Jump to content
Vannces

Garbarnia Cracóvia – Entre a glória, a guerra e os novos tempos.

Recommended Posts

ggpofm

Levou adiante a proposta de reforçar a equipe por meio de jogadores de outras equipes e/ou livres e deu muito certo. Cotado para o 11º lugar terminou em 5º lugar e ainda fez uma excelente campanha na Copa da Polônia, alcançando a semifinal. Uma temporada para se orgulhar neste início de save. O que eu não sei se você percebeu porque não vi você falando nada a respeito, é que o problema do Garbania no 1º turno e que impediu que a equipe alcançasse a liderança foram as partidas fora de casa, onde das sete partidas perdidas, cinco foram na casa do adversário. No 2º turno, mesmo tendo perdido menos, conseguindo até empates fora de casa, teve uma queda do desempenho diante de sua torcida e aí, o Garbania teve uma queda na tabela. 

Mesmo assim, a temporada foi muito boa ao meu ver.

Sobre as sugestões que fiz,  algumas eram opiniões, mas outras eram conceitos de diagramação e programação visual. O mais importante é saber o que você achou das mudanças que fez. Já comparou o post mais recente com um mais antigo? O que achou? Acredita que melhorou? Ficou na mesma? Consegue ver as mudanças?

Outra coisa importante é a questão de assimilar conceitos. Já vi casos onde as pessoas adotavam as sugestões, aperfeiçoavam a apresentação, mas com o tempo voltavam aos hábitos antigos.

Sobre as frases que você usa depois do banner. Sugiro que você leia alguns textos que estão no link que indico sobre o uso da fonte Comic Sans. E depois decida se vale a pena continuar usando-a ou não.?

Mais uma vez, obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Achei que a grande leva de jogadores contratados dificultaria a vida da equipe, mas conseguiu uma bela evolução perto do cenário da temporada anterior, parabéns por isso. Fez jogos muito bons e só perdeu um joguinho por mais de 2 gols, e conta o Legia, então a temporada foi sim mt boa. Se não tivesse empatado tanto, tinha conseguido objetivos muito maiores.

A próxima temporada promete. Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Fez uma campanha que pode ser considerada muito boa mesmo não conseguindo se manter nas primeiras colocações. A estratégia de pegar jogadores emprestados parece ter dado certo nesse momento. Mas fiquei pensando uma coisa: e se a equipe tivesse conseguido se manter lá no topo e subir de divisão, não teria problemas com esse exército de jogadores emprestados? Acho que na primeira divisão seria mais difícil repetir a dose, pois os bons jogadores não estariam disponíveis para empréstimo, ou?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 27/01/2019 at 11:53, Master Darthz disse:

Temporada bem melhor que as anteriores, e a mostrar que o caminho seguido deu resultados. Fez uma época bem acima e mostrou que mais uma época ou duas e poderá lutar por outras ambições na Polónia.

 

´É, a sensação é que dessa vez realmente fizemos realmente uma boa temporada, principalmente por causa da expectativa. Espero que a sequência não seja diferente, pois sofrimento já aconteceu aos montes. Valeu, Master.

 

Em 27/01/2019 at 12:27, Queiroz14 disse:

Aos poucos as coisas foram se acertaram. Mantendo essa postura calma perante ao jogo vai subir naturalmente, é só ão colocar pressão em si e nos jogadores. Joga leve que o acesso vem na próximo temporada. Sobre a tática fiquei feliz que tenha dado certo e o bom número de posse de bola agrada muito. Contratações pontuais agora pra subida vim!!!!Vamoooo

A verdade é que eu não tinha ideia de como fazer outra tática com os jogadores que tinha em mãos. Nesse caso, as peças que chegaram acabaram por ajudar a concretizar o bom rendimento se mudanças radicais. Como você disse, contratações pontuais pode ajudar a subir, por outro lado eu não sou bom em contratar apenas pontualmente, rs, mas vou tentar. Valeu, Queiroz!

 

19 horas atrás, ggpofm disse:

Levou adiante a proposta de reforçar a equipe por meio de jogadores de outras equipes e/ou livres e deu muito certo. Cotado para o 11º lugar terminou em 5º lugar e ainda fez uma excelente campanha na Copa da Polônia, alcançando a semifinal. Uma temporada para se orgulhar neste início de save. O que eu não sei se você percebeu porque não vi você falando nada a respeito, é que o problema do Garbania no 1º turno e que impediu que a equipe alcançasse a liderança foram as partidas fora de casa, onde das sete partidas perdidas, cinco foram na casa do adversário. No 2º turno, mesmo tendo perdido menos, conseguindo até empates fora de casa, teve uma queda do desempenho diante de sua torcida e aí, o Garbania teve uma queda na tabela. 

Mesmo assim, a temporada foi muito boa ao meu ver.

Sobre as sugestões que fiz,  algumas eram opiniões, mas outras eram conceitos de diagramação e programação visual. O mais importante é saber o que você achou das mudanças que fez. Já comparou o post mais recente com um mais antigo? O que achou? Acredita que melhorou? Ficou na mesma? Consegue ver as mudanças?

Outra coisa importante é a questão de assimilar conceitos. Já vi casos onde as pessoas adotavam as sugestões, aperfeiçoavam a apresentação, mas com o tempo voltavam aos hábitos antigos.

Sobre as frases que você usa depois do banner. Sugiro que você leia alguns textos que estão no link que indico sobre o uso da fonte Comic Sans. E depois decida se vale a pena continuar usando-a ou não.?

Mais uma vez, obrigado.

Pois é, esse rendimento da primeira parte com muitos jogos fora eu até observei, mas acabei não dando ênfase, uma vez que na segunda parte, vários jogadores importantes se revesavam no departamento médico. Como isso acontece com vários times, acabei não falando. Até acredito que o bom rendimento na segunda etapa se deve ao entrosamento da equipe, mas como disse, as lesões e também suspensões, acabaram por diminuir o poder de fogo da equipe, o que pode explicar muitos empates quando poderíamos ter vencido mais.

Sobre as mudanças, eu gostei, não só pelo visual, mas tenho que admitir que dá muito menos trabalho em tentar manter regras de fontes e cores diferentes, mais bordas etc.
Espero que tenha ficado um pouco melhor para quem acompanha. 

Sobre a fonte, eu até tenho conhecimento desses detalhes envolvendo ela, mas visualmente até gosto. O motivo é porque queria colocar uma fonte de aparência manuscrita para essas frases, mas como não tem no site como opção, acabei por optar por essa que tem um estilho arredondado e menos séria.
No mais, agradeço pelas dicas e peço que fique a vontade para sugerir algo mais caso ache importante. Obrigado, amigo!

 

14 horas atrás, marciof89 disse:

Achei que a grande leva de jogadores contratados dificultaria a vida da equipe, mas conseguiu uma bela evolução perto do cenário da temporada anterior, parabéns por isso. Fez jogos muito bons e só perdeu um joguinho por mais de 2 gols, e conta o Legia, então a temporada foi sim mt boa. Se não tivesse empatado tanto, tinha conseguido objetivos muito maiores.

A próxima temporada promete. Boa sorte!

Cheguei a pensar nisso também no início, ou seja, muitos jogadores novos chegando e a coisa acabar desandando, mas o que aconteceu foi uma melhora no rendimento e consequentemente um grande salto na tabela. Pelo menos isso me dá segurança para continuar com a filosofia de trabalho na janela, espero não exagerar. Valeu, Marcio!

 

13 horas atrás, Danut disse:

Fez uma campanha que pode ser considerada muito boa mesmo não conseguindo se manter nas primeiras colocações. A estratégia de pegar jogadores emprestados parece ter dado certo nesse momento. Mas fiquei pensando uma coisa: e se a equipe tivesse conseguido se manter lá no topo e subir de divisão, não teria problemas com esse exército de jogadores emprestados? Acho que na primeira divisão seria mais difícil repetir a dose, pois os bons jogadores não estariam disponíveis para empréstimo, ou?

Pensei nisso também, Danut. Muitos jogadores emprestados e ao final da temporada é uma debandada, mas por outro lado, percebo que mesmo isso acontecendo, dificilmente eu conseguiria um elenco melhor só com jogadores comprados ou adquiridos a custo zero ou com jogadores da base. Sempre dá para conseguir jogadores bons de empréstimos e em alguns caso tenho conseguido duas temporadas com eles. Também há a chance de assinar com algum no fim do contrato com o clube de origem. Quando subir, o status do clube também melhor, o que possibilita no mínimo manter aqueles bons jogadores que ajudaram o clube subir. Vou por esse caminho e esperando não ter problemas graves no futuro. Espero que não saia do controle. Obrigado, Danut!

