa noite.

 

Aos assíduos jogadores das ligas brasileiras, quem vocês tem utilizado de jogador adjunto? Estou tentando melhorar o nível do meu staff, mas as opções em terra brasilis são bem medianas....

As melhores opções que encontrei até agora foram Pracidelli, Fernando Miranda e Alessandro Nunes (sim, aquele mesmo do Corinthians). Estou tendendo ao segundo, mas ele não tem o mesmo estilo tático que eu uso. Na verdade ele é basicamente o oposto da minha tática e isso pode ser fatal... rs

Faz tempo que não jogo realmente no Brasil (até iniciei um save no Palmeiras agora, mas ainda não engrenei por causa do meu save na Itália), mas dois nomes que pelo menos costumavam ser interessantes em versões anteriores eram o Sidnei Lobo e o Flávio Tanajura.

Link to comment
  • General Director
1 hour ago, Bigode. said:

[...] mas dois nomes que pelo menos costumavam ser interessantes em versões anteriores eram o Sidnei Lobo e o Flávio Tanajura.

São ótimos nomes, mas não é qualquer clube que consegue atrai-los, né? Hahaha tem essa.

Link to comment
50 minutos atrás, Leho. disse:

São ótimos nomes, mas não é qualquer clube que consegue atrai-los, né? Hahaha tem essa.

Isso é verdade, mas partindo dos três nomes que o colega ali citou inicialmente, eu imagino que ele tá num clube que consiga atrair os dois que citei.

Outro nome relativamente interessante é o argentino Claudio Graf.

Link to comment

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • JeanMichell6
      By JeanMichell6
      Depois de mais de 1000 horas no FM 2021, eu tive a brilhante ideia de subir o Corinthian-Casuals da National 7 até a Premier kkk

      No entanto, o time é Amador e estou na National 2 e não estou conseguindo montar elenco competitivo uma vez que não posso pagar salarios e sempre que algum jogador se destaca eu perco ele de graça para outro time.
      Alguem já fez esse desafio de jogar com um time Amador, sabe me dizer se em algum momento ele se torna Profissional, o meu clube já foi adquirido por um consórcio e tem 8 Milhões no caixa mas continua amador
    • Danut
      By Danut
      Obrigado ao @Fujarrapelo belo banner.
      Olá pessoal, sejam bem-vindos ao meu novo save. Depois de um tempo longe do FM, voltei a acompanhar o que o pessoal tem criado aqui na área. Pretendia ficar apenas como leitor, mas ver as histórias alheias reacendeu minha vontade de jogar, então cá estamos.
      Sem muita enrolação, vamos para a explicação do desafio: vou jogar um desafio de base na África do Sul. Para quem não sabe, o desafio de base é um tipo de save no qual o time treinado está proibido de contratar jogadores, seja por transferência, empréstimo ou mesmo atleta livre no mercado. A única possibilidade de reforçar a equipe é através dos atletas formados na própria base. No desafio original, também se começa com a equipe mais fraca da divisão. No meu caso, não vou seguir essa diretriz, tendo selecionado o clube que achei mais interessante para a proposta. No próximo post farei a apresentação do clube e explicarei a escolha.
      Falando em explicar escolhas, acho importante explicar a escolha do save, pois ela também ajudará os potenciais leitores a compreenderem o que esperar do tópico. Basicamente, eu tinha me decidido a voltar a jogar FM, mas não queria algo muito complicado. Pode parecer paradoxal ter chegado a um desafio de base a partir da busca por algo não muito complicado, mas eu considero que o desafio de base é mais um save longo do que um save complicado. Só o fato de não precisar lidar com observação e contratações já tira metade da enrolação de um save de FM. Fora isso, a rotatividade no elenco tende a ser mais baixa que em outros tipos de desafio, o que permite que o treinador já tenha uma noção do que esperar de seus atletas com o passar dos anos.
      Outro ponto fundamental é que, como o foco é no longo prazo, o desafio de base não precisa se ocupar tanto do dia a dia do clube. Minha pretensão inicial é seguir um estilo de postagem muito menos detalhado do que o que eu costumo utilizar nos meus tópicos, trazendo apenas uma ou duas atualizações por temporada e focando bem mais no panorama geral do que em cada jogo específico. Originalmente eu nem ia trazer o save aqui para a Profissão: Manager, mas aí pensei que a proposta é suficientemente diferente do usual para justificar a presença aqui. E também será um bom exercício para mim, tentar trazer uma história em um formato mais enxuto do que costumo fazer. Os que me acompanharem nessa jornada vão poder dizer no futuro se esse objetivo de escrever menos foi bem alcançado (a julgar por essa introdução, não será).
      Sobre a escolha do país propriamente dita, não teve nenhuma razão especial. Decidi que queria fazer um desafio de base em um país diferente dos suspeitos tradicionais. Bati o olho na África do Sul e resolvi ver as equipes que existiam por lá. Gostei de uma delas e fui adiante.
      Em relação aos detalhes iniciais do save, carreguei apenas as duas ligas da África do Sul, com uma base de dados pequena, pensando no bem do meu velho laptop. Como mostra a tag do tópico, estou jogando no FM 2021, que é o último que eu tenho. Iniciei o save em 19/10/2020, no começo dos jogos oficiais da 2ª divisão (pulei a pré-temporada, já que sigo a corrente que acha que amistoso e ficar em casa dormindo tem o mesmo impacto). Selecionei mascarar atributos e sem orçamentos na primeira janela (não que vá contratar alguém).
      Além disso, por descuido, deixei a possibilidade de utilizar o editor do jogo ativada. Como não ia postar o save aqui não me prestei a reiniciar só por isso. Depois mudei de ideia sobre postar, mas aí já não queria voltar tudo. Enfim, digo isso só para que todos fiquem cientes, mesmo que não esteja fazendo uso do editor. Já vi que dá para esconder o botão do editor nas opções do jogo e fiz isso. Não pretendo utilizá-lo para nada. Se o fizer, será em um futuro muito distante para brincar com o save no encerramento da sua vida útil, e deixarei bem avisado a todos.
      Feitas todas as considerações, é hora de partir para o jogo. No próximo post vou apresentar a equipe e as competições.
    • jvitorsch
      By jvitorsch
      Fala turma, estou com um bug meio bizarro no meu FM 2021. A classificação das equipes argentinas está totalmente bugada. Quem deveria jogar a Libertadores está classificado para a sulamericana e vice-versa. O próprio River Plate que venceu a última libertadores no meu save, está classificado para jogar a sulamerica e não a libertadores. 
       
