Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Perissé

Associação Atlética Portuguesa: Comunicado (29/12) (Aguardando Avaliação)

Recommended Posts

Herr Jones

O começo promete dar muito trabalho! Terá que buscar algumas peças para compor o elenco, mas acho que não deve ser tão complicado achar esses reforços, já que no Brasil sempre têm bons jogadores disponíveis para equipes menos reputadas. 

O maior problema, talvez, será entrosar o time nesse pouco tempo e contornar o calendário recheado de jogos... Boa sorte! 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
LC

É o Rubinzão. Em vez deles simplificar o regulamento,eles criam essas regras idiotas. Quanto a Portuguesa vai ter muito trabalho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Cadê você, Yan.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
Em 22/12/2017 at 21:37, Danut disse:

Vai precisar mesmo contratar mais alguns jogadores para ter um elenco de tamanho razoável. Mas não acho que isso seja um grande problema, te dá uma margem para procurar jogadores interessantes - ainda que o orçamento para contratações não seja lá uma maravilha.

Esse regulamento do cariocão é bizarro.

Há 21 mil de sobra no orçamento salarial. Levando em conta que o salário médio é por volta de 12 mil, o orçamento engloba mais dois jogadores. Sem contar com saídas de salários altos durante o Carioca, algo que explicarei na próxima atualização.

E pior: esse regulamento é ainda pior na realidade. A primeira partida da edição de 2018 foi no dia 20 de dezembro de 2017. O FM ainda nos dá uma folga, iniciando somente no dia 4 de janeiro.

Em 23/12/2017 at 22:46, vinny_dp disse:

Que bom que voltou como autor Yan, já fazia um tempo. 

Achei bacana a escolha do clube, que lhe dará um desafio e tanto. A começar pelo elenco, que precisa ser muito reforçado e entrosado em um curtíssimo espaço de tempo, uma vez que o calendário do Cariocão é daquelas coisas que não tem explicação.

Boa sorte!

Faz um tempo mesmo, mas acredito que foi um tempo importante e necessário pra evoluir no FM e planejar este save.

Bom, como o Carioca começa bastante cedo, não dá pra formar um elenco agindo tão rapidamente. O objetivo é formar o elenco pensando na Série D. Portanto, a nossa campanha no Carioca pode ficar um pouco comprometida no início com um elenco tão pequeno.

Valeu, Vini.

23 horas atrás, Herr Jones disse:

O começo promete dar muito trabalho! Terá que buscar algumas peças para compor o elenco, mas acho que não deve ser tão complicado achar esses reforços, já que no Brasil sempre têm bons jogadores disponíveis para equipes menos reputadas. 

O maior problema, talvez, será entrosar o time nesse pouco tempo e contornar o calendário recheado de jogos... Boa sorte! 

Já contratei uma boa equipe de olheiros para me auxiliar nessas contratações, já que ficarei mais responsável por captar jogadores por empréstimo. Te garanto que há bons jogadores por empréstimo aceitando vir pra Série D, mas veremos como será o trabalho dos olheiros com os jogadores livres.

Bom, o objetivo é formar o elenco pensando na Série D. Portanto, a campanha no Carioca ficará um pouco comprometida com saídas, entradas e o processo de entrosamento.

Valeu, Jones.

20 horas atrás, LC disse:

É o Rubinzão. Em vez deles simplificar o regulamento, eles criam essas regras idiotas. Quanto a Portuguesa vai ter muito trabalho.

O Rubens é um dos personagens mais nojentos do futebol carioca, todos sabem. O regulamento é nitidamente em prol de mais lucro pra FERJ, que ganha mais que os clubes nessa competição.

6 horas atrás, ggpofm disse:

Cadê você, Yan.

O cronograma de postagem está dentro do planejado. Hoje sai mais uma atualização.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
São Marcos

Fala, @Yan Perisse !!
Como fã das sagas com times menores do Brasil, acompanharei seu tópico!

Boa sorte e boa diversão!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

@Yan Perisse, já que tu falou mais do regulamento ali: como são definidas as equipes que participam da primeira fase? Na vida real e no FM.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
4 horas atrás, São Marcos disse:

Fala, @Yan Perisse

Como fã das sagas com times menores do Brasil, acompanharei seu tópico!

Boa sorte e boa diversão!

Valeu, @São Marcos.

41 minutos atrás, Danut disse:

@Yan Perisse, já que tu falou mais do regulamento ali: como são definidas as equipes que participam da primeira fase? Na vida real e no FM.

Na vida real, as quatro equipes de pior campanha na edição passada e os dois promovidos da Série B1 participam da primeira fase. No FM, os seis participantes da primeira fase do Carioca de 2017 são os mesmos da vida real. No entanto, eu não sei como será na próxima temporada, se o regulamento será igual à vida real ou não.

Como eu falei na atualização, algo certo é que os dois últimos são rebaixados e os dois primeiros vão pro restante do Carioca, mas na Taça Guanabara e na Taça Rio não há rebaixamento, o que me leva a pensar que sempre serão os mesmos primeiros quatro clubes nesta fase, a não ser que um seja rebaixado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

image.png.8d59f66dec163cbffbd795ebf895d6c5.png

image.png.7e25d7475a271640c58eb900bd44832c.png

  • Transferências:

Seguimos o planejamento feito na atualização passada e conseguimos acertar com um lateral direito, um zagueiro, um meia e um atacante, faltando apenas o reforço para a lateral esquerda, que já necessita de um reforço urgente por termos apenas o zagueiro Pessanha sabendo atuar nesta posição.

image.png.25526004612df43969a31f0bb558f59b.png

A única peça contratada foi o prodígio Juliano de apenas 21 anos, que possui passagens por Juventude e Internacional e vem para receber R$17 mil, um dos maiores salários do elenco. Já para a reserva desta posição, será trago um jovem por empréstimo sem custos. Para a outra lateral, além do titular, também traremos um jovem por empréstimo.

