Jump to content

Categorias de base


Guest ViniciusCosta

Recommended Posts

Delegação Copa SP de Juniores

1-Maicon

2-Michel Macedo - Destro

3-Lucas Galdino - Destro

4-Fabrício - Canhoto

5-Lenon - Destro

6-Jórbson - Canhoto

7-Wellington Paeckart – Destro (Esquerda +)

8-Bernardo Salim – Destro (???)

9-Pedro Beda - Destro

10-Renan Silva - Canhoto

11-Renan Fonseca

12-Marcelo Carné - Destro

13-Michel Pereira

14-Erick Flores - Destro

15-

16-Guilherme Camacho – Canhoto (Direita ++)

17-Juninho

18-Bruno Paulo - Destro

19-Paulo Sérgio - Destro

20-

21-Rafael

Técnico: Rogério Lourenço

Esse é o time que o Fla levou para a disputa da Copa SP. A medida que forem vendo os jogos, postem qualquer coisa que acharem interessante: desde características físicas (alto, baixo, forte...) até características técnicas.

Ao lado estão os pés preferidos pelo que pude observar no primeiro jogo contra o Nacional-AM (as indicações para o pé "fraco" indo de + à +++). Verifiquem se está correto ou se tem algo a completar.

Outra coisa que não consegui descobrir ainda foram os jogadores inscritos com os números 15 e 20.

Muito obrigado pela ajuda!

1º jogo: Flamengo 4 X 0 Nacional-AM – Piracicaba-SP – 05/01/08

Escalação: Marcelo Carné, Michel Macedo, Lucas Galdino, Fabrício e Jórbson; Lenon, Wellington (Bernardo), Erick Flores (Guilherme Camacho) e Renan Silva (Bruno Paulo); Paulo Sérgio e Pedro Beda.

Gols: 3 do Pedro Beda e 1 do Erick Flores

Na minha opinião, os destaques foram Pedro Beda, Erick Flores, Guilherme Camacho e Michel. Wellington, Lenon e Paulo Sérgio não foram tão bem nesse jogo pelo que eu pude observar.

Link to comment
Share on other sites

  • 3 weeks later...

O Paulo Sérgio foi muito mal nessa Copa SP, no jogo contra o Inter ele fez cada bizonhice...

Link to comment
Share on other sites

Ele realmente não foi bem na Copa SP, mesmo tendo feito aqueles 5 gols na goleada sobre o Ypiranga.

Nem acho que ele seja tão ruim. Na minha opinião, o problema dele é "cabeça fraca" mesmo. Ele tinha feito um ótimo ano no juvenil em 2006 e estava começando a se integrar aos juniores quando o Kléber Leite veio com aquela história de "xodó", "nova jóia" e por aí vai. Por conta disso, subiram o moleque às pressas (passando por cima de jogadores mais "prontos", como o Kayke e o Mezenga) e passaram a depositar todas as fichas nele (até na partida em que o Fla foi eliminado na última Libertadores, ele entrou com a "missão" de resolver).

Além da questão da fragilidade física, essa subida na marra afeta e muito a cabeça de um garoto de 17 anos, que passa a se achar "O" cara. Basta ver as entrevistas que ele deu nesse início do ano, falando que tava indo pra Copa SP para ajudar os outros meninos e depois voltar para o profissional (ele não usou exatamente essa frase, mas quis dizer isso...), se metendo na briga do Souza com o Tardelli... Coisa de um jogador que está sendo mal orientado... Tomara que ele passe mais tempo nos juniores esse ano e consiga colocar a cabeça no lugar.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...
Atuações dos meninos do Fla

Na vitória sobre o Macaé, Aírton foi o melhor. Paulo Sergio manteve a média de gol

Do GLOBOESPORTE.COM, em Mesquita (RJ)

O Flamengo não deu espetáculo, mas venceu o Macaé por 1 a 0 na tarde deste sábado, em Édson Passos. Mas quem não esteve no estádio, em Mesquita, perdeu a chance de acompanhar o desenvolvimento da futura geração de jogadores do Rubro-Negro. Confira o desempenho dos jogadores na final da Taça Rio.

