Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
Bruno Trink

'Til I Die... - Faltou coragem [16.02]

Em que rodada vem o título do Sunderland?  

4 votos

  1. 1. Em que rodada vem o título do Sunderland?

    • 42ª rodada
    • 43ª rodada
    • 44ª rodada
    • 45ª rodada
      0
    • 46ª rodada
      0
    • Sunderland não será campeão


Recommended Posts

Master Darthz

Voltou a eliminar uma equipa do escalão acima, e este Sunderland parece talhado para ser "tomba-gigantes".

Continua muito bem na Liga, e a larga vantagem dá um certo conforto para o que falta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Olha só onde vai esse time. Não pode desandar no campeonato.

Vejo a defesa se sobressaindo. É coisa dos jogos ou o esquema implantado?

 

Estou gostando bastante da forma da história, creio que estando acostumado com notícias esportivas fica bem legal de acompanhar do jeito que esta postando. Parabéns.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Olha esse Sunderland voando baixo na temporada. Bastante importante ter passado pelo Blackburn e eu arrisco dizer que se repetir a dose, passa pelo Bournemouth também e segue pra ficar entre os quatro na FA Cup. Em tempo, queria deixar registrado aquele elogio bastante simpático à defesa dos black cats que se comporta bem independentemente se joga com time principal, reserva ou misturado. Tá de parabéns e o título da League One parece muito bem encaminhado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Rapaz, temporada dos sonhos ein? Tá com tudo para chegar as  finais da FA Cup. Bom, eu não me surpreenderia com isso. Na League One, parece questão de tempo pra conseguir rubricar o título também.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Quando você falou que a jogada da classificação saiu de bola parada, lembrei que o FM melhorou e muito nessa questão da forma como saem os gols. Interessante que mesmo nas derrotas, o time ainda ficou nove pontos de frente na classificação do nacional, campanha memorável e enorme chance do título. Vejo que a defesa está se comportando como time grande e não por acaso esse rendimento defensivo está levando o Sunderland a voos muito mais altos. Boa sorte na sequência, principalmente na FA Cup com jogos super decisivos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink
Em ‎13‎/‎02‎/‎2019 at 07:04, Master Darthz disse:

Voltou a eliminar uma equipa do escalão acima, e este Sunderland parece talhado para ser "tomba-gigantes".

Continua muito bem na Liga, e a larga vantagem dá um certo conforto para o que falta.

Já estamos bem acima das minhas expectativas na FA Cup, estaria tranquilo se caíssemos contra o United, era o esperado. Já na Liga, não estamos fazendo mais que a obrigação.

 

Em ‎13‎/‎02‎/‎2019 at 09:44, Neynaocai disse:

Olha só onde vai esse time. Não pode desandar no campeonato.

Vejo a defesa se sobressaindo. É coisa dos jogos ou o esquema implantado?

 

Estou gostando bastante da forma da história, creio que estando acostumado com notícias esportivas fica bem legal de acompanhar do jeito que esta postando. Parabéns.

Curioso que o time tem se comportado bem mesmo com as alterações de mentalidade e instruções. Na grande maioria dos jogos da League One, tenho usado pressão alta e posse, baseado no Gegenpress padrão. Nesses jogos da FA Cup, jogamos em um contra-ataque fluido. E são nesses em que a defesa está sendo bastante testada e segurando bem a onda.

 

Em ‎13‎/‎02‎/‎2019 at 12:46, Herr Jones disse:

Olha esse Sunderland voando baixo na temporada. Bastante importante ter passado pelo Blackburn e eu arrisco dizer que se repetir a dose, passa pelo Bournemouth também e segue pra ficar entre os quatro na FA Cup. Em tempo, queria deixar registrado aquele elogio bastante simpático à defesa dos black cats que se comporta bem independentemente se joga com time principal, reserva ou misturado. Tá de parabéns e o título da League One parece muito bem encaminhado

Pois é, como eu disse, nesses jogos da FA Cup, quase sempre sofrendo pressão do adversário, estamos indo bastante bem. E é engraçado, quase instintivo, eu tendo a priorizar o ajuste defensivo, principalmente na montagem do elenco. Sempre achei bem mais tranquilo encontrar zagueiros e volantes.

 

Em ‎13‎/‎02‎/‎2019 at 13:00, marciof89 disse:

Rapaz, temporada dos sonhos ein? Tá com tudo para chegar as  finais da FA Cup. Bom, eu não me surpreenderia com isso. Na League One, parece questão de tempo pra conseguir rubricar o título também.

