Jump to content

True Detective - 3a temp.


Leho.

Recommended Posts

  • General Director

Alguém mais aí viu True Detective?

 

Série antológica é a nova aposta da HBO

 

truedetective.jpg

 

Descrita como um drama policial investigativo que explorará perspectivas e épocas diferentes, True Detective gira em torno de um misterioso caso que une e altera as vidas dos detetives Rust Cohle (Matthew McConaughey) e Martin Hart (Woody Harrelson), homens que passam 17 anos caçando um serial killer que cometera um terrível crime em 1995. A produção, concebida como “série antológica”, é criada por Nic Pizzolatto e promete elucidar o mistério apresentado ao final do oitavo episódio e, a partir daí, eventuais temporadas subsequentes repetiriam a fórmula e a estrutura narrativa usando uma nova história e um novo elenco, a exemplo do que ocorre com American Horror Story. True Detective tem previsão de estreia em janeiro na HBO norte-americana.

 

Fonte: Ligado em Série

 

---

 

Começou boa pra caralho... clima de investigação, misturado com dramas pessoais. As atuações do McConaughey e do Harrelson também estão ótimas, e olha que sempre achei os dois apenas bons atores, e só. Estão surpreendendo.

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 224
  • Created
  • Last Reply

Esse seriado tá sensacional. Por isso que sou fã da HBO. Os caras conseguem fazer bons seriados sem apelar pra plot twist nem cliffhangers malucos. Sem falar nos diálogos, que são o ponto alto da série.

Link to comment
Share on other sites

Segundo episódio um pouquiiinho pior que o piloto, mas a Daddario ajudou a manter o nível com aquele corpaço.

E só eu que fico meio perdido nessa investigação? Cada hora é uma vítima diferente, e eles não dão muita explicação do que estão fazendo, na maioria das vezes.

Link to comment
Share on other sites

Assisti o primeiro episódio e gostei bastante, realmente o ponto alto são os diálogos.

Amanhã assisto o segundo, parece que o terceiro saiu hoje né?

Link to comment
Share on other sites

Criador da série assina novo contrato com a HBO e já planeja a 2ª temporada

Nic Pizzolatto, o criador e principal roteirista de True Detective, acaba de assinar um novo contrato de exclusividade com a HBO, que garante seus serviços ao canal a cabo por pelo menos mais alguns anos.

Há dois anos, True Detective foi um dos projetos mais disputados entre os canais americanos e a HBO conseguiu levar a série para sua grade de programação depois de um concorrido leilão nos bastidores de Hollywood. Ontem Pizzolatto renovou seus compromissos com o canal e já vai mostrar um esboço da 2ª temporada para os executivos da HBO nas próximas semanas.

A série estrelada por Matthew McConaughey e Woody Harrelson não apenas está sendo aclamada pela crítica especializada, como se tornou a estreia mais assistida da HBO nos últimos 3 anos, marcado quase 8 milhões de telespectadores depois considerar reprises e todas as plataformas em que a série é exibida.

A HBO quer fazer de True Detective a sua American Horror Story, ou seja, cada temporada será com uma história e personagens diferentes. Os astros Matthew McConaughey e Woody Harrelson não devem retornar em nenhuma capacidade para a 2ª temporada, mas Nic Pizzolatto já confirmou que a nova história vai continuar seguindo o mesmo universo dos detetives, mas em um caso de ainda mais visibilidade e proporções maiores.

Com apenas 8 episódios encomendados para a 1ª temporada, espera-se que o anúncio oficial da renovação de True Detective aconteça em breve.

Fonte: Série Maníacos

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Os astros Matthew McConaughey e Woody Harrelson não devem retornar em nenhuma capacidade para a 2ª temporada, mas Nic Pizzolatto já confirmou que a nova história vai continuar seguindo o mesmo universo dos detetives, mas em um caso de ainda mais visibilidade e proporções maiores.

