Jump to content

Caso Carol Solberg e o STJD do vôlei


Lowko é Powko

Recommended Posts

Denúncia pede pena máxima a Carol Solberg e multa de R$ 100 mil

Parece que ninguém se lembra mais das manifestações pró-Bolsonaro em 2018. Pau que bate em Chico aqui não bate em Francisco.

Por enquanto, foi só a denúncia do procurador. Não sei se o STJD já se manifestou sobre. Mas qualquer decisão que vá contra esse direito da atleta, além de ser inconstitucional, é uma tremenda de uma filha da putice.

Link to comment
Share on other sites

O complicado dessa situação foi que ela foi contra o cara que é o chefe do patrocinador da entidade, é a mesma coisa que um jogador do Palmeiras falar algo da Leila, ou um jogador do psg falar mal do Qatar, etc, o que ela fez foi uma burrice, mas a punição não merece ser uma multa e sair da entidade ou perder alguns jogos, no máximo toma um puxão de orelha e vida que segue.

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Moura Edu disse:

O complicado dessa situação foi que ela foi contra o cara que é o chefe do patrocinador da entidade, é a mesma coisa que um jogador do Palmeiras falar algo da Leila, ou um jogador do psg falar mal do Qatar, etc, o que ela fez foi uma burrice, mas a punição não merece ser uma multa e sair da entidade ou perder alguns jogos, no máximo toma um puxão de orelha e vida que segue.

Bolsonaro não é chefe de ninguém, no máximo dos ministros que ele indicou. Ele é empregado, e foi eleito pelo voto popular...essa mania que existe no Brasil de políticos aparelharem os orgãos públicos como se fossem deles tem que acabar. Nenhum cidadão comum pode ser retaliado por fazer uma crítica política.

Não faz o menor sentido a punição, é um absurdo total. Assim como é legitimo o Felipe Melo de se manifestar a favor do Bolsonaro no pós-jogo, a seleção brasileira de vôlei (ligada a mesma CBV, que se diz contra manifestações políticas) fazendo o "17" na comemoração...não se pode impedir alguém de manifestar contra também.

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, David Reis disse:

Bolsonaro não é chefe de ninguém, no máximo dos ministros que ele indicou. Ele é empregado, e foi eleito pelo voto popular...essa mania que existe no Brasil de políticos aparelharem os orgãos públicos como se fossem deles tem que acabar. Nenhum cidadão comum pode ser retaliado por fazer uma crítica política.

 

Se eu trabalhar em um lugar que é financiado por dinheiro público, criticar um politico é um tiro no pé, seja ele de qualquer partido, quantas pessoas eu já vi sendo perseguidas nos mais variados trabalhos por criticar quem estava em cima, em um mundo ideal isso não aconteceria David, mas esse mundo não é o que vivemos, eu no lugar dela nunca falaria mal de ninguém no poder, até porque isso só pode e ira me prejudicar, ela foi no mínimo ingênua ao pensar que a atitude dela não daria em nada, como eu disse no máximo uma punição seria um puxão de orelha, mas qualquer outra punição é errado.

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Moura Edu disse:

Se eu trabalhar em um lugar que é financiado por dinheiro público, criticar um politico é um tiro no pé, seja ele de qualquer partido, quantas pessoas eu já vi sendo perseguidas nos mais variados trabalhos por criticar quem estava em cima, em um mundo ideal isso não aconteceria David, mas esse mundo não é o que vivemos, eu no lugar dela nunca falaria mal de ninguém no poder, até porque isso só pode e ira me prejudicar, ela foi no mínimo ingênua ao pensar que a atitude dela não daria em nada, como eu disse no máximo uma punição seria um puxão de orelha, mas qualquer outra punição é errado.

O problema pra mim é a falta de coerência, da mesma identidade repudiar manifestações políticas e punir em um caso e em outro, dizer que “respeita a liberdade de expressão”, muito conveniente. Sobre o patrocínio, não vejo problema algum...se fosse uma crítica à instituição Banco do Brasil, tudo bem...mas ao presidente da república não faz o menor sentido. Seguindo essa lógica, um bolsista de mestrado pela CAPES não poderia criticar o presidente da república, por exemplo. Não tem que ter nada, nem mesmo um puxão de orelha.

https://esporte.ig.com.br/volei/2018-09-15/polemica-em-foto-da-selecao-brasileira-de-volei.html

Veja a seguir a nota divulgada pela CBV sobre o assunto:

“A CBV repudia qualquer tipo de manifestação discriminatória, seja em qualquer esfera, e também não compactua com manifestação política. Porém, a entidade acredita na liberdade de expressão e, por isso, não se permite controlar as redes sociais pessoais dos atletas, componentes das comissões técnicas e funcionários da casa. Neste momento, a gestão da seleção irá tomar providencias para não permitir que aconteçam manifestações coletivas”.

Link to comment
Share on other sites

Aos amigos, os favores da lei.

Aos inimigos, os rigores da lei.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...