Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Bigode.

Sou de Faro, Sou Farense! - Novas caras, novos pensamentos [att: 11/01]

Recommended Posts

Gabriel Kanaan

Pela tabela, dá para perceber que Farense e Olhanense sobravam em relação aos demais adversários.

Vamos ver agora no mata-mata como será a decisão!

Não tinha visto ainda, mas que baita contratação essa do Vukcevic, hein!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
Em 01/02/2018 at 20:07, Leonardo Moreno disse:

Começando a acompanhar agora. Boa sorte! É um objetivo e tanto tentar desbancar não um, mas três "donos" do campeonato. No começo tu comentou sobre as estruturas do clube e vi que, até agora, não fez nenhum comentário adicional. Como tu planeja fazer essa evolução das estruturas? A questão financeira do clube é tranquila? Ou é difícil? 

Opa, seja bem-vindo, Leonardo! E muito obrigado!

De fato, não será fácil desbancar os três grandes - e ainda há o Braga nessa equação - mas vamos devagar: nosso foco primeiro é chegar na elite. Então, acabei não comentando muito porque, nesse início, não será meu foco, até por questões financeiras (e aqui já aproveito pra responder tudo de uma vez). A situação começou ok, mas eu já esperava terminar no negativo, visto que não roda exatamente muito dinheiro nas divisões inferiores de Portugal, né? Acredito que esse panorama só deve mudar quando chegarmos na elite e, mesmo assim, será a passos lentos, já que mesmo lá o dinheiro não vem em grandes volumes como em outros países. Talvez o @Tsuru possa dar um parecer melhor.

De qualquer maneira, pretendo ir evoluindo as estruturas aos poucos, conforme o dinheiro me permitir. A ideia, claro, é ter estruturas de topo futuramente.

Em 02/02/2018 at 12:18, Henrique M. disse:

Tá caprichando nos trocadilhos, hein? hahaha

No mais, não sei se entendi direito, mas não tem promoção direta na 3ª divisão portuguesa?

Cada um usa suas armas, né? Meu talento é com trocadilhos e piadas (nem sempre boas). hahaha

Não, não há promoção direta. Os líderes de cada um dos cinco grupos se classificam para um mata-mata juntamente com os três melhores vice-líderes. Quartas e semi em jogos de ida e volta, final em jogo único. Sobem os dois finalistas (enquanto quatro clubes da divisão superior são rebaixados).

Em 02/02/2018 at 12:32, Gabriel Kanaan disse:

Pela tabela, dá para perceber que Farense e Olhanense sobravam em relação aos demais adversários.

Vamos ver agora no mata-mata como será a decisão!

Não tinha visto ainda, mas que baita contratação essa do Vukcevic, hein!

De fato, ambos sobraram. Por um tempo, até tínhamos outros concorrentes, mas depois eles perderam força. Mas a hora da verdade é agora. Não adianta essa campanha e morrer na praia.

Vukcevic é mesmo uma grande contratação, com potencial ainda pra render bem na divisão de cima, acredito eu.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru
21 minutos atrás, Bigode. disse:

De fato, não será fácil desbancar os três grandes - e ainda há o Braga nessa equação - mas vamos devagar: nosso foco primeiro é chegar na elite. Então, acabei não comentando muito porque, nesse início, não será meu foco, até por questões financeiras (e aqui já aproveito pra responder tudo de uma vez). A situação começou ok, mas eu já esperava terminar no negativo, visto que não roda exatamente muito dinheiro nas divisões inferiores de Portugal, né? Acredito que esse panorama só deve mudar quando chegarmos na elite e, mesmo assim, será a passos lentos, já que mesmo lá o dinheiro não vem em grandes volumes como em outros países. Talvez o @Tsuru possa dar um parecer melhor.

De fato, mesmo na elite portuguesa o dinheiro é muito mal dividido, os estádios são pequenos e a maioria das equipes vive com o balanço "no vermelho". Normalmente os times da Primeira Divisão são laboratórios para os quatro grandes (Porto, Braga, Sporting e Benfica) - seja por servirem como "ponte" para jovens jogadores sul-americanos e africanos, seja por revelarem jovens promessas, ou ainda por ajudarem a desenvolver "miúdos" emprestados. 

Isso acaba criando uma realidade cruel: equipes que buscam ser financeiramente sustentáveis acabam precisando pagar salários mais baixos e não conseguem competir esportivamente com os quatro grandes. Já outras que se arriscam a gastar mais do que ganham até conseguem se manter no topo por uma, duas temporadas, às vezes beliscar um título, mas a conta acaba chegando e não raro a queda é enorme. Dizem que o Boavista é o exemplo perfeito disso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Banner.png.93e99d402619773e7e831c184b082c6b.png

6 - Livrai-nos de todo mal

E chegou o grande momento da temporada. Depois de uma campanha quase irreparável, tudo se resumia ao mata-mata do Campeonato de Portugal. O objetivo inicial era um só: passar por duas eliminatórias e garantir a promoção – e só depois disso pensaríamos num possível título.

Como ter a melhor campanha parece não servir de nada – a não ser decidir em casa – enfrentamos logo de cara o Caldas SC, dono da segunda melhor campanha da fase de pontos corridos. A verdade é que fomos até Caldas da Rainha e tivemos maior domínio das ações. O problema foi a pontaria. Abusamos de perder gol e eu sabia que isso poderia ser decisivo. Apesar disso, saímos na frente com um gol de Filipe Oliveira aos 39’. Acontece que, apesar de ter sido levemente superior quando olhamos pras estatísticas, o time fez um jogo longe daquilo que pode. Fomos castigados ainda no 1º tempo: Carlitos, aos 45’, cobrou falta com perfeição e não deu chances para Stojkovic. Com a má pontaria, o resultado se manteve durante toda a 2ª etapa.

Uma semana depois, o jogo era na nossa casa. O domínio foi ainda mais amplo e não demos chances aos visitantes, que finalizaram cinco vezes e não acertaram o gol uma vez sequer, mas novamente pecamos muito nesse quesito. Somente 30% (3 de 10) de nossas finalizações acertaram o alvo. Felizmente, foi o suficiente. Nosso matador mostrou quem manda e marcou duas vezes, aos 55’ e aos 93’ (no apagar das luzes) pra definir a classificação.

