Jump to content

Wanchope: Soy Loco Por Ti América - "El Monstruo Verde" (09/06)


Recommended Posts

mfeitosa

SOY-LOCO-302.png

inicio.png

wanchope.png

Não, não é um déjà vu! Acredito que quem acompanha os meus saves há algum tempo não vá se surpreender com o meu retorno a uma proposta (não tão) antiga, que é a de fazer uma carreira dentro do futebol latino-americano. Na primeira de minhas tentativas, em "A volta por cima de Wanchope", relatei uma curta trajetória do costarriquenho Paulo Wanchope na América do Norte e Central. Apesar de ter sido um dos saves que mais gostei de fazer, infelizmente não consegui concluí-lo em razão de projetos pessoais que exigiram toda a minha atenção na época.

Mais recentemente, entre idas e vindas, tentei retomar a proposta com "Soy Loco Por Ti América", sob a alcunha do chileno Arturo Sanhueza. No entanto, este save acabou não sendo o que eu planejava, pois não consegui um bom conjunto de ligas alternativas, fora da América do Sul, estáveis o suficiente para que tornasse o projeto viável em sua integralidade. Ainda assim, insisti em fazê-lo utilizando apenas as ligas sul-americanas e foi bom enquanto durou. Mas faltava algo e acabei desanimando. 

Agora é a vez que reunir esses dois saves em um só, colocando a figura de Paulo Wanchope dentro do cenário de "Soy Loco Por Ti América", dessa vez contemplando todas as ligas necessárias. Após tantas tentativas, tenho esperanças de que teremos um bom save pela frente, com início, meio e fim. Mãos à obra!

database.png

ligas.png

Como já antecipei em minhas considerações iniciais, esse save contemplará todas as ligas de expressão do futebol latino-americano e outras adicionais, incluindo a América do Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela), a América do Norte (Estados Unidos, México e Canadá) e a América Central (Belize, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua, Panamá, República Dominicana e Trinidad e Tobago). Ainda carreguei as principais ligas de alguns países da Europa (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Portugal) para manter o Mundial de Clubes da FIFA competitivo.

As ligas que estou utilizando são do megapack do DaveTheEditor. Fiz um teste de dez temporadas e não consegui identificar nenhum erro importante que impeça o bom andamento do save. Analisei aspectos como qualificação para as competições continentais, inscrição de jogadores, acessos, rebaixamentos e calendarização.

conca-conm.png

Optei por uma base de dados Enorme (Personalizada), adicionando todos os jogadores do continente americano disponíveis no jogo, totalizando algo próximo de 100 mil jogadores. E como os times das ligas mais significativas estão razoavelmente atualizados no patch 21.4, não achei necessário marcar a opção de "Adicionar Jogadores a Equipes Jogáveis", evitando que o jogo esteja repleto de newgens logo de cara.

regras-objetivos.png

gloria-eterna.png

Fugindo um pouco do que vinha fazendo em minhas últimas histórias, decidi por não estabelecer nenhuma regra ou objetivo específico para esse save. Obviamente, não fugirei ao que o título e banner da história nos remete, que é a conquista de títulos continentais como a Libertadores da América e a Liga dos Campeões da CONCACAF. Não há como fugir disso. No entanto, a caminhada que pretendo construir até conquistá-los não será das mais curtas. O FM nos possibilita grandes saltos dentro de um save carreira, mas farei o possível para que isso não ocorra com Paulo Wanchope.

Minha ideia é que esse percurso seja construído da forma mais verossímil possível. Logo, não se assustem ao me ver tomar decisões dentro do save que atravanquem a evolução da carreira do costarriquenho em alguns momentos, algo que eu já fiz sutilmente com Arturo Sanhueza. Farei o possível para que as mudanças de clube de Wanchope sejam as mais modestas possíveis, nunca saltando para uma equipe ou liga de reputação muito maior à que eu estiver jogando, por exemplo.

O estilo principal das postagens será no formato de notícias, com algumas pitadas de ficção para que as ações realizadas dentro do jogo façam um pouco mais de sentido para quem estiver acompanhando. Quando necessário, alternarei com postagens no velho estilo JeT, como forma de complementar informações.

treinador.png

wanchope.png

Uma das formas que conheço que podem me auxiliar a impedir que a carreira de Paulo Wanchope evolua rapidamente é a questão das licenças. Este, inclusive, foi um dos erros que acabei cometendo com Arturo Sanhueza, que passou a receber propostas de clubes de reputação continental muito cedo. Dessa forma, atrasarei ao máximo os cursos do costarriquenho dentro do save, que iniciará Sem Qualificações e com experiência passada de Futebolista Amador. 

A outra forma que conheço é tomando decisões controversas dentro do jogo, o que fará todo o sentido aqui. Para quem não conhece bem a figura de Paulo Wanchope, é importante saber que se trata de uma pessoa de temperamento difícil e que coleciona diversas confusões em sua carreira, seja como jogador, dirigente ou treinador. Com base nisto, buscarei sempre realizar ações dentro do save que sejam condizentes ao que ele é na vida real.

wanchope.png

Por exemplo, no save com Arturo Sanhueza, lembro que engoli em seco uma renovação do Sport Boys com um contrato de duração muito maior do que eu desejava. Salvo engano, até com um salário menor. E como eu queria muito disputar a Libertadores, acabei aceitando. Bom, se fosse o Wanchope no lugar de Sanhueza, não tenho dúvidas de que o costarriquenho não apenas recusaria tal proposta como ainda faria comentários polêmicos à imprensa. Isto, se não partisse para a porrada com alguém.

Link to post
Share on other sites
  • Replies 115
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

  • mfeitosa

    41

  • ggpofm

    10

  • Cadete213

    10

  • Nei of

    8

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Nesta segunda-feira (28), o técnico Paulo Wanchope desembarcou na Nicarágua para assumir o comando técnico do Cacique Diriangén. O ex-atacante de seleção de Costa Rica substituirá o brasileiro Flávio

Nos últimos três anos, a CONCACAF League manteve sua taça dentro do território costarriquenho. Foi assim com o Herediano (2018), Saprissa (2019) e Alajuelense (2020), e tudo indicava que teríamos mais

A estreia de Paulo Wanchope no comando dos Caciques com vitória diante do Juventus (3 -1), então campeão do Torneo Apertura, pôs um fim à sequência negativa que a equipe havia acumulado nos últimos me

mfeitosa

SOY-LOCO-302.png

temporadas.png

prejogo.png

- 08.05.2021 Quem é Wanchope?
- 02.06.2021 Enquete: Qual deve ser o próximo clube de Wanchope?
- 05.06.2021 Resultado da enquete

2020-21.png

DIRIANGEN-CLUBE.png

Liga Primera de Nicaragua: 2º colocado (classificação geral)
--seta.png Torneo Apertura: 9º colocado (fase regulamentar)*
--seta.png Torneo Clausura: 1º colocado (fase regulamentar)
-------seta.png Playoffs: Campeão! (contra Ocotal)
* CAMPANHA REALIZADA POR OUTRO TÉCNICO

- 10.05.2021 Somos Caciques!
- 12.05.2021 Ganhando território
- 16.05.2021 De volta ao trono

