Jump to content

Leho.

Recommended Posts

  • General Director
Citar

Explicando o ‘Jogo de Posição’

por André Andrade

1*lkMCYNhUX2d5B9FrOPW8aA.jpeg

Pep Guardiola, atualmente treinador do Manchester City é um dos expoentes dessa filosofia que se torna cada vez mais famosa no mundo do futebol, entretanto ainda pouco compreendida por muita gente, até mesmo por ser um conceito profundo e complexo, mas que busca simplificar as relações do jogo, e que tem um viés ofensivo. Neste texto, farei uma breve explicação das características de tal conceito, junto com alguns exemplos. Alguns treinadores que utilizam de tal conceito são: Conte, Sarri, Osório, entre outros.

Também chamado e ainda mais corretamente pelo termo de ‘Juego de ubicación’’, consiste em uma ideia de interpretação e visão do jogo de futebol. Para compreender melhor o termo necessitamos estar atentos a alguns fatores, como a posse de bola, que é utilizada como uma ferramenta,não como um fim , a relação entre os jogadores e suas posições(jogadores atuantes, próximos e distantes) e os espaços de fase, e a criação de superioridades,seja posicional, qualitativa ou quantitativa.

Alguns conceitos:

  • Ocorre através de uma estrutura definida previamente e uma série de movimentos/ocupações de espaço em função de algumas variáveis, como a posição da bola, dos companheiros e dos adversários.
     
  • A saída de bola é um momento importantíssimo, desde ela os jogadores já são separados em diferentes alturas do campo.
     
  • Fundamental se ter amplitude e profundidade no jogo, para poder ativar mais canais de passe pelo campo todo e também conseguir espalhar mais o rival em campo.
     
  • Domínio do conceito de ‘Homem Livre’’ é fundamental para a construção do jogo, esse jogador pode variar dependendo da situação de jogo, ou do local onde a bola está em campo. Além dos triângulos de jogo, famosos no Barcelona de Xavi, Iniesta e Messi, que facilitam a criação e participação do ‘’Terceiro Homem’’.
     
  • Boa leitura do jogo e poder de decisão para saber quando passar a bola e quando conduzir, a condução pode ser uma ótima ferramenta para liberar companheiros da marcação de rivais e criação de superioridades (Exemplo: 2x1, o zagueiro conduz a bola e o atacante adversário que estava marcando o volante sai para ir atrás dele, com isso o volante fica livre por um instante).
     
  • Uma das ideias principais é criar superioridade(seja numérica, posicional ou qualitativa), atrás da linha rival de pressão, e ir criando mais superioridades por todo o campo.
     
  • ‘’Viajar juntos’’ , esse modelo tem como um dos objetivos que a equipe se mantenha junta , seja na fase de saída de bola ou construção de jogo, a coesão facilita em caso de perda de bola e pressão logo após a mesma, assim como na ocupação espacial do campo. A forma de atacar define a forma como você defende, o futebol não é um jogo onde se pode separar as partes, como no futebol americano que uma hora você está defendendo e o time todo sai e entra o time de ataque, o futebol é holístico e a forma de atuação na fase ofensiva influencia no momento defensivo e vice-versa.
     
  • “ Olhar para longe! A primeira coisa que pedia Cruyff era que olhássemos para Romário’’ — Pep Guardiola . Através da criação de situações favoráveis por todo o campo, um dos objetivos maiores do jogo de posição é encontrar um companheiro que está longe e livre. Por isso essa instrução de Cruyff a Pep Guardiola, Romário teria vantagem nessas situações. Podemos ver o mesmo ocorrendo no Bayern de Pep Guardiola, onde muitas vezes se tocava a bola com jogadores próximos e BUM! virada de jogo para Douglas Costa/Ribery/Robben no outro lado que estavam muitas vezes no 1x1 e levavam vantagem nesses duelos.
     
  • Após alguns conceitos básicos e chaves , retomemos para explicação das importantes características, já citadas anteriormente.

