Jump to content
Sign in to follow this  
cellusv

[FM13] "Who the Fuck is Alexander Helders?"

Recommended Posts

cellusv

Quando vejo algumas entrevistas de ex-hoolingans sempre me pergunto como foi que eles decidiram que era hora de mudar de vida.

Cellus, creio que a questão não passa por aí.

É preciso dar tempo para as pessoas passarem no seu tópico. Não dá para postar e querer que rapidamente as pessoas comecem a comentar um póst. Todos têm outros afazeres.

A postagem de um save é um ato voluntário. Você decide criar um tópico para seu save, pois quer compartilhá-lo. Não se pode a partir daí esperar que as pessoas irão comentar seu save, pois essa relação não é direta.

Se você está jogando e se divertindo e está gostando de partilhar se save, você seguirá em frente mesmo com poucos leitores e/ou comentários no tópico. Mas se você criou o tópico para postar um save esperando comentários e/ou leitores, você com certeza está em um caminho que poderá desanimar caso não tenha leitores/comentários.

Espero que não fique chateado comigo. É só uma explicação de como as coisas funcionam por aqui. :meme_joinha:

Bem capaz, não fiquei chateado. Só foi uma falta de costume, digamos assim. Como vim do Orkut, estava acostumado com comentários logo que postava e achei estanho o funcionamento aqui. Mas foi uma experiência, agora já sei como as coisas funcionam: é só esperar!

Comecei a ler hoje e achei muito bacana a proposta do save. A introdução já deu uma boa impressão de como será mais uma grande saga no PM.

Estarei acompanhando, boa sorte.

Opa, muito obrigado! Espero conseguir transformar numa grande saga mesmo e espero que continue gostando! Valeu pela força.

Estou ansioso pela ligação com o futebol, vamos ver no que vai dar.

E uma dica que aprendi quando comecei aqui: Mais importante que comentários, são visualizações.

A ligação tá chegando, no próximo capítulo já teremos. E obrigado pela dica!

história bem estruturada, gráficos bonitos e tudo para dar certo, parabéns pela história e boa sorte.

ainda crio coragem pra criar uma historiazinha aqui hahaha

Opa, valeu pelos elogios e espero que continue acompanhando! Deveria criar mesmo, é uma diversão extra.

Boa Sorte!

Valeu!

Curti a mistura entre Arctic Monkeys e o FM que vc fez. Bem criativo.

Valeu! Quero tentar ligar alguma coisa entre os dois assuntos sempre, vamos ver o que vai rolando.

Boa sorte e história bacana a da quase morte.

Obrigado. Espero que continue acompanhando!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Bem capaz, não fiquei chateado. Só foi uma falta de costume, digamos assim. Como vim do Orkut, estava acostumado com comentários logo que postava e achei estanho o funcionamento aqui. Mas foi uma experiência, agora já sei como as coisas funcionam: é só esperar!

Legal, então.

Aguardarei os próximos episódios.

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Helders1.png

cap2.png

Julho de 2012

Glasglow, Scotland

Scottish Exhibition and Conference Centre (SECC)

Chegamos em Glasglow pela manhã e o clima estava agradável, fazia cerca de 17ºC. Estava até quente pros parâmetros da cidade: Glasgow é uma cidade bem gelada, a média de temperatura durante o ano não passa dos 8ºC. O show será em meio ao verão deles, pois Julho é o mês que faz mais “calor” por aqui e as temperaturas sobem até 19ºC. Incluiria – sem dúvidas – na minha lista de cidades que pretendo um dia morar.

O show seria realizado no Scottish Exhibition and Conference Centre (SECC), a maior casa de espetáculos da Escócia, com capacidade para 12,500m pessoas. A expectativa era de casa cheia. Mais de dez mil ingressos haviam sido vendidos e todos estavam ansiosos para o show. Todos não, pois confesso que minha cabeça estava longe disso.

glasgow.jpg

Foto 1: Scottish Exhibition and Conference Centre (SECC);Foto 2: Glasgow Cathedral; Foto 3: vista da cidade; Foto 4: University of Glasgow

Desde que tirei os pés de Sheffield, não conseguia parar de pensar nas decisões que tomei e nos objetivos que eu deveria conquistar. Me desliguei de tamanha forma que poderia botar fogo no palco enquanto fazia meu trabalho – já de forma meio porca. Eu tentei ao máximo me concentrar na montagem e instalação dos equipamentos, pois ali não era o momento mais propício para arranjar o emprego que eu queria.

