Jump to content

O guia rápido dos volantes no FM


Tsuru
 Share

Recommended Posts

guia rápido dos volantes.png

Eternizada pelo argentino Carlos Volante (foto), que jogou nos anos 20, 30 e 40 - daí o nome, porque os técnicos queriam que os atletas “jogassem como Volante” - a posição de meia defensivo viu crescer sua importância no FM nas versões recentes, com o advento do 4-2-3-1 e do 4-1-2-3. Times que não usam volante geralmente o enfrentam, e equipes que o usam ganham uma cobertura extra para liberarem mais seus meias e pontas no ataque (embora usá-lo não seja sinônimo de consistência defensiva). Sendo assim, é importante conhecer as diferentes funções e tarefas dessa posição, seja para saber como usá-la da melhor forma ou para vencer os desafios naturais que traz aos adversários.
 

Trinco / Primeiro Volante / Anchorman
Funciona quase como um terceiro zagueiro à frente da defesa. O Trinco geralmente não é o jogador mais técnico, não sai da posição para pressionar os adversários em busca da bola, não se aventura muito no ataque e não se arrisca demais nos passes - leia-se, tende a dar uma bicuda e limpar a jogada em vez de tentar um passe mais elaborado ou algo assim. Por isso, há uma tendência de que seja mais adequado a sistemas onde a solidez defensiva é mais importante, ou onde seja necessária cobertura extra na frente da zaga. Se usado em um jogo de muita pressão na bola, por exemplo, ele pode acabar saindo errado para dar o combate e deixar buracos que seus adversários possam explorar.

 

Pivô Defensivo / Terceiro Zagueiro / Halfback
Assim como o Trinco, funciona como um terceiro zagueiro, mas com movimento inverso. Ou seja, é um volante que desce para formar uma linha de três beques, empurrando os outros dois mais para as laterais, e que sobe a frente da zaga em momentos de necessidade, por exemplo quando seu time está com a bola no ataque. Permite diminuir as preocupações defensivas dos laterais, permitindo que ataquem de maneira mais incisiva, além de encostar nos meias mais adiantados e reciclar a posse de bola. É por isso que normalmente o PD se utiliza com dois laterais com função de alas (embora isso não seja de nenhuma maneira obrigatório).

É geralmente recomendado em formações mais agressivas, exatamente por permitir que os laterais subam e sejam mais incisivos. Eu recomendo bastante cautela ao utilizar essa função no FM, porque há relatos de que a match engine não entende bem e não traduz corretamente os movimentos. Há vezes em que os zagueiros se mantêm muito abertos mesmo sem o PD entre eles, e outros casos - esses eu já pude comprovar - onde o volante com essa função sobe de forma bizarramente agressiva ao ataque, quase atuando como um Regista, o que, além de não ter sido solicitado, pode comprometer a estrutura defensiva da sua equipe.


Meia Defensivo / Volante / Defensive Midfielder
Mal comparando, é parecido com um Meia Central, mas obviamente jogando na própria intermediária. É mais versátil, um coringa adequado tanto a sistemas que pedem mais solidez quanto um volante mais participativo e que pressione mais a bola. Mesmo com tarefa Defender, ele vai apoiar mais o ataque do que o Trinco, vai se arriscar um pouco mais nos passes e tende a pressionar um pouco mais os adversários para recuperar a pelota, ainda assim, não tanto que deixe espaços demais à sua volta.

Pessoalmente, acho o MD uma boa opção para quem não quer um tipo muito específico de volante, não tem um estilo de jogo muito definido ou ainda está buscando a melhor função para ele.