2021-22.png

DIRIANGEN-CLUBE.png

Liga Primera de Nicaragua: 1º colocado (classificação geral)
--seta.png Torneo Apertura: 1º colocado (fase regulamentar)
-------seta.png Playoffs: Vice-campeão (contra Jalapa)
--seta.png Torneo Clausura: 1º colocado (fase regulamentar)
-------seta.png Playoffs: Campeão! (contra Managua)
CONCACAF League: Eliminado nas Quartas de Final (por Cavalry FC)
CONCACAF Champions League: Eliminado na Semifinal (por Orlando City)

- 17.05.2021 Reforçando a tribo
- 20.05.2021 Virada na Costa Rica
- 24.05.2021 Um velho conhecido
- 27.05.2021 Adiós, América!
- 31.05.2021 Encerrando um ciclo

2022-23.png

MARATHON-CLUBE.png

Liga Nacional de Honduras: Em breve (classificação geral)
--seta.png Torneo Apertura: Em breve
--seta.png Torneo Clausura: Em breve

- 09.05.2021 El Monstruo Verde

Link to post
Share on other sites
mfeitosa

SOY-LOCO-302.png

trofeus.png

titulos.png

TROFE-S.png

ligas.png

resumo.png

estatisticas.png

  • Total de jogos: 78
  • Vitórias: 59
  • Empates: 10
  • Derrotas: 9
  • % Aproveitamento: 79,9%
  • % Vitórias: 75,6%

gols.png

  • Gols marcados: 197
  • Gols sofridos: 61
  • Saldo de gols: 136
  • Média de gols marcados: 2.52
  • Média de gols sofridos: 0.78
  • Maior vitória: Diriangén 6 a 1 América-MEX (CONCACAF Champions League 2022)
  • Maior derrota: Diriangén 2 a 5 Orlando City-EUA (CONCACAF Champions League 2022)
  • Jogo com mais gols: Diriangén 5 a 3 Jalapa (Liga Primera de Nicaragua, Clausura 2021)

historico-trabalho.png

Uma visão geral da carreira de Paulo Wanchope, dando uma noção das ligas as quais ele passou durante o save.

MAPA-COMPLETO-01.png
MAPA-COMPLETO-02.png

Link to post
Share on other sites
mfeitosa

SOY-LOCO-302.png

biografia.png

quem-wanchope.png

Penso que os mais jovens da área possam não conhecê-lo bem ou sequer tenham ouvido falar na figura de Paulo Wanchope. Aos que já o conhecem, penso ainda que existem fatos que possam ser desconhecidos pela maioria. Dessa forma, alogarei-me um pouco mais na biografia do ex-atacante costarriquenho. Espero que tenham paciência para ler tudo, pois poderei tomar decisões no save levando em total consideração os fatos e situações aqui pontuados.

Nascido em 31 de julho de 1976, em Heredia, Paulo César Wanchope Watson, também conhecido como La Cobra ou simplesmente Chope, vem de uma família com enorme tradição no futebol da Costa Rica. Ele é filho de Vicente Wanchope e irmão de Carlos e Javier Wanchope, todos ex-atacantes que serviram a seleção costarriquenha, assim como é sobrinho de Carlos Watson, um ex-zagueiro que teve maior destaque na carreira de treinador, levando o Saprissa ao importante título da Copa dos Campeões da CONCACAF em 1993, e conquistando o bicampeonato costarriquenho com o Herediano em 1978 e 1979, entre outros feitos.

02.png

Apesar da família Wanchope ter espalhado seus rastros por várias equipes da Costa Rica, é notável a identificação de todos eles com o Club Sport Herediano, o maior clube de Heredia, terra natal de Paulo Wanchope. Seguindo essa tradição, Wanchope iniciou sua carreira como jogador profissional nos Rojiamarillos, permanecendo no clube de 1994 à 1996. E não demorou para que o jovem centroavante se destacasse por sua compleição física (possui 1,93m de altura e foi jogador de basquete) e talento para balançar as redes. Paulo Wanchope foi contratado pelo Derby County em 1997 por £ 600 mil, levando consigo o também costarriquenho Mauricio Solís. 

futebol-ingles.png

Em sua estreia na Premier League, em 4 de abril de 1997, Wanchope marcou um gol memorável pelo recém-promovido Derby contra o Manchester United, no Old Trafford, passando por quatro jogadores antes de vencer o goleiro dinamarquês Peter Schmeichel. O Derby venceu a partida por 3 a 2 e Chope passou a ser o segundo jogador latino a marcar um gol na história do futebol inglês. Este gol foi posteriormente eleito o maior da história do clube por seus torcedores no 125º aniversário dos Rams

03.png

Após três anos defendendo o Derby County, onde marcou 28 gols em 83 partidas, Wanchope foi contratado pelo West Ham por £ 3,5 milhões, visando as disputas da Premier League 1999/00. No ano em que esteve nos Hammers, Paulo Wanchope formou uma parceria mortal com o italiano Paolo Di Canio. A dupla marcou 31 gols na temporada e o West Ham terminou sua campanha na 9ª colocação. Após essa campanha, o West Ham contratou Davor Šuker e Frédéric Kanouté, o que deixaria o costarriquenho com menos espaço do time. Assim, Wanchope foi liberado para negociar sua ida ao recém-promovido Manchester City por uma taxa de £ 3,65 milhões.

04.png

Wanchope foi anunciado como um dos principais reforços do City para a temporada 2000/01, ao lado do lendário George Weah, que anteriormente esteve no Milan. No entanto, não houve muitas chances de ver a dupla em ação, pois o atacante liberiano abandonou o clube para acertar com o Olympique de Marseille meses depois, deixando o peso da responsabilidade pela manutenção da equipe no colo de Wanchope e do ídolo remanescente Shaun Goater. Apesar de ter feito uma temporada razoável, Wanchope não conseguiu evitar o rebaixamento do City. O time encerrou a temporada na 18ª colocação, com apenas 34 pontos conquistados. 

Apesar do rebaixamento, Wanchope foi mantido na equipe e participou da campanha que trouxe o City de volta à Premier League, embora uma lesão no joelho o tenha tirado de boa parte daquela temporada. Mesmo jogando pouco, a média de gols do costarriquenho foi bastante alta, marcando 12 gols em 14 partidas na Football League 2001/02. Suas boas exibições o levaram a defender a seleção costarriquenha na Copa do Mundo de 2002, onde Paulo Wanchope marcou um gol contra o Brasil, na goleada sofrida pela Costa Rica por 5 a 2.

05.png

Tudo levava a crer que Wanchope estava recuperado e que ainda poderia atuar no mais alto nível. Entretanto, o costarriquenho sofreu uma nova lesão no joelho, desta vez mais grave, ficando de molho durante a temporada 2002/03 inteira, deixando o lugar de destaque para o então contratado Nicolas Anelka

Com mais um ano de contrato pelo Manchester City, Wanchope retornou no decorrer da temporada 2003/04 e desempenhou papel vital ao marcar gols importantíssimos, principalmente no final da época, quando a equipe estava com sérios riscos de rebaixamento, embora o grande destaque do time ainda fosse o francês Anelka. 

andarilho.png

Próximo ao término de seu contrato com o City e com o passe já bem desvalorizado, Wanchope acabou por assinar com o Málaga por £ 500 mil, onde fez dupla de ataque em várias oportunidades com o brasileiro Amoroso. No entanto, o costarriquenho atuou em 25 partidas pelo clube espanhol e marcou apenas 6 gols, embora um deles tenha sido considerado o "Gol do Ano da Liga Espanhola 2004".

