Jump to content
Sign in to follow this  
Henrique M.

Lucky Charm

Recommended Posts

Henrique M.

LUCKSHARM.png

O mercado nessa temporada foi agitado, já que houve uma grande mudança no padrão tático na equipe, forçando que alguns jogadores saíssem porque não haveria lugar, assim como também a necessidade de busca de reforços para se encaixarem nesse esquema. Além de que, algumas promessas também foram vendidas, já que na minha concepção não eram tão promessas assim e o dinheiro e o percentual de 50% da próxima venda são muito úteis. O único pesar fica por Alan Whelan, que poderia ter continuado na equipe, mas não queria aceitar um salário condizente com a nossa realidade, então, perdemos o jogador de graça. As contratações foram a jovem promessa irlandesa Eamonn Quinn, que chega para ser volante no time B, para a mesma posição no time A, chegou Brian Paterson. Para o ataque do time B chegou o jovem Joey Collins, vindo do Sunderland e trouxe de volta Corrie Lynch, a segunda maior venda da história do clube, para ser terceiro goleiro. Por fim, trouxe Niall Nesbitt para a lateral esquerda do time B. Creio que com isso a equipe e o elenco (nessa imagem faltam os 4 atacantes, Mariani, Collins, Duddy e Kelly) estão preparados para o que vem pela frente.

ShamrockRovers_TransfersTransferHistory_

Nessa temporada surgiu a oportunidade de homenagear Colin Kelly com um jogo festivo. Marcamos o confronto e foi muito bom para mim ter feito essa homenagem, nunca fui afeito a me apegar a jogadores ou contratações, mas hoje entendo o sentimento que os torcedores do Liverpool tem com o Gerrard. Kelly está aqui desde o começo do meu trabalho na equipe, ou seja, é um casamento de quase 14 anos, esteve em todas as conquistas e decepções do time e nunca fugiu da responsabilidade de ser um estandarte do Shamrock Rovers. É gratificante poder fazer essa homenagem para um jogador que se tornou especial para mim e uma lenda para os Hoops.

DannyGreen_NewsInbox-12_zps253d29f4.png

A pré-temporada teve que ser extensa e cheio de testes pois mudamos de um 4-5-1 sem volantes e de alas para um 4-1-2-1-2 sem jogadores laterais e com um volante e também com um atacante extra. O destaque fica para a dupla de ataque que representa o passado, presente e futuro da equipe. Colin Kelly e Danny Duddy são a dupla do time A e ambos são grandes promessas advindas da base da equipe, são excelentes jogadores, mas Kelly deve entrar numa descendente e ser substituído naturalmente por Duddy. É bom ver que Kelly terá um substituto a alturas advindo de casa.

[imghttp://i255.photobucket.com/albums/hh132/henrimelo/Shamrock%20Rovers/ShamrockRovers_FixturesSchedule_zps839aace1.png]

O ano financeiro do Shamrock Rovers foi salvo pela Champions League, um fracasso antes da chegada a fase de grupos provavelmente culminaria numa hecatombe para a equipe, que terminaria o ano no vermelho. Os prospectos não são bons, mas creio novamente que uma campanha bem sucedida na Champions deve ser o suficiente para resolver a situação por alguns anos a mais. E nunca fui tão feliz ao ver que a equipe tinha recebido cobranças de impostos. Também fechamos três novos patrocínios, valores irrisórios diante do que é o Shamrock Rovers para a Irlanda, mas totalmente condizentes com a realidade da liga.

ShamrockRovers_BoardroomFinances_zps21d9

Nos mantemos como a maior equipe da Irlanda com folgas, apesar do Dundalk ameaçar um crescimento. Também somos a equipe mais valiosa, tendo mais valor que todas as equipes do país somadas e ainda sobra uma bela margem de vantagem ainda. No Ranking da UEFA estamos em 34º lugar, buscando lugar ao sol diante de grandes nomes do futebol europeu.

Wayne McCarthy foi eleito o jogador irlandês do ano, ganhando de um dos maiores atacantes da história recente da Irlanda, Jake Murphy que joga no Liverpool. David McLoughlin levou o prêmio de melhor jovem irlandês, enquanto Danny Duddy ficou com a prata. Na competição de melhor sub-21, Duddy ficou com o prêmio máximo, enquanto Jamie Mulcahy levou o bronze. Novamente aumentamos a nossa média de público na temporada, creio que logo, logo, precisaremos expandir o estádio.

Dos treinadores que estão a mais tempo em um mesmo clube, sou aquele que ocupa a maior longevidade no futebol atual, atrás de mim, por poucos dias vem Michael Laudrup, do Barcelona. Obviamente que com 14 anos de estrada na mesma equipe, isso já era esperado, mas é uma marca muito interessante. No mercado, fui especulado no Sevilla, Internazionale, Newcastle, Real Sociedad e Hoffenheim, contudo não recebi nenhuma proposta de entrevista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Bacana o Kelly, que foi um monstro, já ter um substituto também vindo de dentro do clube. O tempo passou rápido, qdo vc cita o nome dele, ainda lembro daquele newgen com cara de garoto hsuahsua. Já vem a segunda geração de craques Shamrock rs.

