Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Vannces

Garbarnia Cracóvia – Entre a glória, a guerra e os novos tempos.

Recommended Posts

Bigode.

Por todas as informações que o jogo fornece e você nos passa, acredito que talvez tu esteja sobrevalorizando o estatuto da equipe mesmo e seu trabalho, embora tu não enxergue, tá sendo muito bom.

Quanto a expansão do estádio, apesar da questão financeira, não creio ser surpresa, visto que me parece ser algo obrigatório para a disputa da divisão. Em relação a 2ª colocação como treinador na temporada, a imagem ali tá errada, porque ela diz respeito a colocação durante um MÊS e não durante toda a temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Perdi as duas primeiras temporadas, mas creio que o Garbania está fazendo o esperado dele. Na primeira temporada tinha tudo para ser rebaixado, passou apuros, mas conseguiu permanecer na divisão e agora, na segunda temporada, fez o o que se esperava e permaneceu novamente na divisão. Se você acha que conseguiria fazer mais, aí é motivo para se cobrar, mas se eu estivesse em seu lugar não me cobraria tanto. No que diz respeito aos convites de outros clubes, acho que tem muito a ver com as licenças que você adotou para seu personagem e menos com a qualidade do seu trabalho com o Garbania.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
Em 13/01/2019 at 11:06, Master Darthz disse:

Foi uma época muito parecida com a anterior, como você disse, apesar de ter feito bastantes trocas no plantel principal. Pensa em fazer o mesmo? É que talvez seja melhor manter o entrosamento da equipa, pois por vezes trocar por trocar não leva a lado nenhum.

Também achei interessante tantos convites para mudar de clube, mas acho que isso já faz parte do jogo mesmo.

Sabe, essas trocas acabam por ser necessárias, principalmente porque não consigo aceitar certos jogadores com atributos físicos ou técnicos tão baixos, embora isso faça parte do clube em seu atual status e divisão a que pertence. Há também sempre jogadores emprestados que o clube de origem não quer emprestar de novo.

O fator importante nisso tudo é que ainda me sinto em busca da equipe ideal para a divisão, não estou satisfeito com algumas peças ou com o rendimento dos que eu achei que renderia, então acaba sendo inevitável essa busca por jogadores, mas uma coisa negativa é sempre provável acontecer, o entrosamento nem sempre é bom e o vestiário fica apreensivo por causa de tantas mudanças. É o risco que se corre. Valeu, Master!

 

22 horas atrás, PedroJr14 disse:

Acho que você ficou entre os melhores treinadores por conta de que a campanha foi além do esperado. Na Polônia funciona assim, salvo engano, quanto mais seu time estiver cotado para ficar embaixo na tabela, mais pontos valem (para o treinador) as vitórias contra os times que supostamente ficariam acima de você.

O Bigode, no comentário abaixo, acabou enxergando uma grande falha minha de interpretação nessa questão do prêmio de melhor treinador, concordo com ele de que o prêmio é apenas para o mês e não para o ano, o que no final das contas me deixa contente, pois do contrário o jogo estaria mais fora ainda da realidade do que o normal, rs. Obrigado, Pedro!

 

21 horas atrás, Andreh68 disse:

A vida não ta facil, mas pelo menos sua moral a frente do time vai bem. Os jogadores não me pareceram tão felizes, mas vai se mantendo no emprego, o que é o mais importante.

 

20 horas atrás, felipevalle disse:

Ainda têm vários jogadores jovens no elenco. Mas achei curioso também que tenha excesso de lateral esquerdo, porém falta em zagueiro. Não seria o caso de preencher a lacuna? 

Felipe, você tocou num ponto interessante, a zaga desse time é uma mãe, por outro lado as escolhas na janela de transferência não podiam ser muito diferentes do que aconteceu. Na temporada anterior eu só tinha um lateral esquerdo e ele acabou sendo devolvido, pois era emprestado. Ficando sem nenhum, contratei um que eu consideraria possível titular, um reserva, um terceiro que veio pelo fato de ser um bom negócio financeiro e um quarto, mas novinho, já pensando no futuro do clube uma vez que o mesmo tem grande potencial. Sobre a zaga, depois das contratações, acabei ficando apenas com 3 para a posição, mas com a grana que tinha, não consegui de forma alguma contratar um quarto, e nesse caso eu teria que improvisar um meia na zaga ou até mesmo um lateral quando precisasse, então assim fiz. Ou seja, essa lacuna terá que esperar mais um pouquinho, infelizmente. Valeu, Felipe!

 

19 horas atrás, marciof89 disse:

É, campanha igual a temporada anterior. Teve uma sequência horrível ali com várias derrotas, que com certeza atrapalharam seus planos de tentar algo mais. Bom, faz parte. Tem que organizar a casa. Felipe disse uma coisa aqui em cima importante: Não acha que precisa repor a zaga?

Acho que ainda vai levar umas 2 temporadas pra começar a pensar em acesso.

Boa sorte!

Acho que eu me empolguei tanto com o save e com o time (embora bem ruim), que acabei tentando colocar o chapéu onde não alcanço, claro, tentando respeitar os limites financeiros. No final dessas duas temporadas percebi que terei que ter mais paciência. Quanto à zaga, eu até tentei, mas, mas como disse ao Felipe, a grana não me possibilitou e me convenci também de que poderia improvisar um meia ou até mesmo um lateral se precisasse, então dava para continuar, claro que isso é um fator que pode ter ajudado na péssima campanha, mas como é sempre um aprendizado, vou ver se consigo melhorar nesse aspecto na nova janela, afinal ainda estou longe de conseguir uma equipe que eu considere realmente competitiva. Valeu, Marcio!

 

19 horas atrás, thyagocda disse:

Boa sorte no novo desafio... Achei rápido esse projeto do Estádio em 6 meses 😄 Em Portugal qualquer obrinha é 1 ano 😞

 

Sabe, Thyago, acho que essa questão do estádio, não sei se é possível isso que vou dizer, mas na vida real o Garbarnia tem um  projeto já saindo do papel e imaginei que isso pudesse ter alguma influência no banco de dados do clube quando alguém escolhesse para jogar. Por outro lado tenho minhas dúvidas se isso realmente tem influência. O que sei é que sempre tentei deixar o clube no verde financeiramente falando, com pouca grana, mas no verde. Valeu, Thyago!

 

11 horas atrás, Bigode. disse:

Por todas as informações que o jogo fornece e você nos passa, acredito que talvez tu esteja sobrevalorizando o estatuto da equipe mesmo e seu trabalho, embora tu não enxergue, tá sendo muito bom.

Quanto a expansão do estádio, apesar da questão financeira, não creio ser surpresa, visto que me parece ser algo obrigatório para a disputa da divisão. Em relação a 2ª colocação como treinador na temporada, a imagem ali tá errada, porque ela diz respeito a colocação durante um MÊS e não durante toda a temporada.

Talvez seja mesmo isso. O clube tem atualmente um elenco muito fraco e a direção vive cobrando apenas luta para não descer, quando no final o time acaba ficando fora dessa luta na classificação final. 

Sobre o prêmio, realmente foi uma grande falha de interpretação, pois me acostumei a ver no título de prêmio de treinador do mês, exatamente, a palavra "mês" e como não teve essa palavra e ainda por cima, coincidentemente, sendo a última premiação de mês da divisão, acabei não prestando a atenção devida. Grande falha mesmo.

Fico pensando em ir na edição e consertar o erro, mas ao mesmo tempo, penso também em deixar para servir de cobrança a mim mesmo de que coisas importantes como essa não podem se repetir. O que você acha? Obrigado, Bigode!

