Jump to content

São Paulo pode estar pensando numa nova arena


Leho.

Recommended Posts

  • General Director
São Paulo discute chance de derrubar Morumbi e fazer um novo estádio
7g6dwz5ki6_4tgaqttbxf_file.jpg?dimension
Chácara do Jóquei está a quatro quilômetros do estádio do Morumbi

O assunto mais discutido entre conselheiros da situação e da oposição do São Paulo nesta quarta-feira não foi o possível interesse do Napoli por Ganso, nem o jogo contra o Fluminense. A conversa principal se deu em cima de um projeto antigo, de cinco anos, que trata sobre a construção de um novo estádio para o Tricolor.

Ele renasceu depois de uma entrevista de Carlos Miguel Aidar comparando o Morumbi ao Canindé. O presidente entende que o estádio tricolor ficará obsoleto sem a cobertura, principalmente se comparado às arenas de Corinthians e Palmeiras.

Por isso, sugeriram a Aidar que pensasse no projeto recusado por Juvenal Juvêncio, em 2009. A ideia seria formar uma parceria com uma construtora, nos moldes do feito pelo Grêmio com a OAS.

A construtora demoliria o Morumbi e em troca exploraria o terreno construindo 12 edifícios comerciais e residenciais, um shopping e um supermercado. Ela também ficaria encarregada de erguer o novo estádio tricolor, para 45 mil pessoas, totalmente moderno e compatível com o padrão Fifa de qualidade.

Em 2009, a sugestão era de que a arena fosse erguida na Chácara do Jóquei, terreno localizado quatro quilômetros depois do Morumbi, no sentido do Campo Limpo Paulista.

Aidar ainda não se pronunciou, mas tem algo que lhe agrada muito no projeto: a chance de vender o nome do estádio e faturar algo em torno de R$ 400 milhões.

O problema seria aprovar o projeto no Conselho Deliberativo, principalmente depois que Juvenal investiu mais de R$ 40 milhões em obras e na modernização do Morumbi nos últimos anos.
Fonte: SPFC.net

Aidar quer construir outro Morumbi

O futuro do Morumbi está a perigo. Desde que o fundo de investimentos responsável pela cobertura do estádio desistiu do projeto, o presidente Carlos Miguel Aidar estuda alternativas. E uma das preferidas por membros do Conselho Deliberativo é a de construir uma nova arena.

Já existe até sugestão de local: o terreno da Chácara do Jóquei, a cerca de cinco quilômetros do Morumbi, próximo da Avenida Francisco Morato, na direção de Taboão da Serra.

A arena para 45 mil pessoas seria erguida com o dinheiro de uma construtora, que derrubaria o Morumbi e exploraria o terreno com a construção de prédios comerciais e até de um shopping center.

Tal projeto foi sugerido há cinco anos e acabou ignorado por Juvenal Juvêncio, que julgava o Morumbi como um dos mais modernos do país. Já Aidar pensa exatamente diferente. Em março, ele chegou a afirmar ao DIÁRIO que o Morumbi se tornaria tão obsoleto quanto o Canindé.

O novo presidente gostou da ideia de uma arena, mas ainda pretende se debruçar no projeto antes de pensar em submetê-lo à discussão no Conselho. Aidar também entende que só é possível achar parceiros para a obra após a eleição presidencial.

Fonte: coluna do Jorge Nicola / Diário de SP

Sinceramente, eu acharia do caralho. Mas precisa ver se essa nova localização aí nos traria benefícios também, né... pra quem é de São Paulo, essa chácara do Jóquei é de fácil acesso? Se for, já saímos ganhando, hehehe.

E diminuir a capacidade (pra 45 mil) seria outro ganho, inicialmente.

Link to comment
Share on other sites

Mudar de lugar agora é coisa de burro. O metrô vila sônia vai até lá assim como vai ter o metrô até o estádio. O certo seria demolir o próprio morumbi...

A chácara do jóquei é pouco mais a frente do Morumbi.

Link to comment
Share on other sites

Mudar de lugar agora é coisa de burro. O metrô vila sônia vai até lá assim como vai ter o metrô até o estádio. O certo seria demolir o próprio morumbi...

A chácara do jóquei é pouco mais a frente do Morumbi.