06.png

Saindo do Málaga, Wanchope passou a circular por diversos clubes, tendo jogado no Al-Gharafa (Catar) e retornado rapidamente ao Herediano, antes das disputas da Copa do Mundo de 2006, onde o costarriquenho teve uma atuação de destaque diante da Alemanha, ao marcar os dois gols da Costa Rica na derrota por 4 a 2. Após a Copa do Mundo, Wanchope surpreendentemente foi para o futebol argentino, onde defendeu as cores do Rosario Central, marcando alguns gols, com certo destaque. Em dezembro de 2006, Chope foi contratado pelos japoneses do FC Tokyo e, ainda na temporada 2007, foi vendido ao Chicago Fire para atuar na Major League Soccer. 

07.png

aposentadoria.png

Aos 31 anos e sem conseguir atuar em alto nível devido aos resquícios de sua lesão no joelho, Wanchope anunciou sua aposentadoria em 16 de novembro de 2007 e sua despedida oficial ocorreu meses depois. Em 13 de janeiro de 2008, Wanchope fez sua última partida pela seleção de Costa Rica, jogando durante 32 minutos num amistoso contra a Suécia, no Estadio Ricardo Saprissa. Alguns dias depois, em 16 de janeiro de 2008, foi a vez de despedir-se de seu clube de coração, o Herediano, jogando uma partida oficial pelo Torneiro de Verão de 2008.

Wanchope foi, para muitos, o maior jogador da história de Costa Rica, sendo o segundo maior artilheiro de sua seleção (45 gols em 73 partidas), estando atrás nas estatísticas apenas de Rolando Fonseca que, diferentemente de Chope, viveu sua carreira longe da Europa, saindo de seu país apenas para jogar por clubes do México, Colômbia e Guatemala, além de ter atuado muito mais vezes pela seleção (47 gols em 113 partidas).

08.png

tecnico-dirigente.png

Em meio ao anúncio de sua aposentadoria, Wanchope já vinha planejando aventurar-se na carreira de treinador, tanto que, ainda em 2007, o costarriquenho foi credenciado como diretor técnico pela Universidade de Madrid, após a conclusão de um curso. Em 2008, Wanchope voltou a investir nos estudos, desta vez através de seminários na Inglaterra. Vale lembrar que Wanchope possui cidadania britânica devido ao tempo em que atuou na Liga Inglesa.

Em 1º de abril de 2008, Paulo Wanchope foi anunciado como técnico do Herediano, clube em que iniciou e encerrou sua carreira como jogador. Porém, o ex-atacante acabou renunciando do cargo em 2009, alegando que o desempenho da equipe estava abaixo do esperado e que desejava continuar seus estudos na Inglaterra. Wanchope comandou a equipe de Heredia em 30 jogos, conquistando 11 vitórias, 9 empates e 10 derrotas. Ao deixar o Herediano, Chope ainda expressou sua insatisfação com a administração do clube e não poupou críticas.

09.png

Após mais uma temporada de capacitação na Inglaterra, Wanchope retorna à Costa Rica e assume o comando do modesto Uruguay de Coronado, da Segunda Divisão Costarriquenha, levando o time à Primeira Divisão na temporada 2011/12. No entanto, em dezembro de 2013, após três promissoras temporadas no comando da equipe de Coronado, Wanchope deixa o cargo em meio a uma crise política e econômica dentro do clube, que acabara de perder seu principal investidor. Curiosamente, Wanchope foi substituído no cargo de treinador do Uruguay de Coronado por seu tio Carlos Watson. 

Em 2014, Wanchope foi convidado para ser assistente técnico do colombiano Jorge Luis Pinto na seleção de Costa Rica, estando no grupo que disputou a Copa do Mundo de 2014, onde os costarriquenhos fizeram uma campanha histórica ao encerrar a primeira fase na liderança do Grupo D, à frente de Uruguai, Itália e Inglaterra, além de ter eliminado a Grécia nas Oitavas-de-Final, saindo da competição apenas nas Quartas-de-Final, após derrota para a Holanda.

10.png

Após a Copa do Mundo, Jorge Luis Pinto aceitou uma proposta para comandar a seleção de Honduras. Com a vaga de técnico em aberto, a FCF (Federação Costarriquenha de Futebol) decidiu por deixar Wanchope como técnico interino da seleção de Costa Rica, enquanto tentava contratar um novo treinador de maior renome. A FCF tentou a contratação de nomes como Ricardo Gareca, Miguel Ángel Russo e Juan Carlos Osorio, mas todos recusaram a oferta. Sem opções, Wanchope acabou por assumir efetivamente o cargo de técnico da seleção costarriquenha em fevereiro de 2015, com a missão de levá-la à Copa do Mundo de 2018, na Rússia. 

No entanto, quando tudo parecia favorável para alavancar a carreira de Wanchope como treinador, o costarriquenho, que sempre demonstrou ter um temperamento difícil, pôs tudo a perder. Depois de se envolver em uma confusão com um segurança num jogo da seleção costarriquenha sub-23 em 11 de agosto de 2015, no Panamá, o ex-atacante se reuniu com dirigentes e decidiu deixar o cargo. "A confusão envolvendo o ex-jogador do West Ham, Manchester City e Málaga aconteceu na noite desta terça, quando a Costa Rica enfrentava o Panamá pelo pré-olímpico de futebol da CONCACAF. Após não conseguir entrar em campo, irritou-se e empurrou um jovem steward que entrou em seu caminho. Na sequência, acabou brigando com um segurança", descreve a matéria veiculada pelo Globo Esporte no dia 12 de agosto de 2015. Ao que consta, Wanchope comandou a seleção costarriquenha em alguns amistosos e em quatro partidas pela Copa Ouro, sem conseguir uma vitória sequer.  

11.png

Em novembro de 2015, Paulo Wanchope foi contratado como diretor de futebol do Deportivo Saprissa, outro tradicional clube da Costa Rica, a pedido de seu tio Carlos Watson, então técnico da equipe. Nos bastidores, Wanchope acabou fazendo não só a tarefa de diretor de futebol, onde teve sucesso no repatriamento de jogadores costarriquenhos que atuavam na Europa, como também a de auxiliar técnico de Carlos Watson.

12.png

Depois de deixar o diretoria de futebol do Saprissa, em 2017, Paulo Wanchope resolveu tentar retomar sua carreira como treinador, assumindo o comando técnico do Cartaginés, no ano seguinte. Uma grande coincidência com o save que fiz em 2016, onde assumi a mesma equipe. No entanto, a passagem de Wanchope pelos Brumosos foi curta e, ainda em 2018, ele aceitou uma proposta do Herediano, seu clube de coração, o que se mostrou uma péssima escolha. Em 21 de outubro de 2018, a diretoria Florense anunciou a demissão de Chope, após quatro derrotas consecutivas.