1- Marcelo: quase não teve trabalho. No fim, fez boa defesa em chute de Anderson - 6

2- Davidson: o capitão da equipe fez a jogada do primeiro gol, mas sofreu com os avanços de Giovani no primeiro tempo. Na etapa final, quase fez o seu - 6

3- Anderson Bamba: firme nas divididas e atento às antecipações - 6,5

4- Wellinton: abaixo de seu companheiro de zaga. Foi afoito nas saídas de bola - 5,5

(Fabrício: Entrou aos 43 minutos do segundo tempo - sem nota)

6- Leo: tímido no apoio. Não comprometeu atrás - 5,5

5- Aírton: soberano no meio-campo. Desarmou, puxou contra-ataques, quase fez o seu e mostrou, mais uma vez, que está pronto para o time profissional - 7,5

7- Antônio: formou uma boa dupla de proteção à zaga com Aírton, mas desperdiçou algumas saídas de bola - 6,5

8- Erick: ao contrário de outras partidas não brilhou. Mesmo assim, deu toque de

categoria ao meio-campo - 6,5

10 - Renan: o camisa 10 do Flamengo esteve longe de brilhar. Exagerou nas firulas - 5

(15 - Péca: substituiu o apoiador para dar mais poder de marcação ao Fla. Exagerou na

vontade e recebeu um amarelo - 5,5)

11 - Paulo Sergio: fez o que dele se espera: gol. São 17 em 15 jogos do Campeonato

Carioca - 7

9 - Pedro Beda: grande e habilidoso, o atacante participou da maioria dos lances

ofensivos - 7

(18 - Carlinhos: entrou na vaga de Pedro Beda e irritou o banco de reservas do Fla por

não tocar a bola. Mas acertou uma bola na trave - 5,5)

Link to comment
Share on other sites

Nem acho que ele seja tão ruim. Na minha opinião, o problema dele é "cabeça fraca" mesmo. Ele tinha feito um ótimo ano no juvenil em 2006 e estava começando a se integrar aos juniores quando o Kléber Leite veio com aquela história de "xodó", "nova jóia" e por aí vai. Por conta disso, subiram o moleque às pressas (passando por cima de jogadores mais "prontos", como o Kayke e o Mezenga) e passaram a depositar todas as fichas nele (até na partida em que o Fla foi eliminado na última Libertadores, ele entrou com a "missão" de resolver).

Vou transcrever um texto que saiu no Blog do Corinthians:

12/04/2008

A Máquina de Moer Craques

lulinha3.jpg

Peço desculpas pelo texto enorme. Mas acho que o tema merece. Leia abaixo umas mal traçadas sobre a vida e a morte de um craque – que acaba de fazer 18 anos de idade.

O que vc aí, maloqueiro, maloqueira, fazia da vida quando tinham oito anos de idade? Eu, deixa eu ver... coça, coça, coça.... ah: eu estava na segunda série da Escola Estadual Professor Demosthenes Marques. Lembro que eu gostava da pizza vendida na cantina durante o recreio e do sanduíche de aliche. Minha professora chamava Dona Lourdes. Na frente da escola tinha um boteco que vendia doces (abóbora, geléia, maria mole) e sorvete de massa daquelas máquinas que você escolhia o nome pela cor: mgroselha, uva, laranja. Só a cor mudava, o gosto era mais ou menos o mesmo. Na esquina tinha uma banca de jornal onde eu comprava gibi e do lado a loja da Dona Guiomar, que vendia os decalques que eu punha no trabalho da escola.

- “Pô Edsô, eu lá quero saber da sua infância, eu quero saber é do Corintia, meu!” vai dizer um Fiel mais popeiro aí.

Calma, mané. Estou dando a volta toda para dizer o seguinte:

O Lulinha entrou no Corinthians com 8 anos de idade.

Isso não é chocante? Um moleque com 8 (OITO) anos já entra num clube.

Eu estou até vendo: começa com o pai todo feliz e orgulhoso, pensando “Pô, este moleque joga bola”. Aí os amigos do pai, os vizinhos, os parentes. Pô, esse moleque joga bola.