5a79a1ba675cb_SCFarense-CaldasSC_MatchRelatrio.thumb.png.308cd49597ff0ee642b484a399be3051.png

Lembram que falei mais pra cima sobre a melhor campanha só significar que o jogo de volta seria em casa? Pois bem, na semi-final, enfrentamos outro líder e, dessa vez, a decisão seria fora de casa – o que faz zero sentido, visto que tivemos campanha superior. Paciência. Nossa luta iria até o fim, independente disso. E nós lutamos. E como. Lutamos muito contra nossa própria incompetência. Um total de 16 remates e somente DOIS (!!!) no alvo. Pra se ter ideia, o Merelinense finalizou cinco vezes e acertou nosso gol em três delas. O resultado não poderia ser outro que não o empate. A máxima diz: quem não faz, toma. E a gente até saiu na frente, com a mortal dobradinha Livramento-Jorginho, mas fomos castigados 11 minutos depois com um gol de empate de Gustavo Furtado, em pane defensiva: cobrança de escanteio, Furtado nem precisou sair do chão direito pra cabecear na 1ª trave e encobrir Stojkovic de forma bizarra, pra felicidade do único torcedor visitante presente em Faro.

Fomos então a Merelim sabendo que precisávamos marcar. O empate sem gols era do time da casa. Mantive a nossa proposta habitual de jogo, buscando o domínio, e fomos recompensados. Logo aos 9’, brilhou novamente a dobradinha Livramento-Jorginho: após um chutão da defesa, Bruno Bernardo ficou com a bola e ela foi passando de pé em pé até chegar em André Vieira a frente do círculo central, pela esquerda. Ele tocou curto pra Livramento. O camisa 97 carregou na diagonal e quando viu Jorginho indo em direção ao espaço entre os dois zagueiros, enfiou mais a direita. Jorginho, num ato de inteligência, parou, matando os dois zagueiros, e voltou pra direita, em direção a bola. De primeira, bateu no cantinho e correu pro abraço. Como nem tudo são flores, quatro minutos depois veio o empate. Pelos pés de quem? Gustavo Furtado. A história do primeiro jogo se repetia e o Merelinense mostrava que faria de tudo para FURTAR nossa vaga. Mas nós mostramos calma, mostramos que aqui tem Car System e isso não aconteceria. Aos 24’, jogada de ataque, bola aqui, bola ali, bola no pé de Livramento. Ele tentou o cruzamento para Jorginho e... PÊNALTI de Vilaça no nosso matador.

Na cobrança, Filipe Oliveira contra Rêgo. O resultado? O goleirão teve que tirar a bola do fundo... do gol. Merelinense 1x2 Faro. Daí em diante, qualquer empate era nosso, mas eu não queria ficar dependendo disso, né? E seguimos com leve domínio do jogo, seguimos tentando. O tempo passava e o placar não se alterava. Ficávamos cada vez mais perto da promoção. E aos 74’, aquele brilho apareceu novamente: Stojkovic cobrou um tiro de meta com chute pra frente. Vilaça ganhou a disputa com Jorginho, mas Daniel Bragança foi mais rápido do que Alves e ficou com a sobra, soltando rapidamente pra Livramento. O camisa 97 deixou pra André Vieira, que abriu pra Jorge Ribeiro. Ele deu um passe no meio para Filipe Oliveira, que carregou pra esquerda e lançou novamente Ribeiro, dessa vez no fundo. O veterano lateral tocou curto para Livramento dentro da área. Ele segurou, esperou Jorginho iniciar a corrida a partir da marca do pênalti e tocou. Se antecipando a fraca marcação de Vilaça, o grande vilão da noite, o camisa 9 só teve o trabalho de empurrar pro fundo do gol de Rêgo, muito mal posicionado. Era o êxtase! O FARENSE ESTÁ NA SEGUNDA DIVISÃO!

5a79a2f3dd8e9_Merelinense-SCFarense_MatchRelatrio.thumb.png.f5bcc51fc378736182dcb675c51a13ca.png

Depois de muito comemorar e muito beber, era hora de aguçar nossos sentidos e nos preparar para buscar o título. A melhor campanha, enfim, valeu de algo e recebemos o União de Leiria para decidir quem subiria como campeão. E HAJA CORAÇÃO!

Depois de um 1º tempo sem gols, nosso estádio virou um caldeirão na etapa final e loucura, loucura, loucura! Aos 52’, o esforço recompensado: o goleiro Campos cobrou tiro de meta curto com Nailson e este tocou de primeira para Carvalho, seu companheiro de zaga. Antes da bola chegar a esse, Jorginho já corria em direção ao mesmo. Não deu outra: pressionou, roubou e na saída do goleiro, fuzilou. Farense 1x0. Mas quem disse que seria fácil? Apesar do erro, os visitantes se UNIRAM e mostraram ser um visitante indigesto. Apenas três minutos depois, com uma troca rápida de passes, João Vieira recebeu, deixou Cássio na saudade e bateu sem chances pra Stojkovic. Sentimos e, dois minutos depois, veio a virada. Em nova jogada de escanteio – que já tinha nos complicado antes nesse mata-mata – o zagueiro Carvalho teve tempo pra tomar um café, cortar uma árvore e se redimir com o gol.

Fiquei louco e falei tudo o que tinha direito. Dez minutos depois, uma mudança crucial – e aí eu não serei modesto e vou botar na minha conta: saiu Zambujo, mal na partida, entrou Godinho. Na ponta direita mesmo, improvisado. E foram necessários apenas dois minutos pro futebol mostrar que treinador também é gente. Tiro de meta, chutão de Stojkovic pro lado direito do campo e ele, o Little God, fez menção a ir na bola, complicando Kaká com sua onipresença. Ele se assustou, fez caca errando o tempo da bola e ela sobrou pro nosso ponta avançar sem marcação pro fundo. O cruzamento perfeito encontrou o único homem possível: Jorginho. Ele não é Deus, mas faz o seu trabalho: com um cabeceio leve e cruzado, não deu chance ao goleiro. Empate novamente no placar, mas ainda não era suficiente. O resultado levava a partida pros pênaltis e isso eu não queria. E, no fim, não houve disputa de pênalti. Aos 89’, quando tudo indicava que esse seria mesmo o resultado, Jorge Ribeiro cobrou escanteio da esquerda. A cobrança foi aberta, encontrando Filipe Oliveira atrás da meia lua. O meia sequer dominou: de primeira, encontrou André Vieira dentro da área, pouco atrás da marca do pênalti. E pra que dominar? Do jeito que ela chegou, ela saiu da canhotinha com destino certo: o ângulo esquerdo de Campos. MINHA NOSSA SENHORA DO CÉU, UMA PINTURA, UM GOLAÇO, UMA DAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO. TAVA LÁ DENTRO. TUDO NOSSO! Com Little God em campo, na nossa ponta direita, como poderíamos temer? Aí, meus caros, era só questão de esperar os minutos finais passarem. E passaram. Ainda deu tempo de botar Neca em campo: pra gastar tempo e para fazer uma justa homenagem ao veterano, que se aposentará. FARENSE CAMPEÃO DO CAMPEONATO DE PORTUGAL! Se segura, Portugal! Estamos subindo!

