Jump to content

To My Naród Śląski [S03E01: Aposta no entrosamento com pitadas de qualidade - atualizado em 21.01.22]


Bruno Trink
 Share

Recommended Posts

banner9f8d95fd90da20af.png

 

faixa_intro42cdda7286c6f693.png

E estamos de volta...


Fiz os primeiros testes na nova versão do Football Manager com um time bastante conhecido meu, o Flamengo, joguei uma temporada e foi suficiente para me habituar com as novidades. Depois disso, a dificuldade foi encontrar uma história que me empolgasse para iniciar um save e voltar a contar histórias aqui. Não me animei com um jogo "fácil" com o novo milionário inglês nem com uma possível recuperação do Barcelona. Pensei em Palermo ou Siena mas entendi que a área está bem representada na Itália. Israel era uma possibilidade, voltar a jogar com o Hapoel Petach-Tikva mas acabei optando por minhas outras raízes. A história de um dos mais bem sucedidos clubes poloneses que despencou na última década me puxou.

 

Ligas selecionadas

ligas1746274a3e8ab36e.png

 

faixa_clube3dba5df93694528e.png

kibice-ruchu-chorzow.jpgO Ruch Chorzów, fundado em 20 de abril de 1920, conquistou o título polonês treze vezes, atrás apenas de Legia Warsaw, com quinze, e Górnik Zabrze e Wisla Kraków, com quatorze, e é o terceiro em pontos conquistados na primeira divisão. Chegou a ser vice-campeão da UEFA Intertoto Cup de 1998, perdendo uma das finais para o Bologna. Em sua história, o Ruch teve altos e baixos, algumas eras douradas com sequências de títulos mas era o único clube que nunca havia sido rebaixado até a temporada 1986/87. Rebaixamento esse que foi ainda mais instável, decidido em uma derrota por 2 a 1 para o Lechia Gdańsk, com o goleiro Janusz Jojko marcando um bizarro gol contra. No entanto, a equipe retornou no ano seguinte como campeão da segunda divisão e conquistou, em sequência, o título da Ekstraklasa, sendo a segunda equipe recém-promovida a conseguir esse feito.

 

5cd19a2b3f817_o_full.jpgApós as transformações políticas ocorridas na Polônia em 1989 com a queda do Comunismo, o Ruch não reagiu bem, teve alguma melhora no início da década seguinte mas acabou rebaixado novamente na temporada 1994/95. Na segunda divisão, conquistou sua terceira Copa da Polônia. A crise real chegou na temporada 2002/03 com mais um rebaixamento. Diferente das outras vezes, não subiu imediatamente e, pelo contrário, por pouco não caiu para a terceira. Em 2005, o clube foi reestruturado como uma sociedade anônima. Um respiro que durou alguns anos. Em 2017, foi decidida, pela primeira vez na história do futebol polonês, uma reestruturação das dívidas e o Ruch teria que pagar PLN 8 milhões de złoty (equivalente hoje a pouco mais de R$ 10 milhões) em cinco anos. No campo, o time começou a I Liga (segunda divisão) com seis pontos negativos por dívidas não pagas e terminou o campeonato na última colocação, onze pontos atrás da zona de playoff de rebaixamento. No ano passado, o Ruch conseguiu o acesso ao vencer o grupo 3 da III Liga e jogará a terceira divisão polonesa.

 

faixa_treinadorfcd4d7bc91267820.png

Fot: Marcin Miller /Agencja Przegląd SportowyQuase sempre escolho uma figura histórica para dirigir minhas equipes em saves de clube. Dessa vez, não será diferente. Mariusz Lesław Śrutwa nasceu em 15 de julho de 1971 em Bytom e começou sua carreira no Polonia Bytom. Em 1991, chegou ao Ruch Chorzów onde atuou até 2006, com um ano emprestado ao Legia Warszawa. Foi artilheiro da I Liga em 1995/96, da Ekstralasa em 1997/98, conquistou a Copa da Polônia de 1995/96 e foi finalista da Intertoto de 1998. Marcou 185 gols em 442 partidas pelos azuis e disputou cinco partidas pela seleção polonesa sem marcar gols. 

 

 

 

 

Índice:

Primeira temporada

 

Segunda temporada

 

Terceira temporada

 

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte nesse histórico da Polónia. Só espero que não derrotes o Widzew Lodz 😁

Link to comment
Share on other sites

Polônia já rendeu saves legais anteriormente aqui na área e gostei bastante da história do clube, gosto de gigantes adormecidos. Estarei acompanhando.

Link to comment
Share on other sites

Esse tipo de save com times de ligas do Leste Europeu meio alternativas são realmente historias que adoro acompanhar cara 

 

Boa Sorte mano

Link to comment
Share on other sites

Parabéns pelo retorno, Bruno Trink é sempre bom ver históricos participantes de volta à área. Espero que tenha bastante trabalho no Ruch Chorzów. Vai ser com ou sem Genie?