A posse de bola:

É utilizada como uma ferramenta para execução do jogo, não se move a bola, o que se busca é através da movimentação da bola e da própria equipe , mover o RIVAL, modificando as distâncias entre os adversários e consequentemente a estrutura, processo que causa o aparecimento de espaços por onde a equipe pode tocar, explorar de outras formas, seja por condução ou drible. Usar a bola para atrair o adversário em um ponto e atacá-lo em outro. A circulação de bola deve ser definida de acordo com os pontos fortes da equipe e as debilidades do adversário, obviamente cada treinador tem seu próprio jeito, desde Guardiola até Conte.

Para implantação da filosofia quando chegou no Bayern, Pep dividiu o campo de treinamento em várias áreas:

1*yWEaus3X1bdx1TVYZuLbtA.png

A posição do jogador:

Através desse termo, se entende toda a localização do jogador em campo, não somente ONDE ele está, mas COMO ele está, seu perfilamento, os ângulos de passe e em relação aos companheiros e aos adversários, a orientação corporal. O jogador pode portanto, estar BEM POSICIONADO , porém MAL LOCALIZADO para o prosseguimento da ação coletiva/individual. É imperativo se estar bem LOCALIZADO para jogar.

Entender as constantes relações entre as distâncias e a participação na equipe:

Como ja foi dito, a equipe tem uma estrutura prévia, definida de acordo com a observação,e plano de jogo, no entanto, o futebol é feito de situações e interações, e elas duram uma fração de segundos e estão em constante mudança, nesse aspecto se torna imperativo o jogador ter uma boa compreensão da filosofia, do jogo e da relação entre ele e seus companheiros naquele exato momento. É saber que a posição atual influencia na estrutura e comportamento de TODA a equipe, mesmo que não esteja atuando diretamente na situação. Como disse Paco Seirulo, os chamados espaços de fase!

Podemos dividir em 3 grandes grupos diferentes: os jogadores atuantes na jogada, os jogadores que estão próximos e os que estão distantes. De acordo com cada posição que o jogador assume, o papel básico deve ser em grande parte das situações diferente!

“A bola vai as posições, e não as posições vão até a bola’’ — Juanma Lillo!

Exemplos:

  • Jogadores atuantes: Conduzir a bola para atrair rival ou mantê-la se não há opção de passe, fazer passe para o companheiro mais próximo, etc.
  • Jogadores próximos: Se apresentarem como linha de passe, de preferência atrás da linha de pressão rival e dar continuidade ao jogo após receber a bola, estar bem LOCALIZADO.
  • Jogadores distantes da bola: Manter o rival ocupado em sua marcação, aumentar a amplitude da equipe/ profundidade, oferecer linha de passe aguda.

Vale ressaltar que as instruções e estrutura da equipe dependerão do treinador, de sua filosofia e vários fatores, esses são somente exemplos para o melhor entendimento dessa visão de futebol que está cada vez mais se tornando popular pelo mundo. E uma das formas mais comuns de se treinar ou começar a introdução de conceitos dessa visão de jogo é através dos treinamentos, do RONDO!

//@//@//

O Jogo de Posição é uma maneira de ver o futebol que busca valorizar a veia ofensiva, as interações entre jogadores e a compreensão e execução do jogador no jogo através de uma estrutura e uso da bola como ferramenta, se foca no processo, em busca do objetivo final e maior do futebol: o gol.

Fonte: https://medium.com/@andreandradejr11/explicando-o-jogo-de-posição-b07fd40838ae

Encontrei esse rapaz por acaso no Twitter (@pepgenius), e desde então sigo-o pra acompanhar seus artigos. Muito bons em sua maioria. Esse em específico é bacana, mas achei que ele não fecha tão bem a explicação sobre "jogo de posição", então resolvi trazer pra cá.

Dissertem.

Link to comment
Share on other sites

Recomendo Guardiola Confidencial, apesar de ser uma narrativa sobre época dele no bayern, fala muito sobre esse jogo. 

Tbm é válido ler Pirâmide invertida que também mostra com o jogo chegou nesse estilo e os motivos. 