5a79a4a841bf5_SCFarense-UniodeLeiria_MatchRelatrio.thumb.png.310ab9f87a2dae81de3eb2322db743cc.png

Maio-Junho.thumb.png.9528e4119b1499aa11430831090658c0.png

| ESTATÍSTICAS, PREMIAÇÕES E OUTROS PONTOS |

O que eu posso dizer? O coração só faltou sair da boca. A má pontaria na maior parte dos jogos, a virada sofrida na final. Foi uma loucura!

E, nessa loucura, um homem em especial precisa ser mencionado: Jorge Vinicius de Oliveira Alves. O nosso Jorginho. Na hora decisiva, ele mostrou que podemos contar com ele: em cinco jogos (quatro como titular, entrou aos 55’ no jogo de ida contra o Caldas), foram SETE gols. Isso, vale lembrar, voltando de lesão. Motivo pelo qual ele começou o primeiro jogo no banco. Surreal.

E, claro, não podemos falar de Jorginho sem falar de Livramento. Orei, pedi muito, e ele ajudou A NOS LIVRAR de todo mal. Decisivo em três dos cinco jogos, se despediu da melhor maneira possível. Fez jus a toda a ótima temporada dando quatro assistências nesses cinco jogos. Uma pena ele já ter 36 anos e ser um dos nomes que anunciou a aposentadoria, assim como Jorge Ribeiro e o já citado Neca.

Sobre o elenco, não tenho muito o que falar: foi excelente durante toda a temporada, embora o time tenha caído levemente de rendimento na segunda metade. O que julgo como normal, até pelas lesões, idade de alguns jogadores, nível de alguns reservas, entre outras coisas. O importante é que, na hora da decisão, mostramos nossa força.

5a79aa36685bf_EstatsticasElencoFinais.thumb.png.945c5e5400c28f2600ec5dc45ba0c28f.png

Em relação as renovações: já estou trabalhando nisso, mas a verdade é que o elenco deve passar por uma grande reformulação. Muitos dos atletas presentes nesse elenco, acredito, não têm nível para nos manter na divisão superior. Mas isso é assunto pra uma próxima atualização. O que já posso adiantar em relação a próxima temporada é nossa folha salarial: pouco mais de 180 mil euros por mês. O triplo dessa temporada.

Em relação as premiações...

Jorginho foi o terceiro Melhor Marcador da liga, com 25 gols marcados. Ficou atrás de João Vieira (União de Leiria) e Agdon (Merelinense), ambos com 26 gols.

Além disso, dominamos a Equipe do Ano, com sete jogadores: D'Alberto, Cássio, Jorge Ribeiro, Filipe Oliveira, André Vieira, Livramento e Jorginho. Completaram: Campos e João Vieira (União de Leiria) e Vilaça e Manel Liz (Merelinense).

Antes de finalizar essa atualização, que já ficou bem extensa, trago mais duas curiosidades. A primeira imagem traz os prêmios internos de fim de temporada. A segunda, traz informações referentes ao estádio, que passará por ampliação para se adequar as exigências da 2ª divisão.

5a79accbd8f39_PrmiosFinalTemporada.thumb.png.9c3703ad5a95e732b9c0c032ed49ebd7.png

5a79ad5a4ba70_ReformaEstdio.thumb.png.e7a7031139c6b5472d0b10c51f6e68dd.png

---

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tsuru

Nossa, que reta final emocionante hein? Com muita luta o Farense se superou e se sagrou campeão dos trocadilhos da terceira divisão. Parabéns!

Acredito que a diferença da terceira para a segunda divisão não seja muito grande, e apenas caem dois da primeira, então mesmo reformulando o time não acho que vá ter problemas para se manter. De repente consegue até contratar algum jogador das equipes que caíram para a terceira - aliás, quais foram?

Também vem em boa hora a expansão do estádio. Se conseguir ir bem na segundona e nas copas internas, a temporada pode ser boa esportivamente e financeiramente.

E claro, adorei os trocadilhos. Teve inclusive uns que você não fez...bom...deixa pra lá hehe.

Boa sorte na continuação!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Parabéns pela promoção, a equipe se comportou muito bem na temporada tradicional e seria um crime não subir por causa do mata-mata.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
PedroJr14

Haha, parabéns pelo acesso!!!!

O casamento entre Jorginho e Livramento está sendo maravilhoso, espero que continuem assim na próxima temporada. 

Agora é se preparar bem para o ano que vem, a qualidade das equipes vai ser bem diferente e o time terá que estar na ponta dos cascos para tentar surpreender.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leonardo Moreno

Parabéns pelo acesso! Muito merecido. Tu chegou a investigar o porquê da pontaria estar tão mal nesses jogos? Será que é defeito técnico dos jogadores ou a tática não favorecia uma finalização de melhor qualidade? É bom cuidar disso pra próxima temporada (se for devido à tática). Boa sorte na próxima temporada!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

Gostei do elenco, possui uma qualidade interessante de início, deixando as contratações mais significativas no orçamento para a segunda temporada. Além disso, notei uma mistura interessante entre jogadores sub-23 e jogadores acima de 30 anos. Aliás, ficou ainda mais interessante com a chegada do Vukcevic.

Bom, o elenco honrou essa qualidade, mas nunca esperei uma campanha com apenas duas derrotas e sem deixar de alcançar as expectativas na Taça. Em seguida, não apresentou a síndrome de Fortaleza e alcançou a merecida promoção e o título. No entanto, é importante se preocupar com o poder de finalização da equipe na divisão de cima, já que as chances claras vão reduzir e esses erros serão mais fatais.

Quanto ao regulamento bizarro da Taça, qual o critério para a equipe receber uma segunda chance?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago Anjo

Posta foto dos atributos dos melhores de cada posição, fiquei curioso! Parabéns pela promoção, o ritmo não poderia ser melhor.

Uma dúvida, é ficção ou você está mesmo em Portugal estudando pra trabalhar com futebol ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
Em 06/02/2018 at 14:07, Tsuru disse:

Nossa, que reta final emocionante hein? Com muita luta o Farense se superou e se sagrou campeão dos trocadilhos da terceira divisão. Parabéns!

Acredito que a diferença da terceira para a segunda divisão não seja muito grande, e apenas caem dois da primeira, então mesmo reformulando o time não acho que vá ter problemas para se manter. De repente consegue até contratar algum jogador das equipes que caíram para a terceira - aliás, quais foram?

Também vem em boa hora a expansão do estádio. Se conseguir ir bem na segundona e nas copas internas, a temporada pode ser boa esportivamente e financeiramente.

E claro, adorei os trocadilhos. Teve inclusive uns que você não fez...bom...deixa pra lá hehe.

Boa sorte na continuação!

Pois é, não faltou emoção e luta! É que tu não me viu durante as partidas! hahaha

O grande desafio mesmo será fazer essa reformulação. Clube recém-promovido, sem muita reputação. Mas, passando isso, creio que podemos (pelo menos) nos manter na segunda divisão sem grandes problemas. Sobre pescar jogadores nos rebaixados: é algo que eu tinha em mente sim (e fiz). Os quatro clubes que caíram foram: Vitória de Guimarães B, Real, Leixões SC e Braga B.