Porra, uma pena isso, tomara que escolham atores do mesmo nível pelo menos.

Baixando o 3o EP aqui pra conferir depois.

Link to comment
Share on other sites

Li algo sobre Alexandra Daddario nua e logo fui assistir, huaheuaheuhaueah

Boa série, vou acompanhar.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Ninguém assistiu ao 3o EP?

Assisti só ontem por falta de tempo (na semana). Foi um pouco pior que os dois primeiros, mas a investigação continuou sendo desenvolvida, e teve alguns diálogos sensacionais (pra manter o padrão, hehehe). O Rust cada dia mais impressionando a todos com sua perspicácia investigativa, hahahaha cara é mt foda! Vai fazer falta na 2a temporada.

Link to comment
Share on other sites

Não gostei, achei mt parado...

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
  • General Director

E enfim, ACTION! Hahahaha, mt bom esse 4o episódio, enfim o Rust mostrando seu lado sombrio, dos tempos de narcóticos (4 anos e trabalhando quase sempre disfarçado deve ter mexido um pouquinho com a psique do sujeito, não? Hahahahaha). Ao mesmo tempo, já dá pra começar a divagar sobre esse puto do Rust...

... ter sido o psicopata autor dos crimes também, não duvidaria não aoiuehoiuaheoiuhoae! Aliás, acho que o arco vai se fechar nesse ponto, com os detetives atuais tentando incriminá-lo. Mas sei lá, ainda é cedo, acho que a partir de agora vão começar a entregar mais suspeitas pra cima do Rust.

Link to comment
Share on other sites

E enfim, ACTION! Hahahaha, mt bom esse 4o episódio, enfim o Rust mostrando seu lado sombrio, dos tempos de narcóticos (4 anos e trabalhando quase sempre disfarçado deve ter mexido um pouquinho com a psique do sujeito, não? Hahahahaha). Ao mesmo tempo, já dá pra começar a divagar sobre esse puto do Rust...

... ter sido o psicopata autor dos crimes também, não duvidaria não aoiuehoiuaheoiuhoae! Aliás, acho que o arco vai se fechar nesse ponto, com os detetives atuais tentando incriminá-lo. Mas sei lá, ainda é cedo, acho que a partir de agora vão começar a entregar mais suspeitas pra cima do Rust.

Tá sensacional esse seriado, pqp. A cena final do 4º epi toda sem cortes foi lindo de se ver. Todos os personagens são muito bons. O Ginger tinha uma cara de psicopata da porra.

Esse tipo de coisa que não se costuma vê nos outros seriados, praticamente a única cena de ação do seriado foi esse final. O que torna a história muito mais factível e condizente com a história de dois policiais de uma cidade pequena.

O quinto episódio também foi muito bom. O melhor do seriado é o clima de tensão, o diretor tá mandando muito.

No mais, HBO é foda. A qualidade dos caras é impressionante.

Link to comment
Share on other sites

Começei a ver a série aqui também, vi o piloto e achei bem interessante. Vou começar a acompanhar também.

Link to comment
Share on other sites

Acabei de ver o episódio 5...

Meu amigo, eu queria saber o q foi que aconteceu com a filha do Marty, ela quando era criança ficava desenhando aquelas coisas e agora ficou toda revoltada. Eu não acho que o Rust é o assassino, acho que ele é puto pq não pegou o Rei Amarelo e tá procurando até hoje, no mais a série tá muito boa, o episódio 5 foi foda, o melhor foi a cena da invasão com eles mentindo do que havia acontecido.

Link to comment
Share on other sites

Que seriado macabro do caralho, bicho! hahahaha

Muito foda. Roteiro, atuações, direção, a porra toda. Foda!

Acabei de ver o episódio 5...

