Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Henrique M.

Review do Football Manager Touch 2019

Recommended Posts

Henrique M.

YXIzova.png

A cada ano que passa, o Football Manager Touch vai ganhando tração como uma entidade separada dentro da franquia Football Manager. A sua presença em dispositivos móveis, como tablets e celulares de ponta, ajuda nesse fator. Além disso, a chegada da versão "simplificada" da série no Nintendo Switch agitou bastante o cenário. Entretanto, o Football Manager Touch é e sempre será comparado ao seu primo rico. E é por isso que focaremos a nossa review do Football Manager Touch 2019 naquilo que importa. Ele é uma versão satisfatória em termos de velocidade de jogo, sem perder a essência e semelhança com a versão completa?

A primeira coisa que se nota é que o jogo segue a identidade visual proposta para a versão completa e para o olho destreinado, os dois podem acabar parecendo idênticos. E como a intenção da desenvolvedora era realmente essa, tirando um detalhe ou outro de cada versão, acertaram em cheio na proposta. Como verão abaixo, é a quantidade de detalhes e algo aqui e acolá em cada jogo que é capaz de entregar qual versão o jogador está jogando.

Enzo-Jerolamo_-Inicio3f8a557559bd42e7.pn
Enzo-Jerolamo_-Inicio99a5f1e5bf06a596.pn

Como sempre, o mote do Football Manager Touch 2019 é trazer uma experiência similar à versão completa em um estilo de tempo que relembra os antigos FMs. Para muitos, o grande campeão nesse quesito ainda é o Football Manager Classic 2015, que trazia um balanço interessante entre velocidade, imersão do completo e sentimento de nostalgia (ainda planejamos colocar isso a prova no futuro para quem tem o tempo cada vez mais reduzido, mas ainda quer jogar um FM). O último review do Football Manager Touch que fizemos foi da versão 2017. Não significa que em 2018 ele foi esquecido, entretanto, às vezes, não existe aquela razão para trazer uma avaliação como essa. 

Portanto, é possível inferir que muito não se mudou entre as duas últimas versões. E se você está acompanhando a lógica até aqui, já entendeu que um texto para o FMT 2019 significa que algo de especial ele tem. E ele realmente tem, talvez seja a versão recente que mais tenha conseguido capturar aquilo que realmente se espera dessa modalidade da franquia desde que foi anunciada pela primeira vez. Talvez o fato do jogo estar impactando na parte de dispositivos móveis tenham feito com que um carinho especial fosse dado à versão atual.

Logo, o Football Manager Touch 2019 é capaz de te dar uma experiência similar, com todas as suas simplificações, que a versão completa do FM 2019. Já vi pessoas se encantando com a versão e preferindo ela porquê o jogo se encaixa melhor na sua vida e lhe proporciona a mesma coisa que as versões antigas do Football Manager completo. E esse é um ponto importante demais, afinal de contas, todos queremos jogar FM, e não algo que parece FM, mas não é.

Ainda mais se considerarmos que entre o Beta e a atual versão do jogo, o FM 2019 perdeu bastante de sua magia. Afinal, como mencionado, o único dever da desenvolvedora era não estragar o que estava quase perfeito. Mas eles não costumam nos escutar e os últimos dois patches acabaram trazendo velhas sensações de que estamos apenas vendo mais do mesmo, como em outras versões. E por ser uma versão a parte e pouco explorada, o FMT 2019 acaba se beneficiando dessa magia do fato novo.

O outro critério importante é a velocidade. Afinal de contas, não adianta ser uma versão similar e ter uma velocidade que não compense perder alguns detalhes importantes. E o Football Manager Touch 2019 entrega bem nessa parte. A minha avaliação foi feita apenas com três ligas, para testar o jogo dentro das suas capacidades de multi-compatibilidade de dispositivos. Em uma sessão de 75 minutos, consegui disputar dez partidas. Ou seja, uma partida a cada sete minutos e meio. É muita coisa, principalmente quando minha média no FM 2019 varia entre uma partida a cada 15 ou 20 minutos, dependendo da quantidade de jogos em uma semana. Dessa forma, é possível jogar o dobro de partidas no jogo com o mesmo tempo.

Além disso, fiz a avaliação de uma temporada jogando com a Juventus em cerca de 20 horas (segundo o contador da Steam). No Football Manager Touch, gastei cerca de 6 horas para avaliar além de meia temporada. A explicação da diferença é simples, como perceberão. Mesmo assim, dá para extrapolar e ver que definitivamente terminaria uma temporada em mais ou menos a metade do tempo, exatamente como descrito acima.

Enzo-Jerolamo_-Inboxb318768f308c72c8.png

Para não ficar algo enviesado e pensando apenas em quem joga com poucas ligas, perguntei a um colega que está jogando o Football Manager Touch 2019 em um save onde carrega ligas de maneira similar ao FM 2019 completo. Ele me relatou que conseguiu jogar seis partidas em 90 minutos. É uma média de uma partida a cada 15 minutos. É um pouco similar a uma semana com jogos domingo e quarta que enfrento no FM 2019 completo, contudo, ao menos cinco minutos em relação ao estado padrão. Dá para colocar aí um jogo ou dois a mais dependendo de como for em uma mesma sessão.

Contudo, ele é um dos que se apaixonou pelo FMT 2019 e a experiência dele em termos de velocidade normal pode diferir da minha. Afinal de contas, cada computador tem sua velocidade de processamento e cada um tem suas preferências de ligas carregadas. Então, é importante fatorarmos a experiência positiva que ele vem tendo em conjunto dessa análise temporal.

E esse é o grande diferencial do Football Manager Touch 2019, a experiência. Ela te lembra o jogo completo e para quem está sem tempo para se dedicar a todos os detalhes que a versão completa venha a trazer, a diferença que existe entre o processamento de cada jogo, já que os detalhes de um exigem mais do computador do que o outro, acaba sendo importante para se manter conectado com a franquia. Não darei nota, porque se não, acabaram comparando com a nota do review do Football Manager 2019, que já mudou entre a hora que escrevi e a minha atual experiência.

Entretanto, encerrarei aqui com uma anedota interessante. Jogar o FMT 2019 para fazer o Review do Football Manager Touch 2019 me fez cogitar seriamente comprar um Tablet potente ou até mesmo um Switch para poder curtir um FM quando não posso estar em casa. Para o azar da Sports Interactive e da fornecedora do Tablet ou Switch, essa cogitação não pode ser concretizada por questões que não vem a tona. Mas se elas quiserem resolver esse problema para mim, não ficarei triste.