Link to comment
Share on other sites

22 horas atrás, Maiiron_ disse:

Vou acompanhar, sim. Pau no gato!

Que honra!!!

 

22 horas atrás, Cadete213 disse:

Boa sorte nesse histórico da Polónia. Só espero que não derrotes o Widzew Lodz 😁

Em algum momento, não terá jeito, terei que derrotá-los.

 

22 horas atrás, Rubismo Barrichello disse:

Boa sorte Trink! Acompanhando

Valeu!

 

22 horas atrás, Tsuru disse:

Polônia já rendeu saves legais anteriormente aqui na área e gostei bastante da história do clube, gosto de gigantes adormecidos. Estarei acompanhando.

Pois é, estou adiando esse save na Polônia há muito tempo. Já era hora,

 

18 horas atrás, Guilhererme disse:

Esse tipo de save com times de ligas do Leste Europeu meio alternativas são realmente historias que adoro acompanhar cara 

 

Boa Sorte mano

Gosto também das ligas alternativas e sempre tive dificuldades, com db original, de sair das tradicionais. Mesmo se fossem desafios com times lá de baixo. Vamos ver se essa db alternativa que eu estou usando não vai me dar problemas.

 

1 hora atrás, GGilson disse:

Parabéns pelo retorno, Bruno Trink é sempre bom ver históricos participantes de volta à área. Espero que tenha bastante trabalho no Ruch Chorzów. Vai ser com ou sem Genie?

Obrigado, Gilson! 

Não tenho praticamente mais usado o GS, só em alguns saves off mesmo. Naquela época, usava mais para diminuir o escopo de busca dos observadores, hoje não vejo mais essa necessidade e até entendo que prejudica o andamento da história. Até porque o jogo tem nos dado muito mais ferramentas para scout do que antigamente.

Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, Fujarra disse:

Boa sorte Bruno!

2 horas atrás, Nei of disse:

Buenas sortes!

1 hora atrás, div disse:

Boa sorte!

Obrigado!!!

Link to comment
Share on other sites

banner9f8d95fd90da20af.png


7 de junho de 2021

S01E01: Introdução
Já contei a história do Ruch Chorzów no post de introdução e, mesmo assim, impressiona a sala de troféus com 14 títulos da primeira divisão polonesa. O lugar dos azuis, definitivamente, não é a terceirona. No entanto, não é o que a previsão diz. A expectativa é de que o time, recém promovido, brigue para ficar na metade da tabela com uma probabilidade de 33-1. O favoritaço ao título é o time reserva do Lech Poznań. Felizmente isso bate com a visão da diretoria, pelo menos para essa primeira temporada.

20210607_resumofbed5e6814476356.png

 

 

faixa_clube3dba5df93694528e.png

O Ruch manda seus jogos no przy Cichej, estádio para 9.300 espectadores, que não está em tão boas condições. As estruturas para treinamento são apenas razoáveis, tanto para o time principal quanto para as categorias de base. O problema é o staff. No campo, nem tanto, temos ainda vaga para mais um preparador e pode vir a ser suficiente para esse início. Por outro lado, o clube não tem diretor de futebol, não tem observadores e tem apenas um fisioterapeuta. Essa precisará ser a primeira providência a ser tomada, completar o staff, em especial o setor de observação. Sem eles, a tarefa de reforçar o elenco ficará comprometida.

20210607_staffb5a7daf8e984428d.png

 

 

faixa_elenco146657de5e97b4df.png

Por falar em elenco, numa análise superficial, entendo que seria suficiente para atender às expectativas da direção do clube. É um grupo equilibrado, não tem nenhum buraco considerável, existe, ao menos, um jogador "três estrelas" para todas as posições. Os relatórios destacam cinco: o goleiro Jakub Bielecki, o zagueiro Bartłomiej Kulejewski, ambos da base do clube, os experientes meias Łukasz Janoszka e Tomasz Foszmańczyk e o atacante Daniel Szczepan. Dá para melhorar, claro, a ver o que o mercado nos oferece. A primeira ideia é alinhar num 4-4-1-1 ou algo parecido. Entretanto, dependendo da movimentação de transferências, isso tudo pode mudar.

20210607_elencoa79a71c5b0323fb4.png

 

 

faixa_ligaab7aafa846f30822.png

A II Liga é a terceira divisão do futebol polonês e é disputada por dezoito equipes que jogam entre si e ida e volta. As duas primeiras colocadas sobem direto para a I Liga, as quatro seguintes, da terceira a sexta, se classificam para um playoff de acesso com semifinal e final enquanto as quatro últimas são rebaixadas para a III Liga. Apenas um jogador não-comunitário é permitido no onze inicial de cada partida e, pelo menos, dois jogadores tem que ser treinados na Polônia. A estreia do Ruch será no final de julho, em casa, contra o Wigry Suwałki, um dos cotados para o acesso. Até lá, pouco mais de um mês e meio para reforçar e preparar a equipe.