 

Agora, ggpofm disse:

Perdi as duas primeiras temporadas, mas creio que o Garbarnia está fazendo o esperado dele. Na primeira temporada tinha tudo para ser rebaixado, passou apuros, mas conseguiu permanecer na divisão e agora, na segunda temporada, fez o o que se esperava e permaneceu novamente na divisão. Se você acha que conseguiria fazer mais, aí é motivo para se cobrar, mas se eu estivesse em seu lugar não me cobraria tanto. No que diz respeito aos convites de outros clubes, acho que tem muito a ver com as licenças que você adotou para seu personagem e menos com a qualidade do seu trabalho com o Garbarnia.

Cada comentário que leio aqui no fórum, percebo que o olhar de quem está de fora é sempre diferente daquele que a gente tem de dentro do jogo, o que é algo realmente maravilhoso. Eu não tinha pensado na questão da licença para treinado. Mesmo tendo escolhido uma licença que fosse compatível com o status do clube, naquele ajuste que temos a liberdade para mexer nos atributos, eu acabei priorizando ataque, defesa, mental e motivação. Quem sabe por essas escolhas, o treinador esteja sendo visto com grande capacidade. independente de tudo isso, uma coisa eu posso garantir, esses convites sendo rejeitados, servem para criar uma confiança ainda maior na direção do clube, ainda que a campanha não seja tão boa. Obrigado, amigo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
22 minutos atrás, Vannces disse:

A vida não ta fácil, mas pelo menos sua moral a frente do time vai bem. Os jogadores não me pareceram tão felizes, mas vai se mantendo no emprego, o que é o mais importante.

Realmente, não está fácil mesmo, mas eu não poderia esperar muita facilidade, né? Rsrsr, não teria sentido. Acho que quando essa equipe melhorar e o treinador se der por satisfeito ao ponto de lutar por posições mais acima na tabela, certamente o ambiente no vestiário poderá ser melhor, espero. Obrigado, Andre.

Obs: Consegui responder a todos e acabei, por descuido (mais um) esquecendo de multicitar o seu nome. Aff!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Amigos, só para contemporizar, embora eu já esteja na temporada 2019/2020, acho que a classificação do Garbarnia da vida real nesse momento na I Liga é uma amostra de que o time é realmente bem fraco e corre sério risco de voltar para a terceira divisão. De certa forma fico triste por ver o que acontece com eles.

 

ys4eRrC.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Luchín

Aos poucos o Garbarnia vai evoluindo. Todos sabemos que vai levar um tempo até a equipe se consolidar na divisão para depois pensar em conquistar o acesso à elite. Por mais que nos cobremos muito, devemos ter consciência do estatuto do clube e ir crescendo pouco a pouco, até mesmo dar um passo para trás para dar dois para a frente em algum momento. O trabalho tem sido bom e em breve os frutos serão colhidos. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

O importante é ver evolução dentro do que você nos mostra, não importa se você ou a imprensa ou a direção achassem que fosse ser diferente. Algum tipo de avanço tem que ser mostrado e esse é um excelente avanço, apesar de todo o receito envolvido, acredito que você deveria se dar mais crédito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Chegando agora, gostei da história, leste europeu é sempre bem legal. Que surja alguns Lewandowski por aí.

Duas temporadas medianas e com grande destaque individual pra você. Se tá todo mundo feliz e outras equipes te querendo, acho que o seu time é muito fraco e tu tá tirando leite de pedra.

Então, segue nessa ascensão, calejando bem o time pra quando subir ser pra ficar.

Boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vinny_dp

Gostei da proposta do save e do desenrolar até aqui. Está sendo bem sucedido até aqui ao conseguir a manutenção do clube na divisão por duas temporadas consecutivas; agora com a terceira temporada para iniciar, creio que possa até evoluir um pouco mais no que diz respeito aos resultados. 

Estarei torcendo aqui, boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
Em 14/01/2019 at 17:53, Luchín disse:

Aos poucos o Garbarnia vai evoluindo. Todos sabemos que vai levar um tempo até a equipe se consolidar na divisão para depois pensar em conquistar o acesso à elite. Por mais que nos cobremos muito, devemos ter consciência do estatuto do clube e ir crescendo pouco a pouco, até mesmo dar um passo para trás para dar dois para a frente em algum momento. O trabalho tem sido bom e em breve os frutos serão colhidos. 

Pois é, o problema é que essa evolução vai acontecendo de forma tão lenta que o sofrimento acaba sendo grande, mas é como você disse, é preciso dar um passo para trás para dar dois para frente e quem sabe o futuro não seja tão sofrido. Valeu, Luchín!

 

Em 14/01/2019 at 18:28, Henrique M. disse:

O importante é ver evolução dentro do que você nos mostra, não importa se você ou a imprensa ou a direção achassem que fosse ser diferente. Algum tipo de avanço tem que ser mostrado e esse é um excelente avanço, apesar de todo o receito envolvido, acredito que você deveria se dar mais crédito.

Pois é, Henrique, acho que fico cobrando demais. Vi por exemplo o que o Danut passou na Polônia e no final das contas acho que estou conseguindo me manter vivo no time para aos poucos conseguir ter força para levantar a equipe. Um passo de cada vez e acho possível ganhar força em breve. Valeu!

 

Em 16/01/2019 at 09:19, Neynaocai disse:

Chegando agora, gostei da história, leste europeu é sempre bem legal. Que surja alguns Lewandowski por aí.

Duas temporadas medianas e com grande destaque individual pra você. Se tá todo mundo feliz e outras equipes te querendo, acho que o seu time é muito fraco e tu tá tirando leite de pedra.

Então, segue nessa ascensão, calejando bem o time pra quando subir ser pra ficar.

Boa sorte.

Quando você disse "tirando leite de pedra" eu ri, mas acho que é por aí mesmo. Não tenho tido medo de cobrar dos jogadores a ofensividade, o que combina com a filosofia do clube, ainda que não tenha tantos jogadores capacitados para tal. A ideia é essa mesma, calejar o time. Por outro lados, acho que há algumas mudanças que poderei mostrar em breve que mostrará que calejamento não acontecerá tão facilmente, entenderá depois, rs. Valeu, Ney!

 

9 horas atrás, vinny_dp disse:

Gostei da proposta do save e do desenrolar até aqui. Está sendo bem sucedido até aqui ao conseguir a manutenção do clube na divisão por duas temporadas consecutivas; agora com a terceira temporada para iniciar, creio que possa até evoluir um pouco mais no que diz respeito aos resultados. 

Estarei torcendo aqui, boa sorte.

Sabe, eu achei que encontraria dificuldades, mas não imaginava que fossem tantas e que seria o tempo todo. Outro dia dei uma olhada nas outras equipes com calma e percebi que o Garbarnia tem mesmo um dos piores elencos. então, até fortalecer esse grupo que depende muito de poucos bons jogadores, o trabalho terá que ser bem cuidadoso. Valeu, Vinny!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

xwF7Z2W.png

 

“Deus estava do nosso lado, mas o árbitro era francês.”

“Hristo Stoichkov”

 

Se eu disser que a temporada 2020/2021 foi igual a anterior, estarei mentindo, não pelos resultados, mas por um fato que nunca imaginei ver no FM. O árbitro roubou 2 pontos nossos (ou que poderiam ser nossos), mas falarei disso no momento certo.

 

Bem, cheguei a umas conclusões, após três temporadas, dos prós e contras de que jogar na Polônia:

 

 Prós:

1.     Você pode ter infinitos jogadores emprestados (eu estou me acostumando a abusar disso);

2.     A diferença técnica entre os adversários da divisão não é tão grande como eu imaginava (o Garbarnia com alguns empréstimos e contratações certas, poderá lutar lá em cima na tabela);

3.     Há um grande espaço de tempo no meio da temporada até a retomada da competição que possibilita fazer muitos amistosos para testar táticas, recuperar jogadores e entrosar a equipe (pelo menos eu considero isso positivo).

