Jump to content

A Revolução Húngara


Jirimias
 Share

Recommended Posts

bannerblack072f33c21d775f55.png
 
 
Fala aí, povo!
 
Depois de muito tempo, eis que decidi retornar ao ofício de jogar e contar saves. Apesar do tempo está ainda mais curto do que antes, a saudade era maior, e depois de ensaiar vários retornos, enfim tomei coragem. A versão do jogo escolhida é o FM 2018, pois comprei e não havia jogado. Como já estamos quase no meio do ano, achei conveniente esperar para comprar o 20, e não o 19. 

Como vocês podem ver eu escolhi a Hungria tema deste save, e isso deve-se muito à admiração adquirida por ter conhecido um pouco do futebol mágico do país na década de 50. Soma-se a isso o imenso desafio que é jogar e desenvolver um trabalho num país que hoje vive uma realidade no futebol muito diferente daquela do passado. Estes dois fatores foram fundamentais para minha escolha.
 
Peço apenas a compreensão se não houver postagens regulares, mas farei o possível para tentar duas por semana, exceto por este início que há capítulos introdutórios que já estão prontos. 
 
ficc2.jpg.7d7aeee57d384a55c01645648546aa7f.jpg

Conhecer o passado nos ajuda a compreender suas consequências no presente, seja ele este atual que estamos vivendo agora, ou aquele que virá a ser presente, a qual chamamos de futuro. Só que na maioria das vezes mexer no passado é abrir feridas , e é isso que veremos em  "O sonho proibido" . Se esta aventura de voltar ao passado sem máquina do tempo pode ser perigoso, por outro lado, também é somente através desta visita ao passado que tanto o personagem  como o próprio futebol húngaro encontrarão respostas que poderão mudar suas histórias.

A trama passa pelo encontro entre dois personagens que viveram em épocas diferentes, mas que tem em comum um sonho: trazer de volta a glória do futebol húngaro. Átila é um jovem recém-formado em Educação Física que tem como sonho treinar um time de futebol profissional. A inspiração para sua carreira é um ex-treinador que não teve uma carreira brilhante, mas que tinha a mesma determinação em fazer de sua carreira um combate pelo resgate da grandeza do futebol da Hungria. Tal dedicação  pela Causa Húngara, como ele mesmo denominou sua busca, fez o velho treinador ser tido como lunático. Sem familiares e esquecido, o velho treinador interna-se voluntariamente num asilo onde inicia a carreira de escritor.  Quando estas duas gerações se encontrarem, nem a vida dos dois, e nem o futebol húngaro serão mais os mesmos.
 

objt2.jpg.a4524c2f59e365355a5574a8a3e28f3a.jpg

O "Sonho proibido" tem como objetivo principal levar a Hungria ao centro das atenções do futebol mundial, e para isso, a pretensão não é fazer o save de uma única liga, mas  de uma nação. Desta forma, terei a liberdade de mudar de liga, treinar mais de um clube da Hungria, treinar seleções, trabalhar com a revelação de talentos húngaros, enfim, buscar em todos horizontes resgatar as glórias do passado do futebol do país. Em síntese, são estes os objetivos:

  • Ser campeão treinando um time brasileiro, remontando a ligação do passado entre húngaros e brasileiros no futebol;
  • Revelar um novo Puskás;
  • Levar a Seleção Húngara à disputa de uma Copa do Mundo, que desde 1986 não acontece;
  • Vencer uma competição europeia com um clube húngaro;
  • Ser o melhor treinador húngaro no quadro de Honra;
  • Colocar a Primeira Divisão Húngara entre as dez primeiras do mundo:
    Untitled-2.jpg.69e4868b9fc7d8dcf08fcb989df0e9a0.jpg
    (atualmente atrás das ligas de Catar, segunda divisão da Turquia, segunda divisão da Áustria, Moldávia, Egito, entre outras)
 
 
 

 

 

Link to comment
Share on other sites

HMznkZw.jpg

INTRODUÇÃO AO SAVE

Capítulo 1: O sonho
Capítulo 2: O nome proibido
Capítulo 3: Zsibó
Capítulo 4: A continuidade
Capítulo 5: Páginas em branco
Capítulo 6: MTK

TOMO I: MTK
1º TEMPORADA:
Campeão da Segunda Divisão | Semi-finalista da Taça da Hungria

Capítulo 7: Eugeny Tóth
Capítulo 8: O derrubador de líderes
Capítulo 9 : O Clássico Eterno
Capítulo 10: Vaduk
Capítulo 11: Badu
Capitulo 12: Schrammel

2º TEMPORADA

Capítulo 13: Nobert Heffler
Capítulo 14:
Capítulo 15:
Capítulo 16:
Capítulo 17:
Capítulo 18:
Capítulo 19:

 

Link to comment
Share on other sites

E justamente ontem eu estava falando com alguns amigos que vc não iria voltar tão cedo.

Grata surpresa essa agora, ahhaha.

 

Link to comment
Share on other sites

Look who's back!

Bom retorno Jirimias! Gostei da proposta do save, boa sorte!

