Jump to content

PedroJr14
 Share

Recommended Posts

Em 01/11/2018 at 16:28, masterdungeom disse:

ótimo começo, o acesso deve vir de forma tranquila com titulo ou não

pegou uma pedreira na copa do rei heim ?

boa sorte estarei acompanhando 

Eu espero que o time não amarele mais na frente e essa boa campanha vá por água abaixo.

Uma hora essa pedreira ia chegar, já estávamos preparados pra a bomba.

Valeu por acompanhar!!

Em 06/11/2018 at 19:13, vinny_dp disse:

Caiu para quem tinha que cair na Copa del Rey e na Segunda B vem fazendo uma ótima sequência, sendo fortíssimo candidato ao acesso.

Vamos ver se surgem novos desafios na sequência.

Boa sorte.

Na verdade não caímos ainda, foi um equivoco. Ainda teremos o segundo jogo, quem sabe venha a virada histórica no Wanda Metropolitano. Lkkkkk

A equipe está bem, focada na liderança e não dá demonstrações de que vá ser ameaçado de fato. Acho que pelo menos a fase de grupos, a gente só perde pra si mesmo.

Os desafios eu também espero, acho que o maior é a dívida, como já falei. Grandes investimentos e grandes evoluções são praticamente impossíveis, enquanto essa dívida persistir.

Obrigado por acompanhar!

Link to comment
Share on other sites

Em 15/11/2018 at 19:15, thyagocda disse:

Começou bem... Boa Sorte na continuação.

Valeu, cara! Espero que sigamos bem assim.

Em 16/11/2018 at 11:13, LC disse:

Novidades Pedro?

Já tava no ponto de postar, mas apagou tudo. De hoje pra amanhã eu devo postar o novo capítulo.

Link to comment
Share on other sites

Não sabia que o Racing estava afundado nessa situação. Na torcida que ele volte a La Liga. Lembro que o Henrique (zagueiro corinthians) jogou lá, na época que eu gostava dele. 

Aquele começo nos amistosos foi pro pessoal te subestimar ou a palestra do presidente realmente te motivou? hahaha

Boa sorte.

Link to comment
Share on other sites

Em 23/11/2018 at 11:35, Neynaocai disse:

Não sabia que o Racing estava afundado nessa situação. Na torcida que ele volte a La Liga. Lembro que o Henrique (zagueiro corinthians) jogou lá, na época que eu gostava dele. 

Aquele começo nos amistosos foi pro pessoal te subestimar ou a palestra do presidente realmente te motivou? hahaha

Boa sorte.

Os amistosos foram realmente horríveis, só o presidente pra acordar a gente e mostrar o tamanho real do Racing, reacendendo a chama de torcedor que havia dentro do treinador. 

Valeu por acompanhar, Tmj!

Link to comment
Share on other sites

excelente começo, provavelmente subira com folgas ai na proxima temporada o bixo vai pegar 

boa sorte, acompanhando 

Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, masterdungeom disse:

excelente começo, provavelmente subira com folgas ai na proxima temporada o bixo vai pegar 

boa sorte, acompanhando 

Como eu já respondi em outros comentários, é depois dos grupos que as coisas ficam complicadas. Vamos trombar com outros times tradicionais e geralmente nos playoffs é que a coisa fica feia. Obrigado por acompanhar!

Link to comment
Share on other sites

  • AllMight changed the title to Alma Verdiblanca - Apagar em 23/12

I Temporada, Capítulo 2 - Uma semana em La Liga.

Real-Racing-Club-Santander.png

Com a liderança do campeonato em nossas mãos, cabia apenas a nós mesmos garantir a classificação para os playoffs e buscar o título do nosso grupo. A caminhada seria muito longa, ainda não havíamos chegado nem na metade do campeonato, mas a nossa campanha impressionante já chamava a atenção de jornalistas, que causavam alarde em todas as publicações. Estavam cobrando ao Racing não só o título do seu grupo, mas também o título da divisão, como se fosse tão simples. Ainda haveríamos de disputar a segunda partida contra o Atlético de Madrid, mas essa era só pra cumprir tabela.

Estádio El Toralín, Sábado, 21/01/2017. 15h30min.
-Botín: Já poderíamos ter aberto uma vantagem considerável ao Ponferrada, que tropeçou na última rodada, mas vocês me fizeram o favor de empatar com o penúltimo colocado... Agora é obrigação de vocês hoje voltar daquele gramado com a vitória. A nossa última derrota foi exatamente num jogo contra eles e eu espero que vocês estejam com sede de vingança essa tarde.
-Granero: É isso aí, pessoal. Vamos deixar todas as picuinhas pra lá, é hora de lutarmos todos de um lado só. Se algum jogador está insatisfeito com a reserva, que entre e mostre o seu valor no decorrer do jogo, pois cada um aqui é importante, todos tem contribuição nessa sequência de bons resultados. Talvez as vezes o professor Botín seja duro demais com as palavras, mas é para o nosso bem!
-Botín: Eu quero ver suor, se preciso eu quero ver sangue! Hoje é o primeiro jogo da vida que vocês terão, vão ter que se acostumar porque outros vão vir. Sei que não temos o vestiário mais amistoso, mas está chegando a hora de virarmos uma família, de deixarmos de lutar por si e passarmos a lutar por nós.

15h48min.

-Coulibaly: Profe! Tem um minuto?
-Botín: Claro, garoto!

-Coulibaly: Sei que não tenho sido muito profissional, mas é que tenho pensado muita coisa errada, não estou tendo paciência e com isso tenho colocado em risco o trabalho de todo o grupo. Peço perdão pelas reclamações e de agora em diante trabalharei mais e mais para voltar ao time titular.
-Botín: Isso é o que eu esperava de você. A sua hora vai chegar. Está quase na hora de subirmos para o banco, vamos lá desejar boa sorte ao time.

 

Transferências e Finanças

No próximo capítulo detalharemos melhor a situação financeira do clube que surpreendentemente melhorou por conta de alguns investimentos.

Sobre as transferências, contratamos dois jovens jogadores italianos para ajudar a fortalecer o nosso time de base, são eles o goleiro Davide D'Ambrosio e o zagueiro Alessandro Di Pasquale. Ambos estavam sem clube e chegaram sem nenhum custo ao Sardinero. A má notícia fica por conta da futura saída de Samuel Llorca, nosso zagueiro decidiu não renovar e partir para o PAOK da Grécia, no início da próxima temporada.

 

Jogos

[Dezembro]

Começamos dezembro com dois empates, o primeiro foi em 1x1 com o Mieres Deportivo e o segundo em 2x2 contra o Celta de Vigo B. Reencontramos o rumo das vitórias na partida contra o Guijuelo, onde Lauren Egea garantiu seu nome entre os marcadores pelo terceiro jogo seguido. De Guijuelo partimos para Madri, para o segundo confronto contra o Atleti.

Atletico de Madrid: Só um verdadeiro milagre nos colocaria na próxima fase da Copa del Rey e não é que começamos na frente? Logo aos 8 minutos, Samu Llorca aproveitou cobrança de escanteio para abrir o placar. Pena que a alegria só durou dois minutos, aos 10 Griezmann deixou tudo igual e logo aos 13 Fernando Torres virou o jogo para o time da casa. Não desistimos, buscamos o contra-ataque e encontramos aos 35 minutos uma boa jogada que acabou nos pés de Pau Migueléz que finalizou para empatar o jogo. Fomos para o intervalo em 2x2. Tinhamos que jogar mais do que jogamos na nossa vida inteira para conseguir essa classificação e adivinha o que aconteceu na segunda etapa???? NADA. Placar final, 2x2.

