Jump to content
Sign in to follow this  
Henrique M.

A progressão da mentoria no FM 2019

Recommended Posts

Henrique M.

g1MNgpw.png

O Football Manager 2019 trouxe uma grande renovação no modelo de tutoria para a edição desse ano. O que era conhecido como tutoria virou mentoria e a progressão ficou diferente. Ou seja, todo o conhecimento que havia sobre a mentoria acabou por ficar defasado. Isto é, até estabelecermos se as bases anteriores permaneciam as mesmas. Felizmente, muita coisa se mantém a mesma, conforme você pode conferir aqui. Entretanto, a progressão da mentoria no FM 2019 é diferente do que os jogadores estavam habituados.

Alguns podem saber e outros não, mas meu save atual no FM 2019 depende muito das categorias de base. No "A Veterana", eu assumi a Caldense e a missão é levar a equipe ao todo do futebol brasileiro e mundial apenas utilizando a base da equipe. As estruturas iniciais não são as melhores e em seis temporadas não houve muita evolução. Contudo, como modificar as personalidades negativas é importante para maximizar o desenvolvimento dos jovens atletas, a progressão da mentoria era muito importante para mim nesse FM 2019.

A abordagem inicial

Como eu ainda não sabia o que esperar do novo sistema, continuei com aquilo que eu já conhecia. Entretanto, a tutoria de um jogador veterano com um jogador mais velho tinha acabado, agora era necessário ao menos três jogadores em um grupo de mentoria. Logo, montei o grupo de mentoria baseado nos jogadores de mentalidade positiva, acomodando as outras personalidades em volta desses jogadores. Como agora é possível saber qual a influência que cada jogador tem, eu achava que seria mais fácil mensurar como a progressão ocorreria.

AA-Caldense_-Mentoringbe35d8c7f17ada78.p

A influência é dividida em três grupos: Ligeiro, média significativa. Jogadores com hierarquia de Outros Jogadores sempre resultaram na menor influência dentro do grupo, enquanto jogadores com a hierarquia de Líder da Equipa resultaram no maior impacto. Jogador Influente e Jogador de Grande Influência irão gerar impactos médios. Isso em condições normais, entretanto, uma personalidade muito marcante, seja negativa ou positiva, pode ter um impacto maior além do que a hierarquia supostamente permite.

Achando que estava tudo correndo bem, continue com a mesma estratégia para o ano seguinte, mas trabalhando com ainda mais grupos, mesmo com alguns fora do processo e uma nova leva de jogadores entrando. Falcão viu sua personalidade mudar de Bastante Leal para Equilibrado. Charles passou de Mercenário para Inconstante. Enquanto Hebert passou de Equilibrado para Bastante Profissional. Como Hebert surgiu como o melhor jogador da sua fornada, na empolgação com sua evolução, não havia notado que um atleta tinha passado de uma personalidade positiva para uma neutra.

AA-Caldense_-Orientar4a11113f3ea2e33f.pn

Duas temporadas depois e enfim, a epifania

Em 2022, eu ainda estava distribuindo minhas equipes da mesma maneira. Assim como no caso de Hebert, eu me focava mais nos talentos que tinham personalidades ruins e ficavam positivas ou neutras do que no fenômeno oposto, jogadores com personalidades positivas que passaram para neutros, ou como no caso de Rômulo, que passou de Bastante Leal em 2019, para Acomodado em 2022. Entre as fornadas de 2021 e 2022 eu poderia ter enxergado que estava ocorrendo uma estabilização em volta de equilibrado, o que prejudicava os atletas com personalidades positivas. Mas eu ainda estava muito preso nas convicções antigas. Só fui mudar para o ano seguinte.

AA-Caldense_-Orientar70478f8e101c88ed.pn

A compreensão da progressão da mentoria no FM 2019

Com a epifania que tive entre 2022 e 2023, pude focar no que importava. Contudo, um grupo cheio de jogadores com a mesma personalidade neutra não ajudaria a construir mentalidades positivas e desejadas nos jogadores. Então, tive que trabalhar com o que tinha, que era um ou outro com uma personalidade que eu queria que os jogadores tivessem, balanceadas com um jogador neutro de grande influência.

