Jump to content
Sign in to follow this  
#Vini

Mare Nostrum - DM Cheio - (atualizado em 28/03)

Recommended Posts

Henrique M.

Acho que se talvez ficasse mais uma temporada e saísse com a taça, mas pelo que falou a respeito do prognóstico de Líbia e Líbano, a saída é justificada, afinal, depois ficaria complicado fazer o caminho de volta. Boa sorte no Ahed.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bigode.

Creio que a temporada foi satisfatória com o vice nacional, embora concorde com o que você disse sobre a queda continental.

De qualquer maneira, lendo a atualização, fiquei surpreso com a saída do clube. Achei que ficaria mais uma temporada, mas pelos pontos que você explanou, essa mudança faz mesmo sentido.

Boa sorte na nova empreitada!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

A, que pena que saiu. mas entendo pelo roteiro do save.

E sempre chato cair feio e cedo numa competição continental, mas foi bem na liga, ganhando dos campeões em casa com autoridade.

Vc acha que faltou auto confiança ao time/treinador para ter jogado como candidatos ao título, ou o time terminou bem, mas jogando muito acima das suas possibilidades?

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
16 horas atrás, Henrique M. disse:

Acho que se talvez ficasse mais uma temporada e saísse com a taça, mas pelo que falou a respeito do prognóstico de Líbia e Líbano, a saída é justificada, afinal, depois ficaria complicado fazer o caminho de volta. Boa sorte no Ahed.

Acho que seria um caminho bem possível, mas estava sentindo que iria começar a criar raízes ficando mais uma temporada, tornando mais complicada uma eventual saída. Acredito que passando por esses dois países, ainda possa voltar para a Tunísia, em um time de mais gabarito, para levar o caneco.

Valeu, Henrique.

14 horas atrás, Bigode. disse:

Creio que a temporada foi satisfatória com o vice nacional, embora concorde com o que você disse sobre a queda continental.

De qualquer maneira, lendo a atualização, fiquei surpreso com a saída do clube. Achei que ficaria mais uma temporada, mas pelos pontos que você explanou, essa mudança faz mesmo sentido.

Boa sorte na nova empreitada!

Que bom ver você nos comentários!

A queda continental foi bem feia, acho que o ponto mais baixo da temporada. 

Eu gostaria de ter ficado mais, mas isso poderia atrapalhar o fluxo do save.

Valeu, Bigode.

14 horas atrás, Andreh68 disse:

A, que pena que saiu. mas entendo pelo roteiro do save.

E sempre chato cair feio e cedo numa competição continental, mas foi bem na liga, ganhando dos campeões em casa com autoridade.

Vc acha que faltou auto confiança ao time/treinador para ter jogado como candidatos ao título, ou o time terminou bem, mas jogando muito acima das suas possibilidades?

É bem por aí. 

Nos recuperamos bem na sequência pós-eliminação, o que me faz crer que poderia ter ganho o título caso tivesse ficado mais uma temporada. 

Olha, o time ainda teve seus momentos de irregularidade, mas acho que bateu no teto nessa temporada. Mas para o futuro eu já via como um candidato ao título.

Valeu, André.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

A nível nacional fez uma boa campanha que finalizou em segundo lugar, mas a piaba na liga continental deixa um pouco frustrada a campanha. Apesar de achar que poderia ficar mais uma temporada a frente do clube eu entendo a saída. Agora me explica quem é o o Al-Ahed na fila do pão árabe? Um dos grandes da Liga ou um time mediano que vai tentar leva-lo ao título nacional? 

PS: Dei uma pesquisada rápida e o clube foi campeão nacional em 17,18 e 19. Terá então a obrigação de ser campeão com o clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
Em 24/03/2020 em 15:23, LC disse:

A nível nacional fez uma boa campanha que finalizou em segundo lugar, mas a piaba na liga continental deixa um pouco frustrada a campanha. Apesar de achar que poderia ficar mais uma temporada a frente do clube eu entendo a saída. Agora me explica quem é o o Al-Ahed na fila do pão árabe? Um dos grandes da Liga ou um time mediano que vai tentar leva-lo ao título nacional? 

PS: Dei uma pesquisada rápida e o clube foi campeão nacional em 17,18 e 19. Terá então a obrigação de ser campeão com o clube.

Boa análise sobre a temporada do ESHS, LC, eu subscrevo. Bom, essa parte do Al-Ahed, vou explicar com mais detalhes no próximo post, mas a sua pesquisa já aponta meus desafios no clube hehe

Obrigado, LC!

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini

Banner-d752d62d7e7c8b56.png&key=622a8784

TEMPORADA 2020-21 - Parte 1 - À frente!

 

barra-caf5f86a4587cdc4.png&key=f19677bb2

Considerações Iniciais

Cheguei ao Ahed para definir os últimos detalhes do contrato, cuja duração vai até o final da temporada que vem, com uma das cláusulas indicando que devo dar atenção às categorias de base.

O clube tem infraestruturas medianas, razoáveis para atender o pedido da direção e, considerando o nível da liga libanesa, não vou me preocupar com o nível da molecada; vou subir aqueles com alguma condição de jogar a primeira divisão e ver no que dá.

Outro ponto é que não estou indo para um clube de meio de tabela. É um clube grande e o jejum da liga é recente. A pressão é maior.

Para vocês terem uma noção, o Al-Ahed é um clube de ascensão rápida. Subiu à primeira divisão em 1996 e, embora tenha caído duas vezes, se consolidou entre os maiores do país, tendo vencido quatro ligas desde o início do save (temporada 2016/17), quatro copas nacionais, cinco copas da elite, além de outras cinco supercopas. Estou considerando a sala de troféus que pesquisei fora do FM, pois não encontrei o título continental que é apontado no jogo.

O clube também detém um recorde interessante, de 44 jogos invictos, de 10/2008 à 11/2010.

Termos-contrato49b465d0d8f34d8d.png

Outras informações

 

Elenco e Mercado de Transferências

Com base no elenco inicial, decidi buscar um zagueiro, um meio-campo, um lateral-esquerdoe um ponta-esquerda. Consegui todos os reforços, mas um deles já saiu (Mahrous).  Na segunda janela, trouxe um atacante para servir de suporte ao elenco.

Deixei sair um bom número de atletas e consegui alguma folga na folha salarial. Dos reforços que trouxe, resolvi investir praticamente todo o orçamento em Al-Amri. Porque? Bem, entendo que um bom time começa da defesa e quando o vi, entendi que ele seria um ótimo nome para compor a espinha dorsal do time.

