Jump to content

Football Leaks irá fazer revelações importantes nos próximos dias


VitorSouza

Recommended Posts

A quem quiser ler o texto do Spiegel sem o bloqueador de AdBlock, aqui. Atenção para este trecho:

Citar

that FC Bayern Munich checked whether and how it could leave the Bundesliga to join a European "Super League;"

that FC Bayern explored its legal options for withdrawing its players from the German national team;

that Rummenigge's closest confidante negotiated a reform with the football association UEFA, which has made rich clubs even richer and competition in Europe even more unfair;

that at the same time, the Bavarians made plans to reverse this very reform;

that Bayern Munich, together with 15 other leading European clubs, appears on a draft of a "binding term sheet," which foresees the creation of a European Super League;

and that this term sheet, according to a draft, is intended to be signed in November 2018.

Já saiu coisa importante na imprensa brasileira, e são acusações sérias:

'Football Leaks' revela que Uefa encobriu doping financeiro ilegal de PSG e Manchester City - ESPN Brasil


Trivela soltou um texto muito bom sobre o assunto também.

Football Leaks aponta que Uefa acobertou fraudes financeiras de PSG e Manchester City

Link to comment
Share on other sites

Sobre PSG e City, nem vale pro bingo, tava na cartela de todo mundo.

O City ao menos investiu bastante em estrutura pra tentar dar uma maqueada mas ainda assim, foram anos de gastos exorbitantes.

 

A Super Liga também é assunto antigo. Até achava que teriam mais de 15 clubes comprometidos, mas é bom finalmente termos informações mais precisas.

 

O negócio de tirar jogadores de Seleções (imaginando que o Bayern é só o pioneiro), sim, é o que poderia implodir muita coisa aí. Seria triste porque a Euro e a Copa do Mundo são competições emocionantes de acompanhar mesmo como "neutro" mas por outro lado o futebol de seleções não é interessante fora daí...

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Meu sentimento com relação a essa "bomba" de PSG e City.

images?q=tbn:ANd9GcTT4do4KfaGLvNGpb0qvVU

Link to comment
Share on other sites

O que o Football Leaks revela sobre os planos de uma Superliga Europeia - Trivela

Alguns destaques meus:

Citar

Era um plano que ia de encontro a Karl-Heinz Rummenigge, chefe-executivo do Bayern e então presidente da Associação Europeia de Clubes (ECA) – entidade que representa 232 agremiações. Em fevereiro 2016, não coincidentemente, o ex-atacante defendeu abertamente a ideia da Superliga. Sua posição ecoou através de Andrea Agnelli, que se tornaria seu substituto na entidade meses depois. O que a maioria dos clubes representados pela ECA talvez não soubessem é que os dirigentes arquitetavam projetos também às escondidas.

[...]

Ainda conforme a publicação, o interesse dos clubes não se concentra necessariamente em melhorar o futebol, e sim em aumentar suas margens de lucro. Com as hegemonias nas principais ligas nacionais da Europa, a Superliga seria o caminho para que o tédio não afetasse o espetáculo dos gigantes. Em 2015, ganharam o reforço de Charlie Stillitano, responsável por alguns dos principais eventos do “soccer” que ocorreram nos Estados Unidos a partir dos anos 1990.

[...]

Como um cartel, exploravam as possibilidades com a Superliga, sem deixar de fazer seu jogo duplo ao lado da Uefa. Posteriormente é que Gerlinger faria sua consulta sobre os entraves legais que o novo torneio poderia enfrentar – desde a responsabilização por perdas financeiras da Uefa à anulação de contratos dos atletas. Já Rummenigge alinhava publicamente a ECA à Uefa, como se a entidade que ele presidia estivesse comprometida a realizar uma “evolução” nas competições continentais. Um mês depois do e-mail de Gerlinger, o Bayern recebeu a resposta dos advogados sobre os possíveis obstáculos legais da Superliga. Havia segurança de que Uefa ou Fifa não poderiam impedir uma debandada.

[...]

A permanência na Champions, naquele momento, dependeria de algumas condições. A competição seria reduzida a 24 participantes; equipes bem-sucedidas no passado deveriam ter lugares privilegiados no torneio; os finais de semana também ganhariam partidas, enquanto o horário dos jogos passaria a ser regido para atender o mercado global na televisão, visando Américas e Ásia; e, sobretudo, os clubes ganhariam poderes para controlar a competição ao lado da Uefa. Assim, as potências teriam mais influência sobre o poder direto e sobre o dinheiro. Era uma alternativa menos drástica que a Superliga, embora resultasse em benefícios claros. Pior aos demais clubes representados pela ECA, ignorados por seu próprio presidente.