 

 

faixa_financas568809824da2a1cb.png

O caixa do clube está com quase €720 mil, o que parece bastante bom para o nosso nível. Só que, analisando as projeções, a previsão é de que esse superávit vire um déficit de mais de €1 milhão até o fim da temporada. Essa questão não pode sair do meu radar.

20210607_financas6d098c0bdc02386c.png

Link to comment
Share on other sites

Bela ideia de save, Bruno

Curioso como um time com história e uma sala de troféus recheada não tem um olheiro sequer.
No entanto, o elenco é bem equilibrado e acho que dá pra surpreender a imprensa já na temporada de estreia. Isso, pelo menos, se as finanças ficarem sob controle.

Boa sorte!

Link to comment
Share on other sites

Clube interessante. confesso que nao conhecia. Aparentemente uma parte da staff é muito boa pra liga. Nao ter olheiro é algo meio que engraçado kkkk ainda mais nos dias de hoje, onde até times amadores possuem uma rede de olheiros ou 1 olheiro que seja kkk quero ver o desenrolar dessa historia kkk

Link to comment
Share on other sites

Pelo elenco que tem, normalmente eu diria que tem tudo para permanecer na divisão. Sendo você, acho até que sobe, ainda mais que nessas divisões é sempre bom ter um bom goleiro e você tem um goleiro aparentemente top de linha pra divisão. Isso faz muita diferença.

Link to comment
Share on other sites

Em 17/11/2021 em 18:50, LuisSilveira disse:

Bela ideia de save, Bruno

Curioso como um time com história e uma sala de troféus recheada não tem um olheiro sequer.
No entanto, o elenco é bem equilibrado e acho que dá pra surpreender a imprensa já na temporada de estreia. Isso, pelo menos, se as finanças ficarem sob controle.

Boa sorte!

Estou preocupado mesmo com as finanças. Capaz de precisar negociar alguns jogadores para poder reforçar. A questão é que aqueles que tem clubes interessados eu não quero vender. E vice-versa.

 

Em 17/11/2021 em 19:26, Sumu disse:

Clube interessante. confesso que nao conhecia. Aparentemente uma parte da staff é muito boa pra liga. Nao ter olheiro é algo meio que engraçado kkkk ainda mais nos dias de hoje, onde até times amadores possuem uma rede de olheiros ou 1 olheiro que seja kkk quero ver o desenrolar dessa historia kkk

Eu passei um tempo pesquisando gigantes adormecidos e caí nessa história. Juntou com a minha vontade antiga de jogar na Polônia.

Curioso mesmo esse fato do clube não ter olheiros. Acaba sendo bom pois eu posso contratar quem e como eu quiser, com as devidas limitações.

 

11 horas atrás, Fujarra disse:

Pelo elenco que tem, normalmente eu diria que tem tudo para permanecer na divisão. Sendo você, acho até que sobe, ainda mais que nessas divisões é sempre bom ter um bom goleiro e você tem um goleiro aparentemente top de linha pra divisão. Isso faz muita diferença.

Independente da divisão, sempre procuro ter um goleiro confiável. E, apesar de jovem, o Bielecki está na média da liga e os reservas também são promissores.

Acho que não teremos problemas para ficar tranquilos na divisão. Subir, depende do que conseguir no mercado de transferências e de como o time encaixar.

Link to comment
Share on other sites

banner9f8d95fd90da20af.png

 

31 de julho de 2021

S01E02: A primeira pré-temporada

 

faixa_pretemporadad7fb490f4b5ceb85.png

O plano para a pré-temporada era o básico: reforçar o elenco dentro do possível e preparar o time para o ano. Além disso, montar o staff era fundamental e, para isso, vieram dez profissionais e mais dois para a base. Conseguimos, dentro do possível, montar uma boa estrutura de pessoal para a terceira divisão polonesa. Em termos do setor de observação, contratamos dois olheiros estrangeiros, um espanhol e um tunisiano, o que pode trazer enfoques diferentes para os reforços.

20210731_transf_staff94be14790bd27326.pn

 

 

faixa_transf06a053f752f2507d.png

Não tinha nenhuma prioridade em termos de posições para reforçar o elenco. Como havia dito, o grupo é razoavelmente equilibrado e não tínhamos nenhum buraco considerável. Assim, atirei para vários lados, trouxemos sete jogadores em experiência, observamos outros tantos e, no final das contas, contratamos cinco. Em definitivo, chegaram o volante Michał Oświęcimka e o lateral direito Marcin Kozłowski, ambos sem custos. Para contratar mais, haveria a necessidade de vender ou dispensar atletas. O elenco está inchado e o orçamento para salários está apertado. Fiz várias tentativas mas pouco ou nenhum interesse surgiu. Saíram apenas Piotr Kwaśniewski e Marcin Kowalski. A solução, então, eram empréstimos de jogadores de clubes da Ekstraklasa. Sem pagar salários, vieram o meia central Fryderyk Gerbowski e o lateral/meia esquerda Marcel Błachewicz do Wisła Płock e o zagueiro Paweł Koncewicz-Żyłka do Wisła Kraków. Ainda estamos buscando outras saídas mas, a princípio, não deve mais chegar ninguém.

