Jump to content

Fiorentina: Reerguendo a Itália


thaumaturgo
 Share

Recommended Posts

Fez uma grana na janela e deixou vários jogadores saírem por empréstimo pensando, certamente, em dar rodagem a jogadores que possam ser aproveitados no futuro. Fiquei impressionado com a quantidade de jogadores que podem se encaixar em várias posições dentro de sua tática, muito bom mesmo para os momentos de lesões e suspensões.

Sobre o título da Supertaça, eu acho importante sempre, pois é título, é conquista e isso melhora o status do clube, ainda que seja penas de um jogo. Boa sorte nessa temporada e acredito que poderá ir longe na UCL, pois também acho que passará para a próxima fase.

Link to comment
Share on other sites

Gostei bastante da janela de transferência e da venda do possíveis 100 milhões de euros do Chiesa. Um jogador insatisfeito no clube é complicado e na próxima janela ele ia aprontar outra vez para sair.

Começar a temporada com um titulo sempre é bom e esse 4x2 foi talvez uma boa ideia que novos tempos chegaram ? Vamos ver se o time diminui as oscilações durante a temporada

Link to comment
Share on other sites

Excelente janela de transferências mesmo. Vai passar dos 200 milhões quando as cláusulas do Chiesa forem ativando ou as parcelas chegando. Gastou um bom valor em bons jogadores também. E ainda manteve a espinha dorsal da equipe.

Já começou metendo 4 na Inter e o grupo da Champions é acessível. Deve conseguir sim uma vaga pra UCL do ano que vem pelo campeonato.

 

Link to comment
Share on other sites

Temporada tem tudo pra ser ótima: grupo acessível na UCL, início com taça em cima de rival italiano, boas contratações e dinheiro à vista. Parece ser aquele ponto do save onde o time dá a guinada que precisa. Vamos ver se isso se traduz em campo mesmo.

Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Em 27/08/2019 em 12:37, Vannces disse:

Fez uma grana na janela e deixou vários jogadores saírem por empréstimo pensando, certamente, em dar rodagem a jogadores que possam ser aproveitados no futuro. Fiquei impressionado com a quantidade de jogadores que podem se encaixar em várias posições dentro de sua tática, muito bom mesmo para os momentos de lesões e suspensões.

Sobre o título da Supertaça, eu acho importante sempre, pois é título, é conquista e isso melhora o status do clube, ainda que seja penas de um jogo. Boa sorte nessa temporada e acredito que poderá ir longe na UCL, pois também acho que passará para a próxima fase.

Não foi dessa vez que passamos 😞 logo mais posto a atualização.  Mas estou otimista quanto aos empréstimos. Serviu muito bem para Xadas e Vásquez na temporada passada. 

 

Em 27/08/2019 em 12:44, boblk disse:

Gostei bastante da janela de transferência e da venda do possíveis 100 milhões de euros do Chiesa. Um jogador insatisfeito no clube é complicado e na próxima janela ele ia aprontar outra vez para sair.

Começar a temporada com um titulo sempre é bom e esse 4x2 foi talvez uma boa ideia que novos tempos chegaram ? Vamos ver se o time diminui as oscilações durante a temporada

Ainda queria ter o craque, Chiesa ficou monstro demais. Meu sonho seria se ele fosse o nosso Totti.

O mais difícil são as oscilações contra times medianos,  porque contra os grandes times nós estamos jogamos bem.

Em 28/08/2019 em 15:11, Lanko disse:

Excelente janela de transferências mesmo. Vai passar dos 200 milhões quando as cláusulas do Chiesa forem ativando ou as parcelas chegando. Gastou um bom valor em bons jogadores também. E ainda manteve a espinha dorsal da equipe.

Já começou metendo 4 na Inter e o grupo da Champions é acessível. Deve conseguir sim uma vaga pra UCL do ano que vem pelo campeonato.

 

Em breve posto atualização, mas já adianto: não deu 😞

Em 28/08/2019 em 17:47, marciof89 disse:

Temporada tem tudo pra ser ótima: grupo acessível na UCL, início com taça em cima de rival italiano, boas contratações e dinheiro à vista. Parece ser aquele ponto do save onde o time dá a guinada que precisa. Vamos ver se isso se traduz em campo mesmo.

Boa sorte!

Valeu! Realmente, quando paro pra pensar, esse virada da terceira pra quarta temporada parece ser o grande momento do save até agora.

Não só pelos títulos, mas pelo o que o time está se tornando. Ainda estamos longe de subir de patamar, como o Tottenham ou o Atleti na última década, mas estamos no caminho. 

Agora é conseguir alguns resultados e buscar mais troféus. 

Link to comment
Share on other sites

fiorentina banner 1

Capítulo 11 - Um início (quase) brilhante

Começamos a temporada 2021/22 muito bem.

Enfim encontramos um equilíbrio entre um ataque que impõe o jogo e uma defesa que segura os adversários. Obviamente, por conta do calendário, veio um desgate no decorrer da temporada e perdemos alguns pontos na liga e fomos mais uma vez eliminados na UCL. Mas pelo menos nos mantemos imbatíveis no Italiano durante o primeiro turno e as esperanças de título em Florença estão muito altas.

Campeonato Italiano

jogos---italiano07b2b93359d27a3a.png

Assim como na temporada passada, o jogo de abertura foi um absurdo. Mas diferente dela, não caímos de rendimento logo depois. Vale o destaque para bons resultados contra times fortes:

  • 2 a 1 na Juventus em Turim,
  • 4 a 0 na Roma com uma atuação breve e absurda de Marim: o croata, nos 36 minutos que jogou antes de sair machucado, fez 3 assistências, todas do mesmo jeito, lançando a bola nas costas da defesa para Vasquez e Simeone correrem e saírem na cara do gol.
  • 2 a 0 seguro na Inter.

Mas em compensação, sofremos contra times retranqueiros. Vale o destaque dos três 1 a 0 em sequência entre outubro e novembro. Estou notando que é bem difícil penetrar defesas de 3 zagueiros com apenas um atacante de referência.

classificacao---italianof18d4d619e551084.png

Agora o time tem que tomar cuidado e tem que manter a forma. O Milan, liderado por André Silva e Donnaruma, está logo na cola.

O bom é que eu já não vejo mais a Juventus disputando o caneco. 10 pontos é uma diferença muito grande pra um time que já demonstra sinais de desgaste. Eu acredito que nesse ano o domínio de Turim vai acabar!

UEFA Champions League

Mais uma vez o grupo parecia acessível. Mais uma vez pipocamos.

jogos---ucl14b8578934de097c.png

Começamos ganhando de forma sofrida do PSV fora de casa. Os holandeses foram bem fechadinhos e só nos acréscimos, através de um cruzamento rasteiro, fizemos o gol.

Já contra o Liverpool, conseguimos um bom resultado ao empatar em casa.

Nesse momento, as coisas pareciam bem promissoras para La Viola. Até que fomos surprendidos pelo RB Leipzig. Pressionamos o adversário e num contra ataque, Poulsen marcou, no final do primeiro tempo. Passamos o segundo tempo inteiro pressionando o Leipzig, até que no final, tivemos um escanteio a favor. O goleiro foi pra área e no contra-ataque, Poulsen chutou do meio de campo e fez o segundo.

