Jump to content

O papo é Linux


_Matheus_

Recommended Posts

10 coisas que não existiriam se não fosse o Linux

O sistema operacional livre mais famoso do mundo está em vários lugares é mais importante do que você pode imaginar.

Linux. Muita gente treme só de ouvir falar no sistema operacional criado por Linus Torvalds e divulgado ao mundo a partir de 1991. Contudo, essa história de que “Linux é difícil de usar” tem ficado dia a dia mais para trás, vide distribuições cada vez mais funcionais e amigáveis para o usuário final como Fedora e Ubuntu.

Contudo, o sistema operacional livre mais usado no mundo não corresponde apenas às várias distribuições que milhões de pessoas usam ao redor do globo terrestre. Ele está em lugares que você, provavelmente, nem imagina, comprovando toda sua robustez e versatilidade.

Ele é usado em diversas funções diferentes e o Tecmundo lista agora dez coisas que provavelmente não existiriam se não fosse o Linux.

Grandes servidores

Serviços que você utiliza todos os dias, como Google e Facebook têm Linux rodando em seus servidores para armazenar muito conteúdo. Todos os serviços de web da Google, como Docs, Agenda e Calendário, ficam hospedados em máquinas com o sistema operacional do pinguim.

Sistemas de controle de tráfego aéreo

Para que as pessoas viajem em segurança de uma parte a outra do mundo, há a necessidade de controle de tráfego aéreo. A maioria das máquinas operadas pelos controladores de voo usa Linux para garantir que o avião que carrega você de um ponto a outro decole e pouse em segurança.

Sistemas de alta tecnologia para controle de tráfego

Segundo o site LinuxforDevices.com, a cidade de San Francisco, uma das mais populosas dos Estados Unidos, usa um sistema de alta tecnologia para controle de tráfego terrestre. O município tem um trânsito caótico e é com Linux rodando em seus computadores que a prefeitura local pretende reduzir esse problema.

Android

O Android é o sistema operacional desenvolvido pela Google para dispositivos portáteis. Ele é um dos mais usados do gênero e cada vez mais novos aparelhos de grandes fabricantes são lançados com ele instalado. Pois se você ainda não sabia, agora é a hora: Android é desenvolvido tendo como base o Linux.

Trem de alta velocidade japonês

Outra ajuda que o Linux dá ao mundo dos transportes é funcionando nos computadores que operam o sistema de trens de alta velocidade no Japão. Sempre que nessas enormes e velozes máquinas de ferro embarcam passageiros e eles partem rumo ao seu destino, é o sistema criado por Linus Torvalds demonstrando a sua versatilidade.

Bolsa de Nova York

A Bolsa de Valores de Nova York também usa Linux. Desde 2007, o local que é o ponto nevrálgico do sistema financeiro estadunidense optou por instalar o sistema livre em suas máquinas. Os motivos são simples e claros: redução de custos (afinal, Linux é de graça e não se paga licença) e aumento de flexibilidade (não à toa o sistema é chamado de “livre”).

Supercomputadores

Outra informação recorrente no mundo do software livre é a preferência de desenvolvedores de supercomputadores pelo Linux. Estimativas apontam para cerca de 90% das supermáquinas existentes hoje rodando alguma variação de Linux. A explicação talvez seja a mais óbvia: o sistema livre é gratuito e flexível.

Carros inteligentes da Toyota

10 coisas que não existiriam se não fosse o LinuxToyota agora faz parte da Linux Foundation.

Recentemente, de acordo com o site LinuxInsider, a Toyota aderiu à Linux Foundation, a fundação criada em 2007 e que é responsável pela colaboração para aprimoramento do sistema. A justificativa, segundo o gerente geral de projetos da empresa Kenichi Murata, foi o fato de o sistema Linux possuir “a flexibilidade e a maturidade tecnológica” de que eles precisam para desenvolver veículos inteligentes.

Acelerador de partícula

A Cern, Organização Europeia para a Investigação Nuclear, maior laboratório de física de partículas do mundo e referência global no assunto, faz uso do sistema em suas pesquisas relacionadas a partículas de energia. O famoso acelerador de partículas do laboratório funciona com Linux.

Submarinos nucleares

A Lockheed Martin, maior produtora de produtos aeroespaciais para fins militares do mundo, apresentou, em 2004, a linha de submarinos nucleares BAEs Astute-class. O sistema central dessas máquinas subaquáticas possui a distribuição de Linux Red Hat instalada.