Conteúdo original produzido por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
Banner: @_Matheus_

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Como arrumar os times brasileiros no FM 2019?
      Os problemas com o licenciamento da equipe brasileira começaram no terceiro patch do Football Manager 2016. Nessa ocasião, o Flamengo tinha um contrato de exclusividade com a Konami e pediu para o nome ser retirado. Nesse momento, o Flamengo virou Flemish. Parecia ser algo pontual, até que para o FM 2017, o jogo deixou de ser vendido aqui e as equipes brasileiras já não viam mais com nomes reais e também com cores diferentes do normal. Portanto, como arrumar os times brasileiros no FM 2019?
      A situação inicial é a seguinte:

      A solução é simples:
      Para Windows:
      apagar os arquivos Brazil_kits.dbc e Licensing2.dbc das pastas C:\Program Files (x86)\Steam\steamapps\common\Football Manager 2019\data\database\db\1900\dbc\permanent, C:\Program Files (x86)\Steam\steamapps\common\Football Manager 2019\data\database\db\1901\dbc\permanent e C:\Program Files (x86)\Steam\steamapps\common\Football Manager 2019\data\database\db\1910\dbc\permanent
      Para MAC:
      apagar os arquivos Brazil_kits.dbc, forbidden_names e Licensing2.dbc das pastas /Users/username/Library/Application Support/Steam/SteamApps/common/Football Manager 2019/data /database/db/1900/dbc/permanent, /Users/username/Library/Application Support/Steam/SteamApps/common/Football Manager 2019/data /database/db/1901/dbc/permanent e /Users/username/Library/Application Support/Steam/SteamApps/common/Football Manager 2019/data /database/db/1910/dbc/permanent
      Depois que você fizer isso, é necessário criar um novo jogo. O procedimento não funciona em saves criados antes dessa modificação.
      Quando você criar um novo jogo, a tela de início rápido ficará assim:

      Não se preocupe, isso é normal. Basta proceder com a criação do seu save que as coisas se ajeitaram assim que ele for criado.

      Como pode ver, tudo está corretamento como deveria estar, nomes reais e cores reais dos logos. 