Acertamos apenas com o jovem zagueiro Lucas Kal de 20 anos por empréstimo junto ao São Paulo para compor o elenco. Já para a equipe titular devemos trazer mais um reforço, já que o contrato do experiente Rodrigo de 33 anos terminará antes do final do Campeonato Carioca e já decidi que não renovarei.

image.png.60fba55198430b015b1549cebd46c5a1.png

image.png.7933dbe151193bf4bf83ba42d01a3c71.png

Mesmo sendo o setor mais carente, acertamos apenas com o jovem meia Thiago Souza de 19 anos por empréstimo junto ao Cruzeiro para substituir por antecedência a saída de Wellington Júnior após término do contrato pelo salário bastante acima de sua qualidade. O meu objetivo é acertar com mais um reforço antes do início da Série D, mas há uma escassez de bons nomes por um preço acessível no mercado.

Acertamos com o jovem centroavante Ramón de 18 anos por empréstimo junto ao Fluminense para ser o reserva imediato de Fabiano Oliveira junto ao Allan Barreto, já que o experiente Gilcimar de 37 anos não é utilizado e não terá o seu contrato renovado.

image.png.10f30255750cb2977bcfedb628dd6324.png

  • Planejamento tático:

A formação escolhida será o tradicional 4-1-2-3, onde teremos uma linha de quatro defensores com bastante apoio com amplitude dos laterais. No meio de campo, temos um armador recuado importantíssimo tanto na saída de três quanto na recuperação da segunda bola e dois “elementos surpresa” que buscam infiltrar e acionar o passe que quebra linhas, sendo que um deles (box-to-box) segurará mais o posicionamento para ligar pelo meio o armador recuado e o meia-central. Por fim, no ataque temos um avançado recuado com alta mobilidade e dois avançados interiores que buscam com o jogo pelo meio, possuindo, portanto, pés invertidos, liberando espaço para a ultrapassagem dos laterais.

image.png.ab003a5925729b3105ce1eb5773abf39.png

Como é possível ver acima, vamos jogar com o ritmo normal, pretendendo alcançar um meio termo entre um estilo mais arriscado e outro mais paciente. Quanto à linha defensiva, ela será adiantada, que anda de mão dada com a pressão escolhida. Com essas escolhas de linha defensiva e pressão, selecionei por consequência a “linha burra”, com o intuito de diminuir a eficácia de bola nas costas, e o desarme agressivo, aumentando a probabilidade de roubar a bola, mesmo que signifique cometer mais faltas.

Na construção, vamos jogar com os passes mistos, sem limitar-se a bolas longas ou passes curtos, e com as instruções de passar à frente e de levar a bola até a área. A primeira terá papel fundamental no passe que quebra as linhas do adversário. Já a segunda é para os jogadores serem um pouco mais pacientes na construção em vez de rifar a bola com muitos lançamentos pela escolha da instrução de passar à frente.

  • Primeira Fase:

Começamos a fase inicial do Campeonato Carioca goleando o Nova Iguaçu por 4 a 1 e o Campos por 3 a 0, explorando em ambos a dificuldade da linha defensiva adversária em lidar com os dois homens pelas laterais e o nosso bom aproveitamento nos escanteios. Em seguida, tivemos uma série de três empates contra Bonsucesso, Tigres do Brasil, em que a equipe se limitou aos cruzamentos em ambos, mas conquistou a vaga para o restante da competição, e Cabofriense.

image.png.4557a22b79b00627259013b9a43b707a.png

Nos qualificamos tranquilamente para o restante da competição de forma antecipada e com um aproveitamento considerável (60%). Inclusive, a tranquilidade nesta fase não só surpreendeu a diretoria como também me surpreendeu positivamente, já que acreditava em uma classificação de forma mais difícil com os adversários incomodando.

O ataque esteve impecável, sem depender de cruzamentos ou ficar preso nos adversários fechados e com problemas de finalização apenas na última partida. O negativo fica por conta dos quatro gols em contragolpes em cinco partidas, algo que buscaremos resolver para o restante do Campeonato Carioca com um pequeno recuo e uma melhora técnica da linha defensiva e um recuo na tarefa do armador recuado, que não está recuperando a “segunda bola”.

image.png.20fccdf433f7725469512f137b8a8c3b.png

  • Taça Guanabara:

Após a qualificação, entramos no grupo mais fácil ao lado de Bangu, Fluminense, Resende, Vasco e Volta Redonda, mas acredito que não servirá muito por ser muito difícil terminar em primeiro colocado e seguir para a final do turno. Sendo assim, minha expectativa será terminar atrás apenas dos clubes grandes, já que usaremos tanto a Taça Guanabara quanto a Taça Rio para entrosar o elenco e treinar para a Série D, que começa no final de maio.

Começamos a Taça Guanabara vencendo Bangu e Volta Redonda pelo placar mínimo, em que pouco produzimos em ambos por pararmos no meio-campo adversário fechado e congestionado. Em seguida, o calendário não foi generoso com a nossa equipe e nos colocou para jogar contra Fluminense e Vasco de forma consecutiva, respectivamente. Não sofremos goleadas, mas o ataque não criou perante defesas bastante superiores e a defesa sofreu com a superioridade técnica dos ataques adversários. Por fim, encerramos a Taça Guanabara empatando por 2 a 2 de forma emocionante e merecida nos acréscimos com o Resende.

image.png.6adc5e5ea88534dd7bbffa1f2b93aa77.png

Ao fim desta fase, ficamos com um bom aproveitamento (77%) contra times pequenos e cumprimos a minha expectativa de ser “o melhor dos piores” se posicionando logo atrás dos grandes do Rio, apesar de esperar o aproveitamento máximo contra essas equipes menores.

Assim como na primeira fase, tenho uma ressalva a ser feita na parte tática. Não fiquei satisfeito com a pouca participação coletiva dos pontas se escondendo na linha defensiva adversária, tendo seus chutes travados pelo pouco espaço e pouca movimentação. Portanto, vou deixá-los mais abertos com a função de extremo e com a tarefa mais ofensiva e os pés não serão invertidos, dando a opção do cruzamento rasteiro. No entanto, essa alteração será somente nos jogos com nosso mando pelo nosso gramado ter a menor largura possível. Nas partidas fora de casa, a grande largura dos gramados exige que os nossos pontas avancem pelo meio para não descompactar a equipe.

image.png.478b833c99bf28a753774ff6fd359e13.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Bom, que começou a atualizar o save com as partidas.

