Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Danut

Brazylijska magia - Pogon contra Pogon? [atualizado em 17.02]

Recommended Posts

Vannces

Campanha muito boa na primeira divisão, a derrota para o Legia é que foi estranha, pois o time rendeu muito bem em todas as outras partidas, mas acabou sofrendo 4 dos caras. As estatísticas do jogo mostraram grande equilíbrio, mas no placar final, o resultado foi mesmo bem ruim. É ótimo o que aconteceu a partir do quinto jogo quando você falou sobre 19 gols sendo marcado por vários jogadores, isso mostra grande coesão da equipe. Na fase de grupos agora da Champions, o Shaktar é um adversário que pode ser superado, mas os outros dois eu já acho que serão pedreiras. Precisará estar mesmo no melhor rendimento para conseguir bons resultados. Mantenha o foco na Ekstraklasa porque o Legia costuma crescer muito durante a competição. Bom trabalho na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Que decepção. Conseguir o título já de cara, e ainda por cima chegar na fase de grupos na primeira tentativa... 🤨

E publicozinho difícil de agradar kkkk.

Sei não, corre risco de pegar a segunda vaga na UCL se ficar esperto e der alguma sorte. Pelo andar da carruagem em breve o Polacão será obrigação.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Teve um começo meio complicado no campeonato, sem convencer muito a torcida, mas aí o time engrenou bem e mostrou que vai manter a pegada do campeonato passado nesse Ekstraklasa e alcançou a liderança, o que é um belo feito considerando a massiva quantidade de jogos que o Pogon disputou até aqui. Mas, mais fantástico que isso, foi chegar aos grupos da Champions League que, certamente, será extremamente difícil em virtude do nível dos clubes que disputarão o mesmo grupo terem força o suficiente para complicar as coisas para o Pogon e deixá-lo pelo caminho ali mesmo. Mas de qualquer forma, só por ter alcançado a fase de grupos já deu aquela injeção de caixa que possibilitou alargar a rede de observação, então já vale de muita coisa para pavimentar o caminho futuro do Pogon.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Henrique M.

Manteve a boa forma nacional nessa nova temporada, começando melhor ainda. De quebra, ainda fez uma brilhante campanha na Champions League, passando por alguns rivais encardidos para chegar na fase de grupos. Tem um grupo "difícil", mas talvez a equipe consiga complicar Valencia e Shakhtar a ponto de seguir para a UEL.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
Em 15/02/2019 at 21:51, marciof89 disse:

Início fantástico, apesar dos 2 primeiros resultados terem sido tropeços. Galgou vários degraus e chegou até a fase de grupos da UCL, onde vai enfrentar só time casca grossa. Não vai ser fácil, acho que não consegue ficar em terceiro não.

Aqueles dois resultados me deram um susto, já comecei a ver o filme da primeira versão do save passando na minha frente. Mas felizmente logo a coisa se endireitou.

Fiquei surpreso com a vaga nos grupos na UCL. Não achei que chegaria lá, especialmente por ter enfrentado o Salzburg. E depois contra o Nicosia também, quando os caras tiraram nossa vantagem com muita facilidade em 45 minutos. Demos sorte que depois do intervalo a coisa mudou.

Agora no grupo vai ser bem difícil. Também acho pouco provável conseguir o terceiro lugar. Mas sempre vamos tentar, né? Vai que...

 

Em 15/02/2019 at 21:56, Vannces disse:

Campanha muito boa na primeira divisão, a derrota para o Legia é que foi estranha, pois o time rendeu muito bem em todas as outras partidas, mas acabou sofrendo 4 dos caras. As estatísticas do jogo mostraram grande equilíbrio, mas no placar final, o resultado foi mesmo bem ruim. É ótimo o que aconteceu a partir do quinto jogo quando você falou sobre 19 gols sendo marcado por vários jogadores, isso mostra grande coesão da equipe. Na fase de grupos agora da Champions, o Shaktar é um adversário que pode ser superado, mas os outros dois eu já acho que serão pedreiras. Precisará estar mesmo no melhor rendimento para conseguir bons resultados. Mantenha o foco na Ekstraklasa porque o Legia costuma crescer muito durante a competição. Bom trabalho na sequência.