      Como podem perceber as cores do fundo da skin não são as reais, para isso, existe uma simples solução. Para corrigir as cores dos clubes, é só baixar o fix do FManager Brasil, feito pelo @rodrigofec.
      Para instalá-lo é só colocar o arquivo baixado em Meus Documentos/Sports Interactive/Football Manager 2019/editor data, e se selecionar o arquivo Cores Reais dos Clubes Brasileiros - FManager.fmf na hora que estiver criando um save novo.
      Iremos manter esse tópico atualizado a medida que nos patches forem saindo. Além disso, é importante lembrar que para utilizar os escudos reais e os uniformes reais, é necessário fazer o download de gráficos à parte, já que o Football Manager só fornece esse tipo de conteúdo se os clubes forem licenciados para isso.
      Qualquer dúvida, comente, que iremos te ajudar.
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      O sistema de treinos no FM 2019 foi uma das grandes novidades da edição desse ano. É uma mudança que os fãs da série vem pedindo há muito tempo e com bastante barulho. O novo sistema de treinos no Football Manager 2019 é uma versão mais complexa do que estávamos acostumados a ver nas edições anteriores do jogo. Se você estiver jogando uma versão antiga do jogo, o novo sistema pode gerar confusão, já que não funciona como nas versões anteriores. Portanto, para o FM 2019 nós precisamos reaprender como os treinos funcionam.
      O primeiro grande erro que você pode cometer com o novo sistema é compará-lo com as versões passadas. Não importa quão bem ou mal você achava que conhecia o antigo sistema, esqueça tudo e olhe para os treinos no FM 2019 com olhos de iniciantes, se não, você irá ter muitas dificuldades.
      Nos últimos anos, a Sports Interactive recebeu muitas críticas da comunidade de jogadores por não se importar com as coisas e por ser vaga a respeito das funcionalidades dos jogos. Mas nesse ano, eles mudaram a filosofia e estão melhorando o relacionamento com a comunidade em geral. Nesse ano, principalmente Miles Jacobson, Marc Duffy e Seb Wassell passaram a fornecer as informações mais facilmente para os criadores de conteúdo.
      Em especial, Seb Wassell merece muitos créditos em cima dos novos treinos no FM 2019 e também na ajuda que tem fornecendo na transição do antigo sistema para o atual. Esse guia não existiria sem o seu auxílio. Ele respondeu nossas dúvidas e nos deu informações que não existiriam sem sua ajuda.
      Entretanto, antes de mergulharmos no guia, é importante ressaltar que o novo sistema de treinos é muita mais realista que as versões anteriores. Isso significa que não é sobre encontrar números mágicos quando se trata do desenvolvimento de jogadores e as coisas serão muito mais lentas em termos de desenvolvimento se comparadas com a antiga "fórmula". Agora será mais raro ver jovens jogadores com atributos maximizados em idades mais tenras. O mesmo é válido para o ganho de personalidade, esse também serão mais lentos. Essa provavelmente será uma grande mudança para a maioria e será necessário algum tempo para adaptar.
      Mentoria e treinamento
      Com o lançamento do Football Manager 2019, vimos grandes mudanças em como treinamento e mentoria (anteriormente tutoria) funcionam. O FM 2019 deu um passo adiante com relação a realidade em como esses dois sistemas funcionam dentro do jogo mas ao mesmo tempo, nos livrou das complicações das versões anteriores do jogo. Isso significa que não precisamos mais nos preocuparam com o que ocorre debaixo do capô e acima de tudo, podemos nos focar nos aspectos do jogo. Nas versões mais antigas, parecia mais com uma adição de números para achar a fórmula perfeita e quando você encontrasse esse número mágico, você não iria falar.
      Agora, contudo, isso tudo mudou. Por isso, agora iremos dar uma olhada nos dois sistemas e discutir as mudanças e o que elas significam para todos jogando o Football Manager 2019
      Mentoria
      A mentoria substituiu a tutoria, como a conhecíamos nas versões anteriores. É similar no que ela faz aos seus jogadores mas a forma como funciona é muito diferente. Enquanto muitos sabiam que a personalidade era supostamente apenas uma parte da equação geral para um jogador atingir o seu potencial, era muito simples chegar lá se o jogador tivesse a personalidade certa. Normalmente isso podia ser alcançado apenas jogando normalmente. Quer você admita ou não, não era uma maneira muito realista e era quase uma maneira de explorar as mecânicas do jogo.
      Tudo parecia muito fácil, já que estávamos derrubando o sistema e era muito simples ter muitos jogadores com atributos maravilhosos para suas idades. Enquanto deveria ser possível ter jogadores com bons atributos em idades mais jovens, não deveria ser tão frequente quanto era. Logo, mentoria é o que temos agora e ela apresenta uma abordagem mais realista enquanto segue mais ou menos como funciona na vida real. Muitos queriam essas modificações ao longo dos anos e agora nós temos.
      Agora é necessário para de pensar em como as mecânicas funcionam, já que a Sports Interactive mudou para um caminho em que devemos pensar nas coisas de uma maneira mais realística. O que é justo e a abordagem correta. Com isso em mente, é extremamente improvável que os atuais cálculos serão descobertos novamente, portanto, não esperem o surgimento de uma fórmula mágica. E se você ver alguém falando sobre porcentagens ou de exatamente como funciona internamente, saiba que isso é falso. Apenas a Sports Interactive sabe dessas coisas agora.
      Como a mentoria funciona?
      Enquanto o antigo sistema de tutoria era mais fixada em um conjunto fixo de regras, as novas opções de mentoria são mais orgânicas e realistas. Isso é refletido dentro do jogo com sugestões através de conselhos e dicas. O jogo nos dá um feedback muito melhor sobre o que afeta o ajusta de personalidades e mostra isso para o jogador de uma maneira clara.
      Os jogadores precisam estar treinado juntos para mentorarem um ao outro, assim como passando tempo em conjunto fora dos treinos. Isso significa que os jogadores tem que estar no mesmo elenco. Você não pode mais ter um jogador do time principal tutorando um jogador do sub-18. Agora eles tem que estar treinando juntos no mesmo elenco. Logo ou você rebaixa o jogador do time principal ou promove um jovem jogador para o time principal de forma a criar uma unidade em que ambos possam participar.
      Quando você estiver tentando influenciar os jogadores, o sistema do jogo irá olhar para as seguintes coisas:
      Idade do potencial jogador influenciado; Número de jogos no time principal do potencial jogador influenciado; Diferenças na hierarquia entre os jogadores; Grupos sociais existentes entre os jogadores (em suma, o quão compatíveis eles são); Não existe uma idade limite em termos de mentoria. A idade funciona da mesma forma como os outros fatores, impactando qual a probabilidade do jogador ser influenciado naquele momento.
      Se o jogador preenche os critérios acima, é mais provável que o jogador influenciado tenha sua personalidade modificada para a dos mentores. Se o jogador que está sendo mentorado não preenche nenhum dos critérios, então não existe chances de ocorrer um ajuste de personalidade. Se existe uma chance de ocorrer um ajuste de personalidade, então essa chance é potencializada se eles estirem no mesmo grupo de mentoria ou unidade de treino (portanto, é importante colocar zagueiros para mentorar zagueiros, atacantes para mentoras atacantes e assim por diante).
      Os jogadores ainda podem ser influenciados pela personalidade do time e pela personalidade dos outros jogadores que estão no mesmo grupo social deles, assim como no Football Manager 2018. Você deveria dar uma olhada nos grupos sociais e observar quais jogadores estão em quais grupos, já que você pode descobrir se eles estão sendo influenciados positivamente ou negativamente pelas diferentes personalidades. É improvável que seu capitão será arrastado para baixo por outros jogadores do clube, mas não é impossível se a combinação se a combinação de critérios sugerir que seu capitão seja influenciado por outros.
      Outra novidade no FM 2019 é que aquela opção de dar boas-vindas a uma nova contratação agora também serve para criar uma espécie de mentoria um-para-um entre a nova contratação e o jogador que irá recebê-lo.
      Os jogadores ainda podem passar características (MPJs), se o individuo compartilha uma posição similar aqueles que estão na unidade de mentoria.
      A Mentoria é mais lenta que o antigo sistema de tutoria. Você não deve esperar que um jogador não-profissional se torne profissional da noite para o dia, ou até mesmo ao longo alguns poucos meses.
      Treinamento
      O novo sistema de treinos no FM 2019 parece complicado mas é fácil de entender depois que você se acostuma com como ele agora funciona. Os treinos agora influenciam o quão bem seu time joga com sua tática. Os programas de treinos podem influenciar a familiaridade tática dos jogadores com os sistemas táticos e providenciar certas vantagens para as partidas seguintes. A sua tática primária agora define a identidade tática do seu clube, o que ajuda a determinar quais tipos de treinos planejar.
      Então, se você adotar o "Tiki Taka" como estilo tático, enquanto nada lhe impede de adotar uma abordagem equilibrar nos treinos, um planejamento focado nos atributos que ajudam a executar melhor o estilo escolhido irão ser mais positivos para o time. Naturalmente, a última opção demanda mais tempo e um pouco mais de planejamento.
      O FM 2019 provê aos treinadores uma maneira mais orgânica de treinos, onde eles podem decidir o que focar ao longo de uma semana. Até por isso, times semi-profissionais e amadores tem um cronograma reduzido para refletir o fato de que eles tem consideravelmente menos tempo de treinos que os times profissionais. Os elencos de base também tem seu próprio cronograma, mas eles podem ser treinados da mesma forma que o time principal, se assim for desejado.
      Novos elementos dos treinamentos
      Cada dia é dividido em três sessões de treinos: sessão 1, sessão 2 e sessão extra. E existem sete dias na semanas, o que lhe fornece um máximo de 21 sessões de treinos. Como treinador, você é livre para deixar o treinamento sob o comando do seu assistente técnico, ou você pode criar um cronograma específico. Essas são algumas limitações que você irá encontrar caso opte por criar o seu próprio cronograma de treinos no FM 2019:
      Sessões
      Cada sessão tem um número máximo de vezes que pode ser adicionada em uma semana de treinos; O máximo para uma mesma sessão é sete. As exceções a isso são: Preparação do jogo, Recuperação, Prévia do Jogo, Revisão do Jogo, Descanso, Cobranças de Pênaltis, Atividades Comunitárias e Coesão da Equipe; A revisão do jogo requer um Analista de Dados e recuperação requer um fisioterapeuta, cientista do esporte ou doutor; Prévia do Jogo e Revisão do jogo só podem ser selecionadas em dias adjacentes a uma partida; Toda sessão é feita em cima de alguns "impactos": atributos, familiaridades táticas e efeitos para a próxima partida. Atividades extracurriculares também impactam a confiança dos fãs e o moral. Regras para o dia do jogo
      Todas as partidas ocupam a sessão 2, não importa a ora do jogo. Realisticamente, o dia inteiro é dedicado a uma partida; Quando você estiver criando o seu próprio cronograma, apenas a sessão 2 pode conter um jogo; Todo dia de jogo padrão, seja aqueles incluídos nos templates ou quando adicionados em um cronograma customizado, tem as seguintes sessões: Descaso, Previa do Jogo e Recuperação. Tudo menos a sessão 1 e a sessão extra de descanso são editáveis, mas eu não recomendaria trocar as sessões de recuperação ou Prévia do jogo, já que essa contém o briefing tático; A sessão 1 antes do dia do jogo não tem regras, varia baseada no template; Se a partida é fora de casa, as sessões de descaso podem virar sessões de viagem; Regras para as sessões de viagem
      Uma viagem irá ocorrer se a partida é fora de casa e a distância entre os estádios for superior a 24 km; Existem dois tipos de viagem: Curta e Longa; Viagens curtas significam durante a sessão 1 e sessão extra antes e depois do jogo; Viagens longas significam viajar durante a sessão 2 do dia antes do jogo e sessão 1 depois da partida; Quando a viagem ocorre em um slot que anteriormente tinha algo além de descanso, o que só ocorre na pré-temporada ou em cronogramas customizados, a sessão será substituída. Partidas adiadas ou modificadas
      Por padrão, todos os templates tem uma versão 0, 1 e 2 de uma partida. Elas são aplicadas conforme apropriado. O treino de jogo ocorrem nos dias em que são aplicáveis; Por padrão, os dias de jogo em todos os templates são Sábado (1) e Terça-feira (2); Se a partida ocorre em um dia além desses, ou é adiada, o seguinte ocorre: O dia de jogo e todas as sessões requeridas são movidas para o dia apropriado; o dia que estava anteriormente planejado é distribuído ao longo da semana; os dias subsequentes também são distribuídos, preenchendo o dia de jogo anterior e abrindo espaço para a nova data enquanto mantém o estilo do cronograma; Se existe três ou mais partidas em uma semana, é utilizado um cronograma especial para excesso de jogos; Impactos
      Existe uma carga geral de treinos que é o efeito cumulativo das atividades física do jogador durante um período de tempo específico. Ao longo do processo de treinos no FM 2019 você tem que tentar equilibrar a carga geral de treinos, com o foco individual, o número de jogos e a intensidade dos treinamentos. Seu time médio irá lhe alertar se você estiver exigindo muito de um atleta e você será informado dos níveis de treino dele.
      Você pode aumentar a intensidade do treinamento ajustando os programas ou adicionando programas mais intensos para que a intensidade diária passe dos 100%. Quando isso acontece existirá mais risco de lesões, cansaço, e condições físicas piores.
      Vale lembrar que enquanto é bom ter três ou mais táticas, adicionar mais táticas secundárias significa que seu time demorá mais tempo para adquirir familiaridade total com todos os sistemas.
      Unidades de treinamento
      Um elenco é dividido em três unidades para os fins dos treinos. Essa são a Unidade Ofensiva, Unidade Defensiva e a Unidade de Goleiros. Quando bolas paradas são treinadas, os cobradores de faltas, como designados em suas táticas, temporariamente forma uma unidade própria.
      Como treinador você irá decidir quem pertence a qual unidade para fins de desenvolvimento nos treinos. Enquanto um treino especificamente trabalha o desenvolvimento de atributos para apenas aquela unidade, os outros irão passar tempo treinado no desenvolvimento de atributos relativos a sua função específica. A unidade que é o foco primário da sessão é a que sofrerá o maior impacto.
      Por exemplo, na sessão de treino Defender Bolas Rasteiras, o trabalho e desenvolvimento de atributos é focado na unidade defensiva, enquanto as unidades ofensivas e de goleiros focam no desenvolvimento de suas funções individuais. Nesse exemplo, o desenvolvimento da unidade defensiva é focada em um conjunto específico de atributos, enquanto no restante dos jogadores é menos e mais focado em atributos relativos à sua função. Na sessão Atacar pelas alas, a unidade ofensiva ataca a unidade defensiva. A unidade ofensiva é o foco dessa sessão, logo recebe uma maior atenção dos preparadores.
      É importante entender como as unidades são organizadas quando você quer desenvolver seu próprio cronograma de treinos no FM 2019, já que isso impacta o desenvolvimento dos jogadores.
      Temos algumas estratégias que você pode usar quando compreender como dividir seu elenco em Unidades. Além disso, dois exemplos serão fornecidos sobre como você pode abordar o treinamento com base no que você quer alcançar:
      Estratégia equilibrada
      Você opta por não atribuir funções específicas, deixando os jogadores em funções genéricas como o meia central, por exemplo. Quando você divide o time, você não distribui funções específicas deixando que o jogo assinale o desenvolvimento de atributos baseado nas funções que você tem utilizado nos seus jogos.
      Enquanto isso pode funcionar, é genérico e não cria nenhuma identidade tática para o clube. Se você acredita que isso pode gerar a identidade tática que você deseja, então nada lhe impede de utilizar esse caminho.
      Estratégia baseada em funções
      Nessa estratégia você observa cada jogador e define suas funções com a meta de vê-los se tornarem melhores dentro de uma estratégia tática geral. Essa abordagem também inclui focos específicas para fortalecer certas áreas do desenvolvimento de um jogador.
      Aqui você está criando um identidade tática específica para o seu time, entretanto, a identidade tática do seu time pode ser refinada, se você entender os estilos que você está tentando alcançar. Aqui é onde a ligação entre táticas e treinos começa a existir.
      Existem diversas estratégias que você escolher e o jogo vem com estilos táticos pré-definidos para te ajudar a começar. Assumindo que você deseje adotar o Tiki Taka como seu estilo tático, quando você vai ao cronograma e quer criar um específico para o seu estilo de jogo, já existem cronogramas padrões que te ajudam a desenvolver atributos nessa direção.
      Jogadores mais experientes podem facilmente adaptar esses estilos em seus próprios ou criar um estilo tático do zero e depois desenvolver estratégia de treinamentos especificamente desenhas para eles. Essa é uma abordagem extremamente especializada, entretanto, para conseguir resultados, alguém tem que entender completamente nas condições sob as quais está trabalhando.
      Avaliação dos treinos
      Para manter controle sobre a performance dos jogadores nos treinos no FM 2019, cada jogador é atribuído com uma nota que vai de 1 a 10. Essa avaliação é direcionada a sua performance num período de sete dias. Geralmente, qualquer valor acima de 6,5 é considerado aceitável pelo jogo. Mas você pode fazer suas próprias decisões do que é aceitável ou não.
      A avaliação dos jogadores é feita de algumas coisas, incluindo desenvolvimento de atributos e moral. Enquanto não afeta diretamente a performance em uma partida, um jogador que está desenvolvendo bem e tem um moral mais alto, logo uma avaliação de treino elevada, irá ir bem durante uma partida (relativo a sua própria habilidade, é claro).
      Foco individual no treinamento
      Cada jogador pode ser atribuído a uma posição, função ou tarefa para ser treinado e isso irá determinar quais atributos serão desenvolvidos. Você também pode assinalar treinamento individual extra e controlar a intensidade que um jogador deve treinar. Isso é chamado de Foco Adicional.

