Jump to content
Sign in to follow this  
ggpofm

Profissão: Técnico | O segundo decênio (2030-39) | atualizado: 12/03

Recommended Posts

ggpofm

yQiscWf0oqAepO_XfNuZcSzfFF_NgZkLRWvWCjWT

 

(Re)começo

De volta ao Brasil

Sem contar a última tentativa realizada alguns meses atrás, já são mais de dois anos e oito meses desde o término do meu último save aqui na área.

Se faz tempo que não compartilho um save aqui, faz mais tempo ainda que não jogo na liga brasileira. Minha última vez foi em 2009, com o save “Profissão: Treinador”, jogado no FM 09. Para esse retorno ao Brasil, utilizarei o FM 20 e o Brasil Mundi UP (21/04), as ligas adicionais recomendadas por eles e também o mod de melhoria da inteligência artificial (02/05) do Lohan. Ao todo serão 26 países de três continentes (América do Sul, Europa e Ásia) e um total de 31 divisões jogáveis. Também selecionei outras opções importantes para o save que podem ser vistas aqui.

Save de clube ou de carreira?

A proposta do save é aproximar-se do que ocorre na carreira de um técnico no Brasil, ou seja, trabalhos curtos, principalmente quando os resultados positivos (títulos, promoções, classificações relevantes) não forem conquistados rapidamente.

Infelizmente, sabemos que o FM não simula a realidade brasileira, mas a europeia, onde os técnicos conseguem mais tempo para desenvolver um trabalho. Sendo assim, não sei bem ao certo como a minha proposta funcionará na prática. O que desejo, por exemplo, é que ao término de 10 temporadas, eu não tenha apenas dois ou três clubes no currículo, algo raríssimo na carreira de qualquer técnico brasileiro. 

Por isso, caso acompanhe o save, acostume-se com as trocas de clubes, mas elas não serão automáticas, cada situação será avaliada individualmente para dar conta de sua especificidade no que se refere ao técnico, clube e também ao contexto no qual eles estão inseridos.

Técnico ou manager?

O título, “Profissão: Técnico”, não foi escolhido ao acaso. Poderia ter optado por “Profissão: Manager” como fez o @rafinha . ou repetir o título o “Profissão: Treinador”, mas preferi o título “Profissão: Técnico” por dois motivos: caracterizar melhor o save como uma história de um profissional brasileiro e reforçar que o meu trabalho será, preferencialmente, como técnico e não como manager, ou seja, utilizarei em larga escala as atribuições da comissão técnica e diretoria, deixando o meu personagem cuidando, principalmente, do campo e bola. 

Contudo, manterei a possibilidade de modificar minha carreira à medida que adquirir novas licenças e aumentar a reputação do meu personagem. Nesse caso, se eu quiser, dependendo do contexto, poderei incorporar algumas responsabilidades, ampliando o meu lado “manager” no save.

O técnico

O save não será ficcional, mas assumirei outra identidade. O técnico será Sebastião Oliveira ou Tião como é mais conhecido entre familiares e amigos. Tião nasceu no Recife em 3 de julho de 1998, dia da vitória do Brasil sobre a Dinamarca por 3 a 2 na Copa do Mundo da França. Com apenas 21 anos, decidiu correr atrás dos seus sonhos e transformá-los em realidade. 

O começo da trajetória dele será como eu prefiro jogar FM, com a qualificação mais baixa possível, ou seja, um técnico com passado de futebolista amador e sem qualquer licença.

GE5aqb5NW0UsevqhxqH7b8gfF4KyYIF5w-k0s8pG

Pensei bastante se Tião Oliveira deveria adotar uma filosofia específica de jogo que caracterizasse o trabalho dele durante o save, mas decidi deixá-lo livre para experimentar os mais diversos modelos de jogo diante dos desafios que o FM apresentar. 

Como também não poderia deixar de ser, Tião também tem um time do coração, mas diferentemente da maioria da população recifense que torce para um dos clubes do Trio de Ferro (Sport, Santa Cruz e Náutico), ele é torcedor do América (PE). 

Apaixonado por seu time de infância e seu estado natal, Sebastião Oliveira sonha em trabalhar em Pernambuco e quem sabe, dirigir o América algum dia, mas sabe que o futebol reserva muitas surpresas, algumas totalmente inesperadas. K6CPhQNkaafDZMSZ3KHi3GgeLhlkSsVF1zHwKJM_

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

ACtC-3fjCv-Bzv_-_YUeSI0W-lOFA_kAt9nI6tIQ

 

Índice

Reflexões sobre o FM

Temporada 2020: Jaboticabal (SP) 

14.05.2020 "Salve o esquadrão de aço, Furacão da Marechal Deodoro"
15.05.2020 A realidade do futebol paulista
17.05.2020 Estavam com a bexiga lixa
18.05.2020 A chance existe
19.05.2020 Renovação à vista?
22.05.2020 História: Um dos estádios mais antigos do Brasil

Temporada 2021: Jaboticabal (SP) 

23.05.2020 Saiu a lista!
26.05.2020 Não é hora de amarrar a cabra
27.05.2020 Título e promoção
30.05.2020 Um time de jovens comandado por um jovem
01.06.2020 História: a maior cidade brasileira sem um time profissional

Temporada 2022: Jabaquara (SP) 

04.06.2020 "Avante, avante Jabaquara, meu gigante lá da Caneleira"
08.06.2020 Sorteio ingrato
10.06.2020 Mais um ano de trabalho
12.06.2020 História: Seis gols no Santos de Pelé

Temporada 2023: Jabaquara (SP) 

14.06.2020 Será que agora vai?
16.06.2020 Não está fácil
19.06.2020 Mudança à vista no Jabaquara
22.06.2020 História: A Gripe Espanhola e o Campeonato de 1918

Temporada 2024: Centro (PE) 

27.06.2020: "Tenho coração centrista, o verdadeiro dragão"
28.06.2020: Um passo de cada vez
30.06.2020: Não foi dessa vez
02.07.2020: E agora?
08.07.2020 História: Um clube que merecia mais

Temporada 2025: Centro (PE) 

16.07.2020: Lutar contra o rebaixamento
19.07.2020: Rebaixamento fatal?
24.07.2020: Mancha no currículo
27.07.2020: História: Gentil Cardoso: Tri com o trio de ferro

Temporada 2026: Sul América (AM) 

04.08.2020: "É o Trem da Colina que ultrapassa, a conquista de uma taça, para mostrar o seu valor" 
06.08.2020: Surpresas
09.08.2020: O Rio Negro pela frente
11.08.2020: Jogando contra
14.08.2020: O rebaixamento que não foi
17.08.2020: História: O bi inesperado

Temporada 2027: Íbis (PE)

23.08.2020: "Juro por Deus, eu prometo, que o Passáro Preto vai dar tudo no gramado"
25.08.2020: Quase 100%
26.08.2020: Vilão e herói
30.08.2020: Interrompido pelo Baraúnas
02.09.2020: História: Este é o pior time do Brasil

Temporada 2028: Íbis (PE)

04.09.2020: Teremos título neste ano?
06.09.2020: Reparação
09.09.2020: A Rede Globo como inspiração
11.09.2020: História: Filhos de Israel

Temporada 2029: Íbis (PE)

13.09.2020: Surpresa no Pernambucano
15.09.2020: Conquista inédita
17.09.2020: Transações e mais transações
19.09.2020: Vale nada para quem tem muito
21.09.2020: O primeiro decênio (2020-29)

Temporada 2030: Íbis (PE)