Achei legal também esta longevidade do treinador, laudrup também surpreende, não é algo comum nem na vida real, nem no FM. Creio que deve ser sua maior experiência como treinador de uma equipe só, mostrando que este save tem mesmo quebrado tabus e revelado algumas possibilidades interessantes.

Share this post


Link to post
Share on other sites
fferreira

Excelente save, gosto muito de saves longos e o seu está realmente muito legal.

Já fiz um save carreira no FM2011 (último antes de começar com o AIK) em que cheguei a equipe do cruzeiro e só parei quando quando me tornei uma lenda no clube.

E parabéns ao Kelly, é cada vez mais raro encontrar jogadores tão leais num mundo em que o dinheiro vem sempre em primeiro lugar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest arthurbraccini

Qual o teu segredo para não desanimar num clube? Estou impressionado por ficar 14 anos no mesmo clube, o máximo que consegui foram 5 temporadas hahaahah.

Estou com uma dúvida, se tu está sempre tendo boas exibições nos campeonatos nacionais e fazendo história na Champions, porque as tuas finanças estão instáveis?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Bacana o Kelly, que foi um monstro, já ter um substituto também vindo de dentro do clube. O tempo passou rápido, qdo vc cita o nome dele, ainda lembro daquele newgen com cara de garoto hsuahsua. Já vem a segunda geração de craques Shamrock rs.

Achei legal também esta longevidade do treinador, laudrup também surpreende, não é algo comum nem na vida real, nem no FM. Creio que deve ser sua maior experiência como treinador de uma equipe só, mostrando que este save tem mesmo quebrado tabus e revelado algumas possibilidades interessantes.

Ainda está longe de uma segunda geração de craques, creio que tivemos uma grande geração toda de uma vez, que hoje é a base da Irlanda, fora os que pincei e dei a eles oportunidade para alcançar o potencial. Acho que o tempo que perdi querendo renovar as categorias de base foi crucial nesse intervalo. Vem surgindo valores, mas nada como a leva de Kelly, Deans, McGill, Morris, Moore, etc.

Excelente save, gosto muito de saves longos e o seu está realmente muito legal.

Já fiz um save carreira no FM2011 (último antes de começar com o AIK) em que cheguei a equipe do cruzeiro e só parei quando quando me tornei uma lenda no clube.

E parabéns ao Kelly, é cada vez mais raro encontrar jogadores tão leais num mundo em que o dinheiro vem sempre em primeiro lugar.

Emendei um save longo no FM 2012 com um longo no FM 2013 e repeti a mesma dose no FM 2014. Espero que no 2015 seja a mesma tônica, é muito chato ficar pensando em desafios para jogar.

A lealdade dele em tese se explica por ninguém pagar o que eu achava justo que era uns 10 Milhões de euros, se alguém tivesse pagado, acho que toda a história seria diferente.

Qual o teu segredo para não desanimar num clube? Estou impressionado por ficar 14 anos no mesmo clube, o máximo que consegui foram 5 temporadas hahaahah.

Estou com uma dúvida, se tu está sempre tendo boas exibições nos campeonatos nacionais e fazendo história na Champions, porque as tuas finanças estão instáveis?

O próprio time me dá motivos para não desanimar, ocorrem grandes partidas e também a parte tática, de implementar certas coisas e ver funcionando.

As finanças são estáveis porque o único dinheiro que temos é a Champions e a Champions ás vezes não é o suficiente para cobrir o orçamento anual de salários, dependendo do caso. A liga irlandesa paga muito mal e os valores que os clubes ingleses querem pagar nos meus jogadores são ridículos.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

LUCKSHARM.png

É com grande pesar que início esse post, uma saga de 15 temporadas chega ao fim. Apesar de ter narrado só até a temporada o começo de 2027, a que seria 13ª delas. O Shamrock Rovers enfrenta um problema muito grande, ele é enorme para a Irlanda, mas a própria Irlanda limita para onde ele pode crescer, já que a liga não tem prêmios decentes, e os jogadores não são valorizados adequadamente. Isso faz com que mesmo tendo toda a força doméstica e até um considerável potencial de surpresa na Europa, a equipe fica impedida de dar o grande salto. A temporada em que chegamos até as oitavas-de-final da Champions League vieram no momento mais inoportuno possível, quando a equipe sofria com as finanças de altos e baixos, impedindo que fosse possível catapultar ainda mais a equipe.

