Jump to content
  • 0

Jogos amistosos na equipe reserva?


just12

Question

No Brasil as equipes de reservas ficam muito tempo sem jogos, então vale a pena montar uma equipe de reservas pra jogar vários amistosos e o CampSUB23 ou é melhor emprestar os jogadores? Eu tenho estrutura profissional e base de ultima geração, ai fico pensando nisso... o que acham que é melhor?

Link to comment
Share on other sites

1 answer to this question

Recommended Posts

17 horas atrás, just12 disse:

No Brasil as equipes de reservas ficam muito tempo sem jogos, então vale a pena montar uma equipe de reservas pra jogar vários amistosos e o CampSUB23 ou é melhor emprestar os jogadores? Eu tenho estrutura profissional e base de ultima geração, ai fico pensando nisso... o que acham que é melhor?

Eu acredito - e aqui ressalto que é minha opinião pessoal e talvez alguém possa contradizer com alguma informação concreta baseada em fatos do jogo - que emprestar é melhor. Mas respondo isso sem pensar nessa hipótese de ficar marcando amistoso. Normalmente os reservas participam de um campeonato próprio (não sei no Brasil, na verdade, digo baseado em times europeus, que muitas vezes não tem um escalão reserva, mas sim um sub-20), então acabo deixando eles ali mesmo, embora a gente saiba que um torneio sub-20 (ainda mais no FM) não tenha o mesmo nível do profissional - só não sei o quanto essa questão influencia na evolução do jogador, porque tenho a impressão de que o que importa mesmo é ele ter tempo de jogo, mesmo que o nível da competição não seja altíssimo.

De qualquer maneira, deixo aqui alguns critérios que uso para me guiar na hora de decidir se empresto ou não o jogador:

Primeiro é averiguar qual o nível do jogador, pra saber onde ele se encaixa. Não adianta você listar ele pra empréstimo, vir um monte de time da 2ª divisão querendo ele, mas o dito cujo ser um jogador de nível de 3ª divisão. Nesse caso, é bem provável (embora não seja regra) que ele não tenha muitos minutos de jogo e, bem, aí é melhor deixar ele no seu clube mesmo fazendo uso das suas estruturas de topo.

O segundo argumento é justamente já pegando gancho nesse primeiro argumento, que é sempre averiguar o tempo de jogo proposto pelos clubes que querem o jogador. É óbvio que isso nem sempre é regra, mas é algo para se levar como base. E digo que não é regra por experiência própria: tive um jogador que emprestei e só no fim da época, quando pediram ele novamente, reparei que tinha emprestado ele como 'Squad Player', mas apesar disso, ele foi titular absoluto lá (e por isso preferi emprestá-lo novamente pra esse clube e não para outro que o queria, apesar do estatuto no contrato com o clube no qual ele estava fosse o mesmo de antes).

Outra coisa a se levar em conta exatamente o nível das instalações de treino do clube ao qual você emprestará o jogador. Felizmente nas últimas edições do FM, a gente não precisa mais ficar dando trocentos cliques pra chegar no menu referente a isso, porque na própria tela de negociação do empréstimo o FM disponibiliza essa informação no canto esquerdo inferior em meio a outras informações. Claro, além do nível das instalações, tem que ver também se o clube disputa alguma competição, se tem o calendário cheio, né?!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...