Acho que naquele começo o time ainda tava pegando liga. E o Spas Delev jogou demais do outro lado, acabou sendo o fator de desequilíbrio. Quem mandou duvidar dele na conferência antes do jogo? Aprendi a lição...

Eu só fui me dar conta dessa coisa dos gols marcados por vários jogadores quando vim postar a atualização mesmo. Mas isso é uma das coisas legais de compartilhar uma história na área - quando temos que contar para os outros observamos detalhes que, ao jogar, não prestamos tanta atenção. E realmente acho que é um ótimo sinal. Meu objetivo sempre é montar uma equipe que possa ter várias formas diferentes de chegar ao gol, não dependendo só de uma jogada ou de um único jogador. Claro que temos uma certa dependência do atacante - ele foi responsável por metade dos gols basicamente. Mas não vivemos só do que ele faz.

Eu até acho possível vencer uma partida contra o Shaktar. O problema maior é que eu não confio no Valencia pra vencer do Shaktar também. Pra mim o ideal era Chelsea e Valencia vencendo tudo, que daí eu poderia tentar a vantagem no confronto direto com o Shaktar. Mas acho muito difícil a gente conseguir pontos - e, se conseguir, ainda precisaremos torcer pro Valencia e pro Chelsea fazerem sua parte contra os ucranianos.

Sobre a Ekstraklasa, já vimos na última temporada como isso pode ser. O Legia tava quase morto e de repente cresceu, cresceu, e não levou o título no detalhe. Dessa vez estamos de olho desde já.

Obrigado 🙂

 

23 horas atrás, Andreh68 disse:

Que decepção. Conseguir o título já de cara, e ainda por cima chegar na fase de grupos na primeira tentativa... 🤨

E publicozinho difícil de agradar kkkk.

Sei não, corre risco de pegar a segunda vaga na UCL se ficar esperto e der alguma sorte. Pelo andar da carruagem em breve o Polacão será obrigação.

Te juntou ao clube de corneteiros, é? O Gilson vai gostar da companhia 😛

Pior que eu também acho que o save fica mais interessante com o time tendo mais dificuldades para chegar ao primeiro título né. Mas com a vantagem de ter jogado uma vez o save antes e de liberar contratações na primeira temporada acabou dando para ser campeão já. Agora é jogar com o que tenho - mesmo já tendo vencido o título, nada garante que vamos renovar ele esse ano. E no âmbito internacional o time mal e mal começou a engatinhar, então tem muita coisa pra fazer ainda.

Pô, segunda vaga na UCL? Acho que tu tá muito otimista mesmo. Não nos vejo levando vantagem sobre Valencia E Shaktar ao mesmo tempo. Se conseguir vantagem sobre um deles já vai ser bom demais.

Ainda estamos longe de ver o polacão como obrigação. Vencemos uma, é verdade. Mas Legia, Lech Poznan, Lechia Gdansk, Termalica e alguns outros ainda são equipes perfeitamente capazes de nos incomodar. Acho que é o caminho natural do save que a equipe atinja esse ponto, mas não vejo isso acontecendo nesse momento.

 

23 horas atrás, Herr Jones disse:

Teve um começo meio complicado no campeonato, sem convencer muito a torcida, mas aí o time engrenou bem e mostrou que vai manter a pegada do campeonato passado nesse Ekstraklasa e alcançou a liderança, o que é um belo feito considerando a massiva quantidade de jogos que o Pogon disputou até aqui. Mas, mais fantástico que isso, foi chegar aos grupos da Champions League que, certamente, será extremamente difícil em virtude do nível dos clubes que disputarão o mesmo grupo terem força o suficiente para complicar as coisas para o Pogon e deixá-lo pelo caminho ali mesmo. Mas de qualquer forma, só por ter alcançado a fase de grupos já deu aquela injeção de caixa que possibilitou alargar a rede de observação, então já vale de muita coisa para pavimentar o caminho futuro do Pogon.

Esse começo já me fez pensar que ia revisitar os acontecimentos da primeira versão do save. Felizmente logo arrumamos a casa.