Doeu muito tomar essa decisão, mas eu já estava cansado de dar muro em ponta de faca e não valia a pena jogar toda uma temporada por causa de 10 jogos, os da Europa, por mais prazer e alegria que aqueles me jogos davam. Você tentar montar sua equipe vendo que jogadores que saem daqui por bagatelas de 400 mil euros, já chegam nas outras equipes valendo 100% desse valor e muitas vezes mais do que isso, é desanimador. Se ele vale tudo isso naquela liga, porque eu não consigo vendê-lo daqui com esse valor? E provavelmente a maior causa do fim desse save e sonho seja essa desvalorização do jogador que brilha na Irlanda, poxa, tive jogar que foi campeão e decisivo numa Eurocopa, e mesmo assim seu valor não passava de 250 mil euros e provavelmente se tivesse numa grande liga, estaria estimado em muito mais de 10 milhões. As únicas propostas que chegaram a me balançar, não valiam a pena para o meu plano para o Shamrock Rovers, eram sempre sobre minhas promessas de 5 estrelas, que eu jamais abriria mão, a não ser por valores estelares. Mas eu sabia que mesmo recebendo esse valor estelar, provavelmente não conseguiria atrair jogadores suficientes para o salto necessário e ainda, provavelmente, colapsaria toda a saúde financeira.,

Outra coisa desmotivante é que os times irlandeses não ajudavam, nunca avançavam adiante nas competições europeias, e mesmo quando conseguimos 2 vagas na Champions, perdemos no ano seguinte porque eles eram incapazes de se mostrar competitivos, nenhuma equipe nunca passou da 3ª eliminatória da Europa League, além da nossa.

Deixo aqui um breve resumo do que aconteceu nos anos que vieram.

2027 - Chegamos até as quartas-de-finais da Liga Europa, sendo eliminado pelo Napoli na Itália, após vencer a primeira partida por 4 x 2 (perdemos de 4 x 0). A Irlanda ganhou uma segunda vaga na Champions, ganhamos a Liga, a Copa da Liga e a Copa da Irlanda, caímos para o Helsinborg nos Playoffs da Champions e ficamos em último no nosso grupo da Liga Europa.

2028 - Perdemos a All-Ireland Cup nos pênaltis para o Cliftonville, ganhamos a Liga, a Copa da Liga e a Copa da Irlanda. Ficamos em último na Champions num grupo com Barça, Manchester e Fenerbahce.

2029 - Ganhamos a Liga, a All-Ireland Cup e a Copa da Irlanda. Fomos eliminados pelo M. Haifa nos Playoffs da Champions e fomos 2º lugar no nosso grupo da Liga Europa. No final do ano, a equipe foi adquirida por um magnata que investiu um dinheiro pequeno para as minhas ambições, mais suficiente para manter os Hoops no topo por anos.

2030 - Me demiti em fevereiro, e em Agosto fui contratado pelo Manchester United.

Vou seguir com a carreira de Danny Green, apesar de não saber se irei contá-la aqui ou se retorno só no próximo FM.

É triste, mas é o fim, se ao menos houvesse algo que indicassem mudanças para a equipe, eu ainda acreditaria que era possível algo a mais, mas a liga irlandesa e suas equipes parecessem que estão fadadas a continuar no mesmo lugar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
walterjocoski

é chato, mas se não havia o crescimento do clube não tinha pra que continuar.

espero que você não desista de postar por aqui, pois seu estilo de post é interessante e seria curioso continuar fazendo carreira do técnico.

espero que não pare, abras

Share this post


Link to post
Share on other sites
Johann Duwe

Antes de mais nada, parabéns por ter levado o save tão adiante, para muitos não é facil nem passar de 3 temporadas, imagina então chegar a 20º temporada no save com o mesmo clube, isso é impressionante.

E sim, se estivesse em Portugal digamos, conseguiria vender seus pupilos a preço de ouro, esse é o lado ruim de jogar nas menores ligas.

Poderias colocar algumas imagens? Seria do perfil do treinador e do quadro de honra Continental, estou curioso para ver se chegou perto do top10, pois apesar dois diversos títulos, imagino que eles não tenham tanto peso assim.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Parabéns, Henrique! Mais um grande save, este em especial vou sentir bastante falta. Este é o problema dos saves longos, eles deixam uma lacuna, creio que pra vc, autor do save, seja este tb o sentimento.

Uma pena que a gente sempre esbarra nestes detalhes que vc citou quando pegamos ligas mais alternativas. Fiquei impressionado com a desvalorização dos jogadores, não tinha reparado este detalhe quando joguei na Hungria, por exemplo, que é um caso semelhante ao da Irlanda. É murro em ponta de faca o tempo todo.

No mais, só agradecer por ter partilhado este belíssimo save conosco, certamente um save exemplar em vários critérios, mas principalmente, em questão de persistência. Chance de um novo save ainda no FM14?

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Uma pena o encerramento do save. Não esperava por fim dele neste momento. Essas dificuldades da liga que você relatou parecem intransponíveis e aí, fica difícil construir algo maior, mesmo quando se começa um save com um clube grande da Irlanda, como foi o seu caso.

Uma pergunta: já que ao vender os jogadores de seu clube eles eram pouco valorizados, você em algum momento pensou em vendê-los com alguma porcentagem futura?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest arthurbraccini

Primeiramente, parabéns pela persistência e ter chegado até a essa temporada. Realmente uma pena ter desistido, mas não se pode negar que tu tentou muitas vezes, então acho que ainda valeu todo esforço. De todo, gostei de acompanhar essa história, espero que obtenha sucessos nos seus próximos saves. Tem algum plano ainda para o FM14?

Share this post


Link to post
Share on other sites
lakers20

Um pena que a liga Irlandesa limitou a evolução do time ,já ocorreu algo parecido quando trenei um time de Andorra ,só tinha expectativas em relação as competições européias , na liga nacional a facilidade era desmotivante.

