Jump to content

Time de qualidade mas não ganha


miguel9899

Recommended Posts

sem print fica muito confuso, upa no imgur e posta pra gente tentar te ajudar.

Link to comment
Share on other sites

  • Leho. changed the title to Time de qualidade mas não ganha

Oi @miguel9899

Vi aqui os prints da sua tática e, sendo bem sincero, achei muito confusa. O desenho da formação está desequilibrado, seu time deixa muitos espaços na defesa, abre muita chance para os contragolpes adversários e os atacantes parecem isolados do resto da equipe.

As instruções também estão confusas, há muitas e várias delas são contraditórias, como Passe Mais Direto (que favorece um jogo de bola mais longa) junto com Jogar A Partir da Defesa (que favorece um jogo de posse de bola). Como o @Banton sempre diz, os jogadores são humanos, não robôs - o que significa que muita instrução tende a confundir muito mais do que ajudar.

Também é preciso levar em conta que o FM mudou muito nos últimos 15 anos - ele aos poucos foi de um "Elifoot detalhado e realista", onde bastava contratar os jogadores certos, encaixar uma tática e pronto, ganhava tudo, a um simulador de futebol que se aproxima bem mais da vida real. Agora é preciso ter uma estratégia base e um plano B, conhecer muito bem o que fazem as funções dos jogadores, entender as instruções de equipe e se adaptar constantemente durante as partidas. Tomou gol e seu time não empatou? É preciso ser mais agressivo. Fez gol? Sugiro segurar o jogo de forma inteligente. Levou empate? Tem que decidir se ataca ou se continua segurando o jogo. Posso dizer que assim, o 15 e o 17 eu joguei ainda no "modo antigo", encaixava a tática e ia, mas no 20 já foi impossível, enquanto eu não busquei me adaptar e entendi como mais ou menos faço isso, só levei na cabeça.

Eu gosto disso? Sinceramente não, sempre tive horror a esse "microgerenciamento", mas é como as coisas funcionam e estou até me acostumando, infelizmente é muito difícil jogar FM hoje em dia de outra forma. Pelo que tenho visto na internet afora, mesmo quem pega, sei lá, um Manchester City e não está se adaptando passa por dificuldades em algum momento.

Sobretudo acho que é preciso decidir o estilo de jogo que você quer e que seja coerente com a expectativa da divisão em que você está - uma equipe que briga contra o rebaixamento provavelmente vai ter mais sucesso jogando fechadinha e no contragolpe do que o favorito ao título, que precisa vencer defesas muito fechadas e usar a qualidade que tem. Você gosta mais de passe curto e posse de bola? Prefere passe longo? Gosta mais de futebol defensivo ou ofensivo? Isso é essencial pra entender quais instruções você vai usar e se a formação é adequada a isso. Por exemplo, um 4-4-2 costuma funcionar melhor com contragolpe e bola longa, enquanto o 4-2-3-1 favorece times muito ofensivos e de pressão na bola.

Leve em conta também que às vezes você vai jogar melhor e vai perder, isso faz parte do jogo e mesmo os jogadores com os melhores times passam por isso. 

Dito tudo isso, estamos aqui pra ajudar. Explica um pouco mais sobre as expectativas do seu time, o tipo de futebol que você quer - não vale "um que ganha tudo" porque isso não existe - e vemos como podemos te ajudar.

Link to comment
Share on other sites

Se posso complementar a análise do @Tsuru, que já é impecável, acho que vale a pena estudar um pouco as funções dos jogadores.

Veja que sua tática tem poucas combinações que se complementam. Você precisa entender bem o que quer de cada jogador e qual função vai te oferecer essa oportunidade.

Por exemplo, minha tática conta com dois IW. Eu precisava de jogadores que afunilam a jogada e abrem espaço para os laterais subirem, mas não queria jogadores que atacam a área junto com o atacante. Se tivesse colocado IF, eles provavelmente iam buscar mais a finalização e lotariam a área do adversário, mas como IW, eles criam uma outra opção de passe, muitas vezes se posicionando na entrada da grande área, entre o zagueiro e o lateral adversários. Isso força a zaga do oponente a se abrir um pouco para cobrir um espaço maior no campo e, consequentemente, meu atacante tem mais liberdade para se deslocar e criar brechas para os meias atacarem.

Percebe como que uma simples alteração faz toda a diferença?

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Tsuru disse:

Por exemplo, um 4-4-2 costuma funcionar melhor com contragolpe e bola longa, enquanto o 4-2-3-1 favorece times muito ofensivos e de pressão na bola.