A estratégia de reforçar o elenco com jovens de times grandes foi algo deliberado de sua parte, ou foi casual?

Sobre a "saída de três" com o armador recuado (apoiar) como você conseguirá fazê-la funcionar se ele não recua até a linha dos zagueiros? Acredito que com o FM, o único que possa fazer a saída lavolpiana seja o volante chamado de "3º zagueiro", fora ele, o máximo que teremos é um volante que recua para mais próximo da zaga, sem que isso signifique a tal saída lavolpiana ou a saída de três. ;)

Passou bem pela primeira fase, que por ser curta pode ser muito perigosa. Na Taça GB, também acho que o caminho é ser o melhor entre os piores ou menores. Vamos ver como será na Taça RJ.

Quando será a próxima atualização segundo seu cronograma de postagem. :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Fez uma boa campanha, porém, com um regulamento esdrúxulo desse, o importante era não fazer feio e foi muito bem nos jogos contra as equipes de mesmo nível.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
managersergipano

Apesar de não torcer pra nenhum time fluminense, amo o Rio de Janeiro e tenho muito carinho pelos pequenos tradicionais (em especial Bangu, América, Olaria e Portuguesa). Talvez por ter crescido assistindo jogos do campeonato carioca na tv aberta por aqui kkkkkk. Em todo caso, faz tempo que queria jogar com a Lusa Carioca, e é muito legal ver alguém fazendo isso por aqui. Acompanhado, boa sorte no caminho pra ser a quinta potência!

Algumas considerações: nos saves que começo (gosto de jogar no Brasil, e sempre começo na menor divisão disponível), tenho evitado contratar jovens da base dos gigantes por empréstimos, por achar, ao mesmo, pouco realista, e algo que facilita demais o crescimento do time, já que são jogadores que geralmente vem pra assumir titularidade e raramente integram a folha de pagamento, pois os clubes grandes emprestam pra dar experiência e aceitam pagar os salários. Por isso, "impus" duas regras a mim mesmo para contratar esses jogadores: até chegar à série "b", só contrataria por empréstimo pagando os salários, e somente para completar o elenco, não podendo contratar jogadores melhores que os titulares da função. É um modo de tornar o jogo mais desafiador (e acho que foi por isso que o ggpofm perguntou se foi algo casual ou deliberado da sua parte). É uma dica pra evitar uma ascensão rápida que torne o seu save desinteressante para você mesmo.

Quanto à estratégia, gostei do seu estilo de jogo, mas duas dúvidas:

1) Apesar de você não ter tido problemas aparentes com o número de gols sofridos, vc acha que a "linha burra" anda resolvendo os problemas do espaço deixado pela defesa alta e marcação de pressão alta? 

2) Quanto ao ataque, porque a estratégia de levar a bola até a área, se você não está usando um estilo de jogo de paciência? Os seus jogadores de frente não tem boa finalização? Não acha que essa tática pode "matar" o ataque em jogos contra equipes mais fortes defensivamente (como no caso do Fluminense e do Vasco)?

No mais, curtindo bastante o save, boa sorte! Avante, Lusa!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
CesarShowOff

Começou não perdendo na primeira fase o que isso já é bom, mesmo não tendo uma campanha extraordinária, assegurou a primeira posição. Depois começou bem na GB com duas vitórias, e assim como disse foi o melhor dos piores, pois a vaga seria difícil naquela altura. Espero que o time só melhore daqui pra frente. Boa sorte. Acompanhando.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
17 horas atrás, ggpofm disse:

Bom, que começou a atualizar o save com as partidas.

A estratégia de reforçar o elenco com jovens de times grandes foi algo deliberado de sua parte, ou foi casual?

Sobre a "saída de três" com o armador recuado (apoiar) como você conseguirá fazê-la funcionar se ele não recua até a linha dos zagueiros? Acredito que com o FM, o único que possa fazer a saída lavolpiana seja o volante chamado de "3º zagueiro", fora ele, o máximo que teremos é um volante que recua para mais próximo da zaga, sem que isso signifique a tal saída lavolpiana ou a saída de três. ;)

Passou bem pela primeira fase, que por ser curta pode ser muito perigosa. Na Taça GB, também acho que o caminho é ser o melhor entre os piores ou menores. Vamos ver como será na Taça RJ.

Quando será a próxima atualização segundo seu cronograma de postagem. :)

Foi planejado. Se você notar, todos esses empréstimos são para compor o elenco, exceto a vinda do Thiago Souza, que só veio pois não encontramos nenhum meia por definitivo que me agradasse.

aa3dd06e1417c097b5d40ccd2c801302.gif

Como pode ver, é feita a saída de três gerando superioridade contra os dois atacantes, algo bem comum no Brasil (pelo menos no FM), com o armador recuado (defender) recuando para entre os dois zagueiros.

Como você disse, essa fase inicial podia ser bem traiçoeira por ser turno único. No entanto, percebi ao final da fase que o nível das equipes participantes é bem ridículo, está longe do nível atual da Portuguesa.

Bom, seguindo esse cronograma, espero atualizar a cada cinco ou seis dias, ou seja, deve sair nos primeiros dias de 2018.

10 horas atrás, Henrique M. disse:

Fez uma boa campanha, porém, com um regulamento esdrúxulo desse, o importante era não fazer feio e foi muito bem nos jogos contra as equipes de mesmo nível.

Eu esperava um pouco mais da equipe do que "não fazer feio". Se nos posicionarmos como o primeiro ou segundo melhor entre os piores, fico tranquilo, já que há sempre uma equipe de Série D em cada grupo no mínimo.