A.-Madrid---R.-Santander_-Geral-Vista-Ge

FC Barcelona: No nosso primeiro encontro com o gigante Barcelona, tomamos a famosa SAPATADA. Suarez (2x), Rakitic, Busquets e Digne marcaram para o barça. Podia ser mais, já que Léo Messi saiu machucado ainda no início do jogo.

R.-Santander---Barcelona_-Geral-Vista-Ge

Depois de passar os últimos 10 dias do mês jogando contra os gigantes espanhóis, era hora de voltar à realidade.

Dez162.png

 

[Janeiro]

Iniciamos o mês de janeiro com uma vitória por 2x0 sobre o Mutilvera e um empate em 0x0 com o penúltimo colocado, Coruxo. Coulibaly tumultuava o elenco com reclamações vindas da insatisfação de estar no banco, era hora de controlar as coisas, já que mais cedo ou mais tarde precisaríamos dele.

Ponferrada: A necessidade da vitória era grande, os 3 pontos trariam uma folga para a nossa equipe e nos deixaria mais tranquilos na ponta, mas sabíamos que o adversário era complicado. Num jogo que foi por vezes violento, tivemos que resistir à pressão do time da casa para poder segurar a vitória com um gol marcado por César Diaz, aos 18 minutos, em uma das nossas duas únicas finalizações no jogo.

Ponferrada---R.-Santander_-Geral-Vista-G

Neste mesmo mês, ainda venceríamos o Izarra por 2x0.

jan17.png

 

[Fevereiro]

O 0x0 contra o Arandina abriu o nosso mês, na sequência vencemos o Tudelano por 1x0 e o Pontevedra por 2x1.

Valladolid B: Fizemos um bom jogo contra o time B do Valladolid, não deixamos eles respirarem e o resultado saiu barato para o nosso adversário. Samuel Llorca está jogando um ABSURDO depois de acertar a saída para o PAOK, vai ser uma grande perca.

R.-Santander---Valladolid-B_-Geral-Vista

Fev2017.png

 

[Março]

Coulibaly aproveitou a sua chance contra o Cultura Leonesa e marcou, no empate em 2x2.

Burgos: Mais uma vez Coulibaly correspondeu e o Racing simplesmente passou por cima do Burgos. O atacante marcou três vezes, Diaz, Peña e seu substituto Egea completaram o placar da goleada.

 R.-Santander---Burgos_-Geral-Vista-Geral

Parece que gastamos os gols do mês no jogo contra o Burgos, empatamos em 0x0 contra o Lealtad e em 1x1 contra o Ferrol, permitindo uma aproximação do Ponferrada.

Mar2017.png

 

[Abril]

Atletico Pamplona: Voltamos ao caminho das vitórias com uma goleada. Díaz desperdiçou um pênalti logo aos 6 minutos, mas ainda na primeira etapa marcou duas vezes para se redimir. Rubio, contra, abriu 3x0 para a nossa equipe ainda no primeiro tempo. Nuha Marong diminuiu nos acréscimos da primeira etapa, mas Santi Jara fez o quarto e colocou números finais no jogo.
Atletico-Pamplona-B---R.-Santander_-Gera

Atletico-Pamplona-B---R.-Santander_-GeraEm seguida vencemos o Palencia por 1x0 e o Somoza por 2x0. Ainda enfrentaremos Mieres, Boiro e Guijuelo em abril, e por último o Celta de Vigo B já no mês de maio.

 

Competições

[Copa del Rey]

Villareal e Celta decidirão a Copa do Rei. O Barcelona foi eliminado pelo Lleida, na mesma fase que o Racing. Real Madrid e Atletico caíram na fase seguinte.

R.-Santander_-Competicoes-2.png

[Segunda División B1]

Com os últimos resultados, já estamos garantidos nos playoffs, tendo em vista que estamos 18 pontos na frente do quinto colocado e restam apenas 12 em disputa. Para chegarmos ao título precisamos de 2 vitórias e independente de quaisquer resultados conquistaremos o título do grupo.

Segunda-Divisao-Espanhola-B1_-Vista-Gera

 

Destaques

O destaque positivo fica por conta da nossa dupla de zaga. Samuel Llorca e Santamaría subiram muito de produção nessa segunda parte do campeonato, espero que o bom futebol se confirme nos playoffs e que eles nos ajudem na classificação para a segunda divisão. Outro jogador que vem bem é o atacante Coulibaly, que depois de ter causado alguns problemas aceitou o banco e conseguiu reconquistar o seu espaço marcandoa alguns gols importantes para a nossa equipe.


 

Link to comment
Share on other sites

I Temporada, Capítulo 3 - Separando os homens dos meninos.

Real-Racing-Club-Santander.png

Com a classificação para a próxima fase já garantida, precisávamos ratificar o título. A sequência não era complicada e os jornais já nos apontavam como campeões, mas o título da B1 seria só mais um passo para o acesso, os passos mais difíceis teriam que ser dados nos playoffs, onde teríamos que enfrentar os campeões da B2, B3 e B4. Estes outros grupos contavam com times como Real Madrid Castilla, Albacete, Barcelona B, Hércules e Real Múrcia, alguns destes já disputaram a primeira divisão algumas vezes. Logo trataram de estampar nos principais jornais da cidade algumas capas maldosas como "Vale a pena torcer? Vale a pena ir ao estádio" e "Uma campanha maravilhosa, não podem amarelar outra vez", nenhum elogio escapava de uma demonstração de desconfiança logo em seguida.

3:30 da manhã, 14/06/2017.
"Telefone de Botín toca, Alessandro Di Pasquale chamando...
-Botín: Mas o que diabos garoto, você sabe que dia é hoje?
-Di Pasquale: Eu sei Profe e é por isso que estou ligando. - disse Alessandro, com voz trêmula - Pode me escutar um minuto?
-Botín: O que houve, aconteceu alguma coisa que eu deva saber?
-Di Pasquale: Sim, já faz três dias que eu não consigo dormir, do último jogo pra cá isso tem sido habitual. Eu não posso ser relacionado hoje, eu não suporto a pressão. Os jornais estão me condenando, eu sou o grande vilão dessa história, já conversei com os meus pais, estou pensando em voltar para a Itália, eu não mereço tudo isso! - disse em prantos.
-Botín:
 Calma, garoto! Você não vai à Itália coisa nenhuma!
-Di Pasquale: Eu fiz uma grande besteira, coloquei um ano de trabalho à beira do abismo e não tem nem seis meses que eu cheguei aqui.
-Botín: Nesses meses que tem estado no clube, eu tenho te observado atentamente e se não achasse que você estivesse preparado, não teria te colocado em campo. Se alguém tem culpa nessa história sou eu. Você está relacionado para o jogo e tem toda a minha confiança para entrar de novo em campo se for preciso. Se eu te chamar, esteja de pé. É hora de fazer história, você está realizando o sonho pelo qual batalhou por toda a sua vida, me ajude a realizar o meu também. Você está livre para chegar mais tarde, precisa descansar, me mande uma mensagem quando acordar, se não estiver bem, simplesmente não vá. Mas eu confio em você."

11:30 da manhã, 14/06/2017.
"O telefone vibra, mensagem de Alessandro...
-Di Pasquale: 
Bom dia, profe! Já estou em El Sardinero. ;D"

 

Transferências e Finanças

Um milagre aconteceu, conseguimos salvar as nossas finanças. As dívidas já superavam os 5 milhões de Euros, mas o Grupo Santander resolveu intervir e por meio de investimentos diminuiu o rombo nos nossos cofres. As despesas totais do ano foram de €13.132.155,00 e tivemos como principais gastos os salários dos jogadores, o pagamento dos empréstimos e juros, os custos extraordinários, salários da equipe técnica e impostos.