Após terminar minha parte, saí pelo acesso lateral para fumar um cigarro. A temperatura caiu bruscamente conforme anoitecera e a manga-curta que eu vestia também não era o bastante para me aquecer. Para completar, havia esquecido o isqueiro no camarim e por sorte, um senhor próximo a mim emprestou-me. Achei curioso o fato de ele estar ali fora enquanto uma multidão de jovens se aglomerava diante da portaria buscando entrar rapidamente e conseguir um lugar próximo ao palco. Deveria ser pai de algum deles.

Me aproximei dele e iniciei uma conversa:

“O que o senhor está fazendo aqui?” – perguntei. Seus cabelos já tinham madeixas brancos e denunciavam que deveria ter cerca de uns 50 anos.

Sem resposta, perguntei novamente e agora mais alto. “Além de velho, é surdo”, pensei. Porém, sua gola alta escondia os fones em seu ouvido. Resolvi cutucá-lo.

ALEXANDER – Estava falando com o senhor, mas acho que não ouviu né? O que o senhor faz aqui fora, sozinho?

SENHOR – Perdão, eu estava com fones nos ouvidos. Estou acompanhando meu filho, ele tem 14 anos e não poderia entrar sozinho. Ele é muito fã dessa banda que vai tocar hoje. Ken Ferguson, meu nome e o teu?

ALEXANDER – Eu me chamo Alexander Helders, sou primo do baterista e roadie da banda. Não gostas da banda, Mr. Ferguson? Preferiu ficar aqui fora no frio do que acompanhar este espetáculo.

FERGUSON – Eu gosto, claro. São muito talentosos. Porém, estou trabalhando e lá dentro eu não conseguiria fazer isso.

ALEXANDER – Trabalhando? Não mente pra mim. O senhor tava paradão aí, curtindo um som nos fones e fumando um charuto. Isso só é trabalho se tu for um mafioso e estiver esperando para atacar alguém.

FERGUSON – Se eu realmente fosse um mafioso, já teria te ensinado da pior maneira que deves ter respeito ao mais velhos...

Dei um sorriso amarelo e pensei em acertar um cruzado bem no meio daquele nariz pontiagudo. Foi quando ele voltou a falar e acabou com o meu pensamento.

FERGUSON - ... mas não, estou trabalhando mesmo. Estou acompanhando o jogo do meu time, é apenas um amistoso de pré-temporada, porém preciso acompanhar a equipe.

ALEXANDER – Torcedor fanático é? Também sou muito apaixonado pelo meu time, até demais. Entendo teu lado.

FERGUSON – Antes fosse apenas um torcedor fanático. Tenho muito mais problemas que isso, meu filho: sou presidente do clube. Meu treinador já vinha fazendo merda desde a última temporada e agora começou de forma insatisfatória. Essa era a última chance que eu havia dado pra ele e o jogo acabou de terminar. Lamento iniciar o ano perdendo jogos e o treinador.

Ouvi atentamente aquilo tudo e não conseguia me conter. Não fazia nem ideia de qual era o clube, mas eu tinha uma chance na minha frente. Não poderia deixar passar.

ALEXANDER – De uns tempos pra cá, minha vida mudou muito. Decidi largar tudo o que já fiz de errado e começar algo novo, querendo trabalhar com algo que sou apaixonado. Te juro que ontem eu saí de Sheffield e decidi que ia virar a Europa atrás de uma vaga como treinador. Não tenho nenhum curso, não tenho nenhuma teoria, porém eu tenho o amor pelo esporte. É meio irreal o senhor levar isso tudo a sério, recém nos conhecemos e eu tô pedindo uma vaga num cargo importantíssimo do teu clube. Entretanto, tive uma chance bem na minha frente e quero aproveitar, não custa nada perguntar: teria alguma possibilidade de o senhor me contratar?

