Jump to content
Sign in to follow this  
Perissé

Associação Atlética Portuguesa

Recommended Posts

Perissé

image.thumb.png.4fa8456656d62c2f1601f9072c80d113.png

  • Considerações iniciais:

Bom, faz tempo que desejo iniciar um save baseado no desenvolvimento de um clube e não na carreira de um treinador, mas sempre adiei essa ideia por achar que não conseguiria comandar o mesmo clube por muitos anos. No entanto, desta vez, apostei neste tipo de save e para isso, acredito que um save com um clube que eu tenha mais identificação, conheça a história e acompanhe as partidas deve render muito mais. Assim, esse foi o principal fator que me fez escolher a Associação Atlética Portuguesa neste save.

O save não será ficcional, como é de praxe nas minhas histórias, pois demanda muito tempo de dedicação e poderia me perder facilmente dentro da história por não ser algo que manejo bem. Deste modo, o save será contado na visão do treinador com atualizações em torno de dez partidas e ainda abrirei um espaço para contar alguns marcos na história do clube ao final de cada temporada.

Por fim, agradeço especialmente ao @Bigode. pela inspiração no save nas nossas conversas e ao @mfeitosa pela bela capa feita.

  • Sobre o clube:

A Associação Atlética Portuguesa, fundada em 17 de dezembro de 1924 (exatos 93 anos atrás¹), carrega o nome lusitano em simpatia com a antiga Portuguesa Santista, após os cariocas realizarem um amistoso em Santos com colegas de profissão e também torcedores da Portuguesa de Santos. O amistoso serviu de incentivo para os cariocas fundarem a Portuguesa, nascendo no mesmo ano na extinta Rua Visconde de Itaúna, no Centro do Rio.

No auge de sua história, o clube era conhecido por algumas façanhas em território europeu. Nas excursões mais marcantes temos o empate em 1956 com o Dínamo de Moscou, liderado por Lev Yashin, e a vitória em 1969 sobre o poderoso Real Madrid, detentor do título espanhol na época, em pleno Santiago Bernabéu, considerada o maior feito da história do clube. Além desses, há outras partidas marcantes que serão contadas ao longo do save.

No entanto, o histórico recente do clube lusitano está longe de tais façanhas, tendo disputado a Série C em 2003 e 2004, quando a competição possuía uma enorme quantidade de participantes. A partir disso, o clube disputou várias vezes a segunda divisão do Campeonato Carioca até a sua volta à uma competição nacional apenas em 2016 na Série D.

Apesar da identificação com a Ilha do Governador e da relação com o bairro da Portuguesa, o clube apenas se apropriou do estádio Luso-Brasileiro em 1964, quando o comprou do Jockey Club da Guanabara. Sua estrutura foi mantida até hoje e com a reforma do Flamengo o estádio possui espaço para comportar quase 20 mil torcedores. Diferente de outros clubes, antes da compra de seu estádio, a Portuguesa vagava por pequenos estádios da cidade como os extintos Morais e Silva (Tijuca) e Andaraí (Andaraí) e, principalmente, o Serafim Sofia (Cosmos).

image.png.c2b8f657716ec784ec8c171d26dc2572.png

INFRAESTRUTURAS DO CLUBE

  • Dados do save:

O save será realizado no Football Manager 2017 com uma base de dados personalizada na América do Sul, adicionando apenas a Série D em forma de liga alternativa. A escolha da liga alternativa se deu pela melhor representação da realidade na competição, haja visto que nos updates a quantidade de clubes estava diferente e as atividades de transferências e o regulamento da competição não simulavam a realidade.

Quanto às ligas, ativei todas da América do Sul, isso inclui as da Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Uruguai, possibilitando uma quantidade maior de jogadores dentro do âmbito de observação, além de movimentar mais o mercado de transferências sul-americano.

  • Perfil do treinador:

O treinador criado foi com o nome do ex-jogador da Portuguesa Digão, que atuou entre 2009 e 2012 no clube e virou um dos poucos ídolos que o clube possui. Além da Portuguesa, o meia atuou no Macaé e Duque de Caxias, ambos quando estavam na Série C, porém estava sem clube após a saída do clube praiano.

Aos 32 anos, o estilo do treinador será focado no desenvolvimento de jovens jogadores para o futuro da Portuguesa, visto que planejo uma carreira longa no clube e precisará muitas vezes da força das categorias de base e da contratação de jovens jogadores. No entanto, essa filosofia funcionará melhor nas melhores divisões do futebol brasileiro, onde não terá muita mudança na qualidade do elenco. Já nas divisões inferiores, há uma mudança constante do elenco pelas promoções e rebaixamentos. Assim, jovens descobertos na Série D não serão úteis na Série B, por exemplo.