Sentirei falta ,sem dúvida umas das melhores histórias que já li.

Share this post


Link to post
Share on other sites
fferreira

Nossa, que pesado.

Talvez enfrente os mesmos problemas no AIK que você enfrentou no Shamrock. Mas ainda tenho esperanças de que seja um pouco diferente...

Share this post


Link to post
Share on other sites
guigasparotto

Que pena, Henrique!

Você sabia desde o início que seria uma missão difícil, mas o FM mostrou que a realidade era ainda pior. Infelizmente o time ficou preso na baixa reputação da liga e quando isso acontece não tem muito o que ser feito. Mas valeu a pena por todas as tentativas e jogos que entraram para a história do Shamrock Rovers. Foi um grande save! Parabéns! Vamos aguardar pelo próximo. Já tem algo em mente para o FM 2015?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

é chato, mas se não havia o crescimento do clube não tinha pra que continuar.

espero que você não desista de postar por aqui, pois seu estilo de post é interessante e seria curioso continuar fazendo carreira do técnico.

espero que não pare, abras

Eu não vou sair da área, posso até ficar "sumido" até o FM 2015, mas nele eu volto com certeza.

Antes de mais nada, parabéns por ter levado o save tão adiante, para muitos não é facil nem passar de 3 temporadas, imagina então chegar a 20º temporada no save com o mesmo clube, isso é impressionante.

E sim, se estivesse em Portugal digamos, conseguiria vender seus pupilos a preço de ouro, esse é o lado ruim de jogar nas menores ligas.

Poderias colocar algumas imagens? Seria do perfil do treinador e do quadro de honra Continental, estou curioso para ver se chegou perto do top10, pois apesar dois diversos títulos, imagino que eles não tenham tanto peso assim.

15, cara. Eu errei no texto, já corrigi. :D

A liga é muito limitante, se o Shamrock Rovers tivesse crescido para a reputação de continental nesses anos todos, talvez eu tivesse conseguido ir mais longe.

A do quadro de honra, infelizmente, não serve para nada, pois eu formatei o computador recentemente e perdi todo esse histórico, tem só os títulos mais recentes. Mas eu devia ter uns 1000 e poucos pontos, que ainda é muito longe do TOP 20.

Deixo aqui o Perfil e o Histórico dele.

Parabéns, Henrique! Mais um grande save, este em especial vou sentir bastante falta. Este é o problema dos saves longos, eles deixam uma lacuna, creio que pra vc, autor do save, seja este tb o sentimento.

Uma pena que a gente sempre esbarra nestes detalhes que vc citou quando pegamos ligas mais alternativas. Fiquei impressionado com a desvalorização dos jogadores, não tinha reparado este detalhe quando joguei na Hungria, por exemplo, que é um caso semelhante ao da Irlanda. É murro em ponta de faca o tempo todo.

No mais, só agradecer por ter partilhado este belíssimo save conosco, certamente um save exemplar em vários critérios, mas principalmente, em questão de persistência. Chance de um novo save ainda no FM14?

Não deixou uma lacuna porque eu continuo jogando ele, só ainda não decidi se vou narrar a continuação dele em uma nova história. Mas o Shamrock Rovers com certeza vai deixar saudades.

Sim, e a liga não ajuda, teve um amigo meu que ganhou a Champions com o Basel, mas a liga suíça evoluiu junto com ele e os jogadores não saiam por preços ridículos. Tanto é que a liga suíça se tornou a 6ª maior do mundo no save dele e as equipes suíças chegavam direto nas fases agudas dos torneios continentais.

O prazer de partilhar ele é todo meu, Jiri. Quanto a um novo save, a resposta é definitivamente não, apenas no 2015, mas ainda não decidi se vou narrar a carreira de Danny Green.

Uma pena o encerramento do save. Não esperava por fim dele neste momento. Essas dificuldades da liga que você relatou parecem intransponíveis e aí, fica difícil construir algo maior, mesmo quando se começa um save com um clube grande da Irlanda, como foi o seu caso.

Uma pergunta: já que ao vender os jogadores de seu clube eles eram pouco valorizados, você em algum momento pensou em vendê-los com alguma porcentagem futura?

Sim, o grande desanimador foi que na temporada 2028/2029, eu consegui uma vaga extra na Champions League e o time que foi para lá, foi para passar vexame, o que é profundamente irritante e desmotivador, você se esforça, a equipe brilha, abre espaço para que outras tenham essa chance e elas jogam no lixo.

Sim, fiz isso, a partir dessa temporada que ia começar, todo e qualquer jogador só saia daqui se eu tivesse direito a 50% da próxima transferência, consegui várias vendas que renderam de 1M a 2M, e conseguia cerca de 2 ou 3 vendas assim no meio do ano, tanto é que a partir disso, a situação financeira da equipe se solidificou e a dependência da Champions League diminuiu, mas mesmo assim, esse valor de vendas não era o suficiente para que chegássemos a uma situação de podermos oferecer salários superiores a 100 mil euros.

