Jump to content

Fiorentina: Reerguendo a Itália


thaumaturgo
 Share

Recommended Posts

Capítulo 3 - Vamos à Champions

No começo da temporada sonhávamos com Europa League. O quadro de diretores era mais pessimista, acha que só dava pra se manter no meio de tabela. Já na metade da temporada as pessoas começaram a acreditar que dava pra ir um pouco mais longe: o sonho de Champions league parecia real.

Até enfrentarmos uma série de jogos ruins.

O começo do segundo turno já dava indícios do desgaste do time. Na Copa Itália fomos eliminados pelo fraquíssimo Verona, logo na primeira rodada. Depois, no campeonato Italiano, só vitórias magras com o time jogando bem feio. Até chegar Napoli e Juventus. Contra o Napoli até que demos jogo. Mas a Juventus foi incontestável e massacrou nosso time.

Aí veio o mês de março, com 4 empates contra adversários bem mais fracos. Inclusive, o time ganhando de 3 a 1 cedeu um empate para o Bologna com hattrick de Mattia Destro.

Algo precisava ser feito. Tentamos todas as variações das formações propostas no início da temporada e nada funcionava. Mais duas pauladas da Lazio e da Sampdoria e aí nesse momento até achamos que seria possível perder a vaga na Europa League.

Mas então, tudo mudou no confronto com a Internazionale. Chiesa não ira jogar por conta de suspensão e com isso as casas de apostas já botavam mais uma derrota na nossa conta. Então eu botei o time num 442, um dos atacantes da base recuado pra desafogar o time e o Simeone na frente, pra quebrar as linhas.

Deu certo. E como deu certo! Vencemos por 3 a 1 num jogasso em que saímos perdendo.

Só que jogar no contra ataque não era a proposta do time: é uma tática a ser usada apenas contra times mais fortes. Então eu repensei o esquema tático e resolvi abandonar de vez o 4231 com o Chiesa jogando centralizado. Abracei a segunda formação, com o Chiesa jogando em qualquer uma das pontas, e o time deslanchou: 6 vitórias seguidas na reta final da temporada, somado a vários tropeços do Napoli, garantiram nossa classificação.

agenda de jogos

spacer.png

Agora temos o desafio de montar um time competitivo o bastante para jogar a UCL, sabendo que perderemos no mínimo esses jogadores para a próxima temporada.

As metas para a próxima temporada são: contratar 2 pontas, 1 zagueiro reserva, 1 lateral esquerdo reserva.

A ideia é trazer apenas jogadores jovens com baixos salários e algum potencial. Ainda mais sabendo que teremos apenas 18 milhoes de euros e restrições salariais, já que eu prometi para alguns jogadores que ofereceria novos contratos ao final da temporada. Vai ser duro!!!

Destaques

  • Cristiano Biraghi: 11 assistências. O cara domina a lateral esquerda como ninguém. Chega fazendo a ultrapassagem e manda o cruzamento certinho. criou muitas chances, principalmente ao final da temporada.

  • Giovanni Simeone: 21 gols e 4 assistências. Se provou um atacante completo. Finaliza e cabeceia muito bem. É capaz de recuar para buscar a bola e ajudar o time a avançar e também é capaz de quebrar a linha de impedimento.

  • Alban Lafont: 35 jogos e 16 clean sheets. Esse salvou o time várias vezes. O jovem promete. Mas o reserva dele não está muito atrás não.

  • Jordan Veretout: dominou o meio campo, principalmente jogando como Mezzala no 433. Menção honrosa ao seu parceiro Benassi, que se machucou e desfalcou o time por longas semanas.

  • A permanência de Federico Chiesa. No meio da temporada, Federico Chiesa ficou muito tentado com uma proposta do Tottenham.

    Perguntei a ele:

    - Porque você quer ir pra lá?

    - Porque lá eu sinto que seria um jogador mais importante para o time.

    Então eu basicamente entreguei o time pra ele, dei um aumento salarial e a faixa de capitão. Pezzela, o capitão antigo, ficou bem chateado e isso afetou um pouco a moral do time(e talvez explique a queda de rendimento após janeiro). Mas após virar vice-capitão, o meu zagueirão ficou de bem com a vida e hoje todo mundo está de boa.

Informações adicionais

Edited by thaumaturgo
fiz o upload da tabela de classficação desatualizada(tava faltando alguns jogos)
Link to comment
Share on other sites

Em 09/07/2019 em 22:32, marciof89 disse:

Na primeira atualização eu já achava que o time estava bem, mas nessa o time engrenou e vai fazendo força pra chegar na UCL. Não vai vencer a Serie A pois Juve e Lazio fazem campeonato à parte conforme disse, mas tem tudo pra ser terceiro ali.

Gostei da contratação, sinal de que realmente pensa no futuro do clube e no que pode fazer a longo prazo.

Boa sorte!

Valeu! Não deu pra ser terceiro, mas deu pra ficar com a quarta vaga e ir à Champion$$$ mesmo assim  hehehe

 

Em 08/07/2019 em 15:46, arecibo8 disse:

Boa sorte na continuação. 

Se fosse você montava o time em volta do Chiesa, ele foi titular absoluto da minha seleção Italiana campeã do mundo em um save. É complicado mantê-lo, mas se conseguir vai a médio prazo ter um dos melhores na posição (e provavelmente ele consiga ajudar muito na caminhada), por isso não gosto destas formações dele jogando centralizado. 

Valeu! Então, vai ser o que vou fazer mesmo. 

 

Em 08/07/2019 em 13:53, Neynaocai disse:

Excelente campeonato até então. Deve continuar brigando pela Champions, uma briga intensa pelo jeito.

Lazio não deve aguentar o tranco até o fim. A Juventus tá igual o Usain Bolt, só experimentando, daqui a pouco some.