Ponto final. A partir daqui já dá pra ter noção do que dá pra tirar de cada tática. O 4-4-2, como não tem ninguém entre as linhas (um volante, por exemplo), pode virar um cobertor curto quando você coloca esse tanto de instrução defensiva baseada na agressividade (contra-pressão, linha de pressão alta, pressão mais urgente, evitar distribuição, desarme agressivo e marcação apertada).

Pensa assim: seu time não tem camada e quando ele sair pra defender, vai dar muito espaço pro adversário jogar nas três faixas do campo (direita, centro e esquerda).

As instruções ofensivas também tão agressivas pro seu time produzir com a bola (enfrentar defesa, ritmo alto, passe um pouco mais direto...) e o desenho da tática considerando as funções tá unidimensional. Quer dizer que seu time vai ter um posicionamento e postura parecida em todo o campo quando tiver com a bola. Junta isso com a mentalidade "equilibrada" e as várias funções "apoiar" de boa parte do time e o suporte que o resto dos jogadores vão dar pro cara que tá com a bola não vai ser o ideal por causa da mentalidade geral (dá pra saber uma por uma indo nas instruções individuais dos jogadores) e aí o funcionamento com a bola vai ficar confuso em campo juntando instruções + funções + mentalidade.

As instruções coletivas com a bola também não tão otimizadas pra explorar o espaço. "Jogar a partir da defesa" e pedir pro goleiro sair com os laterais e os zagueiros vai deixar o seu time muito recuado já na hora que sair jogando e é muito fácil pro adversário usar isso contra você.

São vários detalhes que pesam um no outro, no fim. A primeira coisa que a gente tem que saber na hora de montar uma tática é ver se os jogadores dão conta de fazer o que você quer. Sem isso, nada vai dar certo.

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, espk disse:

Se posso complementar a análise do @Tsuru, que já é impecável, acho que vale a pena estudar um pouco as funções dos jogadores.

Veja que sua tática tem poucas combinações que se complementam. Você precisa entender bem o que quer de cada jogador e qual função vai te oferecer essa oportunidade.

Por exemplo, minha tática conta com dois IW. Eu precisava de jogadores que afunilam a jogada e abrem espaço para os laterais subirem, mas não queria jogadores que atacam a área junto com o atacante. Se tivesse colocado IF, eles provavelmente iam buscar mais a finalização e lotariam a área do adversário, mas como IW, eles criam uma outra opção de passe, muitas vezes se posicionando na entrada da grande área, entre o zagueiro e o lateral adversários. Isso força a zaga do oponente a se abrir um pouco para cobrir um espaço maior no campo e, consequentemente, meu atacante tem mais liberdade para se deslocar e criar brechas para os meias atacarem.

Percebe como que uma simples alteração faz toda a diferença?

Sim acho que entendi! Revi a tatica e reduzi bastante as instruções meti os dois pontas com função de avançado recuado para abrir espaço para as sobreposições dos extremos e joguei com a velocidade do meu atacante que ta fazendo varios golos, mas acho que minha tatica mudou verdadeiramente quando troquei o meia e o meti como medio defensivo e a equipa sofre muitos menos golos. No entanto queria saber se acha contraditorio meter passar para o espaço e enfrentar defesa que é um estilo de contra-ataque mas tenho jogar a partir da defesa? outra coisa, minha ideia é que se deve usar a defesa em linha se estiver subida isso está certo? Obrigado pela ajuda

Link to comment
Share on other sites

4 minutos atrás, Gourcuff disse:

Ponto final. A partir daqui já dá pra ter noção do que dá pra tirar de cada tática. O 4-4-2, como não tem ninguém entre as linhas (um volante, por exemplo), pode virar um cobertor curto quando você coloca esse tanto de instrução defensiva baseada na agressividade (contra-pressão, linha de pressão alta, pressão mais urgente, evitar distribuição, desarme agressivo e marcação apertada).

Pensa assim: seu time não tem camada e quando ele sair pra defender, vai dar muito espaço pro adversário jogar nas três faixas do campo (direita, centro e esquerda).

As instruções ofensivas também tão agressivas pro seu time produzir com a bola (enfrentar defesa, ritmo alto, passe um pouco mais direto...) e o desenho da tática considerando as funções tá unidimensional. Quer dizer que seu time vai ter um posicionamento e postura parecida em todo o campo quando tiver com a bola. Junta isso com a mentalidade "equilibrada" e as várias funções "apoiar" de boa parte do time e o suporte que o resto dos jogadores vão dar pro cara que tá com a bola não vai ser o ideal por causa da mentalidade geral (dá pra saber uma por uma indo nas instruções individuais dos jogadores) e aí o funcionamento com a bola vai ficar confuso em campo juntando instruções + funções + mentalidade.