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Fez uma boa campanha, mas empatites ferra qualquer temporada. Basta ver que o campeão teve apenas 6 empates e seu clube 5 a mais. Esses 5 empates a mais tirou-lhe o campeonato. Quais posições pretende reforçar?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Chegou a ameaçar uma luta pela promoção, mas a equipe perdeu o fator surpresa e as coisas equilibraram, mas, no geral, foi uma excelente temporada, agora é hora de construir em cima disso tudo e ter uma temporada mais sólida para realmente almejar subir.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Após o início muito bom deu até um pouco de tristeza com a queda de rendimento, mas concordo em que aceitar o momento ao invés de impor uma pressão maior do que a qualidade da equipe é o melhor caminho a seguir.

Curioso o caminho dos empréstimos. Parece o que precisa ser feito para crescer, mas talvez não seja sustentável....

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 28/01/2019 at 16:19, LC disse:

Fez uma boa campanha, mas empatites ferra qualquer temporada. Basta ver que o campeão teve apenas 6 empates e seu clube 5 a mais. Esses 5 empates a mais tirou-lhe o campeonato. Quais posições pretende reforçar?

Olha, para ser sincero quero mexer bastante na equipe. Sei que isso é perigoso, mas mesmo a equipe tendo mostrado um rendimento melhor do que nas temporadas passadas, algo ainda me diz que não é com esse grupo que conseguirei o acesso. Mexer só em uma peça ou em outra é pouco, mas vou tomar a cuidado para não desfigurar de vez o time de uma hora para outra. Valeu, LC.

 

Em 30/01/2019 at 18:11, Henrique M. disse:

Chegou a ameaçar uma luta pela promoção, mas a equipe perdeu o fator surpresa e as coisas equilibraram, mas, no geral, foi uma excelente temporada, agora é hora de construir em cima disso tudo e ter uma temporada mais sólida para realmente almejar subir.

Pois é, mudanças precisarão ser feitas e pensando nisso, pretendo fazer várias mexidas para criar uma equipe mais equilibrada. Digo isso porque cheguei a pensar que se conseguisse o acesso, não teria um time pronto para disputar a primeira divisão sem cair, o time ainda é fraco e está jogando no seu limite. Para essa divisão, está começando a mostrar o serviço que espero, mas não posso me dar por satisfeito, ainda não. Valeu, Henrique.

 

20 horas atrás, Andreh68 disse:

Após o início muito bom deu até um pouco de tristeza com a queda de rendimento, mas concordo em que aceitar o momento ao invés de impor uma pressão maior do que a qualidade da equipe é o melhor caminho a seguir.

Curioso o caminho dos empréstimos. Parece o que precisa ser feito para crescer, mas talvez não seja sustentável....

Eu ainda penso muito nessa questão dos empréstimos, mas estou ficando bem convicto de que será mesmo o melhor caminho a ser traçado. Até o momento, os jogadores que chegam, correspondem muito mais do que os que tenho no time e na base. Infelizmente mudanças sempre ocorrerão por causa do fim desses empréstimos, mas acho que estou aprendendo a lidar com isso também, pois tenho conseguido contratar jogadores emprestados por pelo menos duas temporadas e em alguns casos acabo assinando em definitivo. Só acho que poderá ser um caminho sem volta até que o clube alcance voos bem altos, mas se o sucesso acontecer dessa forma, não me importarei, pelo menos ainda não. Valeu, Andre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

 

p6KczS3.png

 

“Se acontecer um resultado negativo, o culpado sou eu.”

Romário

 

Ficar em 5º lugar na última temporada foi muito bom, principalmente na comparação com as três primeiras a frente do clube, mas para conseguir o acesso à primeira divisão, era necessário fazer mais mudanças. Antes eu tinha feito boas contratações e elas funcionaram bem, mas eu percebi que alguns jogadores não encaixaram na proposta e insistir nas mesmas peças seria dinheiro gasto de forma mal aproveitada. Então decidi começar a trabalhar na formação de uma equipe ainda mais forte, claro que é um trabalho do tipo a longo prazo e com isso o acesso poderia não ser alcançado de cara, mas o time embora estivesse lutando na parte de cima da tabela, precisava começar a ser respeitado como candidato à primeira divisão. Então trabalhei arduamente nas mudanças que tinha em mente e que conseguiria fazer:

 

Saídas

Daniel Rumin - 24 anos, atacante que mal jogava, consegui 52 mil no total da negociação com o resovia Rzeszów, não foi uma contratação que vingou.

Daniel Tanzyna - 32 anos, zagueiro de qualidade, mas já entrando em decadência, foi vendido pelo total de 26 mil para o Warta Poznan, no clube acabaria rápido na reserva.

 Santiago Villafane - 33 anos, Lateral direito fez boas partidas, mas saiu a custo zero para o Gwarek TG, eu não quis renovar esperando ter mais flexibilidade na folha de salário com algum jogador mais novo uma vez que sua parte física estava longe de quando chegou ao clube há 3 anos.

 Mateusz Maczynski - 29 anos, lateral direito foi vendido por 39 mil, dos quais 20% ficou com o jogador. Este embora tenha ajudado o clube na campanha passada, nunca chegou a fazer atuações que merecesse a aposentadoria no clube.

 Filip Modelski - 29 anos, lateral direito foi vendido ao Sandecja Nowy Sacz por 33 mil. Este até quando ficava machucado, reclamava da reserva e acabei vendendo para não ter maiores problemas.

 Eusébio Bancessi - 26 anos, extremo direito que queria sair, vendi para o Bielsko-Biala por 40 mil, mas uma cláusula lhe garantiria 8%, 8 mil ficou com o jogador.

 Arkadiusz Stawowy - 19 anos, Médio que foi vendido por 475 mil para o Cracóvia. Impossível segurar o jovem promissor quando uma equipe de primeira divisão quer e tem dinheiro para comprar.

 Adrian Kudelski - 22 anos, zagueiro que estava emprestado ao Resovia Rzeszów, foi vendido ao Znics Pruszków, nem chegou a retornar do empréstimo, de lá mesmo foi vendido, seu futebol não tinha qualidade para aproveitar no time.

 Slawomir Duda - 32 anos, médio foi vendido ao Stal Stalowa Wola por 33 mil. Jogador já entrando em decadência, mais um que me daria espaço na folha salarial.

 

Chegadas

Zagueiros

 Michal Gladysz - 22 anos, zagueiro comprado do Legia por quase 6 mil. Para o setor, não tenho dúvida de que seria o melhor jogador.

 Rafal Nicinski - 17 anos, zagueiro emprestado pelo zaglebie Lubin, salário baixo e possibilidade de assinar ao final do seu contrato. Jogador em desenvolvimento, mas fisicamente forte e bem determinado.

 

Laterais

 Damian Ciechanowski - 26 anos, lateral direito que veio a custo zero e tinha tudo para herdar a vaga do velho Santiago Villafane.

 Krystian Mis  - 26 anos, lateral esquerdo emprestado pelo RTS Widzew Łódź e para a minha alegria, este seria um bom jogador na posição, pois demonstrava ser equilibrado.

 

Médios ofensivos

 Mateusz Radecki  - 28 anos, médio ofensivo comprado do Bielsko-Biala por 93 mil, jogador experiente e muito bom para o nível da segunda divisão polonesa.

 Bartosz Zurek  - 29 anos, médio ofensivo esquerda que veio a custo zero e poderia me ajudar na qualificação do time naquele setor.

 Mateusz Wdowiak  - 25 anos, médio ofensivo direita veio emprestado pelo Górnik Zabrze e certamente entraria no lugar de Eusébio Bancessi.

  

Dos jogadores que vieram emprestados na temporada passada, consegui estender o contrato de empréstimo para mais uma temporada e eles eram:

 Michal Mydlarz  - médio central de 20 anos que pertence ao Legia, melhor jogador da equipe e um dos grandes responsáveis pela boa campanha do Garbarnia na competição.

 Adrian Petk  - médio defensivo de 20 anos que pertence ao Lechia Kdansk.

 Marcel Wedrychowski - extremo de 20 anos que pertence ao Pogon Szczecin.

Jaroslaw Knapik  - zagueiro de 18 anos que pertence ao Wisla.