Já a montagem do elenco, em uma ocasião de estarmos na elite do futebol brasileiro, respeitará a formação de um elenco em volta de quatro a cinco jogadores jovens (até 24 anos), com o resto do elenco sendo mais móvel. Tal filosofia de trabalho a longo prazo é melhor explica neste guia. Quanto aos jogadores contratados, em qualquer divisão deverão possuir no máximo 27 anos. A ideia é utilizá-los em dois níveis seguidos (Ex: Série D e Série C, Série B e Série A ou patamares dentro de uma mesma divisão), para isso precisarão de um certo tempo em seu mais alto nível.

image.thumb.png.ef480330bee80af2a14459e60091ca94.png

 

¹A criação do tópico estava marcada para ontem, dia 17 de dezembro, mas por problemas no fórum, a criação foi remarcada para hoje, dia 18 de dezembro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé

 

image.thumb.png.b341ca2c903e7408c99ac19200b45683.png

image.png.9b5e1b8582bf3859a18ae3066cafd9e9.png

image.png.d559ecd6c7c8ab1d9c05d0eb967b51ec.png

image.png.5e0554df9022cd48f41b62a2e7e34c52.png

image.png.d2698604557c299c38a9a2f81dd3c369.png Campeonato Carioca:

  • Primeira Fase: 1º colocado;
  • Taça Guanabara: 3º colocado no Grupo B;
  • Taça Rio: vice-campeão.

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Campeonato Brasileiro Série D: Campeão.

image.png.c5c54e0e1c9f69b08df16c12bbf820ad.png

image.png.d2698604557c299c38a9a2f81dd3c369.png Campeonato Carioca:

  • Taça Guanabara: 3º colocado no Grupo B;
  • Taça Rio: 2º colocado no Grupo B.

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Copa do Brasil: Eliminados na 3ª eliminatória;

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Campeonato Brasileiro Série C: Campeão.

image.png.9b7cab5218b0350b178795414d124d46.png

image.png.d2698604557c299c38a9a2f81dd3c369.png Campeonato Carioca:

  • Taça Guanabara: 3º colocado no Grupo B;
  • Taça Rio: 2º colocado no Grupo B.

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Copa do Brasil: Eliminados na 2ª eliminatória;

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Campeonato Brasileiro Série B: 3º colocado.

730380310_Barra(2020).png.5330e0fd24c1286f18186405e71c82a0.png

image.png.d2698604557c299c38a9a2f81dd3c369.png Campeonato Carioca:

  • Taça Guanabara: Vice-campeão;
  • Taça Rio: 2º colocado do Grupo A.

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Copa do Brasil: Eliminados na 2ª eliminatória;

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Campeonato Brasileiro Série A: 16º colocado.

2021.png.565a28657e3b5bc179b212971fc9c94b.png

image.png.d2698604557c299c38a9a2f81dd3c369.png Campeonato Carioca:

  • Taça Guanabara: Vice-campeão;
  • Taça Rio: 2º colocado do Grupo A.

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Copa do Brasil: Eliminados na 1ª eliminatória;

image.png.099ece7daf3f526c6c2e71870cba6ef0.png Campeonato Brasileiro Série A: A disputar;

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé

RESERVADO

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Rapaz que bom que voltou a área e gostei da escolha da Lusa Carioca.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Lucas.Duarte

Boa sorte aí jovem, vai ser um desafio e tanto!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Boa, Yan.

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Show, Yan! Boa sorte! Agora vai!

Share this post


Link to post
Share on other sites
VitorSouza

Muito legal. Boa sorte na empreitada.

@Joao17VMartins

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Gosto muito da Lusa carioca, estarei acompanhando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
CesarShowOff

Boa sorte Yan!  

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gabriel Kanaan

Começar nas divisões inferiores do Brasil é a maneira mais legal de jogar, na minha opinião; acompanhar essas histórias também é emocionante. Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé
4 horas atrás, ggpofm disse:

Boa, Yan.

Valeu, Gilson.

4 horas atrás, Lucas.Duarte disse:

Boa sorte aí jovem, vai ser um desafio e tanto!

Valeu, Lucas.

4 horas atrás, LC disse:

Rapaz que bom que voltou a área e gostei da escolha da Lusa Carioca.

Acredito que aqui no Rio de Janeiro é um clube bem querido, difícil não gostar de clubes de divisões inferiores daqui do Rio, são recheados de história. Valeu, LC.

4 horas atrás, mfeitosa disse:

Show, Yan! Boa sorte! Agora vai!

Com esse banner dá um gás pra contar. Valeu, Feitosa.

3 horas atrás, VitorSouza disse:

Muito legal. Boa sorte na empreitada.

@Joao17VMartins

Valeu, Vitor.

3 horas atrás, Tsuru disse:

Gosto muito da Lusa carioca, estarei acompanhando.

Como eu falei pro LC, é difícil não gostar de um clube de divisão inferior daqui do Rio de Janeiro. É muita história envolvida. Valeu, Tsuru.

2 horas atrás, CesarShowOff disse:

Boa sorte Yan!  

Valeu, Cesar.

9 minutos atrás, Gabriel Kanaan disse:

Começar nas divisões inferiores do Brasil é a maneira mais legal de jogar, na minha opinião; acompanhar essas histórias também é emocionante. Boa sorte!