9 horas atrás, managersergipano disse:

Apesar de não torcer pra nenhum time fluminense, amo o Rio de Janeiro e tenho muito carinho pelos pequenos tradicionais (em especial Bangu, América, Olaria e Portuguesa). Talvez por ter crescido assistindo jogos do campeonato carioca na tv aberta por aqui kkkkkk. Em todo caso, faz tempo que queria jogar com a Lusa Carioca, e é muito legal ver alguém fazendo isso por aqui. Acompanhado, boa sorte no caminho pra ser a quinta potência!

Algumas considerações: nos saves que começo (gosto de jogar no Brasil, e sempre começo na menor divisão disponível), tenho evitado contratar jovens da base dos gigantes por empréstimos, por achar, ao mesmo, pouco realista, e algo que facilita demais o crescimento do time, já que são jogadores que geralmente vem pra assumir titularidade e raramente integram a folha de pagamento, pois os clubes grandes emprestam pra dar experiência e aceitam pagar os salários. Por isso, "impus" duas regras a mim mesmo para contratar esses jogadores: até chegar à série "b", só contrataria por empréstimo pagando os salários, e somente para completar o elenco, não podendo contratar jogadores melhores que os titulares da função. É um modo de tornar o jogo mais desafiador (e acho que foi por isso que o ggpofm perguntou se foi algo casual ou deliberado da sua parte). É uma dica pra evitar uma ascensão rápida que torne o seu save desinteressante para você mesmo.

Quanto à estratégia, gostei do seu estilo de jogo, mas duas dúvidas:

1) Apesar de você não ter tido problemas aparentes com o número de gols sofridos, vc acha que a "linha burra" anda resolvendo os problemas do espaço deixado pela defesa alta e marcação de pressão alta? 

2) Quanto ao ataque, porque a estratégia de levar a bola até a área, se você não está usando um estilo de jogo de paciência? Os seus jogadores de frente não tem boa finalização? Não acha que essa tática pode "matar" o ataque em jogos contra equipes mais fortes defensivamente (como no caso do Fluminense e do Vasco)?

No mais, curtindo bastante o save, boa sorte! Avante, Lusa!

Os clubes pequenos do Rio de Janeiro possuem sua tradição e seu glamour, não há como não gostar deles. Tenho um carinho muito grande por todos eles, mas a Portuguesa é especial por ser meu clube de bairro. Aliás, não sabia que passava partidas até desses clubes pequenos na TV aberta do Sergipe, que possui o Sergipe e o Confiança como os principais clubes.

Sobre os jovens de clubes gigantes, eu não monto a equipe com base neles. Como falei na atualização, apenas um dos três jovens que contratei veio para ser titular, pois procuro montar a equipe com base em jogadores por definitivo. No entanto, é bastante realista a sua ideia, os clubes gigantes não emprestam seus jovens para equipes de Série D, no máximo para a Série C e olhe lá. Pensarei nesta dica para o próximo save.

Sobre a tática:

  • 1) A "linha burra" falha de vez em quando, mas notei em saves passados que sem ela o estrago é grande e decidi trazer para esse save também;
  • 2) A instrução de levar a bola até a área é para dar um pouco de paciência à instrução de passar à frente e também para evitar que aconteça uma grande quantidade de finalizações de fora da área, já que meus meias e atacantes não possuem o atributo de rematar de longe muito evoluído. E ela não freia o contra-ataque, pois o 4-1-2-3 já não possui um contra-ataque eficiente pelos pontas marcarem os laterais, deixando apenas o centroavante para puxá-lo. No entanto, vou falar dela na próxima atualização.

Valeu, Manager!

2 horas atrás, CesarShowOff disse:

Começou não perdendo na primeira fase o que isso já é bom, mesmo não tendo uma campanha extraordinária, assegurou a primeira posição. Depois começou bem na GB com duas vitórias, e assim como disse foi o melhor dos piores, pois a vaga seria difícil naquela altura. Espero que o time só melhore daqui pra frente. Boa sorte. Acompanhando.

Nos situamos dentro das minhas expectativas nas duas fases mesmo, o que é bom mesmo, espero que continuemos assim para a Taça Rio e a Série D. Valeu, Cesar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm
7 horas atrás, Yan Perisse disse:

Como pode ver, é feita a saída de três gerando superioridade contra os dois atacantes, algo bem comum no Brasil (pelo menos no FM), com o armador recuado (defender) recuando para entre os dois zagueiros.

Pela imagem da sua formação tática, o "Armador Recuado" seu tem tarefa apoiar e não defender como você escreveu na resposta. ;)

Mas independentemente disso, fiquei surpreso com o recuo tão acentuado dele. Nunca tinha observado isso.

Valeu.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vinny_dp

Perdeu alguns pontos nos finais dos jogos que poderiam ter dado mais folga numa boa campanha na fase inicial do Carioca. Na segunda fase, conseguiu ser o "melhor dos pequenos", isso com um elenco ainda em formação, muito bem.

Sobre a tática, acho que 10 jogos são pouco para avaliar, ainda mais em uma tática que busca o protagonismo no jogo. Ainda assim, dá para se notar que a equipe está no caminho certo e, com os ajustes que você tem em mente, tem margem para melhora. 

Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

Achei a campanha muito boa para a primeira temporada no Carioquinha. Fora Fluminense e Vasco, que obviamente estão bem acima, nos demais jogos os outros times menores não mostraram muita força.

Acha que a partir da próxima temporada dá pra aprontar no Estadual?

Boa sorte na Série C.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
Em 28/12/2017 at 09:45, ggpofm disse:

Pela imagem da sua formação tática, o "Armador Recuado" seu tem tarefa apoiar e não defender como você escreveu na resposta. ;)

Mas independentemente disso, fiquei surpreso com o recuo tão acentuado dele. Nunca tinha observado isso.

Valeu.

Após o final da Primeira Fase, eu avisei que havia mudado a tarefa do armador recuado por estar com um posicionamento mais avançado do que eu pretendia. Não cheguei a notar a saída de bola com a tarefa antiga, mas acredito que ele não recuaria tanto assim, como você achou.

Em 28/12/2017 at 15:53, vinny_dp disse:

Perdeu alguns pontos nos finais dos jogos que poderiam ter dado mais folga numa boa campanha na fase inicial do Carioca. Na segunda fase, conseguiu ser o "melhor dos pequenos", isso com um elenco ainda em formação, muito bem.

