Jump to content
Sign in to follow this  
VitorSouza

Chase That Dream

Recommended Posts

Henrique M.

Algum motivo para o América sempre fazer campanha entre o 4º e 8º lugar na liga?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Felipe Soares

Brasfoot, haha, muito bom.

Nostalgia bateu forte aqui. Bolívia na final da Copa América é loucura demais!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Que ducha de agua fria esse finalzinho da copa hein. Mas recuperar depois de perder por 2 a 0 em casa fica difícil. O time também não inspira protagonismo para liga.... boa sorte

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

É, acho que essa temporada vai ser meio que mais do mesmo. Não vejo força no time pra ser campeão na liga, então acredito que, de certa forma, essa temporada seja encarada como preparação para a próxima. Mas vai que os diabos me surpreendem?

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
MitoMitológico

Bolívia vice da Copa América kkkkkkkk

Temporada mediana por enquanto, pelo visto está bastante complicado para disputar o topo da Liga. Mas ainda tem coisa pra rolar, o que resta é lutar até o final.

Boa Sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza
Em 21/04/2019 at 11:56, LC disse:

As vezes esquecemos que existe vida fora dos jogos Managers, mas poste no seu tempo. No tempo que você tiver disponível. Boa sorte.

Valeu, LC. 

Em 21/04/2019 at 17:15, Henrique M. disse:

Algum motivo para o América sempre fazer campanha entre o 4º e 8º lugar na liga?

O time se mantém por ali. É um campeonato bem equilibrado, então um desempenho até regular nos garante essa faixa de posições.

Em 21/04/2019 at 21:40, Felipe Soares disse:

Brasfoot, haha, muito bom.

Nostalgia bateu forte aqui. Bolívia na final da Copa América é loucura demais!

Essa irrealidade nos modos de seleções chega a dar nos nervos às vezes...

Em 22/04/2019 at 17:10, Andreh68 disse:

Que ducha de agua fria esse finalzinho da copa hein. Mas recuperar depois de perder por 2 a 0 em casa fica difícil. O time também não inspira protagonismo para liga.... boa sorte

Infelizmente a oscilação de desempenho nas partidas acaba influenciando isso. Felizmente ainda seguimos dentro da meta estipulada pela diretoria.

Em 23/04/2019 at 17:47, marciof89 disse:

É, acho que essa temporada vai ser meio que mais do mesmo. Não vejo força no time pra ser campeão na liga, então acredito que, de certa forma, essa temporada seja encarada como preparação para a próxima. Mas vai que os diabos me surpreendem?

Boa sorte!

É uma situação factível mas preocupante. O time se preparou bem, tinha tudo para deslanchar... e ter um desempenho desses, correndo risco de ficar de fora até da Sul-Americana. Mas isso pode ser a injeção de ânimo necessária, vamos ver como as coisas se desenrolam.

Em 28/04/2019 at 13:21, MitoMitológico disse:

Bolívia vice da Copa América kkkkkkkk

Temporada mediana por enquanto, pelo visto está bastante complicado para disputar o topo da Liga. Mas ainda tem coisa pra rolar, o que resta é lutar até o final.

Boa Sorte.

Felizmente o quarto lugar ainda está aberto, então vamos lutar por essa posição que nos dá direito de decidir as quartas de final em casa. Depois disso, o que vier é lucro.


JuEWGS3.png

 

Ânimo renovado no Pascual Guerrero! Após a janela de transferências, temos um único foco: a vaga no mata-mata. Estamos dentro do G8, mas não sabemos até quando iremos ficar lá em caso de deslize nosso. Temos 22 rodadas para nos assegurarmos de vez.

 

17ª rodada: visitamos o Patriotas em uma partida legal. O primeiro tempo foi nosso e o segundo foi deles. Fica o ponto negativo pela postura no segundo tempo, aquém do esperado. De todo modo, o 1x1 até fica de bom tamanho.

 

Amistoso: como seria um jogo de menos esforço físico, recebemos o Rio Negro, 5º colocado no último Amazonense, com um time misto. Em geral foi interessante ver como alguns jogadores esquenta-banco se comportaram dentro de campo. Tudo bem que foi contra uma equipe mais fraca, mas no segundo tempo passamos a jogar no contra-ataque e empilhamos três gols rapidamente. No fim do jogo a equipe "Barriga Preta" ainda descontou, mas foi um jogo divertido. Placar final: 4x1.

 

18ª rodada: recebemos a equipe do Bogotá em Cali. Mantivemos o estilo de jogo baseado no contra-ataque e vencemos de forma convincente. Com metade do primeiro tempo o Bogotá já estava vendido em campo, perdendo de 2x0. A partir daí foi controlar o jogo. Coube ao lateral Cristian Ramírez fazer mais um no segundo tempo e fechar o placar. Atuação boa da defesa, que conseguiu se segurar bem com as pressões do time visitante e sair lançado nos contra-ataques.

 

Q6plPmY.png

 

 

19ª rodada: fechando o primeiro turno, visitamos o Atlético Bucaramanga. Com a mesma estratégia, passamos um certo sufoco. Nossa defesa apresentou alguns problemas de posicionamento e coube ao ataque acertar a casa. Como sempre, Kevin Ramírez decisivo, marcando um e dando passe para outro. Gols importantes que definiram o empate por 2x2; em nenhum momento estivemos a frente do placar, o que torna o empate num bom resultado.

 

20ª rodada: visitamos o Llaneros. Novamente o América mostrou suas fragilidades jogando no contra-ataque... esse jogo foi a prova cabal de que a retranca não está funcionando conosco fora de casa. Nunca estivemos atrás do placar e a defesa bateu cabeça pela segunda partida seguida. Felizmente temos uma gordura de pontos e, mesmo com a derrota por 3x2, seguimos entre os oito primeiros.