Eu tenho um amor particular por essas divisões inferiores, apesar do calendário brasileiro ser cagado pela CBF, mas não tira a vontade de jogar. Valeu, Gabriel.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Bom save pra ti :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
difini

Boa sorte, Yan! Acompanhando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé
Em 18/12/2017 at 18:23, Danut disse:

Bom save pra ti :)

Valeu, Danut.

Em 18/12/2017 at 19:22, difini disse:

Boa sorte, Yan! Acompanhando.

Valeu, Difini.

Em 18/12/2017 at 21:02, Henrique M. disse:

Boa sorte.

Valeu, Henrique.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé

image.png.3d896edc8961cfcf59b2c393e548f4d8.png

image.png.5553503b80cf39630f52404453bda61d.png

  • Análise do elenco:

Inicialmente, o meu trabalho na Portuguesa será com um elenco reduzido a apenas 15 jogadores. Por sorte a equipe se encontra equilibrada entre jogadores do setor defensivo e ofensivo, além da presença de jogadores em todas as posições que necessito, exceto nas laterais.

Como a quantidade de jogadores no elenco é bastante abaixo do que eu considero ideal, terei que trazer alguns reforços de imediato. Inicialmente, planejo reforçar as duas laterais, o meio e a zaga. Após estes primeiros reforços, precisarei rever o elenco e definir quais setores serão reforçados de acordo com a disponibilidade de recursos no orçamento salarial e definir quais jogadores serão vendidos ou sairão por ter o contrato se encerrando em abril, mês em que encerraria o estadual.

Os jogadores Peterson e Eduardo, ambos em situação de empréstimo junto ao Itaboraí, serão devolvidos ao clube de origem por não possuírem o nível técnico que desejo na equipe de acordo com as minhas expectativas para essa temporada.

image.png.c97d3098096370ca445d38e9f644c62d.png

Passando para os destaques da equipe, possuímos como principal peça ofensiva o ponta e centroavante argentino Matías Sosa de 24 anos, que já teve passagens por Colón, Estudiantes, Nacional-URU e Sporting Gijón B. Além do hermano, temos o forte centroavante Fabiano Oliveira de 30 anos, conhecido pelas passagens por Nacional da Madeira, Goiás e, principalmente, Flamengo.

image.png.95ce517ff81e50acd53677452f262a85.png

  • Campeonato Carioca:

Como o Campeonato Carioca possui um regulamento pífio, não há como realizar uma pré-temporada de maneira alguma, visto que o início da primeira fase, que é disputada apenas pelos menores clubes da competição, está marcado para o dia 4 de janeiro e minha chegada ao clube foi em meados de dezembro. Desta maneira, querendo ou não, a fase será uma pré-temporada da equipe, arriscando a nossa vaga no restante do campeonato.

O regulamento da primeira fase funciona da seguinte forma: seis equipes participam do formato de pontos corridos com apenas cinco rodadas. Ao final da quinta rodada, apenas as duas melhores equipes se classificam para o restante do campeonato, as duas piores equipes são rebaixadas para a Série B1 do Campeonato Carioca e os restantes são eliminados da competição.

A expectativa da diretoria é pessimista quanto a nossa participação no Campeonato Carioca, isso nos ajuda bastante para usar a primeira fase como uma pré-temporada sem pressão por resultados. Já a minha expectativa sobre a nossa participação é a qualificação para o restante do campeonato, mesmo que na segunda colocação.

image.png.44a8ea3e1d1434d3e0f574a2bb8399d2.png

  • Finanças:

As finanças da Portuguesa não andam boas, estando negativas logo no começo da temporada e não há boas projeções para o restante do ano. No entanto, se passássemos para a segunda fase do Carioca seria ótimo para alavancar as nossas receitas com premiação e bilheteria, já que a Série D não oferece uma premiação.

Ao menos, ainda tenho alguma margem para investir em contratações sem custos, já que a nossa atual folha salarial é de apenas R$ 160 mil e o orçamento salarial é de R$ 181 mil, sem contar com as vendas e saídas de salários altos da equipe. Já o orçamento de transferências está zerado pois reforçarei a equipe com jogadores livres em sua maioria, com poucos jogadores sendo contratados de equipes, que devem custar pouco.

image.png.9af6a2610b733ea9a1fbef3bd46b6e24.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

O elenco é bastante curto e vai ter que se desdobrar para montar uma equipe bacana e que se entrose rápido para não perder um semestre.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Hummm, Brasil. Aquela bagunça clássica no calendário e um milhão de partidas para algumas equipes jogar e uma dúzia para outras.

Um desafio sempre interessante. Pouco tempo para treinar, elenco curto e poucas partidas para conseguir uma vaga na fase posterior. Boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gabriel Kanaan

Parece ter peças interessantes, mas o elenco é muito pequeno. Terá trabalho nesse início.

Uma vez joguei com o Gonçalense e tinha o William Amendoim no elenco também,  hahhahaha

Share this post


Link to post
Share on other sites
CesarShowOff

Um elenco bem curto, mas com algumas boas peças,  uma pena as finanças estar no negativo, o que já era esperado. Terá bastante trabalho. Boa sorte.