Ele ficou perplexo e também pudera, eu havia disparado uma metralhadora de palavras na direção dele. Fora que era um semi-desconhecido se aproveitando de uma situação para pedir um emprego. Ele ficou alguns minutos em silêncio.

FERGUSON – Sinceramente, é muito difícil avaliar... ainda mais nessa situação. Tu também não tem experiência no cargo, nunca estudou sobre, não tem muito conhecimento teórico. Tudo isso pesa contra. Porém, precisamos de alguém com pulso pra balançar o vestiário e botar o time no eixo. Pelo teu perfil, vejo que tu é um cara durão e iria combinar com o que eu preciso. Pode ser uma loucura isso que vou falar e espero não me arrepender depois, mas estou disposto a te dar uma chance. Vamos fazer um teste: te dou cinco jogos para comandar o time e no final disso, vamos avaliar teu desempenho e decidir se continua ou se vai embora. É pegar ou largar.

Peguei em frações de segundo, minha resposta foi tão rápida que a voz saiu antes mesmo de eu conseguir abrir a boca pra falar. Por fim, ele fez um último acordo:

FERGUSON – Aliás, quero outra coisa por esta chance que te dei. Já falei que meu filho é um grande fã da banda, tu não pode fazer ele conhecer os caras? Acho que seria um tremendo presente pra ele.

Apenas dei um sorriso e voltei pra dentro da casa cheio de orgulho. Havia dado o primeiro passo para me tornar o melhor treinador do século.

Ps.: após o fim do show, nos reencontramos para levar o filho até o camarim. Então, o agora “meu chefe” comunicou que havia esquecido de um detalhe muito importante: o time se chamava Brechin City FC e disputa a terceira divisão escocesa. No próximo capítulo, irei apresentar o time de forma mais aprofundada.

Ps2.: lembrando que isso é uma ficção: nem se o cidadão fosse jesus, ele daria um emprego de forma tão fácil assim.

Edited by cellusv

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jonera

Haha. Maneira a história. Baita criatividade hein.

Quero ver esse Brechin City aí. Será que vai conseguir manter o emprego?

Boa sorte

Share this post


Link to post
Share on other sites
baltazar

Estou lendo tantos saves bons aqui na área, que tenho até pena do meu... :trollfail:

Para um recém chegado a área esta mais do que de parabéns, estou impressionado como levou a história, a ficção, enfim, não deixarei de acompanhar.

3ª divisão da Escócia já será um belo teste para um início de trabalho, boa sorte.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

Cellus, eu não sou muito fã de ficção que saia do mundo do futebol e por isso acompanho poucas. No entanto, a sua está muito boa. Parabéns.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Victor Braz

Finalmente a ligação que tanto esperava, interessante começar com experiencia nenhuma numa terceira divisao escocesa, boa sorte!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Inner Logic

Impressão minha ou foi você que contava uma história com uma Treinadora no orkut?

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Haha. Maneira a história. Baita criatividade hein.

Quero ver esse Brechin City aí. Será que vai conseguir manter o emprego?

Boa sorte

Valeu! haha Pois é, vamos ver como o Alexander vai se sair nesse novo emprego. Falta experiência, mas talvez tenha um pouco de sorte e consiga manter.

Estou lendo tantos saves bons aqui na área, que tenho até pena do meu... :trollfail:

Para um recém chegado a área esta mais do que de parabéns, estou impressionado como levou a história, a ficção, enfim, não deixarei de acompanhar.

3ª divisão da Escócia já será um belo teste para um início de trabalho, boa sorte.

Muito obrigado! Fico feliz em saber que está gostando. Eu sempre gostei desse tipo de desafio, começar das divisões inferiores, agora resta saber como o Alexander vai se adaptar. haha

Cellus, eu não sou muito fã de ficção que saia do mundo do futebol e por isso acompanho poucas. No entanto, a sua está muito boa. Parabéns.

