Jump to content

Nordestão 2014 - SPORT CLUB DO RECIFE CAMPEÃO!


Guest João Gilberto

Recommended Posts

Guest João Gilberto

Copa do Nordeste 2014: premiação de R$ 3 milhões

Na próxima sexta-feira, começa a Copa do Nordeste, com um jogo isolado entre o Potiguar e Treze, às 21h, no Estádio do Nogueirão, em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Partida que irá abrir a primeira rodada, que este ano promete superar todos os níveis de sucesso obtidos no ano passado e algumas novidades, a maior delas será a classificação do campeão para a Copa Sul-Americana, um avanço importante, especialmente quando considerado que, no ano passado, o Campeão Campinense, mesmo com uma campanha maravilhosa, está fora da disputa este ano, porque ficou fora da decisão do Campeonato Paraibano, em uma medida que, no barato, é bem questionável. Treze e Botafogo-PB serão os responsáveis por defender o cinturão de Campeão do povo da Paraíba
Outro atrativo da competição, será a premiação, além uma vaga na Sul-Americana e premiação em dinheiro. Incluindo direitos comerciais e bilheteria, o campeão levará cerca de R$ 3 milhões. Todos os participantes recebem uma cota fixa em dinheiro e esse valor aumenta durante o avanço das fases. Diferentemente do ano passado, a Liga do Nordeste está custeando integralmente a logística dos clubes com passagens e hospedagens.
nxqjwg.jpg
Link to comment
Share on other sites

  • Replies 199
  • Created
  • Last Reply
Guest João Gilberto

CBF autoriza e Copa do Nordeste, na categoria sub-20, começa em maio

Evento será realizado em Pernambuco

A Confederação Brasileira de Futebol(CBF) autorizou a criação da Copa do Nordeste sub-20. A competição regional será disputada em Pernambuco, dividida em quatro cidades-sedes. Esses locais ainda serão escolhidos. As divisões dos grupos já foram pré-definidas e o torneio terá a participação dos 16 times que estão na categoria principal do Nordestão - cujo início está marcado para a próximo sexta, com o duelo entre Potiguar e Treze.
A ideia da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) é distribuir os grupos por cidades de acordo com a localização geográfica. Possivelmente, o agreste e a zona da mata de Pernambuco deverão receber jogos da competição.O presidente da FPF, Evandro Carvalho, comemorou o novo investimento no futebol regional.
- A formação de atletas é a nossa prioridade. Quanto mais competições os garotos disputarem, terão mais oportunidade de crescer no futebol. A Copa do Nordeste Sub-20 terá visibilidade e veio para ficar no calendário nacional.
Os grupos:
Grupo A: América-RN, Confiança, Sergipe, Vitória;
Grupo B: Bahia, CSA, Santa Cruz, Vitória da Conquista;
Grupo C: CRB, Ceará, Potiguar de Mossoró e Treze;
Grupo D: Botafogo-PB, Guarany de Sobral, Náutico e Sport.
Link to comment
Share on other sites

Espero que o Esquadrão chegue mais longe nessa edição, se possível a final e com o título... Tão montando o time pra isso.

Link to comment
Share on other sites

Vinheta nordestina da Lampions League

copa_do_nordeste_lampions_league_2014_56

Fonte: Diario de Pernambuco

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto
Elenco leonino pronto fisicamente para estreia na Copa do Nordeste
Preparador físico deixou claro que Durval e Neto Baiano devem demorar mais um pouco para estreiarem
20140116100704161851a.jpg
Restando quatro dias para a estreia do Sport na Copa do Nordeste contra o Botafogo-PB, os preparadores físicos do Leão não poderiam estar mais satisfeitos. Sem perder nenhum atleta por lesão durante a pré-temporada, o preparador físico Eduardo Baptista comemorou a evolução dos jogadores e fez uma avaliação das condições dos recém-chegados na Ilha do Retiro.
“Acho que tirando o Durval e o Neto que chegaram hoje, todos estão à disposição. Todos estão bem dentro do possível. Estão em um nível bom para a estreia de domingo, inclusive os dois estrangeiros (Flores e Meza)”, pontuou o preparador físico. Baptista não quis criar expectativas na torcida leonina sobre a estreia de Durval e Neto Baiano e deixou claro que até para o clássico da próxima quinta-feira contra o Náutico é quase impossível que os dois joguem. “Neto Baino chegou em uma condição razoável. Vamos desenhar o planejamento para ele e pode ser que retorne no mesmo tempo do Durval. Ele é forte e a resposta pode ser rápida. Porém, eu acho muito díficil termos Durval ou Neto Baiano no clásscio. Acho até um risco. É melhor esperar um pouco, pois teremos várias competiçóes e estamos no começo do ano”, explicou.
A falta de lesões e o bom desempenho dos atletas tem sido fruto da estrutura que o Sport tem oferecido ao time. Fato que Eduardo Baptista fez questão de elogiar. “A gente tem que citar o CT do Sport, pois nunca tivemos uma condição como a de hoje. O atleta já sai do treino para o gelo e para a massagem. O planenajemento era o de não perder muitos atletas no início de ano e estamos tendo sucesso como no ano passado”, lembrou.
superesportes_logo.png

Lisca dá indícios de que o time está quase pronto para enfrentar o Guarany de Sobral
Elenco alvirrubro fez reconhecimento do gramado da Arena Pernambuco
20140116083616110213e.jpg
O primeiro Náutico do ano está prestes a sair da prancheta. Durante o treino de ontem à tarde, Lisca deu indícios de que restam poucos detalhes para a definição de sua primeira escalação como comandante alvirrubro. No treino coletivo realizado na Arena Pernambuco – palco da estreia contra o Guarany de Sobral, na próxima segunda -, o técnico praticamente repetiu a escalação do jogo-treino do último sábado.
A impressão é de que as mudanças na escalação podem ter sido motivadas pelos acertos com novos reforços. Afinal de contas, os três atletas que “perderam” as vagas no coletivo são oriundos da base alvirrubra. Com o contrato readequado, o zagueiro William Alves entrou no lugar de Diego. No meio de campo, Marcus Vinícius e João Paulo foram substituídos por Dê e Zé Mário. Com isso, o atacante Túlio e o lateral João Ananias passam a ser os únicos pratas da casa entre os titulares.
As mudanças, entretanto, acabaram por mexer também no esquema tático da equipe, que passou do 4-4-2 para o 4-5-1: Gideão; João Ananias, William Alves, Romário Leiria e Gerley; Rodrigo Possebon, Elicarlos, Dê, Zé Mário e Túlio; Roberson. A formação parece ser uma alternativa à principal carência do elenco, que conta apenas com os pratas da casa Túlio e Marcus Vinícius para a posição de meia. Com quatro volantes na proteção da zaga, os laterais têm mais liberdade para apoiar o ataque.
Uma das principais preocupações do treinador é com a movimentação dos atletas. Durante toda a atividade, Lisca fez paralisações pontuais, para passar algumas orientações aos seus comandados. Vale ressaltar que quando as jogadas saíam de acordo com o planejado, o treinador vibrava junto com os atletas. Bem ao estilo do comandante.
Dispensa
Um dos primeiros reforços anunciados pela diretoria alvirrubra, o lateral direito Alisson pode deixar o clube a qualquer momento. Apesar de o clube não ter dado detalhes sobre o caso, sabe-se que o atleta tem uma lesão na panturrilha e que o departamento médico teve uma reunião ontem para debater a questão. Oficialmente, o Náutico confirmou apenas que um de seus dirigentes concederá uma entrevista hoje.
superesportes_logo.png


Léo Gamalho e Cassiano fora da estreia do Santa Cruz no Nordestão

Apresentados oficialmente, os atacantes precisam de um tempo de preparação e ainda não estão regularizados

De uma vez só, o Santa Cruz apresentou os dois atacantes contratados para substituir André Dias, que está machucado e Dênis Marques, que deixou o clube. Léo Gamalho e Cassiano chegaram ao Recife na tarde da última terça-feira e se juntaram ao grupo em Sairé, agreste de Pernambuco, no período da noite. Nesta quarta-feira, antes do primeiro treino, os dois vestiram a camisa tricolor pela primeira vez.