Edited by CesarShowOff

Share this post


Link to post
Share on other sites
Maiiron_

Acompanhando aqui. Vai ter que correr atrás de reforços, montar um elenco decente pra esse início de ano. Sorte aí, acompanhando. 

PS: Fabiano Oliveira ainda dá um caldão.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Perissé
12 horas atrás, Henrique M. disse:

O elenco é bastante curto e vai ter que se desdobrar para montar uma equipe bacana e que se entrose rápido para não perder um semestre.

Exatamente. E se eu quiser um planejamento perfeito, só na Série D mesmo que conseguirei completar o elenco e entrosar. O que não seria uma má ideia, já que o que vier no Carioca é lucro.

12 horas atrás, ggpofm disse:

Hummm, Brasil. Aquela bagunça clássica no calendário e um milhão de partidas para algumas equipes jogar e uma dúzia para outras.

Um desafio sempre interessante. Pouco tempo para treinar, elenco curto e poucas partidas para conseguir uma vaga na fase posterior. Boa sorte.

Bom, o elenco é curto somente no início, o planejamento é dar uma fortificada até a Série D. Valeu, Gilson.

11 horas atrás, Gabriel Kanaan disse:

Parece ter peças interessantes, mas o elenco é muito pequeno. Terá trabalho nesse início.

Uma vez joguei com o Gonçalense e tinha o William Amendoim no elenco também,  hahhahaha

Sim, como disse na atualização, o Carioca será como uma pré-temporada, contratando os reforços e entrosando a equipe.

Vi aqui no histórico do William Amendoim e ele atuou no Gonçalense mesmo nos anos de 2016 e 2014. A princípio gostei dele, deve ser um dos meias titulares na Série D, mas nada além disso.

5 horas atrás, CesarShowOff disse:

Um elenco bem curto, mas com algumas boas peças,  uma pena as finanças estar no negativo, o que já era esperado. Terá bastante trabalho. Boa sorte.

Estas boas peças serão importantes no esqueleto formado pra disputar a Série D e, quem sabe, a Série C. Valeu, Cesar.

1 hora atrás, Maiiron_ disse:

Acompanhando aqui. Vai ter que correr atrás de reforços, montar um elenco decente pra esse início de ano. Sorte aí, acompanhando. 

PS: Fabiano Oliveira ainda dá um caldão.

Acredito que será difícil montar um elenco decente já no início do ano. Provavelmente completarei o elenco no final do Carioca e estarei com ele entrosado para a Série D, que começa em meados de maio. Valeu, Maiiron.

O Fabiano Oliveira ainda é bastante útil na Série D, dá um caldão mesmo. Não é sem motivo que o coloquei como um dos destaques.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Danut

Vai precisar mesmo contratar mais alguns jogadores para ter um elenco de tamanho razoável. Mas não acho que isso seja um grande problema, te dá uma margem para procurar jogadores interessantes - ainda que o orçamento para contratações não seja lá uma maravilha.

Esse regulamento do cariocão é bizarro.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vini-Ministro da Educação

Que bom que voltou como autor Yan, já fazia um tempo. 

Achei bacana a escolha do clube, que lhe dará um desafio e tanto. A começar pelo elenco, que precisa ser muito reforçado e entrosado em um curtíssimo espaço de tempo, uma vez que o calendário do Cariocão é daquelas coisas que não tem explicação.

Boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Tsuru
      By Tsuru
      Apresentação
      Olá pessoal. Quero dar as boas vindas a vocês no meu novo save aqui na área.
      Depois do fim precoce da trajetória do Olímpio - na qual não estava mais conseguindo me divertir - pensei em voltar à Europa e inclusive já tinha um desafio em mente. Mas, conversando com alguns colegas da área, concordei que era, digamos, muito complicado, no mesmo nível ou até mais do que os últimos. E que talvez fosse o momento de tentar algo diferente, mais simples, para não atrapalhar a diversão.
      A ideia de voltar a jogar no Brasil já vinha há algum tempo, até porque a última vez que treinei times em terras tupiniquins foi no FM 11, no save do Central, e por isso decidi colocá-la em prática. Apesar das muitas ideias e sugestões de possíveis clubes, fiz algo diferente: deixei o FM 15 rodando de férias por 5 temporadas, até dezembro de 2019, com objetivo de ver o que acontecia na Série C. Será que teríamos algum clube grande rebaixado? Viria algum time interessante das regionais? A ideia era, a partir daí, adotar um critério aleatório para a escolha final - separar três equipes com as quais eu simpatizasse, e jogar com a que tivesse menos títulos.
      O problema é que, por esse critério, o time com o qual eu jogaria seria o Madureira. Gosto bastante do Velho Madura, até pensei em fazer o save originalmente com eles (com o título "O despertar do Tricolor Suburbano"), mas sabe quando você vai assumir o clube e não dá vontade de continuar? Então acabei descartando essa possibilidade e optando por uma outra equipe da terceirona que achei bastante simpática, a única que estava sem treinador: o Santos do Amapá.
      Tem grau de desafio? Tem. É uma equipe do Norte do país, talvez a região hoje menos competitiva no futebol brasileiro, e que acabou de subir da Série D, o que significa que estabelecê-la entre os grandes não será fácil. Mas a ideia deste save novo não é ser fácil, é simplificar as coisas e jogar com um time que eu ache legal (até porque será um save de clube). Então acho que nesse sentido foi uma boa escolha.
       