24.09.2020: Dá para ir mais longe?
28.09.2020: Mudanças não funcionam
30.09.2020: Defesas fortes ganham títulos, mas também rebaixam
05.10.2020: Clima de fim de festa
07.10.2020: História: Trens e trilhos

Temporada 2031: Fluminense de Feira (BA)

09.10.2020: “Tua glória merecida e honrada, em três cores, ostentando tua fibra”
11.10.2020: Surpresa no Campeonato Baiano
13.10.2020:  Alegria e tristeza em Feira de Santana
15.10.2020: Sebastianismo

Temporada 2032: Fluminense de Feira (BA)

20.10.2020: Objetivos traçados, sonhos renovados
22.10.2020: Ah, o Bahia!
23.10.2020: Cavalo Selado
25.10.2020: Goleada em cinco minutos
27.10.2020: História: A Bahia com a camisa da Seleção

Temporada 2033: Fluminense de Feira (BA)

30.10.2020: Falta o título baiano
01.11.2020: Decisão na Fonte Nova
03.11.2020: O Sebastianismo se fortalece
06.11.2020: Trabalho completo

Temporada 2034: Cruzeiro (MG)

14.11.2020: “Existe um grande clube na cidade, que mora dentro do meu coração”
16.11.2020: Balcão de negócios
18.11.2020: O heptacampeonato em disputa
22.11.2020: Solidez acima de tudo
25.11.2020: Título e recorde
27.11.2020: História: Zico, Maradona e Jacozinho

Temporada 2035: Cruzeiro (MG)

04.12.2020: Acima do capitão há um Coronel
06.12.2020: Faltou brilho?
10.12.2020: Dupla Grenal lidera
13.12.2020: Grêmio conquista a tríplice coroa

Temporada 2036: Cruzeiro (MG)

18.12.2020: Depois de 17 anos
24.12.2020: Para dar confiança ao que virá
27.12.2020: Faixa carimbada
30.12.2020: Convite do Peru
04.01.2021: Prêmio pelo trabalho
06.01.2021: História: Flávio Araújo: o outro Rei do Acesso

Temporada 2037: Sport (PE)

15.01.2021: “A vida a gente vive pra vencer, Sport, Sport, uma razão para viver”
19.01.2021: Stop the count!
22.01.2021: Tarefa obrigatória
24.01.2021: Recém-promovidos surpreendem
29.01.2021: Repetindo 1987

Temporada 2038: Sport (PE)

03.02.2021: Favoritismo no Estadual e só?
06.02.2021: De volta à Copa Libertadores
10.02.2021: Pés no chão
16.02.2021: Nos passos de Muricy Ramalho

20.02.2021: Campeão Brasileiro novamente

Temporada 2039: Sport (PE)

28.02.2021: Último ano no Sport
01.03.2021: Troféu inédito
05.03.2021: Tigre, Urubu e Porco
08.03.2021: Oscilação quase custa caro
10.03.2021: Ano rubro-negro
12.03.2021: O segundo decênio (2030-39)

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

ACtC-3fjCv-Bzv_-_YUeSI0W-lOFA_kAt9nI6tIQ

 

Histórico de Competições

Temporada 2020: Jaboticabal (SP)

  • Campeonato Paulista (2ª Divisão B): eliminado na 1ª fase
  • Brasileirão (Pré-Regional): eliminado na fase de grupos


Temporada 2021: Jaboticabal (SP)

  • Campeonato Paulista (2ª Divisão B): vice-campeão (promovido)
  • Brasileirão (Pré-Regional): 1º lugar no Grupo 22 (promovido)


Temporada 2022: Jabaquara (SP)

  • Campeonato Paulista (2ª Divisão: eliminado nas 1ª fase oitavas de final
  • Brasileirão (Pré-Regional): 1º lugar no Grupo 26 (promovido)


Temporada 2023: Jabaquara (SP)

  • Campeonato Paulista (2ª Divisão): eliminado na semifinal
  • Brasileirão (Série Regional): eliminado na 1ªfase


Temporada 2024: Centro (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A2)vice-campeão (promovido)
  • Copa Pernambuco: eliminado na 1ª fase
  • Brasileirão (Pré-Regional): 1º lugar no Grupo 9 (promovido)


Temporada 2025: Centro (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1): 9º lugar (rebaixado)
  • Brasileirão (Série Regional): eliminado na 1ªfase


Temporada 2026: Sul América (AM)

  • Campeonato Amazonense (Série A): semifinalista 
  • Brasileirão (Série Regional): eliminado na 1ªfase


Temporada 2027: Íbis (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A3): Campeão (promovido)
  • Brasileirão (Série Regional): eliminado na fase 16 avos de final
     

Temporada 2028: Íbis (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A2) : vice-campeão (promovido)
  • Brasileirão (Série Regional): eliminado na fase oitavas de final (promovido)


Temporada 2029: Íbis (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1) : vice-campeão
  • Copa Pernambuco: Campeão
  • Brasileirão (Série D): eliminado na fase 16 avos de final


Temporada 2030: Íbis (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1) : eliminado na semifinal
  • Copa Pernambuco: Bicampeão
  • Brasileirão (Série D): eliminado na fase 16 avos de final
  • Copa do Brasil: eliminado na 3ª eliminatória
     

Temporada 2031: Fluminense de Feira (BA)

  • Campeonato Baiano (1ª Divisão): vice-campeão
  • Copa do Nordeste: eliminado na fase preliminar
  • Brasileirão (Série D) : Campeão (promovido)
     

Temporada 2032: Fluminense de Feira (BA)

  • Campeonato Baiano (1ª Divisão): vice-campeão
  • Copa do Nordeste: eliminado na semifinal
  • Brasileirão (Série C) : Campeão (promovido)
  • Copa do Brasil: eliminado na 1ª eliminatória


Temporada 2033: Fluminense de Feira (BA)

  • Campeonato Baiano (1ª Divisão): Campeão
  • Copa do Nordeste: Campeão
  • Brasileirão (Série B) :  9º lugar
  • Copa do Brasil: eliminado na 2ª eliminatória


Temporada 2034: Cruzeiro (MG)

  • Campeonato Mineiro (Módulo I): Campeão
  • Brasileirão (Série B) : Campeão
  • Copa do Brasil: eliminado na 5ª eliminatória (oitavas de final)
     

Temporada 2035: Cruzeiro (MG)

  • Campeonato Mineiro (Módulo I): Bicampeão
  • Copa do Brasil: eliminado na 5ª eliminatória (oitavas de final)
  • Brasileirão (Série A) : 7º lugar (classificado para a Copa Libertadores)


Temporada 2036: Cruzeiro (MG)

  • Campeonato Mineiro (Módulo I): Tricampeão
  • Copa do Brasil: eliminado nas quartas de final
  • Brasileirão (Série A) : 5º lugar (classificado para a Copa Libertadores)
  • Copa Libertadores: eliminado nas quartas de final


Temporada 2037: Sport (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1) : Undecacampeão
  • Copa do Nordeste: Campeão
  • Copa do Brasil: eliminado nas quartas de final
  • Brasileirão (Série A) : Vice-campeão (classificado para a Copa Libertadores)


Temporada 2038: Sport (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1) : Dodecacampeão
  • Copa do Brasil: vice-campeão
  • Brasileirão (Série A) : Campeão (classificado para a Copa Libertadores)
  • Copa Libertadores: eliminado na semifinal


Temporada 2039: Sport (PE)

  • Campeonato Pernambucano (Série A1) : Tridecacampeão
  • Supercopa do Brasil: Campeão
  • Copa do Brasil: eliminado nas quartas de final
  • Brasileirão (Série A) : Bicampeão (classificado para a Copa Libertadores)
  • Copa Libertadores: vice-campeão

Share this post


Link to post
Share on other sites
Nei não cai (38D)

Boa sorte, mas acho que não faz tanto tempo do teu último save😁

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC

Boa sorte com o save.