Obrigado pelo elogio. Quero manter sempre atrativa pra mim e pros leitores, espero que continue acompanhando!

Finalmente a ligação que tanto esperava, interessante começar com experiencia nenhuma numa terceira divisao escocesa, boa sorte!

Acho que vai ser um bom desafio e que me agrada bastante. Vamos ver se ele consegue manter o emprego pra conseguir levar a equipe pras cabeças.

Impressão minha ou foi você que contava uma história com uma Treinadora no orkut?

Bah, não é impressão! ahaha A saga da Vivi é minha mesmo, uma das melhores sagas que eu já tive. Violeta Djokovic!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gourcuff

Que emprego mais fácil de conseguir. Nunca uma ida nos bastidores valeu tão alto pra um cara. O negócio é que ele conseguiu um emprego na terceirona da Escócia né... :P

Share this post


Link to post
Share on other sites
henriquetoledo

VOLTA Violeta Djokovic! hehe

Brincadeiras a parte, a historia tá bem bacana, quero só ver o buraco que tu vai se meter nessa 3a divisão da Escócia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Yagamiiori

Legal ver mais uma pessoa vinda do orkut! Também vim de lá e sempre que posso estou presente na área!

Seja bem vindo!

Parece que teremos um ótimo save logo de cara em!

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

VOLTA Violeta Djokovic! hehe

Brincadeiras a parte, a historia tá bem bacana, quero só ver o buraco que tu vai se meter nessa 3a divisão da Escócia.

Se fosse o buraco da Violeta, seria bem gostoso. Quero ver o que vai rolar nessa Série C Escocesa, já joguei na quarta uma vez, portanto acredito que não será algo tão novo.

Legal ver mais uma pessoa vinda do orkut! Também vim de lá e sempre que posso estou presente na área!

Seja bem vindo!

Parece que teremos um ótimo save logo de cara em!

Opa, obrigado! Espero manter o nível e conseguir realizar uma boa saga de estreia, haha.

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Helders1.png

cap3.PNG

Julho de 2012

Brechin, Scotland

Northern Hotel

A única pessoa que eu avisei da minha conquista foi meu primo e foi pelo simples fato de ele ser meu chefe até então. Como qualquer outra pessoa normal, a reação dele foi achar que era uma piadinha minha. Afinal, ninguém acreditaria que virei treinador de futebol da noite pro dia e de forma tão fácil. Contei resumidamente tudo o que aconteceu, só queria avisar que eu não iria participar do resto da turnê pois ficaria na Escócia. Mais detalhes eram desnecessários, ele é meu primo e não meu pai. E mesmo se fosse meu pai, já tenho 26 anos.

Peguei minha mala de roupas e parti para a estação rodoviária. A cidade de Brechin ficava cerca de 200km de Glasgow, o que seria uma viagem de duas horas. O tempo perfeito para pesquisar mais sobre a cidade e o clube.

Brechin é uma minúscula cidade situada no nordeste da Escócia. Tem cerca de 7,200 habitantes e é reconhecida por sua catedral, construída no século XIII. Já seu clube de futebol foi fundado em 1906, após a fusão de dois times da cidade. Atualmente, o clube disputa a Scottish Second Division que a terceira divisão do futebol escocês. Têm 3 títulos da terceira divisão e um título da quarta divisão.

cathedralbrechin.jpg

Vista da Brechin Cathedral por dentro e por fora: o ponto mais famoso da cidade

Ao descer do onibus, Ferguson estava me esperando, me deu um firme aperto de mão e boas vindas a cidade. Disse que precisavamos ir até a sede do clube para assinar meu contrato e fazer uma rápida reunião para me conscientizar sobre tudo o que se passa no clube. Além de já conhecer a minha equipe de staff e meus jogadores.

FERGUSON – Garoto, não vamos nos enrolar muito. Deve estar cansado das recentes viagens e prefiro que descanse para começar a trabalhar bem amanhã. Só quero te certificar de certas coisas necessárias. Quero falar que tens todo o meu apoio, apesar de ser um contrato provisório, estou te dando essa chance pois acredito que tanto tu quanto o clube têm a ganhar com essa união.