Meu amigo, eu queria saber o q foi que aconteceu com a filha do Marty, ela quando era criança ficava desenhando aquelas coisas e agora ficou toda revoltada. Eu não acho que o Rust é o assassino, acho que ele é puto pq não pegou o Rei Amarelo e tá procurando até hoje, no mais a série tá muito boa, o episódio 5 foi foda, o melhor foi a cena da invasão com eles mentindo do que havia acontecido.

Concordo.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Caralho, essa série tá numa crescente mt bacana... é um EP melhor que o outro, sempre superando seu antecessor. Esse 5o foi o melhor até agora mesmo, sensacional.

Acabei de ver o episódio 5...

Meu amigo, eu queria saber o q foi que aconteceu com a filha do Marty, ela quando era criança ficava desenhando aquelas coisas e agora ficou toda revoltada. Eu não acho que o Rust é o assassino, acho que ele é puto pq não pegou o Rei Amarelo e tá procurando até hoje, no mais a série tá muito boa, o episódio 5 foi foda, o melhor foi a cena da invasão com eles mentindo do que havia acontecido.

Concordo.

O quê que a filha do Marty ficava desenhando que eu não lembro? Nesse EP deu pra sacar que ele se perdeu um pouco como pai, ficou tão preocupado em perder a esposa que se esqueceu das filhas. Pra mim é o típico caso de falta de presença paterna, a menina descambou pro lado gótico (ou sei lá o quê) e tá naquela fase crítica de adolescente, normal.

Sobre o Rust, eu sei lá... nessa altura tudo leva a crer que foi ele -- aquela cena lá pro final, quando os detetives atuais começam a "ligar os pontos" pro Marty, conectando várias ações do Rust com as de um genuíno psicopata foi mt boa! --, mas eu ainda tô em dúvida. Ele é tanto instável quanto mt inteligente, então fica foda já cravar algo. Acho que nesse próximo EP ainda não vão "entregar o ouro", tem bastante coisa ainda a ser esclarecida no fatídico ano de 2002 (como a briga que levou os dois a se separarem como dupla).

Quem reclamou lááá no 1o EP que o bagulho dava sono, não sabe o que tá perdendo.

Link to comment
Share on other sites

Caralho, essa série tá numa crescente mt bacana... é um EP melhor que o outro, sempre superando seu antecessor. Esse 5o foi o melhor até agora mesmo, sensacional.

O quê que a filha do Marty ficava desenhando que eu não lembro? Nesse EP deu pra sacar que ele se perdeu um pouco como pai, ficou tão preocupado em perder a esposa que se esqueceu das filhas. Pra mim é o típico caso de falta de presença paterna, a menina descambou pro lado gótico (ou sei lá o quê) e tá naquela fase crítica de adolescente, normal.

Sobre o Rust, eu sei lá... nessa altura tudo leva a crer que foi ele -- aquela cena lá pro final, quando os detetives atuais começam a "ligar os pontos" pro Marty, conectando várias ações do Rust com as de um genuíno psicopata foi mt boa! --, mas eu ainda tô em dúvida. Ele é tanto instável quanto mt inteligente, então fica foda já cravar algo. Acho que nesse próximo EP ainda não vão "entregar o ouro", tem bastante coisa ainda a ser esclarecida no fatídico ano de 2002 (como a briga que levou os dois a se separarem como dupla).

Quem reclamou lááá no 1o EP que o bagulho dava sono, não sabe o que tá perdendo.

Imagem abaixo, NFSW

K86bEff.png

Link to comment
Share on other sites

Mais um episódio muito bom, pqp. HBO caminhando pra mais uma obra prima.

Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Gostei também desse último EP. O bom de renovar elenco e enredo a cada temporada é que as coisas fluem mais rápido, o roteirista não precisa ficar enchendo linguiça em alguns episódios e etc, etc, como acontece em determinadas séries por aí.

Que tesão ver a

Michelle Monaghan sendo enrabada aoiuehoiuaheoiuae! Pior é ela fingindo (pros atuais detetives) não saber o motivo dos dois terem se separado, que mulher ardilosa da porra.

