Jump to content

House of The Dragon - 1a temp.


Leho.
 Share

Recommended Posts

  • General Director

423c8ed762d42a1e7ea5a1d7392df16b.png

 

 

“House Of The Dragon”: tudo o que você precisa saber antes de assistir

por Rayane Moura
publicado em 15 de maio de 2022 / atualizado em 12 de agosto de 2022

Após um final polêmico que desagradou muitos fãs, ficou a dúvida sobre qual seria o legado de “Game of Thrones”. A série, que marcou a cultura pop no quesito televisão, foi baseada na saga de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R.R. Martin. Exibida na HBO, e apesar de ter o seu final controverso, conquistou uma legião de fãs.

Agora, a trama pode ganhar uma nova história, a HBO está produzindo a primeira temporada de “House of the Dragon”, um spin-off que vai resgatar o passado de Westeros antes dos eventos da série original. Baseada no livro “Fogo & Sangue” (2018), de George R.R. Martin, a produção se passa 200 anos antes de “Game of Thrones” e centraliza a história na Casa Targaryen, a qual comanda Westeros, e retrata a guerra civil conhecida como Dança dos Dragões. 

E para aqueles que estão ansiosos, separamos um guia completo com tudo o que sabemos até agora sobre “House of the Dragon”. Confira:

O que “House Of The Dragon” contará?

Para deixar os fãs da série ainda mais ansiosos, a HBO parece tentar evitar dar muitos detalhes sobre a trama e divulgou uma sinopse relativamente vaga. O texto diz apenas que “baseado em Fogo & Sangue, de George R.R. Martin, a série, que se passa 200 anos antes dos eventos de “Game of Thrones”, conta a história da Casa Targaryen.” 

Porém, há expectativas, que a primeira temporada revisite os conflitos entre Aegon e Rhaenyra pelo controle do trono de ferro. Em sua jornada pela dominação dos Sete Reinos, os irmãos travaram uma verdadeira guerra civil, que durou cerca de três anos e ficou conhecida como a Dança dos Dragões.

Quem está no elenco de “House Of The Dragon”?

Recentemente, a HBO divulgou os primeiros pôsteres de “House of the Dragon”. As novas imagens mostram a Princesa Rhaenyra Targaryen, filha primogênita Viserys I (Emma D’Arcy); o Príncipe da Cidade, Daemon Targaryen (Matt Smith); o Rei Viserys Targaryen, Senhor dos Sete Reinos (Paddy Considine), O Primeiro de Seu Nome; Sor Otto Hightower (Rhys Ifans), Mão do Rei; Alicent Hightower (Olivia Cooke), Filha da Mão do Rei; Lorde Corlys Velaryon (Steve Toussaint), A Serpente do Mar; Princesa Rhaenys Targaryen (Eve Best), a Rainha Que Nunca Foi; Sor Criston Cole (Fabien Frankel), Cavaleiro da Guarda Real e Mysaria (Sonoya Mizuno), Confidente de Daemon Targaryen. 

Além desses, também compõem o elenco: Milly Alcock, Bethany Antonia, Phoebe Campbell, Emily Carey, Harry Collett, Ryan Corr, Tom Glynn-Carney, Jefferson Hall, David Horovitch, Wil Johnson, John Macmillan, Graham McTavish, Ewan Mitchell, Theo Nate, Matthew Needham, Bill Paterson, Phia Saban, Gavin Spokes e Savannah Steyn.

George R. R. Martin está envolvido, ou escrevendo os roteiros?

Para alegria dos fãs, Martin é cocriador da série, ao lado de Martin e Ryan Condal (Colony). A série também terá retornos muito positivos como o de Miguel Sapochnik, que dirigiu episódios icônicos de “Game of Thrones”, como a “Batalha dos Bastardos”. Ele será produtor executivo, showrunner e diretor de alguns dos episódios.

Quem será o showrunner?

“House of the Dragon” terá como showrunners o roteirista Ryan Condal (conhecido pela série Colony), e também o diretor Miguel Sapochnik (conhecido por dirigir parte dos mais icônicos episódios de “Game of Thrones”, como “Hardhome”, “Battle of the Bastards”, “The Winds of Winter”, “The Long Night”, e “The Bells”). David Benioff e Dan Weiss não fazem parte do projeto.