Construtor de Jogo Recuado / Armador Recuado / Deep-Lying Playmaker
Atuando na volância, o Armador Recuado é aquele volante que “sabe jogar”. Geralmente tem técnica, elegância, é inteligente, tem bom passe e ao mesmo tempo sabe desarmar e enfrentar os adversários. Carrega a responsabilidade de ajudar a fechar os espaços na intermediária sem se aventurar demais no ataque, e ao mesmo tempo, de ser o sujeito que pensa o jogo após a bola sair da defesa, buscando a melhor opção para iniciar as jogadas. Por esse motivo, o CJR/AR é perfeito para quem quer solidez, um homem para ajudar a defesa a iniciar as jogadas e/ou utilizar um sistema de posse (já que ele atrai a bola e inicia a jogada de trás, dando tempo a seus colegas para se movimentarem no campo).

Sugestão: não coloque “brucutus” nessa função. Um meia defensivo mais técnico é perfeitamente capaz de atuar de forma mais simples, dando coices e limpando a jogada,  mas o inverso não me parece tão sensato. Um volante mais bruto provavelmente teria dificuldades de carregar a responsabilidade de armar e distribuir passes para iniciar movimentos ofensivos, tendendo a cometer erros bobos e perder a bola.
 

Meia Recuperador de Bolas / Médio Recuperador de Bolas / Ball Winning Midfielder
Aqui estamos começando a entrar nos terrenos dos volantes mais agressivos. O MRB é aquele cão-de-guarda que sai atrás da bola buscando recuperá-la de qualquer forma, esteja ela em qualquer zona mais próxima a ele (em alguns casos, nem tão próxima). Caso não consiga, a tendência é cometer uma falta para não perder a viagem. Caso consiga, tende a distribuí-la rapidamente a jogadores mais avançados e criativos, oferecendo mais dinamismo e movimentação do que um passe mais elaborado. 

Precisa ser um jogador muito bom fisicamente, inteligente e certeiro na hora de “dar o bote”, ou vai tender a cometer muitas faltas e erros na hora de pressionar a bola. A tendência é que funcione melhor em sistemas de maior pressão e onde o objetivo tende a ser a recuperação da bola assim que ela é perdida. Há quem o use em sistemas sem pontas a fim de tentar proteger os laterais, mas há o risco do adversário congestionar um lado, atrair o MRB e inverter rapidamente para o outro, formando uma avenida para jogadores mais rápidos explorarem.
 

Segundo Volante
Grosso modo (bem grosso modo), é basicamente um Meia Área-a-Área que joga na volância. É aquele cara de bom físico, boa movimentação e dinamismo, além de boa parte técnica, que ajuda a iniciar a jogada na própria intermediária e aparece para ajudar no ataque, cobrindo uma faixa bem grande do campo. Algumas diferenças para o Organizador Móvel, por exemplo, é que o Segundo Volante não tem responsabilidades de organizar o jogo e que dá para controlar um pouco o ímpeto ofensivo com a escolha da tarefa (Apoiar ou Atacar), enquanto o OM tende a ser mais agressivo mesmo tendo apenas a tarefa Apoiar. Fora que o SV só pode ser utilizado em sistemas com dois volantes, o que o coloca em uma dinâmica bem específica em campo.

 

Regista / Médio Criativo
O futebol jogado entre os anos 60 e 80 eternizou a figura do “camisa 10”, aquele meia ofensivo organizador de jogo que atuava na intermediária do adversário e tinha total liberdade para se movimentar, apoiar o ataque e construir as jogadas (e que hoje foi deslocado para os flancos e ganhou mais responsabilidades defensivas). Pois bem, o Regista é basicamente um “camisa 10” que joga na volância. É óbvio que, sendo um meia defensivo, ele terá algumas diferenças em relação ao Trequartista - precisará ajudar a fechar os espaços e descerá entre os zagueiros para fazer a saída Lavolpiana, por exemplo - mas fora isso, terá liberdade para subir ao ataque, se movimentar e organizar o jogo tal qual um camisa 10 faria.

Função eternizada por Pirlo, geralmente exige um atleta excepcional, muito inteligente, muito técnico e bom de cobertura, caso contrário vai subir para apoiar o ataque na hora errada e formar uma avenida às próprias costas, ou errar um passe e entregar um contragolpe lindo ao adversário (já vi isso acontecer e acreditem, não é legal). Eu diria ainda que o Regista precisa ser usado no sistema correto, contando com encaixe com as funções dos laterais e tendo como colega um meia de característica mais defensiva, para que possa colocar todo o seu talento em prol do time.
 