Agora, é engraçado pensar que, num primeiro momento o Rust é o cara tido como "louco", como "estranho", "maluco" e tudo mais dentro da corporação, mas na verdade o maluco escroto ali é o Marty, que não se aguenta com uma novinha dando mole e ainda quer pagar de defensor das boas maneiras e do "sonho americano", sem falar que é alcoólatra. Tá tudo errado... e demorou pro Rust esfregar na cara dele que quem leva a dupla nas costas é ele, hahahaha gostei dessa parte também.

Agora, a ligação com o Tuttle (governador?!) foi foda. Só o puto do Rust mesmo pra investigar tão a fundo assim pra começar a mexer na merda e feder o estado inteiro, hahahaha!

McConaughey subiu muuuuuuito no meu conceito depois dessa série. Puta ator.

Link to comment
Share on other sites

que serie... puta que pariu, foda demais velho, hbo é foda velho, sempre com produções muito boas

Link to comment
Share on other sites

True Detective pode ter dupla feminina como protagonista na segunda temporada, se renovada

Que True Detective já é uma das melhores coisas do ano na TV não resta dúvida, mas apesar da excelente recepção que teve por grande parte do público e da crítica, a série não ficou totalmente imune a reclamações pontuais. A que mais ganhou eco nas últimas semanas, por exemplo, diz respeito à forma como a série criada por Nic Pizzolatto retrata suas (poucas) personagens femininas de maneira subdesenvolvida e, por vezes, até mesmo unidimensional.

E se particularmente não concordo com a crítica, o motivo é simples: basta ver primeiro episódio da série para perceber que o foco deste ano de estreia é, de fato, exclusivo aos personagens de Matthew McConaughey e Woody Harrelson, testemunhas e agentes de um universo cuja ambientação sustentada por machismo e cegueira religiosa, de fato ignora a mulher que ali tem o ‘simples’ papel de vítima. Mas ainda que não fosse assim, a pequena polêmica é tola porque o que realmente deveria interessar o espectador no final das contas é a construção do personagem em si, seja este feito por um homem ou por uma mulher.
De qualquer forma, Pizzolatto parece estar atento a tudo o que o público e a crítica tem a dizer sobre sua série, já que ao ser interpelado no twitter a respeito da ausência de personagens femininas fortes, ele indicou a possibilidade de que o (provável) segundo ano da série possa ter atrizes como protagonistas. A semana passada, aliás, marcou o início de uma brincadeira que virou até trending topic no twitter com a hashtag #TrueDetectiveSeason2 onde fãs da série e críticos sugerem nomes (tanto de homens quanto de mulheres) para estrelar a série em um novo arco.
Se voltar com mulheres estrelando, eu adoraria ver Gillian Anderson (a eterna Scully de The X-Files) e Elisabeth Moss (a Peggy de Mad Men) juntas nos papéis principais. Quem viu a primeira na boa The Fall e a segunda na excelente Top of the Lake certamente deve concordar comigo. De qualquer maneira, o ponto é que boas opções não faltam. Quais seriam as de vocês?
Link to comment
Share on other sites

  • General Director

Se o enredo for bom, não vejo porquê não ter duas protagonistas mulheres. Mas que puta mimimi do caralho também hein, pra cima dessa 1a temporada? Harrelson e McConaughey destruindo em suas interpretações como nunca em suas carreiras e neguinho preocupado com a cota feminina.

Apaputaqueopariu.

Link to comment
Share on other sites

Não consigo imaginar alguma dupla se saindo melhor que McConaughey e Harrelson.

Colocar uma dupla feminina vai ser uma bosta. Esse papo de mulher forte e independente só cria personagens horríveis e forçadas porque homem não consegue escrever bem mulheres. No final das contas vai ter uma mulher vivendo um dilema com o marido porque trabalha demais ou uma mulher que vive sozinha porque trabalha demais e tem que ultrapassar os problemas do mundo policial machista e blá blá blá. Não tem como fugir disso.