Sobre a tática, acho que 10 jogos são pouco para avaliar, ainda mais em uma tática que busca o protagonismo no jogo. Ainda assim, dá para se notar que a equipe está no caminho certo e, com os ajustes que você tem em mente, tem margem para melhora. 

Boa sorte na sequência.

A sequência de empates no final da Primeira Fase levando gols em todas as partidas me assustou mesmo, foi necessário uma vista grossa para ver o que poderia mudar. Em seguida, as mudanças deram certo e conquistamos uma boa colocação na Taça Guanabara. Espero o mesmo para a Taça Rio.

Acredito que até a Série D teremos algumas mudanças na tática. No momento ela está caminhando bem, mas está em fase de observação, algo como uma criança perto de andar sem o auxílio dos pais. Na Série D acredito que estará caminhando sozinha. Valeu, Vini.

23 horas atrás, Tsuru disse:

Achei a campanha muito boa para a primeira temporada no Carioquinha. Fora Fluminense e Vasco, que obviamente estão bem acima, nos demais jogos os outros times menores não mostraram muita força.

Acha que a partir da próxima temporada dá pra aprontar no Estadual?

Boa sorte na Série C.

Acredito que podemos aprontar a qualquer momento no Carioca, só não podemos esperar por isso até estarmos perto do nível dos grandes. Talvez a chance de aprontar nas próximas temporadas serão maiores, mas virá a Copa do Brasil junto.

Quem dera estar na Série C, rs. Valeu, Tsuru.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

 

 image.png.8858fe2f33aead9fa5fe67b1a0d4ea51.png

image.png.27eb927ef421e07b182ba0619454368e.png

  • Transferências:

Terminamos o planejamento para a montagem do elenco e, consequentemente, encerramos as transferências neste ano. Este planejamento final consistia em trazer um lateral esquerdo, um zagueiro, um meia e dois jogadores reservas por empréstimo para cada lateral. Além desses reforços, aceitamos uma proposta do Flamengo-PI de R$ 50 mil pelo ponta Maicon Assis, que era reserva imediato nas pontas e no meio, o que nos fez agir de maneira rápida no mercado para contratar um substituto.

image.png.76394ddbb8c1549e9b03b6663c4a6045.png

Como foi dito, acertamos com Guilherme, que possui passagem pelo Botafogo e vem para ser o nosso titular pela esquerda e ganhar R$ 8,75 mil por mês. Além do ex-botafoguense, acertamos com os jovens Breno e Victor Luiz para serem os reservas em cada lateral por empréstimos sem custo junto ao Fluminense e ao Cruzeiro, respectivamente.

Para a zaga, acertamos a rescisão do experiente zagueiro Rodrigo, que se aposentou. Para o seu lugar, acertamos o empréstimo de Sabino junto ao Santos para ser o nosso quarto zagueiro do elenco.

image.png.e0195dfada097c1fe6944e466dce7231.png

image.png.ee55ad4a803a8ceb00d1d75f8d73ce20.png

Após uma árdua busca por um meia central de qualidade, acertamos com o polivalente Fabrício Lusa, que possui passagens por Bahia e Juventude, onde coincidentemente atuou ao lado do lateral Juliano, por R$10 mil antes que o Batatais renovasse seu contrato. O meia ganhará R$18 mil e só disponibilizou um contrato até o final da temporada, mas trabalharemos para estender o seu vínculo.

Dada a saída de Maicon Assis, recorremos ao mercado e acertamos com o prodígio argentino Emiliano Trovento de 22 anos, que estava sem clube após ser dispensado do Argentinos Juniors e ganhará o terceiro maior salário do elenco ao lado de Juliano, perdendo apenas para Fabiano Oliveira e Fabrício Lusa, em ordem.

image.png.463529f0d35fd7e2209fa909b7e0dcc1.png

  • Taça Rio:

Seguimos para o segundo turno do Campeonato Carioca denominado Taça Rio, em que as equipes do Grupo A da Taça Guanabara enfrentam as mesmas equipes do Grupo B em partida única, totalizando seis partidas ao final do turno. Ao final das seis partidas, a melhor equipe de cada grupo se enfrenta na final, com o vencedor enfrentando o campeão da Taça Guanabara na final do Campeonato Carioca. Caso o vencedor da Taça Guanabara e da Taça Rio for o mesmo clube, ele já será considerado o campeão da competição.

Iniciamos o turno de forma excelente empatando contra o Botafogo, com alguns desfalques por causa da Libertadores, em uma partida que sofremos o doloroso empate nos acréscimos, mas que não deixa de ser um ótimo resultado, apesar do gosto de derrota. A vitória viria na rodada seguinte com dois pênaltis nos dando a vitória contra o Bonsucesso, já que com bola rolando paramos no esquema idêntico do adversário.

Em seguida, inacreditavelmente vencemos o Flamengo reserva, por disputar a Libertadores, por 2 a 1 aproveitando a postura ofensiva do adversário e a infiltração do meia Thiago Souza, que marcou duas vezes e levou o prêmio de melhor da partida. No outro lado, os rubro-negros apenas produziram suas oportunidades com base na qualidade superior de seu elenco durante o abafa no final da partida, mas foi insuficiente para evitar a derrota.

Com os bons resultados contra os clubes grandes, tínhamos três partidas contra equipes do nosso patamar para chegar a 13 pontos e nos garantir na final da Taça Rio, algo inédito na história da Portuguesa desde a criação do turno em 1982. A começar pela vitória contra o Macaé e sua linha defensiva alta com seus laterais ofensivos, presa fácil para os nossos pontas. Em seguida, paramos no meio-campo congestionado do Boavista de Papai Joel e sofremos com a velocidade de Robert, que possui passagens por Fluminense e Barcelona B, contra a nossa linha defensiva, resultando na derrota por 2-0.