No jogo da volta, jogamos muito bem. A gente até saiu perdendo, mas Simeone virou o jogo. No último minuto Timo Werner recebeu na área e bateu colocado no canto. Como esse empate doeu!

Precisaríamos ganhar os dois próximos jogos pra avançar. Passamos o trator no PSV, o Leipzig ganhou do Liverpool e isso bagunçou toda a tabela.

Chegamos na última rodada com chances: bastava vencer o Liverpool em Anfield que tomaríamos a vaga dos ingleses. Justamente em Anfield, o templo do futebol que é conhecido pela sua mística e pelas fantásticas noites europeias.

Fomos corajosos e fomos pra cima. Mas não foi o bastante. Alisson pegou tudo. Firmino marcou e Fabinho fechou o caixão. Destaque para os brasileiros.

classificacao---ucl38d7e007a5886cdd.png

Assim, caminhamos mais uma vez em direção a Liga Europa: começaremos essa jornada em Copenhage, capital da Dinamarca.

Sorteios

Copa Itália

Se no campeonato italino estamos bem, na copa o time está sofrível. Contra o Pescara sofremos e só viramos o jogo na prorrogaçao. Eu planejava poupar Marin, mas tive que colocar o croata na prorrogação para que ele decidisse o jogo com um belo chute de longe. Assim, evitamos a humilhação de cair logo na primeira fase.

Já na segunda, foi outro jogo difícil, mas passamos nos penaltis.

Nas semifinais pegaremos a Lazio, um adversário duro, mas acessível para que a gente chegue a final.

copa

Análise do time

Temos o melhor ataque e a melhor defesa do campeonato. Eu não poderia estar mais feliz.

As dificuldades maiores estão em vencer times que jogam com as linhas de defensores bem recuadas. Principalmente se os times se defendem com 5 jogadores. E esse tipo de abordagem é bem comum na Itália, infelizmente.

Mas nos saímos bem contra times abertos, que vão pra cima propor o jogo. Marin, quando inspirado, pune demais.

Ainda não superei a perda de Chiesa. Se tivessemos o ponta, poderíamos ter feito muito mais gols. Mas Malcom não está decepcionando. O problema está no banco de reservas: estou muito insatisfeito com as oportunidades que dei a Javi Ontiveros na ponta direita.

Em compensação, consegui contratar Rolando Mandragora da Udinese e com isso, teremos mais uma opção de muita qualidade para o meio-campo por 23,5 milhões de Euros.

Assim, espero ter pernas no meio campo para aguentar o resto da temporada. O único setor que eu gostaria de melhorar seria a ponta direita. Mas eu não acho que seja o momento para buscar um novo jogador. Ainda não desisti de Ontiveros e estou treinando Joveljic para jogar nesse setor.

Por fim, eu tinha prometido no começo da temporada que venderia Simeone. E até queria ter negociado ele. Agora que estamos disputando o título, e ele é um dos nossos artilheiros, não posso liberá-lo. Como o artilheiro é líder da equipa, já temos uma crise encomendada.

Informações Adicionais

Link to comment
Share on other sites

Cuidado com essa pipocada no Italiano kkkkkkkkk O bom de cair na fase de grupos é que você foi para um campeonato mais acessível como a liga Europa e tem mais oportunidades de vencer 

Link to comment
Share on other sites

Não achei que pipocou na UCL, o Leipzig ultimamente vem muito forte - tanto que empatou nos pontos com o Liverpool - e na verdade se eu tivesse visto o grupo antes eu te colocaria como zebra até. Dito e feito.

Tudo bem que perder em casa foi complicado, mas parece que faltou antevisão em ver qual era o verdadeiro adversário do grupo. Não era o Liverpool, era o Leipzig. Deu a impressão que não entrou cauteloso (não no sentido de retranca, mas de preocupação) contra eles. 

No italiano está sensacional, invicto no primeiro turno inteiro. Já está a 10 pontos do 3º. Tem que acontecer um desastre pra não conseguir pelo menos uma nova vaga na UCL.

Embora a Liga Europa seja muito mais acessível, era preferível até cair nas oitavas da UCL por causa do dinheiro mesmo, ainda mais pelas faltas que diz estar fortemente sentindo em certas posições.

Link to comment
Share on other sites

Dizer que está sobrando no italiano eu não acho que será exagero, mas a campanha na UCL, baseando-se nesse rendimento na competição nacional, parece ter sido abaixo do que se podia esperar, ou estou exagerando? A derrota para o time alemão deve ter sido um balde de água fria. De qualquer forma terá a chance de se redimir ao buscar o título da UEL, sem falar que a contratação de Rolando veio em boa hora, o cara é novo e com ótimos atributos seja técnico, psicológico ou físico. Boa sorte na sequência.

Link to comment
Share on other sites

Não vejo como pipocada. O Liverpool era o maior e você disputava o segundo lugar. Não deu, tem que trabalhar para ano que vem conseguir. 

Agora tem que ver se vai tentar um título continental ou se vai focar no nacional (digo isso por não crer ter um elenco bom o suficiente para ambas as frentes). Copa italiana nem ponho na conta, mas pode vir a ser o prêmio de consolação. 

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

A campanha na Serie A cobrou o preço na Champions League, apesar de estar na briga até o último jogo, onde o Liverpool fez valer sua tradição. 

Link to comment
Share on other sites

Em 02/09/2019 em 21:30, boblk disse:

Cuidado com essa pipocada no Italiano kkkkkkkkk O bom de cair na fase de grupos é que você foi para um campeonato mais acessível como a liga Europa e tem mais oportunidades de vencer 

Sim, tem esse consolo. A Liga Europa dá pra sonhar em ganhar, já a UCL é bem mais difícil.

Em 05/09/2019 em 19:21, Lanko disse:

Não achei que pipocou na UCL, o Leipzig ultimamente vem muito forte - tanto que empatou nos pontos com o Liverpool - e na verdade se eu tivesse visto o grupo antes eu te colocaria como zebra até. Dito e feito.

Tudo bem que perder em casa foi complicado, mas parece que faltou antevisão em ver qual era o verdadeiro adversário do grupo. Não era o Liverpool, era o Leipzig. Deu a impressão que não entrou cauteloso (não no sentido de retranca, mas de preocupação) contra eles. 

No italiano está sensacional, invicto no primeiro turno inteiro. Já está a 10 pontos do 3º. Tem que acontecer um desastre pra não conseguir pelo menos uma nova vaga na UCL.

Embora a Liga Europa seja muito mais acessível, era preferível até cair nas oitavas da UCL por causa do dinheiro mesmo, ainda mais pelas faltas que diz estar fortemente sentindo em certas posições.

Sim, a gente jogou muito pra frente contra o Leipzig. Fica o ensinamento pra próxima temporada. Já sobre o Italiano, teremos uma boa notícia na próxima atualização hehehe

Em 07/09/2019 em 09:08, Vannces disse:

Dizer que está sobrando no italiano eu não acho que será exagero, mas a campanha na UCL, baseando-se nesse rendimento na competição nacional, parece ter sido abaixo do que se podia esperar, ou estou exagerando? A derrota para o time alemão deve ter sido um balde de água fria. De qualquer forma terá a chance de se redimir ao buscar o título da UEL, sem falar que a contratação de Rolando veio em boa hora, o cara é novo e com ótimos atributos seja técnico, psicológico ou físico. Boa sorte na sequência.