O ideal seria ter só essa temporada e pronto.

Link to comment
Share on other sites

  • Leho. changed the title to True Detective - 3a temp.

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • Moura Edu
      By Moura Edu
      Como não tinha nenhum tópico para falarmos desses picaretas decidi criar um, segue abaixo esses bandidos burros:
       
      É um mais burro que o outro, vídeo chamada, tomar o cartão errado, pqp, que sejam todos banidos e presos.
    • Douglas.
      By Douglas.
      A HBO deu andamento à produção da nova série do universo de "Game of Thrones". "A Knight of the Seven Kingdoms: The Hedge Knight" vai adaptar o livro "O Cavaleiro dos Sete Reinos", um prelúdio da saga original de livros que foi publicado no Brasil pela editora Leya.
      O anúncio foi feito durante uma apresentação da Warner Bros. Discovery nesta quarta-feira (12), em que também foi anunciada a fusão dos serviços de streaming HBO Max e Discovery+, que passam a se chamar Max.
      "A Knight of the Seven Kingdoms: The Hedge Knight" pode ser traduzido para "O Cavaleiro dos Sete Reinos: O Cavaleiro Andante". "The Hedge Knight" é o nome da primeira das três novelas compiladas em "O Cavaleiro dos Sete Reinos" e foi publicada originalmente em 1998 nos Estados Unidos.
      O livro reúne ainda mais duas novelas, "The Sworn Sword", de 2003, e "The Mystery Knight", de 2010. As histórias acompanham as aventuras de Sor Duncan, o Alto, também conhecido como Dunk, e do jovem Aegon V Targaryen, ou Egg — daí o outro nome pelo qual as histórias são conhecidas, que pode ser traduzido para "Contos de Dunk e Egg". Os eventos se passam 90 anos antes dos de "As Crônicas de Gelo e Fogo".
      "Um século antes dos eventos de 'Game of Thrones', dois heróis improváveis percorriam Westeros", narra a sinopse oficial. "Um cavaleiro jovem, ingênuo, mas corajoso, Sor Duncan, o Alto, e seu escudeiro diminuto, Egg. Ambientado em uma época em que a linhagem dos Targaryen ainda detinha o Trono de Ferro e a memória do último dragão ainda não tinha sumido da memória viva, grandes destinos, inimigos poderosos e feitos perigosos esperam esses amigos improváveis e incomparáveis".
      George R.R. Martin, autor de "As Crônicas de Gelo e Fogo", vai dividir o roteiro e a produção executiva da série com Ira Parker, que também esteve ao seu lado em "A Casa do Dragão". Ryan Condal e Vince Gerardis, que estiveram envolvidos com "Game of Thrones", também assinam como produtores executivos.
      https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2023/04/o-que-se-sabe-sobre-a-knight-of-the-seven-kingdoms-preludio-de-got.shtml
       
      ---
       
      Moderadamente animado. De todas as histórias, sempre falei que era a mais fácil de adaptar, mas também não sei dizer se tem o mesmo potencial das outras porque não tem dragões nem núcleos mais fixos. Até comentei no tópico de The Last of Us que imagino um desenvolvimento parecido, com muitos personagens secundários que entram e saem de cena e a gente tendo certeza antecipada que os protagonistas sairão vivos, senão ilesos sempre, então o conflito da história vai ter que ser diferente.
      Ainda tem sempre a possibilidade de não sair do papel como foi com outras...
    • ZMB
      By ZMB
      Minha opinião, por ora: Em que pese não tenha jogado os games, sei que existe uma hype enorme em cima da história (tanto é que virou série, afinal).
      Tenho achado o ritmo bom/diferente. Mais acelerado e com o potencial de não virar um TWD, que não sabe aonde quer chegar, e fica esgotando os personagens e história até enjoar.
      No mais, tanto a fotografia quanto a maquiagem estão dignas de louvor. Os zumbis são MUITO massa.
      Por fim, tenho gostado bastante dos personagens. Essa série maldita me deixa triste toda fucking vez, haha.
       