Roteiristas

Assim que “House of the Dragon” foi anunciada, Martin usou seu blog pessoal para falar que o projeto também contará com uma de suas assistentes como roteirista, a autora Ti Mikkel, que também está creditada em vários episódios de “Game of Thrones”. Além dela, a série conta com mais dois escritores, sendo eles Wes Tooke (Colony), e Claire Kiechel (The OA e Watchmen), Charmaine DeGraté (The 100) e Sara Lee Hess (Orange is the New Black e House).

Diretores

No elenco completo de diretores, a HBO coloca: Clare Kilner (The Alienist: Angel of Darkness, The Wedding Date) e Geeta Patel (Meet the Patels, The Witcher), Greg Yaitanes (Banshee, House) e Miguel Sapochnik.

Produção executiva

No grupo completo de produtores executivos, a HBO coloca: Miguel Sapochnik, Ryan Condal, George R. R. Martin, Greg Yaitanes, Vince Gerardis, Sara Lee Hess e Ron Schmidt. E para quem curtiu a trilha sonora da série original, o compositor Ramin Djawadi também retorna para criar a trilha da nova série.

Quantos episódios terá “House Of The Dragons”?

Até o momento, tem10 episódios confirmados para a primeira temporada. Por enquanto, não foram divulgados títulos nem a duração de cada capítulo, mas espera-se que cada um tenha cerca de uma hora. E segundo Martin, a primeira temporada tem tudo para ser épica: “Eu vi um corte do primeiro episódio, e amei”, escreveu em seu blog. “É sombrio, é poderoso, é visceral… bem do jeito que eu gosto as minhas fantasias épicas”.

Quantas temporadas terá “House Of The Dragons”?

Oficialmente só a primeira foi confirmada, mas Casey Bloys, o chefe da HBO, já adiantou em entrevista ao THR que a história dos Targaryens não pode ser contada em apenas uma temporada. “Normalmente, a nossa política é exibir os episódios e dar um tempo antes de decidir [pela renovação ou cancelamento]”, frisou Bloys. “Dito isso, é claro que nós também começamos preparações alguns meses antes de anunciar, assim estamos sempre em uma boa posição para continuar a produção rapidamente”.

O que esperar de House Of Dragons

Definitivamente, a série “Casa dos Dragões” é bem ambientada no livro de 700 páginas. A guerra civil se instaura de uma forma mais intensa após a morte do rei Viserys Targaryen. Uma dúvida sobre quem assumirá dividirá a princesa Rhaenyra e a rainha Alicent. 

Há uma divisão dos lados em “verde” e “preto” mostrando as cores usadas por Alicent e Rhaenyra no torneio real antes dos cismas entre eles. Assim, é de se preparar para a troca de lado dos torcedores. Assim como ocorreu em “Game Of Thrones”, a série tem como pano de fundo uma Westeros, mas que dessa vez corre perigo por causa da guerra dos tronos. De acordo com o trailer já divulgado, os fãs podem esperar uma mistura de ação, drama, diversas tramas internas entre famílias e diversos dragões.

Quando estreia “House Of The Dragons”?

A série tem data de estreia confirmada para 21 de agosto, na HBO e HBO Max. A primeira temporada encerrou as filmagens em fevereiro deste ano.

 

Fonte: https://gizmodo.uol.com.br/house-of-the-dragons-tudo-o-que-voce-precisa-saber-antes-de-assistir/

⋘--⋙

E aí senhores, animados? Será que manterão o nível da predecessora ou não?

Confesso que voltei a me animar com o trailer aí, vamos ver.

Link to comment
Share on other sites

13 horas atrás, Henrique M. disse:

Cheira a flop.

O livro é meio que um Silmarillion.

Mas também acho que floppará.

Link to comment
Share on other sites

Um livro não pode render muitas temporadas. Já foi o cúmulo O Hobbit com 3 filmes e somente 1 livro.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director
6 horas atrás, Johann Duwe disse:

[...] Já foi o cúmulo O Hobbit com 3 filmes e somente 1 livro.