Apesar de terem se apresentado ao técnico Vica antes da estreia na Copa do Nordeste, os dois atacantes ainda não podem precisar quando jogarão pelo Santa Cruz. Léo Gamalho, que estava no Ceará, garante ter trabalhado no início da temporada, mas sabe que vai precisar melhorar para se igualar aos companheiros de time.
- A minha estreia vai depender do pessoal da preparação física. Sei que o pessoal aqui tem trabalhado bastante e eu preciso melhorar a minha parte física ainda para depois ir trabalhar com bola. Eu estava trabalhando lá, mas neste tempo da negociação fiquei trabalhando em separado para não ter risco de me machucar. Perdi um pouco por conta disso, mas espero que o mais rápido possível eu possa estar pronto.
dscn3210.jpg
A situação de Cassiano é um pouco diferente. Emprestado pelo Internacional depois de ter defendido o Criciúma em 2013, ele acredita que precisará de pelo menos duas semanas para poder entrar em campo.
- Acredito que em duas semanas no máximo eu já esteja pronto para entrar em campo e ajudar o Santa Cruz.
Além da parte física, Léo Gamalho e Cassiano precisarão aguardar também a liberação da Confederação Brasileira de Futebol para entrar em campo. Nenhum dos dois teve o seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da entidade. O atacante Pingo e o volante Everton, que foram contratados recentemente, assim como todos os outros jogadores que renovaram os seus contratos, já estão liberados.
a8.jpg
Link to comment
Share on other sites

Conheça mais do Grupo A

america_rn_30X30.pngconfianca_30.pngsergipe_30.pngvitoria_30x30.png

A temporada do futebol, enfim, vai começar em 2014. O pontapé inicial será dado pela Copa do Nordeste, cujo jogo inaugural (Potiguar de Mossoró x Treze) acontecerá na próxima sexta-feira. Dividido em quatro grupos com quatro equipes cada, o torneio promete agitar os primeiros meses dos torcedores “arretados”.

Vale lembrar que o clube que sagrar-se campeão, terá o direito de participar da Copa Sul-Americana de 2014, além da boa quantia de dinheiro ganha como premiação. De hoje até quinta-feira, a Folha de Pernambuco apresentará as chaves da competição, começando pelo Grupo A, composto por Vitória/BA, América/RN, Sergipe e Confiança.

Destaque para o Rubro-negro baiano, considerado o time mais forte, enquanto os outros correm como possíveis azarões. Não é à toa que o Leão da Bahia já conquistou o troféu em cinco oportunidades. Os times de Sergipe se reforçaram com alguns jogadores conhecidos dos pernambucanos.

Já o América tenta apagar a má impressão deixada após quase ser rebaixado na Série B. Disputada pela primeira vez em 1968, a Copa do Nordeste vai para a sua 14ª edição, já que não foi realizada em todos o anos desde a sua criação.

VITÓRIA

Com desfalques importantes, o Rubro-negro vai estrear na competição domingo, contra o América, no Barradão, em Salvador. Até agora, apenas três jogadores desembarcaram para o maior vencedor do Nordestão: o zagueiro Dão, o volante Lucas Zen, que disputou o último Brasileirão pelo Botafogo, e Willie, atacante que retorna de empréstimo após passagem pelo rebaixado Vasco.

Entre as contratações, destaque para Dão. O jogador, que já vestiu a camisa do Sport, foi credenciado pela grande campanha na SérieB do ano passado, quando foi vice-campeão representando o mediano Chapecoense. Agora, ele chega com bastante moral em Salvador. Das baixas, sem dúvidas, a maior é a de Maxi Biancucchi, que acertou sua transferência para o arquirrival Bahia na última semana.

Do time do ano passado, ainda saíram o zagueiro Gabriel Paulista, contratado pelo Villareal, da Espanha, e o zagueiro Victor Ramos. Na Copa do Nordeste do ano passado, o Vitória/BA acabou eliminado nas quartas-de-final. O algoz da equipe baiana foi o Ceará.

Provável escalação: Wilson; Nino Paraíba, Dão, Fabrício, Juan; Luís Alberto, Neto Coruja, Escudero eMarquinhos;William Henrique eDinei. Técnico: Ney Franco.

AMÉRICA-RN

Com apenas um título na competição, o América tenta repetir o ano de 1998. Para isso, a diretoria se movimentou e contratou vários jogadores.Após assegurar a permanência na Série B com muita dificuldade, o clube potiguar resolveu formar uma equipe mais consistente para esta temporada.

No Nordestão 2013, o time alvirrubro sequer passou à fase de mata-mata. A lista de reforços do clube é extensa. Dos 12 jogadores que chegaram à agremiação, observa-se alguns bons nomes. O zagueiro Dalton, que já foi vice-campeão mundial sub-20 em 2009, e estava no Internacional/RS, chega para colocar ordem na zaga do time treinado por Leandro Sena. Inclusive, Leandro tenta repetir o sucesso que teve quando ainda era jogador e conquistou o heroico acesso à Série A com a camisa do América, em2006.

Entre os jogadores que deixaram a equipe, Cascata foi o de maior peso. Outro que deve fazer falta é Rodrigo Pimpão. O atacante revelado pelo Paraná não deve renovar o contrato com o Dragão.

Provável escalação: Andrey; Norberto, Edson Rocha, Dalton, Raí; Tiago Dutra, Fabinho,RégiseRubinho;AdrianoPardaleRafinha. Técnico: Leandro Sena.

CONFIANÇA-SE

Apesar da grande diferença na folha salarial comparada aos concorrentes, o Confiança tem como objetivo ser o grande azarão do Grupo A. Para isso, fez algumas importantes contratações. Leandro Kivel, vice-campeão brasileiro da Série C 2013, como Sampaio Corrêa, é um dos principais nomes apresentados pelo Dragão de Sergipe.

Geraldo, um velho conhecido do futebol pernambucano, também vai vestir a camisa do Alviazulino. O meia de 39 anos, que já jogou no Sport e no Náutico, vai disputar o Nordestão coma camisa 50. No elenco do técnico Givanildo Sales, existem outros jogadores rodados. O atacante Bibi, por exemplo, já coleciona passagens pelo Sport e pelo Ypiranga.

Por fim, Philco é mais um que já vestiu a camisa de um grande clube do Estado. Além do Santa Cruz, o atacante já defendeu o Central. Terceiro colocado no Campeonato Sergipano do ano passado, o Confiança agora quer, enfim, levantar um troféu com uma maior expressão. A estreia do clube está marcada para o próximo dia 18, no clássico diante do Sergipe, que será realizado no Estádio Presidente Médici.

Provável escalação: Beto (Jefferson); João Carlos, Bira, Vinícius, Altemar; Raulino, Josivan, Wallace (Geraldo) e Everton (Wallace Pernambucano); Philco e Bibi (Leandro Kivel).Técnico: Givanildo Sales.

SERGIPE

Atual campeão estadual, o Sergipe vai com tudo para a temporada de 2014. Após quase conquistar o acesso ao Brasileiro da Série C, o time tenta surpreender no grupo que conta com Vitória/BA e América/RN como favoritos.

No ano passado, o Alvirrubro ficou de fora da competição regional. Das contratações do Diabo, a principal é o meia Bruno Iotti, que já jogou no Paraná e estava no Bragantino. Vale destacar também os atacantes Jonathan e Noah.