Sobre a quantidade de jogos, eu fiquei impressionado. Nunca tinha passado por essa situação, acho. Foram três meses inteiros com jogo duas vezes por semana, sem qualquer pausa. Mais um pouco e vou ter que seguir a estratégia do @Henrique M. de usar time A e time B, pois os jogadores cansam muito. Felizmente tivemos poucas lesões até agora, e no geral temos uma equipe onde não há tanta diferença assim entre o nível dos titulares e dos reservas. Aí deu para ir bem em todas as frentes.

Fiquei muito feliz com a classificação ao grupo na UCL. Não esperava, mesmo. Achei que ficaria no Salzburg (e depois achei que ficaria no Nicosia, quando eles fizeram aquele um tempo massacrando meu time). O que vier agora é lucro - acho difícil vir qualquer coisa, mas vamos tentar.

O dinheiro que entrou deu pra aumentar a observação e ainda sobrou muita coisa. É muito absurdo, a gente tinha uns 4 milhões em caixa depois de ser campeão da liga e ter um ótimo ano, e aí só por vencer os jogos das fases preliminares da UCL levamos mais de três vezes tudo que a gente tinha. Mas bem, não vou reclamar de ganhar dinheiro né, apesar de achar que ele desequilibra as coisas no âmbito nacional.

 

3 horas atrás, Henrique M. disse:

Manteve a boa forma nacional nessa nova temporada, começando melhor ainda. De quebra, ainda fez uma brilhante campanha na Champions League, passando por alguns rivais encardidos para chegar na fase de grupos. Tem um grupo "difícil", mas talvez a equipe consiga complicar Valencia e Shakhtar a ponto de seguir para a UEL.

Começamos muito bem mesmo (fora os dois jogos iniciais, isso é). Na UCL eu não imaginaria que passaria para o grupo, especialmente por ter que derrotar o Salzburg. Estou bem feliz com isso.

Acho difícil conseguir a vaga na UEL. Talvez até tire pontos de alguém, mas aí precisamos torcer para que o resto do grupo fique mais definido. Não adianta vencer uma se depois o time que vencemos consegue embolar fazendo pontos nos outros jogos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut

iQiuKUF96efnTy_P0Hhs-ZDdLzQkG1ZkewDgp6GG

Na última atualização vimos que o Pogon Szczecin teve um excelente começo de temporada. Após um pequeno susto inicial a equipe se encontrou em campo e passou por cima de quase todos os adversários. Na liga, assumimos a liderança com sete vitórias seguidas. Na copa, estamos nas quartas de final, onde enfrentaremos uma equipe do terceiro escalão polonês. E no cenário internacional conseguimos passar pelas quatro fases eliminatórias da UCL, chegando até a fase de grupos - onde enfrentaremos Chelsea, Valencia e Shaktar. Hoje vamos ver o que aconteceu nos jogos entre outubro e dezembro (na real o primeiro jogo do grupo da UCL foi ainda em setembro, mas não fazia sentido trazer ele sozinho na última atualização).

 

Ekstraklasa

RL4B2kfLJpUDDinaw87MHePtoCdnaI-eCJa6Ht6Q

Nossa série de vitórias foi interrompida logo no primeiro jogo, um incrível 4 a 4 contra os rivais do Lech Poznan. Na sequência, emendamos outra grande série com cinco vitórias seguidas. Os destaques desse período foram Sandro Lima, que mostrou que mesmo quando Adam Buksa não joga podemos apresentar perigo no comando de ataque, e a defesa como um todo, que levou apenas dois gols nas cinco partidas. Nos confrontos complicados contra Legia e Lechia não saímos do empate, mas voltamos a vencer nos dois jogos finais antes da pausa de inverno.

dtJ1i-lIsigU7I2cYAGkxQTJn0gRLDE0eXYFjmRC

Talvez o leitor já tenha percebido, mas há um dado importante nesse período: não perdemos nenhuma vez. Quebramos o recorde de invencibilidade do clube no confronto com o Cracóvia - nada melhor do que celebrar um novo recorde com uma goleada sobre um rival. Até ali, eram doze jogos consecutivos sem derrota na liga. Como estendemos a invencibilidade ainda mais, ela já atingiu a marca de dezessete jogos. Se voltar do mesmo jeito da pausa de inverno, dá para chegar em vinte.