 

Contras:

1.     O nível técnico do futebol polonês sendo baixo, dificulta a vinda de jogadores emprestados de equipes com maior status no futebol europeu;

2.     O desenvolvimento de jogadores jovens acaba não sendo o mesmo que nas ligas melhores, pelo menos por enquanto;

3.     Mesmo estando em alta no país, clubes como o Legia, Lechia, Posnan, Cracóvia, Wisla etc, a dificuldade para conseguir ganhar uma competição internacional é muito maior, fato que nenhum time polonês conseguiu até hoje, ou seja, há muito desafio ainda no futuro do Garbarnia e do próprio futebol da Polônia.

 Por que estou dizendo isso? Bem, estou trabalhando a ideia de adotar um direcionamento que eu não pensava antes, mas devido às circunstâncias, acho que será uma boa tentativa, arriscada também, mas que pode dar certo.

Para melhorar o nível do futebol do Garbarnia, estou pensando em contratar, cada vez mais jogadores emprestados, com isso, melhorar o nível técnico, gastar menos grana em contratações meia boca e passar a mostrar mais serviço na competição. Contratar também jogadores bem novos (16 anos, 17 no máximo) já pensando no futuro da equipe, uma vez que a base está longe de me proporcionar bons jogadores, pois desenvolver jogadores pensando na equipe principal ainda não faz parte da filosofia do clube.

 Há um lado bom e um risco na questão de fazer muitos empréstimos.

O risco é que ao final da temporada, os jogadores voltam para suas equipes e eu terei que remontar o elenco novamente, isso dificultaria o trabalho a longo prazo.

O lado bom é que percebi que há a possibilidade de sempre assinar em definitivo, ao final do empréstimo, com um ou outro jogador que vem emprestado e com isso, ir fortalecendo o time com menos custos.

Enfim, o pensamento foi esse e a atitude poderá tomar esse rumo cada vez mais.

 Com isso na cabeça, primeiro deixei vários jogadores saírem, foi uma mudança enorme no elenco. Pode parecer loucura, mas não estou satisfeito com a maioria dos jogadores.

 SAÍDAS

Alexsander Koziol - 27 anos, com pouca evolução, reserva no máximo, desisti de renovar com ele;

Serhii Krykun - 22 anos, médio ofensivo central, evoluiria muito pouco pelo que vi, salário gasto desnecessário;

Dawid Gojny - 25 anos, lateral esquerdo que veio do GKS Jastrzebie por 53 mil, na época da contratação eu não precisava de mais um lateral, mas o bom negócio e o olheiro me convenceram, mas acabou sendo uma burrada.

Marcin Siedlarz e Kamil Nowak da base, jogadores já velhos para o sub-18, mas sem nada de extraordinário para mantê-los recebendo.

Wojciech Wojcieszynski - 32 anos, médio central mais velho e no limite de sua evolução, decidiu se aposentar;

 

Dos jogadores que chegaram, apenas um estava no limite de sua idade para encarar o que eu queria como qualidade para a equipe.

 CHEGADAS

Daniel Luczak - 24 anos, médio ofensivo direita e esquerda com capacidade mediana, veio a custo zero.

Daniel Rumin - 23 anos, atacante bem equilibrado para a posição, também veio a custo zero.

Kamil Juraszek - 29 anos, zagueiro muito bom para o time, mas um pouco lento, outro que veio a custo zero.

Mateusz Karmelita - 16 anos, atacante veio do Liedz Legnica, jogador que eu via como investimento futuro, tinha muito potencial.

Mateusz Wesierski - 22 anos, assinou conosco após jogar no Garbarnia por empréstimo, era jogador do Arka Gdynia. Veio sem custo algum.

Radoslaw Majewski - 33 anos, apesar de lento por causa da idade, vindo a custo zero, eu queria certa qualidade no meio ofensivo e ele tinha, embora não esperasse muito além disso, era um risco e quem sabe um jogador que pudesse fornecer experiência para a molecada.

Com essas mexidas no elenco, ainda longe do que o time precisaria, achei que poderia trabalhar com certa tranquilidade, mas a previsão era de descenso. Já sabendo disso, eu lutaria desde o início com todas as forças para tentar evitar o desastre do time, e o meu também. O clube acabara de passar pelo processo de aquisição e a nova diretoria avaliaria meu trabalho somente quando tomasse conhecimento de tudo que envolvia a instituição.

 

rHsieu7.jpg

 

O Staff era uma de minhas preocupações e aos poucos eu ia melhorando cada vez mais o setor. Sem muita novidade na tática ou instruções, uma vez que eu ainda estava em busca da organização certa para encarar a temporada, fiz testes nos amistosos e mesmo não me dando por satisfeito, partimos para a "lutar", pela terceira vez, na segunda divisão polonesa.

 

Jogos amistosos

  Garbarnia 1 x 1 Dukla Banská Bystrica

  Garbarnia 3 x 0 Stadion Slaski

o   Garbarnia 2 x 1 Hoverla

o   Garbarnia 3 x 1 Sola Oswiecim

o   Garbarnia 2 x 1 Rozwój Katowice

 

Nos oficiais da I Liga não tivemos muita novidade, campanha sofrida. O encaixe dos jogadores parecia ser uma questão de tempo, havia jogos em que a equipe rendia, mas o gol mesmo não saia de jeito algum.

 

Jogos oficiais

  Garbarnia 1 x 2 Olimpia Grudzjadz

  Stal Stalowa Wola 3 x 1 Garbarnia

  Stal Mielec 0 x 0 Garbarnia

  Garbarnia  1 x 1 Ruch Chorzów

o   GKS Katowice 2 x 1 Garbarnia

  Garbarnia 1 x 0 Pogon Siedlce

Após 6 rodadas, nós já figurávamos lá embaixo na zona da degola, coisa que eu já imaginava, mas não poderia deixar continuar de jeito algum.

o   Puszcza Niepolomice 0 x 0 Garbarnia

  Garbarnia 1 x 2 Widzew Lódz

o   Chrobry Glogów 2 x 0 Garbarnia

  Garbarnia  0 x 1 Sandecja Nowy Sacz

 

Não estou sendo pessimista, mas preciso destacar a partida feita pela Puchar Polski, o adversário era novo para mim, time da terceira divisão polonesa que nos recebeu. Jogamos de forma vexatória, até conseguimos arrematar mais.  Saímos perdendo e depois conseguimos o empate, depois mais 30 minutos de prorrogação, não fomos capazes de fazer o segundo gol e, nos pênaltis, eles nos despacharam. Para mim era o maior vexame, pois em três temporadas nós não conseguíamos passar da primeira fase.

 

D9dvDMA.jpg

 

o   Razów Czstochowa 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Chojniczanka Chojnice

  Garbarnia 0 x 2 Bruk-Bet Nieciecza

  Resovia Rzeszów 2 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Górnik Leczna

o   Pogon Szczecin 1 x 2 Garbarnia

  Garbarnia 1 x 1 Górnik Zabrze

  Olimpia Grudzjadz 3 x 0 Garbarnia

  Garbarnia 3 x 0 Stal Stalowa Wola

 

As 4 vitórias e os 6 empates em meio às 19 partidas da I Liga serviram mais como experiência na competição com um elenco de certa forma bem renovado. Nada de mais, nada de menos, vida que segue.