. . . . .

Se você ainda procurava motivos para se tornar fã de software livre e do Linux, um dos maiores expoentes desse campo da tecnologia, aí estão mais dez. Não deixe de registrar sua opinião nos comentários abaixo.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/linux/12021-10-coisas-que-nao-existiriam-se-nao-fosse-o-linux.htm#ixzz2btPn5Co6

O que é Kernel?

Aprenda o que é o Kernel, como ele funciona e sua importância para o Sistema Operacional.

O Kernel é um componente do Sistema Operacional, mas fica tão escondido que a maioria dos usuários domésticos sequer ouviu falar nele. Isso se deve à sua importância: ao contrário do que pode parecer, ele é tão essencial para o funcionamento de um computador que é melhor mantê-lo a salvo de pessoas bisbilhoteiras e inexperientes.

O cérebro do S.O.

Um PC divide-se, basicamente, em duas camadas: hardware e software. Até aí, nenhuma novidade. Onde entra o Kernel na história, então? Pois bem: ele é o grande responsável por fazer a interação entre essas camadas. Em outras palavras, é o Kernel que gerencia os recursos do sistema e permite que os programas façam uso deles.

Simples assim?

cerebro123.jpg

Na verdade, não. O fato é que o Kernel é complexo demais para ser explicado de forma técnica a um público leigo no assunto. Basicamente, ele começa a funcionar assim que o computador é ligado; nesse momento ele inicia a detecção de todo o hardware indispensável ao funcionamento da máquina (monitor, placa de vídeo etc.). O Sistema Operacional é carregado em seguida e, uma vez que o usuário faça seu login, o Kernel passa a administrar as principais funções dentro do S.O.: isso inclui o gerenciamento da memória, dos processos, dos arquivos e de todos os dispositivos periféricos.

Dessa forma o Kernel pode ser descrito como um grande organizador: é ele o responsável por garantir que todos os programas terão acesso aos recursos de que necessitam (memória RAM, por exemplo) simultaneamente, fazendo com que haja um compartilhamento concorrente – mas sem oferecer riscos à integridade da máquina.

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/mac-os-x/1636-o-que-e-kernel-.htm#ixzz2btSWzHxJ

Entendendo as Distribuições (Distros)

Atualmente, um Sistema Operacional Linux ou GNU/Linux completo é uma coleção de software livre (e por vezes não-livres) criados por indivíduos, grupos e organizações de todo o mundo, incluindo o núcleo Linux. Companhias como a Red Hat, a SuSE, a Mandriva (união da Mandrake com a Conectiva) e a Canonical (desenvolvedora do Ubuntu Linux), bem como projetos de comunidades como o Debian ou o Gentoo, compilam o software e fornecem um sistema completo, pronto para instalação e uso. Patrick Volkerding também fornece uma distribuição Linux, o Slackware.

As distribuições do Linux ou GNU/Linux começaram a receber uma popularidade limitada desde a segunda metade dos anos 90, como uma alternativa livre para os sistemas operacionais Microsoft Windows e Mac OS, principalmente por parte de pessoas acostumadas com o Unix na escola e no trabalho. O sistema tornou-se popular no mercado de Desktops e servidores, principalmente para a Web e servidores de bancos de dados.

No decorrer do tempo, várias distribuições surgiram e desapareceram, cada qual com sua característica. Algumas distribuições são maiores outras menores, dependendo do número de aplicações e sua finalidade. Algumas distribuições de tamanhos menores cabem num disquete com 1,44 MB, outras precisam de vários CDs, existindo até algumas versões em DVD.

Todas elas tem o seu público e sua finalidade, as pequenas (que ocupam poucos disquetes) são usadas para recuperação de sistemas danificados ou em monitoramento de redes de computadores.

Dentre as maiores, distribuídas em CDs, podem-se citar: Slackware, Debian, Suse, e Conectiva. Cada distribuição (distro) é, em tese, um sistema operacional independente, de modo que os programas compilados para uma distribuição podem não rodar em outra, embora usem o mesmo núcleo (o Linux propriamente dito). A distribuição Conectiva Linux, por exemplo, tinha as suas aplicações traduzidas em português, o que facilitou que usuários que falam a Língua Portuguesa tenham aderido melhor a esta distribuição. Hoje esta distribuição foi incorporada à Mandrake, o que resultou na Mandriva. Para o português, existe também a distribuição brasileira Kurumin (essa distribuição foi descontinuada), construída sobre Knoppix e Debian, e a Caixa Mágica, existente nas versões 32 bits, 64 bits, Live CD 32 bits e Live CD 64 bits, e com vários programas open source: LibreOffice, Mozilla Firefox, entre outros.