ALEXANDER – Obrigado, Mr. Ferguson. O senhor me deu uma oportunidade rara e quero mostrar meu potencial aqui dentro.

FERGUSON – Eu espero que tu mostre comandando o time dentro de campo. Bom, minha expectativa para essa temporada é participar dos playoffs e portanto não quero disperdiçar pontos. Terás cinco partidas, então de quinze pontos quero que faça pelo menos 8 para me provar que mereces ficar com a vaga.

ALEXANDER – Sem problemas. Eu não conheço a equipe, não conheço o nível das outras equipes, mas vou montar o melhor que tiver pra alcançar e superar essa meta.

FERGUSON – Certo, pode ter certeza que tua ambição é muito bem valorizada por mim. Estou gostando cada vez mais da tua personalidade. Voltando ao assunto, infelizmente não teremos verbas para transferências nesta temporada. Portanto, contratações só se forem a custo zero ou então por empréstimos. Lembrando que nosso orçamento de salários é de £14.88m por mês e no momento estamos £1.73m abaixo disso.

Concordei com todos os termos propostos por ele, afinal eu não tinha do que reclamar: já estava muito feliz com a oportunidade. Assinei meu contrato-provisório e já comecei a pensar nos tais oito pontos que me separavam de um contrato fixo.

Sai com altos pensamentos e planos mirabolantes para esse time quando ouvi Mr. Ferguson gritando meu nome.

FERGUSON – Seu cabeça de ovo, sabia que estava esquecendo algo. Tava indo pra onde? Debaixo da ponte? Acho que tu precisa de um lugar para ficar aqui na cidade, então me dei o direito de reservar pra ti um quarto no Northern Hotel. Tá tudo a sua espera, inclusive um taxi aqui na frente para te levar até lá. Nos encontramos aqui para o primeiro treino amanhã, 8h ok?

brechin1.jpg

Foto 1: vista da zona central de Brechin; Foto 2: minha nova casa (um quarto no Northern Hotel)

Agora sim eu estava faceiro: consegui um emprego, vou ser um treinador de futebol e ainda vou ficar um hotel chique pelas custas do clube. Tudo o que eu quero agora é comer e tirar um bom sono nessa minha cama king size. E eu espero que aquele véio não desconte as diárias desse hotel do meu salário.

Devido à última semana de aula repleta de trabalhos e provas, não consegui jogar o quanto eu gostaria. Então apenas no próximo capítulo poderei analisar melhor o plantel, assim como formar uma tática, fazer contratações, mostrar pré-temporada (no qual eu não disputei) e fazer todas essas coisas de início de temporada.

Share this post


Link to post
Share on other sites
baltazar

Massa, agora com um salario, casa, comida... Não é possível que vai fazer bagunça.

Boa sorte na Escócia.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Daniel Pedroni

Parabéns amigo pela criatividade! Eu particularmente me identifico quando são postadas fotos da cidade aonde você desenvolverá o seu trabalho, isto te coloca num raio de interação muito grande com o save/história. Se conseguir fotos das dependências do Brechin City, como do local aonde manda seus jogos o Gleber Park, e o centro de treinamentos posta aí pra gente. :tderp:

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

O presidente devia ter arrumado uma pensão para você, em vez desse hotel.

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Massa, agora com um salario, casa, comida... Não é possível que vai fazer bagunça.

Boa sorte na Escócia.

Não dá pra esperar muito de um ex-baderneiro, mas ele tá focado nesse sonho de ser um grande treinador. Acho que vai começar a se comportar. ahaha Valeu!

Parabéns amigo pela criatividade! Eu particularmente me identifico quando são postadas fotos da cidade aonde você desenvolverá o seu trabalho, isto te coloca num raio de interação muito grande com o save/história. Se conseguir fotos das dependências do Brechin City, como do local aonde manda seus jogos o Gleber Park, e o centro de treinamentos posta aí pra gente. :tderp:

Opa, obrigado! Pode deixar que vou introduzir mais fotos destes lugares nos próximos capítulos.