Sim, ele foi um achado. E jogamos logo contra a Udinese(o time anterior dele) depois de trazer ele pro time. Vejo esse cara(Rolando Mandragora) por muitos anos no meio campo desse time. 

Em 10/09/2019 em 20:49, arecibo8 disse:

Não vejo como pipocada. O Liverpool era o maior e você disputava o segundo lugar. Não deu, tem que trabalhar para ano que vem conseguir. 

Agora tem que ver se vai tentar um título continental ou se vai focar no nacional (digo isso por não crer ter um elenco bom o suficiente para ambas as frentes). Copa italiana nem ponho na conta, mas pode vir a ser o prêmio de consolação. 

Cheque a próxima atualização, terá uma surpresa haahaha

Em 11/09/2019 em 07:57, Henrique M. disse:

A campanha na Serie A cobrou o preço na Champions League, apesar de estar na briga até o último jogo, onde o Liverpool fez valer sua tradição. 

Pois é. Jogar em Anfield é bem difícil. 

Link to comment
Share on other sites

Capítulo 12 - A Quadrúpla

Consegui 4 troféus na minha quarta temporada no time. Depois de ter sentido o gosto de levantar uma taça na temporada passada, nosso time foi com sede ao pote e trouxe para Florença tudo o que estava disponível.

A caminhada foi longa. No Italiano, tivemos a companhia implacável do Milan até o final do campeonato. Somado a isso, gravíssimas lesões tiraram craques do nosso time. Primeiro Simeone, depois Malcom, Joveljic, Mandragora e Xadas.

Mas no final, conseguimos manter bons resultados no Italiano e superar as dificuldades na Copa Itália e na Liga Europa.

Somado à Supertaça conquistada no início da temporada, enfileiramos quatro trofeús. Nossa sala agora está um pouco mais cheia para os futuros visitantes

Realmente, é uma temporada para se lembrar.

Campeonato Italiano

A disputa pelo Italiano foi intensa. O Milan seguiu a gente de perto até o final da competição.

italiano---jogosaf1df6f07ef86c0b.png

Em fevereiro tivemos o calendário bem cheio de jogos importantes no Italiano, Liga Europa e Copa Itália. Nesse momento eu achei que a disputa pelo título iria ficar pelo caminho.

O mês começou com um empate doído contra o Milan, visto que tinhamos virado o jogo e aí tomamos o empate no final. Então tivemos a primeira derrota do campeonato para o Pescara e outro empate contra a Roma. Pra coroar o mês, na ultima semana, Simeone quebrou a perna na Liga Europa e nos desfalcou pelo resto do campeonato.

Logo depois viriam outras lesões, conforme já disse lá em cima, mas o time se manteve resiliente. Dos 12 últimos jogos, empatamos 3 e perdemos apenas mais um.

Foi uma campanha em que jogamos como campeões. Em vários momentos a impressão que a torcida teve era a de que o resultado não viria. Mas fomos buscá-lo na base da força e da insistência; comigo gritando na beira do gramado, implorando pros jogadores colocarem seus corações em cada disputa. Assim, conseguimos bons resultados em partidas complicadas e apertadas, como: Perugia Calcio(1-0), Verona(1-0), Palermo(1-0), Lazio(2-1) e Atalanta(2-2), inclusive contra

Chegamos em Maio empatados com o Milan e a quatro jogos do fim.

Aí começou a derrocada dos rossineri: perderam pra Juventus(1-2) e pro Sassuolo(0-1) enquanto vencemos o Cagliari e a Lazio. Na 37ª rodada nós só precisamos empatar: 1-1 com o Napoli fora de casa e as ruas de Florença se transbordaram de gente. Nesse dia, um pouco mais tarde e já informados do nosso título, o Milan ainda perderia pro Pescara Calcio(2-3)

italiano---classificacaob9cea64411b5d526.png

A Roma conseguiu o título da UCL em cima do Arsenal e por isso se classificou para a próxima UCL mesmo tendo ficado em 9º lugar. Curioso como o time conseguiu a maior glória europeia enquanto fazia uma campanha tão medíocre no campeonato local.

Para fechar a conta, tivemos 6 jogadores no time da temporada e 3 prêmios individuais, com 7 jogadores entre os três melhores escolhidos.

Copa Itália

Mais uma vez o Milan foi nosso grande rival.

Mas antes tivemos que passar pela Lazio. Os dois jogos foram um 2-1 em que jogamos de forma relativamente segura.

No jogo da volta, a Lazio abriu o placar aos 72 e causou certa apreensão na nossa torcida(visto que o resultado seria favorável a eles). Mas aí a Viola foi pra cima e conseguiu 2 gols com um desempenho espetacular de Diakhaté .

A final foi um jogo em que o Milan pressionou a partida inteira, mas ganhamos por conta de um gol achado em bola parada. Não foi o melhor, ou o mais justo dos duelos. Pela insistência, o Milan mereceria o troféu. Mas isso é futebol e a nossa defesa mostrou aqui que podia aguentar a pressão.

Três dias depois ganharíamos o Italiano.

copa-italia---jogosb73535b4b9e049c2.png

UEFA Europa League

Por fim, mais uma vez ganhamos a Liga Europa. Mais uma vez nos penaltis.

O primeiro confronto foi bem dramático. Fomos até Copenhague e Nick Dorneth, nossa jovem promessa na zaga, fez um jogo patético e entregou 3 gols pro adversário. Chegamos ao intervalo perdendo por 4-1. Mas fiz algumas mudanças e mandei o time pra cima. Não dava pra perder por esse placar para o FC Copenhague, com todo respeito aos dinamarqueses. Deu certo: perdemos apenas por 4-3.

Na volta, o jogo foi difícil. Não jogamos muito bem, mas Szymanski brilhou e fez o gol da classificação: 2-1 pra cravar o 5-5 no placar agregado.

Depois disso, 3 duelos contra alemães:

  • Wolfsburg nas oitavas foi bem fácil.
  • Stuttgart nas quartas foi mais difícil. Começamos com um resultado ruim em casa(1-1), mas jogamos muito bem fora(2-0). Vale o destaque que foi um jogo em que Marco Benassi foi expulso logo no começo e aí no contra-ataque Biraghi, que jogou de meia extremo num 442, fez 2 gols.
  • Dortmund na semifinal: ter empatado por zero a zero naquele estádio, com aquela muralha amarela maluca deles já era um resultado absurdo. Agora ter vencido por 2-0 em casa, ter anulado o time deles e ter Ontiveros fechando o caixão: isso eu não esperava.

Por fim, fomos para a grande final em Roterdã contra o Southampton: o time cheio dos refugos. E aqui o time jogou com salto alto. Fomos com a moral de quem teve a terceira melhor defesa do Italiano e que não tinha tomado gols do Borussia Dormund na semi.

Começamos o jogo com Joveljic fazendo gol no primeiro minuto e aí nesse momento o meu assistente já me trazia um copo de cerveja daqueles. Doce engano.

Os ingleses mostraram pra mim o que é fazer um time eficiente em bola parada: aos 42 minutos o jogo estava 3-1 em favor deles. Antes do apito do primeiro tempo, Marin diminuiu a conta. Justo Marin, que andava perdendo boas chances nos últimos meses. Começamos o segundo tempo com tudo e Jovejic empatou. Estávamos tensos e eles também. O jogo ficou feio, pegado e se arrastou até as penalidades. Aí fomos felizes: o Southamptou acertou apenas uma cobrança e nós vencemos por 2-1.

uel---jogos790762162bfc2626.png

Análise do Time

Antes de falar do meu time, vou falar dos Italianos como um todo. Se o nome do save é "Reerguendo a Itália", posso dizer que estamos muito bem encaminhados.