R.-Santander_-Financas-Despesas.png

Do lado das receitas, tivemos um total de €12.962.969,00, sendo que as principais fontes de renda foram os investimentos, bilhetes anuais, bilheteria, patrocínio e merchandising.

R.-Santander_-Financas-Receitas.png

Chegamos para o final da temporada sem novas aquisições para o nosso elenco.

 

 

Jogos

[Abril e Maio, jogos finais da Liga]

Depois de vencer Atlético Pamplona e Palencia (capítulo anterior), continuamos a sequência de vitória contra o Somozas (será que só jogam meninas lá), 2x0. Ficaríamos dependendo apenas de uma vitória contra o Mieres Deportivo, para conquistar o título, empatamos em 1x1.

Boiro: Entramos em campo com a certeza do título, afinal estavam no gramado a equipe que precisava de 3 pontos para conseguir a campanha mais bem sucedida da história da Segunda División B1 e o último colocado do campeonato. Tomamos um SUFOCO DA PORRA!!! Pedro Beda abriu o placar para os visitantes aos 21 minutos, mas a alegria do Boiro durou pouco, já que aos 26 o lateral David Soto empatou o jogo, marcando um gol contra. Borja Granero ainda foi expulso no segundo tempo. O placar de 1x1 garantiu o título da B1 e a festa da torcida, já que o Ponferrada perdia pela segunda vez consecutiva e não nos alcançaria mais em número de pontos (a sequência ruim continuou nos playoffs).

R.-Santander---Boiro_-Geral-Vista-Geral-

Encerramos a nossa participação no grupo vencendo o Guijuelo, antes de acabar a sequência impressionante de jogos invictos perdendo na última rodada para o Celta de Vigo B.

abr-maio.png

 

[Playoffs]

A segunda B é dividida em 4 grupos (B1, B2, B3, B4), os campeões de cada grupo se classificam para um playoff com semifinal e final, os dois finalistas garantem vaga para a Segunda División. Do 2º ao 4º colocado de cada grupo se classificam para outro Playoff, as 12 equipes são sorteadas e duelam em ida e volta, os 6 vencedores se classificam e recebem os dois eliminados nas semifinais dos playoffs que envolviam os campeões de cada grupo. Estes jogam quartas de final e uma espécie de semifinal, onde os dois vencedores também garantem vaga para a Segunda.

Racing Santander, Real Madrid B, Alcoyano e Real Múrcia, foram os campeões dos seus grupos. Ponferrada, Arandina, Cultura Leonesa, Albacete, Toledo, Logronés, Llagostera, Barça B, Hércules, Cartagena, Granada B e Villanovense, foram os classificados para o segundo playoff.

Real Madrid B:

1º jogo
O sorteio nos colocou frente a frente com outro dos favoritos ao título da divisão, o Real Madrid B. Fomos ao estádio que leva o nome do lendário Alfredo Di Steffano, onde estavam mais de 8 mil merengues, apoiando como se fosse o time principal em campo. Perdemos Alvaro Peña e Jagoba Beobide para os playoffs, Santi Jara jogaria improvisado no meio campo, mesmo assim não tomamos conhecimento do adversário e abrimos o placar logo aos 14 minutos, quando Samu Llorca aproveitou cobrança de escanteio para colocar a bola no fundo das redes. O primeiro tempo terminou assim, a nossa equipe era melhor e o Castilla não conseguia acertar o gol. Héber balançou o travessão com um chutaço, antes de Coulibaly ser derrubado pelo capitão Hermoso, na tentativa do rebote. PÊNALTI PARA O RACING! César Diaz foi pra a bola e converteu. 70 minutos, 2x0 e classificação praticamente encaminhada. Aos 80 minutos, o ato que mudaria o jogo. Saíram Coulibaly, Aquino e Santamaría, entraram Egea, Abdón e Di Pasquale. Aos 86 Castañeda e Di Pasquale se desentenderam, a bola sobrou para Toni Segura, que com segurança fuzilou Iván Crespo, 2x1. UM MINUTO DEPOIS, o Castilla pressionou a saída, Corcolés recuou estranho, Di Pasquale tentou tirar no chutão antes que Campuzano chegasse, a bola explodiu em Corcolés e entrou no cantinho de Crespo, era o empate. Dois lances bizarros, que abalaram o nosso time, não atacamos mais até o fim do jogo, mas acabou mesmo 2x2, empate com gosto de derrota.

R.-Madrid-B---R.-Santander_-Geral-Vista-

 

2º jogo
Precisávamos ter a cabeça no lugar, o jovem Di Pasquale sofreu com as cobranças da imprensa durante a semana que precedeu o segundo confronto, era hora da redenção. Não podíamos desapontar os 21 mil presentes, quase a lotação completa do estádio. O jogo foi tenso, pegado, os meninos do Real nos envolviam e tínhamos que usar a força para pará-los. O primeiro tempo acabou em 0x0, muita tensão e silêncio no estádio, a segunda etapa foi ainda pior, mais faltas duras, já tínhamos 4 amarelados e Santi Jara estava exausto, correndo em uma posição que não era a sua. Mais uma vez, aos 80 minutos, a atitude que mudaria o jogo. Jara estava extenuado, não tínhamos opções para o meio campo, quem colocar? A única saída era colocar Granero saindo com a bola e Di Pasquale de volante (esse também era a nossa única opção defensiva), foi o feito! Di pasquale jogou 10 minutos defendendo com toda a segurança do mundo, nem parecia ter falhado no primeiro jogo. Aos 91 minutos, num ataque pela direita, Díaz carregava a bola em direção ao canto da área, Castañeda fez a ultrapassagem, o lateral adversário abriu um pouco para acompanhá-lo, Díaz viu as meias e o calção verdes no espaço que o adversário abriu e jogou a bola... Nos pés de Alessandro Di Pasquale. O zagueiro saiu cara a cara com o goleiro Rúben Yañez, que até então havia feito uma partida sem erros e era o melhor em campo, só que Di Pasquale estava disposto a tomar esse posto e com um chute cruzado, certeiro, bateu Yañez e explodiu o Sardinero! 1x0 classificação para a Segunda División e vaga na final garantida!!!

R.-Santander---R.-Madrid-B_-Geral-Vista-

 

Alcoyano

1º jogo
O Alcoyano vinha animado, depois de sair como azarão contra o Múrcia e perder em casa por 2x1, conseguiu vencer fora por 2x0 e garantir a vaga para a final. Nós também estávamos muito empolgados, pois havíamos calado a imprensa e todos os que torciam contra nós, agora era hora de garantir o título. Tomamos logo um baque aos 17 minutos, quando Jorge Hernandez venceu a zaga e tirou Iván Crespo, marcando 1x0 para o time da casa. A partir daí dominamos o jogo e perdemos algumas chances claras de gol, fomos péssimos no ataque, jogamos melhor, mas saímos de Alcoy derrotados para a loucura da imprensa anti-Racing.

Alcoyano---R.-Santander_-Geral-Vista-Ger

 

2º jogo
Sabíamos da superioridade da nossa equipe, isso ficou evidente no primeiro jogo, os jogadores foram blindados nos dias que antecederam a partida final e treinamos muito para reverter o resultado. Focamos nos erros do primeiro jogo e tratamos de transformá-los em acertos para o segundo. Mais de 21 mil pessoas lotaram o Sardinero, 4x mais do que havia no primeiro jogo da final, era hora de retribuir esse apoio. A bola rolou e a festa na arquibancada não parava e só aumentou, já que aos 17 minutos Castañeda foi à linha de fundo, cruzou e Coulibaly acabou o jejum de quatro jogos sem um gol de um centroavante. Três minutos depois Dani Aquino recebeu de costas para a zaga e só rolou para Granero, que vinha de trás e acertou uma pancada sem chances para o goleiro do Alcoyano, 2x0. Continuamos em cima e a situação melhorou ainda mais quando Fran Miranda foi expulso nos acréscimos do primeiro tempo. Ao fim do primeiro tempo o clima no vestiário era engraçado, parecia que todos tinham um grito preso na garganta, e havia um sentimento de felicidade misturado com angústia, pois sabíamos que era muito difícil o Alcoyano reverter a situação com um a menos em campo. Voltamos para o segundo tempo ainda em cima do adversário, sabíamos que um esforço a mais resultaria no terceiro, mas a expulsão de Llorca aos 74 minutos poderia ter acabado com tudo. Sorte que o adversário fazia uma partida péssima e o último prego do caixão foi batido aos 83 minutos, quando Dani Aquino cobrou uma falta perfeita no ângulo do goleiro Bañuz. O Racing Santander estava de volta à Segunda División e como campeão!

