Jump to content

São Paulo é eleito o estado do futuro pela Financial Times


Comentador.

Recommended Posts

São Paulo é considerado Estado do Futuro pelo Financial Times

Competindo com 237 estados da América do Sul, SP lidera a lista “Estados Sul-Americanos do Futuro” e se destaca em estratégia de atração de investimentos

PgAAAImWFi72RVkTAUHcWpXBpvR_Km_FCtOiRbj5

São Paulo conquistou o primeiro lugar no ranking “South American States of the Future 2014/2015” (Estados Sul-Americanos do Futuro 2014/2015), criado pela FDI Magazine, revista editada pelo grupo britânico Financial Times. Além de liderar o ranking geral, o Estado também foi o principal destaque das categorias “potencial econômico” e “estratégia para promoção de investimentos estrangeiros diretos”.

A matéria com a premiação recém-criada foi publicada na edição de abril/maio da revista. Segundo a publicação, os juízes ficaram impressionados com o grande número de projetos de parcerias público-privadas (PPPs) de São Paulo, que promovem melhorias no sistema ferroviário, aeroportuário, energético e de transporte fluvial dos municípios.

São Paulo é a segunda maior economia da América do Sul, atrás somente do próprio Brasil. Nosso PIB é o dobro da Argentina, sendo que temos o mesmo número de habitantes. O Estado vem investindo fortemente nos últimos 20 anos em infraestrutura, ensino profissionalizante, ciência e tecnologia. Essa estratégia está se mostrando bastante vitoriosa”, explica o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida, responsável pela atração de investimentos para o Estado.

O prêmio analisa dados econômicos e sociais de 237 estados e províncias da América do Sul, criando rankings em cinco categorias quantitativas: potencial econômico, custo-benefício, infraestrutura, capital humano e ambiente de negócios amigável. Dentro de cada uma delas, optou-se por criar quatro subcategorias por tamanho das populações: maiores (com mais de 4 milhões de habitantes), grandes (entre 1,5 milhão e 4 milhões), médios (entre 500 mil e 1,5 milhão) e pequenos (até 500 mil).

“Coletamos, na base de dados do fDi Intelligence do Financial Times, informações atualizadas dos principais estados e províncias da América do Sul. São Paulo se destaca em potencial econômico, capital humano, infraestrutura e ambiente de negócios. Realmente é um estado que se diferencia nestas áreas e também em estratégia de atração de investimentos”, afirma a editora chefe da FDI Magazine, Courtney Finger.

São Paulo também lidera a categoria “Estratégia de IED” (Investimento Estrangeiro Direto). Neste segmento a publicação utilizou dados qualitativos, a partir de informações providas por 26 estados. Assim, a equipe do FDI Magazine pôde conhecer os detalhes de como cada estado se promove para investidores internacionais. Esses dados foram avaliados de acordo com a importância que cada ferramenta tem no processo de tomada de decisão do investidor.

“Ter um ponto de convergência no Estado onde o investidor pode concentrar todas as demandas de localização de área, interlocução com órgãos públicos e privados e assessoria nos setores ambiental, infraestrutura e tributário é essencial para facilitar a vinda de novas empresas”, disse Almeida. A instituição já anunciou 72 projetos que geraram R$ 22 bilhões de investimentos e 50,4 mil empregos diretos.

OwAAAImWFi72RVkTAUHcWpXBpvQVhqHDxhRVgTa7

Cidades americanas:

PgAAAImWFi72RVkTAUHcWpXBpvT0uLlZdM3a2zNa

Outro prêmio: Agência de investimento de SP leva prêmio do Financial Times

jRLwl2K.jpg?1

Interior de São Paulo realmente está demais!

Puxando todos os grandes investimentos do Brasil, já é o maior mercado consumidor e não para de crescer!

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 60
  • Created
  • Last Reply

Pobre futuro.

Metro_Lotado04.jpg

metro-em-crise.jpg

assalto2.jpg

Link to comment
Share on other sites

É lamentável que tenha de apelar para esteriótipos forçados.