AA-Caldense_-Orientar4b877b1186fcaf30.pn

Com isso, para o ano seguinte, eu já pude ter jogadores com personalidades positivas e influência significativa dentro do grupo de mentoria. Talvez se eu tivesse notado os padrões mais cedo, poderia ter começado esse tipo de mudança mais cedo. Entretanto, quando uma mudança muito significativa ocorre e o que temos é algo de certa forma similar ao que foi substituído, acabamos nos fixando nas ideias que já conhecemos. Isso ocorre porque primeiro é mais fácil, e segundo, nem sempre temos tempo e total dedicação para testar todas as facetas conforme gostaríamos.

AA-Caldense_-Orientarb8a010fb372d1297.pn,

As lições aprendidas

Com esse novo desafio, pude compreender melhor como a progressão da mentoria ocorre no FM 2019. Ela é bastante diferente daquilo que existia no antes da atual versão. Mesmo que não pareça, e seja fácil cair no erro de que é a mesma coisa, mudou muita coisa. É preciso muito mais do que ter alguém com a personalidade que você deseja no seu elenco. Antigamente, era impossível um jovem jogador influenciar negativamente a personalidade de um atleta mais experiente. Agora é.

Além disso, a velocidade de progressão é bem diferente. Muitas vezes, era possível ter resultado com apenas três meses de tutoria. Agora, em duas ou três temporadas você ainda não pode ver os efeitos desejados surgindo. Com isso, a progressão de personalidade é mais lenta, tanto para cima, quanto para baixo. Portanto, é bastante importante observar atentamente como está indo o desenvolvimento dos seus atletas nos grupos de mentoria.

Outra coisa importante é que grandes grupos não são a melhor maneira de modificar as personalidades negativas, já que você irá perder algumas positivas pelo meio do caminho. Infelizmente, o caminho é focar em quem realmente importa e escolher bem quem vai estar no grupo com ele.

O que observar na hora de montar seus grupos de mentoria?

Para ser bastante completo e preciso, irei adicionar que a primeira coisa que você deve observar são as personalidades do jogador. Selecione aqueles jovens jogadores que você quer mudar a personalidade e coloque para treinar no time principal, já que isso agora é uma obrigatoriedade na mentoria. Não existe mais isso de colocar um jogador do time principal para acompanhar um jogador no sub-20.

A segunda coisa a se observar é a posição dos atletas na hierarquia do clube, se um jogador tiver uma hierarquia muito maior, maior a chance dele exercer maior influência na mentoria. Líderes do vestiário ou jogadores de grande influência são a melhor pedida. Como o novo jogador provavelmente estará na base da pirâmide social do clube, o ideal é tentar buscar um jogador que esteja bem acima que ele na hierarquia do vestiário. Dessa forma, você maximiza a influência da personalidade positiva, enquanto impede que a personalidade negativa possa passar para outros jogadores.

Outros fatores na progressão da mentoria no FM 2019

Por fim, existem mais duas coisas importantes de se observar naquilo que afeta a progressão da mentoria no FM 2019: a mentalidade média do seu time e a mentalidade média do grupo social onde seu jogador está inserido. Ou seja, agora é importante fatorar a mentalidade média do elenco e do grupo social do jogador na hora de avaliar como ele vai progredir. A força da pressão social em ambos os casos acaba afetando os jovens jogadores e gerando impactos positivos ou negativos, dependendo de onde o jogador estiver inserido.

Conteúdo original produzido por Henrique M. para o FManager Brasil e Engenharia do Futebol

Share this post


Link to post
Douglas.

Uma coisa que observei em elencos maiores (30+ jogadores) e passei a tentar fazer também por volta de 2022 (3+ temporadas no save) no caso de jovens com grande potencial e personalidade ruim é formar grupos com dois ou três jogadores de status alto no elenco porque aí se houver prejuízo ele é dividido entre os líderes e não vai ser sempre o mesmo jogador. Só não pude observar se isso se mantém ao longo de várias temporadas já que não completei 2022/23 ainda mas as perdas parecem mais raras.

Em cima disso, pra jogadores com personalidades medianas, aí coloco só pra tentar aumentar a Determinação. Mesmo em grupos com todos com mentalidade Balanceada, a Determinação ainda é influenciada pelos líderes do elenco.