R.-Santander---Alcoyano_-Geral-Vista-Ger

CAMPEONES!!!!

R.-Santander_-Calendario-Senior-7.png

Competições

[Copa del Rey]

A nossa participação na Copa do Rei foi discreta, porém satisfatória. Atingimos a meta da diretoria e a meta que nós mesmos colocamos, devagar iremos evoluindo e conquistando o nosso lugar em fases mais agudas da competição.
A final foi realizada no Santiago Bernarbeu e o Villareal bateu o Celta por 1x0, no Santiago Bernarbeu. O Celta cometeu 2 pênaltis antes dos 10 minutos de jogo. O primeiro, aos 4 minutos, foi desperdiçado pelo capitão Bruno. O segundo, aos 7 minutos, foi convertido por Ádrian e ficou como gol do título. O Villareal ainda teve mais chances, só que não conseguiu ampliar a vantagem. É o primeiro título nacional do Submarino Amarelo.

Taca-do-Rei_-Vista-Geral-Fases.png

 

[Segunda B]

Conseguimos lograr o nosso objetivo saindo como grandes campeões da Segunda B. Foi um ano difícil, porque o elenco era muito limitado em número de opções, mas a grande maioria era de boa qualidade. Conseguimos uma sequência incrível, algo difícil de ser repetido, muito por conta da falta de qualidade dos adversários, mas tem que se dar crédito ao nosso trabalho também. Esperamos nos sair bem na próxima temporada e ir marcando aos poucos os nossos nomes na história do Racing Santander. A última eliminatória do segundo playoff colocou frente à frente Arandina x Castilla e Hercules e Logroñés. O Castilla triunfou sobre o Arandina por 4x3 no agregado, já Hércules e Logroñés ficaram empatados em 2x2 no agregado, o Hércules garantiu o acesso já que a regra determina que em caso de empate suba a equipe com ranking mais alto.

playoffs.png

 

Registros da temporada

- Mikel Santamaría recebeu o prêmio de melhor jogador do clube na temporada.
- Mohamed Coulibaly marcou 15 vezes e foi o artilheiro da equipe na temporada.
- Héber foi o maior garçom da equipe com 14 assistências.
- Ivan Crespo colecionou 22 jogos sem sofrer gols na liga.

- Lauren Egea foi eleito como a contratação do ano.
- Nilli ganhou jovem jogador do ano, no clube.
- Lauren Egea marcou o gol mais rápido da temporada contra o Izarra, aos 2 minutos e 7 segundos de partida.
- Alessandro Di Pasquale se tornou o jogador mais jovem a marcar pelo clube em toda a sua história, tendo apenas 17 anos e 54 dias no dia em que marcou pela semifinal da Liga.
Passamos 22 jogos sem perder na liga, do dia 3 de dezembro de 2016 ao dia 29 de abril de 2017.
O maior público registrado foi na partida contra o Atlético de Madrid, pela Copa do Rei, onde 21,792 pessoas assistiram o jogo, para uma renda de 285 mil Euros.
Melhor jogo: 6x0 contra o Burgos.
Pior jogo: 0x4 contra o Atlético.

 

Retornaremos em breve com a preparação e o início da próxima temporada. Obrigado por acompanharem!

Link to comment
Share on other sites

Profe?? ? Pq marcou amistoso contra o Barça? Graça ou pra sofrer mesmo?
Parabéns pelo título e boa sorte na luta contra o rebaixamento na próxima temporada

 

Link to comment
Share on other sites

4 minutos atrás, Thiago Snitram disse:

Profe?? ? Pq marcou amistoso contra o Barça? Graça ou pra sofrer mesmo?
Parabéns pelo título e boa sorte na luta contra o rebaixamento na próxima temporada

 

No início da temporada nós firmamos um acordo de filiação ao Barça que nos garante a prioridade no empréstimo dos jogadores deles, pelo menos um amistoso por ano e uma boa quantia em dinheiro kkkk

Link to comment
Share on other sites

Excelente campanha, o time até por ter os problemas que você já apresentou aqui teve um desempenho ao meu ver melhor, agora na segundona, espero que o time faça um bom papel e não brigue pra não cair, o que vier acima disso é lucro total, já na copa do rei, teve um desempenho que pavimenta o caminho para voos maiores no futuro. Sucesso com o Racing.

Link to comment
Share on other sites

Tomou um piau do Barça, mas 5 gols foi até pouco, considerando a disparidade dos elencos hahahaha

Na 2ª B você sobrou ein? Fez uns jogos muito bons e despachou até o Real Madrid B nos playoffs, garantindo o título final da divisão.

Próxima temporada promete. Vai mexer muito no time? 

Boa sorte Pedro!

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Parabéns pela promoção, o modelo adotado pela terceirona espanhola é muito traiçoeiro, tanto é que o próprio Racing sempre vai bem na temporada normal e roda nos playoffs.

Link to comment
Share on other sites

Em 14/12/2018 at 15:24, DiegoCosta7 disse:

Excelente campanha, o time até por ter os problemas que você já apresentou aqui teve um desempenho ao meu ver melhor, agora na segundona, espero que o time faça um bom papel e não brigue pra não cair, o que vier acima disso é lucro total, já na copa do rei, teve um desempenho que pavimenta o caminho para voos maiores no futuro. Sucesso com o Racing.

Acho que vai ser muito difícil buscar algo que fuja da luta contra o rebaixamento. Pelo que eu vi, a qualidade dos times da Segunda é muito maior do que os da Segunda B, mas é muito mesmo. Tomara que o time encaixe com as alterações pontuais no elenco e que a gente consiga surpreender. Valeu por acompanhar!

Em 14/12/2018 at 21:08, marciof89 disse:

Tomou um piau do Barça, mas 5 gols foi até pouco, considerando a disparidade dos elencos hahahaha

Na 2ª B você sobrou ein? Fez uns jogos muito bons e despachou até o Real Madrid B nos playoffs, garantindo o título final da divisão.

Próxima temporada promete. Vai mexer muito no time? 

Boa sorte Pedro!

O ano foi muito bom, não tivemos nenhum grande destaque individual, nenhum jogador que chamou mais a responsabilidade do que os demais. Fomos um time, no sentido literal da palavra.

Anossa equipe contava com alguns jogadores de categoria superior à 2B, acho que esse é um dos fatores que fez com que a equipe sobrasse. Há que destacar César Diaz, acredito que ele tenha vaga até em alguns times que lutam na parte de baixo da tabela de La Liga, é um jogador muito interessante.

O presidente é quem negocia as novas contratações do clube, por mim só passa a última decisão, assinar ou não. Dei a ele essa liberdade porque não conhecia as camadas mais baixas do futebol espanhol e não saberia como contratar. Nessa temporada que vai ser iniciada, acredito que eu tome um pouco mais o controle das coisas, mas a prioridade das negociações é do presidente. A situação financeira do clube não vai nos deixar fazer grandes investimentos ou tirar jogadores importantes de outros clubes, vamos ter que manter o olho atento para aproveitar as oportunidades de mercado, começando pelos jogadores que não terão contratos renovados em La Liga, pode sair algo interessante dali. O meu desejo mesmo é manter a base e fazer só uma ou outra alteração.