As instruções coletivas com a bola também não tão otimizadas pra explorar o espaço. "Jogar a partir da defesa" e pedir pro goleiro sair com os laterais e os zagueiros vai deixar o seu time muito recuado já na hora que sair jogando e é muito fácil pro adversário usar isso contra você.

São vários detalhes que pesam um no outro, no fim. A primeira coisa que a gente tem que saber na hora de montar uma tática é ver se os jogadores dão conta de fazer o que você quer. Sem isso, nada vai dar certo.

Pois, pensando bem varias coisas nao faziam sentido reduzi as instruçoes e tudo se pareceu que jogavam com mais cabeça 

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Tsuru disse:

Oi @miguel9899

Vi aqui os prints da sua tática e, sendo bem sincero, achei muito confusa. O desenho da formação está desequilibrado, seu time deixa muitos espaços na defesa, abre muita chance para os contragolpes adversários e os atacantes parecem isolados do resto da equipe.

As instruções também estão confusas, há muitas e várias delas são contraditórias, como Passe Mais Direto (que favorece um jogo de bola mais longa) junto com Jogar A Partir da Defesa (que favorece um jogo de posse de bola). Como o @Banton sempre diz, os jogadores são humanos, não robôs - o que significa que muita instrução tende a confundir muito mais do que ajudar.

Também é preciso levar em conta que o FM mudou muito nos últimos 15 anos - ele aos poucos foi de um "Elifoot detalhado e realista", onde bastava contratar os jogadores certos, encaixar uma tática e pronto, ganhava tudo, a um simulador de futebol que se aproxima bem mais da vida real. Agora é preciso ter uma estratégia base e um plano B, conhecer muito bem o que fazem as funções dos jogadores, entender as instruções de equipe e se adaptar constantemente durante as partidas. Tomou gol e seu time não empatou? É preciso ser mais agressivo. Fez gol? Sugiro segurar o jogo de forma inteligente. Levou empate? Tem que decidir se ataca ou se continua segurando o jogo. Posso dizer que assim, o 15 e o 17 eu joguei ainda no "modo antigo", encaixava a tática e ia, mas no 20 já foi impossível, enquanto eu não busquei me adaptar e entendi como mais ou menos faço isso, só levei na cabeça.

Eu gosto disso? Sinceramente não, sempre tive horror a esse "microgerenciamento", mas é como as coisas funcionam e estou até me acostumando, infelizmente é muito difícil jogar FM hoje em dia de outra forma. Pelo que tenho visto na internet afora, mesmo quem pega, sei lá, um Manchester City e não está se adaptando passa por dificuldades em algum momento.

Sobretudo acho que é preciso decidir o estilo de jogo que você quer e que seja coerente com a expectativa da divisão em que você está - uma equipe que briga contra o rebaixamento provavelmente vai ter mais sucesso jogando fechadinha e no contragolpe do que o favorito ao título, que precisa vencer defesas muito fechadas e usar a qualidade que tem. Você gosta mais de passe curto e posse de bola? Prefere passe longo? Gosta mais de futebol defensivo ou ofensivo? Isso é essencial pra entender quais instruções você vai usar e se a formação é adequada a isso. Por exemplo, um 4-4-2 costuma funcionar melhor com contragolpe e bola longa, enquanto o 4-2-3-1 favorece times muito ofensivos e de pressão na bola.

Leve em conta também que às vezes você vai jogar melhor e vai perder, isso faz parte do jogo e mesmo os jogadores com os melhores times passam por isso. 

Dito tudo isso, estamos aqui pra ajudar. Explica um pouco mais sobre as expectativas do seu time, o tipo de futebol que você quer - não vale "um que ganha tudo" porque isso não existe - e vemos como podemos te ajudar.

obrigado pela dica, graças aos vossos conselhos minha equipa ta jogando muito melhor. Respondi mais concretamento no post do @espk

Link to comment
Share on other sites

8 minutos atrás, miguel9899 disse:

obrigado pela dica, graças aos vossos conselhos minha equipa ta jogando muito melhor. Respondi mais concretamento no post do @espk

Que bom que deu certo e você está satisfeito. Porque, da forma como você parece ter optado por jogar, de uma maneira mais simples e quase que automática, sem pensar em encaixar as várias peças - mentalidade, funções, instruções, tarefas e jogadores, como também sugerido pelo @espk e o @Gourcuff - peço desculpas mas não tenho como te ajudar mais do que o que fiz até agora. Que continue bom e funcional.