Esse título do save me lembrou determinados treinadores que só trabalham nas divisões inferiores do Rio de Janeiro ou mesmo em clubes pequenos, tipo Bangú, Boavista, Cabofriense,etc. tipo Alfredo Sampaio.  Seria um bom save.

Share this post


Link to post
Share on other sites
𝙻𝚄𝙸𝚉

Que bom ver você como contador, novamente, GG. Desejo sorte e força para se manter motivado com o FM. 😉 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Peepe

Boa sorte com a carreira! Gostei muito da proposta por me identificar, essa coisa de ir quebrando galho e tampando buraco de clube em clube é sempre um desafio interessante. Se me permite, acho até válido que em algum momento priorize assumir clubes já com a temporada iniciada, outra marca dos treinadores brasileiros.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Seguradora Gralha Azul

Bom retorno, GG.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Andreh68

clap.gif

Oba, vou cornetarrr.

Boa sorte, bom divertimento. Achei boas escolhas sobre o Tião, apesar do que meu coração alvirrubro bater mais forte.

Se me permite uma opinião, depois de tanto tempo sem engatar um save, não se esforce muito. Va curtindo os sucessos e a sofrência!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ElPerroMG

Boa sorte GG, espero que possa se divertir. 

A temática do save é muito boa, nos aproxima da realidade nacional. 

Certeza que acompanharei.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Goulart

Boa Sorte, GG! Acompanharei aqui.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Besouro Azul

Achou que estou tendo um Dejavu 🤣

Uma questãozinha mais técnica. Jogar com tudo isso de ligas não deixa o jogo muito lento na hora de passar os dias ?

Share this post


Link to post
Share on other sites
marciof89

Repetirei o que falei da outra vez: ansioso pra ver um save do homem em tempo real. Boa sorte GG!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Vannces

Curioso para ver esse treinador sem qualquer experiência ganhar a vida a partir do futebol de várzea, rs. Boa sorte! Acompanhando.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Henrique M.

Boa sorte, Gilson. Que esse tenha um final diferente do anterior.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Tsuru

Oi Gilson. Boa sorte no seu save, eu acompanhei o Profissão: Treinador e como já mencionei algumas vezes, gostava muito. Espero que esse aqui te divirta tanto quanto a versão anterior.

Se me permite duas observações, a primeira é que acho muito arriscado usar o Brasil MundiBug, que notadamente tem grandes problemas com bugs e em ligas inferiores, como inclusive já ocorreu em outros saves na área. Entendo que a experiência não seria prejudicada com a database original ou mesmo ativando apenas a Série D (que dá pra fazer numa boa pelo editor), mas bem, você optou por esse caminho e espero que corra bem.

A segunda é que acho muito complicado tentar ser apenas um técnico num jogo todo preparado para ser manager. Do tipo, não é que não dá pra fazer, é que o foco dele parece ser tão diferente que receio que isso acabe prejudicando a sua própria experiência, criando frustrações e dificuldades que não ajudem o andamento do save. Mas, da mesma forma, espero que não seja assim e que você consiga se divertir.

Bom save!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Valismaalane

Boa acompanhando!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
9 hours ago, Neynaocai said:

Boa sorte, mas acho que não faz tanto tempo do teu último save😁

Foi o que eu disse: "Sem contar a última tentativa realizada alguns meses atrás."😉

Valeu.

9 hours ago, LC said:

Boa sorte com o save.

Esse título do save me lembrou determinados treinadores que só trabalham nas divisões inferiores do Rio de Janeiro ou mesmo em clubes pequenos, tipo Bangú, Boavista, Cabofriense,etc. tipo Alfredo Sampaio.  Seria um bom save.

Obrigado.

LC, não me incomodaria de ficar rodando nessas divisões se fosse uma dificuldade imposta pelo FM. Como você bem sabe, existem centenas de treinadores que ficam nesses clubes que não fazem parte da elite e trabalham, riem, choram, sustentam suas famílias com o trabalho nesses clubes. Valeu.

9 hours ago, brlgon said:

Que bom ver você como contador, novamente, GG. Desejo sorte e força para se manter motivado com o FM. 😉 

Valeu pelo incentivo, Lucho. Vou precisar mesmo. 

8 hours ago, Peepe said:

Boa sorte com a carreira! Gostei muito da proposta por me identificar, essa coisa de ir quebrando galho e tampando buraco de clube em clube é sempre um desafio interessante. Se me permite, acho até válido que em algum momento priorize assumir clubes já com a temporada iniciada, outra marca dos treinadores brasileiros.

Obrigado, Peepe. Quero ver o que consigo fazer em curto prazo. Se conseguir algum sucesso, vamos para o passo seguinte, mas sempre na precariedade do trabalho como é a vida de um técnico no Brasil.

Sim, claro. Isso deve acontecer. O Tião não será dos técnicos que só desejam pegar clubes em início de temporada. E pegar trabalho começado é sempre um bom desafio.

 

8 hours ago, Khroiskantis said:

Bom retorno, GG.

Valeu, Nismo.

 

8 hours ago, Andreh68 said:

clap.gif

Oba, vou cornetarrr.

Boa sorte, bom divertimento. Achei boas escolhas sobre o Tião, apesar do que meu coração alvirrubro bater mais forte.

Se me permite uma opinião, depois de tanto tempo sem engatar um save, não se esforce muito. Va curtindo os sucessos e a sofrência!

Deve cornetar. Cornetar é um direito inalienável do torcedor. Futebol sem corneta é como estádio sem público.

Valeu. Vou te confessa, também tenho uma quedinha pelo Naútico.

É um conselho importante. Sofrência é importante.

Obrigado.

 

8 hours ago, ElPeroMG said:

Boa sorte GG, espero que possa se divertir. 

A temática do save é muito boa, nos aproxima da realidade nacional. 

Certeza que acompanharei.

Eu também. Obrigado.

Busco essa aproximação que você citou, mas vamos ver se funciona no FM20. 

Valeu.

 

8 hours ago, Goulart said:

Boa Sorte, GG! Acompanharei aqui.

Valeu, Goulart, Obrigado.

 

8 hours ago, Besouro Azul said:

Achou que estou tendo um Dejavu 🤣

Uma questãozinha mais técnica. Jogar com tudo isso de ligas não deixa o jogo muito lento na hora de passar os dias ?

Será?🤣

Eu tenho um computador muito bom e quero testá-lo com o passar das temporadas. Entendo a preocupação e ela também é minha. Se a coisa complicar, existem ligas candidatas a serem retiradas: Rússia, Ucrânia, Turquia. Algumas da Ásia também, mas não posso retirar as da América do Sul porque preciso saber como a Libertadores vai funcionar com tudo o que o pessoal do Brasil Mundi UP fez. Eles dizem que a Libertadores ficou mais equilibrada. Também não posso tirar as ligas Top 5 da Europa (Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França) porque tem a questão da Copa do Mundo e do Mundial de Clubes. Então veremos como tudo isso vai rolar, mas qualquer coisa eu vou avisar no tópico.

 

8 hours ago, marciof89 said:

Repetirei o que falei da outra vez: ansioso pra ver um save do homem em tempo real. Boa sorte GG!

O Márcio, obrigado pelo apoio mais uma vez. Torcendo para que tudo vá adiante como o planejado. Valeu.