Existem distribuições com ferramentas para configuração que facilitam a administração do sistema.

As principais diferenças entre as distribuições estão nos seus sistemas de pacotes, nas estruturas dos diretórios e na sua biblioteca básica. Por mais que a estrutura dos diretórios siga o mesmo padrão, o FSSTND é um padrão muito relaxado, principalmente em arquivos onde as configurações são diferentes entre as distribuições. Então normalmente todos seguem o padrão FHS (File Hierarchy System), que é o padrão mais novo. Vale lembrar, entretanto, que qualquer aplicativo ou driver desenvolvido para Linux pode ser compilado em qualquer distribuição que vai funcionar da mesma maneira.

Quanto à biblioteca, é usada a Biblioteca libc, contendo funções básicas para o sistema Operacional Linux. O problema está quando do lançamento de uma nova versão da Biblioteca libc, algumas das distribuições colocam logo a nova versão, enquanto outras aguardam um pouco. Por isso, alguns programas funcionam numa distribuição e noutras não.

Existe um movimento LSB (Linux Standard Base) que proporciona uma maior padronização. Auxilia principalmente vendedores de software que não liberam para distribuição do código fonte, sem tirar características das distribuições. O sistemas de pacotes não é padronizado.

ArchLinux, Debian, Fedora, Mandriva, Mint, Opensuse, PCLinuxOS, Puppy, Sabayon, Slackware e Ubuntu são algumas das distribuições mais utilizadas atualmente, listadas aqui por ordem alfabética.

De entre as distribuições consideradas mais difíceis de gerir (por preferirem assegurar a estabilidade tecnológica em detrimento da interface de utilizador), destacam-se a Debian, Gentoo e Slackware.

Existem também distribuições Linux para sistemas móveis, como tablets e smartphones, sendo o Android, desenvolvido pelo Google, a mais difundida de todas. Outras distribuições Linux para sistemas móveis são o Maemo e o MeeGo.

Controvérsias quanto ao nome

Linux foi o nome dado ao núcleo de sistema operacional criado por Linus Torvalds. Por extensão, sistemas operacionais que usam o núcleo Linux são chamados genericamente de Linux. Entretanto, a Free Software Foundation afirma tais sistemas operacionais são, na verdade, sistemas GNU, e o nome mais adequado para tais sistemas é GNU/Linux, uma vez que grande parte do código-fonte dos sistemas operacionais baseados em Linux são ferramentas do projeto GNU.10

GNOME

GNOME (acrônimo para GNU Network Object Model Environment) é um projeto de software livre abrangendo o Ambiente de Trabalho GNOME, para os usuários, e a Plataforma de Desenvolvimento GNOME, para os desenvolvedores. O projeto dá ênfase especial a usabilidade, acessibilidade e internacionalização.

Gnome_3.2_shell.png

Eu sempre tive muita confusão com a parte de nomes pra entender o que é o que. Como eu to pensando em rodar o Linux nem que seja de um pendrive pra experimentar, pesquisei e tô compartilhando.

Em suma, do que eu entendi: Linux está para Windows, não é o SO propriamente dito, mas a plataforma. Aí existem várias empresas, pessoas e grupos que fazem n sistemas operacionais (distros), cada qual com sua finalidade, aplicativos, biblioteca, interface, etc. Cada distro é como se fosse um Windows 7, Windows Vista, etc.

Por exemplo, eu tava vendo recomendações dessa distro: http://elementaryos.org/ cujo nome da versão atual é Luna.

Além disso, vão ouvir falar de Gnome, KDE, Xfce, Unity que, pelo que eu entendi, são como se fosse a interface (acho que todos se equivalem). Seria algo (não exatamente) como aquele conjunto visual do XP e o Aero do Windows 7, ou aquela interface do Windows 8. Mais ou menos isso. O Gnome3 parece o mais fino e o Unity parece masssa - opinião com base em screenshot.