 

21ª rodada: jogo em casa, contra o Tigres. Com mais 45 minutos de sofrimento nosso, voltamos para o intervalo com outra postura e que deu resultado. Com uma linha de marcação mais alta, a defesa deu show. O gol demorou pra sair, e foi só numa bola parada: Julián Ledesma saiu contundido, entrou o volante Juan Rodríguez. A falta foi batida pelo próprio, que mandou na cabeça de Monroy, marcando o tento da vitória por 2x1. Um alívio.

 

22ª rodada: o primeiro jogo complicado do returno foi em Ibagué, contra o Tolima. Poderia ser pior, tivemos bons e maus momentos. Não entendi como Monroy conseguiu arrumar os dois gols por ele marcados. Infelizmente faltou fôlego para buscar o empate e a derrota por 3x2 veio.

 

23ª rodada: a sequência na tabela era complicada, agora teríamos um jogo no Pascual Guerrero contra o Atlético Nacional. Um jogaço. Apresentamos uma boa atuação na primeira etapa e no início do segundo tempo já vencíamos por 2x0. O Nacional até tentou mudar o panorama do jogo, mas conseguiu fazer somente um gol. Três pontos que servirão bastante para retomar a moral do time.

 

ntrnbqi.png

 

 

24ª rodada: fomos até a cidade de Armenia para enfrentar o lanterna Deportes Quindío. Uma atuação nossa que "deu pro gasto" e nos garantiu mais uma vitória. Depois de muito tempo, tivemos um pênalti marcado a nosso favor, convertido por Kevin Ramírez. 2x1, placar que nos assegura mais três pontos e dá mais confiança dentro da zona dos oito primeiros.

 

RuKGgzY.png

 

 

FqCVFTQ.png

 

 

Finalmente tivemos uma boa sequência dentro do campeonato. Graças às últimas vitórias estamos mais próximos do top 3, que parecia inalcançável, e podemos trabalhar em cima dessas posições. Elas serão de suma importância no final, afinal, o primeiro critério de desempate para ordenar as equipes eliminadas em cada fase do mata-mata é a campanha na primeira fase. Isso pode fazer a diferença para uma vaga na Sul-Americana, por exemplo.

 

ELENCO

 

BF18M4w.png

 

 

Kevin Ramírez segue em alto nível, fazendo um grande ano e segurando as pontas de nossa equipe. Monroy apresentou um crescimento nas últimas partidas e está cada vez mais assegurado na equipe titular depois de um início de ano ruim. Alguns jogadores como Cristian Martínez e Víctor Peralta ganharam mais chances, não apresentando um desempenho uniforme.

 

NOTÍCIAS

 

- O Cúcuta venceu o Once Caldas por 4x2 e dá um passo importante na busca pelo título da Copa Colombia

- Com dois gols de Renê, ex-Flamengo, Atlético Madrid vence o Liverpool por 3x1 e fatura o primeiro título da Liga dos Campeões

- Após vencer o San Martín de San Juan na final, o Fluminense é campeão da Libertadores pela primeira vez

- O Godoy Cruz supera o Unión La Calera na decisão e leva o troféu da Copa Sul-Americana

- Com Alexandre Pato no comando de ataque, Olympique Marseille bate Ajax por 3x0 na finalíssima e é campeão da Liga Europa

- Outros campeões continentais: Monterrey (CONCACAF), Ismaily (África), Al-Sadd (Ásia) e Erakor Golden Star (Oceania)

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Conseguiu uma boa sequência, pontuando bem e ficando pernas no grupo de cima, podendo até beliscar um top4 que te traria vantagem nos jogos do mata-mata. O problema é seu saldo de gols, que é de apenas 4, bem longe dos outros times de cima. Precisa marcar mais gols.

EDIT: RENÊ NO ATLÉTICO DE MADRID ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Bom que ta um pouco melhor, mas tá sem gordura nenhuma. Tem que emendar uns 2 meses bem verdes para despontar.

Boa sorte nessa ai!

Lucas Moura herói da chmpions tudo bem, Rene e meio duro de engolir...mas se pensar bem Beletti ja foi tambem...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Vai fazendo o mesmo papel de sempre, o negócio é ver se o cenário muda na hora que chegar no mata-mata.

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza
Em 07/05/2019 at 01:35, marciof89 disse:

Conseguiu uma boa sequência, pontuando bem e ficando pernas no grupo de cima, podendo até beliscar um top4 que te traria vantagem nos jogos do mata-mata. O problema é seu saldo de gols, que é de apenas 4, bem longe dos outros times de cima. Precisa marcar mais gols.

EDIT: RENÊ NO ATLÉTICO DE MADRID ?

E a tendência é que o saldo de gols seja um problema na sequência do campeonato, enfrentaremos equipes competitivas e que podem complicar esse critério de desempate.

Em 10/05/2019 at 12:20, Andreh68 disse:

Bom que ta um pouco melhor, mas tá sem gordura nenhuma. Tem que emendar uns 2 meses bem verdes para despontar.

Boa sorte nessa ai!

Lucas Moura herói da chmpions tudo bem, Rene e meio duro de engolir...mas se pensar bem Beletti ja foi tambem...

Curioso que o Renê é uma das poucas novidades do time do Atlético. Eles entraram em campo na final com Oblak, Pablo Maffeo, Giménez, Lucas Hernández e Pellenard; Renê, Saúl (Daniel Didavi), Thomas (Jorge Correa), Sergio Escudero e Koke; Griezmann (Schiappacasse). Cinco anos de save e cinco mudanças no time titular.