Recentemente, após três anos parado, Wanchope topou assumir o Pérez Zeledón em fevereiro de 2021, e tem brigado no meio da tabela do Campeonato Costarriquenho.

14.png

polemicas.png

Embora tenha alcançado uma carreira de sucesso como jogador, Wanchope acumulou controvérsias ao longo dos anos por conta de seu caráter explosivo. Além do já citado episódio que o fez abandonar o cargo de técnico da seleção costarriquenha, Wanchope já protagonizou outras situações vexatórias. 

Em julho de 2000, durante as Eliminatórias para a Copa do Mundo, o atacante teve que ser acompanhado por seguranças após receber insultos e tentativas de agressão por alguns torcedores depois de uma derrota da equipe nacional em Barbados. Na época, Chope disse: "Eu sou um ser humano que comete erros. Alguns devem sentir inveja do que eu ganhei, porque tenho um bom carro, mas se esquecem de que ninguém me deu nada. Tudo fui eu que conquistei".

13.png

Além disso, em 18 de agosto de 2001, discutiu com um steward do time do Norwich, enquanto ainda jogava pelo Manchester City. Nesse episódio, o gandula Stuart Frohawk o acusou de tê-lo atingido no pescoço quando ia buscar uma bola que havia saído do campo. Por incrível que possa parecer, a polícia de Norwich chegou a investigar o caso, mas desmentiu as acusações dias depois. 

Em 2005, quando jogava pelo Málaga, Wanchope discutiu com dois torcedores, após receber insultos racistas. Fora de controle, Wanchope pulou para a arquibancada e entrou em luta corporal com os dois torcedores. Mais tarde, o costarriquenho desculpou-se publicamente e confessou que "perdeu a paciência". Em 2009, quando estava no Herediano, já como treinador, também houve uma confusão entre Wanchope e alguns torcedores, devido ao mau desempenho do clube. 

Link to post
Share on other sites
LC

Te desejo sorte neste save.

Link to post
Share on other sites
ggpofm

Rápido retorno e com a união de duas "marcas" de sucesso: Wanchope e Soy loco por ti América". Tem tudo para ser legal, ainda mais que você não incorreu no que considero um erro ao assumir um personagem real, colocar a reputação e licenças reais no personagem, exceto quando a ideia é uma ascensão rápida na carreira. Ter escolhido a configuração mais baixa para o treinador ajudará no que você deseja. Boa trabalho no save e sorte com as ligas.

Link to post
Share on other sites
Banton

Eu como designer gráfico autodidata, fico agraciado com trabalhos assim. Coisa linda! Uma boa ilustração só enriquece mais a leitura. Boa sorte!

Link to post
Share on other sites
div

Boa sorte!

Link to post
Share on other sites
LuisSilveira

Ia usar o final de semana pra ler o seu save com a A.S. Fidentina, ao qual já tinha reparado que era muitíssimo bem ilustrado, mas vi hoje o problema com o crash. Sorte que você trouxe outra história rapidamente e, mais uma vez, excelente na parte gráfica.

Não conhecia realmente Wanchope e estou ansioso pra ver ele soltar na imprensa todas as respostas agressivas que eu normalmente evito. Fico pensando que outras restrições você vai estabelecer ao personagem para continuar com a verossimilhança.

Te desejo boa sorte, principalmente no tocante ao funcionamento do FM!

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
4 horas atrás, LC disse:

Te desejo sorte neste save.

Valeu, LC!

3 horas atrás, ggpofm disse:

Rápido retorno e com a união de duas "marcas" de sucesso: Wanchope e Soy loco por ti América". Tem tudo para ser legal, ainda mais que você não incorreu no que considero um erro ao assumir um personagem real, colocar a reputação e licenças reais no personagem, exceto quando a ideia é uma ascensão rápida na carreira. Ter escolhido a configuração mais baixa para o treinador ajudará no que você deseja. Boa trabalho no save e sorte com as ligas.

É muito sensível essa questão das licenças para quem quer fazer um save de carreira sem grandes saltos. Com o Sanhueza, assim que iniciei os primeiros cursos, já recebi propostas de clubes da Série A do Brasileirão, mesmo estando na Segunda Divisão Chilena. Acho que o ideal é iniciar sem nada e só começar a fazer os cursos quando o save demonstrar de alguma forma que será realmente necessário. Nessa primeira fase do save, que pretendo iniciar em ligas intermediárias da América Central, provavelmente conseguirei jogar várias temporadas sem tirar qualquer licença, pois a reputação da maioria dos clubes é bem baixa (geralmente 1 ou 1,5 estrelas).

Passei os últimos dias rodando o save em férias para testá-lo e parece que tudo está funcionando a contento. Alguns detalhes não estão 100%, mas penso ser o suficiente para que eu consiga tocá-lo sem tantos problemas. Espero que corra tudo bem!

Valeu, GG!

2 horas atrás, Banton disse:

Eu como designer gráfico autodidata, fico agraciado com trabalhos assim. Coisa linda! Uma boa ilustração só enriquece mais a leitura. Boa sorte!

Obrigado pelas palavras! Fico feliz que tenha curtido a organização e as imagens do save. Também gostei do resultado final do banner. Embora eu não seja nenhum designer, de vez em quando eu acerto! Hahaha!

Valeu, Banton!

2 horas atrás, div disse:

Boa sorte!

Valeu, div! 

21 minutos atrás, LuisSilveira disse:

Ia usar o final de semana pra ler o seu save com a A.S. Fidentina, ao qual já tinha reparado que era muitíssimo bem ilustrado, mas vi hoje o problema com o crash. Sorte que você trouxe outra história rapidamente e, mais uma vez, excelente na parte gráfica.

Não conhecia realmente Wanchope e estou ansioso pra ver ele soltar na imprensa todas as respostas agressivas que eu normalmente evito. Fico pensando que outras restrições você vai estabelecer ao personagem para continuar com a verossimilhança.

Te desejo boa sorte, principalmente no tocante ao funcionamento do FM!

Uma pena o que houve com o save da Fidentina! Vou deixar até ele salvo aqui para num outro momento jogá-lo em off. Obrigado pelas palavras! Havia criado algumas imagens bacanas para aquele save, como os da Galeria de Honra. Bacana que tenha curtido! Vou tentar aproveitá-los de alguma forma neste novo save!

Também estou ansioso para colocar em prática essa ideia do Wanchope da vida real ser retratado dentro do save com suas polêmicas. É bem possível que isso ocasione algumas demissões ao velho Chope! Hahaha!

Valeu, Luis!

Link to post
Share on other sites
Cadete213

Grande Wanchope. Lembro-me bem dele na Liga Inglesa. Boa sorte.

Link to post
Share on other sites
marciof89

Boa sorte Feitosa!

Link to post
Share on other sites
schacoffee

Será uma oportunidade para eu ir conhecendo aos poucos o Wanchope. Boa sorte no save!

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
Em 08/05/2021 em 13:22, Cadete213 disse:

Grande Wanchope. Lembro-me bem dele na Liga Inglesa. Boa sorte.

Ele teve alguns momentos interessantes por lá! Valeu, Cadete!