Instale Windows e Linux no mesmo PC, sem dificuldades.

Como fazer dual boot com Windows 7 e Ubuntu 9.10.

Rodando distribuição Linux a partir de um Pendrive.

Pack 2013 de apps para Linux.

Entendendo a estrutura de pastas

Como utilizar a maioria dos softwares Linux

Dito isso, peço aos entendedores que colaborem com mais informações úteis, principalmente os moderadores e usuários.

Link to comment
Share on other sites

Bacana a idéia.

Tenho uma certa simpatia pelo Linux desde o dia que fiz um curso e montagem e manutenção de PCs e deram umas aulas ensinando o basicão sobre o SO.

Acho que o Linux seria mais forte se a maioria dos desenvolvedores de distros trabalhassem em conjunto com o desenvolvento de uma distro unificada para enfrentar o Windows, essa separação em diversos grupos não me parece ser muito benéfica em questão de mercado.

Se eu não me engano os primeiros PS3 permitiam a instalação de Linux, em modo de dual-boot com a XMB, para que o console pudesse ser usado como um tipo de computador.

Link to comment
Share on other sites

Gnome, KDE, Unity, etc são a interface mesmo. Algumas distros tem várias versões com várias interfaces, ex.: Ubuntu (Unity), Kubuntu (KDE), Lubuntu (LXDE), Xubuntu (XFCE).

Existem distribuições feitas em cima de distribuições. Por exemplo: Debian -> Ubuntu -> elementaryOS, LinuxMint, etc.

Link to comment
Share on other sites

Pra quem se interessar e ter interesse em mexer em Linux pela primeira vez, recomendo http://www.ubuntu-br.org/.

Faça o dual boot com o Windows e vá mexendo no SO aos poucos. Hoje ainda é impossível abandonar o Windows e só trabalhar com linux. A compatibilidade do SO com a maioria dos softwares ainda é pequena (mesmo que tu tente executar pelo Wine).

Depois do Ubuntu da pra ir brincando com o Mandriva, Debian, etc.

Link to comment
Share on other sites

Bacana o tópico, sempre vi videos no youtube sobre esse SO mas nunca me animei muito.

Vejo sempre uma certa rivalidadezinha com os que curtem mais o Linux do que o Windows, tipo um Galaxy x iPhone, hahahaha. Só que em menores proporções, claro.

Link to comment
Share on other sites

O software livre vem ganhando muita força no mercado e conseguindo penetrar no mercado domestico.

Uso Ubuntu a alguns anos e consigo de uma forma geral utiliza-lo como meu sistema principal se necessário.

Lembrando que a Steam pega no Linux.

Link to comment
Share on other sites

Eu já cheguei a conclusão que pra Desktop o Windows é melhor justamente por ser compatível com mais programas. Agora para servidores, é Linux disparado, não tem sistema melhor. Atualmente na minha empresa só mexo com servidores em Linux e não tem coisa melhor.

Link to comment
Share on other sites

Para servidor não há discussão (a não ser que sua empresa opte por usar toda a "stack" da Microsoft).

No trabalho eu usava porque a compilação+deploy da aplicação que eu desenvolvia levava metade do tempo. Mas era algo específico.

Mas em casa é Windows sem nem pensar. Usei o Mac OS X por um tempo. E na boa, não tem SO para usar em casa melhor que o Windows.

Link to comment
Share on other sites

Estou instalando o Linux em todos os PC's aqui de casa, vou botar esse daqui com dual-boot esse final de semana e levantar um servidorzinho pra brincar aqui em casa... só pra testes.

Melhor SO que existe... disparado. Tu toma nojo de Windows quando conhece o Linux.

Link to comment
Share on other sites

Estou instalando o Linux em todos os PC's aqui de casa, vou botar esse daqui com dual-boot esse final de semana e levantar um servidorzinho pra brincar aqui em casa... só pra testes.

Melhor SO que existe... disparado. Tu toma nojo de Windows quando conhece o Linux.

Porque tu toma nojo de Windows? Hahaha.

Eu já usei os três (Windows, Mac OS X e Ubuntu/Linux), por pelo menos 3 meses cada. E não tenho nenhuma dúvida que para usar em casa hoje o windows é melhor.

As principais vantagens são a simplicidade na maior parte das coisas, a compatibilidade com praticamente tudo, a melhor renderização de fontes... isso sobre os dois.