Na escola, a molecada diz: “pô, esse moleque joga bola”.

Esta criatura ouve há pelo menos 10 anos – em sua vida que tem 18 – que joga bola pra caramba. Que é o tal. Passou pela peneira, fez do infantil pra frente ouvindo, todos os dias, alguém dizer: este moleque joga bola.

Se isso, por si só, não estragar a cabeça de alguém, eu jogo fora minha camisa autografada pelo Sócrates.

Quando fez 16 – dezesseis anos – a família assinou um contrato de três com o Timão. Já tinha empresário – que agora chama Agente Credenciado Pela FIFA. Quem procurou a família para se assenhorar da carreira do Lulinha foi o senhor Wagner Ribeiro.

Depois de ganhar tudo o que tinha direito no Terrão e virar o dono da bola na Seleção Sub-17, Lulinha chegou a auge. Ele tinha 17 anos. Isso faz um ano.

Há um ano, Lulinha foi elevado à condição de Maior Esperança de Revelação. A badalação começou em dezembro de 2007, às vésperas da Copinha, quando ele, já titular da 10 canarinho, foi apontado como “o cara” do Timãozinho.

Vinha de uma temporada em que tinha feito 27 gols em 26 partidas pelo Paulistinha. Depois veio o Sul-Americano Sub-17, em que ele gastou a bola.

Aí a porca começou a torcer o rabo. Na época o técnico do Timão era o Leão, treinador que detesto desde os tempos em que vestiu a nossa número 1. Mas, no entanto, porém, não posso deixar de reconhecer qualidades que, mesmo um cara que detesto, tem. Dia desses, numa dessas mesas redondas, Leão dizia que encontrou este ano no Santos um ambiente muito estranho, com alguns empresários reinando à beira do alambrado.

Talvez por isso, ele tenha resistido a subir o Lulinha para o profissional em março do ano passado. Parece que não gostava mesmo era de empresário com poder de mando no Departamento de Futebol do Corinthians.

No final de março, Wagner Ribeiro fez a seguinte declaração: "Nosso plano para a carreira dele é colocá-lo no time de cima do Corinthians, chegar à Seleção Brasileira adulta e depois atuar em uma equipe da Europa. Mas, se o Lulinha ficar fora do time profissional agora, nós vamos rever esse plano". Com uma multa rescisória de R$ 4 milhões, valor baixo para quem já era comparado a Ronaldinho, Ribeiro ameaçava abertamente o Corinthians, dizendo que tentaria vendê-lo antes mesmo de passar pelo profissional, caso Leão não subisse o moleque.

A pressão de Ribeiro valeu, Lulinha subiu para o profissional. Depois de 27 jogos, Lulinha fez o primeiro gol como profissional contra o Barras, em fevereiro passado. Para quem era artilheiro nas categorias de base, o resultado de sua primeira temporada no profissional foi pífio.

Em novembro passado, enquanto o Timão agonizava no Brasileirão, o agente da FIFA atacou de novo, com ajuda da imprensa. Começou a “aparecer proposta” de levar o moleque pagando a multa rescisória.

Real Madrid, Barcelona e Chelsea seriam alguns dos interessados. E é curioso ler as matérias da época: tudo sai assim no condicional, com “ria” - estaria interessado, teria vontade de comprar, teria enviado um emissário ao Brasil etc. Eu pergunto: a quem interessa este tipo de jornalismo?

De repente, o Lulinha – que não vinha jogando nada – começou a virar promessa de novo. E, num passe de mágica, o contrato que valia até 2009 foi refeito. Nova multa rescisória: R$ 92 milhões, com validade até 2012. Salário reajustado, 25% dos direitos federativos do próprio Lulinha e 75% do Corinthians. Ribeiro, que começou pedindo 40% dos direitos para si, foi curiosamente bondoso e aceitou este acordo.

Faz uma semana mais ou menos o Lulinha se escalou para entrar no jogo contra o Norusca. Devia estar passando um filminho na cabeça: ele esmerilhando, fazendo o gol, saindo carregado como herói da classificação do Timão no quadrangular final do Paulistão 2008. Seria a volta por cima.