"Ser campeão treinando um time brasileiro, remontando a ligação do passado entre húngaros e brasileiros no futebol;"

Esse objetivo tem relação com o Bela Guttman?

Link to comment
Share on other sites

Satisfação ver uma lenda da área voltando, pra ter o prazer de ver a história sendo feita ao vivo. hahahaha

 

Link to comment
Share on other sites

7 horas atrás, Johann Duwe disse:

E justamente ontem eu estava falando com alguns amigos que vc não iria voltar tão cedo.

Grata surpresa essa agora, ahhaha.

 

Hahaha legal. Faz tempo que ensaio a volta, fiz uns quatro pré-saves até chegar neste . Tinha medo de não dar conta por causa do pouco tempo, mas resolvi arriscar.

7 horas atrás, Inner Logic disse:

Look who's back!

Bom retorno Jirimias! Gostei da proposta do save, boa sorte!

"Ser campeão treinando um time brasileiro, remontando a ligação do passado entre húngaros e brasileiros no futebol;"

Esse objetivo tem relação com o Bela Guttman?

Obrigado pela recepção rs. Tem alguma relação sim, talvez mais com o período em que ele viveu do que com ele. Guttman é tb o alvo do objetivo do quadro de honra. 

6 horas atrás, Andreh68 disse:

Obaaaaaa

 é nóis ?

6 horas atrás, marciof89 disse:

Satisfação ver uma lenda da área voltando, pra ter o prazer de ver a história sendo feita ao vivo. hahahaha

 

Esse negócio de lenda me faz sentir uns 150 anos mais velho hahaha. Agradeço a recepção.

Link to comment
Share on other sites

bannerblack072f33c21d775f55.png 
 
Capítulo 1: O sonho
 
As mãos suavam mais do que o habitual, e não era para menos: estava há alguns minutos de apresentar o seu trabalho final do curso de Educação Física. Ele então ergue o celular à altura da boca e grava um áudio:
 
"Tive um sonho estranho esta noite. Entrava numa grande porta azul e de repente o som de uma torcida invadia o lugar. Eu queria ver a torcida, mas tudo era escuro. O som que vinha de todos os lados aos poucos foi diminuindo até que o silêncio imperou. Eu andava devagar por não ver um palmo a frente do nariz. Foi quando ouvi a primeira explosão, em seguida muitos tiros, fiquei parado torcendo que nenhum me atingisse. Depois ouvia gente chorar e um barulho de tanques arrastando ao meu lado. Parecia que eu estava imune aquilo tudo, até que senti algo perfurar minha perna e eu cai. Continuava não ver nada, mas continuava ouvindo explosões, tiros, gritos e agora passos cada vez mais próximos. E ouvi quando aquela voz rouca disse: "você terá que morrer, pois sabe demais." Fiquei esperando algo que me ferisse vindo sei lá de onde, mas o que aconteceu foi um clarão enorme e quando vi, eu estava ao lado da linha lateral do campo. Ouvia gritar um nome que só fui perceber que era o meu quando várias pessoas pararam ao meu redor gritando: Tóth."
 
Mal havia acabado de gravar o áudio e ouviu seu verdadeiro nome ser chamado para apresentar-se à banca: Àtila Friedsherv.
Link to comment
Share on other sites

Grande Jirimias! Muito bom vê-lo de volta. Pode postar uma vez por semana ou a cada 15 dias, ninguém vai se importar. O que vale é estar aqui com a gente. Hehehe

Tem um grande save nas mãos, gosto muito do futebol húngaro, estarei acompanhando e torcendo!

Link to comment
Share on other sites

8 minutos atrás, Tsuru disse:

Grande Jirimias! Muito bom vê-lo de volta. Pode postar uma vez por semana ou a cada 15 dias, ninguém vai se importar. O que vale é estar aqui com a gente. Hehehe

Tem um grande save nas mãos, gosto muito do futebol húngaro, estarei acompanhando e torcendo!

Grande,Tsuru. Agradeço a força! Vc são e sempre foram os melhores. 

Futebol húngaro é mesmo apaixonante. Obrigado, meu caro

Link to comment
Share on other sites

36 minutos atrás, Tsuru disse:

Grande Jirimias! Muito bom vê-lo de volta. Pode postar uma vez por semana ou a cada 15 dias, ninguém vai se importar. O que vale é estar aqui com a gente. Hehehe

Tem um grande save nas mãos, gosto muito do futebol húngaro, estarei acompanhando e torcendo!

 isso isso. Hum  Toth.... sempre boas escolhas 

Link to comment
Share on other sites

Parem as máquinas!

Se não é o maior de todos de volta.

Que 2019 é esse minha gente!

Link to comment
Share on other sites

Que excelente notícia. Seja novamente bem vindo Jiri. Claro que estarei acompanhando.

Link to comment
Share on other sites

Bom retorno, Jiri. Curiosamente, uns dias atrás vi você online e já estava esperando um novo save. Esse promete. 

Link to comment
Share on other sites

Que maravilha ver você retornando á área, Jirimias. Bem-Vindo de volta.