 

Com essas mexidas, percebi que responsabilidade só aumentava, pois a expectativa para o Garbarnia era de no mínimo um sexto lugar.

SzFncUP.jpg

 

Dificilmente alguém verá o meu time enfrentando adversários melhores ou até do mesmo nível em amistosos, pois o que quero nesses momentos é dar ritmo à equipe com as táticas e instruções escolhidas que na verdade era basicamente a repetição do que eu usava anteriormente, nada mais. Com isso os jogos não tem importância diferente das citadas.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 3 x 1 GKS Tychy

o   Garbarnia 4 x 2 KKS Kalisz

o   Garbarnia 4 x 1 Bremen III

o   Garbarnia 4 x 0 Resovia Rzeszów

 

 Iniciando a competição nacional, uma vitória logo de cara me animou, mas os resultados seguintes me deixaram preocupado.

 Jogos oficiais

o   Garbarnia 2 x 1 Stal Mielec

o   Podbskidzie Bielsko-Biala 0 x 0 Garbarnia

o   Arka Gdynia 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Widzew Lódz

o   Olimpia Grudziadz 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 1 Chojniczanka Chojnice

 

Após 6 jogos pela I liga, nós já havíamos perdido 3 partidas, empatado duas e vencido apenas a primeira. Com isso, começamos a temporada amargando a zona de rebaixamento. Sem falar que da sequência, outra derrota.

 

 o   Garbarnia 1 x 2 Wigry Suwalki

o   Siarka Tarnobrzeg 0 x 2 Garbarnia

 

Essa partida mostrou que a arbitragem ainda está pegando no nosso pé. Mais uma lambança, um erro absurdo por parte do bandeirinha. Indignação com o ocorrido é o mínimo.

zcSWBVe.jpg

Abaixo as imagens mostrando do inconcebível.

Spoiler

o7P2acd.jpgdnaKX1z.jpgTzhK61R.jpgUH00Mhm.jpgKCd14JC.jpg169CWSX.jpg

 

o   Garbarnia 1 x 0 Górnik Leczna

 

No primeiro jogo da Taça, enfrentamos o Hutnik Cracóvia que é citado no FM como um rival local do Garbarnia, mas dificilmente se tornaria o grande rival do clube. E não por acaso o placar mostrou a diferença entre as duas equipes.

hIVJJon.jpg

 

o   Raków Czestochowa 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 3 x 1 Stal Stalowa Wola

o   Ruch Chorzów 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Odra Opole

o   Bruck-Bet Nieciecza 2 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Sandecja Nowy Sacz

 

Na segunda partida pela taça, a coisa já ficou mais séria e o adversário não era tão bobo quanto o primeiro, mas fizemos um jogo de recuperação, estivemos atrás no placar por duas vezes, mas ao final, coloquei o time para cima sem medo das consequências e com isso a virada veio na prorrogação. Partida emocionante.

DCwQaHP.jpg

 

o   Puszcza Niepolomice 0 x 0 Garbarnia

 

Essa partida contra o Stal Mielec  precisava ser comentada. Foi um jogo de tirar o fôlego e quis destacar o que disse a imprensa, pois o placar foi construído com grande busca pelo gol pelas duas equipes, mas ao final, a coragem de nossos jogadores de lutarem pela vitória me fez ficar orgulhoso. Michal Mydlarz mostrava porque era um dos melhores jogadores da divisão.

5JgX1aK.jpg

 

o   Garbarnia 1 x 3 Podbskidzie Bielsko-Biala

 

Ficamos devendo nessa primeira parte da competição antes das férias de inverno, mas para mim ficou claro que as mudanças precisariam de tempo para serem assimiladas pelos jogadores do time que ficaram ou já estavam no grupo em conjunto com os que chegaram.

3sgFwky.jpg

 

Com 18 rodadas, amargávamos um décimo lugar  que não estava no planejamento e imprensa e diretoria, bem como os torcedores, já cobravam melhor rendimento.

 

Na janela de inverno tive a chance de trazer um jogador novo e que poderia dar certo no clube a longo prazo.

Meio da Temporada

Adrian Nowak - 17 anos, médio direita promissor emprestado pelo Legia. Este atleta estava nos meus planos de tê-lo emprestado o máximo até poder tentar assinar com o jogador em definitivo.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 4 x 0 Gwarek Zabrze

o   Garbarnia 1 x 1 Lechia Tomaszów

 

Entre os jogos amistosos aconteceu a nossa despedida da Taça num jogo bem ruim contra o Slask Wroclaw.  Fomos muito superiores na criação se oportunidades e na posse de bola, mas no placar, o que vi foi um time penando tentando acertar a rede do adversário.

 

Jogo oficial

o   Garbarnia 1 x 2 Slask Wroclaw (Puchar Polski 3º Elim.)

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 2 x 0 Limanovia Limanowa

o   Garbarnia 2 x 0 Korona II

o   Garbarnia 4 x 0 KS Belk

o   Garbarnia 1 x 0 Wisla Pulawy

 

Jogos oficiais

o   Garbarnia 1 x 1 Arka Gdynia

o   Widzew Lódz 2 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 1 Olimpia Grudziadz

o   Chojniczanka Chojnice 0 x 0 Garbarnia

o   Wigry Suwalki 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 3 x 0 Siarka Tarnobrzeg

o   Garbarnia 0 x 0 GKS Belchatów

o   Górnik Leczna 0 x 3 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Raków Czestochowa

o   Stal Stalowa Wola 2 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 2 Ruch Chorzów

o   Odra Opole 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Bruck-Bet Nieciecza

o   Sandecja Nowy Sacz 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 3 x 0 Puszcza Niepolomice

 

Nesta última parte eu destacaria não uma partida apenas, mas a boa sequência de 15 jogos pela I Liga com 7 vitórias e 8 empates mostrando que o time montado ganhava corpo e o rendimento esperado. Claro que em vários desses empates a equipe afrouxava no final e acabava levando gol.

XEfj2qS.jpg

 

É fato que o time começou muito mal, mas o que ficou de positivo em minha avaliação foi exatamente essa arrancada que nos tirou da zona de rebaixamento da sétima rodada para o quinto lugar ao final da competição.

CARJMJr.jpg

 

Minha avaliação final está sendo baseada em estatísticas, pois nós conseguimos, em grande parte dos jogos, ser mais ofensivos com arremates em comparação à maioria dos adversários e com posse de bola também superior, mas infelizmente faltou-nos precisão na hora de colocar a bola para dentro da rede, ou seja, falta no mínimo um atacante mais competente nesse grupo. Preocupação clara e simples no que diz respeito à preparação da equipe para a próxima temporada. 

Sobre o péssimo rendimento no início do campeonato, acho que tem a ver com muitos jogadores que chegaram ao clube e que precisaram de certo tempo para ganhar ritmo, bem como a falta de coesão já que a equipe foi muito mexida.

O clube ganhava  a partir desse momento um belíssimo patrocínio e esse era um grande destaque fora de campo. Imagina sair de um valor de 375 mil para 1,9 milhão de um ano para o outro. Crescimento fantástico nessa área.

iQYxBiA.jpg

 

Na opinião dos torcedores, os jogadores que conseguimos na janela estavam em alta.

Na Revista da época, a falta de forma da equipe foi citada, confirmando minhas suspeitas para o baixo rendimento inicial. Apesar disso, no vestiário a equipe estava em alta comigo, a direção também contente com o apoio dos jogadores, mas decepcionada com a campanha sofrida na I Liga. Na equipe do ano, 3 dos nossos jogadores  figuraram entre os suplentes.

Caso perguntem se estou satisfeito, vou dizer que sim, não pela campanha, mas por sentir que algum ajuste e peças pontuais (setor defensivo e no ataque principalmente) nessa construção da equipe na sequência, poderá me ajudar a assegurar o acesso na próxima temporada. É cedo para dizer, pois tudo pode acontecer, mas acredito que em uma ou no máximo em 2 temporadas, se tudo correr como planejado, o acesso será conquistado finalmente, 3 temporadas se algum desastre nesse meio tempo acontecer.

É esperar para ver, pois o torcedor do Garbarnia, cada vez mais confiante, espera o dia em que finalmente pisará novamente na primeira divisão polonesa.

ULpZzfJ.jpg

 

 Kontynuowac...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Darthz

Concordo que a primeira metade da temporada foi bem mais complicada devido às grandes mexidas do plantel. Muitas vezes sem entrosamento é complicado conseguir que a equipa jogue bem e mantenha um nível que se considere bom.