Link to comment
Share on other sites

8 hours ago, miguel9899 said:

No entanto queria saber se acha contraditorio meter passar para o espaço e enfrentar defesa que é um estilo de contra-ataque mas tenho jogar a partir da defesa? 

Vamos ver aqui:

- passar para o espaço não é ligação direta, mas sim dar a bola onde o jogador deve ir. O tal do passe em projeção. Isso tá muito mais ligado à movimentação dos seus jogadores. Se você tem jogadores com liberdade para se deslocar e buscar o melhor posicionamento, a instrução vai funcionar.

- enfrentar defesa vai muito do jogador tentar a jogada por si só. Eu não gosto muito e acho que não funciona tanto com a ideia que você tenta implementar. Veja como é contraditório você querer que o jogador saia jogando, buscando a jogada em projeção, mas ele tente ganhar na jogada individual... Que tal colocar essa possibilidade como uma instrução individual?

- sair jogando vai muito da movimentação do seu time também. Tenta dar liberdade para os jogadores se movimentarem, se não você chama o outro time e acaba sendo pressionado.

8 hours ago, miguel9899 said:

outra coisa, minha ideia é que se deve usar a defesa em linha se estiver subida isso está certo?

Defesa em linha é relativamente perigosa se você quer subida. Só considerar que você precisa ter várias áreas de combate/pressão. Se você colocar uma linha alta, corre o risco de ter muitas jogadas nas quais seus zagueiros estão correndo junto com os atacantes. O resultado você consegue imaginar, certo? O atacante corre mais do que o zagueiro em 80% das vezes. Aí é interessante você ter "contralinhas": Jogadores que flutuam entre as linhas de pressão e ajudam no acompanhamento dos adversários em jogadas que ocorrem entre as suas linhas de defesa.

Só quero te lembrar uma última coisa: esse é só o aspecto tático ein. Lembre-se que os jogadores têm que ser capazes de fazer o que você planejou.

Link to comment
Share on other sites

Boas galera, com a vossa ajuda montei uma tatica tendo em conta tudo, como as instruções coletivas e individuais, caracteristicas do jogador, posições onde os jogadores possam render, consegui subir a premier league pelo playoff dando 4-1 na final. Foi esta a minha tática... Gostaria de saber a vossa opinião se acham que a tática é boa para a premier ou deveria uasr uma mais defensiva??

spacer.png

Link to comment
Share on other sites

10 horas atrás, miguel9899 disse:

Boas galera, com a vossa ajuda montei uma tatica tendo em conta tudo, como as instruções coletivas e individuais, caracteristicas do jogador, posições onde os jogadores possam render, consegui subir a premier league pelo playoff dando 4-1 na final. Foi esta a minha tática... Gostaria de saber a vossa opinião se acham que a tática é boa para a premier ou deveria uasr uma mais defensiva??

Eu pessoalmente seria mais cauteloso no primeiro ano na Premier. Mas você pode começar com essa e, se for o caso, muda pra mais defensiva se as coisas não estiverem indo bem. Ou pode fazer a outra mais defensiva e alternar dependendo do jogo. 

Essa tática está melhor que a anterior, embora eu ache que algumas coisas ainda podem melhorar. Na minha opinião faria mais sentido você usar ou um volante mais fixo (porque seus laterais sobem muito) ou um Pivô Defensivo/Terceiro Zagueiro. Acho também que o MAA não é muito adequado para ser o terceiro homem de meio campo, ou seja, aquele que faz a ligação com o ataque. E ainda vejo os dois lados da tática muito iguais, o que pode acabar tornando seu time mais previsível - ou seja, seus dois laterais têm a mesma função e tarefa e seus pontas também, isso tende a tornar seu time mais fácil de marcar.

Em relação às instruções talvez eu tirasse ali o Desarme Agressivo, geralmente ele é recomendado para situações onde seu time dá mais espaço ao adversário e, quando seus jogadores estão mais próximos da bola, precisam ser mais firmes para evitar situações de gol. E observaria nos jogos se a Contra Pressão não está deixando muito espaço aos outros times, pelo fato que seus jogadores terão menos qualidade que os deles e tendem a errar mais na hora de dar o bote. Também ficaria de olho no Jogar A Partir da Defesa - avalia se sua linha defensiva está sendo muito pressionada no início da jogada - e no Levar a Bola Até a Área, porque em alguns casos pode criar um efeito de "posse pela posse", em que a equipe fica girando de um lado para o outro e não agride.

Por fim, a tática em si me parece algo voltado para a posse e controle da bola, não sei se a intenção era essa. Se for, acho que está num bom caminho.