Valeu por acompanhar!

Em 14/12/2018 at 23:51, Henrique M. disse:

Parabéns pela promoção, o modelo adotado pela terceirona espanhola é muito traiçoeiro, tanto é que o próprio Racing sempre vai bem na temporada normal e roda nos playoffs.

Muito obrigado! Eu tratei de frisar isso por muito tempo, o Racing venceu seu grupo na Segunda B em 3 oportunidades nos 4 últimos anos e só conseguiu o acesso uma vez, caindo de volta logo em seguida. Tivemos que manter a cabeça no lugar pra fazer o time superar o status de "amarelão".

Obrigado por acompanhar! 

Link to comment
Share on other sites

Parabéns Pedro pelo acesso e pelo título.

Sou novo por aqui, mais achei sua saga muito legal, o Racing é um time que trás uma nostalgia, isso faz da sua saga ser ainda mais legal, boa sorte na próxima temporada.

 

Link to comment
Share on other sites

Fala, Ruan!

Muito obrigado pelas felicitações, seja bem-vindo à área. É sempre bom compartilhar as nossas histórias com gente nova, espero que em breve você possa compartilhar a sua também.

De fato o Racing traz uma nostalgia, no meu caso me leva aos tempos de La Liga na Band e do Brasfoot, antes mesmo que eu pudesse descobrir o Football Manager. Eu espero que você esteja se divertindo, obrigado por acompanhar!

Link to comment
Share on other sites

II Temporada, Capítulo 1 - O garoto problema está de volta?

Real-Racing-Club-Santander.png

Antes mesmo que pudesse viajar para curtir suas merecidas férias, Marco Botín teve sua presença solicitada no escritório do presidente afim de iniciar os planejamentos para a temporada seguinte. A situação financeira do clube parecia estar estável, mas o presidente ainda estava com um pé atrás para liberar uma boa quantia em dinheiro para que Botín pudesse fazer negócios visando a próxima temporada. Por mais que pudesse ser persuasivo o treinador do Racing não conseguia fazer o presidente do clube abrir a mão de forma alguma, então só restaria a ele aproveitar as oportunidades que o mercado lhe oferecesse.

O bom trabalho de Botín havia despertado o olhar de outros clubes, a imprensa já falava no interesse de Oviedo, Bétis e Almería, todos clubes recém promovidos à La Liga, mas quem chegou mesmo com uma proposta concreta foi o Sporting Gijón, que acabara de ser relegado à Segunda Divisão. O clube que tem como capitão o muito promissor Jorge Meré chegou a convidar Botín para ir conhecer o estádio e ter uma reunião com a sua presidência, mas o técnico negou prontamente a oferta, pois seu coração falou mais alto.

"Sei que tenho que ser profissional, trabalhar com a razão e não com o coração. Agradeço à oferta de entrevista feita pelo Dono e Presidente do clube, José Fernandez e ao Sporting Gijón por reconhecer o meu trabalho, mas hoje o meu coração falou mais alto. Sinto-me feliz por estar em casa e me sinto valorizado pelo clube, não é hora de sair." - Disse Botín, em entrevista coletiva no Sardinero.

Às vésperas do início da preparação para a Pré-temporada, o técnico do Racing Santander foi fotografado com duas mulheres misteriosas numa balada em Ibiza, sua reputação de playboy voltou à tona após entrevistas de antigos colegas de aula e ex-namoradas que relatavam o estilo de vida excêntrico que levava Botín, anos antes. Filho de um famoso banqueiro e de uma artista plástica o talentoso garoto não deu certo no futebol por conta de indisciplina e bebedeiras, já aos 22 anos quando as possibilidades de se tornar jogador de uma grande liga já não existiam, Botín resolveu mudar de vida e se dedicar ao mundo do futebol, dessa vez fora das 4 linhas.

 

Transferências e Finanças

O presidente anunciou que estariam disponíveis inicialmente a grande quantia de 33 MIL euros e um orçamento para salários de cerca de 100 mil por semana. O nosso foco era nos jogadores livres, já que não tínhamos como nos movimentar de outras formas no mercado. A nossa sorte é que com o momento de estabilidade financeira o presidente liberou 50% dos valores ganhos em transferências para serem retidos e gastos em novos jogadores. Pudemos tirar 425 mil da venda de Aquino ao Lugo para aumentar o orçamento de salários e também fazer ofertas em alguns jogadores. O fim do mês de julho trouxe uma carrada de finais de contrato, entre eles estava o do ponta experiente Salva Sevilla, que deixava o Espanyol e assinava de graça com a nossa equipe, era o primeiro nome com alguma mídia que assinava com a nossa equipe. Ao todo foram 23 entradas, entre juniores e equipe principal e 30 saídas. Hoje contamos com 21 jogadores emprestados e recebemos cerca de €1 milhão em transferências, gastando apenas €195 mil.

Aqui estão alguns destaques desta janela:

Carlos Badal: Jogador badalado nas categorias de base do Valencia, não chegou a um acordo com a equipe e chegou livre ao Sardinero, com expectativas de brigas por uma posição no time principal. É visto pelo Staff como nossa principal promessa, mas eu sinceramente não sei se devo esperar muito dele, já que ele precisaria de um tutor muito bom e acho que não temos isso.

Edward Lambert: Se eu dissesse que ele foi trocado por um conjunto de bolas de futebol e alguns pares de chuteira, eu não estaria exagerando muito. No final da temporada conseguimos com a direção o direito de observar o continente e tivemos algumas gratas surpresas, Lambert foi uma delas e nos custou apenas 5 mil.

Dani Estrada: Vindo do Real Irún, Dani chega de graça e é pra colocar a camisa e assumir a lateral direita. Passou 10 anos na Real Sociedad, antes de jogar por Alavés e Irún, nessas últimas 2 temporadas.

Rafa de Vicente: Formado no Málaga, passou emprestado por Múrcia e Huelva, antes de assinar de graça com a nossa equipe. Chega para compor o meio-campo ao lado do capitão Granero.

R.-Santander_-Financas-Despesas-2.png

Os pagamentos de empréstimos e juros ainda estão nos comprometendo um pouco, mas até agora estamos com um balanço positivo nessa temporada. Salários de jogadores e impostos completam o pódio de maiores despesas.

R.-Santander_-Financas-Receitas-2.png

O que tem feito a diferença nessa temporada são os bilhetes anuais. Na última temporada foram quase 1,9 milhões, na atual superamos os €2,7 milhões. As receitas televisivas são 4x maiores que as do último ano e as receitas de transferências subiram de €481 para €1 milhão.

 

Táticas

A tática continua parecida com a da temporada passada, é o mesmo 4-2-3-1, mas com jogadores em funções diferentes. Os atacantes interiores passaram a ser pontas e o meia ofensivo agora é um construtor de jogo avançado. Outra mudança está no meia recuperador de bolas, que antigamente jogava na função de meia-central. A base está mantida e espero que esse seja um dos pilares para o nosso sucesso.

R.-Santander_-Vista-Geral-3.png

 

Jogos

[Amistosos]

Fizemos uma série de 8 jogos amistosos, onde contamos com 5 vitórias e 3 derrotas. Esses jogos até fizeram parecer que a equipe continuava encaixada, mas a maioria dos jogadores que atuaram nesses jogos nem fariam parte do time titular durante o campeonato.

ams17.png

 

[Agosto]

Mallorca: Nosso primeiro jogo na Segunda Divisão, foi contra o tradicional time do Mallorca. Apesar de termos criado mais saímos atrás no placar, fomos parados pela trave uma vez e só conseguimos o empate aos 36 da segunda etapa com Rafa de Vicente.