 

Tabela

duQpwQwAYRbRzOoFo-mz6Ff9VOvGhs0Sp2z0jcyI

Com a campanha que o Pogon está fazendo na liga, não é de surpreender que aumentamos nossa vantagem na ponta. Os rivais do Lech Poznan até estão fazendo boa campanha, mas mesmo assim não conseguem acompanhar nosso ritmo atual. Temos o melhor ataque e uma defesa que não faz feio também.

Falando sobre as demais equipes, o Legia é outra vez a grande decepção do primeiro semestre. Se acabasse agora, eles sequer entrariam no grupo de cima da segunda fase. Com essa campanha, fica bastante óbvio porque o time optou por demitir seu treinador. Curiosamente, o novo treinador é Kosta Runjaic, justamente de quem roubei o lugar como treinador no Pogon Szczecin. Vai ser interessante ver o que ele faz com o clube da capital.

Na ponta de baixo as coisas estão correndo sem grandes surpresas. Os dois times recém promovidos apresentam as maiores dificuldades, seguidos pelo Cracóvia e pelo Wisla Plock - que dificilmente vão se complicar mais, pois a distância para os últimos dois é grande.

 

Destaque

c6ioBYFmUFYOevsGWQJVzKcQq5RYkSUnIvIEoPBa

Quando enfrentamos o Lech Poznan, eles estavam ainda na quinta colocação. É claro que um confronto com os rivais é sempre perigoso, mas minha equipe tinha preocupações maiores no momento. Por isso enviei o time reserva a campo. Na primeira etapa, o confronto foi equilibrado: nenhuma das defesas entrou em campo, então os ataques criaram bastante de lado a lado. Quem levou a melhor foi o Lech, que marcou duas vezes - contra apenas uma do Pogon.

Na segunda etapa conseguimos criar mais. Patryk Kun entrou duas vezes nas costas da defesa adversária para nos colocar à frente no placar. Já nos dez minutos finais, ele apareceu novamente - dessa vez para dar o passe para Adam Buksa marcar nosso quarto gol. Com dois de vantagem, fiquei mais tranquilo. Nem mesmo o gol de nosso ex-jogador Adam Fraczczak, já nos acréscimos, diminuiu minha tranquilidade. Afinal, o Lech não marcaria mais um. Bem, foi isso que pensei. Mas não é que os filhos da mãe marcaram de novo, aos 90+5? Um empate fora de casa contra um adversário complicado, mas que teve um gosto terrível de derrota.

 

Puchar Polski

-0rqHXrWRVt-TIClzkIZhSL8v4Rloyci2AMi1Yl0

É preciso elogiar o Podbeskidzie, que conseguiu até mesmo arrancar um empate em seu estádio. Mas com disputa em dois jogos deu o óbvio: passamos sem nenhum grande susto. Para a semifinal, teremos um confronto muito curioso. A copa polonesa permite a participação dos times B. Não sei exatamente o critério para definir quais irão participar, mas esse ano o Pogon II estava na lista. Até aí tudo bem. O curioso é que eles não só entraram na competição, como passaram por cinco adversários diferentes.

5dzkSnQx90PDJQaDsTJjPFlNN3yS9eC3vfLMdD60

Tiveram alguma sorte na definição dos confrontos, é verdade - o adversário mais forte foi o Arka Gdynia, rebaixado na última temporada ao segundo nível nacional. Também contaram com uma leve ajuda minha nos jogos das quartas de final, quando liberei um ou outro jogador do time principal para atuar pelos reservas. Mas a julgar pela goleada que aplicaram, iriam passar de qualquer modo.

Independentemente do que tenha acontecido no sorteio ou da disponibilização de jogadores, o fato é que o torcedor do Pogon pode se orgulhar não apenas de estar entre os quatro melhores times do país, mas de estar entre os quatro melhores duas vezes.

3MLp_oW0S4VIGX--URp47wx-Y_SBmByAfACnsOAw

E é assim que teremos a semifinal mais curiosa da história da Copa da Polônia.