O primeiro esteve na campanha vitoriosa do Santa Cruz na Serie C de 2013, enquanto o último é do Botafogo/SP e foi emprestado. Dos jogadores remanescentes, destaque para Pablo, contratado nomeio de 2013 após lesão do até então titular Marcão. O goleiro estava no River Plate/SE e foi considerado o melhor da posição no Sergipano do ano passado. Outro fator que pode servir como motivação é que o Sergipe nunca passou da primeira fase do Nordestão. A primeira, espera o grupo, pode ser desta vez.

Provável escalação: Pablo (Júnior); Magno, Fernando Belém, Léo, David; Rodrigo, Rafael, Bruno Iotti (Leozinho) e João Paulo; Jonathan (Clóvis) e Bruno Gaúcho (Naoh). Técnico: Vinícius Saldanha.

Fonte: Folha De Pernambuco

Conheça o Grupo B da Copa do Nordeste

bahia_30x30.pngCSA_30.pngsanta_cruz_30x30.pngvitoria_da_conquista_30x30.png

Dando continuidade à sequência de apresentações de grupos da Copa do Nordeste, a Folha de Pernambuco destrincha hoje o Grupo B da competição. A chave, por sinal, tem tudo para ser uma das mais agitadas. Isso porque junta dois clubes com tradição e uma fortíssima rivalidade na Região: Santa Cruz e Bahia. Embora ainda não tenha conquistado um título do torneio, o Santa aparece como um forte candidato para levantar a taça. Afinal, o Tricolor do Arruda vem embalado por uma grande ascensão nos últimos anos – um tricampeonato estadual e o inédito título da Série C.

Do outro lado, encontra-se o Bahia, que também tem tudo para ocupar a liderança do grupo. A equipe surge como favorita pelo fato de trazer na bagagem dois títulos do Nordestão: em 2001 e 2002. Além, é claro, de ser um dos mais tradicionais clubes da Região. Por sua vez, CSA e Vitória da Conquista chegam com a missão de surpreender os adversários e tentar chegar ao inédito título. Vale lembrar que apenas os dois mais bem classificados de cada chave avançam para o mata-mata, que começa com as quartas de final.

SANTA CRUZ

O torcedor do Santa Cruz não tem boas lembranças da Copa do Nordeste. Isso porque o clube pernambucano nunca teve o privilégio de levantar a taça do torneio. A última lembrança, por sinal, não é nada boa. Em 2013, o gol de Assisinho, aos 48 minutos do segundo tempo, calou o Arruda e garantiu a vitória por 2×1 para o Fortaleza, eliminando os tricolores nas quartas de final.

A diretoria coral optou por renovar o contrato dos principais atletas. A preocupação, no entanto, foi com o ataque. Dênis Marques deixou de ser ídolo e deu adeus ao Arruda. André Dias, artilheiro, se lesionou e está de molho. Os cartolas, então, tiveram que se virar e foram atrás de reforços com bom histórico no Nordestão. O primeiro anunciado foi Léo Gamalho, que jogou pela ASA e marcou quatro gols no Regional do ano passado. Mesmo número de Pingo, que atuou pelo Ceará. Além deles, Cassiano também chega para preencher as duas vagas deixadas. Ele foi emprestado pelo Internacional e defendeu o Criciúma na Série A de 2013.

Ficha técnica

Fundação: 3 de fevereiro de 1914

Cores: Vermelho, branco e preto

Estádio: José do Rego Maciel, o Arruda (60.044 espectadores)

Mascote: Cobra Coral

Melhor desempenho no Nordestão: 4º lugar (2002)

Site oficial: www.santacruzpe.com.br

Provável escalação: Tiago Cardoso; Oziel, Renan Fonseca, Everton Sena e Tiago Costa; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Renatinho(Natan) e Raul; Cassiano e Léo Gamalho Técnico: Vica

BAHIA

O Bahia está mesmo disposto a não fazer feio nesta edição da Copa do Nordeste. Após um ano sem títulos, a diretoria do clube promoveu uma vassourada no elenco com direito até a troca de técnicos. Cristóvão Borges deixou o cargo para a chegada de Marquinhos Santos, que esteve no Coritiba. Boas contratações já chamam a atenção dos holofotes para o vestiário tricolor neste início de temporada.

A começar pela chegada do argentino Maxi Biancucchi, o famoso “primo de Messi”, que teve uma grande passagem pelo rival Vitória no ano passado. Junto com ele surge seu irmão e novato Emanuel Biancucchi, ex-Olímpia/PAR. Entre os outros reforços, destaque para os atacantes Hugo e Rhayner, velhos conhecidos dos pernambucanos. Ambos tiveram passagens pelo Náutico e agora lutam por uma vaga de titular no Tricolor de Aço. Outros que chegam com moral são o zagueiro Anderson Conceição, ex-Mallorca/ESP, e o lateral-direito Galhardo, ex-Santos. As baixas são as saídas do volante Feijão e dos atacantes Obina e Souza.

Ficha técnica

Fundação: 1º de janeiro de 1931

Cores: Vermelho, branco e azul

Estádio: Arena Fonte Nova (55.000 espectadores)

Mascote: Super-Homem

Melhor desempenho no Nordestão: Bicampeão (2001 e 2002)

Site oficial: www.esporteclubebahia.com.br

Provável escalação: Marcelo Lomba, Galhardo, Anderson Conceição, Titi (Demerson) e Raul; Fahel, Fabrício Lusa, Emanuel Biancucchi e Anderson Talisca; Wangler (Rhayner) e Maxi Biancucchi. Técnico: Marquinhos Santos

CSA

A busca pelo título inédito da Copa do Nordeste ainda não abandonou a mente dos diretores do CSA. Embora tenha duas “pedreiras” pela frente (Santa Cruz e Bahia), os alagoanos seguem esperançosos em avançar para a segunda fase do torneio. O objetivo, pelo menos, é ir além do terceiro lugar, conquistado em 2010, melhor resultado alcançado pela equipe no Nordestão. Para chegar até lá, o clube apostou no conhecimento do técnico Oliveira Canindé, campeão da última edição do torneio, realizada no ano passado, pelo Campinense/PB.

O novo comandante não deverá promover muitas mudanças na equipe. Pelo menos foi o que se observou nos amistosos disputados na semana passada. O CSA enfrentou o Treze/PB em duas ocasiões. Em casa, venceu por 2×1. Na Paraíba, empatou por 0×0. Após as partidas, Oliveira Canindé deu a entender que não fará mudanças drásticas, e também não pretende utilizar os jogadores das categorias de base. Portanto, na estreia contra o Bahia, o Azulão entra em campo com a base que foi vista nos amistosos.

Ficha técnica

Fundação: 7 de setembro de 1913

Cores: Azul e branco

Estádio: Rei Pelé

Mascote: Azulão (18.801 espectadores)

Melhor desempenho no Nordestão: 3º lugar (2010)

Site oficial: www.centrosportivoalagoano.com

Provável escalação: Pantera; Pedro Silva, Roberto Dias, Breno e Mineiro; Charles Wagner, Léo Maceió e Daniel Costa; Jefferson Maranhense, Josimar e Uéderson. Técnico: Oliveira Canindé

VITÓRIA DA CONQUISTA

A temporada ainda não começou, mas o município de Vitória da Conquista, na Bahia, já está em festa. Afinal, o clube da cidade estreia neste ano na Copa do Nordeste, e vem evoluindo cada vez mais no Campeonato Baiano. Fundado em 2005, desde seu nascimento promete a seus seguidores resgatar as alegrias do futebol para a população. Até o momento, a atual diretoria presenteou os torcedores apenas com o título da Segunda Divisão do Estadual, em 2006. Surpreender os tradicionais times da Região é a grande missão do Vitória da Conquista.