Eu acho que vai depender mais dos adversários que vierem pela frente. Difícil repetir uma classificação como aquela contra o United, ainda mais sem o replay.

 

Em ‎13‎/‎02‎/‎2019 at 13:05, Vannces disse:

Quando você falou que a jogada da classificação saiu de bola parada, lembrei que o FM melhorou e muito nessa questão da forma como saem os gols. Interessante que mesmo nas derrotas, o time ainda ficou nove pontos de frente na classificação do nacional, campanha memorável e enorme chance do título. Vejo que a defesa está se comportando como time grande e não por acaso esse rendimento defensivo está levando o Sunderland a voos muito mais altos. Boa sorte na sequência, principalmente na FA Cup com jogos super decisivos.

Verdade, tenho percebido uma maior variação e a IA tem se adaptado bem às nossas táticas. Vê por essa temporada. Começamos marcando muitos gols em chutes de fora, principalmente com o Power. Depois de uns meses, esse tipo de jogada começou a rarear. Até continuo com os chutes de fora, mas os meias tem estados mais bem marcados e os gols estão em bem menor número.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
joaovitalfn

Gostei muito da proposta de save e da forma como está contanto sua história. Que o Sunderland retorne aos dias de glória. Acompanhando. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
thyagocda

Muito bacana o estilo de postagem. Pras imagens ficarem integradas ao texto dessa forma, você edita com HTML? No mais, Boa Sorte ao Sunderland

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink
5 horas atrás, joaovitalfn disse:

Gostei muito da proposta de save e da forma como está contanto sua história. Que o Sunderland retorne aos dias de glória. Acompanhando. 

Valeu! Seja bem-vindo.

 

3 horas atrás, thyagocda disse:

Muito bacana o estilo de postagem. Pras imagens ficarem integradas ao texto dessa forma, você edita com HTML? No mais, Boa Sorte ao Sunderland

Clica com o botão direito + Ctrl na imagem que aparece uma opção para editar. Aí você pode mudar tamanho e alinhamento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png

 

WE'RE ON OUR WAY TO WEMBLEY
Tomba-gigantes derruba mais um time da Premier League e está entre os quatro semifinalistas da FA Cup

Por Michael Gray
18 de março de 2019

 

Essa tem sido uma edição atípica de Copa da Inglaterra. Rodada a rodada, os grandes times ingleses têm sido eliminados por equipes menores ou até de divisões inferiores. A história do Manchester United vocês já conhecem. Na quarta rodada, o Leicester caiu frente ao Blackburn, na seguinte, o Manchester City foi derrotado pelo Burnley e o Arsenal perdeu para o Southampton. Acabou que a surpresa foi menor com os resultados das quartas de final. O sorteio de hoje das semifinais apontou confrontos pouco usuais: o Burnley, 17º colocado na Premier League, pega o Newcastle, 9º e clube com mais conquistas da FA Cup entre os quatro, enquanto o adversário do Sunderland será o West Ham, hoje o 10º na primeira divisão inglesa.

20190316_bournemouth_gols91947ceb85846dfb.pngGary, na verdade, teve seu trabalho, de certa forma, facilitado pelas declarações de Eddie Howe antes da partida contra o Bournemouth. Dentro do campo, Chris Maguire foi o nome da classificação. Dois gols, uma assistência e uma resposta a Gary Bennett. O treinador está precisando contornar o início de uma crise com o meia que, por meio do seu empresário, externou que quer um contrato que reflita sua importância para o time. Pelo jeito, o escocês terá seu pedido atendido. Já Aiden McGeady, um dos maiores salários do elenco e insatisfeito com a reserva, deve acabar tendo oferecida a porta de saída do clube.

Com nove jogos faltando para o fim da fase classificatória da League One, o Sunderland já assegurou, ao menos, a vaga nos playoffs de acesso. Vacilou duas vezes, mas, no jogo decisivo, contra o principal perseguidor, venceu o Barnsley lá em Oakwell e recuperou o fôlego na frente. Proximo passo é assegurar o acesso direto e, depois, o título.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Fez mais um "milagre" e está justamente nas meias da Taça de Inglaterra. Vou colocar pressão e dizer que vai estar na final hehe.

Teve dois resultados menos positivos na liga, mas a vantagem é grande e não perderá o título.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Neynaocai

Essa FA Cup tá virando um pantano, só passa quem é leve.