Como sempre os pobres de espírito desse país querendo condenar São Paulo a mesma realidade de atraso e decadência, invejando seu progresso e sucesso.

Quem mora/frequenta o interior paulista sabe que aquilo está se tornando a nova locomotiva do Brasil, quem vê a nova Chucri Zaidan não acredita em como São Paulo está erguendo seu QUINTO centro. É por essas e outras que o brasileiro vai sempre amar odiar os paulistas, é mais fácil transferir para SP a realidade do resto do país do que melhorar para chegar ao mesmo nível.. o importante é São Paulo estar amarrado ao Brasil, devemos odiar seu desenvolvimento.

Triste.


Para esses doentes só deixo isso aqui

''São 7 linhas em obras, a maior expansão da história do metrô.

No final dessas linhas São Paulo passará a ter a maior rede de metrô da América Latina, superando Santiago e Cidade do México, e somado a CTM baterá por pouco a rede metropolitana de NY''

PgAAAImWFi72RVkTAUHcWpXBpvQrzQA-6a5ldk8s

A única metrópole brasileira a conta com um sistema metroviário de verdade, de grande capacidade.

Link to comment
Share on other sites

Tomara que realmente cheguem nos 200km de metrô em 2021 (embora pela evolução das décadas anteriores seja difícil de acreditar nisso).

De qualquer forma, não sei pra quê essa comparação forçada com NY (que ao menos na gloriosa Wikipedia que nunca mente (ou não) é de mais de 300km o sistema de metrôs da MTA). Supondo que esse valor fosse alcançado em SP, segundo a projeção, ele teria uma rede de trilhos do mesmo tamanho para uma projeção do dobro de passageiros atualmente em relação ao metrô de NY.

Já estive no metrô de várias cidades: Lisboa, Porto, NY, Los Angeles, Londres, Paris, Madrid, Barcelona, Bruxelas, Roma, Buenos Aires... nunca vi um metrô tão lotado quanto o de SP. Nessa SP ganha fácil hehehe.

Link to comment
Share on other sites

O metrô de São Paulo só vai melhorar sua 'lotação' quando inaugurarem mais linhas, é até óbvio, mas o importante é que essas linhas estão saindo! Ou estão em obras, ou estão licenciadas e em projeto... mas horários de pico e muvuca sempre vai existir em qualquer metrô do mundo.

Link to comment
Share on other sites

O metrô de São Paulo só vai melhorar sua 'lotação' quando inaugurarem mais linhas, é até óbvio, mas o importante é que essas linhas estão saindo! Ou estão em obras, ou estão licenciadas e em projeto... mas horários de pico e muvuca sempre vai existir em qualquer metrô do mundo.

Na verdade o que me impressionou foi justamente o fato de estar totalmente lotado fora do horário de pico. Eu só vi algo parecido em Roma, a diferença é que lá acontecia em apenas uma estação (que é a única que tem troca de linha além de ser o terminal central dos trens).

Quanto a muvuca no horário de pico ter em qualquer lugar do mundo, não é bem assim. Tem lugares tipo Londres que o horário de pico é muito ruim mesmo. Mas em Lisboa, Porto e Los Angeles é mais tranquilo, por exemplo.

O problema em SP é provavelmente o mesmo: poucas estações para troca de linha. Eu pegava o trem lotado na Berrini (que chegava lá lotadaço) e a troca para a linha do metrô era só na Pinheiros que ficava lotadaça (assim como algumas outras).

Quantos kms de linhas estão efetivamente em obra e no prazo?

Link to comment
Share on other sites

Peraí, comparar Lisboa, Porto e LA com São Paulo não dá!

A metrópole paulista tem mais que O DOBRO DA POPULAÇÃO DE PORTUGAL, é impossível comparar uma coisa com a outra! Porto tem 200 mil habitantes, tem dezenas de BAIRROS paulistanos que são mais populosos.