Em 10/05/2019 at 19:16, Henrique M. disse:

Vai fazendo o mesmo papel de sempre, o negócio é ver se o cenário muda na hora que chegar no mata-mata.

A meta da diretoria é chegar no mata-mata, então estamos a meio caminho andado.


JuEWGS3.png

 

Temos cerca de um terço do segundo turno já completados, ou seja, já andamos bastante mas ainda falta um certo processo até chegar ao final da primeira fase. O América vai bem: sete pontos de vantagem para o nono colocado. Ano passado a gente viu como foi importante ter uma vantagem, quase perdemos a vaga no mata-mata e lá avançamos com um pouco de tranquilidade. E agora?

 

25ª rodada: recebemos o Alianza Petrolera, vice-lanterna da Liga Águila. Kevin Ramírez estava suspenso e para seu lugar foi o veterano Cristian Martínez, de 35 anos. Não deu muito certo, mas felizmente o protagonismo caiu no colo de Pablo Rojas, que fez dois gols num primeiro tempo de péssima pontaria e atuação complicada de nossa defesa. Resultado final: 2x2. Não era o ideal nem de longe, pelas circunstâncias de jogo é um pouco tolerável até. Escorregada desnecessária.

 

26ª rodada: logística complicada para visitar o Universitario de Popayán. Saímos atrás e achei que fôssemos nos complicar, mas Kevin Ramírez estava de volta e arrebentou, marcando dois gols no primeiro tempo. Nosso goleiro acabou falhando no gol de empate do adversário, mas nada que nos atrapalhasse: o cansaço pesou contra o Universitario no segundo tempo e fechamos o jogo com um placar de boa vitória.

 

56CayPc.png

 

 

27ª rodada: jogo no Pascual Guerrero contra o Independiente Medellín, atual vice-líder, quatro pontos a frente de nós. O nosso ataque segue uma maravilha, marcou uma boa quantidade de gols nessa partida, o problema foi a defesa que comprometeu. Um jogo de alto nível, com as duas equipes tendo vontade de ganhar. Apesar do empate, saio satisfeito desse 3x3, não fomos dominantes mas tivemos força para correr atrás do prejuízo e recuperar o placar. Seguimos na cola dos ponteiros.

 

28ª rodada: viagem até Envigado para enfrentar a equipe local. Mesmo com um a menos os caras souberam jogar e viraram o jogo. Pior: mesmo com as trocas da minha parte e o posterior adiantamento de um meia para uma função de "segundo-atacante", nada deu certo. Partida ruim para o nosso lado, que praticamente não viu a cor da bola nessa derrota por 5x2.

 

29ª rodada: recebemos o vice-líder, mas dessa vez o posto estava com o Atlético Huila, nosso carrasco do ano anterior. Com meia-hora de jogo já tínhamos 3x0 a nosso favor, pena que foi um suadouro para manter esse placar. O Huila descontou nos acréscimos da primeira etapa, fez mais um no segundo tempo e ficou na pressão, mas nada conseguiu. Grande jogo.

 

RsoWPKy.png

 

 

30ª rodada: na tentativa de ter uma melhor postura fora de casa, mudei o esquema de 4-1-3-2 para 4-2-2-2, ao menos para evitar vexames como o do jogo contra o Envigado. O Jaguares fez 1x0 e para mudar tirei um volante e botei mais um atacante. Dar certo deu, afinal, o empate veio e seguramos até os 45 do segundo tempo, quando o Jaguares se jogou para o ataque e fechou o jogo em 3x1. Haja sofrimento...

 

31ª rodada: a última partida da sequência era justamente um clássico em casa contra o Deportivo Cali. Alyair Mora não vinha convencendo e foi pro banco, dando a Chunga a chance de reassumir a titularidade. Infelizmente a atuação de nossos três goleiros oscilou durante a temporada, e hoje não foi diferente: o Deportivo Cali não dominou o jogo, mas logo de início um pênalti cometido pelo próprio Chunga comprometeu o resto da partida. Perdemos por 2x0 e vamos nos complicando.

 

emanWH4.png

 

 

TQTyGrZ.png

 

 

Difícil, né? Tínhamos sete pontos de vantagem sete rodadas atrás, agora essa diferença caiu para três e até o final teremos uma tabela complicada, com jogos contra concorrentes diretos ou clubes que lutam para não cair.

 

ELENCO

 

LdcRjeZ.png

 

 

Kevin Ramírez está numa temporada excepcional, brigando pela artilharia da Liga Águila novamente. Pena que no gol até agora não foi possível acertar um nome em definitivo. Alyair Mora foi contratado com a pretensão de ser titular em definitivo, mas conseguiu se sair pior do que os dois que já passaram pela meta do América.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Tá no Ataque Total, Defesa Leve?

Estou jogando no celular, não é a mesma coisa, mas é muito melhor que o FM Mobile.

Bottinelli não me traz boas lembranças, espero que esteja fazendo um bom trabalho por aí.

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Eta que a coisa ficou ruim ein? Precisa segurar essa vantagem ae, senão nem playoffs vai rolar

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

Nossa, torcer pelo América é ainda pior que pelo flu!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Existe alguma razão específica para o time não engrenar?

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza
Em 16/05/2019 at 11:35, Neynaocai disse:

Tá no Ataque Total, Defesa Leve?

Estou jogando no celular, não é a mesma coisa, mas é muito melhor que o FM Mobile.

Bottinelli não me traz boas lembranças, espero que esteja fazendo um bom trabalho por aí.

Jogo equilibrado, ataques pelo meio e marcação leve. Nunca cheguei a jogar o Brasfoot ou o FM em suas versões para celular, imagino que o Brasfoot seja bem diferente da versão para computador. O Bottinelli já sente o peso da idade (tem 36 anos) e não vem jogando muito nem em qualidade, nem em quantidade.