 

Pra definir minhas prioridades na hora de me livrar de personalidades prejudiciais, a cola: https://community.sigames.com/topic/247494-the-ultimate-personalitymedia-handling-guide/

Não é perfeita (talvez tenham mudado alguma coisa aqui e ali) mas é o melhor formato pra consulta rápida.

 

E aqui o guia mais descritivo: https://www.guidetofm.com/players/personalities

Share this post


Link to post
Henrique M.
12 horas atrás, Douglas. disse:

Uma coisa que observei em elencos maiores (30+ jogadores) e passei a tentar fazer também por volta de 2022 (3+ temporadas no save) no caso de jovens com grande potencial e personalidade ruim é formar grupos com dois ou três jogadores de status alto no elenco porque aí se houver prejuízo ele é dividido entre os líderes e não vai ser sempre o mesmo jogador. Só não pude observar se isso se mantém ao longo de várias temporadas já que não completei 2022/23 ainda mas as perdas parecem mais raras.

Em cima disso, pra jogadores com personalidades medianas, aí coloco só pra tentar aumentar a Determinação. Mesmo em grupos com todos com mentalidade Balanceada, a Determinação ainda é influenciada pelos líderes do elenco.

 

Pra definir minhas prioridades na hora de me livrar de personalidades prejudiciais, a cola: https://community.sigames.com/topic/247494-the-ultimate-personalitymedia-handling-guide/

Não é perfeita (talvez tenham mudado alguma coisa aqui e ali) mas é o melhor formato pra consulta rápida.

 

E aqui o guia mais descritivo: https://www.guidetofm.com/players/personalities

O guia mais descritivo se encontra traduzido no FManager Brasil: http://www.fmanager.com.br/topic/117163-lidando-com-as-personalidades/

Share this post


Link to post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  
  • Similar Content

    • Darthz
      By Darthz
      Apresentação
      Já há algum tempo que tinha vontade de voltar a postar um save no Profissão Manager, mas com a leitura de alguns textos e o acompanhamento de histórias da área, decidi passar das palavras aos actos e tentar levar um save em frente mais do que umas duas ou três épocas, coisa que já não acontece há algumas versões do Football Manager.
      Não prometo gráficos “topo de gama”, mas sim um tópico organizado e com as informações mais importantes do que for acontecendo durante as temporadas, não só no clube que estiver a treinar, mas também nas competições e prémios que eu considerar relevantes.
      O Save
      O Leste Europeu é sem dúvida um dos lugares mais interessantes para treinar, pelo menos no meu ponto de vista, e apesar de já ter realizado algumas carreiras começando em ligas desta região da Europa, fica sempre a sensação que há mais para desbravar, e muitos países e equipas diferentes para descobrir e conhecer.
      Depois de ter lido alguns artigos sobre o Ajax de Rinus Michels e Cruijff, fiquei fascinado com a história, não só dos acima citados, mas também de Ștefan Kovács, treinador sucessor de Michels e que levou o Ajax a duas Taças dos Campeões Europeus consecutivas. Sendo bem mais desconhecido que os dois holandeses, o romeno foi responsável por continuar e expandir a filosofia do “futebol total”, e isso levou-me então a desejar fazer algo que pudesse aliar o meu gosto pessoal com uma pequena homenagem àquele que é considerado por muitos o melhor treinador romeno de todos os tempos e muito pouco conhecido pelos adeptos de futebol em geral.
      Para finalizar, apenas referir que o nome do save deve-se aos Cárpatos, maior conjunto montanhoso da Europa Oriental, e que percorre uma grande parte da Roménia, sendo um “cartão de visita” do país.
      Biografia de Ștefan Kovács
      Ștefan Kovács (Timișoara, 2 de outubro de 1920 — Cluj-Napoca, 12 de maio de 1995) foi um jogador e treinador de futebol romeno, considerado um dos mais bem sucedidos treinadores na história do futebol europeu.