Com a derrota para o Boavista, jogamos a pressão para a última rodada, quando a briga pela liderança era contra o Vasco e íamos enfrentar o Madureira, enquanto que os cruzmaltinos jogariam o clássico contra o Flamengo. Dentro das quatro linhas, sofremos um gol logo no início, mas não demoramos para empatar e virar com grande atuação do menino Ramón, liderando as rápidas transições ofensivas nas costas dos laterais e nos colocando na final da Taça Rio. Adeus, Vasco!

image.png.7485eb5440d0c15e5916799748e3c227.png

As expectativas não se alteraram da Taça Guanabara para a Taça Rio. Portanto, a campanha neste turno foi obviamente muito acima do que imaginávamos e podemos dizer que estamos bem preparados para a Série D com o esquemas bem definido e boas atuações.

Como é de praxe, tenho uma ressalva tática a fazer: notei contra o 4-2-2-2 uma dificuldade em penetrar no meio-campo congestionado dos adversários sem uma ligação entre os dois meias e os atacantes. A minha reação foi retirar a instrução de levar a bola até a área, dando-nos mais verticalidade. No entanto, se eu sentir que estamos rifando muito a posse de bola, voltarei de forma provisória com a instrução usada anteriormente.

image.png.2ddbff99298cce58cf705527162883f4.png

Por fim, na final, estávamos de frente ao Flamengo novamente. Dentro de campo, a bola não entrou no primeiro tempo, mas a expulsão do volante Marcinho no início da segunda etapa degringolou o sofrimento que foi a segunda etapa: os rubro-negros marcaram duas vezes e só não marcaram mais por causa do goleiro Marcelo Moretto. No fim, título e classificação dos rubro-negros para a final do Campeonato Carioca, onde perderam para o Botafogo, e classificação da Portuguesa para a Copa do Brasil de 2018.

  • Campeonato Brasileiro Série D:

Após quase um mês sem jogos oficiais, finalmente a Série D está chegando e, para que tenham uma melhor noção dos nossos adversários na fase de grupos, fiz um breve resumo sobre as equipes que estão conosco no Grupo N.

Citar

yps6vbr.png J. MALUCELLI: o clube administrado por empresários, que está cotado para a liderança do Grupo N, atua sob as bases do 4-4-2 Losango e possui a melhor qualidade técnica entre as quatro equipes. Além disso, a equipe alcançou as quartas de final no Campeonato Paranaense, perdendo para o Coritiba nos pênaltis.

fkw42V4.png CEILÂNDIA: o Gato Preto, que será o nosso adversário direto pela segunda vaga nas oitavas de final da Série D, atua sob o 4-2-3-1. No Campeonato Brasiliense, os alvinegros não disputaram a final de nenhum dos turnos da competição, possuindo uma campanha ruim ao final dessa.

vbnxax8.png ESPÍRITO SANTO: a jovem equipe do Espírito Santo com seus apenas 11 anos de existência chega à Série D cotada a ser o saco de pancadas do Grupo N. No Campeonato Capixaba, a equipe comandada por Leandro Niehues foi semifinalista da competição atuando sob o 4-2-2-2 e perdendo para o campeão Vitória (ES).

O regulamento da competição funciona da seguinte forma: 17 grupos de quatro equipes são formados e o primeiro colocado e os 13 melhores segundos colocados são classificados diretamente para as quartas de final, enquanto que os quatro piores segundos colocados disputam uma eliminatória, onde os dois vencedores seguem para as quartas de final. Já o último colocado de cada grupo ficará sem divisão no ano seguinte. Por fim, os clubes seguem no mata-mata das quartas até a final. No entanto, a final não determina um vencedor, e sim os quatro clubes que alcançaram o acesso para a Série C.

NOTA: A outra opção de liga alternativa da Série D formava quatro grupos com 17 participantes, algo cansativo e totalmente fora da realidade. Apesar desta opção que escolhi não estar correta, é a que reproduz melhor a realidade.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

Fez uma Taça Rio excelente, se classificou vencendo um time grande e empatando com outro, e por pouco não conseguiu um resultado histórico. Com o time mais forte na próxima temporada as coisas podem ser ainda melhores.

Na Série D o único que deve dar trabalho deve ser mesmo o J. Malucelli. Ceilândia viveu um momento ruim no campeonato local e o Espírito Santo não deve ser uma ameaça. Acho que passa com a segunda vaga.

Boa sorte na continuação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Não esperava a Lusinha tão bem na Taça RJ. Alcançou uma final inédita e um vice para a galeria. Como ficou a classificação final do campeonato? A Lusa ficou em 4º?

Sendo um clube de uma liga com grande reputação e tendo montado um elenco com vários jovens vindo dos grandes clubes, acho que tem que colocar o Madureira como candidato à vaga, juntamente com o J. Malucelli. Os demais integrantes do grupo são figurantes, mas não pode vacilar.

De qual autor você usou a liga alternativa do Brasil? Brasil UP? MRT90? FMB?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

2º turno surpreendente, achei que a equipe teria uma campanha similar a da Taça Guanabara, mas mesmo assim, a equipe conseguiu chegar a final e talvez tivesse capacidade de surpreender o Flamengo com 11 em campo. Mas mostra que a equipe vem forte para a Série D.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Maiiron_

Gigantesco o segundo turno, mano. Agora é a hora de esperar a Série D, o grande desafio da temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
11 horas atrás, Tsuru disse:

Fez uma Taça Rio excelente, se classificou vencendo um time grande e empatando com outro, e por pouco não conseguiu um resultado histórico. Com o time mais forte na próxima temporada as coisas podem ser ainda melhores.

Na Série D o único que deve dar trabalho deve ser mesmo o J. Malucelli. Ceilândia viveu um momento ruim no campeonato local e o Espírito Santo não deve ser uma ameaça. Acho que passa com a segunda vaga.

Boa sorte na continuação.

Como a montagem do elenco visando a Série D terminou ali próxima do início da Taça Rio, jogamos o turno com uma qualidade maior e fizemos o crime contra o Flamengo e o Botafogo, que estavam com as equipes reservas por causa da Libertadores, diferente do Vasco e Fluminense, que ganharam da Portuguesa na Taça Guanabara.