Acho que o nojo do Windows era justificado até o XP (e no Vista). Mas o XP, 7 e 8 são excelentes SOs.

Link to comment
Share on other sites

Porque tu toma nojo de Windows? Hahaha.

Eu já usei os três (Windows, Mac OS X e Ubuntu/Linux), por pelo menos 3 meses cada. E não tenho nenhuma dúvida que para usar em casa hoje o windows é melhor.

As principais vantagens são a simplicidade na maior parte das coisas, a compatibilidade com praticamente tudo, a melhor renderização de fontes... isso sobre os dois.

Acho que o nojo do Windows era justificado até o XP (e no Vista). Mas o XP, 7 e 8 são excelentes SOs.

Bom cara, eu não sei para o que você usa o Windows.

Pra mim, pro meu uso, acho melhor a utilização do Linux. Pela segurança, estabilidade e simplicidade.

Compatibilidade eu acho mais pra jogos e pra isso serve o dual boot.

Link to comment
Share on other sites

Estou instalando o Linux em todos os PC's aqui de casa, vou botar esse daqui com dual-boot esse final de semana e levantar um servidorzinho pra brincar aqui em casa... só pra testes.

Melhor SO que existe... disparado. Tu toma nojo de Windows quando conhece o Linux.

Ta exaltado demais hein fera, ta no gás do curso e me vem com esse papo xiita de que tem nojo do Windows.

Vou te soltar numa rede com LDAP sem AD pra testar esse teu amor todo pelo Linux

Link to comment
Share on other sites

Bom cara, eu não sei para o que você usa o Windows.

Pra mim, pro meu uso, acho melhor a utilização do Linux. Pela segurança, estabilidade e simplicidade.

Compatibilidade eu acho mais pra jogos e pra isso serve o dual boot.

Mas falei ali em cima porque eu acho o Widnows melhor hahaha. Tem também o fato de ter a melhor interface, do Windows Explorer ser melhor que o Nautilus ou que o Finder, o controle de energia funciona melhor, o driver para o touchpad é melhor...

Simplicidade? No quê??? Windows é muito mais simples...

Segurança? Eu uso Windows há quase 20 anos e nunca tive problema de segurança. Não colocaria em um servidor, mas no meu computador pessoal!?

Estabilidade deixou de ser problema do Windows faz tempo também. Meu notebook fica semanas sem ser desligado...

Link to comment
Share on other sites

Ta exaltado demais hein fera, ta no gás do curso e me vem com esse papo xiita de que tem nojo do Windows.

Vou te soltar numa rede com LDAP sem AD pra testar esse teu amor todo pelo Linux

Porra, me dá dois meses de curso dessa merda aí então, indio safado. hauhauhauhuahua

AHAHAHA

Fábio tá fazendo que curso?

LPI1 e 2.

Mas falei ali em cima porque eu acho o Widnows melhor hahaha. Tem também o fato de ter a melhor interface, do Windows Explorer ser melhor que o Nautilus ou que o Finder, o controle de energia funciona melhor, o driver para o touchpad é melhor...

Simplicidade? No quê??? Windows é muito mais simples...

Segurança? Eu uso Windows há quase 20 anos e nunca tive problema de segurança. Não colocaria em um servidor, mas no meu computador pessoal!?

Estabilidade deixou de ser problema do Windows faz tempo também. Meu notebook fica semanas sem ser desligado...

Eu já tive e tenho problema pra caralho com essa porra. uhauhauhauhauhuhua

Link to comment
Share on other sites

Claro Fábio, só entra em site de putaria, anões, travecos, zoofilia e tudo que termina em ia e ainda quer se aventuirar na deep web... tem que se fuder mesmo

Link to comment
Share on other sites

Os Windows 7 e 8 estão muito estáveis, não tem porque não usar Windows em casa.

Link to comment
Share on other sites

Claro Fábio, só entra em site de putaria, anões, travecos, zoofilia e tudo que termina em ia e ainda quer se aventuirar na deep web... tem que se fuder mesmo

AEHUEAHUAEhEAuaheuaEHEUAEHUUAEHAEUUEHA

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Nossa! Sagrado seja o coração de Jebus, tudo que parecia impossível está acontecendo!

No futuro todos softwares serão código aberto e livres.

Excelentes os textos colocados, _Matheus_.