Em 16/05/2019 at 20:21, marciof89 disse:

Eta que a coisa ficou ruim ein? Precisa segurar essa vantagem ae, senão nem playoffs vai rolar

E agora que complica, nessas rodadas finais inicia-se a sequência de jogos quarta e domingo. O cansaço vai ser generalizado e isso pode ser perigoso, no ano passado quase perdemos a vaga por conta disso.

Em 16/05/2019 at 23:15, Andreh68 disse:

Nossa, torcer pelo América é ainda pior que pelo flu!

O torcedor fica sem unha diante de uma situação dessas. Obrigado por acompanhar.

Em 18/05/2019 at 21:03, Henrique M. disse:

Existe alguma razão específica para o time não engrenar?

O Campeonato Colombiano é bem nivelado, não temos um time reserva a altura do principal, deslizes nossos... filme bem semelhante ao da temporada anterior.


JuEWGS3.png

 

Depois de uma longa temporada, chegamos nas sete rodadas finais. Já estivemos mais tranquilos e agora corremos sério risco de cairmos fora da fase decisiva da Liga Águila. Temos dois empecilhos: um é o calendário, que terá rodadas intermediárias até o fim do ano, e outro é a indecisão do goleiro titular.

 

32ª rodada: olha, começamos a temporada com dois goleiros que teriam capacidade de revezar a titularidade, Chunga e Verón González. A coisa não andava boa, trouxemos Alyair Mora, que não melhorou muito. Para um confronto importante contra o Millonarios, foi a vez do jovem Lucas Soria ganhar sua primeira chance como titular. E ao menos de cara deu certo. O Millonarios saiu perdendo e até fez uma certa pressão. Boa partida do goleiro novato e de nossa dupla de ataque, que fez os três gols do triunfo por 3x2. Ganhamos um conforto e o Millonarios ficou segurando a lanterna.

 

33ª rodada: o primeiro confronto direto dessa sequência final foi contra o La Equidad em Cali. Conseguimos passar 90 minutos e acréscimos sem levar gols, mas nosso ataque também passou esse tempo todo sem marcar e o jogo acabou num 0x0 feio e sem graça. Não melhora muito nossa situação, ainda temos três pontos de vantagem para o nono colocado, que é o próprio La Equidad.

 

34ª rodada: fomos até a cidade de Cota, situada na região metropolitana de Bogotá, para enfrentar outro candidato à queda, o Fortaleza CEIF. Saímos atrás, mas a falta de qualidade dos Atezados pesou contra eles e no início do segundo tempo nos asseguramos no placar. Eles ainda descontaram mas não apertaram muito nossa zaga, conseguimos três pontos e jogamos um adversário no Z2 novamente.

 

lEjEQnH.png

 

 

35ª rodada: nem voltamos para Cali, ficamos sabendo da festa do acesso do Atlético pela imprensa pois tínhamos que seguir para Barranquilla para o jogo contra o Junior. Com uma sequência puxada, entramos em campo com time misto. Kevin Ramírez marcou o primeiro gol mas depois não jogamos, o Junior nos amassou. Seguramos dentro do possível mas não deu certo: no último lance, Rafael Pérez marcou o gol que desempatou o placar e definiu o 2x1 a favor do adversário, que segue na briga pelo G8.

 

36ª rodada: voltamos a nossa cidade para a partida contra o Patriotas, uma posição e um ponto acima da gente. Mesmo sem o volante Jonathan González, expulso direto ainda no primeiro tempo, conseguimos forças para reverter o placar. E que virada: Dájome fez três gols e ajudou muito no nosso triunfo. No fim o Patriotas chegou a descontar novamente, mas sem muito efeito no 4x2. Com duas rodadas pro fim, temos seis pontos de vantagem para o nono: estamos virtualmente dentro.

 

37ª rodada: o último jogo fora de casa na temporada regular foi contra o Bogotá, outro brigando contra a queda. Um empate e a vaga era nossa. E o jogo foi assim: o Bogotá pressionando um pouco, o América também, mas o empate nos dava tranquilidade. Pensando na posição do chaveamento, botei o time pra frente. Pérez marcou para os donos da casa e botou o América numa sinuca de bico até que Kevin Ramírez, sempre ele, empatasse nos acréscimos. Era o gol da classificação.

 

lUp2ozk.png

 

 

38ª rodada: contra o desesperado Atlético Bucaramanga dentro do Pascual Guerrero, outro time misto. Uma partida tranquila de nossa equipe, e tal como no ano passado rebaixamos o adversário na última rodada: em 2022 foi o Boyacá Chicó e agora o Atlético Bucaramanga. Um gol de Dájome e outro de Lucas Pisculichi, o primeiro dele na temporada, 2x0.

 

8TZ5ESC.png

 

 

ruwVz85.png

 

 

kHW4bkA.png

 

 

Assim acaba a primeira fase da Liga Águila. A recuperação no final foi boa e nos dá uma chance não só de avançar como também de conseguir uma vaga na Copa Sul-Americana de 2024. Eu diria que o principal problema para esse jogo com o Tolima é acabar com a freguesia. Nos últimos 16 jogos entre as duas equipes, três vitórias do América e TREZE do Tolima. Em 2022 superamos isso na própria Copa Sul-Americana e avançamos, mas na atual temporada perdemos ambos os jogos da primeira fase. 

 

Em CNTP devemos ficar com a vaga no torneio continental mesmo se cairmos nas quartas de final, mas o futebol é feito do imprevisível e não podemos contar com isso. O pessoal que ficou entre a sexta e a oitava posição é fraco? É. Tem adversários fortes? Tem. Ano passado fechamos a primeira fase em oitavo lugar e avançamos passando pelo líder, cagamos e andamos para o que a tabela poderia fazer - e nada impede de Llaneros e Patriotas fazerem o mesmo.