 

7 hours ago, Vannces said:

Curioso para ver esse treinador sem qualquer experiência ganhar a vida a partir do futebol de várzea, rs. Boa sorte! Acompanhando.

Pois é, o jovem Tião resolveu se arriscar. Vamos ver que tipo de técnico ele será. Vai ser de elite? Ou vai ser um das centenas de anônimos que existem e peregrinam pelo Brasil de clube em clube? Um abraço.

22 minutes ago, Henrique M. said:

Boa sorte, Gilson. Que esse tenha um final diferente do anterior.

Valeu. Espero que sim.

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
2 hours ago, Tsuru said:

Oi Gilson. Boa sorte no seu save, eu acompanhei o Profissão: Treinador e como já mencionei algumas vezes, gostava muito. Espero que esse aqui te divirta tanto quanto a versão anterior.

Se me permite duas observações, a primeira é que acho muito arriscado usar o Brasil MundiBug, que notadamente tem grandes problemas com bugs e em ligas inferiores, como inclusive já ocorreu em outros saves na área. Entendo que a experiência não seria prejudicada com a database original ou mesmo ativando apenas a Série D (que dá pra fazer numa boa pelo editor), mas bem, você optou por esse caminho e espero que corra bem.

A segunda é que acho muito complicado tentar ser apenas um técnico num jogo todo preparado para ser manager. Do tipo, não é que não dá pra fazer, é que o foco dele parece ser tão diferente que receio que isso acabe prejudicando a sua própria experiência, criando frustrações e dificuldades que não ajudem o andamento do save. Mas, da mesma forma, espero que não seja assim e que você consiga se divertir.

Bom save!

Opa, Tsuru.

Espero que a proposta anterior seja executada de forma melhor dessa vez.

Sobre o Mundi UP. Acho que toda as ligas alternativas sempre comportam riscos. Tenho acompanhado o Brasil Mundi UP faz algum tempo e também sempre tenho receios. No caso desta aqui, rodei até 2063 sem erros. Quando eu passei a acompanhar o tópico deles, o que percebi é que os erros ocorrem porque as pessoas não seguem as orientações deles. Muitos seguem e jogam por temporadas a fio, sem problemas. O @marciof89 fez o save do Tupi com o Mundi Up. Então, eu resolvi tirar a prova dos nove. O risco está aí, é verdade.

Eu tenho uma opinião diferente sobre o Brasil e a América do Sul em geral no FM. Acredito que o FM nunca conseguiu reproduzir, nem de perto, como é a realidade do futebol sul-americano, é aí, eu me sinto com a experiência prejudicada ao jogar aqui. O Brasil Mundi UP vende a ideia de que eles fazem diferente em competitividade, finanças, imersão... Eu decidi testar. Se eu começasse com um clube da Série D eu não me sentiria satisfeito, sério. Existem muitos clubes inativos da base de dados original e isso diminui a competitividade. Mas entendo sua preocupação e ela não é sem fundamento.

Não sei se você considera as mudanças que o FM vem fazendo desde quando implementou as "Responsabilidade da Equipe Técnica" como algo positivo, mas o que vejo é que é possível deixar quase tudo nas mãos de outros. Funciona? Há reclamações, mas quero ver se eu vou entrar nesse grupo ou não ou se mesmo reclamando vou gostar desse "caos", dessa falta de controle, de ter que conseguir fazer o melhor, mesmo quando as condições não ajudam.

Acho que o FM tem se tornado excessivamente imersivo e no momento, não quero gastar tempo com muitas das coisas que ele tem, mas também não quero ir para o FM Touch. A minha proposta é justamente criar frustrações e dificuldades para mim. Se eu tiver isso vou ficar feliz. Queria que tivesse o modo "presidente louco" aquele que demite o técnico depois de seis partidas. Me desculpe a falta de modéstia, mas seu eu tiver o controle de um clube no FM, eu sei o que fazer e como fazer para ganhar e aí passa a ser uma questão de tempo a conquista de títulos. Infelizmente, a IA ainda sofre quando enfrenta um técnico humano, por isso eu quero brincar e dar mais oportunidades para ela enfrentar um técnico humano com maior igualdade. Ela desperdiça dinheiro? Contrata mal? Então vou deixá-la controlando o  meu dinheiro e contratando. Ela treina mal os atletas? Vai treinar os meus também. Ela monta um comissão técnica ruim? Então vai montar a minha também. Essa é a ideia do save. Vai funcionar? Não sei, não faço testes de save em off. Então tudo tem um pouco de risco.

Mas agradeço suas opiniões e sei que você torce pelo melhor no save. É só na troca de opiniões que melhoramos.😉

 

2 hours ago, Valismaalane said:

Boa acompanhando!

Valeu, Valismaalane.

Share this post


Link to post
Share on other sites
PedroJr14

Boa sorte, GG. E bom retorno. A proposta do save é bem interessante, acho que vai dar certo!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm
11 minutes ago, PedroJr14 said:

Boa sorte, GG. E bom retorno. A proposta do save é bem interessante, acho que vai dar certo!

Valeu, Pedro. Espero que funcione dessa vez.

Share this post


Link to post
Share on other sites
mfeitosa

Que ótima surpresa, Gílson! Te desejo toda a sorte com o save e claro que estarei acompanhando de perto.

De toda forma, devo admitir que estou um pouco receoso em relação às ligas alternativas adicionadas, com base no trabalho que eu tive para conseguir agrupar um conjunto mais "seguro" com essas ligas, com o propósito de criar o "Soy Loco Por Ti América", que ainda assim não ficou do jeito que eu queria. Meu receio, definitivamente, não é pelos famosos crash dumps e sim por possíveis bugs que podem surgir ao longo das temporadas.

Não sei se você atentou a isso em suas simulações, mas eu recomendaria você ter uma atenção redobrada a três pontos principais:

  1. Inscrição de jogadores em ligas nacionais: Percebi que várias dessas ligas "bugam" na segunda ou terceira temporada (algumas até mesmo na primeira) e a parte de inscrição das equipes fica toda bagunçada. As equipes passam a inscrever apenas jogadores da base e os principais nomes dos times ficam sem jogar. Em alguns casos, as equipes não conseguem inscrever nenhum jogador e atuam com jogadores "cinzas". Isso acaba enfraquecendo o nível do futebol do continente, ao invés de fortalecê-lo. 
  2. Regulamento: Percebi que em algumas ligas, as regras de rebaixamento e promoção ficam bagunçadas com o passar das temporadas. Por exemplo, tanto em "regras" quanto na própria "tabela da competição" você vê que apenas uma equipe sobe em determinada liga, mas ao final da temporada acabam subindo três ou quatro, o que torna o campeonato uma verdadeira zona.. Isso aconteceu comigo justamente na liga chilena e quase não consegui corrigir isso. Se me perguntar o que eu fiz para corrigir, nem vou mais saber te dizer. Foi na velha tentativa e erro. Por muito pouco, eu deixei de fazer o save por este motivo. 
  3. Calendarização: Esse também é complicado. Em algumas ligas, o campeonato simplesmente deixa de ser calendarizado com o passar das temporadas. Em casos mais malucos, a liga não é calendarizada nem na primeira temporada. Esse problema pode ser causado por incompatibilidade entre as ligas carregadas, principalmente, no quesito "data de início". No caso do meu save, eu fui obrigado a iniciar na temporada 2019, caso contrário, diversas ligas apresentariam problema.

Caso tenha atentado a estes pontos, apenas desconsidere a minha colocação. 😉 

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites
Stay Heavy

Que bom retorno, Mestre!

Agora o time tá todo completo: GG, Beraldo, Jiri, Henrique e Brunotrink.