Jogo posicional sim, abaixo o tic taca hahahahah

Edit: meu resumo sobre jogo posicional é que ele é uma forma de aproveitar toda extensão do campo, afim de abrir e desorganizar um adversário na defensiva. O objetivo de ter a posse é levar o menor número de chutes a gol, pois se vc der 15 chutes e o adversário der 3, vc ainda pode sair derrotado, se vc der 4 e ele nenhum, é bem mais difícil de perder. 

Link to comment
Share on other sites

  • General Director
17 horas atrás, Thiago Anjo disse:

meu resumo sobre jogo posicional é que ele é uma forma de aproveitar toda extensão do campo, afim de abrir e desorganizar um adversário na defensiva.

Não só de aproveitar o campo como um todo né, mas sim de posicionar seus jogadores como num tabuleiro de xadrez, com objetivos específicos pra cada setor e fazendo eles se comunicarem entre si através da posse da bola.

Uma parada interessantíssima que o artigo cita e que eu nem tinha me ligado é: “usar a bola para atrair o adversário em um ponto e atacá-lo em outro”. Porra, faz todo o sentido! Você circula a bola em uma faixa restrita, atrai jogadores do adversário e de repente PIMBA! Vira a bola do outro lado do campo, achando um jogador seu livre e com caminho aberto pra progredir... vejo isso mt no City do Guardiola, e já via no Bayern também.

Não é bem exatamente o caso mas, olha essa virada de jogo do De Bruyne (e aliás, que jogador MONSTRUOSO é esse belga). O City batendo lateral na esquerda e o fdp me acha o Sterling lá na ponta direita, hahahahaha...

Link to comment
Share on other sites

7 horas atrás, Leho. disse:

Não só de aproveitar o campo como um todo né, mas sim de posicionar seus jogadores como num tabuleiro de xadrez, com objetivos específicos pra cada setor e fazendo eles se comunicarem entre si através da posse da bola.

Uma parada interessantíssima que o artigo cita e que eu nem tinha me ligado é: “usar a bola para atrair o adversário em um ponto e atacá-lo em outro”. Porra, faz todo o sentido! Você circula a bola em uma faixa restrita, atrai jogadores do adversário e de repente PIMBA! Vira a bola do outro lado do campo, achando um jogador seu livre e com caminho aberto pra progredir... vejo isso mt no City do Guardiola, e já via no Bayern também.

Não é bem exatamente o caso mas, olha essa virada de jogo do De Bruyne (e aliás, que jogador MONSTRUOSO é esse belga). O City batendo lateral na esquerda e o fdp me acha o Sterling lá na ponta direita, hahahahaha...

Ao longo da carreira de Pep, ele desenvolve outros tipos de ataque, a sobrecarga em um dos lados para definir do outro foi o primeiro, no Bayern, quando ele se deparou com a liga quase que toda especialista em contra-ataques, ele desenvolveu o ataque com a segunda bola, que era jogar tentando muitos cruzamentos e povoar a cabeça de área adversária para pegar os rebotes, no fim do barça ele implantou o 343 de Bielsa e chegou a fazer no Bayern também, isso permitia os pontas jogarem centralizados trocando de posições com o 9 enquanto os laterais iam até o fundo e decidiam pelo cruzamento para trás ou passe, são várias facetas que trazem soluções pra esse sistema de jogo fantástico!