Bacana que vai chegar contra o West Ham com tudo definido na liga. Wembley vem aí.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
marciof89

Vai enfrentar o West Ham sem a pressão de ser o time que precisa passar, pois a campanha já é magnífica. Ou seja: Tem tudo pra chegar as finais.

Na torcida aqui.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Pela classificação, dificilmente perderá o acesso. Time vai indo muito bem na competição e na copa, com os grandes saindo fora, a chance de chegar a final, e de vencer, é ainda maior. Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Grande temporada, mas convenhamos, após 2 anos desastrosos era o mínimo que o Sunderland tinha que entregar. O título da League 1 a essa altura é obrigação, e apesar do título da Copa ainda não ser fácil, considerando a oposição não é para se deixar escapar.

Imagino a cidade de Sunderland está, festa na cozinha!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Acho que já colocou aquele pézinho na Championship, o que deve facilitar mais o foco na FA Cup pra ser uma baita pedra no sapato dos adversários. O West Ham é um adversário complicado, mas pra quem chega leve como uma pluma para o confronto, acho que tem tudo para tornar as coisas muito difíceis para os londrinos e, quem sabe, até se aproveitar da pressão do adversário para matar o jogo em algum erro/afobação deles.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink
Em ‎15‎/‎02‎/‎2019 at 07:05, Master Darthz disse:

Fez mais um "milagre" e está justamente nas meias da Taça de Inglaterra. Vou colocar pressão e dizer que vai estar na final hehe.

Teve dois resultados menos positivos na liga, mas a vantagem é grande e não perderá o título.

Acho que o Sunderland chegou tão longe na FA Cup justamente por não ter esse tipo de pressão. Agora é Wembley, veremos se continuam "frios".

 

Em ‎15‎/‎02‎/‎2019 at 13:54, Neynaocai disse:

Essa FA Cup tá virando um pantano, só passa quem é leve.

Bacana que vai chegar contra o West Ham com tudo definido na liga. Wembley vem aí.

Curti a metáfora!!!

 

20 horas atrás, marciof89 disse:

Vai enfrentar o West Ham sem a pressão de ser o time que precisa passar, pois a campanha já é magnífica. Ou seja: Tem tudo pra chegar as finais.

Na torcida aqui.

Exatamente, foi o que eu disse aí em cima. Chegamos aqui justamente por não ter a pressão do nosso lado. Ver se o time vai sentir Wembley.

 

19 horas atrás, Vannces disse:

Pela classificação, dificilmente perderá o acesso. Time vai indo muito bem na competição e na copa, com os grandes saindo fora, a chance de chegar a final, e de vencer, é ainda maior. Boa sorte na sequência.

Não tem como perder esse acesso, se não conquistar o título já será um certo vexame.

 

11 minutos atrás, Andreh68 disse:

Grande temporada, mas convenhamos, após 2 anos desastrosos era o mínimo que o Sunderland tinha que entregar. O título da League 1 a essa altura é obrigação, e apesar do título da Copa ainda não ser fácil, considerando a oposição não é para se deixar escapar.

Imagino a cidade de Sunderland está, festa na cozinha!

Pois é, o Sunderland chegou no fundo do seu poço, acho que, se não subisse direto, seria trágico para clube e cidade. Na vida real, estão sofrendo um pouco mas, aqui no jogo, não tem desculpa, tem que ser campeão.

 

10 minutos atrás, Herr Jones disse:

Acho que já colocou aquele pézinho na Championship, o que deve facilitar mais o foco na FA Cup pra ser uma baita pedra no sapato dos adversários. O West Ham é um adversário complicado, mas pra quem chega leve como uma pluma para o confronto, acho que tem tudo para tornar as coisas muito difíceis para os londrinos e, quem sabe, até se aproveitar da pressão do adversário para matar o jogo em algum erro/afobação deles.

O West Ham tem a mínima vantagem de jogar em Londres. Como não é seu estádio, não faz tanta diferença. Normalmente em jogos assim Wembley fica dividido. A pressão é mesmo deles, é um time de primeira contra um de terceira, pelo menos na teoria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink

banner.thumb.png.5bdbcca2ab0a5e509b678180e03670c5.png

 

banner_talksport52a0bac4ad5f4e34.png

 

FALTOU CORAGEM
West Ham vence e o conto de fadas termina sem final feliz

Por Michael Gray
7 de abril de 2019

 

20190407_westham_gol1aa45b875d6e076d.pngEu adoro o Gary, jogamos juntos um bom tempo, temos um bom relacionamento, mas isso nunca vai me impedir de criticá-lo quando achar que devo. E hoje ele vacilou, se apequenou. Você se fechar contra um Manchester United, ok. Fez isso contra o Bournemouth e viu que acabou fazendo o jogo de igual para igual. Contra o West Ham, hoje, pela semifinal da FA Cup aqui em Wembley, faltou um pouco de audácia. Faltou acreditar mais que os black cats estão apenas temporariamente na terceira divisão inglesa e que seu lugar é o mesmo dos hammers. E que uma vitória era plenamente possível.