[...]

Real Madrid, Barcelona, Manchester United, Juventus, Chelsea, Arsenal, Paris Saint-Germain, Manchester City, Liverpool, Milan e Bayern de Munique são os 11 fundadores. Atlético de Madrid, Borussia Dortmund, Olympique de Marseille, Internazionale e Roma entrariam como cinco convidados.

[...]

A Superliga teria uma temporada regular e, posteriormente, mata-matas. Também existem planos para criar uma outra Superliga, uma espécie de segunda divisão. Os participantes desta poderiam disputar o acesso, mas apenas contra os cinco convidados.

Cortina de fumaça? PSG ameaça levar caso do Fair Play Financeiro da Uefa para o TAS - Trivela

Citar

Pode parecer piada, mas o Paris Saint-Germain está ameaçando entrar com um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) contra as medidas do Fair Play Financeiro tomadas contra o clube. A Uefa decidiu reabrir o caso do clube francês, analisando suas contas por irregularidades. Na sexta-feira, documentos do Football Leaks mostraram que o PSG descumpriu os regulamentos do FFP e a Uefa entrou em acordo para que o clube não fosse punido de forma rigorosa, como a expulsão da Champions League. Basicamente, os documentos acusam os franceses de fraude.

[...]

O acordo do PSG com a Uefa inclui uma recomendação que a entidade fez para que o clube não renove o seu contrato com a Qatar Tourism Authority quando ele expirar, em 2019. A razão é simples: o valor do contrato foi considerado inflado artificialmente, acima do valor de mercado. Com isso, é muito mais provável que um grande jogador do PSG seja vendido como forma de recompor essa receita.

[...]

A Oryz Qatar Sports Investment, dona do PSG, teria injetado € 1,8 bilhão no clube desde que assumiu a gestão, em 2011, com ajuda do ex-presidente da Uefa, Michel Platini, assim como colaboração do ex-secretário-geral da Uefa e atual presidente da Fifa, Gianni Infantino. Há também suspeitas de envolvimento do ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, torcedor do clube e na época exercendo cargo público.

A reunião de Sarkozy com Platini e o emir do Catar, Tamim bom Hamad Al Thani, em 2010, teria sido uma forma de acertar que se o PSG fosse comprado e o canal catariano beIN Sports fosse lançado na França, Platini seria instruído a dar a sede da Copa 2022 ao Catar. Algo, aliás, que aconteceu, poucos meses depois, em dezembro de 2010. Platini foi um dos que votou pelo Catar e, segundo Joseph Blatter, então presidente da Fifa, foi quem fez lobby para que o país do Oriente Médio ficasse com a Copa, trabalhando nos bastidores com outros dirigentes.

Entidade que representa mais de 900 clubes europeus se opõe à Superliga - Trivela

Citar

Documentos do Football Leaks publicados pela revista alemã Der Spiegel mostram que os clubes mais poderosos da Europa estão se articulando para a criação de uma Superliga Europeia, o que seria uma ameaça ao futuro do futebol, de acordo com a Associação de Ligas Europeias, que representa 35 ligas profissionais em 28 países, chegando a um total de 939 clubes.

[...]

“A Associação de Ligas Europeias tem expressado, com consistência, sua forte oposição à criação de qualquer tipo de Super Liga fechada e com franquias. As Ligas apoiam o modelo esportivo europeu baseado em uma estrutura de pirâmide, na qual os mecanismos de promoção e rebaixamento e os méritos esportivos dos clubes estão no coração de qualquer competição”, afirmou a entidade.

“O futebol doméstico é o coração do jogo ao redor da Europa para todos os envolvidos com o futebol: jogadores, clubes, ligas, federações nacionais e, mais importante, torcedores. Propostas para uma Super Liga fechada teriam sérias e definitivas implicações para a sustentabilidade do futebol profissional em longo prazo na Europa”, completou.

[...]

E o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, prometeu lutar contra a ideia de uma Superliga fechada para convidados com todas as forças.