Além dele, entendo que Iguma e Jiménez, dois estrangeiros, fazem parte dessa espinha. O primeiro está com a situação contratual indefinida, pois ele já não possui contrato com o time, mas também não renova e tampouco recebeu propostas de outros clubes. Então ele fica e espero que cumpra o papel que se espera dele.

Historico-de-Transferenciasd74d6c98c6c01

Elenco Inicial | Elenco Atual | Al-Amri | Ayoub | Fahs

 

Calendário libanês - Como Funciona

A temporada libanesa é composta por quatro campeonatos: Supercopa Libanesa, Copa da Elite, Copa do Líbano e a Premier League Libanesa. A Copa da Elite é um torneio de abertura do ano futebolístico, composta pelos seis melhores colocados da PL anterior, divididos em dois grupos de três e no qual, após dois jogos, passam os dois primeiros de cada chave para fazer semifinal e final. Torneio sem importância.

Já a Copa no FM funciona da seguinte forma: os doze clubes da segunda divisão, mais outros quatro sem divisão, fazem duas eliminatórias entre si até que fiquem quatro times, para se juntar aos doze da primeira divisão. A partir disso, o campeonato segue em oitavas, quartas, semi e final, sempre em jogo único.

O campeão da copa credencia-se para disputar a supercopa. Em caso de dobradinha, vai o vice da copa enfrentar o campeão da liga.

Por fim, a Premier League. Disputada por 12 times, em turno e returno, rebaixa os dois piores e dá vaga à AFC Champions League aos três primeiros, a depender do resultado da Copa, na qual o campeão tem vaga na principal competição do continente.

 

Copa da Elite, Supercopa e Premier League

Feitas as explicações sobre a temporada libanesa, fomos para os jogos. Começamos mal, com dois empates na Copa da Elite e incrivelmente fomos para a semi, na qual nosso nível ficou evidente e nada pudemos fazer contra o Tadamoun.

Na sequência tivemos um alento ao vencer nosso maior nêmesis, o Nejmeh, e levar a supercopa para casa (disputamos na condição de vice da copa da temporada anterior). Apesar disso, o alento ficou apenas na parte do resultado, porque o jogo ficou bem mais inclinado a uma vitória do rival. 

x-Nejmeh-Supercopab429f756e5980b16.png

O que achei ser um alento, mostrou-se apenas um placebo. Nos cinco primeiros jogos da liga,  6 pontos em 15 possíveis. O ponto de virada veio contra o Nejmeh, partida na qual fizemos uma atuação segura e nos aproveitamos de um gol madrugador para garantir os três pontos.

Depois disso, foram duas vitórias e duas derrotas, uma delas novamente para o Tadamoun, que nos venceu na Copa da Elite. Apesar disso, fiquei mais satisfeito com alguns aspectos e acredito que para um início de trabalho, é promissor.

x-Tadamoun-PL5e63f8474fbdd6a7.png

 

Calendário

Calendario48e2494f69fe005d.png

 

Classificação

O trabalho pode ser promissor, mas é válido lembrar que somos um time grande no meio da tabela. Para o segundo turno, a ordem é trabalhar todos os pontos de irregularidade e buscar uma colocação mais adequada ao estatuto do Ahed.

O problema até aqui tem sido a pouca produção ofensiva, relacionada inclusive com a contratação por empréstimo de um atacante na janela de meio de temporada. Ansar e Nejmeh, com trabalhos mais estabelecidos, brigam ponto a ponto pela liderança.

Classificacao3eff9e01ea400b83.png

Estatísticas

 

Curtinhas


- Walid Hussein vence as eleições para a presidência do clube e realiza mudanças. Lawrence fica

- Sai o relatório financeiro de 2020

- Definidos os confrontos das oitavas da Copa do Líbano. A partida marca o reinício da temporada, em 2 de janeiro.  

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Eu realmente não achei que fosse um bom começo de trabalho, estava esperando um pouco mais, mas, ao ver que você descreveu a situação como um time grande no meio da tabela, vejo que é uma situação que também lhe incomoda, deve acabar melhorando ao longo da temporada, mas talvez aquém das ambições reais do clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Curiosa a trajetória do clube, da década de 90 pra cá. Muitas conquistas seguidas de um jejum nas últimas temporadas.

O calendário libanês também é curioso. Estranho ter duas copas numa mesma temporada, mas é até compreensível pelo número de equipes na Premier League. Serve como forma de preencher o calendário de melhor forma.

Vai ter trabalho para tirar o Ahed do meio da tabela. Boa sorte na sequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Curioso para sabe como o treinador sairá dessa situação. A equipe é uma das grandes da Liga e neste momento se encontra abaixo da espectativa.

Como a diretoria está reagindo nesses primeiros jogos? Qual a tática que está usando?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Adoro comida libanesa, já namorei filha de libanês e até vinho libanês já tomei. Mas nunca imaginei como seria o futebol por lá, nem lembro de jamais ter ouvido falar de qualquer clube.

Me perdi, quais as expectativas da direção? De qualquer forma está bem abaixo da previsão da imprensa(ou nós que somos muito exigentes 😛!). Mas parece que a nova direção não vai olhar muito para o mau começo, e nisso vc acabou dando sorte. Não chega a ser um começo horrível né, mas pelo momento do clube a turma do amendoim já deve estar nervosa!

Como é no restante da liga, muitos treinadores importados??

Boa sorte!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Largou o time tunisiano numa situação em que eu achei que faria você ficar ao menos +1 temporada, mas entendo que pelo bem do save/objetivos propostos a gente tenha que tomar decisões que não sejam exatamente as que a gente gostaria de tomar. Agora, a campanha no time libanês é bem aquém, ainda mais se considerar que o time tem tradição até continental. Vamos ver se contorna isso.

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Retomando a leitura acho que foi importante a saída da Tunísia, como você disse, ficar muito tempo em um clube nos acomoda e cria vínculos que ficam difíceis de romper.

E o banner, quer ajuda?

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Achei bastante correto ter trocado de clube nesse momento. Caso contrário ia ficar complicado descer o nível de liga mais a frente para o técnico.

 

Vamos ver no Líbano o que acontece.

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
Em 27/03/2020 em 04:09, Henrique M. disse:

Eu realmente não achei que fosse um bom começo de trabalho, estava esperando um pouco mais, mas, ao ver que você descreveu a situação como um time grande no meio da tabela, vejo que é uma situação que também lhe incomoda, deve acabar melhorando ao longo da temporada, mas talvez aquém das ambições reais do clube.