O técnico Evandro Guimarães comandou os primeiros treinos da equipe na semana passada. O setor de ataque foi o que recebeu a maior atenção em termos de novidade. Isso porque o atacante Tatu, que se tornou ídolo do clube após ser artilheiro do Baiano 2008, marcando 16 gols. Ele fará dupla com o jovem Kattê, de 22 anos. No meio, destaque para Candinho e Rafael da Granja. Este último jogou o Campeonato Carioca pelo Volta Redonda, no ano passado.

Fundação: 21 de janeiro de 2005

Cores: Verde e branco

Estádio: Municipal Lomanto Júnior, o Lomantão (12.500 espectadores)

Mascote: Bode

Melhor desempenho no Nordestão: Estreante

Site oficial: www.ecppvc.com

Provável escalação: Alex; Paulo Sales, Sílvio, Everton e Tiaguinho; Edimar, Ramires, Candinho, Rafael da Granja; Tatu e Kattê. Técnico: Evandro Guimarães

Fonte: Folha de Pernambuco

Conheça o Grupo C do Nordestão

CRB30.pngceara_30x30.pngpotiguar-mossoro_novo30.pngtreze_30x30.png

A Copa do Nordeste é a competição regional mais tradicional do País. Contando com a rivalidade de grandes times, o certame promete muitas emoções para os torcedores. Hoje, a Folha de Pernambuco traz as informações dos times do Grupo C, onde a briga pela vaga nas quartas de final promete ir até o último minuto. Pelas campanhas dos últimos anos, o Ceará pode ser apontado como favorito. Mas Treze e CRB não devem dar sossego ao Vovô. Para completar, o Potiguar tenta fazer história na competição, passando de fase pela primeira vez.

Ceará

Time mais forte do Grupo C, o Ceará é a agremiação mais cotada para seguir as quartas do Nordestão. Quarto colocado em 1997 e no ano passado, o Vovô chega ao ano do seu centenário com ambição de conquistar o seu primeiro Nordestão.

Para isso, a agremiação alvinegra buscou reforços de peso: os zagueiros Gabriel Santos e Anderson, ex-Sport e Paraná, respectivamente, o meia Souza, campeão da Libertadores e do Mundial com o São Paulo em 2005, e, por fim, os atacantes Tadeu, Bill e Assisinho. Este último chega proveniente do arquirrival Fortaleza e é tratado como uma das maiores revelações do futebol cearense nas últimas décadas.

Apesar do vários investimentos, o destaque da equipe continua sendo Magno Alves. Com um faro de gol ímpar, o “Magnata” deve estufar as redes dos adversários nesta Copa do Nordeste. Além de Vicente, ex-jogador do Náutico. Essa será a terceira temporada consecutiva do lateral-esquerdo com a camisa do Alvinegro. A estreia do Ceará é contra o CRB, sábado, na Arena Castelão.

Ficha técnica

Fundação: 2 de junho de 1904

Cores: Preto e Branco

Estádio: Arena Castelão (63.903 espectadores)

Mascote: Vovô

Melhor desempenho: 4º lugar (1997 e 2013)

Site oficial: www.cearasc.com

Provável escalação: Gustavo; Marcos, Gabriel Santos, Anderson e Vicente; João Marcos, Ricardinho, Souza e Rogerinho; Magno Alves e Assisinho. Técnico: Sérgio Soares

CRB

Com a base mantida do grupo que disputou o Campeonato Brasileiro da Série C de 2013, o CRB não apresentou uma grande contratação neste início de temporada. Após ter o nome de Dênis Marques ventilado pelas bandas do Rei Pelé, os dirigentes do Alvirrubro alagoano resolveram apostar na juventude. As voltas do zagueiro Nilson, do lateral-esquerdo Gleydson e do meia Léo, que estavam emprestados, ilustram bem isso.

Entre os jogadores que se encontram no plantel da agremiação, destaque para o veterano Denílson. O jogador, que já foi artilheiro de uma edição de Mundial de Clubes, em 2009, quando defendia as cores do sul-coreano Pohang Steelers, agora pretende repetir o desempenho na Copa do Nordeste.

Vale lembrar que devido à confusão que envolveu os torcedores do time com os do Santa Cruz, ainda no ano passado, o Galo da Pajuçara perdeu o mando de campo dos seus três jogos da fase de grupos. O novo lugar escolhido pela direção do clube foi o Estádio Gerson Amaral, em Coruripe.

Ficha técnica

Fundação: 20 de setembro de 1912

Cores: Vermelho e Branco

Estádio: Rei Pelé (18.801 espectadores)

Mascote: Galo

Melhor desempenho: Vice-campeão (1994)

Site oficial: www.crbacimadetudo.com.br

Provável escalação: Júlio César; Paulo Sérgio, Marcos Vinícius, Filipe e João Vitor; Johnnattan, Diego Aragão, Audálio e Léo; Denilson e Tozin (Henrique Dias). Técnico: Roberval Davino

Treze

Clube de tradição da Paraíba, terra natal do jogador Hulk, o Treze entra na Copa do Nordeste com o gosto de vingança. Depois de não obter o acesso à Série B por um triz, o Alvinegro de Campina Grande se reforçou bem para o ano de 2014. Considerado o segundo melhor time da chave, na teoria, o Galo buscou o zagueiro Daniel Marques e o lateral-direito Eduardo Arroz, as principais contratações da equipe até o momento. Destaque para o reencontro de Daniel com o seu antigo clube, o CRB, na terceira rodada do certame.

Outros dois nomes que prometem dar uma canseira nos adversários são o atacante Jailson e o meia Clebson. Ambos são bastante conhecidos dos torcedores pernambucanos. O atacante já jogou pelo Sport e estava no Fortaleza. Já o camisa 10 é cria da base do Leão pernambucano, mas foi no Salgueiro onde ele se destacou de verdade. Inclusive, no time de Cornélio de Barros, o armador chegou às oitavas de final da Copa do Brasil do ano passado. Na primeira rodada do Nordestão, o Treze vai medir forças com o Potiguar, sexta-feira, fora de casa.

Ficha técnica

Fundação: 7 de setembro de 1925

Cores: Preto e branco

Estádio: Presidente Vargas (12.000 espectadores)

Mascote: Galo

Melhor desempenho: 3º lugar (1975)

Site oficial: www.trezefc.com.br

Provável escalação: Gilson; Eduardo Arroz, Daniel Marques, Negretti e Wesley Bigu; Leanderson, Escobar, Clébson e Esquerdinha; Jailson e Tiago Souza. Técnico: Leandro Campos

Potiguar de Mossoró

Debutando na Copa do Nordeste, o Potiguar/RN espera deixar uma boa impressão nos seus primeiros passos. Após a pífia campanha no Campeonato Brasileiro da Série D do ano passado, o time do interior do Rio Grande do Norte usou o mercado e fez algumas contratações para 2014.

Depois de anunciar Flávio Barros como o novo técnico, a diretoria viu em Rayllan, Vavá Cearense e Fabinho Cambalhota, a esperança de surpreender no Nordestão. O primeiro é volante e estava no Atlético/GO, onde jogou o Brasileiro da Série B do ano passado. O segundo é centroavante e vive a expectativa de repetir o bom futebol do auge da sua carreira. Por último, Fabinho, que já passou por grandes clubes do Brasil e esteve no Sergipe durante a última temporada.

Além das novas caras do elenco, o Potiguar conta com a experiência dos remanescentes Laênio, Tiago Granja e Magno, peças fundamentais no título do Campeonato Potiguar de 2013. Por fim, uma das maiores apostas é o meia/ala Berg, de 30 anos. O jogador já atuou no Náutico e no América/RN.