Primeiramente, parabéns pela persistência e ter chegado até a essa temporada. Realmente uma pena ter desistido, mas não se pode negar que tu tentou muitas vezes, então acho que ainda valeu todo esforço. De todo, gostei de acompanhar essa história, espero que obtenha sucessos nos seus próximos saves. Tem algum plano ainda para o FM14?

Vou continuar jogando esse save, mas não decidi se vou continuar a contar.

Um pena que a liga Irlandesa limitou a evolução do time ,já ocorreu algo parecido quando trenei um time de Andorra ,só tinha expectativas em relação as competições européias , na liga nacional a facilidade era desmotivante.

Sentirei falta ,sem dúvida umas das melhores histórias que já li.

É complicado mesmo, acaba te minando e não gosto de empurrar um save com a barriga.

Obrigado pelo elogio, fico feliz que tenha gostado.

Nossa, que pesado.

Talvez enfrente os mesmos problemas no AIK que você enfrentou no Shamrock. Mas ainda tenho esperanças de que seja um pouco diferente...

Depende, talvez a liga sueca seja capaz de lhe dar um potencial maior. Espero que não tenha essas dificuldades, de verdade, sei o tanto que corroem a chance de um grande feito.

Que pena, Henrique!

Você sabia desde o início que seria uma missão difícil, mas o FM mostrou que a realidade era ainda pior. Infelizmente o time ficou preso na baixa reputação da liga e quando isso acontece não tem muito o que ser feito. Mas valeu a pena por todas as tentativas e jogos que entraram para a história do Shamrock Rovers. Foi um grande save! Parabéns! Vamos aguardar pelo próximo. Já tem algo em mente para o FM 2015?

Realmente é complicado, mas fica a experiência toda de 15 temporadas em um único clube, algo que eu mesmo achei que nunca fosse capaz de realizar, por ser afeito a jogar carreiras. Acho que esse é o grande valor desse save.

Quanto ao FM 2015, tenho algumas ideias, mas ainda não decidi qual delas vou usar. E ainda podem surgir diversas outras coisas pelo caminho até o lançamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites
IgorFontana

Ba, que pena. Tenho um carinho pelo Shamrock Rovers. No Fifa 13 tive um save sensacional com eles, fui campeão da Liga dos Campeões várias vezes, mas é Fifa, né. Não tem esse problema como tem no FM. É uma pena, boa sorte no Manchester United e seria legal contar aqui sim. Mas isso é uma questão de opção sua.

Grande abraço e parabéns pelo save fantástico. Abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
gustavo922

Esse problema é bem difícil de encarar, pois na vida real acontece a mesma coisa, pois quando você assiste a UCL ou a UEL você percebe que o pequenos as vezes até conseguem encarar uma ou outra partida diante dos grandes mas morrem por ali. E tirando as maiores ligas europeias (Itália, Espanha e Inglaterra, talvez Portugal e França entrem nessa lista) os outros países tem essa limitação de crescimento o que dificulta bastante a expansão de apenas um ou dois clubes que tentam se desenvolver ao invés de ficarem estagnados como muitos preferem ficar!

Mas foi um save foda, depois que comecei a acompanhar as histórias imagino que esse será mais um que deixará uma lacuna no tempo, pois sempre faltaram as noticias do Shamrock ao abrir o fórum! :(

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Ba, que pena. Tenho um carinho pelo Shamrock Rovers. No Fifa 13 tive um save sensacional com eles, fui campeão da Liga dos Campeões várias vezes, mas é Fifa, né. Não tem esse problema como tem no FM. É uma pena, boa sorte no Manchester United e seria legal contar aqui sim. Mas isso é uma questão de opção sua.

Grande abraço e parabéns pelo save fantástico. Abraço.

No FIFA, eu já conduzi um time no meu Be a Pro até a final da Champions, era o Rangers, uma pena que o Messi era um capeta, se não tinha feito essa façanha também.

Eu que agradeço a mensagem.

Esse problema é bem difícil de encarar, pois na vida real acontece a mesma coisa, pois quando você assiste a UCL ou a UEL você percebe que o pequenos as vezes até conseguem encarar uma ou outra partida diante dos grandes mas morrem por ali. E tirando as maiores ligas europeias (Itália, Espanha e Inglaterra, talvez Portugal e França entrem nessa lista) os outros países tem essa limitação de crescimento o que dificulta bastante a expansão de apenas um ou dois clubes que tentam se desenvolver ao invés de ficarem estagnados como muitos preferem ficar!

Mas foi um save foda, depois que comecei a acompanhar as histórias imagino que esse será mais um que deixará uma lacuna no tempo, pois sempre faltaram as noticias do Shamrock ao abrir o fórum! :(

É complicado, se ao menos a equipe estivesse crescendo ou a liga tivesse acompanhando, acho que não seria tão desmotivante, pois acabaria até que criando uma melhoria da liga e o domínio da equipe poderia fraquejar.

Acho que o tempo para despedidas e velar o save já foi o suficiente, estou fechando o tópico

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • DiegoCosta7
      By DiegoCosta7
      Alguém sabe me dizer porquê o FM não baixa o conteudo selecionado da oficina para ele ? (Eu estou inscrito em varios conteúdos mas o fm não baixa todos eles ou só baixauma parte do conteúdo que estou inscrito. Porquê isso acontece ?
    • Lanko
      By Lanko
      Próxima>>>                 
       
      ATUALIZAÇÃO MAIS RECENTE!
       