Ahhh e o objetivo específico de cada posição como no xadrez, em que cada jogador deve esperar e confiar que seu companheiro vai acertar, só vai até o 3º quarto do campo, na última fase ele libera geral para que os jogadores se movimentem como queiram, com apenas uma recomendação: se perderem a posse, recuperem ela imediatamente de todo a forma, caso não consigam em 5 segundos, se recomponham o mais rápido possível.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • Aleef
      By Aleef
      Intercontinental foi um torneio entre times sulamericanos x times europeus, mas foi suspensa, porém....
      A Conmebol e a UEFA se uniram contra a possibilidade de ter Copa do Mundo a cada dois anos, a "Finalíssima" foi um evento criado contra a Copa do Mundo. Ambas as entidades tiveram reuniões sobre a possibilidade da volta da competição mas ainda não chegaram ao consenso envolvendo as equipes. Entretanto, hoje tivemos novidades.
      Finalíssima Feminina realizada na Europa (entre a campeã da Copa América x Eurocopa) Intercontinental sub20 será realizado em território sulamericano (Peñarol x Benfica). Essa competição inclusive será em Montevideo no dia 21 de agosto Torneio Final Four (campeões e vice-campeões de futsal sulamericanos e europeus) será realizado na Argentina nos dias 16 e 18 de setembro Claro, até ontem não existia a possibilidade da volta do torneio. Mas aparentemente essa ideia está sendo amadurecida principalmente com a FIFA querendo a Copa do Mundo a cada dois anos e a Superliga envolvendo os grandes times da Europa.
      → Há conversas também envolvendo Brasil e Argentina em participar da Liga das Nações: https://ge.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2022/06/02/conmebol-e-uefa-anunciam-versao-feminina-da-finalissima-e-intercontinental-sub-20.ghtml
      → O Corinthians já vem brigando sobre a possibilidade de ter um Mundial Interclubes Feminino há algum tempo.
      → Em 2017 a Conmebol começou a agir nos bastidores para que o Intercontinental pudesse voltar com ida e volta e criaram um escritório junto com a UEFA para pôr o plano em prática. Um patrocinador que está disposto a por a Finalíssima é o Qatar, fecharia por 10 anos a parceria com ambas as entidades e seria neutro o território. Pelo que saiu na mídia (fonte abaixo) o plano é:
      Campeão da Copa América x campeão da Eurocopa Campeão da Libertadores x campeão da Champions League  Campeão da Sulamericana x campeão da Europa League https://www.uol.com.br/esporte/futebol/colunas/marcel-rizzo/2021/09/30/super-copa-intercontinental-de-clubes-entra-na-pauta-de-uefa-e-conmebol.htm
       
      Só lembrando que no orçamento da FIFA não há verba para o próximo Mundial Interclubes. Dependendo dos patrocinadores, a UEFA e a CONMEBOL vão bater no peito e vão criar sozinhos sem chancela da FIFA.
    • Gourcuff
      By Gourcuff
      Tópico destinado aos comentários dos campeonatos nacionais de toda a América: desde os sul-americanos até a MLS.
    • fabioaraujo89
      By fabioaraujo89
      Eu vi num vídeo do Zealand que tem um site que testa as táticas que são submetidas a eles, em 160 partidas, em diferentes situações e contextos, a fim de estabelecer quais seriam as melhores táticas do FM. 
      Alguém já tinha visto? Já testou essas táticas?
      https://beta.fm-base.co.uk/tactics
      EDIT: eu sei que a maioria prefere desenvolver as próprias táticas, mas achei interessante essa ideia. 
      Confesso que tem umas ali com umas instruções que não fazem nenhum sentido para mim. Até por isso fiquei curioso de ver se e como elas funcionam, é uma forma de aprender. 
    • fabioaraujo89
      By fabioaraujo89
      Fala, pessoal!
      sou novo aqui e no FM. Nunca tinha jogado o jogo, aí vi que liberaram no Xbox pelo Game Pass e viciei! (até tentei passar para a versão normal, mas não rodou bem no meu PC). 
      Hoje estou jogando bastante (em quantidade rs), mas já vi (e confirmei lendo aqui) que o jogo pode ser bem frustrante, especialmente para os iniciantes como eu, que não entendem ainda o que estão fazendo no game. 
      Assim, eu queria uma ajuda com a parte tática. Nesse meu sabe específico, eu comecei no Campeonato de Portugal com a Estrela da Amadora, mas depois de uma curta passagem pelo QPR eu estou há algumas temporadas no Watford, da Inglaterra. 
      Peguei o time na Championship, consegui subir (não foi exatamente “fácil” pra mim, mas eles tinham acabado de cair e tinham um dos elencos mais fortes da divisão) e me estabilizei bem na PL. 
      Eu uso desde sempre um 4-2-3-1 com extremos, tiki-taka personalizado. Era a tática que já era da Estrela lá no começo, eu não mexi muito e fui usando. Já tentei outras, mas essa foi a que mais me serviu ao longo do tempo. 