Pura estratégia comercial, né? Sem contar que eles surfaram na onda das "trilogias" daquela época, mesmo que a história não tivesse tamanho para tal. Já com relação ao mundo de GoT, dizem que existe bastante coisa ainda a ser explorada, mas não sei se especificamente sobre essa trama desse atual spin-off. De qualquer forma, se tiverem 2 temps de qualidade já tá ótimo, heheh!

Link to comment
Share on other sites

Dá umas 3 temporadas fácil, mas depende do ritmo daqui até a conclusão da Dança. Quanto tempo vai demorar até a sucessão ser iniciada vai ser um bom indicador.

O primeiro episódio foi muito bom mas acho que as comparações prejudicam mais que qualquer coisa. Não acho que nenhuma série vai repetir o fenômeno que foi GoT, que além de tudo se despediu com a sombra do streaming já pairando sobre esse modelo de episódios semanais, que é parte importante pra conseguir monopolizar as discussões e cultivar a expectativa pelo próximo episódio. Muita gente vai deixar pra ver temporada completa, por exemplo.

Link to comment
Share on other sites

Achei esse 1º EP excelente. Só achei a imagem meio embaçada (ou foi só aqui?).

Link to comment
Share on other sites

21 horas atrás, twitch.tvstayheavy87 disse:

Achei esse 1º EP excelente. Só achei a imagem meio embaçada (ou foi só aqui?).

Experimentou limpar os óculos? rsssss

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, ZMB disse:

Experimentou limpar os óculos? rsssss

Não uso 😌

Link to comment
Share on other sites

Mds, a abertura... 🫀

😆

Link to comment
Share on other sites

47 minutos atrás, raskor disse:

Estou ereto com esta série, pena que já sei como acaba hahaha

Mas eu acho que a graça vai ser ver as minúcias por trás dos acontecimentos. No conto inicial (não li o Fire & Blood) até têm algumas insinuações mas grande parte é como um registro histórico, então não tem sentimento envolvido em boa parte, e agora vai ter a todo momento.

Link to comment
Share on other sites

  • Leho. changed the title to House of The Dragon - 1a temp.
  • General Director

E aí, o que estão achando até aqui? Ontem coloquei em dia os 3 primeiros EPs, aí dá pra ter uma noção melhor.

Acho que na parte da produção não tem nem o que dizer, HBO é pica demais nesse sentido e não seria diferente agora. Tá tudo esteticamente bonito demais, principalmente as cenas com os dragões e etc, etc. Só achei preguiçosa demais essa abertura, hahahaha porra, puta cópia descarada de GoT poderiam ter criado algo novo, sei lá, até pra diminuir as comparações óbvias entre elas.

Já sobre a trama, ainda estou achando tudo mt morno demais. Daemon até aqui é o arco com melhor potencial pra "fazer as coisas acontecerem" hahaha, mas até ele tá numa vibe devagar. Acho a atriz que faz a Rhaenyra bem bonita, mas porra... tá com uma atuação bem fraquinha pra quem vai centralizar tudo em si. Não sei não.

Quem tá bem pra caramba é o Viserys, tanto o personagem quanto a atuação do ator. Gosto.

Link to comment
Share on other sites

Eu acho o contrário em algumas coisas. A produção está um pouco abaixo. Vi até a brincadeira que o Bezos deve ter comprado as perucas boas e deixado as de segunda mão pra HotD. 😅

Mas a história e os personagens, estou gostando de todos. Algumas coisas até andaram mais rápido que eu esperava como a história desse 3º episódio. Rhaenyra e Alicent tiveram um desenvolvimento bom, não achei que nenhuma atuação ficou abaixo do esperado, pelo contrário - em todo caso ambas as atrizes em breve darão lugar às suas versões adultas. E como tinha falado imediatamente antes, acho que o ponto da série vai ser esse, de mostrar nuances nas ações dos personagens e eventualmente deixar algo no ar, ao contrário do registro histórico, que é na mesma de "os vencedores escrevem a História".