Caio, o que atrai parceiro é justamente o terreno do Morumbi que deve valer uma fortuna, fora isso o SP não tem muito mais o que oferecer...

Link to comment
Share on other sites

É, eu sei Vaz, sei lá. Se o projeto for interessante, mas não for tão idiota quanto foi o do Grêmio, pode ser uma boa mesmo... Pensando que vc teria que andar um pouco mais do que já anda pro estádio atual. Enfim.

Link to comment
Share on other sites

Porra mas o Morumbi é um baita estádio, até onde eu conheço nem é ultrapassado como os estádios em geral do país...

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Perrelas fazendo escola. Era só o time entrar em crise aqui que na época deles ventilava-se a notícia do possível estádio do Cruzeiro. Kalil usou dessa arma na crise do Galo desse ano. Agora é o SPFC que não vai bem e surge esse papo. haha

Link to comment
Share on other sites

Perrelas fazendo escola. Era só o time entrar em crise aqui que na época deles ventilava-se a notícia do possível estádio do Cruzeiro. Kalil usou dessa arma na crise do Galo desse ano. Agora é o SPFC que não vai bem e surge esse papo. haha

Esqueceu que o pai dessa ideia foi o Dualib.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Porra mas o Morumbi é um baita estádio, até onde eu conheço nem é ultrapassado como os estádios em geral do país...

Se comparado às novas arenas, ele está um nível abaixo sim, Léo. Óbvio que as instalações do estádio ainda são super boas, podem dar conta de mais uns 20 anos aí tranquilo, mas a defasagem "funcional" digamos assim, existe e não dá pra negar. A capacidade atual dele é de 67.052 pessoas, mas a taxa de ocupação é mt menor do que isso. Nem nos jogos de Libertadores recentes o clube conseguiu lotar isso aí, batendo raríssimas vezes na casa dos 60 mil. Em shows então nem se fala, o público se concentra mt mais no chão, no espaço do gramado, e bem menos nas arquibancadas.

Logo, temos um estádio enorme mas que não é utilizado na sua totalidade. Sendo que o ônus continua sendo sempre o mesmo (e sempre subindo). Por isso valeria a pena erguer um "novo Morumbi", menor, totalmente voltado ao futebol e shows, e pensado desde o início pras necessidades atuais do clube.

Perrelas fazendo escola. Era só o time entrar em crise aqui que na época deles ventilava-se a notícia do possível estádio do Cruzeiro. Kalil usou dessa arma na crise do Galo desse ano. Agora é o SPFC que não vai bem e surge esse papo. haha

Mas o SPFC tá em crise? Onde? 8a posição, a 4 pontos do topo.

Óbvio que não está numa ótima fase, mas longe de estarmos em crise também... esse papo de "nova arena" só surgiu porque nessa semana foi descartado em absoluto (pelo próprio presidente Aidar) o projeto de reforma do Morumbi, que incluía a construção da cobertura e de uma arena para shows, além de um belo de um estacionamento. A oposição dificultou e mt a votação no Conselho Deliberativo do clube e aí o projeto perdeu força, parcerias, até ser descartado.

Esse novo projeto de um novo estádio do SP já havia sido apresentado ao Juvenal em 2009, e ele descartou. Ou seja, duvido mt que seja uma cortina de fumaça do Aidar pra ludibriar o torcedor quanto à fase do time neste momento.

Link to comment
Share on other sites

Porra, e tem necessidade de fazer do 0 ?

Já ouvi papo de que fica mais caro reformar do que construir do 0, então confere né ?

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Porra, e tem necessidade de fazer do 0?

Já ouvi papo de que fica mais caro reformar do que construir do 0, então confere né?

Sabe em quanto estava orçada a REFORMA do Morumbi aí, que eu citei? 460 milhões de reais. Sabe quanto custou a CONSTRUÇÃO da Arena das Dunas, em Natal? 400 milhões. Isso pra ficar em um exemplo só. Óbvio que sai mais caro reformar o Morumbi do que erguer um novo, e dá pra baixar ainda mais esse preço, o problema é o famoso "custo Brasil", aqui tudo é mais caro.