Ficha técnica

Fundação: 11 de fevereiro de 1945

Cores: Vermelho e branco

Estádio: Nogueirão (5.000 espectadores)

Mascote: Príncipe

Melhor desempenho: Estreante

Site oficial: www.potiguardemossoro.com.br

Provável escalação: Laênio; Tiago Granja, Werverson, Paulo Paraíba e Thiago Baroni; Alexandre, Magno, Fidélis e Rayllan; Vavá Cearense e Fabinho Cambalhota. Técnico: Flávio Barros

Fonte: Folha de Pernambuco

Clássico dos Clássicos no Grupo D do Nordestão

botafogo-pb_30x30.pngGuarany_30x30.pngnautico_30x30.pngsport_30x30.png

O sorteio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu que Sport e Náutico vão se encontrar logo nos primeiros dias do ano. A expectativa, portanto, gira em torno da segunda rodada da Copa do Nordeste, quando o Leão e o Timbu entram em campo na Ilha do Retiro. Com isso, pode-se afirmar que o Grupo D do torneio, com a ajuda do Clássico dos Clássicos, será um dos mais agitados desta edição. Com sede de títulos, os rivais mais antigos de Pernambuco não vão medir esforços para levantar a taça e garantir a vaga na Copa Sul-Americana, onde se enfrentaram no ano passado. O ano promete ser de muitos dérbis no Estado. A boa notícia é que duas vagas (primeiro e segundo lugar de cada chave) garantem a classificação para a segunda fase do Nordestão. Mais que isso: os adversários dos pernambucanos não são de assustar tanto assim. Guarany de Sobral e Botafogo/PB complementam o Grupo D, cientes de que terão um árduo caminho pela frente. Sem tempo a perder, os clubes estão devidamente preparados para ver a bola rolando. Confira um resumo sobre como as equipes estão “arrumando a casa” para jogar o Nordestão.

Sport

Se for observar os resultados, o Sport é o “bicho papão” do Grupo D da Copa do Nordeste. Com força tradicional, o clube rubro-negro levantou a taça do torneio em duas ocasiões (1994 e 2000). Os números o classificam como o segundo maior detentor de títulos do Regional, ao lado do Bahia e atrás apenas do pentacampeão Vitória. Mas como em clássico não existe favorito, ainda não há o que comemorar na Praça da Bandeira. Náutico, Guarany/CE e Botafogo/PB estão aí para complicar a vida do Leão, que sonha em voltar a disputar a Sul-Americana após o fracasso no ano passado. A perda de jogadores, no entanto, anda dando dor de cabeça aos cartolas da Ilha do Retiro.

A começar por Marcos Aurélio, artilheiro e que carregou o time nas costas com o acesso à Série A. Em segundo plano vem o meia Lucas Lima, que se reapresentou ao Internacional e não será novamente emprestado ao Sport. A diretoria quebra a cabeça para contratar substitutos à altura. A boa notícia foi a volta do zagueiro Durval.

Ficha técnica

Fundação: 13 de maio de 1905

Cores: Vermelho e preto

Estádio: Adelmar da Costa Carvalho – Ilha do Retiro (35.000 espectadores)

Mascote: Leão

Melhor desempenho no Nordestão: Bicampeão (1994 e 2000)

Site oficial: www.sportrecife.com.br

Provável escalação: Magrão; Patric, Ferron, Durval e Marcelo Cordeiro; Rodrigo Mancha, Naldinho, Rithely e Aílton; Felipe Azevedo e Neto Baiano. Técnico: Geninho.

Náutico

Em 2013, o Náutico fez uma temporada para ser esquecida. Após um rebaixamento vexatório na Série A, o Timbu junta os cacos para voltar aos dias de glória. Já são dez anos sem saber o que é um título. Para apagar a má impressão do ano passado, o clube passou por mudanças drásticas, tanto dentro de campo quanto fora dele. Sob a administração do novo presidente, Glauber Vasconcelos, o Náutico ganha uma nova imagem. O mesmo pode ser visto no elenco. Até o fechamento desta edição, 13 atletas haviam sido contratados pelo clube de Rosa e Silva, além do técnico Lisca, que veio do Juventude/RS. Por outro lado, o torcedor pode sentir falta de alguns atletas que deram adeus aos Aflitos.

Com o orçamento baixo, o Náutico não ousou em nomes de peso. Mas promoveu uma vassourada no elenco. O volante Rodrigo Possebon foi a principal contratação do clube. Mas outros recém-contratados também devem começar a temporada como titular. São os casos do zagueiro Romário, do lateral-esquerdo Gerley e do atacante Roberson.

Ficha técnica

Fundação: 7 de abril de 1901

Cores: Vermelho e branco

Estádio: Arena Pernambuco (46.154 espectadores)

Mascote: Timbu

Melhor desempenho no Nordestão: 3º lugar (2001 e 2002)

Site oficial: www.nautico-pe.com.br

Provável escalação: Gideão; João Ananias, William Alves, Romário e Gerley; Rodrigo Possebon, Elicarlos, Dê, Thulio e Zé Mário; Roberson. Técnico: Lisca

Guarany/CE

O Guarany de Sobral terá neste ano a sua segunda participação na Copa do Nordeste. Desta vez, o torcedor espera ver o time ir mais além do que foi visto em 1994, quando o clube cearense parou nas quartas de final diante do CRB. Mas, para isso, terá de contar com as ironias do futebol. Afinal, o Cacique do Vale é teoricamente o time mais fraco do Grupo D, que tem Sport e Náutico como fortes favoritos para a primeira e segunda posições da chave. O Botafogo/PB, embora seja inferior aos pernambucanos, tem mais tradição no Nordeste em relação ao Guarany. Mas a diretoria do time não se intimidou e fez as devidas contratações para dar trabalho no Nordestão.

O técnico Vladimir de Jesus já teve boas oportunidades de avaliar a equipe ao realizar alguns amistosos. No último, o Guarany aplicou uma goleada de 5×0 sobre o SAFECE (Sindicato dos Atletas de Futebol do Estado do Ceará). O lateral-esquerdo Zeca, que veio do Novo Hamburgo/RS, já atuou como titular no amistoso. O último reforço anunciado foi o zagueiro Bernardo, que estava no Águia de Marabá.

Ficha técnica

Fundação: 3 de julho de 1938

Cores: Vermelho e preto

Estádio: Estádio do Junco (10.000 espectadores)

Mascote: Cacique

Melhor desempenho no Nordestão: 7º lugar (1994)

Site oficial: www.guaranydesobral.com.br

Provável escalação: Eliardo; Edson, Joécio, Juliano e Zeca; Rodrigo Victor, Zé Augusto, Santos e Márcio Tarrafas; Adriano e William. Técnico: Vladimir de Jesus

Botafogo/PB

Assim como o Guarany de Sobral, o Botafogo também terá de contar com a sorte para avançar às quartas de final da Copa do Nordeste. Atual campeão paraibano e da Série D do Campeonato Brasileiro, o Belo tem como melhor resultado na competição um vice-campeonato, conquistado ainda em 1974. O torcedor do Alvinegro, no entanto, espera continuar a testemunhar alegrias no Estádio Almeidão.

Nos últimos dias, os paraibanos tiveram uma boa notícia: o Botafogo foi até Natal enfrentar o América/RN em um jogo-amistoso e não fez feio. Com gol do volante Pio, o Belo conquistou uma importante vitória, que foi vista como “surpreendente” por parte da mídia local. O técnico Marcelo Vilar, portanto, parece já ter encaixado o time titular para o início do Regional, embora tenha feito 11 substituições durante o jogo. Entre as contratações, destaque para o atacante argentino Frontini, anunciado ainda no ano passado. Ele foi titular no amistoso contra o América e deve ter lugar garantido no time paraibano.

Ficha técnica

Fundação: 28 de setembro de 1931

Cores: Preto e branco

Estádio: Almeidão (25.770 espectadores)

Mascote: Xerife

Melhor desempenho: vice-campeão (1974)

Site oficial: www.botafogodaparaiba.com

Provável escalação: Remerson; Ferreira, Magno Alves, André Lima e Celico; Zaquel, Hércules, Pio e Lenílson; Rafael Aidar e Frontini. Técnico: Marcelo Vilar

Fonte: Folha de Pernambuco

Link to comment
Share on other sites

E hje já começa!!

