Jump to content

E se o Rock não tivesse existido?


Leho.

Recommended Posts

  • General Director

E se...

...O rock não existisse?

Os jovens teriam outro jeito de se vestir, de encarar o sexo e de protestar. Aliás, seriam menos jovens: passariam da infância à fase adulta, sem saber o que era adolescência

por Nathan Fernandes

seorocknonexistisssse.jpg

Menos jovens, menos rebeldes e mais virgens. Assim seria um mundo onde nunca houvesse surgido o rock'n'roll. "A maior contribuição do rock para a sociedade foi a libertação do corpo em todos os sentidos", afirma Herom Vargas, professor de história da cultura da Universidade Metodista de São Paulo. "Estaríamos fadados a não fazer amor antes do casamento, a não nos rebelar contra padrões sociais preestabelecidos e enfrentaríamos barreiras até para experimentações estéticas corriqueiras, como usar calça jeans e fazer tatuagens."

É possível que não existisse a adolescência como a conhecemos. Até a década de 1950, o esperado era que você passasse de criança para adulto mirim, sem escalas. Com os primeiros solos de Chuck Berry e Bill Haley e as primeiras reboladas de Elvis, ficou claro que uma revolução cultural estava em andamento. E ela afetava diretamente aqueles seres inclassificáveis que estavam na puberdade e queriam imitar os desajustados despojados que apareciam na TV e no cinema. Se nunca tivesse visto Elvis rebolando de jaqueta de couro, o jovem Erasmo Esteves seria um anônimo tijucano sem o sobrenome e talvez sem a amizade de Roberto Carlos, que insistiria em ser famoso com boleros e bossas-novas.

Também perderíamos uma forma de expressão importante. Conceitos como socialismo e anarquismo ficariam sem uma plataforma de divulgação competente para os jovens pouco afeitos à leitura de Karl Marx e Mikhail Bakunin, o que enfraqueceria as revoltas e manifestações populares. Como o professor Herom Vargas afirma, o rock trazia em si a noção estética da rebeldia. "A música desobedecia estéticas, com o ruído da guitarra e danças que punham os corpos a distância e cada vez mais soltos. Essas rebeldias se juntaram a todas as outras: sociais, políticas, ideológicas..." Os Sex Pistols não ironizariam a rainha da Inglaterra e o The Clash não lançaria luz sobre conflitos de esquerda na Nicarágua. Até as manifestações que tomaram o Brasil em junho seriam comprometidas. Mayara Vivian, uma das porta-vozes do Movimento Passe Livre, afirmou em plena Câmara Municipal de São Paulo: "Eu não gosto de políticos. Eu gosto de Ramones."

Seria mais difícil fazer sexo sem o empurrãozinho dos roqueiros. Assim como nossos bisavós, teríamos poucas chances de treinar nossas habilidades sexuais. A menos que se fizesse tudo às escondidas. Com seus refrões libertários e as curtas vidas loucas de gente como Janis Joplin, Jimi Hendrix e Jim Morrison (todos mortos aos 27 anos), o rock foi a pólvora que detonou a explosão da revolução sexual. Sem ele, o "amor livre" ainda estaria preso em algum celeiro do interior dos EUA.

Realidômetro - 3

O mundo já esperava um ritmo que questionasse as regras. O rock atendeu A esse desejo.

Números do rock

Rod Stewart detém o recorde de maior show de rock: 3,5 milhões na praia de Copacabana em 1994.

Bandas mais barulhentas (segundo o Guinness):

Deep Purple - 117 dB

The Who - 120 dB

Manowar - 128 dB

Segundo especialistas, o primeiro rock é Rocket 88 Ike Turner gravou em 1951.

Fontes: Herom Vargas, professor de história da cultura da Universidade Metodista de São Paulo; Waldenyr Caldas, professor de sociologia da cultura da USP.

Ilustração: Elias Silveira

Fonte

E aí... como teria sido a vida de vocês até agora sem o Rock'n'Roll?

Link to comment
Share on other sites

Não teria mudado nada na vida. Mas a música seria muito pior que é atualmente.

Ou melhor, mudaria. Eu praticamente não escuto música. Se não tivesse existido poderia cortar o praticamente da frase.

Link to comment
Share on other sites

Sério, a música faz tanto parte da minha vida que eu não sei como tem gente que não gosta ou que quase não ouve.

Rock foi a minha introdução pra música, e genericamente falando, ainda é o estilo que eu mais ouço. Nem faço ideia como seria sem isso.

Link to comment
Share on other sites

Sério, a música faz tanto parte da minha vida que eu não sei como tem gente que não gosta ou que quase não ouve.

Rock foi a minha introdução pra música, e genericamente falando, ainda é o estilo que eu mais ouço. Nem faço ideia como seria sem isso.