Achei a proposta de save excelente, é algo bem interessante. Nesses dias eu pensei na ideia de fazer um save na Hungria, pois eu li um pouco da história do futebol húngaro e das passagens de Guttmann e Kürschner pelo Brasil, além da história do Honvéd, que rapidamente se tornou um dos melhores times do mundo na década de 40 e 50, graças aos militares da Hungria Comunista, que montaram uma seleção. Mas após uma revolução, o clube nunca mais foi o mesmo.

Realmente é uma boa ideia para fazer um save no FM, eu curti muito. Tentar resgatar o futebol do país que já foi o melhor do mundo nessas décadas.

Uma pena que hoje a liga húngara está atrás até da poderosa "liga" da Moldávia.

Estou curioso para ver com qual time você começará.

Boa Sorte.

Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, Andreh68 disse:

 isso isso. Hum  Toth.... sempre boas escolhas 

Te remeteu ao que o nome Toth? Fiquei curioso rs

4 horas atrás, beto7 disse:

Boa sorte, acompanhando! 

Valeu!!

4 horas atrás, Neynaocai disse:

Parem as máquinas!

Se não é o maior de todos de volta.

Que 2019 é esse minha gente!

Kkkk ah para. Valeu pela força! 

3 horas atrás, ggpofm disse:

Excelente retorno, meu velho. Que bom que você voltou. Sempre é bom ter o amigos da área de volta.

Digo o mesmo. Aqui sempre foi minha segunda casa, então voltei para casa. Bom reencontrá-lo aqui,  meu amigo. Alias, cadê seu save?

3 horas atrás, LC disse:

Que excelente notícia. Seja novamente bem vindo Jiri. Claro que estarei acompanhando.

Obrigado, LC. Feliz em revê-lo.

2 horas atrás, Luchín disse:

Bom retorno, Jiri. Curiosamente, uns dias atrás vi você online e já estava esperando um novo save. Esse promete. 

Tava criando coragem nestes dias atrás que me viu on. Bom ver vc aqui na área. 

1 hora atrás, Felipe Soares disse:

Hungria ❤️ 

Estarei acompanhando com certeza! Boa sorte 

Obrigado!!!!

44 minutos atrás, MitoMitológico disse:

Que maravilha ver você retornando á área, Jirimias. Bem-Vindo de volta.

Achei a proposta de save excelente, é algo bem interessante. Nesses dias eu pensei na ideia de fazer um save na Hungria, pois eu li um pouco da história do futebol húngaro e das passagens de Guttmann e Kürschner pelo Brasil, além da história do Honvéd, que rapidamente se tornou um dos melhores times do mundo na década de 40 e 50, graças aos militares da Hungria Comunista, que montaram uma seleção. Mas após uma revolução, o clube nunca mais foi o mesmo.

Realmente é uma boa ideia para fazer um save no FM, eu curti muito. Tentar resgatar o futebol do país que já foi o melhor do mundo nessas décadas.

Uma pena que hoje a liga húngara está atrás até da poderosa "liga" da Moldávia.

Estou curioso para ver com qual time você começará.

Boa Sorte.

Obrigado, meu caro! Pois é, todo este contexto histórico serviu de inspiração para este save. Este resgate vai custar paciência, mas isso vai dar graça ao jogo.

Fiquei surpreso com o nível da competição, precisamos melhorar muito.

Escolhi um time para começar, podemos dizer, bem controverso. 

Link to comment
Share on other sites

bannerblack072f33c21d775f55.png
 
Capítulo 2: O nome proibido
 
Segundo Zsibó: " o futebol húngaro só voltará a ser quem foi quando nascer um novo Puskás. Mas um novo Puskás não se fabrica, é preciso gerá-lo com paciência que não vejo mais em nossos treinadores e com a competência que há muito falta em nossos clubes."
 
O pequeno auditório formado por alunos era uma mistura de risadas e aplausos. Não que o TCC de Àtila tivesse sido ruim, pelo contrário, mas a citação do nome de Zsibó era motivo de piada. Talvez o amigo leitor não saiba quem foi Zsibó, mas vou tentar explicar rapidamente. Zsibó foi um dos treinadores de futebol mais injustiçados da Hungria. Era tido como um lunático e obsessivo pelo futebol húngaro por ter feito da carreira uma intensa busca pelo novo Puskás como quem esperava avolta de um Messias. Na verdade, se a crença na recuperação da reputação futebol húngaro fosse um dogma, e o orgulho húngaro uma religião, Zsibó seria seu profeta. Aliás, esta assim que era chamado até mesmo para quem o rotulava de louco.
 
O trecho que o jovem Àtila acabara de ler pertencia ao livro "Escrevendo torto sobre quatro linhas",  escrito por Zsibó no primeiro ano de internação voluntária num asilo da cidade de Budapeste. Lá foram escritos outros dois até que um tipo de demência roubou a sobriedade de Zsibó, que agora não passava de mais um daqueles senhores respeitáveis que esperam na fila para que a morte o chame.
 