E o Esporte Interativo Nordeste vai chegar com uma cobertura SHOW DE BOLA!! :D


Vo torcer pro Treze do meu amigo Genésio Nunes e pro Sergipe dos meus amigos Leozinho, Bacabal e Vinicius Saldanha

Link to comment
Share on other sites

Vou ver todos os jogos! :D

Link to comment
Share on other sites

Com mais patrocinadores, visibilidade e resposta do público, a Copa do Nordeste de 2014 teve um aumento considerável na cota de premiação para os clubes em relação à edição passada. A premiação informada pela Liga do Nordeste neste ano será 54% maior que a de 2013, na volta do regional.

Os direitos comerciais para o campeão, somando os valores de participação e premiação, saltaram de R$ 1,1 milhão para R$ 1.565.000.

Ao todo, os 16 participantes vão dividir 8,6 milhões de reais, com premiações a cada fase, diferente do que ocorreu no ano anterior, quando apenas o campeão (R$ 800 mil) ganhou uma cota além da verba fixa pela participação.

No Nordestão de 2014, com os 62 jogos na grade de transmissão no Esporte Interativo, além das exibições em sinal aberto na Rede Globo, cinco empresas já firmaram contratos de patrocínio. Entre as marcas, Brahma, Gillete, Sportingbet, Penalty e GVT. A Brahma adquiriu a maior cota, de R$ 2,67 milhões.

Vale lembrar que além dessas receitas, Náutico, Santa Cruz e Sport ainda disputarão a vaga na Copa Sul-Americana, garantida ao grande campeão.

Cotas absolutas para as campanhas na Copa do Nordeste:

2014
Campeão – R$ 1,565 milhão
Vice – R$ 965 mil
Semifinalista – R$ 665 mil
Quartas de final – R$ 505 mil
Primeira fase – R$ 345 mil

Total: R$ 8.640.000

2013
Campeão – R$ 1,1 milhão
Participação – R$ 300 mil

Total: R$ 5.600.000

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto
Geninho faz novo coletivo e define time para estreia do Sport no Nordestão
Treinador promoverá estreias do zagueiro Ferron e do volante Rodrigo Mancha
20140117173617567997a.jpg
O técnico Geninho voltou a repetir a escalação que vem esboçando para o time titular do Sport, que estreará às 16h do próximo domingo, na Copa do Nordeste, contra o Botafogo, no estádio Almeidão, em João Pessoa. Em trabalho realizado na tarde desta sexta-feira, o treinador comandou o último coletivo antes da viagem para a capital paraibana.
O último jogador que vinha treinando na equipe titular ainda com a incerteza de jogar, o volante Rodrigo Mancha teve o seu nome, enfim, publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta tarde. Além dele, outro atleta que fará a sua estreia no domingo será o zagueiro Ferron, também como titular.
Os escolhidos de Geninho são: Magrão; Patric, Ferron, Oswaldo e Marcelo Cordeiro; Rodrigo Mancha, Naldinho, Rithely e Aílton; Sandrinho e Felipe Azevedo. O time reserva trabalhou com: Saulo; Renato, Ewerton Páscoa, Meza e Igor; Welton, Ronaldo, Renê, Robert Flores e Everton Felipe; Érico Júnior.
Confirmado
Após o treino, o técnico Geninho concedeu uma entrevista coletiva, onde confirmou que o time que treinou nesta sexta-feira será o mesmo que iniciará a partida no domingo.
superesportes_logo.png

Link to comment
Share on other sites

Conheço o Ramires do Vitória da Conquista, já joguei muita bola com ele... Bom jogador.

Link to comment
Share on other sites

Guest João Gilberto

Um campeonato nordestino repleto de arenas de primeiro mundo

arena_copa_do_nordeste_2014__560_fonte_n

A Copa do Nordeste de 2014 terá um fator novo em relação à infraestrutura.
Entre os estádios inscritos, quatro deles farão parte da Copa do Mundo.
As quatro arenas nordestinas selecionadas como subsedes do Mundial no Brasil irão disponibilizar 202.426 cadeiras para a torcida. Para isso, um investimeno bilionário. Ao todo, uma despesa de 2,059 bilhões de reais, com 71% do gasto através de financiamento federal.
Em 2013, o Nordestão contou apenas com o Castelão, que foi também a primeira arena da Copa do Mundo a ser inaugurada no país. Na ocasião, houve uma rodada dupla, com Fortaleza 0 x 0 Sport e Ceará 0 x 1 Bahia.
Em seguida foram abertas as portas da Fonte Nova e da Arena Pernambuco, ainda no primeiro semestre, mas só após o regional. Já em plena operação, os estádios serão utilizados regularmente no regional.
Assim como o empreendimento de Natal, finalizando agora, um ano depois. O jogo de abertura será pela disputa do Nordestão.
Primeiros jogos nas arenas no Nordestão 2014:
18/01 – Ceará x CRB (Castelão)
20/01 – Náutico x Guarany (Arena Pernambuco)
22/01 – Bahia x Santa Cruz (Fonte Nova)
26/01 – América x Confiança (Arena das Dunas)
arena_copa_do_nordeste_2014__560_castela
Castelão (Fortaleza-CE)
Capacidade: 63.903 lugares
Custo: R$ 518,6 milhões
Clubes: Ceará (até 2018), Ferroviário (até 2018) e Fortaleza (em negociação, mas com mando em alguns grandes jogos)
arena_copa_do_nordeste_2014__560_fonte_n
Fonte Nova (Salvador-BA)
Capacidade: 50.223 lugares
Custo: R$ 591,7 milhões
Clubes: Bahia (até 2018) e Vitória (em negociação)
arena_copa_do_nordeste_2014__560_arena_p
Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata-PE)
Capacidade: 46.214 lugares
Custo: R$ 532 milhões (ordem de grandeza de R$ 650 mi)
Clubes: Náutico (até 2043), Sport (até 2019, ainda não assinado) e Santa Cruz (em negociação)
arena_copa_do_nordeste_2014__560_arena_d
Arena das Dunas (Natal-RN)
Capacidade: 42.086 lugares
Custo: R$ 417 milhões
Clubes: América (até 2018) e ABC (em negociação)
Estádios de ponta agora estão inseridos no futebol nordestino, em quatro de suas principais capitais
Resta aguardar por um bom futebol…
logo_portal_pecom.gif
Link to comment
Share on other sites

Potiguar leva susto, mas marca no fim do jogo e vira para cima do Treze

potiguar_x_treze_1.jpg

Ex-Treze, o atacante Vavá decide o jogo em favor do Potiguar (Foto: Alcivan Costa/Gazeta do Oeste)

Após dois tempos distintos no Estádio Nogueirão, em Mossoró, o Potiguar venceu o Treze por 2 a 1 na noite desta sexta-feira, na estreia dos dois times na Copa do Nordeste. Numa segunda etapa emocionante, os donos da casa viram os paraibanos saírem na frente com gol de Jaílson, mas correram atrás e viraram com Rayllan e Vavá, que marcou aos 45 minutos.

Com esse resultado, o Potiguar larga na frente e lidera o Grupo C da competição regional. Essa primeira rodada da chave vai ser completada amanhã, quando Ceará e CRB se enfrentam em Fortaleza.

O Potiguar volta a campo na próxima terça-feira, quando encara o CRB às 21h30 (horário local) no Estádio Gérson Amaral, em Alagoas. O Treze, por sua vez, recebe o Ceará na quarta-feira no Estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, em jogo marcado para as 21h15.