      E aí, mais alguém está acompanhando a nova série da HBO, que é baseada nos jogos de PlayStation? Em caso positivo, o que estão achando?
    • Leho.
      By Leho.
      Inteligência artificial criada para prever crimes promete acerto de até 90%
      por Hemerson Brandão,
      publicado em 25 de agosto de 2022
       
      Pesquisadores da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nova IA (Inteligência Artificial) que promete prever crimes com uma precisão entre 80% e 90%. O assunto gerou polêmica por parte de alas da sociedade que questionam essa eficácia.
      Segundo o estudo, publicado na Nature, essa tecnologia tem a função de otimizar políticas públicas e alocar recursos para áreas que mais precisam de assistência policial. O modelo preditivo de IA já foi testado em oito grandes cidades dos EUA, incluindo Chicago.
      O algoritmo funciona a partir do histórico de crimes de uma determinada cidade. Tendo como base registros de eventos disponíveis em domínio público, o sistema analisa o tipo de crime, onde aconteceu, assim como data e hora. Em seguida, a IA usa aprendizado de máquina para gerar séries temporais e prever onde e quando esses crimes ocorrem com maior frequência.
      O modelo pode informar, por exemplo, “provavelmente haverá um assalto à mão armada nesta área específica, neste dia específico”. Porém, isso não significa necessariamente que esse crime ocorrerá de fato.
      Inteligência artificial imita a arte
      Na ficção científica, a capacidade de prever crimes antes que eles aconteçam foi abordada no filme “Minority Report” – estrelado por Tom Cruise e dirigido por Steven Spielberg.
      No longa-metragem de 2002, pessoas eram colocadas na prisão antes mesmo delas cometerem crimes, a partir de um sistema policial batizado de “Pré-crime” – que utiliza uma mistura de tecnologia e paranormalidade para prever e evitar assassinatos. No sistema preditivo ficcional, o suspeito é preso quando ele já está próximo ao local do crime, segundos antes dele cometer o homicídio.
      Porém, na vida real, o professor Ishanu Chattopadhyay — o pesquisador líder do estudo — explica que o algoritmo desenvolvido não tem a capacidade de identificar pessoas que vão cometer crimes ou a mecânica exata desses eventos. A IA prevê apenas os locais que são mais propensos a acontecer crimes.
      Segundo Chattopadhyay, a IA pode ser um aliado para a polícia, pois permite otimizar a logística do policiamento, permitindo intensificar a fiscalização em locais mais propensos a ocorrerem crimes. Ele diz que o sistema não será mal utilizado.
      “Meus companheiros e eu temos falado muito que não queremos que isso seja usado como uma ferramenta de política puramente preditiva. Queremos que a otimização de políticas seja o principal uso dele”, disse o pesquisador à BBC.
      Repercussões
      Porém, conforme lembrou o site IFLScience, algoritmos anteriores já tentaram prever comportamentos criminosos, incluindo a identificação de potenciais suspeitos. O software, claro, foi duramente criticado, por ser tendencioso, não ser transparente, além de gerar preconceito racial e socioeconômico.
      Um grupo com mais de mil especialistas de diversas áreas assinaram uma carta aberta afirmando categoricamente que esses tipos de algoritmos não são confiáveis e trazem muitas suposições problemáticas.
      Nos EUA, por exemplo, onde as pessoas de cor são tratadas com mais severidade do que os brancos, esse comportamento poderia gerar dados distorcidos, com esse preconceito também sendo refletido na IA.
      Como bem demonstrou o filme de Spielberg, o uso de grandes bases de dados para prever crimes pode gerar não apenas benefícios, mas também muitos malefícios.
      @via Gizmodo
      ⇤--⇥
       