LA também não é parâmetro porque o metrô é praticamente ZERO, ninguém usa, a enorme maioria se locomove em seus carros particulares.

Roma tem um metrô que não nem um sistema, o trânsito é caótico.. enfim!

Não dá para comparar!

E você citou ai o ponto mais crítico do crítico que é a sair da linha 9 para a estação Pinheiros! Esse é exatamente o trecho mais lotado do metrô heheh


Quanto as linhas novas tem para 2015:

Inauguração do trecho Congonhas-Chucri Zaidan do monotrilho ouro

Inauguração de mais estações da linha 4

Inauguração do primeiro trecho do monotrilho prata

2016:

Inauguração total dos monotrilhos nos primeiros trechos, total da linha 4 e linha 5(essa vai aliviar a estação Pinheiros)

Extensão da linha 9

2018:

Extensão do monotrilho ouro Jabaquara-Morumbi

2021:

Inauguração completa da linha 6 e linha 13 da CPTM + extensões da linha 4 e 5

Extensão da linha verde para Guarulhos

Monotrilho do ABC (provavelmente em 2019,mas...)

Acho que é por ai.. tem a modernização da CPTM com novos trens e estações também, espero que e 2021 estejam em obras linhas para 2025 e etc...

Link to comment
Share on other sites

Peraí, comparar Lisboa, Porto e LA com São Paulo não dá!

A metrópole paulista tem mais que O DOBRO DA POPULAÇÃO DE PORTUGAL, é impossível comparar uma coisa com a outra! Porto tem 200 mil habitantes, tem dezenas de BAIRROS paulistanos que são mais populosos.

LA também não é parâmetro porque o metrô é praticamente ZERO, ninguém usa, a enorme maioria se locomove em seus carros particulares.

Roma tem um metrô que não nem um sistema, o trânsito é caótico.. enfim!

Não dá para comparar!

E você citou ai o ponto mais crítico do crítico que é a sair da linha 9 para a estação Pinheiros! Esse é exatamente o trecho mais lotado do metrô heheh

Quanto as linhas novas tem para 2015:

Inauguração do trecho Congonhas-Chucri Zaidan do monotrilho ouro

Inauguração de mais estações da linha 4

Inauguração do primeiro trecho do monotrilho prata

2016:

Inauguração total dos monotrilhos nos primeiros trechos, total da linha 4 e linha 5(essa vai aliviar a estação Pinheiros)

Extensão da linha 9

2018:

Extensão do monotrilho ouro Jabaquara-Morumbi

2021:

Inauguração completa da linha 6 e linha 13 da CPTM + extensões da linha 4 e 5

Extensão da linha verde para Guarulhos

Monotrilho do ABC (provavelmente em 2019,mas...)

Acho que é por ai.. tem a modernização da CPTM com novos trens e estações também, espero que e 2021 estejam em obras linhas para 2025 e etc...

Sim, a população é maior, mas aí você vê a diferença em relação ao tamanho do sistema.

Lisboa tem 43km de trilhos para 450mil usuários/dia.

No Porto essa proporção é provavelmente maior ainda (aliás, o Aeroporto do Porto também é maior do que precisaria ser).

Em Los Angeles tem 36.7km em linhas totalmente subterrâneas, 32km de linhas de superfície e 80.5km de linhas mistas para 350mil usuários/dia.

Enquanto São Paulo tem uns 75km para quantos passageiros por dia? 4.6Mi? Vai lotar mesmo. Tem que fazer muita linha e estação para aliviar o negócio.

Essas novas linhas para Congonhas e Guarulhos vão ser bem úteis.

Link to comment
Share on other sites

Depende, não é só a relação km/passageiro que entra nessa conta, mas a relação capacidade/passageiro.