      O nível de intensidade do treino do time inteiro pode ser determinado na aba de descanso. Nela você pode automatizar a intensidade baseada na condição física dos seus jogadores.
      Quando um jogador tem uma carga individual de treino média, ele pode fazer uso de um treino de foco adicional, desenvolver alguma característica (MPJs) ou ter sua intensidade de treino aumentada. Quanto mais profissional um jogador for, maiores a chances de ele se dar bem com uma carga extra de treinos.
      Existem diversas partes no sistema de treinos agora, mas a parte dos atributos colabora para o desenvolvimento em áreas específicas, portanto, quanto mais tempo gasto em um atributo, maiores a chance de desenvolvê-lo.
      Existem quatro tipos de programas de treinamentos que focam no desenvolvimento sobre diversas áreas. Alguns programas de treino melhoram a familiaridade tática ou atributos de um jogador. Outros podem focar especificamente em um certo grupo de atributos. E finalmente, existem aqueles que não melhoram nenhum desses, mas focam na melhoria do condicionamento do jogador, trabalhando em cima da Condição de jogo, cansaço, etc.
      Se você achar que um jogador precisa melhorar em uma área específica, como cabecear, por exemplo, e isso não for coberto por nenhum dos focos individuais, então você pode ter que ajustar o seu regime de treinos para incluir várias sessões que incluam o cabeceio como um alvo de melhoria. Nas versões anteriores do jogo, ser capaz de fazer isso especificamente era irreal. No FM 2019, você precisa montar suas unidades ou o sistema de treinos para incorporar isso, para que o cabeceio do seus jogadores melhore. Um exemplo de um regime de treinos que melhora isso, é o treino de "Jogo Aéreo".
      Tipos de treinamento coletivo
      Os quatro tipos de treinamento podem ser divididos em: Treinamento Geral, Treinamento de Unidades, Treinamento de Condicionamento e Treinamento Específico.
      Treinamento geral: São regimes de treinos que cobrem uma ampla área do desenvolvimento, incluindo, mas não limitada à uma vasta extensão de atributos e familiaridade tática. Alguns exemplos são Global, Jogadores de Campo, Físico, Atacante, Defesa e Tácticas. Treinamento de Unidades: são regimes de treinos que dividem o elenco nas unidades defensiva e ofensiva e trabalham diversas aspectos do jogo, cobrindo um desenvolvimento mais específico de atributos, que podem incluir a familiaridade tática. Alguns exemplos são Formato Defensivo e Movimento Ofensivo. Treinamento de Condicionamento: são regimes de treinos que não focam no desenvolvimento de atributos, mas focam na melhoria do condicionamento físico, cansaço, condição de jogo, coesão da equipe e felicidade. Alguns exemplos são Atividades Comunitárias, Coesão da Equipa e Ritmo de Jogo. Treinamento Específico: são regimes de treinos que não incluem a familiaridade tática no desenvolvimento de atributos, mas faz um trabalho mais específico em cima de certos atributos. Alguns exemplos são Livres Ofensivos, Livres Defensivos e Pênaltis.  Impacto do treino
      Quando você escolhe qualquer regime de treinos, você precisa checar quem o treino irá afetar. Isso é facilmente encontrado ao fazer uma avaliação minuciosa de qualquer regime disponível. Assumindo que você deseja designar uma sessão de treinos para seus Goleiros, e quer trabalhar o Jogo de Mãos, é só ir no calendário, selecionar a opção e observar o impacto que ele terá.