Link to comment
Share on other sites

11 horas atrás, Tsuru disse:

Eu pessoalmente seria mais cauteloso no primeiro ano na Premier. Mas você pode começar com essa e, se for o caso, muda pra mais defensiva se as coisas não estiverem indo bem. Ou pode fazer a outra mais defensiva e alternar dependendo do jogo. 

Essa tática está melhor que a anterior, embora eu ache que algumas coisas ainda podem melhorar. Na minha opinião faria mais sentido você usar ou um volante mais fixo (porque seus laterais sobem muito) ou um Pivô Defensivo/Terceiro Zagueiro. Acho também que o MAA não é muito adequado para ser o terceiro homem de meio campo, ou seja, aquele que faz a ligação com o ataque. E ainda vejo os dois lados da tática muito iguais, o que pode acabar tornando seu time mais previsível - ou seja, seus dois laterais têm a mesma função e tarefa e seus pontas também, isso tende a tornar seu time mais fácil de marcar.

Em relação às instruções talvez eu tirasse ali o Desarme Agressivo, geralmente ele é recomendado para situações onde seu time dá mais espaço ao adversário e, quando seus jogadores estão mais próximos da bola, precisam ser mais firmes para evitar situações de gol. E observaria nos jogos se a Contra Pressão não está deixando muito espaço aos outros times, pelo fato que seus jogadores terão menos qualidade que os deles e tendem a errar mais na hora de dar o bote. Também ficaria de olho no Jogar A Partir da Defesa - avalia se sua linha defensiva está sendo muito pressionada no início da jogada - e no Levar a Bola Até a Área, porque em alguns casos pode criar um efeito de "posse pela posse", em que a equipe fica girando de um lado para o outro e não agride.

Por fim, a tática em si me parece algo voltado para a posse e controle da bola, não sei se a intenção era essa. Se for, acho que está num bom caminho.

Muito obrigado pela resposta!! quanto ao volante e uma boa ideia mas eu deixei assim pela sua qualidade e estava fazendo grandes exibições todos os jogos. Essa de ser igual nao tinha pensado vou fazer mudanças entao, talvez um defesa com a tarefa de ala apoiar e um extremo(apoiar) o que acha? As instruções eu vario de jogo para jogo como era uma final queria conservar mais a posse de bola, quanto ao desarme agressivo parece me que estava usando mal entao vou tirar...  E tatica defensiva o que aconselha talvez um 4231 ou um 442 assim mais fechado ou ate mesmo 3 zagueiros centrais? Obrigado pelas suas dicas estao me ajudando muito!

Link to comment
Share on other sites

15 hours ago, miguel9899 said:

Muito obrigado pela resposta!! quanto ao volante e uma boa ideia mas eu deixei assim pela sua qualidade e estava fazendo grandes exibições todos os jogos. Essa de ser igual nao tinha pensado vou fazer mudanças entao, talvez um defesa com a tarefa de ala apoiar e um extremo(apoiar) o que acha? As instruções eu vario de jogo para jogo como era uma final queria conservar mais a posse de bola, quanto ao desarme agressivo parece me que estava usando mal entao vou tirar...  E tatica defensiva o que aconselha talvez um 4231 ou um 442 assim mais fechado ou ate mesmo 3 zagueiros centrais? Obrigado pelas suas dicas estao me ajudando muito!

O 4-1-4-1 faz mágicas viu... Quando preciso segurar um resultado, acabo optando por ele. A primeira linha dá combate e trava a movimentação do adversário, enquanto um volante faz o entrelinhas e minha defesa compacta o campo de jogo. A única coisa que precisei organizar foi colocar instruções para as linhas permanecerem compactas e os jogadores não pode ter disciplina e work rate baixos. 

Link to comment
Share on other sites

Acho sua tática bem ofensiva e parece funcional, as funções encaixam nas laterais e no ataque. A única coisa que eu chamo atenção é para a repetição de função do Construtor de Jogo, essa é uma função que o jogo mesmo chama de "recuado" (em contraposição ao avançado), isso significa que esse é um jogador que recua o máximo possível e é o ditador de jogadas, toda a construção passa pelos pés dele. Ter 2 no mesmo time significa ter 2 caras que recuam para fazer a saída de bola e não se apresentam a frente para jogar, além de ser uma função limitada a marcação pressão (que imagino ser a ideal no seu caso).  A alteração pra CJA já deve resolver parte dos seus problemas, ou fazer como o Tsuru sugeriu e adotar um volante mais marcador na frente da

Link to comment
Share on other sites

Em 11/12/2020 em 21:41, miguel9899 disse:

Muito obrigado pela resposta!! quanto ao volante e uma boa ideia mas eu deixei assim pela sua qualidade e estava fazendo grandes exibições todos os jogos. Essa de ser igual nao tinha pensado vou fazer mudanças entao, talvez um defesa com a tarefa de ala apoiar e um extremo(apoiar) o que acha? As instruções eu vario de jogo para jogo como era uma final queria conservar mais a posse de bola, quanto ao desarme agressivo parece me que estava usando mal entao vou tirar...  E tatica defensiva o que aconselha talvez um 4231 ou um 442 assim mais fechado ou ate mesmo 3 zagueiros centrais? Obrigado pelas suas dicas estao me ajudando muito!