Organizador Móvel / Roaming Playmaker
É aquele volante incansável, de físico invejável, muito técnico e muito inteligente, capaz de subir para o ataque e organizar as jogadas ofensivas, e ao mesmo tempo colaborar um pouco na defesa. Seu papel geralmente é abrir espaços, distribuir a bola e oferecer movimentação ao mesmo tempo que organiza o jogo (playmaker), misturando um pouco de outras funções como Meia Área-a-Área, Armador Avançado e Armador Recuado. Eu diria que a diferença para um Regista, por exemplo, é que o OM tende a se movimentar ainda mais e tem menos responsabilidades defensivas.

Para exercer bem a função obviamente é necessário ser um jogador excepcional, com bons atributos físicos, técnicos e mentais. E não raro essa movimentação e o fato de deambular da posição vão gerar espaços na defesa, que ou precisarão ser cobertos por algum outro jogador mais “operário” ou não farão diferença porque a qualidade técnica do seu time é tão alta que o adversário não vai conseguir construir muita coisa.

Sugestões e ideias para complementar o guia são sempre muito bem-vindas.
 

 

Algumas fontes:

Football Manager Lines and Diamonds: https://community.sigames.com/topic/345094-lines-and-diamonds-the-tacticians-handbook-for-football-manager-2015/

Understanding Roles in Football Manager (and real life): https://medium.com/@v_maedhros/understanding-roles-in-football-manager-and-real-life-part-1-73054cfbb303 e https://medium.com/@v_maedhros/understanding-roles-in-football-manager-and-real-life-part-2-a889e488a0f0

Pairs and Combinations: https://www.fmscout.com/a-tactical-guide-pairs-and-combinations-2020.html

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Eu realmente não sabia da história do Volante! Muito maneira!

Fui campeão com o Vasco da Libertadores usando um Trinco, mas a passividade me irritou e estou a procura de alterações táticas. As funções que chegam mais próximo do que eu quero é o Pivô Defensivo e o Médio Defensivo. Mas ambas tem seus defeitos.

O do Pivô Defensivo você já citou e me deixou com essa pulga atrás da orelha. Enquanto o Médio Defensivo, por experiência própria, já vi ele avançando também, quando deveria formar a trinca com os zagueiros. Então eu fico numa sinuca de bico. O que me recomenda? Vou ilustrar melhor o que eu quero:

Eu jogo com os dois laterais na função Ataque. O resto do meu time também sobe, então eu preciso de alguém para ajudar os zagueiros e não ficar tão propenso a contra-ataques. Eu gosto do Trinco pois ele evita esse tipo de coisa, muitas vezes tirando as bolas enfiadas com cabeceios ou interceptando passes. Mas sua passividade no campo defensivo me estressa.

Eu queria um jogador capaz de ficar preso entre os 2 zagueiros mas também não deixar de pressionar o adversário quando tiver oportunidade. No caso, essa função seria a Médio Defensivo ou você recomenda um Médio Recuperador de Bola com MP de "Ficar atrás sempre"?

 

Link to comment
Share on other sites

Em 12/12/2020 em 22:26, Banton disse:

Eu realmente não sabia da história do Volante! Muito maneira!

Fui campeão com o Vasco da Libertadores usando um Trinco, mas a passividade me irritou e estou a procura de alterações táticas. As funções que chegam mais próximo do que eu quero é o Pivô Defensivo e o Médio Defensivo. Mas ambas tem seus defeitos.