Teoricamente, o Ceilândia seria o nosso adversário direto, mas a péssima campanha no Brasiliense me deixou mais confiante. Valeu, Tsuru.

8 horas atrás, ggpofm disse:

Não esperava a Lusinha tão bem na Taça RJ. Alcançou uma final inédita e um vice para a galeria. Como ficou a classificação final do campeonato? A Lusa ficou em 4º?

Sendo um clube de uma liga com grande reputação e tendo montado um elenco com vários jovens vindo dos grandes clubes, acho que tem que colocar o Madureira como candidato à vaga, juntamente com o J. Malucelli. Os demais integrantes do grupo são figurantes, mas não pode vacilar.

De qual autor você usou a liga alternativa do Brasil? Brasil UP? MRT90? FMB?

Acredito que ninguém esperava, né. No entanto, o término da montagem do elenco no início da Taça Rio qualificou o elenco. Além disso, os clubes grandes que enfrentei na Taça Rio usaram suas equipes reservas por causa da Libertadores. Já os grandes da Taça Guanabara não participaram da competição internacional.

O FM não monta a classificação geral, mas dá pra fazer facilmente com o cálculo usado pela FERJ (soma dos pontos da Taça Rio e Taça Guanabara, excluindo as partidas da fase preliminar e mata-mata). Assim, ficaríamos em 5º.

Madureira? Teoricamente, o Ceilândia seria o nosso adversário direto, mas a péssima campanha no Brasiliense me deixa mais aliviado e focado em bater o J. Malucelli. E sobre a liga alternativa, eu usei a do Gods.

7 horas atrás, Henrique M. disse:

2º turno surpreendente, achei que a equipe teria uma campanha similar a da Taça Guanabara, mas mesmo assim, a equipe conseguiu chegar a final e talvez tivesse capacidade de surpreender o Flamengo com 11 em campo. Mas mostra que a equipe vem forte para a Série D.

A montagem do elenco terminou no início da Taça Rio e o elenco sofreu uma notável melhora, comparando com a equipe da Taça Guanabara. Além disso, os clubes grandes que enfrentei na Taça Rio são os únicos do Rio que estavam na Libertadores, consequentemente tiveram que usar suas equipes reservas na maioria das partidas.

Sinto que o resultado na final contra o Flamengo teve um pouco de influência na expulsão, mas a equipe reserva rubro-negra ainda é forte, não sei se com 11 em campo surpreenderia. Na partida que vencemos, por exemplo, o Flamengo produziu inúmeras chances. A vitória só veio pela qualidade das chances que criamos, além de termos um porção de sorte quanto às chances do Flamengo.

2 horas atrás, Maiiron_ disse:

Gigantesco o segundo turno, mano. Agora é a hora de esperar a Série D, o grande desafio da temporada.

Valeu, Maiiron. Também esperei a Série D como o principal evento da temporada. Não é a toa que usei o Carioca pra montar e entrosar o elenco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm
13 horas atrás, Yan Perisse disse:

Madureira? Teoricamente, o Ceilândia seria o nosso adversário direto, mas a péssima campanha no Brasiliense me deixa mais aliviado e focado em bater o J. Malucelli. E sobre a liga alternativa, eu usei a do Gods.

KKKK. Fiquei com outro save na cabeça.

Seria uma surpresa para mim, o Ceilândia, equipe de uma campeonato com baixa reputação em relação ao Campeonato Carioca e também à Portuguesa se tornar seu adversário direto. Continuo apostando em uma pontuação alta que ou lhe dará o 1º lugar ou lhe dará a vaga como um dos melhores segundos. Vamos ver o que acontecerá.

Gods? É o Godão?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé
Em 04/01/2018 at 08:15, ggpofm disse:

Seria uma surpresa para mim, o Ceilândia, equipe de uma campeonato com baixa reputação em relação ao Campeonato Carioca e também à Portuguesa se tornar seu adversário direto. Continuo apostando em uma pontuação alta que ou lhe dará o 1º lugar ou lhe dará a vaga como um dos melhores segundos. Vamos ver o que acontecerá.

Gods? É o Godão?

O elenco do Ceilândia não é ruim, é um ligeiramente pior que o nosso. No entanto, a péssima campanha num Estadual bastante abaixo do nosso é de dar mais confiança mesmo.

Não faço ideia, mas acredito que não. Fui dar uma olhada na Série D que o Godão fez no FM 2017 é o formato é diferente da Série D que uso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • math6667
      Por math6667
      Eae galera,queria saber se tem alguma atualização de elencos atual para o Football manager 2017 de 2018,pq meu pc só roda ele e tá ficando chato com os mesmos elencos???
    • Tsuru
      Por Tsuru
      APRESENTAÇÃO

      E cá estou eu de volta. As coisas se acalmaram aqui em Portugal, fiquei com mais tempo para jogar e decidi começar a retornar ao FM aos poucos; quando vi, já estava mais que viciado no jogo e empolgadíssimo com um novo desafio. Como jogar sem postar não tem a menor graça, inicio assim uma nova jornada aqui na área - o tempo longe do Projeto Nacional me fez perder o gás e, quando voltei a jogar FM, estava sem vontade nenhuma de continuá-lo.
      A ideia desse save surgiu há mais ou menos um ano, quando li o livro “Futbol Total” em que Arrigo Sacchi narra suas memórias. Desde então estava com vontade de fazer um tributo a ele. 
      Apesar de ser um tributo, farei um save de clube, que hoje é um formato que me agrada mais, podendo assumir uma seleção (ver objetivos abaixo). As atualizações serão semanais, e a ideia é que cada uma consiga cobrir um bimestre inteiro.
      Até pensei em iniciar no Pro Piacenza, que é uma equipe rossoneri como o Milan e fica na mesma região onde Sacchi nasceu (Emília-Romanha). Mas como no save não terei obrigação de seguir os mesmos passos do técnico, preferi ir para o Sul da Itália, onde há muitas equipes interessantes - e uma em especial com a qual tenho vontade de jogar há bastante tempo. 
      O nome do treinador será Alfredo Beletti, um personagem fictício que tem o mesmo nome de um dos mentores e melhores amigos de Arrigo Sacchi.
       