Valeu! A Juve realmente é um time absurdo. To vendo aqui o tamanho do desafio que vai ser desafiar essa supremacia

Link to comment
Share on other sites

Deu uma derrapada ali do meio pra reta final (provavelmente por ter entregado a chave do time para Chiesa, insatisfação com capitão geralmente é uma das coisas que mais ferram com a moral do time) mas no fim conseguiu a classificação. Problema é que não tem mt grana pra ser competitivo em palcos europeus né? Itália sempre sendo um mar de falta de grana no FM. hahaha

Boa sorte, vai precisar.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Foi muito bem nessa segunda metade da temporada e conseguiu uma importante classificação para a Champions League. Vamos ver como isso ajudará a Fiorentina na próxima temporada.

Link to comment
Share on other sites

Nossa senhora, o que os rivais tavam fazendo? kkkk

Aquela sequência ali... de 24 pontos conquistou 4 e ainda foi pra Champions com 3 pontos de vantagem pro Napoli tendo perdido o confronto direto.

Agora é hora de arrumar o time com a grana do torneio pra ficar mais regular e a classificação rotineira, e então finalmente tirar a Juventus do trono.

Link to comment
Share on other sites

Boa temporada apesar do período terrível. Agora, quero ver conseguir fazer melhor com tamanha restrição no orçamento. Talvez seja o caso de abrir mão do Chiesa (shhhh).

 

Link to comment
Share on other sites

 

Capítulo 4 - Apostas

 

Foi difícil fazer um mercado com apenas 18 milhões de euro em caixa.

No texto anterior eu destaquei a importância de contratar: 2 pontas, 1 zagueiro reserva e 1 lateral esquerdo reserva. Não foi bem isso que aconteceu na prática, então eu resolvi propor uma ideia nova de jogo baseado no que eu conseguisse trazer para o time. Pra piorar tudo, eu ainda não terei um dos meus volantes por metade da temporada; Christian Noorgard se machucou seriamente no final da temporada passada.

Transferências

transferenciasc666dd7e98cf9ae1.png

 

Compras

  • Javi Ontiveros: O ponta espanhol veio do málaga. É capaz de jogar dos dois lado e tem muito potencial.

  • Sebastian Szymanski: Outro jovem que parece ter grande potencial, é uma excelente adição ao nosso meio campo, principalmente na ponta esquerda.

  • Dejan Joveljic: Um jovem parceiro de ataque para Simeone. Embora tenha outros no banco, Dejan surgiu como um veio de ouro achado pelos meus olheiros. Não podia deixar passar, ainda mais sabendo que valia apenas 1.5 milhões de euros.

  • Svetozar Markovic: O último jovem da lista. O defensor também chegou por um preço muito baixo e também tem potencial.

  • Thomas Vermaelen: Em fim de carreira, o zagueiro belga surgiu como agente livre e visto que Pezzala queria sair pro futebol chinês, achei bom trazê-lo ao time. Uma voz experiente para mentorar nossos jovens zagueiros sérvios.

Vendas

  • German Pezzala: O único que vale a pena ser destacado. O zagueiro recebeu proposta da China, ficou extremamente tentado e eu o deixei ir. A grana oferecida não foi muita. Mas pelo menos servirá para fazer caixa.

 

No final das contas, achei o mercado satisfatório. Faltou encontrar um lateral esquerdo reserva(ou até mesmo um direito), jovem e com algum potencial a ser desenvolvido. Mas isso fica para a próxima janela de transferência. Infelizmente teremos poucos pontas para cobrir o elenco durante a temporada e com isso eu resolvi fazer uma mudança na tática principal.

  1. A formação primária será um 442, com um jogo rápida pelas laterais, passando principalmente por Chiesa do lado direito e com 2 atacantes à frente. Um que buscará mais o jogo e um mais avançado. Na defesa, as duas linhas de 4 vão tentar fechar bem os ataques adversários e negar espaço.

  2. Já o 4141(ou 433) que garantiu a boa campanha da ultima temporada ficará relegada a ser a tática secundária da equipe.

  3. Na formação terciária teremos um 4231. Mas confesso que pretendo usar isso pouco: a ideia é ter isso como um plano C para partidas(ou momentos) em que o time precisaria se jogar loucamente no ataque.

Eu até poderia manter o time jogando no 433 e treinar meus novos jogadores como pontas bem ofensivos, mas eu prefiro jogar no 442 basicamente porque: mesmo sabendo que terei o mesmo esforço para treina-lo como MR e ML, mas pelo menos, terei um espaço a mais para desenvolver minhas promessas ofensivas.

Vale ressaltar que agora temos 5 jogadores que são quase que exclusivamente jogadores de área: Simeone, Joveljic, Graiciar, Vlahovic e Gabriele Gori, voltado de empréstimo, que eu subi para o time principal.

 

Expectativas

Campeonato Italiano

Mesmo classificado para a UCL a mídia espera que a gente termine como 7º. Mas pelo menos agora, nas cotações, estamos mais próximos do primeiro pelotão do que do pelotão do Torino e da Atalanta.

Observação: fico feliz em ver o Chiesa no time dos sonhos do campeonato hehehe

expectativa-e-time-da-midia7fa14cad304f0c22.png

 

UCL

Caímos num grupo acessível. Provavelmente a disputa será com o Shaktar Donetsk e mesmo que a gente não consiga se classificar para as oitavas de final, ainda existe uma chance boa de terminar em terceiro e ir para o mata-mata da Liga Europa.

champions-league-grupos123cf2721a88f1d7.png

Melhorias na Infraestrutura

Como eu disse no começo da série, um dos meus objetivos é melhorar a infraestrutura do time até o nível máximo. Fizemos algum progresso nessa direção, iniciando novas obras no centro de treinamento e de análise de dados.