O do Pivô Defensivo você já citou e me deixou com essa pulga atrás da orelha. Enquanto o Médio Defensivo, por experiência própria, já vi ele avançando também, quando deveria formar a trinca com os zagueiros. Então eu fico numa sinuca de bico. O que me recomenda? Vou ilustrar melhor o que eu quero:

Eu jogo com os dois laterais na função Ataque. O resto do meu time também sobe, então eu preciso de alguém para ajudar os zagueiros e não ficar tão propenso a contra-ataques. Eu gosto do Trinco pois ele evita esse tipo de coisa, muitas vezes tirando as bolas enfiadas com cabeceios ou interceptando passes. Mas sua passividade no campo defensivo me estressa.

Eu queria um jogador capaz de ficar preso entre os 2 zagueiros mas também não deixar de pressionar o adversário quando tiver oportunidade. No caso, essa função seria a Médio Defensivo ou você recomenda um Médio Recuperador de Bola com MP de "Ficar atrás sempre"?

Então, se você deseja mesmo tirar o Trinco, eu também ficaria entre o Pivô Defensivo e o Médio Defensivo. Pessoalmente eu não gosto do MRB como volante/primeiro homem de meio campo, acho muito agressivo para alguém cujo papel é proteger a zaga. 

Se a opção for um PD talvez seja necessário mexer um pouco mais. Por quê? Ele geralmente recua bastante e funciona mesmo como uma espécie de terceiro zagueiro, então eu quando uso gosto de ter alguém ajudando mais a defesa na saída de bola (um armador recuado talvez) e tento equilibrar mais o papel dos laterais para eles ajudarem mais nas transições, não estarem tão avançados quando a defesa iniciar a jogada (talvez ala com papel de apoiar), evitando que o "trio" de zaga precise dar um chutão por falta de opções.

O MD me parece mais simples em termos de adequação, mais flexível, talvez não precisasse mexer em outros papéis. 

Ah sim e tem uma terceira opção que é um Armador Recuado Defender. Não vejo como muito difícil de encontrar no mercado, é um cara que ajuda muito a zaga, sabe sair jogando e dá boa cobertura, inclusive evitando contragolpes e voltando para fazer a saída lavolpiana. O ARD é muito fixo, inclusive, é bem raro ele subir e isso é bem útil.

Por fim, algo me diz que seu problema defensivo e a suposta passividade do Trinco não são uma questão só dele - os dois laterais em Atacar por exemplo deixam os flancos abertos demais, independente da função que o MDC jogue, e possivelmente seus jogadores de frente estão ajudando pouco na defesa. Talvez equilibrar mais a parte defensiva seja até mais importante que a função do volante em si.

Link to comment
Share on other sites

Eu sempre achei que o nome era volante porque o jogador atuava girando o jogo em torno dele hahaha

Gostei da dica do Pivo Defensivo, porque achava que era o papel do Trinco fechar com os zagueiros, liberando a ala.

Quanto ao regista, sinceramente nunca vi funcionar. Acho que o Schone no Gênoa do Henrique ia bem. Mas é difícil.

Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, Nei não cai (38D) disse:

Quanto ao regista, sinceramente nunca vi funcionar. Acho que o Schone no Gênoa do Henrique ia bem. Mas é difícil.

Lembro de comentários de gente que usava o Pogba na época da Juventus assim.

Essas funções pra táticas mais fluidas são mais difíceis de encaixar mesmo. Além disso, sempre é mais fácil você adiantar o DM de maior qualidade que tentar ter um meio de 3-5 jogadores com técnica apurada mas sem bons destruidores.

Link to comment
Share on other sites

O que reparei é que se você joga com um MD centralizado, não consegue setar como segundo volante. Ele precisa estar deslocado um pouco para o lado.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director
10 hours ago, jonnyjones81 said:

O que reparei é que se você joga com um MD centralizado, não consegue setar como segundo volante. Ele precisa estar deslocado um pouco para o lado.

O que faz mt sentido, hahahaha.

Link to comment
Share on other sites

Em 20/03/2021 em 16:53, Nei não cai (38D) disse:

Eu sempre achei que o nome era volante porque o jogador atuava girando o jogo em torno dele hahaha

Eu também. Fazia inclusive uma piada ruim quando era mais novo que em vez de volante tinha uns caras que deviam jogar de retrovisor. Digo...