  • 2019/20: Juventus vice-campeã da UCL
  • 2020/21: Inter campeã da UCL, Fiorentina campeã da UEL, Juventus semi-finalista da UCL
  • 2021/22: Roma campeã da UCL, Fiorentina campeã da UEL

Na próxima temporada, teremos Copa do Mundo. Vamos ver como a Itália se sairá.

Já a Viola tá mudando de patamar. Ainda não somos um time grande, nem mesmo aquele time a ser temido por times grandes de outros países. Mas estamos chegando.

Ter vencido os torneios locais foi incrível. Principalmente o scudetto, que não vinha a mais de 50 anos. Agora minha obsessão é chegar no mata-mata da UEFA Champions League e fazer um barulho.

Mas acho que ainda há muito espaço para se melhorar nesse time. Os nossos jovens zagueiros ainda tem potencial para crescerem.

No meio campo eu pretendo trocar algumas peças: estou de olho em Sandro Tonali, que deve sair baratinho do Brescia agora que o time foi rebaixado. Além disso, gostaria de trazer mais talentos italianos para o time.

Noorgard já assinou um contrato para voltar pra dinamarca. Loftus-Cheek acabou por se tornar a surpresa da temporada. Não foi utilizado por boa parte de nossa campanha, mas se entregou quando foi exigido e deu o último gás necessário quando Xadas se lesionou.

Já para o ataque, e sigo querendo uma opção reserva melhor para a ponta direita. E também preciso negociar Simeone. Entraremos agora no seu último ano de contrato e o argentino não tem nenhuma intenção de renová-lo. Por fim, encontrei um diamente bruto no Brasil e tratei de trazê-lo ao time. Mas deixarei para apresentá-lo apenas no próximo capítulo.

Nesse final de temporada, eu pretendo:

  • Renovar contratos com todos os jogadores que eu quero manter no time pelos próximos anos
  • Pedir à diretoria tudo o que for possível para melhorar as instalações da equipe
  • Aumentar o recrutamento dos jovens

Além disso, vou fazer uma limpa na minha lista preferencial. Com isso, eu pretendo manter listados apenas os jogadores que eu contrataria de imediato.

Nosso time está valorizado e se eu receber boas propostas por algum jogador, não vou recusar.

A menos que as propostas venham da Juventus.

Atualização dos Objetivos do save

  • Melhorar a infraestrutura do time para o maior nível possível.
  • Ganhar o Campeonato Italiano
  • Ganhar a Champions League
  • Ganhar a Tríplice Coroa(Campeonato Italiano, Champions League e Copa da Italia):

Sobre as infraestruturas

Setor Nível (Level) Nível inicial nº Nível atual(Level) Nível atual(Level) nº
Condição do estádio Mediana (Average) 4/7 Boa (Good) 5/7
Condição do gramado Muito bom (Very Good) 6/7 Muito bom (Very Good) 6/7
Condições corporativas Adequadas (Adequate) 4/7 Adequadas (Adequate) 4/7
Condições de treino Ótimas (Great) 7/10 Excelente (Excellent) 8/10
Infraestrutura de análise de dados Básica (Basic) 2/10 Boa (Good) 6/10
Condição das camadas jovens Excelentes (Great) 7/10 Excelente (Superb) 8/10
Treino das camadas jovens Adequado (Adequate) 5/8 Adequado (Adequate) 5/8
Recrutamento das camadas jovens Estabelecido (Established) 7/9 Estabelecido (Well established) 8/9

Informações Adicionais

Clube

Time, jogadores e vestiário

Finanças

Notícias

Link to comment
Share on other sites

Como assim ? Fiorentina ganhando o italiano com o Milan vice ? Ganhando a copa da Itália com o Vasco vermelho vice ? esse mundo é ruim demais para se viver.

 

Parabéns pela temporada, no próximo ano já da para sonhar com as oitavas na liga dos campeões. A Juventus em 3 realmente me surpreendeu muito, já que geralmente eles dominam durante mais alguns anos antes da queda.

Link to comment
Share on other sites

Essa "briga" particular com o Milan foi interessante, estranho é a Juventus não estar fazendo parte da festa. Parabéns pelas conquistas! Que expectativa você tem para a UCL? Deve estar ansioso para essa competição.

Link to comment
Share on other sites

Ano que vem, não passar da primeira fase da champions vai ser pipocar. (logicamente depende do sorteio, se cai um Bayern e Manchester United no mesmo grupo que você, pode complicar) 

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Tá virando o Unai Emery. Mas, com o time que já tava forte então deve disputar a Liga na próxima temporada.

Link to comment
Share on other sites

Nossa, que temporada. Até achei que ganharia o italiano quando vi sua resposta ao meu comentário, mas não a Liga Europa e a Copa juntas também.

Agora é fazer bonito na Champions.

Link to comment
Share on other sites

Em 14/09/2019 em 16:06, boblk disse:

Como assim ? Fiorentina ganhando o italiano com o Milan vice ? Ganhando a copa da Itália com o Vasco vermelho vice ? esse mundo é ruim demais para se viver.

 

Parabéns pela temporada, no próximo ano já da para sonhar com as oitavas na liga dos campeões. A Juventus em 3 realmente me surpreendeu muito, já que geralmente eles dominam durante mais alguns anos antes da queda.

Valeu! Eu achei que a Juventus ficaria pior posicionada até. Eles estão muito decadentes.

Em 15/09/2019 em 00:16, Vannces disse:

Essa "briga" particular com o Milan foi interessante, estranho é a Juventus não estar fazendo parte da festa. Parabéns pelas conquistas! Que expectativa você tem para a UCL? Deve estar ansioso para essa competição.

Muito obrigado! Minha expectativa pra UCL é chegar no mínimo nas oitavas de final. O time tá ficando muito legal de se ver e não tá baixando orelha pra times maiores. Dá pra sonhar. 

Em 15/09/2019 em 01:18, arecibo8 disse:

Ano que vem, não passar da primeira fase da champions vai ser pipocar. (logicamente depende do sorteio, se cai um Bayern e Manchester United no mesmo grupo que você, pode complicar) 

hahahahaa, vai mesmo. O time tá ficando forte

Em 23/09/2019 em 13:58, Neynaocai disse:

Tá virando o Unai Emery. Mas, com o time que já tava forte então deve disputar a Liga na próxima temporada.

hahahhaha pois é. Mas eu quero mesmo é a UCL, já deu de Europa League

Em 24/09/2019 em 22:37, Lanko disse:

Nossa, que temporada. Até achei que ganharia o italiano quando vi sua resposta ao meu comentário, mas não a Liga Europa e a Copa juntas também.

Agora é fazer bonito na Champions.

Foi uma temporada para se lembrar mesmo. Todas as coisas alinharam e deram muito certo. Já dou o spoiler que na próxima as coisas estão bem mais difíceis hahahah

Link to comment
Share on other sites

fiorentina banner 1

Capítulo 13 - A chave é a continuidade

Vamos começar a quinta temporada já definindo muito bem os objetivos: defender o título italiano e ir longe na Champions League. Primeiramente, queremos chegar no mata-mata. Uma vez lá, tentar ir o mais longe possível.