Pedidos-a-diretoriaf5856b3b995d9b65.png

 

Chiesa ficará

Por fim, Federico Chiesa me abordou novamente, pensando em sair do clube. Então eu resolvi dizer a ele algo parecido com o que Klopp disse a Coutinho e vejam só: funcionou! Garantimos que o craque ficará sem encher o saco por mais algum tempo. Mas já vejo o tanto que vai ser difícil manter ele aqui. Ainda mais sendo cotado no time dos sonhos do campeonato.

Fedeico-Chiesa-querendo-sair8f8f776ee2ecaafd.png

Link to comment
Share on other sites

Cara bom de bola e 2 e 1/2 estrelas, só pra ver o nível do teu elenco.
Fez a festa no leste europeu. Foi eurotrip? hahaha
Vai nesse esquema mesmo com o Ontiveros não se adaptando perfeitamente?


E o Chiesa cai na conversa do treinador ou vai ter jogar uma final de Champions também? hahaha

Link to comment
Share on other sites

Deve dar pra passar de fase, mas como você disse, no mínimo UEL é obrigação.

Link to comment
Share on other sites

7 horas atrás, Neynaocai disse:

Cara bom de bola e 2 e 1/2 estrelas, só pra ver o nível do teu elenco.
Fez a festa no leste europeu. Foi eurotrip? hahaha
Vai nesse esquema mesmo com o Ontiveros não se adaptando perfeitamente?


E o Chiesa cai na conversa do treinador ou vai ter jogar uma final de Champions também? hahaha

Leste Europeu sempre com os melhores preços né? hahaha Sobre o Ontiveros, vou sim. Na verdade, a posição vai ser revesada por ele e pelo polonês
 

Sobre o Chiesa, esqueci de postar o print em que ele fica sussa hahaha

 

spacer.png

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte na sua empreitada. Serão necessários paciência e determinação para atingir os objetivos.

Essa argumento para manter o Chiesa usei muito no meu save, e vem dando certo há algumas temporadas.

Link to comment
Share on other sites

Atualizando a leitura, achei interessante que na temporada passada, conseguiu identificar a necessidade de mudança tática, tanto que acabou fazendo ótimas partidas no final, o que lhe garantiu a classificação para a competição continental.

Depois as contratações foram pontuais, já que dinheiro não cai do céu, rs. Esse jogador que veio do Legia, por exemplo, é uma belíssima contração, além de jovem com ótimos atributos, ele joga em uma quantidade de posições que podem te ajudar a temporada inteira em momentos de lesões de outros jogadores. O grupo da Champions parece não ser dos piores. E a boa notícia vem na infraestrutura, que como você disse, vem como objetivo desde início do save e é fato que isso lhe dará ainda mais força na sequência. Boa sorte.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Boas apostas e gostei que trouxe o Vermaelen pela experiência. O grupo na Champions só tem o Bayern de força expressiva, logo, dá para passar e armar um salseiro nas oitavas.

Link to comment
Share on other sites

Bela saga! Me motivou a começar um save com a Fiore também.

Me encontro com 11 jogos na quinta posição (1 ponto do 2º colocado, porém 8 ponto do 1º colocado).

Meu problema tem sido fazer o Simeone render. Em que função tens colocado ele? Tentei de atacante trabalhador, completo e ponta de lança fixo, mas em nenhuma ele engrenou.

Fico no aguardo da continuação de sua saga. Novamente, parabéns!!

Link to comment
Share on other sites

fiorentina-banner-1ca71c4b0fc3106e8.png

Capítulo 5 - Expectativas e Decepções

A primeira parte da temporada 2019/2020 foi cheia de altos e baixos. O time começou rendendo muito bem, surpreendeu e assumiu a liderança da liga. Mas depois, foi caindo de rendimento conforme o ataque foi parando de produzir. Ainda tivemos uma defesa muito sólida, que mostrou grandes atuações entre agosto e dezembro. Exceto por duas goleadas: uma num jogo crítico, que foi terrível do nosso lado e outra que aconteceu em situações bem adversas.

Campeonato Italiano

Começamos a liga com a expectativa de se classificar para a Champions. Porém uma série de bons resultados no começo do campeonato, e boas atuações, nos catapultaram para a liderança. Mesmo com Juventus seguindo o time de perto, e Inter e Lazio à vista, devo confessar: passamos a acreditar que o título seria possível.

campeonato-italiano---jogos---1-turno24e8f109c56a7be5.png

Mas tudo começou a degringolar no final de outubro. Após uma partida muito difícil contra a Inter, o nosso ataque no 442 começou a demonstrar desgaste. Resultados ruins, incluindo uma derrota para o recém promovido Pescara Calcio, em que nada deu certo no jogo, permitiram que a Juventus chegasse pertinho.

Por fim, no final de dezembro, tivemos que enfrentar uma sequência de jogos difíceis.

  • Derrota pra Lazio num jogo pegadíssimo.

  • Empate com o Milan num jogo em que criamos nada. Inclusive, boa parte do meu time ficou suspensa, exausta e o Federico Chiesa se machucou seriamente nessa partida.

  • Goleada sofrida contra a Juve com o nosso time em frangalhos; sem Chiesa, Simeone, Biraghi. Até começamos com esperança, graças um gol de Gabriele Gori, nossa promessa, no comecinho do jogo. Mas depois disso, o que se viu foi um baile de Federico Bernadeschi e a incapacidade do time em segurar a Velha Senhora.

Com essa vitória na 19ª rodada, a Juventus assumiu a liderança. Agora temos a outra metade do campeonato com o Chiesa fora por pelo menos um mês. Mas ainda mantemos a expectativa. Nessa altura do campeonato, a Juventus tomou 17 gols, contra incríveis 4, da metade da temporada passada.

campeonato-italiano---classificacao-1-turno4b5f5036bba164bc.png

 

UCL

Se a liga foi supreendentemente positiva, a Liga dos Campeões da Europa se mostrou A decepção.