Em 20/03/2021 em 16:53, Nei não cai (38D) disse:

Gostei da dica do Pivo Defensivo, porque achava que era o papel do Trinco fechar com os zagueiros, liberando a ala.

É parecido, mas pessoalmente eu prefiro o Trinco para sistemas mais defensivos e o PD para os mais ofensivos (porque ele naturalmente permite que os alas subam um pouco mais). Embora nada impeça do PD atuar num esquema mais reativo também.

Em 20/03/2021 em 16:53, Nei não cai (38D) disse:

Quanto ao regista, sinceramente nunca vi funcionar. Acho que o Schone no Gênoa do Henrique ia bem. Mas é difícil.

O @Bigode. usa com muito sucesso no Recreativo dele. É uma função que eu gosto mas pessoalmente também nunca consegui fazer funcionar bem.

Link to comment
Share on other sites

  • 4 months later...

   Eu jogo no 4-3-3 real com tres atacante sem pontas,  uso como volante as tres funções RG, PD e TRINCO dependendo do time adversario eu mudo a função do volante.

   REGISTA - Quando tenho a posse de bola e sou favorito, linha de defesa alta o Registra controla a passagem da jogadas a maior parte das jogadas de ataque passa por ele.

   TRINCO - Defende muito bem, raramente tomo gol de contra ataque, uso quando jogo contra o Flamengo ou outro time que tem MAC muito bons, porem o trinco dificilmente mete um passe logo prefere tocar curto para outro jogador. 

   PIVO DEF -  Normalmente fico sem posse de bola coisa de 30% por jogo porem ele da passes longo favorece de mais meus atacantes, "Há vezes em que os zagueiros se mantêm muito abertos mesmo sem o PD entre eles" isso acontece as vezes o MAC adversario passa correndo entre os zagueiro antes do MAC receber o passe vc já ta gritando "olha o cara ai porra, pega ele, pqp gol dos cara" 

 

    Meu 4-3-3 com regista

Spoiler

spacer.png

   

 Regista trabalha a bola pelo lado direito e esquerdo recomendo jogador que seja apto a jogar com as duas pernas, jogador que so joga com a perna direita não fará um bom trabalho, não parece importante mas é 

 

 

   Meu 4-3-3 PD/TRI

Spoiler

spacer.png

  

  Diferente do REGISTA onde ele tem duas opção de saida de bola, o TRINCO OU PD vai optar a saida pra o lado direito quando eu faço isso meu ALA- atacar é muito  acionado inferniza o time adversario.   Jogadores com PÉ direito ou que jogo com os dois 

  

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Danut
      By Danut
      Introdução
      Olá pessoal,
      recentemente descobri a existência do canal no Youtube "Evidence Based Football Manager" (Football Manager Baseado em Evidências). Nesse canal, o autor faz uma série de testes estatísticos para tentar entender melhor o funcionamento do Football Manager por trás dos panos, a fim de identificar como realmente funcionam as diversas mecânicas do jogo. 
      Eu achei extremamente interessante: o Football Manager é um jogo que tem muitos elementos interligados, cujo funcionamento é escondido do jogador. Em situações normais de jogo, uma mesma situação (o resultado de um jogo, o desenvolvimento de um jogador, etc.) pode ser influenciada por tantas coisas diferentes que é quase impossível determinar quais fatores estão impactando no resultado. É comum encontrar guias sobre um mesmo tema listando elementos completamente diferentes como fatores, e o jogador acaba sem saber qual deles realmente influenciam no jogo. 
      Pois a ideia desse canal é justamente trabalhar os diversos fatores do jogo de forma isolada, a fim de identificar o impacto que cada um deles tem na mecânica do Football Manager, e fazer isso com base em resultados estatísticos comprovados, e não apenas na experiência de jogo e achismo de cada um. 
      Nesse tópico, minha ideia é trazer um resumo dos vídeos da série "Mecânicas de Dia de Jogo" apresentada no canal citado. Nela o autor busca identificar quais fatores impactam no desempenho da equipe no jogo, para além da tática e da qualidade dos jogadores. 
      Vale mencionar que os temas abordados nessa série foram todos testados no FM 2024. Contudo, podemos assumir com certo grau de certeza que essas mecânicas são muito semelhantes (ou mesmo iguais) em outras edições recentes do jogo. 
      Se você fala inglês, eu recomendo fortemente deixar esse tópico e ir lá assistir os vídeos, pois eles são muito bem feitos e trazem muito mais informação do que eu vou ser capaz de apresentar aqui. Por outro lado, espero que esse tópico possa servir para trazer um pouco desse conteúdo para aqueles que não falam inglês, além de resumir os dados mais importantes em um formato mais fácil de ser revisado do que um conteúdo em vídeo. 
      Uma última palavra antes de entrar no conteúdo do guia propriamente dito: destrinchar as mecânicas do jogo por debaixo dos panos não é algo que interessa a todos os jogadores. A própria SI acha que isso piora a experiência ao jogar FM - tanto é que eles nunca divulgam esse tipo de informação. Se você acha que descobrir sobre o funcionamento dos números por debaixo dos panos vai tirar parte da mágica do jogo, talvez seja melhor não seguir na leitura desse tópico. 
       