Vamos ver como será nossa temporada, principalmente no âmbito financeiro. Terminamos a primeira temporada no negativo e, mesmo com as premiações, começaremos levemente no vermelho. É uma situação delicada e que merece atenção durante toda a temporada.

Obrigado!

Em 08/02/2018 at 01:36, Henrique M. disse:

Parabéns pela promoção, a equipe se comportou muito bem na temporada tradicional e seria um crime não subir por causa do mata-mata.

Valeu! Meu medo era mesmo esse, cara. Fazer uma grande temporada e morrer na praia na hora do 'vamos ver'. Felizmente deu tudo certo.

Em 09/02/2018 at 00:15, PedroJr14 disse:

Haha, parabéns pelo acesso!!!!

O casamento entre Jorginho e Livramento está sendo maravilhoso, espero que continuem assim na próxima temporada. 

Agora é se preparar bem para o ano que vem, a qualidade das equipes vai ser bem diferente e o time terá que estar na ponta dos cascos para tentar surpreender.

Obrigado!

Como falei na última atualização, o Livramento se aposentou, então esse casamento não continuará. Veremos se seu substituto, entre outros reforços, pode preencher essa lacuna.

Em 09/02/2018 at 14:52, Leonardo Moreno disse:

Parabéns pelo acesso! Muito merecido. Tu chegou a investigar o porquê da pontaria estar tão mal nesses jogos? Será que é defeito técnico dos jogadores ou a tática não favorecia uma finalização de melhor qualidade? É bom cuidar disso pra próxima temporada (se for devido à tática). Boa sorte na próxima temporada!

Obrigado!

Então, acho que parte disso se deve as finalizações de longe, que passaram a ser mais frequentes - me parece que, depois de um tempo (provavelmente devido a nossa boa campanha), os adversários passaram a se fechar mais, nos obrigando a arriscar mais de longe.

Em 09/02/2018 at 17:33, Yan Perisse disse:

Gostei do elenco, possui uma qualidade interessante de início, deixando as contratações mais significativas no orçamento para a segunda temporada. Além disso, notei uma mistura interessante entre jogadores sub-23 e jogadores acima de 30 anos. Aliás, ficou ainda mais interessante com a chegada do Vukcevic.

Bom, o elenco honrou essa qualidade, mas nunca esperei uma campanha com apenas duas derrotas e sem deixar de alcançar as expectativas na Taça. Em seguida, não apresentou a síndrome de Fortaleza e alcançou a merecida promoção e o título. No entanto, é importante se preocupar com o poder de finalização da equipe na divisão de cima, já que as chances claras vão reduzir e esses erros serão mais fatais.

Quanto ao regulamento bizarro da Taça, qual o critério para a equipe receber uma segunda chance?

Tentei mesclar bastante e focar na contratação de jovens, visto que tínhamos muitos jogadores mais velhos no elenco. Quanto a deixar o orçamento pra segunda temporada: não foi bem isso. Foi mais o fato de que eu não tinha dinheiro pra contratar mesmo. Assim como não terei pra segunda temporada.

Confesso que eu não esperava uma campanha assim também. Quando iniciei o save, até achei que lutaria, mas que talvez pegasse a classificação como um dos melhores vice-líderes. Me surpreendi muito com o tempo de invencibilidade e com a campanha na Copa também. E que bom que foi assim, porque o Olhanense fez uma campanha muito boa também e, menos do que isso, ficaríamos pra trás. Concordo com a questão da finalização e é algo que irei ver como se desenrola na pré-temporada. Mas devo só conseguir ajustar mesmo com a bola rolando oficialmente, devido a reformulação que farei.

Cara, eu realmente não sei te responder o critério da Copa. Pelo que pesquisei, a escolha das equipes repescadas é feita através de sorteio. É o mais justo? Tenho minhas dúvidas. O mais prático? Provavelmente.

Em 09/02/2018 at 20:39, Thiago Anjo disse:

Posta foto dos atributos dos melhores de cada posição, fiquei curioso! Parabéns pela promoção, o ritmo não poderia ser melhor.

Uma dúvida, é ficção ou você está mesmo em Portugal estudando pra trabalhar com futebol ?

Obrigado, cara!

Não é ficção. Estou mesmo em Portugal estudando para trabalhar com futebol.

Em relação aos perfis dos jogadores, eu já havia postado todos aqui. Posição por posição, destaco: Stojkovic, D'Alberto, Jorge Ribeiro, Cássio, Daniel Bragança, Filipe Oliveira, André Vieira, António Livramento e Jorginho. É, basicamente, o time titular da temporada. Difícil destacar um ou dois. Todos estes foram destaques e merecem a citação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
Em 06/02/2018 at 13:27, Bigode. disse:

@Tsuru

 

Não, não há promoção direta. Os líderes de cada um dos cinco grupos se classificam para um mata-mata juntamente com os três melhores vice-líderes. Quartas e semi em jogos de ida e volta, final em jogo único. Sobem os dois finalistas (enquanto quatro clubes da divisão superior são rebaixados).

Como assim sobem dois e caem quatro? É algo provisório, para diminuir o número de equipes na segundona?

(a marcação do Tsuru tá ali porque no celular não consigo apagar, mas se ele aparecer aqui primeiro acho que também pode responder isso)

 

----------------

No mais, parabéns pelo título. A campanha na liga foi muito boa, mas essa parte final acaba sendo um campeonato novo praticamente, então a equipe precisou provar seu futebol outra vez. E fez isso muito bem, especialmente graças a dupla Livramento-Jorginho. Pena a aposentadoria de um deles, ia achar interessante ver o que conseguem fazer na segundona.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
vinny_dp

Metade do palpite eu acertei haha

Bom, apesar dos jogos complicados na fase final, não perdeu nenhuma partida e foi campeão justamente. Agora, o desafio é renovar com qualidade o elenco para segurar a bronca na segunda divisão.

Bacana a ampliação do estádio, ainda mais em um país onde as rendas são bem desiguais. 

Boa sorte para a sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago Anjo

Pelo que vi do elenco, acho que não vai precisar de muitos jogadores novos, fortalecer pontualmente e seguir vencendo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Parabéns pelo acesso! Muito emocionante os jogos finais c gols decisivos no apagar das luzes.

Estou bem curioso c a montagem do elenco p próxima temporada. Não conheço a diferença q há nos elencos de uma divisão p outra no futebol português, mas independente disso, sempre acreditei q ao subir de divisão, um time precisa ganhar mais jogadores c a qualidade, no mínimo, dos melhores q atuaram na divisão anterior p não sofrer tanto. Boa sorte na próxima temporada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.
11 horas atrás, Danut disse:

Como assim sobem dois e caem quatro? É algo provisório, para diminuir o número de equipes na segundona?