Começamos bem, com uma goleada no Copenhague. Depois, um empate num jogo absurdo contra o Shaktar fora de casa, em que fomos duas vezes buscar o gol salvador.

Já nos duelos contra o Bayern de Munique, eu realmente achei que dava pra ter beliscado um pontinho. Não jogamos mal nenhum dos duelos: apenas não fomos capazes de segurar eles na bola parada.

Por fim, a última vaga estava pra ser decidida em casa. Apenas o empate seria o suficiente para nossa classificação. Mas o veterano Junior Moraes botou o jogo no bolso, marcou um hattrick e desestabilizou nosso time. La Viola não conseguiu jogar nada no que eu chamo de "a mais patética atuação que vi desde que assumi o banco de reservas".

ucl---jogos77b810fb05532a6b.png

ucl---classificacao4d7ecf1909c2b069.png

Tudo o que nos resta agora é a Liga Europa. E de cara vamos enfrentar o Manchester United no mata-mata. Tá difícil essa vida de competições europeias.

Oitavas de Final da UCL | 16-avos de final da Liga Europa

 

Análise

Acho que a maior fraqueza da Fiorentina está nas Laterais direitas. Laurini está envelhecido e em final de contrato. E o jovem Kevin Dijks simplesmente não é bom o bastante para assumir a responsabilidade.

Por conta disso, todos os esforços dessa janela de meio de temporada serão para contratar um lateral direito jovem e bom para o time. De preferência algum de característica parecida com a do Biraghi(nosso lateral esquerdo líder de assistências da temporada passada): bom cruzamento, bravura, índice de trabalho, e jogo sem bola

Tendo um lateral direito bom ofensivamente, vou poder avançá-lo também, igual faço com o Biraghi, e com isso oferecer maior poder de fogo ao ataque.

Além disso, como Chiesa estará indisponível por boa parte do mês de Janeiro, vou testar uma formação nova: um 4312. Muito parecido com um 442 diamante, mas tentando manter melhor a posse de bola e com um dos volantes cobrindo os avanços de Biraghi

Link to comment
Share on other sites

16 horas atrás, brunobarbiero disse:

Bela saga! Me motivou a começar um save com a Fiore também.

Me encontro com 11 jogos na quinta posição (1 ponto do 2º colocado, porém 8 ponto do 1º colocado).

Meu problema tem sido fazer o Simeone render. Em que função tens colocado ele? Tentei de atacante trabalhador, completo e ponta de lança fixo, mas em nenhuma ele engrenou.

Fico no aguardo da continuação de sua saga. Novamente, parabéns!!

Comigo ele rendeu mais como Ponta de Lança, especialmente com outro jogador perto pra dar um suporte, ajudar a puxar a marcação e liberar espaço pra ele. Além disso, como Ponta de Lança ele também tenta bastante quebrar as linhas e sair cara a cara com o gol.

Vou tentar postar uma vez por semana. Valeu!

Em 21/07/2019 em 17:13, Henrique M. disse:

Boas apostas e gostei que trouxe o Vermaelen pela experiência. O grupo na Champions só tem o Bayern de força expressiva, logo, dá para passar e armar um salseiro nas oitavas.

Pior que não deu hahaha
Mas vida que segue. Vamo tentar a sorte na Liga Europa

Em 21/07/2019 em 09:07, Vannces disse:

Atualizando a leitura, achei interessante que na temporada passada, conseguiu identificar a necessidade de mudança tática, tanto que acabou fazendo ótimas partidas no final, o que lhe garantiu a classificação para a competição continental.

Depois as contratações foram pontuais, já que dinheiro não cai do céu, rs. Esse jogador que veio do Legia, por exemplo, é uma belíssima contração, além de jovem com ótimos atributos, ele joga em uma quantidade de posições que podem te ajudar a temporada inteira em momentos de lesões de outros jogadores. O grupo da Champions parece não ser dos piores. E a boa notícia vem na infraestrutura, que como você disse, vem como objetivo desde início do save e é fato que isso lhe dará ainda mais força na sequência. Boa sorte.

Eu sinto que polonês pode virar nosso Lewandowski do meio campo hahaha Vamo ver o que dá, to com uma galera boa pra desenvolver aqui. Valeu!

Em 20/07/2019 em 14:08, Andreh68 disse:

Boa sorte na sua empreitada. Serão necessários paciência e determinação para atingir os objetivos.

Essa argumento para manter o Chiesa usei muito no meu save, e vem dando certo há algumas temporadas.

Valeu!!!

Link to comment
Share on other sites

Para times médios a nível internacional, normalmente é bom cair para a Europa League, pois é geralmente mais acessível e tem a oportunidade de levantar o troféu. Entretanto infelizmente tu deu azar em pegar o United. No mais excelente campanha no Nacional. 

 

Link to comment
Share on other sites

Eu não estava entendendo a decepção, pela campanha na Liga.

Agora na Champions que pipocada foi essa? Ia até dizer que fez de propósito, pra jogar a Liga Europa, mas trocar Frankfurt por Manchester não seria o caso.

Melhor aprender a dizer adeus já hahahah

Link to comment
Share on other sites

É, ganhar tudo não é obrigação, mas perder desse jeito em caso pro Shaktar não é legal. AI a incompetência é brindada pelo azar de encarar o o United, na UEL, nessa fase.

Paciência. De resto ta no script.

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Uma pena essa sequência difícil no final da temporada, que acabou fazendo com que a Juventus assumisse a liderança. Entretanto, mesmo com esse fato, ainda é uma brilhante campanha, ainda que achei que dava para ter sido a segunda força no seu grupo da Champions. Mas ao menos tem uma chance de título na UEL, se passar pelos diabos vermelhos.