 

Lá no rodapé da tabela a briga foi boa. O Millonarios conseguiu sobreviver após um 3x0 no Tigres na última rodada e o Bucaramanga não aguentou a péssima sequência das rodadas finais. O Popayán fez um campeonato ruim, rondou o Z2 por toda a duração da Liga Águila e tem um elenco bem fraco. Não acredito que voltem tão cedo.

 

ELENCO

 

umY9O5q.png

 

 

Quase todo mundo teve uma chance por toda a temporada. Quem não jogou é porque a posição tem muitos jogadores, e realmente é o caso: o elenco do América tem quatro laterais-direitos e cinco volantes. Já há todo um pensamento visando 2024, quem sai e quem fica... comentários individuais eu prefiro não tecer ainda, afinal, a zica é uma entidade do futebol e não quero ativá-la nos momentos decisivos.

Edited by VitorSouza

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Rapaz, bem observado: Você tem um elenco enorme, muito inchado mesmo. Seria uma boa revisar isso daí.

A sequência foi boa, só perdeu um jogo e conseguiu reagir bem apesar dos percalços. Agora vai pegar um time que costuma vencer o América. É hora de quebrar a escrita.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Mais uma vez chega aos playoffs, e vamos ver se dessa vez vai, né? Já são algumas temporadas não conseguindo chegar nem na final, se não me engano.

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza
On 5/24/2019 at 1:32 AM, marciof89 said:

Rapaz, bem observado: Você tem um elenco enorme, muito inchado mesmo. Seria uma boa revisar isso daí.

A sequência foi boa, só perdeu um jogo e conseguiu reagir bem apesar dos percalços. Agora vai pegar um time que costuma vencer o América. É hora de quebrar a escrita.

Boa sorte!

A análise do elenco é algo que sempre acontece, mas há um problema... nunca dispensamos alguém ainda na base. Todos que estão prontos são promovidos e seguem as suas carreiras, seja no clube ou fora dele. E isso mexe no tamanho do elenco, temos de seis a oito jogadores prontos para serem promovidos em 2024.

2 hours ago, Henrique M. said:

Mais uma vez chega aos playoffs, e vamos ver se dessa vez vai, né? Já são algumas temporadas não conseguindo chegar nem na final, se não me engano.

Vou terminar a segunda temporada no clube e na anterior paramos na semifinal. Mas de fato venho ficando no quase... quase conseguindo o acesso e quase conseguindo a vaga na Liga Europa com o Rio Ave, quase ganhando a Sul-Americana e quase sendo finalista do Colombiano com o América de Cali.


JuEWGS3.png

 

Finalmente voltava o mata-mata! A emoção de ver o time avançando após superar equipes de bom nível e também de ver o troféu chegando. Emoção sobretudo para o torcedor, mas também para quem está num clube jogando ou treinando. A possibilidade de ver um longo trabalho se esvaindo após um gol aos 43 do segundo tempo.

 

Quartas de final - ida: o jogo de ida contra o Tolima foi em nossos domínios, no Pascual Guerrero. Um jogo bem ruim da nossa parte, em que não atacamos até metade do segundo tempo, quando já tínhamos a desvantagem no placar, e depois não conseguimos fazer muito. Ainda tivemos nosso volante expulso, o terceiro vermelho dele na temporada 2023. Derrota por 1x0.

 

Quartas de final - volta: graças ao gol qualificado, uma vitória nossa por 2x1 já seria suficiente. Largamos na frente com um gol de Carrascal, porém Mendoza empatou quase no lance seguinte. Jogo amarrado, mas tal como na ida o visitante jogou mais - e coube ao volante substituto Juan Rodríguez fazer o gol que nos mantinha na frente do placar ainda no primeiro tempo. O relógio foi andando, o final do jogo se aproximando e a classificação veio. No sufoco, vencemos por 2x1 e estamos na semifinal. Sobrou para o Tolima uma vaga na Sul-Americana.

 

Z7wPZzw.png

 

 

Os intrusos da "parte de baixo" do top 8 somos nós e o Llaneros. O chaveamento nos colocou diante do Atlético Nacional na semifinal. Conforme definido por sorteio, decidiremos a vaga na final em casa, no Pascual Guerrero.

 

Semifinal - ida: com o jogo de ida em Medellín, tínhamos consciência de que marcar gols lá no Atanasio Girardot era importante para ganhar uma moral com a torcida e assegurar um bom critério de desempate em confrontos eliminatórios. Mantivemos a equipe que entrou em campo na volta das quartas e tivemos nosso volante Juan Rodríguez contundido ainda na primeira etapa. Foi uma partida que não deu muito certo para nós, tivemos uma atuação bem mediana e o Nacional conseguiu no início do segundo tempo um gol que definiu o placar em 1x0. Nada irreversível.

 

Semifinal - volta: tivemos a volta de Jonathan González e entramos em campo cientes de que só a vitória nos interessava. Com um apoio muito bom da torcida, em menos de 10 minutos a fatura estava liquidada, com um gol de Julián Ledesma e outro de Kevin Ramírez. Pois é, o nosso artilheiro voltou a marcar em um momento de grande importância. Depois disso... até passou pela cabeça fazer a substituição de alguém, mas não foi preciso. O time do Nacional estava extremamente apático em campo. Muito se deve ao já citado Jonathan González, que fez miséria no meio de campo. O que importa: SOMOS FINALISTAS!