Boa sorte ao Tião!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites
ggpofm

-gqiWCmcBg74eagw7qfw-BdJrR-liHPi5wM7wqkk

 

Temporada 2020: "Salve o esquadrão de aço, Furacão da Marechal Deodoro"

Perto ou longe de casa?

Um treinador totalmente inexperiente e ainda por cima jovem, muito jovem. Onde Sebastião Oliveira poderia dar os primeiros passos na carreira de técnico? Imaginei que o melhor início para ele seria em seu estado natal e preferencialmente em um clube daqueles com calendário competitivo por apenas alguns meses do ano. Outra opção seria fazer o caminho que milhões de nordestinos fizeram e ainda fazem rumo à região Sudeste, indo entre outros destinos para o estado de São Paulo, que segundo o IBGE, tinha 4,6 milhões de nordestinos em 2010. 

Sebastião Oliveira candidatou-se ao emprego de técnico para um clube pernambucano e um paulista e depois das entrevistas, assinou com o Jaboticabal Atlético, de São Paulo. No Brasil Mundi UP,  o Jaboticabal está entre os 11 clubes de menor reputação no Brasil e participa da 2ª Divisão B de São Paulo, um dos 10 campeonatos de menor reputação. 

No Brasil Mundi UP, o futebol paulista tem as Séries A1, A2, A3, 2ª Divisão e também uma quinta divisão, a 2ª Divisão B (2ªB), que existiu na realidade e foi disputada pela última vez em 2004. Também existe uma copa estadual, a Copa Paulista. 

Jaboticabal Atlético: O Tigre de Atenas

O Jaboticabal Atlético é um clube da cidade de Jaboticabal, com população estimada em pouco mais de 77 mil habitantes, 97º lugar em população entre os 645 municípios do estado de São Paulo. Fundada em 1828, tornou-se município em 1868. Localizada a quase 60 quilômetros de Ribeirão Preto, Jaboticabal também está próxima de Taquaritinga (30 Km), Sertãozinho (44 Km) e Bebedouro (44 Km). Para a capital do estado, a distância é de 345 quilômetros.

ACtC-3dsrYttGYvQdynmXJgjWYLXpnusyrjB-zdvJpXDXnNGh3NMKB0RdihGrroDNJ6T8ZvL444vlB-psShGNtygBe4YNgtRSQMascFk56SCbw4YGBk2Gr64KuuVA09BMOf1jxP8RW7_1WUSUIhRY2lOvDyJ4A=w800-h400-no?authuser=0
Clique na imagem para ampliá-la e clique aqui para ouvir o hino do Jaboticabal.

O Atlético, como é mais conhecido, é um clube centenário fundado em abril de 1911, sete meses depois da fundação do Corinthians. É um dos muitos exemplos de clubes brasileiros que possuem trajetória intermitente e lutam para sobreviver. Nunca disputou a principal divisão do Campeonato Paulista, tendo participado 52 temporadas entre a A2, A3 e 2ª Divisão. 

00XIRNsEpNWDDVQ2aQDqet8ytOZRB3KrHoa_fuiX

O clube conquistou três títulos em sua história. Foi campeão paulista da A3 em 1990, campeão da 2ª Divisão em 1989 e 1996. Também foi vice-campeão da 2ª Divisão em 1979 e da Copa Paulista em 2002.

O Jaboticabal sempre mandou suas partidas em um estádio inaugurado em 1912, um ano após a fundação do clube, o Doutor Robert Todd Locke, chamado também de Estádio da Marechal. Infelizmente, ele foi leiloado em 2009 e parcialmente demolido em 2012. Desde então, sem estádio, o Atlético manda suas partidas no campo José Antônio Fonseca, o Canhoteiro.

Finanças: Vai faltar dinheiro

Como as transferências e a folha salarial dos jogadores e comissão técnica serão gerenciadas pela direção, as finanças receberão atenção menor. As informações serão registradas, mas só eventualmente serão detalhadas sobre o que acontece nesse setor.

  • Saldo global: R$ 86.792
  • Orçamento de transferências: R$ 0
  • Folha salarial: R$ 19.118 (Orçamento salarial: R$ 19.230)
  • Orçamento de olheiros: R$ 96.150

Pelo tamanho da folha salarial e do saldo disponível já é possível antecipar que o saldo ficará negativo rapidamente, mas isso é problema da diretoria do Jaboticabal.

Diretoria e Comissão Técnica: O presidente é quem manda

Na comissão técnica há apenas um profissional, além de Sebastião Oliveira, o auxiliar técnico, Marconi da Silva (newgen). Inicialmente, a diretoria tem apenas o presidente Vitorino Afif, que concentra a maior parte das responsabilidades, já Sebastião Oliveira fica com 13 tarefas. O auxiliar técnico também tem algumas responsabilidades.

PINST5yh--5g3oyUGKGxEr480fs7W3El7Or8cL4R


Elenco e transferências: É com eles que vou

No Jaboticabal Atlético existiam 30 jogadores, sendo 16 deles sub-20. Os dois com avaliação mais alta pelo assistente eram Igor (meia externo esquerdo) e Marcelino (zagueiro), seguidos de Baitello (volante) e Wellington (atacante) e abaixo deles, Cairo (19A) (meia-atacante), Alejandro Mesa (meia-atacante), Nathan (zagueiro) e Hérick (lateral esquerdo). Foram esses oito jogadores e outros de uma estrela ou menos que formaram o elenco inicial com 18 jogadores.  

A presença de dois meias-atacantes e um volante entre os mais bem avaliados do elenco e a ausência de meias centrais levantaram uma questão importante sobre a tática a ser utilizada: usar os meias-atacantes em suas respectivas posições preferidas ou colocá-los em posições secundárias, no caso a meia central. Com receio de prejudicar o desempenho dos jogadores, a opção foi por deixá-los em suas posições originais.

xUdTc1VwUdaajKrCxd_Gr7TsmwLz6e79HqgjUReV

Usando a ferramenta de comparação de elenco foi possível ter uma noção com relação às outras 511 equipes que participarão da Pré-Regional no 2º semestre do ano. Com exceção dos goleiros que surpreenderam positivamente com seis de oito atributos (pontapé, reflexos, alcance aéreo, domínio da área, um para um, lançamentos) acima da média, o restante do elenco deixou a desejar, com poucos atributos acima da média: defesa (impulsão, marcação, velocidade), meio-campo (passe), ataque (velocidade, aceleração), mentais (trabalho em equipe), físicos e técnicos (nenhum atributo). Além disso, 12  atributos técnicos, nove mentais, quatro físicos e cinco para todas as posições estavam entre os 100 piores avaliados. ACtC-3diOwF03c1QtV0e7CoBywtQg9b01W6HgBa8LXMY5-Rum3ujonaLyF72siF6y059E1xGWGXHcPABbJWkPFIHQbZhXV_uQT0iAUYcXSVgFdDrcnosrX5ITy9fehjIsJopRQEkIdI_U20rXgfC67NKbt7c9w=s15-no?authuser=0

Share this post


Link to post
Share on other sites
LC
3 horas atrás, ggpofm disse:

Acho que o FM tem se tornado excessivamente imersivo e no momento, não quero gastar tempo com muitas das coisas que ele tem, mas também não quero ir para o FM Touch. A minha proposta é justamente criar frustrações e dificuldades para mim. Se eu tiver isso vou ficar feliz. Queria que tivesse o modo "presidente louco" aquele que demite o técnico depois de seis partidas. Me desculpe a falta de modéstia, mas seu eu tiver o controle de um clube no FM, eu sei o que fazer e como fazer para ganhar e aí passa a ser uma questão de tempo a conquista de títulos. Infelizmente, a IA ainda sofre quando enfrenta um técnico humano, por isso eu quero brincar e dar mais oportunidades para ela enfrentar um técnico humano com maior igualdade. Ela desperdiça dinheiro? Contrata mal? Então vou deixá-la controlando o  meu dinheiro e contratando. Ela treina mal os atletas? Vai treinar os meus também. Ela monta um comissão técnica ruim? Então vai montar a minha também. Essa é a ideia do save. Vai funcionar? Não sei, não faço testes de save em off. Então tudo tem um pouco de risco.