(a marcação do Tsuru tá ali porque no celular não consigo apagar, mas se ele aparecer aqui primeiro acho que também pode responder isso)

 

----------------

No mais, parabéns pelo título. A campanha na liga foi muito boa, mas essa parte final acaba sendo um campeonato novo praticamente, então a equipe precisou provar seu futebol outra vez. E fez isso muito bem, especialmente graças a dupla Livramento-Jorginho. Pena a aposentadoria de um deles, ia achar interessante ver o que conseguem fazer na segundona.

Isso, pelo que pude ver, é algo provisório. A partir dessa próxima temporada, são 18 clubes (mesmo número da primeira divisão) e caem somente dois. Inclusive, a divisão que disputamos na 1ª temporada também sofreu alterações: de 5 grupos com 16 clubes cada (totalizando 80 equipes - e 30 jogos para cada equipe) para 4 grupos com 18 clubes cada (totalizando 72 equipes - e 34 jogos para cada equipe). Além disso, se classificam os dois primeiros de cada grupo pro mata-mata (na 1ª temporada, eram os cinco líderes mais os três melhores vice-líderes). Imagino que essa seja uma mudança prevista também na vida real, mas não fui atrás disso, pra ser sincero.

Quanto a segunda parte ali: muito obrigado! De fato, o mata-mata acaba sendo algo totalmente diferente e conseguimos nos provar e mostrar que merecíamos, de fato, a promoção. Uma pena não termos mais o Livramento. Mas quem sabe não surge um novo companheiro pro Jorginho?

10 horas atrás, vinny_dp disse:

Metade do palpite eu acertei haha

Bom, apesar dos jogos complicados na fase final, não perdeu nenhuma partida e foi campeão justamente. Agora, o desafio é renovar com qualidade o elenco para segurar a bronca na segunda divisão.

Bacana a ampliação do estádio, ainda mais em um país onde as rendas são bem desiguais. 

Boa sorte para a sequência.

Hahaha olha o cara, @CCSantos!

A promoção, aos meus olhos, foi merecida. Por tudo o que fizemos na primeira fase e também no mata-mata. O desafio agora é mesmo montar um bom elenco pra nova divisão, como fizemos nesta primeira temporada.

Eu não esperava, mesmo, a ampliação. Vamos ver o que isso pode nos render.

Valeu!

7 horas atrás, Thiago Anjo disse:

Pelo que vi do elenco, acho que não vai precisar de muitos jogadores novos, fortalecer pontualmente e seguir vencendo.

Na verdade, precisarei. Seja pelas aposentadorias, seja mesmo pela fragilidade de algumas peças do elenco campeão.

32 minutos atrás, Vannces disse:

Parabéns pelo acesso! Muito emocionante os jogos finais c gols decisivos no apagar das luzes.

Estou bem curioso c a montagem do elenco p próxima temporada. Não conheço a diferença q há nos elencos de uma divisão p outra no futebol português, mas independente disso, sempre acreditei q ao subir de divisão, um time precisa ganhar mais jogadores c a qualidade, no mínimo, dos melhores q atuaram na divisão anterior p não sofrer tanto. Boa sorte na próxima temporada.

Obrigado! De fato, penso da mesma maneira: a promoção exige uma renovação, mesmo que mínima, no elenco. E é isso que procurei fazer nos meses que separaram as duas temporadas, como irei mostrar na próxima atualização.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bigode.

Banner.png.c39522ba19bdb67b282dfeffdeaa4846.png

7 - Faro Internacional

Campeão e promovido, muita festa... mas era necessário deixar isso de lado e iniciar o planejamento para não voltarmos a estaca inicial. Eu já sabia que não teria os importantes Jorge Ribeiro e António Livramento, além de Neca, ambos aposentados. Mas também já tinha em mente a longa lista de dispensa. Além dos três citados, SAÍRAM DEZESSEIS outros jogadores, dentre aqueles que integraram o elenco campeão e outros encostados nos times inferiores. Dessas saídas, destaque para Filipe Godinho, dispensado (e que disputará, para minha surpresa, a Liga NOS pelo Famalicão), e André Vieira, que acertou com o Tondela em fim de contrato (algo que ele já havia sinalizado e que decidi não impedir).

Para repor as saídas, foram feitos muitos testes. E quando digo 'muitos', acreditem: foram muitos. Foram mais de TREZENTOS jogadores que passaram pelo São Luís por experiência. Sério, não estou brincando. Com os atributos escondidos e sem lá muito tempo para esperar pelo aval dos olheiros, decidi optar por isso. No final das contas, desembarcaram DEZESSEIS NOVAS CARAS em Faro. Isso sem contar os três nomes que estavam aqui na última temporada e assinaram em definitivo (Vladimir Stojkovic, João Cardoso e Filipe Oliveira), Oliver Sarkic (que veio mais uma vez por empréstimo, depois de alguma demora nas negociações) e outros dois jogadores que chegaram por empréstimo, mas foram devolvidos a seus clubes por opção técnica (Sunday Abalo, do Rio Ave, e Filipe Ferreira, do Braga). Como vocês poderão ver, teremos um elenco muito mais internacional nesta temporada, com jogadores de diversas nacionalidades no grupo.

5a819c98d3ded_Transferncias.thumb.png.72212d217b03fe00d8f593a9864e07b1.png

---

| O ELENCO | 

> Goleiros <

| Vladimir Stojkovic - titular absoluto na temporada passada e com muita moral, iniciará a nova temporada nesse mesmo posto, mas terá a inesperada sombra de Gudiño.
| Raúl Gudiño - oportunidade de mercado. Vem a peso de ouro, mas iniciará no banco. Na teoria, é melhor do que Stojkovic, mas o sérvio é meu homem de confiança e merece a titularidade por méritos. O mexicano, porém, tem totais condições de assumir a vaga. Tem preço fixado.
| Elísio - Ex-Académico de Viseu, tem uma boa margem de evolução e vem para ser o terceiro goleiro.

> Laterais <

| Jorge Bernardo - um ótimo achado, foi titular do rebaixado Real e vem para também ser titular por aqui. Apesar de uma temporada apenas razoável, creio que tem qualidade para sobrar em um time mais organizado e melhor qualificado.
| Anthony D'Alberto - titular na temporada passada, segue por aqui, mas agora reserva. Creio ser uma boa opção a Jorge Bernardo.
| Federico Mattiello - o lado esquerdo foi totalmente reformulado e o italiano da Juventus é um dos nomes internacionais que chega pra somar qualidade. Podendo atuar dos dois lados do campo, vem para ser titular absoluto na esquerda.
| Yoann Etienne - dispensado pelo Monaco, o jovem ainda tem uma margem de evolução e acredito ser um bom backup a Mattiello. Devo dar boas chances a ele, na medida do possível, para observar sua evolução.