Acho que em termos de tabela é ruim mesmo e isso pode melhorar, mas não vi como algo tão ruim porque ainda temos o returno e vi boas coisas no processo. 

Valeu, Henrique. 

Em 27/03/2020 em 10:38, mfeitosa disse:

Curiosa a trajetória do clube, da década de 90 pra cá. Muitas conquistas seguidas de um jejum nas últimas temporadas.

O calendário libanês também é curioso. Estranho ter duas copas numa mesma temporada, mas é até compreensível pelo número de equipes na Premier League. Serve como forma de preencher o calendário de melhor forma.

Vai ter trabalho para tirar o Ahed do meio da tabela. Boa sorte na sequência!

Fala Feitosa!

Sim, é uma trajetória bem curiosa, inclusive os títulos da liga, que foram praticamente em sequência, precedidos e seguidos por jejuns. É bem por aí, se formos ver um time que jogue todas as finais mais o campeonato todo, realiza 30 jogos. É bem tranquilo e isso deve impactar até no esquema tático, pois começo a pensar em usar algo com bastante intensidade. 

Aos poucos ajustamos a casa; Valeu!

Em 27/03/2020 em 11:28, LC disse:

Curioso para sabe como o treinador sairá dessa situação. A equipe é uma das grandes da Liga e neste momento se encontra abaixo da espectativa.

Como a diretoria está reagindo nesses primeiros jogos? Qual a tática que está usando?

Devagar vou acertando as coisas. Acho que a questão passa mais por vencer os não-grandes. Nos clássicos vamos ajeitando a casa conforme nos reforçamos. 

Eles não estão cobrando muito, ainda. Falarei um pouco sobre a tática no próximo post. 

Valeu, LC.

Em 27/03/2020 em 11:58, Andreh68 disse:

Adoro comida libanesa, já namorei filha de libanês e até vinho libanês já tomei. Mas nunca imaginei como seria o futebol por lá, nem lembro de jamais ter ouvido falar de qualquer clube.

Me perdi, quais as expectativas da direção? De qualquer forma está bem abaixo da previsão da imprensa(ou nós que somos muito exigentes 😛!). Mas parece que a nova direção não vai olhar muito para o mau começo, e nisso vc acabou dando sorte. Não chega a ser um começo horrível né, mas pelo momento do clube a turma do amendoim já deve estar nervosa!

Como é no restante da liga, muitos treinadores importados??

Boa sorte!

 

Rapaz, haja experiência sobre o país. Inclusive vou te pedir umas recomendações, pois quero conhecer novas culinárias pós-quarentena. Eu também não conhecia nada, só os incluí pela ligação com o Mediterrâneo (e a possibilidade de jogar em uma liga diferente). 

A diretoria espera topo de tabela e semifinal de taça, então ainda pegaram leve comigo. Estou abaixo da previsão sim, era para o time estar pelo menos em terceiro. Ter havido uma mudança na presidência no meio do campeonato ajudou a tirar um pouco da pressão. 

Olha, 

 

Em 27/03/2020 em 20:48, marciof89 disse:

Largou o time tunisiano numa situação em que eu achei que faria você ficar ao menos +1 temporada, mas entendo que pelo bem do save/objetivos propostos a gente tenha que tomar decisões que não sejam exatamente as que a gente gostaria de tomar. Agora, a campanha no time libanês é bem aquém, ainda mais se considerar que o time tem tradição até continental. Vamos ver se contorna isso.

Boa sorte.

Save de carreira é isso né. Em um save de clube ou com uma proposta diferente dessa, nem a pau que eu sairia em um momento como esse. 

O time tem tradição continental, mas também encara um pequeno jejum, então isso pesa. Mas minha ideia é já buscar voos mais altos na próxima temporada, enquanto essa fica para criar as bases da equipe. 

Valeu, Marcio. 

14 horas atrás, ggpofm disse:

Retomando a leitura acho que foi importante a saída da Tunísia, como você disse, ficar muito tempo em um clube nos acomoda e cria vínculos que ficam difíceis de romper.

E o banner, quer ajuda?

Precisamente. Como faz um bom tempo que não jogo um save de carreira, estou aprendendo a lidar com algumas questões que não surgiam em saves com proposta diferente; acredito que saí na hora certa, mas nem sempre irei acertar o timing. 

Valeu pela força, Gilson. 

1 hora atrás, lakers20 disse:

Achei bastante correto ter trocado de clube nesse momento. Caso contrário ia ficar complicado descer o nível de liga mais a frente para o técnico.

 

Vamos ver no Líbano o que acontece.

Exatamente, foi um passo atrás para poder dar dois à frente. 

Valeu, Lakers!

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini

Banner-d752d62d7e7c8b56.png

TEMPORADA 2020-21 - Parte 1 - Chit

Vimos na atualização anterior a chegada de Thomas Lawrence ao seu novo clube e como as coisas se desenrolaram na primeira parte da temporada no Líbano, com o Al-Ahed sofrendo com a irregularidade. Vamos descobrir se o problema foi resolvido.

barra-caf5f86a4587cdc4.png

Transferências

A notícia mais impactante de janeiro foi a saída de El-Heiwe. Ao longo dos jogos fui percebendo que ele poderia se tornar um elemento muito importante no elenco, servindo como base para um novo esquema tático que estava desenhando.

Porém, o Nejmeh não estava para brincadeira e fez uma proposta indecorosa pelo jogador. A Diretoria passou por cima da minha vontade e vendeu o atleta a um rival, o que causou um mal-estar durante os primeiros meses de 2021.

Precisávamos achar um substituto rapidamente e nos deparamos com a falta de qualidade de jogadores nacionais na posição de meia-direita. Nos restou buscar fora Alaa, que veio como um presente divino (inclusive, sem custos) e agora tem a responsabilidade de cobrir a lacuna deixada por El-Heiwe. Com bons atributos físicos, índice de trabalho e alta taxa de cruzamentos, espero que ele municie bem nossos centroavantes. Assim fechamos nossa janela de transferências.

Alaa9444f16fe2d3d39f.png

Elenco

 

Premier League Libanesa e Copa do Líbano

Abrimos a temporada com as oitavas da Copa do Líbano, na qual iríamos encarar o Tadamoun, que já nos causou problemas em 2020.

Ainda sem um esquema tático definido, porque estava insatisfeito com o 4-4-1-1 trazido do Hamman-Sousse, armei um 4-2-3-1 (esquema do qual não sou fã) e fomos para o pau. Foi um duelo bastante aberto e contamos com a pontaria de Jiménez para reverter uma desvantagem de dois gols, construída pelo adversário na primeira etapa.