Mas agradeço suas opiniões e sei que você torce pelo melhor no save. É só na troca de opiniões que melhoramos.😉

O ideal pra mim era que o FM tivesse níveis de dificuldades: Fácil, Médio, Difícil, Muito Difícil e Extremamente Difícil. No extremamente difícil o jogador teria a obrigação de começar num clube de divisão inferior, Tipo Série C do Brasil, Terceira da Alemanha, Espanha, França, Itália e Portugal. 6ª Divisão ou abaixo disso na Inglaterra.Além do staff controlar a maior parte das ações, como finanças, transferências e contratações de jogadores, etc. Dessa forma teríamos níveis diferenciados para os jogadores, tanto experientes, como inexperientes. A maioria aqui do fórum já joga Manager a muito tempo e todos sabemos o caminho das pedras do jogo. Uma dificuldade maior seria muito bom. Eu mesmo com o save do York subi direto na primeira temporada, uma dificuldade na segunda e agora na terceira a molecada está voando e provavelmente as dificuldades serão poucas. Espero que consiga se frustrar por causa de um péssimo resultado, se divertir com aquele 1x0 suado e principalmente voltar a ter gosto de jogar o FM. Vida longa ao save.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

  • Similar Content

    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Na década de 90, a coisa mais comum nos campos europeus eram os tradicionais pontas velocistas; dribladores rápidos com capacidade de cruzar bem uma bola e que ficavam sempre preso no seu corredor de atuação. Atualmente, esse é um perfil bastante difícil de se encontrar nos elencos dos grandes clubes do mundo. No jogo moderno, é função dos alas e laterais atacarem os flancos e cruzar a bola para a aula. O ponta tradicional foi substituído pelo ponta de pé trocado. O ponta invertido (extremo invertido em PT-PT, por isso também no jogo e aqui nesse guia) é um desses casos dentro do FM, assim como o avançado interior.
      Enquanto esses pontas de pé trocado surgiram e evoluíram dentro do 4-2-3-1, eles tem funções diferentes dentro de campo de acordo com o time que jogam ou com a formação que são usados. Nas versões anteriores do Football Manager, a única opção tática que um treinador tinha para esse tipo de formação era utilizar um avançado interior. Atualmente, ganhamos uma ferramenta a mais, com o extremo invertido. A principal tarefa desses pontas de pé trocado é utilizar sua velocidade e técnica para duelar com seu marcador e conduzir a bola e o time para mais próximo do gol adversário.
      Para aqueles que ainda não sabem do que estamos falando, vou deixar alguns exemplos da vida real e que inspiraram a Sports Interactive a moldar a função de acordo com seu talento. Jogadores como Arjen Robben, Franck Rybéry e Thierry Henry são alguns dos ícones do futebol que ajudaram o Football Manager a trazer esse tipo de atleta do campo para as telas dos computadores. Hoje, atletas como Serge Gnabry e David Neres são grandes máquinas dentro do Football Manager graças ao que esse tipo de atleta trouxe para o motor do jogo.
      Normalmente, o estilo de jogo desses atletas é bem direito. Uma vez que tem a bola nos pés, eles combinam técnica e dribles com aceleração e boas tomadas de decisão para deixar o marcador para tráz e ou finalizar ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado para continuar a jogada. Esse estilo de jogo não combina muito com o estilo de outros avançados interiores da vida real, que cortam para dentro, mas optam por uma enfiada de bola ou cruzamento ao invés do chute.
      Em versões anteriores, ou você transformava esses jogadores em avançados interiores, incluindo seus comportamentos codificados no motor do jogo (e que não podem ser removidos) que instruíam eles a cruzar menos, ou os transformava em construtores de jogo avançados, aceitando que eles iriam cruzar menos e chutar menos, mas fariam passes mais arriscados. Isso mudou a partir do FM 2020, que passou a nos oferecer o Extremo Invertido.
      Como essa função dá aos treinadores maior flexibilidade? As instruções se tornaram mais claras, assim como as percepções de cada um sobre o que cada função pode fazer dentro de uma partida. Para vermos o que eles devem fazer, basta olharmos para as instruções que não podem ser removidas no painel tático. Como mencionamos o Avançado Interior e o Construtor de Jogo Avançado, iremos compará-los antes de chegarmos à estrela desse guia, o Extremo Invertido. Começaremos pelo Construtor de Jogo Avançado.

      O construtor de jogo avançado, quando colocado nas pontas, é primariamente um meio-campista colocado em uma posição de maior largura, que busca encontrar espaços e criar oportunidades para si ou para os companheiros de equipes. O jogador funciona de forma bem restrita, mas tendem a recompor defensivamente quando o time está sem a bola.

      Quando comparamos o construtor de jogo avançado com o avançado interior, podemos ver imediatamente que o avançado interior movimenta-se mais em direção à área, buscando penetrações e necessitam de um tipo diferente de capacidades e habilidades ofensivas.

      E isso faz sentido quando nós examinamos seus comportamentos inerentes e que não podem ser retirados. O avançado interior é mais ofensivo. Eles querem conduzir a bola até o coração da defesa adversária, cortando para dentro a partir do corredor lateral. Ao invés de tentarem criar chances para seus companheiros com uma enfiada de bola, é mais provável que eles tentem marcar o gol por conta própria.
      Entretanto, isso não significa que eles irão chutar a esmo e ignorar companheiros melhores posicionados. Quando colocado em uma tarefa atacar, eles tendem mais a querer marcar o gol, enquanto na função apoiar, o avançado interior está mais afastado do gol e é mais provável que procurem um companheiro livro ou no espaço.

      Isto tudo nos traz até o extremo invertido. A descrição do jogo diz que ele "busca cortar para dentro a partir do terço ofensivo para criar espaço para laterais ultrapassarem e subsequentemente sobrecarregar defensores recuando."

      Seu comportamento inerente é diferente quando comparado as outras funções que mencionamos, já que eles não são instruídos a cruzarem menos ou a correr mais riscos nas tomadas de decisão. Eles são uma versão mais conservativa do avançado interior, ou talvez para ser mais preciso, a combinação entre o avançado interior e o construtor de jogo avançado.
      A movimentação de um extremo invertido é mais lateral se comparada ao avançado interior. O extremo invertido move-se para o corredor central, cortando de uma posição mais aberta. Mas ao invés de finalizar, ele quase sempre passa a bola antes de correr para se posicionar dentro da grande área.

      Quando examinamos o mapa de calor do, combinado com o de passes recebidos pelo, extremo invertido, nós podemos ver essa movimentação. Ele corta para dentro para receber o passe, progride e se posiciona entre o zagueiro e o lateral na área.