 

0RPHtUv.jpg

 

Com esses pontos conquistados em meio às várias e várias derrotas, a classificação nos deixava no limite do “fora da zona de rebaixamento” e isso me consolava. Ao contrário das temporadas passadas, eu me cobrava menos, mas ainda assim ficava de olho para a situação não piorar e acabar saindo do controle.

 

SZZXrfk.jpg

 

Então veio a segunda parte da temporada. Mais amistosos contra equipes fracas para treinar algum ajuste tático, instruções, arrumar a equipe e recuperar alguns jogadores machucados. Os resultados foram positivos, mas abaixo do que eu esperava.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 1 x 0 Garbarnia sub-18

o   Garbarnia 1 x 1 FC Spartak Tnava B

  Garbarnia 1 x 0 Eger

  Garbarnia 1 x 0 Gwarek Zabrze

  Garbarnia 2 x 1 Beskid Andrychów

o   Garbarnia 7 x 0 Station Slaski

o   Garbarnia 2 x 1 Pniówek Pawlowice

 

Nesta nova etapa da competição, após os amistosos, a campanha continuou exatamente como acabou a parte inicial da temporada, sofrível.

 

Jogos oficiais

  Garbarnia 0 x 1 Stal Mielec

  Ruch Chorzów 1 x 1 Garbarnia

  Garbarnia 2 x 3 GKS Katowice

  Pogon Siedlce 0 x 2 Garbarnia

 

Mas para sair do marasmo, eis que no dia 27 de março de 2021 aconteceu algo que a imprensa polonesa e até mesmo o alto escalão da FIFA resolveram discutir. Como era possível um erro de arbitragem ser tão grande em meio ao futebol moderno? O Diário Desportivo Polaco destacou o drama envolvendo o gol anulado pelo árbitro.

 

I9TT6qt.jpg

 

As imagens em sequência mostram o absurdo, pois o árbitro anulou, de forma vergonhosa, o que seria o nosso primeiro gol na partida aos 12 minutos e 20 segundos após o bandeirinha sinalizar impedimento.

No lance, Lech deu um raro chute de fora da área, ele não havia tocado a bola para ninguém, chutou direto e a bola foi parar no fundo da rede sem que ninguém a tocasse, sem que ninguém participasse da jogada, o goleiro ainda fez uma belíssima ponte, mas não foi capaz impedir um lindo gol. Como pode um lance desse ser considerado irregular? Jogamos bem, tivemos o dobro de finalizações, mas fomos punidos por um erro que ficará para a história do futebol mundial.

 

NQ03UuC.jpg

 

  Widzew Lódz 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Chrobry Glogów

o   Sandecja Nowy Sacz 4 x 0 Garbarnia

  Garbarnia 2 x 2 Razów Czstochowa

  Chojniczanka Chojnice 2 x 2 Garbarnia

  Bruk-Bet Nieciecza 1 x 0 Garbarnia

  Garbarnia 0 x 1 Resovia Rzeszów

  Górnik Leczna 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Pogon Szczecin

  Górnik Zabrze 0 x 0 Garbarnia

 

Nos jogos oficiais, 2 vitórias, 6 empates e 7 derrotas nos últimos 15 jogos levaram-me a pensar cada vez mais na atitude certa a tomar para que esse marasmo não fizesse mais parte do meu trabalho.

 

Z5eKhEe.jpg

 

Com a péssima campanha, novamente, onde somente na última partida, com um empate perigoso, nós conseguimos nos manter na divisão, a classificação final acabou sendo um sucesso se nos basearmos na expectativa da imprensa e até mesmo da direção, mas para mim, a insatisfação continuava, não dava para ficar satisfeito com isso. Na primeira temporada terminamos com 40 pontos, na segunda, 39 pontos e nessa temporada conseguimos apenas 30 pontos, era para continuar a avaliação minuciosa.

 

rCJYAOS.jpg

 

Prometi para mim mesmo que iria avaliar com mais atenção a atuação dos jogadores na temporada, iria mexer no que fosse preciso para melhorar o elenco e tentar algo novo, seja em contratações, seja em mudança tática/instruções, para que a próxima temporada não fosse tão decepcionante.

Por outro lado, preciso olhar um pouco a parte cheia do copo. Tirando ao jogo Sandecja Nowy Sacz 4 x 0 Garbarnia e Olimpia Grudzjadz 3 x 0 Garbarnia, nós fizemos jogos bons, chegamos a fazer um ótimo jogo no Garbarnia 3 x 0 Stal Stalowa Wola. Na maioria das outras partidas, mesmo nas derrotas, conseguíamos boa quantidade de finalizações e rarissimamente perdíamos por diferença maior que um gol. Então o ajuste, ou mudança a ser feita talvez não fosse tão grande para conseguir o equilíbrio e um rendimento melhor.

 

Quanto ao resto, o que mais posso dizer, senão o de sempre?

Mais um fim de temporada sem grande novidade. Revista da época, prêmio baseado no voto dos torcedores, moral da equipe, essa com grande positividade, por incrível que pareça, e o bom relacionamento com a direção do clube foram a tônica daquele fim de jornada. Claro que a maior crítica ficou mesmo por conta da reclamação da tática que tenho usado, eles acham que eu deveria desistir do 4-2-3-1 com pontas, mas para ser sincero, enquanto eu tiver a frente dessa equipe, usarei essa tática sempre, buscarei jogadores que se enquadrem nela, e pensando bem, acho que esse pode ser o caminho de um melhor rendimento.

Sobre a parte financeira, me atenho apenas ao fato de que tenho respeitado o limite do clube ao máximo e prefiro não passar muitos detalhes ainda, pelo menos até conseguir voos maiores.

Para finalizar, além de vários convites na temporada, houve o de um clube que pode se tornar, no futuro, um grande rival do Garbarnia, o Wisla Kraków, time da mesma cidade.

 

cbEpMaC.jpg

 

Meu principal objetivo de sucesso como treinador na Polônia não passa pela possibilidade de abandonar o Garbarnia Cracóvia em momento algum, pois a esperança continua cada vez mais viva. É forte o sonho de poder pisar na primeira divisão polonesa e não tirar os pés de lá jamais, e quando isso acontecer, esse sonho será renovado e ganhará ainda mais força.

 

 

Kontynuowac...

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Temporada bem mediana mesmo. Se acha que o caminho a seguir para levar o clube a outro nível é alterar a política de contratações, tem o meu apoio.

E que roubo heim?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Sobre a política de transferências que você pretende mudar, particularmente não vejo problemas, pois na sua proposta inicial do save você não colocou nenhuma exigência a ser cumprida desde o início, então ao meu ver, você tem um vasto campo para explorar. Se tivesse colocado, minha opinião seria outra.

Sobre o equilíbrio técnico entre as equipes, tem gente que fica temeroso, incomodado, quando o nível de uma liga é bastante equilibrado. Temem pelo desempenho ruim e até pelo rebaixamento. Na minha opinião é uma perspectiva pessimista, eu vejo por outro ângulo. Se todos os adversários de uma divisão têm um nível parecido, para mim é sinal que é possível conseguir ótimos resultados até com poucos recursos. É aquela história do copo com água e também em confiar em suas próprias qualidades.

A campanha foi novamente o suficiente para se manter na divisão. Conseguiu esse objetivo e ele é importante, mas por outro lado percebe-se que a equipe não parece evoluir. Apesar do gol mal anulado em uma partida, o desempenho do Garbania não foi bom no que diz respeito ao número derrotas, empates e vitórias, mas por outro lado, como você frisou, as derrotas não foram por muitos gols, ou seja, alguns detalhes podem lhe dar alguns empates e até algumas vitórias a mais na próxima temporada, que empurrariam o time para uma posição mais confortável na tabela. Dependerá basicamente de suas escolhas.

Boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

É incrível a diferença entre os jogos amistosos x oficiais. Será que a discrepância entre o nível enfrentado não cause uma certa displicência nos jogadores, punida com os resultados oficiais?

Não seria o caso de investir em amigáveis contra equipes mais fortes, entrando firme contra as de mesmo nível?

Boa sorte na temporada a seguir.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Ah, juiz roubando até é comum demais. A falta de evolução até preocupa, mas teve até um bom tempo para dar resposta em campo. Melhor dar uma elevada de nível agora, boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

Concordo com o @Neynaocai. Esses amistosos  te iludiram e o fez pensar que a equipe estava pronta. Quase é rebaixado e isso foi bom para ligar o alerta para a próxima temporada. Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
Em 20/01/2019 at 11:13, Master Darthz disse:

Temporada bem mediana mesmo. Se acha que o caminho a seguir para levar o clube a outro nível é alterar a política de contratações, tem o meu apoio.

E que roubo heim?

Exatamente por causa dessa campanha mediana é que estou estudando cada vez mais levar o clube para esse direcionamento político de contratações, acho que pode dar certo, ou mais errado é impossível, rsrs. Sobre o roubo, eu não entendi. Isso não aconteceria nem no futebol real, no FM eu esperava menos ainda. Valeu, Master!

 

Em 21/01/2019 at 10:00, ggpofm disse:

Sobre a política de transferências que você pretende mudar, particularmente não vejo problemas, pois na sua proposta inicial do save você não colocou nenhuma exigência a ser cumprida desde o início, então ao meu ver, você tem um vasto campo para explorar. Se tivesse colocado, minha opinião seria outra.

Sobre o equilíbrio técnico entre as equipes, tem gente que fica temeroso, incomodado, quando o nível de uma liga é bastante equilibrado. Temem pelo desempenho ruim e até pelo rebaixamento. Na minha opinião é uma perspectiva pessimista, eu vejo por outro ângulo. Se todos os adversários de uma divisão têm um nível parecido, para mim é sinal que é possível conseguir ótimos resultados até com poucos recursos. É aquela história do copo com água e também em confiar em suas próprias qualidades.

A campanha foi novamente o suficiente para se manter na divisão. Conseguiu esse objetivo e ele é importante, mas por outro lado percebe-se que a equipe não parece evoluir. Apesar do gol mal anulado em uma partida, o desempenho do Garbania não foi bom no que diz respeito ao número derrotas, empates e vitórias, mas por outro lado, como você frisou, as derrotas não foram por muitos gols, ou seja, alguns detalhes podem lhe dar alguns empates e até algumas vitórias a mais na próxima temporada, que empurrariam o time para uma posição mais confortável na tabela. Dependerá basicamente de suas escolhas.

Boa sorte.

A política de transferência, tomando esse rumo, poderá me ajudar a qualificar o elenco até que a instituição possa andar com suas próprias pernas e é um mecanismo aceito no futebol polonês, então quero realmente implantar isso até ver no que pode dar.

A questão do equilíbrio na liga se torna positivo na minha visão pelo fato de poder melhorar a equipe ao longo das temporadas e nesse caso acabar ficando, pelo menos no país, a um nível acima tecnicamente falando. Nesse momento eu concordo com você, é perigoso e todo cuidado é pouco.

Sobre o desempenho, às vezes acho que algum pequeno ajuste (detalhes como você disse), seja tático ou nas instruções, poderia fazer com que o time renda mais. O fato é que estou em busca disso. As peças vão chegando, algumas encaixando, outras nem tanto e por isso a janela acaba sendo intensa. Vou tentar ser mais minucioso, preciso fazer isso. Acho que tenho me empolgado com o save e com isso acabo passando por pequenas coisas que deveria ter olhado com atenção. Enfim, vamos ver o que consigo na próxima. Valeu, amigo!

 

23 horas atrás, Neynaocai disse:

É incrível a diferença entre os jogos amistosos x oficiais. Será que a discrepância entre o nível enfrentado não cause uma certa displicência nos jogadores, punida com os resultados oficiais?

Não seria o caso de investir em amigáveis contra equipes mais fortes, entrando firme contra as de mesmo nível?

Boa sorte na temporada a seguir.

Sabe, não sei se por falta de experiência ou opinião formada (sem embasamento, talvez), mas sempre gostei dos amistosos contra times mais fracos, não para testar a equipe, mas apenas para treinar pequenas mudanças táticas etc, encaixar novos jogadores e por aí vai. Mesmo nos amistosos contra equipes fracas eu percebo quando a coisa não está bem. Quando o time vence, mas leva gols, sofre muitos arremates do adversário, já sei que mesmo vencendo, a coisa não está boa. Outra coisa também que tenho é o receio de fazer amistosos contra equipes similares, e o time começar a competição mais cabisbaixa se caso perder e eu acabar não trabalhando as mudanças. Valeu, Ney!

 

17 horas atrás, Andreh68 disse:

Ah, juiz roubando até é comum demais. A falta de evolução até preocupa, mas teve até um bom tempo para dar resposta em campo. Melhor dar uma elevada de nível agora, boa sorte.

Rapaz, esse roubo se acontecesse na vida real, o mundo do futebol pararia, rsrs. O que posso dizer sobre o time dentro de campo é que estou ainda buscando a atuação "perfeita". A quarta temporada vem aí e se nada mudar, vou ter que tentar algo absurdamente diferente, só não sei ainda o que. Ainda estou me apoiando nas mudanças que a janela me possibilitará. Valeu, Andre!

 

4 minutos atrás, LC disse:

Concordo com o @Neynaocai. Esses amistosos  te iludiram e o fez pensar que a equipe estava pronta. Quase é rebaixado e isso foi bom para ligar o alerta para a próxima temporada. Boa sorte na sequência.

Esse alerta está ligado desde o início, rs. Sobre os amistosos, como disse para o Ney, sempre gostei de adversários mais fracos apenas para trabalhar táticas, instruções, dar ritmo de jogo etc. Não chego a me convencer do potencial do time para a competição me baseando apenas nos amistosos, o que acredito é que o time não está mesmo se encaixando, as peças que chegam ainda não deram liga. Tenho mais uma janela pela frente, vou tentar continuar as mudanças que comecei lá trás e ver no que dá. Valeu, LC!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Devia ter traído o movimento e assumido o Wisla.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Time segue batendo o martelo, mas parece que o prego entorta ao invés de entrar. Tem realmente que repensar os seus passos, pois em breve é possível que o time não renda o necessário para se manter mais na divisão. Na torcida por aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
Em 22/01/2019 at 14:00, Henrique M. disse:

Devia ter traído o movimento e assumido o Wisla.

De forma alguma, rsrs. No Wisla a cobrança seria ainda maior e nesse momento o meu status não comportaria tal pressão. Por outro lado acho que só saio do Garbarnia se acontecer com o treinador o mesmo que aconteceu com Steve Park (RIP). Valeu, Henrique.

 

Em 23/01/2019 at 14:03, marciof89 disse:

Time segue batendo o martelo, mas parece que o prego entorta ao invés de entrar. Tem realmente que repensar os seus passos, pois em breve é possível que o time não renda o necessário para se manter mais na divisão. Na torcida por aqui.

Batendo o martelo na cabeça você quer dizer, né,? Minha preocupação é desandar de vez, mas acho que nessa próxima janela conseguirei melhorar a equipe, espero. Já está mais do que na hora. Valeu, Marcio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Queiroz14

Deixa esse orgulho de lado e parte pro 4-4-2 de time pequeno, está na hora de sair do conforto do 4-2-3-1 (Também já fui apegado a essa formação). Falando sobre o elenco me parece faltar aquele jogador que empurra o time, que além da qualidade técnica seja um líder. A equipe precisa de identificações e no meu ver falta isso.