Anteontem, uns espíritos de porco foram até o Parque São Jorge e escreveram o que uma parte da torcida anda pensando dele. Picharam o muro do lugar onde um garotinho de 8 anos de idade chegou um dia com um par de chuteiras na mão e a cabeça cheia de sonhos.

O texto certamente não fazia parte destes sonhos: Fora Lulinha!

Esta é a brevíssima história de como funciona uma máquina de destruir craques. Deixo aos jornalistas a tarefa de ir a fundo nesse caso que está matando o futebol brasileiro, literalmente, no nascedouro.

Enquanto os dirigentes não deixarem de ver esses garotos como um maço de notas de 100 dólares, não vai ter ninguém para trabalhar a cabeça desses moleques.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...
Fla faz a limpa nos estrangeiros

Dois argentinos, dois paraguaios, um colombiano e um uruguaio. O Flamengo teve no início deste ano uma invasão de estrangeiros no seu departamento de futebol. Mas agora a realidade mudou. Quatro destes jogadores não estão mais no clube.

A "limpa" começou nas divisões de base. O paraguaio Igor não passou no período de adaptação e foi dispensado. Pouco depois foi a vez de o colombiano Santiago Tréllez deixar o clube.

- Ele não se adaptou e entendemos que não valia a pena mantê-lo - explica o coordenador das divisões de base, Rivelino Serpa.

O único remanescente é o uruguaio Hugo. Porém, ele não anda com muito prestígio. Recentemente foi a uma excursão na Europa com o time C dos juniores.

Nos profissionais, os gringos tiveram poucas chances. O "hermano" Colace e o guarani Gavilán foram embora com menos de meia dúzia de jogos pelo Flamengo. Primo de Lionel Messi, Maxi andou esquecido, mas recuperou prestígio com Caio Júnior e deve ser titular na partida do próximo sábado, contra o Figueirense.

- Ele é um ponta antigo, que me agrada bastante - diz o treinador rubro-negro.

Dos gringos, só o Soria continua nas categorias de base.

Link to comment
Share on other sites

  • 6 months later...

Copinha

1 Marcelo Carné (18 anos)

(Marcelo Henrique Passos Carné)

2 Léo (18 anos)

(Leonardo Martins dos Santos)

3 Lucas (18 anos)

(Lucas Galdino de Paiva)

4 Henrique (18 anos)

(Henrique Zorzal Moreira)

5 Lenon (18 anos)

(Lenon Fernandes Ribeiro)

6 Jorbison (17 anos)

(Jorbison Reis dos Santos)

7 Talles (18 anos)

(Talles Henrique Ribeiro)

8 Bruno (18 anos)

(Bruno Paulo Machado Barbosa)

9 Diego (17 anos)

(Diego Maurício Machado de Brito)

10 Camacho (18 anos)

(Guilherme de Aguiar Camacho)

11 Paquetá (18 anos)

(Vinicius dos Santos Cunha)

13 Christiano (17 anos)

(Christiano Andrey Araujo Vieira)

14 Saba (18 anos)

(Vitor Rodrigues Saba)

15 Hugo (18 anos)

(Hugo Maximiliano Soria Sanchez)

16 Paulista (18 anos)

(Bruno Ricardo Faustino)

17 Juninho (18 anos)

(Paulo Roberto Marcelino Dias Junior)

18 Rafael (17 anos)

(Rafael Galhardo de Souza)

19 Frauches (16 anos)

(Rodrigo Frauches de Souza Santos)

20 Eliabe (17 anos)

(Eliabe Rosa Guimarães Tinoco)

22 Diego (18 anos)

(Diego Lima da Silva)

23 Elivelto (16 anos)

(Elivelto Ribeiro Dantas)

24 Dudu (17 anos)

(Eduardo Rodrigues Souza)

25 Ricardinho (16 anos)

(Ricardo da Silva Faria)

26 Marcelo (17 anos)

(Marcello Victor Mileo Vidotti)

Acho que alguns desses jogadores nem sequer existem na db, como esse ricardinho, dudu, elivelto, Frauches..