      Objetivos
      - Ir da Série C ao topo das Américas, conquistando duas vezes a Copa Libertadores;
      - Ter instalações e infraestrutura de primeiro mundo;
      - Ter pelo menos um jogador convocado para a Seleção Brasileira.
       
      Regras
      - Se for demitido, o save acaba.
       
      Ligas carregadas
      - Inglaterra, França, Itália, Alemanha, Espanha, Argentina, Uruguai, Chile e Colombia (1ª divisão); Brasil (Série C, B e A).
       
      Histórico
      Temporada 1 
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde: Vice-campeão (derrotado pelo Remo na final) Copa do Brasil: Derrotado na segunda eliminatória pelo Internacional-RS Série C: Eliminado na primeira fase Temporada 2
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde: Campeão Copa do Brasil: Derrotado na primeira eliminatória pelo Guarani Série C: Eliminado nas quartas de final pelo Vila Nova (2 a 1 no agregado)  
      Temporada 3
      Campeonato Amapaense: Campeão Copa Verde:  Eliminado pelo Remo na primeira eliminatória (1 a 0 no agregado) Copa do Brasil: Eliminado pelo Coritiba na segunda eliminatória (3 a 1 no agregado) Série C: Eliminado na primeira fase
      Índice
      01 - A volta ao mundo em cinco temporadas
      02 - O mar está para peixe
      03 - A ponte, a taça e as copas
      04 - Se eles querem a bola, a gente também quer
      05 - El cuarteto argentino
      06 - Verdejantes tempos
      07 - No suor, na raça e na sorte
      08 - O Santos subiu para a Série B? Égua da potoca!
      09 - Doze homens e nenhum segredo
      10 - Encaixando as peças
      11 - A síndrome de Drew Johnson
      12 - Em busca de voos mais altos
    • Guilherme Faria
      By Guilherme Faria
      https://oglobo.globo.com/brasil/torcidas-organizadas-saem-as-ruas-em-defesa-da-democracia-em-sao-paulo-minas-rio-1-24455430
      Seriam, talvez, o início de muitas outras? 
    • CCSantos
      By CCSantos
      Depois da empreitada no futebol paraguaio, decidi por manter a tradição de manter dois saves na PM, por isso decidi por iniciar a trajetória com o Decano da Comunidade da Cantabria. Estamos falando da Real Sociedad Gimnástica de Torrelavega, fundada em 1907, em que, no FM2017, iria chegar a 110 anos de fundação no dia 28 de Setembro de 1907.
      O clube foi fundado naquele dia por parte de Gabino Teira, que foi presidente da Província de Santander entre os anos de 1933 e 1935. Mas voltemos a 1907, quando ele convocou diversos esportistas para uma reunião onde se formalizara a criação da Sociedad Gimnástica de Torrelavega.
      Sua primeira partida foi contra o extinto Santander FC, mas até 1921, quando enfrentou o Unión Montanesa, a equipe disputava partidas amadoras. Desde então, o clueb se profissionalizou no ano seguinte, e manda suas partidas no estádio El Malecón, localizado na margem do Rio Besaya, como podem conferir no vídeo que segue essa postagem inaugural.  Uma dica: Caso queira fazer a tradicional Caminhada até Santiago de Compostela, pode seguir o caminho do Rio Besaya, que é chamado como Caminho para Santiago pelo Norte, que é uma das mais longas rotas, como você confere na imagem abaixo:

      O El Malecón é um estádio com muita história. Sua capacidade no jogo é de 11 mil pessoas, mas a capacidade real é menor: 6.007 pagantes. Uma curiosidade bem interessante sobre o El Malecón, que recebeu uma reforma que modernizou consideravelmente o seu estádio, é que em 2004, foi encontrada uma bomba, proveniente da Guerra Civil Espanhola, a 5m abaixo do campo de jogo.

      Mas retornemos ao clube. O clube possui sete títulos da 3ªDivisão Espanhola - Grupo 3, que é o grupo da regão da Cantabria. Também chegou em duas oportunidades na 3ªcolocação da Segunda División B2, em 1992-93 e 1999-2000. Participou poucas vezes das duas primeiras divisões. A última vez foi na distante temporada de 1966-67.
      A equipe possui uma longa rivalidade com o Racing Santander, que se tornara a equipe mais forte da região no andar do século XX. É quando acontece o "Dérbi Montañes", que envolve as duas equipes mais antigas da região. No histórico, o Racing tem larga vantagem sobre os blanquiazules: 33 a 7, com 6 empates.

      Neste momento, temos apenas a Segunda División B da Espanha, além da Liga de Belarus, pois é a mais avançada no FM2017. Em breve, irei colocar as primeiras divisões de França, Portugal, Alemanha e Itália.
      Foram habilitados todos os atletas espanhóis e bascos, com database pequena.