R.-Santander---Mallorca_-Geral-Vista-Ger

Empatamos em 0x0 com o Mirandés, antes de sermos derrotados em casa pela boa equipe do Sporting Gijón.

ago17.png

 

[Setembro]

Iniciamos o mês perdendo para o Lugo, com grande partida de César Diaz e gol contra de Badal. Figurávamos na 19ª posição entre 22 times e a cabeça do treinador já estava a prêmio. Pra piorar as coisas, o sorteio da Copa do Rei nos colocou frente ao Getafe, vice campeão dos playoffs da Segunda Divisão no ano anterior.

Os ataques da imprensa fizeram o treinador do Racing perder a cabeça e entrar em um bate-boca com um repórter que insinuava que os maus resultados eram por conta de que o futebol estava deixando de ser a prioridade de Botín, que respondeu que o repórter teria que enfiar no c* as suas palavras depois que o Racing se classificasse na copa.

Getafe: Com alguns ajustes aqui e outros ali, fomos até o estádio Coliseum Alfonso Perez e vimos o time da casa nos abafar e sair na frente com Aketxe aos 13 minutos. Depois daí, foi um atropelamento no meio campo, o goleiro Vicente Guaita terminou o primeiro tempo como melhor em campo. Na segunda etapa o Getafe não aguentou a pressão e cedeu o empate aos 2 minutos, Egea foi o nome do gol. A pressão continuou e aos 11, em jogada individual pela esquerda, Héber virou o jogo ao nosso favor. O Getafe ainda perdeu Damián Suárez e Faurlín, expulsos na reta final de jogo, o que facilitou ainda mais o nosso trabalho e a nossa classificação.

Getafe---R.-Santander_-Geral-Vista-Geral

A nossa primeira vitória em casa no ano aconteceu na quinta rodada da Segunda División, quando batemos o Córdoba por 1x0, Santi Jara marcou de pênalti o único gol do jogo. A boa sequência foi quebrada pelo Girona, que apesar de ter saído atrás no placar, buscou a virada nos 10 minutos finais.

Real Madrid B: Nosso velho conhecido, o Real B foi nos visitar pela sétima rodada do campeonato e aposto que depois do fim dos 90 minutos, eles preferiram ter ficado em casa. De formação nova, atropelamos o time da Castilla e abrimos 4x0 nos 26 minutos iniciais. Tiramos um pouco o pé depois disso, mas ainda faríamos o quinto com Santamaría em jogada ensaiada de escanteio, nos acréscimos do segundo tempo. Depois desse jogo Santiago Solari ficou com o pescoço pendurado e recebeu duras críticas por ter preferido não contar com Enzo Zidane para o elenco da temporada.

R.-Santander---R.-Madrid-B_-Geral-Vista-

O mês terminou com mais um resultado positivo, dessa vez foi frente ao Valladolid, vitória difícil por 3x2.

Set17.png

 

Competições

[Copa del Rey]

R.-Santander_-Competicoes-3.png

Fomos sorteados frente ao Gijón, sabemos da qualidade deles, mas também temos consciência da nossa melhora e de que dá pra ter um resultado melhor do que o que tivemos na terceira rodada da Segunda Divisão.

[Segunda Divisão]

Segunda-Divisao-Espanhola_-Vista-Geral-F

Pra quem já figurou na zona de rebaixamento no início do campeonato, a décima posição é uma posição bem confortável. Eu tenho em mente que ainda podemos alçar vôos mais altos. A previsão da época apontava que a nossa equipe terminaria em 18º, escapando do rebaixamento na rabada, no início eu pensei que essa previsão se confirmaria, mas agora já estou bem mais otimista. Os outros 3 promovidos deveriam cair, segundo as previsões e seriam acompanhados do Mirandés. Por enquanto só estão acertando o líder Gijón e a presença de Real e Hércules na zona de rebaixamento.

 

Destaques

O nosso principal destaque fica por conta das nossas categorias de base, que sofreram bastante nas competições no ano passado, mas que nessa temporada estão atropelando todo mundo no sub-19 e no momento o nosso time encontra-se empatado em número de pontos com o Gijón na primeira colocação do seu grupo. 

Grupo-4---Juniores-Espanha_-Vista-Geral-

 

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Teve um péssimo começo de competição, mas a equipe já encontrou um meio termo e vai demostrando que tem objetivos maiores que lutar para não cair na temporada de retorno à segunda divisão.

Link to comment
Share on other sites

Em 26/12/2018 at 18:28, Henrique M. disse:

Teve um péssimo começo de competição, mas a equipe já encontrou um meio termo e vai demostrando que tem objetivos maiores que lutar para não cair na temporada de retorno à segunda divisão.

Jurei que tinha te respondido. Mudamos a formação e estamos melhorando a cada jogo, acho que realmente podemos sonhar com vôos mais altos ainda nessa temporada.

Obrigado por comentar.

Link to comment
Share on other sites

3V 2E 3D não é uma campanha magnífica, mas não tá de todo ruim. Pode melhorar, e playoffs é totalmente possível, se acertar o passo.

O maior destaque fica mesmo para os juniores, mandando muito bem hahahha

Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Em 25/12/2018 at 17:17, PedroJr14 disse:

Pra quem já figurou na zona de rebaixamento no início do campeonato, a décima posição é uma posição bem confortável. Eu tenho em mente que ainda podemos alçar vôos mais altos. A previsão da época apontava que a nossa equipe terminaria em 18º, escapando do rebaixamento na rabada, no início eu pensei que essa previsão se confirmaria, mas agora já estou bem mais otimista. Os outros 3 promovidos deveriam cair, segundo as previsões e seriam acompanhados do Mirandés. Por enquanto só estão acertando o líder Gijón e a presença de Real e Hércules na zona de rebaixamento.

Se as coisas continuarem nesse ritmo as chances de sucesso são grandes. O Castilla está tão ruim assim mesmo? Não tem nenhum Vinicius Junior pra ajudar lá não? hehehe

Link to comment
Share on other sites

33 mil em contratações é melhor que 0 ... kkkkkkkkkkk
conseguiu se recuperar bem em setembro na competição e o playoff é totalmente possível. Se não vier creio que nem brigará pelo rebaixamento. Juniores muito bem? será que saí uns 3 jogadores pro elenco principal?

 

Link to comment
Share on other sites

Se recuperou bem e agora já pode tentar chegar aos playoff. Bela vitória em cima do Getafe na Copa do Rey. Vamos ver até onde pode chegar com o time.Boa sorte na sequência.