      Nascido em Timișoara, na Roménia, Kovács foi um meio-campista que apesar de possuir técnica apurada e intuição tática nunca foi escolhido para jogar na seleção romena, ao contrário do seu irmão mais velho Nicolae Kovács, que foi um dos cinco jogadores que participaram nos três Mundiais anteriores à Segunda Guerra Mundial.
      Kovács teve seus primeiros grandes sucessos como treinador no comando do Steaua Bucureşti, onde venceu por uma vez o campeonato (1967-68) e três vezes a Taça da Roménia (1968–69, 1969–70, 1970–71).
      Depois disso, ele substituiu Rinus Michels como treinador do Ajax em 1971, continuando e expandindo a filosofia do "futebol total". Com o Ajax, Kovács venceu duas Taças dos Campeões Europeus consecutivas (1971–72, 1972–73). Ainda em 1972, ele também ganhou a Taça Intercontinental e no ano seguinte a primeira edição da Supertaça Europeia. Além disso, ele liderou o Ajax para a vitória dos campeonato holandeses em 1972 e 1973 e Taça da Holanda dos mesmos anos.
      Apesar de ter comandado o Ajax em apenas duas temporadas, o romeno tornou a equipa holandesa na melhor da sua geração, sendo a caminhada para a sua terceira final europeia quase processional. Tímido e sem vontade de atrair atenção, ao contrário de Michels, Kovács tornou-se uma estrela na Holanda. Quando Nicolae Ceausescu visitou a Holanda em 1973, a rainha holandesa Beatriz perguntou ao ditador romeno num banquete: “O que podemos dar-lhe para você levar de volta à Roménia? Deve aceitar algo em troca de nos enviar Kovács.”

      Um homem inteligente, Kovács decidiu sensatamente sair quando a equipa estava no auge. Foi uma decisão sábia. Johan Cruijff, o melhor jogador da equipa e força de galvanização, partiu para o Barcelona para se juntar a Michels pouco tempo depois, e o grande Ajax rapidamente se desintegrou.
      Depois de deixar a equipa holandesa em 1973, foi convidado pela federação francesa de futebol para assumir a seleção principal. Jornalistas do France Football perguntaram-lhe quanto tempo demoraria para fazer da seleção francesa uma das melhores do mundo, Kovács respondeu: “Com boas estruturas, em oito a dez anos, poderemos ter uma boa seleção nacional.” Michel Hidalgo, seu adjunto e sucessor, aproveitaria o trabalho já realizado e lideraria a geração de Platini, Giresse e Tigana ao título do Campeonato Europeu de Futebol de 1984. Actualmente Ștefan Kovács continua a ser o único treinador estrangeiro que alguma vez treinou a seleção francesa de futebol.
      Infelizmente a carreira de treinador de Kovács terminou em ignomínia: no seu retorno à seleção da Roménia, onde já estivera como assistente, foi acusado de perder de propósito para a Hungria, falhando assim a qualificação para o Mundial de 1982. Após a saída da seleção romena, ainda realizou três temporadas como treinador do Panathinaikos da Grécia (1981-1983), e uma breve passagem sem glória pelo Mónaco, onde foi despedido após um punhado de partidas, e substituído por Arséne Wenger.
      Faleceu a 12 de maio de 1995, doze dias antes do Ajax ganhar a sua quarta Liga dos Campeões.
      Troféus e dados de carreira de Ștefan Kovács
      1953-1960 : Universitatea Cluj 1960-1962: CFR Cluj 1962-1967: Roménia (Assistente) 1967-1971: Steaua de Bucareste - 1 campeonato da Roménia e 3 Taças da Roménia 1971-1973: Ajax - 2 Campeonatos da Holanda, 1 Taça da Holanda, 2 Taças dos Campeões Europeus, 1 Supertaça Europeia e 1 Taça Intercontinental 1973-1975: França 1976-1980: Roménia (Treinador Principal) 1981-1983: Panathinaikos - 1 Taça da Grécia 1986-1987: Mónaco Dados, ligas e treinador
      Como é perceptível, irei fazer um save carreira, no estilo JET, utilizando uma base de dados que activa a terceira divisão da Roménia. Coloquei como jogáveis 13 ligas de modo a dar o máximo de oportunidades ao treinador, e de aumentar a dificuldade do save.
      Utilizarei a personagem Andrei Kovács, pois apesar de não ser um save de ficção, quero homenagear Ștefan Kovács, e quem sabe, superá-lo como melhor treinador romeno de todos os tempos. Não procurarei seguir o mesmo trajeto em termos de clubes, mas se surgir uma proposta, quem sabe?
      Objectivos do Save
      Superar o número de títulos de Ștefan Kovács na Roménia (3 taças da Roménia e 1 campeonato); Vencer duas Ligas dos Campeões; Treinar a seleção da Roménia;
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Copa FManager - Semi-finais