20210731_transf677e48a16229d71c.png

 

 

faixa_taticadc0988125a2904bb.png

Desde o início, a ideia era não fugir muito do 4-4-1-1 indicado pelo assistente técnico Jan Woś. Curioso, porque, além dos jovens Jakub Nowak e Jakub Siwek, o elenco não tem outro meia atacante de origem. Tomasz Foszmańczyk, que é mais meia esquerda, será o titular da posição e outros ainda podem ser improvisados ali. Duas variações, uma com base no tiki-taka vertical e outra em contra-ataque fluido. No mais, o recém contratado Kozłowski luta na lateral direita com Kacper Będzieszak, Kulejewski e Kawula fazem a dupla de zaga e Kowalski já chega titular na esquerda. A briga para o par de meias centrais ainda está aberta enquanto as demais posições são de Janoszka, Szkatula, que não joga as primeiras partidas por estar lesionado, e o artilheiro Daniel Szczepan.

20210731_tatica52cbf1fa533fcdaf.png

 

 

faixa_jogosff3557ba137ae250.png

Durante esses quase dois meses de pré-temporada, o time fez sete amistosos, vencendo dois, empatando três e perdendo outros dois. Derrotas essas que foram contra equipes da Ekstraklasa. No geral, contra os outros adversários, nós finalizamos bastante, 32 vezes, por exemplo, na vitória de 3 a 1 sobre o time B do MFK Ružomberok da Eslováquia. O time está pronto para a estreia na II Liga contra o Wigry Suwałki? Acho que ainda precisamos de ajustes mas, mesmo contra uma equipe mais bem cotada, podemos surpreender em casa.

20210731_jogos19a81ac14db871db.png

 

 

faixa_elenco146657de5e97b4df.png

20210731_elenco92cdcbc7f8965a69.png

 

20210731_profundidade6654f21ff0659df3.pn

Link to comment
Share on other sites

Amistosos duros, mas o elenco parece realmente fechadinho, nenhuma deficiência gritante, muito pelo contrario 

Até porque esta com um elenco grande, não contei mas parece muita gente no "olhometro", e todos poloneses gosta de trabalhar o nacional ou foi mais uma pequena coincidência ou a Polônia é fechada para estrangeiros no futebol também? 

Enfim boa sorte ai Brunão

 

Link to comment
Share on other sites

12 horas atrás, Guilhererme disse:

Amistosos duros, mas o elenco parece realmente fechadinho, nenhuma deficiência gritante, muito pelo contrario 

Até porque esta com um elenco grande, não contei mas parece muita gente no "olhometro", e todos poloneses gosta de trabalhar o nacional ou foi mais uma pequena coincidência ou a Polônia é fechada para estrangeiros no futebol também? 

Enfim boa sorte ai Brunão

 

O elenco está inchado mesmo. A questão dos poloneses é coincidência mesmo. Até tivemos dois jogadores em experiência que não eram poloneses, um espanhol e um esloveno, mas não acertamos, os salários ficaram acima do que poderia pagar. Na II Liga, posso jogar com um extracomunitário.

Link to comment
Share on other sites

Elenco ficou redondinho. É bom ter mais gente em divisões menores, lesões são muito grandes nessas competições. Uma pergunta em duas: como está fazendo para "burlar" o bug de avançado e interiores com contra-pressão? Já que é algo no seu sistema, ficou bem gritante. No mais, sorte e força. Sigo acompanhando.

Link to comment
Share on other sites

11 horas atrás, Maiiron_ disse:

Elenco ficou redondinho. É bom ter mais gente em divisões menores, lesões são muito grandes nessas competições. Uma pergunta em duas: como está fazendo para "burlar" o bug de avançado e interiores com contra-pressão? Já que é algo no seu sistema, ficou bem gritante. No mais, sorte e força. Sigo acompanhando.

Eu não estou percebendo nada muito diferente. Que bug é esse exatamente?

Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, Bruno Trink disse:

Eu não estou percebendo nada muito diferente. Que bug é esse exatamente?

Por exemplo, o time em marcação na fase defensiva não pressiona os rivais mais alto. Os avançados interiores não têm o comportamento necessário para a função, buscando mais o fundo do campo.

Link to comment
Share on other sites

18 horas atrás, Maiiron_ disse:

Por exemplo, o time em marcação na fase defensiva não pressiona os rivais mais alto. Os avançados interiores não têm o comportamento necessário para a função, buscando mais o fundo do campo.