 

mr5x0sl.png

 

 

Simplesmente surreal esse caminho traçado até agora. Agora estamos na Libertadores, mas ainda não sabemos em qual fase entraremos: o campeão vai nos grupos e tanto o vice como o terceiro vão à fase preliminar. O título tem essa implicação - e decidiremos a taça na partida de volta lá em Medellín, contra o Independiente.

 

Final - ida: casa cheia no Pascual Guerrero. Cenário bom para um jogo interessante, e foi isso que tivemos. Carrascal explodiu a massa americana no primeiro tempo e nos deixou em vantagem para o intervalo. Como essa sequência de jogos é extremamente cansativa, tive que fazer algumas mudanças estratégias, e achei que tudo iria para o brejo com o gol do empate, marcado por Cañaveral. Segui mexendo, e deu resultado: um pênalti infantil foi marcado e convertido a nosso favor por Pablo Rojas. 2x1! O Independiente atacava pouco mas ameaçava. Não anteviram uma boa jogada pela ponta direita do campo, que resultou num chute colocado de Cristian Ramírez. 3x1! E assim acabava a ida. Tínhamos uma boa vantagem para a partida de volta.

 

Final - volta: o jogo de volta foi em Medellín. Tínhamos uma vantagem legal, mas sempre cientes de que uma vitória por 2x0 do DIM daria o título a eles. Fomos a campo com o mesmo time inicial da ida. Neutralizamos o gol qualificado com seis minutos, através de um tento de Kevin Ramírez. O Independiente virou em 10 minutos e me deixou com uma pulga atrás da orelha, que levou um peteleco e saiu após o gol de empate de Pablo Rojas. Final de primeiro tempo e eu tinha que tentar conter a euforia, afinal, o time da casa precisaria marcar três gols em mais ou menos 50 minutos se quisesse o título.

 

O segundo tempo foi bem mais tenso, mas não menos emocionante. Carrascal virou para nós e Juan Hauche tratou de empatar na sequência. Novamente, o DIM precisava de três gols, mas agora em 30 minutos. Difícil, né? E não veio. Coube ainda ao Cristian Ramírez, aquele lateral do chute colocado do primeiro jogo, fazer outro em circunstâncias bem semelhantes e definir o placar.

 

O juiz apitou e a torcida pôde soltar um grito entalado há 15 anos na garganta: O AMÉRICA DE CALI É CAMPEÃO DA LIGA ÁGUILA!

 

HGbqlTO.png

 

 

6HdnLW7.png

 

 

z7t1qBf.png

 

 

Já falei aqui e repeti diante da imprensa: simplesmente surreal a forma com que o time cresceu. Estávamos um pouco desacreditados no meio do segundo turno, evoluímos no final dele e conseguimos o título mesmo após terminar a primeira fase apenas em quinto lugar. Tenho que agradecer muito à torcida, que esteve ali faça chuva ou faça sol, sempre apoiando o América em Cali ou fora da cidade. Agradeço muito também ao elenco, que buscou forças de onde não haviam para crescer no mata-mata e dar esse presente a todo mundo que esteve junto do América.

 

Com um portunhol bem macarrônico, dei essa declaração emocionado. Tal como o Rubens Barrichello em sua primeira vitória na Fórmula 1, chorando no pódio após lembrar de tudo o que ele passou até chegar ali, também me passou um filme na mente sobre toda essa trajetória. Daquele garoto lá do interior do Rio de Janeiro que jogava as primeiras edições de jogos de futebol que buscavam simular o comando de um clube, passando por aquele jovem treinador que, em 2018, com apenas 28 anos (apesar de quem vos escreve ser nove anos mais novo), foi de cabeça no desafio de comandar uma apaixonada torcida e não dar certo. Depois, muito devido aos bons contatos que existem entre o futebol português e o brasileiro, conseguir uma vaga no comando do Rio Ave e reconduzir o time da Vila do Conde à Liga NOS. Quando saturei, vim em uma terra inóspita para brasileiros, a Colômbia, e dei de cara com uma torcida que ama um clube que ficou de fora dos holofotes por tanto tempo e agora tem uma oportunidade de comemorar... incrível.

 

Certamente, pouquíssimos hinchas americanos imaginavam um título depois de uma eliminação melancólica na Libertadores, um desempenho ruim no início do campeonato e na Copa Colombia. Mas aqui estamos. E pretendemos seguir indo longe.

 

ELENCO

 

1NNe3uv.png

 

 

Muito bom o trabalho desse grupo. Não ficamos com um goleiro fixo por toda a temporada por questões técnicas, e coube ao nosso quarto goleiro (ao menos lá no início do ano) segurar as pontas nos momentos decisivos da temporada. Em uma posição na qual se cobra experiência e segurança, ele assumiu a responsabilidade e deu conta. Não podemos esquecer também de nossa dupla de laterais que ora defendia, ora subia ao ataque - e Cristian Ramírez marcou dois gols nas finais. A zaga, quase sempre segura, às vezes escorregava, mas conseguiu uma sinergia muito grande nesse momento de aperto.

 

Subindo o campo, o volante: três expulsões, sete cartões amarelos, mas um grande jogador apesar da questão comportamental. Ao voltar de suspensão no mata-mata, não deixou ninguém do Nacional passar, em uma excelente atuação individual. Subindo para a linha de armação, dois jogadores calejados e uma cria de nossas canteras, que segue em plena evolução.

 

Lá na frente, a dupla dispensa comentários. O colombiano chegou a ter alguns momentos instáveis mas se assegurou bem no lado esquerdo. Na outra ponta, o uruguaio foi artilheiro do time no ano anterior e no atual. Para cada um deles, uma força de vontade e alguém no banco que até não poderia ser do mesmo nível, mas queria se entregar dentro de campo da mesma forma.