21 horas atrás, marciof89 disse:

Boa sorte Feitosa!

Valeu, Fujarra!

18 horas atrás, schacoffee disse:

Será uma oportunidade para eu ir conhecendo aos poucos o Wanchope. Boa sorte no save!

Valeu, schacoffee!

Link to post
Share on other sites
gustavo922

Boa sorte! Bora dominar a América!

Wanchope monstro! 😂💪

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
4 horas atrás, gustavo922 disse:

Boa sorte! Bora dominar a América!

Wanchope monstro! 😂💪

O rapaz gosta de uma briga, mas a verdade é que ele levou uma surra do segurança baixinho! Hahaha!

Valeu, Gustavo!

Link to post
Share on other sites
Guilhererme

Po mano sempre achei legal a ideia de jogar e dar mais visibilidade aos continentes em questão

 

Boa Sorte Maninho

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
4 horas atrás, Guilhererme disse:

Po mano sempre achei legal a ideia de jogar e dar mais visibilidade aos continentes em questão

 

Boa Sorte Maninho

Sem dúvida! Sempre tive muita curiosidade por essas ligas, principalmente da América Central. Espero que corra tudo bem para que a gente possa ver um pouco mais de perto como algumas delas funcionam!

Valeu, Guilhererme!

Link to post
Share on other sites
mfeitosa

DIRIANGEN-BANNER.png

DIRIANGEN-BARRA.png

DIRIANGEN-NOTICIA.png

Nesta segunda-feira (28), o técnico Paulo Wanchope desembarcou na Nicarágua para assumir o comando técnico do Cacique Diriangén. O ex-atacante de seleção de Costa Rica substituirá o brasileiro Flávio Rego da Silva após a campanha decepcionante dos Albinegros no Torneo Apertura, em que terminaram na penúltima colocação e com a defesa mais vazada do campeonato (média de 1,8 gols sofridos por jogo). Os Caciques não vencem uma partida na Primera División de Nicaragua há três meses, período em que somaram três empates e cinco derrotas na reta final do Apertura.

wanchope.png

Paulo Wanchope recusou uma proposta do Pérez Zeledón e chega ao Diriangén com o apoio dos torcedores, que foram responsáveis por colocá-lo como o principal candidato para assumir a equipe após a demissão de Flávio da Silva. No entanto, o costarriquenho precisará superar a desconfiança de parte da diretoria Albinegra em torno do seu nome, onde não foi uma unanimidade. Nas negociações para sua contratação, tratadas durante todo o mês de dezembro, os dirigentes do Diriangén não aceitaram que o vínculo do técnico ultrapassasse as disputas do Torneo Clausura, condicionando a renovação do seu contrato à briga pelo título da competição.

Apesar de tudo, o técnico costarriquenho demonstrou bastante otimismo em suas primeiras declarações. "Qualquer um que assumir o Diriangén receberá essa pressão por conquistas. Não dá para exigir menos. Sei onde estou pisando. Estamos falando a maior equipe da Nicarágua. A equipe que mais títulos venceu no país", disse Wanchope. "Temos um elenco com condições de fazer uma grande campanha no Clausura, mas precisaremos que os torcedores estejam ao nosso lado", concluiu.

thin-1584-signature-sign-16.png  Por: Brandon Morales (Futbol Nica)

sobre.png

historico.png

Fundado em 1917 por descendentes de imigrantes europeus e jovens indígenas de Diriamba, o Cacique Diriangén Fútbol Club é o clube nicaraguense de maior sucesso a nível nacional, tendo conquistado 27 títulos da Primera División de Nicaragua. O clube manteve a hegemonia do futebol da Nicarágua entre os anos de 1933 e 1960, quando venceu a liga nacional dez vezes, voltando aos tempos áureos entre 1981 e 1999, com a conquista de mais onze títulos. O Diriangén é o único clube nicaraguense que nunca foi rebaixado à Segunda División, honrando o lema "Diriangén no tuvo infancia, porque nació grande".

O nome do clube é uma homenagem ao Cacique Diriangén (1497-1523), um rei ameríndio de Diriamba que liderou a resistência contra a colonização espanhola até seus últimos dias. O estádio do clube, com capacidade para 7.500 pagantes, também recebe o mesmo nome.

diriangen.png

Apesar de toda a tradição que possui, o Diriangén não conseguiu acompanhar a ascensão do Real Estelí Fútbol Club nas duas últimas décadas, quando conquistaram 17 de seus 19 títulos na história, passando de uma equipe modesta para a principal força do futebol nicaraguense, até mesmo em competições continentais. Diriangén e Real Estelí hoje protagonizam o chamado Clásico Nacional, um confronto repleto de rivalidade entre os dois gigantes locais.

destaques.png

estrangeiros.png

Chegando ao Diriagén, Paulo Wanchope recebeu um plantel com 30 jogadores na equipe principal e outros 10 no Sub-20. A ideia inicial será reduzir o plantel profissional para 25 jogadores, tentando emprestar ou vender os que estiverem muito abaixo tecnicamente dos demais. A priori, não há qualquer margem na folha salarial que possibilite a chegada de reforços. Logo, o técnico costarriquenho precisará trabalhar com o que possui no Torneo Clausura, a não ser que consiga negociar a saída de algum jogador. Caso seja possível trazer algum jogador, o foco será reforçar a defesa.

Entre os destaques da equipe, estão seis estrangeiros com bastante rodagem. O principal nome dos Caciques é o meia colombiano Yohn Mosquera (31 anos), jogador que teve uma passagem pelo Bahia em 2011 e mais recentemente esteve no Real Estelí, que hoje é a principal força do futebol da Nicarágua. Ainda no meio-campo, temos as presenças do brasileiro Pedro dos Santos (29 anos), que possui nacionalidade nicaraguense, e o argentino Jonathan Pacheco (28 anos), ex-Independiente de Chivilcoy, equipe da terceira divisão da Argentina. Na defesa, temos a presença do hondurenho Marel Alvarez (26 anos), que pode atuar na zaga ou lateral.

mosquera.png

No comando do ataque, ainda há o centroavante brasileiro Robinson da Silva (35 anos), que faz dupla com o atacante Jaime Moreno (25 anos), uma das sensações do futebol da Nicarágua. Filho de mãe venezuelana e pai nicaraguense, Moreno nasceu na Venezuela, mas optou pela nacionalidade de via paterna. Curiosamente, Jaime Moreno chegou a renunciar à seleção nacional em 2017, denunciando as más condições oferecidas pela federação, mas voltou atrás ao formalizar um pedido de desculpas à FENIFUT, no ano seguinte, quando foi reintegrado ao escrete da Nicarágua.

moreno.png

No mais, não há tanto o que se destacar no elenco dos caciques. Os demais jogadores do plantel estão um ou dois níveis abaixo dos que foram destacados aqui, embora possuam qualidade suficiente para serem úteis na Primera División de Nicaragua.

Em termos táticos, Paulo Wanchope iniciará o Torneo Clausura alinhando o Diriangén em um 3-5-2 como forma de priorizar os maiores valores do elenco alvinegro no setor ofensivo da equipe, ao mesmo tempo que reforçará o sistema defensivo, que falhou bastante no Apertura.