Vou ver os próximos jogos em modo completo mas, a princípio, não percebi muito isso. Em termos de posicionamento, vejo os pontas vindo para dentro sim. Abaixo o posicionamento médio no último jogo (detalhe: atropelamos o adversário). A questão da pressão que tenho que confirmar.

 

 image.png.7fc0e2257996e6219cc3eac989edd1cc.png

Link to comment
Share on other sites

9 horas atrás, Bruno Trink disse:

Vou ver os próximos jogos em modo completo mas, a princípio, não percebi muito isso. Em termos de posicionamento, vejo os pontas vindo para dentro sim. Abaixo o posicionamento médio no último jogo (detalhe: atropelamos o adversário). A questão da pressão que tenho que confirmar.

 

 image.png.7fc0e2257996e6219cc3eac989edd1cc.png

Boa, boa! Tenho sofrido com isso no meu save, então nem tenho jogado sério :/ 

Link to comment
Share on other sites

  • Bruno Trink changed the title to To My Naród Śląski [S03E01: Aposta no entrosamento com pitadas de qualidade - atualizado em 21.01.22]

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Similar Content

    • LC
      By LC
      Meu nome é Gabriel Llorente e sim, sou Basco. Nasci em Bilbao a quase 80 anos. Minha filha mais velha disse que seria bom manter um diário ou algo parecido. Me deu um caderno de criança, tipo esses diários que vendem em papelaria. Ela esqueceu que fui eu a ensina-la a usar um computador, tablet ou mesmo um Not. Não lembro direito. Neste momento eu bebo um vinho escondido da enfermeira, parece aquelas Fräulein de filme alemão. Mas vamos ao que interessa. Sou um premiado treinador de futebol aposentado e já recebi vários prêmios de melhor treinador em vários países: Brasil, Argentina, Espanha, Portugal, Alemanha, França, Holanda, Inglaterra( A Rainha Elizabeth ainda está viva! Ela realmente é imortal!) e um ou outro país da Escandinávia. Mas você deve estar se perguntando como tudo começou,certo? Vou usar uma frase que ninguém espera: Tudo começou em...Bilbao é claro. Estava na Universidade de Bilbao para acompanhar a palestra do Renomado Treinador de Futebol, Luiz César:
      “ Começa a anoitecer em San Sebastian. A longa tarde de verão escurece rapidamente sob o véu do “sirimiri”, uma chuva fina e permanente que ensopa as roupas e, por fim, os ossos. Dois engarruçados sobem ao palco que preside ao comício da Henrri Batasuna – Unidade Popular, HB. Queimam duas bandeiras. Uma espanhola e outra francesa. O ritual, que antecede os discursos, surpreende os fotógrafos menos precavidos. Celebradas as palavras de ordem do último orador, a assistência ergue o punho direito e inicia um segundo momento ritualista, entoando o “Eusko Gudariak”, hino dos combatentes bascos. De repente, em uníssono, milhares de gargantas soltam um arrepiante grito contínuo e modulado, que acompanha a música e as palavras. O “irrintzi” é um grito trágico, remoto e perturbador que parece arrancado as entranhas de um antiquíssimo e inacessível mistério. De semelhante, talvez haja apenas para lhe comparar os gritos cerimoniais das mulheres árabes. Ou, mais sintonizados com o conhecimento comum, os gritos característicos das tribos índias americanas. Quem algum dia o escutou percebe por razão a historiografia basca chama ao povo de Euskadi, “os índios da Europa”.
      Recuar no tempo através desse grito insólito, devolver-nós-á uma imagem de imemorial crueldade. Fosse em nome do bom Deus, em prol do “Estado uno e forte”, ou da Democracia Ocidental, a verdade é que aos “índios da Europa” raramente bastou calar o seu grito. Pela violência, a assimilação, ou de outra forma qualquer, com pretextos diversos e em graus diferentes, o lento passar dos séculos foi-lhes invariavelmente adverso, quanto á sua língua, território, cultura e, consequentemente, no que diz respeito, até, ás suas próprias opções de cidadânia.”
      EUSKADI: A guerra desconhecida dos Bascos – RUI FERREIRA