Equilíbrio e poucos lances de perigo no primeiro tempo

Potiguar e Treze fizeram uma primeira etapa muito estudada e sem lances de grande emoção. Pecando na criatividade e quase sempre errando o último passe, os dois times quase não deram trabalho aos goleiros adversários.

Os donos da casa até tiveram mais a posse de bola e o domínio do meio de campo, mas foram pouco eficientes no ataque. Rayllan se movimentou bem, sempre procurando Fabinho Cambalhota e Reginaldo Júnior na área. Mas o goleiro Gilson, do time paraibano, só participou do jogo em saídas de bola alçadas na área e num lance já aos 43 minutos, quando o cortou um cruzamento que encontraria Cambalhota sozinho na cara do gol.

Já o Treze insistiu muito em jogadas pela direita, geralmente com Lídio e Eduardo Arroz. Assim, o time conseguiu dar um certo trabalho à defesa alvirrubra, que venceu o ataque adversário em todos os lances. No fim, o 0 a 0 na primeira etapa acabou traduzindo bem o que os times produziram em campo.

Jogo cresce em emoção e Potiguar se supera

Para a segunda etapa, o técnico Leandro Campos voltou com Birungueta no lugar de Davi Ceará para dar mais velocidade ao Treze, mas foi o Potiguar que começou melhor. Até os 10 minutos, o Alvirrubro pressionou os paraibanos e quase abriu o placar em duas oportunidades. Aos dois e aos cinco minutos, o goleiro Gilson fez grandes defesa em finalizações de Rayllan, Fidélis e Rogério.

Aí veio o castigo. Aos 10, a defesa do Potiguar falhou, Téssio invadiu a área e rolou a bola para Jaílson, que só tocou para o gol, o primeiro da Copa do Nordeste. A partir daí, o técnico Flávio Barros mandou o Alvirrubro para cima. Colocou Michael e Vavá em campo e reajustou o time para o 4-3-3. O confronto passou a se desenhar com os donos da casa pressionando e os paraibanos saindo no contra-ataque.

Num dos contra-golpes trezeanos, Eduardo Arroz mandou uma bomba de perna esquerda e carimbou o travessão do golerio Laênio. Mas o Potiguar cresceu ainda mais no jogo quando Berg entrou em campo. E a pressão alvirrubra surtiu efeito aos 35. Em falha da defesa do Treze, Fabinho Cambalhota avançou e chutou forte. Gilson ainda defendeu, mas, no rebote, Rayllan mandou para a rede. Era o empate dos donos da casa.

E o Alvirrubro seguiu em cima, pressionando. Três minutos depois de empatar, o time foi para cima e, em bola alçada na área, o ex-trezeano Vavá desviou de cabeça e acertou o travessão de Gilson. Parecia um aviso. O Potiguar seguiu pressionando, insistindo, e, aos 45 Vavá mostrou seu oportunismo. Após cruzamento da direita, houve um bate-rebate dentro da área do Treze e o atacante conseguiu tocar para a rede, virando o jogo e decidindo a partida em favor dos donos da casa.

Fonte: Globo Esporte

Hoje tem

16h30 - Santa Cruz santa_cruz_30x30.png x vitoria_da_conquista_30x30.png Vitória da Conquista - (Estádio Lacerdão/Caruaru)

18h30 - Ceará ceara_30x30.png x CRB30.png CRB - (Arena Castelão/Fortaleza)

20h30 - Sergipe sergipe_30.png x confianca_30.png Confiança - (Estádio Presidente Médici/Itabaiana)

*Hora Local (sem horário de verão)

Link to comment
Share on other sites

Santa Cruz bate Vitória da Conquista por 3 a 2 e larga bem no Nordestão

santa_2.jpg

O Santa Cruz largou bem na Copa do Nordeste 2014, ao vencer, no estádio Lacerdão, em Caruaru, a equipe do Vitória da Conquista, estreante na competição, pelo placar de 3 a 2. Um gol marcado com apenas dois minutos de jogo, por Natan, poderia ter dado à equipe tricolor a tranquilidade necessária para a estreia mas a equipe adversária não facilitou e buscou o equilíbrio durante todo o jogo. Raul e Renan Fonseca também marcaram para a equipe Coral. O Bode descontou com Tatu e Kattê.

Na disputa particular entre os ídolos do Santa, Flávio Caça-Rato, e do Vitória da Conquista, Tatu, se deu melhor o atacante alviverde, que conseguiu marcar um gol para a sua equipe. O xodó tricolor, Flávio Caça-Rato, deu uma bela assistência para o primeiro gol do Santa Cruz mas machucou o tornozelo e não conseguiu voltar para o segundo tempo do jogo.

A partida aconteceu em Caruaru porque o Santa Cruz está cumprindo punição com perda de três mandos de campo, por conta de uma briga entre torcedores em um jogo do Nordestão no ano passado, no Rei Pelé, em Maceió. Os próximos dois jogos do Santa na competição também serão no Lacerdão.

Mas a próxima partida do Tricolor pernambucano será na Arena Fonte Nova, contra o Bahia, na próxima quarta-feira, às 21h15. Também na quarta, mas às 19h, o Vitória da Conquista fará sua estreia em casa. Recebe o CSA, no Lomanto Júnior.

Gol no começo do jogo

Jogando longe do Arruda mas com uma boa presença da torcida tricolor, o Santa Cruz iniciou a partida se sentindo em casa. O jogo mal havia começado quando aos 2 minutos, o xodó da torcida, Flávio Caça-Rato, com uma bonita jogada deu o passe para Natan, tirar do goleiro Alex e abrir o placar no Lacerdão. O gol no começo do jogo deixou um tanto atordoada a equipe do Vitória da Conquista, que aos 24 minutos sofreu o segundo golpe: Após uma cobrança de escanteio, Raul aproveitou o rebote de Alex e ampliou a vantagem do Tricolor.

A reação da equipe alviverde veio aos 33 minutos, quando foi assinalado um pênalti de Sandro Manoel em cima de Thiaguinho. Tatu, ídolo da torcida do Bode, não desperdiçou a oportunidade e mandou a bola pra rede, diminuindo a diferença. O gol deu novo ânimo à equipe baiana, que passou a ter mais poder ofensivo. Thiaguinho perdeu uma boa chance de empate aos 41 minutos, mandando a bola pra fora. E Thiago Cardoso precisou livrar o Santa em uma tentativa de Candinho. Apesar das investidas, o Vitória seguiu para o intervalo em desvantagem.

Etapa marcada pelo equilíbrio

No segundo tempo, o Santa Cruz sofreu uma baixa: Com uma pancada no tornozelo, o atacante Flávio Caça-Rato não pode voltar para o jogo e foi substituído por Pingo, um dos reforços contratados para a temporada 2014. Também foram do Santa as melhores oportunidades no reinício da partida. Com apenas quatro minutos, Raul perdeu uma grande chance tentando mandar de letra após o cruzamento de Thiago Costa. Luciano Sorriso também pegou mal na bola quando ficou de cara pro gol e desperdiçou mais uma oportunidade.

Aso 25 minutos, porém, Renan Fonseca não deixou passar a chance de ampliar a vantagem. Aproveitando um rebote na área, o zagueiro encheu o pé e marcou o terceiro gol tricolor. Quando tudo parecia tranquilo para o Santa Cruz, o Vitória da Conquista levou preocupação para a torcida coral ao marcar aos 42 minutos, com Kattê. Mas, embora tenha buscado o empate, a equipe baiana não conseguiu evitar a vitória do Santa.

Fonte: Globo Esporte

Primeiro tempo muito bom, santa podia ter saído com uns 3x0 fácil, sobrou! segundo tempo o time sentiu o físico... o VItória da Conquista vem treinando desde dezembro e no segundo tempo teve mais perna.

Resultado bom! agora é se preparar pra pegar uma pedreira quarta (Bahia Fonte Nova).