Não preciso falar sobre o jogo, vocês assistiram. Um momento de hesitação, deixaram Nolito livre para marcar o único gol. Dessa vez não houve reação, Fabianski não teve trabalho algum já que nenhuma bola chegou à sua meta. A equipe de Manuel Pellegrini terá o Newcastle como adversário na final.

O foco agora volta para a League One e a questão é em que rodada vem o título. A vantagem sobre o Barnsley é de dez pontos, porém o segundo colocado tem um jogo a menos. Não tem como a conquista escapar. Esses cinco confrontos restantes servirão principalmente para confirmar com quem Gary deve contar no elenco para a próxima temporada que, certamente, será bastante mais difícil.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Master Darthz

Que pena Bruno... Pelas estatísticas percebe-se que os hammers foram melhores, mas fica sempre aquele amargo de boca.

De qualquer forma, foi uma boa primeira época. Chegou longe na taça e sobe com título.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Andreh68

Pena, como tinha dito o titulo da Copa não era obrigação, mas chegando tão longe, com adversários acessíveis, não tem como não ficar um gostinho amargo. Aquela olhada que te dão mesmo sem reclamar, mas sabendo que tão reclamando em pensamento.

A taça da League já é obrigação, o pensamento já vai pra championship, nem tanto a nível de objetivos e obrigações, mas no que a torcida merece, o que seria suficiente para cicatrizar feridas tão profundas como as provocadas pela queda livre nas 2 temporadas fatídicas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Herr Jones

Uma pena não ter conseguido passar pelo West Ham, mas mesmo assim, uma campanha memorável para um Sunderland que se mostra querendo apagar as manchas da história recente. Acho que vai assegurar o título no jogo contra o Peterborough, para comemorar com maior tranquilidade contra o Portsmouth.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Lucas Matías

Apesar da derrota na decisão o time fez uma campanha memorável, fica aquele gostinho de que poderia ter conquistado o caneco até porque não encarou nenhum bicho papão na final, mas infelizmente acabou derrotado.

Boa sorte agora no decorrer da League One agora.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Perissé

Contra o West Ham, 4 remates e todos de longa distância e para fora. Talvez tenha sido difícil contra-atacar com o Noble sendo o equilíbrio dos hammers. Chegou a ficar um sentimento amargo pela derrota para um clube não grande, apesar de não ser qualquer um? Tendo ou não, a campanha é de se aplaudir de pé. Sem contar que não prejudicou o encaminhamento do título da League One com os reservas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vannces

Devido aos grandes adversários do país terem saído antes, a chance de beliscar a final ou quem sabe até mesmo o título, a decepção acaba sendo mesmo maior, por outro lado, subir de divisão é o objetivo maior e para isso falta muito pouco. Foco total para a decepção não ser maior. Boa sorte na sequência.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Bruno Trink
Em ‎16‎/‎02‎/‎2019 at 18:18, Master Darthz disse:

Que pena Bruno... Pelas estatísticas percebe-se que os hammers foram melhores, mas fica sempre aquele amargo de boca.

De qualquer forma, foi uma boa primeira época. Chegou longe na taça e sobe com título.

 

Não tenho do que reclamar. Fomos longe até demais na FA Cup, já esperava cair contra o United. Mas, claro, era um adversário bem acessível, mesmo com a diferença das ligas.

 

Em ‎16‎/‎02‎/‎2019 at 18:55, Andreh68 disse:

Pena, como tinha dito o titulo da Copa não era obrigação, mas chegando tão longe, com adversários acessíveis, não tem como não ficar um gostinho amargo. Aquela olhada que te dão mesmo sem reclamar, mas sabendo que tão reclamando em pensamento.

A taça da League já é obrigação, o pensamento já vai pra championship, nem tanto a nível de objetivos e obrigações, mas no que a torcida merece, o que seria suficiente para cicatrizar feridas tão profundas como as provocadas pela queda livre nas 2 temporadas fatídicas.