Como 2022 é ano de Copa, e a copa vai ser em Dezembro(valeu Catar e FIFA pela bizarrice de calendário), teremos vários jogos sendo espremidos antes e depois do torneio. Por isso, nessa temporada a rotação dos jogadores será essencial.

Transferências e Promoções da base

Eu subi 2 zagueiros da base e contratei o jovem volante Sandro Tonali. Eu queria dar mais uma chance para Gabriele Gori, mas infelizmente a Sampdória fez uma proposta de empréstimo muito boa com opção de compra.

Aqui ele seria a quarta opção do ataque. Lá ele vai ter todas as chances para mostrar ao mundo o que ele tem, então deixei o garoto ir.

O Real Madrid chegou pagando os 50 milhões pela recisão do Passlack, que foi um dos grandes destaques da temporada passada. Então contratei um lateral belga promissor para sua vaga: Alexis Saelemaekers

Além disso, trouxe alguns jovens regens para a nossa base, como: Maximiliano Silveira, Ayman Shousha e Yannick. Esses jovens foram emprestados na expectativa de se desenvolverem e irem se integrando ao nosso elenco no decorrer das próximas temporadas.

transferencias666f53b630b0a637.png

Elenco

info---elencoeea315829a1f4d9b.png

Goleiros

Na temporada passada, Dragowski até ameaçou sair do time, mas após entrar em alguns jogos, o romeno decidiu ficar. Então, nada de novo aqui. Rajkovi segue como titular

Defensores

Zagueiros

Destaque aos jovens zagueiros que subiram da base: Guedegbe e Dutu. Eu esperava que Ceccherini iria caçar seu rumo após o final do contrato, mas não foi o que ele quis. Graças a sua importância ao elenco, decidi manté-lo por mais esse ano enquanto desenvolvo Guedegbe e Dutu.

Lateral Direito

Saelemaekers já chegou pra ser titular. Por isso imagino que essa seja a última temporada de Dumfries no clube, o que não será uma pena, visto que temos laterais promissores na nossa base.

Lateral Esquerdo

Biraghi é uma lenda para o clube, muito bom no jogo ofensivo. Já Pierie é melhor quando temos que nos defender. Assim como na temporada passada, eu pretendo rotacionar bastante os dois jogadores(na última, Pierie jogou 2700 minutos enquanto Biraghi jogou 3200).

Gosto de pensar que esse é um setor que eu não pretendo mexer tão cedo. Pierie tem tudo para ser um bom lateral esquerdo e um zagueiro bem competente. Já Biraghi, por mim, só sai do time na hora em que ele quiser.

Meias

Meias Centrais

Tonali chega ao time para fechar a trinca com Mandragora e Benassi/Diakhaté. Com boas opções no banco para cobrí-los em Veretout e Dorsch. Por fim, os meias ofensivos listados abaixo também podem ajudar na faixa central, caso seja necessário.

Meias Ofensivos

O 4231 segue sendo minha segunda formação e por isso esses jogadores podem ser importantes nesse setor do campo. Mas esse esquema não será o foco da equipe, tanto treinarei Xadas mais um pouco como Avançado Interior pela direita e Riqui Puig como Mezzala.

Atacantes

Ponta esquerda

A mesma dupla da temporada passada e que dupla. Szymanski é um excelente reserva para Marin e seria titular na maioria dos times do campeonato. Basta lembrar que ele foi o jogador com mais assistências(14) na última temporada, mesmo não tendo o número de minutos de Marin. E Marin é aquele jogador que desequilibra demais.

Ontiveros pode atuar por aqui também.

Ponta Direita

Eu gostei de ter treinado Joveljic na ponta direita. Mesmo sendo destro e jogando como Avançado Interior, ele oferece muito perigo com a bola. Ontiveros rende mais jogando aqui como Extremo. Devido a natureza da versatilidade de Szymanski, vou treiná-lo essa temporada para jogar nessa posição.

Centro-avante

Hélcio Correia fecha as opções do ataque. O prodígio brasileiro chegou no time fazendo um barulho. Ouso dizer que ele tem tudo para tomar a titularidade, assim como Vázquez tomou na temporada passada. A briga entre os três será interessante. Melhor para mim ter esse tipo de problema pra resolver.

Expectativas para a temporada

Campeonato Italiano

No Italiano a mídia ainda não nos coloca como favoritos. Pelo menos agora estamos de fato no pelotão da frente, mais próximos de Juventus, Inter e Roma. Além disso, vale notar que a Juventus definitivamente não é mais soberana no campeonato. Na seleção da mídia, Juventus, Roma e Inter tem 3 jogadores cada, enquanto Milan apresenta o Romagnoli e nós temos o Marin.

expectativas6fb6e0a86fe9ce73.png

UEFA Champions League

Caímos no grupo C com: Real Madrid, Sporting e Borussia Monchengladbach. Já vimos que dá pra se complicar com os alemães. Além disso, não dá pra subestimar o Sporting também. Mais uma vez, sinto que vai ser difícil. Mas não dá pra reclamar, poderia ser pior, vide o grupo G com Liverpool, Barcelona e Milan.

A meta aqui é clara: ir com cuidado nos jogos e conseguir a vaga para o mata-mata. Chega de Liga Europa por esse ano!

ucl

Supertaça Europeia

Enfim, perdemos. O duelo contra a Roma foi duro. Só conseguimos empatar no finalzinho, com um gol do novato Hélcio Correa. Na prorrogação Marin se machucou e por mais que tentássemos, não conseguimos ultrapassar o paredão defensivo da Roma. Assim, a taça foi decidida nos penalties e perdemos por 3 a 1.

supertaca-europeia---finalfaf0e628c6cc616c.png

Breve análise

O elenco está bem entrosado e rendeu muito na temporada passada. Portanto, não precisei trazer muitas peças. O time base é quase o mesmo da temporada passada, exceto pelas adições de Sandro Tonali e A. Saelemaekers:

Setor Jogadores
Goleiro Rajkovic
Defesa Saelemaekers, Markovic, Milenkovic, Biraghi
Meio campo Mandrágora, Tonali, Benassi
Ataque Malcom, Vásquez, Marin

 

Informações Adicionais

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

fiorentina banner 1

Capítulo 14 - Jogando sem os craques

O começo da temporada foi difícil. Muitas lesões nos principais jogadores e pontos perdidos de bobeira. Marin ficou quase todos os jogos da primeira metade da temporada sem jogar. Mas tivemos a felicidade de ver Joveljic jogando muito, tanto como centroavente como ponta-direita, decidindo vários jogos. Graças a isso, o time foi bem na UEFA Champions League, e pela primeira vez eu consegui me classificar para o mata-mata.

Campeonato Italiano

Mais uma vez estamos no páreo para disputar o título. Dessa vez a Internazionale desponta como principal concorrente. Mas outros 5 times estão logo atrás. Destaque a Sassuolo, Genoa e a Atalanta, que conseguiram resultados muito bons e também estão no nosso retrovisor.

italiano---classificacao840ebdfd1e0df423.png

No campeonato o time até começou bem. Mas derrota para o recém promovido Pro Vercelli doeu demais.