Link to comment
Share on other sites

Torcer para um bom resultado amanhã e que o time tenha uma campanha bem melhor esse ano. Vejo Vitória e Bahia como os principais favoritos, com Sport logo atrás.

Quarta vou ver Bahia x Santa na Fonte :)

Link to comment
Share on other sites

Com atuação impecável, Ceará goleia CRB em estreia na Copa do Nordeste

ceara-crb.jpg

Uma estreia de encher os olhos do torcedor alvinegro. Com direito a quatro gols em apenas 30 minutos, o Ceará goleou o CRB por 5 a 0, na noite deste sábado (18), na Arena Castelão, na primeira rodada da Copa do Nordeste. A exibição de gala do Vovô foi um presente a mais para a torcida, que, antes de a bola rolar, viu a diretoria assinar o contrato de compra do Centro de Treinamento do Nordeste (Ceten) no ano do centenário.

A equipe treinada por Sérgio Soares mostrou pleno domínio diante de um apagado CRB durante toda a partida. Com o resultado, o Vovô assume a liderança do Grupo C, superando o Potiguar de Mossoró no critério de saldo de gols. Os alagoanos amargam a lanterna do grupo.

Na próxima rodada, a equipe cearense encara o Treze na quarta-feira (22), às 21h15m (horário local), no estádio Presidente Vargas, na Paraíba. O CRB duela com o Potiguar de Mossoró na terça-feira (21), às 21h30m (horário local), no Gérson Amaral.

Passeio

Imponente. Assim foi o Ceará durante todo o primeiro tempo na Arena Castelão. A equipe de Sérgio Soares nem mesmo deixou completar o primeiro minuto para mostrar sua força. Aos 41 segundos, depois de escanteio cobrado por Souza e toque de Sandro, foi o zagueiro Anderson o responsável por marcar o primeiro do Vovô na competição. Pressionado, o CRB se complicou ainda mais com a expulsão de Paulo Sérgio, que acertou Bill sem bola e recebeu vermelho direto.

Os alagoanos assustaram em seguida, em chute forte de Denílson. Mas essa seria a única chance real de gol criada na primeira etapa. A partir de então, o Ceará anulou o adversário. Mais organizado, com passes rápidos e muita facilidade de chegar ao ataque, a equipe alvinegra fez mais três gols: Magno Alves, aos 18, Bill, aos 21, e Ricardinho, aos 30, explodiram a torcida no Castelão. Com a larga vantagem no placar, o Vovô reduziu o ritmo nos minutos finais, enquanto o visitante não esboçou reação.

E tinha mais...

Com defesa reforçada, os alagoanos pareciam ter voltado no segundo tempo dispostos a não tomarem mais gol, evitando vexame maior na estreia. A dificuldade do CRB de criar jogadas de perigo continuou latente, enquanto do lado do Vovô o que se via era tranquilidade. Sérgio Soares tirou Bill e mandou Tadeu a campo e, logo aos 13 minutos, o atacante quase fez o quinto da equipe alvinegra, mesmo fortemente marcado por Diego Aragão.

Diego Aragao também ficou de frente para Luís Carlos, mas chutou por cima do gol e gerou provocações da torcida alvinegra. Mas outro gol ainda estava reservado para o Vovô. Magno Alves invadiu a área sozinho e deixou o segundo dele na noite, aos 26. Era o capítulo final de uma noite que ficará na memória até mesmo do mais otimista torcedor do Ceará.

Sergipe é melhor, marca duas vezes e derrota rival Confiança no Médici

sergipe1.jpg

Sergipe e Confiança já se enfrentaram incontáveis vezes. Mas o clássico deste sábado, válido pela rodada de abertura da Copa do Nordeste, pode ser classificado como inédito. Afinal, foi o primeiro realizado no estádio Presidente Médici, em Itabaiana. E o confronto foi com vitória do alvirrubro por 2 a 1 sobre os azulinos.

O jogo marcou o reencontro de Leandro Kível e Givanildo Sales com o Sergipe. A dupla mudou de lado em 2014 e passa a defender as cores proletárias. O que os fez serem hostilizados pela torcida colorada.

- Eu lamento isso. Acho que a torcida do Sergipe deveria me tratar melhor, pois eu fiz muitos gols lá e ajudei o time a vencer. Agora estou no Confiança e tenho que fazer o meu trabalho aqui - comentou o atacante Leandro Kível.

A mudança de ares não trouxe muita sorte para o atacante e o técnico. Pelo menos neste início de Nordestão. Melhor em campo, o Sergipe derrotou o rival Confiança e largou na frente no grupo A. Clóves e Bruno Gaúcho anotaram os gols do vermelhinho. O zagueiro Valdo descontou no fim para a equipe azulina.

Na segunda rodada da Copa do Nordeste, o Sergipe viaja para Natal para encarar o América. O jogo acontece na quinta-feira, às 19h15, no Nazarenão, Rio Grande do Norte. Já na quarta-feira o Confiança enfrenta o Vitória no Fernando França, em Carmópolis, às 21h15.

Colorado pressiona

O jogo começou nervoso, com as equipes pouco inspiradas e tentando fazer um trabalho mais fortalecido no sistema defensivo. Mas isso não significou que houve equilíbrio na primeira etapa. O Sergipe foi superior, criando mais chances de gol. A primeira grande oportunidade ocorreu ainda aos sete minutos. Rômulo encontrou João Paulo livre e o atacante pegou de primeira, por cima do gol.

A dupla voltou a aprontar criando o lance de maior perigo na etapa inicial para os colorados. João Paulo chutou e Jerfesson rebateu. Na sobra, Rômulo, livre, mandou para fora. O meia Clóves foi outro que deu trabalho para a defesa azulina. Aos 31 minutos, recebeu a bola e bateu cruzado, com perigo, mas foi travado.

O Confiança quase abriu o placar no fim do primeiro tempo. Em levantamento na área, o goleiro Juninho saiu mal. A bola sobrou para Wallace, que mandou por cobertura. Porém, Bruno Gaúcho tirou em cima da linha.

Sergipe volta melhor e liquida jogo

Vendo que o Confiança era pressionado, o técnico Givanildo Sales promoveu duas mudanças na equipe na volta do intervalo. Ele sacou Philco para a entrada do Bibi e trocou Alenilson por Valdo na defesa. As alterações não surtiram efeito. O Sergipe seguiu melhor e liquidou o jogo na desarrumação tática do rival.

Aos treze minutos, Rodrigo cobra falta pela esquerda e Clóves desvia de cabeça, abrindo o placar no Presidente Médici. O golpe fatal surgiu minutos depois. O atacante Bruno Gaúcho recebeu lançamento em profundidade de Clóves, avançou e bateu rasteiro. A bola passou debaixo do goleiro Jerfesson.

Os colorados seguiram melhor e conseguiram administrar o placar. Mesmo levando um susto no fim. O Confiança diminuiu aos 43 minutos, com o zagueiro Valdo. O tento animou os proletários, que por pouco não empataram novamente com Valdo, que mandou no travessão após confusão na área. Mas não houve tempo para reação azulina.

Jogos de Hoje

16h00 - CSA CSA_30.png x bahia_30x30.png Bahia - (Rei Pelé/Maceió)

16h00 - Botafogo/PB botafogo-pb_30x30.png x sport_30x30.png Sport - (Almeidão/João Pessoa)

18h30 - Vitória vitoria_30x30.png x america_rn_30X30.png América/RN - (Barradão/Salvador)

*Hora local (Sem Horário de Verão)

Link to comment
Share on other sites

Tem torcedor do bahia em algumas pages no face pedindo público zero, é cada louco que me aparece .

Link to comment
Share on other sites

Ngm jogou bem, só Rafinha mesmo, que entrou comendo a bola ... e esse Rafael, não sei quem deu esse codinome de Gladiador UHAUHUAHUHA

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...