Com o empate, assumimos o controle do duelo, mas não giramos a faca, como diria o maestro Júnior. Assim, o jogo foi para a prorrogação e lá Fahs descomplicou tudo com uma bela cobrança de falta, logo aos 4’ da primeira etapa.

Houve tempo para El-Heiwe ampliar e o Tadamoun terminar o jogo com 10 em campo. Iríamos às quartas, para encarar o Amal Maarakah, da segunda divisão. Na semi, iremos encarar o Ahli Saida.

x-Tadamoun-TLbb33759f2dbca2b9.png

A fase seguinte era ainda no mês de janeiro e já com Alaa no time, batemos o adversário sem dificuldades por 3 a 0, com a nova contratação dando uma assistência.

Fevereiro marcou o início do returno da PLL e ainda alinhados no 4-2-3-1, empatamos duas vezes com Nabi Chit e Ansar, dois resultados que me deixaram bastante insatisfeito e me trouxeram de volta o 3-4-3, companheiro dos tempos do Ajaccio.

Não inventei muito no esquema. A ideia era fazer mais gols que o adversário, tentando o máximo de controle do meio-campo para evitar problemas defensivos. Obviamente que eu não esperava clean sheets, apenas o mínimo para levar os três pontos.

3-4-32871b88c1dfe2c2a.png

Bom, a primeira mostra da nova formação veio logo contra o Ahli Saida. No entanto, vimos a faceta mais negativa, com a equipe se mostrando capaz de marcar gols e finalizando mal na mesma medida. Sorte que a veia goleadora estava afiada e vencemos por 4 a 3.

Confiei no esquema e ele me garantiu mais seis vitórias e três empates, o que nos deixou invictos no returno da Premier League. Alguns jogos foram insatisfatórios, como o duelo contra o Nejmeh, em que não fomos capazes de segurar o 4-2-3-1 deles e o empate foi um lucro danado, atribuído a capacidade goleadora do esquema, mesmo em dias ruins.

x-Nejmehb99fd760aad6157c.png

Um nome acabou despontando durante esse returno e foi o de Timonian. Antes uma opção distante e candidato a saída na janela de transferências, mostrou sua face goleadora no 3-4-3 e foi as redes por 9 vezes em 10 duelos da PL.

Outro destaque fica para o festival de gols na partida contra o Nabi Chit. Já sem chances de título, fomos para o duelo final da liga pensando na classificação para a AFC Champions League. E por mais que o empate por 5 a 5 tenha nos prejudicado, gostei de ver um placar bailarino como esse.

Bom, o certo é que ainda havia uma chance de vaga. Bastava vencer a taça e o penúltimo passo deveria ser dado justamente contra o Ahli Saida, que marcou nossa estreia no 3-4-3. Aqui, por ser um jogo decisivo, as pernas pesaram e as duas equipes não mostraram porque eram candidatas à final.

O primeiro tempo terminou 2 a 2 e na segunda etapa tivemos a calma necessária para nos impor e marcar dois gols para liquidar a fatura. Era hora de encarar o Nabi Chit novamente.

x-Ahli-Saida-TL9b49b16ddebc591a.png

Chegar à final em minha primeira temporada ajudava em boa fase era perfeito para consolidar meu trabalho aqui e fincar as bases para 2021-22. Agora era necessário confirmar o título para ficar nas graças da Diretoria.

Pois bem, um gol aos 5’ tornava tudo mais fácil, graças ao faro goleador de Jiménez. No entanto, muitos gols perdidos e uma falha da defesa trouxeram o Nabi Chit de volta ao jogo, deixando tudo igual na ida para o segundo tempo.

Ainda bem que o venezuelano tem estrela. Aos 69’, pênalti para a Al-Ahed e ele foi para a cobrança: bola para um lado, goleiro para o outro. Final, 2 a 1 e mais uma taça para a nossa sala de troféus.

x-Nabi-Chit9696a2db9afa1493.png

 

Calendário

Calendario6ff6dc438c574552.png

 

Classificação

No final, deu Ansar campeão, destronando o Nejmeh. Com a melhor defesa e bastante regularidade no campeonato, não chegaram a ser ameaçados de fato e levam seu terceiro título em cinco anos. Nós, por outro lado, pagamos o preço da irregularidade no primeiro turno e terminamos em terceiro, levando a vaga para a AFC Champions League pela conquista da Copa do Líbano. 

Classificacao0af3595f2f778c1a.png

Estatísticas gerais e individuais

 

Análise do Elenco

O elenco atual me trouxe boas notícias. Diferentemente do Hamman-Sousse, onde levei três temporadas para chegar perto de uma base, muito por causa da alta média de idade do elenco, aqui eu sinto que o time está mais pronto, precisando de algumas peças para poder elevar o nível.

No gol, houve uma certa alternância entre Al-Hamdan e Bitar, mas é certo que o primeiro fica por ser melhor e mais novo. Devo trazer um outro nome para brigar pela titularidade.

As laterais precisam de reforços. Ainda que o 3-4-3 esteja funcionando relativamente bem, quero trazer pelo menos um lateral-esquerdo decente para poder alternar os esquemas táticos. Aqui, fica a menção para o bom ano de Moussa, que é o único com permanência certa.

Os zagueiros me trouxeram mais dor de cabeça e entre improvisações aqui e ali, percebi que Al-Amri e Al-Dor são os principais nomes, com os Faour (Ali e Haitham) podendo atuar no setor para quebrar um galho. Isso faz com que Dakik (que também atuou como LE), Khamis e Tahmaz tivessem sua saída decretada. Com isso, devo trazer um ou dois nomes para a posição.

Na faixa central, sinto que Iguma ainda não está totalmente comprometido, mas como não recebe propostas e também não renova, irei mantê-lo aqui e tentar transformar sua qualidade em benefícios para o Ahed. Fahs e os Faour são peças de rotação que cumprem bem o seu papel. Sinto que preciso de um nome para ser titular aqui. As meias-laterais vão bem, obrigado. Haidar e Alaa são os principais nomes, enquanto que Atwi quebra um galho na ME. Falta um bom nome para a MD, assim poderei rotacionar melhor os jogadores dessa posição.

De meias-ofensivos creio que o movimento deve ser de enxugamento. Al-Rashidi foi o único que me agradou e como pode atuar também como meia central, deverá ter importância ainda maior na próxima temporada. Al-Dossari e Mkrtchyan devem sair. No ataque, Ayoub cumpriu bem seu papel aqui e devo tentar sua chegada em definitivo. Jiménez e Timonian despontaram e também ficam; Hassoun não me agradou, foi emprestado e deve sair em definitivo na próxima temporada.