Queria mesmo subir direto para a Premier League em duas temporadas mas acho pouco viável. League One é obrigação mesmo, não tem como ser diferente. Foram duas temporadas horríveis as duas últimas, principalmente a queda da segunda pra terceira que ninguém esperava.

 

Em ‎16‎/‎02‎/‎2019 at 19:29, Herr Jones disse:

Uma pena não ter conseguido passar pelo West Ham, mas mesmo assim, uma campanha memorável para um Sunderland que se mostra querendo apagar as manchas da história recente. Acho que vai assegurar o título no jogo contra o Peterborough, para comemorar com maior tranquilidade contra o Portsmouth.

Bom palpite!

 

Em ‎16‎/‎02‎/‎2019 at 20:01, Lucas Matías disse:

Apesar da derrota na decisão o time fez uma campanha memorável, fica aquele gostinho de que poderia ter conquistado o caneco até porque não encarou nenhum bicho papão na final, mas infelizmente acabou derrotado.

Boa sorte agora no decorrer da League One agora.

Bem isso. Principalmente porque o próprio jogo não foi tão difícil. Mas acontece, fica pra próxima.

 

23 horas atrás, Perissé disse:

Contra o West Ham, 4 remates e todos de longa distância e para fora. Talvez tenha sido difícil contra-atacar com o Noble sendo o equilíbrio dos hammers. Chegou a ficar um sentimento amargo pela derrota para um clube não grande, apesar de não ser qualquer um? Tendo ou não, a campanha é de se aplaudir de pé. Sem contar que não prejudicou o encaminhamento do título da League One com os reservas.

Fica sim, ainda mais por isso que eu falei, o jogo não estava tão complicado. Fiquei com receio de abrir o time depois do gol deles a acabei perdendo o primeiro tempo inteiro. Depois, no segundo, eles controlaram a partida e não conseguimos entrar na área. Acontece, são os folclóricos "nós táticos".

 

10 horas atrás, Vannces disse:

Devido aos grandes adversários do país terem saído antes, a chance de beliscar a final ou quem sabe até mesmo o título, a decepção acaba sendo mesmo maior, por outro lado, subir de divisão é o objetivo maior e para isso falta muito pouco. Foco total para a decepção não ser maior. Boa sorte na sequência.

É. Quando iniciou a temporada, se alguém me contasse que eu ia chegar na semifinal da FA Cup, eu ia rir. Entrei no ano com o claro objetivo de conquistar o título da League One. Apenas subir, sem o título, seria pouco.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

  • Conteúdo Similar

    • Luchín
      Por Luchín
      Prólogo
      Após quase dois anos ausente do fórum, devido à vários motivos, o lançamento de uma nova versão do Football Manager me trouxe novamente até aqui e estar no fórum e ler algumas excelentes histórias de alguns companheiros, é impossível que o bichito não te pique. Ainda não me adaptei completamente a essa nova versão, que, para quem vem do FM17, apresenta muitas novas features, principalmente no âmbito tático e de controle de plantel, mas, como vinha tendo algumas dificuldades para me empolgar em saves offline, acabei me decidindo a contar uma história, que, de antemão, afirmo que será simples, nada mais que um relato do que estou jogando. 
      O clube escolhido é o Fútbol Club Andorra, que participa da pirâmide espanhola, estando, na vida real, na Preferente Catalana, equivalente ao quinto nível, mas como a expansão de ligas ainda não está completa, o coloquei na Tercera División, que é o quarto nível, substituindo a equipe de menor reputação presente. 
      A minha ideia para esse save será utilizar apenas jogadores andorranos. Para isso, habilitei, além da pirâmide espanhola, as duas divisões do futebol andorrano. 
      O treinador do clube será o ex-zagueiro Antoni "Toni" Lima, que, apesar de nunca ter atuado no clube, é um dos maiores jogadores da história do futebol andorrano. Antoni tem um irmão mais novo, Ildefons, que atualmente atua no próprio futebol andorrano, mas foi formado no FC Andorra e rodou por vários clubes, passando até mesmo pelo futebol da América, onde atuou no Pachuca. Via editor, coloquei o no clube para que termine sua carreira onde começou e "comandado" pelo irmão. 
      Concluindo, acredito que possa não receber a melhor recepção nesse retorno, pois cometi erros no passado, ofendi alguns membros desnecessariamente, e sei que após errar, a confiança não retorna de imediato, mas espero pode demonstrar que os erros ficaram no passado e que retorno à área com uma nova forma de pensar e me comportar. De todas as maneiras, um sincero pedido de desculpas para aqueles com quem não me portei bem no passado.
      Espero me divertir e que vocês também se divirtam com a história.
      Luiz. 
    • Johann Duwe
      Por Johann Duwe
      Fonte
       