      Se escolhermos esse regime de treinos, a unidade de Goleiros irá receber 60% do benefício do treino em atributos como Jogo de Mãos, Alcance Aéreo, Concentração e Equilíbrio. O resto do elenco será dividido nas unidades Ofensiva e Defensiva, que receberam os 40% restante, divididos em 20% para cada unidade. Caso você não esteja trabalhando nenhuma função específica em um jogador, ele trabalhará na posição em que normalmente joga.
      Criando regimes de treinamento interessantes
      O objetivo de qualquer treinador é combinar regimes e programas de treino para dar as melhores condições para seus jogadores absorverem o estilo de jogo e se desenvolverem. Muito dos estilos táticos que existem no jogo já vem com seus próprios regimes e programas de treinos. Se você deseja fazer o seu próprio, entender como eles foram montados é uma boa maneira de começar.
      Com isso, ficou bem mais fácil deixar sua equipe pronta para o que você deseja implementar. Por exemplo, ao assumir o comando de uma equipe que acabou de subir para a elite do seu país, pode ser uma boa ideia construir um estilo de jogo baseado em bolas paradas. E tudo isso aliado com a possibilidade de escolher uma unidade especial para treinar bolas paradas, aumentando suas chances de obter sucesso.
      E o jogo agora também lhe dá a opção de montar diversos programas e fazer a preparação de jogo de acordo com um jogo em específico. Por exemplo, para um jogo mais complicado, você pode decidir adotar uma estratégia mais física e dura, dessa forma, você pode montar as sessões para trabalhar o aspecto físico ao longo da semana, apenas para essa partida em especial. Portanto, como você já percebeu, o sistema de treinos agora é mais orgânico e pensado para você desenvolver o estilo de jogo desejado dentro da sua equipe.
      Por fim, é importante lembrar que cada sessão de treino cria chances que certas mudanças possam ocorrer nos seus jogadores. Essas mudanças podem ser:
      Aumento do risco de lesões; Melhora ou piora na condição física do jogador; Cansaço; Aumento do nível físico de Preparação para o jogo; Coesão da equipe; Felicidade do elenco; Melhoria ou piora de atributos; Certas vantagens para a próxima partida; Familiaridade tática; Agora também é possível montar um cronograma específico para a pré-temporada, para semanas onde você está jogando apenas um jogo, ou para semanas onde você joga dois ou mais jogo em um período de sete dias. E como já mencionamos anteriormente, você também pode modificar seu treino para trabalhar situações específicas para um adversário em especial. O seja, agora é possível dar mais atenção para aquele jogo decisivo do campeonato, ou um jogo de mata-mata onde só a vitória interessa.
      E vale lembrar que enquanto nas edições anteriores do a preparação do jogo era separado do restante do treinamento da equipe, agora ele foi incorporado nas sessões de treino, por isso, você tem que ser mais atento se quer trabalhar a familiaridade tática, coesão da equipe, bolas paradas ofensivas e defensivas e até mesmo o entrosamento. No FM 2019, o sistema de treinos traz uma visão mais dinâmica para essa área do jogo.
      Por fim, é importante ressaltar, que em condições normais de temperatura e pressão, o sistema de treino determina como um jogador evolui e não se ele evolui.
      Preparadores e treinamento
      Como o sistema de treinos do FM 2019 sofreu muitas mudanças, é necessário se readaptar. Por exemplo, quando você está no painel de Treinos e deseja editar as atribuições dos seus preparadores, você perceberá que as coisas agora também funcionam de forma diferente.
      Anteriormente, as coisas eram divididas em diversas categorias (Físico, Guarda-Redes, Defensivo, Ofensivo, Táctico e Finalização) agora, são três categorias (Ofensivo, Defensivo e Posse de Bola), que por consequência, se dividem em duas sub-sessões (Técnico e Táctico). Ainda temos a mesma quantidade de estrelas para preencher, mas a nomenclatura e como funcionam mudaram.
      Eles ainda podem ser atribuídos a diferentes categorias de treino e a qualidade do treino ainda é afetada pelos atributos dos preparadores e a carga de treino sobre a qual eles trabalham. Se a carga de treino é muito alta, a qualidade dos treinos cai. Se os atributos são baixos, a qualidade que ele oferece é baixa. A diferença entre quatro e cinco estrelas ainda é mínima, mas pode ser aquele ganho marginal que irá fazer a diferença durante a temporada.
      Como sempre, ainda é uma questão de balancear a carga de treino e escolher os preparadores corretos. A maioria das categorias tem um atributo primário e secundário que você precisa observar para obter as melhores classificações. 
      Uma mudança significativa foi feita no treino de goleiros no FM 2018, o que afeta a maneira como você trabalha Goleiros Líberos e a distribuição dos seus arqueiros, graças a nova categoria: Distribuição do GR. Basicamente, é o atributo que define a qualidade de um preparador de goleiros na hora de trabalhar a distribuição de bola no treino dos goleiros. 