Link to comment
Share on other sites

Joga muito melhor fora de casa do que dentro. Todas as chineladas que levou foram em casa, aliás. O que explica tanta diferença nos resultados?

Bem, perder pra Juventus e Lazio em casa no estágio da Fiorentina não é exatamente um desastre, e o Pescara Calcio, apesar de recém-promovido, vem numa ascensão, pois está em 8th disputando vaga na Europa League. Mas a goleada contra o Shaktar me parece mostrar que o problema é mesmo tático, mas talvez não por desgaste, mas por ser vulnerável de algum jeito quando joga em casa (contra-ataque?), já que fora está indo muito bem: venceu 9 fora, empatou 2 e só perdeu pro Bayern. Inclusive no período de tragédia, continuou a vencer 4 ou 5 seguidas fora de casa e empatou com o Milan.

 

Link to comment
Share on other sites

O time parece mais frágil dentro de casa do que fora e isso tá prejudicando bastante as pretensões do time, visto que fazer resultado dentro dos seus domínios é algo de essencial para um time que quer vencer, a forma como se complicou na UCL definitivamente faz com que o treinador tenha uma reflexão do porque o estilo tático do time não flui dentro de casa. Mesmo com o momento irregular que viveu dentro da Serie A, o time se mantem bem dado as expectativas iniciais. 

Link to comment
Share on other sites

Pensando pelo lado positivo, vai ter mais tempo para recuperar os jogadores entre um jogo e outro no segundo semestre, podendo assim se manter no topo. Mas tem que tomar cuidado para a fase não ficar ruim com estas 3 partidas sem vencer no final do semestre. 

Link to comment
Share on other sites

fiorentina-banner-1ca71c4b0fc3106e8.png

Capítulo 6 - Fizemos o melhor que dava com esse ataque inoperante!

Se a primeira parte da temporada foi cheia de altos e baixos, na segunda mantemos o padrão. Começamos na baixa e depois o time melhorou. A maior dificuldade continua sendo fazer o ataque funcionar de maneira consistente. Na janela de transferências, trouxemos o lateral direito holandês D. Dumfries, que jogou muito bem até sofrer uma grave lesão.

Copa Itália

Mais um ano em que nossa participação no torneio foi abreviada. Fomos até a capital e perdemos de 1 a 0 num jogo em que o time até jogou alguma coisa e controlou o jogo, mas foi inoperante no ataque.

Por fim, a taça ficou com a Lazio e podemos dormir com a desculpa de que "pelo menos perdemos para os campeões".

Copa-Italia7858fbd3fec1974d.png

Liga Europa

Já adianto que a nossa participação na Liga Europa foi o que todo mundo esperava: o Manchester United venceu os dois jogos. No primeiro tentamos segurar ao máximo o jogo na Itália. Mas uma ingrata falha de Vermaelen permitiu o gol de Rashford.

No segundo, fomos à cinzenta Manchester com sangue nos olhos em busca de um milagre. O time martelou, martelou e martelou. Mas estava muito difícil fazer um gol. E como diria o ditado: quem não faz, toma. Lingard marcou no final e enterrou nossos sonhos. Nossa participação na Europa termina aqui.

Acho que vale o destaque ao Lyon campeão da Liga Europa e à Juventus vice-campeã da Champions.

Chaveamento Liga Europa | Chaveamento Champions League

Campeonato Italiano

O segundo turno começou difícil. Emendamos em janeiro uma sequência de sete jogos sem vitórias, que vinha desde dezembro. La Viola, que a princípio parecia capaz de disputar o título caiu até a sétima colocação.

Até que em fevereiro, uma chave foi virada no time.

Abandonamos a ideia de começar os jogos num 442, jogando num jogo mais direto, e mudamos de vez para um 4123, com dois Mezzalas controlando bem a posse de bola. Deu resultado, ganhamos alguns jogos, mas quando o time começou a melhorar, tivemos um empate contra o lanterna Verona.

Depois disso, veio um mês de março absurdamente difícil com jogos contra Roma, Inter, Torino e Napoli. Todos esses times estavam no páreo para as vagas na UCL. Vencemos 2, perdemos 2. Inclusive, mantemos a freguesia para o Napoli que vem desde que assumi: 4 jogos, 4 derrotas, 4 gols de Dries Mertens.

Fechando o campeonato, em abril o time engrenou: 7 jogos sem perder, com 6 vitórias e 1 empate. Com isso, o time foi catapultado até a terceira colocação e a vaga para a UEFA Champions League foi mais uma vez garantida.

Por fim, fomos para a última rodada depois que todos os outros times tinham jogado. A Juventus precisava empatar para ser campeã. Nós já tínhamos o terceiro lugar garantido. Devo dizer que tentamos ao máximo impedir que a Velha Senhora mantivesse a sua supremacia no Calcio. Seria menos pior se o título ficasse com a Inter, do que com a Juve. Mas não deu. Em Turim eles jogaram demais e massacraram nosso time.

classificacao-18-19aeae9111732c649e.png

segundo turno - italiano

Análise da Equipe

  • Mais um ano em que Biraghi foi o destaque. O lateral até mesmo foi alçado ao time do campeonato!

  • Chiesa, Veretout e Benassi produziram bastante. Simeone mais uma vez foi nosso artilheiro.

  • Szymanski surpreendeu muito positivamente na forma como ele foi capaz de jogar bem tanto como ponta esquerda ou como mezzala quando foi necessário. Principalmente quando Benassi se machucou. Xadas e Saponara infelizmente não tiveram muito espaço no time. Ontiveros e Eysseric ofereceram cobertura nas pontas, mas eu fiquei decepcionado de forma geral com as atuações de Ontiveros.

  • Noorgard foi o melhor volante possível quando mudamos a formação do time.