      Parte 1 - A vantagem de jogar em casa realmente existe no Football Manager?
      Para responder a essa pergunta, o autor dos vídeos criou duas equipes exatamente iguais, usando a mesma tática, com todos os jogadores com valor 10 em todos os atributos, e colocou elas para se enfrentarem 2 mil vezes. Os primeiros mil jogos foram disputados em estádio neutro, enquanto que os mil jogos seguintes foram disputados com o time A jogando em casa, e o time B como visitante. 
      Na primeira situação, jogando em estádio neutro, os resultados foram os seguintes:
      Vitória do time A: 35,9% das partidas Vitória do time B: 37,2% das partidas Empate: 26,9% das partidas Como podemos ver, jogando em estádio neutro, as duas equipes tiveram resultados muito parecidos. O time B venceu 1,3% de jogos a mais, mas isso se explica pela simples variância que existe no jogo. É como jogar uma moeda para cima: se fizermos isso mil vezes, o resultado provavelmente não será exatamente 500 vezes cara e 500 vezes coroa. Mas, se a moeda não for viciada, o número deve ficar próximo disso. 
      Passando para a segunda situação, jogando no estádio do time A, os resultados foram os seguintes:
      Vitória do time A: 44% das partidas (+8,1% de vitórias). Vitória do time B: 28,3% das partidas (-8,9% de vitórias) Empate: 27,7% das partidas (+0,8% de empates) As diferenças em relação ao primeiro cenário são bastante significativas. Jogar em casa aumentou bastante o número de vitórias do time A, e diminuiu as vitórias do time visitante. Os empates se mantiveram relativamente constantes, sendo provável que jogar no próprio estádio ou em estádio neutro não afete significativamente o número de partidas que terminam empatadas. 
      Por outro lado, a partir desses dados, podemos concluir que a diferença de desempenho da equipe jogando no próprio estádio ou em estádio neutro é de cerca de 8% a 9%.
      Ainda, temos que considerar que normalmente quando não estamos jogando no próprio estádio estamos jogando no estádio do adversário (e não em estádio neutro, que costuma ser utilizado só em finais de copa e outras situações extraordinárias). Nesse caso, a diferença na quantidade de vitórias esperadas entre um jogo em nosso estádio e um jogo no estádio do adversário é de aproximadamente 16% a 18%. Simplificando um pouco, isso significa que a cada seis partidas disputadas entre duas equipes semelhantes, a equipe da casa deve vencer uma delas simplesmente por estar jogando em seu estádio. 
      Portanto, esses resultados mostram que o Football Manager possui sim alguma mecânica que dá vantagem ao time que está jogando em seu próprio estádio. Infelizmente não é possível saber exatamente o que muda na engine do jogo para concretizar essa vantagem. Mas que ela existe, existe. 
       