O Viserys teve uns bons momentos. Apesar de ainda ter toda a caracterização de "rei tolo", ao menos a série dá a chance dele se explicar. Por outro lado o Daemon que eu não entendo bem porque as pessoas adoram torcer por personagens assim. Ele é divertido, sem dúvida, mas todas as ações dele vão contra o julgamento (possivelmente certeiro) que o irmão é um rei fraco. Aí acaba sendo frustrante ver as ações que mesmo isoladamente já prejudicariam o reinado. Ele não tem como saber do retrato maior de antemão mas muita coisa já estava ali. Se ele ao menos assumisse que queria uma rebelião e forçar o irmão a deixar o trono, seria um plano menos idiota que "vou te aporrinhar até reconhecer meus direitos". Tudo bem que o arco dele parece ser "testar os limites da suspensão de descrença", mas ainda deveria haver uma lógica melhor envolvida.

Link to comment
Share on other sites

Tá, mas 
 

Spoiler

A ranira (me recuso a escrever da forma correta) fez XACANAXEM de vdd com o Daemon? Eu não consegui entender, acho que ele broxou.

 

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Léo R. disse:

Tá, mas

 

Não sei se isso vai ficar explícito, parece que deixaram muita coisa no ar de propósito pra casar com a ideia do "quem conta um conto aumenta um ponto".

 

Spoiler

A cena final dela com o Maester, acho que mostra que o mais importante é que as pessoas ao redor acham que aconteceu, e as reações serão de acordo. Falta ver como a Alicent vai reagir, mas agora ambas têm razão pra se sentirem traídas pela outra.

Voltando pra especulação, acho que depende de como você vê o Daemon a essa altura pra decidir se ele deixou se levar no momento mas parou antes de fazer algo que fossem se arrepender, ou se ele fez tudo ali de caso pensado, expondo a identidade de ambos antes de entrarem, seduzindo a jovem inocente, e se certificando que haveriam testemunhas pra iniciar os boatos.

No fim, se houve coito ou se ficou só na aparência não tem tanto impacto quanto a percepção.

 

 

Link to comment
Share on other sites

46 minutos atrás, Douglas. disse:

 

Não sei se isso vai ficar explícito, parece que deixaram muita coisa no ar de propósito pra casar com a ideia do "quem conta um conto aumenta um ponto".

 

  Ocultar conteúdo

A cena final dela com o Maester, acho que mostra que o mais importante é que as pessoas ao redor acham que aconteceu, e as reações serão de acordo. Falta ver como a Alicent vai reagir, mas agora ambas têm razão pra se sentirem traídas pela outra.

Voltando pra especulação, acho que depende de como você vê o Daemon a essa altura pra decidir se ele deixou se levar no momento mas parou antes de fazer algo que fossem se arrepender, ou se ele fez tudo ali de caso pensado, expondo a identidade de ambos antes de entrarem, seduzindo a jovem inocente, e se certificando que haveriam testemunhas pra iniciar os boatos.

No fim, se houve coito ou se ficou só na aparência não tem tanto impacto quanto a percepção.

 

 

Spoiler

Acredito que o objetivo dele era justamente expor ela, e sim, se rolou ou não, a essa altura, é o menos importante, até porque ela parecia querer também.

 

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President
Em 11/09/2022 em 12:41, Leho. disse:

E aí, o que estão achando até aqui? Ontem coloquei em dia os 3 primeiros EPs, aí dá pra ter uma noção melhor.

Acho que na parte da produção não tem nem o que dizer, HBO é pica demais nesse sentido e não seria diferente agora. Tá tudo esteticamente bonito demais, principalmente as cenas com os dragões e etc, etc. Só achei preguiçosa demais essa abertura, hahahaha porra, puta cópia descarada de GoT poderiam ter criado algo novo, sei lá, até pra diminuir as comparações óbvias entre elas.

Já sobre a trama, ainda estou achando tudo mt morno demais. Daemon até aqui é o arco com melhor potencial pra "fazer as coisas acontecerem" hahaha, mas até ele tá numa vibe devagar. Acho a atriz que faz a Rhaenyra bem bonita, mas porra... tá com uma atuação bem fraquinha pra quem vai centralizar tudo em si. Não sei não.