Elenco---Statsbc06b5964af53404.png

4-4-1-1 | Melhores do Ano | Quadro de Lesões | Fornada de Jovens

 

Curtinhas

- Divulgados o relatório financeiro e o sumário comercial de 2020/21

- Ayoub e Timonian entram no pódio dos artilheiros da Premier League

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Pela irregularidade acabou ficando de fora do top 2 mas em compensação venceu a copa nacional, o que merece ser valorizada, e também conseguindo a classificação continental através dela.

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
2 horas atrás, lakers20 disse:

Pela irregularidade acabou ficando de fora do top 2 mas em compensação venceu a copa nacional, o que merece ser valorizada, e também conseguindo a classificação continental através dela.

Pagamos o preço por um turno ruim, uma vez que o returno foi irrepreensível em termos de resultados. Tivemos uma trajetória relativamente tranquila na Copa e aproveitamos muito bem esse chaveamento para garantir uma taça logo no começo do trabalho. 

Valeu, Lakers, é bom ver você por aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
AllMight

Parabéns pelo título da Copa, e se tivesse conseguido fazer um primeiro turno um pouco melhor talvez tivesse brigado até a última rodada pelo título. Mas ainda assim foi uma ótima temporada de estreia e as perspectivas para o futuro são as melhores possíveis.

Sobre o Alaa, que bela contratação, jogou apenas 14 jogos e ainda assim foi o líder de assistências do time. 

Boa sorte na sequência.

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Boa contratação a do Alaa. Jogadores de velocidade tendem a se dar muito bem em ligas de baixo nível técnico. E realmente ele fez a festa. Consegue mensurar quantas dessas assistências foram por cruzamento?

A campanha na Premier League foi muito boa. Seria muito difícil superar o Ansar nesta temporada. Eles foram muito bem. 

O título da taça, não menos importante, fica como prêmio de consolação pela boa temporada que fez. 

Vamos em frente!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bigode.

Termina a temporada muitíssimo bem. Parabéns pelo título da Copa!

Legal também ver que na decisão o 3-4-3 (partindo da ideia de que foi o sistema utilizado) se mostrou mais seguro do que havia ocorrido em partidas anteriores. Se antes teve alguns jogos claramente pau a pau, com ambas as equipes tendo muitas chances de gol, na decisão, conseguiu uma segurança muito boa, não só com ampla posse de bola, mas sem permitir que o adversário criasse muito.

Aliás, esse número alto e equilibrado de chances pros dois lados que ocorreu em alguns dos jogos que tu explanou ali, tu credita a quê? A própria natureza do sistema tático ou de repente a algumas das peças que você tem? Pergunto porque você citou o save do Ajaccio como inspiração e, me corrija se eu estiver errado, lá tu conseguia normalmente o que conseguiu nessa final: maior domínio e segurança nas partidas. Imagino, claro, que o sistema não seja totalmente idêntico, mas acredito que tenha muitas similaridades.

Por fim, grande recuperação no campeonato. Um ou dois empates ali que poderiam ter sido vitórias, mas é como você disse: o que brecou mesmo uma melhor classificação foi a instabilidade do início da campanha. Agora, com o time mais acertado, estou curioso para ver se o calendário mais congestionado irá manter a equipe com alguma instabilidade ou se conseguirá entrar de vez na briga pelo título.

Boa sorte pra próxima temporada!

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
Em 29/03/2020 em 11:44, DiogoHernandes disse:

Parabéns pelo título da Copa, e se tivesse conseguido fazer um primeiro turno um pouco melhor talvez tivesse brigado até a última rodada pelo título. Mas ainda assim foi uma ótima temporada de estreia e as perspectivas para o futuro são as melhores possíveis.

Sobre o Alaa, que bela contratação, jogou apenas 14 jogos e ainda assim foi o líder de assistências do time. 

Boa sorte na sequência.

Pois é, um doblete seria bem legal na primeira temporada, mas há tempo para buscar esse objetivo. Sem contar que é como você disse, temos boas perspectivas para o futuro. 

Esse é um belo achado, não só substituiu o El-Heiwe como se saiu muito bem. Torço para que ele mantenha o ritmo na temporada que vem. 

Valeu, Diogo. 

Em 29/03/2020 em 13:31, mfeitosa disse:

Boa contratação a do Alaa. Jogadores de velocidade tendem a se dar muito bem em ligas de baixo nível técnico. E realmente ele fez a festa. Consegue mensurar quantas dessas assistências foram por cruzamento?

A campanha na Premier League foi muito boa. Seria muito difícil superar o Ansar nesta temporada. Eles foram muito bem. 

O título da taça, não menos importante, fica como prêmio de consolação pela boa temporada que fez. 

Vamos em frente!

Exatamente, foi isso que aconteceu com ele e, anteriormente no Hamman-Sousse, com outro ponta, o Owona. Cara, devo dizer que uns 80%, 90% vieram dessa maneira, pois os dois esquemas que utilizo exploram muito essa jogada. 

O Ansar é uma outra grande força do país e estavam em um ritmo muito alto. Vamos buscar o nível deles em 2021/22.

Valeu, Feitosa!

23 horas atrás, Bigode. disse:

Termina a temporada muitíssimo bem. Parabéns pelo título da Copa!

Legal também ver que na decisão o 3-4-3 (partindo da ideia de que foi o sistema utilizado) se mostrou mais seguro do que havia ocorrido em partidas anteriores. Se antes teve alguns jogos claramente pau a pau, com ambas as equipes tendo muitas chances de gol, na decisão, conseguiu uma segurança muito boa, não só com ampla posse de bola, mas sem permitir que o adversário criasse muito.

Aliás, esse número alto e equilibrado de chances pros dois lados que ocorreu em alguns dos jogos que tu explanou ali, tu credita a quê? A própria natureza do sistema tático ou de repente a algumas das peças que você tem? Pergunto porque você citou o save do Ajaccio como inspiração e, me corrija se eu estiver errado, lá tu conseguia normalmente o que conseguiu nessa final: maior domínio e segurança nas partidas. Imagino, claro, que o sistema não seja totalmente idêntico, mas acredito que tenha muitas similaridades.

Por fim, grande recuperação no campeonato. Um ou dois empates ali que poderiam ter sido vitórias, mas é como você disse: o que brecou mesmo uma melhor classificação foi a instabilidade do início da campanha. Agora, com o time mais acertado, estou curioso para ver se o calendário mais congestionado irá manter a equipe com alguma instabilidade ou se conseguirá entrar de vez na briga pelo título.