Tirando a parte em que teve que lidar com os risos, o fechamento do curso de Educação Física foi um sucesso. O jovem havia dado um importante passo para realizar seu maior sonho: ser treinador de futebol.
Link to comment
Share on other sites

Fui seco pesquisando a biografia de Zsibó também kkkk

Mas enfim, o que importa é a conclusão do curso pelo jovem treinador e o início do sonho.

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, MitoMitológico disse:

Fui seco pesquisando a biografia de Zsibó também kkkk

Mas enfim, o que importa é a conclusão do curso pelo jovem treinador e o início do sonho.

 

3 horas atrás, Neynaocai disse:

Fui lá eu pesquisar o livro do Zsibó.

Hahaha isso que é imersão. 

Link to comment
Share on other sites

bannerblack072f33c21d775f55.png
 
Capítulo 3: Zsibó 
Casa de Retiro Hotsis
 
Um pote com remédios, outro com comida e um copo com água: a mesma rotina dos últimos anos. O senhor de quase 90 anos de olhar perdido balbuciava alguma coisa que a enfermeira fingia não ouvir. Até que ele falou mais alto:
- Não foi desta vez.
- Não foi desta vez o que, Zsibó?
- Que eu deixei de ver o sol brilhar. Será que é amanhã?
- Para de bobagem e come isso logo. Hoje o senhor tem visita.
- Visita? Quem perderia o tempo comigo?
- Eu perco o tempo com o senhor.
- Nada disso, você é muito bem paga para me amar, mocinha.
- Quem disse que eu te amo?
- Eu vejo na forma como você se cuida para me ver...unhas feitas,sombracelha, batom...uma pena que eu seja casado. Aliás, cadê a Meg?
 
Florinda, a bela enfermeira sudanesa, já havia perdido a conta de quantas vezes teria que explicar a Zsibó que sua esposa faleceu há mais de uma década, e pelo jeito teria que fazer isso novamente. Cerca de meia hora depois, pacientemente, a enfermeira trazia Zsibó pelo braço até a sala onde um rapaz aguardava-o. O velho olhou. Olhou novamente e não reconheceu.
 
- Não me diga que é algum filho que eu fiz por aí?
Florinda riu. O rapaz levantou e estendeu a mão.
- Meu nome é Atila. Vim aqui para conversar com o senhor sobre este livro. - disse mostrando um exemplar surrado de Escrevendo torto sobre quatro linhas
O semblante de Zsibó mudou, parecia irritado. As mãos já um pouco trêmulas por causa do Parkinson em estágio inicial ficaram incontroláveis, até que ele desmaiou nos braços da atenta enfermeira.
 
- Por favor, rapaz, saia daqui. Sua presença não fez bem para Zsibó.
Link to comment
Share on other sites

  • Fujarra changed the title to A Revolução Húngara
  • Fujarra featured this topic
  • Danut unfeatured this topic
  • Fujarra locked this topic
  • Fujarra unlocked this topic

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • Fujarra
      By Fujarra
      Já tinha um tempo que eu havia feito a minha pós em futebol e futsal, mas eu não estava com muito saco de sair de casa. Sou filho brasileiro de dois ingleses que vieram pro Brasil a passeio, mas que decidiram ficar por aqui mesmo. Minha família tem vida boa, não tenho do que reclamar, saca? Eles me incentivaram a fazer algo relacionado a esporte e até custearam tudo, já que meu sonho era ser jogador de futebol (porém a total ausência de habilidade com a redonda me fez desistir cedo da ideia e partir pra outro foco). Só que agora depois de formado, eu só penso em desisti dessa ideia maluca de trabalhar...
      (o celular toca, era número desconhecido)

      - Alô?
      - Fala "Mac", como ce tá irmão?
      - Quem tá falando? Eu não to reconhecendo a voz não
      - Que absurdo, não tá lembrado de mim não po? Calmaí, vou te fazer lembrar: Lembra do trote na UFF? Lembra do cara que riu da sua cara por causa do seu nome ridículo, e por isso te pintou de hambúrguer do McDonald's?
      - FAAAAAALA DIGÃO. Era pra eu ter reconhecido essa sua voz de retardado.
      - Primeiramente, vai se f****, beleza? Segundamente, eu tenho uma surpresa pra tu.
      - Lá vem merda.
      - Não, fica calmo, a parada é boa. Tá afim de um trabalho diferenciado?
      - Só de falar em trabalho eu chego a me coçar...
      - Mas tu é um vagabundo mesmo, ein? Todo mundo sabe da tua paixão e do seu sonho de treinar um time de futebol. Tu não fez pós pra dar aula em colégio, né?
      - Ah Rodrigo, a real é que...
      - Real nada meu irmão. A parada é o seguinte: Meu pai é presidente de um clube e tá querendo um técnico pra treinar o time. Não paga muito bem não, mas pô, tu vai poder participar da montagem do elenco, implementar sua filosofia, vai poder fazer o que quiser. Tu vai curtir. Melhor do que essa vida de Football Manager aí que tu vive.
      - Pô... sei não.
      - Confia no Digão que a parada é boa. Não vou aceitar um não como resposta, tu ainda me deve por causa daquela parada lá que rolou em Búzios
      - Tá, não vamos falar de Búzios não. Marca uma reunião com o teu pai e eu prometo que compareço.
      A ideia era promissora mesmo, montar uma equipe do zero, implementar meu estilo de jogo, participar de forma ativa no ambiente de um clube... acho que é o sonho de qualquer técnico, mesmo que seja num time de divisão inferior. Ele só esqueceu de avisar que o time é lá de Rondônia. E eu aqui, crente crente que seria no Rio de Janeiro. Pior: depois que fiz a entrevista com o pai dele, fiquei sem graça de negar. Aonde eu fui amarrar o meu burro?
       