 

Liga dos Campeões

3UYkV09rDzRvLetk6jAR78VFVsBUPFsXWPm6vv0s

O problema de jogar com um esquema bastante ofensivo com uma equipe polonesa é que em algum momento enfrentaríamos adversários muito mais fortes. Foi o que aconteceu na fase de grupos da UCL. Na dúvida entre tentar montar um esquema tático mais defensivo e apostar naquilo que sabemos fazer, fiquei com a segunda opção. Até deu certo no primeiro jogo. Quer dizer, deu certo por vinte e cinco minutos. Tempo suficiente para assustar o Chelsea com um gol logo cedo e até ensaiar uma ou outra finalização. Depois fomos massacrados, e o resultado poderia tranquilamente ter sido mais largo.

Contra o Valencia, a história se repetiu - a diferença foi só que agora o nosso gol foi o último, não o primeiro. Mas a distância entre os adversários e o Pogon ainda era muito clara.

KK4LPPO53G9FK_SQ8gm3K7wqu3rFrunGyzhzzfBC

No primeiro jogo, Darijo Srna foi o personagem ao perder o pênalti...

Já nos confrontos com o Shaktar, surpreendemos. Na Ucrânia, contamos com a ineficiência do ataque deles, que criou seis oportunidades claras mas conseguiu desperdiçar todas. Nem mesmo de pênalti o Shaktar marcou. Parte disso também se deve à noite brilhante de meu goleiro, eleito o melhor em campo.

Ocj04eg_3K2OIrfbhusI9np2O23ErtGqUs5f3fz3

... e na volta, apareceu novamente ao ser expulso logo no começo da segunda etapa.

No jogo de abertura do returno, voltamos a abusar da sorte. O Shaktar saiu na frente em uma falha feia de Aislan. Mas logo aos 20 segundos da etapa final Darijo Srna fez o favor de levar o segundo amarelo. Contra dez homens conseguimos nos soltar um pouco mais e buscar uma virada absolutamente essencial para a pretensão de continuar nossa campanha internacional - contando também com a trave, que nos salvou em duas oportunidades.

O problema é que depois do Shaktar voltamos a enfrentar Chelsea e Valencia. Dessa vez, nem o gol de honra deu para marcar. Com uma derrota por 5 a 0 e outra por 3 a 0, nos despedimos da liga dos campeões. E a vaga na liga europa?

QVWMt-5zSSAbRu3N2NjFNHXdC02kxjvWwzKrzumV

Em nome da nossa honra, queria deixar registrado que o FC Kobenhavn levou mais gols na fase de grupos (23), e que o Ludogorets também teve saldo pior (levou 16, mas marcou apenas 2).

Bem, se o Valencia tivesse feito sua parte até teria sido possível. Fizemos tudo que se poderia esperar: vencemos o confronto direto contra a pior equipe do grupo (além de nós mesmos). Só que enquanto o Chelsea cumpriu o esperado e venceu todo mundo, os espanhóis fraquejaram contra o Shaktar, permitindo aos ucranianos uma vitória e um empate. Aí não teve jeito. Por um mísero ponto, nossa aventura acabou.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Viu, a classificação para a UEL, com um pouco mais de sorte teria vindo. Como falei o Polacão está destinado se tornar obrigação, com exceção das temporadas em que o legia não cochilar. Agora essa Copa, que bizarro. Por isso que time B não deveria participar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Danut
25 minutos atrás, Andreh68 disse:

Viu, a classificação para a UEL, com um pouco mais de sorte teria vindo. Como falei o Polacão está destinado se tornar obrigação, com exceção das temporadas em que o legia não cochilar. Agora essa Copa, que bizarro. Por isso que time B não deveria participar!

Realmente, no fim faltou pouco para a classificação. Por outro lado, o Shaktar deveria ter vencido os dois jogos. Se jogar outras dez vezes, perdemos oito e empatamos duas. Foi muita sorte termos vencido eles (e o empate também foi, dava pra eles terem goleado).

Sobre o campeonato nacional, estamos indo muito bem mesmo. Achei que teria mais dificuldades. Vamos ver se o time fica assim até o final e te dá razão.