       
      Fonte
      Inspirado no Ypiranga do @Leonardo Moreno e no Tupi do @marciof89 vem aí mais um save em terras tupiniquins, eu, pessoalmente, não gosto de jogar no Brasil, mas irei abrir uma exceção pois como disse o @CCSantos, promessa é dívida.
      A cidade de Joinville é mais reconhecida pela sua equipe de Futsal, que por muitas vezes eu vi jogar contra a equipe de Malwee/Jaraguá quando a mesma tinha o craque Falcão e tantos outros dando show.
    • Hasso
      Por Hasso
      Olá, comprei o jogo agora. 
      Estou tentando noa primeira partida, um amistoso. E sempre está dando o mesmo erro.
      Já apaguei a pasta de Cache no APPData. 
      Fecha o jogo e aparece um problema perguntando sobre o Driver de vídeo, porém está atualizado.
    • Herr Jones
      Por Herr Jones
      Considerações Iniciais: Depois de passar um perrengue no ano passado com o computador, que queimou placa mãe e processador, consegui, com esforço, retomar o save com o Cannes que vinha compartilhando aqui na área. Esse ano, no entanto, percebi que o meu Windows estava com algum problema e decidi formatar o computador; decisão que possibilitou fazer o sistema rodar com melhor velocidade e segurança, mas que, por um equívoco impensado, acabei perdendo um dos arquivos que usava como base de dados para o jogo e, com isso, fiquei impossibilitado de carrega-lo para dar sequência.
      Dessa vez, no entanto, como se pode ver pelo banner farei um save na Alemanha, pois não jogo há tempos por lá e tenho um particular apreço pelo estilo de futebol que se apresenta por lá. O clube escolhido, apesar da forma recente, possibilita uma progressão muito mais fácil do que eu tive no Cannes, por exemplo. Inicialmente fiquei em dúvida entre três times para iniciar, todos passando por maus bocados, então a escolha acabou sendo facilitada com a possibilidade de "facilitar uma rivalidade" durante o save. Posto isso, acredito que os objetivos mais plausíveis giram mais em torno do desenvolvimento do treinador do que do clube propriamente dito, já que a progressão do save na Alemanha, até onde me recordo, é bastante tranquila por conta das premiações/cotas de TV.
      Uma única observação é que o save não termina se eu for demitido do clube, tratei de criar um contexto para o treinador justamente para que caso alguma coisa dê errado na trajetória seja possível dar sequência em busca dos objetivos sem, necessariamente, ter que encerrar precocemente a carreira.
      O estilo de postagem será em formato de coluna de jornal, enfatizando alguns aspectos relevantes do período postado - mas nem sempre todos os aspectos de cada período. Para alguns, eventualmente, tratarei de forma específica em postagens.  Espero que vocês gostem! 🙂 
      Objetivos: Retornar à Bundesliga Ganhar a DfB Pokal Ganhar a Bundesliga Vencer a UEFA Champions League Entrar para o top 10 de treinadores mundiais Revelar um grande jogador para a seleção alemã Ligas Carregadas → base de dados grande + jogadores de Áustria, Polônia, Turquia e Croácia | carregados jogadores importantes das principais ligas europeias
      ***** **** *** ** * ** *** **** *****