Bom, depende muito do estilo de cada treinador. Numa tática de posse de bola, por exemplo, o desenho abaixo seria uma das possibilidades de combinações que eu consideraria:
 

image.thumb.png.fd2cbd77f433971c6dffca2b52a7de78.png


Observa como em um dos lados do campo tem um lateral mais solto e mais agressivo (o Ala Apoiar/WB SU), e na frente dele tem um meia mais recuado (o Armador Recuado/DLP SU), que meio que cobre as subidas dele (se tiver um contragolpe ele fica mais atrás e tenta desarmar o adversário, por exemplo). Como esse armador joga mais perto da defesa, o Atacante Interior (IF SU), que joga por dentro, tem mais espaço e não tromba com o meia. E por ele "flutuar" por dentro, o lateral mais agressivo tem espaço para subir no campo (abre uma espécie de "corredor"). Isso cria um problema para a zaga - eu vou marcar esse ponta que vem por dentro ou o lateral que joga por fora?

Enquanto isso do outro lado tem um lateral menos agressivo (Lateral Apoiar/FB SU). Por quê? Porque na frente dele eu coloquei um MC AT (CM AT), um meia central atacar para ser aquele cara que avança e faz a ligação do meio com o ataque, evitando que os homens de frente fiquem isolados, mas que ao mesmo tempo não defende tão bem. E como o MC AT é muito agressivo, do lado dele tem um Extremo Apoiar (W SU), que joga aberto pelo lado do campo, porque se fosse um cara que "flutuasse" por dentro, ele ia trombar com o meia mais avançado e eles iam ocupar o mesmo espaço. Por fim, no centro do ataque tem um Atacante Recuado Atacar (DLF AT), um atacante que recua como um camisa 10, ocupa o espaço na intermediária adversária, segura a bola, devolve o passe e se desloca para chutar a gol.

Lembrando ainda que o desenho acima não deve ser simplesmente copiado, FM não funciona (mais) assim, é preciso acrescentar as instruções que complementam ele e que o fazem funcionar da melhor forma. E ainda assim você teria que observar se os jogadores que você tem são capazes de executar bem o que você pediu. O jogo está cada vez mais exigente nesse sentido e acho que daqui para a frente vai ficar cada vez mais.

Reparou quantas vezes eu disse espaço? O futebol virou um jogo de negar espaço ao adversário e criar espaço para atacar ele. Por isso o 4-1-4-1 DM é tão versátil, ele ocupa quase todos os espaços do campo e te dá inúmeras possibilidades. Nesse caso que citei a zaga vai ter um monte de problemas - tem um lateral subindo por fora, um ponta atacando por dentro, um centroavante que recua, um meia que avança agressivamente para chutar a gol e um extremo aberto do outro lado. São muitas linhas de passe, muitas chances de gol e, ao mesmo tempo, está equilibrado o suficiente para expor menos a defesa em caso de contra ataque ou se você for atacado.

Mas não é questão apenas de escolher as tarefas aleatoriamente, porque tipo, colocar um Ala com um Extremo, como você sugeriu, vai fazer com que você tenha dois jogadores atuando muito abertos na lateral do campo. Pode funcionar? Sim se você tiver, sei lá, um esquema parecido com o do Domenec Torrent onde seu objetivo seja abrir muito o flanco para tentar gerar mais espaço no meio. Portanto não é sair escolhendo aleatoriamente, é importante você entender o que cada função e tarefa faz e tentar combinar as várias que existem pra formar um time. E isso precisa encaixar com as instruções, dentro da estratégia que você escolheu. Notou como na explicação eu mencionei o que cada função e tarefa faz dentro do campo? Assim fica mais fácil montar um desenho equilibrado onde os jogadores atuem como uma equipe.