Acharam um gol na bola parada e depois anularam completamente nosso time. Dado a posição do Vercelli na tabela, esse deve ter sido o grande jogo deles na temporada. Observação: O Pro Vercelli já foi 7 vezes Campeão Italiano. Aparentemente o time era uma potência na Itália pré-fascista.

De resto, o time conseguiu bons resultados até a pausa para a Copa do Mundo. Na volta, tivemos bastante dificuldade e perdemos um jogo importante para a Inter. italiano---jogos5f03af8595586ff5.png

Lesões

Neste capítulo dedicarei uma sessão às lesões, pois elas merecem. 

info---lesoes6cf9fe2189d1e669.png

Marin e Malcom ficaram de fora por boa parte do primeiro turno. E quando marin voltou, ele se lesionou gravemente. Gastamos toda a grana possível pra tentar resolver essa lesão de vez, mas o craque ficará fora por cerca de 3 meses. Praticamente jogaremos a temporada sem Antonio Marin.

Além disso, vários outros jogadores importantes para a equipe se lesionaram ao mesmo tempo: Ontiveros, Vazques, Malcom, Sandro Tonali e Alexis Saelemaekers.

A perda de Sandro Tonali ajuda a explicar o que parece ser um colapso defensivo que aconteceu em janeiro. Em três jogos em janeiro tomamos mais gol que durante todo o semestre final de 2022.

Por fim, Riqui Puig fez questão de ir embora num empréstimo para a Lazio, visto que estavamos dando poucas oportunidades para o meia ser titular. O rapaz saiu justamente na época em que teria muitas oportunidades para jogar.

Dadas as circunstâncias, eu tive que subir o ponta Karim Bouhali e o meia Vicenzo Di Vaio. E já digo: os garotos chegaram mostrando serviço.

UEFA Champions League

5 vitórias e 1 derrota, sendo esta no Santiago Bernabéu. O mais incrível disso tudo é que jogamos bem todos os jogos, até mesmo o que perdemos. O time sempre muito ofensivo, pressionando lá em cima e atacando bastante após recuperar a bola. O autêntico Gengenpress sendo usado nos tapetes da Champions League. E tamanha ofensividade nos rendeu o primeiro lugar no grupo.

ucl---jogosd6e7d65fc4d3d57b.png

ucl---grupo834dd1b1533ad2e1.png

Ter ficado em primeiro lugar nos colocou numa posição bem privilegiada. Pelas regras do sorteio já não enfrentaríaos Milan e Real Madrid. Por isso, o adversário mais complicado parecia ser o Arsenal, ou o Leipizig, visto que os alemães já complicaram pra cima da gente em alguma temporada passada.

No sorteio tiramos o Valência, que parece ser um adversário acessível. Mas não podemos abaixar a guarda: eles foram os campeões espanhóis em 2018/19 e desde então estão fazendo boas campanhas na liga nacional.

UCL---mata-mata54f9777c323461ba.png

Copa Itália

copa-italia---jogos84ae5d29ef6a98cd.png

Jogamos as oitavas de final em janeiro e time teve muita dificuldade para ganhar do Bologna em casa.

Tomamos um gol ainda no primeiro tempo e perdíamos o jogo até os 40 do segundo tempo. Viramos o jogo no final e tomamos o empate nos acréscimos. Mas Vázquez cravou a vitória no último minuto.

Deve ter sido um jogo bem divertido para quem assistiu, mas para mim ele evidencia um caminho bem ruim pelo qual o time está indo: finalizações ruins, muitas faltas, cartões e a defesa incapaz de aguentar pressões.

Transferencias

Dois negócios foram fechados em janeiro: Rajkovic será vendido ao Arsenal, ao final da temporada. Já Mason Mount assinou com nosso time e chega também ao fim da temporada.

  • Transferências

Informações adicionais

Link to comment
Share on other sites

Só o fm para fazer o Valencia ser campeão nacional do espanhol e a Fiorentina do Italiano em pouco tempo de diferença hahahaha

gostei dessa transferência free do Mason parece um bom jogador para equipe no geral

Link to comment
Share on other sites

Cuidado, não se iluda com a "facilidade" que poderá ter contra o time espanhol. Acredito que pode ir longe na competição, mas esse primeiro confronto é para colocar as barbas de molho. Gostei da resposta que deu no Real Madrid no grupo da Champions e não por acaso acabou conseguindo a primeira colocação. Boa sorte na sequência.

Link to comment
Share on other sites

Em 13/10/2019 em 08:49, boblk disse:

Só o fm para fazer o Valencia ser campeão nacional do espanhol e a Fiorentina do Italiano em pouco tempo de diferença hahahaha

gostei dessa transferência free do Mason parece um bom jogador para equipe no geral

hahahaha pois é. também fiquei surpreso quando vi a taça do Valência.

Sobre o Mason, na vida real ele me parece ser aquele cara que vai ter um puta futuro brilhante pela frente. No meu save o Chelsea não o desenvolveu tanto, mas ele ainda é muito bom. gostei de ter contratado ele. 

Em 14/10/2019 em 23:52, Vannces disse:

Cuidado, não se iluda com a "facilidade" que poderá ter contra o time espanhol. Acredito que pode ir longe na competição, mas esse primeiro confronto é para colocar as barbas de molho. Gostei da resposta que deu no Real Madrid no grupo da Champions e não por acaso acabou conseguindo a primeira colocação. Boa sorte na sequência.

Até fui longe, mas esse duelo contra o Valência foi osso viu!

valeu!

Link to comment
Share on other sites

fiorentina banner 1

Capítulo 15 - O ano de Szymanski

Achei que dessa vez não ganharíamos nada, mas no finalzinho conseguimos roubar o scudetto da Inter.

A ausência de Marin, por boa parte do campeonato, mostrou a fragilidade ofensiva da equipe. Além disso, o nível da defesa caiu absurdamente. Mas Szymanski surpreendeu, cresceu na temporada e com autoridade foi capaz de substituir Marin: ganhou o prêmio de melhor jogador da Liga e deu 19 assistências.

Atingimos os mesmos 82 pontos do título passado. Mas dessa vez o caminho foi muito mais tortuoso. De resto, vale lembrar a excelente campanha na UEFA Champions League. Eu não achava que poderíamos de fato disputar esse título, mas me maravilhei em ver o time nas semi-finais, fazendo grandes exibições na caminhada e caindo de pé para o todo poderoso Liverpool, nos penalties.

Supercopa da Itália

Ainda não parei para entender o porque da Supercopa da Itália acontecer no meio da temporada e longe da Itália. Dessa vez foi no estádio do Ninho do Pássaro em Pequim.

Não sou de arrumar desculpas, mas ter que atravessar metade do mundo para disputar o menos importante dos troféus é de doer.

De qualquer forma, instruí os rapazes a ir pra cima. Para o nosso azar, fomos dominados pelo Milan, que definiu o resultado logo no começo do jogo e só precisou administrar as coisas depois.

Copa Italia

Se em janeiro já tivemos dificuldades contra o Bologna, não foi diferente contra o Sassuolo, que fazia uma temporada incrível, inclusive. Foi mais um jogo duro que foi ganho no finalzinho.