Uma linha de metrô em São Paulo tem capacidade para 80.000 usuários/hora, já uma linha da CPTM e monotrilho apenas 20.000/30.000/hora e estão entrando no cálculo da mesma maneira. As linhas de Lisboa e Porto com certeza não tem essa capacidade e demanda, muito menos as de LA... é fácil perceber isso se comparar as estações de linhas antigas da Europa/EUA que você desce e tem uma mini plataforma com estações da Sé, República,Pinheiros,etc,etc, que são enormes... mas o importante é que o cálculo já é feito prevendo a lotação, se espera ver algum dia um metrô de Londres,Paris,NY,SP, vazio.. vai esperar muito e muito tempo!

O metrô trabalha mais com capacidade e não com quilometragem para prever 'lotação'.. a linha 4, por exemplo, é um absurdo! Os trens demoram 40 segundos pra chegar e abre e fecha tudo rápido em menos de 30s já saiu da estação com uma aceleração ótima.. os sistemas das outras linhas são piores e da CPTM então..pior ainda! Sem contar fatores externos como chuva,manobras,etc, que atrapalham.. não tem isso no metrô.

4.6 milhões para 75km

10 milhões para 200km

Não está tão diferente assim, mas o importante é que dessas novas linhas três serão de altíssima capacidade.. ai com certeza vai aliviar se comparar com 2013. O meu medo é a linha 9 da Berrini, sem ser um metrô e com mais duas linhas cruzando nela é bem provável que fique muito lotada..tinha que ser subterrânea e metrô, mesmo com as melhorias,novos trens, será que ela aguentará?

Link to comment
Share on other sites

Depende, não é só a relação km/passageiro que entra nessa conta, mas a relação capacidade/passageiro.

Uma linha de metrô em São Paulo tem capacidade para 80.000 usuários/hora, já uma linha da CPTM e monotrilho apenas 20.000/30.000/hora e estão entrando no cálculo da mesma maneira. As linhas de Lisboa e Porto com certeza não tem essa capacidade e demanda, muito menos as de LA... é fácil perceber isso se comparar as estações de linhas antigas da Europa/EUA que você desce e tem uma mini plataforma com estações da Sé, República,Pinheiros,etc,etc, que são enormes... mas o importante é que o cálculo já é feito prevendo a lotação, se espera ver algum dia um metrô de Londres,Paris,NY,SP, vazio.. vai esperar muito e muito tempo!

O metrô trabalha mais com capacidade e não com quilometragem para prever 'lotação'.. a linha 4, por exemplo, é um absurdo! Os trens demoram 40 segundos pra chegar e abre e fecha tudo rápido em menos de 30s já saiu da estação com uma aceleração ótima.. os sistemas das outras linhas são piores.

Claro, a conta km/passageiro é uma estimativa grosseira, tem várias outras questões como o número de estações, as dimensões da cidade, etc. A capacidade das linhas nesses lugares não precisa ser maior, mas se precisasse provavelmente seria. A única coisa é que com exceção de Los Angeles, Lisboa e Porto são relativamente concentrados, então a km naturalmente mostra uma cobertura maior.

Aliás, Lisboa aproveita outros modais também, como transporte marítimo, bondes, o sistema de ônibus é relativamente organizado...

O metrô de Londres fora do horário de pico é relativamente tranquilo (e mesmo lá vai ter linhas mais novas e rápidas como a Jubilee e linhas lerdas e antigas como a Central Line). O de Paris no horário de pico tem uma frequência absurda (se não me engano a linha de onde eu estava a frequência era 1m30s) e fecha muito rápido também.

Esses metrôs também tem mais opções de caminhos, estações com troca de estação, mais estações, o que ajuda a distribuir melhor os passageiros pela rede.

Link to comment
Share on other sites

Sim, só não dá para comparar com cidade de 200.000 hab na Europa com uma metrópole no Brasil de 20 milhões de habitantes..

1m30s é muito bom, ninguém fica correndo para pegar o trem como acontece na CPTM que chega a ter intervalos de 7 minutos no pico e uns 10~12 em horário normal isso se tudo for perfeito! Uma malha maior distribui melhor, claro, mas a capacidade é importante como eu disse.. os monotrilhos serão eixos capilares e os metrôs arteriais..vamos ver!

