Jump to content

Após quatro meses da troca, Jadson tem números melhores que Pato


Raimundos

Recommended Posts

Após quatro meses da troca, Jadson tem números melhores que Pato

Meia do Corinthians se mostra mais eficiente e rapidamente se torna titular com Mano Menezes. Já atacante do São Paulo pode perder a posição para Alan Kardec

A negociação surpreendeu o mundo do futebol no início de fevereiro. Rivais, São Paulo e Corinthians acertaram a troca de Alexandre Pato e Jadson, que estavam em baixa em seus clubes. Exatos quatro meses depois, é fato que o meia ainda não encantou os alvinegros e que o atacante luta para ganhar o reconhecimento dos tricolores. Mas, quando os números de cada atleta são comparados, é possível perceber que o camisa 10 do Timão anda rendendo mais.

monamge-jadson-pato.jpg

Como base de comparação, foram usados apenas os oito jogos de cada um no Campeonato Brasileiro. Isso porque Jadson estreou mais cedo, ainda no Paulistão, e Alexandre Pato estava impossibilitado de atuar no estadual. O corintiano tem mais gols, deu mais assistências, foi mais efetivo nos desarmes. Já o são-paulino tem melhor aproveitamento nos passes e foi muito mais caçado pelas defesas adversárias do que o rival.

Jadson tem início arrasador e depois cai

O início de Jadson no Corinthians foi avassalador e lhe rendeu até um apelido nas redes sociais: "Magic Jadson", em referência ao ex-jogador de basquete Earvin “Magic” Johnson, que fez história jogando pelo Los Angeles Lakers, da NBA.

Com três gols (contra Oeste e Linense) e quatro assistências nos primeiros cinco jogos, o meia caiu nas graças da Fiel com bastante rapidez, deixando para trás o histórico são-paulino. No Estadual, foram nove jogos com a nova camisa e a impressão de que o time havia ganhado o camisa 10 dos sonhos.

No Campeonato Brasileiro, o meia oscilou e viu o seu desempenho piorar quando Renato Augusto, que não vinha jogando por dores no joelho, entrou no time. Atuando em linha com o colega na criação, Jadson teve queda de desempenho e obrigou Mano Menezes a optar por apenas um dos nomes: o dele.

Nos últimos jogos, novamente como protagonista, foi importante ao organizar o time, dar passes para gol e ainda marcar mais quatro - inclusive o primeiro do time na Arena Corinthians, no empate por 1 a 1 contra o Botafogo. No total, tem 17 jogos disputados e sete gols marcados.

Vaias fazem Pato reconhecer que está devendo

Alexandre Pato chegou com moral. Ganhou música da torcida, estreou contra o CSA, pela Copa do Brasil, em Alagoas e, no jogo de volta, no Morumbi, fez seu primeiro gol com a camisa 11. Jogando ao lado de Paulo Henrique Ganso, Luis Fabiano e Osvaldo, mostrou um papel tático diferente do realizado no Corinthians, quando jogou muito como referência e às vezes pelo lado. No Tricolor, em vários momentos, Pato fez o papel de armador, com Ganso jogando mais enfiado. Foi assim, por exemplo, que ele deu a assistência para Luis Fabiano marcar diante do Botafogo.

Os jogos foram passando, e Pato começou a cair de rendimento. Muricy exigiu que ele fizesse uma função que o afastou das redes adversárias, o de marcar o lateral adversário. Com isso, o são-paulino passou a participar bem menos das jogadas ofensivas. Contra Atlético-PR e Atlético-MG, seu desempenho foi muito ruim, tanto que foi substituído nos dois confrontos e muito vaiado no último duelo.

O jogador reconhece que precisa melhorar, mas se defende.

- Quando cheguei ao São Paulo, estava jogando mais pelo meio. Hoje, estou em uma nova função, tenho de marcar o lateral adversário. Se ele passar por mim, vai sobrecarregar lá atrás. Estou feliz porque estou conseguindo ajudar e fazer o que a comissão técnica pediu. Cada um sabe fazer a sua análise e sei que preciso melhorar. Até por isso, essa parada do campeonato será importante para que possamos descansar e treinar bastante a parte física – ressaltou.

Kardec vira sombra para Pato

Na volta das férias, Alexandre Pato ganhará um concorrente de peso no time: Alan Kardec. Muricy Ramalho gosta muito do ex-palmeirense, que tem facilidade para fazer várias funções táticas, o que pode lhe dar vantagem. Ele começará a treinar com os companheiros na pré-temporada que será realizada em Orlando (EUA) entre os dias 14 e 28 de junho.

A troca tem validade de dois anos. Jadson, que tinha vínculo com o Tricolor até o fim deste ano, não tem mais qualquer ligação com a equipe do Morumbi. Já Alexandre Pato tem de retornar ao Timão em janeiro de 2016. Até o dia 31 de dezembro, o Timão só pode vender o jogador se receber uma proposta igual ou superior a € 15 milhões (R$ 46 milhões). A partir de janeiro de 2015, o valor mínimo cai para € 10 milhões (R$ 32 milhões).

jadson_alexandrepato.jpg

http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/2014/06/apos-quatro-meses-da-troca-jadson-tem-numeros-melhores-que-pato.html

Link to comment
Share on other sites

Jadson somou bastante à equipe, apesar de ser irregular.

Quanto ao Pato, sigo em dúvida se quero que ele jogue muito e seja vendido ou se eu apenas quero que ele se acabe de vez.

Link to comment
Share on other sites

Magic Jadson jogando muito e fazendo vários gols e assistência.

Com o Pato no ano passado, só lembro de 2 jogos (Flamengo e Bahia) realmente bom pelo Pato no Campeonato Brasileiro inteiro.

Resta torce para aparecer um time trouxa da Europa e comprar ele, antes que ele vá para o banco do SP.

Link to comment
Share on other sites

Pato é a maior enganação dos últimos tempos. Nossa sorte é que o Santos pagou uma fortuna pelo Damião (que é pior ainda). Senão a piada seria eterna.

Jádson é um ótimo jogador. Mesmo que seja irregular, ele corre pra caralho, tem uma puta visão... Pato é aquela lenga lenga que a gente se acostumou... nada além disso. Viverá de lampejos até o final da carreira.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Último jogo do SPFC o Pato foi extremamente NULO em campo, sem brincadeira. Errou TUDO o que tentou ofensivamente, tudo.

E esse papo de nova função tática não pode servir de muleta pra justificar seu futebol medíocre ofensivamente. Tudo bem que ele está mais longe da área e tudo mais, até aí concordo, mas tem errado demais quando tem a bola nos pés e nas poucas oportunidades que tem dentro da área pra marcar também. Porra, a culpa é do lateral adversário também quando se erra um drible de frente pro zagueiro? Menos, né?

Começou mt bem e decaiu pra caralho, tomara que tome consciência disso e depois da Copa volte a render, caso contrário o Kardeco vai lhe tirar a posição sim.

Link to comment
Share on other sites

Pato, um dos maiores flops que eu já vi, superestimado demais! Jádson tá jogando muito no Corinthians.

Link to comment
Share on other sites

Pato é um FLOP gigantesco mesmo. Ta recebendo mil chances e jogando-as fora.

Link to comment
Share on other sites

Pato, até a primeira temporada pelo Milan foi muito bem e tava correspondendo com a fama de craque e novo camisa 9 da seleção. Depois disso, só ladeira abaixo. Horrível demais. Sem sangue pra caralho. Jogador sem sangue não vinga.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...