Link to comment
Share on other sites

Só vai dar pra saber essas coisas assistindo a copinha. O bom é que o 9.3 sai depois do final da copa SP de juniores, aí já dá pra saber mais ou menos como são esses jogadores.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 year later...

Delegação da Copa SP Juniores 2010:

1.Marcelo (18 anos) (Marcello Victor Mileo Vidotti)

2.Alex (17 anos) (Alex Santos da Vitoria)

3.Michel (18 anos) (Michel Pereira da Silva)

4.Christiano (18 anos) (Christianno Andrey Araujo Vieira)

5.Maicon (17 anos) (Maicon Douglas Teixeira Goulart Alves)

5.Luiz Antonio (18 anos) (Luiz Antonio Souza Soares)

6.Anderson (17 anos) (Anderson Santos da Vitoria)

7.Guilherme (17 anos) (Guilherme Ferreira Pinto)

8.Lorran (17 anos) (Michel Lorron Rodrigues Mota)

9.Dudu (18 anos) (Eduardo Rodrigues Souza)

10.Eliabe (18 anos) (Eliabe Rosa Guimarães Tinoco)

11.João (18 anos) (João Vitor Ribeiro Rodirgues)

13.Frauche (17 anos) (Rodrigo Frauche de Souza)

14.Matheus (17 anos) (Matheus Emidio Magalhães)

15.Elivelto (18 anos) (Elivelto Ribeiro Dantas)

16.Thomas (16 anos) (Thomas Jaguaribe Bedinelli)

17.Nixon (17 anos) (Nixon Darlanio Reis Cardoso)

18.Lucas (18 anos) (Lucas Quintino de Souza)

19.Rafael (18 anos) (Rafael Galhardo de Souza)

20.Diego (18 anos) (Diego Maurício Machado de Brito)

21.Ricardinho (17 anos) (Ricardo da Silva Faria)

21.Pablo (16 anos) (Pablo Felipe dos Santos Rodrigues)

22.Douglas (17 anos) (Douglas Henrique dos Santos Lima)

23.Maiycon (17 anos) (Maycon de Jesus Santana)

24.Vinicius Grajau (16 anos) (Vinicius Onfre Mota)

25.Caio (16 anos) (Caio Fernando Borges dos Santos)

27.Fernando (16 anos) (Fernando Fernandes Rodrigues)

28.Rosicley (16 anos) (Rosicley Pereira da Silva)

29.Marquinhos (17 anos) (Marcos Vinicius Vieira Botelho)

30.Vinicus (17 anos) (Vinicius Maciel Gomes)

Fonte

Desses jogadores, coisas que posso citar ao assistir os jogos:

Dudu é o craque do time... Excelente atacante, boa movimentação, frieza, técnico e bom drible. Jogador que vem me agradando muito! Promessa...

João Victor é o maestro. Passes precisos, boas arrancadas, presença de ataque e marca bem, além de saber fazer gols.

Christiano fez um gol de falta hoje. Bate faltas com força e é canhoto. Bom zagueiro.

Eliabe é canhoto, camisa 10, estilo Zé Roberto. Carregador de bola, habilidoso.

Não to com a db aberta aqui, então, dêem uma olhada se todos eles estão lá. Eu posso ajudar com as posições dos que não estiverem! ;]

Link to comment
Share on other sites

Eu estou acompanhando o torneio e já fiz estas alterações.

3 jogadores da base do Flamengo (Rafael Galhardo, Jorbison e Diego Maurício) também vão jogar hoje pela seleção sub-20, 22:00 contra o Uruguai (vai passar no Sportv2, eu acho).

Link to comment
Share on other sites

  • 9 months later...

Romário e filho de Bebeto decidem, e Flamengo leva o Estadual juvenil

Atacante com o mesmo nome do Baixinho entra no segundo tempo e brilha. Matheus faz o segundo na vitória sobre o Botafogo

Nome de craque, arrancada ao estilo do craque. Aos 16 anos, Romário nasceu no dia do tetracampeonato mundial e neste sábado experimentou a primeira glória no Flamengo. O atacante foi o grande destaque na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, na Gávea. Ele sofreu um pênalti – convertido por Pedrinho – e deu a assistência para Matheus, filho de Bebeto, marcar o segundo. O resultado garantiu o título carioca invicto à equipe juvenil, comandada por Fernando Vanucci. O Rubro-Negro não era campeão sem derrotas na categoria sub-17 desde 1980.