> Zagueiros <

| Miguel Lopes - reserva por grande parte da última temporada, ganhou a vaga de titular na reta final, agradou e teve seu empréstimo renovado a longo prazo. Para esta temporada, será titular. Espero que evolua bem e, quem saiba no futuro, seja nosso em definitivo.
| Cássio - um dos remanescentes do elenco campeão, inicia a temporada como titular ao lado de Miguel Lopes, mas precisando render pra seguir neste posto, visto que o setor tem jogadores, teoricamente, mais qualificados.
| Kanú - é um dos nomes que lutará pela vaga de titular com Cássio. Tem um potencial interessante, mas pesa contra o lado psicológico.
| Tiago Matos - apesar de ser muito jovem, é outro na briga pela vaga ao lado de Miguel Lopes. Apesar de mais novo, está a frente de Kanú - e muito pela parte psicológica mais evoluída.
| Sapo - experiente, mas sem o nível necessário pra atuar na Liga II Ledman, Sapo permanece em parte como gratidão, em parte pra dar a experiência necessária para um setor tão jovem.

> Volantes <

| Daniel Bragança - de empréstimo renovado a longo prazo, seguirá unânime como primeiro homem do meio-campo.
| Luzayadio Bangu - o congolês vem emprestado pela Fiorentina e tem potencial. Pode jogar de forma natural em qualquer uma das duas funções que utilizo a frente de Bragança, mas vem mesmo para ser reserva do português.
| Amidu Salifu - o ganês veio "no escuro" e é uma opção para quando precisarmos de algo diferente no meio-campo, de uma opção mais física do que técnica, por assim dizer.

> Meias <

| Filipe Oliveira - agora definitivamente do clube, iniciará a temporada como terminou a anterior, mas terá duas boas sombras: Rafael Barbosa e Bruno Loureiro.
| Rafael Barbosa - emprestado pelo Sporting, chega tanto para lutar pela vaga de titular no meio-campo, como para ser sombra na ponta direita.
| Leo Stulac - emprestado pelo Veneza, o esloveno tem alto potencial e muito a evoluir. Deve ser titular e terá aí a chance de evoluir e, quem sabe, assinar em definitivo futuramente.
| Bruno Loureiro - disputou a última Liga II Ledman pelo Académico de Viseu (assim como Elísio) e jogou muito, mas quase sempre saindo do banco. Experiente - e com passagem pelo Farense em 2015/16, vem para uma concorrida função no meio-campo.
| João Cardoso - o jovem jogou muito pouco na última temporada, mas mostrou serviço quando entrou. Foi o suficiente para buscar sua contratação em definitivo. Luta pela vaga no meio com Stulac.
| Ianis Hagi - emprestado pela Fiorentina, o jovem romeno deve começar como titular pelo lado direito, mas terá a sombra de Rafael Barbosa e do ainda mais jovem Gustavo Furtado.
| Simon Vukcevic - foi bem quando entrou na temporada passada e tem tudo pra brilhar este ano. Tudo passa por se manter saudável.
| Matheus Pereira - revelado pelo Corinthians, o brasileiro vem por empréstimo para ser reserva de Vukcevic - ou assumir a bronca da titularidade se o experiente jogador não se mantiver saudável.
| Gustavo Furtado - aposta de ouro. Boto muita fé na evolução do brasileiro, que pode atuar de ambos os lados e será justamente uma opção tanto para a direita quanto para a esquerda.

> Atacantes <

| Jorginho - nosso matador. Não sei se aguentará o novo degrau, mas é minha aposta. Renovei seu contrato por gratidão e espero que retribua mantendo o bom número de gols.
| Oliver Sarkic - pouco jogou na última temporada e pouco convenceu. Mesmo assim, insisti e depois de alguma demora, trouxe-o novamente.
| Ruan Café - Polivalente, chega para ser opção no ataque, podendo também quebrar um galho pelos lados do campo.

---

Elenco apresentado. Considerações finais? Gostei do resultado. Acredito que consegui montar um elenco com qualidade mais do que suficiente para a manutenção. Resta saber se será suficiente para cumprir as expectativas (altíssimas) da diretoria para a temporada...

5a8102b488bd0_ExpectativasTemporada.thumb.png.7fe4266bf483fe15f50dfaa3907c92c1.png

---

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Acho que nunca vi alguém utilizar a opção de experiência tão extensivamente quanto você, vamos ver se a experiência exagerada significa que terá uma equipe da qualidade necessária para a segunda divisão portuguesa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Thiago Anjo

Pra acelerar a avaliação dos jogadores em testes, eu coloco 2 amistosos por semana e os uso ao máximo para elevar o nível de conhecimento. Pra clubes sem recursos essa é uma ótima opção, principalmente quanto a diretoria não permite jogos a experiências (nossa famosa peneira).

300 jogadores em testes é coisa pra caramba e 16 contratações nossa, reformulação total, agora é só acelerar a coesão e mandar bala.  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

Já fiz uso excessivo da ferramenta de testes, mas nunca cheguei perto desse teu nível. Particularmente, é o tipo de coisa que acho que fica meio irreal - nenhum time de verdade vai fazer um peneirão desses nesse nível. Gostaria mais de te ver encarando o desafio de ter que contratar sem recorrer a isso.

Mas enfim, é uma ferramenta que o jogo dá, e tu fez muito uso dela. Pelo que vi, montou um elenco com plenas capacidades de brigar no alto da tabela. Aposto em promoção.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces
2 horas atrás, Danut disse:

Já fiz uso excessivo da ferramenta de testes, mas nunca cheguei perto desse teu nível. Particularmente, é o tipo de coisa que acho que fica meio irreal - nenhum time de verdade vai fazer um peneirão desses nesse nível. Gostaria mais de te ver encarando o desafio de ter que contratar sem recorrer a isso.

Mas enfim, é uma ferramenta que o jogo dá, e tu fez muito uso dela. Pelo que vi, montou um elenco com plenas capacidades de brigar no alto da tabela. Aposto em promoção.

Concordo c vc, Danut, na questão do jogo aceitar o recurso de utilizar tantos jogadores p testes (fora do mundo real), mas por outro lado o jogo tb tem umas situações q fogem um pouco da realidade (tornando-se mais difícil do q o mundo real do futebol) q é na hora da contratação uma vez q se vc colocar um jogador seu p ajudar na compra de outro, o valor dele nunca conta no valor final oferecido. Outro ponto fora do realismo (prejudicialmente falando) é q às vezes um jogador q quer jogar e vc não quer colocar no time titular, cria um desconforto p treinador q atinge toda a equipe tendo às vezes reuniões de cobrança do técnico p colocar o jogador no time, inclusive c participação, na reunião, do jogador q perderia a vaga de titular se o pedido fosse atendido (muito fora do realismo - mais desafiador tb, é claro).