Na semifinal, enfretamos nosso grande rival da temporada. A Internazionale venceu no San Siro, num jogo em que Vicenzo Di Vaio foi o destaque, ao nos dar esperança fazendo um gol logo antes da Inter matar o confronto. Reverter o 3 a 1 seria bem difícil, mas tentamos. Jogamos bem melhor do que no primeiro jogo. Contudo o milaneses aguentaram bem nossa pressão final e avançaram. Na final perderiam o título para o Napoli.

copa-da-italia---jogos3f20c76de11fccea.png

copa-da-italia---chaveamento175368a3284c5be0.png

UEFA Champions League

Fomos até Valência para sermos surpreendidos. O brasileiro Brenner, que já foi muito recomendado pelos nossos olheiros fez 2 gols. Além disso, Gonçalo Guedes jogou muito e infernizou nossa lateral direita. Joveljic foi a salvação e fomos para o jogo da volta com um 4 a 2 nas costas.

No Artemio Franchi, um trio de ataque composto por Malcom na esquerda, Joveljic na direita e Hélcio Correia no centro comandou o baile. Vencemos por 3 a 0 sem deixar o Valência reagir ao jogo.

Já nas quartas de final vimos um confronto bem estranho: um primeiro jogo muito duro na Itália e uma goleada absurda em Madrid.

O Atlético colapsou quando acertamos 2 chutes de fora em sequência. Depos disso, parecíamos a Alemanha.

Na semifinal o Liverpool: dois jogos muito difíceis. A derrota de 1 a 0 em Anfield até saiu barata. Na volta, com muitas dificuldades, conseguimos empatar o placar agregado e levar pra prorrogação e depois para os penalties.

Mas o Liverpool acertou todas as suas penalidades enquanto erramos 2. Na final, o vencedor desse confronto enfrentaria o Bayer Leverkusen.

Falando assim, até parecia um adversário acessível e talvez desse pra sonhar com o título. Afinal, penalty é loteria, certo? Mas os aspirinas venceram os scousers por 5 a 0 numa partida absurda de Fiete Arp, outro atacante muito recomendado pelos nossos olheiros.

Jogos

Chaveamento

Campeonato Italiano

A cereja do bolo. Fizemos grandes jogos nos torneios de mata-mata, mas nada se compara ao gosto de levantar uma taça. Como eu disse mais cedo, eu achei que perderíamos essa corrida para os milaneses. Em fevereiro jogamos bem contra adversários relativamente mais fracos. Mas em todos os outros meses enfrentamos dificuldades e resultados dutos de aceitar. Mas em maio, já eliminado de todos os outros torneios e com o time completo, conseguimos emendar uma boa sequência em partidas difíceis: vitória contra Juventus, Napoli e Inter. Assim conseguimos ultrapassar a Inter e fomos com força total nos últimos dois jogos para assegurar o caneco.

italiano---classificacao

italiano---jogos2cb8c206f36cfc31.png

Premiações na temporada

Repercursão na mídia

Análise da Temporada

Observação: tirei 15 dias de férias finalmente! Depois de tanto trabalho sendo feito nesses anos, deu para dar uma descansada.

A nossa caminhada na Liga dos Campeões foi incrível e definitivamente nos coloca no hall dos times que tem algo para mostrar no mais alto nível do futebol mundial. O trabalho está dando certo, só sinto que a evolução da defesa não está acompanhando os outros setores do campo.

Agora minha meta para a próxima temporada é buscar jovens talentosos para as nossas categorias de base e dar maior atenção aos times sub20 e sub18. Além disso, também pretendo trazer ao elenco jovens que foram contratados recentemente.

Por fim, as atuações de Sebastian Szymasnki mostram que ele necessita estar no time principal. Preciso pensar num jeito em fazer ele e Marin jogarem juntos e jogarem bem.

Informações Adicionais

Link to comment
Share on other sites

  • marciof89 changed the title to Fiorentina: Reerguendo a Itália
  • marciof89 locked this topic
Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

  • Similar Content

    • Nei of
      By Nei of
      “Depois de maio de 1940, os bons tempos se acabaram: primeiro a guerra a capitulação, seguida da chegada dos alemães. Foi então que, realmente, principiaram os sofrimentos dos judeus. Decretos anti-semitas surgiam, uns após os outros, em rápida sucessão. Os judeus tinham de usar, bem à vista, uma estrela amarela; os judeus tinham de entregar suas bicicletas; os judeus não podiam andar de bonde; os judeus não podiam dirigir automóveis. Só lhes era permitido fazer compras das três as cinco e, mesmo assim, apenas em lojas que tivessem uma placa com os dizeres: LOSA ISRAELIA. Os judeus eram obrigados a se recolher a suas casas às oito da noite, e, depois dessa hora, não podiam sentar-se nem mesmo em seus próprios jardins. Os judeus não podiam frequentar teatros, cinemas e outros locais de diversão. Os judeus não podiam praticar esportes publicamente. Piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei e outros locais para a prática de esportes eram-lhes terminantemente proibidos. Os judeus não podiam visitar os cristãos. Só podiam frequentar escolas judias, sofrendo ainda uma série de restrições semelhantes.
      Assim, não podíamos fazer isto e estávamos proibidos de fazer aquilo. Mas a vida continuava, apesar de tudo Jopie costumava dizer-me: _ A gente tem medo de fazer qualquer coisa porque pode estar proibido. _ Nossa liberdade era tremendamente limitada, mas ainda assim as coisas eram suportáveis.” Diário de Anne Frank, págs. 11 e 12.
       
      Não possuo qualquer ligação com a comunidade judaica, nem ascendência ou apreço maior por algum clube com tal relação. Por outro lado, os absurdos cometidos pelos nazistas foram muito bem documentados para não deixar ninguém incauto. Nada obstante, a idiotice humana aparece com mais força em tempos e situações de escassez (econômica, política, cultural...), portanto não me surpreendem que manifestações preconceituosas se reciclem em nossa história.
      A não ser que cheguemos em um tempo de disponibilidade total de recursos (o que considero improvável), entendo que o preconceito sempre existirá, transmutando-se em mentes fracas e com medo. Sim, o preconceito é a voz do medo e faz do ódio seu fio condutor. Por isso, não consigo ver muito sentido na frase comum: “não acredito que em 2019 alguém ainda pense assim”. Pois pensamos absurdos todo santo dia e o melhor que podemos fazer é explorar nossas opiniões, amadurecê-las e buscar evoluir – a expressão preconceituosa é imatura, fechada em si mesma e irracional.
      Apesar de não ser judeu, meu nome – para quem ainda não sabe – é Israel (tambores de revelação). O livro da Anne Frank chegou agora em minha vida e a genialidade, sensibilidade e capacidade de transmitir a crueldade e dor de um período com a sutileza do olhar de uma criança de 13 anos, me tocou demais.
      Pensei, portanto, em fazer uma jornada entre Alemanha e Holanda, lugares por onde Anne passou. Mas como ficaria um tanto limitado, decidi que vou começar de baixo, trabalhando em clubes com ligações à comunidade judaica, especialmente em Alemanha, Holanda e Israel, eventualmente jogando em algum clube dos EUA. O objetivo é chegar ao topo da carreira treinando Ajax e/ou Tottenham.
      A princípio começaria em Frankfurt, mas não consegui encontrar na base de dados (German System Football League - dica muito boa do @Johann Duwe) que estou utilizando o FC Gudesding Frankfurt, um clube criado por amigos judeus em Frankfurt an Main, cidade de nascimento de Anne. Enquanto procurava, me chamou atenção o TuS Makkabi Berlin e é por lá que vamos começar. Ou melhor, por onde Pedro Van Pels vai começar sua carreira.
       