      Esse texto é parte do livro que ganhei em 2009 de um amigo de Lisboa, Portugal. Joaquim Cycle é torcedor do Sporting e tem o Athlétic como um 2º clube. Algumas pessoas acham que o povo basco é composto por terroristas por causa da Euskadi Ta Askatasuna. Tinha um amigo que por pouco não deixou de ser meu amigo por causa de um comentário infeliz sobre o Athlétic. Ele recriminou a forma de como o Athlétic só contrata jogadores de origem basca e que no mundo globalizado de hoje é um retrocesso. Ledo engano meus amigos. Isso é uma forma de mantermos nossa unidade, nossa nacionalidade, pois até mesmo nas escola é proibido ensinar Euskara, a língua basca. Não vou entrar na parte política da situação, apesar de que as vezes é deveras necessário para poder explicar o nosso povo, a nossa nação. Meu bisabuelo era basco e foi morar ainda jovem no Brasil. Se encantou por uma bela morena carioca e o restante é óbvio. Sou casado e tenho duas filhas, que procuro ensinar as origens da nossa família. Sou Basco e me orgulho disso. Somos um povo alegre e amigável e que amamos o futebol. Em termos de clubes Bascos existem pelo menos mais de 20 clubes, sendo que os mais famosos são: Athlétic Club Bilbao, Real Sociedad, CA Osasuna, SD Eibar, Deportivo Alavés, Barakaldo CF, CD Baskônia e Club Portugalet. Já treinei alguns desses, menos Real Sociedad por que detesto. É questão de torcedor. Hoje estou aqui em Bilbao para dar essa palestra a vocês sobre os times Bascos na Liga da Espanha. Algumas pessoas falam sobre eu ser um Basco, pois muitos pensavam que eu era um espanhol que mora em Nottingham. Vou aproveitar o espaço e falar sobre a cultura, as comidas e principalmente do futebol basco. Farei o possível para não enveredar para o lado político.

      - Boa noite a todos e vamos começar a palestra com uma frase de Victor Hugo:
      " Um Basco não é Francês. Não é Espanhol. É simplesmente um Basco."
       
      A palestra fora maravilhosa e aproveitei para pegar um autógrafo e conversar mais um pouco com um dos maiores treinados bascos. Foi de certa forma emocionante e na conversa informal eu pedi orientação sobre como começar no mundo do futebol:
      - Sabe jogar futebol?
      - Muito mal!
      - Então faça um curso de treinador pela UEFA. Começa nas categorias de baixo de uma importante liga e vai se aperfeiçoando temporada a temporada. Se for um bom treinador é capaz de treinar o Athlétic.
      - Desculpe mister, mas sou torcedor do Osassuna.
      - Então que seja o Osassuna, o Alavés, O Eibar, menos a Real Sociedad. Essa eu detesto.
      Depois dessa rimos muito. Me despedi do mister e fui seguir seu conselho. Fui fazer um curso na UEFA e escolhi Portugal.
      Consegui fazer os cursos da UEFA de Licença C, B e A e com os cursos nas mãos eu me candidatei as vagas que estavam abertas. Recebi algumas propostas de clubes que estavam disputando a terceirona da Espanha, da Série Regional do Brasil e também das divisões Prio de Portugal. Propostas que chamaram mais a minha atenção, principalmente por causa de estar gostando de morar em Portugal. Três me chamaram a atenção e todos os clubes na última colocação dos seus grupos:
      União da Madeira, Atlético clube de Vila Meã e Praiense.
      Fui nas três entrevistas e no final aceitei a do União da Madeira:
       

       
       
       

       
      *** Database: Brasil Update.
      *** Ligas Selecionadas:  36 Ligas Selecionadas.
      *** Tentar me divertir com o FM2022.
       
       

    • Cadete213
      By Cadete213
      Muito obrigado ao @GGilson pela banner.
       
      Apresentação do Save
      Olá a todos. Depois da minha estreia nesta secção com o save do Bancário e após o seu término, decidi agora aventurar-me com o FM22. Já comprei o jogo em Novembro e estive a testá-lo, mas não conseguia esperar mais para partilhar aqui a minha nova aventura. Se no primeiro partilhei a história do Bancário, neste vou partilhar a história do Fotógrafo. 
      Adoro viajar, mas também tirar fotos. Sempre foi uma pequena paixão minha. Aproveitando ambos os factos que acabo de mencionar, e um pouco à imagem dum save que fiz no passado no fórum português, neste save só posso treinar equipas que tenham base nas cidades que já visitei. Assim sendo, concerteza que as recordações serão muitas e posso sempre me lembrar dos cantos da cidade, como se lá estivesse mesmo a viver.
      Algo que também irei fazer, é partilhar as minhas fotos e em cada atualização, teremos uma "Foto do Dia". Irei juntar também um pouco de contexto ou história a acompanhar a foto (obrigado wikipédia).
      Em relação aos locais que já visitei, em baixo fica a lista dos países e respetivas cidades que serão elegíveis para este save. Visitei outros países que não estarão na lista em baixo, mas ou não tem equipas profissionais, ou não visitei nenhuma cidade com clubes onde possa treinar. Por exemplo, Gâmbia e Singapura, que não têm campeonatos competitivos, ou Canadá, Suíça, Alemãnha e Espanha, pois apenas visitei cidades (ou vilas) sem clubes profissionais. 
      Aqui está a lista:
      Austria - Viena Australia - Sydney Portugal - Lisboa, Mafra, Coimbra, Madeira França - Paris, Nice, Estrasburgo, Monaco Itália - Roma Rep. Checa - Praga Polónia - Cracóvia Egito - Cairo Emirados Árabes Unidos - Dubai Japão - Tóquio Estados Unidos - Filadélfia, Nova Iorque, Washington DC Inglaterra - Londres Islândia - Reiquiavique Escócia - Edimburgo Noruega - Oslo, Molde, Trondheim, Bodo Espero que gostem desta aventura e não irei colocar objetivos concretos. Quero divertir-me e desejo que também se divirtam a acompanhar o nosso fotógrafo.
       