      REGRAS
      Se for demitido, o save acaba;
        Em homenagem ao grande Milan de Arrigo Sacchi, só poderei contratar jogadores italianos e holandeses;
        Poderei utilizar todos os jogadores surgidos na base do clube, independente da nacionalidade;
        A partir do primeiro ano na Série A, os contratos de jogadores que não forem italianos, holandeses ou criados na base do clube não poderão mais ser renovados, podendo o jogador ser vendido ou sair de graça. Esta regra não muda em caso de rebaixamentos para a Série B.
        OBJETIVOS
      Ser bicampeão da Série A e da Supercopa Italiana, superando Arrigo Sacchi;
        Ser bicampeão da Liga dos Campeões e do Mundial de Clubes, se igualando a Arrigo Sacchi;
        Depois de atingir todos os objetivos com o clube, deixar a equipe, assumir uma seleção e ganhar a Copa do Mundo, superando Arrigo Sacchi (pode ser com qualquer seleção e pode ser tentado mais de uma vez)
        O PROFETA
      Arrigo Sacchi nasceu em Fusignano, Itália, e é considerado por muitos um dos maiores treinadores italianos de todos os tempos. Ele ficou especialmente conhecido pelo Milan que comandou entre 1987 e 1991, que era inspirado na Holanda de Rinus Michels mas tinha uma identidade própria bastante forte.
      Contando com a força econômica de Silvio Berlusconi e a confiança do diretor de futebol Adriano Galliani, Sacchi montou uma verdadeira seleção, que incluía nomes como Carlo Ancelotti, Franco Baresi, Alessandro Costacurta, Paolo Maldini e os holandeses Ruud Gullit, Frank Rijkaard e Marco Van Basten. O treinador exigia uma intensidade enorme de seus jogadores, tanto na defesa quanto no ataque, e propunha um futebol ofensivo, vibrante e que fosse para divertir as pessoas. Para sorte dele, o grupo que foi montado à época compreendeu bem sua filosofia de jogo e conseguiu executá-la com perfeição.
      Unido dentro e fora de campo, o Milan venceu a Série A uma vez (desbancando o Napoli de Maradona e Careca) e foi bicampeão da Liga dos Campeões, da Supercopa Italiana, Supercopa da Europa e do Mundial de Clubes. O sucesso e o estilo arrojado levaram a equipe a ser eleita pela revista World Soccer como a quarta melhor da história do futebol, atrás apenas das seleções da Hungria (1954), Brasil (1970) e Holanda (1974).
      Depois do Milan, Arrigo Sacchi assumiu o comando da seleção da Itália que foi à Copa do Mundo de 1994, mas não teve o mesmo sucesso. Os jogadores da seleção não compreenderam bem seus conceitos e a Itália foi avançando na base da sorte, aos trancos e barrancos, conforme relata o próprio treinador. Ainda assim, a Azzurra chegou até a final com o Brasil de Bebeto e Romário e foi derrotada após o famoso pênalti perdido por Roberto Baggio, o Codino Divino.
      O modo revolucionário de Sacchi ver o futebol italiano - que até então era refém de esquemas com um líbero - deu origem ao apelido “Profeta de Fusignano”. Ironia do destino ou não, muitos dos conceitos utilizados por Sacchi nos anos 80 pareciam mesmo "futuristas" e se tornaram bastante comuns no futebol anos mais tarde, inspirando por exemplo Pep Guardiola e Jupp Heynckes. 

      HISTÓRICO
      Temporada 16/17 - Série C, Girone C - CAMPEÃO (promovido à Série B) Temporada 17/18 - Série B - 12º lugar Temporada 18/19 - Série B - 6º lugar / Classificado para os playoffs e eliminado pelo Verona (2 a 1) Temporada 19/20 - Série B - 5º lugar / Classificado para os playoffs e eliminado pelo Carpi na semifinal (5 a 2 no agregado) Temporada 20/21 - Série B - CAMPEÃO (promovido à Série A)
        SALA DE TROFÉUS
      🏆 Série C, Girone C - 16/17
      🏆 Série B - 20/21
    • marciof89
      Por marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
    • Neynaocai
      Por Neynaocai
      PRA QUEM CHEGOU AGORA, RECOMENDO DAR APENAS UMA OLHADA POR CIMA NA PRIMEIRA TEMPORADA E IR LOGO AO QUE INTERESSA, QUE A PARTIR DE HOJE (07/12/2018) SERÁ INDICADO ABAIXO:
       
      CLUBE
      Uma nova jornada. Capítulo 1: La voix du peuple est la voix de Dieu.
      Uma nova jornada. Capítulo 2: Entre grandes expectativas e a realidade!
      Uma nova jornada. Capítulo 3: A segunda temporada.
      Uma nova jornada. Capítulo 4: X-saladas, caldo-de-canas, bolachas, refrigerantes e gols.
      Uma nova jornada. Capítulo 5: Tem que ter pojeto?
      Uma nova jornada. Capítulo 6: Tutorial de como ser campeão em menos de duas temporadas.
      Uma nova jornada. Capítulo 7: Em segundo, se virares a mesa.
       
      SELEÇÃO
      You are fake news. Um desabafo contra a imprensa.
      Copa do Mundo Sub-20 2017.
      Copa Ouro 2019 - Campeonato Mundial Sub-20 2019.
      Pré-olímpico 23:
       
      ESPECIAIS
      Copa do Mundo 2018
       
       
    • LucaSilva32
      Por LucaSilva32
      Bom, eu usava normalmente o FM 17 com as faces que eu tenho (85.000 faces ao total), funcionava perfeitamente. Hoje quando fui entrar no meu save, vi que quase todas as faces do jogo sumiram.
      Pensei que fosse o fato de eu tentar colocar a face do meu treinador, mas exclui a foto do meu treinador na facepack e tirei o id do meu treinador do config.xml localizado na facepack, ao recarregar a skin dentro do jogo continuou o mesmo problema.
      Desde já agradeço a quem tentar me ajudar.
×