      Texto traduzido e adaptado por Henrique M. para o Engenharia do Futebol e FManager Brasil
      Fonte: https://www.footballmanager.com/the-byline/look-inverted-winger-wednesday-wisdom
    • PedroJr14
      By PedroJr14
      Eu já venho matutando há algum tempo uma nova história com um time do meu estado. Depois que o Altos conseguiu o acesso à Série C essa vontade aumentou mais ainda. A grande cereja do bolo foi o relatório sobre a última história que eu fiz aqui, onde o nosso querido @Peepedisse que ainda esperava uma história minha com começo, meio e fim. Desafio aceito!
      O CLUBE
      Muitos aqui sabem que o Altos subiu para a Série C de 2021, mas acredito que poucos sabem das dificuldades enfrentadas pelo clube durante o ano de 2020. A Associação Atlética de Altos fundada como equipe amadora em 2013, na cidade de Altos-PI, cerca de 40km de distância da capital Teresina, se profissionalizou em 2015 e logo obteve sucesso a nível estadual. A organização do clube impressionava e logo no seu primeiro ano profissional conquistou o título da Segunda Divisão do Piauí, garantindo assim o acesso para a Primeira Divisão no ano seguinte. Já no seu primeiro ano na elite, o Altos obteve a melhor campanha do campeonato e venceu a final sobre o River por 4x2 no agregado, porém perdeu o título no tribunal, por conta da escalação de um jogador irregular. Ainda em 2016 o altos obteve a melhor campanha da história da primeira fase da Série D, naquela época(5v-1e-0d), mas acabou eliminado pelo CSA, que conseguiria acessos consecutivos até a primeira divisão.
      O ESTÁDIO

      O Altos manda seus jogos no Estádio Municipal Felipe Raulino, o "FELIPÃO", que tem capacidade para cerca de 4 mil torcedores. Apesar de ficar muito próxima à capital Teresina, o Altos prefere mandar até os jogos grandes no seu estádio, mesmo às vezes sendo menos vantajoso financeiramente, só não joga lá quando é obrigado pela federação. O acanhado Felipe Raulino se transforma em Felipão, um verdadeiro caldeirão quando o time do Altos pisa lá dentro, que já fez o clube conseguir resultados improváveis.
      O MASCOTE

      Particularmente a coisa mais espetacular que eu acho nesse time é o mascote, que além de ser LINDO e SENSUAL, literalmente vive para o clube. E por conta dele eu criei o clássico dos mascotes entre Altos e Piauí Esporte Clube, que também tem um mascote espetacular, nada mais nada menos que um RATO MOLHADO, que se enxuga durante os jogos.
      O QUE ACONTECEU EM 2020?
      A nossa história começará no início de 2020, ignorando os acontecimentos desde ano, mas sem a maioria dos jogadores importantes contratados no ano, diria que sem os mais importantes. Nossas finanças estão zeradas, não temos dinheiro para contratações ou salários e contamos com apenas 18 jogadores no elenco, com posições muito carentes como a presença de apenas 1 goleiro, 1 lateral-direito e 3 zagueiros e 3 meias de ofício.
      Os desafios para um time como o Altos vão bem além das 4 linhas. O clube não tem estrutura, nem investimentos, não tem um banco de análise de dados, nem categorias de base. Vai ser um grande desafio comandar esse time nas próximas temporadas, ainda que eu já conheça alguns atalhos nas divisões inferiores e no Nordeste do Brasil.
      Ainda não posso adiantar qual será a meta para o fim da história, mas acredito que eu só vá parar depois de pelo menos um título de Campeonato Brasileiro, já que eu costumo dar sorte em Copas, então não vou colocar a Copa do Brasil como meta principal. O intervalo (ingame) entre os capítulos também ainda não foi determinado, mas pode ser de 3/3 meses, 4/4 ou 6/6. Devo fazer uma história baseada em tudo que rodeia o clube, passando pelo treinador, presidente e a relação do Altos com a política, o que não costuma dar certo no futebol.
      Estou aberto a dicas, críticas e tudo que possa me ajudar a melhorar como contador dessa história, espero contar com vocês.
      É possível ter uma temporada semelhante à que aconteceu na vida real em 2020-21? Como fazer um time tão limitado ser competitivo? Veremos nos próximos capítulos.
      Sala de troféus
      Capítulos
    • Danut
      By Danut
      Olá pessoal. Sejam bem-vindos ao meu novo save aqui no Profissão: Manager. Desde o FM14 que eu namoro a ideia de jogar um save em que as contratações fiquem nas mãos da diretoria. Nas versões anteriores do FM, porém, essa opção não funcionava de forma adequada. Deixar tudo na mão da diretoria significava jogar campeonatos com apenas cinco ou seis jogadores, com um elenco de dez homens em que seis são laterais esquerdos, e outras bizarrices do tipo. Por conta disso, nunca levei um save do tipo adiante.
      Nas versões mais recentes, porém, isso parece ter sido corrigido. Notadamente, temos aqui na área o exemplo do @ggpofm (que, aliás, novamente merece os créditos pelo banner, que peguei da Galeria de Gráficos), que tem conseguido jogar de forma satisfatória um save nesse estilo. Isso me encorajou a tentar um save no mesmo estilo. A primeira tentativa não teve grande sucesso esportivo, mas a parte das contratações funcionou bem e me encorajou a compartilhar um save nesse formato por aqui.
      E é a partir disso que chegamos ao save atual, no qual acompanharemos a trajetória de Mathis Liam, jovem belga nascido na pequena cidade de Tubize. Diferentemente do que costumo fazer, este será um save de carreira, com o treinador podendo circular também pelos países vizinhos. No entanto, pretendo abordar a carreira de forma um pouco diferente do que está sendo feito em outros saves da área, dando prioridade ao trabalho no clube atual. Não haverá nenhuma regra fixa quanto a isso, mas o meu plano é focar as escolhas de troca de clube no ciclo de cada equipe, em vez de pensar no que seria melhor para a carreira do treinador em si.
       
      Treinador

      Mathis Liam tem 25 anos e poucas qualificações para ser treinador de futebol. Em um daqueles milagres que só acontecem no FM, porém, conseguiu um cargo como treinador em equipe a ser apresentada no próximo post. Com sorte, nosso treinador conseguirá aproveitar a oportunidade para aumentar seu status dentro do mundo do futebol.
       
      Dados do save
      Ligas carregadas: Bélgica, Alemanha, França, Inglaterra (todos 3ª divisão e acima) e Holanda (2ª divisão e acima).
      Base de dados: pequena, com cerca de 24 mil jogadores.
      Data de início: 1º de julho de 2019
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, sem orçamento na primeira janela de transferências
    • ElPerroMG
      By ElPerroMG
      Em todos os meus saves, desde que comecei a jogar FM, sempre fui vislumbrado por utilizar a divisão de base no FM. Esse amor pelo base só aumentou quando comecei acompanhar de perto o futebol argentino nos últimos anos. Devido a crise no país, os times são obrigados a utilizar o que de melhor em sua categoria jovem para formar elencos competitivos. O maior exemplo disso, e minha maior inspiração, é o que faz Gallardo no comando do River. Nos últimos anos, Gallardo revelou diversas jóias como Emanuel Mammana, Exequiel Palacios, Gonzalo Montiel, Martinez Quarta, Júlian Alvarez, Benjamín Rollheiser entre outros. Devido a essa inspiração no trabalho do Muñeco e minha idolatria pela utilização da base, resolvi abraçar o Desafio da base no FM20, principalmente por conta das melhorias que foram feitas no acompanhamento da base nessa versão do FM. Acompanhei 2 sagas com esse modelo aqui no fórum, a do Ari com o Jaraguá e a do Henrique com a Caldense, que também me serviram de inspiração.

      Como um bom mineiro, não quis fugir do estado na escolha do clube, e, pra falar verdade foi até fácil a escolha. Escolhi o Boston City FC Brasil, time criado em 2018 exatamente com essa ideia - O clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.