Conseguiu o mesmo lugar da época anterior, e talvez seja altura de estabilizar mais na entrada e saída de jogadores, de modo a reforçar apenas as posições mais fracas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Temporada que vem não serão novamente muitas caras novas com falta de coesão e um começo vacilante?

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Talvez a primeira parte da temporada não tenha sido ruim apenas pela quantidade de jogadores novos que chegaram. É preciso levar em conta que o Garbania sofreu uma atualização no ranqueamento com relação aos demais clubes da divisão e isso impacta diretamente na maneira como os adversários passam a encará-lo e isso na minha opinião pode ser visto claramente nos resultados dentro de casa obtidos no 1º turno. A equipe se mostrou sem força diante de seus torcedores e deixou vários pontos em seu estádio. Contudo, conseguiu superar a questão da renovação do elenco e da pressão por melhores resultados e fez uma campanha de reação no returno. Parabéns pelo 5º lugar, mas será preciso ficar atento, pois as cobranças serão mais altas nas próximas temporadas e talvez, o Garbania não tenha tanto tempo para se ajustar durante a temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Rapaz quanto empate,14 no total. Isso mata qualquer possibilidade de título. Tem que melhorar isso para a próxima temporada ou vai ficar patinando entre o 5º e o 10º lugar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Começou num desaire decepcionante, mas conseguiu recuperar no final.

É meio frustante quando se vem de uma temporada boa, reforça o time e o resultado é ruim. Mas, faz parte.

Creio que o bandeirinha ainda segue a regra antiga do impedimento e considerou que teu jogador do meio participou do lance.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Eusebio e o curioso caso do jogador que ganha 8 por cento de 40 mil e assim leva 8 mil? ? Acho que ele enrolou o clube, hein.

O Arkadiusz era um garoto muito interessante, mas o valor que tu conseguiu por ele e bastante bom tambem. Nao chegou a colocar clausula de percentual da proxima venda? Se sim, quanto? Se nao, por que nao?

O Gladysz e um baita zagueiro, com 22 anos foi um otimo negocio. O Nicinski se der pra assinar em definitive pode ser interessante tambem. O Radecki e outro jogador que gostei bastante.

Tu esta jogando sem mascara de atributos?

Sobre os amistosos, tambem acho que eles nao sao a hora de enfrentar equips de mesmo nivel ou mais fortes. Depois o time perde e comeca o ano com moral baixa. Melhor ficar nos adversaries fracos.

Sobre o campeonato, fez um primeiro turno muito ruim, especialmente no comeco. Depois melhorou. Tu fez trocas taticas ou foi apenas o aumento do entendimento entre os jogadores?

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 03/02/2019 at 14:23, Master Darthz disse:

Concordo que a primeira metade da temporada foi bem mais complicada devido às grandes mexidas do plantel. Muitas vezes sem entrosamento é complicado conseguir que a equipa jogue bem e mantenha um nível que se considere bom.

Conseguiu o mesmo lugar da época anterior, e talvez seja altura de estabilizar mais na entrada e saída de jogadores, de modo a reforçar apenas as posições mais fracas.

Essas mexidas certamente podem ser a explicação do baixo rendimento no início, o que considerei natural, por outro lado era necessário. Eu tento sempre melhorar a equipe independente da quantidade de jogador que entra ou sai, claro que vou tentar não exagerar nisso, mas se aparecer oportunidades para tal, não terei dúvidas em fazer, até porque terá que ter uma hora que isso não será mais fácil fazer assim, pois o time ganhará status e cada mexida terá que ser avaliada com muito mais cuidado. Valeu, Master!

 

Em 03/02/2019 at 23:18, Andreh68 disse:

Temporada que vem não serão novamente muitas caras novas com falta de coesão e um começo vacilante?

Já pensei nisso, mas como disse na resposta anterior, farei as mexidas se elas servirem para melhorar a equipe, pois ganhando coesão, parte em amistosos, parte nas competições oficiais, certamente o rendimento será sempre melhor. Mas tentarei não exagerar. Valeu, Andre.

 

Em 04/02/2019 at 09:07, ggpofm disse:

Talvez a primeira parte da temporada não tenha sido ruim apenas pela quantidade de jogadores novos que chegaram. É preciso levar em conta que o Garbania sofreu uma atualização no ranqueamento com relação aos demais clubes da divisão e isso impacta diretamente na maneira como os adversários passam a encará-lo e isso na minha opinião pode ser visto claramente nos resultados dentro de casa obtidos no 1º turno. A equipe se mostrou sem força diante de seus torcedores e deixou vários pontos em seu estádio. Contudo, conseguiu superar a questão da renovação do elenco e da pressão por melhores resultados e fez uma campanha de reação no returno. Parabéns pelo 5º lugar, mas será preciso ficar atento, pois as cobranças serão mais altas nas próximas temporadas e talvez, o Garbania não tenha tanto tempo para se ajustar durante a temporada.

Essa questão do ranking realmente faz muito sentido, o Garbarnia hoje já goza de prestígio na divisão como um dos mais fortes. Sobre as cobranças, é muito claro que elas aumentaram e só vão aumentar ainda mais, pois a cada jogador melhor que chega, o clube acaba se comprometendo com uma melhora também no resultado final. Espero não me perder com essa pressão. Valeu, amigo.

 

Em 04/02/2019 at 11:41, LC disse:

Rapaz quanto empate,14 no total. Isso mata qualquer possibilidade de título. Tem que melhorar isso para a próxima temporada ou vai ficar patinando entre o 5º e o 10º lugar.

Então, LC, é um dos pontos que tenho visto e nesse caso eu cheguei a perceber que os atacantes ou o setor ofensivo todo acabou devendo, pois foram criadas muitas chances em cda partida, mas a concretização é realmente ruim. O setor defensivo está fazendo o que pode, mas se o ataque funcionasse melhor, talvez a posição na tabela tivesse sido de sucesso.  Valeu.

 

23 horas atrás, Neynaocai disse:

Começou num desaire decepcionante, mas conseguiu recuperar no final.

É meio frustante quando se vem de uma temporada boa, reforça o time e o resultado é ruim. Mas, faz parte.

Creio que o bandeirinha ainda segue a regra antiga do impedimento e considerou que teu jogador do meio participou do lance.

Esse sob-rendimento do início da temporada até achei normal, só não aceitei a quantidade de oportunidades desperdiçadas durante a temporada. Sobre o bandeirinha, eu não sei o que dizer, roubo no futebol real é normal, mas no FM (e pela segunda vez de forma clara) é a primeira vez. Parece um charme para o jogo, mas bem que poderia acontecer a meu favor, rsr. Valeu, Ney.

 

10 horas atrás, Danut disse:

Eusebio e o curioso caso do jogador que ganha 8 por cento de 40 mil e assim leva 8 mil? ? Acho que ele enrolou o clube, hein.

O Arkadiusz era um garoto muito interessante, mas o valor que tu conseguiu por ele e bastante bom tambem. Nao chegou a colocar clausula de percentual da proxima venda? Se sim, quanto? Se nao, por que nao?

O Gladysz e um baita zagueiro, com 22 anos foi um otimo negocio. O Nicinski se der pra assinar em definitive pode ser interessante tambem. O Radecki e outro jogador que gostei bastante.

Tu esta jogando sem mascara de atributos?

Sobre os amistosos, tambem acho que eles nao sao a hora de enfrentar equips de mesmo nivel ou mais fortes. Depois o time perde e comeca o ano com moral baixa. Melhor ficar nos adversaries fracos.

Sobre o campeonato, fez um primeiro turno muito ruim, especialmente no comeco. Depois melhorou. Tu fez trocas taticas ou foi apenas o aumento do entendimento entre os jogadores?

 

Danut, essa foi só mais uma de minhas viagens. O percentual do jogador está errado, era para eu digitar 20% e acabei, sem perceber digitando, digitando o número 8, número referente ao valor ganho. Coisa de quem às vezes vive no mundo da lua.

Escolhi jogar sem mascara e sei que isso foge um pouco da realidade, mas também sei que hoje em dia o futebol é bem dinâmico e com os canais de transmissão, internet etc, o conhecimento sobre qualquer jogador acaba sendo mais fácil. É um artifício do jogo, então resolvi usar, até porque o desafio do save por si só já é muito alto para o meu conhecimento de FM, rs.