 

Agora é um novo ano, né? É hora de pensar no elenco e nas transferências... mas calma. Ainda temos o que comemorar.

 

NOTÍCIAS

 

- Estão na fase de grupos da Libertadores o América de Cali e o Once Caldas (campeão da Copa Colombia), com Independiente Medellín e Atlético Nacional na preliminar. Llaneros, Atlético Huila e Deportes Tolima vão para a Sul-Americana;

- Apesar do título, não emplacamos ninguém na seleção do campeonato;

- Cali ganha o terceiro time na Liga Águila: é o Atlético, campeão da segunda divisão e que sobe junto do Once Caldas;

- Outros campeões pelo mundo: Bayer Leverkusen (Alemanha), Godoy Cruz (Argentina), Vitória (Brasil), Barcelona (Espanha), PSG (França), PSV Eindhoven (Holanda), Liverpool (Inglaterra), Roma (Itália), América (México), Benfica (Portugal) e Peñarol (Uruguai);

- Vasco e Lyon faturaram as recopas continentais;

- O Atlético Madrid não tomou conhecimento do Erakor Golden Star e faturou o Mundial de Clubes; Fluminense terceiro, Monterrey quarto, Ismaily quinto e Al-Sadd sexto;

- Alguns clubes me mandaram proposta, como o Porto, Nacional da Madeira, Arouca, Corinthians, Borussia Dortmund e Real Madrid. Isso aqui é Brasfoot, então do mesmo jeito que essas duas propostas bizarras apareceram ela foram recusadas. Quanto as propostas mais próximas do nível do América... agradeço o convite, mas tenho uma ideia de longo prazo por aqui. Não pretendo arredar o pé tão cedo.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Caraca que reviravolta! Pareceu o Santos 2002.

Parabéns!

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Confesso que não esperava por isso. Mas cresceu demais nas fases eliminatórias, de tal forma que poucas vezes se viu.

Parabéns pela conquista. Muito merecido.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Levando meu comentário anterior sobre a equipe não conseguir se dar bem e evoluir, fico surpreso e feliz com essa conquista. Demorou, mas chegou a hora de gritar é campeão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza
On 5/30/2019 at 1:59 PM, Neynaocai said:

Caraca que reviravolta! Pareceu o Santos 2002.

Parabéns!

Obrigado. Aquele Santos realmente marcou uma era, um grupo de jogadores considerados em sua maioria inexperientes levou o título depois de fazer a pior campanha entre os classificados.

On 5/30/2019 at 10:11 PM, marciof89 said:

Confesso que não esperava por isso. Mas cresceu demais nas fases eliminatórias, de tal forma que poucas vezes se viu.

Parabéns pela conquista. Muito merecido.

O time realmente se superou nesse final de temporada. O calendário do Brasfoot 2018 fica uma bagunça no final de ano, chegou ali na ida das quartas e começou a ter jogo toda terça, quinta e domingo. Mas passamos por cima disso.

On 6/3/2019 at 3:19 PM, Henrique M. said:

Levando meu comentário anterior sobre a equipe não conseguir se dar bem e evoluir, fico surpreso e feliz com essa conquista. Demorou, mas chegou a hora de gritar é campeão.

Pois é. É um alívio após bater na trave em tantas ocasiões desde o título da Segunda Liga portuguesa em 2020.


JuEWGS3.png

 

Que pré-temporada longa, mas valeu a pena esperar tanto, assim pensam os torcedores. Há muito tempo que a parte roja da cidade de Cali não se extasiava tanto com a temporada que se avizinha. O América estará em três competições, as quais serão melhor citadas mais a frente. Antes das partidas para valer, o elenco sofreu boas mudanças.

 

TRANSFERÊNCIAS

 

7CZiF3T.png

 

 

Dada a tranquilidade financeira pela qual o América está passando (temos cerca de 80 milhões em caixa já incluindo as vendas acima - sem moeda específica, afinal, estamos falando de Brasfoot), poderíamos inovar mais e radicalizar na janela. Mas preferimos manter a cautela.

 

Saíram Verón González, que estava próximo de ser o quarto goleiro no América depois de um 2023 muito disputado na posição e chega para ser titular no Cortuluá; Cristian Martínez, o veterano que provavelmente irá encerrar a carreira no Tigres; Juan Rodríguez, volante reserva que pediu para ser negociado; Elian, que não tem chances devido a alta quantidade de laterais no elenco; Carlos Fernández, que não se informou e irá fazer companhia ao ex-americano Carlos Manchot no Leones; Jair Palacios, outro que pediu para ser negociado e acabou tomando um rumo bem diferente na carreira; e Darío Bottinelli, que se aposentou. Ufa! O elenco teve nomes que viviam no banco de reservas saindo. Bottinelli saiu do elenco profissional mas seguirá no staff do América de Cali em uma função que ainda será definida pela diretoria.

 

Contratação mesmo só o Landázuri, lateral-direito que suprirá uma carência na reserva da posição. Seu último clube na Colômbia foi o Bogotá. De resto, seis promoções de jogadores já "prontos" (e que pegarão os números 71 a 76 em suas primeiras temporadas) e dois novos brasileiros na base, esses sim com cara de brasileiro, afinal usam apelido.

 

COMPETIÇÕES

 

Liga Águila: como atuais campeões, temos a responsabilidade de não dar vexame na defesa de título. A diretoria gostou do ano passado e quer agora que o América alcance ao menos a semifinal. Lembrando, o campeonato dá uma vaga para a fase de grupos da Libertadores, duas para a fase preliminar e três para a Copa Sul-Americana. Dependendo de nosso andar nas 38 rodadas, pretendo dar chance aos recém-promovidos das canteras. Estrearemos em casa contra o Deportes Quindío e fechamos também em casa contra o Bogotá.