      Utilizando somente nossas fornadas, tentaremos atingir os seguintes objetivos:
      Equipe
      Utilizar somente a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa.  Ter um jogador formado no time convocado para a seleção (Maikon Motta (38B), Adriel Luciano (42A), Allanzinho (44A)) Ter um jogador formado no clube disputando uma Copa do Mundo (Allanzinho 44A Copa 2050 e 2054); (Adriel Luciano 42A Copa 2054); (Felipe Bezerra 46F Copa 2054) Ter eleito o melhor jogador da América do Sul Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo formado na base do Boston.  Ter eleito o melhor jogador do mundo formado na base do Boston. Clube
      Possuir o melhor centro de treinamento profissional de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento de base de Minas Gerais Possuir o melhor centro de treinamento profissional do Brasil Possuir o melhor centro de treinamento de base do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Minas Gerais (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador do Brasil  (2042, 2043) Se tornar o principal clube formador da América do Sul Se tornar o principal clube Mineiro Se tornar o principal clube Brasileiro (2053) Se tornar o principal clube da América do Sul (2053) Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo: (Recorde: 8º em 2053) Títulos
      Chegar a elite do campeonato mineiro (2025) Ganhar o Campeonato mineiro (2045), (2046) (2047) (2048), (2049), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Taça Minas Gerais (2036) Chegar a elite do campeonato brasileiro (2042) Ganhar o Brasileiro série A. (2051), (2052), (2053), (2054) Ganhar a Copa do Brasil (2046), (2050), (2051), (2054) Ganhar a Super Copa do Brasil (2047), (2051), (2053), (2054) Ganhar a Sul Americana (2046), (2049) Ganhar a Libertadores (2050), (2052), (2053) Ganhar a Recopa Sulamericana (2047), (2050), (2051), (2053), (2054) Ganhar o Mundial de clubes (2053)
      O Boston City F.C Brasil é um clube de futebol brasileiro profissional sediado na cidade de Manhuaçu – MG. O Clube foi fundado no Brasil em Janeiro de 2018 por seus idealizadores, o empresario brasileiro Renato Valentim e o Ex Craque do futebol Internacional o brasileiro Jorge Ferreirra, mais conhecido como Palhinha.
      A filial brasileira do Boston City F.C Brasil foi criada após o enorme sucesso e destaque de sua matriz americana, o Boston City F.C, que hoje tem sua sede na cidade de Boston – EUA . O Clube brasileiro foi criado com a missão de ser autossuficiente no que diz respeito ao desenvolvimento de seus próprios atletas. O clube hoje já conta com uma excelente infraestrutura para o apoio, suporte e desenvolvimento de seus jogadores.
      No mesmo ano de sua fundação o clube teve sua filiação junto ás principais entidades do futebol brasileiro, Federação Mineira de Futebol (FMF) entidade maxima do futebol para o Estado de Minas Gerais e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), entidade máxima do futebol para o Brasil. O Clube já conta com quatro categorias de base e uma equipe profissional nas quais disputam os principais campeonatos estaduais.
      O Escudo bem como as cores oficiais do Boston City F.C Brasil seguem as mesmas de sua matriz americana, O escudo: Leão Rampante dominando uma bola de futebol com a cidade de Boston como plano de fundo da imagem. Suas cores oficiais são: Vermelho, Azul e Branco.





    • Valismaalane
      By Valismaalane
      O nosso primeiro clube na carreira será o:
        Paide Linnameeskond
       
      Paide Linnameeskond é um clube estoniano de futebol, fundado em 1990 e refundado em 2004, com sede em Paide e manda seus jogos no Paide Linnastaadion. O Paide iniciou como um clube filial do FC Flora (O maior time da Estonia), e no ano de 2005, conseguiu 4 acessos consecutivos, uma coisa inédita no campeonato Estoniano, sendo o primeiro a fazer isso e o único, por enquanto. O Paide é um time com um grande projeto, sendo o time que busca todo seu sucesso baseado em se sustentar na elite do campeonato estoniano. Neste sentido, rapidamente o Paide se tornou a quarta força do país conseguindo um Vice-campeonato da copa em 2015, ainda não foi campeão de nada, mas o seu desenvolvimento chama atenção, principalmente pela contratração de jogadores estrangeiros e repatriação de jogadores estonianos que já estiveram na seleção. O Paide ainda não venceu nada na Estonia, mas vamos mudar isso!
      Site oficial do clube: https://www.paidelinnameeskond.ee/ 
      Técnico: O Técnico sera Ragnar Dragunov, um antigo jogador da seleção estoniana e revelado pelo próprio Paide. Embora não tenha sido um jogador de sucesso, é um jogador relativamente conhecido entre os torcedores estonianos. Ragnar foi contratado com apenas 19 anos como uma das maiores promessas do país pelo Schalke 04, mas não conseguiu espaço no clube e rodou por diversos países como Japão, Uzbequistão, Cazaquistão, Russia e armênia, retornou a Estonia e encerrou sua carreira no Valga Warriors de Valga na segunda divisão estoniana. (Experiência passada no clube // História ficticia)
       
      Metas do Save:
       
       - Me tornar um dos maiores técnicos da Estonia
       - Classificar um clube estoniano para fase de grupos da EURO
      Classificar um clube estoniano para fase de grupos da Champions
      Revelar jogadores estonianos com nível para seleção (Zarikov - Cap. 30)
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma copa do mundo inédita
      - Ver ou Classificar a Estonia para uma Eurocopa Inédita
      Objetivos do save:
      - Permitido trocar de clube durante o save
      - Se assumir a seleção tenho que estar sem clube ou trocar o clube pela seleção (não comandar os dois simultaneamente)
      - O save é voltado para o técnico e não para a liga estoniana (embora seja uma das minhas vontades crescer o futebol estoniano)
      - Se for necessário, posso mudar os objetivos do save durante a temporada.
      - Me divertir
      Início da Carreira:
       Temporada 01/2019

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Temporada 02/2020

       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Primeira fase Mata-Mata
       Temporada 03/2021
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Fase de Grupos
       Temporada 04/2022
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Vice-Campeão)
      Copa da Estonia (Eliminado pelo Kalju nas Quartas-Final)
       - Não classificado para nenhuma competição Continental
       Temporada 05/2023
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       - Eliminado no Mata-Mata para o Heerenveen
       Temporada 06/2024
       Paide Linnameeskond -
       Campeonato Estoniano (Campeão)
       Copa da Estônia (Campeão)
       Champions League (Eliminado na fase de Grupos)
       Temporada 07/2025 e 2026
      Juventus Football Club - Demitido
       Campeonato Italiano (4º Lugar)
       Copa da Italia (Eliminado)
       Champions League (Eliminado nas Quartas)
       Temporada 08/2026 e 2027
       Sassuolo -
      -
      -
      -
      Base do Jogo:
      *Foram adicionados no ano de 2021 o Brasil, Portugal e a Italia
      Notas do Jogador:
      Espero me divertir e que todos os leitores se divirtam. Criticas construtivas sempre serão bem recebidas, e espero uma boa interação com todos! Obrigado e "NAUTIGE"!
      Obs: Kogemus Jalgpall significa algo como: "Sinta o futebol", "experiencie o futebol" (não tem um significado literal para português, mas é utilizado para vivenciar algo)
       
      Gostaria de deixar aqui um agradecimento especial ao @ggpofm pelas varias dicas e conselhos e por ter feito o Banner da saga! Também gostaria de agradecer a todos que estão dando seus respectivos feedback e acompanhando, interagindo com a saga! Obrigado!
×
×
  • Create New...