Quem tá bem pra caramba é o Viserys, tanto o personagem quanto a atuação do ator. Gosto.

Estou achando fraquinha a série, o último episódio então.

E a série não quer se separar de Game Of Thrones, querem surfar em cima do fandom. O melhor tinha sido o da semana passada, parecia que finalmente ia engrenar e meteram o último episódio bosta.

Acho que todos os personagens jovens ali não são bons atores, só os caras veteranos, é ver se melhora quando entrar os adultos, o que é uma grande merda. Tinham que ter começado com os adultos logo de cara, e metendo essas histórias em flashback.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Uma coisa que tem me incomodado é a parte do cenário.

O CGI parece forçado demais. Bem menos caprichado que os Anéis do Poder, p. ex..

Link to comment
Share on other sites

  • Vice-President

Que beleza de transição. Passamos metade da série com um grupo de atores e agora é outro totalmente diferente. Nenhuma explicação sobre como as coisas correram no salto, só tacaram lá e foda-se. Se quisessem fazer assim, era melhor ter começado já com esse grupo e ir colocando as versões mais novas em flashback para explicar porque as coisas são do jeito que são, faria muito mais sentido.

A impressão é que dá é que a maior parte das cenas são gravadas pensando em trailer, daí depois do impacto joga-se fora e cortamos para outra coisa, porque o que importa é o impacto, como o mundo em volta reage ou como quem fica absorve o que acontece não é relevante.

O pior é que não era muito difícil fazer um roteiro encaixado e que se preste, mas não sei porque razão optam sempre pela pior escolha narrativa, cinematográfica, lógica, etc.

Link to comment
Share on other sites

Po, do 4º pra cá eu acho que era bem o que eu esperava, talvez só um pouco mais corrido. Definiram os personagens antes e a partir dali partiram pro drama e intriga em tempo integral.

Até achava que ia sentir mais falta das atrizes mas acabou casando bem com a mudança de tom desse "preparo pra largada". O que talvez fique espremido é a parte do processo de domarem e se ligarem aos dragões, que eu não sei muito sobre e podem estar evitando entrar em detalhes, mas como será um detalhe importante da trama... Aí talvez teria sido melhor dividir essas duas partes em duas temporadas completas e ter certeza que a história vai respirar o suficiente pros acontecimentos futuros terem impacto. Embora as mortes até aqui tenham chocado, nenhuma chegou a ser daquelas realmente sentidas. E ver qualquer dragão morrer sem isso ter impacto seria um grande desperdício.

Link to comment
Share on other sites

Também achei muito rápido. Esse 6º episódio matou uma galera sem mais nem menos. Como a apresentação dos personagens foi rasa, não deu nem pra ficar triste. Até então, eu vinha gostando, mas esse último ep foi fraco demais.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • Vice-President