 

Copa Colombia: a diretoria quer que repitamos a campanha do ano passado, quando chegamos às quartas de final. Estrearemos contra o Rionegro Águilas, e quem passar enfrentará o vencedor de Deportivo Pasto e Tigres.

 

Copa Libertadores: finalmente entraremos nos grupos. Estamos no grupo F, composto por Estudiantes de La Plata (de novo...), Sport e Deportivo Lara. Teoricamente iremos brigar pela segunda vaga junto dos rubro-negros pernambucanos. O Once Caldas caiu no grupo E, com Peñarol, Fluminense e Newell's Old Boys. Grupo pedreira. O Independiente Medellín tirou o Boca Juniors na primeira fase preliminar, mas caiu para o Cruzeiro na segunda. O mesmo aconteceu com o Atlético Nacional, que eliminou o Macará e caiu para o Nacional de Montevideo.

 

Copa Sul-Americana: não disputaremos, mas preferi dar uma pincelada sobre ela aqui. Teremos três participantes: o Llaneros enfrentará o Chacarita Juniors de cara, o Deportes Tolima pega o Sport Huancayo e o Atlético Huila encara o Blooming. Nenhum deles decidirá a vaga em casa. Todos estão na mesma chave, ou seja, a chance de ter dois colombianos na semifinal é pequena, e caso isso aconteça eles fatalmente irão se enfrentar.

 

AMISTOSOS

 

1º jogo: devido à nossa parceria com o Rio Negro de Manaus, o primeiro amistoso do ano será contra o "Barriga Preta". O desafio do jogo já não era muito grande e acabou quando, logo na saída de bola, abrimos um gol de diferença. O Rio Negro ofereceu pouco perigo, muito por conta da atuação de nossa defesa. No segundo tempo marcamos outro tento e fechamos o placar em 2x0. Lembrando que o clube manauara está sem divisão.

 

2º jogo: o oposto do Atlético Acreano, que disputa a Série C e é tricampeão de seu estado. Fomos para o jogo com poucas mudanças nos 18 relacionados. O Galo Carijó complicou mais a nossa vida, até chegou a marcar um gol, o time treinado pelo Roberto Cavalo estava bem postado. Achei que iriam azedar para o nosso lado, mas a dupla de ataque presente no segundo tempo liquidou a fatura. Promovi a estreia dos dois brasileiros do grupo, ainda nervosos, mas prometem ter um futuro bacana na equipe.

 

RURQ7VR.png

 

 

oIHS3WA.png

 

 

Esse é só o início de uma longa temporada. Os primeiros meses serão de folga e os próximos de trabalho puro. Vamos que vamos!

 

ELENCO E BASE

 

58pDrZA.png

 

 

CbP7lCW.png

 

 

Subimos seis jogadores prontos e ainda temos dois que irão estourar a idade no final de 2024. A base sempre rende muitos frutos, mas somente alguns poucos se destacam de fato.

 

NOTÍCIAS

 

- Grupos da Copa Libertadores:

Spoiler

 

Grupo A - Grêmio, Athletico PR, Nacional PAR e Unión Española

Grupo B - Racing, LDU Quito, Vélez Sarsfield e Fénix URU

Grupo C - Corinthians, Vitória, San Martín de San Juan e Palmeiras (só o Brasfoot para proporcionar um sorteio merda desses)

Grupo D - Godoy Cruz, Sporting Cristal, Unión La Calera e Nacional URU

Grupo E - Peñarol, Fluminense, Newell's Old Boys e Once Caldas

Grupo F - Estudiantes, Sport, América de Cali e Deportivo Lara

Grupo G - Alianza Lima, Oriente Petrolero, Mineros e Universidad Católica

Grupo H - Bolívar, Emelec, Sportivo Luqueño e Cruzeiro

 

 

- Grupos da Liga dos Campeões:

Spoiler

 

Grupo A - Real Madrid, PSV Eindhoven, Fenerbahçe e Krasnodar

Grupo B - Atlético Madrid, Benfica, Shakhtar Donetsk e HJK

Grupo C - Barcelona, Bayer Leverkusen, AEK e Olympique Marseille

Grupo D - Liverpool, Arsenal, Nice e Lazio

Grupo E - Roma, Valencia, Brugge e Maccabi Tel Aviv

Grupo F - Borussia Dortmund, Schalke 04, Portimonense e Maribor

Grupo G - PSG, Lokomotiv Moskva, Brann e Ajax

Grupo H - Tottenham, Internazionale, BATE Borisov e Zenit

 

 

- Grupos da Eurocopa, que será disputada no meio do ano:

Spoiler

 

Grupo A - França, Turquia, Rússia e Irlanda do Norte

Grupo B - Itália, Bósnia, Suécia e Bulgária

Grupo C - Inglaterra, Hungria, Portugal e Romênia

Grupo D - Holanda, Sérvia, Noruega e Escócia

Grupo E - Espanha, Ucrânia, Bélgica e Eslovênia

Grupo F - Alemanha, Áustria, Croácia e Irlanda

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Na sua análise sobre o grupo F da libertadores você disse que deverá brigar pela segunda posição. O time argentino é tão favorito assim para o primeiro lugar?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Neynaocai

Pensei que tinha gasto uma fortuna no Landazuri, mas aí lembrei que não é tanto assim no Brasfoot.

Boa sorte na temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.
On 6/16/2019 at 4:06 AM, VitorSouza said:

A base sempre rende muitos frutos, mas somente alguns poucos se destacam de fato.

Pode clarificar melhor o que você quis dizer com isso? Fiquei meio perdido. Não sei se é algo do jogo ou realmente da qualidade geral dos jogadores que são revelados.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...