3-5-2-01.png
3-5-2-02.png

Ainda que o 3-5-2 não seja uma formação sustentável para o atual elenco do Diriangén, pois não há peças de reposição para algumas posições, o objetivo é que os caciques cheguem em condições de buscar vitórias desde a primeira rodada do Clausura, com o melhor que houver à disposição, dando fim ao retrospecto negativo deixado pelo último treinador e buscando recuperar a confiança dos jogadores o quanto antes.

HASHTAG.png

Link to post
Share on other sites
Victor Duque

Muito bom poder conhecer melhor uma liga pouco explorada. Ansioso para saber mais sobre a competição local!

Mosquera me surpreendeu, pelo que vimos deve ter uma excelente chegada no ataque. Boa sorte!

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
13 horas atrás, Victor Duque disse:

Muito bom poder conhecer melhor uma liga pouco explorada. Ansioso para saber mais sobre a competição local!

Mosquera me surpreendeu, pelo que vimos deve ter uma excelente chegada no ataque. Boa sorte!

Sem dúvidas! A melhor parte de jogar nessas ligas é buscar informações sobre os clubes, rivalidades locais, etc. Sempre achei isso muito legal!

Mosquera é um jogador bem completo, também me impressionou. Será muito útil aos caciques!

Valeu, Duque!

Link to post
Share on other sites
Cadete213

boa sorte na Nicarágua. Desconheço a Liga e será interessante acompanhá-la, se bem que o contrato seja só de 6 meses.

Link to post
Share on other sites
mfeitosa
6 horas atrás, Cadete213 disse:

boa sorte na Nicarágua. Desconheço a Liga e será interessante acompanhá-la, se bem que o contrato seja só de 6 meses.

Valeu, Cadete! O objetivo nesses 6 meses será chegar ao menos ao final do Clausura com os caciques e aguardar se a diretoria terá interesse em ampliar o contrato do Wanchope.

Link to post
Share on other sites
schacoffee

Partiu conhecer a Nicarágua. Peace.

spacer.png

"Barney, aquele não é meu pai."

Link to post
Share on other sites
Nei of

Boa sorte nessa nova empreitada.

Muitas tretas pela frente.

Link to post
Share on other sites
  • mfeitosa changed the title to Wanchope: Soy Loco Por Ti América - "El Monstruo Verde" (09/06)

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Similar Content

    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      Banner by @Tsuru
      Com o FM 2021 comprado na quinta feira, decidi trazer este save para a versão mais atual do game, pois minha ideia seria me manter no FM 2019 entretanto, devido a uma excelente promoção acabei comprando o 21.
      A minha ideia sobre este save é basicamente aprender a jogar na MLS, visto que é uma liga muito restritiva e com detalhes na hora de contratar jogadores e inscrever eles na competição.
      E porque o Cincinatti? Basicamente por ter sido a pior equipe nas temporadas 2019 e 2020 e na lanterna na atual temporada. 
      Links úteis 
      Ligas Carregadas: Idealmente gostaria de ter carregado mais algumas ligas europeias, porém a diferença de velocidade para a versão 2019 é grande, qualquer coisa acima de 30k jogadores a velocidada estimada cai para 1 estrela.
      FC Cincinatti: Tela de resumo com infos sobre estádio, reputação, etç.
       

       
       
       
    • six_strings
      By six_strings
      Boa tarde/Bom dia conforme a vossa localização geográfica atual.
      Alguns de vocês conhecem-me, não só do forum português CM PORTUGAL, mas se calhar também daqui do FM BRASIL, pois à cerca de 11 anos atrás, andava também por aqui a mostrar os meus Saves.
      Por influência do meu amigo @Cadete213 e relembrando alguns velhos conhecidos como o @ggpofm e o @LC (que também anda na tuga) decidi voltar a postar aqui, pois isto anda bem mais animado do que lá em Portugal.
      O Save será na versão FM2021. Após quase mês e meio a jogar a conclusão que chego é que este FM veio elevar a experiência como manager para outro patamar. A experiência no "Banco" está mais realista que nunca. De resto, as conferências de imprensa são outra melhoria e a interação com jogadores, equipa técnica e jornalista a telefonarem-te está em grande nível também. O resto é mais do mesmo que a gente gosta com mais ou menos Make-Up, possibilitando também outro prazer renovado de jogar este jogo. 
      Eu frequento outro fóruns e vejo algumas publicações e vídeos, um pouco à semelhança com a vida real, podemos todos sempre aprender alguma coisa com os outros, na vida real são os cursos e estágios até com treinadores de renomes, que fazem com que muitos treinadores evoluam e progridam na sua carreira, costumo sempre pensar no Carlos Carvalhal e na forma como tem gerido a sua carreira, é um exemplo, e na minha opinião um dos melhores treinadores portugueses.
      Mas chega deste introito, que apesar de necessário já vai longo. Decidi iniciar um conjunto de saves, calma, não é tudo ao mesmo tempo, se bem que alguns poderão ser simultâneos, quer na postagem quer no jogar. 
      Esse conjunto de saves terá um nome específico e comum a todos os saves, se bem que depois poderá ser ramificado para objetivos mais específicos. Assim os conjuntos de saves serão:
      The Fallen Giants Series 
      Kaiserslautern
      Vitória de Setubal
      Sunderland
      Cruzeiro
      Cobreloa
      Pro Vercelli
      Corunha
      The Homegrown Series
      Tromso
      Alverca
      Atalanta
      Grasshoper
      FC Sochaux
      Lower League Series
      Yeovil
      Akademisk
      Queen's Park
      SS Monopoli
      IF Brommapojkarna
      England Challenge Series
      Reading
      York City
      Cristal Palace
      Southend United