Bem por essas e mais algumas outras pequenas situações q no final das contas acredito não ser de tudo um exagero se aproveitar desse recurso do jogo, embora eu concorde q 300 jogadores seja até complicado p gerenciar, mesmo no jogo, rs. Se chegou ao final c16 nomes, imagino q tem nas mãos os melhores ou no mínimo os q te darão sustentação nessa divisão.

Uma curiosidade, o futebol português não tem regras quanto à quantidade de jogadores estrangeiros na liga? Vi q vc tem vários.

Acompanhando aqui p ver o resultado. Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
PedroJr14

Destaque para Ianis Hagi, filho da lenda romena Gheorghe Hagi que atuou por Steua, Real Madrid, Barcelona e Galatasaray e é também o fundador e técnico do Viitorul, atual campeão romeno. Será que o garoto fará um sucesso pelo menos semelhante ao do pai?

Matheus Pereira é outro que merece ser destacado. A jovem promessa brasileira tem tudo ara brilhar junto com o colega romeno no meio campo da equipe e no campeonato local.

Acho que você vai sobrar na segundona e que as expectativas da direção não são tão altas como você diz, já que o time tem tudo para cumpri-las. 

Boa sorte!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ggpofm

Começando atrasado, já encontro o Farense na Liga II e creio que fará uma campanha muita boa na 2ª divisão, passando bem distante do rebiaxamento e lutando pela promoção para a elite. Como não estabeleceu um objetivo específico para o save e nenhuma diretriz, acho que a estratégia de contratações que adotou na 1ª temporada, repetirá bons frutos nessa 2ª temporada do save.

O título do Campeonato de Portugal foi merecido pela temporada que fez e pela força que teve nos play-offs, mas não me surpreendo, levando-se em conta que era um dos candidatos ao 1º lugar de seu grupo atrás do Olhanense. Agora com a renovação da equipe também penso que se sairá melhor que as demais equipes da divisão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Leonardo Moreno

Nessas sagas em que um time atravessa várias divisões, reformulações como essas são normais. Algum dos jogadores com contrato por mais de uma temporada?

Boa sorte na próxima temporada! Mesmo com a alta expectativa da diretoria, creio que o time tem capacidade de corresponder.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
ZaMBiA

Começando a acompanhar o save desde hoje. Parabéns, Gabriel! Pela iniciativa e pela primeira temporada. Vamos ver o que rola na sequência.

Quem sabe eu não animo pra fazer um save com a Académica também. :P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • joao filipe farias
      Por joao filipe farias
      Faala pessoal, a retratação do esquema tático do Tite de 2015.
      Vou deixar o link do vídeo aí pra vocês, além do link da tática para darem uma analisada. 
       
      Download da tática: https://www.4shared.com/file/dF_guvTbfi/Tite_2015_by_Apodi.html
    • thyagocda
      Por thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Miguelus
      Por Miguelus
      Decidi fazer uma série de listas com jogadores de mercados mais acessíveis. Para aqueles saves com equipas mais pequenas/médias estes mercados são fundamentais já que o brasileiro ou argentino tem os preços completamente inflacionados. Aqui encontra-se bons jogadores e o custo ainda é baixo. Mercados como o Colombiano são mercados acessíveis e uma aposta segura para equipas com menos recursos.
      Para a tabela completa com mais informações (idade, clube, nacionalidade, valor) podem consultar o site FMTalks.pt bem como as listas do mercado Sérvio e Norueguês.
      Mercado Sérvio
      Mercado Norueguês

      Estes jogadores estão todos no mercado colombiano.
      GR
      Carlos Bejarano Joel Silva Fernando Monetti Robinson Zapata
      DR
      Daniel Bocanegra Juan Camilo Angulo Gilberto García Iván Vélez Juan Roa
      DC
      William Tesillo Diego Herner Carlos Henao Diego Braghieri Rafael Pérez Hernán Pertuz
      DE
      Felipe Banguero Juan Dominguéz Juan David Valencia
      MDC
      Andrés Pérez Diego Arias
      MC
      Jesús Marimón Jhon Duque Gonzalo Castellani Abel Aguilar
      MOE
      Matías Mier Yohandry Orozco Vladimir Hernández Leyvin Balanta
      MOD
      John Edison Hernández
      MOC
      Omar Pérez Santiago Montoya Andrés Ricaurte Andrés Roa Daniel Hernández Macnelly Torres Fabián Sambueza
      PLC
      Cristian Martínez Borja Dayro Moreno Germán Cano Juan Fernando Caicedo Wilfrido De La Rosa Leonardo Castro Roberto Ovelar Ayron del Valle Marco Pérez Alguns exemplos de jogadores da lista:



    • Danut
      Por Danut
      Szczecin, Polônia. Rua Mieczysława Karłowicza, número 28. 23 de agosto de 2005.
      P: Boguslaw, os nossos resultados estão uma merda.
      B: Tenha paciência, Ptak. Os jogadores ainda não incorporaram a minha ideia de jogo.
      P: Ideia de jogo é o caralho. Ninguém ganha com ideia de jogo. O importante é ter habilidade. Olha o Brasil. Destruíram a Argentina na Copa das Confederações. Tu acha que os argentinos não tinham ideia de jogo? Vocês treinadores sempre cheios de ideias. O futebol é uma arte, não uma ciência.
      B: Bem, as contratações são responsabilidade do presidente. Se falta habilidade, então precisamos trazer mais alguns bons nomes. O Przemyslaw e o Rafal poderiam falar com outros jogadores da seleção, quem sabe um deles não quer vir para cá?
      P: Boguslaw, eu aqui falando de habilidade, e tu me vem com seleção polonesa? Tu é burro mesmo, hein?! Que se foda a seleção polonesa. Eu quero o quadrado mágico!
      B: Mas Ptak, esses caras jogam nos melhores times do mundo. Barcelona, Real Madrid, Inter, Milan. Não temos dinheiro pra trazer um jogador de lá nem se vendermos o estádio com o time todo dentro.
      P: E quem falou em trazer alguém desses clubes, imbecil? Nós vamos montar o nosso próprio quadrado mágico. Trazer os caras direto do Brasil. Naquele país é todo mundo pobre, vai chover jogador querendo vir pra cá.
      B: Mas Ptak, ninguém da equipe técnica conhece os jogadores do Brasil. Precisamos contratar olheiros, enviar eles para lá, esperar até que comecem a se achar no futebol local e...
      P: Caralho Boguslaw, eu não sei porque continuo falando contigo. Que porra de olheiro que nada. Os caras são brasileiros, o futebol tá no sangue deles. Todo mundo nasce sabendo jogar naquele país. É só ir lá e pegar qualquer um. Não tem como dar errado.
      B: Tem também os nossos jogadores atuais. Eles não vão ficar felizes em ser reservas, ainda mais de jogadores desconhecidos por aqui.
      P: Quem não tiver feliz pode ir embora. É todo mundo perna de pau aqui mesmo. Vou encher esse time de brasileiros, de gente com habilidade. Vamos fazer mágica.
      B: Mas Ptak, eu não falo português, e os caras não vão saber falar polonês. Como vou treinar jogadores que não são capazes de me entender?
      P: Já pensei nisso. A habilidade brasileira não pode ficar presa nesse estilo de futebol ruim que a gente joga. O Cláudio disse que lá no Brasil eles falam que é preciso ter gingado. Eu quero um treinador com esse tal de gingado. Pode ir pegando tuas coisas. Na saída já aproveita e mostra a sala do treinador pro Zé Carlos, que é quem vai cuidar do time a partir de hoje.
       