      Outro dado interessante observado no vídeo diz respeito à quantidade de gols marcados. No primeiro cenário, em estádio neutro, os resultados foram os seguintes:
      Gols marcados pelo time A: 1.682 Gols marcados pelo time B: 1.661 Como podemos ver, com duas equipes iguais, jogando com a mesma tática, e partida em estádio neutro, os times marcaram quase a mesma quantidade de gols. Mais uma vez, a diferença é tão pequena que pode ser atribuída à variância normal do jogo. 
      Por outro lado, quando observamos as partidas disputadas no estádio do time A, um dos resultados muda drasticamente:
      Gols marcados pelo time A: 1.703 (+1,2% de gols marcados) Gols marcados pelo time B: 1.377 (-17,1% de gols marcados) Podemos ver, portanto, que a principal diferença entre jogar em casa, em estádio neutro, ou fora de casa, é que os times que jogam fora de casa marcam menos gols. Não temos certeza de quais mecânicas do jogo levam a esse resultado, mas podemos concluir que o Football Manager faz com que a equipe jogando como visitante atue de forma mais defensiva, mesmo que o treinador não faça nenhuma alteração tática nesse sentido. 
       
      Para concluir esse primeiro capítulo, o autor do vídeo ainda faz alguns testes para observar se utilizar uma tática mais defensiva nos jogos fora de casa traz melhores resultados. Essa é uma estratégia comum na vida real, com equipes jogando mais atrás quando estão como visitantes, e algo que muitos buscam replicar no Football Manager.
      Não vou trazer os detalhes desse teste para cá por ser um pouco mais chato de explicar sem o vídeo, e também porque os resultados são um pouco menos confiáveis do que o restante do que foi visto até aqui. Mas, resumindo, o autor conclui que utilizar uma tática mais defensiva do que o usual ao jogar fora de casa reduz o número de gols de ambas as equipes. Porém, a redução no número de gols marcados pela equipe visitante é maior do que a redução no número de gols sofridos. Ou seja: se o seu time normalmente joga com uma tática ofensiva, trocar para um esquema defensivo ao jogar fora de casa provavelmente resultará em mais derrotas do que manter o mesmo estilo de jogo que é utilizado em casa.
      Por outro lado, se o seu objetivo é apenas evitar uma goleada (como, por exemplo, quando se tem uma boa vantagem construída na eliminatória), então jogar de forma mais defensiva pode ser efetivo em diminuir o número total de gols da partida. Da mesma forma, utilizar esquemas mais defensivos de forma moderada para segurar o placar quando já se está em vantagem pode dar resultados. O que não parece compensar é a utilização de esquema defensivo durante os 90 minutos, apenas por estar jogando no estádio do adversário. 
       
      Com isso concluímos o primeiro capítulo dessa série. No próximo post, pretendo fazer um resumo do segundo vídeo da série, no qual o autor aborda o impacto da condição física dos jogadores na sua performance de jogo. 
    • Nei of
      By Nei of
      Supremo é o povo
       