Assim como Rafinha, que não jogou porque estava suspenso, Romário chegou ao Flamengo via parceria com CFZ. Rápido e habilidoso, o menino entrou no segundo tempo e foi o grande destaque da partida.

- Fico feliz por ajudar. Sou primeiro ano de juvenil, mas felizmente posso ajudar o time 93, que é muito forte. Foi um jogo emocionante e que será inesquecível. O título pelo Flamengo tem o sabor diferente e é muito bom sentir isso. Vim de Aperibé, no interior do Rio, e a vida aqui não é fácil. Moro na concentração, é tudo muito difícil, mas nessas horas vem a recompensa - declarou.

A etapa inicial foi arrastada, com poucas chances de gol e leve superioridade do Botafogo. Mas a segurança do goleiro Caio salvou o Flamengo quando necessário. Destaques habituais da equipe, o camisa 10 Adryan e o artilheiro Thomaz foram substituídos e os reservas resolveram. Romário azucrinou a defesa alvinegra até, aos 28 minutos do segundo tempo, arrancar do meio-campo e ser puxado na área. No lance, o zagueiro do Botafogo foi expulso. Pedrinho cobrou com tranquilidade e abriu o placar. Em outra linda jogada, Romário driblou goleiro, defensor e chutou no pé da trave. No fim do jogo, o mesmo Romário rolou e Matheus, com categoria, bateu no rasteiro no canto esquerdo.

- A dupla funcionou. Mas o importante é o grupo - disse Matheus, que foi observado por Bebeto nas arquibancadas da Gávea.

Link to comment
Share on other sites

Bom, o Rafinha não veio no FM 2011. Espero que ele seja criado em algum patch ;]

Nome completo: Rafael Lima Pereira

Nascimento: 01/04/1993

Local de nascimento: Rio de Janeiro (RJ)

Altura: 1,64 m

Peso: 55 Kg

Pé preferido: Destro

Posição: Atacante (AC), Meia-Atacante central

Número preferido: 11

Número da camisa: 20

Histórico de clubes: CFZ (RJ) - 2010

Flamengo - 2010

Informações: Foi um dos destaques do time que acabou de ser Campeão Carioca Juvenil. Dizem que possue um estilo de jogo parecido com o do Neymar, porém, mais objetivo. Veja o que disse o técnico do time, Fernando Vannuci em entrevista:

- O Rafinha tem muita qualidade técnica, inteligência, finaliza muito bem e é bastante rápido. Outra característica dele é a frieza. Em jogos importantes ele costuma se sobressair. É um dos que o Flamengo pode esperar que será um bom fruto. O clube vai ser bem sucedido com ele.

Sugestões: CA: 105

PA: -8 ou -9

Eu colocaria ele com uma boa finalização, compostura, técnica, velocidade/aceleração e jogos importantes. PROVAVELMENTE deve driblar bem, por assemelharem o garoto ao Neymar. E como atributos psicológicos, por terem dito que ele é inteligente ao jogar, daria bons atributos de sem bola, criatividade e determinação.

Pela altura e peso que encontrei, também colocaria ele com indices de força, impulsão e cabeceio baixos.

Link to comment
Share on other sites

O Fabrício fez alguns jogos pelo time titular e eu gostei dele, tirando alguns erros, mas nada fora do normal. E no FM eu sempre uso o Jórbison haha

Link to comment
Share on other sites

Sou estudante de jornalismo e tô fazendo uma matéria sobre o Thomás Jaguaribe. Aproveitei e colhi alguns dados do garoto.