“Danificaria o futebol ao redor do mundo. Seria chato. Ver Juventus contra Bayern de Munique todas as semanas seria mais chato do que Juventus contra o Torino. Não é uma questão para mim que vou lutar e fazer tudo que posso contra uma liga dessas enquanto eu estiver aqui (na presidência da Uefa). Se estamos falando de um sistema fechado, podemos esquecer solidariedade e o desenvolvimento do futebol. No longo prazo, os clubes seriam os perdedores”, encerrou.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...
Citar

Football Leaks: Sergio Ramos testou positivo em exame antidoping após título da Champions

Como prometido, o Football Leaks revelou uma verdadeira bomba para o mundo do futebol, o zagueiro Sergio Ramos, 32, capitão do Real Madrid e da seleção espanhola, além de campeão da Copa do Mundo e tricampeão da Uefa Champions League, testou positivo no exame antidoping realizado após a conquista europeia dos madrinistas em 2017. Mas o caso foi abafado.

Documentos descobertos pelo Football Leaks revelam que o jogador foi convocado para realizar o exame após o Real ter derrotado a Juventus por 4 a 1, no Millennium Stadium, em Cardiff. A amostra de urina colhida foi analisada por um laboratório na cidade de Seibersdorf, na Áustria. Lá, descobriu-se que ela continha vestígios de dexametasona.

(...)

Mas a história de Sergio Ramos fica mais enrolada ainda a partir daí.

O jogador atribuiu a culpa ao médico do Real Madrid, que foi quem foi punido pela Uefa, entidade responsável pela organização da Liga dos Campeões. Assim, o caso envolvendo o capitão do clube campeão permaneceu escondido.

(...)

Fonte: ESPN (matéria completa no link)

Depois criticam a "conspiração" sobre favorecimento aos grandes clubes.

Mas pra pessoas como o @Vitor-17 não existe dopping nos esportes, o sistema é a prova de falhas. ?

Link to comment
Share on other sites

Fácil demais assim. Arrumam um bode expiatório e pronto.

E, mesmo se o médico que foi o culpado, como o clube não é? Não vejo como podem isentar o clube de culpa em caso de dopping se foi mesmo através de um funcionário. Não concordaria se fosse o cara tomando o remédio em casa por conta própria...

Link to comment
Share on other sites

A força que alguns clubes têm por baixo dos panos é muito louco. E isso é a nível mundial. Tem em tudo quanto é lugar.

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, SilveiraGOD. disse:

A força que alguns clubes têm por baixo dos panos é muito louco. E isso é a nível mundial. Tem em tudo quanto é lugar.

É a mentalidade "too big to fail". Com isso tendem a proteger os grandes em nome de supostamente garantir a visibilidade que eles trazem, como se não pudesse ser igualmente interessante ver eles se fudendo quando fizerem por merecer e, com isso, dando brecha pra outros ocuparem o lugar.

Link to comment
Share on other sites

8 horas atrás, Temujin disse:

Depois criticam a "conspiração" sobre favorecimento aos grandes clubes.

Mas pra pessoas como o @Vitor-17 não existe dopping nos esportes, o sistema é a prova de falhas. ?

Nem se sabe se isso é verdade e se for, qual foi o tipo de medicamento, haha.

Link to comment
Share on other sites

Estão matando o futebol pouco a pouco, mataram o futebol sul americano e ligas que tinham times fortes como a holandesa/portuguesa/escocesa. Os campeonatos nacionais na europa sempre foram elitizados, o problema é que essa elite diminuiu e a facilidade dos jogos grandes x pequenos ta chata(tirando PL).

O porto nunca mais ganha uma UCL como em 2003, mesmo o Porto sendo um bom time os tubarões contratam 22 jogadores top hoje em dia, além de ser preocupante a imprensa nem tocar nesse assunto. Só falam que o futebol europeu é maravilhoso, o problema que é maravilhoso em 8 times só.

Tomara que se confirme esse super liga de 15 times só, eu imagino que os campeonatos nacionais vão perder dinheiro e os times médios da europa vão perder força em relação aos grandes brasileiros e argentinos e ai o nivel aqui pode subir de novo. 

Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, tod disse:

Estão matando o futebol pouco a pouco, mataram o futebol sul americano e ligas que tinham times fortes como a holandesa/portuguesa/escocesa. Os campeonatos nacionais na europa sempre foram elitizados, o problema é que essa elite diminuiu e a facilidade dos jogos grandes x pequenos ta chata(tirando PL).