Link to comment
Share on other sites

  • marciof89 changed the title to Alma Verdiblanca
  • marciof89 locked this topic
Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

  • Similar Content

    • Bigode.
      By Bigode.
      A Federação Espanhola de Futebol decidiu mudar. Decidiu inovar. E, bem... vou deixar a notícia e as imagens da nova logomarca (que substitui a histórica inspirada em Joan Miró) e do novo escudo.
      Minha opinião, especialmente em relação a logomarca, vai de encontro a do sempre ótimo Gustavo Hofman: abriram mão de um dos símbolos mais bonitos entre federações em troca de "uma marca que poderia tranquilamente representar uma rede ferroviária". Não consigo olhar pra nova marca, aliás, e não pensar também numa logo de empresa farmacêutica, na linha da Bayer.
      E aqui o vídeo de apresentação:
       
    • #Vini
      By #Vini
      INTRODUÇÃO E CONSIDERAÇÕES INICIAIS Olá, eu me chamo Thomas Lawrence. Se você conhece o Oriente Médio como ele é hoje, mais precisamente o que era território do antigo Império Otomano, isso tem a ver com meu homônimo.
      O meu nome veio por pura coincidência, mas o desejo de liberdade e o gosto pelo desconhecido pode-se dizer que é bem parecido com o dele. Já que falamos um pouco sobre o Lawrence da Arábia, agora falemos sobre o Lawrence de Alexandria, no caso eu. Meu bisavô, trabalhou em atividades no protetorado inglês no Egito e gostou tanto que acabou fixando residência, algo repetido pelo meu avô e pelo meu pai.
      Eu vim ao mundo em setembro de 1987, quando o mundo já era completamente diferente e a Inglaterra estava bem longe do que era no começo do século XX. Ainda assim, ouvi bastante histórias sobre os dias gloriosos do império onde o sol nunca se punha, ficando fascinado com tantos locais diferentes: Índia, Afeganistão, Chipre e Grécia, só para ficar em alguns exemplos.
      O que me chamava realmente a atenção eram as histórias sobre o Mar Mediterrâneo, com a quantidade de países que ele abrigava e a beleza de suas paisagens. Esse fascínio sempre me trouxe a vontade de ler mais sobre o assunto, sem contar que a minha viagem após terminar os estudos básicos começou em Malta, passando por outros países banhados pelo famoso Mar.
      O que tudo isso tem a ver comigo? Bem, além de ser uma paixão pessoal, começou a se ligar quando eu comecei a estudar Educação Física e o sonho de trabalhar com o futebol foi ficando cada vez mais forte. Desse modo, quando concluí os estudos, resolvi que iria me aventurar pelo mundo, trabalhando com a minha paixão.
      Primeiro comecei com alguns trabalhos como preparador e assistente no futebol local, inclusive participando da comissão técnica do meu time do coração, o Zamalek. Assim, quando cheguei próximo aos meus trinta anos, com alguma experiência acumulada, resolvi cair no mundo, agora buscando a vaga de técnico.
      Distribuí currículos entre vários lugares, até que fui chamado para trabalhar em um país próximo. Porém deixemos essa história para depois.
      O SAVE Bom, como alguns notaram, na entrevista do Cleyton falou-se de um membro que teve o notebook furtado no bar. Então, a história foi comigo.
      Para ajudar, o idiota aqui não salvou nada na nuvem e acabou sem o save do Ajaccio e o na América do Sul. Depois do coração partido e mais despesas para recuperar o que eu perdi naquele dia, faltava voltar ao FManager. Qual foi a minha surpresa ao perceber que eu não lembrava a senha?
      Bem, passado todo esse caminho, comecei a me decidir sobre o que faria na sequência. Indo na contramão de alguns amigos que não estão com pique para o FM, eu estou voltando com a certeza que quero ir longe. E nada melhor do que conquistar a revanche com uma história que não foi para frente no FM 16, sobre o Mar Mediterrâneo.
      Só que até aí faltava me decidir sobre os caminhos do save, ponto esse em que o homem das 1000 ideias, @Tsuru, me deu uma baita ajuda.
      Consultei quais eram os países banhados pelo Mediterrâneo e verifiquei que eram 22. Deles eu tirei de cara Malta, Mônaco, Gibraltar, Síria e Palestina; por motivos que variam de uma liga que eu não julgava ser interessante, até pelo momento dos países na vida real. Nas listas que verifiquei, inicialmente não localizei o Chipre, mas decidi coloca-los por conta própria e assim fiquei com 18 ligas jogáveis.
      Dividi essas 18 ligas em potes, a saber:
      Pote 3
      Argélia, Egito, Líbano, Líbia, Tunísia e Marrocos
      Pote 2
      Albânia, Bósnia-Herzegovina, Chipre, Eslovênia, Montenegro e Israel
      Pote 1
      Croácia, Espanha, França, Grécia, Itália e Turquia
      Com essa divisão estabeleci que só passaria para os países do próximo pote assim que vencesse um título nacional em cada um dos locais do pote. Assim, só irei ativar as ligas do pote 2 assim que estiver no último país do pote 3.
      Dito isso, meus objetivos são os seguintes:
      Vencer títulos nacionais em todos os países do desafio Conquistar três Liga dos Campeões com clubes de países de continentes diferentes (alterado pela conquista com um clube libanês, que abriu frentes para a conquista do continente africano e europeu) Mudar de time apenas via convite, nunca me candidatando a outros cargos   (retirado pela dificuldade em surgirem convites, treinador passou a se candidatar, escolhendo opções viáveis dentro do plano de carreira)  
      HISTÓRICO  
       
      SALA DE TROFÉUS  
       
      O CLUBE Como disse, comecei desempregado o save, com experiência local e licença nacional A. Recebi alguns convites e acabei aceitando a proposta do ES Hamman-Sousse da Tunísia, que calhou de ser uma cidade na costa do Mediterrâneo. O time, que nunca foi muito além de campanhas medianas na Tunisian Ligue 1, já vai para sua quinta temporada na Tunisian Ligue 2.
      Vale lembrar que estou com o FM 17, o que quer dizer que o jogo irá iniciar na temporada 2016/17.
      Basicamente estou indo treinar um asilo. Fiquei impressionado com a quantidade de jogadores já beirando os 40 anos e devo pensar em qual estilo adotar com tantos veteranos, uma vez que uma reformulação completa não deve acontecer agora.
      Mandamos nossos jogos no estádio municipal Bou Ali-Lahouar, com capacidade para 6500 pessoas. Já pensando em um estilo que não canse tanto a equipe, solicitei ao responsável pelo gramado que deixe o tapete com as menores condições possíveis, no caso 90x70m.
      O time é cotado para a promoção à Ligue 1 e só me resta cumprir esse objetivo ou se não deverei sofrer minha primeira demissão.

      INFRAESTRUTURAS | LIGAS CARREGADAS
      A LIGA A Ligue 2 é um campeonato dividido em dois grupos de 10 equipes, que jogam em turno e returno, totalizando 18 jogos na primeira fase. Após essa fase, os três primeiros de cada grupo jogam o playoff de promoção, que é disputado também em turno e returno.
      Depois dos 10 jogos, os dois primeiros garantem acesso direto à Ligue 1, enquanto o terceiro disputa um playoff contra o antepenúltimo da divisão principal. O penúltimo da L2 disputa um playoff contra o vice da terceira divisão e o último colocado é rebaixado automaticamente.
       

      TEMPORADA 2016-2017 - Ligue 2 - Um Asilo na Tunísia
      Mercado de Transferências
      Nossa janela buscou reduzir a alta média de idade do elenco. Arouri veio para a reserva na lateral-esquerda, Onana veio (e já foi, devido às regras de estrangeiros no país), Adjeman-Pamboe é um inglês e atua nas duas pontas; Khenissi, Chikoto e Barrani vieram no final da janela, mas já para entrar no time titular, no comando do ataque, zaga e meio-campo, respectivamente.
      Em janeiro perdemos Momble (PE) e Khemiri (LE). Trouxemos Bani (LE) e Kacem (PE) como reposição destes, além de Kchok para reforçar a zaga.

      ELENCO INICIAL | ELENCO PÓS-JANELA
       
      Ligue 2 e Copa da Tunísia
      Abrimos esta fase contra um dos piores times do campeonato, - o Stade Africain – e fizemos a nossa parte goleando, com uma baita partida de Khenissi, que marcou 4 dos 5 gols do ESHS. Nosso domínio foi tão evidente que até trouxe uma empolgação para as partidas seguintes, na qual vencemos o Korba (4-1) e Ben Arcus (1-0).