Boa sorte pra próxima temporada!

Valeu, meu caro!

Isso mesmo, na segunda perna eu tornei o 3-4-3 o meu esquema tático primário. A segurança obtida na final não foi exatamente a tônica dos jogos do returno; essa segurança ter totalmente o domínio das ações está um pouco distante porque o time precisa se entrosar mais e eu quero pelo menos mais um meia qualificado para ajudar a controlar o meio-campo, setor que considero chave para que o esquema funcione. 

O 3-4-3 que utilizo tem instruções simples e eu altero pouca coisa ali no decorrer da partida. A ideia dele é sufocar o adversário com uma postura bastante atacante e a partir disso conseguir sempre a vantagem no placar para abrir ainda mais o jogo. As vezes acontece do jogo ficar trocação pura, mas eu confesso que gosto disso. 

No Ajaccio, considero que o meu diferencial era ter um meio-campo muito bom e isso fazia uma baita diferença na hora de encarar desafios mais complicados. 

O returno foi muito bom e, sim, acho que poderíamos ter vencido um jogo ou outro que acabamos desperdiçando dois pontos. Agora preciso ir às compras para dar um corpo ao elenco, de forma que eles aguentem bem o tranco de um calendário mais cheio, especialmente na segunda perna da temporada. 

Valeu, Bigode!

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Gosto muito do 343, ta indo bem

Depoisde Salah, não existe deus senão Alaa!

Vamos para conquistar a Premier e depois o Khadafi!

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini
3 horas atrás, Andreh68 disse:

Gosto muito do 343, ta indo bem

Depoisde Salah, não existe deus senão Alaa!

Vamos para conquistar a Premier e depois o Khadafi!

Eu sou fã, especialmente depois de emplacar esse esquema com o Ajaccio.

Hahaha com certeza. O moleque tá fazendo chover.

Com certeza, não vejo a hora de ir para os grandes centros da África.

Valeu, André!

Share this post


Link to post
Share on other sites
#Vini

Banner-d752d62d7e7c8b56.png&key=622a8784

TEMPORADA 2021-22 - Parte 1 - Khamiskaze

Na temporada anterior, minha primeira à frente do Al-Ahed, vimos o time sofrer com a irregularidade na Liga, mas conquistar a Copa e assim garantir vaga na AFC Champions League. Vamos ver como se desenrolou a primeira parte de 2021-22.

barra-caf5f86a4587cdc4.png&key=f19677bb2

Transferências

Como comentei na atualização anterior, algumas mudanças iriam acontecer e começaram pelo gol. Halal vem para ser sombra de Al-Hamdan e destaca-se pela agilidade, saídas do gol e capacidade de posicionamento.

Al-Assaf vem para ser o curinga da zaga, podendo atuar como zagueiro ou como lateral defensivo. A julgar pelos nossos últimos jogos, deverá atuar na primeira posição. Bastante forte e com boa noção de posicionamento, espera-se que ele eleve o nível do setor, embora sua determinação e concentração possam nos comprometer no futuro, era o melhor que tínhamos para o momento.

Al-Ali é outro zagueiro, mais jovem e com ótimos atributos mentais. Mais jovem que Al-Assaf, espera que justifique o valor pago em sua contratação e assim ser uma referência técnica por várias temporadas.

Al-Alia07a846d73fb0e55.png

Abbas era o nome que eu procurava para o meio-campo. Vindo do rival Nabi Chit, tem bons atributos técnicos e mentais, sendo que neste último destaca-se o Trabalho em Equipe, bem alto para um jogador tão jovem. Outro ponto positivo é que ele pode atuar na faixa central do campo e pela direita.

Abbas8342e85f052dfa3e.png

Al-Khamis é outro jogador nacional e que vem para aumentar nosso poder de fogo ofensivo. Com bons níveis de Compostura, Sem Bola, Primeiro Toque e Finalização, espero que ele possa contribuir não só com gols, mas também preparando as jogadas. O destaque negativo fica para o baixo índice de Trabalho em Equipe, Equilíbrio e Decisões. Espero que os pontos positivos se sobreponham.

Os outros dois jogadores que estão na coluna de entradas são Ayoub e Alaa, contratados em definitivo pelo Ahed. No final do dia, gastamos £410k líquidos, um valor considerável para os padrões libaneses, mas que espero acelerar o retorno técnico, causando efeitos no aspecto financeiro.

Das saídas, talvez não pensasse em Yehia fora do clube. Mas com Al-Assaf chegando e nossa mudança para o 3-4-3, não fazia sentido manter um jogador estrangeiro no clube, visto que temos a limitação de 4 deles no clube. O resto dos jogadores já tinham sua saída programada. Com todos esses gastos, espero atender as expectativas da Diretoria, que é a dobradinha Copa-Liga.

Transferenciasebedc39d371bc461.png

 

Copa da Elite e Premier League Libanesa

Começamos mal a temporada, com duas derrotas na Copa da Elite, para Shabab Sahel – este com um sentimento de vingança por temos levado Al-Khamis – e Nejmeh. Esses resultados nos deixaram na lanterna do grupo, na competição vencida pelo Nejmeh.

Contra o Ansar, em duelo válido pela Supercopa, decidi encarar o 4-3-3 deles (com 3 centroavantes) em um 4-4-1-1 (aquele inspirado no Milan de 90), porque eu receava encará-los no 3-4-3 e deixar a zaga no mano a mano. No fim, não ajudou muito a troca de esquema e tomamos dois gols antes dos 10’. Menos mal que Iguma marcou um golaço aos 11’ e Ayoub empatou aos 26’.

4 gols em menos de 30 minutos tornou o jogo uma trocação pura e isso deixou tudo mais interessante, ainda que os gols tenham sido guardados para a segunda etapa, lá no final, quando Al-Rashidi marcou aos 76’ e Charara marcou sua tripleta aos 82’. O empate levou o duelo a prorrogação e nada aconteceu. Nos pênaltis, fomos mais felizes e vencemos por 4 a 2.

Supercopa0ebdf9da4055c769.png

O início da Premier League Libanesa deu-se contra o recém-promovido Ikhaa Ahli e novamente sofremos com o 4-3-3. Abbas, em baixa condição física e Alaa, com uma lesão no pulso, estavam fora, o que me obrigou a colocar uma terceira opção na meia-direita, Hohvannisyan. Abrimos o placar com Atwi, sofremos a virada no segundo tempo e fomos salvo novamente por Atwi, decretando o empate em 2 a 2.