      O dialogo acima é, obviamente, fictício. Mas poderia muito bem ter ocorrido. Naqueles dias, o Pogon Szczecin passava por um mau momento. Os resultados não estavam de acordo com o que o presidente imaginava. Foi aí que ele teve uma ideia brilhante: ora, se o clube não está jogando bem, por que não trocar todo mundo por brasileiros? Afinal, o Brasil é a terra do futebol. País campeão mundial. País que encantava a todos com Ronaldo e Ronaldinho – para não falar de Kaká, Adriano e tantos outros craques.
      É claro que havia algumas falhas no plano do presidente. Afinal, mesmo o Brasil tendo grandes jogadores, nem todo brasileiro é um grande jogador. Para qualquer um de nós, isso é uma obviedade. Antoni Ptak, porém, parece jamais ter pensado nisso.
      Aproveitando-se que a liga polonesa não possuía qualquer restrição ao número de estrangeiros, o Pogon Szczecin trouxe, em uma única temporada, dezoito jogadores brasileiros. A maior parte deles de grandes clubes do futebol nacional, como Sorocaba, Atlético Guaçuano ou União Barbarense.
      Do outro lado, boa parte do elenco do Szczecin saiu quase de graça – afinal, era preciso abrir espaço para os craques brasileiros. A estratégia, é claro, não deu nada certo. Os resultados pioraram ainda mais, a torcida se desencantou com o time, e o Pogon afundou em dívidas, chegando até mesmo a fechar as portas. Mas os detalhes eu conto depois.
       
       
      Então pessoal, sejam bem-vindos ao meu novo save na Profissão: Manager. A primeira vez que ouvi falar do Pogon Szczecin e do presidente que trocou todo time por brasileiros foi em 2015. Desde então, eu tinha a ideia de que precisava fazer um save com eles. A história é boa demais para deixar passar. No fim, a ideia acabou ficando sempre em segundo plano. Mas sinto que agora finalmente chegou a hora de olhar para terras polonesas.
      O tema do save já é apresentado no título – em português, "a mágica brasileira". Em 2005, o presidente do Pogon sonhou em transformar seu time em tudo aquilo que o futebol brasileiro representava: um futebol bonito, ofensivo, de lances de brilho individual. A execução foi a pior possível. Mas a ideia permaneceu – se não na vida real, ao menos no mundo alternativo que criei para esta história. E é esta ideia que eu quero levar adiante, agora de uma maneira mais responsável e realista.
      Diferentemente de meus outros saves, não vou listar aqui objetivos a serem cumpridos. Isto não significa que não os tenha. Quero ganhar o título polonês, e, idealmente, também alguma competição continental. Mas não quero que essa seja uma história sobre a busca destes títulos especificamente. Também gostaria de ver uma série de outras coisas acontecerem: ter um brasileiro como ídolo do clube, ter um jogador convocado para a seleção brasileira, ver um brasileiro do Pogon levar a artilharia do campeonato, coisas desse tipo. Mas também não gosto da ideia de listar elas como objetivos formais, já que muitas vezes a margem de manobra do treinador para atingir essas coisas é relativamente limitada – posso trazer um bom jogador brasileiro para o clube, mas nada garante que a torcida vai realmente gostar dele.
      Por tudo isso, optei por manter as coisas mais soltas dessa vez. É claro que vou comentar quando conseguir atingir alguma marca significativa, mas não quero trabalhar com uma lista daquelas onde parece que o save precisa atingir aquele ponto específico. Vamos buscar integrar brasileiros ao elenco sempre que possível. Vamos buscar jogar de forma ofensiva, valorizando a qualidade individual. A partir disso, é ver o que acontece.
       

      Ligas carregadas: Polônia e Brasil (ambos 2ª divisão); Inglaterra, Espanha e Alemanha (todos 1ª divisão).
      Base de dados: pequena, mas com todos os jogadores brasileiros.
      Data de início: 29.05.2017
      Outras opções: mascarar atributos, sem orçamentos na primeira janela, não adicionar equipe técnica, impedir uso de editor do jogo.
    • Lucas Matías
      Por Lucas Matías
      :: APRESENTAÇÃO
      Após longos meses no fórum apenas acompanhando por cima as histórias do pessoal aqui na área, resolvi me aventurar agora que estou com mais tempo livre para finalmente conseguir passar horas à frente do FM.
      O desafio que irei compartilhar com vocês é um que eu já faço a muito tempo, desde o FM 14 pra ser mais exato, porém, apenas no 16 eu consegui ter êxito. É simples, passar por todos os países da Europa e conquistar o campeonato nacional em todos eles.
      O desafio terá algumas regras para que o save flua de uma maneira mais rápida, já que meu PC não é dos melhores e consequentemente com uma base de dados grande ele acaba ficando bem lento. Uma delas é que a cada objetivo alcançado, um novo save será criado. Exemplo: Após conquistar títulos em San Marino, irei para o próximo desafio em um novo save, sempre seguindo a ordem do Ranking de Coeficientes da UEFA.
      Não vou tentar conquistar a Champions League com clubes de Andorra e Gibraltar, nesses países de menor expressão o objetivo é se consolidar nacionalmente com conquistas e entrar no quadro de honra nacional como um dos treinadores mais vitoriosos do país. Claro que uma boa campanha na UCL será bem vinda, mas esse não será o principal objetivo.
      Sempre irei iniciar no clube que está cotado para terminar a primeira divisão nacional na última colocação e irei trocar de clube caso receba uma proposta de uma equipe de maior expressão nacionalmente.
      O manager será o pseudônimo Giovanni Rizzo, italiano de 38 anos que terá a licença para treinador A continental e a experiencia anterior como futebolista profissional nível local.
      A principio é isso, quero fazer algo bem simples mas que agrade a todos, então qualquer dica é bem vinda, até porque essa será a primeira vez que irei tentar jogar com essas regras que criei. Valeu!
       
      :: HISTÓRICO
      01. SAN MARINO
       
×