Nome completo: Thomás Jaguaribe Bedinelli

Nascimento: 24/02/1993

Local de nascimento: Juiz de Fora (MG)

Altura: 1,75 m

Peso: 65 Kg

Pé preferido: Destro

Posição: Atacante, Meia-Atacante (DEC)

Nacionalidade secundária: Italiana

Histórico de clubes: SC Juiz de Fora - 2004-2006

Roma (ITA) - 2007

Flamengo - desde 2008

Fontes: http://www.brazilsoccer.com.br/atleta_detalhe.php?id=145, http://www.fmfutsal.org.br/art_estadual_pre.htm,

A passagem pelo Roma eu descobri em uma conversa. Ele passou um ano lá e veio pro Flamengo.

E pra ajudar ao montar os atributos dele, eis trechos de uma entrevista:

"Já o Thomaz é um grande finalizador. Além de saber jogar como referência na frente, pode jogar pelos lados."

"Fui o artilheiro do time com 17 gols. Eu comecei como meia, mas o Fernando Vannucci me colocou para jogar mais na frente."

Fonte

Link to comment
Share on other sites

No FM 2010 o Thomas é uma grande promessa do elenco, não levou muito tempo pra ele entrar no meu time principal.

Link to comment
Share on other sites

Só pra constar mais umas coisas, vou postar a matéria que foi publicada no maior jornal da cidade hoje, domingo, 31! Dados que completam o histórico do garoto =)

Talento juizforano na Gávea

Há pouco mais de quatro anos, um garoto juizforano, que ainda fazia a migração do futsal para o futebol de campo, embarcava para a Itália, onde ficaria um período de dois meses no Roma, um dos maiores clubes da Europa. De lá para cá, muita coisa mudou na vida de Thomás Jaguaribe Bedinelli, hoje com 17 anos. Mas a vontade de vencer no mundo da bola continua a mesma e levou o jovem juizforano ao Flamengo, clube pelo qual, no último dia 16, conquistou seu primeiro título: o Campeonato Carioca sub-17.

Além de levantar a taça, o meia-atacante Thomás Jaguaribe, como é chamado no meio boleiro, foi o jogador do Flamengo que mais marcou na competição, com 17 gols. “Gosto de atuar liberado para armar e chegar na frente para fazer gols. Foi muito especial ser o artilheiro do Fla. Fiz 17 gols em 17 jogos, fiquei a um gol do artilheiro do campeonato (Yago, do Vasco), mas disputei sete jogos a menos que ele, por conta de dores na bacia que me deixaram um mês só fazendo fisioterapia”, conta.

Parte de uma geração aclamada na Gávea como um time do qual podem sair diversos talentos, o juizforano sabe da importância do primeiro título da equipe. “Foi a minha primeira conquista pelo Flamengo, e a primeira a gente nunca esquece, né? Foi também um título de afirmação da equipe dos nascidos em 1993. Porque sempre falaram que era uma categoria com ótimos jogadores, mas que não ganhava títulos, e provamos o contrário”, disse Thomás, um dos líderes da equipe que terminou a competição sem perder, fato inédito no Carioca juvenil, que teve sua primeira disputa em 1980.

CFZ, Academia, Bom Pastor e Sport

Thomás começou bem cedo no esporte e logo se destacou, chamando a atenção de clubes juizforanos, cariocas e do exterior. “Comecei no Centro de Futebol Zico (CFZ) de Juiz de Fora, com 4 anos. Joguei pela Academia de Comércio, onde eu estudava, fui para o futsal do Clube Bom Pastor e, posteriormente, para o Sport. Me destaquei em um jogo e vim jogar futsal pelo Botafogo em 2003. Em 2004, migrei para o futebol de campo, também no Botafogo. No fim de 2006, fiquei um tempo no Roma, da Itália, até hoje minha maior experiência esportiva. Retornei ao Botafogo e, no começo de 2008, cheguei ao Flamengo, onde estou até hoje”, conta o jogador.

O faro para balançar as redes do juizforano vem do início dividido entre a quadra e o campo. “O futsal me ajudou muito a ter essa característica. Eu sempre fiz muitos gols, mas parece que esse ano a sorte também estava ao meu lado, e consegui ser o artilheiro do Flamengo”, acredita.