      Pois bem, chegamos aos objetivos:
      1º Como é uma equipe que acabou de subir, a ideia nestas temporadas é de permanecer na Segunda División B.
      2º Conseguir montar um bom elenco, com o intuito de conseguir um feito que não acontece a mais de 50 anos: O retorno a Segunda Divisão (Liga 123);
      3º Chegar em La Liga Santander, e buscar alçar voos cada vez maiores.
      Tudo isso, além obviamente, de se divertir. Não vou obedecer um método de jogo, seja base ou visando contratações.
      Para completar, deixarei aqui um dos hinos de clubes mais antigos - e mais emocionantes - do futebol espanhol, que é justamente o da Real Sociedad Gimnástica de Torrelavega. Sejam bem-vindos ao El Malecón, e que o transformemos na fortaleza do Rio Besaya.
      (Torcedores do Racing Santander não são bem-vindos por aqui. Obrigado)
    • Vini-Ministro da Educação
      By Vini-Ministro da Educação
      INTRODUÇÃO E CONSIDERAÇÕES INICIAIS Olá, eu me chamo Thomas Lawrence. Se você conhece o Oriente Médio como ele é hoje, mais precisamente o que era território do antigo Império Otomano, isso tem a ver com meu homônimo.
      O meu nome veio por pura coincidência, mas o desejo de liberdade e o gosto pelo desconhecido pode-se dizer que é bem parecido com o dele. Já que falamos um pouco sobre o Lawrence da Arábia, agora falemos sobre o Lawrence de Alexandria, no caso eu. Meu bisavô, trabalhou em atividades no protetorado inglês no Egito e gostou tanto que acabou fixando residência, algo repetido pelo meu avô e pelo meu pai.
      Eu vim ao mundo em setembro de 1987, quando o mundo já era completamente diferente e a Inglaterra estava bem longe do que era no começo do século XX. Ainda assim, ouvi bastante histórias sobre os dias gloriosos do império onde o sol nunca se punha, ficando fascinado com tantos locais diferentes: Índia, Afeganistão, Chipre e Grécia, só para ficar em alguns exemplos.
      O que me chamava realmente a atenção eram as histórias sobre o Mar Mediterrâneo, com a quantidade de países que ele abrigava e a beleza de suas paisagens. Esse fascínio sempre me trouxe a vontade de ler mais sobre o assunto, sem contar que a minha viagem após terminar os estudos básicos começou em Malta, passando por outros países banhados pelo famoso Mar.
      O que tudo isso tem a ver comigo? Bem, além de ser uma paixão pessoal, começou a se ligar quando eu comecei a estudar Educação Física e o sonho de trabalhar com o futebol foi ficando cada vez mais forte. Desse modo, quando concluí os estudos, resolvi que iria me aventurar pelo mundo, trabalhando com a minha paixão.
      Primeiro comecei com alguns trabalhos como preparador e assistente no futebol local, inclusive participando da comissão técnica do meu time do coração, o Zamalek. Assim, quando cheguei próximo aos meus trinta anos, com alguma experiência acumulada, resolvi cair no mundo, agora buscando a vaga de técnico.
      Distribuí currículos entre vários lugares, até que fui chamado para trabalhar em um país próximo. Porém deixemos essa história para depois.
      O SAVE Bom, como alguns notaram, na entrevista do Cleyton falou-se de um membro que teve o notebook furtado no bar. Então, a história foi comigo.
      Para ajudar, o idiota aqui não salvou nada na nuvem e acabou sem o save do Ajaccio e o na América do Sul. Depois do coração partido e mais despesas para recuperar o que eu perdi naquele dia, faltava voltar ao FManager. Qual foi a minha surpresa ao perceber que eu não lembrava a senha?
      Bem, passado todo esse caminho, comecei a me decidir sobre o que faria na sequência. Indo na contramão de alguns amigos que não estão com pique para o FM, eu estou voltando com a certeza que quero ir longe. E nada melhor do que conquistar a revanche com uma história que não foi para frente no FM 16, sobre o Mar Mediterrâneo.
      Só que até aí faltava me decidir sobre os caminhos do save, ponto esse em que o homem das 1000 ideias, @Tsuru, me deu uma baita ajuda.
      Consultei quais eram os países banhados pelo Mediterrâneo e verifiquei que eram 22. Deles eu tirei de cara Malta, Mônaco, Gibraltar, Síria e Palestina; por motivos que variam de uma liga que eu não julgava ser interessante, até pelo momento dos países na vida real. Nas listas que verifiquei, inicialmente não localizei o Chipre, mas decidi coloca-los por conta própria e assim fiquei com 18 ligas jogáveis.
      Dividi essas 18 ligas em potes, a saber:
      Pote 3
      Argélia, Egito, Líbano, Líbia, Tunísia e Marrocos
      Pote 2
      Albânia, Bósnia-Herzegovina, Chipre, Eslovênia, Montenegro e Israel
      Pote 1
      Croácia, Espanha, França, Grécia, Itália e Turquia
      Com essa divisão estabeleci que só passaria para os países do próximo pote assim que vencesse um título nacional em cada um dos locais do pote. Assim, só irei ativar as ligas do pote 2 assim que estiver no último país do pote 3.
      Dito isso, meus objetivos são os seguintes:
      Vencer títulos nacionais em todos os países do desafio Conquistar três Liga dos Campeões Mudar de time apenas via convite, nunca me candidatando a outros cargos  
      O CLUBE Como disse, comecei desempregado o save, com experiência local e licença nacional A. Recebi alguns convites e acabei aceitando a proposta do ES Hamman-Sousse da Tunísia, que calhou de ser uma cidade na costa do Mediterrâneo. O time, que nunca foi muito além de campanhas medianas na Tunisian Ligue 1, já vai para sua quinta temporada na Tunisian Ligue 2.
      Vale lembrar que estou com o FM 17, o que quer dizer que o jogo irá iniciar na temporada 2016/17.
      Basicamente estou indo treinar um asilo. Fiquei impressionado com a quantidade de jogadores já beirando os 40 anos e devo pensar em qual estilo adotar com tantos veteranos, uma vez que uma reformulação completa não deve acontecer agora.
      Mandamos nossos jogos no estádio municipal Bou Ali-Lahouar, com capacidade para 6500 pessoas. Já pensando em um estilo que não canse tanto a equipe, solicitei ao responsável pelo gramado que deixe o tapete com as menores condições possíveis, no caso 90x70m.
      O time é cotado para a promoção à Ligue 1 e só me resta cumprir esse objetivo ou se não deverei sofrer minha primeira demissão.