      @fabiotricolor, @passarin33, @gm360 e @joga, vocês tem até 15/12 às 23h59min para realizarem os jogos que decidem os finalistas. Quem perder, irá disputar uma partida de terceiro lugar. Os 8 primeiros pontuarão no ranking geral de atividades do fórum, que dará um FM 2021 para o primeiro colocado. Os outros quatro melhores serão definidos por assiduidade na competição (privilegiaremos quem participou de todas as fases).
    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Banner by @Tsuru
      Estava entre duas situações distintas para este save, ou eu começaria na Ásia ou em alguma liga periférica na Europa. Acabei decidindo, ajudado por outros amigos da área, a começar na Europa, mais precisamente na região Escandinava.
      Um dos motivos que me fez escolher essa região foi o fato de eu não jogar em nenhuma liga escandinava desde o FM 2013, então é bom poder voltar novamente para a área nórdica do mundo.
       
       
      Ligas Selecionadas:
      Todas divisões de Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia.
      Ver apenas a primeira divisão de Bélgica, Inglaterra, Alemanha, Holanda, Polônia, Irlanda e Rússia.
      Perfil do Treinador: Aron Steffarsson, treinador de 21 anos nascido em Ilhas Faroé, sem licença e com experiência no futebol amador. Começarei desempregado e irei trilhar meu caminho para o sucesso.

       
      Por se tratar de um save carreira, o único objetivo a longo prazo que irei impor é:
      Vencer 01 Eurocopa e 01 Copa do Mundo com alguma das seleções nórdicas.
       
       
    • luiz (🇦🇩)
      By luiz (🇦🇩)
      Prólogo
      Após quase dois anos ausente do fórum, devido à vários motivos, o lançamento de uma nova versão do Football Manager me trouxe novamente até aqui e estar no fórum e ler algumas excelentes histórias de alguns companheiros, é impossível que o bichito não te pique. Ainda não me adaptei completamente a essa nova versão, que, para quem vem do FM17, apresenta muitas novas features, principalmente no âmbito tático e de controle de plantel, mas, como vinha tendo algumas dificuldades para me empolgar em saves offline, acabei me decidindo a contar uma história, que, de antemão, afirmo que será simples, nada mais que um relato do que estou jogando. 
      O clube escolhido é o Fútbol Club Andorra, que participa da pirâmide espanhola, estando, na vida real, na Preferente Catalana, equivalente ao quinto nível, mas como a expansão de ligas ainda não está completa, o coloquei na Tercera División, que é o quarto nível, substituindo a equipe de menor reputação presente. 
      A minha ideia para esse save será utilizar apenas jogadores andorranos. Para isso, habilitei, além da pirâmide espanhola, as duas divisões do futebol andorrano. 
      O treinador do clube será o ex-zagueiro Antoni "Toni" Lima, que, apesar de nunca ter atuado no clube, é um dos maiores jogadores da história do futebol andorrano. Antoni tem um irmão mais novo, Ildefons, que atualmente atua no próprio futebol andorrano, mas foi formado no FC Andorra e rodou por vários clubes, passando até mesmo pelo futebol da América, onde atuou no Pachuca. Via editor, coloquei o no clube para que termine sua carreira onde começou e "comandado" pelo irmão. 
      Concluindo, acredito que possa não receber a melhor recepção nesse retorno, pois cometi erros no passado, ofendi alguns membros desnecessariamente, e sei que após errar, a confiança não retorna de imediato, mas espero pode demonstrar que os erros ficaram no passado e que retorno à área com uma nova forma de pensar e me comportar. De todas as maneiras, um sincero pedido de desculpas para aqueles com quem não me portei bem no passado.
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam com a história.
      Luiz. 
×
×
  • Create New...