Sobre a copa, achei muito bizarro mesmo. Tipo, semifinal de uma competição nacional e eu vou enfrentar meu time B? Lembrei de uma história da Alemanha, que no passado também tinha uma regra assim. Lá os times não chegaram a se enfrentar, mas o Hertha B chegou até a semifinal ou final, enquanto o Hertha principal ficou na primeira ou segunda eliminatória. É bizarro também. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Lucas Matías
      Por Lucas Matías
      :: APRESENTAÇÃO
      Após longos meses no fórum apenas acompanhando por cima as histórias do pessoal aqui na área, resolvi me aventurar agora que estou com mais tempo livre para finalmente conseguir passar horas à frente do FM.
      O desafio que irei compartilhar com vocês é um que eu já faço a muito tempo, desde o FM 14 pra ser mais exato, porém, apenas no 16 eu consegui ter êxito. É simples, passar por todos os países da Europa e conquistar o campeonato nacional em todos eles.
      O desafio terá algumas regras para que o save flua de uma maneira mais rápida, já que meu PC não é dos melhores e consequentemente com uma base de dados grande ele acaba ficando bem lento. Uma delas é que a cada objetivo alcançado, um novo save será criado. Exemplo: Após conquistar títulos em San Marino, irei para o próximo desafio em um novo save, sempre seguindo a ordem do Ranking de Coeficientes da UEFA.
      Não vou tentar conquistar a Champions League com clubes de Andorra e Gibraltar, nesses países de menor expressão o objetivo é se consolidar nacionalmente com conquistas e entrar no quadro de honra nacional como um dos treinadores mais vitoriosos do país. Claro que uma boa campanha na UCL será bem vinda, mas esse não será o principal objetivo.
      Sempre irei iniciar no clube que está cotado para terminar a primeira divisão nacional na última colocação e irei trocar de clube caso receba uma proposta de uma equipe de maior expressão nacionalmente.
      O manager será o pseudônimo Giovanni Rizzo, italiano de 38 anos que terá a licença para treinador A continental e a experiencia anterior como futebolista profissional nível local.
      A principio é isso, quero fazer algo bem simples mas que agrade a todos, então qualquer dica é bem vinda, até porque essa será a primeira vez que irei tentar jogar com essas regras que criei. Valeu!
       
      :: HISTÓRICO
      01. SAN MARINO
       
    • marciof89
      Por marciof89
      Eis que, enfim, criei coragem para postar uma história aqui no Profissão Manager. Frequento o fórum a muitos anos mas sou um completo bicho do mato, portanto interajo muito pouco, motivo pelo qual demorei a adentrar aqui. Agradeço desde já quem tiver interesse em seguir, e ouvirei todas as dicas que quiserem sugerir, sejam sobre organização, táticas, etc. Li as regras e as recomendações antes de começar, mas deslizes podem acontecer. Os gráficos foi eu mesmo quem fiz, não reparem! hahaha
      Sem mais delongas, vamos ao que interessa.
      Eu tenho um carinho muito grande pelo Tupi, apesar de não ser mineiro. A torcida do Tupi, apesar de pequena como de praxe entre os times pequenos, é muito apaixonada. Não são muitos os times brasileiros sem muita relevância no cenário nacional que mantenham uma torcida apaixonada assim. E como sou da época do Elifoot 2 e 98, então sempre achei graça em pegar um time lá das divisões de baixo e levar até a glória.
       

      O Tupi Futebol Clube é um clube da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais, e foi fundado no dia 26 de maio de 1912 por moradores ilustres da cidade. Durante os primeiros anos, era chamado de Tupy, já que muitos de seus fundadores eram dissidentes do Tupynambás (atualmente seu maior rival). É o maior clube da cidade, e tem como maior glória a conquista da Série D em 2011. A equipe manda seus jogos no estádio Radialista Mário Heleno (estádio da cidade), com capacidade para mais de 30 mil pessoas.
      Seu maior rival, como dito anteriormente, é o Tupynambás, time também de Juiz de Fora, com quem faz o clássico Tu-Tu. Durante um curto período de tempo na década de 90, ele se fundiu com o Tupynambás e o Sport (outro time da cidade) e formaram a Cooperativa Manchester de Futebol, inspirados no sucesso da fusão do Paraná Clube. Porém, resultados pífios e crises de ego fizeram com que a fusão não aguentasse, tendo disputado apenas 3 estaduais com o novo nome.
      O time carece de ídolos, e não revelou grandes jogadores para o futebol mundial. Apesar disso, dois nomes notáveis passaram pela equipe. Muller, campeão mundial pelo São Paulo, e Romário, que apesar de ter sido proibido pela FIFA de atuar pelo time por ter jogado por 2 equipes num período de um ano, chegou a treinar com o elenco e atraiu a atenção da mídia para o time.
      O mascote do time é o Galo-Carijó, em homenagem ao principal fundador da equipe, que tinha o apelido de carijó, e que inspira o nome da história.