Que essa próxima temporada a equipe passe a jogar um futebol vistoso, estarei na torcida!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
13 horas atrás, Queiroz14 disse:

Deixa esse orgulho de lado e parte pro 4-4-2 de time pequeno, está na hora de sair do conforto do 4-2-3-1 (Também já fui apegado a essa formação). Falando sobre o elenco me parece faltar aquele jogador que empurra o time, que além da qualidade técnica seja um líder. A equipe precisa de identificações e no meu ver falta isso.

Que essa próxima temporada a equipe passe a jogar um futebol vistoso, estarei na torcida!

Sobre a tática, é difícil jogar atualmente no 4-4-2, primeiro porque não tenho médios capacitados para jogar nas pontas a partir do centro do campo, segundo que não tenho costume de usar dois atacantes, sempre gostei de mais jogadores no meio articulando a jogada e por último, tenho feito contratações pensando exatamente em manter a tática de conforto, rsrs. De qualquer forma essa próxima temporada tem que dar resultado, pois do contrário posso começar a pensar mesmo em mudanças maiores. Valeu, Queiroz!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

p6KczS3.png

 

“Eu não posso prometer títulos, mas sim muito trabalho.”

"Pep Guardiola"

 

Cada vez mais convicto de tomar o caminho exposto na postagem anterior quanto à formação da equipe, e sem muitos rodeios, vou logo dizendo que muitas mudanças se fizeram presentes antes do início da temporada, foram 11 contratações. A busca por jogadores, seja a custo zero, emprestado ou em fim de contrato, foi enorme e, por essa razão, muitos vieram para que eu pudesse ter opções suficientes para montar a equipe. Meu auxiliar, Asensky mostrou numa entrevista ter gostado das contratações.

 

Chegadas

Goleiro:

Karol Dybowski - 24 anos, goleiro, contratação a custo zero, sem dúvida tinha tudo para se tornar o titular da equipe dali para frente, qualidade para isso não lhe faltava.

Zagueiro:

Filip Modelski - 28 anos, zagueiro experiente que veio a custo zero, fisicamente me agradava, mas não tinha o que evoluir;

Jaroslaw Knapik - 18 anos, zagueiro emprestado pelo Wisla Kraków. Jogador novo, mas que também poderia evoluir e certamente disputaria um lugar no time titular;

Jakub Kapuscinski - 19 anos, zagueiro mediano e com potencial de crescimento. Veio emprestado do Lechia Kdansk, eu até poderia tentar contratá-lo em definitivo no fim do contrato.

Lateral:

Jakub Paprzycki - 22 anos, lateral esquerdo que veio emprestado pelo Pogon Szczecin e lutaria pela titularidade na equipe.

Médio defensivo:

Slawomir Duda - 31 anos, médio defensivo que poderia ajudar a qualificar o elenco, mas não evoluiria mais. Contratei por ser um jogador bom a custo zero.

Médio central:

Michal Mydlarz - 21 anos, médio central e um dos melhores jogadores para a I Liga, emprestado pelo Legia. Acho que era o melhor jogador a jogar no Garbarnia desde a minha chegada.

Médio ofensivo:

Dawid Ufir - 22 anos, médio ofensivo direita, jogador com potencial e no nível da I liga que comprei do Stomil Olsztyn por 250 mil, certamente me daria qualidade para a posição;

Mikolaj Maschera - 21 anos, médio ofensivo central, jogador novo e com grande potencial que veio a custo zero. Eu não tinha dúvida quanto ao potencial desse jogador.

Atacante:

 Lukasz Krakowczyk - 23 anos, atacante que veio a custo zero, era uma aposta para o futuro do clube;

Gracjan Jaroch - 23 anos, atacante, veio comprado por 250 mil do Ruch Chorzów e provavelmente iria se tornar o dono da posição frente ao ataque adversário;

 

Saídas

Adrian Judelski - 21 anos, zagueiro que emprestei ao Resovia Rzeszów. Apenas esse jogador saiu do clube, o resto, jogando ou não, faria parte de um “laboratório”. Pois ainda buscava uma espinha dorsal que me agradasse ao ponto de fazer apenas mexidas pontuais (ou não).

 Com essas mudanças no elenco (principalmente A chagada de muitos jogadores), e entendendo que a expectativa para a temporada aumentava, ou seja, meu trabalho tinha que ser melhor para alcançar a 11º posição na competição pelo menos, eu me propus a colocar a “mão na massa” logo.

kJycUpb.jpg

 

A maior mudança foi na inserção de novos atletas, pois usei a mesma tática e instruções da última temporada, buscando apenas alguns ajustes. Com isso fui direto para os amistosos. Como sempre, escolho adversários mais fracos apenas para treinar táticas/instruções e dar ritmo à equipe. Gols passaram a sair com mais fluidez, diferente do que acontecia na última temporada, mesmo contra adversários fracos.

 

Jogos amistosos

o   Garbarnia 2 x 0 Gwarek Zabrze

o   Garbarnia 3 x 2 Polonia laziska

o   Garbarnia 4 x 1 Beskid Andrychów

o   Garbarnia 5 x 0 Sola Oswiecim

 

Jogos oficiais

Começar a temporada em jogos oficiais, pela primeira vez, vencendo, foi animador. O certo nisso tudo é que a busca pela posse de bola e o ataque parece ter sido feito pelos jogadores como eu queria, como treinava e buscava dentro das partidas.

pY2km83.jpg

 

o   Pogon Szczecin 2 x 1 Garbarnia

o   Olimpia Grudziadz 0 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Odra Ipole

o   Miedez Legnica 2 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 1 Chrobry Glogów

o   Garbarnia 1 x 0 Resovia Rzeszów

o   Puszcza Niepolomice 1 x 0 Garbarnia

o   Rozwój Katowice 1 x 2 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Chojniczanka Chojnice

 

Outra coisa inédita a frente do Garbarnia foi a estreia na Puchar Polski, fora de casa. A equipe conseguiu uma bela apresentação e passamos da primeira fase (1º Elim.). Mais uma vez a posse de bola foi enorme e a eficiência no ataque não ficou devendo em nada.

N64PEki.jpg

 

o   Stal Mielec 0 x 3 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 2 Siarka Tarnobrzeg

o   Górnik Zabrze 0 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 0 Widzew Lódz

o   Raków Czestochowa 1 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Bruk-Bet Nieciecza

o   Garbarnia 2 x 1 Pogon Szczecin (Puchar Polski - 2º Elim.)

o   Wigry Suwalki 2 x 2 Garbarnia

 

Com 17 rodadas, o time chegou a estar em segundo lugar na classificação. Eu estava eufórico, mas apreensivo, pois manter essa posição não seria fácil, o saldo de gols mostrava que a equipe precisava ainda de algum ajuste para conseguir fazer mais gols ou pelo menos não tomar mais. Mas acho que no final das contas, percebi que já estávamos jogando no limite de nossa capacidade. Então, se a equipe continuasse assim, seria ótimo.

zIoAJh0.jpg

 

  Podbeskidzie Bielsko-Biala 2 x 0 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 2 Pogon Szczecin

o   Garbarnia 2 x 1 Widzew Lódz (Puchar Polski - 3º Elim.)