A partida seguinte foi contra o Nejmeh e o duelo foi bastante travado. Preocupado com o 4-2-3-1 do adversário, fiz uma mudança pontual para o 4-3-3 com o volante na base. Conseguimos segurar o jogo, mas sofremos o gol aos 57’, nos obrigando a arriscar um pouco mais, obtendo o empate aos 69’, com Haidar. Só que havia jogo e aos 90’ sofremos o gol da derrota.

x-Nejmeh86c08708103011ee.png

Em cinco jogos, contávamos com três derrotas e dois empates. O jogo contra o Tadamoun era decisivo para que o time saísse da fase negativa e iniciasse a recuperação. E assim foi. Encarando um 4-4-2 clássico, trouxe de volta o 3-4-3 e ele se mostrou perfeito para a ocasião. Abrimos 2 a 0 no primeiro tempo e dobramos o placar na segunda etapa, nos dando ao luxo de um pênalti perdido por Jiménez. Foram 8 chances criadas durante o jogo, mas com a notícia ruim pela perda de Alaa por 6 meses.

x-Tadamoun9c000c7f29ab27a7.png

Após o doblete na partida anterior, Jiménez foi o nome do jogo contra o Shabab Sahel, garantindo mais três pontos na vitória por 1 a 0. E ele passou o bastão para Al-Khamis, que marcou no empate contra o Safa (1-1) e fez a festa contra o Itjmai, marcando todos os gols da vitória por 4 a 1.

O balde de água fria veio na derrota para o Tripoli, time de meio de tabela, por 3 a 2. Daí nos recuperamos bem e conquistamos quatro vitórias seguidas, contra Shabab Ghazieh e Sagesse (2 a 0).

Jiménez voltou às redes depois de dois jogos de jejum para garantir uma vitória importantíssima contra o Ansar, por 1 a 0. O último jogo de 2021 foi contra o Nabi Chit e contra eles o sinal é de bola na rede, aos montes. 5 a 3 foi o placar final com três gols já após os 80’.

Calendário

Calendario96632524852d9d96.png

 

Classificação

Apesar do começo ruim, já estamos na segunda posição, a quatro pontos do líder Nejmeh. Praticamente iguais em gols marcados e sofridos, precisamos distribuir melhor o desempenho ofensivo para não perder tantos pontos, que podem nos custar caro no final da disputa.

O Ansar, campeão anterior, faz um campeonato irregular e está seis pontos atrás da nossa equipe.

Classificacao714d51f4b83d9ebc.png

Estatisticas

 

Análise das formações

Bem, deixo aqui uma pequena análise no final do calendário. Escalamos o 3-4-3 em quase todas as ocasiões, exceto no duelo contra o Shabab Ghazieh (nós de 4-4-1-1, contra um 4-5-1 em linha), contra o Ansar (4-4-1-1, contra um 4-3-3 com três avantes) e contra o Nabi Chit também usamos a mesma formação, contra um 4-5-1 em linha. 

Contra o Ghazieh, embora tenhamos empatado em oportunidades criadas (1 a 1), vencemos em posse (52% a 48%), passes completos (87% a 74%) e cabeceamentos ganhos (65% a 51%), perdendo nos desarmes (81% a 71%).

Já ao encarar o Ansar, eles criaram mais chances (4 a 1), mas perderam em todos os critérios mencionados acima, exceto os cabeceamentos ganhos. Nos duelos acima, criamos menos chances contra o Ansar, embora contra o Nabi Chit produzimos seis meia oportunidades contra 4 flagrantes.

Contra Safa e Tripoli, criamos menos chances e saímos sem vitória de ambos os jogos. Nos dois duelos, encarei um 4-2-3-1, o que me faz pensar que não vale ir de 3-4-3 nessas ocasiões, pois os 3 zagueiros ficam perdidos contra apenas um atacante.

No primeiro caso do parágrafo acima, creio que o cenário tenha sido mais ocasional, pois tivemos mais desarmes (75% a 62%), posse de bola (52% a 48%), cabeceamentos ganhos (68% e 44%) e tenhamos cometido menos faltas (4 a 10), sem contar as duas oportunidades de gol para cada lado.

O segundo duelo, já deu mais evidência a superioridade adversária. Perdemos nas oportunidades criadas (6 a 3), posse (53% a 47%), desarme (60% e 53%) e cabeceamentos ganhos (66% a 47%), empatando apenas na porcentagem de passes completos (73%).

A partir dessas informações, percebo que, nos jogos em que perdemos nos critérios mencionados, independentemente de oportunidade criadas, nosso jogo é pior e geralmente saímos sem a vitória. Outro ponto que julgo importante melhorarmos é no índice de desarmes e cabeceamentos ganhos, pois em um esquema que nos expomos mais, é necessário ser bastante assertivo nessas áreas, para que o adversário possa criar menos chances claras de gol.

O 3-4-3 mostra-se melhor contra times com dois atacantes, enquanto sofre contra o 4-3-3 com meias e atacantes centralizados e contra esquemas com um atacante. Eu devo criar algum antídoto dentro do esquema para encarar o 4-3-3 e migrar para o 4-4-1-1 quando encarar formações com apenas um atacante.

 

O Elenco

Elencobdf5fdd76d17352d.png

Aproveitando, faço um link com os números do elenco. Sem um meia-direita forte, observei que os atacantes criaram chances entre si, com Timonian, Ayoub, Jiménez e Al-Khamis, participando de 31 gols. O meia-esquerda, Haidar, já rendeu mais ofensivamente e conseguiu 2 gols e 4 assistências, nas 12 partidas em que esteve presente.

Na zaga, Al-Ali foi o que melhor se encaixou, já atingindo uma classificação média de 7,07. Al-Nakhli, zagueiro promovido, também foi outro com média acima de 7.

Abbas foi o meia que eu esperava que fosse; controlando o meio-campo, mesmo sem números evidentes em gols e assistências. Sua média de 7,42 dá uma boa mostra de como foram suas atuações, servindo de metrônomo do time. O jovem Abdulaziz, também promovido dos juniores, seguiu os passos de Abbas e, nos poucos jogos que atuou, foi uma referência no setor.

Tanto no 4-4-1-1 quanto no 3-4-3 meias-laterais são bastante exigidos e se conseguem atender às expectativas, tendem a ter ótimos números. Aqui ainda não foi exatamente o caso, com Haidar se sobressaindo mais nas estatísticas, como já mencionado.