      E aí, qual a vossa opinião?
    • Leho.
      By Leho.
      “House Of The Dragon”: tudo o que você precisa saber antes de assistir
      por Rayane Moura
      publicado em 15 de maio de 2022 / atualizado em 12 de agosto de 2022
      Após um final polêmico que desagradou muitos fãs, ficou a dúvida sobre qual seria o legado de “Game of Thrones”. A série, que marcou a cultura pop no quesito televisão, foi baseada na saga de livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R.R. Martin. Exibida na HBO, e apesar de ter o seu final controverso, conquistou uma legião de fãs.
      Agora, a trama pode ganhar uma nova história, a HBO está produzindo a primeira temporada de “House of the Dragon”, um spin-off que vai resgatar o passado de Westeros antes dos eventos da série original. Baseada no livro “Fogo & Sangue” (2018), de George R.R. Martin, a produção se passa 200 anos antes de “Game of Thrones” e centraliza a história na Casa Targaryen, a qual comanda Westeros, e retrata a guerra civil conhecida como Dança dos Dragões. 
      E para aqueles que estão ansiosos, separamos um guia completo com tudo o que sabemos até agora sobre “House of the Dragon”. Confira:
      O que “House Of The Dragon” contará?
      Para deixar os fãs da série ainda mais ansiosos, a HBO parece tentar evitar dar muitos detalhes sobre a trama e divulgou uma sinopse relativamente vaga. O texto diz apenas que “baseado em Fogo & Sangue, de George R.R. Martin, a série, que se passa 200 anos antes dos eventos de “Game of Thrones”, conta a história da Casa Targaryen.” 
      Porém, há expectativas, que a primeira temporada revisite os conflitos entre Aegon e Rhaenyra pelo controle do trono de ferro. Em sua jornada pela dominação dos Sete Reinos, os irmãos travaram uma verdadeira guerra civil, que durou cerca de três anos e ficou conhecida como a Dança dos Dragões.
      Quem está no elenco de “House Of The Dragon”?
      Recentemente, a HBO divulgou os primeiros pôsteres de “House of the Dragon”. As novas imagens mostram a Princesa Rhaenyra Targaryen, filha primogênita Viserys I (Emma D’Arcy); o Príncipe da Cidade, Daemon Targaryen (Matt Smith); o Rei Viserys Targaryen, Senhor dos Sete Reinos (Paddy Considine), O Primeiro de Seu Nome; Sor Otto Hightower (Rhys Ifans), Mão do Rei; Alicent Hightower (Olivia Cooke), Filha da Mão do Rei; Lorde Corlys Velaryon (Steve Toussaint), A Serpente do Mar; Princesa Rhaenys Targaryen (Eve Best), a Rainha Que Nunca Foi; Sor Criston Cole (Fabien Frankel), Cavaleiro da Guarda Real e Mysaria (Sonoya Mizuno), Confidente de Daemon Targaryen. 
      Além desses, também compõem o elenco: Milly Alcock, Bethany Antonia, Phoebe Campbell, Emily Carey, Harry Collett, Ryan Corr, Tom Glynn-Carney, Jefferson Hall, David Horovitch, Wil Johnson, John Macmillan, Graham McTavish, Ewan Mitchell, Theo Nate, Matthew Needham, Bill Paterson, Phia Saban, Gavin Spokes e Savannah Steyn.
      George R. R. Martin está envolvido, ou escrevendo os roteiros?
      Para alegria dos fãs, Martin é cocriador da série, ao lado de Martin e Ryan Condal (Colony). A série também terá retornos muito positivos como o de Miguel Sapochnik, que dirigiu episódios icônicos de “Game of Thrones”, como a “Batalha dos Bastardos”. Ele será produtor executivo, showrunner e diretor de alguns dos episódios.
      Quem será o showrunner?
      “House of the Dragon” terá como showrunners o roteirista Ryan Condal (conhecido pela série Colony), e também o diretor Miguel Sapochnik (conhecido por dirigir parte dos mais icônicos episódios de “Game of Thrones”, como “Hardhome”, “Battle of the Bastards”, “The Winds of Winter”, “The Long Night”, e “The Bells”). David Benioff e Dan Weiss não fazem parte do projeto.