  • Já o meia Diakhaté teve atuações sólidas quando entrou e está mostrando boa evolução.

  • Gabriele Gori e Joveljic começaram participando bastante do time, mas foram perdendo espaço quando passei a escalar apenas um centro avante.

  • Por fim, na defesa, acho que encontrei um bom lateral direito no meio da temporada em D. Dumfries. O holandês cumpriu bem suas obrigações antes de se machucar seriamente no final da temporada.

  • Vermaelen anunciou aposentadoria e com isso, teremos que buscar mais um zagueiro para compor o elenco, além disso, falta outros reservas nas laterais. De resto, a dupla Markovic e Milenkovic é o futuro da nossa zaga. Os jovens sérvios se entrosaram e com A. Lafont atrás, contribuíram para que mantivéssemos uma das melhores defesas do campeonato. Quando Lafont se machucou ao final da temporada, Dragowski o substituiu muito bem.

De resto, no time titular a defesa me parece sólida o bastante e com muito futuro pela frente. No meio campo, vejo possibilidade de trazer um volante melhor. Para o ataque, vou tentar manter Chiesa e Simeone no time. Com Simeone eu fico relativamente tranquilo, pois caso saia, pode ser substituído por Joveljic. Já o Chiesa será difícil de repor. E o craque até mesmo já demonstrou o desejo de ir embora.

Por fim, para a Euro, tivemos os seguintes jogadores convocados:

convocados-para-a-euro63ed429f821cee2c.png

Informações Adicionais

Edited by thaumaturgo
Link to comment
Share on other sites

Em 24/07/2019 em 00:23, OBiotecnologista disse:

Para times médios a nível internacional, normalmente é bom cair para a Europa League, pois é geralmente mais acessível e tem a oportunidade de levantar o troféu. Entretanto infelizmente tu deu azar em pegar o United. No mais excelente campanha no Nacional. 

 

Pois é. O pior é que vários outros times muito bons caíram no torneio também: Napoli, Tottenham, Atlético de Madrid(campeão espanhol da temporada). Mas conra o Man Utd não tinha condição. 

 

Em 24/07/2019 em 12:04, Neynaocai disse:

Eu não estava entendendo a decepção, pela campanha na Liga.

Agora na Champions que pipocada foi essa? Ia até dizer que fez de propósito, pra jogar a Liga Europa, mas trocar Frankfurt por Manchester não seria o caso.

Melhor aprender a dizer adeus já hahahah

ahahahaha, pois é. Agora é tentar a sorte na temporada que vem

Em 24/07/2019 em 15:11, Andreh68 disse:

É, ganhar tudo não é obrigação, mas perder desse jeito em caso pro Shaktar não é legal. AI a incompetência é brindada pelo azar de encarar o o United, na UEL, nessa fase.

Paciência. De resto ta no script.

😕 sim, o jogo contra o Shaktar tava na nossa mão. Era só segurar  e administrar. Pena que os jogadores ficaram nervosos e não entenderam isso. 

Em 24/07/2019 em 15:46, Henrique M. disse:

Uma pena essa sequência difícil no final da temporada, que acabou fazendo com que a Juventus assumisse a liderança. Entretanto, mesmo com esse fato, ainda é uma brilhante campanha, ainda que achei que dava para ter sido a segunda força no seu grupo da Champions. Mas ao menos tem uma chance de título na UEL, se passar pelos diabos vermelhos.

Não deu pra passar pelos diabos vermelhos. Mas achei surpreendente o título ter ficado com o Lyon. Se a gente tivesse passado, dava pra sonhar mesmo hahahaha

Em 24/07/2019 em 18:32, Lanko disse:

Joga muito melhor fora de casa do que dentro. Todas as chineladas que levou foram em casa, aliás. O que explica tanta diferença nos resultados?

Bem, perder pra Juventus e Lazio em casa no estágio da Fiorentina não é exatamente um desastre, e o Pescara Calcio, apesar de recém-promovido, vem numa ascensão, pois está em 8th disputando vaga na Europa League. Mas a goleada contra o Shaktar me parece mostrar que o problema é mesmo tático, mas talvez não por desgaste, mas por ser vulnerável de algum jeito quando joga em casa (contra-ataque?), já que fora está indo muito bem: venceu 9 fora, empatou 2 e só perdeu pro Bayern. Inclusive no período de tragédia, continuou a vencer 4 ou 5 seguidas fora de casa e empatou com o Milan.

 

 

Em 25/07/2019 em 13:14, PauloLima13 disse:

O time parece mais frágil dentro de casa do que fora e isso tá prejudicando bastante as pretensões do time, visto que fazer resultado dentro dos seus domínios é algo de essencial para um time que quer vencer, a forma como se complicou na UCL definitivamente faz com que o treinador tenha uma reflexão do porque o estilo tático do time não flui dentro de casa. Mesmo com o momento irregular que viveu dentro da Serie A, o time se mantem bem dado as expectativas iniciais. 

Contra o Shakar eu tinha montado o time num 4123 com um regista(médio criativo), que era minha segunda formaçaão. Acho que isso fez o time ficar muito aberto. Tanto que o primeiro gol surge num contra ataque pelo meio. Na segunda metade da temporada, eu troquei de vez pra essa formação, mas ao invés de jogar com um volante como Regista(médio criativo), eu fiz ele jogar como construtor de jogo recuado. Com o volante assumindo menos riscos o time ficou estável e aí não falhamos tanto defensivamente. 

Em 31/07/2019 em 02:37, arecibo8 disse:

Pensando pelo lado positivo, vai ter mais tempo para recuperar os jogadores entre um jogo e outro no segundo semestre, podendo assim se manter no topo. Mas tem que tomar cuidado para a fase não ficar ruim com estas 3 partidas sem vencer no final do semestre. 