      Valduxo: Eles conseguiram, bandidos, eles vão vencer!
      Disse meu filho caçula, entrando no apartamento, voz sumida, desabando em seguida seu corpo na poltrona da sala, ao mesmo tempo em que afundava os dedos na careca rala. Naquela época ele estava com quase quarenta anos. Era sempre assim quando alguma coisa o preocupava: mergulhava os olhos no celular, segurando a cabeça; ou viajava com o primo.
      Eu e o Ricardo, lembro-me como se fosse hoje, embora isso tenha acontecido há tantos anos, assistíamos a uma brilhante aula sobre tática e esquemas do Professor Joel Carvalho. Rochele, nossa madrasta, tricotava um pagãozinho, enquanto Paula estudava hebraico.
      Pedi para Bananinha, meu filho Ricardo, gravar a a aula. Ele se fez que não entendeu, alegando que o Professor Joel já não estava mais entre nós, e que a aula era gravada. Levantei, sacudi a farofa da camisa - Rochele odiava quando eu fazia isso. Senti uma ponta na barriga, mas me esforcei para levantar.
      Eu: Como assim venceram, Valdo? Você disse que a vitória era certa.
      V: Era certa até a Rochele tomar o celular, né.
      A rivalidade entre meu filho mais novo e sua madrasta era antiga.
      Eu ainda não consegui acreditar na notícia. Andava nas ruas, recebia o abraço dos torcedores. Valduxo prosseguiu.
      V: O conselho deliberativo ajudou também. O presidente do STJD, aquele vampiro do Joca Carvalhais, está por trás disso também.
      Eu: Não acredito. Liga para o Donald Textor.
      V: Já tentei, não nos atende.
      Eu: Bom, paciência. E o que vão fazer, me demitir?
      V: Antes fosse, né pai. Vão proibir você de atuar por aqui. Talvez até proibir de treinar no mundo todo.
      Eu: Caramba, não pode, fiz tudo dentro das quatro linhas.
      A conversa se estenderia por mais alguns minutos. O telefone não parava de tocar. Me sentia bastante cansado e triste. Entrei no quarto, tranquei a porta. Chorei por horas.
      Lembro de ter ficar assim por uma semana. Estava a espera de que os torcedores batessem na porta, me carregassem até a sede do clube e obrigassem aquela corja a me aceitar de volta.
      Ninguém apareceu. 
      Viajei para encontrar Donald Textor. Precisava trabalhar, nem que fosse no exterior. A falta de experiência estrangeira pesava contra, mas eu tinha amigos e o Ricardo que já trabalhara como roupeiro no exterior. 
       
      *Essa é uma história ficcional que pode ou não ter sido baseada em fatos ou pessoas reais. Qualquer semelhança com a realidade trata-se de coincidência e não intenção. 
    • RafaelFS98
      By RafaelFS98
      Olá pessoas, estou criando alguns adboards para deixar o FM mais imersivo, dou designer e já criei os adboards estáticos do campeonato, agr to criando os animados
      Gostaram? Queria saber se vcs contribuiriam para a criação de projeto focado em competições no Brasil, quem sabe nas americas
       
    • Banton
      By Banton
      COLETÂNEA COM AS MELHORES DICAS PARA INICIAR UMA NOVA CARREIRA:
       
       WEST HAM  2001: UM FURACÃO NO BRASIL   A CONSTELAÇÃO DE PALERMO   O CLUBE DE INIESTA   A "QUASE" POTÊNCIA   DEPORTIVO ALAVÉS   A BENÇÃO DE ROBERT ENKE   HEREENVEEN: OS SUPER-FRÍSIOS   ZEMANLÂNDIA   LES CIEL ET MARINE   UM GIGANTE ADORMECIDO   MONTPELLIER HSC  BELENENSES  BURSASPOR  ARGENTINOS JUNIORS  PALESTINO  PESCARA  PLAZA COLONIA  BOHEMIANS PRAHA  ARIS THESSALONIKI  EL NACIONAL  INSTITUTO AC  CSA  THE NEW BRIAN CLOUGH  LOS ANDES  CSKA SOFIA  AUXERRE
    • Banton
      By Banton
      Eu estou procurando conteúdos sobre traits e achei legal esse aqui de um fórum. Se alguém quiser traduzir e trazer para cá ou fazer algo inspirado, eu tenho certeza que seria de agrado para muita gente.
      Dá até pra gente discutir alguns, por exemplo: Avançado Interior eu gostaria de Remate Colocado, pois ele está vindo da Esquerda para Direita. Mas ao mesmo tempo, se ele for jogar na direita já não faz sentido. Enfim. Dá pra discutir também no tópico criado.
      Fica a sugestão aí:
      [Community Challenge] Traits/PPMs For Different Roles! | FM Base (fm-base.co.uk)
×
×
  • Create New...