Sobre os adversários nos amistosos, acho que sempre escolherei os fracos, pois a ideia é sempre treinar as táticas e as instruções, bem como dar ritmo aos jogadores. Considero bem necessário dessa forma se quero ter uma equipe inteira e com o moral alto no início das competições oficiais.

Quanto ao campeonato, foi mesmo falta de coesão, a equipe sentiu no início tantas mexidas, mas depois começou a funcionar melhor e isso fez com que a equipe rendesse bem mais no final.

Interessante Danut que você fazendo um save na Polônia, acaba tendo um bom conhecimento de jogadores do país ou que passam por lá. A ideia é sempre assinar com os melhores jogadores que chegam emprestados, mas conseguir isso nem sempre é fácil. Outra coisa que tenho tentado fazer também é contratar jogadores bem novos pensando no futuro deles como opção para render dentro de campo ou fora com alguma venda lucrativa. Valeu, Danut.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Sobre jogar sem máscara de atributos: o bom do FM é que ele permite bastante customização em relação ao nível de desafio que queremos ter. Se tu acha que o restante do desafio já está no nível que tu quer, faz sentido mesmo jogar assim.

Só perguntei mesmo porque vi que tu conhecia todos atributos dos jogadores, daí queria saber se era por serem poloneses ou por isso.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Na primeira metade do campeonato o time foi bem irregular, pra não dizer que foi mal, mas conseguiu uma boa recuperação na segunda metade e chegou a estar invicto por 15 jogos, uma marca excelente. Concordo com a parte que você disse que a grande quantidade de chegadas e saídas no elenco, além das várias mudanças no time titular foram determinantes para o fracasso do time na primeira metade da liga. O que você fez para "virar a chave" do time e começar a conseguir os bons resultados?

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Reeeh 85

O time como um todo e o clube, estão adaptando-se a nova filosofia do treinador, isso leva algum tempo, acredito quem em mais 1 ou 2 ligas, conseguirá figurar na "Primeirona Polonesa", a torcida aqui continua para os bons resultados!!! Dinheiro já está aparecendo, devido a visibilidade. Eu espero grandes feitos do Garbania.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Realmente o entrosamento no início do campeonato, com muitos jogadores, costuma ser bem custoso e complicado. Mas fez um segundo turno bem melhor e conseguiu arrancar para um honroso quinto lugar. Vamos ver se a próxima temporada lhe reserva novas surpresas.

Vai fazer muitas mexidas de novo? hahaha

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

A equipe fez dois turnos muito distintos, e esse é um tipo de coisa que o treinador tem que saber evitar. Afinal de contas, se atuou bem no segundo semestre, por que não conseguiu a mesma coisa no primeiro e vice-versa?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces
Em 05/02/2019 at 16:04, Danut disse:

Sobre jogar sem máscara de atributos: o bom do FM é que ele permite bastante customização em relação ao nível de desafio que queremos ter. Se tu acha que o restante do desafio já está no nível que tu quer, faz sentido mesmo jogar assim.

Só perguntei mesmo porque vi que tu conhecia todos atributos dos jogadores, daí queria saber se era por serem poloneses ou por isso.

 

Eu acredito que o desafio de levar o clube a 5 estrelas não será tão difícil, mas certamente levará muito, muito, mas muuuuuiiitas temporadas para acontecer, rs. Então, como sou fraco nesse jogo, embora goste bastante, resolvi ir por esse caminho. Obrigado Danut.

 

Em 05/02/2019 at 16:39, PedroJr14 disse:

Na primeira metade do campeonato o time foi bem irregular, pra não dizer que foi mal, mas conseguiu uma boa recuperação na segunda metade e chegou a estar invicto por 15 jogos, uma marca excelente. Concordo com a parte que você disse que a grande quantidade de chegadas e saídas no elenco, além das várias mudanças no time titular foram determinantes para o fracasso do time na primeira metade da liga. O que você fez para "virar a chave" do time e começar a conseguir os bons resultados?

Boa sorte!

Essa questão de ter acontecido muitas mudanças, ao fazer com que o time começasse de forma bem  perdida foi o determinante e aí para "virar a chave" acho que só precisei do tempo necessário para que os jogadores assimilassem a tática e a coesão da equipe em si. O fato é que no início eu estava quicando de tanta ira por ter montado um time melhor e eles não rendiam de forma alguma, mas que bom que tudo deu certo. Obrigado, Pedro.

 

Em 05/02/2019 at 16:57, Reeeh 85 disse:

O time como um todo e o clube, estão adaptando-se a nova filosofia do treinador, isso leva algum tempo, acredito quem em mais 1 ou 2 ligas, conseguirá figurar na "Primeirona Polonesa", a torcida aqui continua para os bons resultados!!! Dinheiro já está aparecendo, devido a visibilidade. Eu espero grandes feitos do Garbarnia.

A tendência é realmente subir com esse tipo de filosofia, mas sem também que é um estilo de trabalho que me faz ficar na corda bamba, pois sempre terei mexidas no início da temporada. Precisarei ter muito cuidado com isso. O status do clube melhorando, a parte financeira também melhora e com isso a instituição como um todo melhora e isso é ótimo para o trabalho que quero e tenho desenvolvido. Obrigado, Reeeh.

 

Em 05/02/2019 at 22:07, marciof89 disse:

Realmente o entrosamento no início do campeonato, com muitos jogadores, costuma ser bem custoso e complicado. Mas fez um segundo turno bem melhor e conseguiu arrancar para um honroso quinto lugar. Vamos ver se a próxima temporada lhe reserva novas surpresas.

Vai fazer muitas mexidas de novo? hahaha

Boa sorte!

A falta de entrosamento, coesão do time e tudo mais que envolve essa medida radical no elenco, é algo que tenho que aceitar pelo que fiz no início da temporada. Eu acabei demorando para responder as últimas postagens, mas na postagem seguinte verás que fiz sim muitas mexidas novamente e pelo rumo que deixei o save tomar, parece que farei sempre isso, o que é preocupante, eu admito, mas não me arrependo de tomar esse caminho, pois duas coisas muito positivas também acontecem com essa filosofia e vou falar na próxima postagem sobre. Obrigado, Marcio.

 

Em 07/02/2019 at 14:56, Henrique M. disse:

A equipe fez dois turnos muito distintos, e esse é um tipo de coisa que o treinador tem que saber evitar. Afinal de contas, se atuou bem no segundo semestre, por que não conseguiu a mesma coisa no primeiro e vice-versa?

Pois é, essa luta por um rendimento que não seja tão distante entre um turno e outro passa exatamente pela forma como estou me comportando na janela de transferência, pois são muitas mexidas no elenco a cada início de temporada. Tenho que admitir que isso não é nada bom, mas é um caminho que não estou preocupado em tomar sempre, por razões que direi logo em seguida na próxima postagem. Obrigado, Henrique.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

p6KczS3.png

 

"Eu penso que nós temos que ganhar o próximo jogo. Porque se ganharmos

sempre o próximo jogo, nós, com certeza, chegaremos lá!"

Rogério Ceni

 

Como cada um tem um estilo de jogo no FM, eu posso dizer que, pelo menos nesse save, estou me tornando o cara que trabalha com muitas mudanças na janela de transferência, mas por quê?!

Bem, eu já falei sobre isso em postagens atrás, mas algo importante está ficando cada vez mais claro para mim:

Pegar muitos jogadores emprestados (a quantidade não importa nesse país), me possibilita gastar pouca grana para ter um elenco forte e, ao final da temporada, também vou poder fechar em definitivo com vários desses jogadores e nesse caso, estarei trabalhando o futuro da equipe sem gastar a grana que na verdade nem tenho.

É preocupante? Sim. Mas é um caminho e é nele que estou andando atualmente.

Claro que nessas negociações, volta e meia, eu compro jogadores jovens pensando no futuro do clube já que como filosofia, categorias de base ainda não fazem parte do interesse do clube. Estou lutando para eles mudarem isso. E contratações também vão acontecer (seja custo zero ou de outros clubes) se o negócio parecer bom e o dinheiro permitir. então vamos à grandes mexidas da temporada, com apenas 3 saídas.

 

Saídas:
Michal Gladysz - 23 anos, zagueiro que tinha a titularidade e era um dos melhores da divisão, mas o Wisla com o dinheiro que tem, conseguiu tirar o jogador do Garbarnia com um milhão. Negócio impossível de impedir que acontecesse e de certa forma bom para o clube, mas não para os meus planos.