      Eu falei que ia esperar até junho pra começar um novo save aqui na área, mas a real é que eu já tava me coçando pra voltar, ainda mais que eu comprei o FM19. Joguei 2 temporadas com o Vasco e já me habituei com o game. Sendo assim, cá estou eu de volta. Será um save ficcional de carreira, totalmente focado no Brasil, com a intenção de vencer todos os estaduais do Brasil. A ideia surgiu de repente, eu estava lendo uma matéria no Lance e lá falaram do Givanildo de Oliveira, treinador mais raiz desse país. O cara tem 18 estaduais. Daí eu pensei: Hm, e se eu vencesse todos os estaduais do país? Acho que isso me tornaria o rei dos estaduais.
       

      O nome do personagem é Elliot McNamara. Elliot por que eu gosto de um cantor chamado Elliott Smith (mas acho mais fácil escrever só com um T) e McNamara, sobrenome do "pai" da guerra no Vietnã. E por quê um cara também com nacionalidade inglesa? Bom, por que eu acho legal homenagear os caras que trouxeram o esporte que se tornou paixão no nosso país. Ele terá 26 anos e é recém-formado. Sendo assim, status e reputação no mínimo de tudo, basicamente.
       

       
       

      - Conquistar todos os 27 estaduais espalhados pelo Brasil.
      O objetivo é esse, e só esse. Claro que se pintar a possibilidade de vencer outros torneios, eu vou tentar. Mas o foco vai ser sempre esse: Venci um estadual, parto pro próximo estado, contanto claro que isso faça sentido. Pensei em delimitar uma regra de só assumir clubes que nunca foram campeões estaduais, mas isso tornaria o save enorme e completamente irreal já que eu levaria muitos anos pra completar, e a intenção é que o técnico se aposente tal como qualquer técnico de futebol faria na vida real.
      Sendo assim, estabeleci uma pirâmide, que deve ser respeitada para que eu possa sair de um clube para outro. Enquanto eu não terminar os meus objetivos nos estados do 5º nível, eu não posso assumir clubes do 4º nível. A intenção com isso é dar um pouco mais de realidade para as escolhas do técnico. Afinal de contas, não quero pular do Ceilândia para o Flamengo. E claro, só aceitar empregos em times sem técnico ou convites de clubes que sejam do mesmo nível da pirâmide que eu me encontrar, isso claro, se eu já tiver vencido o estadual no clube atual. Decidi começar em Rondônia pois é um dos únicos estaduais do país que não tem segunda divisão no jogo.
      5º nível: Roraima - Amapá - Rondônia - Espírito Santo - Tocantins
      4º nível: Mato Grosso do Sul - Amazonas - Brasília - Piauí - Acre - Sergipe - Paraíba - Maranhão
      3º nível: Rio Grande do Norte - Mato Grosso - Pará - Alagoas - Ceará - Goiás - Bahia - Pernambuco - Paraná
      2º nível: Santa Catarina - Rio Grande do Sul - Minas Gerais
      1º nível: Rio de Janeiro - São Paulo
       

      - Versão do jogo: 2019
      - Database MRT90 Brasil, pois é o que traz a Série D mais realística possível.
      - Ligas sulamericanas ativadas, pra poder dar mais opções nas contratações.
      - Editor desativado, calendário real iniciado em 27/12/2017, sem inclusão de equipe técnica, sem inclusão de jogadores nos clubes. Primeira janela de transferências ativa normalmente
    • div
      By div
      Olá! Tudo bem com vocês? Espero que sim. 
      Sou novo aqui, pelo menos em relação a uma participação mais ativa. Acesso o fórum há algum tempo, costumava ler sobre dicas táticas ou contratações para me atualizar no FM (tive um hiato bem longo entre edições do jogo). De um tempo pra cá, passei também a frequentar esta zona do fórum e foi aqui que mais gastei meu tempo, li diversas histórias e resolvi criar a minha própria.
      Como o próprio nome da história já fala, este save tem foco na carreira de um treinador, não em um clube específico. Assim, não terei compromisso com nenhum clube caso surja proposta que represente um avanço na carreira do treinador. Tudo dependerá da proposta e do que for mais adequado para a história. Comecei o jogo desempregado, com a menor reputação e experiência possíveis e tentarei subir na carreira de técnico, até chegar ao topo (considero que os principais objetivos seriam: Chegar num clube da Série A, ganhar a Libertadores, treinar na Europa, ganhar a Champions, treinar uma seleção e ganhar a Copa do Mundo. Muita coisa? Talvez, mas por que não?).
      Como verão abaixo, carreguei Brasil, Argentina, Uruguai e as principais ligas europeias apenas. Confesso que tentei carregar mais divisões inferiores e mais ligas sul-americanas, mas o jogo ficou com um processamento muito lento e tive que refazer o save pra retirar algumas ligas e divisões (notebook do milhão é complicado). Como a ideia é começar no Brasil, além do nosso país só carreguei a Argentina e o Uruguai, pra ver se a Libertadores não ficava uma Copa do Brasil 2.0, e as principais ligas europeias, que são uns dos objetivos finais do save.
      De antemão já peço desculpas em razão da longuíssima introdução que fiz antes de adentrar no save (vocês verão nos próximos posts), mas sinto que era necessário para que pudesse estabelecer algumas bases para a história.
      Pra terminar essa apresentação, queria dizer que espero que gostem de acompanhar essa história, e que críticas e sugestões são sempre bem-vindas.
       