      Para já este são os clubes que em cada um dos conjuntos de save planeio treinar. Obviamente não é uma decisão estanque e se alguém tiver alguma sugestão para qualquer das categorias, são bem aceites.
      FALLEN GIANTS - Neste conjunto de saves vou tentar devolver ao clube em questão a glória e os êxitos do passado e quem sabe mais ainda. Devolver o clube ao palcos onde já brilhou.
      Não tem que necessariamente ter sido campeão no passado, ou ter ganho muitos troféus, mas em cada situação o clube em causa já foi uma referência a nível Nacional, ou internacional ou mesmo continental, e caiu em desgraça e viu-se arredada dos grandes palcos, quer tenha sido recentemente ou já à muitos anos.
      THE HOMERGROWN - Neste conjunto de saves vou tomar conta de clubes que não sendo no seu país ou internacionalmente grandes clubes, possuem boas instalações para jogadores jovens e formam bons jogadores que mais tarde acabam sempre em clubes maiores. O Objetivo é aproveitar essa matéria prima e fazer crescer esses jovens e ajudar a crescer o clube.
      THE LOWER LEAGUE - Como o nome indica é o tradicional LLM, de pegar numa equipa nos escalões inferiores e trazê-la até ao topo. 
      ENGLAND CHALLENGE - Saves específicos em Inglaterra, temos o que é preciso para destronar os BIG SIX? Clubes que têm história e nome em Inglaterra, mas nunca o conseguiram. Existem muitos, dirão vocês, é verdade, mas também é verdade que é muito difícil conseguir vencer a EPL, e é esse o principal desafio aqui.
      COMUM A TODOS OS SAVES
      - As habilitações do treinador serão baseadas no que o jogo me aconselhar para o clube em questão - As tarefas de treino serão geridas por mim.
      - As táticas serão desenvolvidas por mim, contudo e como disclaimer quero aqui deixar já esclarecido que para além da experiência que já tenho de jogar FM e CM à 25 anos, vamos sempre aprendendo não só em fóruns, vídeos e publicações. Assim apesar de minha, a inspiração é um pouco o apanhado disto tudo. À 25 anos atrás não havia a complexidade de posições, roles, e atributos que existe hoje, e a forma como cada atributo influencia os outros é preciso muito tempo e dedicação para termos a compreensão total disso. E a personalidade do jogador, e do Staff? Isso era conversa para mais duas horas.
      - Os atributos dos jogadores estão visíveis, contudo não irei dispensar o trabalho e opinião dos olheiros, que farão uma primeira abordagem e análise, e posteriormente tomarei decisão.
      - Todo o staff será criteriosamente selecionado por mim. Já falei da personalidade do Staff? Após a seleção inicial de staff, se o clube permite ter Diretor Técnico, vou a seguir deixar nas mãos dele a subsequente renovação de contratos e outras tarefas que lhe podem ser atribuídas.
      - O Save termina quando eu bem entender, ou então por ter sido despedido de determinado clube.
      LIGAS ATIVAS E VISIVEIS
      Para evitar que ao longo dos ano com o avançar do save, o número total de jogadores vá decrescendo significativamente (algo já reconhecido pela SI), além das ligas dos país do clube onde vou treinar, irão estar ativas as ligas principais de grande parte dos países a nível mundial, e as ligas inferiores será pelo menos visíveis. Isto vai obviamente provocar um aumento exponencial de jogadores na base de dados, mas também assegura que existirá uma produção normal de Regens, vindos de toda a parte do mundo, da Noruega à Malásia, da Africa do sul até ao Chile. Perceberam a ideia.
      E pronto o texto já vai longo. Espero que vos consiga entreter um pouco e que continuem a jogar e a postar os vossos saves, com os quais todos aprendemos um pouco.
      Mais Novidades Em Breve.
    • Cadete213
      By Cadete213
      Olá a todos. Sou novo por cá, mas sou um dos veteranos do CMPT (o fórum FM em Portugal), onde me registei em 2006. Gosto de apresentar os saves com mais base nas imagens do que nos textos, mas não esperem muito em termos de grafismos 😁
      Meu nome é Fábio, mas sou conhecido como Cadete, devido ao antigo jogador de futebol do Sporting e Celtic (entre outros), Jorge Cadete. Sou natural do Funchal, Ilha da Madeira. Ou seja, sou da mesma cidade do Cristiano Ronaldo.

      Sempre fui fã de futebol e minha equipa favorita é o Arsenal. Muito novo comecei a jogar nas camadas jovens do CS Marítimo, e por lá fiquei até aos 17 anos. Pelo caminho, fui campeão regional várias vezes e cheguei a jogar contra o grande CR7, quando este ainda vestia as cores da camisola do CD Nacional. A melhor época que tive, foi nos sub-17, quando terminamos a época sem derrotas (20 vitórias e 2 empates). De seguida, disputamos a fase nacional, onde defrontei o Sporting CP, Barreirense e Campomaiorense. Estes dois últimos, já viveram dias melhores e o Campomaiorense, na altura, jogava no Tugão.

      Nos sub-19, decidi sair do clube da minha infância e fui jogar no clube da terra da minha mãe, o CD Ribeira Brava, que tem como maiores rivais, o Pontassolense. Passei dois anos fantásticos no clube e vencemos o primeiro troféu do clube, nas camadas jovens, a Taça da Madeira. Na final, derrotamos o CF União. Lembro-me muito bem desse jogo. Marquei o primeiro golo e o resultado final foi 4-2. No final, festejamos imenso e levamos a Taça para a nossa "terrinha". Isto foi na primeira época. 
      Na segunda época, fui chamado à equipa principal, para fazer a pré-época. O CD Ribeira Brava disputava o Campeonato Nacional de Séniores e ainda joguei um amigável contra a equipa B do Marítimo, uma casa que conhecia muito bem. Fiz a época nos sub-19 e fui o melhor marcador da equipa. Nos séniores, ainda fui emprestado ao São Vicente, mas infelizmente, devido a um problema de saúde no sangue, abandonei o futebol e a carreira de jogador.

      A vida seguiu e comecei a trabalhar. Acabei os estudos à noite, onde conheci minha parceira. Passados 15 anos ainda estamos juntos. Mudou a minha vida para muito melhor e vivemos juntos na sua terra, o Jardim do Mar. Uma pequena vila no sudeste da Ilha da Madeira, com 200 habitantes. Mas não se deixem enganar pelo seu tamanho, pois é conhecida a nível mundial, devido ao surf. A modalidade chegou tarde à Madeira, nos anos 90. Começou então a ser divulgada e de repente, tínhamos surfistas do mundo inteiro a visitar a ilha, que rapidamente se tornou conhecida como  o "Hawai da Europa". 
      Minha sogra tem uma Residencial a Casa da Cecília, que recebeu os primeiros surfistas na ilha e a minha parceira foi a primeira mulher a surfar na Madeira. Os mais famosos surfistas portugueses passaram por cá várias vezes, houve um Billabong Contest no final dos anos 90, Garrett McNamara também já esteve na Residencial da minha sogra e Grant "Twiggy" Baker, campeão mundial de ondas grandes, é um regular por aqui. Gosta de ir ao Jardim do Mar treinar, antes da etapa da Nazaré, em Portugal Continental.

      Em 2008, decidimos emigrar e passamos o Verão em Cagnes-Sur-Mer, no sul de França. Trabalhamos num camping e os donos tornaram-se na nossa segunda família. Sempre que podemos, fazemos uma visita e vice-versa. Aprendi a falar francês, o que é sempre bom no mundo do trabalho. Depois deste magnífico Verão, acabamos na Ilha de Jersey. Uma dependência da coroa Britânica. É uma ilha offshore, ou seja, um paraíso fiscal, que goza de uma certa independência e tem o seu próprio governo. No entanto, o poder supremo é a raínha de Inglaterra.
      A comunidade portuguesa é grande e equivale a cerca de 10% da população local. Brasileiros tem poucos e só conheço 2. 
      Trabalhei vários anos na loja de um campo de golfe, e comecei a praticar este desporto. Tornou-se um dos meus passatempos favoritos e cheguei a fazer parte da equipa que se tornou campeã de Jersey, indo de seguida à ilha vizinha de Guernsey, jogar pelo título de campeão das Ilhas do Canal. Infelizmente perdemos.

      Vida que segue (como diz um amigo meu cá do fórum), e como trabalhava aos fins-de-semana, não pude jogar futebol. Dediquei-me então ao Futsal, que por cá é amador. Aliás, em Jersey, a única equipa profissional que há, é o Jersey Reds. Uma equipa de râguebi que disputa o segundo escalão do râguebi inglês. No futsal, joguei em 2 equipas locais. Fui campeão duas vezes e venci a taça uma vez. O futsal aqui é diferente e as regras também. Tanto, que ainda chamam de 5-a-side, não podemos entrar na área do Guarda-Redes e a bola não pode subir acima da altura dos ombros. Coisas dos ingleses.