      INFRAESTRUTURAS | LIGAS CARREGADAS
      A LIGA A Ligue 2 é um campeonato dividido em dois grupos de 10 equipes, que jogam em turno e returno, totalizando 18 jogos na primeira fase. Após essa fase, os três primeiros de cada grupo jogam o playoff de promoção, que é disputado também em turno e returno.
      Depois dos 10 jogos, os dois primeiros garantem acesso direto à Ligue 1, enquanto o terceiro disputa um playoff contra o antepenúltimo da divisão principal. O penúltimo da L2 disputa um playoff contra o vice da terceira divisão e o último colocado é rebaixado automaticamente.
       

      TEMPORADA 2016-2017 - Ligue 2 - Um Asilo na Tunísia
      Mercado de Transferências
      Nossa janela buscou reduzir a alta média de idade do elenco. Arouri veio para a reserva na lateral-esquerda, Onana veio (e já foi, devido às regras de estrangeiros no país), Adjeman-Pamboe é um inglês e atua nas duas pontas; Khenissi, Chikoto e Barrani vieram no final da janela, mas já para entrar no time titular, no comando do ataque, zaga e meio-campo, respectivamente.
      Em janeiro perdemos Momble (PE) e Khemiri (LE). Trouxemos Bani (LE) e Kacem (PE) como reposição destes, além de Kchok para reforçar a zaga.

      ELENCO INICIAL | ELENCO PÓS-JANELA
       
      Ligue 2 e Copa da Tunísia
      Abrimos esta fase contra um dos piores times do campeonato, - o Stade Africain – e fizemos a nossa parte goleando, com uma baita partida de Khenissi, que marcou 4 dos 5 gols do ESHS. Nosso domínio foi tão evidente que até trouxe uma empolgação para as partidas seguintes, na qual vencemos o Korba (4-1) e Ben Arcus (1-0).

      Essa empolgação foi por terra quando encaramos os times mais fortes do nosso grupo. Contra o Monastir, abrimos o placar e até pensamos que poderíamos tirar algo de bom da partida mas o adversário virou em 7 minutos no segundo tempo e sacramentou nossa primeira derrota na competição. O Gafsa, outra equipe cotada para brigar pelo acesso à L1, foi o time que enfrentamos na rodada seguinte e também nos derrotou.

      Nos recuperamos vencendo o Hammamet com um gol já nos minutos finais da partida e fomos para o jogo contra o Gafsa, dessa vez pela Copa da Tunísia, e perdemos novamente, saindo precocemente da competição.
      Um empate contra o Siliana e uma vitória contra o Kef colocaram nosso time nos eixos, prontos para jogar contra o Kasserine, nosso principal adversário pelo acesso. E o duelo foi bastante disputado e nos detalhes a derrota foi selada, com um gol próximo do final do primeiro tempo.

       
      Ligue 2 – Returno
      Nesse segundo turno eu já sabia o que seria preciso para conquistar a promoção, então a meta era vencer todos os três primeiros jogos, roubar pontos contra Monastir e Gafsa, para depois perder o mínimo de pontos possíveis nos três jogos antes de decidir a vaga contra o Kasserine.
      Bem, parte desse roteiro aconteceu conforme eu esperava: vitórias contra Stade Africain (5-0), Korba (1-0) e Ben Arcus (2-1); a derrota para o Monastir (0-2) quebrou um pouco minha expectativa, mas o empate contra o Gafsa (2-2) recuperou meu ânimo.
      Contra o Hammamet só a vitória interessava para nos manter firmes na briga pelo acesso. Bem, aí é que vimos do que esse time é feito.
      Ben Frej abriu o placar aos 6’, mas sofremos a virada em cinco minutos. Aos 31’ pênalti para o Hammamet e o goleirão pegou. Essa defesa deu o gás necessário para buscarmos o resultado e logo aos 35’ empatamos com Barrani. Aos 57’ mais drama no jogo: Ben Abid comete falta estúpida e leva o segundo amarelo, comprometendo seriamente nossas chances no duelo. Fomos nos segurando como dava até os 10 minutos finais, quando fomos para o pau e aí Barrani, o nome do jogo, marcou o 3 a 2 aos 87’. Jogaço.