      Versão do Jogo: Fm 2019
      Update: Brasil MundiUp, atualizado até novembro de 2019, com algumas transferências atualizadas por mim nos times da Série A do brasileiro (já joguei outro save com esta db e não tive problemas de crash ou erro no jogo).
      Ligas: Brasil (Divisão Inferior e acima), Inglaterra (Sky Bet Championship e acima), Argentina, Uruguai, Portugal, Itália, Holanda, Alemanha, Espanha e França (somente a primeira divisão nacional).
       

      Temporada 1 - 2019
      Prólogo (07/08/2020)
      Capítulo 1 (08/08/2020)
      Capítulo 2 (08/08/2020)
      Capítulo 3 (10/08/2020)
      Capítulo 4 (16/08/2020)
      Capítulo 5 (19/08/2020)
      Capítulo 6 (22/08/2020)
       
      Temporada 2 - 2020
      Capítulo 7 (25/08/2020)
      Capítulo 8 (28/08/2020)
      Capítulo 9 (31/08/2020)
      Capítulo 10 (04/09/2020)
      Capítulo 11 (06/09/2020)
       
      Temporada 3 - 2021
      Capítulo 12 (08/09/2020)
      Capítulo 13 (11/09/2020)
      Capítulo 14 (14/09/2020)
       
      Temporada 4 - 2022
      Capítulo 15 (17/09/2020)
      Capítulo 16 (21/09/2020)
       
      Temporada 5 - 2023
      Capítulo 17 (24/09/2020)
      Capítulo 18 (27/09/2020)
      Capítulo 19 (30/09/2020)
      Capítulo 20 (03/10/2020)
       
      Temporada 6 - 2024
      Capítulo 21 (06/10/2020)
      Capítulo 22 (09/10/2020)
      Capítulo 23 (12/10/2020)
      Capítulo 24 (15/10/2020)
       
      Temporada 7 - 2025
      Capítulo 25 (18/10/2020)
      Capítulo 26 (21/10/2020)
      Capítulo 27 (24/10/2020)
      Capítulo 28 (26/10/2020)
       
      Temporada 8 - 2026
      Capítulo 29 (05/11/2020)
      Capítulo 30 (10/11/2020)
      Capítulo 31 (16/11/2020)
      Capítulo 32 (21/11/2020)
       
      Temporada 9 - 2027
      Capítulo 33 (24/11/2020)
      Capítulo 34 (28/11/2020)
      Capítulo 35 (07/12/2020)
      Capítulo 36 (12/12/2020)
      Capítulo 37 (17/12/2020)
      Capítulo 38 (22/12/2020)
       
      Temporada 10 - 2028
      Capítulo 39 (26/12/2020)
      Capítulo 40 (28/12/2020)
      Capítulo 41 (31/12/2020)
      Capítulo 42 (04/01/2021)
      Capítulo 43 (06/01/2021)
       
      Temporada 11 - 2029
      Capítulo 44 (12/01/2021)
       
      Temporada 12 - 2030-31
      Capítulo 45 (14/01/2021)
      Capítulo 46 (17/01/2021)
      Capítulo 47 (23/01/2021)
      Capítulo 48 (28/01/2021)
      Capítulo 49 (02/02/2021)
       
      Temporada 13 - 2031-32
      Capítulo 50 (04/02/2020)
      Capítulo 51 (06/02/2021)
      Capítulo 52 (09/02/2021)
      Capítulo 53 (11/02/2021)
       
      Temporada 14 - 2032-33
      Capítulo 54 (14/02/2021)
      Capítulo 55 (17/02/2021)
      Capítulo 56 (20/02/2021)
      Capítulo 57 (23/02/2021)
       
      Temporada 15 - 2033-34
      Capítulo 58 (25/02/2021)
      Capítulo 59 (28/02/2021)
      Capítulo 60 (02/03/2021)
      Capítulo 61 (05/03/2021)
       
      Temporada 16 - 2034-35
      Capítulo 62 (07/03/2021)
      Capítulo 63 (10/03/2021)
      Capítulo 64 (13/03/2021)
      Capítulo 65 (16/03/2021)
       