Tirando a escuridão e a incapacidade de dar um ritmo consistente pro episódio (cadencia, acelera, cadencia demais, acelera a mil por horas, pisa no freio, capota e acelera de novo para terminar com o óbvio desde o primeiro episódio), que mais uma vez teve muita coisa acontecendo e pouco tempo para se absorver, foi o melhor episódio até aqui. A série foi mais forte nos episódios em que condensaram as coisas e não quiseram acelerar tudo para fazer acontecer. Os caras tem a vantagem de poder construir livremente a história, mas mantém a pegada das temporadas sem livro de GoT.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Douglas.
      By Douglas.
      A HBO deu andamento à produção da nova série do universo de "Game of Thrones". "A Knight of the Seven Kingdoms: The Hedge Knight" vai adaptar o livro "O Cavaleiro dos Sete Reinos", um prelúdio da saga original de livros que foi publicado no Brasil pela editora Leya.
      O anúncio foi feito durante uma apresentação da Warner Bros. Discovery nesta quarta-feira (12), em que também foi anunciada a fusão dos serviços de streaming HBO Max e Discovery+, que passam a se chamar Max.
      "A Knight of the Seven Kingdoms: The Hedge Knight" pode ser traduzido para "O Cavaleiro dos Sete Reinos: O Cavaleiro Andante". "The Hedge Knight" é o nome da primeira das três novelas compiladas em "O Cavaleiro dos Sete Reinos" e foi publicada originalmente em 1998 nos Estados Unidos.
      O livro reúne ainda mais duas novelas, "The Sworn Sword", de 2003, e "The Mystery Knight", de 2010. As histórias acompanham as aventuras de Sor Duncan, o Alto, também conhecido como Dunk, e do jovem Aegon V Targaryen, ou Egg — daí o outro nome pelo qual as histórias são conhecidas, que pode ser traduzido para "Contos de Dunk e Egg". Os eventos se passam 90 anos antes dos de "As Crônicas de Gelo e Fogo".
      "Um século antes dos eventos de 'Game of Thrones', dois heróis improváveis percorriam Westeros", narra a sinopse oficial. "Um cavaleiro jovem, ingênuo, mas corajoso, Sor Duncan, o Alto, e seu escudeiro diminuto, Egg. Ambientado em uma época em que a linhagem dos Targaryen ainda detinha o Trono de Ferro e a memória do último dragão ainda não tinha sumido da memória viva, grandes destinos, inimigos poderosos e feitos perigosos esperam esses amigos improváveis e incomparáveis".
      George R.R. Martin, autor de "As Crônicas de Gelo e Fogo", vai dividir o roteiro e a produção executiva da série com Ira Parker, que também esteve ao seu lado em "A Casa do Dragão". Ryan Condal e Vince Gerardis, que estiveram envolvidos com "Game of Thrones", também assinam como produtores executivos.
      https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2023/04/o-que-se-sabe-sobre-a-knight-of-the-seven-kingdoms-preludio-de-got.shtml
       
      ---
       
      Moderadamente animado. De todas as histórias, sempre falei que era a mais fácil de adaptar, mas também não sei dizer se tem o mesmo potencial das outras porque não tem dragões nem núcleos mais fixos. Até comentei no tópico de The Last of Us que imagino um desenvolvimento parecido, com muitos personagens secundários que entram e saem de cena e a gente tendo certeza antecipada que os protagonistas sairão vivos, senão ilesos sempre, então o conflito da história vai ter que ser diferente.
      Ainda tem sempre a possibilidade de não sair do papel como foi com outras...
    • ZMB
      By ZMB
      Minha opinião, por ora: Em que pese não tenha jogado os games, sei que existe uma hype enorme em cima da história (tanto é que virou série, afinal).
      Tenho achado o ritmo bom/diferente. Mais acelerado e com o potencial de não virar um TWD, que não sabe aonde quer chegar, e fica esgotando os personagens e história até enjoar.
      No mais, tanto a fotografia quanto a maquiagem estão dignas de louvor. Os zumbis são MUITO massa.
      Por fim, tenho gostado bastante dos personagens. Essa série maldita me deixa triste toda fucking vez, haha.
       
      E aí, mais alguém está acompanhando a nova série da HBO, que é baseada nos jogos de PlayStation? Em caso positivo, o que estão achando?
    • Leho.
      By Leho.
      Caralho, pagaram U$250Mi só pelos direitos? Hahahahah é mt dinheiro, puta que pariu.   O potencial do universo Tolkiano é mt foda, mas não sei se conseguem superar GoT. O que vocês acham? De qualquer maneira, já fico ansioso pra caralho hahahaha, como bom amante do gênero.
    • David R.
      By David R.
      Parece bem interessante e com um preço muito atrativo, não cheguei a olhar os catálogos mais a fundo... mas chega pra concorrer forte com Netflix e Spotify/Deezer ao mesmo tempo. Isso tudo além de uma versão mais enxuta do Kindle Unlimited e com frete grátis em várias compras. Vamos ver qual será a reação das concorrentes.
    • Leho.
      By Leho.
      O @Aleef já havia tocado no assunto lá no tópico da DC, mas aí resolvi trazer o papo completo pra cá.
      Ansioso pra ver se vão manter o alto nível nessas produções, porque é um volume grande numa tacada só praticamente. Gosto da remodelação dos canais fechados, aqueles MAX! definitivamente não agregavam mt pra emissora.
×
×
  • Create New...