      E aê galera, tudo bom? Descobri o fórum recentemente há uns dias atrás, especificamente a área de histórias. Li algumas e adorei o formato e o fato que a galera resolveu postar suas jornadas e challenges interesantíssimos. 
      Enquanto jogava o FM18 fiquei pensando nas várias coisas que aconteceram e que dificilmente conseguiria guardar pra lembrar depois, especialmente as coisas memoráveis.
      Deixei quieto e segui em frente, mas como disse, encontrei essa área aqui e me arrependo de não ter pesquisado e encontrado antes. Mas antes tarde do que nunca, né! O save não tem tanto tempo e muitas dos principais eventos estão frescas na memória.
      Esse save não tem objetivos específicos a serem alcançados, simplesmente criei um perfil de treinador (sem escolher clube, comecei desempregado) e saí pro mundo pra ver no que vai dar. 
      PERFIL DO TREINADOR:
       
      Lanko Askarian sempre teve interesse por futebol, principalmente na parte tática, já que jogando ele é um grande perna de pau. Decidiu ir adiante com esse pensamento e resolveu estudar para ser técnico e dirigir uma equipe.
      Diante dos vários fracassos do Brasil na área, decidiu, corretamente ou não, ir estudar e fazer cursos na Europa. Escolheu a Inglaterra já que sabia inglês e nada dos outros idiomas. Depois de algum tempo, adquiriu profundo conhecimento tático, de treinamentos, de filosofias de jogo.
        
       
      Agora só faltava botar tudo isso em prática, e é aí que morava o problema. Lanko entrou determinado a começar 2018 como técnico, mas passou o primeiro semestre desempregado. Nem clubes brasileiros da 3a divisão quiseram sequer conceder uma entrevista.
      No fim da temporada europeia, Lanko voltou a Inglaterra, disposto a aceitar propostas da 5a ou 6a divisão inglesas só pra começar a trabalhar, mas mesmo dessa vez conseguindo entrevistas, não foi o escolhido em nenhum dos oito clubes em que bateu a porta.
       

       
      Jovem (30 anos, muito menos que muitos jogadores em atividade), sem ter comandado vestiário antes e ainda por cima estrangeiro, esses foram os principais motivos das recusas.
      Até que viu um anúncio de um clube de Portugal (o único), a Mondinense, da terceira divisão portuguesa, e decidiu entrar em contato com eles.
      O presidente foi surpreendido pelo contato. Ele acabou gostando do perfil. Avisou que o clube era pequeno, mas gostaria de ver o clube crescer e talvez tentar algo inusitado seria o primeiro passo ideal. O presidente convidou Lanko para a cidade de Mondim de Basto para assinarem o contrato.
       

       
      Lanko aceitou, muito feliz. Portugal não estava nos planos iniciais, mas quem sabe, caindo do céu, seria o melhor lugar para começar a carreira. O idioma não seria problema e Portugal era um bom país, além de ter certa história no futebol e um cenário respeitável.

      Ele sabia que o começo ia ser difícil, mas até chegar em Portugal e ver a sede da Mondinense de perto, ele não fazia ideia do quão difícil…
       