      Makkabi Berlin
      Fundado em 1898, o clube antecessor Bar Kochba Berlin era uma das maiores organizações judaicas do mundo em 1930, com mais de 40.000 membros de 24 países, parte do movimento geral de Bar-Kochba destinado a promover a educação física e a herança judaica. O clube organizou equipes em vários esportes, incluindo um time de futebol que competiu nas ligas da cidade entre 1911 e 1929. Em 1924, Lilli Henoch, recordista mundial de eventos de discus, arremesso de peso e revezamento de 4 × 100 metros, treinou as mulheres. (Henoch foi assassinada pelos nazistas em um gueto próximo a Riga, Letônia, em 1942).
      Em 1929, o Bar Kochba fundiu-se com o Hakoah Berlin para formar o clube esportivo Bar Kochba-Hakoah . O lado Hakoah teve um sucesso cada vez maior, conquistando três campeonatos consecutivos na divisão inferior entre 1925 e 1927. Eles eram promovidos a cada vez até que, em 1928, jogavam futebol de primeira linha. O lado recém-combinado continuou a competir como Hakoah depois de 1929.
      A ascensão ao poder dos nazistas no início dos anos 30 levou à discriminação contra judeus e, em 1933, as equipes judias foram excluídas da competição geral e limitadas a jogar em ligas ou torneios separados. Em 1938, as equipes judaicas foram banidas imediatamente, quando a discriminação se transformou em perseguição.
      Em 26 de novembro de 1970, o TuS Makkabi Berlin foi formado a partir da fusão da Bar-Kochba Berlin (ginástica e atletismo), Hakoah Berlin (futebol, restabelecido em 1945) e Makkabi Berlin (boxe).
      Aparentemente não possui quaisquer títulos, mas poderei descobrir mais sobre o clube no decorrer.
      O clube joga a Berlin Liga, que faz parte do sexto nível do futebol alemão, tendo o seguinte caminho de ascensão:

       
      Índice:
      Histórico:
      Ligas selecionadas:
       
    • AllMight
      By AllMight
      A REENCARNAÇÃO DO HERÓI
      Olá, aqui estou de volta, já faz algum tempo que estava planejando este save mas nos últimos meses não tinha motivação para jogar FM novamente, isso tudo voltou quando estava com um PC velho e resolvi baixar o FM13 para passar um tempo, foi baixar o game e vontade de jogar veio com tudo pra cima de mim. Isso já faz um tempo, fui me segurando para não começar o save sem um formato estabelecido e conversando com um pessoal daqui da área e especialmente o @Tsuru fui estabelecendo as diretrizes do save.
      O save será totalmente dentro da Dinamarca, embora eu tenha carregado mais algumas ligas elas estão como "ver apenas", e terá como objetivo principal treinar a Seleção Dinamarquesa e superar a melhor campanha da seleção em Copas do Mundo, mas para isso preciso percorrer um longo caminho, meu treinador começará sua jornada com 20 anos e sem qualificações anteriores e com um passado somente no futebol amador. O nome dele será Holger Dasnke, o mesmo nome do herói que segundo a lenda quando a Dinamarca passar por um perigo iminente ele levantará do seu trono e libertará a nação.

       
      DIRETRIZES DO SAVE
      Não sair dos clubes pedindo demissão ou se candidatando a outros clubes, só sair em fim de contrato ou sendo demitido. Não assumir clubes de divisões superiores ao meu antigo clube. Na primeira divisão até ganhar um título nacional, só assumir clubes que acabaram de subir ou da segunda divisão. Não assumir a seleção principal da Dinamarca sem antes ganhar um título nacional de primeira divisão. Não usar a barra de pesquisas para contratação de jogadores/staff, usar somente a base de dados fornecidas pelos olheiros do clube e pelos agentes.  
      OBJETIVOS DO SAVE
      Ganhar o Campeonato Dinamarquês Ganhar a Eurocopa Ganhar as Olimpíadas Chegar em uma Semi-Final de Copa do Mundo  
      ÍNDICE
      Temporada 1
      O primeiro emprego
      Os heróis improváveis
      Uma contratação mágica: Ibra chega ao Kolding!
      Um pistoleiro sem balas
      Temporada 2
      Seguindo os passos do mestre Fernando
      Um segundo turno complicado
      Um pouco de esperança
      Temporada 3
      Início muito promissor
      Consistência
      A primeira conquista do herói
      Temporada 4
      Novo lar
      Os verdes
      Trapalhões
      O azarado
      Temporada 5
      Começo decepcionante
      Um leve progresso
      A maldição da décima colocação
      Temporada 6
      O herói ainda resiste...
      Temporada 7
      De volta ao lar
      Os primeiros jogos
      O fim da batalha
      Temporada 8
      Lutando contra leões
      Choque de realidade
      De volta ao jogo
      Relações estremecidas
      Correnteza alviceleste
      Temporada 9
      Olá, Superliga!
      Recorde negativo
      Saco de pancadas
      Temporada para esquecer
      Temporada 10
      Convite inusitado
      Mudanças à vista
      A volta das férias
      A decisão
       
      RETROSPECTIVAS
      Retrospectiva 2018-2023
      Retrospectiva 2023-2028
       
      HISTÓRICO DE CLUBES
      Kolding BK (2019 - 2022)
      (2019/20) 15º na 2. Division / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen
      (2020/21) 7º na 2. Division / Eliminado na Segunda Eliminatória da DBU Pokalen
      (2021/22) 1º na 2. Division 🏆 / Eliminado na Segunda Eliminatória da DBU Pokalen
      Viborg FF (2022 - 2024)
      (2022/23) 3º na NordicBet Liga 🥉 / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen
      (2023/24) 5º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen 🥉
      Hobro IK (2024 - 2025)
      (2024/25) 6º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen 🥉 Assumiu na semi-final
      FC Helsingør (2026 - 2029)
      (2025/26) 3º na NordicBet Liga 🥉 Assumiu em 5º / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen Assumiu com o clube já eliminado 
      (2026/27) 1º na NordicBet Liga 🏆 / Eliminado nas quartas de final da DBU Pokalen
      (2027/28) 12º na Superliga / Eliminado na segunda eliminatória da DBU Pokalen
      (2028/29) 4º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen
       
      TÍTULOS DO TREINADOR
      2. Division
      (2021/22) Kolding BK
      NordicBet Liga
      (2026/27) FC Helsingør 
       

    • Leho.
      By Leho.
      📆 Hoje, 11/07
      ⏰ 16h (Brasília)
      📺 SporTV e Globo
      🗣️ Árbitro Bjorn Kuipers, 🇳🇱
      🏟️ Wembley Stadium
       
       
      Escalações logo mais.
    • Leho.
      By Leho.
      Promessa de ser um bom jogo. Realidade: jogo truncado no meio-de-campo com poucas chances de gol, hahahaha.
      Itália pra mim tem um LIGEIRO favoritismo, por aquilo que já mostrou nessa Euro e pela invencibilidade histórica que vem construindo até antes da competição. Bélgica tem (ótimas) peças que podem desequilibrar, e isso equipara as forças.
    • Leho.
      By Leho.
      🗓️ Hoje, 11/06
      ⏰ 16h
      📺 SporTv
      🏟️  Estádio Olímpico (Roma)
       
       
×
×
  • Create New...