      Quando você observa os atributos dos preparadores e co-relaciona eles com os programas de treino, você irá perceber que certos preparadores funcionam melhor na melhoria de atributos específicos dentro de sua especialidade. Logo, é sempre uma boa ideia encontrar os preparadores certos para os objetivos de treinamento que você está buscando alcançar. Por exemplo, se você queria focar no desenvolvimento do Primeiro Toque do time como sua prioridade, você vai precisar encontrar os regimes de treino que cobrem isso e também irá precisar ter o preparador certo para a área de Posse de Bola - Técnico.
      Além disso, vale a pena buscar preparadores que tenham estilo de jogo e uma mentalidade similares a que você deseja implementar no clube. Os seus treinos estarão em consonância com o estilo de jogo, facilitando a assimilação dos jogadores ao seu estilo.
      Por fim, a qualidade do seu treino também é afetada pelas infraestruturas do seu time. Você precisa desenvolver continuamente suas infraestruturas para dar aos seus jogadores os melhores treinos possíveis. E não se esqueça que o custo que isso acarreta ao longo do tempo. Quanto mais você as melhora, mais caro o custo de manutenção delas.
      Treinador Adjunto
      Um treinador minucioso é capaz de ajustar precisamente o sistema de treinos no FM 2019 ao seu elenco e filosofia. Se você deseja controlar os treinos, então é normal que você mantenha o total controle sobre ele. Mas se você deseja repassar algumas (ou todas) as responsabilidades para o seu treinador adjunto, é importante saber que ele usam bem regimes de treino balanceados com base em algumas questões pertinentes, como:
      Seus atributos, preferências e tendências; Altura em que a temporada se encontra; Tipo do clube; Jogadores; Táticas. Se você está dando controle do sistema de treinos para o treinador adjunto, então é importante contratar um que reflita suas crenças e estilo. Dessa forma, será mais provável que ele selecione regime que se encaixam com sua filosofia, comparado com um adjunto que contraste com seu próprio estilo.
      Alcançando Familiaridade Tática
      O termo familiaridade tática refere a quão bem seu elenco entende o requisitos do sistema tático que você está jogando. Quanto mais um time entende o sistema tático, melhor ele irá jogar. Alcançar a familiaridade é fácil se você compreende o que ela compreende. A familiaridade tática é baseada em uma avaliação individual dos jogadores do elenco. E a coesão da equipe governa como o time atua em conjunto.
      Para que um time se torne familiar com uma tática, os jogadores precisam desenvolver uma compreensão de Mentalidade, Passe, Temporização, Largura, Liberdade Criativa, Intensidade da Pressão, Marcação e Posição/Função/Tarefa do jogador na tática. Essas informações estão visíveis no painel de táticas e pode ser checada individual no perfil do jogador, na aba Desenvolvimento - Treino.
      Nessa página você também encontrará a Posição/Função/Tarefa que o jogador está treinando, o foco adicional que ele pode estar treinando, o nível de intensidade, relatórios de treino dos preparadores e relatório médico.
      Como você melhora a familiaridade tática?
      Isso ocorre ao adotar regimes de treino que incorporam a familiaridade tática como um dos seus elementos de desenvolvimento. Esses regimes são usualmente o Global, Preparação para Jogo, Atacante, Defensivo, Táctico e de Guarda-Redes.
      Vale lembrar que sempre que você usa um novo sistema tático, você pode incorporar programas de treino dentro do cronograma de treinos para alcançar a familiaridade tática e os jogadores tem que jogar dentro de suas posições nas partidas para que os resultados apareçam. Só treino não é suficiente para melhorar a familiaridade tática.
      E quando você está utilizando uma nova tática, a quantidade de familiaridade que seu time precisa ganhar dependerá de quanto a nova tática é diferente da anterior. Por exemplo, se você estiver usando um 5-3-2 e muda para um 5-1-2-2, a diferença é pouca e o time precisará apenas de jogar algumas vezes para se acostumar com a nova tática. Entretanto, se a mudança é radical, você irá precisar incorporar programas de treinos que incluam a familiaridade tática para que seu time se acostume com o novo sistema de jogo.
      A velocidade de ganho de familiaridade depende da quantidade de táticas que estão sendo treinados, o time de sessões de treino que estão sendo usadas e se você conseguiu fazer que o máximo possível de jogadores se acostumassem em tempo. E nunca é de menos lembrar, as partidas são essenciais para que exista ganho de familiaridade. Numa pré-temporada onde você modifica muito o estilo de jogo, a quantidade de jogos recomendada para ajudar na adaptação é de 6 jogos, portanto, pense nisso quando mudar sua tática no meio da temporada, antes de definir se ela é realmente ruim.
      Por fim, um time pode se tornar fluente em uma tática de 4 a 6 semanas, sob as circunstâncias corretas, entretanto é um alvo meio irreal, já que você teria que treinar só uma tática e estar sempre usando os mesmos 11 jogadores nesse período.
      Considerações finais
      Uma coisa que você pode ter dificuldades durante seu save é o cansaço dos jogadores, principalmente se seu time não tiver um Cientista do Esporte. O motivo por trás disso é que o cientista do esporte ajuda a gerenciar o cansaço ao longo da semana de treinos. Se você não tiver um, então, problemas com cansaço entre seus jogadores pode se tornar normal.
      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol.
      Fonte: https://teaandbusquets.com/blog/football-manager-2019-training-module-how-it-functions
      Banner: @_Matheus_
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      No dia 15 de outubro, a versão beta do Football Manager 2019 foi lançada. As primeiras impressões podem ser conferidas à vontade e você também pode compartilhar as suas. Entretanto, com o lançamento da versão oficial na noite desta quinta-feira, 01 de novembro, é hora de uma avaliação mais séria sobre o FM 2019. Por isso, lançamos essa Review do Football Manager 2019, para que vocês possam decidir se vale à pena ou não comprar o jogo.

      Tivemos mudanças em áreas cruciais e outras mudanças menores, mas como o objetivo é avaliar essa versão, iremos focar nas mudanças que importam. Basicamente, houve uma extensa reformulação no sistema de criação de táticas e no sistema de treinos do jogo. Já tem alguns anos que muitas pessoas vem pedindo uma construção de táticas mais realistas, já que as equipes possuem comportamentos diferentes dependendo de qual fase do jogo elas estão. E também, desde que mudaram o sistema de treinos pela primeira vez, as pessoas pedem um sistema de treino mais realistas. E finalmente, depois de muita espera, a Sports Interactive entregou essas mudanças.
      As táticas agora giram em torno de três momentos distintos do jogo: quando sua equipe tem a posse da bola, quando ela está na transição (seja ataque/defesa ou defesa/ataque) e quando ela não tem a posse da bola. Ou seja, o controle sobre as ações da equipe se tornou mais vasto. E também agora sabemos efetivamente como nossa equipe se comporta em campo. E até o momento, o que foi visto é que finalmente, as equipes fazem o que pedimos.

      Outra grande modificação foi a introdução de estilo táticos, baseados em alguns estilos conhecidos como: Gegenpress, Tiki-Taka, Catenaccio, Park The Bus e tantos outros. Obviamente que você também pode desenvolver seu próprio estilo, e até importar o de outros jogadores, mas isso facilita bastante na hora de implementar um estilo da vida real no jogo. Seria interessante que tivéssemos mais estilos de jogo, mas como é a primeira versão, creio que isso será melhorado nas próximas edições.
      Essa foi a primeira grande mudança do jogo e que por si só, já faz o jogo ser muito diferente dos anteriores. Entretanto, a modificação no sistema de treinos é o grande divisor de águas. É a partir dessa versão, que teremos um sistema de treinos mais baseados com a realidade e que nós podemos controlar. Mas, assim como tudo que é novo, as pessoas tendem a demorar um pouco para se adaptar e entender. E obviamente, traremos conteúdos relativos para ajudar a entender e compreender melhor essa ferramenta em breve.