      Temporada 17 - 2035-36
      Capítulo 66 (17/03/2021)
      Capítulo 67 (20/03/2021)
      Capítulo 68 (23/03/2021)
      Capítulo 69 (26/03/2021)
       
      Temporada 18 - 2036-37
      Capítulo 70 (29/03/2021)
      Capítulo 71 (31/03/2021)
      Capítulo 72 (03/04/2021)
      Capítulo Final (06/04/2021)
       
      Bônus
      Capítulo Bônus (29/10/2020)
       

       
    • flalutaina
      By flalutaina
      Há um tempo atrás criei um banco de dados no editor do fm2018, carreguei e funciona normalmente. Só que agora eu quis inserir mais jogadores, fiz a inserção,  só que nao aparece  no jogo, inclusive em um novo save. O que pode estar faltando? Obrigado aí!
    • Lohan
      By Lohan
      São quase 51 estadios de clubes das Series A,B, C e D do brasileirão, assim como as faixas das torcidas     
      A posição do sol é de acordo com a vida real nas partidas que ocorrem durante a tarde, para causar um maior impacto e imersão nas partidas 3D
      OBS: por limitaçoes dos estadios 3D (sabemos que não existe um editor) tive que fazer na mão grande da melhor maneira que pude, nao tem como fazer detalhes, alguns ficaram bem parecidos, outros mais ou menos, porem ainda assim, creio que bem melhores do que comparados aos estadios genericos que vem no jogo, mas tem um detalhe, os estadios de maior capacidade para que ficassem o mais parecido possivel,   ❌ tive que diminuir a capacidade deles, senão pelas limitaçoes do 3D, eles nao iriam ficar parecidos.
      ✔️ Porem com o uso do FMRTE vc pode deixar os estadios com a capacidade real sem modificar o 3D, e com o uso do FMRTE vc pode tb deixar os estadios mais parecidos ainda, como por exemplo colocando 0 na parte da arquibanca da fonte nova, vai fazer ter aquela abertuda igual na vida real, assim como Sao Januario que nao tem a parte esquerda, e varios outros estadios, por esse motivo vai um template grafico incluso na instalaçao pra quem quiser fazer essas melhorias, fica a seu criterio, e é bastante facil de fazer                                                                                                                                                                                                                                                                          
      DOWNLOAD:  V.4    https://www.4shared.com/file/IUioZD6Fei/Estadios_Brasileiros_3D_v4__FM.html?
      Versão sem instalador: https://www.4shared.com/rar/NAKktw5Nca/Estadios_Brasileiros_3D_v4__FM.html?
      Instalação: Após baixar o arquivo ¨Estadios 3D e Faixas de torcidas FManager Brasil¨ dê um duplo clique que vai ser instalado automaticamente no diretorio do FM18. se pedir para subscrever arquivos aceite..... Depois vá em preferencias do FM, e na aba interface, clique para ¨recarregar skin quando confirmar¨ e ¨desmarcar skin em cache¨
       
      ARENA FONTE NOVA

      BRINCO DE OURO

      MORUMBI

      BARRADÃO

       

       
       
    • Danut
      By Danut
      Olá a todos. Sejam bem-vindos à segunda versão do save Brazylijska magia. Como a maioria já deve estar sabendo, esse foi um save que eu iniciei no final de dezembro do ano passado, mas que acabou tendo uma vida muito curta. Depois de um tempo pensando, decidi que queria mesmo jogar o save outra vez. Como a versão original mal passou da primeira temporada, acredito que haja espaço para jogar a mesma proposta sem que acabe sendo apenas uma repetição do que já passou.
      A proposta para essa segunda versão é a mesma da versão anterior: conquistar títulos com uma equipe que jogo futebol ofensivo com ênfase na qualidade individual e que consiga incorporar um bom número de brasileiros ao elenco.
      Fiz, contudo, duas mudanças importantes para essa nova versão. A primeira delas é que decidi jogar com orçamentos para transferência já na primeira temporada. Normalmente, não gosto de usar essa opção. Mas acho que nessa situação específica ela pode ser uma boa arma para aumentar as possibilidades de mudança de elenco logo de saída, trazendo uma dinâmica diferente para a primeira temporada do que aquela do save anterior.
      A segunda mudança é que resolvi jogar as duas primeiras temporadas do save (quase) por inteiro antes de trazer ele para cá. Isso tem a óbvia desvantagem de fazer as interações com os leitores ficarem um pouco prejudicadas nesse momento inicial, pois vou estar trazendo a vocês algo que já sei o desfecho. Mas considerando o que ocorreu no save anterior, eu queria ter certeza de que conseguiria me envolver emocionalmente com a história antes de trazer ela para os leitores. Sinto que falhei no compromisso com os leitores na história passada, quando fiz bastante gente começar a acompanhar apenas para encerrar logo em seguida. Por isso agora preferi esperar até garantir que o save está me dando vontade de jogar.
       