      Obs: Uso BRMundiUp e o jogo não é pirata. Estou no ano de 2023, segunda temporada no meu save. 
    • emmystos
      By emmystos
      Alguém tem ainda alguma licença de FMRTE 21 para vender?
    • CCSantos
      By CCSantos
      Pois é, cá estamos novamente. Depois de um tempo parado - e sem sequer jogar FM - decidi tirar um pouco a poeira do FM21, e decidir jogar um save que sempre quis tentar, mas que fora muito hypado em FMs anteriores, já que o time havia subido de forma surpreendente para a Série C.
      Estou falando do Atlético Acreano, equipe que foi do êxtase de quase conquistar um acesso à Série B em 2018, ao fato de ficar sem divisão nacional em 2023, já que o time sequer avançou para a segunda fase do Estadual - as vagas devem ficar com Humaitá (campeão estadual de forma inédita) e São Francisco ou ADESG.
      O time está prestes a fazer 70 anos de história (irá fazer esta idade no próximo dia 27 de abril), possui nove títulos Estaduais, e é o único time do Acre a subir na Série D do Campeonato Brasileiro, em 2017.
      No ano seguinte, disputando no Grupo A, encarando os times nordestinos e sofrendo com a questão logística, o time se superou a ponto de poder decidir jogar por uma questão de distância (pouparam atletas nas rodadas finais para encaixar o seu confronto nas quartas), visando o confronto contra o Cuiabá. Acabaram perdendo por 2 a 0 na Arena Cuiabá e empataram em 2 a 2 em Rio Branco, deixando o acesso para a equipe mato-grossense que, posteriormente, viria a subir para a Série A, inclusive retornando para a disputa de competições continentais neste ano de 2022.
      Em 2019, teve o azar de ver uma Série C com dez times nordestinos, a ponto de tirar ele e o Luverdense do Grupo A, repassando-os para o Grupo B - isso daí foi inserido também por uma questão de logística, pois haviam poucos voos diretos de Rio Branco para o Nordeste; não era incomum ver o Atlético fazendo escala até mesmo em Viracopos (Campinas), rumo ao Nordeste em 2018. O resultado disso? Ambas as equipes, com aporte financeiro consideravelmente menor em comparação aos clubes de Sudeste e Sul, acabaram caindo para a Série D.
      Depois disso, o clube se perdeu. Foi lanterna em seu grupo na Série D em 2020, sem ganhar um jogo sequer (oito empates e seis vitórias).
      Para assumir o Galo Carijó, avancei a temporada 2021. Na próxima atualização, repasso o que houve na equipe, antes de minha chegada. O time foi um dos três representantes do Acre na Série D, juntamente com o Rio Branco e o Galvez, porém, só teremos duas vagas a partir da disputa de 2022.
      A única coisa que posso colocar aqui, é que ele já possui vaga para a Série D em 2022, por ter sido vice-campeão estadual em 2021, onde perdeu o título para o Galvez.

      A equipe joga suas partidas na Arena da Floresta, em Rio Branco. Ela possui capacidade para mais de 13 mil torcedores, e nós dividimos o estádio com Rio Branco, Humaitá, Vasco e Plácido de Castro. Antes da era das 'Arenas', o estádio já foi o mais moderno do Norte do País.

      Na próxima atualização, como eu disse, vou destrinchar como foi este 2021 do Atlético Acreano, antes da minha chegada ao clube.
      Conto com vocês nessa. Um abraço.
      -----------------------------------------------------------------------
      Base de dados: 21.4
      Países: Toda a América do Sul (com todos os atletas disponíveis);
      Database utilizada no Brasil: Brasil Série D by F J (É o formato de DB que mais se aproxima do regulamento oficial da Série D, com definição de vagas via Estaduais)
      Outras databases: Argentina (Até a Primera B/Nacional A), Chile (expandido para a 3ªDivisão), Peru (expandido a 2ªDivisão), Uruguai (expandido a 3ªDivisão), Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela (Riddler) + DBs de realismo de treinadores.
×
×
  • Create New...