Da mesma maneira não adianta pensar em uma tática defensiva, ainda mais trocando a formação inteira, se você nem conseguiu encaixar ainda a principal. Fora que, sei lá, eu por exemplo não estou usando no momento uma outra tática defensiva, eu altero as instruções do time e a equipe naturalmente segura mais o jogo. Por isso é importante saber o que as instruções fazem e usá-las a favor. Senão você ganha ou perde e nem sabe o motivo, e na hora que precisa corrigir um problema, é mais difícil identificar onde ele está.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • JeanMichell6
      By JeanMichell6
      Depois de mais de 1000 horas no FM 2021, eu tive a brilhante ideia de subir o Corinthian-Casuals da National 7 até a Premier kkk

      No entanto, o time é Amador e estou na National 2 e não estou conseguindo montar elenco competitivo uma vez que não posso pagar salarios e sempre que algum jogador se destaca eu perco ele de graça para outro time.
      Alguem já fez esse desafio de jogar com um time Amador, sabe me dizer se em algum momento ele se torna Profissional, o meu clube já foi adquirido por um consórcio e tem 8 Milhões no caixa mas continua amador
    • Danut
      By Danut
      Obrigado ao @Fujarrapelo belo banner.
      Olá pessoal, sejam bem-vindos ao meu novo save. Depois de um tempo longe do FM, voltei a acompanhar o que o pessoal tem criado aqui na área. Pretendia ficar apenas como leitor, mas ver as histórias alheias reacendeu minha vontade de jogar, então cá estamos.
      Sem muita enrolação, vamos para a explicação do desafio: vou jogar um desafio de base na África do Sul. Para quem não sabe, o desafio de base é um tipo de save no qual o time treinado está proibido de contratar jogadores, seja por transferência, empréstimo ou mesmo atleta livre no mercado. A única possibilidade de reforçar a equipe é através dos atletas formados na própria base. No desafio original, também se começa com a equipe mais fraca da divisão. No meu caso, não vou seguir essa diretriz, tendo selecionado o clube que achei mais interessante para a proposta. No próximo post farei a apresentação do clube e explicarei a escolha.
      Falando em explicar escolhas, acho importante explicar a escolha do save, pois ela também ajudará os potenciais leitores a compreenderem o que esperar do tópico. Basicamente, eu tinha me decidido a voltar a jogar FM, mas não queria algo muito complicado. Pode parecer paradoxal ter chegado a um desafio de base a partir da busca por algo não muito complicado, mas eu considero que o desafio de base é mais um save longo do que um save complicado. Só o fato de não precisar lidar com observação e contratações já tira metade da enrolação de um save de FM. Fora isso, a rotatividade no elenco tende a ser mais baixa que em outros tipos de desafio, o que permite que o treinador já tenha uma noção do que esperar de seus atletas com o passar dos anos.
      Outro ponto fundamental é que, como o foco é no longo prazo, o desafio de base não precisa se ocupar tanto do dia a dia do clube. Minha pretensão inicial é seguir um estilo de postagem muito menos detalhado do que o que eu costumo utilizar nos meus tópicos, trazendo apenas uma ou duas atualizações por temporada e focando bem mais no panorama geral do que em cada jogo específico. Originalmente eu nem ia trazer o save aqui para a Profissão: Manager, mas aí pensei que a proposta é suficientemente diferente do usual para justificar a presença aqui. E também será um bom exercício para mim, tentar trazer uma história em um formato mais enxuto do que costumo fazer. Os que me acompanharem nessa jornada vão poder dizer no futuro se esse objetivo de escrever menos foi bem alcançado (a julgar por essa introdução, não será).
      Sobre a escolha do país propriamente dita, não teve nenhuma razão especial. Decidi que queria fazer um desafio de base em um país diferente dos suspeitos tradicionais. Bati o olho na África do Sul e resolvi ver as equipes que existiam por lá. Gostei de uma delas e fui adiante.
      Em relação aos detalhes iniciais do save, carreguei apenas as duas ligas da África do Sul, com uma base de dados pequena, pensando no bem do meu velho laptop. Como mostra a tag do tópico, estou jogando no FM 2021, que é o último que eu tenho. Iniciei o save em 19/10/2020, no começo dos jogos oficiais da 2ª divisão (pulei a pré-temporada, já que sigo a corrente que acha que amistoso e ficar em casa dormindo tem o mesmo impacto). Selecionei mascarar atributos e sem orçamentos na primeira janela (não que vá contratar alguém).
      Além disso, por descuido, deixei a possibilidade de utilizar o editor do jogo ativada. Como não ia postar o save aqui não me prestei a reiniciar só por isso. Depois mudei de ideia sobre postar, mas aí já não queria voltar tudo. Enfim, digo isso só para que todos fiquem cientes, mesmo que não esteja fazendo uso do editor. Já vi que dá para esconder o botão do editor nas opções do jogo e fiz isso. Não pretendo utilizá-lo para nada. Se o fizer, será em um futuro muito distante para brincar com o save no encerramento da sua vida útil, e deixarei bem avisado a todos.
      Feitas todas as considerações, é hora de partir para o jogo. No próximo post vou apresentar a equipe e as competições.
    • jvitorsch
      By jvitorsch
      Fala turma, estou com um bug meio bizarro no meu FM 2021. A classificação das equipes argentinas está totalmente bugada. Quem deveria jogar a Libertadores está classificado para a sulamericana e vice-versa. O próprio River Plate que venceu a última libertadores no meu save, está classificado para jogar a sulamerica e não a libertadores. 
       