      Roteiristas
      Assim que “House of the Dragon” foi anunciada, Martin usou seu blog pessoal para falar que o projeto também contará com uma de suas assistentes como roteirista, a autora Ti Mikkel, que também está creditada em vários episódios de “Game of Thrones”. Além dela, a série conta com mais dois escritores, sendo eles Wes Tooke (Colony), e Claire Kiechel (The OA e Watchmen), Charmaine DeGraté (The 100) e Sara Lee Hess (Orange is the New Black e House).
      Diretores
      No elenco completo de diretores, a HBO coloca: Clare Kilner (The Alienist: Angel of Darkness, The Wedding Date) e Geeta Patel (Meet the Patels, The Witcher), Greg Yaitanes (Banshee, House) e Miguel Sapochnik.
      Produção executiva
      No grupo completo de produtores executivos, a HBO coloca: Miguel Sapochnik, Ryan Condal, George R. R. Martin, Greg Yaitanes, Vince Gerardis, Sara Lee Hess e Ron Schmidt. E para quem curtiu a trilha sonora da série original, o compositor Ramin Djawadi também retorna para criar a trilha da nova série.
      Quantos episódios terá “House Of The Dragons”?
      Até o momento, tem10 episódios confirmados para a primeira temporada. Por enquanto, não foram divulgados títulos nem a duração de cada capítulo, mas espera-se que cada um tenha cerca de uma hora. E segundo Martin, a primeira temporada tem tudo para ser épica: “Eu vi um corte do primeiro episódio, e amei”, escreveu em seu blog. “É sombrio, é poderoso, é visceral… bem do jeito que eu gosto as minhas fantasias épicas”.
      Quantas temporadas terá “House Of The Dragons”?
      Oficialmente só a primeira foi confirmada, mas Casey Bloys, o chefe da HBO, já adiantou em entrevista ao THR que a história dos Targaryens não pode ser contada em apenas uma temporada. “Normalmente, a nossa política é exibir os episódios e dar um tempo antes de decidir [pela renovação ou cancelamento]”, frisou Bloys. “Dito isso, é claro que nós também começamos preparações alguns meses antes de anunciar, assim estamos sempre em uma boa posição para continuar a produção rapidamente”.
      O que esperar de House Of Dragons
      Definitivamente, a série “Casa dos Dragões” é bem ambientada no livro de 700 páginas. A guerra civil se instaura de uma forma mais intensa após a morte do rei Viserys Targaryen. Uma dúvida sobre quem assumirá dividirá a princesa Rhaenyra e a rainha Alicent. 
      Há uma divisão dos lados em “verde” e “preto” mostrando as cores usadas por Alicent e Rhaenyra no torneio real antes dos cismas entre eles. Assim, é de se preparar para a troca de lado dos torcedores. Assim como ocorreu em “Game Of Thrones”, a série tem como pano de fundo uma Westeros, mas que dessa vez corre perigo por causa da guerra dos tronos. De acordo com o trailer já divulgado, os fãs podem esperar uma mistura de ação, drama, diversas tramas internas entre famílias e diversos dragões.
      Quando estreia “House Of The Dragons”?
      A série tem data de estreia confirmada para 21 de agosto, na HBO e HBO Max. A primeira temporada encerrou as filmagens em fevereiro deste ano.
       
      Fonte: https://gizmodo.uol.com.br/house-of-the-dragons-tudo-o-que-voce-precisa-saber-antes-de-assistir/
      ⋘--⋙
      E aí senhores, animados? Será que manterão o nível da predecessora ou não?
      Confesso que voltei a me animar com o trailer aí, vamos ver.
×
×
  • Create New...