Na Europa, o Espanyol ergueu seu lindo e novo estádio em 2009 por "módicos" 209 milhões de reais. E ficou foda PRA CARALHO:

Espanyol+v+Real+Madrid+La+Liga+-XHzTF397

5210632194_4c8cdf7aee_b-e1340378526970.j

Estadi_de_Cornell%C3%A0_-_El_Prat.jpg

Link to comment
Share on other sites

Logo, temos um estádio enorme mas que não é utilizado na sua totalidade....

Pode se dizer que um dos maiores problema da Arena seja isso, também. É um estádio com capacidade pra 60 mil pessoas mas que a maior lotação, tirando a inauguração, foi de 46/47 mil pessoas. É um estádio fora da realidade do Grêmio, hoje.

Os clubes que querem fazer um estádio do 0 deveriam tirar como base a média de público e colocar a capacidade não muito acima disso, pra garantir ter estádio lotado todo jogo. E colocar ingressos que o bolso do povo suporte, não necessariamente R$2 como o SP colocou ano passado, mas R$15, 20 reais lotaria fácil.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

[...]

Os clubes que querem fazer um estádio do 0 deveriam tirar como base a média de público e colocar a capacidade não muito acima disso, pra garantir ter estádio lotado todo jogo. E colocar ingressos que o bolso do povo suporte, não necessariamente R$2 como o SP colocou ano passado, mas R$15, 20 reais lotaria fácil.

PERFEITO! É exatamente por isso que erguer do zero tem boas vantagens, como essa. Se o SP realmente construir um novo estádio, uma capacidade em torno dos 40 mil já seria mais do que suficiente.

Link to comment
Share on other sites

Pois é Léo, quando eu falo em geral, deveria excluir as novas Arenas, sei lá, é um gasto muito alto... Falo por experiência própria, nosso negócio com a OAS só está dando dor de cabeça.. também acho desnecessário estádios no Brasil com mais de 55 mil lugares...

Link to comment
Share on other sites

Pô o Jóquei é bem pertinho do Morumbi, não faz sentido. Mais fácil derrubar ali, e construir outro estádio no mesmo local!

Link to comment
Share on other sites

Sabe em quanto estava orçada a REFORMA do Morumbi aí, que eu citei? 460 milhões de reais. Sabe quanto custou a CONSTRUÇÃO da Arena das Dunas, em Natal? 400 milhões. Isso pra ficar em um exemplo só. Óbvio que sai mais caro reformar o Morumbi do que erguer um novo, e dá pra baixar ainda mais esse preço, o problema é o famoso "custo Brasil", aqui tudo é mais caro.

Na Europa, o Espanyol ergueu seu lindo e novo estádio em 2009 por "módicos" 209 milhões de reais. E ficou foda PRA CARALHO:

Espanyol+v+Real+Madrid+La+Liga+-XHzTF397

5210632194_4c8cdf7aee_b-e1340378526970.j

Estadi_de_Cornell%C3%A0_-_El_Prat.jpg

Só um porém, cara: construir na Europa é muito mais barato que no Brasil. Este estádio do Espanyol construído aqui sairia por no mínimo o triplo desse valor aí.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Só um porém, cara: construir na Europa é muito mais barato que no Brasil. Este estádio do Espanyol construído aqui sairia por no mínimo o triplo desse valor aí.

Sim, sei que tem essa diferença. Mas mesmo triplicando o valor, ficaríamos em torno de uns 630 milhões.

A reforma do Morumbi custaria mais de 70% do estádio do Espanyol. Continua bizarro.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Aidar peita oposição e não desiste de novo Morumbi: 'sou um vencedor'

Por Camila Mattoso e Felipe de Queiroz, do ESPN.com.br

Gazeta Press

622_c156957e-73cc-3d06-a8f2-a2fb773e6b82

Torcedores do São Paulo, no Morumbi, no Campeonato Paulista

A ideia de transformar o Morumbi em uma arena moderna e multiuso pode ter sido adiada (a Lacan - consultoria captadora de investidores - disse que será difícil encontrar interessados), mas não foi esquecida pelo presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar. Em entrevista aoESPN.com.br, Aidar disse que o projeto, embora difícil de ser viabilizado na atual conjuntura, não foi abandonado de vez.