      Obs: Uso BRMundiUp e o jogo não é pirata. Estou no ano de 2023, segunda temporada no meu save. 
    • emmystos
      By emmystos
      Alguém tem ainda alguma licença de FMRTE 21 para vender?
    • CCSantos
      By CCSantos
      Pois é, cá estamos novamente. Depois de um tempo parado - e sem sequer jogar FM - decidi tirar um pouco a poeira do FM21, e decidir jogar um save que sempre quis tentar, mas que fora muito hypado em FMs anteriores, já que o time havia subido de forma surpreendente para a Série C.
      Estou falando do Atlético Acreano, equipe que foi do êxtase de quase conquistar um acesso à Série B em 2018, ao fato de ficar sem divisão nacional em 2023, já que o time sequer avançou para a segunda fase do Estadual - as vagas devem ficar com Humaitá (campeão estadual de forma inédita) e São Francisco ou ADESG.
      O time está prestes a fazer 70 anos de história (irá fazer esta idade no próximo dia 27 de abril), possui nove títulos Estaduais, e é o único time do Acre a subir na Série D do Campeonato Brasileiro, em 2017.
      No ano seguinte, disputando no Grupo A, encarando os times nordestinos e sofrendo com a questão logística, o time se superou a ponto de poder decidir jogar por uma questão de distância (pouparam atletas nas rodadas finais para encaixar o seu confronto nas quartas), visando o confronto contra o Cuiabá. Acabaram perdendo por 2 a 0 na Arena Cuiabá e empataram em 2 a 2 em Rio Branco, deixando o acesso para a equipe mato-grossense que, posteriormente, viria a subir para a Série A, inclusive retornando para a disputa de competições continentais neste ano de 2022.
      Em 2019, teve o azar de ver uma Série C com dez times nordestinos, a ponto de tirar ele e o Luverdense do Grupo A, repassando-os para o Grupo B - isso daí foi inserido também por uma questão de logística, pois haviam poucos voos diretos de Rio Branco para o Nordeste; não era incomum ver o Atlético fazendo escala até mesmo em Viracopos (Campinas), rumo ao Nordeste em 2018. O resultado disso? Ambas as equipes, com aporte financeiro consideravelmente menor em comparação aos clubes de Sudeste e Sul, acabaram caindo para a Série D.
      Depois disso, o clube se perdeu. Foi lanterna em seu grupo na Série D em 2020, sem ganhar um jogo sequer (oito empates e seis vitórias).
      Para assumir o Galo Carijó, avancei a temporada 2021. Na próxima atualização, repasso o que houve na equipe, antes de minha chegada. O time foi um dos três representantes do Acre na Série D, juntamente com o Rio Branco e o Galvez, porém, só teremos duas vagas a partir da disputa de 2022.
      A única coisa que posso colocar aqui, é que ele já possui vaga para a Série D em 2022, por ter sido vice-campeão estadual em 2021, onde perdeu o título para o Galvez.

      A equipe joga suas partidas na Arena da Floresta, em Rio Branco. Ela possui capacidade para mais de 13 mil torcedores, e nós dividimos o estádio com Rio Branco, Humaitá, Vasco e Plácido de Castro. Antes da era das 'Arenas', o estádio já foi o mais moderno do Norte do País.

      Na próxima atualização, como eu disse, vou destrinchar como foi este 2021 do Atlético Acreano, antes da minha chegada ao clube.
      Conto com vocês nessa. Um abraço.
      -----------------------------------------------------------------------
      Base de dados: 21.4
      Países: Toda a América do Sul (com todos os atletas disponíveis);
      Database utilizada no Brasil: Brasil Série D by F J (É o formato de DB que mais se aproxima do regulamento oficial da Série D, com definição de vagas via Estaduais)
      Outras databases: Argentina (Até a Primera B/Nacional A), Chile (expandido para a 3ªDivisão), Peru (expandido a 2ªDivisão), Uruguai (expandido a 3ªDivisão), Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela (Riddler) + DBs de realismo de treinadores.
×
×
  • Create New...