      Próxima>>>
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Reflexões, ponderações e filosofias
      Antes de falar do save em si, queria aproveitar o espaço para fazer um desabafo. Parece que a cada novo FM que surge eu vou perdendo cada vez mais o contato que eu tinha com o jogo no passado, mas vejo alguns exemplos de pessoas na mesma faixa de idade, mesma faixa de afazeres ou até em faixa maiores, jogando e tendo a boa e velha conexão com o jogo. Não sei se posso culpar o jogo em si ou culpar o jogo com relação a mim. Poderia ser pessoal, mas recentemente venho me divertindo no Football Manager 2008 e poderia facilmente migrar para o Football Manager Touch, que foi minha grande empolgação com um save, tirando os playoffs de promoção com o Santarcangelo. Então acredito que o problema não é do jogo, nem da minha relação com o jogo. É do que eu quero ver acontecendo no jogo.
      Infelizmente eu escolhi um desafio que o jogo não estava disposto a aceitar nas minhas condições, era possível, mas eu precisava aceitar as condições que o jogo impunha e isso não era o suficiente, eu precisava de mais e não aguentava ver o resultado do que eu queria dentro de campo. Não ligo para derrotas, para os percalços, desde que eles ocorram com meu time atuando da maneira pela qual ele foi desenhado para atuar. Se eu me comprometo com a retranca, tenho que estar ciente do que ela causa, se eu me comprometo com o jogo ofensivo, tenho que estar ciente do que ele causa e assim por diante. A questão é que eu me comprometi com uma coisa diferente, que era o líbero, não era uma questão de tática, não era uma questão de estilo de jogo. Era uma questão de trazer uma função morta para o FM e fazê-la funcionar tanto defensivamente quanto ofensivamente, mas isso limitava meu estilo de jogo a ser puramente defensivo ou contra-ofensivo. E as equipes que tiveram grandes líberos ofensivos não jogavam exclusivamente assim e muitas poderiam ser descritas como equipes fluidas e ofensivas.
      Eu passei do estágio de querer ver um desafio impossível sendo feito por mim, passei do estágio de querer acumular títulos e fazer grandes saves em termos de troféus e vitórias. Tive um dos maiores prazeres no FM 2015 com uma equipe que ganhou 3 italianos em umas 15 temporadas, perdeu 2 vezes a Champions e até hoje sinto saudades desses momentos, pois ali eu não estava construindo a minha dinastia, ali eu estava construindo uma história em conjunto com um clube. Tinha aquele apego, tinha aquela paixão de transformar o mundo do futebol. E esse é um problema grande, não consigo fazer igual a maioria das pessoas e escolher um save simples, seguro e que seja factível de se encerrar. Eu quero o desafio de modificar a história, criar momentos que só o FM proporciona e isso acredito que vem dificultando o processo de jogar FM.
      Desafabo feito, hora de seguir adiante e tentar mais uma vez. Se falharmos, levantamos, sacudimos a poeira e tentamos de novo.
      Introdução
      No Football Manager 2014 eu tentei aquele desafio impossível, meu grande feito até hoje foi conquistar a Champions League com o Rangers da Escócia no FM 2012. Por isso, decidi apimentar as coisas e buscar o título da Champions League com outro clube britânico, só que dessa vez advindo da Irlanda. Foram lindas 12 temporadas com 10 títulos nacionais, 9 deles consecutivos e incontáveis títulos nas copas domésticas, transformando o Shamrock Rovers no maior vencedor de todas as competições irlandesas. Em nível continental, realizamos o feito que o Dundalk realizou nessa temporada, ao se tornar o primeiro clube irlandês a participar de uma fase de grupos de uma competição europeia e fomos além, chegamos até as oitavas-de-final da Champions em uma ocasião e participamos por 3 ou 4 vezes do mata-mata da Liga Europa. Porém, apesar de nunca sequer estar perto de alcançar o único objetivo do save, transformei o Shamrock Rovers, mas isso não foi o suficiente para alavancar o futebol irlandês e sem a alavancagem do futebol irlandês seria impossível chegar até o objetivo do save. Eu me frustrei com isso, encerrei o save, depois me arrependi, mas a decisão já estava feita. Contudo, nesse save desenvolvi jogadores, criei ícones e lendas do clube, inclusive consegui segurar uma gigante promessa irlandesa por mais de 10 temporadas na equipe, fazendo com que um jogador da base se tornasse um importante jogador da história da equipe. E eram essas pequenas coisas que seguravam o save, mas infelizmente, ele estaria fadado a nunca dar certo da maneira que eu gostaria.
      Por isso, no ano passado, o ggpofm traduziu e adaptou um texto sobre como tornar uma liga competitiva e eu decidi que era hora de tentar realizar o impossível novamente, porém eu incuti no erro de começar o jogo no FM 2014 e comparar as duas histórias e é óbvio que isso deu errado, pois eu me frustrava com o que ocorria e olhava e comparava com o que havia sido feito e me perguntava o que estava acontecendo e o que estava sendo feito de errado, até o ponto em que eu comecei a tentar emular as decisões do passado. Isso ruiu a tentativa.
      É hora de aprender com o passado e recomeçar um desafio diferente que é transformar uma liga com um desafio do passado, a busca do impossível. Sinceramente, espero que seja esse o combustível necessário, pois o fato de querer continuar participando ativamente da área me fez retornar rapidamente com uma história. Quando não estou contando um save, a atenção que dou a área é totalmente diferente e sinceramente, como é uma área que pulsa numa vibração interessante e revigorante, acho injusto comigo mesmo não estar aqui, mesmo que o preço seja mais uma história inacabada.
      Objetivo
      Conquistar a Champions League com o Shamrock Rovers Regras do save
      Se o jogador não serve mais para o Shamrock Rovers, a prioridade é repassá-lo para uma equipe irlandesa, mesmo que isso signifique aceitar uma oferta menor ou perder o jogador de graça. Não contratar destaques de outras equipes irlandesas. Buscar repatriar jogadores irlandeses de ligas estrangeiras. Buscar contratar jovens promessas de equipes irlandesas, com o propósito de acelerar a evolução do mesmo. Buscar antecipar a concorrência externa pelos principais jogadores da liga, evitando que jogadores de bom nível ou alto potencial saiam do país. (A única condição que permite contratar um jogador adversário que seja importante para o clube) Caso alguma nova necessidade vá surgindo, irei informar num post e adicionar aqui Histórico