Filip Modelski - 30 anos, lateral direito que participou de vários jogos, mas seu rendimento não era compatível com o que eu esperava dele na equipe. Foi vendido ao Sandecja Nowy Sacz por 33 mil.

Dawid Ufir - 24 anos, extremo vendido ao GKS Tychy por 57 mil, jogador pouco utilizado e sempre criando problema no elenco.

 

 

Chegadas:

Goleiro:

Kacper Chorazka - 24 anos, goleiro que veio a custo zero e elevaria meu time ao nível de primeira divisão nesse setor, Witan, que já havia dado qualidade ao setor, certamente iria pegar a reserva.

Lukasz Wolsztynski - 19 anos, goleiro que veio a custo zero, era um jogador novo e com grande potencial. Era o meu pensamento para o futuro do clube ou no mínimo fazer um bom negócio financeiro com ele.

 

Zagueiro:

Jan Golinski - 22 anos, zagueiro emprestado pelo Legia, certamente com condições e atributos para se firmar como titular do time.

Szymon Radecki - 20 anos, mais um bom zagueiro emprestado pelo Legia, este por duas temporadas e fisicamente era o melhor.

Jakub Zima - 20 anos, zagueiro novo emprestado pelo Wisla, mas que poderia servir como peça de elenco.

Maciej Malek - 18 anos, zagueiro emprestado pelo Zaglebie Lubin por duas temporadas e que poderia crescer muito no clube.

 

Lateral:

Konrad Matuszewski - 21 anos, lateral esquerdo também emprestado pelo Legia, viria para ser um dos principais nomes para a posição.

Eryk Krupa - 28 anos, lateral esquerdo assinou pelo clube, veio a custo zero e parecia equilibrado para a posição, ou seja, o custo benefício me pareceu muito bom.

Rafal Kobryn - 23 anos, lateral direito que veio a custo zero e tinha tudo para ser o dono da posição.

 

Médios

Gabor Grabowski - 21 anos, médio central com características defensivas, emprestado pelo Legia por duas temporadas, comparado com os jogadores da equipe, parecia muito bom e tinha tudo para ser titular.

Jerzy Stanczyk - 20 anos, médio central emprestado pelo Legia por duas temporadas, jogador equilibrado e muito bom fisicamente.

Kamil Kumoch - 22 anos, médio central emprestado por duas temporadas pelo Pogon Szczecin e era um bom jogador para o setor central da equipe.

 

Atacante:

Mateusz Wdowiak - 26 anos, extremo direita comprado do Górnik Zabrze por 27 mil.

Marcin Mrozek - 19 anos, atacante próximo do nível da primeira divisão emprestado pelo Wisla, este era a peça que faltava no ataque do time, fiquei muito contente com a chegada desse jogador.

Mateusz Lesczuk - 22 anos, atacante que seria a sombra de Marcin Mrozek, este emprestado pelo Legia.

 

Extensão de empréstimo:
Marcel Wedrychowski - 21 anos, extremo, jogador do Pogon Szczecin (link do período do primeiro empréstimo).

Michal Mydlarz - 23 anos, médio central do Legia e também de nível de primeira divisão.

Rafal Nicinski - 18 anos, zagueiro do Zaglebie Lubin (link do período do primeiro empréstimo).

 

Feito as inúmeras mudanças (13 jogadores emprestados no momento, destes, 7 do Legia) e algumas nem tanto, mas a oportunidade me assegurou confirmar os negócios, comecei o trabalho de reorganização da equipe. Sei que quantidade não significa qualidade, mas tendo tantas peças à disposição, eu saberia separar o joio do trigo, principalmente porque as regras do futebol polonês estão me permitindo fazer isso.

Bem, com o que foi feito na janela, percebi que a expectativa aumentou e com isso uma coisa ficou clara, ou eu subia de divisão com o time, ou poderia perder o emprego.

0pzSgBF.jpg



Das pequenas mudanças que fiz dentro de campo, só as instruções receberam os ajustes que imaginei serem necessários, a formação tática seria exatamente a mesma, a minha preferida.

kOvEXKU.jpg

hjI2F0e.jpg

 

Quem acompanha o save sabe das minhas escolhas quanto aos amistosos, então não há muito o que dizer.

Jogos amistosos:

o   Garbarnia 2 x 0 Barciczanka

  Garbarnia 2 x 0 MKS Kluczbork

o   Garbarnia 2 x 1 Górnik Zabrze

o   Garbarnia 3 x 0 Sarmacja

 

Começamos o campeonato sem os sustos que a temporada passada me deu, apesar das várias mexidas que insisti em fazer na equipe. Era o indício de que tudo poderia correr bem se nenhum desastre acontecesse no meio do caminho.

Jogos Oficiais:

o   Garbarnia 1 x 0 Chojniczanka Chojnice

o   Widzew Lódz 0 x 0 Garbarnia

 

O jogo contra o Olimpia Grudziadz me mostrou que a contratação de Mrozek tinha sido a mais acertada. Eu precisei desse tipo de jogador na temporada passada, mas não tive. Marcin Mrozek fez os 4 gols na belíssima vitória por 4 a 1.

IrHeAUl.jpg

 

o   Ruch Chorzów 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Pogon Siedlce

o   Miedz Legnica 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 GKS Tychy

o   Puszcza Niepolomice 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Raków Czestochowa

o   Podbeskidzie Bielsko-Biala 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Chrobry Glogów (Puchar Polski - 1º Elim.)

o   Garbarnia 1 x 0 Stal Stalowa Wola

 

Nessa partida, mais 3 gols do então artilheiro Marcin Mrozek na vitória de 5 a 0 contra o Chrobry Glogów fora de casa. Para mim já era futebol de primeira divisão.

wrM3ddT.jpg

 

o   Bruk-Bet Nieciecza 2 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 GKS Belchatów

o   Odra Opole 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Wigry Suwalki

 

Nesta partida pela copa, tenho que admitir que não fomos bem, sofremos a expulsão de Gabor Grabowski. A imprensa chamou de jogo de loucos, mas vencemos nos pênaltis de forma sofrida. Seria um desastre sair da competição logo na 2º eliminatória

o   Olimpia Grudziadz 1 x 1p Garbarnia (Puchar Polski -2º Elim.)

 

o   Zaglebie Lubin 1 x 1 Garbarnia

o   Chojniczanka Chojnice 0 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 3 x 1 Widzew Lódz

o   Chojniczanka Chojnice 0 x 2 Garbarnia (Puchar Polski -3º Elim.)

 

Após os jogos da primeira parte da competição, confirmei que o desastre que aconteceu no mesmo período da temporada passada não se repetiu. Chegamos a avançar para as quartas de final da copa e pela I Liga vencemos 10 partidas, empatamos 7 e perdemos apenas uma.

0FETbnv.jpg

 

Com esses resultados, na rodada 18 nós estávamos na segunda posição, 4 pontos a frente do terceiro colocado e a 4 do primeiro. Se a equipe não perdesse o rumo ou jogadores chaves nessa caminhada, poderíamos sem dúvida conseguir o tão sonhado acesso.

q97QdJ4.jpg

 

Jogos amistosos:

o   Garbarnia 1 x 1 Okocimski Brzesko

o   Garbarnia 4 x 0 Sarmacja

o   Garbarnia 4 x 0 Polonia Bytom

o   Garbarnia 2 x 1 Skra Czestochowa

o   Garbarnia 0 x 0 Slask Wroclaw

o   Garbarnia 1 x 0 Wierna Malogoszcz

o   Garbarnia 2 x 0 Rekord B-B

 

Jogos oficiais:

Infelizmente pela copa, nas quartas de final e jogando em casa, após as férias de inverno e os vários amistosos para manter a equipe em forma, conseguimos entregar a paçoca mesmo jogando melhor, mesmo tendo quase o dobro de finalizações do adversário e com mais posse de bola. Mas não é segredo para o planeta que bola na rede é que decide o resultado final de uma partida. Eliminação de novo no início do ano.