      Personagem
      Olá a todos, o meu nome é Ragnar Einarsson e nasci a 21 de Fevereiro de 1984, em Reiquiavique, capital da Islândia. Minha família tem origens norueguesas mas já há alguns séculos que se estabeleceu aqui. Sou um apaixonado pelo futebol e nos tempos livres adoro tirar fotos e ler sobre história. Adoro tanto tirar fotos que sempre que posso, faço dessa profissão um part-time e até tenho o meu próprio website.
      Cá na Islândia, o futebol que crescido imenso em termos de popularidade, especialmente depois da participação no Europeu de 2016, onde conseguimos uma vitória histórica contra a Inglaterra. Quanto ao país em si, é de uma beleza natural incrível, e que irei partilhar com algumas das minhas fotos. Desde os vulcões aos glaciares, passando pelas piscinas de água quente naturais, ou mesmo uma igreja com uma arquitetura diferente.
      Uma curiosidade nossa, é o nosso sobrenome. Ou seja, sempre que temos filhos, o sobrenome depende do primeiro nome do pai. Se for homem acrescentamos "son" e se for mulher, "dottir". Por exemplo, no meu caso, o meu sobrenome é Einarsson, porque o nome do meu pai é Einar. Já minha irmã, o sobrenome é Einardottir. Engrançado mas adoro que tenhamos mantido na nossa cultura.
      Fui futebolista amador, jogando nas ligas menores cá em Reiquiavique, mas nunca fui nada de especial. Fui estudando para tirar o curso de treinador, e tenho a Licença Continental A. Foram muitas horas e estudo dedicados a esta Licença. Tenho treinado equipas das camadas jovens dum clube de cá da capital, mas estou agora em negociações para me tornar treinador da equipa principal, devido ao om trabalho que tenho efetuado e ao bom futebol praticado. 
      Espero estar à altura do desafio, pois meu objetivo é tornar-me profissional, para depois conseguir arranjar emprego noutros clubes por esse mundo fora, para que também possa tirar fotos. 
      Por agora, fica um até já.

      Indíce
      2022
      Apresentação do clube Pré-época, Taça da Liga e Supertaça da Islândia Época de estreia positiva. Sub-19 em grande 2023
      Pré-época e Taça da Liga. A superar expetativas. Início de época a todo o gás Mantendo a boa forma, mas adeus às competições europeias Final de época emotivo 2024
       
      Historial
      2022 - Vikingur Reykjavik 2023 - Vikingur Reykjavik 2024 - Vikingur Reykjavik  
      Palmarés
      2022 - Supertaça da Islândia 2023 - Taça da Liga da Islândia           - Taça da Islândia           - Campeonato da Islândia  
    • The Scottish Man
      By The Scottish Man
      "We're the Dons from Aberdeen
      And we're the finest that's ever been"
       
      APRESENTAÇÃO
      Boas leitores! Me chamo Gustavo Ferreira, filho de pai português e mãe escocesa, nasci e fui criado na cidade do granito: Aberdeen! 
      Por ter nascido nos anos 90, infelizmente não vivi a época dourada do meu amado clube, o Aberdeen FC. Cresci ouvindo meu avô contar sobre a era Alex Ferguson, e de como fomos dominantes não só na Escócia, mas a nível europeu (ainda somos os únicos clubes na história da Escócia a ter dois títulos europeus: 1 UEFA Cup Winners Cup - o que hoje seria a UEFA Europa League - e 1 SuperCopa da Europa), sob o comando do Sir!
      Ainda na juventude me dei conta que meu talento usando os pés não era capaz de ajudar o clube do meu coração a reviver seus momentos de glória. Também não foi por falta de tentativa com as mãos, mas nisso também não obtive sucesso. 
      Foi ajudando nos treinamentos das camadas jovens do clube que o hoje nosso proprietário Dave Cormack me ofereceu o primeiro emprego oficial no clube: adjunto da academia sub 18. 
      Agarrei a oportunidade, fiz cursos de qualificação e assumi o controle da academia, com a saída do treinador. Ali ganhamos alguns troféus, formamos jogadores que se destacaram no profissional, e fui feliz. 
      Infelizmente, a última temporada da equipe principal foi de mal a pior, com o clube amargando uma 4a colocação ao final da liga, muito abaixo do esperado, e que resultou na demissão do nosso antigo treinador, Derek McIness, que estava no cargo desde 2013. 
      Muito se especulou sobre a vinda de Callum Davidson, treinador de 44 anos que em seu primeiro ano de carreira ganhou a Copa da Escócia e a Copa da Liga Escocesa pelo modesto St. Johnstone. Todavia, a diretoria optou pela solução caseira, e que conhece a academia do clube como ninguém (o que reflete grande vantagem, já que financeiramente o clube não possui grandes orçamentos no momento). 
      Assim, não me coube em felicidade ao receber o convite do nosso patrono, apesar de ter ficado um pouco chateado pelos adeptos sugerirem que Callum era o treinador para o momento. Mas tudo bem, hei de provar que estão errados...
       