Link to comment
Share on other sites

  • 4 weeks later...
  • 6 months later...

Software Livre constrói o sistema operacional GNU/Linux, mais popularmente conhecido apenas como "Linux", e não é para favorecer os desenvolvedores financeiramente mesmo, mas todos são citados como autores pelas regras dos direitos autorais que beneficia o usuário.

A técnica de construção dos softwares livres propicia maiores inovações tecnológicas.

Mas falei ali em cima porque eu acho o Widnows melhor hahaha. Tem também o fato de ter a melhor interface, do Windows Explorer ser melhor que o Nautilus ou que o Finder, o controle de energia funciona melhor, o driver para o touchpad é melhor...

Simplicidade? No quê??? Windows é muito mais simples...

Segurança? Eu uso Windows há quase 20 anos e nunca tive problema de segurança. Não colocaria em um servidor, mas no meu computador pessoal!?

Estabilidade deixou de ser problema do Windows faz tempo também. Meu notebook fica semanas sem ser desligado...

Concordo que o Windows é melhor, afinal ele faz todo o esforço para que somente aquilo funcione perfeitamente né? Quanto tempo o pessoal do software livre gastou para derrubar as travas de hardware proprietário para fazer funcionar impressora corretamente!?

Hoje eu vejo as distribuições de GNU/Linux mais rápidas, com Central de Aplicativos e facilitando mais a vida dos usuários. Superaram e estão melhores que o sistema operacional proprietário de código-fechado.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Dito isso, peço aos entendedores que colaborem com mais informações úteis, principalmente os moderadores e usuários.

O Metamorphose Linux está com um excelente suporte a programas de .EXE, veja:

3rbkEJY.jpg

Você encontra o Metamorphose Linux aqui: http://www.metamorphoselinux.net/

E faz propaganda do FM2014.

Link to comment
Share on other sites

  • 5 months later...

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Similar Content

    • Peil
      By Peil
      Alguém sabe me informar onde colocar os arquivos, como faces, kits, updates, (...), para o FM 2019 no linux, jogando via Steam Play (proton)?
       
      ps: o jogo roda tranquilo e tem suporte nativo do proton.
    • Léo R.
      By Léo R.
      SOU O NOVO ZOROASTRO. mentira
      Eu procurei (porcamente), e não encontrei muitas informações a respeito do funcionamento do FM em distros do Linux, alguém utiliza FM em distribuições do Linux? (exceto o zoroastro)
      Pergunto pois, estou migrando definitivamente para o Linux, questões acadêmicas mesmo, preciso me ambientar melhor ao SO, além disso tenho preguiça de ter que ficar trocando de Sistema Operacional para executar um programa X ou Y.
    • Henrique M.
      By Henrique M.
      Vou deixar o link da matéria e do tutorial: http://www.tecmundo.com.br/android/92872-teste-transforme-pc-velho-android-personalizado-remix.htm
      Eu já usei e é simplesmente fantástico. Para quem gosta de jogar os jogos android por longas durações, mas tem preguiça de ficar segurando o celular ou acha que o celular é ruim para jogar, é só instalar esse SO num pendrive e carregar um android por aí. Fora outras vantagens de reaproveitamento de computadores velhos.
    • MaxPresis
      By MaxPresis
      Então galera, eu tenho um PC com windows e um note com Linux. No Windows funciona perfeitamente, mas no Linux não.
      Independente da distro (Testei o Elementary, Sabayon e Ubuntu) e independente da interface gráfica (XFCE, Mate, Ciannamon e Unity), o FM não maximiza e fica fora de escala, comendo parte da tela. Alguma solução?
    • Dr.Thales
      By Dr.Thales
      Fala, galera!

      Eu instalei o Ubuntu 15.10 no meu PC (cansei da travadeira do Windows 10 no meu PC - um I5 de 4ª geração com 4gb de RAM DDR3 e não dá conta de rodar ele direito, ainda).
      Sei que há compatibilidade da Steam e do FM com o sistema Linux, até já instalei a Steam e o FM16 nele esse fds (ainda não joguei), mas antes de começar, queria saber se alguém roda ele pelo GNU/Linux, se tem algum problema ou limitação, crash dumps e etc...
       
      Ou se tá tudo rodando normal.

      Medo de começar um save lá e perder tudo por problemas do jogo com o OS...
       
      Obrigado!
×
×
  • Create New...