      2017 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado na 1ª rodada qualificatória da Europa League
      2018 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado no Playoff dos campeões da Champions League, 4º lugar no Grupo K da Europa League
      2019 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Cup, 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2020 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado na 3ª Qualificatória da Champions League e nos Playoffs da Europa League
      2021 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e 4º colocado no Grupo C da Champions League
      2022 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo H da Champions League
      2023 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º colocado no Grupo J da Europa League
      2024 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 3º colocado no grupo G da Champions League
      2025 - 2º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, eliminado nos 32-avos-de-final da Europa League e 4º colocado no grupo B da Champions League
      2026 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º colocado no Grupo L da Europa League
      2027 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 3º colocado no Grupo H da Champions League
      2028 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup e eliminado nas oitavas-de-final da Europa League e 3º colocado no Grupo E da Champions League
      2029 - 1º lugar na Airtricity Premier League, eliminado nos 32-avos de final da Europa League, 4º lugar no Grupo A da Champions League
      2030 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da Leinster Senior Cup e 4º lugar no Grupo C da Champions League
      2031 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Copa da Irlanda, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup e 2º lugar no Grupo H da Champions League
      2032 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2031/2032  e 2º lugar no Grupo F da Champions League 2032/2033
      2033 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2032/2033 e 3º lugar no Grupo G da Champions League 2033/2034
      2034 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Eliminado nas quartas-de-final da Europa League 2033/2034 e 3º lugar no Grupo C da Champions League 2034/2035
      2035 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da Europa League 2034/2035, Campeão da Super Copa da UEFA 2035 e 1º lugar no Grupo H da Champions League 2035/2036
      2036 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Eliminado nas oitavas-de-final da Champions League 2035/2036 e 3º lugar no Grupo E da Champions League 2036/2037
      2037 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, 4º lugar no grupo C da Champions League 2037/2038
      2038 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo F da Champions League 2038/2039
      2039 - 1º lugar na Airtricity Premier League, Campeão da FAI Ford Cup, Campeão da EA Sports Cup, Campeão da Leinster Senior Cup, 3º lugar no Grupo G da Champions League 2039/2040
      Histórico de posts
      Shamrock Rovers e Irlanda A primeira pré-temporada Algumas surpresas na tabela Liderança na Irlanda, decepção na Europa Vantagem é sempre importante A baciada fica para o meio do ano Uma temporada mais competitiva Irlanda x Escócia Celtic Park, Olympiyskyi, Vélodrome e King Power Stadium 3 contratações, 32 despedidas Enfim mediremos força com o Dundalk? Onde os outros perdem, nós vencemos Um empate que vale por duas temporadas e meia Em time que está ganhando não se mexe? Mais um voo solo? Dois patetas, as traves e um muro espanhol Em terra de irlandês, quem é Shamrock, é rei! As primeiras cifras em reforços Um começo de temporada inédito 166 convocações no elenco Os desafios financeiros da Irlanda Um estádio para chamar de nosso Alguém parará o Shamrock Rovers? Muita movimentação no Tallaght Uma Irlanda que dá trabalho O retorno do atacante solitário Falta embalar Uma chance inesperada Deem um pouco mais de crédito para a Liga Irlandesa Vendas milionárias Sentimos sua falta, O’Brien! Gribbinaldinho Fenômeno! A 5ª maior instituição da Irlanda Remodelagem tática A melhor campanha da história do primeiro turno Na perseguição do Cork City Verde é a cor da Irlanda Um vacilo milionário A melhor campanha da história do primeiro turno – Parte 2 Mais Irlanda na Europa Forde, por que faz isso comigo? Batemos a marca de 2 milhões Um carrossel verde e branco Simplesmente avassalador! Um péssimo ano para ser Bohemian Um mercado prolífico Um novo concorrente no horizonte? Eurocopa 2028 A solução que veio e que foi Chora, Allegri! Reaprendendo a jogar Tudo conforme o script Dinamo Zagreb A única vez foi em 2017 O bom filho a casa torna Uma máquina chamada Conor Wilson Copa do Mundo 2030 Maldito sorteio da Champions League Uma abordagem renovada Poxa, UCD! Um dia ruim por turno O doce aroma da elite europeia De pontas para volante Uma noite irlandesa em Londres As dificuldades de ser maior que a liga irlandesa Meus jogadores são de um material superior Que venha o Lyon! Teremos um campeonato!? Segue o líder! A gente bem que tentou, mas o Cork não quis! Regulamento debaixo do braço Faltaram apenas 6 minutos Mais uma vaga na Champions League! Dosharaithe E estamos de volta A estrada até aqui... Real Madrid x Shamrock Rovers Super Copa da UEFA Green Stadium Uma homenagem à Conor Wilson Começo claudicante, mas final esperado O fim de duas eras Sob nova direção A Airtricity Premier League é uma das 10 maiores da Europa 20 anos de Danny Green Um campeonato que ainda está em aberto Vexatório! O plano quinquenal Zero gols, zero derrotas Uma nova era para o Hoops Tinha um italiano no meio do caminho Uma insípida janela de transferências Um paredão azul Winner Winner Chicken Dinner Um quinquênio que durou dois anos Uma debandada do Green Stadium
    • Gunner79
      By Gunner79
      Joguei bastante tempo no fm14 com essa tática, mas após a última formatação perdi ela e não consegui mais encontrar. 
      Pelo que me lembro, ela foi baixada aqui no fórum antes da reformulação. Procurei no Google mas não achei nada. Alguma boa alma que possa ter a tática salva poderia upar? 
×
×
  • Create New...