FQDDggT.jpg

 

o   Olimpia Grudziadz 2 x 4 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Ruch Chorzów

o   Pogon Siedlce 1 x 3 Garbarnia

o   Garbarnia 3 x 0 Miedz Legnica

o   GKS Tychy 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Puszcza Niepolomice

o   Raków Czestochowa 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Podbeskidzie Bielsko-Biala

o   Stal Stalowa Wola 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Chrobry Glogów

o   Garbarnia 2 x 0 Bruk-Bet Nieciecza

o   GKS Belchatów 2 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Odra Opole

o   Wigry Suwalki 1 x 0 Garbarnia

 

Na segunda metade da competição, jogamos bem e de forma segura, não foi um sucesso, mas também não foi um desastre. Antes da última partida, o time teve 3 jogos para esquecer, duas derrotas e um empate, este dentro de casa, mas no final, o último jogo aconteceu após uma reunião com a equipe em que os jogadores foram cobrados e, dentro de campo, conseguiram mais que o acesso no jogo contra o Zaglebie Lubin. E advinha quem fez mais três gols!

3dKznyD.jpg

 

Foram 9 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, fomos menos efetivos que na primeira parte da competição, mas os adversários diretos na classificação também não conseguiram render o mesmo que antes. Em quase todos os jogos fomos mais efetivos no ataque e também com mais posse de bola. Posse de bola para muitos não importa, mas para mim sim, pois time que tem a bola, tem menos chances de levar gol.

UMRheFu.jpg

 

A classificação final foi um prêmio pelo trabalho feito até o momento. No total foram 20 vitórias, 10 empates e 4 derrotas pela I Liga, conquistamos 70 pontos com saldo de 31 gols e nessa sequência, chegamos a ficar 20 partidas sem perder. O Chojniczanka Chojnice que era líder na primeira parte da competição, acabou se perdendo e cedeu a primeira vaga para nós já na 24º rodada e também a segunda vaga para o Odra Opole.

TYOWjU6.jpg

 

A temporada de 2023/2024, teve, além do sucesso da equipe principal, também o título do futebol Sub-18 na única Liga sub-19 do país, e olha que a categoria de base do clube ainda não recebia investimentos e interesses maiores para ter melhoras ou aceitação como parte da filosofia de trabalho do clube.

sg6sOQ3.jpg

 

O fim da temporada veio só com notícias boas. A construção do novo estádio foi algo que comemorei bastante, sem falar do aquecimento subterrâneo do gramado, coisa que só quem joga em território com inverno rigoroso vai realmente valorizar.

QbJvtOJ.jpg

 

O time do ano teve nada menos que 6 jogadores entre os melhores e aí eu pensei: "pode estar sendo arriscado trabalhar tantas mudanças na janela de transferências, mas está funcionando bem, então não penso em mudar essa forma de trabalho. Ter um pouco mais de cautela sim, mas mudar não."

JEOferE.jpg

 

Ao final dessa belíssima temporada, os torcedores se deleitaram com a eleição de final de época e os contratados ganharam prestígio por parte deles. Na Revista da época, a luta e o acesso com título, foi o destaque. No vestiário, o bom relacionamento com a equipe não podia ser diferente. Pela primeira vez, a direção não só estava feliz com meu trabalho, como também não havia qualquer crítica a ele. Marcin Mrozek foi o artilheiro do campeonato com 25 gols em 25 jogos. O goleiro contratado a custo zero, Kacper Chorazka, conseguiu me convencer de que tinha capacidade para ser mesmo o jogador da próxima temporada1.

XI8Eey1.jpg

 

Marcin Mrozek, com os gols da I Liga e da Puchar Polski, batia o record da equipe como marcador.

dKCX8kb.jpg

 

Para finalizar, tenho o prazer e o orgulho de dizer que após 67 anos, Garbarnia Cracóvia, clube que brilhou nos anos 20 e 30 e passou por enormes dificuldades muito por causa de Nazistas e Comunistas, finalmente se reencontra com a LOTTO Ekstraklasa (1º divisão)O trabalho foi muito difícil até esse momento, mas para mim, e principalmente para os torcedores que aumentam e nos prestigiam cada vez mais, esse é mais um passo para a grandeza, é mais um feito histórico.dQgNEkv.jpg

 

 

Kontynuowac...

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Sua proposta de contratações deu certo, conseguiu montar uma equipe forte o suficiente para subir, e com título. Agora precisa olhar para o futuro, pois o próximo capítulo do time tem tudo para ser bem difícil, subir geralmente é mais fácil do que permancer na divisão principal. Vamos ver como você se porta com esse pulo.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Creio que não existe melhor momento que a hora das contratações. Só tenho uma questão, que estou abordando no meu save, emprestar jogadores de times grandes como o Legia não seria desenvolver craques para um time adversário e superior?

Outrossim, é excelente jogar em ligas sem restrições. Muito mais tranquilo gerir um vestiário sem ter que dar satisfação porque deixou de inscrever o reforço por esquecer que já tinha quatro extracomunitários (obrigado França).

No mais, tem dado de resultado e isso que importa. Durante três rodadas a coisa apertou, mas o final foi fruto de todo o trabalho.

Negócio é mais embaixo na primeira.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Na história do Futebol, houveram algumas seleções que foram imortalizadas, muitas vezes não por títulos, mas sim pela forma que a redondinha era tratada. Antes da Dinamáquina do final da década de 80, antes da Larana Mecânica na década de 70, antes do Brasil de 82, antes dos Mágicos Magiares na década de 50, antes de todos estes grandes times, houve uma outra seleção que impressionou o mundo do futebol.
      Estou falando do Wunderteam de quase 100 anos atrás. No imaginário popular muitos pensam que se não houvessem ocorridos dois fatos trágicos, quem sabe eles poderiam continuar no topo da cadeia alimentar por mais algumas décadas.
           
      Mais informações sobre o Wunderteam e sobre o save durante o decorrer do mesmo.
       
    • CapitaoTsubasa
      By CapitaoTsubasa
      São ao todo 998 kits, onde cada clube do país fica dentro da pasta do seu estado natal, facilitando a atualização dos times pequenos dos campeonatos estaduais e divisões inferiores ou que disputam o regional/divisões de acesso. Também evita necessidade de atualizar o "sobe e desce" e mudanças na config, pois os times estarão sempre na pasta certa.
       
      LINK PARA DOWNLOAD:
      ⬇️ http://www.mediafire.com/file/17sym69x47dttrf/BlaijinBrasilTotal1.rar/file
    • Bruno Trink
      By Bruno Trink
      Em janeiro de 2013, às vésperas de mais uma edição da Copa Africana de Nações, Stephen Keshi, então treinador da seleção da Nigéria, reacendeu uma enorme polêmica. O nigeriano criticou duramente o trabalho de técnicos estrangeiros nas seleções africanas. Segundo ele, os "caras brancos" rumam para a África apenas para ganhar dinheiro. Ele também criticou o tratamento diferenciado das federações com treinadores locais e estrangeiros – segundo ele, os expatriados recebem mais tempo para se adaptar desenvolver seu trabalho – e afirmou que isso estava aniquilando o futebol africano.
      Keshi faleceu em 2016 e hoje, seis anos depois daquela declaração, muito pouco mudou. É fato que os treinadores de Argélia e Senegal, finalistas da competição de seleções africanas, defendem seus próprios países de nascimento. A bem da verdade, o argelino Djamel Belmadi nasceu em Champigny-sur-Marne, na França. No entanto, no total, 66% dos treinadores, 15 de 24, eram estrangeiros.
      A ideia é simples: explorar o futebol no continente africano com um treinador de nacionalidade africana. Para isso, foram adicionadas, além das ligas da África do Sul, originais do jogo, as ligas de outros nove países utilizando o update do @Timo@. Não pretendo me prender a objetivos. Encarnarei um treinador mauriciano, com um perfil inexperiente e começo desempregado. A nacionalidade foi escolhida por dois motivos. Primeiro, um país que não está entre as ligas selecionadas para o save. Segundo, não queria uma nação envolvida com ditaduras sanguinárias. As Ilhas Maurício, muito pelo contrário, que já foram colônia holandesa, depois francesa e, então, britânica, hoje são um exemplo de democracia, mesmo com algumas questões de corrupção, e tem um dos maiores índices no ranking da Freedom House.

      Não vou sair do continente, a intenção é fortalecer o futebol africano. A ver até onde posso chegar...
       