Tem ainda a expectativa pelos trens de passageiros, o que possibilitaria São Paulo-Jundiaí em 15 minutos partindo da nova linha 6.. será um 'metrô' para Jundiaí,Campinas,Santos

Trem regional atrai interesse de quatro grupos

Quatro grupos estão interessados em assumir o projeto do trem regional, que irá ligar Americana até São Paulo, passando por Campinas e outras cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) localizadas no trajeto.

Segundo o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, o edital para a licitação das obras será publicado ainda neste semestre. A estimativa é que a implantação do projeto tenha início em 2015, começando por Americana e com conclusão em 2019. O trem regional será construído através de uma Parceria Público Privada (PPP) e o custo ainda está sendo calculado pelo governo estadual.
"O governador tem nos cobrado para que o edital ocorra neste semestre, até 30 de junho.Quando começamos os estudos do trem regional havia um grupo sondando, hoje são quatro grandes grupos que estão acompanhando os estudos. A situação é muito mais interessante do que há cinco ou seis anos atrás. É lógico que o projeto é viável, disse Jurandir.

De acordo com Jurandir, os grupos interessados no projeto pretendem iniciar as obras por Americana, e na medida em que os trechos forem finalizados já entrarão em operação. Por isso, ele acredita que a ligação entre Campinas e Americana esteja pronta bem antes dos quatro anos previstos para a implantação total do trem.

"De Americana a Campinas e Jundiaí será utilizado o traçado já existente. De Jundiaí até São Paulo tem o trecho de serra e é mais complicado. Pode ocorrer de algum trecho se antecipar. Assim antecipa a arrecadação da receita tarifária e nós também pagaremos as contraprestações, o que é um grande ganho para a iniciativa privada”, afirmou.

Atualmente, estão sendo analisados os custos totais da obra e também da operação a partir do momento em que o trem começar a funcionar. Além disso, é preciso analisar quem são os proprietários da terra por onde passará o trem e avaliar cada situação.

"Estamos definindo e contratando essas obras todas até o final do ano. Falta ver a posse de terra, são três ou quatro agentes que têm a propriedade de terra e tudo isso é um imbróglio. Estamos calculando qual é o montante a aportar e qual é o custo de operação anual”, disse.

Americana

O prefeito de Americana, Diego De Nadai (PSDB) ficou animado com a possibilidade do trem regional começar a ser construído por Americana. Para ele, o transporte ferroviário de passageiros é o principal projeto de mobilidade urbana e irá beneficiar o tráfego de todas as cidades da região. "Esse projeto vai impactar todas as cidades da região. Nós todos sabemos que em vários países do mundo o principal meio de transporte é o trem. A população de Campinas e as cidades interligadas com certeza vão utilizar e isso vai impactar positivamente”, destacou.

Link to comment
Share on other sites

Quando eu tô desanimado com Sampa, leio os posts do Comentador. HAHAHAHAHA, thanks.

Link to comment
Share on other sites

Quando eu tô desanimado com Sampa, leio os posts do Comentador. HAHAHAHAHA, thanks.

Né? Acabei de voltar da facul depois de 2h de trânsito, num percurso que era pra durar 20 mins... e o transito foi causado pelo famoso "excesso de veículos.

Aí chego em casa e vejo um post desses, citando a grandiosíssima Chucri Zaidan como centro de futuro. Aí vc renova as esperanças quanto a essa merda de cidade.

Link to comment
Share on other sites

Pra ser o melhor estado da América do Sul basta ter 3 ou 4 ruas pavimentadas e meia duzia de casas com agua encanada.

Link to comment
Share on other sites

Hoje teve protesto na 23, totalmente paralisada no pior horário possível.

Só para lembrar o doente do porque do trânsito acima da média!