 

Então perdemos a segunda posição (rodadas 18 e 19), com duas derrotas antes da partida contra o Wizew Lódz pela Puchar Polski, mas mesmo assim, antes das férias de inverno, foram 22 jogos com 13 vitórias, 2 empates e 7 derrotas nos jogos oficiais, contando I Liga e Puchar Polski. Rendimento muito acima do que tivemos na primeira parte das últimas três temporadas. A essa altura, havíamos vencido as três partidas eliminatórias da Puchar Polski, muito diferente das temporadas passadas em que não passávamos do primeiro jogo.

F37ELwU.jpg

 

Aí vieram as férias e a chance de trabalhar o condicionamento da equipe e tratar de jogadores lesionados pensando na sequência da competição. Uma derrota nesses jogos, mas nada que me preocupasse, pois faltou-nos apenas eficiência, fomos melhores.

Contratações dificilmente acontecem nesse período, nem era uma preocupação minha, pois as finanças do clube não estavam tão bem quanto antes.

 

Jogos Amistosos

o   Garbarnia 2 x 0 Dun. Streda B

o   Garbarnia 4 x 0 Gwarek Zabrze

o   Garbarnia 0 x 1 Korona II

o   Garbarnia 3 x 0 Unia Tarnów

 

Jogos Oficiais

O primeiro jogo oficial após as férias de inverno foi contra o Olimpia Esblag pela Puchar Polski nas quartas de final onde vencemos por 3 a 0. Superioridade clara, mas dias depois ficamos sabendo que nosso próximo adversário seria o Legia Varsóvia. Para mim já estava bom, chegar até ali era o maior sucesso a frente do time naquela competição, pois achar que seria fácil vencer o time mais badalado da Polônia não passava pela minha cabeça.

aq3PbfE.jpg

 

o   Garbarnia 1 x 1 Olimpia Grudziadz

o   Odra Ipole 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 2 x 0 Miedez Legnica

o   Chrobry Glogów 1 x 1 Garbarnia

o   Resovia Rzeszów 1 x 4 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Puszcza Niepolomice

o   Garbarnia 0 x 0 Rozwój Katowice

o   Chojniczanka Chojnice 1 x 1 Garbarnia

 

Então após as 8 partidas pela I Liga no pós férias de inverno, onde tivemos um rendimento mediano, sem nenhuma derrota, fomos a Varsóvia enfrentar o Legia. Fizemos o que era possível, nada que nos envergonhasse ou enchesse os olhos, a mídia já classificava como vitória fácil para o time da capital, mas para nós, eu considerei missão cumprida, nada mais que isso. Fizemos um jogo com mais posse de bola e abrimos o placar aos 29 minutos, mas mesmo jogando com cautela, aos 40 minutos eles mostraram a força que tem e construíram a vitória de virada, e consequentemente, a nossa despedida da Puchar Polski. Posso dizer que fiquei satisfeito com a nossa participação na competição. Talvez se Michal Mydlarz pudesse ter jogado, o resultado até poderia ter sido diferente. A cláusula de empréstimo do jogador por parte do time adversário impossibilitava enfrentar a equipe que o emprestou.

DPVfaKF.jpg

 

o   Garbarnia 4 x 0 Stal Mielec

o   Siarka Tarnobrzeg 1 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 0 Górnik Zabrze

o   Widzew Lódz 2 x 1 Garbarnia

o   Garbarnia 1 x 1 Raków Czestochowa

o   Bruk-Bet Nieciecza 3 x 3 Garbarnia

o   Garbarnia 0 x 0 Wigry Suwalki

 

Desde as férias de inverno, fizemos bons jogos com apenas 3 derrotas, sendo uma em amistoso, uma na Puchar Polski, exatamente contra o grande favorito Legia e uma pela I Liga contra o Widzew Lódz.

w5JkAxS.jpg

 

Dos últimos 15 jogos pela I Liga, vencemos 5 partidas e perdemos apenas 1, mas infelizmente conseguimos a façanha de empatar 9 vezes.

Essa enorme quantidade de empates, fez com que perdêssemos o segundo lugar na tabela em 8 pontos, por outro lado, se olharmos a temporada passada e a expectativa da imprensa e da direção do clube para essa temporada, a posição na I Liga foi fantástica. O rendimento era bom e o trabalho parecia ter tomado um rumo mais seguro e promissor.

oDDmYRP.jpg

 

O fim da temporada 2021/2022 veio com alívio. Com a boa campanha, renovei o contrato. Na Revista da Época, a surpresa quanto à nossa posição na tabela foi citada, o ambiente no clube de um modo geral também era muito bom, diferente das finanças que pela primeira vez ficou no vermelho, mas nada que não pudesse ser revertido, uma vez que com patrocínio novo e uma melhor gestão dos recursos na próxima temporada não resolvesse, até porque o clube entrava numa nova era quanto aos ganhos com merchandising etc.

Para finalizar, a feliz surpresa para mim, foi a inserção do jovem zagueiro Jaroslaw Knapik como parte da equipe do campeonato. Até achei que o médio central, Michal Mydlarz, que veio emprestado pelo Legia, merecia um lugar também nessa equipe.

Para mim uma temporada de sucesso e sem dúvida uma boa perspectiva quanto ao futuro. A sensação é de que aquele sofrimento dos 3 primeiros anos a frente do clube fazia parte apenas do passado, pois em toda a temporada, tirando aquela derrota no amistoso contra o Korona II e contra o Legia pela Puchar Polski, tivemos apenas 8 derrotas em 34 partidas da I Liga.

 

rvYfBC4.png

 

Kontynuowac...

⬇️ ✍️⬇️

Spoiler

Quero agradecer ao @ggpofm pelas dicas e dizer que, embora nem todas as mudanças possam ter sido feitas (acho até que foram, rs), tomei a liberdade de ir um pouco mais além e não colocar mais bordas nas imagens, uma vez que a cor forte delas destoam facilmente do branco da página do site. Um pouco da minha escolha quanto ao resultado final se fez presente em meio às mudanças sugeridas. Espero que tenha ficado um pouco mais confortável para quem acompanha e caso queiram sugerir mais alguma coisa, que não seja tão diferente da proposta que apresento, podem ficar a vontade para fazer. Obrigado a todos que acompanham e participam. O feedback é sem dúvida muito importante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Temporada bem melhor que as anteriores, e a mostrar que o caminho seguido deu resultados. Fez uma época bem acima e mostrou que mais uma época ou duas e poderá lutar por outras ambições na Polónia.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Queiroz14

Aos poucos as coisas foram se acertaram. Mantendo essa postura calma perante ao jogo vai subir naturalmente, é só ão colocar pressão em si e nos jogadores. Joga leve que o acesso vem na próximo temporada. Sobre a tática fiquei feliz que tenha dado certo e o bom número de posse de bola agrada muito. Contratações pontuais agora pra subida vim!!!!Vamoooo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Luchín
      Por Luchín
      Prólogo
      Após quase dois anos ausente do fórum, devido à vários motivos, o lançamento de uma nova versão do Football Manager me trouxe novamente até aqui e estar no fórum e ler algumas excelentes histórias de alguns companheiros, é impossível que o bichito não te pique. Ainda não me adaptei completamente a essa nova versão, que, para quem vem do FM17, apresenta muitas novas features, principalmente no âmbito tático e de controle de plantel, mas, como vinha tendo algumas dificuldades para me empolgar em saves offline, acabei me decidindo a contar uma história, que, de antemão, afirmo que será simples, nada mais que um relato do que estou jogando. 
      O clube escolhido é o Fútbol Club Andorra, que participa da pirâmide espanhola, estando, na vida real, na Preferente Catalana, equivalente ao quinto nível, mas como a expansão de ligas ainda não está completa, o coloquei na Tercera División, que é o quarto nível, substituindo a equipe de menor reputação presente. 
      A minha ideia para esse save será utilizar apenas jogadores andorranos. Para isso, habilitei, além da pirâmide espanhola, as duas divisões do futebol andorrano. 
      O treinador do clube será o ex-zagueiro Antoni "Toni" Lima, que, apesar de nunca ter atuado no clube, é um dos maiores jogadores da história do futebol andorrano. Antoni tem um irmão mais novo, Ildefons, que atualmente atua no próprio futebol andorrano, mas foi formado no FC Andorra e rodou por vários clubes, passando até mesmo pelo futebol da América, onde atuou no Pachuca. Via editor, coloquei o no clube para que termine sua carreira onde começou e "comandado" pelo irmão. 
      Concluindo, acredito que possa não receber a melhor recepção nesse retorno, pois cometi erros no passado, ofendi alguns membros desnecessariamente, e sei que após errar, a confiança não retorna de imediato, mas espero pode demonstrar que os erros ficaram no passado e que retorno à área com uma nova forma de pensar e me comportar. De todas as maneiras, um sincero pedido de desculpas para aqueles com quem não me portei bem no passado.
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam com a história.
      Luiz. 
    • Johann Duwe
      Por Johann Duwe
      Fonte
       