      Meu time tem um desempenho sempre aceitável. Eu sempre estou ali brigando por uma vaga nas competições continentais, normalmente pego o Camp. Europeu ou o Camp. Europeu II. Teve uma que fui pra Champions.
      Como estou há tempos no clube, eu consegui montar um time bom. Tem vários jogadores muito interessantes, que volta e meia recebem propostas altas de clubes bem maiores e o elenco é equilibrado e com opções. 
      O problema? O time sempre se dava mal no confronto com os grandes ingleses (seja nas taças ou na liga) e perdia uns jogos bobos, que faziam o desempenho cair.
      Aí eu descobri o Rate My Tatic...fiz os ajustes para a tática ficar 5 estrelas (que envolviam alguns ajustes de funções e principalmente remover várias instruções que eu nem sabia que estavam e conflitos. Fiz uma ou outra contratação para fechar.
      E deu bem certo. O time melhorou, diminuiu muito os pontos perdidos em jogos fáceis, fez bons jogos com os grandes, cheguei a sonhar com o título... mas ficou em segundo lugar, a 4 pts do campeão (Chelsea). E ainda perdeu a final da FA Cup pro Arsenal. Foi positivo, mas frustrante demais. 
      Eu sinto que falta só um “ajuste fino” pro time ir mais longe, levantar canecos. Que modificações vocês sugerem? 
      (Não estou conseguindo subir imagem, mas a tática é assim):
      4-2-3-1 com extremos 
      2 Defesas laterais com função de apoio
      2 defesas centrais função defender
      2 Médios centros com função de apoio
      1 médio ofensivo com função apoio
      2 extremos invertidos com função apoio 
      1 atacante completo com função atacar 

      as instruções de equipe 
      com posse:
      passar para espaço 
      jogar a partir da defesa 
      levar bola até a área 
      ritmo muito mais alto (estou pensando em tirar, meu time termina morto todas as partidas e tem quedas de desempenho ao longo da temporada) 
      em transição (não tinha no Rate):
      Pressionar
      contra atacar
      Sem posse
      linhas normais 
      Marcação apertada
      pressao muito mais urgente (o Rate mandou tirar e acho que vou fazer pra próxima temporada porque acho que está tirando meus zagueiros da posição e permitindo infiltrações demais). 
       
      O que vocês acham? Ajudem o novato, pfvr! Abraços!
    • schacoffee
      By schacoffee
      Boa noite, pessoal, tranquilidade?
      Há um tempo eu venho acompanhando no yt o canal "Táticas de Futebol", assistindo a carreira que fizeram por lá e pegando inspiração das táticas da vida real que replicam no FIFA, só por curiosidade mesmo, afinal nem jogo FIFA. Esse ano iniciaram uma carreira fictícia com o Fábio Carille treinando o 1860 Munich, que está bem legal diga-se, e estou curtindo.
      Eu estou um pouco inspirado e inclinado a fazer algo parecido, jogando defensivamente, e obviamente com outra história e outro clube, só que como um adepto do futebol a la Cruyff e holandeses e de tudo que dali saiu, sempre preferi usar sistemas ofensivos e que valorizassem posse, intensidade, pressão etc, no FM. Andei vendo uns jogos de times defensivos ou que fossem menos ousados no ataque para tentar tirar uma inspiração (entra na conta Mourinho e Simeone, logicamente), porém ainda está difícil de imaginar como quero que meu time jogue. É uma linguagem diferente da que eu venho me acostumando.
      Eis que venho pedir umas dicas de vocês. Modelos de táticas do FM que posso buscar e tirar como base, materiais para eu estudar, vídeos legais para assistir sobre FM, blogs, etc, o que puderem me dispor eu agradeceria.
      Se você que está lendo curte futebol mais cauteloso, diga como que arma seu time e monta sua tática para ajudar o mano aqui.
      *** Eu não gosto de usar tática pronta, geralmente crio a tática personalizada, do zero. Vídeos de tática seriam para me ajudar na tomada de decisão, não download. ***
×
×
  • Create New...