Mas que se foda, o monotrilho vai parar na porta da casa e me levar direto para a Chucri Zaidan/Berrini, ontem mesmo estive na nova sede da Samsung..vai ocupar esse prédio inteiro

VARHO0l.jpg


O parque do povo está ficando com cara de 'primeiro mundo'

UUQIhhz.jpg

woV0kz6.jpg

xt9w4ns.jpg

JK

eXqkEkW.jpg

Faria Lima

999999.jpg

Link to comment
Share on other sites

Esse fake não tinha sido banido?

Link to comment
Share on other sites

o Brasil é chamado de país do futuro faz 912342378472401947932 anos e até agora nada...

Link to comment
Share on other sites

Dear Comentador,

O que você acha do metrô da Marginal Pinheiros que só atende um lado do rio? Cagada de quem fez? Na boa, será que não é simples construir umas pontes ou passagens subterrâneas pra pedestres?

São Paulo também existe 'da ponte pra cá', e é aí que o bixo pega, concorda? Tudo muito negligenciado, nem parece SP. Nem Lei Seca tem, hahahahaha... engraçado, mas é a realidade.

Link to comment
Share on other sites

Prédios grandes com janelas de vidro pra parecer bacana pro pessoal "de bem" que acorda com Prozac e dorme com Rivotril, coisa linda. Enquanto isso, como bem lembrou o Aldo, "da ponte pra cá"...Nada.

Link to comment
Share on other sites

Esses comentários são sérios?

O rio Pinheiros foi e ainda é uma barreira geográfica para a cidade, compare os preços de uma casa no Morumbi ao lado da mesma casa em Pinheiros, nos Jardins, ou até mesmo Alto da Boa Vista.. a diferença é ASSUSTADORA! Uma casa no Morumbi não vale um terço! Porque? É periferia, os bairros mencionados estão do lado de cá do rio, ninguém liga o rádio para saber como está o trânsito na ponte, ninguém quer saber se a Raposo, ou se a Giovanni Gronchi, está parada... Claramente há uma divisão, porém, o que se está conseguindo recententemente é HISTÓRICO:

A linha quatro do metrô levará qualquer pessoa do extremo da zona oeste até a Faria Lima, Paulista e centro em 20 minutos

1313.JPG

A linha 5 ligará o extremo sul até Moema/Vila Mariana

adolfopinheiro.jpg

O monotrilho ouro fará a conexão de Paraisópolis/Morumbi com Congonhas/Chucri Zaidan

8959661604_fbbd04f255_b.jpg

EM POUCO MENOS DE 3 ANOS SÃO PAULO TERÁ TRÊS LINHAS DE METRÔ TRANSPONDO O RIO PINHEIROS, ENQUANTO HOJE NÃO EXISTE NENHUMA!

Link to comment
Share on other sites

Manda a galera dos metros refazerem a Santo Amaro chapa. abs

Link to comment
Share on other sites

A linha 9 atende a um lado do rio porque quando a fizeram praticamente não tinha nada além de casas na margem oposta, falta essa conexão mesmo e não sei porque não fazem... uma ponte/túnel mesmo que de pedestres ligando as margens é muito caro! Imagino que não 'compense' o investimento para pouca gente atravessar..mas não sei!

Link to comment
Share on other sites

2quv5J3.jpg

oHPNshD.jpg

zVMJsdZ.jpg

ygJjtDJ.jpg

5S2cyXE.jpg

1760.jpg

11950711593_fec3ef84b2_b.jpg

11950423165_5e03db5ce1_b.jpg


São Paulo está a frente de outros 237 estados e não é de graça!

Tem muita coisa sendo feita, enquanto, por exemplo, na segunda maior cidade do país está projetado uma mini linha entre a zona sul e o começo da Barra da Tijuca, uma extensão pequena na linha 1 e outra linha isolada do sistema em Niterói(sem conexão com nada).Isso se tudo der certo!! É uma diferença muito grande!

Link to comment
Share on other sites

Estar à frente do RJ em termos de metrô não é porra nenhuma. A linha do Rio é ridícula.

Link to comment
Share on other sites

Muito legal essas fotos desses prédios, o bom é que eles mudam a vida de muita gente né?

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...