O porto nunca mais ganha uma UCL como em 2003, mesmo o Porto sendo um bom time os tubarões contratam 22 jogadores top hoje em dia, além de ser preocupante a imprensa nem tocar nesse assunto. Só falam que o futebol europeu é maravilhoso, o problema que é maravilhoso em 8 times só.

Tomara que se confirme esse super liga de 15 times só, eu imagino que os campeonatos nacionais vão perder dinheiro e os times médios da europa vão perder força em relação aos grandes brasileiros e argentinos e ai o nivel aqui pode subir de novo. 

Ou seja: que merda que mataram as ligas que tinham times fortes, como holandesa, portuguesa, escocesa, mas tomara que criem uma liga que vai terminar de matar elas e dar ainda mais poder pros tubarões que contratam 22 jogadores top's e menos poder para um Porto repetir a façanha do início do século.

 Faz sentido.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • David R.
      By David R.
      Eurocopa 2020/21
      Grupos:

       
      Data de Início: 11/06/2021
      Data da Final: 11/07/2021
       
      Por conta da pandemia, a competição de Seleções mais importante do continente Europeu foi adiada para 2021. Nesse ano, serão 12 sedes em 12 países diferentes:
      Grupo A - Roma (Itália) e Baku (Azerbaijão)
      Grupo B - São Petersburgo (Rússia) e Copenhague (Dinamarca)
      Grupo C - Amesterdã (Países Baixos) e Bucareste (Roménia)
      Grupo D - Londres (Inglaterra) e Glasgow (Escócia)
      Grupo E - Sevilla (Espanha), Londres (Inglaterra) e São Petesburgo (Rússia)
      Grupo F - Munique (Alemanha) e Budapeste (Hungria)
       
      Transmissão: Globo terá cinco jogos em TV aberta e fará SporTV ser "casa da Eurocopa"
    • Cadete213
      By Cadete213
      Olá pessoal. Seguindo o exemplo da Euroleague no Basket, onde as 18 melhores equipas jogam uma liga entre si, a duas voltas, e ainda participam nas ligas nacionais, eu sou a favor de criar uma competição semelhante no futebol.
      No basket, a Euroleague criou mais competitividade e passou a ser uma montra para as equipas da NBA, que estão sempre atentas e contratam jogadores. 
      No futebol, criaria também mais competitividade e teríamos grandes jogos todas as semanas. Reduziam as equipas nas ligas nacionais para 16 ou 18 e removiam a Taça da Liga (nos países que as têm). 
      Teria 18 equipas, com os 8 primeiros a se apurarem para uma espécie de final-eight, como fizeram na época passada. Durante uma semana, disputava-se 1/4 de final, semis e final, na mesma cidade.
      Os 2 últimos, eram removidos na época seguinte e substituídos pelos 2 finalistas da Liga Europa. Isto tornaria também a Liga Europa mais competitiva e interessante, com mais e melhores equipas. 
      Quais as 18 equipas que gostariam de ver se esta competição existisse?
    • Lowko é Powko
    • Leho.
      By Leho.
      https://www.uefa.com/uefanationsleague/
       
      Começou nessa última quinta-feira a segunda edição da Nations, e já teve clássicos pesados. A edição inicial deu bastante certo, com as seleções mandando a campo times competitivos e buscando bons resultados. Amistoso é coisa do passado, hahaha.
      Rodada 1 se encerra hoje (dia 5) e a rodada 2 será disputada na sequência, nos dias 6, 7 e 8 de Setembro.
       
      Tópico oficial pra discutirmos sobre os jogos e tudo mais.
    • David R.
      By David R.
      - A nova competição iniciará na temporada 2021/22 e receberá os clubes que não se classificaram para a Champions League e Europa League.
      - No caso da Nations League, as três primeiras divisões da competição passarão a ter 16 seleções divididas em 4 grupos. Com isso não haverá uma seleção de “folga” e dificultará a disputa de amistosos entre seleções europeias e de outros continentes. 
      - Com isso, Alemanha, Croácia, Islândia e Polônia, que foram rebaixadas, continuam na primeira divisão (na minha terra chamamos isso de tapetão) e Bósnia, Suécia, Ucrânia e Dinamarca se juntarão aos times da primeira divisão.
      Então, o que acharam? 
×
×
  • Create New...