      Essa partida deu o ritmo para a equipe nos três últimos compromissos e vencemos Siliana (3-0), Kef (2-0) e Kasserine (3-1). Neste último duelo, tínhamos dois pontos de vantagem para o quarto colocado e precisávamos da vitória para garantir a vaga.
      O jogo foi bastante duro. Labroussi abriu o placar aos 28’ e nos colocou nas cordas, fazendo com o que o primeiro tempo fosse um suplício. No segundo tempo, eu coloquei a instrução sobrecarregar, mesma tática que usei nas últimas cinco partidas, e logo aos 57’ empatamos. Continuei com a instrução, ainda que o empate já nos garantisse na próxima fase. Aos 80’, a recompensa: gol de Aouichaoui e o desespero trocava de lado; no final, jogamos a última pá de cal nas esperanças do Kasserine com Bachouche.

       
      Calendário

       
      Classificação - Ligue 2 - Primeira Fase

       
      Ligue 2 – Grupo de Promoção
      Na segunda fase, os três primeiros dos dois grupos jogaram entre si em turno e returno, totalizando 10 jogos. E o meu cálculo foi que eu teria que ganhar seis pontos contra o terceiro da outra chave, no caso o Jendouba Sport e vencer os outros times em casa, para roubar pontos fora. Vamos aos jogos.
      A abertura foi justamente contra o Jendouba e terminamos com um empate frustrante por 1 a 1. Empates foram os resultados finais contra Djerba e Monastir (ambos por 0 a 0), este último uma evolução.
      O duelo pela quarta rodada marcou a virada na briga pelo acesso. Enfrentando o líder do outro grupo na primeira fase, o Stade Tunisien, fomos mais efetivos em um jogo muito complicado e saímos com a vitória por 2 a 0. Vale destacar que desde o final da primeira fase tenho entrado com a proposta de atacar desde o início, alterando para sobrecarregar se preciso do resultado e controlar para segurar vantagem.

      Mais um empate, desta vez contra o Gafsa e assim já somávamos quatro empates e uma vitória em cinco jogos, uma marca bem ruim. No returno, batemos o Jendouba Sport e ficamos firmes na briga pelo acesso.
      Estávamos invictos, apesar do maior número de empates e fomos encarar o Djerba, duelo em que flertamos bastante com o perigo e só conseguimos o empate (mais um!) no final dos 90 minutos. Outro empate foi o resultado contra o Monastir e assim o acesso era bastante incerto, considerando que todos os times eram de níveis equivalentes. Contra o Stade Tunisien fizemos outro jogaço e com três gols depois dos 30 minutos do segundo tempo, fizemos o 4 a 2 e ficamos muito próximos da Ligue 1. Sacramentamos o acesso justamente contra o time que mais nos deu dor de cabeça durante o ano, virando o duelo contra o Gafsa, fechando o placar em 3 a 1.

       
      Calendário

       
      Classificação
      No final das contas, terminamos na liderança da segunda fase, algo surpreendente pela primeira fase que fizemos. Valeu a pena colocar o time no ataque e invictos, fechamos esta fase com quatro vitórias e seis empates.
      No fim, fomos promovidos diretamente junto com o Stade Tunisien, deixando o Monastir para jogar o playoff de rebaixamento contra o Gabes, não conseguindo o resultado para chegar à Ligue 1. O quadro de honra da Tunísia tem tão poucos nomes que esse título foi suficiente para me colocar no top 10.

      LIGUE 1 PRIMEIRA FASE | LIGUE 1 GRUPO REBAIXAMENTO | LIGUE 1 GRUPO DO TÍTULO
       
      Elenco 
      No geral, o elenco foi bem para os desafios dessa temporada, apesar da alta média de idade, algo que é urgente corrigir para 2017/18. Na defesa, fica o destaque para Ben Frej, que conseguiu contribuir bastante ofensiva e defensivamente, do alto dos seus 38 anos.
      O meio-campo foi dominado por Barrani – eleito o jogador do ano pela torcida -, que ditava o ritmo das partidas, além de marcar ou dar passes em momentos importantes. Sua renovação é fundamental para a próxima temporada.
      No ataque, Khenissi fez o que se esperava dele e marcou 13 gols em 23 jogos, média razoável. Como perdeu algumas partidas por lesão, creio que seu desempenho ficou comprometido em alguns momentos.

      ESTATÍSTICAS
    • GeroManager
×
×
  • Create New...