      Encerrado o prefácio à segunda edição, voltamos com a programação normal. Abaixo segue a introdução da proposta do save em si. Ela é igual à introdução da versão anterior, então quem já leu por lá pode pular o resto do post.
       
      Introdução
      Szczecin, Polônia. Rua Mieczysława Karłowicza, número 28. 23 de agosto de 2005.
      P: Boguslaw, os nossos resultados estão uma merda.
      B: Tenha paciência, Ptak. Os jogadores ainda não incorporaram a minha ideia de jogo.
      P: Ideia de jogo é o caralho. Ninguém ganha com ideia de jogo. O importante é ter habilidade. Olha o Brasil. Destruíram a Argentina na Copa das Confederações. Tu acha que os argentinos não tinham ideia de jogo? Vocês treinadores sempre cheios de ideias. O futebol é uma arte, não uma ciência.
      B: Bem, as contratações são responsabilidade do presidente. Se falta habilidade, então precisamos trazer mais alguns bons nomes. O Przemyslaw e o Rafal poderiam falar com outros jogadores da seleção, quem sabe um deles não quer vir para cá?
      P: Boguslaw, eu aqui falando de habilidade, e tu me vem com seleção polonesa? Tu é burro mesmo, hein?! Que se foda a seleção polonesa. Eu quero o quadrado mágico!
      B: Mas Ptak, esses caras jogam nos melhores times do mundo. Barcelona, Real Madrid, Inter, Milan. Não temos dinheiro pra trazer um jogador de lá nem se vendermos o estádio com o time todo dentro.
      P: E quem falou em trazer alguém desses clubes, imbecil? Nós vamos montar o nosso próprio quadrado mágico. Trazer os caras direto do Brasil. Naquele país é todo mundo pobre, vai chover jogador querendo vir pra cá.
      B: Mas Ptak, ninguém da equipe técnica conhece os jogadores do Brasil. Precisamos contratar olheiros, enviar eles para lá, esperar até que comecem a se achar no futebol local e...
      P: Caralho Boguslaw, eu não sei porque continuo falando contigo. Que porra de olheiro que nada. Os caras são brasileiros, o futebol tá no sangue deles. Todo mundo nasce sabendo jogar naquele país. É só ir lá e pegar qualquer um. Não tem como dar errado.
      B: Tem também os nossos jogadores atuais. Eles não vão ficar felizes em ser reservas, ainda mais de jogadores desconhecidos por aqui.
      P: Quem não tiver feliz pode ir embora. É todo mundo perna de pau aqui mesmo. Vou encher esse time de brasileiros, de gente com habilidade. Vamos fazer mágica.
      B: Mas Ptak, eu não falo português, e os caras não vão saber falar polonês. Como vou treinar jogadores que não são capazes de me entender?
      P: Já pensei nisso. A habilidade brasileira não pode ficar presa nesse estilo de futebol ruim que a gente joga. O Cláudio disse que lá no Brasil eles falam que é preciso ter gingado. Eu quero um treinador com esse tal de gingado. Pode ir pegando tuas coisas. Na saída já aproveita e mostra a sala do treinador pro Zé Carlos, que é quem vai cuidar do time a partir de hoje.
       
      O dialogo acima é, obviamente, fictício. Mas poderia muito bem ter ocorrido. Naqueles dias, o Pogon Szczecin passava por um mau momento. Os resultados não estavam de acordo com o que o presidente imaginava. Foi aí que ele teve uma ideia brilhante: ora, se o clube não está jogando bem, por que não trocar todo mundo por brasileiros? Afinal, o Brasil é a terra do futebol. País campeão mundial. País que encantava a todos com Ronaldo e Ronaldinho – para não falar de Kaká, Adriano e tantos outros craques.
      É claro que havia algumas falhas no plano do presidente. Afinal, mesmo o Brasil tendo grandes jogadores, nem todo brasileiro é um grande jogador. Para qualquer um de nós, isso é uma obviedade. Antoni Ptak, porém, parece jamais ter pensado nisso.
      Aproveitando-se que a liga polonesa não possuía qualquer restrição ao número de estrangeiros, o Pogon Szczecin trouxe, em uma única temporada, dezoito jogadores brasileiros. A maior parte deles de grandes clubes do futebol nacional, como Sorocaba, Atlético Guaçuano ou União Barbarense.
      Do outro lado, boa parte do elenco do Szczecin saiu quase de graça – afinal, era preciso abrir espaço para os craques brasileiros. A estratégia, é claro, não deu nada certo. Os resultados pioraram ainda mais, a torcida se desencantou com o time, e o Pogon afundou em dívidas, chegando até mesmo a fechar as portas. Mas os detalhes eu conto depois.
       
      Ligas carregadas: Polônia e Brasil (ambos 2ª divisão); Inglaterra, Espanha e Alemanha (todos 1ª divisão).
      Base de dados: pequena, mas com todos os jogadores brasileiros.
      Data de início: 29.05.2017
      Outras opções: mascarar atributos, não adicionar equipe técnica, impedir uso de editor do jogo, ativar orçamentos na primeira janela
×
×
  • Create New...