      _______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
      Bom pessoal, é um prazer falar com vocês e anunciar o início dessa trajetória nesse clube que eu aprendi a amar, tendo conhecido o Aberdeen através do marido de uma prima minha, que é inglês mas estudou em Edimburgo, e me contou histórias sobre a paixão dessa cidade pelo clube, que hoje viva à sombra dos mandatários da liga Celtic e Rangers. 
      Gosto muito da liga escocesa pelo fato de ser uma liga pequena, onde acompanhar todos os clubes da divisão (12) é mais possível do que o comum. 
      Para o save, eu estou usando a database original do game, carregando todas as ligas do Reino Unido + Irlanda

      As particularidades das licenças de trabalho aliadas à dificuldade em treinar uma equipe ao lado da poderosa liga inglesa dá um tempero especial ao save, que como vocês podem perceber, vai tratar da carreira em apenas um clube, tentando recolocá-lo primeiramente no mapa escocês em termos de liga (o campeonato escocês não é vencido por uma equipe de fora do Old Firm desde a temporada 84/85, quando pelas mãos de Sir Alex conquistamos nosso 4° triunfo), e posteriormente, se for possível, a nível europeu. 
       
       
    • Ibarra
      By Ibarra
      É com muita alegria, prazer, esforço e dedicação que continuarei a postar muita coisa bacana para este fórum com o FM22 FManager Brasil Ultimate Update em breve, ou seja: quando o FM22 for lançado.
      Este Update é somente compatível com a versão normal do FM22 para a plataforma PC.
      Veja abaixo o conteúdo do Update no Geral:
      Brasileirão Série A Brasileirão Série B Brasileirão Série C Brasileirão Série D Brasileirão Divisões Inferiores Copa do Brasil Supertaça do Brasil Campeonatos Estaduais Brasileiros E muito mais ... Países fundamentais são: Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Tailândia, Qatar, Bolívia, Equador, Paraguai, Venezuela. Outros conteúdos também serão inseridos como cores e nomes reais dos clubes brasileiros, pacotes gráficos, entre outros MODs.
       
      ⬇️ DOWNLOAD: FM22 FManager Brasil Ultimate Update (by Ibarra) (mediafire.com)
       
       
      🔘 Tutorial de Instalação: extraia o arquivo .RAR para a seguinte pasta
      🗂️ C:\documentos\sports interactive\football manager 2022\editor data
       
      ⚠️ Obs: Lembre-se de sempre iniciar dentro do calendário de Seychelles na data de Janeiro do inicio do ano de 2022 para jogar no Brasil e lembre-se também que todos os arquivos do Update têm que estar dentro da pasta editor data.
       
      Agradecimentos a: 👏🏽👏🏽
      - @adriano roberto (confeccionou alguns arquivos que estão sendo utilizados e atualizados no UP)
       
      ⬇️ 
      Principal Novidade Maior ( Brasileirão agora com Estaduais Incluso e sem Bugs)
       
       
       
       
      BOM DIVERTIMENTO!
      FIQUEM COM DEUS.
    • victor095
      By victor095
      Salve galera. Todos bem? Voltando aqui pra área com o FM 22. Depois de sentir um pouco o jogo e testar algumas ligas adicionais, decidi seguir em frente com uma desejo pessoal que desenvolvi recentemente, depois do anúncio da criação da Conference League.
      Objetivos e Informações da carreira:
      O objetivo aqui é ignorar as 5 principais ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Alemanha, França e Itália) e treinar apenas nas outras ligas. Quero explorar outros países pela europa, e participar das competições continentais, digamos, por um outro ângulo. Para isso, adicionei um grande número de ligas do continente europeu que já vem na db oficial e mais algumas (devidamente testadas e sem premiações fora da realidade).
      As ligas selecionadas estão aqui, para quem se interessar.
      Será um save carreira, sempre visando o crescimento do treinador. Treinador aliás que começa da seguinte forma:

      Eventualmente, talvez assuma uma seleção seguindo o mesmo critério, restringindo as grandes seleções.
      Para quem não me conhece muito bem ainda por aqui e gosta de saves com regras e restrições, você não verá isso por aqui😆, tenho total certeza que fazer isso no meu caso vai colocar prazo de validade no save (porém, admiro muito quem o faz hehehe). Logo, a ideia é sempre me divertir pra tentar trazer uma boa história por aqui também.
      O treinador vai começar desempregado e disputar as vagas que estiverem disponíveis. Em breve, voltaremos com a nossa primeira parada no velho continente!
×
×
  • Create New...