      Bierofka não aceita renovação e se despede do clube
      por Dieter Friedrich | 18.06.2018 | 10:30 a.m.
      Apesar de ter conquistado o retorno dos leões à 3.Bundesliga como campeão regional da Bavária, o treinador optou por não assinar a renovação contratual com o clube para dedicar mais tempo à família, já que sua esposa está grávida. Também agradeceu à torcida que o acolheu com tanto carinho por suas duas passagens, sendo esta mais recente a maior delas: voltou como jogador ainda em 2007 e prosseguiu como atleta até 2014, quando se aposentou e tomou parte como preparador no clube de onde não saiu até os dias atuais.
      "Eu sou grato a tudo o que este clube me proporcionou, mas sinto que é o momento de me dedicar a minha família. Minha esposa está grávida novamente, então é o momento ideal para me dedicar com maior tempo a eles.", comentou Bierofka após a reunião com a diretoria. Entretanto, ele diz que "gostaria muito de ver o Heinrich comandando o clube. Conheci ele mais propriamente numa das aulas da Federação Alemã para progredir nas licenças e, além de ter sido um bom jogador, tem a cara dos leões. Uma pessoa dedicada àquilo que faz e que se doa para alcançar.", indicou o ex-treinador do clube.
      Com a indicação de Bierofka, a diretoria do clube estabeleceu contato para assinar com o ex-meio-campista Heinrich Weber, de 35 anos, para o cargo de treinador. Nascido na Alemanha Oriental, em Dresden na data de 31 de maio de 1983, o novo treinador do clube iniciou sua trajetória como jogador no Dynamo Dresden, atuando em sua primeira partida durante a temporada 1999/2000 e permaneceu por lá durante três temporadas, quando foi contratado pelo Hertha Berlim, em 2003, desenvolvendo suas habilidades como meia-atacante até chamar a atenção, em 2007, do Borussia Dortmund que conseguiu sua contratação sem custos após a desavença de Weber e a diretoria do Hertha que culminou na expiração do contrato do jogador com o clube.
      Em Dortmund, Weber atingiu seu ápice na carreira ao levantar duas Bundesliga, uma Pokal e alcançar o vice-campeonato europeu contra o Bayern. No ano de 2014, aos 31 anos, Weber estava convivendo com sucessivas lesões e acertou sua transferência para o St. Pauli, clube em que reencontrou a forma e superou a má fase até decidir se aposentar dos gramados nesta última temporada, enquanto graduava-se no Curso Nacional C para treinadores promovido pela DFB.
      O acordo de Weber com a diretoria do 1860 München é válido por uma temporada.
      Historial como jogador:
      O treinador espera uma campanha acima da média em sua temporada de estréia e jogou as expectativas para o alto, em busca de alcançar logo de começo os play-offs de acesso.
      - Acredito que o clube passou por problemas nas últimas temporadas até chegar à Regionalliga, embora tenha apresentado uma recuperação na volta para a 3.Liga. Confio que nosso plantel é bom o suficiente para disputar as ligas mais competitivas da Alemanha. [...] a diretoria me deu uma tarefa, que é a de brigar na parte superior da tabela, mas eu preciso mostrar que estou empenhado aqui no clube e me comprometi em brigar alcançar os play-offs e passar para a segunda eliminatória da Pokal.  - afirmou Weber em sua apresentação à imprensa.
    • LC
      Por LC
      Zurique, Suiça. 15 de Dezembro de 2063
      Verão europeu e eu aqui vestindo um terno Dolce & Gabana para a minha homenagem na festa da Fifa como o melhor treinador de Futebol. Engraçado que só agora que cheguei  aos 90 anos sou homenageado, ainda bem que estou vivo para rir deles. A Lete chega ao quarto e me ajuda a dar o nó na gravata, pois ela sabe que nunca aprendi a fazer isso. Chega a limousine e vamos para a sede da Fifa.
      Lá encontro velhos amigos dos tempos de gramados, como o Joaquim Cycle, Alex Watson, Speedmaster, Lipe Rocha, Riquelme, Cadete, Burkina,Oplaay, Janeka, Reus, Soldado, Doutor Andreh, Gilson, Danut, Jio Hernandes, Kixa, Henrique M, Jirimias, entre tantos outros. Começa a grande festa e já estou com vontade de sair rápido dali e ir tomar uma cerveja com meus amigos, que minha esposa não me escute.Ficamos para a festa e cumprimento cada um dos meus amigos e começamos a lembrar dos tempos de glória e quando sentados no banco transformávamos um simples time num verdadeiro esquadrão de ganhar títulos. Lembramos dos que já partiram também e a emoção é tão forte que a Lete me passa o remédio do coração, é meus amigos o tempo passa e é cruel. Final da festa e pegamos um jatinho de volta a velha e boa Bilbao aonde vamos ficar dois dias antes de voltar para nossa casa em Nottingham, estamos quase em finais de Dezembro e meus netos, Gabriel - 12 anos e Pablo -8 anos, estão vindo. A casa ficará cheia de novo.
       - Os meninos chegam no voo das 08:00 horas e é melhor você vir dormir. Não tem mais idade para ficar até tarde acordado.

      - você está certa, mas vou demorar mais um pouco aqui, a festa de ontem ainda não saiu da minha mente. São muitas lembranças.