      Estádio Municipal Radialista Mário Helênio
       

      Vou jogar esse save com o Brasil Mundi Up, pois apesar de muita gente falar que ele pode dar uns crashs, eu sempre usei ele (com uma quantidade bacana de ligas ativadas) sem ter problema algum, inclusive passando de 2030. Gosto da organização dele, além do acréscimo de outros níveis do brasileirão e disputas de taças que costumam ajudar até mesmo no teste de táticas e jogadores.
      • Início: 18/12/17
      • Ligas adicionais ativadas: Todas as sulamericanas, China, Alemanha, EUA, Espanha, Inglaterra, Itália, Portugal, Rússia e Ucrânia. (todas elas apenas as primeiras divisões, apenas para deixar a Libertadores mais realística e as transferências também).
       

      O save vai se basear no meu nome pessoal, mas com uma idade mais elevada que a minha, até para condizer com uma experiência razoável futebolística pré-vida de treinador.
       

      Escolhi sugestões baseadas no nível do Tupi, pra não ficar roubado nem absurdamente difícil também pois não sou o Mourinho do FM haha.
      Gosto de fazer técnicos que são mais voltados para o conhecimento do elenco em si, deixando o grosso do desenvolvimento e contratação de jovens jogadores a cargo do auxiliar e diretor desportivo. Claro que estou sempre acompanhando e impedindo algumas burradas que eles costumam cometer, mas meu foco, ao menos inicial, é me dedicar ao elenco principal.
      E aqui um panorama inicial do time:

       

      • Subir a Série B
      • Subir a Série A
      • Ganhar a Copa do Brasil
      • Ganhar o Campeonato Brasileiro
      • Ganhar a Copa Libertadores da América
      • Ser o time do interior de Minas Gerais com o maior número de títulos do Campeonato Mineiro (Villa Nova detém 5 títulos)
      • Desenvolver a infraestrutura de treinos do time para, ao menos, 4 estrelas
      • Ser um dos times mais bem reputados do Brasil (Top 5)
      • Melhorar as finanças do clube
      Objetivos complementares:
      • Ganhar o Mundial de Clubes
       
       

       
    • thyagocda
      Por thyagocda
      SUMÁRIO

      Apresentação
      Sou mais um daqueles apaixonados por FM, mas por conta dos compromissos pessoais, o tempo gasto com o jogo deve ser bem equilibrado. Ano passado criei uma história aqui na PM com o Porto mas acabei interrompendo depois que descobri que eu seria pai, a gravidez passou, meu filho (Thayler) já nasceu com saúde graças a Deus. E agora que as coisas acalmaram vinha planejando o retorno a área.
       
      Estilo de Postagem
      Tentarei seguir um padrão de postagens bimestrais sobre os acontecimentos no jogo. Mas pretendo utilizar as probabilidades de apostas do jogo para gerar interatividade com os leitores entre as postagens. Pelo menos a introdução do save contará com uma "pequena ficção" e ao longo do save tentarei dar prosseguimento.
       