O presidente devia ter arrumado uma pensão para você, em vez desse hotel.

Deveria ter arrumado um alberguezinho de jovens estudantes e viajantes, porém foi muito generoso com esse quatro estrelas. Nada mal.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Luchín

Cellus, meus parabéns pela criatividade. Vem sendo uma das melhores ficções que já li aqui no fórum. Estou curioso pelos próximos capítulos e pelo FM na história do Helders.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vltx_

Também estou a gostar da história. Boa sorte nesse modesto clube.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jirimias

Tô lendo aos poucos por causa do tempo, mas pelo pouco que li, tenho que parabenizá-lo, é muito bom ver uma ficção tão bem elaborada.

Depois que ir me atualizando farei um comentário mais fundamentado, só passei mesmo para dizer que gostei muito do que li até agora.Abs!

Share this post


Link to post
Share on other sites
JJSimpson

Cara de principio não liguei o nome a pessoa, mas vi em um comentário que você era quem escrevia aquela belíssima história da Violeta Djokovic na comunidade do orkut. Cara, aquela história era fodástica ... hahaha

Também sou novo aqui no fórum mas tenho certeza que vais se adaptar muito bem, e se fizer uma história no mínimo parecida com aquela que fizeste no orkut, logo caíras nas graças do pessoal aqui ...

*Estou lendo sua história a medida do possível, quando conseguir por a leitura em dia dou meu parecer, mas pelo parte que li já começastes muito bem!

Valeu cara, seja bem vindo ao Fórum!

Edited by JJSimpson

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Parabéns pela história. Sigo acompanhando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Cellus, meus parabéns pela criatividade. Vem sendo uma das melhores ficções que já li aqui no fórum. Estou curioso pelos próximos capítulos e pelo FM na história do Helders.

Valeu! Pois é, como comentei em todo capítulo: eu tava sem tempo para fazer a ficção + jogar fm, então preferi dando vida a um enredo antes de iniciar o jogo em si. Acredito que amanhã já deve sair uma atualização já com informações do save.

Também estou a gostar da história. Boa sorte nesse modesto clube.

Obrigado! Espero que continue acompanhando.

Cara de principio não liguei o nome a pessoa, mas vi em um comentário que você era quem escrevia aquela belíssima história da Violeta Djokovic na comunidade do orkut. Cara, aquela história era fodástica ... hahaha

Também sou novo aqui no fórum mas tenho certeza que vais se adaptar muito bem, e se fizer uma história no mínimo parecida com aquela que fizeste no orkut, logo caíras nas graças do pessoal aqui ...

*Estou lendo sua história a medida do possível, quando conseguir por a leitura em dia dou meu parecer, mas pelo parte que li já começastes muito bem!

Valeu cara, seja bem vindo ao Fórum!

Opa, obrigado. Modéstia a parte, eu concordo também: acredito que foi minha melhor saga no FM. Tanto que teve duas versões, ahaha. Espero que continue acompanhando esta nova saga!

Parabéns pela história. Sigo acompanhando.

Obrigado mestre!

Share this post


Link to post
Share on other sites
cellusv

Helders1.png

Julho de 2012

Brechin, Scotland

Glebe Park

Acordei pro meu segundo dia de trabalho meio enjoado, deve ter sido pelas cervejas escocesas que tomei antes de dormir – são muito piores que as inglesas. Apesar disso, tomei tudo o que tinha estocado no frigobar do quarto. Minha pseudo-ressaca passou com o belo café da manhã servido no restaurante do hotel. Estava devidamente preparado para comandar uma equipe de futebol.

Meu novo escritório era um estádio com capacidade para 3500 pessoas. Era tudo muito simples, bem ao nível de terceira divisão deste país. Fui até a sala do Mr. Ferguson e ele me recebeu com um abraço, avisando que a imprensa estava na sede para ter uma palavrinha com o mais novo técnico do Brechin City.

photo_4678_wide_crop-vert.jpg

Foto 1: a entrada do meu novo escritório; Foto 2: visão da arquibancada; Foto 3: dia de jogo em Glebe Park

Fiquei extremamente empolgado, imaginando uma sala de conferência só pra mim, tomada por jornalistas disputando uma resposta das milhares de perguntas que teriam planejado, além de fotógrafos disputando o melhor ângulo para fazer a melhor foto para sair na capa dos jornais e sites ao redor do mundo.