      Após vários anos no campo de golfe, consegui um emprego no HSBC, um dos maiores bancos a nível mundial. Sendo Jersey um paraíso fiscal, a sua economia é movida pelo mundo das finanças. Vários são os bancos que cá estão, incluíndo Royal Bank of Canada, Lloyds, Santander, CitiBank ou Natwest. Além destes, tem outros bancos privados e muito dinheiro passa por cá. De vez em quando, entra nas bocas do mundo por eventuais branqueamentos de dinheiro e abrem-se investigações. É um mundo à parte.
      O HSBC Expat e o HSBC Channel Islands e Isle of Man, têm cá a sua sede e é lá que trabalho. Fui Product Manager e agora sou Operational Support Manager. 

      Trabalhar no banco libertou-me os fins-de-semana, e voltei ao futebol de 11. Como ja estava a chegar aos 35 anos, decidi jogar nos veteranos. Fui convidado para jogar no St Paul's FC, que é o maior clube da ilha. Aceitei logo e na primeira época fomos campeões, só com vitórias. Não perdemos nenhum ponto. Época de sucesso e apenas não vencemos a Taça de Veteranos, pois esta foi cancelada devido ao Covid-19. Começamos a segunda época, e até ao momento nao perdemos nenhum jogo. Queremos ser bi-campeões, sem derrotas. 
      Como ainda estou para as curvas, tenho feito alguns jogos pela equipa de reservas, onde a minha experiência é essencial para ajudar os mais jovens. Disputam a 3ª e última divisão de Jersey, e permite-me ir mantendo a forma ao jogar contra os mais novos.

      E por aquí fica a realidade do save. Aproveitei para me apresentar e assim ficam a me conhecer um pouco melhor. Daqui em diante, entraremos na ficção e na parte divertida do save. Adoro viajar e já estive em 5 continentes. Só me falta mesmo visitar a América do Sul.
      Trabalhando no HSBC, irei aproveitar esse facto para dar andamento a este save e irei baseá-lo nisso mesmo, a oportunidade de poder viajar pelo trabalho. 
       

       

       

       
    • Ibarra
      By Ibarra
      É com muita alegria, prazer, esforço e dedicação que continuarei a postar muita coisa bacana para este fórum com o FManager Brasil Ultimate Update agora e em breve, ou seja: a partir do dia 24 de Novembro, dia do lançamento do FM21 irei soltar a primeira atualização desde o Campeonato Brasileiro Série A até as divisões regionais do Brasileirão, além de Ligas e Copas do Brasil e do Mundo Inteiro juntamente com os elencos dos times nacionais e internacionais atualizados.
      Bom galera desta vez o Brasil Ultimate Update vai ser de maneira diferente, ou seja: vai ser o Brasil em formato europeu, eu decidi fazer assim o update devido aos jogos acumulados dos estaduais que ao meu ver acaba por enjoar os saves no Brasil, por isso decidi retirar os estaduais e manter as seguintes ligas e copas no update, vejam abaixo:
      Brasileirão Série A Brasileirão Série B Brasileirão Série C Brasileirão Série D Brasileirão Divisões Inferiores Copa do Brasil Supertaça do Brasil Países fundamentais são: Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Tailândia, Qatar, Bolívia, Equador, Paraguai, Venezuela. Outros conteúdos também foram inseridos, como lesões e suspensões retiradas, cores reais dos clubes brasileiros e muito mais.
      Peço também desculpa pelos incômodos causados pq eu ontem estava enfrentando "crash dumps" no jogo e não pude mandar o download como prometido.
       
      Tutorial de Instalação: extraia o arquivo .RAR para a seguinte pasta
      🗂️ C:\documentos\sports interactive\football manager 2021\editor data
       
      Download Liberado e Atualizado até dia 16/06/2021 compatível com a DLC 21.4.
      Vale também lembrar que as transferencias do Mercado da Bola serão feitas diariamente a partir de 2021.
      Escolher a Liga da India para jogar no Brasil a partir do dia 21/12/2020
      ⬇️FM21 FManager Brasil Ultimate Update (by Ibarra) Atualização (16/06/2021) - Atualizações - FManager Brasil
       
      Agradecimentos
      FMSortitoutsi.net (pelo arquivo das transferências de jogadores e staff)
      RodrigoFec (cores reais dos clubes brasileiros)
      pr0 (acessos e rebaixamentos + coeficientes da UEFA 21/22)
      Dodgee's Gamers (MODS da Eurocopa 2020 + Copa América 2021)
       
      Bom Divertimento !
    • Johann Duwe
      By Johann Duwe
      A cada lançamento do Football Manager a comunidade do jogo se une e cria alguns novos desafios, muitos deles focados em objetivos e clubes/países específicos, porém a grande maioria dos jogadores prefere os desafios mais antigos, posso citar um grande exemplo em que eu mesmo me envolvi em duas ocasiões que é o Desafio Pentágono (Pentagon Challenge), que consiste em vencer as cinco principais competições continentais.
      Outro famoso desafio é o Desafio dos Jovens (Youth Challenge) feito algumas vezes aqui no Fórum por alguns usuários, sendo que agora acredito que somente  o @ElPerroMG esteja fazendo ele e há ainda o Journeyman que eu não estou habituado e não sei explicar exatamente como ele funciona, o Dafuge Challenge que também não tenho ideia do processo, existe o Ferguson Challenge que consiste em pegar a equipe situada na 19º posição da Premier League,  no dia 06/11 e levar ela a glória.
      Por fim, existe o British & Irish Challenge que consiste em vencer títulos nessa região. Existe uma variação dele chamada British & Irish Steel Challenge que consiste em vencer absolutamente todas as competições nos países selecionados, porém não é o que eu farei, irei fazer o desafio mais simples.
      E no fim das contas, eu fiquei entre o Desafio do Pentágono e este, porém como eu já havia feito o outro em duas ocasiões, acabei decidindo por este desafio.
       

       
      Ligas Carregadas - Todas do Reino Unido + Irlanda e com as principais ligas europeias em "Ver Apenas".
      Atributos do Treinador e Perfil - Usando o sobrenome de uma das maiores escritoras que este mundo já viu, começarei desempregado e com os piores atributos possíveis.

      Acima temos as vagas disponíveis neste momento, a equipe do Bradford City está claramente longe do meu alcance neste momento, possivelmente até o time do Institute por se tratar de um clube em divisão de topo talvez não dê muita atenção para mim, mas irei também enviar meu currículo para lá, assim como para o Aberystwyth Town.
      Dois ou três dias se passaram e como previsto, o Institute não me deu atenção, mas a equipe de Galês entrou em contato e mandou essa proposta, que foi prontamente aceita.

      PS: Agora que me lembrei, o País de Gales no FM 2019 tem apenas uma divisão jogável, ao contrário do FM 2020 e provavelmente do 2021.
×
×
  • Create New...