Dos meias-laterais - Haidar, Atwi, Alaa, Abbas e Hovhannisan – apenas o primeiro e o último atuaram nas laterais. Alaa se lesionou gravemente e pouco participou, enquanto Atwi e Abbas jogaram na faixa central do campo. Neste caso, Hovhannisyan, sendo terceira opção na meia-direita, fez papel razoável, mas não mais do que isso.

Agora o ataque foi um setor bastante beneficiado pela mudança para o 3-4-3. Muitos gols marcados por eles, inclusive com a oportunidade de promover mais um jovem, Al-Bishi, que também já deixou o seu gol. Dessa turma, o que está mais abaixo é Ayoub, não justificando o investimento feito nele.

 

Curtinhas

- Lawrence renova com o Al-Ahed por mais uma temporada

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • cheirador
      By cheirador
      O mesmo megapack do FM2016, com algumas adições e updates. Mais de 1000 imagens. 

      Método de instalação:
      1. Extraia o arquivo
      2. Coloque em Meus Documentos\Sports Interactive\Football Manager 2016 (ou 17)\graphics\pictures
      3. Abra o Football Manager 2017
      Download
      PRÉVIAS:

    • CCSantos
      By CCSantos
      Depois da empreitada no futebol paraguaio, decidi por manter a tradição de manter dois saves na PM, por isso decidi por iniciar a trajetória com o Decano da Comunidade da Cantabria. Estamos falando da Real Sociedad Gimnástica de Torrelavega, fundada em 1907, em que, no FM2017, iria chegar a 110 anos de fundação no dia 28 de Setembro de 1907.
      O clube foi fundado naquele dia por parte de Gabino Teira, que foi presidente da Província de Santander entre os anos de 1933 e 1935. Mas voltemos a 1907, quando ele convocou diversos esportistas para uma reunião onde se formalizara a criação da Sociedad Gimnástica de Torrelavega.
      Sua primeira partida foi contra o extinto Santander FC, mas até 1921, quando enfrentou o Unión Montanesa, a equipe disputava partidas amadoras. Desde então, o clueb se profissionalizou no ano seguinte, e manda suas partidas no estádio El Malecón, localizado na margem do Rio Besaya, como podem conferir no vídeo que segue essa postagem inaugural.  Uma dica: Caso queira fazer a tradicional Caminhada até Santiago de Compostela, pode seguir o caminho do Rio Besaya, que é chamado como Caminho para Santiago pelo Norte, que é uma das mais longas rotas, como você confere na imagem abaixo:

      O El Malecón é um estádio com muita história. Sua capacidade no jogo é de 11 mil pessoas, mas a capacidade real é menor: 6.007 pagantes. Uma curiosidade bem interessante sobre o El Malecón, que recebeu uma reforma que modernizou consideravelmente o seu estádio, é que em 2004, foi encontrada uma bomba, proveniente da Guerra Civil Espanhola, a 5m abaixo do campo de jogo.

      Mas retornemos ao clube. O clube possui sete títulos da 3ªDivisão Espanhola - Grupo 3, que é o grupo da regão da Cantabria. Também chegou em duas oportunidades na 3ªcolocação da Segunda División B2, em 1992-93 e 1999-2000. Participou poucas vezes das duas primeiras divisões. A última vez foi na distante temporada de 1966-67.
      A equipe possui uma longa rivalidade com o Racing Santander, que se tornara a equipe mais forte da região no andar do século XX. É quando acontece o "Dérbi Montañes", que envolve as duas equipes mais antigas da região. No histórico, o Racing tem larga vantagem sobre os blanquiazules: 33 a 7, com 6 empates.

      Neste momento, temos apenas a Segunda División B da Espanha, além da Liga de Belarus, pois é a mais avançada no FM2017. Em breve, irei colocar as primeiras divisões de França, Portugal, Alemanha e Itália.
      Foram habilitados todos os atletas espanhóis e bascos, com database pequena.

      Pois bem, chegamos aos objetivos:
      1º Como é uma equipe que acabou de subir, a ideia nestas temporadas é de permanecer na Segunda División B.
      2º Conseguir montar um bom elenco, com o intuito de conseguir um feito que não acontece a mais de 50 anos: O retorno a Segunda Divisão (Liga 123);
      3º Chegar em La Liga Santander, e buscar alçar voos cada vez maiores.
      Tudo isso, além obviamente, de se divertir. Não vou obedecer um método de jogo, seja base ou visando contratações.
      Para completar, deixarei aqui um dos hinos de clubes mais antigos - e mais emocionantes - do futebol espanhol, que é justamente o da Real Sociedad Gimnástica de Torrelavega. Sejam bem-vindos ao El Malecón, e que o transformemos na fortaleza do Rio Besaya.
      (Torcedores do Racing Santander não são bem-vindos por aqui. Obrigado)
    • Kalemy
      By Kalemy
      Fala pessoal, espero que estejam bem.
      Seguinte: estou jogando a liga das Ilhas Cook e me classifiquei pra fase preliminar da liga dos campeões da Oceania. Porém, em nenhum momento aparece solicitando inscrever os jogadores e no dia da estreia não tem ninguém inscrito e não consigo jogar prq simplesmente não tenho nenhum jogador pra escalar. Já procurei de toda forma inscrever os jogadores e não consigo. Tem alguma forma de fazer isso, por editor ou algo parecido? Prq me parece que é bug no jogo ou a liga foi mal editada.
      Agradeço!
      Abraços
    • oLightw
      By oLightw
      Durante qualquer partida no FM 17 os personagens correm parados e com os braços abertos. E até o manager no menu do jogo após abri-lo.

    • AlexVivas
      By AlexVivas
      Galera, antes de tudo Deus continue abençoando a todos !!
      Minha situação é a seguinte: 
      Estou criando uma Champions League do Leste Asiático (EAFF) e fui fazendo o básico nas Regras de Clube Continentais, seguindo o tutorial deste link: https://www.squawka.com/en/football-manager-2020-guide-custom-cup-competition/
       Países = todos do Leste Asiático Equipes = os atuais campeões de cada divisão principal (último vencedor de outra competição) Fases: Grupos (10 clubes divididos em 2 grupos de 5, jogos ida e volta), Quartas, Semi, Playoff do Terceiro Lugar e Final, nessa ordem. Aí quando vou testar as regras, dá o seguinte erro: Número de equipes na final da EAFF Champions League deve ser divisível por 2.
      Nas minhas pesquisas, já coloquei 2, 0 e já desmarquei a opção, porém o erro persiste.
      A quem puder me ajudar, muito obrigado.
      PS: estou no FM 2017, mas acredito que o Editor mudou pouco com o passar dos anos.
×
×
  • Create New...