A realidade, porém, foi muito diferente: um único jornalista baixinho, meio corcunda e careca, com um vasto bigode me fez algumas perguntas, anotou num bloco de papel, virou as costas e foi embora. A entrevista deve sair num jornaleco local e não mais. Digo, isso se realmente era um jornalista.

Depois dessa frustrada experiência, conheci Kevin McGowne, meu adjunto. McGowne era um típico escocês: alto, magro, cabelos ruivos e compridos. Os jogadores já faziam um treino físico quando cheguei e então McGowne aproveitou para me apresentar – visualmente – cada um. Aproveitou para me contar brevemente as características de cada jogador e destacou Andy Jackson, um jovem atacante irlandês, como o melhor do time.

Observei o trotar dos jogadores meio disperso, pensando na minha apresentação ao grupo. Queria ganhar moral e respeito entre os jogadores. McGowne comentou algo sobre quem seria o capitão do time e eu resmungei qualquer coisa, nem estava prestando muita atenção. Decidi convocar o grupo até o meio do gramado para ter meu primeiro contato.

HELDERS – Primeiramente, bom dia pra vocês. Esse é nosso primeiro contato, mas acredito que vocês já estavam sabendo sobre um novo treinador. Meu nome é Alexander Helders, sou inglês e tenho 26 anos. Sim, alguns de vocês aqui são mais velhos do que isso, porém isso não significa que terão mais comando que eu. Eu serei o comandante de vocês e terão que me obedecer dentro e fora de campo. Vi que rolaram boatos sobre eu ser um desconhecido, sobre eu ser um ex-hooligan e eu confirmo isso tudo. Portanto, se precisar tratar alguém com porrada, não irei pensar duas vezes. Sou um treinador novato e almejo o sucesso, assim como todos vocês aqui. Quero formar um grupo vitorioso, um grupo para subir cada vez mais e alcançar o topo da Escócia. Espero que todos aqui tenham essa mesma ambição, conto com vocês e se alguém discordar disso tudo, basta passar na sala da diretoria para assinar a rescisão de contrato.

Ao final do meu discurso, todos me olhavam sem piscar. Estavam absorvendo tudo o que disparei com violência pra cima delas. Foi um choque, alguns estavam até boquiabertos. Após alguns segundos em silêncio, Garry Brady – um dos jogadores mais experiêntes do plantel – puxou palmas e foi rapidamente seguido pelo resto do elenco. Se o presidente queria chacoalhar o vestiário, consegui apenas com a minha apresentação.

Não precisaria de nenhum treino tático, apenas ordenei a formação de duas equipes para um rachão. Precisaria observar melhor antes de formar um time principal e ir atrás de reforços. McGowne me alcançou e cochichou no meu ouvido “Nada mal para um novato”, com um inglês arranhado com sotaque escocês. Eu estava realmente satisfeito com o meu início no clube.

O time era muito fraco no setor defensivo. Ficou claro que eu precisaria contatar goleiro, zagueiros, um lateral-esquerdo e alguns reforços para a criação no meio campo. Porém, o mais importante mesmo era a zaga. Agora, minha missão é formar uma equipe boa o suficiente para subir para a “Série B Escocesa”. Sem esquecer que antes disso, eu preciso passar pelo teste: cinco jogos com a meta de conseguir oito pontos e assim ficar com o cargo em definitivo.

Tenho até vergonha, porém é necessário perguntar: faz um bom tempo que não faço saga e creio que desaprendi a mexer no html. Tento fazer um hyperlink para anexar coisas no post e não funciona. Mudou tudo, o html no fórum é diferente ou eu que sou ignorante mesmo? Se for possível alguém me ajudar, até pela estética dos próximos posts, fico agradecido. :P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...