      Você tem total controle sobre o que sua equipe faz, quando faz e como faz. E além disso, trouxeram também um relatório mais detalhado sobre quem anda treinando bem e quem não anda. E na comunidade internacional, essa nova ferramenta, trouxe diversos novos desafios, já existem diversos saves onde as pessoas estão abolindo o uso da tela de atributos e vão se basear somente nas performances dos treinos para decidir quem vai a campo.
      Ou seja, a mudança não é só estrutural, ela também traz novos padrões de jogo e transformam o jogo em algo ainda mais diverso e interessante, podendo se adequar a diversos tipos de jogadores. Portanto, é inegável o fator de marco da franquia que essa versão traz, entretanto, os tantos outros elementos que fazem a série ser o sucesso que é ainda estão presentes.
      As novas modificações trouxeram uma cara nova e diferente para o Football Manager, entretanto, o jogo ainda continua sendo aquilo que é. E é importante notar, que uma nova dimensão de interação com seus jogadores foi adicionada com o novo sistema de treinos, agora, eles ficam insatisfeitos se vem que a equipe está treinando pouco de uma área que consideram cruciais. Ou seja, a dinâmica do elenco, que foi clarificada na versão passada, ganhou mais uma camada para o treinador se preocupar.

      No fim, já havia algum tempo que a Sports Interactive seguia um caminho similar a Electronic Arts com a série FIFA. Parecia que a ausência de concorrência havia limitado a vontade da empresa em trazer as mudanças que os usuários queriam e pareciam estar mais focados em questões banais e que não impactam a jogatina para justificar uma nova aquisição do jogo ano a ano.
      Enfim, eles modificaram e trouxeram uma justificativa plausível para que você volte a comprar a versão mais atualizada da série. O Football Manager 2019 é diferente de tudo aquilo que foi entregue nos últimos anos, mas ainda assim, mantém toda a essência que buscamos com a simulação da carreira de um treinador de futebol. E assim como a mídia internacional está encantada com o jogo, nós também estamos, o Football Manager 2019 tem potencial para ser o melhor de todos os tempos. É óbvio que isso não faz do jogo perfeito, mas é importante ressaltar que você não deveria ficar de fora dessa versão.
      Nota: 9/10
      Avaliação realizada por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
    • Henrique M.
      Por Henrique M.
      Mesmo com a inevitável chegada do Football Manager 2019 (o beta deve ser lançado na próxima semana), ainda existem conteúdos de qualidade e perenes que merecem ser divulgados. O guia a seguir, entra nesse contexto, pois ele vai além das mecânicas de uma determinada versão. Com ele, você será capaz de ler melhor o que acontece dentro do jogo e evitar desespero quando as coisas estão indo mal ou vacilos se as coisas estiverem indo bem.
      Nota do tradutor: O artigo original é em inglês, por isso, as imagens demonstradas estarão nesse idioma, pois muito pode ser perdido do conteúdo sem elas. Como se trata de uma análise de uma partida específica para explicar o tema central do texto, não tem como eu simular ou repetir o que foi feito em outro save ou situação, sem perder o trabalho original realizado. Por essa razão, optei também por preservar o tempo verbal (primeira pessoa do singular) no qual o texto foi escrito.
      Introdução
      O contexto é tudo no Football Manager e muitas vezes não percebemos isso, por exemplo, você pode estar vencendo por dois gols e achar que está jogando bem. Ou você pode estar perdendo por dois gols e achar que está jogando mal, mas assim como tudo na vida, nem tudo é preto no branco. É possível perder jogando bem e vencer jogando mal. Existem centenas de razões para explicar o placar de final de um jogo, logo, precisamos entender como estamos jogando para entender quais mudanças precisam feitas e porquê. O quão bem você entende o que exatamente está acontecendo nos seus jogos?
      Eu recentemente joguei uma partida pela Copa da Liga Inglesa, sendo que eu estava no comando do Sheffield United, que joga no equivalente à Terceira Divisão Inglesa. A partida era diante do Swansea City, da Premier League. Como dito acima, se eu não entendesse o que estava acontecendo no jogo, eu poderia ter entrado em pânico e feito mudanças apenas por causa disso. Eu vejo muitos jogadores em pânico quando marcam um gol ou saem atrás do placar e instantaneamente começam a fazer mudanças, e isso pode ser uma péssima ideia se você não sabe porquê fez ou tomou o gol. Se você está jogando bem e saiu atrás no placar, por que você faria mudanças no seu time? Certamente se você está jogando bem, provavelmente você deu azar, certo? Nenhuma quantidade de instruções táticas que definimos pode controlar erros dos jogadores, eles vão acontecer independentemente do que você fizer. Ou, ao menos é assim que eu enxergo as coisas.
      O cenário
      Deixe me mostrar um exemplo do que eu estou falando baseado no jogo entre Sheffield United e Swansea City. Mas antes, um pouco mais de informação para vocês entenderem o cenário. Eu estava jogando fora de casa e com 30 minutos de jogo restando, estava 3 x 0 para o adversário. Essas são as formações que ambos os times estavam usando:

      A seguir, as estatísticas de finalizações de ambos os lados no primeiro tempo:

      Como você pode ver, em termos de finalizações estava praticamente igual para os dois lados. E eu fui para o intervalo perdendo apenas por 2 x 0. O primeiro gol do Swansea veio de uma fantástica bola de um de seus jogadores mais abertos, e como resultado de um cruzamento no qual meu goleiro não lidou corretamente, eles marcaram um gol extremamente fácil. Eu coloco isso como um erro do goleiro pois eu espero que ele lide com cruzamentos muito melhor do que ele lidou (mesmo que seja por limitações da ME ou eventualmente, um erro de decisão dentro do jogo).
      O segundo gol foi uma excelente jogada do atacante deles, apesar de ter sido um chute com uma distância maior de 18 metros e eu também espero que meu goleiro defenda mais esses chutes do que aceite. Portanto, novamente, coloquei como erro ou simplesmente azar.
      Logo, apesar de eu estar perdendo por dois gols, eu não senti que os gols sofridos deveriam ter acontecido, então, podemos considerar que meu time deu azar com esse placar. Mas e sobre como eu estava jogando? Eu não achei que estávamos jogando tão mal, nós tivemos nossas chances de marcar durante o primeiro tempo e meu time defendeu bem considerando a distância que existe entre o nível de jogadores de um time da primeira e da terceira divisão. Eu gostaria de ter acertado mais chutes no gol, mas não era algo para se preocupar, já que eu senti que estávamos criando o suficiente e que os gols eventualmente sairiam.
      Mudar ou não mudar? Eis a questão
      Quando o intervalo chegou, eu tinha uma decisão a fazer: eu mantenho meu plano de jogo ou em mudo tudo? Considerando que eu estava jogando bem (na minha cabeça, assistindo ao jogo e não somente julgando pelas estatísticas, já que elas podem ser bastante enganosas quando olhamos exclusivamente para elas) e eu senti que os gols iriam sair, portanto, eu optei por manter meu plano de jogo. Outros treinadores provavelmente iriam mudas as coisas nesse momento, já que eles estavam perdendo por 2 x 0 e precisavam fazer gols para seguir adiante. Mas se você acha que jogou bem o suficiente e não foi esmagado pelo adversário, então, por que mudar? E sim, eu entendo que você possa pensar que precisar ser mais agressivo por estar correndo atrás de um empate ou virada, mas eu não vejo motivos para mudar algo baseado no que eu considerei ser duas falhas técnicas do meu goleiro, e isso era exatamente o que separava as duas equipes no intervalo. Se meus atacantes fossem melhores, facilmente poderia ser meu time com a vantagem de 2 x 0. Eu não gosto de decisões precipitadas, se eu faço uma mudança é porque eu quero algo que minha atual tática ou proposta não oferece, e como eu realmente acreditei que tínhamos atuado melhor, o jogo ainda estava em aberto.
      Com tudo isso em mente, nenhuma mudança foi feita e eu mantive a minha confiança e proposta de jogo para a segunda etapa.
      O segundo tempo
      O segundo tempo seguiu da mesma forma que o primeiro mas eu não criei muitas chances e nem o Swansea. Então, por volta dos 15 minutos, o Swansea marcou seu terceiro gol no jogo. Essa tinha sido a primeira tentativa de gol no segundo tempo. Agora, novamente eu tinha uma escolha a ser feita: mudar ou não? Eu mantive meus nervos no lugar e não entrei em pânico e mantive tudo como dantes. Eu sempre tenho o grande esquema das coisas na mente e não queria precipitar nada.
      Isso pode parecer estranho para muito de vocês, mas eu ainda acreditava que eu podia ver o jogo nos minutos finais quando o cansaço se torna uma questão importante. Então eu mantive tudo igual pelos próximos dez minutos. Mas com 20 minutos restando no cronômetro, eu enfim realizei minhas mudanças, já que eu precisava de quatro gols para passar de fase, e isso parece controverso, não? Eu não acho, eu sei que nós fomos melhor dentro de campo e criamos as melhores chances. O Swansea também estava cansado, mas meu time conservou melhor suas energias ao longo do jogo.
      Com isso em mente, eu decidi que eu deveria mudar da minha estratégia de contra-ataque para uma estratégia ofensiva, já que meus jogadores ainda tinham condições físicas para isso e o Swansea parecia cansado e com diversos jogadores em condições inferiores aos meus. Logo, eu pensei que deveria explorar essa situação e foi para cima.
      Os 20 minutos finais
      Aos 30 minutos do segundo tempo, eu marquei um belo gol coletivo, que abriu a defesa do Swansea e finalmente aproveitamos bem uma chance. Dez minutos depois eu marquei o segundo gol que nos colocou de volta no jogo, restando apenas cinco minutos para o final. Dois minutos depois, marcamos o terceiro gol após uma cobrança de escanteio, empatando o jogo. Estávamos no paraíso, buscamos o empate e com três minutos de acréscimos, tudo indicava que iríamos para a prorrogação.
      Nesse momento, o Swansea estava assustado e parecia perdido e cansado, já que nos últimos dez minutos eles ficaram entrincheirados no próprio campo e nas raras vezes que avançaram para o ataque, levaram pouco perigo, devido ao cansaço dos jogadores. Com um minutos de tempo normal restando, o inimaginável ocorre, eu marco o quarto gol do jogo. O Sheffield United assumia a liderança do placar depois de estar perdendo por 3 x 0. E quase que diretamente do reinício do jogo, o Swansea sobe ao ataque e empata a partida, em um jogo extremamente louco e que jogo. Mas no fim, é estranho porque vinte minutos atrás, eu teria aceitado esse resultado imediatamente, mas agora estou um pouco desapontado, já que viramos o placar. O apito final chega e terminou 4 x 4 no tempo normal, o que significa que teríamos mais meia hora de prorrogação.
      As estatísticas do segundo tempo
      As estatísticas de finalização no segundo tempo foram essas:

      Eu tive sete chutes e marquei quatro gols, o que não é uma péssima média. Eu mencionei que durante o primeiro tempo o time tinha jogado bem e que os gols viriam. Eu acredito que jogamos muito melhor na segunda etapa e também fomos mais precisos na hora de finalizar.
      Prorrogação
      Após 90 minutos eletrizantes, o tempo extra foi bastante chato, já que ambos os times estavam cansado e não ofereceram muita coisa ofensivamente.

      Como o placar continuou 4 x 4 depois de 120 minutos de bola rolando, fomos para os pênaltis e acabamos perdendo. Depois de todo aquele drama que o jogo nos trouxe, perdemos nas penalidades máximas. Entretanto, ao menos mostramos caráter, garra e disposição e não existe nada que possamos fazer para influenciar os pênaltis, é loteria no final das costas. Essas foram as estatísticas completas do jogo:

      Por fim, seguem os gols do jogo.
      Swansea 1 x 0 Sheffield United
      Swansea 2 x 0 Sheffield United
      Swansea 3 x 0 Sheffield United
      Swansea 3 x 1 Sheffield United
      Swansea 3 x 2 Sheffield United
      Swansea 3 x 3 Sheffield United
      Swansea 3 x 4 Sheffield United
      Swansea 4 x 4 Sheffield United
      Mas qual é o sentido desse guia?
      Eu acho que a lição que devemos tirar daqui é que você deve entender como o jogo está indo e não olhar somente para as estatísticas e para o placar, contexto é tudo. Se você sabe que está jogando bem e apenas teve azar, então, não existe muito sentido em mudar as coisas para buscar algo que você não precisa buscar.
      Eu não estou dizendo que todo mundo deveria fazer isso, mas funciona para mim e para a maneira como eu jogo. Além disso, se você vai fazer mudanças, então tenha certeza que é para realmente mudar alguma coisa ou tirar vantagem de situações que ocorrem dentro do jogo. Algumas pessoas entrariam em pânico no intervalo e teriam feito mudanças drásticas e eles poderiam até ter obtido um resultado melhor que o meu, mas ele também poderia ter conseguido um muito pior. Momento e compreensão são tudo em um jogo como o Football Manager, eles são as pequenas margens entre vencer e perder.
      Ás vezes, podemos ser muito rápido em mudar as coisas ou ás vezes muito lento em mudar as coisas. O que devemos fazer é ver como o jogo está acontecendo e então, bolar uma estratégia. Minha estratégia foi simples, manter fiel ao que eu sei que funciona e não entrar em pânico. Então, com apenas 20 minutos de bola faltando para o apito final, ir com tudo em busca da vitória, já que eu sabia que o Swansea cansaria e teria jogadores em péssimas condições físicas. Em outra partida, talvez eu pudesse fazer essas mudanças um pouco mais cedo para vencer o jogo. Mas não importa o que eu decida, eu sempre terei um plano claro ao longo do jogo para quando eu irei fazer mudanças baseadas em como o jogo vai indo. Eu não estou dizendo que as mudanças sempre irão funcionar e o feitiço também pode virar contra o feiticeiro, mas eu acho que frequentemente eu consigo reverter situações e conseguir resultados como esse.
      Traduzido e adaptado por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol
      Fonte: https://teaandbusquets.com/blog/stick-or-twist
      Banner: @_Matheus_
×