      Essa empolgação foi por terra quando encaramos os times mais fortes do nosso grupo. Contra o Monastir, abrimos o placar e até pensamos que poderíamos tirar algo de bom da partida mas o adversário virou em 7 minutos no segundo tempo e sacramentou nossa primeira derrota na competição. O Gafsa, outra equipe cotada para brigar pelo acesso à L1, foi o time que enfrentamos na rodada seguinte e também nos derrotou.

      Nos recuperamos vencendo o Hammamet com um gol já nos minutos finais da partida e fomos para o jogo contra o Gafsa, dessa vez pela Copa da Tunísia, e perdemos novamente, saindo precocemente da competição.
      Um empate contra o Siliana e uma vitória contra o Kef colocaram nosso time nos eixos, prontos para jogar contra o Kasserine, nosso principal adversário pelo acesso. E o duelo foi bastante disputado e nos detalhes a derrota foi selada, com um gol próximo do final do primeiro tempo.

       
      Ligue 2 – Returno
      Nesse segundo turno eu já sabia o que seria preciso para conquistar a promoção, então a meta era vencer todos os três primeiros jogos, roubar pontos contra Monastir e Gafsa, para depois perder o mínimo de pontos possíveis nos três jogos antes de decidir a vaga contra o Kasserine.
      Bem, parte desse roteiro aconteceu conforme eu esperava: vitórias contra Stade Africain (5-0), Korba (1-0) e Ben Arcus (2-1); a derrota para o Monastir (0-2) quebrou um pouco minha expectativa, mas o empate contra o Gafsa (2-2) recuperou meu ânimo.
      Contra o Hammamet só a vitória interessava para nos manter firmes na briga pelo acesso. Bem, aí é que vimos do que esse time é feito.
      Ben Frej abriu o placar aos 6’, mas sofremos a virada em cinco minutos. Aos 31’ pênalti para o Hammamet e o goleirão pegou. Essa defesa deu o gás necessário para buscarmos o resultado e logo aos 35’ empatamos com Barrani. Aos 57’ mais drama no jogo: Ben Abid comete falta estúpida e leva o segundo amarelo, comprometendo seriamente nossas chances no duelo. Fomos nos segurando como dava até os 10 minutos finais, quando fomos para o pau e aí Barrani, o nome do jogo, marcou o 3 a 2 aos 87’. Jogaço.

      Essa partida deu o ritmo para a equipe nos três últimos compromissos e vencemos Siliana (3-0), Kef (2-0) e Kasserine (3-1). Neste último duelo, tínhamos dois pontos de vantagem para o quarto colocado e precisávamos da vitória para garantir a vaga.
      O jogo foi bastante duro. Labroussi abriu o placar aos 28’ e nos colocou nas cordas, fazendo com o que o primeiro tempo fosse um suplício. No segundo tempo, eu coloquei a instrução sobrecarregar, mesma tática que usei nas últimas cinco partidas, e logo aos 57’ empatamos. Continuei com a instrução, ainda que o empate já nos garantisse na próxima fase. Aos 80’, a recompensa: gol de Aouichaoui e o desespero trocava de lado; no final, jogamos a última pá de cal nas esperanças do Kasserine com Bachouche.

       
      Calendário

       
      Classificação - Ligue 2 - Primeira Fase

       
      Ligue 2 – Grupo de Promoção
      Na segunda fase, os três primeiros dos dois grupos jogaram entre si em turno e returno, totalizando 10 jogos. E o meu cálculo foi que eu teria que ganhar seis pontos contra o terceiro da outra chave, no caso o Jendouba Sport e vencer os outros times em casa, para roubar pontos fora. Vamos aos jogos.
      A abertura foi justamente contra o Jendouba e terminamos com um empate frustrante por 1 a 1. Empates foram os resultados finais contra Djerba e Monastir (ambos por 0 a 0), este último uma evolução.
      O duelo pela quarta rodada marcou a virada na briga pelo acesso. Enfrentando o líder do outro grupo na primeira fase, o Stade Tunisien, fomos mais efetivos em um jogo muito complicado e saímos com a vitória por 2 a 0. Vale destacar que desde o final da primeira fase tenho entrado com a proposta de atacar desde o início, alterando para sobrecarregar se preciso do resultado e controlar para segurar vantagem.

      Mais um empate, desta vez contra o Gafsa e assim já somávamos quatro empates e uma vitória em cinco jogos, uma marca bem ruim. No returno, batemos o Jendouba Sport e ficamos firmes na briga pelo acesso.
      Estávamos invictos, apesar do maior número de empates e fomos encarar o Djerba, duelo em que flertamos bastante com o perigo e só conseguimos o empate (mais um!) no final dos 90 minutos. Outro empate foi o resultado contra o Monastir e assim o acesso era bastante incerto, considerando que todos os times eram de níveis equivalentes. Contra o Stade Tunisien fizemos outro jogaço e com três gols depois dos 30 minutos do segundo tempo, fizemos o 4 a 2 e ficamos muito próximos da Ligue 1. Sacramentamos o acesso justamente contra o time que mais nos deu dor de cabeça durante o ano, virando o duelo contra o Gafsa, fechando o placar em 3 a 1.

       
      Calendário

       
      Classificação
      No final das contas, terminamos na liderança da segunda fase, algo surpreendente pela primeira fase que fizemos. Valeu a pena colocar o time no ataque e invictos, fechamos esta fase com quatro vitórias e seis empates.
      No fim, fomos promovidos diretamente junto com o Stade Tunisien, deixando o Monastir para jogar o playoff de rebaixamento contra o Gabes, não conseguindo o resultado para chegar à Ligue 1. O quadro de honra da Tunísia tem tão poucos nomes que esse título foi suficiente para me colocar no top 10.

      LIGUE 1 PRIMEIRA FASE | LIGUE 1 GRUPO REBAIXAMENTO | LIGUE 1 GRUPO DO TÍTULO
       
      Elenco 
      No geral, o elenco foi bem para os desafios dessa temporada, apesar da alta média de idade, algo que é urgente corrigir para 2017/18. Na defesa, fica o destaque para Ben Frej, que conseguiu contribuir bastante ofensiva e defensivamente, do alto dos seus 38 anos.
      O meio-campo foi dominado por Barrani – eleito o jogador do ano pela torcida -, que ditava o ritmo das partidas, além de marcar ou dar passes em momentos importantes. Sua renovação é fundamental para a próxima temporada.
      No ataque, Khenissi fez o que se esperava dele e marcou 13 gols em 23 jogos, média razoável. Como perdeu algumas partidas por lesão, creio que seu desempenho ficou comprometido em alguns momentos.

      ESTATÍSTICAS
    • cheirador
      By cheirador
      O mesmo megapack do FM2016, com algumas adições e updates. Mais de 1000 imagens. 

      Método de instalação:
      1. Extraia o arquivo
      2. Coloque em Meus Documentos\Sports Interactive\Football Manager 2016 (ou 17)\graphics\pictures
      3. Abra o Football Manager 2017
      Download
      PRÉVIAS:

    • Kalemy
      By Kalemy
      Fala pessoal, espero que estejam bem.
      Seguinte: estou jogando a liga das Ilhas Cook e me classifiquei pra fase preliminar da liga dos campeões da Oceania. Porém, em nenhum momento aparece solicitando inscrever os jogadores e no dia da estreia não tem ninguém inscrito e não consigo jogar prq simplesmente não tenho nenhum jogador pra escalar. Já procurei de toda forma inscrever os jogadores e não consigo. Tem alguma forma de fazer isso, por editor ou algo parecido? Prq me parece que é bug no jogo ou a liga foi mal editada.
      Agradeço!
      Abraços
    • oLightw
      By oLightw
      Durante qualquer partida no FM 17 os personagens correm parados e com os braços abertos. E até o manager no menu do jogo após abri-lo.

×
×
  • Create New...