      17 de Dezembro de 2044 - A chegada dos netos.


      Acordo cedo para ir com o motorista ao aeroporto buscar meus netos Gabriel e Pablo, a Esther, minha filha chegará somente na manhã do dia 24 e até lá terei tempo suficiente para fazer uma bagunça com meus netos, que a Lete não me ouça se não acabo levando uma panelada. Caraca depois de tanto tempo ela não perdeu essa mania. No aeroporto meus netos correm para me abraçar e na ida para casa eu passo na loja do Nottingham e compro dois kits de camisas do Forest para presentea-los. Chegamos em casa e logo correm para vestir as camisas e irem bater bola no campinho da Mansão.

      - Vem vovô. Vamos jogar bola.
      - Quer me matar do coração Gabriel? faz muito tempo que não jogo bola
      - Então conta como o senhor começou no futebol,pois sabemos que o senhor jogou no América FC. Só não sabemos por onde começou.Qual foi seu primeiro clube como treinador?
      - É verdade Pablo. Essa história eu nunca contei a vocês. Venham aqui e fiquem quietos, pois vou precisar de silêncio para lembrar. A minha memória anda fraca e por isso quero que fiquem quietos e ouçam a história...
       

       
       - Tudo começou quando eu estava em Bilbao visitando meu Bisabuelo. Tinha acabado de me formar em Biologia e por ter me formado com as melhores notas o meu pai, seu Bisavô, me deu de presente 30 dias em Bilbao para visitar a família. Eu estava numa adega bebendo uma caneca de vinho com alguns amigos quando Rosita, minha prima, nos falou sobre um festival de rua. Fete de Bayonne - Maior Festa de Rua da França e que que ficava no lado Basco da França.Tome o hedonismo desenfreado da festa de rua espanhola e depois faça do jeito que os franceses maravilhosos fariam, e você terá uma grande festa. Durante cinco noites as ruas da antiga capital basca francesa de Bayonne se enchem de foliões.  
       

       
      O festival estava lotado de pessoas vinda de diversos lugares da Europa e também da América do Sul. Achamos uma adega e começamos a beber e a cantar. Reparei que num canto da adega tinham algumas pessoas reunidas e uma menina de traços orientais não tirava o olho aqui do seu avô.
      - Ai lete porque me deu essa panelada?
      - A história é sobre futebol e não de antigas namoradinhas, principalmente essa.
      - Se continuar me dando paneladas eu perco a memória de vez e neste caso a pessoa em questão é parte importante da história.
      - Vó deixa o vovô contar a história.
      - Está bem, vou ver como estão os preparativos do almoço, mas seu Luiz César eu estou de olho...
      - Resumindo. Eu conheci a Keiko neste festival, ela estava na França estudando artes cênicas e também jogava bola num time amador de Bayonne. Passamos a namorar e sempre que podia eu ia até Bayonne ver ela jogar bola. Jogava no time feminino do Aviron e eles já haviam sidos campeões regionais e fariam a grande final contra o time do Bordeuax Femme. Eu e a turma de amigos chegamos cedo ao pequeno Estádio do Aviron e ficamos conversando quando as meninas chegaram e falaram que o Técnico ( meio período) e Médico Obstetra tinham ido embora realizar um parto e que precisavam de alguém apenas para ficar na beira do gramado para fazer figuração. Eu e o Jonas Llorente nos prontificamos de imediato e eu avisei que ele seria o técnico e eu o Auxiliar Massagista. hehehe.

      - Vô porque o senhor colocou a mão na cabeça? Parece assustado. A vovó está preparando o almoço. kkkk
      - Fica quieto pablo. vai que sua avó escuta. Continuando. Neste dia Aviron perdeu por 3x2 para o time do Bordeaux, mas isso fez com que eu começa-se a gostar de ser treinador. Fiz um curso d etreinador na França e por indicação da Keiko eu acabei sendo auxiliar do doutor quando tinha jogos do Aviron. Como era apenas meio período eu trabalhava como Biólogo no Laboratório do Hospital de Bayonne. Um ano depois eu fui convidado a trabalhar no Sub-17 do Aviron e para isso acontecer eu fui a Itália aonde tirei meu Diploma pela UEFA:

       
      Assim começa minha aventura no Aviron Bayonnais, Clube da National 3- Região Nouvelle - Aquitaine. O correspondente a 5ª Divisão da França. Sejam todos bem vindos.
       
       

       
       
       
       
       

×