Hoje, o jovem, que termina o terceiro ano do Ensino Médio no Colégio Futura, encara uma rotina dura, preparando-se para dar passos definitivos na carreira, com foco total no profissionalismo. “Até o juvenil eu treinava apenas de manhã, mas agora subi para os juniores e, normalmente, treinamos de tarde ou até mesmo em dois períodos. Quando nós viajamos para disputar alguma competição, ficamos o dia todo no hotel, concentrados, só saímos mesmo para jogar e treinar. O ritmo de concentrações, viagens e treinamentos tem sido cada vez mais puxado, mas isso significa que estamos evoluindo cada vez mais. Tenho contrato com o Flamengo até junho de 2012 e pretendo cumprir. Quero poder, daqui a pouco tempo, estar na equipe profissional”, deseja.

De olho na Copa São Paulo de Juniores

Integrado ao elenco de juniores, Thomás disputa atualmente a Taça Otávio Pinto Guimarães (OPG), principal competição da categoria no calendário do segundo semestre dos clubes do Rio de Janeiro, como titular em um time formado, em sua maioria, por garotos nascidos em 1990. “Em dezembro agora tem o Campeonato Brasileiro, no Rio Grande do Sul, e, em janeiro, a Copinha (Copa São Paulo de Juniores), que é a competição mais esperada”, diz o juizforano.

Com talento que o levou a pular algumas etapas já nas categorias de base, o atleta de Juiz de Fora já vai para sua segunda participação na Copa São Paulo de Juniores, competição que disputou esse ano, ainda com 16 anos. “Foi uma ótima e inesquecível experiência, pois foi quando eu comecei a realmente ver o que é o Flamengo, como as pessoas são apaixonadas pelo clube e como ele é querido em qualquer lugar do Brasil. A pressão é enorme, e a torcida nos cobrou muito por termos saído cedo da competição. Eu acho que nessa edição da Copinha eu vou estar mais experiente e acostumado à importância do torneio. Também devo ter mais chances de atuar, porque a diferença de idade vai ser menor para a minha (esse ano, a Copa São Paulo de Juniores terá jogadores nascido a partir de 1992)”, explica Thomás, nascido em 1993.

Consciente de que os jovens atletas de hoje estarão em campo nas duas principais competições que serão realizadas no Brasil em um futuro não tão distante - a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 -, o juizforano já tem seu foco na Seleção Brasileira. “Meu objetivo maior no momento é ser convocado para a Seleção Sub-18, em janeiro, e continuar dando sequência ao trabalho que venho fazendo no Flamengo. Vou trabalhar para estar na Copa de 2014 e nas Olimpíadas de 2016. São meus sonhos”, revela.

EDIT: Faltou a fonte ;x

A passagem pelo Roma seria como empréstimo, teste ou definitivo? Eu marcaria como empréstimo, algo mais próximo da realidade, pelo que aconteceu!

Link to comment
Share on other sites

Acho que foi uma espécie de "trial", mas empréstimo é o mais próximo disso mesmo para colocar na história dele.

Artigo muito interessante e informativo, por sinal. Bom trabalho. :)

Link to comment
Share on other sites

Acho que foi uma espécie de "trial", mas empréstimo é o mais próximo disso mesmo para colocar na história dele.

Artigo muito interessante e informativo, por sinal. Bom trabalho. :)

Isso! E não esquece de adicionar o Botafogo no histórico! =)

Só uma coisa: a matéria não é minha não.. Eu ainda tô na faculdade! haha Isso ae foi um repórter daqui mesmo que fez.. :rolleyes:

EDIT: Pra não criar outro tópico, vou falar aqui mesmo sobre o Rafinha! Conforme pode ser visto no video desse link, ele cai muito pelos lados do campo, principalmente o direito. Não sei se é tendência do jogador, se é orientação do treinador ou se foi só nesse jogo, mas o fato é que aconteceu isso.

E cá entre nós, por esse vídeo, não demostrou muito do que falavam dele não.. :thumbsup:

Link to comment
Share on other sites

Avaliar jogador por video é sempre complicado (ainda mais em um jogo contra o Barra Mansa), por hora ele deve ficar -7 mesmo. Mas ainda assim dá para pegar algumas coisas uteis com base no video.

E de qualquer forma aquele artigo tem muitas informações uteis. :D

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...