E eu não entendo como tem gente que chega a parar para ouvir música hahaha.

O único momento que eu coloco fone e escuto música é quando estou escrevendo código, depois da terceira música o cara nem percebe mais que está rolando algo e de brinde isola o barulho externo.

Link to comment
Share on other sites

Acho que algum outro estilo musical seria o "som do protesto", talvez o Blues, Soul ou o Funk (o verdadeiro).

Link to comment
Share on other sites

Sem o rock eu estaria cercado por um mundo de swingueira e forró :fuuu:

Melhor nem pensear nessa possibilidade...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • felipevalle
      By felipevalle
      Essa votação consiste em escolher as duas músicas que mais gostaram do grupo A.
      Os links das 4:
       
    • felipevalle
      By felipevalle
      FMC FF'21
      E aqui estou no hall do rock para apresentar a vocês o projeto de fazermos juntos uma copa de músicas do Foo Fighters.
      A ideia é semelhante a que tinha na MTv, com o programa do The Clash, se lembram?
      É uma ideia bem legal, e que se o pessoal daqui aderir bem, podemos fazer de outros artistas também.
      E o mais legal é que vamos nos aprofundando na história musical de artistas consagrados.
      Muitos daqui devem se lembrar do círculo do livro que vinhamos mantendo até um tempo atrás. Eu confesso que gostei. Sempre aparecia algo bacana que talvez não fosse ler por conta própria.
      Enfim, hora da apresentação de como se dará esse projeto musical.
      Basicamente, eu reuni 32 músicas do Foo Fighters, e as organizei em 8 grupos de 4. De cada grupo, as duas mais bem votadas se classificam para as oitavas-de-final, e assim, através de eliminatórias vai se realizando até chegar as semi-finais. Nisso, o sistema de votação passa a ser constituído do voto e mais da justificativa. E aí, que entra o mais legal, que é saber os detalhes de que cada música despertou, e se vocês vão se sair bem.
      Alguns detalhes; 8 músicas são cabeças-de-chave, cada uma representando um álbum especifico deles, no geral, músicas que fizeram mais sucesso naquele álbum. Daí, outras 16 são distribuídas aos pares pelos grupos, e outro grupo de 8 que nem sempre são singles fecham os grupos.
      Acreditem-me, eles têm 32 músicas de alto nível. Fiquei surpreso pela quantidade de música boa. Não faço ideia de qual música vocês gostarão mais, e confesso que nem eu sei qual é a minha favorita deles.
      E minha ideia é que essa copa não passe de um mês de duração.
      Enfim, aqui está a tabela:
      Lembrando que caso dê desempate em algum embate, será sorteado um membro da comissão para efetuar o desempate.
      Gostaria que digam aqui embaixo 3 candidatos que gostam da banda para se candidatarem. 
    • Leho.
      By Leho.
      Rapaaaaaaaz... olha esses convidados hahahaha! FODA PRA CACETE! Tem tudo pra ser pica demais, tá louco.
      E sempre ele né? Sempre Dave Grohl. Baterista, guitarrista, depois frontman de uma das maiores bandas do mundo, e agora (já há algum tempo, na verdade) diretor hahahaha. Rodrigo Hilbert é meu pau de óculos, esse cara tem que ser a referência maior.
    • Leho.
      By Leho.
      Ouvi no rádio falando sobre o tema e resolvi vir aqui alertar os senhores: não conheço sobre a tal fundação aí (Teenage Cancer Trust), mas aparentemente é inglesa e estará completando 30 anos em 2020 agora. Por conta da pandemia, vão disponibilizar streaming's de várias bandas/artistas (tipo um festival mesmo) pra comemorar e, claro, angariar fundos.
      Os shows são inéditos, material exclusivo e serão liberados de acordo com a programação. Será disponibilizado a opção para que as pessoas doem de bom grado valores para a instituição, mas os shows em si são de graça.
      Line-up:
      8/Out - Ed Sheeran 9/Out - Muse 10/Out - Rudimental 11/Out - Paul McCartney 12/Out - Paul Weller 13/Out - Stereophonics 14/Out - Pulp 15/Out - Noel Gallagher 16/Out - Them Crooked Vultures 17/Out - The Who 18/Out - The Cure 31/Out - The Who   
      Para assistir aos shows, canal deles no Yotube já tá no ar: https://www.youtube.com/TCTUnseen
      Página do Festival: https://www.teenagecancertrust.org/about-us/our-story/music/unseen
       
       
       
      (tô aqui só pelo Stereophonics, hahahahaha)
    • Leho.
      By Leho.
      Essa vai especialmente para meu amigo @Vitor Jaú, hahahaha... e ae? Algo a dizer?
×
×
  • Create New...