       
      Fonte
      Inspirado no Ypiranga do @Leonardo Moreno e no Tupi do @marciof89 vem aí mais um save em terras tupiniquins, eu, pessoalmente, não gosto de jogar no Brasil, mas irei abrir uma exceção pois como disse o @CCSantos, promessa é dívida.
      A cidade de Joinville é mais reconhecida pela sua equipe de Futsal, que por muitas vezes eu vi jogar contra a equipe de Malwee/Jaraguá quando a mesma tinha o craque Falcão e tantos outros dando show.
    • Hasso
      Por Hasso
      Olá, comprei o jogo agora. 
      Estou tentando noa primeira partida, um amistoso. E sempre está dando o mesmo erro.
      Já apaguei a pasta de Cache no APPData. 
      Fecha o jogo e aparece um problema perguntando sobre o Driver de vídeo, porém está atualizado.
    • Herr Jones
      Por Herr Jones
      Considerações Iniciais: Depois de passar um perrengue no ano passado com o computador, que queimou placa mãe e processador, consegui, com esforço, retomar o save com o Cannes que vinha compartilhando aqui na área. Esse ano, no entanto, percebi que o meu Windows estava com algum problema e decidi formatar o computador; decisão que possibilitou fazer o sistema rodar com melhor velocidade e segurança, mas que, por um equívoco impensado, acabei perdendo um dos arquivos que usava como base de dados para o jogo e, com isso, fiquei impossibilitado de carrega-lo para dar sequência.
      Dessa vez, no entanto, como se pode ver pelo banner farei um save na Alemanha, pois não jogo há tempos por lá e tenho um particular apreço pelo estilo de futebol que se apresenta por lá. O clube escolhido, apesar da forma recente, possibilita uma progressão muito mais fácil do que eu tive no Cannes, por exemplo. Inicialmente fiquei em dúvida entre três times para iniciar, todos passando por maus bocados, então a escolha acabou sendo facilitada com a possibilidade de "facilitar uma rivalidade" durante o save. Posto isso, acredito que os objetivos mais plausíveis giram mais em torno do desenvolvimento do treinador do que do clube propriamente dito, já que a progressão do save na Alemanha, até onde me recordo, é bastante tranquila por conta das premiações/cotas de TV.
      Uma única observação é que o save não termina se eu for demitido do clube, tratei de criar um contexto para o treinador justamente para que caso alguma coisa dê errado na trajetória seja possível dar sequência em busca dos objetivos sem, necessariamente, ter que encerrar precocemente a carreira.
      O estilo de postagem será em formato de coluna de jornal, enfatizando alguns aspectos relevantes do período postado - mas nem sempre todos os aspectos de cada período. Para alguns, eventualmente, tratarei de forma específica em postagens.  Espero que vocês gostem! 🙂 
      Objetivos: Retornar à Bundesliga Ganhar a DfB Pokal Ganhar a Bundesliga Vencer a UEFA Champions League Entrar para o top 10 de treinadores mundiais Revelar um grande jogador para a seleção alemã Ligas Carregadas → base de dados grande + jogadores de Áustria, Polônia, Turquia e Croácia | carregados jogadores importantes das principais ligas europeias
      ***** **** *** ** * ** *** **** *****

      Bierofka não aceita renovação e se despede do clube
      por Dieter Friedrich | 18.06.2018 | 10:30 a.m.
      Apesar de ter conquistado o retorno dos leões à 3.Bundesliga como campeão regional da Bavária, o treinador optou por não assinar a renovação contratual com o clube para dedicar mais tempo à família, já que sua esposa está grávida. Também agradeceu à torcida que o acolheu com tanto carinho por suas duas passagens, sendo esta mais recente a maior delas: voltou como jogador ainda em 2007 e prosseguiu como atleta até 2014, quando se aposentou e tomou parte como preparador no clube de onde não saiu até os dias atuais.
      "Eu sou grato a tudo o que este clube me proporcionou, mas sinto que é o momento de me dedicar a minha família. Minha esposa está grávida novamente, então é o momento ideal para me dedicar com maior tempo a eles.", comentou Bierofka após a reunião com a diretoria. Entretanto, ele diz que "gostaria muito de ver o Heinrich comandando o clube. Conheci ele mais propriamente numa das aulas da Federação Alemã para progredir nas licenças e, além de ter sido um bom jogador, tem a cara dos leões. Uma pessoa dedicada àquilo que faz e que se doa para alcançar.", indicou o ex-treinador do clube.
      Com a indicação de Bierofka, a diretoria do clube estabeleceu contato para assinar com o ex-meio-campista Heinrich Weber, de 35 anos, para o cargo de treinador. Nascido na Alemanha Oriental, em Dresden na data de 31 de maio de 1983, o novo treinador do clube iniciou sua trajetória como jogador no Dynamo Dresden, atuando em sua primeira partida durante a temporada 1999/2000 e permaneceu por lá durante três temporadas, quando foi contratado pelo Hertha Berlim, em 2003, desenvolvendo suas habilidades como meia-atacante até chamar a atenção, em 2007, do Borussia Dortmund que conseguiu sua contratação sem custos após a desavença de Weber e a diretoria do Hertha que culminou na expiração do contrato do jogador com o clube.
      Em Dortmund, Weber atingiu seu ápice na carreira ao levantar duas Bundesliga, uma Pokal e alcançar o vice-campeonato europeu contra o Bayern. No ano de 2014, aos 31 anos, Weber estava convivendo com sucessivas lesões e acertou sua transferência para o St. Pauli, clube em que reencontrou a forma e superou a má fase até decidir se aposentar dos gramados nesta última temporada, enquanto graduava-se no Curso Nacional C para treinadores promovido pela DFB.
      O acordo de Weber com a diretoria do 1860 München é válido por uma temporada.
      Historial como jogador:
      O treinador espera uma campanha acima da média em sua temporada de estréia e jogou as expectativas para o alto, em busca de alcançar logo de começo os play-offs de acesso.
      - Acredito que o clube passou por problemas nas últimas temporadas até chegar à Regionalliga, embora tenha apresentado uma recuperação na volta para a 3.Liga. Confio que nosso plantel é bom o suficiente para disputar as ligas mais competitivas da Alemanha. [...] a diretoria me deu uma tarefa, que é a de brigar na parte superior da tabela, mas eu preciso mostrar que estou empenhado aqui no clube e me comprometi em brigar alcançar os play-offs e passar para a segunda eliminatória da Pokal.  - afirmou Weber em sua apresentação à imprensa.
    • Bruno Trink
×