"Certamente eu não joguei e nem jogarei a toalha. Não vou perder essa. Se não der o projeto inicial, faremos outro, minimamente superior", disse Aidar, para quem a aprovação do estádio já se tornou uma questão de honra. "Desculpe a falta de modéstia, mas sempre fui um vencedor".

Apesar da obstinação em vencer essa batalha, o presidente ainda não sabe como tentará virar o jogo contra a oposição, cuja ferrenha resistência tem impedido o projeto de avançar. "Por ora, nada (de novo). Quero apenas tentar executar o projeto inicial, com estacionamento, cobertura e arena multiuso".

Liderados por Kalil Rocha Abdalla (candidato à presidência derrotado por Aidar) e Marco Aurélio Cunha, os opositores barraram o projeto ao boicotar a primeira votação do contrato - que deveria necessariamente ser aprovada pelo conselho deliberativo. A oposição justificou o "não" alegando que o projeto era por demais obscuro e que faltavam documentos referentes à obra.

A última manobra contra o contrato se deu às vésperas da eleição de Aidar, quando Abdalla retirou a candidatura e convocou seus liderados a abandonar a votação do projeto do Morumbi.

Demolição do Morumbi?

Em meio ao "cancelamento" do projeto de construção da cobertura do Morumbi, conversas sobre o futuro do estádio surgiram. Uma dessas informações dava conta que o clube teria em mente a demolição do estádio, para a construção de uma arena na região da Chácara do Jockey, nas redondezas do futuro Metrô Vila Sônia.

Aidar desmente que haja quaisquer planos a esse respeito. "Essa história de demolir o Morumbi não é minha ideia, quando muito tentaria aproximar as arquibancadas térreas do campo de jogo e fazer estacionamento para mais de 2 mil carros.

Inaugurado em 1960, o cinquentão Morumbi é - dentre os estádios de primeira divisão - um dos mais antigos. Aidar, em uma de suas declarações polêmicas, ao Blog do Menon, do portal UOL, taxou o estádio de obsoleto em comparação aos estádios dos rivais Palmeiras e Corinthians e chegou a comparar casa são-paulina com o Canindé.

Esse puto uma hora diz uma coisa, outra hora diz outra... vai tomar no cu, Aidar. Se decide.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Aidar admite projeto de novo estádio, mas revela chance de rebaixar gramado do Morumbi

morumbi2.jpg

Diretoria do São Paulo estuda alternativas para dar uma nova cara a seu estádio

O futuro do Morumbi segue em discussão no São Paulo. A próxima reunião do Conselho Deliberativo, marcado para 9 de junho, terá como uma das pautas as possibilidades para o estádio, que é considerado ultrapassado pelo próprio presidente, Carlos Miguel Aidar.

O presidente trabalha com duas possibilidades. A primeira é a demolição do Morumbi para a construção de um novo estádio, em outro lugar, com a ajuda de uma construtora que ganharia em troca o direito de explorar o terreno do Morumbi para erguer uma série de prédios comerciais.

Já a segunda é rebaixar em até três metros o gramado do Morumbi. "Com isso, a gente conseguiria construir uma nova arquibancada, que permitiria ao torcedor ficar mais próximo do gramado", explica o presidente. "Essa é uma das marcas das novas arenas e, de fato, a torcida fica muito distante do campo no Morumbi."

Desta maneira, a pista de atletismo seria extinta. "E a gente conseguiria utilizar de uma outra maneira as arquibancadas superiores", acrescenta Aidar, citando como exemplo a construção de um shopping ou algo do gênero no local.

A cobertura do Morumbi, projeto que foi prometido durante a campanha eleitoral de Aidar, está descartada depois que a construtora Andrade Gutierrez e o fundo Lacan Investimento desistiram da parceria com o Tricolor.

Fonte: SPFC.net

Vão cagar e sentar em cima se fizerem isso, na moral.

Link to comment
Share on other sites

Pra que aumentar ainda mais a capacidade? só pra ficar ainda mais prto do campo?? que nonsense...

Link to comment
Share on other sites

Uma nova arena seria top. Rebaixar o Morumbi é bobagem.

Link to comment
Share on other sites

Esse presidente do são paulo é pior que eu no fórum...só quer aparecer.

Link to comment
Share on other sites

Quer imitar o City, que rebaixou o gramado...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...