      Índice:
       
      Histórico:
       
      Ligas selecionadas:
    • IgorNatalino
      By IgorNatalino
      Estamos animados em apresentar a todos, a criação do tópico para os kits FC'12, um projeto do FM Slovakia, para a temporada 2018-2019.
      Para os que gostam do nosso estilo de kits, aqui ficarão todos os links úteis e atualizações sobre o lançamentos dos kits, principalmente os brasileiros feitos por mim; A ideia principal do tópico é entregar packs de qualidade para todos jogadores do FM.
      Gosta de acompanhar o desenvolvimento dos kits e saber quais estão sendo produzidos?
      Nos acompanhe no Facebook - https://www.facebook.com/groups/allstar.kitmakers/
      Parceiros:
      FM Slovakia - http://fmslovakia.com/

      Todos os Kits produzidos na temporada 2016-2017:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201617/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2017-2018:
      http://fmslovakia.com/downloads/kitpacks/fc12-season-201718/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2018-2019:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2018-19/
      Todos os Kits produzidos na temporada 2019-2020:
      https://fmslovakia.com/en/downloads/kitpacks/fc12-season-2019-20/

      Como instalar:
      Passo 1:
      Faça o download do pack e extraia usando Winrar ou 7-zip.
      Passo 2:
      Copie a pasta com os arquivos para:
      \Documents\Sports Interactive\Football Manager 201x\graphics\kits\
      p.s: Crie as pastas Graphics e Kits caso não existam.
      Passo 3:
      Abra o FM e vá em Preferências > Interface
      Marque "Recarregar Skin quando confirmar alterações nas preferências"
      Desmarque "Usar cache para reduzir o tempo de carregamento das telas"
      Tutoriais FC'12 (Inglês):
      Como criar kits com templates:
      https://www.youtube.com/watch?v=RDCOCkivnP4
      Como criar um template (Do zero):
      https://www.youtube.com/watch?v=up4P2sMZaus
      Política de Redistribuição:
      Para as pessoas que queiram disponibilizar packs em seus sites, vocês deveram linkar a respectiva página do pack oficial no FMSlovakia, não podendo ter seu próprio host do arquivo. Obrigado!
      FMSlovakia.com não como objetivo o lucro, só queremos ajudar a comunidade de Football Manager. Entretanto, considerando a quantidade de trabalho, um reconhecimento não seria de todo ruim, então obrigado em adianto por respeitar nosso trabalho e regras.
      ATENÇÃO
      O pack pertence ao seu criador, e ao site FMSlovakia.com. Disponível para quem quiser usar, mas apenas para uso pessoal . Os únicos links de downloads autorizados são no site oficial ou qualquer outro autorizado pelo autor. Ações legais poderão ser tomadas pelo autor.
      Gostou do nosso trabalho e esta disposto a doar uma pequena quantia?
      Sua doação será muito mais que bem vinda e garantirá o futuro do projeto.
      https://fmslovakia.com/donate/
      PS: Qualquer doação é destinada ao criador do projeto (Patres10) e ao site oficial FMSlovakia.
       
      Qualquer dúvida, sugestão ou comentário, deixe sua postagem!

      Quer nos ajudar?
      Me contate para fazer parte do All Star Kitmakers.
    • Bruno Trink
      By Bruno Trink
      O texto inicial vai em espanhol mesmo para não se perder na tradução. É do jornalista mexicano Eduardo Enrique López Navarrete e foi publicado no As em 5 de julho de 2018.
       
      ¿Qué es la 'garrra charrúa'?
      'La garra charrúa' es el distintivo de un país. Pocas naciones en el mundo tienen a su selección de fútbol como un símbolo nacional. Uruguay es único.
      "Uruguay no'ma". Es el grito de guerra de un país. La nación por encima de todo; de estrellatos, de egos, de nombres. Uruguay es una tribu, en el entendido de un colectivo amalgamado, seguro de su identidad y orgulloso de ella. El pegamento es la Selección nacional de fútbol. Pocos países del orbe, acaso ninguno, vuelca sus valores, esperanzas y anhelos en sus futbolistas profesionales, en su camiseta 'celeste', casi sagrada. La Selección Uruguaya es el guardián y embajador de la identidad nacional, de la legendaria "garra charrúa". "Uruguay, más que nadie, menos que ninguno, distinto a todos", reza la campaña de la agencia de publicidad 'Campo de Marte' previa a la Copa América de 2015. Identidad, orgullo, coraje.
      "La garra charrúa", la describió Alfredo Etchandy, subsecretario del deporte del gobierno uruguayo, no sólo como un generador de lenguaje e idioma (frases como "los de afuera son de palo", pronunciada por el capitán del equipo, Obdulio Varela, antes del Maracanazo, se han infiltrado en el habla común del uruguayo de a pie); sino, además, como el sello que define la identidad nacional: "Tiene unos componentes más amplio (...) Es ese plus que dan los uruguayos cuando parece que están vencidos, que ya no pueden dar más y aparece una fuerza interior que lo lleva a seguir luchando, a seguir adelante y muchas veces conseguir la victoria", explicó en un simposio celebrado el pasado mes de abril en Montevideo.
      ¿Cómo urge la 'garra charrúa'? Como todo mito, fue un evento catártico su origen. El Maracanazo. La remontada frente a 200,000 aficionados enfervorecidos. "Los de afuera son de palo", muestra del temple, el arrojo. En realidad, el episodio, vital para revitalizar el imaginario colectivo de una nación golpeada, acrecentó el concepto ya existente desde la década de los 20, un símbolo nacional ya en los 30, la época de oro de su fútbol, según explica el académico Gustavo San Román en su ensayo "La garra charrúa: fútbol, indios, e identidad en el Uruguay contemporáneo", publicado por Universidad de Saint Andrew's.
      Espíritu de batalla
      En su texto, San Román establece una conexión entre la herencia aborigen 'charrúa', el pueblo que habitaba al norte del Río de La Plata, en el actual territorio uruguayo, y el concepto "garra", ligado directamente al fútbol y sus valores, con los que se identifica la sociedad uruguaya: "sustantivo denotador de vigor y convicción", describe San Román. A partir de una revisión histórica, el autor quiere analizar los componentes del concepto como un factor de identidad nacional. Un manto, presentado por la afición 'celeste' durante un encuentro de repechaje mundialista entre Uruguay y Australia, en 2001, que mostraba la imagen de un indio charrúa de pie sobre pabellones colombianos y brasileños, fue el punto de partida para el estudio de San Román. "Esta imagen representa 'la garra charrúa', el espíritu de batalla personificado en los más rudos e intransigentes de los habitantes aborígenes de lo que hoy es Uruguay", escribió. El concepto se traslada a la representación futbolera de las viejas batallas territoriales. 'La garra charrúa' es una recreación, simbólica, del espíritu de lucha indígena.
      El poder simbólico del concepto "garra charrúa" es motivo de orgullo para los uruguayos a los que la historia les ha quedado muy lejos. A pesar del exterminio charrúa y la ocupación europea del territorio nacional, el uruguayo, aunque no sienta como propio el legado indígena, sí ha heredado sus valores. Y el fútbol, por su esencia como deporte de brega, y su rol como constructor de la sociedad uruguaya, permanece como "la fuerza que más aglutina al país". San Román concluye que "la garra charrúa" es una especie de terapia nacional que pone el país de frente a sus complejos; acude a la fortaleza porque ha sufrido; el espíritu de guerra honra a los extintos 'charrúas', con quienes la sociedad se siente en falta. El fútbol permite "una futura rehabilitación real" y una "reciente y saludable rehabilitación real". Jorge Batlle, expresidente del Uruguay, dio una conclusión terminante: "Entendemos el fútbol como una expresión de nuestra fuerza colectiva y una forma de hacer visible nuestro carácter".
      ¿Qué es la 'garra charrúa'? Es la resistencia, la entrega, el compromiso; el dejar el corazón. El gol de Héctor 'El Manco Divino' Castro en la final del Mundial de 1930, una leyenda sin mano izquierda; Obdulio Varela, con las espinillas destrozadas, de pie hasta el último minuto para eliminar a Inglaterra en el Mundial de 1954; Juan Hohberg, con el corazón detenido sobre el campo de juego después de empatar a la imbatible Hungría en la semifinal del '54 y después, reanimado con frotaciones al pecho, aún batiéndose en la cancha; o Eliseo Álvarez, que saltaba sobre su pierna izquierda, mientras su tobillo izquierdo, hecho añicos, sorteaba las patadas soviéticas en 1962. Es la 'garra charrúa' que empuja a Washington Tabárez a dirigir sostenido por un bastón, inescrutable desde la línea de cal. Resistir sin impedimentos. La que tendrán que vencer Griezmann, Pogba, Mbappé, sobre Godín, Vecino, 'Cebolla' Rodríguez, Giménez, Suárez, Stuani. Vencer a un país.
       
×
×
  • Create New...