       

      O Desafio Real #1 | A Dany - MAI/17
      Valência - ESP

      Clique aqui para a próxima postagem
    • Ari Cesar
      Por Ari Cesar
      Olá a todos.
      Comprei o FM 18 e resolvi iniciar um save no Brasil de formação e base. Já estava realizando em off no FM 17 com o Milan RS e ai com a nova versão resolvi jogar da mesma forma e compartilhar. A ideia é bem similar aos demais saves de base: levar o clube a glória usando apenas a base.
      Escolha do clube
      Para escolher o clube resolvi pesquisar na base do brasil up qual seria o clube profissional com menor estádio no Brasil. Inicialmente havia encontrado um clube do RS com um estádio de 200 lugares, mas procurando um pouco mais encontrei o SC Jaraguá que possui um estádio com apenas 100 lugares. Após isso resolvi pesquisar um pouco da história e descobri que SC Jaraguá foi criado graças ao desenvolvimento da base. Dessa forma resolvi escolher o Leão do Vale para iniciar minha empreitada.
      Objetivos do save
      Resolvi colocar algumas metas que em sua maioria serão atingidos a longo prazo. Coloquei asterisco naqueles que acho ser quase impossíveis mas que gosta de ver como o FM se comporta.
      Equipe
      Utilizar a base Aplicar o modelo de jogo ofensivo visando a posse de bola e passes rápidos.  Reter o máximo de jogadores na equipe impedindo que saiam para a Europa. * Ter eleito o melhor jogador jovem do mundo. * Ter eleito o melhor jogador do mundo. *  
      Clube
      Possuir a melhor estrutura de Santa Catarina Possuir a melhor estrutura do Brasil Possuir a melhor estrutura de clube Sul Americano Se tornar o principal clube formador de Santa Catarina Se tornar o principal clube formador do Brasileiros Se tornar o principal clube formador Sul Americano Se tornar o principal clube Catarinense Se tornar o principal clube Brasileiro Se tornar o principal clube da América do Sul Ficar entre os 5 melhores clubes do mundo * Títulos
      Ganhar a campeonato catarinense Ganhar o Brasileiro série A Ganhar a copa do Brasil Ganhar a Sul Americana Ganhar a libertadores Ganhar o mundial de clubes Técnico
      Me tornar o melhor técnico brasileiro de todos os tempos História do clube
      O Sport Club Jaraguá nasceu inicialmente com o nome de: Associação Catarinense de Futebol Arte, quando foi fundado em 15 de abril de 2008, e no dia 25 de março de 2011, passou a ser chamado pelo nome atual. O clube iniciou suas atividades com o intuito de trabalhar com atletas da região, com idade de categorias de base. Com o passar do tempo a base foi se estruturando, parcerias foram sendo firmadas com outros clubes e empresários e, no ano de 2011, um novo clube de futebol profissional foi lançado no futebol catarinense.
      O Sport Club Jaraguá possui as cores preto, vermelho e amarelo, devido a forte imigração alemã da região.Sua estreia em competições oficiais, ocorreu na disputa da Divisão de acesso do Campeonato Catarinense de 2011 quando terminou a competição como vice-campeão.
       
      Historia do manager
      Lucas Castro é morador de Jaraguá e em sua infância/adolescência atuou na Associação Catarinense de Futebol Arte. No período de transição dos nomes Lucas abandonou a equipe por perceber que não possuía qualidade suficiente para atuar como jogador. Apesar de sua paixão pelo clube e pelo futebol Lucas decidiu cursar Educação física para no futuro ajudar a equipe fora das 4 linhas. Agora chegou esse dia e Lucas foi escolhido como técnico do Sport Clube Jaraguá. Ele não possui licença e seu passado esta como futebol amador.
       
      Em breve coloco informações sobre a equipe, formação, competições e início da aplicação da filosofia na equipe.
       
    • Gamereivo
      Por Gamereivo
      Pessoal, sou novo aqui
      Sei que os criadores ja pararam de dar suporte para o Brasil Mundi Up do FM18, mas gostaria de saber se tem mais alguém que tem o mesmo bug que eu.
      Quando inicia o jogo em times da serie D e times na serie regional os jogadores ganham um burst em todos atributos e ficam com tudo no total, além de ficarem com 5 estrelas de CA e de CP.
      Eu uso o Brazil - Full Leagues 2017-18 para os uniformes, Cut Out Player Faces Megapack para as faces, e o FM 2018 Standard Logo Pack para as logos, e também uso o Wannachup-Instant-Result
      Se alguém souber como resolver por favor me ajude.
       
×