Ficou bem ruim durante muito tempo hahahaha
Mas depois deu bom. O time foi melhorando. Mas ainda não tá jogando do jeito que eu quero. 

Link to comment
Share on other sites

  • marciof89 changed the title to Fiorentina: Reerguendo a Itália
  • marciof89 locked this topic
Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

  • Similar Content

    • Nei of
      By Nei of
      “Depois de maio de 1940, os bons tempos se acabaram: primeiro a guerra a capitulação, seguida da chegada dos alemães. Foi então que, realmente, principiaram os sofrimentos dos judeus. Decretos anti-semitas surgiam, uns após os outros, em rápida sucessão. Os judeus tinham de usar, bem à vista, uma estrela amarela; os judeus tinham de entregar suas bicicletas; os judeus não podiam andar de bonde; os judeus não podiam dirigir automóveis. Só lhes era permitido fazer compras das três as cinco e, mesmo assim, apenas em lojas que tivessem uma placa com os dizeres: LOSA ISRAELIA. Os judeus eram obrigados a se recolher a suas casas às oito da noite, e, depois dessa hora, não podiam sentar-se nem mesmo em seus próprios jardins. Os judeus não podiam frequentar teatros, cinemas e outros locais de diversão. Os judeus não podiam praticar esportes publicamente. Piscinas, quadras de tênis, campos de hóquei e outros locais para a prática de esportes eram-lhes terminantemente proibidos. Os judeus não podiam visitar os cristãos. Só podiam frequentar escolas judias, sofrendo ainda uma série de restrições semelhantes.
      Assim, não podíamos fazer isto e estávamos proibidos de fazer aquilo. Mas a vida continuava, apesar de tudo Jopie costumava dizer-me: _ A gente tem medo de fazer qualquer coisa porque pode estar proibido. _ Nossa liberdade era tremendamente limitada, mas ainda assim as coisas eram suportáveis.” Diário de Anne Frank, págs. 11 e 12.
       
      Não possuo qualquer ligação com a comunidade judaica, nem ascendência ou apreço maior por algum clube com tal relação. Por outro lado, os absurdos cometidos pelos nazistas foram muito bem documentados para não deixar ninguém incauto. Nada obstante, a idiotice humana aparece com mais força em tempos e situações de escassez (econômica, política, cultural...), portanto não me surpreendem que manifestações preconceituosas se reciclem em nossa história.
      A não ser que cheguemos em um tempo de disponibilidade total de recursos (o que considero improvável), entendo que o preconceito sempre existirá, transmutando-se em mentes fracas e com medo. Sim, o preconceito é a voz do medo e faz do ódio seu fio condutor. Por isso, não consigo ver muito sentido na frase comum: “não acredito que em 2019 alguém ainda pense assim”. Pois pensamos absurdos todo santo dia e o melhor que podemos fazer é explorar nossas opiniões, amadurecê-las e buscar evoluir – a expressão preconceituosa é imatura, fechada em si mesma e irracional.
      Apesar de não ser judeu, meu nome – para quem ainda não sabe – é Israel (tambores de revelação). O livro da Anne Frank chegou agora em minha vida e a genialidade, sensibilidade e capacidade de transmitir a crueldade e dor de um período com a sutileza do olhar de uma criança de 13 anos, me tocou demais.
      Pensei, portanto, em fazer uma jornada entre Alemanha e Holanda, lugares por onde Anne passou. Mas como ficaria um tanto limitado, decidi que vou começar de baixo, trabalhando em clubes com ligações à comunidade judaica, especialmente em Alemanha, Holanda e Israel, eventualmente jogando em algum clube dos EUA. O objetivo é chegar ao topo da carreira treinando Ajax e/ou Tottenham.
      A princípio começaria em Frankfurt, mas não consegui encontrar na base de dados (German System Football League - dica muito boa do @Johann Duwe) que estou utilizando o FC Gudesding Frankfurt, um clube criado por amigos judeus em Frankfurt an Main, cidade de nascimento de Anne. Enquanto procurava, me chamou atenção o TuS Makkabi Berlin e é por lá que vamos começar. Ou melhor, por onde Pedro Van Pels vai começar sua carreira.
       
      Makkabi Berlin
      Fundado em 1898, o clube antecessor Bar Kochba Berlin era uma das maiores organizações judaicas do mundo em 1930, com mais de 40.000 membros de 24 países, parte do movimento geral de Bar-Kochba destinado a promover a educação física e a herança judaica. O clube organizou equipes em vários esportes, incluindo um time de futebol que competiu nas ligas da cidade entre 1911 e 1929. Em 1924, Lilli Henoch, recordista mundial de eventos de discus, arremesso de peso e revezamento de 4 × 100 metros, treinou as mulheres. (Henoch foi assassinada pelos nazistas em um gueto próximo a Riga, Letônia, em 1942).
      Em 1929, o Bar Kochba fundiu-se com o Hakoah Berlin para formar o clube esportivo Bar Kochba-Hakoah . O lado Hakoah teve um sucesso cada vez maior, conquistando três campeonatos consecutivos na divisão inferior entre 1925 e 1927. Eles eram promovidos a cada vez até que, em 1928, jogavam futebol de primeira linha. O lado recém-combinado continuou a competir como Hakoah depois de 1929.
      A ascensão ao poder dos nazistas no início dos anos 30 levou à discriminação contra judeus e, em 1933, as equipes judias foram excluídas da competição geral e limitadas a jogar em ligas ou torneios separados. Em 1938, as equipes judaicas foram banidas imediatamente, quando a discriminação se transformou em perseguição.
      Em 26 de novembro de 1970, o TuS Makkabi Berlin foi formado a partir da fusão da Bar-Kochba Berlin (ginástica e atletismo), Hakoah Berlin (futebol, restabelecido em 1945) e Makkabi Berlin (boxe).
      Aparentemente não possui quaisquer títulos, mas poderei descobrir mais sobre o clube no decorrer.
      O clube joga a Berlin Liga, que faz parte do sexto nível do futebol alemão, tendo o seguinte caminho de ascensão:

       
      Índice:
      Histórico:
      Ligas selecionadas:
       
    • AllMight
      By AllMight
      A REENCARNAÇÃO DO HERÓI
      Olá, aqui estou de volta, já faz algum tempo que estava planejando este save mas nos últimos meses não tinha motivação para jogar FM novamente, isso tudo voltou quando estava com um PC velho e resolvi baixar o FM13 para passar um tempo, foi baixar o game e vontade de jogar veio com tudo pra cima de mim. Isso já faz um tempo, fui me segurando para não começar o save sem um formato estabelecido e conversando com um pessoal daqui da área e especialmente o @Tsuru fui estabelecendo as diretrizes do save.
      O save será totalmente dentro da Dinamarca, embora eu tenha carregado mais algumas ligas elas estão como "ver apenas", e terá como objetivo principal treinar a Seleção Dinamarquesa e superar a melhor campanha da seleção em Copas do Mundo, mas para isso preciso percorrer um longo caminho, meu treinador começará sua jornada com 20 anos e sem qualificações anteriores e com um passado somente no futebol amador. O nome dele será Holger Dasnke, o mesmo nome do herói que segundo a lenda quando a Dinamarca passar por um perigo iminente ele levantará do seu trono e libertará a nação.

       
      DIRETRIZES DO SAVE
      Não sair dos clubes pedindo demissão ou se candidatando a outros clubes, só sair em fim de contrato ou sendo demitido. Não assumir clubes de divisões superiores ao meu antigo clube. Na primeira divisão até ganhar um título nacional, só assumir clubes que acabaram de subir ou da segunda divisão. Não assumir a seleção principal da Dinamarca sem antes ganhar um título nacional de primeira divisão. Não usar a barra de pesquisas para contratação de jogadores/staff, usar somente a base de dados fornecidas pelos olheiros do clube e pelos agentes.  
      OBJETIVOS DO SAVE
      Ganhar o Campeonato Dinamarquês Ganhar a Eurocopa Ganhar as Olimpíadas Chegar em uma Semi-Final de Copa do Mundo  
      ÍNDICE
      Temporada 1
      O primeiro emprego
      Os heróis improváveis
      Uma contratação mágica: Ibra chega ao Kolding!
      Um pistoleiro sem balas
      Temporada 2
      Seguindo os passos do mestre Fernando
      Um segundo turno complicado
      Um pouco de esperança
      Temporada 3
      Início muito promissor
      Consistência
      A primeira conquista do herói
      Temporada 4
      Novo lar
      Os verdes
      Trapalhões
      O azarado
      Temporada 5
      Começo decepcionante
      Um leve progresso
      A maldição da décima colocação
      Temporada 6
      O herói ainda resiste...
      Temporada 7
      De volta ao lar
      Os primeiros jogos
      O fim da batalha
      Temporada 8
      Lutando contra leões
      Choque de realidade
      De volta ao jogo
      Relações estremecidas
      Correnteza alviceleste
      Temporada 9
      Olá, Superliga!
      Recorde negativo
      Saco de pancadas
      Temporada para esquecer
      Temporada 10
      Convite inusitado
      Mudanças à vista
      A volta das férias
      A decisão
       
      RETROSPECTIVAS
      Retrospectiva 2018-2023
      Retrospectiva 2023-2028
       
      HISTÓRICO DE CLUBES
      Kolding BK (2019 - 2022)
      (2019/20) 15º na 2. Division / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen
      (2020/21) 7º na 2. Division / Eliminado na Segunda Eliminatória da DBU Pokalen
      (2021/22) 1º na 2. Division 🏆 / Eliminado na Segunda Eliminatória da DBU Pokalen
      Viborg FF (2022 - 2024)
      (2022/23) 3º na NordicBet Liga 🥉 / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen
      (2023/24) 5º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen 🥉
      Hobro IK (2024 - 2025)
      (2024/25) 6º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen 🥉 Assumiu na semi-final
      FC Helsingør (2026 - 2029)
      (2025/26) 3º na NordicBet Liga 🥉 Assumiu em 5º / Eliminado nas oitavas de final da DBU Pokalen Assumiu com o clube já eliminado 
      (2026/27) 1º na NordicBet Liga 🏆 / Eliminado nas quartas de final da DBU Pokalen
      (2027/28) 12º na Superliga / Eliminado na segunda eliminatória da DBU Pokalen
      (2028/29) 4º na NordicBet Liga / Eliminado na semi final da DBU Pokalen
       
      TÍTULOS DO TREINADOR
      2. Division
      (2021/22) Kolding BK
      NordicBet Liga
      (2026/27) FC Helsingør 
       

    • Leho.
      By Leho.
      📆 Hoje, 11/07
      ⏰ 16h (Brasília)
      📺 SporTV e Globo
      🗣️ Árbitro Bjorn Kuipers, 🇳🇱
      🏟️ Wembley Stadium
       
       
      Escalações logo mais.
    • Leho.
      By Leho.
      Promessa de ser um bom jogo. Realidade: jogo truncado no meio-de-campo com poucas chances de gol, hahahaha.
      Itália pra mim tem um LIGEIRO favoritismo, por aquilo que já mostrou nessa Euro e pela invencibilidade histórica que vem construindo até antes da competição. Bélgica tem (ótimas) peças que podem desequilibrar, e isso equipara as forças.
    • Leho.
      By Leho.
      🗓️ Hoje, 11/06
      ⏰ 16h
      📺 SporTv
      🏟️  Estádio Olímpico (Roma)
       
       
×
×
  • Create New...